Vous êtes sur la page 1sur 13

Banceamento Dinâmico em Campo, utilizando o coletor 2130 da CSI.

Descrição Física do Analisador 2130

O Analisador 2130 de máquinas é um analisador baseado em PC que possui um painel frontal com diversas teclas de Controle e de Função as quais são controladas por programas. A definição ou a operação destas teclas de função ou teclas “F” dependerá da programação da Tela e do programa transferível que está ativo no momento.

Esta figura mostra a vista frontal do Analisador 2130 com o topo, o fundo e os lados definidos para nossa referência. No próximo capítulo definiremos as opções de hardware disponíveis em cada painel e as teclas de controle do Analisador 2130.

Banceamento Dinâmico em Campo, utilizando o coletor 2130 da CSI. Descrição Física do Analisador 2130 O

Painel Superior

O topo do Analisador 2130 tem três tipos de interfaces ou de conectores.

  • A. Conector multifunção de 25 pinos.

  • B. Conector ACC do acelerômetro.

  • C. Conector V/Tach (Volts/Tacômetro).

Conector de 25 pinos. Fornece a conexão para a comunicação de dados seriais entre o Analisador

Conector de 25 pinos.

Fornece a conexão para a comunicação de dados seriais entre o Analisador 2130 e o computador central e provê entradas para acelerômetros e outros sensores e acessórios.

Cuidado!

Não conecte cabos não fornecidos pela CSI ao conector de 25 pinos do analisador. Isto poderá acarretar sérios riscos de dano do analisador, pois esse conector contém muitos outros sinais e tensões, além dos que são normalmente encontrados nos conectores

RS232.

O conector de 25 pinos não serve para conexão de impressora. Conector ACC do Acelerômetro

Fornece a conexão para um acelerômetro ou para um adaptador de acelerômetro de duplo canal.

Conector V/Tach

Fornece a conexão para um sinal de pulso por rotação (maior do que um volt) ou um sinal de entrada em volts (sem alimentação).

Painel Frontal: botões, indicadores e teclas.

A seguir apresentamos descrições sumárias das funções localizadas no painel frontal do Analisador Modelo 2130. Estas funções estão descritas em maior detalhe em capítulos posteriores deste manual.

Conector de 25 pinos. Fornece a conexão para a comunicação de dados seriais entre o Analisador

Botão Liga/Desliga

Controla a energização/desligamento da alimentação elétrica. Pressionar uma vez para ligar – pressionar novamente para desligar.

LED

O LED (fotodiodo) esquerdo do painel frontal pisca em verde para fornecer a confirmação visual das entradas pelo teclado e alarmes.

LED do indicador de carga

Pisca ou acende em vermelho para indicar o status do carregamento da bateria quando o carregador de bateria está conectado.

Botões de Entrada

Pressionar para salvar suas seleções ou para iniciar a coleta de dados. Usar este botão após ter realizado alterações, tais como a configuração de uma tarefa que você quer salvar na memória do analisador.

Existem dois Botões de Entrada, para operação com a mão direita ou com a mão esquerda. Eles executam a mesma função.

Teclas de função F1 a F12

Estas teclas são contextuais, isto é, elas mudam de acordo com as telas selecionadas.

Dependendo do contexto, elas podem ser usadas também para introduzir caracteres alfanuméricos. Para cada tecla podem ser designadas três letras. Para introduzir um caractere, pressionar repetidamente uma tecla pelos caracteres a ela designados (por exemplo D E F 8) até que o caractere desejado seja mostrado.

O cursor avançará automaticamente para o próximo espaço após uma pausa de um segundo. O botão com a seta para a esquerda pode ser usado para recuar o cursor.

Um espaço em branco no campo pode ser introduzido ao se pressionar a tecla de função rotulada “Space” – espaço.

Botão ALT (Alternar)

Aperte este botão para mudar para uma tela alternativa, dando a você mais opções dentro de um menu.

Nem todas as telas têm uma página alternativa. Para as telas que têm, a abreviatura “ALT” aparece no topo da tela e as caixas de texto nos lados esquerdo e direito da tela são destacadas em amarelo.

Existem dois botões ALT, para operação com a mão esquerda ou com a mão direita. Eles executam a mesma função.

Ajuda (“Help”)

Se você tem uma dúvida sobre um recurso, pressione primeiramente o botão Ajuda e então aperte o botão do recurso para visualizar as informações sobre ele. Algumas mensagens de ajuda contêm mais de uma página de texto. Neste caso, pressione o botão com a seta para baixo para exibir a próxima página do texto e o botão com a seta para cima para exibir a página anterior do texto.

Pressionando novamente o botão de Ajuda (ou o botão de Entrada) a caixa de diálogo de mensagem de ajuda é removida da tela.

Página Inicial (“Home”)

Pressionar este botão para retornar para a página ou tela inicial e para o menu principal.

Botões com as Setas Para Cima/Para Baixo

1) Nas telas de menu, pressionar estes botões para rolar para cima e para baixo dentro de uma tela, para destacar uma seleção ou uma ação. 2) Quando estiver vendo um gráfico, pressionar esta tecla para aumentar/reduzir a escala de ordenadas.

