Vous êtes sur la page 1sur 1

Informe Publicitário

PRESIDENTE: LEYLA NASCIMENTO - VICE-PRESIDENTE: ELAINE SAAD N0 1112 - ANO 23 - QUINTA-FEIRA, 18 DE FEVEREIRO DE 2010

GESTÃO

Unidos pela integração


om a missão de promover a integração e dar digma para o desenvolvimento da associação no Nordeste; nos deparamos com casos assim no mica, mas, em contrapartida, exercem a função
C suporte e apoio às ações das 23 ABRHs distri-
buídas pelo país, cinco voluntários assumiram, no
território nacional. “Trata-se do conceito de inver-
são da pirâmide. Na atual gestão, as seccionais e
Brasil inteiro”, ressalva, reforçando que esse é um
momento de desafios e de muito trabalho. “Mas
há pouco tempo.
Pelo Sudeste, o diretor Cícero Andrade acre-
início do ano, a Diretoria Regional de Integração da suas regionais ocuparão o cume da pirâmide da teremos uma colheita farta mais tarde”, afirma. dita que a ABRH está bem consolidada na região,
ABRH-Nacional. No triênio 2010-2012, eles vão ABRH-Nacional, serão as protagonistas da histó- As seccionais do Norte também anseiam por tanto no que se refere à cobertura dos Estados,
contribuir com a associação no fortalecimento de ria no novo triênio, com o entendimento de que a transformações. Elane Medeiros, que assumiu a como à forte atuação e contribuição das suas sec-
seus pilares estratégicos – Associatividade, sua soma perfaz o sucesso da entidade nacional- diretoria da região, diz que os associados das cionais no cenário nacional. Sua proposta para o
Representatividade, Sustentabilidade e Visibilidade mente e a efetiva contribuição com o desenvolvi- ABRHs querem respostas mais rápidas no tocante crescimento e desenvolvimento da associação em
–, visando a agregar valor à marca ABRH, oferecer mento da área de RH, bem como do país.” à profissionalização de RH. Ela acredita que a todo o país é a disseminação das melhores práti-
excelência nos serviços prestados aos associados Ele acredita que, com isso, as seccionais do Sul principal contribuição das seccionais será melhor cas em RH e gestão de pessoas, não só entre as
e promover conhecimento para a sociedade em têm muito a contribuir, porque suas práticas em instrumentalizar os profissionais da área, detec- seccionais do Sudeste, mas entre todas as regiões.
geral. E isso, em todo o Brasil. gestão de pessoas estão sintonizadas com o tando suas necessidades por meio de pesquisas, “Somando, a gente consegue uma ABRH muito
Além da missão, eles têm em comum o forte conceito contemporâneo de governança corpora-

LUIZ ALONSO

LUIZ ALONSO

LUIZ ALONSO

LUIZ ALONSO

ALEXANDRE DINIZ
entusiasmo com o trabalho que vem pela frente. Na tiva. “É evidente o maior reconhecimento por parte
avaliação de Marluce Dezorzi, que assumiu a dire- dos empresários sobre a importância estratégica
toria do Centro-Oeste, a região vive um grande da eficaz gestão de pessoas para os resultados
momento de crescimento, o que deverá se reverter, sustentáveis do seu negócio”, enfatiza.
também, em uma oportunidade ímpar para as A pirâmide invertida é a principal inovação do
seccionais nela instaladas. “O desenvolvimento projeto VALORH, desenvolvido pela nova gestão da
das capitais e o franco crescimento de municípios ABRH-Nacional, e tem gerado muita expectativa
da região exigirão das empresas um movimento nos diretores regionais, interessados não apenas
O time da nova diretoria: Andréa Carnaúba, Jefferson Leonardo, Cícero Andrade, Marluce Dezorzi e Elane Medeiros
positivo na otimização de seus processos e tecno- na integração entre os Estados da região de sua
logias, mas, principalmente, profissionais alta- responsabilidade, como entre todas elas. como a que foi realizada no início de 2009, melhor em todo o Brasil. E, nesse ponto, embora
mente capacitados e competentes para atender as Buscar o alinhamento das seccionais respei- pela ABRH-AM em parceria com a empresa tenhamos assumido o cargo há pouco tempo,
exigências do mercado.” tando suas diferenças é o grande desafio na visão Perspectiva e o Cieam (Centro das Indústrias do Es- posso dizer que já começamos muito bem a troca
Ela frisa que, para enfrentar esse desafio, os da diretora do Nordeste, Andréa Carnaúba. Ela tado do Amazonas). O levantamento apontou que, de experiência, porque existe um espírito de
profissionais das áreas de RH e de gestão de pes- conta que, comparando com dez anos atrás, a nas empresas amazonenses, aqueles que estão à cooperação muito forte entre todos os integrantes
soas devem se preparar para dar assessoria aos gestão de pessoas passou por muitos avanços no frente das ações de RH têm boa formação acadê- da diretoria”, finaliza.
gestores, o que cria a oportunidade definitiva de Nordeste e as ABRHs locais têm contribuído de
uma atuação exitosa das ABRHs do Centro-Oeste forma efetiva para isso. “É cada vez maior o nú-
e, consequentemente, do fortalecimento da asso- mero de pessoas em busca de aprendizado nos SECCIONAIS EM AÇÃO
ciação em âmbito nacional. nossos eventos. Esse crescimento é um caminho
Para Jefferson Leonardo, responsável pela sem volta, mas ainda encontramos organizações
Diretoria sergipana será Administração do tempo no DF
região Sul, a diretoria tem o papel de ser uma ponte que pensam em gestão de pessoas como adminis- empossada á no dia 25, das 15 às 17 horas, no auditório da
facilitadora entre as seccionais e a ABRH-Nacio-
nal, buscando uma significativa mudança de para-
tração de pessoal ou, no máximo, recrutamento e
seleção. Entretanto, esse não é um ‘privilégio’ do A ABRH-SE promoverá, no próximo dia 23, no
Hotel Aquários, em Aracaju, um café da
J FGV, em Brasília, a ABRH-DF promove a 71ª
edição do encontro Associado Falando com
manhã em que será realizada a cerimônia de Associado. O evento contará com a participação
posse dos membros da Diretoria Executiva, do consultor Cleisson Nunes Barbosa, na pales-
TERCEIRIZAÇÃO agora presidida por Igor Coelho Nunes, coorde- tra gratuita A Arte de Administrar o Tempo.
nador de gestão do trabalho da Fundação Hos-
Brasil sediará congresso mundial pitalar de Saúde de Sergipe, e dos Conselhos
Deliberativo, de Administração e Fiscal eleitos
Inscrições:
www.abrhdf.com.br
uarto colocado no ranking dos países que e demais áreas ligadas direta ou indiretamente à
Q lideram o setor de serviços terceirizáveis,
o Brasil foi escolhido pela Ciett (Confedera-
terceirização, o congresso vai abordar, entre seus
principais temas: O estado da arte na contratação
para o triênio 2010-2012. abrhdf@abrhdf.com.br

