Vous êtes sur la page 1sur 11

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS

DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA CANDIDATURA A ELEIÇÃO PARA CONSELHEIROS


TUTELARES DO MUNICÍPIO DE BOM DESPACHO – MINAS GERAIS

GESTÃO: 2010-2013

Dispõe sobre a Convocação do Processo de Escolha dos Conselheiros e Conselheiras Tutelares do


município de BOM DESPACHO – MINAS GERAIS, gestão 2010 – 2013, e dá outras providências.

O CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE –


CMDCA, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Municipal 1.447 de 17 de junho
1994, com as alterações introduzidas pela Lei Municipal nº 2.151 de 05 de janeiro de 2010, e

CONSIDERANDO QUE:

O processo de escolha/eleição para provimento dos cargos de Conselheiros e Conselheiras Tutelares


do município de BOM DESPACHO, organizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança
e do Adolescente – CMDCA e Coordenado pela Comissão Eleitoral designada pelo referido
Conselho, observará as normas das Leis Federal nº 8.069/1990 e Municipal nº 1.447/94, com as
alterações introduzidas pela Lei nº 2.151/10, bem como as Resoluções n.ºs 015/2010, 016/2010,
17/2010 e 18/2010, do CMDCA e o que prescreve este Edital;

1
FAZ PÚBLICO, PARA CONHECIMENTO DOS (AS) INTERESSADOS (AS), QUE SE ACHAM
ABERTAS, do dia 03 de maio de 2010 ao dia 25 de maio do mesmo ano, as inscrições para
concorrerem ao processo de escolha para provimento de cinco (5) cargos de Conselheiros (as)
Tutelares do município de BOM DESPACHO – MINAS GERAIS, sendo cinco (5) Conselheiros
para o município.

1. DOS REQUISITOS

1.1. São requisitos para candidatar-se a exercer as funções de Conselheiros (as) do Conselho Tutelar
do município de BOM DESPACHO – MINAS GERAIS:

I – reconhecida idoneidade moral, sendo submetido à exame médico e psicológico, de


caráter eliminatório, segundo critérios estipulados pelo Conselho Municipal dos Direitos
da Criança e do Adolescente, através da resolução 18/2010;
II - idade superior a 21 (vinte e um) anos, no momento do registro da candidatura;
III - residir no município há mais de dois anos;
IV - estar no gozo de seus direitos políticos;
V - apresentar no momento da inscrição certificado de conclusão de curso equivalente ao
ensino médio;
VI - estar no pleno gozo das aptidões física e mental para o exercício do cargo de
conselheiro tutelar.
VII - submeter-se a uma prova de conhecimento sobre o Direito da Criança e do
Adolescente, de caráter eliminatório, a ser formulada por uma Comissão Examinadora
designada pelo CMDCA, na qual o candidato deverá obter o mínimo de 60% (sessenta por
cento) de aproveitamento;

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

VIII – não ter sido condenado, através de sentença com o trânsito em julgado, pela prática
de crime doloso, ressalvada a reabilitação;

2. DA INSCRIÇÃO

2.1. As inscrições serão realizadas na sede do Conselho Municipal dos direitos da Criança e do
Adolescente, na Praça Antônio Leite nº 150, Centro, em Bom Despacho-MG, de segunda a sexta-
feira, das 08h00min às 11h00min e das 13h00min às 17h00min, iniciando-se no dia 03/05/2010 e
encerrando-se no dia 25/05/2010.

2.2. O requerimento de inscrição, dirigido ao Presidente da Comissão Organizadora do Processo de


Eleição de Conselheiros Tutelares, disponível na sede do Conselho Municipal dos Direitos da
Criança e do Adolescente e no site www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca, para impressão, deverá
ser entregue na Secretaria Executiva do CMDCA, na Praça Antônio Leite, 150, Centro
acompanhado com a documentação relacionada no 2.6. deste edital.

2.3. Não serão aceitos requerimentos de inscrições por via postal, internet, fax, procuração e,
faltando documentação.

2.4. A Secretaria Executiva do CMDCA é o único local autorizado para recebimento dos
requerimentos de inscrição para o processo de escolha dos conselheiros tutelares do Município de
Bom Despacho- Minas Gerais, vedada qualquer interferência de terceiros nos trabalhos de
inscrição.
2
2.5. No requerimento deverá constar a qualificação do (a) candidato (a), profissão atual e anterior, o
lugar em que exerceu cargo ou função pública, atividade ou emprego privado.

