Vous êtes sur la page 1sur 116

ESTADO DA PARAÍBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS PARAIBA

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO No 001 / 2010

O Prefeito Constitucional do Município de Patos, Estado da Paraíba, no uso de suas atribuições legais em
consonância com o Art. 37, inciso II da Constituição Federal e da Lei Orgânica do Município, faz saber que, para o
preenchimento do seu quadro funcional, será realizado CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E PROVAS E
TÍTULOS para os cargos descritos no Anexo I deste Edital e com o Conteúdo Programático conforme
contido no Anexo VI do mesmo. No mais, observa o que se segue:

CLÁUSULA I – DO CARGO PÚBLICO

1.1 - Os candidatos aprovados serão chamados a assumir os seus cargos na Prefeitura Municipal de Patos, de
acordo com a classificação obtida e com as necessidades da Prefeitura, o qual se regerá pelos preceitos do
Regime Jurídico Estatutário na forma predisposta na Lei Municipal nº 1.244/79 (Estatuto do Servidor), na Lei
Municipal n°. 3.816/09 (Que cria os cargos e autoriza o seu preenchimento por meio de concurso público), na Lei
Municipal n°. 3.474/06 (Que cria os cargos de Agentes Fiscais de Tributos), na Lei Municipal n°. 3.562/07 (Que cria
os cargos de Agentes de Endemias), na Lei Municipal nº 3.562/2007 (Plano de Cargos e Salários do Município), na
Lei Municipal nº 2.493/97 (Plano de Cargo e Carreira do Magistério), e, no que couber, subsidiariamente, pelo
Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado da Paraíba (Lei Estadual nº 58/2003).

CLÁUSULA II - DAS INSCRIÇÕES E REQUISITOS PARA PARTICIPAR:

2.1 - As inscrições serão realizadas no período de 23/02/2010 à 23/03/2010. Serão aceitas inscrições presenciais
(ou por procurador devidamente munido por mandato público ou particular com firma reconhecida em cartório de
registro público) na sede do IDASB do Município de Patos ou pela internet no site www.idasb.org.br, observados
os seguintes requisitos:

2.1.1 . CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DO PROCESSO DO CONCURSO


PÚBLICO:

Período de inscrições 23/02/2010 a 23/03/2010


Divulgação do numero de inscrito por Cargo na 26/03/2010
pagina – www.idasb.org.br e no Diário Oficial do
Município.
Entrega dos Cartões de Inscrição (modos: 29/03/2010
Presencial ou por Procurador munido de
mandato)
Divulgação dos locais de provas com a emissão 06/04/2010
dos cartões de inscrições no site
www.idasb.org.br e no Diário Oficial do Município.
Data da realização das provas 11/04/2010
Data da prova prática para o cargo de Operador 12/04/2010
de Máquinas
Divulgação de Gabarito preliminar 14/04/2010
Divulgação de gabarito após-recursos 22/04/2010

1
Resultado Preliminar 14/05/2010

Resultado Final Até o dia 08/06/2010

2.1.2. PARA INSCRIÇÕES PRESENCIAIS OU POR PROCURADOR:

a) Dirigir-se ao posto de inscrição instalado no escritório do Instituto de Desenvolvimento e Apoio Social


do Brasil – IDASB, situado na Rua Vidal de Negreiros, 204 – Brasília – Patos- PB, e adquirir o manual
do candidato ao custo de R$ 5,00 (cinco reais), juntamente com a ficha de inscrição e o formulário
bancário para pagamento da taxa de inscrição;
b) Entregar o requerimento de inscrição assinado e devidamente preenchido, acompanhado de cópia de
um documento de identificação com foto e CPF anexados;
c) Quando da inscrição por procurador, anexar o respectivo Termo de Procuração e cópia legível de
documento de identificação do procurador;
d) Efetivar o recolhimento da taxa de inscrição referente ao cargo escolhido junto ao Banco do Brasil
S/A ou Banco BRADESCO, até o último dia para inscrição (22/03/2010);
e) As inscrições deverão acontecer entre os dias 23/02/2010 e 23/03/2010, das 08:00 às 12:00 h e das
14:00 às 18:00 h.