ção Internacional de Empresas de Trabalho de serviços terceirizados; Terceirização ou servi-


Temporário), que reúne 40 nações filiadas, ços especializados – A estratégia além do nome;
para sediar, pela primeira vez em sua histó- Quando o cliente e fornecedor fazem negociação
ria, o Congresso Mundial de Terceirização e ganha X ganha?; e Trabalho decente com respon-
Trabalho Temporário. sabilidade crescente.
O evento está agendado para acontecer de 26 O evento é promovido pelo Sindeprestem (Sin-
a 28 de maio, no WTC São Paulo, na capital pau- dicato das Empresas de Prestação de Serviços a
lista. No mesmo período e local, além do con- Terceiros, Colocação e Administração de Mão de
gresso, serão realizados o 1º Fórum Brasil de Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São
Relações do Trabalho na Terceirização e Trabalho Paulo), com o apoio da Asserttem (Associação
Temporário, abordando práticas de trabalho, pla- Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis
nejamento e legislação, a Conferência Anual da e de Trabalho Temporário) e da ABRH-Nacional, e
Ciett e uma feira de negócios com produtos e ser- conta com a parceria das principais entidades
viços para as empresas do setor. nacionais e internacionais do seu setor.
Destinado a empresários e profissionais do
setor, profissionais de RH, tomadores de serviços, Informações e inscrições:
advogados trabalhistas, consultores, contadores www.ciett2010.com.br

PESQUISA
A carreira feminina da geração Millenium
ma pesquisa on-line, realizada nos Estados Um terço das participantes disse acreditar
U Unidos pela consultoria Accenture em no-
vembro passado, revelou que quase 94% das jo-
que vai chegar ao topo. Ainda assim, quando
perguntadas sobre o que realmente é importante,
vens acreditam que terão uma carreira grati- 66% citaram a vida familiar e quase metade
ficante, com equilíbrio entre a vida profissional e (46%) afirmou que possui uma vida profissional e
pessoal. No levantamento, feito com mil mulheres pessoal equilibrada.
de 22 a 35 anos, 66% disseram que sucesso é tra- A pesquisa também mostrou que está cres-
balhar com algo que tenha significado e 59% apon- cendo o número de mulheres nos cargos de
taram a necessidade de manter o equilíbrio entre liderança. Apenas 20% relataram a falta de
vida pessoal e profissional. mulheres no C-suite (grupo de executivos que tem
No que se refere às características neces- em seu título a palavra Chief, como CEO e CFO) e
sárias em uma líder, 70% citaram “manter nos conselhos de administração das empresas.
equilíbrio entre trabalho e vida”, seguido por Mesmo assim, disseram as entrevistadas, alguns
“ser flexível” (66%) e “ser capaz de fazer a di- estereótipos, como a cultura corporativa que
ferença” (64%). favorece os homens, ainda persistem.

Publicação da ABRH-Nacional – Associação Brasileira de Recursos Humanos


Rua General Jardim, 770 - 7º andar - cj 7D - CEP 01223-010 - São Paulo - SP
Tel. (11) 3124-8850 - Fax: (11) 3124-8867 - E-mail: abrh@abrhnacional.org.br
Fale com a presidente: leyla.nascimento@abrhnacional.org.br
Site: www.abrhnacional.org.br - Editora: Thais Gebrim (Mtb 13.743)