2.6. O requerimento deverá ser instruído com os seguintes documentos, sendo juntados por cópia
autenticadas em cartório referentes às letras “a”, “c”, “d”, “e”, “f” e “l”:

a) cópia da Carteira de Identidade. Serão considerados documentos de identidade: carteiras


expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos
de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos
fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos etc.); passaporte brasileiro;
certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais
expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho;
carteira nacional de habilitação (somente modelo com foto);

b) originais das Certidões de Quitação Eleitoral e de Crimes Eleitorais, expedidas gratuitamente


no sitio do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, www.tse.jus.br;

c) cópia do cadastro de pessoa física – CPF;

d) cópia do comprovante de residência (talão de água, telefone fixo, energia, IPTU) em nome
do (a) candidato (a) e/ou em nome do (a) esposo (a), pai ou mãe, sendo: um comprovante com
data de emissão e/ou vencimento, no mínimo até o mês de novembro de 2009 e, outro com data
atualizada, para fins de comprovação dos dois (2) anos de residência no Município de Bom
Despacho/MG. No caso do comprovante de residência não estar contemplado as hipóteses
acima, deverá apresentar declaração com firma reconhecida, por verdadeira do titular do

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

endereço, declarando a residência do (a) candidato (a), ou de próprio punho do candidato, sob
pena de responder pelo crime de falsidade ideológica.

e) cópia de certificado (s) ou declaração de participação em curso, seminário, jornada de


estudos cujo o objeto seja o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA ou a discussão de
políticas de atendimento à criança ao adolescente por instituição idônea com comprovação do
número de horas e programa desenvolvido, comprovando conteúdo específico na área da
Criança e do Adolescente (Apresentação facultativa – Resolução 16/2010 CMDCA);

f) cópia do histórico escolar e/ou do diploma que comprove escolaridade mínima de ensino
médio;

g) declaração, subscrita do próprio punho, sobre antecedentes criminais, procedimentos


administrativos em que tenha sido indiciado, ações em que seja ou tenha sido réu, no juízo cível
ou criminal, protestos de títulos, penalidades no exercício de cargo público ou qualquer outra
atividade profissional;

h) originais das certidões de antecedentes criminais expedidas pela Justiça Estadual e Justiça
Federal;

i) originais da declaração de efetivo trabalho com crianças e adolescentes ou em defesa do


cidadão, pelo prazo não inferior a dois (2) anos, atestados no mínimo por duas (2) entidades
governamentais ou não governamentais, regularmente inscritas e registradas no Conselho
Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e/ou Conselhos Setoriais da Educação, da 3
Mulher e da Assistência Social (Apresentação Facultativa – Resolução 16/2010 CMDCA);

j) certificado de reservista ou outro documento que prova que esteja em dia com o serviço
militar, somente para os homens;

k) 01 (uma) fotografia no formato 5X7 com fundo branco, digitalizada no padrão: 161 x 232
pixels, preto e branco.

l) Certidão de Antecedentes Criminais (CAC) emitida por órgão judicial competente;

m) Folha de Antecedentes Criminais (FAC) emitida por órgão competente da Secretária de


Segurança Pública.

Parágrafo único. As declarações e documentos de que tratam as letras “g”, “h”, “i”, “l” e “m”,
deste artigo, só serão aceitas se expedidas a partir da publicação deste edital.

2.7. O pedido de registro será formulado pelo candidato em requerimento assinado e protocolado
junto ao CMDCA, devidamente instruído com todos os documentos necessários a comprovação dos
requisitos estabelecidos neste edital, onde serão numerados, autuados e enviados a Comissão
Organizadora, onde serão processados.

2.8. Não serão aceitos requerimentos de inscrições por via postal, internet, fax ou por procuração e,
faltando documentação.

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

2.9. O requerimento de inscrição, dirigido ao Presidente da Comissão Organizadora do Processo de


Eleição de Conselheiros Tutelares, disponível no setor de inscrição na Sede do Conselho Municipal
dos direitos da Criança e do Adolescente, e no site www.bomdespacho.mg.gov.br para impressão,
deverá ser entregue no setor de inscrição acompanhado com a documentação relacionada no item
2.6 deste Edital.