2.1.3. PARA INSCRIÇÕES ON LINE:

a) Fazer a solicitação de inscrição on-line no site www.idasb.org.br;


b) As inscrições deverão acontecer entre os dias 23/02 /2010 e 23/03/2010 até as 24 horas ( ON LINE);
c) Realizar o pagamento da taxa de inscrição em qualquer agência do Banco do Brasil S/A ou
BRADESCO S/A; correspondente ao cargo escolhido, através de depósito bancário identificado que
deverá ser impresso logo após o encerramento da solicitação e preenchimento da ficha de inscrição;
d) Verificar se sua solicitação de inscrição foi devidamente registrada no site. A Prefeitura Municipal de
PATOS e o IDASB não se responsabilizam por solicitação de inscrição via Internet não recebida, por
motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas
de comunicação, bem como por outros fatores que impossibilitem a transferência de dados;
e) Os depósitos bancários para inscrições on-line poderão ser pagos até o dia 23/03/2010

A confirmação do recolhimento da taxa de inscrição (validação) até zero hora do dia 24 de março de 2010, na
Página – www.idasb.org.br, no local específico. Não se esquecer de validar a inscrição com o NR – Número de
Registro de Depósito, ou Número de Caixa Seq. e Número do Terminal e Número do Depósito, outro registro
que confirme o valor depositado que consta no comprovante bancário ou transferência eletrônica

BANCO DO Pagamento efetuado NR. AUTENTICAÇÃO (alfa-

BRASIL diretamente no caixa: numérico, composto de 16 dígitos)


Pagamento feito no
NR. ENVELOPE
caixa eletrônico:
Pagamento feito por
NR. TRANSFERÊNCIA
transferência on-line:

BRADESCO Pagamento efetuado N. SEQ. – Sequencial (numérico,


diretamente no caixa: composto de 05 dígitos)
Pagamento feito no
NR. ENVELOPE
caixa eletrônico:
Pagamento feito por NR. TRANSFERÊNCIA (sequencial)

2
transferência on-line: – Números dispostos logo no
início do comprovante, pare à
esquerda (09 dígitos) e parte à
direita (05 dígitos).

BANCO DO BRASIL
Agência: 3505 - X
Conta Corrente 390999 - 2
BRADESCO
Agência: 1599
Conta Corrente 0033762 - 5

INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTYO E APOIO SOCIAL DO BRASIL – IDASB

2.1.4. O candidato ainda deverá verificar os seguintes requisitos:

a) Estar ciente que no ato da nomeação deverá estar em dia com as obrigações eleitorais;
b) Estar ciente que no ato da nomeação, se do sexo masculino, apresentar quitação com o serviço
militar;
c) Ser brasileiro nato ou naturalizado;
d) Não pertencer à entidade organizadora do concurso;
e) Estar ciente que deverá contar, na data da nomeação, idade igual ou superior a 18 (dezoito) anos;
f) Estar ciente que deverá possuir, na data da nomeação, a escolaridade mínima exigida para o cargo,
e/ou habilitação legal equivalente, de acordo com o Anexo I deste edital;
g) Estar ciente que se candidato aos cargos de Médico, Supervisor Educacional; Orientador
Educacional; Professor de Língua Portuguesa; Professor de Matemática; Professor de História;
Professor de Geografia; Professor de Ciências; Professor de Educação Física; Professor de Artes;
Professor de Língua Inglesa; Professor de Física; Professor de Química; e Professor “A”, serão
submetidos à Prova de Títulos, de acordo com a Cláusula IX e de acordo com o Anexo II, deste
edital;
h) Estar ciente que se candidato ao cargo de MOTORISTA deverá possuir na data da contratação
carteira de habilitação tipo “D” ou “E”.

