Vous êtes sur la page 1sur 44

IOIOIOIOIOI

LISBOA
TURISMO DE
GRANDE PLANO
CHAPITÔ RIMA
COM TERESA RICOU

POR QUE TE AMO LISBOA?


OS TURISTAS
RESPONDEM

TURISMO EM REDE
O FUTURO
QUE NOS LIGA

N.º 74
Fevereiro
2010

OBSERVATÓRIO
DO TURISMO
DE LISBOA Janeiro
2010
Índice LISBOA
0000
No Interior

TURISMO DE LISBOA | 1
IOIOIOIOIOI

2 | TURISMO DE LISBOA
DESTAQUES

Tendências 4
A Internet é um caminho cada vez mais percorrido pelos agentes
turísticos. Aproxima-os de um novo universo de potenciais
clientes.

Editorial, por Mário Machado 6


Solidariedade com a Madeira e esperança numa recuperação tão
breve quanto possível.

Nacional 7
O Turismo em diferentes latitudes tendo Lisboa como pano de
fundo. A tempo, ponto de partida e ponto de chegada.

Tesouros 16
Foi lançada a primeira pedra do novo Museu dos Coches, um
espaço que nos convida a viajar pelo Tempo.

Entrevista 18
A mentora do sonho Chapitô abre-nos as portas da escola para
todos: Humana e Artística.

Observatório 23
Os resultados estatísticos da hotelaria da Cidade de Lisboa,
da Grande Lisboa e da Região no mês de Janeiro de 2010. O
movimento no Aeroporto de Lisboa, o mercado de Cruzeiros e o
Golfe na Região.

Boletim Interno 31
Turistas estrangeiros elegem Lisboa pela imagem da cidade e
pela boa relação preço-qualidade.

Lisboa vista de fora 36


A Lisboa de Fernando Pessoa continua a encantar. Que o digam
os italianos.

Market Place 39
Uma caixinha de surpresas na qual se guardam notícias,
propostas, dicas e sugestões dos associados.

Notas Finais 50
O Plano Estratégico para os Museus é inovador e estruturante.

TURISMO DE LISBOA | 3
TENDÊNCIAS

Redes Sociais e o Turismo em Portugal

FUTURO PRESENTE
Com a crescente utilização da Internet por parte
do cidadão, os próprios agentes turísticos perceberam
que podem estar mais perto dos seus potenciais
consumidores, ao interagirem directamente através
de plataformas como o Twitter.

4 | TURISMO DE LISBOA
Pedro Mamede
Pós-Graduação Marketing de Eventos e Produtos Turísticos, U.B.I.
http://www.facebook.com/pedromamede
http://twitter.com/pedromamede

A mensagem menos positiva, a fotografia menos sugestiva, poderá levar ao


total fracasso de um produto turístico, sendo bastante importante, por parte
dos agentes e instituições turísticas, estarem constantemente atentos ao que vai
sendo publicado nas redes, existindo, neste momento, plataformas que ajudam
a procurar de forma fácil e objectiva, tudo aquilo que se vai dizendo acerca de
um determinado hotel, restaurante ou até local turístico.

Como player na área do Turismo na Serra experience marketing, sem dúvida que faz
da Estrela, marketeer e entusiasta fervoro- todo o sentido que os agentes turísticos
so da Web 2.0, e em particular do social- estejam perto dos consumidores. Locais
network, observo - com bastante atenção e turísticos, experiências inovadoras, bem
de modo participativo - as mudanças que como momentos inesquecíveis, atraem a
estão a surgir no modo como o Turismo atenção de muitas pessoas fazendo com
em geral, bem como os agentes envolvi- que se fale sobre eles nas redes sociais,
dos em particular, acompanham o fenó- desvendando assim, por vezes, novos pro-
meno das redes sociais. dutos turísticos, desconhecidos até então.
As redes sociais na Internet são, sem dúvi- O próprio consumidor torna-se o principal
da, um fenómeno que veio para ficar. Ten- veículo de promoção dessas experiências,
do como base a interacção e a troca social ao divulgar a sua opinião nas diferentes
entre as gentes (genericamente indivíduos plataformas disponíveis, bem como foto-
ou organizações) que se encontram liga- grafias e vídeos desses momentos que o
das entre si através de um ou mais tipos marcaram, partilhando com os diferentes
de interdependências – como valores, vi- amigos e followers nas diversas redes. No
sões, ideias, trocas financeiras, amizade entanto, há a salientar o facto de que “nem
e negócios –, as redes sociais deixaram tudo são rosas” na fácil e rápida prolifera-
de ser apenas um espaço para encontrar ção de imagens e mensagens através das
amigos perdidos no tempo. Plataformas redes sociais. Consultar periodicamente os
como o Facebook, Hi5, Flickr e, mais re- tradicionais motores de busca, tais como o
centemente, o Twitter, servem agora para Google ou Bing, torna-se bastante útil para
comprar ou vender produtos, trocar con- assim ficar a saber o que se vai publicando na
tactos e experiências de viagens, apresen- Internet. Com a utilização do Twitter Search
tar estratégias e oportunidades de negócio poderá ficar a saber tudo aquilo que foi e
e, até mesmo, promover o Turismo. está a ser publicado no serviço de micro-
De facto, este é um dos sectores mais bloging Twitter. Com o crescente aumento
criativos no marketing Web interactivo. de utilizadores das redes sociais, torna-se
Estes são, apenas, alguns exemplos da cada vez mais importante, por parte das
panóplia de fins que os portugueses dão, marcas e instituições, utilizarem as estraté-
actualmente, às redes sociais na web. gias certas para que os seus objectivos se-
Espaços virtuais, que permitem muito mais jam, na realidade, alcançados. Constatando
do que interagir com amigos ou familiares, o fenómeno a nível global verifica-se, sem
já que propiciam a partilha de interesses dúvida, que os actores do panorama turísti-
e actividades comuns, que depois podem co em Portugal estão no bom caminho no
ter efeitos no mundo real. Organizações relacionamento com o fenómeno das redes
institucionais já aderiram a estas novas sociais, podendo mesmo, em alguns casos,
formas promocionais das regiões turísti- serem considerados como uma referência
cas onde estão inseridas. Com o mercado mundial na maneira como interagem com
em expansão, e o recente fenómeno de os seus seguidores.

TURISMO DE LISBOA | 5
EDITORIAL

Mário Machado
Presidente Adjunto do Turismo de Lisboa

Solidariedade com a Madeira

As minhas primeiras palavras deste Edito- um destino turístico que exceda as suas “Uma palavra de
rial são de solidariedade para com a Ma- expectativas. solidariedade à Madeira”
deira, violentamente fustigada por uma A imagem da cidade e a relação preço/
intempérie que fez dezenas de vítimas qualidade são alguns dos “segredos” con-
e centenas de desalojados, deixando um fessos deste sucesso, expresso por uns
“Imagem da cidade e a
rasto de dor, destruição e incredulidade. elucidativos 99 por cento dos turistas relação preço/qualidade
As imagens que nos continuam a chegar estrangeiros que responderam ao último são ´segredos´ confessos do
são chocantes mas, simultaneamente, inquérito ao grau de satisfação elaborado sucesso de Lisboa”
reveladoras de uma coragem e de um pelo Observatório do Turismo de Lisboa.
sentido de entreajuda a todos os títulos Não sendo novidade, mas motivo de
“Lisboa Gourmet no
notável. Desde a população anónima às sobejo orgulho, o destino continua a dar
entidades regionais e nacionais, às diver- que falar, e bem, em jornais tão presti-
The New York Times”
sas organizações de ajuda a operar no giados como o The New York Times, que
terreno, e em particular a quantos per- apresenta um retrato da Lisboa Gourmet,
deram familiares e amigos, todos estão a onde o autor identifica chefs e restauran-
dão o seu melhor, de forma genuína. tes que primam pela criatividade.
Os esforços de limpeza, recuperação e Nota também para o Chapitô, uma casa
reconstrução em curso, levam-nos a acre- de artes e culturas, projectada e edifi-
ditar que num breve, ainda que penoso, cada a partir do sonho de Teresa Ricou,
espaço de tempo, a Madeira voltará a que deu forma a uma escola para todos,
destacar-se como nos habituámos a ad- onde a vertente humana se cruza com a
mirá-la: uma verdadeira força da Nature- artística.
za e um dos principais destinos turísticos Destaque ainda para o lançamento da pri-
nacionais. meira pedra do novo Museu dos Coches,
em Belém, a nova casa de algumas das
preciosidades únicas que nos recordam,
Lisboa, com os seus segredos confessos através de coches, berlindas e carruagens,
e encantos mil, apraz-nos constatar que entre outros veículos de tracção animal,
continua a surpreender desde o mais meios de transporte que precederam o
informado ao mais aventureiro dos tu- automóvel. Certamente um desafio irre-
ristas que a demandam em busca de cusável para uma viagem no Tempo.

6 | TURISMO DE LISBOA
NACIONAL

Marca eleita por Michelle Obama

LISBOA “VESTIDA” PELA J. CREW


Lisboa foi a cidade escolhida para apre- gentilmente “emprestada” por resi-
sentar e fotografar o catálogo da colecção dentes.
de Primavera da conhecida marca de ves- A Baixa, o Bairro Alto, Alfama, o Príncipe
tuário norte-americana J. Crew, a preferi- Real, o eléctrico N.º 28, mas também Óbi-
da da primeira-dama dos Estados Unidos dos e a Praia da Adraga, em Sintra, foram
da América, Michelle Obama. A produ- alguns dos locais escolhidos como cenário
ção está disponível no site da empresa, para as fotos do novo catálogo de Prima-
www.jcrew.com, acompanhada por dicas vera da J. Crew.
turísticas sobre a capital portuguesa. A marca de vestuário, reconhecida mundial-
No site da J. Crew encontra-se uma mente, comercializa uma grande variedade
apresentação dinâmica e divertida sobre de artigos, roupa e acessórios, que primam
a cidade de Lisboa, através da qual os pela sofisticação e elegância. Os elogios ao
internautas ficam a conhecer algumas vestuário da primeira-dama Michelle Oba-
curiosidades locais, como o significado ma, repercutidos na comunicação social de
de “bica”, do fado, dos pastéis de Be- todo o mundo, permitiram um forte incre-
lém, da calçada portuguesa ou do uso mento nas vendas da empresa.
dos azulejos na Arquitectura. A marca O primeiro catálogo da J. Crew foi lan-
apresenta, ainda, algumas das fotogra- çado em 1983 e, desde então, a marca
fias do novo catálogo, acompanhadas cresceu, tornando-se num dos ícones da
por curiosidades ocorridas durante o América. As suas campanhas publicitárias
ensaio fotográfico como, por exemplo, distinguem-se internacionalmente pelo
o cenário da varanda no Príncipe Real, charme e bom gosto.

Saboreada pelo The New York Times

Lisboa Gourmet
A gastronomia em Lisboa não é só o típico como Ferran Adrià, Alain Ducasse e Eric
bacalhau, defende o jornalista Alexander Frechon (Le Bristol).
Lobrano da Revista T, do The New York Ti- O 100 Maneiras, do chef Ljubomir Stani-
mes, que assina um artigo sobre os novos sic, o Alma, do chef Henrique Sá Pessoa,
chefs e restaurantes gourmet da cidade. e o Manifesto, de Luís Baena, são alguns
Segundo o autor, a gastronomia criativa dos restaurantes referidos para provar a
chegou finalmente a Lisboa e está no “nova” gastronomia gourmet da capital
bom caminho! Esta ideia é, aliás, corrobo- portuguesa.
rada pelo Guia Michelin para a Península A T é uma revista de tendências, distribu-
Ibérica que atribuiu uma estrela ao Res- ída com o conceituado jornal norte-ame-
taurante Tavares, um dos mais antigos da ricano The New York Times, que integra
cidade. Juntamente com o Eleven, estes o melhor da moda, viagens, gastrono-
são os dois restaurantes em Lisboa que mia, design e cultura mundial e que está
integram a prestigiada publicação. agora disponível em www.nytimes.com,
Para esta consagração, como refere o com constante actualização de notí-
autor, muito contribuiu o talento e a cria- cias, novidades do blogue The Moment
tividade do jovem chef do Restaurante e uma melhor integração com as redes
Tavares, José Avillez, que imprimiu uma sociais como o Twitter. Este site é um
contemporaneidade à sua cozinha, mui- complemento das 15 edições anuais da
to inspirada na experiência que adquiriu revista.
com os melhores cozinheiros europeus

TURISMO DE LISBOA | 7
Plano Estratégico do Ministério da Cultura

“MUSEUS PARA O SÉCULO XXI”


O Ministério da Cultura apresentou o Plano Os eixos estratégicos definidos no Plano sustentado da Rede Portuguesa de Museus;
Estratégico dos Museus – “Museus para o abrangem o reenquadramento do siste- uma política coerente e integrada de pre-
Século XXI”, um documento estruturado em ma de gestão dos museus tutelados pelo servação, estudo, documentação e comu-
seis eixos que pretende implementar boas Ministério da Cultura; a inovação de mo- nicação das colecções de bens materiais
práticas de gestão nos museus e palácios, delos de gestão nos museus e palácios do móveis e do património imaterial; e a qua-
sob tutela do Instituto dos Museus e da Con- MC/IMC; uma governança de proximida- lificação profissional e formação académica
servação (IMC). de com os representantes e associações e científica dos recursos humanos do IMC.
Os objectivos deste Plano são contribuir profissionais dos sectores da Cultura, das A sessão decorreu em Belém e contou
para o desenvolvimento cultural dos por- Universidades, da Museologia e da Con- com as presenças da ministra da Cultura,
tugueses e para a atractividade turística servação e Restauro, e com os Municípios, Gabriela Canavilhas, do secretário de Estado
do país, através da inovação dos modelos as Regiões Autónomas, entidades públicas, da Cultura, Elísio Summavielle, e do director
de gestão utilizados nos museus e palá- dioceses, Misericórdias, Fundações e outros do Instituto dos Museus e da Conservação
cios do IMC. agentes; a consolidação e o crescimento (IMC), João Brigola.