2.10. A Comissão Organizadora do Processo de Eleição de Conselheiros Tutelares é a única


autorizada para recebimento dos requerimentos de inscrição para o processo de escolha dos
conselheiros tutelares do município de BOM DESPACHO-MINAS GERAIS, devendo aqueles
serem protocolados junto a funcionário designado no setor de inscrição situado na sede do CMDCA

3. DOS VENCIMENTOS

3.1. O vencimento básico mensal devido a cada conselheiro tutelar em exercício será o corresponde
ao valor inicial daquele percebido pelos servidores municipais lotados no cargo de técnico de nível
médio, devendo ser reajustado nas mesmas bases e condições dos reajustes de vencimentos dos
servidores da Prefeitura Municipal, cujo pagamento deverá ser efetuado na mesma data do
pagamento destinado aos servidores públicos municipais.

3.1.1. Em relação aos vencimentos referidos no caput deste artigo, haverá descontos em favor do
Regime próprio de Previdência, quando tratar de Conselheiro Tutelar servidor público efetivo, da
Prefeitura Municipal, e haverá descontos em favor do INSS, nos demais casos, ficando a Prefeitura
Municipal obrigada a proceder ao desconto e recolhimento devidos ao Instituto Previdenciário
respectivo. 4
3.2. Os conselheiros tutelares, além do vencimento mensal, terão, ainda, direito a uma gratificação
natalina, no mês de dezembro de cada ano, sem natureza salarial, que será calculada à razão de um
duodécimo do vencimento básico do conselheiro, por mês de exercício da função de conselheiro, no
respectivo ano.

4. DA CARGA HORÁRIA

4.1. O Conselho Tutelar funcionará nos dias úteis, em horário não inferior a 08 (oito) horas
diariamente e com plantões noturnos, inclusive com plantões nos fins de semana e feriados, sendo
expressamente vedado, aos Conselheiros Tutelares, prestar serviço em jornada que extrapole 44
(quarenta e quatro) horas semanais, os quais deverão seguir os horários de trabalho e de plantões
determinados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e devidamente
aprovados pela Secretaria Municipal de Administração.

5. DA FASE PRELIMINAR

5.1. A fase preliminar compreenderá duas etapas: análise de documentos e a prova de


conhecimentos.

5.2. Na fase preliminar, serão considerados aptos os (as) candidatos (as) que preencherem todos os
requisitos dos itens 1 e 2 deste Edital e alcançarem nota igual ou superior a 6,0 (seis) na prova de
conhecimentos.

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

5.3. A prova especifica compreenderá vinte (20) questões sobre conhecimentos específicos do
Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA -Lei 8069/90.

5.4. A prova constará de questões de múltipla escolha, com quatro (4) alternativas para resposta,
sendo adotada, para fins de correção, uma única resposta correta por questão.

5.5. O Conteúdo da prova especifica será elaborado a partir de referência bibliográfica no Estatuto
da Criança e do Adolescente – Lei Federal nº 8.069, de 13 de julho de 1990;

5.6. O candidato deverá assinalar as opções escolhidas, na Folha de Respostas personalizada, único
documento válido para a correção da prova. O preenchimento da Folha de Respostas será de inteira
responsabilidade do candidato que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas
contidas no Caderno de Prova.

5.7. É de inteira responsabilidade do candidato verificar se o seu caderno de prova está completo e
se as informações contidas Folha de Respostas conferem com os seus dados de inscrição, sob pena
de não ser revista a sua pontuação e a sua classificação.

5.8. O candidato deverá comparecer ao local designado munido de caneta esferográfica preta. Não
serão computadas questões não assinaladas ou que contenham mais de uma resposta, emenda ou
rasura, ainda que seja legível.

5.9. Motivará a eliminação do candidato do Processo de Escolha, sem prejuízo das sanções penais
cabíveis, a burla ou a tentativa de burla a quaisquer das normas definidas neste Edital ou a outras 5
relativas ao Processo Eleitoral, aos comunicados, às instruções ao candidato ou às instruções
constantes da prova.

