Vous êtes sur la page 1sur 3

No dia Mundial do Sono – 19 de Março de 2010

PORTUGUESES CONVIDADOS A
TESTAR QUALIDADE DO SONO EM
CENTROS COMERCIAIS DE LISBOA,
COIMBRA E PORTO
Médicos e técnicos da Associação Portuguesa
do Sono dedicam o dia a rastreio de
problemas que afectam cerca de 30% da
população portuguesa
A Associação Portuguesa do Sono lança amanhã em grandes centros
comerciais de Lisboa, Coimbra e Porto um rastreio à qualidade do sono dos
portugueses. Médicos e técnicos da organização vão estar disponíveis
durante todo o dia em stands especialmente concebidos para as grandes
superfícies comerciais, para fazer testes sobre a qualidade do sono aos
visitantes. Em poucos minutos as pessoas que se quiserem sujeitar aos
testes com validade científica ficarão a saber qual o seu grau de sonolência
e se precisam ou não de pedir ajuda médica nesta área.

Esta iniciativa insere-se no âmbito da Semana do Sono, que está a decorrer


desde segunda-feira e que termina precisamente amanhã, com as
comemorações do Dia Mundial do Sono. Hoje, assinala-se o Dia Europeu da
Narcolepsia. Por mais de 130 Centros de Saúde de todo o país foram
distribuídas desde segunda-feira milhares de brochuras acerca de três
patologias comuns: apneia obstrutiva do sono; narcolepsia e síndrome
das pernas inquietas. Estas brochuras, contendo informação detalhada
sobre as doenças, seu diagnóstico e tratamento serão também distribuídas
aos visitantes dos centros comerciais e nas farmácias que se queiram
associar à iniciativa da APS.

Os centros comerciais abrangidos pela campanha são o Colombo (Lisboa);


Forum Coimbra (Coimbra) e Norteshopping (Porto), mas a Associação
Portuguesa do Sono admite vir a alargar este tipo de acção a outros espaços
e outras cidades em futuras ocasiões.

RESULTADOS DE GRANDE ESTUDO NACIONAL LANÇADO PELA


ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DO SONO VÃO SER CONHECIDOS
AINDA ESTE ANO

Segundo os estudos conhecidos e que não estão actualizados, pelo menos


cerca de um terço da população portuguesa tem problemas com o seu sono,
vivendo com sonolência excessiva. Os dados disponíveis em 2005
indicavam que cerca de 15% sofre de insónia. Estes dados não estão
contudo actualizados, estando a Associação Portuguesa do Sono a
desenvolver um grande estudo nacional, com amostragem e base científica,
que envolveu já mais de 3.800 entrevistas presenciais. Os dados oficiais
serão conhecidos ainda este ano e permitirão avaliar a evolução da
qualidade do sono dos portugueses.

Estudos conhecidos a nível europeu indicam que a sonolência excessiva é a


primeira causa de acidentes rodoviários mortais, tendo um efeito
multiplicativo de outras causas de sinistralidade rodoviária, como o
consumo de bebidas alcoólicas.

MARTA GONÇALVES NÃO ENTENDE PORQUE RAZÃO A ORDEM


DOS MÉDICOS AINDA NÃO AVANÇOU COM CERTIFICAÇÃO DA
MEDICINA DO SONO

A Associação Portuguesa do Sono tem 18 anos de existência e é


actualmente presidida pela psiquiatra Marta Gonçalves, que tem vindo a
defender a criação, no âmbito da Ordem dos Médicos, de uma certificação
de profissionais em medicina do sono. “A Associação Portuguesa do
Sono tem vindo a fazer um esforço de sensibilização e de
informação. Contudo, começa a ser um pouco inconsequente, uma
vez que as pessoas apercebem-se que têm um problema mas não
conseguem identificar quem são os profissionais qualificados e os
locais a que devem recorrer. Oficialmente, nem nós nem a Ordem
podem dar esse tipo de indicação, enquanto não estiver criada essa
competência pela Ordem dos Médicos”, afirma aquela clínica que
esclarece ainda: “a medicina do sono não é uma especialidade
médica, porque os problemas relacionados com o sono abrangem
áreas como a neurologia, psiquiatria e a pneumologia, mas toda a
Europa está a avançar para processos de certificação enquanto
competência, o que não está a acontecer em Portugal Nós demos o
primeiro passo, lançámos a ideia, mas a Ordem dos Médicos ainda
não avançou com o processo, sem que consigamos perceber
porquê”.

AS ACÇÕES NOS CENTROS COMERCIAIS COLOMBO,


FORUM COIMBRA E NORTESHOPPING PODEM SER
ACOMPANHADAS PELA COMUNICAÇÃO SOCIAL.
SOLICITAMOS AOS SENHORES JORNALISTAS, CASO
PRETENDAM DESENVOLVER REPORTAGEM NOS LOCAIS,
QUE CONTACTEM PREVIAMENTE A press-à-porter DE
FORMA FICAR ASSEGURADO O MELHOR
ACOMPANHAMENTO.

Para qualquer assunto relacionado com


imprensa, contactar por favor Nuno Nogueira
Santos, através do telefone 964368071 ou
do e-mail nunosantos@pressaporter.pt