2.2. – O valor da taxa de inscrição deste concurso não será devolvido em hipótese alguma, salvo a não
realização do concurso por razões da Administração ou da Entidade Organizadora, cabendo assim a devolução
dos valores pagos a título de taxa de inscrição pelos candidatos.

2.3 - Não será permitida a transferência do valor pago como taxa de inscrição para outra pessoa, bem como a
transferência da inscrição para pessoa diferente daquela que a realizou.

2.4 - A inscrição, cujo pagamento não for creditado até o dia útil posterior ao último dia de inscrição, conforme o
prazo estabelecido no subitem 2.1 deste Edital, não será aceita.

2.5 - Não será aceito o pagamento da taxa de inscrição por meio de cheque.

2.6 - Serão aceitos pagamentos de inscrição mediante depósito em caixa eletrônico “dinheiro”. Devendo ser
anotado o NR. ENVELOPE de depósito.

2.7 – Não serão aceitas entregas de requerimentos de inscrição fora do prazo estabelecido neste edital, mesmo
que o candidato comprove pagamento. Essas inscrições serão consideradas inscrições fora de prazo;

2.8 – As informações contidas no requerimento de inscrição são de total responsabilidade do candidato,


dispondo a Banca Examinadora, a faculdade, e o direito de eliminá-lo do Concurso Público se o preenchimento for
3
feito com dados emendados, rasurados ou incorretos, bem como se constatado posteriormente serem estas
informações inverídicas.

2.9 - Não serão aceitos pedidos de isenção total ou parcial do pagamento do valor da taxa de inscrição, seja
qual for o motivo alegado,

2.10 - Não serão aceitas inscrições condicionais, via fax, via correio eletrônico ou fora do prazo.

2.11. No momento da inscrição, se desejar, o candidato poderá se inscrever para concorrer a um


(1) ou dois (2) cargos, desde que as provas sejam realizadas em horários diferentes, sendo vedada a realização
de provas para cargos distintos no mesmo horário. Cada cargo terá a sua inscrição realizada isoladamente e cada
uma terá a sua própria taxa. Após efetivada a inscrição, não será permitida a sua alteração.

2.12. No caso do item 2.11 se o candidato que optar por concorrer a dois cargos o fizer para provas que se
realizem no mesmo horário será considerada apenas a inscrição mais recente.

CLÁUSULA III - DO CONCURSO:

3.1. - O Concurso terá validade de 01 (um) ano a contar da data de publicação da Homologação, podendo ser
prorrogado por igual período.

3.2. - O prazo de que trata a Cláusula 3.1. não gera para os aprovados no concurso o direito de exigir sua
nomeação automática, e sim, o direito de nele ser empossado dentro do prazo de sua vigência.

3.3. - O concurso será realizado pelo IDASB- INSTITUTO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO
BRASIL.

CLÁUSULA IV - DA PARTICIPAÇÃO DO CANDIDATO:

4.1. - O Candidato no ato da inscrição deverá adquirir o Manual do candidato (caso faça inscrição presencial ou
por procurador) no posto de inscrição. Sendo a inscrição on-line, os mesmos estarão disponíveis na internet na
página www.idasb.org.br.

4.2 - As informações referentes ao local de realização das provas (nome do estabelecimento, endereço e sala),
código e nome do cargo para o qual deseja concorrer à vaga, tipo de vaga escolhida pelo candidato (vaga geral ou
vaga reservada para portadores de deficiência), estarão disponíveis à partir de 22/03/2010, no Pátio da Prefeitura
Municipal de Patos e da Câmara Municipal Vereadores, sendo ainda divulgado, no Diário Oficial do Município e no
site www.idasb.org.br.

