Vous êtes sur la page 1sur 41

Escola Secundária Rocha Peixoto

Criança hoje,
cidadão
amanhã!!!
Módulo 18 – Técnicas de Expressão
Plástica II
Introdução

 Actividades:

Destinatários
Dos 4 aos 6
Misto
anos
Introdução

 Actividades:

Expressão Plástica

Papel Ilustração
Reciclado da História
Introdução

 Objectivos:

 Consciencializar os pequenos cidadãos para a preservação do


Meio Ambiente;

 Promover hábitos de Reutilização de materiais;

 Formar os pequenos cidadãos na separação dos Resíduos;

 Sensibilizar para a importância da Política dos 3 R’s;

 Incrementar a preservação.
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"
1º Fase

2º Fase
Preparar Fazer o
a Polpa Papel
3º Fase

4º Fase
Prensar Ilustrar a
as Folhas História
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Material
 mesa  varinha mágica
 tesoura  esponjas
 jornal  peneira em tamanho A3
 balde  cola branca
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Quadro
 2 Tábuas  Serrote
 Pregos  Tesoura
 Martelo  Rede de Mosquiteiro
 Fita Métrica
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Quadro

 Mede-se as tábuas de madeira pelo mesmo comprimento e largura


de uma folha A3;
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Quadro

 Corta-se com um serrote as tábuas e prega-se as pontas com pregos,


fazendo um rectângulo;
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Quadro

 Coloca-se a rede mosquiteira por cima da estrutura anterior


pregando-a;
1º Fase – Preparar a Polpa
 Rasga-se os jornais em pedaços pequenos;

 Deixa-se de molho durante um dia ou uma noite numa bacia, para


amolecer;

 A água deve cobrir os pedaços de


jornal;
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

1º Fase – Preparar a Polpa


 Mexe-se com as mãos, ficando uma massa homogénea;

 Tritura-se o papel com uma varinha mágica, na proporção de três partes


de água para uma de papel;

 A polpa está pronta.


Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

2º Fase - Fazer o Papel


 Despeja-se a polpa numa bacia grande, maior que o quadro;

 Mergulha-se o quadro verticalmente e deita-se no fundo da bacia,


colocando polpa dentro da peneira;

 Suspende-se na posição horizontal


de modo que a polpa fique
depositada na tela;

 Esperamos que o excesso de água


escorra dentro da bacia;
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

2º Fase - Fazer o Papel


 Viramos o quadro com a polpa para baixo, sobre um jornal ou pano;

 Tiramos o excesso de água com uma esponja;

 Levantamos a moldura, deixando a folha de


papel artesanal ainda húmida sobre o jornal;

 Na margem inferior, faz-se baixo relevo


para colocar na última fase a legenda.
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

3º Fase – Prensar as Folhas

Para que as folhas de papel artesanal sequem mais rápido e o


entrelaçamento das fibras seja mais firme, devemos fazer pilhas com o jornal da
seguinte forma:

 Empilha-se três folhas do jornal com papel artesanal;

 Entrelaça-se com 6 folhas de jornal e coloca-se mais 3 folhas do jornal com


papel;
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

3º Fase – Prensar as Folhas

 Continuamos até formar uma pilha de 12 folhas de papel artesanal;

 Colocamos a pilha de folhas no chão e pressionamos com um pedaço de


madeira ou algo que faça peso.
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

4º Fase – Ilustrar a História


 Mistura-se à polpa: linha, gaze, fio de lã, pétalas de flores ou outras fibras.

 Tritura-se na varinha mágica junto com o papel picado: papel de presente,


casca de cebola, etc;

 Para ter papel colorido: bate-se papel crepe com água na varinha mágica e
junta-se essa mistura à polpa ou adiciona-se guache ou anilina directamente à
polpa.
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

4º Fase – Ilustrar a História


 Quando as folhas estiverem secas, ilustra-se uma história sobre a
reciclagem;

 A ilustração poderá ser feita com relevo: folhas de árvores, pasta de papel e
pintado com guaches;

 Deverá ser feito dois cortes na margem superior das folhas, para que estas
depois sejam unidas com tiras de plástico (das caixas de bacalhau – material
reutilizavél).
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Formato do Livro
 O Formato do livro será como está mostrado na imagem:

 As folhas recicladas ficarão na posição na horizontal;

 Serão unidas através das tiras de plástico como foi referido anteriormente;

 A base será construída com papelão;


Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Capa do Livro

 Título da história feito num papel colorido com letras feitas de guardanapo
enrolado;
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Páginas

 A história foi dividida em partes e imprimida;


 Depois, cada parágrafo foi rasgado com as mãos para causar um efeito
diferente.
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Páginas

 Os parágrafos são divididos e colados em cada folha na parte inferior com


cola branca e depois também coloca-se por cima para que fique com o efeito
envernizado;
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"
Páginas

 Após colado os parágrafos todos, começamos por ilustrar cada um deles


com pasta de papel e folhas de árvores passando de seguida cola branca para
que fique bem seguro à página;
 Pinta-se as ilustrações com marcadores ou guaches para q fique colorido.
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"
Páginas
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"