MONSTRA

REMAKE EM LISBOA
O maior e mais antigo Festival de Animação tem como palco principal o Cinema São
de Lisboa, o MONSTRA, está de regresso de Jorge, estendendo-se igualmente por
11 a 21 de Março, para uma edição come- variados espaços da capital, como o Mu-
morativa dos seus dez anos de existência, seu da Marioneta, o Teatro Meridional, a
que promete surpreender o público com um Escola D. Dinis, o Museu Nacional da Etno-
programa bastante diferente dos anteriores. logia, a Fundação Calouste Gulbenkian e o
Em 2010, no âmbito do seu 10.º aniversário Cinema City Alvalade.
e das comemorações do Centenário da Re- Para os mais pequenos, o Festival criou
pública Portuguesa, o MONSTRA tem como a MONSTRINHA, um espaço com sessões
pano de fundo a cinematografia portuguesa para crianças dos 3 aos 6 anos, dos 7 aos
e a retrospectiva diária de todos os países 12, e para maiores de 13 anos. Estudan-
que integraram as anteriores edições do Fes- tes, realizadores e público interessado,
tival. têm a oportunidade de participar em
Actualmente, a animação portuguesa é uma workshops e masterclasses, coordenados
das mais ricas e criativas do mundo, pela di- por vários artistas, professores e investi-
versidade de técnicas, temas e linguagens gadores de renome mundial.
que se caracterizam por uma forte compo- O MONSTRA é uma iniciativa da TRIAXIS,
nente autoral que a demarca das cinema- em parceria com o Teatro Meridional e a
tografias mais sujeitas a pressões estéticas, EGEAC|EM, com o apoio da Câmara Mu-
industriais e comerciais. nicipal de Lisboa, entre outras entidades
Tal como nos anos anteriores, o MONSTRA públicas e privadas.

8 | TURISMO DE LISBOA
NACIONAL

Top Ten Hostelworld.Com

LISBOA A DOMINAR

Living Lounge Hostel Living Lounge Hostel

Rossio Hostel Lisbon Lounge Hostel

Cinco hostels associados do Turismo de Lisboa, entre os quais os distinguidas este ano, mais uma do que em 2009. A distinção vem
três primeiros classificados, lideram o Top Ten dos 2010 Hoscars reconhecer e reforçar a capacidade de atracção deste género de
Awards, os “Óscares” atribuídos pelo website Hostelworld.com. unidades hoteleiras, especialmente vocacionadas para a juventu-
Pelo segundo ano consecutivo, as unidades hoteleiras de Lisboa não só de, projectando a capital portuguesa como um destino atractivo
dominam o Top Ten deste conceituado ranking, como reforçam a sua para o segmento do Turismo Jovem.
liderança com a conquista do pódio, ocupado pelos hostels nacionais O Hostelworld é um site de reservas que dispõe de milhares de
Travellers House (1.º lugar); Rossio Hostel (2.º lugar) e o Living Lounge unidades elegíveis a prémio. Os vencedores são votados pelos
Hostel (3.º lugar). 900 mil clientes do mundo inteiro, que reservam o alojamento
O Lisbon Lounge Hostel e o Lisboa Central Hostel, em 7.º e 8.º online e classificam os hostels em seis critérios: personalidade,
lugares, respectivamente, elevam para cinco as unidades lisboetas segurança, localização, pessoal, divertimento e limpeza.

As Janelas Verdes

ABERTAS AO TOPO DO MUNDO


O hotel de charme As Janelas Verdes, associado do Turismo refúgio com estilo”, o hotel mereceu, igualmente, destaque na
de Lisboa, é a única unidade portuguesa a integrar a lista secção Secret Adress da mesma publicação.
dos 101 Melhores Hotéis do Mundo, editada pelo Tatler Travel Instalado num palacete do século XVIII, junto do Museu Na-
Guide 2010. A revista britânica elege, anualmente, os hotéis cional de Arte Antiga, este pequeno hotel de charme da ca-
que se distinguem por serem “excelentes naquilo que fazem”. deia Heritage, decorado ao melhor estilo português clássico,
Para além da distinção atribuída, que reconhece “uma es- permite aos hóspedes desfrutar de um ambiente romântico
tadia discreta e tranquila para todos os que procuram um e acolhedor.

TURISMO DE LISBOA | 9
Para desfilar no Terreiro do Paço Capital Mundial
do Livro 2013
MODALISBOA DE VOLTA À CAPITAL
O Terreiro do Paço transformar-se-á no para a revitalização da Baixa Pombalina.
Somos
Checkpoint da moda nacional, enquanto
palco da 34.ª edição da ModaLisboa, evento
Para além de promover a criação e a indús-
tria nacionais junto de um público profissio-
Candidatos
que regressa à capital após uma ausência nal, da imprensa e de compradores, a Moda-
Lisboa vai candidatar-se a Capital
de dois anos. A iniciativa conta com a orga- Lisboa tem igualmente uma acção directa na
Mundial do Livro 2013, divulgou,
nização conjunta da Associação ModaLisboa projecção da imagem da capital portuguesa
em Paris, o embaixador português
e da Câmara Municipal de Lisboa. a nível internacional, ao contar com a pre-
na UNESCO, Manuel Maria Carrilho.
Durante a Lisboa Fashion Week, que decorre sença de dezenas de milhar de espectadores
O anúncio da candidatura, junto da
de 11 a 14 de Março sob o tema Checkpoint, e recebendo a cobertura de centenas de jor-
comunicação social, surge na se-
a criatividade e a ousadia são as palavras de nalistas estrangeiros em cada edição.
quência do apoio manifestado pela
ordem do design português, reflectidas nas Criada em 1991, a ModaLisboa apresentou-
Câmara Municipal de Lisboa (CML) e
colecções dos estilistas e marcas nacionais se como a primeira fashion week fora do
pela Associação Portuguesa de Edi-
para o Outono/Inverno 2010/2011. circuito das principais semanas da moda –
tores e Livreiros (APEL).
Os desfiles da secção LAB da ModaLisboa Paris, Milão, Londres e Nova Iorque –, con-
O documento terá de ser apresenta-
acontecem no Páteo da Galé e no MUDE vertendo-se numa plataforma profissional
do até 31 de Março deste ano, com-
– Museu do Design e da Moda. A proxi- de apoio aos estilistas portugueses, o que
plementado por uma proposta de
midade entre estes dois espaços, ambos contribui para a revelação de diversos talen-
actividades associadas à promoção
localizados no Terreiro do Paço, permite tos nacionais.
do livro e da leitura.
uma maior facilidade de movimentação A projecção e o reconhecimento conquista-
Na rota das próximas Capitais Mun-
durante o evento, criando um circuito pe- dos no panorama internacional consagram a
diais do Livro estão as cidades de
donal que trará a esta zona emblemática da ModaLisboa – Lisboa Fashion Week como a
Ljubljana (a partir de Abril de 2010)
cidade um maior dinamismo, contribuindo maior montra da indústria criativa nacional.
e Buenos Aires (2011).

Rock in Rio Lisboa

Amigo
do Futuro
O Rock in Rio Lisboa, um dos maiores
festivais de música e entretenimento
da capital, lançou a iniciativa “Atitude
Sustentável”, um desafio que irá dis-
tinguir pessoas e organizações no âm-
bito do desenvolvimento sustentável.
A edição de 2010 do evento tem como
tema a Sustentabilidade e pretende
sensibilizar a sociedade utilizando a
linguagem universal da música para
promover esta causa.
O Prémio “Rock in Rio Atitude Susten-
tável” será atribuído por um conselho
de notáveis, formado por personali-
dades de reconhecido mérito a nível
social, económico e cultural.
Para 2010, o cartaz musical do Rock in
Rio Lisboa tem já confirmadas as presen-
ças de Muse, Shakira, Mariza, Ivete San-
galo e John Mayer. E, ainda, Luís Repre-
sas com Martinho da Vila e Jorge Palma
com Zeca Baleiro, no Palco Sunset.

10 | TURISMO DE LISBOA
NACIONAL

Em Óbidos

SABOROSAMENTE
Chocolate de todas as variedades e confec- liseu de Roma, da Muralha da China, de
cionado de mil e uma maneiras faz as delí- Chichen Itza, do Taj Mahal, de Petra, e tam-
cias dos visitantes da vila de Óbidos. Quan- bém da cidade portuguesa de Guimarães.
do? De 4 a 14 de Março, durante a 8.ª edi- Os visitantes podem, ainda, assistir a uma
ção do Festival Internacional de Chocolate. Passagem de Modelos com Chocolate,
À semelhança das edições anteriores, a igualmente sob a temática Maravilhas do
programação do Festival inclui diversas acti- Mundo. Durante o Festival, os dias são ani-
vidades, das quais se destacam três presti- mados por outras actividades como cursos
giados concursos em torno da arte de confec- de chocolateria e sessões de chocolaterapia,
cionar chocolate: o Concurso Internacional de abertas a toda a gente.
Receitas de Chocolate, Concurso Chocolatier Os mais novos têm o seu próprio espaço no
Português do Ano e Concurso de Montras Festival do Chocolate, a Casa de Chocolate
de Chocolate, nos quais participam, entre das Crianças, onde podem participar em
outros, profissionais da indústria alimentar. diversas actividades como jogos, pinturas,
Para o público em geral, o ponto alto é a face painting, um ateliê sobre a história do
exposição de esculturas de chocolate, chocolate e, no final, com a ajuda de um
verdadeiras obras artísticas realizadas chef profissional, são convidados a confec-
por profissionais da área alimentar, que cionar algumas receitas de chocolate.
exemplificam as suas perícias em doçaria e O Festival Internacional de Chocolate de
chocolateria. Óbidos é o maior evento de chocolate do
A exposição deste ano é dedicada às país, com grande projecção a nível interna-
Maravilhas do Mundo, apresentando cional, recebendo todos os anos cerca de
réplicas, produzidas em chocolate, do Co- 200 mil visitantes.

Turismo Leiria-Fátima

NOVOS ROTEIROS TURÍSTICOS


A Entidade Regional do Turismo de Leiria- nir novas estratégias de desenvolvimento dústria Regional” e “Roteiro Artístico de
Fátima (ERT-LF) assinou um protocolo de e promoção da Região, junto de vários Leiria-Fátima”.
parceria com o Centro de Património da meios e operadores turísticos. A comunicação envolve suportes em
Estremadura (CEPAE) com vista à produ- Os conteúdos serão produzidos nos temas papel, designadamente um catálogo de
ção de conteúdos para roteiros turísticos, “Roteiro da Espiritualidade”, “Roteiro do apresentação geral e os roteiros, e em
a desenvolver ao longo deste ano. Património”, “Roteiro da Natureza”, “Ro- formato digital, para publicação na Inter-
O projecto tem como objectivo identificar teiro Gastronómico”, “Roteiro do Santo net da informação referente a cada um
novos produtos turísticos, bem como defi- Condestável”, “Roteiro Histórico da In- dos roteiros.

Costa do Estoril

NA ALTA RODA DO BMW SÉRIE 5


A Costa do Estoril é o cenário escolhido ao mercado. Esta iniciativa atrai ao des-
pela BMW para o lançamento do novo tino perto de oito mil pessoas, oriundas
Série 5, o maior evento mundial organi- de 50 países, mais de 700 jornalistas
zado pela marca alemã, que se realiza portugueses e estrangeiros e mil con-
no Autódromo da Região. Durante qua- cessionários. Da organização fazem par-
tro meses, o circuito do Autódromo do te 530 pessoas.
Estoril será utilizado única e exclusiva- A Costa do Estoril é, uma vez mais, pal-
mente pela BMW, sendo que numa pri- co de um mega-evento que reforça a
meira fase o modelo irá ser submetido polivalência do destino e o evidencia
a testes e, posteriormente, apresentado como referência internacional.

TURISMO DE LISBOA | 11
NACIONAL

Posto de Turismo do Palácio Foz

ESPELHOS DE LISBOA
Imagens de uma Lisboa sedutoramente das cores e da luz única de Lisboa, estas
histórica e trendy revelam-se uma delí- montras reflectem o potencial da oferta
cia para quantos passam junto às reno- turística e a capacidade de inovação que
vadas montras do Posto de Turismo do mantém Lisboa nos tops internacionais
Palácio Foz, nos Restauradores, refle- dos principais destinos turísticos.
xo, afinal, da alma de um destino sem Nas montras deste posto ask me há sem-
paralelo. pre mais um “segredo alfacinha” para
Quais “espelhos” de um edifício totalmen- descobrir ou, por que não, reviver. Basta
te renovado com a ousadia dos materiais, olhar… para lá da vidraça.

LIMPAR A FLORESTA E A CIDADE

PORTUGAL MAIS VERDE


A Associação Turismo de Lisboa (ATL) ços verdes. Em Lisboa foram identificadas
é parceira do Projecto Limpar Portugal mais de três centenas de lixeiras, uma
(PLP), que visa promover a educação am- centena das quais em Monsanto, sendo
biental mediante uma iniciativa de limpe- que existem mais de 6.600 a nível nacio-
za da floresta portuguesa e espaços urba- nal. Esta ideia surgiu na Estónia em 2008,
nos, denominada “Dia L”, agendada para onde teve grande acolhimento, e foi tra-
20 de Março. Para além de promover a zida por dois cidadãos de Braga. A pouco
iniciativa através dos meios de divulgação menos de um mês de lançar “mãos à obra
que possui, a ATL lançou um desafio aos e limpar Portugal” num só dia, registam-
seus colaboradores, familiares, associados se 35 mil inscritos através do site www.
e amigos: participarem na remoção do limparportugal.ning.com , distribuídos por
lixo indevidamente depositado nos espa- 337 agrupamentos do Continente e Ilhas.

