Vous êtes sur la page 1sur 11

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA-UFSC

CENTRO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E MATEMÁTICAS-CFM
DEPARTAMENTO DE FÍSICA-FSC
FÍSICA EXPERIMENTAL II

Grupo 5
Evelin de Azevedo, Jéssica Alberton

Relatório experiência 6- Carga e descarga de um capacitor

Florianópolis, 2013

Florianópolis.Evelin Azevedo.Carga e descarga de um capacitor Relatório apresentado como requisito parcial para aprovação na disciplina física experimental II. Professor: Raymundo Baptista. Jéssica Alberton Relatório experiência 6. no curso de engenharia de alimentos na Universidade Federal de Santa Catarina. 2013 .

.......................................................6 CONCLUSÃO...........................................................................................................................................................................................13 ANEXO III......................................................................................................................11 ANEXO I.........10 BIBLIOGRAFIA................14 ANEXO VI....................................................................................................................................................5 QUESTIONÁRIO...............................................................................................15 ................4 RELATÓRIO................................................................................................................................................................SUMÁRIO INTRODUÇÃO............................................................................................................................................................................................................................12 ANEXO II.................................

alimentado por uma fonte de tensão de corrente contínua.INTRODUÇÃO Também chamado de condensador. Eles podem ter o formato cilíndrico ou plano. o capacitor é um dispositivo de circuito elétrico que tem como função armazenar cargas elétricas e consequente energia eletrostática. Os capacitores são utilizados nos mais variados tipos de circuitos elétricos. . ou elétrica. nas máquinas fotográficas armazenando cargas para o flash. dependendo do circuito ao qual ele está sendo empregado. utilizando-se de circuito formado por uma associação em série do capacitor com uma resistência elétrica. No presente experimento é realizada a carga e descarga de um capacitor. por exemplo.

para isso.RELATÓRIO A primeira parte do experimento consistiu em carregar o capacitor. fechamos a chave em B enquanto acionamos o cronômetro simultaneamente. tendo que refazer as medidas iniciais (para os valores de VC) duas vezes. Mantivemos a chave S aberta. Fechamos a chave S em A e acionamos o cronômetro. pois o sentido da corrente no resistor durante a descarga é oposto ao sentido da corrente durante a carga. anotamos os dados durante 85 segundos corridos. Para a segunda parte do experimento. De forma análoga. montamos o novo circuito indicado. carregamos o capacitor em A. utilizando o capacitor e o resistor que foram fornecidos. sem dificuldades. descarregamos o capacitor. durante 85 segundos corridos. e para iniciar o processo de descarga.9 V . e. anotamos os valores de tensão VC e VR nos seus terminais. realizando agora de forma contrária. A diferença agora é que para a tensão VR. ligamos a fonte de tensão. Montamos o circuito elétrico. fechando a chave em B e recomeçamos do zero. estando dentro dos limites que o capacitor suporta. e aplicamos um valor de tensão correspondente a 19. os resultados foram negativos. Nos atrapalhamos um pouco no começo do experimento. de 5 em 5 segundos. .

1. a equação se reduz a: VR =  . II e III se encontram em seus respectivos anexos.5 V . 19. explicando o método.9 VR = 7. temos e = 28.31. os erros percentuais com relação ao valor teórico.37  VR = 0.e-1 VR = 0. 0. Determine tE através destes gráficos.c. temos: VC =  (1 .5 V.b.00 .96 s No resistor: E% = [(28.37 . temos e = 31.96]. quando t = RC = . Experimentalmente. No resistor: Quando VR = 7.96)/31. . 19.a.00 % (Valores em módulo) 1.31.3 V Para encontrarmos o valor do e basta projetar as tensões encontradas (V C e VR) sobre o eixo do tempo no gráfico.63  VC = 0. Qual é o valor de VR + VC em qualquer instante considerado? Teoricamente VR + VC = 25 V (constante).3 V. quando t = RC = .100 = 11.e-1) VC = 0.00 s (aproximado) Logo. são: Valor teórico:  = RC = 680000 . Calcule o erro percentual de tE em relação ao valor teórico t = RC.96]. Durante o processo de carga do capacitor. Gráfico anexo I 1. a equação se reduz a: VR =  .96)/31.13% No capacitor: E% = [(31.9 VC = 12.e-t / RC .40 s (aproximado) No capacitor: Quando VC = 12.100 = 3. Faça em uma mesma folha de papel milimetrado os gráficos VC em função de t e VR em função de t com os dados da tabela correspondente ao processo de carga do capacitor.63 .40 .QUESTIONÁRIO A tabela e os gráficos I.000047 = 31. esta soma está sujeita a alguns desvios.e-t / RC ) VC =  (1 .