4.3. O cartão de inscrição, impresso por processamento de dados, será entregue entre os dias 19/03/2010 e
26/03/2010 das 08 h às 12 h e das 14 h às 17 h, para as inscrições realizadas de forma presencial ou por
procurador, no IDASB sito a Rua Vidal de Negreiros, 204 - Brasília, Patos/PB. A entrega será feita mediante a
apresentação do comprovante de inscrição. Os cartões de inscrição, também, estarão disponíveis no site
www.idasb.org.br para as inscrições on-line e presenciais, após o acatamento da inscrição, sendo de
responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento, a partir de 22/03/2010. O candidato fica
ciente de que o cartão é de obrigatória apresentação no momento da prova.

4.3.1 – Os candidatos que realizaram as inscrições presenciais ou por procurador, deverão informar o seu
CPF (apenas os números), e repeti-lo no local SENHA para ter acesso ao seu cartão de inscrição on-line.

4.4 - Caso o candidato não tenha sua inscrição confirmada, deverá entrar em contato com a entidade
organizadora do concurso (IDASB) pelo fone: (81) 3349.30755 ou IDASB/PATOS escritório situado na Rua Vidal
de Negreiros, 204, Brasília – Patos/Paraíba, CEP 58700-330, no horário de 9 h ás 17 h (horário local),
impreterivelmente até o dia 23/03/2010. As solicitações de inscrição que por qualquer motivo não sejam entregues
nas datas previstas, não serão aceitas em datas posteriores, ficando o pretenso candidato eliminado do Concurso
Público.

4.5. O Cartão de inscrição conterá, além do número de matrícula, nome completo, número do documento usado
na inscrição e o local onde o candidato prestará exames.

4
4.6. - O candidato só poderá fazer a prova no local determinado no cartão de inscrição e mediante
apresentação do mesmo acompanhado de documento de identificação com foto, exceto os casos previstos nos
itens 5.15, 5.16 e 13.15 das Disposições Finais.

CLÁUSULA V – DOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA


5.1.- Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de se inscrever neste Concurso Público, e a
elas serão reservadas as vagas constantes da coluna “Vagas reservadas para deficientes” do Anexo I deste
Edital, de acordo com o artigo 37, inciso VIII da Constituição Federal e Decreto 3.298 de 20/12/99; onde ficam
reservados 5% (cinco por cento) do total das vagas de cada cargo, para candidatos portadores de deficiência.

5.2 - O candidato portador de deficiência que atribuir uma prioridade de escolha para um cargo que não dispõe
de vagas reservadas para os portadores de deficiência, passará a concorrer às vagas de ampla concorrência
deste cargo.

5.3 - No ato da inscrição, o candidato portador de deficiência deverá declarar sua condição na Ficha de
Inscrição e anexar LAUDO MÉDICO ou ATESTADO MÉDICO que ateste a espécie e o grau ou nível da
deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID,
bem como a provável causa da deficiência.

5.4. - Caso o candidato não anexe o LAUDO MÉDICO ou ATESTADO MÉDICO, não será considerado como
deficiente apto para concorrer às vagas reservadas mesmo que tenha assinalado tal opção na Ficha de Inscrição.

5.5 – Os candidatos que realizarem sua inscrição on-line, deverão enviar seu LAUDO MÉDICO ou ATESTADO
MÉDICO via SEDEX ou AR, dentro do período estipulado para as inscrições 23/02/2010 a 23/03/2010), para o
IDASB/PATOS no seguinte endereço: Rua Vidal de Negreiros, 204, Brasília– Patos/Paraíba CEP 58700-330,
telefone (83) 3421-7629.

5.6 - É vedado o condicionamento da investidura do candidato no cargo à compatibilidade da sua deficiência


com as atribuições do cargo para o qual foi aprovado.

5.7 – Após a aprovação em concurso público, os candidatos com deficiência física aprovados deverão
submeter-se à perícia médica, para verificação da compatibilidade de sua deficiência com o exercício das
atribuições do cargo ou emprego.

5.8 – A perícia será realizada por Banca Médica especialmente designada pelo Município de PATOS, devendo
o laudo será proferido no prazo máximo de cinco (05) dias contados do respectivo exame.