Porto de Lisboa: previsões 2010

EM VELOCIDADE DE CRUZEIRO
A tendência de crescimento do Turis- anos anteriores, dado que a entrada de
mo de Cruzeiros para a capital portu- mais 28 embarcações em Lisboa pode-
guesa mantém-se em 2010, preven- rá traduzir-se num aumento superior a
do-se a chegada de 323 navios de 11 por cento de viajantes face ao ano
cruzeiros, um aumento de 28 navios transacto, quando se registou um total
face a 2009, transportando um total de 415.758 passageiros de cruzeiro.
de 460 mil passageiros, de acordo com É ainda de destacar que Lisboa rece-
os dados do Porto de Lisboa. O destino berá em primeira escala 22 navios,
assume uma crescente importância nas mais nove do que em 2009. Com uma
rotas dos navios de cruzeiro, sendo uma localização geográfica privilegiada,
constante nos itinerários dos principais Lisboa constitui um importante porto
operadores mundiais. A confirmarem-se de escala para os cruzeiros realizados
estes números, a capital portuguesa entre a Costa Atlântica e a Europa, o
poderá vir a alcançar três novos recor- Mediterrâneo Ocidental e o Norte da
des em movimento de navios, primei- Europa, as ilhas Atlânticas e o Norte
ras escalas e número de passageiros, de África, assim como para as viagens
superando os registos alcançados nos transatlânticas.

12 | TURISMO DE LISBOA
VISÕES

Lisboa International Triathlon

REGRESSO EM ABRIL
A capital portuguesa recebe, pela quinta vez consecutiva, a
prova de triatlo Lisboa International Triathlon, que decorre no
dia 25 de Abril, em vários locais na Zona Oriental da cidade.
Esta prova de triatlo de longa distância envolve percursos de
natação, de ciclismo e de corrida. Os atletas terão de percorrer
1,9 Km em natação, na Doca dos Olivais, 90 Km em ciclismo,
Frederico Fezas Vital
na Avenida D. João II e IC2, e 21,1 Km de corrida, no Parque das Associação Terra dos Sonhos
Nações. Os desenhos dos trajectos foram concebidos a pensar Principal Dreamer (Presidente do CA)

nos espectadores que, todos os anos, acorrem a este evento. O


público poderá acompanhar os participantes durante as várias
etapas da prova, inclusive, na zona principal. Em 2009, a prova
A Minha Lisboa Mulher
contou com a participação de 650 atletas e 1.050 acompanhantes, Na descida de Monsanto para Alcântara, deixo-me levar,
oriundos de 32 países dos cinco continentes. todos os dias a caminho de casa, numa viagem sem destino
aos encantos desta Lisboa que me viu nascer, crescer,
Rei do Mar em Lisboa sentir e viver até hoje. Com a sua luz poente tão própria
A Prova Rei do Mar realiza-se, pela primeira vez, em Lisboa, descubro, que esta mulher cidade de curvas sinuosas e
no dia 25 de Abril. A Doca dos Olivais, no Parque das Nações, atraentes se transforma ao sabor da vida, filtrada por
olhos que a vêem e descobrem, como acontece com
acolhe a competição de natação, dividida em prova aberta, de
qualquer mulher que se ama.
1.500 metros, na qual se podem inscrever atletas amadores e,
A ponte, outrora de Salazar, agora pertença da Revolução
em prova de elite, de 5.000 metros, atletas profissionais.
(das flores, como não?!), mas de todos os lisboetas e dos
Os vencedores da Prova Rei do Mar Lisboa Elite passam à ma- que adoptaram a cidade, estende o seu braço até à outra
ratona mundial de natação no Brasil – o Desafio Elite Rei do margem, acolhendo quem aqui chega, como é do ser
Mar. A organização vai sortear, entre os participantes portu- Português. E a luz quente do Sol que desmaia, no ocaso,
gueses e estrangeiros da prova aberta, o ingresso na final Rei para os lados da Roca, completa o cenário idílico da
do Mar, no Rio de Janeiro. Cinco atletas de natação brasileiros minha afeição.
contra cinco atletas de outros países vão, ainda, competir pelo Nas ocasiões em que amigos estrangeiros (ou de Portugal,
título no Desafio Brasil vs. Cinco Continentes. mas estranhos à cidade) me pedem indicações, sempre
lhes vou largando a mesma ladainha: Lisboa não é uma
cidade que se visite. É uma cidade que tem de ser vivida
no calcorrear da calçada. E que, quando se entranha, é
Turismo de Portugal pior do que a Coca-Cola. As suas contradições que, tal
como uma mulher, a tornam misteriosa e sedutora, apenas
INOVAÇÃO ONLINE se sentem na vida da rua, na textura do casario e nas
vozes das suas gentes. É uma música desordenada mas
harmoniosa, que vai entrando na alma e que nunca nos
Registo Nacional de Turismo (RNT). Esta é a nova ferramenta
abandona.
de arquivo online, lançada pelo Turismo de Portugal, acessível
Nesta pauta de descobertas, porém, como acontece em
a todos os profissionais do sector, disponibilizando informação todas as orquestras, é preciso seguir o maestro. Os ícones
sobre empreendimentos e empresas instaladas no nosso país. dos alfacinhas, sem os quais é fácil perder-se e embrenhar-
Este novo serviço, previsto na Política Nacional de Turismo, per- se nas vielas. Se me dessem o privilégio de comandar a
mite reforçar as competências de investigação do sector, au- sinfonia, as referências seriam – o Chiado, com a sua
mentar a partilha de dados entre os cidadãos e desmaterializar infinita capacidade de fazer reviver a Lisboa boémia;
os processos. A base de dados, gerada pelo RNT, visa a criação o quiosque recuperado em São Pedro de Alcântara,
de uma perspectiva integrada da oferta turística nacional, aces- apresentando as colinas majestosas até ao castelo; o bar
sível a todos os agentes ligados ao sector. É, além disso, uma do Bairro Alto Hotel, ao som de um jazz sem tempo; uma
viagem à vela no Tejo, no pasmo constatado da beleza
ferramenta de fácil acesso que permite a partilha de informa-
desta mulher; o reconhecimento da geometria maçónica da
ção com os cidadãos. Alojado em www.turismodeportugal.pt,
Baixa de Sebastião José de Carvalho e Mello; um saltinho
o RNT vai ainda simplificar o acesso das empresas a linhas de
às moelas do Pinóquio; uma noite de velas e destinos no
financiamento, apoios e programas do Turismo de Portugal. Clube do Fado; umas tapas aportuguesadas
Para as empresas sectoriais, esta é uma forma de reforçar a no Rubro, paralelo à Avenida do maior dos valores da
credibilidade perante os clientes e o seu posicionamento, atra- cidade – a Liberdade; umas notas soltas no Speakeasy,
vés do acesso a informações privilegiadas sobre o mercado em uma viagem bizarra ao surpreendente Maxime e uma
que actuam. Numa primeira fase, deverão inscrever-se no RNT os aventura cosmopolita no circense Restô do Chapitô.
empreendimentos turísticos e os agentes de animação turística, Tudo o resto tem de ser tocado no registo da própria
alargando-se posteriormente às restantes actividades do sector. cidade – no maravilhoso resultado criativo e fascinante do
Para aceder ao RNT basta entrar no portal do Turismo de Portugal improviso. Inesperada como uma mulher. Assim é Lisboa.
e clicar no separador “Serviços Web”.

TURISMO DE LISBOA | 13
Tesouros

Primeira pedra assente NO MUSEU DOS COCHES

casa nova
A história dos transportes contada numa viagem pelos mais belos
e preciosos exemplares de coches, berlindas, carruagens e outros
veículos de tracção animal que antecederam o automóvel.

16 | TURISMO DE LISBOA
Possuidor da mais notável colecção do gé- ciclovias e percursos pedonais, desenvol- o arranque da obra, foi destacada a lo-
nero em todo o mundo, o Museu Nacional vem-se em torno da nova estrutura. calização do Museu, em Belém, de onde
dos Coches vai ter uma nova “casa”, cuja O futuro Museu Nacional dos Coches partiram as caravelas portuguesas à des-
primeira pedra foi colocada no dia 1 de permitirá ao visitante admirar a mais com- coberta de outros locais e culturas, sendo
Fevereiro, em Belém, quase em frente às pleta colecção de hipomóveis do mundo, que, na actualidade, se espera o inverso,
actuais instalações. que incluirá, para além da maioria das via- ou seja: “que o mundo venha até nós”,
O projecto é assinado pelo brasileiro Paulo turas até agora expostas, 40 exemplares da mediante intervenções de arquitectos
Mendes da Rocha, distinguido com alguns colecção oitocentista patente no Paço Du- de todos os continentes. Disto mesmo
dos mais destacados prémios internacio- cal de Vila Viçosa, no Alentejo. são exemplos os trabalhos do indiano
nais de Arquitectura, e envolve a constru- De notar que as actuais instalações serão Charles Correia com o projecto para a
ção de um edificado com 15 mil m2 de mantidas como parte do percurso do novo Fundação Champalimaud, em Pedrou-
área coberta - assente em pilares -, sob o Museu, ao albergarem uma exposição ços, ou do nigeriano David Adjaye, ao
qual será erguida uma nova praça. permanente de coches barrocos do sécu- desenhar o futuro Museu de Arte Afri-
A maior parte da área útil destina-se, lo XVIII – com destaque para o magnífico cana Contemporânea, nas Tercenas do
como não poderia deixar de ser, a zonas trabalho de talha ornamental de alguns Marquês, à Av. 24 de Julho/ Rua das Ja-
expositivas, sendo que disponibiliza ainda deles -, no grande salão que continuará nelas Verdes.
cafetaria, restauração, serviço educativo, aberto a eventos, passando o Picadeiro O Museu Nacional dos Coches, criado há
biblioteca e arquivo, além de oficinas de Real a receber as exibições de dressage mais de cem anos por iniciativa da rai-
restauro e de conservação. Espaços ver- da Escola Portuguesa de Arte Equestre. nha D. Amélia, tem como directora Sil-
des e de usufruto público, nomeadamente No decorrer da cerimónia que assinalou vana Bessone.

Jóias da Coroa
Na maioria oriunda dos bens da Coroa ou Destaque para um coche de viagem raro e,
propriedade da Casa Real portuguesa, a colecção simultaneamente, um dos modelos mais antigos que
do Museu dos Coches é constituída por viaturas de se conhece, feito em Espanha, utilizado por Filipe
gala e de passeio, construídas entre os séculos XVII II, assim como para três coches monumentais da
e XIX. Embaixada do Marquês de Fontes ao Papa Clemente
XI, construídos em Roma, em 1716. Únicos no mundo,
O espólio integra coches, berlindas, carruagens, constituem exemplares da carrozza romna de aparato,
seges, carrinhos de passeio, liteiras, cadeirinhas e apresentando motivos escultóricos relacionados com
carrinhos para crianças. os Descobrimentos e o Império portugueses.

TURISMO DE LISBOA | 17
ENTREVISTA Teresa ricou

Chapitô É uma escola para todos

HUMANA E ARTÍSTICA
A integração social através das artes é a missão de um projecto
no qual a Cultura, a Inserção Social, a Educação, o Turismo Cultural
e a Economia Social se entrecruzam.

Com 29 anos de actividade, o Chapitô é fruto de uma história


complexa, que se inscreve no quadro dos movimentos artísticos
envolvidos na mudança social. Em entrevista à RTL, Teresa Ricou,
a mentora do projecto, explica como o sonho se tornou realidade.

18 | TURISMO DE LISBOA
O projecto Chapitô nasceu de um so- to de sermos gente do terreno, tanto nas A construção do espaço Chapitô veio a ser
nho que tornou realidade. O que a Artes como na Acção Social. o “Banco de Dados” para toda esta cul-
levou a criar este espaço multi-artes tura circense, dignificando-a e dando-lhe
e qual a adesão suscitada junto dos A originalidade deste espaço distin- um espaço merecido na cultura das artes
potenciais destinatários? gue-se pela versatilidade de estilos em Portugal, caso único no seu género, e
As Artes e a Cultura de um povo serão e pelo cruzamento de técnicas artís- como ponto de encontro e referência de
sempre o elo de ligação com o mundo. ticas. Como define a identidade do artistas desta arte.
E creio que foi o desejo de criar elos que Chapitô?
me levou a construir este espaço. Começo pelo enquadramento estatutá- Actualmente, a instituição trabalha
A animação de um projecto integrado em rio. Somos uma ONGD – Organização Não nas áreas de “Formação”, “Acção So-
que a Cultura, a Inserção Social, a Educa- Governamental para o Desenvolvimento, cial” e “Cultura”. Que projectos exis-
ção, o Turismo Cultural e a Economia So- com estatuto de IPSS – Instituição Particu- tem em cada área?
cial se entrecruzam, é sempre importan- lar de Solidariedade Social. Mas a nossa Comecemos pela formação. Criámos uma
te, tanto como porto de abrigo dos que verdadeira definição, enquanto projecto, é escola para todos os jovens que estão,
passam, como dos que usufruem diaria- a de uma casa de todas as culturas, uma efectivamente, engajados na formação
mente deste espaço, visto como casa de escola que forma gente para as artes e os artística.
Cultura. Foi a necessidade de criar algo ofícios, particularmente na sua vertente e Na Acção Social, presente desde a for-
que funcionasse como uma mais-valia especialidade que é o circo. Somos, tam- mação do projecto, fizemos valer a nossa
para o desenvolvimento do país que me bém, um espaço de oportunidades para opção, a qual passa por afirmar o poder
levou a edificar este projecto. os mais novos. Uma sala de estar e de da Arte na luta contra a exclusão social. A
convívio entre pessoas de diferentes ida- nossa intervenção é, sobretudo, junto dos
Como tem sido a evolução desta asso- des e estratos sociais. jovens que estão privados do meio social,
ciação, identificada como “retaguar- nos Centros Educativos pertencentes ao
da cultural e vanguarda humanista, As artes circenses e o espectáculo po- Ministério da Justiça.
terreno de ousadia e contingência”? pular são referências-base na cultura Na Cultura lutámos, e é reconhecido que
Com uma atenção diária ao seu cresci- Chapitô. Como surgiram essas influ- ganhámos a luta, ainda que o caminho se
mento e desenvolvimento qualitativo, ências? faça a andar, pelo reconhecimento de um
sem desleixes. Costumo dizer: estamos A minha carreira artística, como palhaço espaço aberto às artes da pista e do palco,
bem. E estamos mesmo. Assumimos as de circo, uma profissão que envolve todas da rua, tanto dentro do Chapitô como em
nossas fragilidades administrativas, mas as técnicas circenses, levou-me a correr o tournée pelo mundo. Exemplo disso é a
combatemos essas fragilidades pelo fac- mundo, fora e dentro de Portugal. nossa Companhia de Teatro Físico, criada

Qual é o circo,
qual é ele,
que antes de o ser já o era?