5.10. Será excluído do Processo de Escolha o candidato que:

a) apresentar-se após o horário estabelecido, inadmitindo-se qualquer tolerância;

b) não comparecer à prova de conhecimentos, seja qual for o motivo alegado;

c) não apresentar documento que bem o identifique;

d) ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento do fiscal;

e) ausentar-se do local de prova antes de decorridas 02 (duas) horas de início da mesma;

f) ausentar-se da sala de provas levando a Folha de Respostas;

g) lançar mão de meios ilícitos para a execução das provas;

h) for surpreendido em comunicação com outras pessoas ou utilizando-se de livro, anotação,


impresso ou qualquer outro ardil para fraudar o Processo de Escolha;

i) será eliminado do concurso, o candidato que, durante a realização das provas, for surpreendido
portando aparelhos eletrônicos, tais como bip, telefone celular, walkman, MP3 e similares, agenda
eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador, máquina de calcular, máquina fotográfica,

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

controle de alarme de carro etc., bem como relógio de qualquer espécie, óculos escuros ou
quaisquer acessórios de chapelaria, tais como chapéu, boné, gorro etc. e, ainda, lápis,
lapiseira/grafite e/ou borracha;

j) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido.

5.11. A prova de conhecimentos terá duração de quatro (4) horas.

5.12. Os aparelhos eletrônicos deverão permanecer desligados até a saída do candidato do local de
realização das provas.

5.13. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação da prova de
conhecimentos, em virtude do afastamento do candidato da sala de prova.

5.14. O candidato só poderá levar consigo o caderno de questões após três (1) hora do início da
prova de conhecimentos.

5.15. Somente será admitido na sala de provas o candidato que estiver portando documento de
identidade. Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos
Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos
de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional
(ordens, conselhos etc.); passaporte brasileiro; certificado de reservista; carteiras funcionais do
Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham
como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação (somente modelo com foto). 6
5.15.1. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, CPF, títulos
eleitorais, carteiras de motorista (modelo sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem
valor de identidade, nem documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados.

5.15.2. Não será aceita cópia do documento de identidade, ainda que autenticada, nem protocolo do
documento.

5.15.3. Por ocasião da realização das provas, o candidato que não apresentar documento de
identidade original, na forma definida no item 5.16 deste edital, não poderá fazer as provas e será
automaticamente eliminado do concurso público.

5.15.4. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização das provas,
documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado
documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, noventa
dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, de
assinaturas e de impressão digital em formulário próprio.

5.16. Não haverá segunda chamada ou repetição de provas, em nenhuma hipótese.

5.16.1. A ausência do candidato à prova de conhecimentos, qualquer que seja o motivo,


caracterizará desistência e resultará em sua eliminação do Processo de Escolha.

5.17. No prazo de 24 (vinte e quatro) horas, a contar do término do prazo de inscrições, a Comissão
Organizadora publicará edital, mediante afixação em lugares públicos, informando os nomes dos

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

candidatos inscritos e fixando prazo de 10 (dez) dias, contados a partir da publicação, para o
oferecimento de impugnações, devidamente instruídas com provas, por qualquer interessado.

5.17.1. Paralelamente, a Comissão Organizadora notificará pessoalmente o representante do


Ministério Público das inscrições realizadas, para eventual impugnação, que deverá ocorrer no
prazo de 10 (dez) dias da comunicação oficial.

5.17.2. Desde o encerramento das inscrições, todos os documentos dos candidatos estarão à
disposição dos interessados que os requeiram, na sede do CMDCA, para exame e conhecimento dos
requisitos exigidos.

5.18. As impugnações deverão ser efetuadas por escrito, dirigidas à Comissão Eleitoral e instruídas
com as provas já existentes ou com a indicação de onde as mesmas poderão ser colhidas.

5.18.1. Os candidatos impugnados serão pessoalmente intimados para, no prazo de 05 (cinco) dias,
contados da intimação, apresentar defesa.

5.18.2. Decorrido o prazo a que se refere o parágrafo anterior, a Comissão Organizadora reunir-se-á
para avaliar os requisitos, documentos, currículos, impugnações e defesas, deferindo os registros
dos candidatos que preencham os requisitos de lei e indeferindo os que não preencham ou
apresentem documentação incompleta.

5.18.3. A Comissão Organizadora publicará a relação dos candidatos que tiveram suas inscrições
deferidas, bem como notificará pessoalmente o representante do Ministério Público, abrindo-se o 7
prazo de 03 (três) dias para que os interessados apresentem recurso para o Plenário do CMDCA,
que decidirá em última instância, em igual prazo.

5.19. Julgados os eventuais recursos, a Comissão Organizadora publicará edital com a relação dos
candidatos habilitados, os quais serão submetidos à prova de conhecimentos prevista no artigo 17,
inciso VII da Lei 2151/2010, a ser elaborada por, no mínimo, 03 (três) examinadores de diferentes
áreas de conhecimento, indicados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do
Adolescente, dentre cidadãos que detenham notório conhecimento e/ou vivência do Estatuto da
Criança e do Adolescente.

