Vous êtes sur la page 1sur 6

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

Prof. Msc. Clezio Gontijo Amorim

Objetivos

• Compreender a estrutura da organização como a base das relações interpessoais.


• Comprender a estrutura da organização como distribuição de atividades.
• Definir estrutura organizacional
• Entender a estrutura organizacional como ferramenta de gestão.

Conteúdo

• Conceito de administração e sua funções.


• Função organização
• Conceito de estrutura
• Benefícios da estrutura
• Tipos de estrutura
• Ordenar um estrutura
• Condicionantes da estrutura

Conceito de Administração

“Administrar é como segurar uma pomba na mão. Se a apertamos muito, nós a


matamos. Se abrimos demais a mão, ela escapa.”

T. Lasorda citado por Robbins (2000).

“É a ação de planejar, organizar, coordenar e controlar recursos financeiros,


humanos e materiais para alcançar objetivos comuns.”

Organizar

• É alocar recursos para alcançar objetivos comuns.

Conceito de Estrutura organizacional

• É a distribuição das pessoas entre posições sociais que influenciam os


relacionamentos de papéis desempenhados pelas mesmas.
• Isto implica:
o a divisão de trabalho (distribuição das tarefas entre as pessoas)
o a hierarquia (distribuição das pessoas em posições). HALL (1984)

Funções básicas da estrutura organizacional

• Produzir produtos organizacionais e atingir as suas metas;


• Minimizar as variações individuais sobre a organização e
• Estabelecer o contexto no qual o poder é exercido (onde as decisões são tomadas
e as atividades da organização são executadas).

Elementos da estrutura organizacional. STONER (1985)

• A especificação de tarefas (divisão do trabalho) e ao agrupamento destas tarefas


em unidades de trabalho (departamentalização);
• A padronização das tarefas;
• A coordenação das atividades;
• A centralização e descentralização de decisões, que se refere à localização do
poder decisório;
• O tamanho da unidade de trabalho, que se refere ao número de empregados que
compõem os grupos de trabalho.

Elementos da estrutura organizacional. MINTZBERG (1983)

• - Especialização do trabalho;
• - Formalização do comportamento;
• - Treinamento e doutrinação;
• - Agrupamento das Unidades;
• - Tamanho das Unidades;
• - Sistema de Planejamento e Controle;
• - Dispositivos de Ligação;
• - Descentralização Vertical;
• - E Descentralização Horizontal

Elementos da estrutura organizacional HALL (1984)

• A centralização, que se refere à distribuição de poder na organização;

• A formalização, que são as normas e procedimentos para lidar com as


contingências enfrentadas pela organização. Para o autor, a formalização tem por
objetivo alcançar a previsibilidade de comportamento; quando se acredita que os
indivíduos sejam capazes de exercer um julgamento e autocontrole, a
formalização é baixa; do contrário será elevada;
• E a complexidade, que se refere às unidades estruturais dentro das quais os
empregados podem ser categorizados. Pode expressar-se pelas diferenciação
horizontal, diferenciação vertical e dispersão espacial.
• Quanto mais complexa for uma organização, ou seja, quanto maior a sua
diferenciação, maior será a necessidade de mecanismos de controle,
coordenação e comunicação, em função do próprio aumento do potencial de
dificuldade para efetuar a coordenação do trabalho dividido.

HALL (1984) e BOWDITCH (1992).

Técnicas de estudo da natureza da estrutura organizacional

• as técnicas de departamentalização ou estruturação;


• as técnicas de elaboração de organogramas; e
• as técnicas de elaboração de manuais a nível organizacional.

O que é departamentalização?

• é o processo de agrupar atividades em frações organizacionais definidas


seguindo um dado critério, visando à melhor adequação da estrutura
organizacional e sua dinâmica de ação.

Objetivos da departamentalização

• Aproveitar a especialização;
• Maximizar os recursos disponíveis;
• Controlar;
• Coordenar;
• Descentralizar;
• Integrar ambiente e organização e
• Reduzir conflitos

Tipos de departamentalização

• Organização por objetivo


• Organização por processo
• Organização por clientela
• Organização por área geográfica
• Organização por funções

Departamentalização por Funções - vantagens

• Permite agrupar várias tarefas sob o comando de uma única chefia;


• o máximo de utilização das habilidades técnicas atualizadas das pessoas;
• Permite uma economia pela utilização máxima de pessoas, máquinas e produção
em massa;
• concentra as competências das pessoas de maneira eficaz e simplifica o
treinamento;

Departamentalização por Funções - desvantagens


• Tende a reduzir a cooperação interdepartamental;
• Mostra-se inadequada quando a tecnologia e as circunstâncias externas são
mutáveis ou imprevisíveis;
• Dificulta a adaptação e a flexibilidade a mudanças externas;
• Tende a fazer com que as pessoas focalizem seus esforços sobre suas próprias
especialidades em detrimento do objetivo global da empresa.

Deve fazer três análises para determinar a estrutura organizacional.

• Análise da atividades;

• Análise de decisões e

• Análise das relações.

Benefícios da estrutura organicazional

• Identificação das tarefas necessárias;


• Organizações das funções e responsabilidades;
• Informações, recursos e feedback aos empregados;
• Medidas de desempenho compatíveis com os objetivos e
• Condições motivadoras.

Tipos de estrutura

• Formal: deliberadamente planejada e, formalmente representada pelo


organograma.
• Características:
o Ênfase a posições em termos de autoridade e responsabilidade;
o É estável;
o Está sujeita a controle;
o Está na estrutura;
o Líder formal.

Informal: Surge da interações interpessoal.

• Características:
o Representa relações que desenvolvem espontaneamente;
o Usualmente não aparecem no organograma;
o A autoridade flui muitas vezes na horizontal;
o É instável;
o Não está sujeita a controle;
o Está sujeita aos sentimentos;
o Líder informal;
o Desenvolve sistemas e canais de comunicação.

• A estrutura informal será bem utilizada quando os interesses da organização


forem idênticos aos dos indivíduos.

Condicionantes da estrutura organizacional.

• Objetivos e estratégias;
• Ambiente;
• Tecnologia e
• Recursos humanos.

Níveis de influência da estrutura organizacional.

• Nível estratégico;

• Nível tático e

• Nível operacional.

Sistema de responsabilidade

• Obrigação que uma pessoa tem de fazer alguma coisa.


• Está relacionada a prestação de contas a quem atribuiu responsabilidade.
• Aspectos básicos da responsabilidade:departamentalização,linha e assessoria e
atribuições da unidades.

Sistema de autoridade.

• Direito de fazer, tomar decisões, dar ordens e dirigir.

Tipos de autoridade

• Hierarquia – segue as linhas de comando estabelecidas pela estrutura da


empresa.
• Funcional – Corresponde à autoridade estabelecida pela função exercida pelas
unidades organizacionais.

Implantação da estrutura organizacional

• A mudança na estrutura organizacional;

• O processo de implantação e

• As resistências que podem ocorrer.

Passos para montar uma nova estrutura organizacional.

• Quais são as áreas de trabalho necessárias dentro da unidade;


• Descrição de cada área de forma realista e razoável (objetivos, diretrizes, planos
e metas e resultados esperados);
• Quais as atividades desenvolvidas nas áreas e
• Quadro de funcionários necessários para executar as atividades.

Estrutura organizacional da UFMA

Referências

• http://www.arturvaz.cjb.net/
• http://www.facsaoroque.br/downloads/ivaldir/osm.htm