Botões com as Setas Para Esquerda/Direita

1) Nas telas de menu, pressionar estes botões para rolar para a esquerda e para a direita dentro de uma tela para destacar uma seleção ou uma ação. 2) Quando estiver vendo um gráfico, pressionar esta tecla para mover o cursor para a esquerda e para a direita.

Botão Retroceder

Pressionar este botão para retroceder para a tela anterior.

Botão Reiniciar

Nota:

Botões com as Setas Para Esquerda/Direita 1) Nas telas de menu, pressionar estes botões para rolar

Acostume-se desde já a distinguir o botão (Enter), situados na parte superior do painel frontal.

Retroceder dos botões

Botões com as Setas Para Esquerda/Direita 1) Nas telas de menu, pressionar estes botões para rolar

de Entrada

Iniciando a configuração do Balanceamento

Após ligar o coletor 2130 , aperte o botão

Botões com as Setas Para Esquerda/Direita 1) Nas telas de menu, pressionar estes botões para rolar

Pagina Inicial aparecerá a tela abaixo.

Botões com as Setas Para Esquerda/Direita 1) Nas telas de menu, pressionar estes botões para rolar

Verifique a carga da bateria, indicada na parte

inferior do

visor, caso

esteja baixa

é

aconselhável carregar a bateria, para o coletor não desligar durante o balanceamento.

Clique no botão ao lado de Balanc para iniciar o balanceamento.

Abrirá a ultima tela que foi usada em balanceamento. Clique no botão ao lado de Job

Abrirá a ultima tela que foi usada em balanceamento. Clique no botão ao lado de Job Manager para ir na tela inicial de balanceamento.

Abrirá a ultima tela que foi usada em balanceamento. Clique no botão ao lado de Job

Clique no botão ao lado Criar novo trabalho, para configurar novo balanceamento. Caso já tenha sido configurado anteriormente, selecione e clique em Ativar Job

Aparecerá a tela inicial

Abrirá a ultima tela que foi usada em balanceamento. Clique no botão ao lado de Job

No botão Job Desc você alterará o nome do Job (trabalho) podendo colocar o TAG do equipamento.

Clique no Botão Job Setup para configurar o balanceamento

Clique no Botão Job Setup para configurar o balanceamento Clique em Balance Mode para alterar o

Clique em Balance Mode para alterar o modo de balanceamento, deixando em Basic Clique em Toggle Config para alterar o números de planos e sensores utilizados, deixe com 1 Plane , 1 Sensor

Clique no Botão Job Setup para configurar o balanceamento Clique em Balance Mode para alterar o

Clique em Config sensor (Sensor Setup) para mudar a unidade que aparecerá na tela.

Clique em Select Display Units e altere para Velocidade Feito estas alterações clique no botão do

Clique em Select Display Units e altere para Velocidade

Feito estas alterações clique no botão do balanceamento.

Clique em Select Display Units e altere para Velocidade Feito estas alterações clique no botão do

de Entrada

que estará concluído a configuração

OBS: Poderá ser feito antecipadamente várias Job com o tag de cada equipamento.

Clique em Select Display Units e altere para Velocidade Feito estas alterações clique no botão do

Montagem do Tacômetro.

Em todo balanceamento devemos colocar o acelerômetro no mancal mais próximo do rotor, pois é neste mancal que ocorrerá a maior vibração oriunda do desbalanceamento. A posição do acelerômetro deve ser sempre na Horizontal, pois é onde terá a maior vibração

Colar a fita reflexiva balanceamento. no eixo, conferir que está bem fixada para não se soltar
Colar a fita reflexiva
balanceamento.
no eixo, conferir
que está bem
fixada
para
não se soltar

durante o

Colar a fita reflexiva balanceamento. no eixo, conferir que está bem fixada para não se soltar

Posicionar o Tacômetro numa distância entre 100 a 200 mm da fita reflexiva. Conecte os cabos no coletor 2130. Gire o eixo para verificar se o tacômetro está funcionando, acenderá um led vermelho cada vez que passar pela fita reflexiva. Ligar o ventilador , após atingir a velocidade nominal ligar o coletor para fazer a medição inicial (Acquire Data) , Aperte “Enter”

Colar a fita reflexiva balanceamento. no eixo, conferir que está bem fixada para não se soltar

Aparecerá a tela para Selecionar a medição, deve ser feito a medição de referência (Reference Run).

Aperte “Enter”

Quando a fase, a rotação e a vibração estiverem estáveis estará concluída a medição Aperte “Enter”

Quando a fase, a rotação e a vibração estiverem estáveis estará concluída a medição

Quando a fase, a rotação e a vibração estiverem estáveis estará concluída a medição Aperte “Enter”

Aperte “Enter”

Irá para a tela Trial Run # 1 onde deve ser inserida a massa teste.

Informe o peso da massa teste e o local (ângulo) que foi colocado.