5.9 - A avaliação, no sentido de estar o candidato apto ou não ao exercício do cargo, deverá ser fundamentada
com clareza.

5.10 – A decisão final da Banca Médica Examinadora será soberana e definitiva.

5.11 – As vagas reservadas a portadores de deficiência que não forem providas por falta de candidatos, por
reprovação no Concurso Público, por contra-indicação na perícia médica ou por outro motivo, serão preenchidas
pelos demais aprovados (não deficientes), observada a ordem de classificação.

5.12. - Será eliminado da lista de deficientes o candidato cuja deficiência assinalada na ficha de inscrição, não
seja constatada, deslocando-se, neste caso, para a lista geral.

5.13. - Caso se constate outro tipo de deficiência, que não contemplada no Decreto no 3.298, de 20 de
dezembro de 1999, ele não terá o direito de figurar na lista especial, concorrendo às vagas gerais.
5.14 – O candidato, cuja deficiência for considerada incompatível com a função a ser desempenhada, será
desclassificado, não cabendo qualquer recurso da decisão proferida pela junta médica.

5.15. - O candidato deficiente que precisar de condições diferenciadas para a realização das provas no dia do
concurso, deverá informar ao IDASB-INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E APOIO SOCIAL DO BRASIL, no
ato da inscrição, a fim de que sejam viabilizadas as suas necessidades, sendo vedadas quaisquer alterações

5
posteriores, de acordo com o Anexo V (Requerimento de Solicitação de Condições Especiais) deste Edital. Em
qualquer caso deverá ser juntado Laudo emitido por especialista da área de sua deficiência.

5.16. - O candidato deficiente que necessitar de prova especial, adaptada a sua deficiência, deverá solicitar no
ato de inscrição, a fim de que sejam tomadas as devidas providências, sendo vedadas quaisquer alterações
posteriores, de acordo com o Anexo V (Requerimento de Solicitação de Condições Especiais) deste Edital.

5.17 - As condições especiais solicitadas pelo candidato para o dia da prova serão analisadas e atendidas
segundo critérios de viabilidade e razoabilidade, sendo comunicado do atendimento ou não de sua solicitação
quando da Confirmação da Inscrição.

CLÁUSULA VI - DAS PROVAS

6.1. - As provas escritas serão realizadas no dia 11/04/2010 no horário das 08 h às 12h, para os cargos de
nível Médio e Fundamental e das 14h às 18h para os cargos de nível Técnico e Superior, em local a ser
divulgado pelo IDASB-INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E APOIO SOCIAL DO BRASIL através do Cartão de
Inscrição de cada candidato e de Edital próprio publicado nos Quadros de Avisos da Prefeitura Municipal de
PATOS , Câmara Municipal de Vereadores e Escritório de Apoio - IDASB, situado na Rua Vidal de Negreiros, 204
– Brasília – Patos – PB, bem como no site: www.idasb.org.br.

6.2 - Caso haja grande número de inscritos e não haja local suficiente para a aplicação das provas (prédios e
carteiras), estas poderão ser realizadas em dois horários, de modo que, o mesmo cargo não será dividido nos dois
horários e sim realizado no mesmo horário. Ou ainda, poderão ser realizadas em Cidades circunvizinhas do
Município de PATOS, ou ainda, em datas diferentes à determinada neste Edital.

6.3 - Caso ocorra o descrito no subitem anterior, o mesmo será normatizado através de Edital próprio e sua
divulgação acontecerá nos seguintes meios: Quadros de avisos da Prefeitura Municipal de PATOS, Câmara
Municipal de Vereadores, no Diário Oficial do Município, Escritório de Apoio - IDASB, situado na Rua Vidal de
Negreiros, 204 – Brasília – Patos – PB, e nos sites: www.idasb.org.br e www. patos.pb.gov.br.

6.4 - É de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta do seu local de realização das provas
e o comparecimento no horário determinado.