Foi em 1981,
com a criação
da Colectividade Cultural
e Recreativa de Santa
Catarina, que nasceu o
projecto Chapitô.

TURISMO DE LISBOA | 19
por ex-alunos há cerca de 13 anos e que A Companhia Profissional do Cha- “Anima-nos o propósito de uma
está a correr mundo em itinerância. pitô é um dos lados mais visíveis na sociedade equitativa nas oportuni-
área cultural. Produziu já 25 criações dades, também por via do estético-
A Escola Profissional de Artes e Ofí- originais apresentadas em Portugal, expressivo, não desvalorizando o
cios do Espectáculo é um exemplo noutros países europeus, na América científico-tecnológico”. O que está
de um dos espaços de intervenção do Sul e no Médio e Extremo Oriente. subjacente a esta afirmação divul-
do Chapitô através de workshops, Como foi a receptividade em cada um gada no site do Chapitô?
conferências, colóquios, debates e destes destinos? Sendo nós uma escola de formação do
experiências com profissionais de A Companhia de Teatro Físico do Chapitô corpo, como instrumento de expres-
diferentes meios artísticos. Que ba- criou uma linguagem universal própria, em são artística, que enquadra os ofícios
lanço faz da sua existência? que a expressão artística e física do corpo é enquanto backstage do espectáculo,
O Chapitô, enquanto projecto nas suas a grande mais-valia para a itinerância. Esta as novas tecnologias são, igualmente,
diferentes intervenções, criou e man- dinâmica de criação projecta-se como a instrumentos de suporte à criação e à
tém uma dinâmica muito activa, resul- grande aposta na sátira social, trabalhando inovação. Não esquecemos, por isso,
tado de uma grande equipa, determina- textos de grandes autores e/ ou em cada a dimensão humana, humanizante,
da a concretizar objectivos vários. uma das suas novas criações colectivas. expressiva, artística e tecnológica.

A filosofia do espaço está relaciona-


da com a intervenção junto de jo-
vens em situação de risco e vulnera-
bilidade social. Que actividades são
desenvolvidas neste âmbito? Que
balanço faz?
A nossa intervenção social está presen-
te no dia-a-dia de todos os que vivem
no Chapitô. Todos os que nos visitam,
que percepcionam o projecto enquanto
interacção, sabem, com toda a certeza,
que este quantifica o impacto destas
minhas preocupações, transformadas em
ocupações colectivas, sempre ao serviço
do bem comum.
As actividades que desenvolvemos são
oportunidades que criamos. Uma oportu-
nidade é dada e todos os que quiserem
Com 29 anos de actividade, o Chapitô recebe,
devem aproveitar. O resultado? Uma fra-
anualmente, 200 mil visitantes.
Sessenta por cento são portugueses. se: yes, we can….

Em 25 anos de existência, como de-


fine a relação desta entidade com
Lisboa e como enquadra o Chapitô
no âmbito dos espaços culturais da
capital?
Julgo que o Chapitô já é um ícone da
cidade de Lisboa e uma referência na-
cional, à parte do preconceito de uma
cultura portuguesa que, atrevo-me a
afirmar, ainda é um pouco provinciana,
tradicional.
Pese embora o facto, somos premiados
sobretudo pelas culturas do Norte da Eu-
ropa que vêem neste tipo de projectos
modelos de sociedade em que as suas
culturas são recebidas, reconhecidas e
integradas.
Quanto a Lisboa, às entidades oficiais
falta-lhes o olhar mais sério e atento
sobre o modelo, a realidade do Chapitô
como mais-valia para o país. Não basta
reconhecê-lo, é preciso sê-lo.

20 | TURISMO DE LISBOA
E N T REV I S T A

Na sequência de um acordo estabelecido com o Ministério da Justiça,


foi construído o espaço (antiga prisão feminina) onde o Chapitô
desenvolve o seu projecto global, que passou a incluir acções
de animação e de formação de carácter pedagógico com o objectivo
de integrar, pelas artes, crianças e jovens em situação de vulnerabilidade
social, provenientes de institutos de reinserção social.

Quais as razões que estiveram na base


da adesão ao Turismo de Lisboa e de
que forma este elo potencia o acompa-
nhamento e a notoriedade do Chapitô?
Qual é o circo, qual é ele, que antes de o
ser já o era? O Chapitô… Ou seja, nesta
era digital, o papel das novas tecnologias
é de extrema importância tanto na infor-
mação como na divulgação. O Chapitô
não foge a este boom, antes pelo contrá-
rio, é apanhado pela onda. Neste mundo
global, rapidamente nos reconhecem pela
bela vista sobre o Tejo, pela esplanada e
todas as propostas de restauração, mas
acima de tudo, e quando não, nós tenta-
mos, que nos reconheçam pelo Projecto
Cultural e de Acção Social.
E isto traz notoriedade. Como traz o bom
acolhimento que praticamos dia-a-dia. E é
sobretudo isto que atrai um Turismo Cul-
tural, mais informado e sensível, a esta
proposta de mestiçagem de mundos. A
provar, estão os jovens que participam
nos programas de mobilidade como o
Erasmus e Leonardo Da Vinci, entre ou-
tros. E as notas positivas ficam com eles
e connosco – cidade. São motores de um
Turismo para todos.
É aqui que reside a responsabilidade do
Turismo de Lisboa e a relação que estabe-
lecemos com esta associação, que é ab-
solutamente fundamental. Mesmo sendo
este edifício pertença do Ministério da
Justiça, fora da alçada da Câmara Munici-
pal de Lisboa, é um património nacional,
um equipamento de Cultura, Acção Social,
Educação e Turismo.

No seu entender, a cultura urbana


alfacinha constitui uma mais-valia
para os movimentos artísticos? De
que forma?
O Chapitô prepara, técnica e intercultural-
mente, jovens para intervirem em qual-
quer situação, inclusive nos hospitais, jun-
to dos Médicos Sem Fronteiras, em cam-
pos de guerra, ao serviço dos Palhaços
Sem Fronteiras. Mas também, a intervirem
na rua, nas grandes e pequenas salas, nas
festas particulares, nas das grandes empre-
sas, nas fábricas….
O que fazemos é formar, deixando ao crité-

TURISMO DE LISBOA | 21
E N T REV I S T A

rio de cada um a sua capacidade de intervir. o 12.º Ano, fazendo-o de forma a reverter
Somos realmente uma mais-valia, não só o nosso trabalho em resultados positivos
para a cidade de Lisboa, mas também em para o sistema educativo nacional.
qualquer outra cidade. O próximo passo, em estudo, passa pela
construção do 4.º Ano da especialidade e
Quantos visitantes recebe anualmente a abertura do caminho ao ensino das artes
e qual a percentagem de portugueses do circo ao nível superior. Em negociação,
e de estrangeiros? está a criação de uma estrutura universitá-
Temos cerca de 200 mil visitantes por ria e previsto um espaço com dimensões
ano, sendo que cerca de 60 por cento são adequadas para receber esse projecto. Isto

PERFIL
portugueses. para além de manter o Chapitô Castelo em
plena acção.
O Chapitô recebeu o Prémio Gul- Contamos com várias parcerias na área das
benkian Beneficência 2009. Qual o artes e dos ofícios do espectáculo, manten-
significado que atribui a esta distin- do sempre um modelo integrado. Maria Teresa Madeira Ricou
ção e de que forma poderá contri- Alguns empresários foram desafiados e
buir/influenciar o desenvolvimento temos uma grande esperança no trabalho
do vosso trabalho? que estamos a fazer, certos de que semea- Maria Teresa Madeira Ricou é uma
O Prémio Gulbenkian Beneficência foi remos os resultados muito em breve. artista portuguesa, estreitamente li-
mais um estímulo e um reconhecimento É tempo de investir, o prestígio é sempre gada às artes circenses. Ficou conhe-
do nosso trabalho, levantando a auto-esti- uma mais-valia para o empresário e os lu- cida por Teté, a mulher-palhaço, ac-
ma colectiva. Por outro lado, ajudou a que cros, bem geridos e bem aplicados, rever- tividade que desempenhou no início
servíssemos de modelo e exemplo para tem positivamente para a Humanidade. da década de 80 e, também, por ter
outros. Isso é importante. sido a mentora do projecto Chapitô,
A nossa missão é esta: integrar para cres- A Teresa Ricou é a única gestora cultu- uma associação sem fins lucrativos
cer, crescer para multiplicar. ral de topo que se mantém há quase que promove, através das artes e dos
três décadas como garante da susten- ofícios do espectáculo, a integração
Há quem considere os períodos de cri- tabilidade de um projecto integrado. social de jovens em situação de fra-
se económica como uma fonte de ins- Quais os factores determinantes? gilidade social.
piração para os movimentos artísticos. O Chapitô é o resultado de um pensamen-
Concorda? to colectivo. Com tantos amigos que res-
Não considero o período em que vivemos ponderam positivamente ao meu desafio,
como um período de crise económica. Do pessoal e profissional, era preciso dar for-
meu ponto de vista, há um descontrolo ma ao pensamento ideológico (Cultura), à
económico mundial. Para nós, como inter- vontade de partilha na ensinança de uma
venientes artísticos, o nosso papel é de- Arte – Circo – com os outros, partilhando
O empenho e a dedicação de Teresa
nunciar, alertar e fazer pausas. “Ah! Afinal uma experiência profissional (o de ser
Ricou têm vindo a ser reconhecidos
era assim!” Palhaço), para além da consciência social
através da atribuição de diversas dis-
(sempre em primeiro plano). Quando criei
tinções.
Que balanço faz destes anos de activi- este projecto estava certa de que era pre-
dade e de 2009 em particular? ciso, de uma forma construtiva, conduzi-lo
• Em 1998, com a atribuição do Prix
O sucesso só será verdadeiro se resultar para a ribalta, dar início ao espectáculo.
et Trophée de L’Initiative en Econo-
de um trabalho, passo a passo, formigui- Como construir e pensar todo o projecto?
mie Sociale, da Fondation du Crédit
nha, para que não seja um esforço efé- Da base para o topo.
Coopératif.
mero. Aliado a este sucesso estão mui- Reunir educadores, arquitectos, mecenas,
tas vidas e é por isso que nada do que construtores civis, sociólogos... profis-
• Em 2001, foi nomeada para o Pré-
fazemos hoje pode cair no esquecimento sionais do espectáculo circo e das artes
mio Mulher Activa, promovido pela
amanhã. Todo o nosso esforço tem que, em geral. Pintores, escritores, intelectu-
revista portuguesa Activa.
diariamente, reverter-se numa realidade. ais, agentes do dia-a-dia, pais e filhos…
Neste pressuposto, o balanço que faço é Aqueles que me ajudaram a construir este
• Em 2005, foi galardoada com o Sil-
o seguinte: o Chapitô está de boa saúde e espaço, que o iluminaram, plantaram ár-
ver Rose Solidar Award, do Parla-
com sustentabilidade, e 2009 foi um ano vores, que puseram comigo pedra sobre
mento Europeu, pelo trabalho de
quase sempre na corda bamba, mas nun- pedra, que recuperaram milhares de azu-
Acção Social desenvolvido.
ca desistindo. lejos espalhados e perdidos num espaço
em ruínas que data do século XVI e, com
Quais as perspectivas a médio e a lon- empenho, recolocaram-nos ao longo do
go prazo para a família Chapitô? Em percurso desta casa. De uma antiga pri-
que áreas irá apostar? são de raparigas nasceu um espaço de
A primeira aposta é terminar o trabalho harmonia com a vida, onde todos cabem
feito com os alunos que saem agora para na Solidariedade da Festa.

22 | TURISMO DE LISBOA
IOIOIOIOIOI

BOLETIM INTERNO

Turistas estrangeiros na primeira pessoa

BEM-TE-QUERO LISBOA
Imagem da cidade e relação preço-qualidade factores-chave
para escolher Lisboa. Conclusões de um estudo agora reveladas.