Sugestões:

  Coloque a massa teste no ângulo 0º , na direção da fita reflexiva. Não
Coloque a massa teste no ângulo 0º , na direção da fita reflexiva.
Não coloque uma massa muito pesada, o ideal pode ser entre 30 e 50 gramas.

Clique em “Edit Plane 1 Wt. 1” para informar qual a massa teste foi colocada.

Clique em “Edit Plane 1 Loc. 1” para informar o Local (ângulo) que foi colocada a massa teste.

OBS: No caso de rotores onde será retirada massa, rotores revestidos, informe o peso da massa retirada com sinal de negativo.

Ligar o ventilador, após a rotação se estabilizar, apertar enter para iniciar a medição com a massa teste.

Clique em “Edit Plane 1 Loc. 1” para informar o Local (ângulo) que foi colocada a

Feita a medição com a massa teste, irá para a tela de correção do balanceamento.

Clique em “Edit Plane 1 Loc. 1” para informar o Local (ângulo) que foi colocada a

Opção para manter ou retirar a massa teste

Massa para correção do desbalanceamento

Opção para inserir ou remover massa do rotor
Opção para
inserir ou
remover massa
do rotor
Clique em “Edit Plane 1 Loc. 1” para informar o Local (ângulo) que foi colocada a
Clique em “Edit Plane 1 Loc. 1” para informar o Local (ângulo) que foi colocada a
Clique em “Edit Plane 1 Loc. 1” para informar o Local (ângulo) que foi colocada a
Clique em “Edit Plane 1 Loc. 1” para informar o Local (ângulo) que foi colocada a
Local (ângulo) onde deve ser inserido ou retirado a massa
Local (ângulo)
onde deve ser
inserido ou
retirado a massa

Onde será informado o peso e o local (ângulo), onde deve ser colocada a massa para corrigir o desbalanceamento.

Existe a opção de manter ou retirar a massa teste e remover massa do rotor, para o caso dos rotores revestidos.

OBS: A massa de correção deve ser colocada no mesmo raio onde foi colocada a massa teste.

Depois de inserido a massa de correção, informe o peso e o local onde foi colocada a massa lembre-se de levar em consideração o peso da solda que será usada para fixar a massa.

Atenção: Na colocação das massas, os ângulos são conforme a rotação do eixo.
Atenção: Na colocação das massas, os ângulos são conforme a rotação do eixo.

Atenção: Na colocação das massas, os ângulos são conforme a rotação do eixo.

Após inserir a massa de correção, ligar o ventilador após a rotação se estabilizar, apertar enter para iniciar a medição com a massa teste

Após inserir a massa de correção, ligar o ventilador após a rotação se estabilizar, apertar enter

Se os valores de vibração estiverem dentro do aceitável estará concluído o balanceamento, caso não, o coletor irá informar a massa para correção do desbalanceamento igual aos passos anteriores.

Parâmetros de vibração para balanceamento.

 

CLASSIFICACÃO DOS EQUIPAMENTOS

CLASSE I

CLASSE II

CLASSE III

CLASSE IV

NÍVEL

Até 15 kW

15 A 75 kW

Acima de 75

Acima de 75

( 20 CV )

( 20 – 100

kW

kW

CV )

base rígida

base flexível

VALOR RMS DA VELOCIDADE DE VIBRAÇÃO (mm/s)

A – Bom

até 0,71

até 1,12

até 1,8

Até 2,8

B – Satisfatório

0,71 a 1,8

1,12 a 2,8

1,8 a 4,5

2,8 a 7,1

C

1,8 a 4,5

2,8 a 7,1

4,5 a 11,2

7,1 a 18,0

Insatisfatório

D – Inaceitável

Acima de

Acima de

Acima de

Acima de

4,5

7,1

11,2

18,0

Tabela 1 - Normas Internacionais IS0 10.816-1 e 3945

As normas IS0 10.816-1 e 3945 fazem uma distinção entre máquinas de apoio flexível e de apoio rígido e reconhecem que um sistema de apoio pode ser rígido em uma direção e flexível na outra. Um apoio flexível é definido como tendo sua primeira freqüência natural abaixo da principal freqüência de excitação, geralmente a velocidade de rotação da máquina.

Analogamente, um apoio rígido é aquele cuja primeira freqüência natural é mais alta do que a freqüência principal de excitação. As normas IS0 também reconhecem que as vibrações medidas na carcaça da máquina podem ser transmitidas a partir do ambiente e não são aplicáveis quando a vibração transmitida é maior que 1/3 do valor das vibrações causadas pela operação da máquina. Com exceção das normas aplicadas pela marinha americana, que são muito conservadoras, todos os critérios publicados por especialistas e entidades normalizadoras americanas consideram que qualquer valor de pico de velocidade abaixo de 2,5 mm/s é um nível tolerável de vibração, e que qualquer valor de pico acima de 15 mm/s é um nível intolerável. Esses limites são também significativos para os sentidos físicos humanos. Por exemplo, uma vibração de 12,5 mm/s causa-nos mal estar e preocupação. Por outro lado, vibrações abaixo de 2,5 mm/s se situam perto do limiar de percepção humana.