6.5 – As provas terão duração de 04 (quatro) horas a contar do início dos seus trabalhos, conforme descrição
no item 6.1.

6.6 - O candidato deverá comparecer ao local designado para prestar as provas com uma antecedência de 01
(uma) hora do horário previsto para o fechamento dos portões de acesso ao local de prova, munido de: caneta
esferográfica em tinta azul ou preta, cartão de inscrição e do documento de identificação com foto original,
referenciado no cartão de inscrição.

6.7 – Não serão aceitos documentos fotocopiados, mesmo que estejam autenticados. Em caso de perda dos
documentos, será necessária a apresentação e entrega de B.O (Boletim de Ocorrência) expedido por Delegacia de
Polícia, e serão colhidas as digitais do candidato, que será devidamente identificado.

6.8 – Os candidatos que não cumprirem as exigências dos itens 6.6 e 6.7 ou que chegarem após o horário
determinado para o fechamento dos portões de acesso às 8 h e/ou 14 h, respectivamente se a prova for feita no
período matutino ou vespertino, não serão aceitos nos locais das provas. É de responsabilidade exclusiva do
candidato a identificação correta de seu local de realização das provas e o comparecimento no horário
determinado.

6.8.1 – O candidato faltoso ou que não atender ao disposto no item 6.8 será automaticamente eliminado do
concurso, não tendo direito a qualquer tipo de recurso.

6.9 - As provas estarão em envelope lacrado, até o momento do início dos trabalhos, quando o fiscal
competente pela sala o abrirá e entregará as provas ao candidato que deve guardá-la até autorização verbal do
fiscal para o início.

6
6.10 - O candidato não deve abrir o Caderno de Prova, preencher ou fazer qualquer atividade, que não esteja
autorizada na Capa do Caderno ou pelo fiscal, sob pena de advertência verbal e até o impedimento da sua
participação no Concurso Público, até que todos os candidatos da sala tenham recebido seu caderno de provas e
o fiscal autorize o início.

6.11 - O fiscal não está autorizado a tirar quaisquer dúvidas do caderno de provas do candidato ou mesmo
fazer quaisquer alterações nos conteúdos dos mesmos. Cabendo-lhe, apenas, passar todas as informações
necessárias, que também devem estar contidas ou no manual do candidato ou no caderno de prova. O fiscal é
encarregado de manter a ordem e o silêncio na sala.

6.12 – O fiscal terá autorização explicita do IDASB-INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E APOIO SOCIAL


DO BRASIL para advertir ou recolher a prova do candidato que perturbar o bom andamento das atividades do
Concurso Público.

6.13 - Os candidatos só poderão retirar-se do recinto das provas após 02 (duas) horas, contadas a partir do seu
efetivo início.

6.13.1 O candidato em nenhuma hipótese poderá sair da sala com o caderno de provas.

6.14 - Os 3 (três) últimos candidatos deverão permanecer na sala, sendo somente liberados quando todos
já tiverem concluído, e após assinatura de ata. Caso haja recusa do mesmo, a situação deve ser relatada na ata.

6.15 - Ao terminar a prova, o candidato deverá entregar ao fiscal: a folha de respostas e o caderno de prova.
NÃO será permitido ao candidato sair do local de prova portando seu caderno de provas.

6.16 - Não será permitida a permanência de nenhum candidato, após o término de sua prova, nem qualquer
aglomeração nas salas, nos corredores ou nos arredores do prédio de prova.

6.17 - O candidato que não satisfizer as exigências dos subitens 6.13, 6.14, 6.15, 6.16, terá sua prova anulada
e será automaticamente eliminado do concurso.

6.18 - As provas escritas, para todas as categorias (com exceção dos cargos com exigência de escolaridade
mínima Fundamental Incompleto), valerão máximo 10 (dez) pontos e sua formulação será feita em razão de cada
categoria, composta de 40 (quarenta) questões. Cada questão terá valor de 0,25 (zero vírgula vinte e cinco
pontos).