A imagem que os turistas têm de Lisboa A opção por Lisboa foi influenciada pela
e a relação preço-qualidade são os facto- imagem pré-estabelecida que os tu-
res mais relevantes na escolha do destino, ristas tinham da Cidade, em 57,2 por
revela o último inquérito ao Grau de Satisfa- cento dos inquiridos, e pelo preço, em
ção dos Turistas Estrangeiros, realizado pelo 52,5 por cento. Para os entrevistados
Observatório do Turismo de Lisboa, em Ou- que visitaram a Região, o preço pesou
tubro de 2009, a um total de 760 visitantes mais – 46,3 por cento -, mas a ideia
da Região e 528 turistas da Cidade. que tinham de “conhecer Lisboa” foi

TURISMO DE LISBOA | 31
determinante para 45,5 por cento. Estas
duas motivações ultrapassaram o conse-
lho de familiares e de amigos (37,9 por
cento na Cidade e 39,2 por cento na Re-
gião), que tem sido apontado, nos inqué-
ritos anteriores, como um dos factores de-
terminantes na hora de escolher a visita à
capital portuguesa.
A visita a Lisboa continua a ser recomenda-
da pelos turistas estrangeiros em mais de
99 por cento das respostas, tanto nos inqui-
ridos que se deslocam até à Cidade (99,1
por cento), como à Região (99,2 por cento).
Uma das novidades deste inquérito foi o
facto de a maioria dos turistas visitarem
Lisboa pela primeira vez (76,3 por cento
na Cidade e 66,7 por cento na Região), ao
contrário do que tinha vindo a acontecer
fora do período de Verão, no qual os turis-
tas não são, normalmente, “estreantes”.
A reserva de viagem e de alojamen-
to para a capital portuguesa, através de
agências de viagens e operadores turís-
ticos (46,8 por cento na viagem e 48,3
por cento no alojamento), tem vindo
progressivamente a perder terreno para
as reservas a partir da Internet (40,9 por
cento na viagem e 42,8 por cento no alo-
jamento). O tipo de alojamento escolhido
é uma unidade hoteleira, para 95,8 por
cento dos visitantes da Cidade e para 86,7
por cento da Região.
Visitar os monumentos, as atracções e
os museus (95,8 por cento na Cidade
e 92,9 por cento na Região) é uma das
actividades mais praticadas pelos turistas
em Lisboa, seguindo-se o contacto com
a gastronomia e vinhos (83,3 por cento
na Cidade e 70,7 por cento na Região) e
as saídas para jantar (81,6 por cento na
Cidade e 71,8 por cento na Região). Os
monumentos mais visitados pelos turis-
tas da Cidade são a Torre de Belém (68,8
por cento), o Padrão dos Descobrimentos
(64,6 por cento), o Mosteiro dos Jeróni-
mos (60,4 por cento) e o Castelo de S. Jor-
Perfil do entrevistado: ge (57,0 por cento). O Museu do Chiado
• Masculino (47,5 por cento) e o Oceanário de Lisboa
• 25-34 Anos (43,8 por cento) são, também, algumas
• Casado ou em União de Facto das atracções preferidas dos visitantes.
• Licenciado Segundo o mesmo inquérito ao Grau de
• Viaja com a companheira Satisfação dos Turistas Estrangeiros em
• Estada média de 5 noites no destino Lisboa, os principais locais de interesse
visitados pelos turistas da Cidade são a
Baixa (86,6 por cento), o Chiado (83,5
por cento), o Bairro Alto (78,0 por cento)
e Belém (73,3 por cento), seguindo-se o
Parque das Nações (61,9 por cento) que
tem vindo a conquistar um maior número
de visitantes.

32 | TURISMO DE LISBOA
B O LE T I M I N T ER N O

atendimento em Lisboa

Turista (bem) impressionado


O Turismo de Lisboa recebeu uma carta de um turista brasileiro que revelou
o seu agrado com o atendimento prestado nos balcões da ATL no Aeroporto.

Caros Senhores do Turismo,


No passado dia 8, chegados de Paris em viagem de núpcias e com imensa vontade de conhecer Lisboa e os seus encantos, dirigimo-
nos ao gabinete de apoio aos turistas. Descobrimos um balcão lindíssimo e aí fomos atendidos por uma equipa fantástica (…), que
nos facilitou informações muito importantes sobre a cidade e apresentou-nos o vosso excelente serviço táxi-voucher para chegar
comodamente ao hotel.
Para além de profissional, surpreendeu-nos a sua facilidade de comunicação em vários idiomas, como aconteceu com a minha
esposa que é italiana, assim como com outros turistas. Ainda bem que assim aconteceu, pois foi óptima essa experiência em Lisboa.
Pretendemos voltar.
Estamos muito gratos pelo apoio que tivemos e esperamos poder contar novamente com os vossos serviços num futuro próximo.
Atenciosamente,
Lucas Nicolas Minguzzi
São Paulo, SP

Turismo de Lisboa

Acção de Formação Turística


O Turismo de Lisboa promoveu duas ac- ta vez de hotéis de duas e três estrelas. Em termos gerais, a Acção de Formação
ções de Formação em Informação Turísti- Nestas sessões participaram perto de em Informação Turística para Recepcio-
ca, destinadas a Recepcionistas e Portei- oito dezenas de profissionais (respectiva- nistas e Porteiros de hotéis suscitou uma
ros de diferentes categorias de unidades mente 52 na primeira e 26 na segunda). grande aceitação, uma vez que foi ao en-
hoteleiras. contro da necessidade formativa dos pro-
Uma apresentação geral da cidade de fissionais ligados ao sector da Hotelaria.
A primeira destas iniciativas teve lugar em Lisboa e da sua Área Promocional, bem
Novembro de 2009 e destinou-se a pro- como dos Postos de Informação Turís- A importância da realização regular des-
fissionais de hotéis de quatro e de cinco tica, foram alguns dos conteúdos abor- te tipo de cursos, ministrados pelo Turis-
estrelas, realizando-se uma segunda ac- dados neste curso, que teve como ob- mo de Lisboa, foi relevada pela maioria
ção, em Fevereiro deste ano, igualmente jectivo a melhoria da recepção ao tu- dos participantes, que a consideraram
dirigida a Recepcionistas e Porteiros, des- rista nos hotéis da capital portuguesa. como essencial.

TURISMO DE LISBOA | 33
B O LE T I M I N T ER N O

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES

JANEIRO 2010
Promoção da Marca Produção de materiais ção e envio de materiais/ conteúdos. Acção em

promocionais e banco de colaboração com operador LASTMINUTE.COM.


ITÁLIA Acompanhamento de parceria. Produ-
Participação em Feiras imagens
ção e envio de materiais/ conteúdos. Acção em
EDIÇÃO de Materiais Promocionais.
e Certames do TdP colaboração com operador VOLAGRATIS:COM.
WEBLETTER Lisboa Inside : edição de Janeiro.
MULTIMERCADOS Gestão da participação da ITÁLIA Acompanhamento de parceria. Envio de
ENRIQUECIMENTO do Banco de Imagens.
ARPT Lisboa e do seu trade nos certames materiais. Acção em colaboração com operador
internacionais de 2010, através do portal OLYMPIA Viaggi.
Feiras.
ESPANHA Participação de Lisboa na feira FI-
City & Short Breaks FRANÇA Acompanhamento de parceria. Envio
de materiais. Acção em colaboração com opera-
TUR em Madrid, 20 e 21 de Janeiro, com mó- dor MUNDICOLOR.
dulo de destino integrado no stand de Portu- Campanha
PRODUÇÃO de páginas de eventos e páginas de
gal. Evento destinado ao trade e público. Pre- de Publicidade Específica sugestões para os seguintes operadores: Olym-
sentes 14 empresas associadas com módulo CONSULTA ao mercado para apresentação de
pia Viaggi; Mundicolor; Atitur; Allegro Viaggi;
de negócio. Contactos com imprensa (15). propostas para a campanha de publicidade
Squirrel Viaggi.
REISELIV 2010 Oslo, de 14 a 17 de Janeiro. 2010. Foram consultadas as seguintes empre-
Participação da ARPT Lisboa com módulo de sas: Google; Interpublishing; Ilimitada.
destino próprio integrado no stand de Por- Fam Trips
tugal. Presença de 08 participantes nacio- Parcerias (7 visitas - 94 participantes)
nais e 01 Associado. Contactos com público com Operadores Turísticos MULTIMERCADOS “BTL 2010” em colaboração
(+/- 200) e trade (02). MERCADOS VÁRIOS Acompanhamento de par- com AIP. Programa realizado na ”Grande
BOLSA DE TURISMO DE LISBOA produção de cerias em curso com diversos Operadores estra- Lisboa (Lx, Estoril, Sintra e Oeste)”. Presentes
stands e seus conteúdos. tégicos nos mercados prioritários para o destino 12 participantes.
OUTRAS ACÇÕES Envio de materiais promo- Lisboa. Envio de material gráfico de Lisboa. ITÁLIA “TAP IT BTL 2010” em colaboração com
cionais para as Feiras: Reiseliv e ITB ITÁLIA Estabelecimento de parceria para produ- TAP Portugal. Programa realizado na “Grande
ção de brochura e realização de uma fam-trip. Lisboa (Lx, Estoril e Sintra)”. Presentes 21 par-
Site www.visitlisboa.com Acção em colaboração com ATITUR. ticipantes.
ACOMPANHAMENTO da campanha de “Pala- ITÁLIA Acompanhamento de parceria. Envio de JAPÃO “Fam trip 150 Anos” em colaboração
vras-Chave” no Google materiais. Acção em colaboração com operador com TdP. Programa realizado na ”Grande Lisboa
ACTUALIZAÇÃO e manutenção de conteúdos ALLEGRO Viaggi. (Lx, Estoril e Sintra)”. Presentes 12 participantes.
PEDIDO de proposta ao Google para campanha ITÁLIA Acompanhamento de parceria. Envio de ALEMANHA “REWE Touristik” em colaboração
de “Palavras-Chave” em 2010 materiais. Acção em colaboração com operador com associado FSP. Programa realizado na ”Ci-
ACOMPANHAMENTO actualização de conteúdos ATITUR. dade de Lisboa”. Presentes 12 participantes.
VISITAS ao site em Janeiro: 64.870 visitas ITÁLIA Acompanhamento de parceria. Produ- POLÓNIA “POLÓNIA T.Os” em colaboração com

  País de Origem Visitas Páginas/visita Tempo médio no site % de novas visitas

TOTAL   64,870 4.95 00:03:54 79,64%

1 Spain 13.837 6,06 00:04:39 80,10%

2 Portugal 11.145 4,09 00:03:42 66,97%

3 Italy 7.835 5,52 00:04:10 80,36%

4 Germany 6.254 3,61 00:02:18 88,10%

5 France 5.644 5,28 00:03:34 83,47%

6 United Kingdom 4.277 4,32 00:03:00 86,32%

7 Brazil 3.285 5,85 00:07:05 75,46%

8 United States 1.981 3,46 00:02:34 87,58%

9 Poland 1.270 3,57 00:02:48 72,52%

10 Switzerland 1.208 5,66 00:03:43 85,02%

34 | TURISMO DE LISBOA
associado BUZZ PORTUGAL. Programa realizado PUBLICAÇÕES 3AF - Chargée de la Communi- Continuação da campanha de imprensa nos di-
na ”Grande Lisboa (Lx, Estoril e Sintra)”. Presen- cation; Conferência Internacional “II Workshop ferentes mercados. Preparação do plano para o
tes 13 participantes. on Black Holes”; Escola Secundária de Peni- ano de 2010.
RÚSSIA “MERCADO RUSSO” em colaboração che; Lusanova; TAP Polónia; Erasmuslisboa;
com associado LUSANOVA. Programa realizado www.accessibleportugal.com; Sheraton  Lisboa Fam Trips
na ”Grande Lisboa (Lx, Estoril e Sintra)”. Pre- Hotel & Spa; Congresso Internacional Chaves de (1 visita – 10 participantes)
sentes 14 participantes. Ouro. FINLANDIA Organização dum apoio em cola-
FRANÇA “KUONI” em colaboração com AICEP. DVD’S Conferência Internacional “II Workshop boração com um operador de golfe Finlandês
Programa realizado na ”Grande Lisboa ( Lx, Es- on Black Holes”; Lusanova. – Golf Tailors. Programa feito na “Região de
toril e Sintra)”. Presentes 10 participantes. BETACAM TV Record; Citur Lisboa (Oeste, Cascais e Sintra)”. Presentes 10
elementos.
Press Trips Pedidos de informação escritos respon-
(12 visitas - 46 participantes) didos: 169
ALEMANHA Canal ZDF; Programa de televisão Touring
“Wiso” em colaboração com associado. Progra-
ma realizado na Cidade de Lisboa. Presente 05 MICE Feiras e Certames Específicos
elementos. MULTIMERCADOS Organização da participação
ALEMANHA Revista “Madam”. Programa reali- Fam Trips de Lisboa nas Feiras e Certames Específicos.
zado na “Grande Lisboa (Lx e Sintra)”. Presente (1 visita - 4 participantes) Eventos destinados ao trade e público.
01 elemento. MULTIMERCADOS Acção organizada em con- ESCANDINÁVIA Participação de Lisboa na fei-
AUSTRÁLIA “Joanna Savill”, em colaboração junto com o TdP. Presentes 4 representantes ra REISELIV em Oslo com módulo de destino
com o Turismo de Portugal. Programa realizado do Conselho Segurança das Nações Unidas NY – integrado no stand de Portugal. Evento destina-
na ”Grande Lisboa (Lx e Sintra)”. Presente 01 apoio com um jantar em restaurante associado. do ao trade e público.
elemento. Programa realizado na Cidade de Lisboa. ITÁLIA Participação de Lisboa na feira JOSP FEST
BRASIL Revista “Marie Claire”. Programa rea- em Roma com stand próprio. Evento destinado
lizado na Cidade de Lisboa. Presentes 02 ele- ao trade e público. Produto “Turismo Religioso”.
mentos.
BRASIL Revista/Catálogo de moda “Bobstore”
Golfe IRLANDA Participação de Lisboa na feira
HOLIDAY WORLD em Dublin com módulo de
em colaboração com a AICEP. Programa realiza-
Feiras e Certames destino integrado no stand de Portugal. Evento
do na Cidade de Lisboa. Presentes 09 elementos. destinado ao público.
ESPANHA Revista/Catálogo de moda “Strena”.
Especializados
BTL – A Lisboa Golf Coast visitou no dia 14 de Ja- ENVIO de materiais promocionais para as Feiras
Programa realizado na ”Grande Lisboa (Lx e de Holyday World Dublin e Josp fest.
neiro o certame tendo realizado 6 reuniões com
Cascais)”. Presentes 04 elementos.
operadores e media.
ESPANHA Revista “Viajes de National Geographic”,
Feiras Regionais Espanha
em colaboração com a AICEP. Presentes 02 elemen-
Apoio a Eventos MULTIMERCADOS Organização da participação
tos. Programa realizado na Cidade de Lisboa.
da Região de Lisboa nas Feiras Regionais.
FRANÇA Revista “Voici”. Programa realizado na Especializados
EVENTOS destinados ao público.
Cidade de Lisboa. Presente 01 elemento. A Lisboa Golf Coast patrocina o final do “Lisboa
ENVIO de materiais promocionais para NAVAR-
FRANÇA Jornal “Le Monde”. Programa realizado Golf Coast Cup” que decorre na Quinta da Mari-
TUR; TUR;TCV.
na Cidade de Lisboa. Presente 01 elemento. nha nos dias 13 até 20 de Fevereiro.
HOLANDA Revista “LIV”. Programa realizado na
Parcerias Feiras Regionais França
Cidade de Lisboa. Presentes 02 elementos.
MULTIMERCADOS Organização da participa-
POLÓNIA Jornal “Rzeczpospolita”, em colabora- com Operadores Turísticos
ção da Região de Lisboa nas Feiras Regionais.
ção com a AICEP. Programa realizado na Cidade MERCADOS VÁRIOS Acompanhamento de par-
Eventos destinados ao público.
de Lisboa. Presente 01 elemento. cerias em curso com diversos operadores estra-
PARTICIPAÇÃO na feira SALON INTERNACIONAL
POLÓNIA “Miltours/Polónia”. Programa rea- tégicos nos mercados prioritários para o destino
TOURISME de NANTES em Nantes, com stand
lizado na Cidade de Lisboa. Presentes 15 ele- Lisboa Golf Coast.
próprio. Evento destinado ao público.
mentos dos seguintes meios de comunicação: REINO UNIDO Nova parceria com os operado-
ENVIO de materiais promocionais para NANTES;
Revista “Voyage”; Revista “Podróze”; Revista res Golf Options; Your Golf Travel; Driveline Golf .
TOULOUSE; MARSELHA.
“Glamour”; Revista “Pani”; Revista “Viva”; Jor- HOLANDA Nova parceria com o operador 3D
nal “Wprost”; Jornal “Gazeta Wyborcza”; Jornal Golfvakanties.
“Gazeta Prawna”.
Campanha de Publicidade
Acções porta-a-porta Específica
Consulta ao mercado para apresentação de pro-
Materiais Promocionais REINO UNIDO Gestão e organização duma ac-
postas para a campanha de publicidade 2010.
Guia Follow ME edição nº169 – Acompanhamento ção porta-a-porta na Inglaterra e na Escócia nos
Foram consultadas as seguintes empresas:
da produção e mailing directo para as dias 25 a 29 de Janeiro para anunciar o voo en-
Google; Interpublishing; Ilimitada.
delegações do AICEP, TAP e outros. tre Edimburgo e Lisboa que começa em Maio.
Visitas realizadas: 13.
Mailings
BANCO de Imagens: AD LIBRI; GL events; APFIPP Campanha de Publicidade
- Associação Portuguesa de Fundos de Investi- Específica
mento, Pensões e Patrimónios; www.berlin. CONSULTA ao mercado para apresentação de
de; Magazine Auto&Lifestyle; Publicações Dom propostas para a campanha de publicidade
Quixote – livro Caminhos de Fátima e Santiago; 2010. Foram consultadas as seguintes empre-
Inside Lisbon. sas: Interpublishing; Ilimitada.