explicando o método.434)/( .B t e = .1.100 = 7.1. Faça em uma mesma folha de papel milimetrado os gráfico VC em função de t e VR em função de t com os dados da tabela correspondente ao processo de descarga do capacitor. a partir delas.07% Sabemos que: log VR = log  . calcule log VR e faça o gráfico com estes valores em função de t.8 – log 1. Durante o processo de descarga do capacitor.0 s  VR1 = 1.0 s  VR2 = 13.46x10-2) e = 29.96 E% = [(29. Com os dados da tabela “carga” há duas opções: 1. 2.96)/31.30 V 3.46x10-2 log  = 1.2.1139)/ -70. Calcule o erro percentual de tE em relação ao valor teórico.caso tenha papel milimetrado. Calcule as constantes da reta obtida e.b. precisamos do coeficiente B.139 – 0.a.log VR1)/ t2 .3 V t2 = 10.0146 log  = 1.0 B = (1. calcule tE e a tensão inicial e. Determine tE através destes gráficos. B = (log VR )/t t1 = 80. 2.3)/10.0 B = .(0.96].8.(log e)/B e = .7 .7 s Logo.a.1398 – 0.8 V B = (log VR2 .t1 B = (log 13. temos: . Anexo III 3.Bt log  = log VR + Bt log  = log 13.caso tenha papel semi-log. Gráfico anexo II. o erro percentual com relação ao valor teórico. Sabemos que: log VR = log  .0 – 80.(log e)/B Para encontrar o valor de e. faça o gráfico de VR em função de t.124  = 13.b.46x10-2 e = .1. são: Valor teórico:  = 31.31.

15 C = 1.e-t / RC .e-1 VR = . Qual é o valor de VR + VC em qualquer instante considerado? Teoricamente VR + VC = 0 V (constante).e-1 VC = 0.C = ln 0.C = ln 0.76 A q (t) =  . utilizou-se R = 100 k W.C (1 . e-t / RC .36 V Para encontrarmos o valor do e basta projetar as tensões encontradas (V C e VR) sobre o eixo do tempo no gráfico. temos e = 25.10-3 C = 1.c.0.e -255/100000. a equação se reduz a: VR = . 19.37 .37 .00 s 3.85 =  ( 1 .e-t / RC ) 0.VC = . VC =  ( 1 . Em uma montagem idêntica à primeira parte. quando t = RC = .36 V. esta soma está sujeita a desvios.76x10-6 imáx = 36.0)/680000 imáx = 36.a.90 VC = 7. . Calcule C. 4.e-t/RC) .0.e-t/RC)/ R Quando t = 0 s. 19.C) ln e -255/100000.344 mF 5. Experimentalmente.40 s No capacitor: Quando VR = -7. quando t = RC = . a equação se reduz a: VC = . teremos uma corrente máxima: imáx = (25. No resistor: Quando VC = 7.37  VC = 0. i (t) = (. O tempo medido para um capacitor alcançar 85 % da tensão da fonte foi de 255 segundos. temos e = 23.344.15 -255/100000.36 V VR = .36 V.90 VR = -7.37  VR = . Calcule o valor da corrente máxima e da carga elétrica máxima obtidos durante o processo de carga do capacitor.

e-1)/680000 i = 13. teremos uma carga: q = 25.e-t/RC) Quando t = RC. i (t) = (. Calcule o valor da corrente e da carga elétrica quando t = RC.b.7427x10-3 mC .1149 mC 5. teremos uma corrente: i = (25.e-95/31. durante o processo de carga do capacitor.Quando t = 95 s.C (1 . teremos uma carga máxima: qmáx = 25.443) qmáx = 1. 47.e-t/RC)/ R Quando t = RC.0 .525x10-6 A q (t) =  .e-1) q = 0.7427x10-3 q = 0.0 .10-6 (1 .1149x10-3 qmáx = 1.10-6 (1 .525x10-6 i = 13.0 . 47.

Para analisar melhor o processo. . obtendo dados com sinais opostos. a realização de gráficos é muito importante. facilitando o entendimento da experiência. consequentemente.CONCLUSÃO Conclui-se com este experimento que os processos para medir as tensões para carga e descarga de um capacitor são feitos de forma simples e análoga. pois ajuda a visualizar o comportamento das tensões conforme o tempo. e . apenas com inversão de alguns passos.

J.de Lima.C. F.3. B. Halliday. Vol. .R. LTC  4. Introdução ao Laboratório de Física. E. Fundamentos de Física.R. Ed.J.BIBLIOGRAFIA  D. Zimmermann.Resnick e J.R. da UFSC.Grandi. Ed.S.Walker.Piacentini.P. M.Hofmann.