5.19.1. A Comissão Organizadora notificará pessoalmente o representante do Ministério Público


acerca da relação dos candidatos considerados habilitados e da data e local onde será realizado o
teste de conhecimentos, informando ainda os nomes e qualificações da banca examinadora.

5.20. O Edital de Convocação dos (as) candidatos (as) Aptos (as) para a prova de conhecimentos a
ser expedido pela Comissão Eleitoral será publicado no mural do CMDCA e no site
www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca , após julgamento de impugnações e recursos, no dia em 10
de junho de 2010.

5.20. A aplicação da prova de conhecimentos será no dia 20 de junho de 2010 (domingo), das
13h30min às 17h30min, em local a ser divulgado pela Comissão Eleitoral no site
www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca.

5.20.1. O candidato fica advertido que deverá acessar os sites relacionados no item 5.20 deste
Edital, para consultar o local onde será aplicada a prova de conhecimentos.

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

6. DOS RECURSOS DA PROVA DE CONHECIMENTOS

6.1. Serão admitidos recursos quanto:

a) à aplicação da prova de conhecimentos;

b) às questões da prova de conhecimentos e gabaritos preliminares;

c) ao resultado preliminar da prova de conhecimentos.

6.2. O prazo para interposição de recurso será de três (3) dias úteis contados a partir da publicação
do Edital com os resultados da prova de conhecimentos, tendo como termo inicial o primeiro dia
útil subseqüente à data da publicação no site www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca

6.3. Admitir-se-á um único recurso por candidato, para cada hipótese descrita no item 6.1, deste
capítulo, devidamente fundamentado em formulário próprio disponibilizado no Anexo I do presente
Edital, sendo desconsiderado recurso de igual teor.

6.4. Os recursos deverão ser entregues pessoalmente e/ou por Procurador formalmente constituído,
na Secretaria Executiva do CMDCA, no endereço: Praça Antônio Leite nº 150, Centro, em Bom
Despacho-MG- MINAS GERAIS.

6.5. O recurso interposto fora do prazo não será conhecido, sendo considerada, para tanto, a data do 8
comparecimento para entrega na Secretaria Executiva do CMDCA.

6.6. O(s) ponto(s) relativo(s) à(s) questão (ões) eventualmente anulada(s) será (ão) atribuído (s) a
todos os candidatos presentes à prova, independente de formulação de recurso.

6.7. O gabarito divulgado poderá ser alterado em função dos recursos interpostos e as provas serão
corrigidas de acordo com o gabarito oficial definitivo.

6.8. Na ocorrência do disposto nos itens 6.6 e 6.7 deste capítulo, poderá haver alteração da
classificação inicial obtida para outra superior ou inferior ou, ainda, poderá ocorrer à
desclassificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida para aprovação.

6.9. Serão de conhecimento do público as decisões dos recursos deferidos através do site
www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca.

6.10. Compete ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, o julgamento, em


caráter definitivo e irrecorrível, dos pedidos de revisão de notas atribuídas à prova de
conhecimentos.

7. DA FASE FINAL

7.1. Estarão aptos a concorrerem às eleições de Conselheiros (as) Tutelares os (as) candidatos (as)
que alcançarem 60% (sessenta por cento) de acertos na prova de conhecimentos e que,
concomitantemente, apresentaram todos os documentos exigidos no ato da inscrição.

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

7.2. Os (as) candidatos (as) que deixarem de atingir a média 6,0 (seis) na prova de conhecimentos,
não terão suas candidaturas homologadas, bem como não estarão aptos a submeterem-se ao
processo de escolha.

7.3. O Edital de Publicação com os nomes dos (as) candidatos (as) aptos a concorrerem ao Processo
de Escolha dos (as) Conselheiros (as) Tutelares do município de Bom Despacho-MG, será
publicado no www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca.

7.4. As eleições serão realizadas no dia 22 de julho de 2010 (quinta-feira), das 09h00min às
17h00min nos locais divulgados no Edital para Votação expedido pela Comissão Eleitoral, no dia
05 de julho de 2010, publicado no www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca., nos murais do CMDCA e
da Câmara Municipal, e do Município de BOM DESPACHO, MINAS GERAIS.