TURISMO DE LISBOA | 35
Lisboa vista de fora

“A Lisboa de Pessoa”

ITALIANOS SEGUEM
SUGESTÕES DO POETA
O poeta lisboeta Fernando Pessoa continua
a ser uma referência para aconselhar os
turistas nas visitas à capital portuguesa.
A recomendação é da Take Off, revista
distribuída nos aeroportos italianos.

“A Lisboa de Pessoa” é uma das sugestões de viagens da primeira


edição de 2010 da revista Take Off, distribuída nos aeroportos de
Roma, Milão, Génova, Nápoles, Catania, Pisa e Veneza.
A Praça de Touros do Campo Pequeno, o Aqueduto das Águas Li-
vres, a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos e o Castelo de S.
Jorge são alguns dos locais que o poeta Fernando Pessoa recomen-
dou, em 1925, no guia “Lisboa: o que o Turista deve ver”. Segundo
o artigo publicado naquela revista, a actualidade do guia criado por
Fernando Pessoa mantém-se intacta.
Para a Take Off, a melhor maneira de descobrir Lisboa é “colocar a
obra de Fernando Pessoa debaixo do braço e deixar-se guiar pelos
conselhos e pela atmosfera que emerge destas páginas”.
Lisboa é também apresentada como o melhor destino europeu,
melhor cidade europeia para uma escapadela (City Break) e me-
lhor destino de cruzeiros da Europa, conforme a votação dos utili-
zadores do site do organismo internacional de viagens e turismo
- World Travel Awards.

Take Off
A capital portuguesa é uma das sugestões de viagens da
primeira edição de 2010 da revista Take Off, distribuída
nos aeroportos de Roma, Milão, Génova, Nápoles,
Catania, Pisa e Veneza.

36 | TURISMO DE LISBOA
Uma Janela sobre Lisboa
Events Magazine, Alemanha

TURISMO DE LISBOA | 37
VISÕES

Joana Rocha
Surfista Profissional

Sempre uma boa desculpa


Até aos 10 anos de idade, o meu contacto com Lisboa resumiu-se às
visitas semanais a casa da minha avó Lili, na Rua dos Lusíadas, em
Alcântara, ao cheiro do pão-de-ló que fazia para nos receber e aos
passeios no jardim da Gulbenkian, onde íamos assistir a peças de
teatro infantil.
Como adolescente, e já com o surf a fazer parte da minha vida,
passei a evitar Lisboa tanto quanto fosse possível, até porque o
objectivo nos tempos livres era correr para as praias do Estoril ou
Ericeira, conforme estivesse a direcção do vento e da vaga.
Era, então, uma jovem completamente rendida ao surf, habituada
a apreciar o ambiente calmo e desafogado das praias, quanto mais
desertas melhor e, como é lógico, até com um natural sentimento de
repulsa pela cidade, Lisboa ou qualquer outra.
Mais tarde, em Setembro de 1997, quando ingressei no Instituto
Superior Técnico para frequentar o curso superior de Engenharia
Mecânica, surgiu a oportunidade de conhecer a cidade por dentro,
de forma mais detalhada o que, confesso, me surpreendeu pela
positiva.
Aprendi, num ápice, a movimentar-me na azáfama de Lisboa, e
apaixonei-me por coisas tão simples como os almoços com os
colegas na Mexicana, as corridas de eléctrico para namorar as
montras da Baixa, as pausas passadas nas Docas, onde usava o rio
para matar alguma saudade que sentia do mar e, claro, as noites
no Bairro Alto onde festejávamos os bons e os maus resultados dos
exames.
O meu primeiro ano de Faculdade foi também marcado pela
EXPO’98, que visitei vezes sem conta, para assistir a tudo o
que era concerto ou exposição, e me deu a conhecer uma nova
Lisboa, mais organizada, mais moderna, desafogada e fácil de
compreender.
Por razões profissionais fixei residência fora da Cidade mas
recordo, com saudade, os anos de estudante. Tenho sobre ela uma
opinião oposta à que tinha na idade dos teens e por mais pequena
que seja, do cinema ao restaurante, do teatro à exposição, não
passo uma semana sem arranjar desculpa para voltar a Lisboa.

38 | TURISMO DE LISBOA
M A R K E T PL A C E

Sofitel Lisbon Liberdade

QUARTO CRESCENTE DE INOVAÇÃO


O Sofitel Lisbon Liberdade é o primeiro ho-
tel com um novo sistema de assistência à
limpeza diária de quartos. O novo método,
promovido pela Sofitel Luxury, está ainda
em fase de experimentação e tem como
principal vantagem o descongestionamen-
to dos corredores de acesso aos quartos.
Os anteriores carrinhos de limpeza dão
lugar a novos equipamentos, menos volu-
mosos, fáceis de conduzir e que contêm
todo o material necessário (balde, produ-
tos de limpeza, roupa lavada, produtos de
acolhimento e material diverso). Em simul-
tâneo, verifica-se que o sistema melhora a
organização do trabalho dos profissionais
de limpeza e a imagem visual perante os
hóspedes. O Sofitel Lisbon Liberdade serve
de piloto na experimentação de um pro-
jecto pioneiro de uma marca hoteleira que
prima pela qualidade e exigência.
Contactos: tel. 213 228 300 ou através do
site www.sofitel.com

Hotel Cascais Miragem

ESPECIAL DIA DO PAI


O Hotel Cascais Miragem elaborou um possível aproveitar para fazer exercício
programa muito especial para assinalar no Holmes Place, que proporcionará
o Dia do Pai, mediante o qual, por cada acesso gratuito aos hóspedes do
estada da família, oferece ao Pai um Hotel, ou usufruir do Zensations Spa.
voucher para uma noite, em quarto Este possui sete salas de tratamento,
duplo, até 30 de Dezembro. Foi também incluindo uma Suite Oceânica e uma
criado um menu específico para área de relaxamento com vista para
saborear ao almoço ou ao jantar nos o mar, sendo de destacar a utilização
dois restaurantes do Hotel, com vista da última geração da Aromatherapy
para a Marina de Cascais e para a Costa Associates.
de Estoril. O fantástico Kids Place estará Contactos: tel. 210 060 600 ou através
à disposição das crianças. Será ainda do site www.cascaismirage.com.

Lisboa Marriott Hotel

PELAS ARTES DO NOSSO TEMPO


O Lisboa Marriott Hotel abriu recentemente Entretanto, o restaurante desta unidade
a L.M. Galeria de Arte, um novo espaço cul- hoteleira disponibiliza uma nova carta e
tural dedicado à arte contemporânea, que buffets, numa combinação perfeita en-
tem por objectivo apresentar o trabalho de tre a cozinha tradicional portuguesa e a
artistas emergentes como Nuno San-Payo, internacional. Localizado no piso térreo
Michael Barrett e José Luis Trinocó, entre do Lisboa Marriott Hotel, o restaurante
outros. “Mulher”, a primeira exposição pro- proporciona uma vista panorâmica para
movida por este espaço, mostra as obras o jardim, com cerca de 4000 m2, e para
do artista Nuno San-Payo, que retratam a a piscina exterior. Mais informações em
mulher como um eterno mistério. www.lisbonmarriott.com.

TURISMO DE LISBOA | 39
NH HOTELES

FOI POR ELA…


O Hotel NH Liberdade inaugura, no âm-
bito do Dia Internacional da Mulher, assi-
nalado a 8 de Março, o novo piso Woman
Style, um conceito inovador especialmen-
te concebido para mulheres.
Este espaço oferece uma grande varieda-
de de serviços personalizados, com vista
a proporcionar às suas hóspedes uma es-
tada mais confortável. O piso é composto
por Quartos Woman Syle, que dispõem
de Coffee Shop em cada quarto, com uma
selecção de chás, infusões, café e água,
uma selecção de jornais e revistas e um
kit exclusivo de higiene pessoal Agua de
la Tierra. Na reserva de um quarto Woman
Style, as clientes podem beneficiar de um
voucher de 15 por cento de desconto no
salão de beleza de Eduardo Beauté.
Contactos: tel. 213 514 060 ou através do
site www.nh-hotels.com.

SURPRESA
GOSTOSA
O Hotel NH Campo Grande, situado no oferece aos participantes uma selecção da cidade, junto ao Parque do Campo
centro de Lisboa, sugere uma Semana criteriosa de saborosos vinhos e queijos. Grande e perto da Cidade Universitária,
de Degustação de Vinhos e Queijos, en- Para além destes, serão ainda servidos esta é uma opção para um presente ori-
tre 15 e 21 de Março, para comemorar o vários petiscos, desde charcutaria varia- ginal para todos os pais, por apenas 20
Dia do Pai. da, patés, pãezinhos, tostas, frutas e café euros por pessoa.
A iniciativa, que decorre no final de com chocolate de menta. Situado numa Contactos: tel. 217 957 555 ou através do
cada tarde entre as 16h30 e as 20h00, das principais vias de acesso ao centro site www.nh-hotels.com.

Penha Longa Hotel Spa & GOLF RESORT

O PAI MERECE
O Penha Longa sugere, em conjun- pedras quentes, os gémeos e as coxas,
to com o Six Senses Spa, a massagem com técnicas de massagem fortes e rela-
Father Ritual, ideal para aliviar a tensão e xantes, seguindo-se as costas e, por fim,
o stress do dia-a-dia, durante todo o mês o pescoço e a cabeça.
de Março, para assinalar o Dia do Pai. Cada sessão tem o custo de 175 euros.
Com a duração de 80 minutos, a sessão Contactos: tel. 219 249 011 ou através do
começa por trabalhar a zona dos pés com site www.penhalonga.com.

40 | TURISMO DE LISBOA
M A R K E T PL A C E

Hotel Meliã Aldeia dos Capuchos Golf & Spa

REFERÊNCIA DE LONGA DURAÇÃO


O Hotel Meliã Aldeia dos Capuchos Golf & Spa, inserido naquele
que é considerado o melhor Urban Resort de Lisboa – o Aldeia dos
Capuchos Lisbon Golf & Spa Coast Resort — vai reforçar o seu posi-
cionamento de hotel apartamento dentro do mercado Residence
e Long Stays.
O reforço neste mercado tem por objectivo posicionar o hotel
como uma das mais interessantes opções para clientes de longa
duração, tirando partido da sua localização privilegiada.
Os agentes de relocation, do mercado imobiliário, de viagens e
operadores, e as empresas estrangeiras em Portugal, são os mer-
cados-alvo a atingir.
Actualmente, o Meliã Aldeia dos Capuchos Golf & Spa disponibi-
liza um apartamento T2 (suite executiva), 10 apartamentos T1
(suite), 11 apartamentos/ estúdios T0 equipados com camas de
casal convertíveis, e 58 quartos standard, contando, no total, com
180 unidades de alojamento. Dispõe, inclusive, de dois T0 para
pessoas com mobilidade reduzida e 16 quartos comunicantes,
com varanda ou terraço, e vista panorâmica para o mar e foz do
Tejo, golfe e piscina, mais-valias que proporcionam um ambiente
agradável.
Esta unidade hoteleira, com bons acessos ao centro de Lisboa e
ao aeroporto da cidade, distingue-se pela enorme potencialidade
que oferece ao nível das instalações para residentes, bem como
nas áreas de lazer e restauração. Contactos: tel. 212 919 092 ou
através do site www.aldeiadoscapuchos.com.