Base do Livro
Era uma vez sete ovelhinhas irrequietas que viviam com a mãe numa
casa à beira da floresta.
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"
Base do Livro
O pai trabalhava longe e
só vinha a casa aos
fins-de-semana, por isso
a mãe não tinha uma vida
propriamente fácil…
É que ter sete filhos e,
ainda por cima, todos
rapazes, daqueles reguilas
que passam o dia a arranjar
problemas, não é um mar de rosas.
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"

Base do Livro

Todos os dias se enchiam


naquela casa mais de cinco
caixotes do lixo: eram pacotes
de leite, caixas de cereais,
embalagens de detergentes,
garrafas de vidro, latas de
atum… tudo à mistura com
restos de comida, porque ali
não havia tempo para grandes nem pequenas reciclagens.
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"

Base do Livro

Muitas vezes, a mãe ovelhinha


pedia ajuda aos filhos, mas
estes conseguiam ser umas
verdadeiras pestes, sempre
colados ao sofá a ver os
desenhos animados:
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"
Base do Livro

-Já viram como este caixote do


lixo está a deitar por fora? –
queixava-se ela. – Eu tenho
um desgosto… Em todas as
casas já se separam embalagens,
Menos na nossa. Como é que é
possível?
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"

Base do Livro

O vizinho de cima, um lobo


muito pacato que não fazia
mal a uma mosca, ouvia
muitas vezes os gritos
zangados da mãe ovelhinha,
e começou a pensa no que
havia de fazer para ajudar
aquela família a tornar-se
mais organizada e amiga do ambiente.
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"
Base do Livro

Um dia, enquanto a mãe foi ao


supermercado, o Sr. Lobo saiu do
seu apartamento e decidiu ter uma
conversa séria com as sete ovelhas:
- Dlim, dlom! – tocou a campainha.
-Quem é? – perguntaram as
ovelhinhas.
-Sou eu, o vosso vizinho lobo. Preciso de falar convosco.
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"

Base do Livro

As ovelhinhas conheciam perfeitamente o vizinho, sabiam que era


muito boa pessoa e que não lhes queria mal nenhum. Mas estavam,
mais uma vez, com vontade de arranjar sarilhos e resolveram não abrir
a porta.

- Que miúdos mais insolentes e malcriados. Estão mesmo a pedi-las!!!


Hão-de aprender a ser amigos do ambiente, nem que para isso tenha
que lhes gritar aos ouvidos.
Então. Enfureceu-se e começou a bombardear a casa com mensagens.
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"

Base do Livro

Colou cartazes em todas as janelas, a dizer: QUEM NÃO ABRE A


PORTA Á RECICLAGEM, ESTÁ EM GRANDE
DESVANTAGEM! Ou: AS SETE OVELHINHAS VIVEM NO
SÉCULO PASSADO, NÃO SABEM O QUE SIGNIFICA A
PALAVRA “RECICLADO”!
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"

Base do Livro

Mandou sete e-mails, uma para cada ovelha, a dizer: O PAPEL, O


PLÁSTICO, O VIDRO E O METAL JÁ SE RECICLAM EM
PORTUGAL!
Mandou sete mensagens SMS, via telemóvel, a dizer: QUEM NÃO
RECICLA, MAIS BURRO FICA!
Apareceu na televisão num anúncio de cinco segundos, a dizer:
OS PACOTES DE LEITE E DE SUMO MERECEM UM
MELHOR RUMO!
E, depois de tudo isto, as sete ovelhinhas começaram a ficar realmente
envergonhados…
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"

Base do Livro

Tocaram à campainha do lobo e pediram-lhe, se faz favor, com voz


mansinha:
- Importa-se de nos explicar como é que se faz para separar as
embalagens?
O lobo respondeu:
- Ora essa, claro que não! – e inventou uma lengalenga para cada
irmão sobre os pacotes do leite e do sumo:
História: “As Sete Ovelhinhas da
Reciclagem!"
Base do Livro

- ESCORRER E DESPEJAR…
- TODAS AS TAMPAS TIRAR…
- ESPALMAR BEM…
- PARA POUPAR ESPAÇO…
- ISSO ATÉ EU FAÇO!
- ÁGUA, MESMO SEM SABONETE…
- JÁ EVITA UM MAU CHEIRETE!
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"

Construção do Livro

 Faz-se três orifícios horizontais, na parte superior, de 1,5 cm de largura;


 Corta-se três tiras de plástico de 20 cm nos orifícios de todas as folhas
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"
Construção do Livro

 Cola-se as pontas das tiras com fita cola ou agrafos fazendo um círculo;
Expressão Plástica:
“Papel Reciclado"
Construção do Livro

 E o livro está concluído, com ilustrações e uma história original, mas muito
preciosa.
Realização

Manuela Nova nº15

12ºN

Curso Profissional Técnico de Animador


Sociocultural

40
Coordenação

Área de Expressões

Profª Isabel Pinheiro

Módulo 18 – “Técnicas de Expressão Plástica II”

30 de Abril de 2010

Escola Secundária Rocha Peixoto

41