7.5. Poderão votar os (as) eleitores (as) que estejam inscritos (as) na Justiça Eleitoral do Município
de BOM DESPACHO - MINAS GERAIS maiores de 16 (dezesseis) anos,

7.6. Considerar-se-ão eleitos (as) cinco (5) candidatos (as) para o Conselho que obtiverem maior
votação, sendo os (as) demais, pela ordem de classificação, suplentes até o número dez (10).

7.7. Havendo empate na votação entre os (as) candidatos (as) será considerado (a) vencedor (a) o (a)
candidato (a) mais idoso (a).

8. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 9


8.1. A inscrição do (a) candidato (a) implicará conhecimento das presentes instruções e, tácita
aceitação das normas e condições do Processo de Escolha, tais como se acham estabelecidas neste
Edital; nas Resoluções nºs 15, 16, 17, e 18 de 2010 do CMDCA; nas normas legais pertinentes, bem
como em eventuais aditamentos, comunicados e instruções específicas para realização do Processo
de Escolha dos Conselheiros Tutelares, gestão 2010-2013, acerca das quais não poderá alegar
desconhecimento.

8.2. O acompanhamento das publicações, editais, resoluções, avisos e comunicados referentes ao


Processo de Escolha é de responsabilidade exclusiva do candidato. Não serão prestadas informações
por telefone.

8.3. Todos os cálculos referentes à pontuação dos candidatos na prova de conhecimentos serão
realizados com duas casas decimais e, por se tratar de prova com questões objetivas, é vedada
qualquer forma de arredondamento, principalmente para cima, da nota obtida.

8.4. Não serão fornecidos atestados, declarações e/ou certificados relativos à habilitação,
classificação ou notas de candidatos, valendo para tal fim a publicação do resultado final e
homologação no site www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca

8.5. É de responsabilidade do candidato manter seu endereço residencial, e-mail e telefone


atualizados, até que se expire todo o Processo de Escolha.

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

8.6. A qualquer tempo poder-se-á anular a inscrição, a prova e/ou tornar sem efeito a diplomação do
candidato se constatadas fraudes ou simulação nas declarações, nos documentos, na inscrição ou na
realização da prova de conhecimentos; assegurada ampla defesa.

8.7. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos enquanto
não consumada a providência ou evento que lhes disser respeito, circunstância que será comunicada
em edital ou aviso a ser publicado no site www.bomdespacho.mg.gov.br/cmdca

8.8. Os (as) candidatos (as) eleitos (as) deverão, obrigatoriamente, participar dos cursos de
qualificação promovidos pelo CMDCA/BOM DESPACHO.

8.9. Todo o processo de escolha será fiscalizado pelos Representantes do Ministério Público do
Estado de MINAS GERAIS designados pelo Procurador-Geral de Justiça.

8.10. Os casos omissos neste Edital serão resolvidos pela Comissão Eleitoral, ad referendum, do
Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA/BOM DESPACHO.

SALA DE SESSÕES DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO


ADOLESCENTE, em BOM DESPACHO – MINAS GERAIS, aos vinte e cinco dias do mês de
abril do ano de dois mil e dez (25/04/2010).

COMISSÃO ORGANIZADORA DO PLEITO


10
REPRESENTANTES DO PODER EXECUTIVO
Titulares
Faustina Maria Silva
Marli Aparecida Tavares Nogueira
Alisson Luciano da Silva – Presidente da Comissão Organizadora do Pleito

REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL


Titulares
Maria das Graças Epifânio da Silva
Graciele Pereira Santos
Flávio dos Reis Pereira Lopes

Eduardo Rodrigo da Costa


Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de
Bom Despacho – MG

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br
CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS
DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
LEI FEDERAL 8069/90 -LEI MUNICIPAL NºS 1447/94 - 2.151/10

ANEXO I
FORMULÁRIO PARA RECURSO

Nome do Candidato:

Nº. de inscrição:
Nº. da identidade:
Número da sala de realização da prova:

Recurso contra:

1. Aplicação das Provas


2. Questões das Provas e Gabaritos Preliminares
3. Resultado das Provas

Fundamento:

____________________________________________________________________________ 11
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________

Data: ____/____/____

Assinatura

CMDCA - PRAÇA ANTÔNIO LEITE Nº. 150, CENTRO – CEP: 35.600.000 – BOM DESPACHO – MG
E-MAIL: cmdca@bomdespacho.mg.gov.br