Eurorentlei

NOVA CAMPANHA
A Eurorentlei, empresa de aluguer de viatu-
ras, lançou uma nova campanha “Todas as
Sextas-feiras” que permite alugar um veí-
culo durante um fim-de-semana completo
a preços reduzidos, a partir de 58,05 euros.
A campanha está disponível para reservas
efectuadas com quatro dias de antecedên-
cia e nas ofertas exclusivas na Internet, em
www.eurorentlei.com.
Além desta campanha de fim-de-semana,
a Eurorentlei tem disponíveis outras pro-
moções temáticas, como o serviço de alu-
guer de veículos por horas ou o pacote fa-
miliar económico, que permite usufruir de
uma viatura durante três dias, mas pagar
apenas dois.
No mercado desde 1996, a Eurorentlei tem
o negócio centralizado nas zonas de Lisboa
e Leiria, com extensão de serviços a todo o
território nacional.
Contactos: tel. 217 169 388 (reservas) ou
através do site www.eurorentlei.com

TURISMO DE LISBOA | 41
Museu
Colecção Berardo

BES PHOTO 2009


O Museu Colecção Berardo acolhe a ex-
posição BES Photo 2009, uma iniciativa
anual do Banco Espírito Santo, até 4 de
Abril, com entrada gratuita.
O BES Photo visa premiar artistas, de na-
cionalidade portuguesa e residentes em
Portugal, por trabalhos desenvolvidos
na área da fotografia num determinado
período. Na sexta edição do evento são
apresentados os trabalhos fotográficos
de André Cepeda, Filipa César e Patrícia
Almeida.
A exposição pode ser visitada todos os
dias úteis, das 10h00 às 19h00 (últi-
ma entrada às 18h30) e aos sábados,
das 10h00 às 22h00 (última entrada às
21h30).
Contactos: tel. 213 612 878 ou através
do site www.museuberardo.com.

Museu da marioneta

O “DESASSOSSEGO” DE IVAN
O Museu da Marioneta apresenta a ex-
posição “Desassossego”, uma viagem
aos bastidores do cinema de anima-
ção a partir das personagens da pri-
meira curta de animação de Lorenzo
Degli’Innocenti, no âmbito do Festival
de Animação MONSTRA, até 18 de Mar-
ço, com entrada livre.
De terça-feira a domingo, entre as
10h00 e as 18h00, os visitantes têm
a oportunidade de conhecer cenários,
desenhos, marionetas, materiais de
película e adereços, que permitem
compreender o trabalho de uma obra
de animação.
“Desassossego”, uma produção da Sar-
dinha em Lata e da IB Cinema, relata a
história de Ivan, um frustrado empre-
gado de uma charcutaria, aprisionado
à tradição familiar, que sonha deses-
peradamente em abrir uma loja onde
possa vender e desenhar os seus pró-
prios móveis.
Contactos: www.museudamarioneta.egeac.pt
ou www.monstrafestival.com.

42 | TURISMO DE LISBOA
M A R K E T PL A C E

CCB

A VÁRIAS
DIMENSÕES
O espectáculo de dança “As Lágrimas de
Saladino”, de Rui Horta, e o Festival Pon-
tes para Istambul sobem ao palco do Cen-
tro Cultural de Belém (CCB), nos meses de
Março e Abril.
O recital “As Lágrimas de Saladino” dá,
ainda, o mote a um ensaio aberto, para
alunos do 9.º ao 12.º ano, com o coreó-
grafo Rui Horta e a sua Companhia, no dia
3 de Março, às 15h00, no Grande Auditó-
rio do CCB.
No âmbito deste espectáculo realiza-se,
também, uma oficina dirigida ao mesmo
público escolar, com a participação de in-
térpretes da Companhia de Rui Horta, de
8 a 12 de Março, na Fábrica das Artes, Jar-
dim das Oliveiras. De segunda a quinta-
feira, esta actividade decorre das 10h00
às 12h00 e, à sexta-feira, último dia, das
14h30 às 16h00.
De 1 de Março a 1 de Abril, o CCB acolhe
o Festival Pontes para Istambul, que inclui
conferências, exposições, cinema, músi-
ca, dança e oficinas, entre outros, sobre
a cidade que é Capital Europeia da Cultura
em 2010, promovendo o diálogo entre as
culturas do Oriente e do Ocidente.
Informações adicionais em www.ccb.pt. 

GULBENKIAN

COM O SOL DA PRIMAVERA


Uma exposição internacional dedicada ao Astronomia, no dia 17, e a apresentação
tema da pintura de natureza-morta na do Estudo Nacional sobre a Morbilidade
Europa, a primeira do género a realizar- Psiquiátrica em Portugal, a 23 de Março.
se em Portugal, é um dos destaques da Música, ciclos de cinema, exposições, vi-
programação da Fundação Calouste Gul- sitas temáticas e cursos vários, além de
benkian para o mês de Março. conteúdos programáticos para os mais
Esta mostra, constituída por um conjun- novos, são algumas das propostas apre-
to de 70 obras-primas, dos séculos XVII sentadas pela Fundação Calouste Gul-
e XVIII, de pintores europeus de renome, benkian para o próximo mês.
decorre até 2 de Maio, na Galeria de Ex- No dia 20 de Março, para celebrar a che-
posições Temporárias da Sede. gada da Primavera, a Fundação organiza
No que concerne aos eventos, os desta- uma festa especial “Desenho e Paisa-
ques para Março são a sessão de cinema gem” com diversas oficinas a decorrer,
“Into the Wild”, de Sean Penn (2007), co- simultaneamente, em vários locais do jar-
mentada por Paula Moura Pinheiro, no dia dim de modo a proporcionar o convívio e
9, a conferência e exposição por ocasião a partilha entre diferentes gerações.
do encerramento do Ano Internacional da Descubra mais em www.gulbenkian.pt.

TURISMO DE LISBOA | 43
Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva

A ARTE DE SABER-FAZER
A Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva
– Museu de Artes Decorativas Portuguesas
promove a exposição itinerante “A Arte
de Saber-Fazer: do Palácio-Museu às Ofici-
nas”, no Centro Cultural Palácio do Egipto,
em Oeiras, até 31 de Março.
A mostra tem por objectivo alertar para a
importância da preservação, salvaguarda e
divulgação do Património Imaterial Portu-
guês do saber-fazer nas artes decorativas,
e inclui painéis cenográficos explicativos,
com textos, desenhos e fotografias, répli-
cas de peças do Museu de Artes Decora-
tivas Portuguesas, assim como modelos,
moldes, ferramentas antigas e materiais
usados nas Oficinas – madeiras, metais,
têxteis, couros e palhinhas, entre outros.
Pode ser visitada de terça-feira a domingo,
das 11h00 às 18h00, e na última sexta-
feira de cada mês, das 11h30 às 24h00.
Contactos: tel. 218 814 600 / 218 881 991
ou através do site www.fress.pt

Museu da Cidade

Personagens de Lisboa
O Museu da Cidade tem patente, até 31 de
Março, uma exposição sobre a história de
20 personagens de Lisboa, caricaturadas
por João Fazenda. A mostra integra-se na
campanha “Lisboa Tem Histórias”, lançada
para assinalar o centenário deste museu.
Os objectos expostos, pelas suas caracte-
rísticas e proveniências, encontram-se
associados ao quotidiano, às profissões,
às vivências de cada uma dessas perso-
nagens de diferentes épocas (desde a
antiguidade clássica ao século XX), repre-
sentando histórias e costumes protagoni-
zados por estas figuras míticas, anónimas
ou pouco conhecidas.
O visitante fica a conhecer figuras como o
liberto romano Caius Heius Primus, o agua-
deiro Mateo Agustín, o ourives Luís Anes e
o cirurgião Mestre Gonçalo, entre outras
personalidades.
A introdução ao espaço da exposição é
feita através da apresentação de um filme
realizado por Abílio Leitão, com imagens
actuais dos locais da cidade que estão as-
sociados a cada uma das personagens.
Contactos: tel. 217 513 200 ou através do
site www.museudacidade.pt.

44 | TURISMO DE LISBOA
M A R K E T PL A C E

Novo Guia Ibis 2010

Já SAIU
O grupo de hotelaria Ibis acaba de lan-
çar o novo Guia Ibis 2010, com todos
os dados úteis sobre as cerca de 850
unidades que detém, em 43 países de
todo o mundo.
O novo Guia Ibis está disponível em
formato impresso e em digital, poden-
do ser consultado no site da marca,
em www.ibishotel.com, ou obtido nos
hotéis da rede. Os interessados podem
ainda consultar o Guia Ibis 2010 sem
sair de casa, ou a partir de qualquer
outro local sem necessidade de ligação
à Internet, através de download prévio
para o computador.
A novidade do Guia deste ano é a in-
clusão de unidades que vão abrir ao
Restaurante Aviz público em 2010 na África, América do
Norte, América do Sul, Ásia, Europa e

...E BOM APETITE Médio Oriente.


O Guia Ibis 2010 disponibiliza mapas
para melhor localização dos hotéis, pre-
O Restaurante Aviz, integrado num dos
ços, serviços, horários e transportes nas
mais emblemáticos hotéis de Lisboa,
proximidades, entre outras indicações
apresenta uma nova ementa elaborada
úteis.
pelo chef Carlos Martins e inspirada nas
célebres receitas originais do Mestre Ri-
Contactos: www.ibishotel.com Estoril Open de Portugal
beiro, que fizeram deste espaço um dos
mais conceituados da capital. NO TOP+
Foie Gras Glaceado em Redução de Vi-
nho do Porto LBV, Coxas de Rã Panadas O Estoril Open de Portugal está de re-
com Molho Aioli e Salsa Frita, Vieiras gresso ao Penha Longa Hotel, Spa&Golf
Glaceadas sobre Creme de Pimento Resort, de 1 a 4 de Abril, para reencon-
Doce, Linguini Nero com Lagostins Sal- trar um dos mais vanguardistas destinos
teados à Bulhão Pato, Risotto de Vieiras de golfe da Europa Continental, agora
Glaceadas e Gambas com Cebolinho, renovado.
Medalhão de Vitela Barrosã com Cogu- A elite do golfe europeu irá disputar
melos do Bosque e Gratin de Legumes a 54ª edição do Open, num traçado
são algumas das novas iguarias que po- rejuvenescido e moderno, com a assi-
dem ser degustadas, naquele que, em natura de Robert Trent Jones Jr., que,
1950, foi considerado “o restaurante após um intenso e extenso traba-
mais sumptuoso do mundo”, pela revis- lho de renovação, dotou o campo das
ta Life. melhores condições de relva, bunkers
Os clientes deste espaço requintado, e sistema de irrigação, bem como de
podem ainda optar pelos pratos vege- campos de treino e de um hotel de 1ª
tarianos “Aviz Light” - acepipes, sopas, classe.
ovos, risottos e massas -, ou pelas so- Situado na serra de Sintra, com o ocea-
bremesas Crepes Flambée ou Crumble no Atlântico no horizonte, o Penha Lon-
de Maçã. ga Hotel, Spa&Golf Resort, gerido pelo
O restaurante está aberto todos os Ritz-Carlton Hotel Company, foi anfitrião
dias, sendo os almoços servidos entre do Open de Portugal em 1994 e 1995,
as 12h30 e as 15h00 e os jantares das anos em que o galês Phillip Price e o
19h30 às 22h30. escocês Adam Hunter se sagraram cam-
A reserva de mesa deve ser feita com peões.
antecedência para o número de telefo- Contactos: tel. 219 249 011 ou através
ne 210 402 000. do site www.penhalonga.com.

TURISMO DE LISBOA | 45
Casino Lisboa

RITMOS DO MUNDO
O Casino Lisboa estreia, a 2 de Março, a
produção internacional The Voca People,
uma nova performance de teatro vocal
que combina sons vocais e canto a ca-
pella, com a arte do moderno beat-box
humano. The Voca People reúne em
palco três mulheres (contralto, mezzo e
soprano), três homens (baixo, barítono e
tenor) e dois beat-boxes humanos, todos
vestidos integralmente de branco. O elen-
co inclui êxitos que marcaram diferentes
épocas, interpretando composições de
áreas tão distintas como o rock, pop, jazz
e música clássica. Até 14 de Março, o es-
pectáculo está em cena no Auditório dos
Oceanos, no Casino Lisboa, de terça-feira
a sábado, às 22h00, e aos domingos às
17h00. Os bilhetes estão à venda no Ca-
sino Lisboa, Lojas FNAC, Worten, El Corte
Inglés, C.C. Dolce Vita, Agência Abreu,
Megarede e em www.ticketline.sapo.pt,
com preços entre 30 e 35 euros.

BES Arte & Finança

Exposição #5
O espaço BES Arte & Finança apresenta a ção subjectiva ou a inconsistência entre
exposição #5 - “Encontro: entre a paisagem o conceito e a sua representação. Todas
e a abstracção”, uma selecção de obras da as obras em exposição foram produzidas
sua colecção de fotografia e arte contempo- na última década.
rânea, com curadoria de Luísa Especial. A exposição desenvolve-se a partir das
Patente no espaço até 9 de Abril, de aces- obras que integraram a BESart - Colec-
so livre e gratuito, a mostra possibilita o ção Banco Espírito Santo, no ano pas-
contacto com artistas e obras nunca exi- sado. A colecção, centrada na arte con-
bidas em Portugal e, ao mesmo tempo, temporânea e na fotografia, constitui
testemunha o aprofundamento da pre- uma das principais colecções privadas
sença de alguns artistas que integram já a do género em toda a Península Ibérica,
colecção BESart. contando já com cerca de 700 obras de
“Encontro: entre a paisagem e a abs- quase 300 artistas portugueses e es-
tracção” divide-se em dois eixos que trangeiros.
comunicam entre si: um em torno da Além de albergar a colecção de fotografia
paisagem e outro em torno da abstrac- contemporânea do Banco Espírito Santo, o
ção. Nas obras presentes na mostra, os espaço BES Arte & Finança promove ex-
artistas partiram sempre do que já exis- posições regulares e de acesso livre em
tia para reequacionarem questões mais torno da BESart e outros eventos culturais,
vastas e caras à história da fotografia, como concertos e espectáculos.
como a natureza enquanto objecto de Contactos: tel. 213 597 358 ou através do
contemplação, a realidade como constru- site www.bes.pt.

46 | TURISMO DE LISBOA
M A R K E T PL A C E

Museu do Oriente

ANO DO TIGRE
A entrada no ano do Tigre foi assinalada
no Museu do Oriente com iniciativas para
toda a família, como oficinas de iniciação
ao nó chinês, recorte de papel e decora-
ção festiva.
Para comemorar o ano de 4708 – celebra-
do em 14 de Fevereiro, dia do início do
Ano Novo chinês -, realizou-se uma oficina
de iniciação ao nó chinês, uma arte que
simboliza a amizade, a paz e o amor.
Destaque, também, para o ateliê de re-
corte de papel, uma arte milenar utilizada
nesta época para ornamentar as casas de
modo a atrair a sorte, a prosperidade e a
riqueza.
A oficina “Kung, Hei, Fat, Choy - Feliz Ano
Novo Chinês” reflectiu um convite aos
participantes no sentido de prepararem as
suas casas para as festividades.
Contactos: tel. 213 585 200 ou através do
site www.museudooriente.pt.

Museu Colecção Berardo

(Re)Descobrir a Arte Contemporânea

As obras de três importantes nomes da reportagens fotográficas, numa deambu- que podem ser apreciadas nesta expo-
arte moderna e contemporânea, Annema- lação permanente pela Europa, Médio sição com cerca de 50 obras representa-
rie Schwarzenbach, Robert Longo e Judith Oriente, África e América do Norte. tivas do seu trabalho. Também a obra da
Barry estão em destaque num ciclo de A mostra reúne cerca de 200 fotografias artista norte-americana Judith Barry pode
novas exposições temporárias do Museu acompanhadas por textos literários ou ser questionada e entendida na exposição
Colecção Berardo, até Abril. jornalísticos. “Body Without Limits”, que envolve perfor-
“Auto-Retratos do Mundo” é o nome da No panorama artístico americano con- mance, cinema, vídeo, instalação, fotogra-
exposição dedicada à vida e obra da suíça temporâneo, Robert Longo demarca-se fia entre outros suportes e formas de arte.
Annemarie Schwarzenbach, uma figura pela originalidade das técnicas e pela Contactos: tel. 213 612 878 ou através
mítica da “literatura de viagens”, que fez força expressiva das temáticas abordadas, do site www.museuberardo.pt.

TURISMO DE LISBOA | 47
Museu Nacional do Traje

Páscoa com Amor


O Museu Nacional do Traje sugere, para Abril, destinado a crianças entre os três
as férias da Páscoa, comemorar este e os nove anos. A primeira destas ini-
ano imaginário do bem-estar e do ca- ciativas tem um custo de cem euros e a
rinho, com actividades e brincadeiras segunda de 125 euros, sendo que o ho-
propostas por corações sintonizados no rário é o mesmo: das 09h15 às 17h30.
amor. Estão previstos dois ateliês, de 29 Contactos: tel. 217 567 620 ou através do
de Março a 1 de Abril, e de 5 a 9 de site http://museudotraje.imc-ip.pt/.

Pavilhão Atlântico

Magia sobre o gelo


O Pavilhão Atlântico está prestes a aco- Bela Adormecida, Ariel, Mulan, Jasmi-
lher mais uma edição da Disney On Ice, ne, Branca de Neve, Cinderela e Bela.
que regressa a Lisboa, nos dias 27 e 28 Trata-se de uma experiência arrebata-
de Março, com o espectáculo “Os De- dora, só possível graças ao talento de
sejos das Princesas”, apresentando um ex-atletas olímpicos, efeitos especiais,
mundo em que os sonhos se tornam fantasia e a um guarda-roupa especta-
realidade. cular. Crianças e adultos irão reviver em
Acompanhado pela magia das sete prin- família histórias e sonhos que povoam o
cesas mais famosas da Disney, o público imaginário de várias gerações.
português irá apreciar a beleza da pa- Os preços são a partir de 18 euros e a
tinagem artística, acrobacias graciosas idade mínima para assistir ao espectáculo
e cenários idílicos. Tendo Sininho como é de três anos.
guia, os espectadores são convidados Contactos: Bilhetes à venda em diferen-
a conhecer histórias inspiradoras das tes pontos da cidade e mais informações
sete mais famosas princesas da Disney: através do site www.pavilhaoatlantico.pt .

Soltrópico

10 Verões à escolha
O operador turístico Soltrópico anuncia a sua
programação para o Verão de 2010, da qual
fazem dez sugestivos destinos, no decorrer
de uma apresentação entre 19 e 21 de Mar-
ço, na Ilha do Sal, em Cabo Verde.
Ao assinalar os seus 20 anos de actividade, a
Soltrópico levará 165 pessoas até àquela ilha
cabo-verdiana, entre agentes de viagens,
jornalistas e outros convidados, num voo da
SATA Internacional fretado para o efeito.
As dez brochuras a divulgar junto do merca-
do dizem respeito aos Açores, África, Améri-
cas, Ásia, Cabo Verde, Egipto e Médio Orien-
te, Hotéis em África e Timor, Ilhas de Encanto,
Madeira e S. Tomé.
Entre as novidades contempladas nestas bro-
churas, contam-se o Cambodja, Israel, Jordâ-
nia e Vietname, para além do regresso do
Brasil e de Cuba à programação da Soltrópico.
Contacto: www.soltropico.pt

48 | TURISMO DE LISBOA
M A R K E T PL A C E

Mundo Abreu 2010

PARCEIRO DO TURISMO DE PORTUGAL


A 8.ª edição da feira de viagens Mundo rampa de lançamento ao “Passaporte
Abreu, a realizar entre 10 e 11 de Abril para a aventura”.
na Feira Internacional de Lisboa (FIL), tem Trata-se de um produto inédito, que se
como grande novidade a aposta na oferta afasta da oferta habitualmente relacio-
turística interna, reforçada pela parceira nada com actividades radicais, pensa-
estabelecida com o Turismo de Portugal. do para proporcionar uma “viagem da
Nos 3.000 m2 atribuídos à oferta nacio- vida” e uma experiência única, feita de
nal, no Pavilhão 1, estarão representa- descoberta e emoções, em que o parti-
das várias regiões de Turismo e Hote- cipante “veste a pele” de um viajante-
laria numa área designada por “Espaço explorador em contacto permanente
Portugal”. Aqui, cada uma das sete re- com a Natureza. Para total satisfação
giões presentes contará com stands (de e confiança do cliente, o “passaporte”
12 m2) destinados às empresas hotelei- obedece a três critérios fundamentais:
ras e de serviços, para além de um stand segurança, garantia de lugar e de acom-
próprio para cada Região de Turismo, panhamento por parte de um represen-
com uma área de 20 m2 destinada à sua tante da empresa, numa abordagem às
promoção. De destacar, ainda, oito pon- explorações e ao contacto com a Natu-
tos de venda dedicados em exclusivo a reza. Entre as propostas de viagem refi-
Portugal. Graças ao acordo firmado com ram-se os 170 destinos em África, Ásia
o Turismo de Portugal, os expositores no e na América do Sul, com preços entre
espaço Portugal beneficiarão de presen- os 900 e os 2.500 euros por pessoa, em
ça gratuita. Este certame - que volta a regime de tudo incluído, para grupos de
contar com várias delegações e expo- 10 a 17 pessoas.
sitores internacionais - servirá ainda de Contactos: www.abreu.pt

MUSEU DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

PORTUGAL NAS TRINCHEIRAS


O Museu da Presidência da República aca- e em português. Vários outros documen-
ba de inaugurar a exposição “Portugal nas tos, como correspondência enviada pelos
Trincheiras - a I Guerra da República”, no soldados para Portugal, peças do quotidia-
Antigo Picadeiro dos Museus da Politécni- no, como marmitas, colheres e objectos ar-
ca, em Lisboa. No ano em que se come- tísticos elaborados pelos soldados a partir
mora a passagem do 1.º centenário da de munições, ou instrumentos cirúrgicos
República Portuguesa, esta iniciativa visa utilizados pelos médicos do CEP, permitem
evocar o primeiro grande acontecimento ao visitante viajar no tempo. A viagem é
internacional em que participou o regime acompanhada pela imagem – fotografia
instaurado em 1910. Constitui, igualmen- e filme –, permitindo evocar o Combaten-
te, uma oportunidade para homenagear o te “anónimo”, mas também aquele cujo
Combatente português da I Guerra Mun- nome está hoje associado a outros con-
dial, ao revelar o seu dia-a-dia, com as textos, esquecida que foi a sua condição
suas alegrias, angústias e memórias. Entre de combatente da I Guerra Mundial. Serão,
as mais de 200 peças e documentos em assim, entre outras, evocadas as memó-
exposição no Antigo Picadeiro do Colégio rias associadas à Grande Guerra de Jaime
dos Nobres, destacam-se duas: o canhão Cortesão, Anastácio Gonçalves e Hernâni
Schneider-Canet de 75mm - uma peça de Cidade. A mostra está patente até 23 de
artilharia pesada utilizada pelo Corpo Ex- Abril, Rua da Escola Politécnica, 60, e pode
pedicionário Português (CEP) -, ilustrativo ser visitada de terça-feira a domingo entre
do que foi a I Guerra Mundial ao nível da as 10h00 e as 18h00 e à sexta e ao sábado
inovação bélica, e um pequeno diário de das 10h00 às 24h00.
um soldado da Beira Alta, no qual conta a Contactos: tel. 213 614 660 ou através do
Arnaldo Garcez experiência da Grande Guerra na 1ª pessoa site www.museu.presidencia.pt.

TURISMO DE LISBOA | 49
TURISMO DE
LISBOA
NOTA S FINAIS

Revista dirigida aos associados


do Turismo de Lisboa,
CULTURA: empresários, decisores
e estudiosos da indústria turística.

UM NOVO OLHAR Vítor Costa


Director
Director-Geral do Turismo de Lisboa
Vítor Costa
vcosta@visitlisboa.com

TURISMO DE LISBOA
O Plano Estratégico para os Museus, recen- em Lisboa foram passear a pé (79,6 por Tel: 21 031 27 00
Fax: 21 031 28 99
temente apresentado pela ministra e pelo cento) e visitar Monumentos/Atracções/
www.visitlisboa.com
secretário de Estado da Cultura é uma inicia- Museus (75,9 por cento) e que, de acordo atl@visitlisboa.com
tiva inovadora e estruturante, que se saúda com a mesma fonte, a Torre de Belém foi
pelos impactos positivos que pode ter no visitada por 46,9 por cento dos Turistas, os

Turismo Cultural. Jerónimos por 43,6 por cento e o Padrão
Na ocasião foi anunciada a reabertura para por 28,9 por cento, enquanto o conjunto da Editor
breve do Museu de Arte Popular e, tam- zona de Belém recebeu a visita de 69,4 por
bém, o realojamento do Museu de Arqueo- cento dos turistas de Lisboa.
logia na Cordoaria Nacional. Belém e os seus equipamentos são, pois,
Edifício Lisboa Oriente,
Dias depois, o primeiro-ministro e o presi- dos locais/atracções mais visitados e a
Avenida Infante D. Henrique, 333 H
dente da Câmara Municipal de Lisboa lan- oferta de espaço público é muito adequa- Escritório 49 • 1800-282 Lisboa
çaram a primeira pedra do novo Museu da às actividades que os turistas mais pra- Tel. 21 850 81 10 - Fax 21 853 04 26
Email: lpmcom@lpmcom.pt
dos Coches, a que se juntará a instalação ticam.
da Escola Portuguesa de Arte Equestre em Se a isto somarmos a ligação daquela zona
antigas infra-estruturas militares na zona de aos descobrimentos e ao rio/mar, teremos Secretariado
ANA PAULA PAIS
Belém/Ajuda. uma proposta de valor capaz de contribuir
anapaulapais@lpmcom.pt
Estes novos ou renovados equipamentos, para a melhoria global da imagem do des-
juntamente com outros museus e monu- tino, para a captação de novos públicos e
mentos existentes na zona – Mosteiro dos para aumentar a permanência média dos
Jerónimos, Torre de Belém, Padrão dos turistas. Consultora Comercial
Descobrimentos, Centro Cultural de Belém, Para transformar Belém num verdadeiro sónia coutinho
Palácio da Ajuda, Museus Colecção Berardo, “Lisboa Museums District” é necessário soniacoutinho@lpmcom.pt
Tel.: 96 150 45 80
de Marinha, de Etnologia, da Presidência desenvolver um plano que passa, designa-
da República, da Electricidade, Planetário damente, pela criação de uma identidade Tel.: 21 850 81 10
e Jardim Botânico Tropical – formam uma própria (marca, sinalética), pela reengenha- Fax: 21 853 04 26
concentração extraordinária de oferta cul- ria da oferta (conteúdos, horários, melhoria
tural num espaço público de grande atrac- da experiência do visitante, informação,
tividade… merchandising e grupos), pela mobilidade Powered by Boston Media
O desenvolvimento de um projecto integra- (cartão/bilhete único, navette, mapa), pela
Tiragem
do de Turismo Cultural para Belém a partir animação, pela promoção e informação tu- 2500 exemplares
deste potencial, também anunciado pelo rística e pela venda. Periodicidade
Mensal
Ministério da Cultura, poderá ter um impac- Esta dinâmica de integração da oferta cultu-
Impressão
to extraordinário no Turismo não só naquela ral propiciará a requalificação e o desenvol- RPO
zona (beneficiando toda a oferta local), mas vimento de outras actividades e do espaço Depósito Legal
206156/04
em toda Cidade, Região e País. público, bem como uma melhor ligação ao
Recorde-se que, de acordo com o Inquérito resto da Cidade e à frente de rio. Isento de registo no ICS ao abrigo
ao Grau de Satisfação feito pelo Observa- A ideia não é nova mas nunca como agora do artigo 9º da Lei de Imprensa
nº2/99 de 13 de Janeiro
tório do Turismo de Lisboa, as actividades existiram condições tão favoráveis para que
mais praticadas pelos turistas estrangeiros a mesma seja posta em prática. DISTRIBUIÇÃO GRATUITA
AOS ASSOCIADOS
DO TURISMO DE LISBOA


Assinatura anual
24 euros

50 | TURISMO DE LISBOA