6.19 - As provas escritas, para todas as categorias com exigência de escolaridade mínima Fundamental
Incompleto, valerão máximo 10 (dez) pontos e sua formulação será composta de 20 (vinte) questões. Cada
questão terá valor de 0,50 (zero vírgula cinqüenta) pontos).

6.20. - Na folha de resposta não poderá haver rasuras.

6.21. - A folha de resposta que por ventura tenha sido rasurada, não poderá ser substituída, salvo por erro do
fiscal, ou por falha de impressão.

6.22 – Cada uma das questões de múltipla escolha terá 05 (cinco) alternativas das quais uma e somente uma é
a correta, para todos os cargos em comum. Serão consideradas marcações discordantes com o gabarito e
conseqüentemente consideradas nulas, as questões:

a. De múltipla escolha e numéricas não assinaladas;


b. De múltipla escolha que contenham mais de uma resposta assinalada;
c. Que contenham rasuras, ainda que legíveis;
d. Numéricas marcadas mais de uma vez na mesma coluna;
e. Ilegíveis.

6.22 - Os gabaritos preliminares serão afixados no Escritório de apoio do Instituto de Desenvolvimento e Apoio
Social do Brasil – IDASB, situado na Rua Vidal de Negreiros-204 – Brasília – Patos – PB, no Pátio da Prefeitura
Municipal de Patos, na Câmara Municipal de Vereadores e na internet, na página www.idasb.org.br e
www.patos.pb.gov.br, no dia 14/04/2010.

7
6.23. - O candidato que desejar interpor recurso contra o gabarito oficial das provas o fará no Escritório de
apoio do Instituto de Desenvolvimento e Apoio Social do Brasil – IDASB, situado na Rua Vidal de Negreiros-204 –
Brasília – Patos – PB, dispondo de até 48 horas após sua divulgação. Não será aceito recurso por via eletrônica
ou por fax, assim como recurso interposto por procurador. Os recursos deverão seguir as regras constantes da
Cláusula X deste Edital de Concurso Público.

CLÁUSULA VII - DA CLASSIFICAÇÃO:

7.1. - Será desclassificado o candidato que não obtiver média igual ou superior a 5,0 (cinco) na prova escrita.

7.2 – O primeiro critério de desempate para todas as categorias, segue o definido pelo parágrafo único do art.
27 da Lei Federal nº 10.741/2003 que diz que: “O primeiro critério para desempate em concursos públicos
deve ser a idade, tendo preferência o mais idoso (quando houver candidatos com 60 anos ou mais)”.

7.3. – Persistindo o empate na prova escrita, será mais bem classificado o candidato que:

7.3.1 Estando Concorrendo para os cargos de Médico (PSF); Odontólogo (PSB); Enfermeiro (PSF);
Enfermeiro (CAPS); Farmaceutico (CAPS); Psiquiatra (CAPS); Assist.Social (CAPS); Assist.Social (NASF);
Assist.Social (CREAS); Assist.Social (CRAS); Assist.Social; Fisioterapeuta (NASF); Fisioterapeuta; Nutricionista
(NASF); Nutricionista; Fonoaudiólogo (NASF); Psicólogo (NASF); Psicólogo (CREAS); Psicólogo (CRAS);
Psicólogo (CAPS); Psicólogo; Bioquímico; Agrônomo; Orientador Social (PROJOVEM); Preparador Físico
(NASF); Pedagogo (CREAS); Supervisor Educacional; Orientador Escolar; Professor de Língua Portuguesa;
Professor de Matemática; Professor de História; Professor de Geografia; Professor de Ciências; Professor de
Educação Física; Professor de Artes; Professor de Língua Inglesa; Professor de Física; Professor de Química;
Técnico Agrícola; Técnico em Enfermagem; Auxiliar de Consultório Dentário (PSB); e Técnico em Laboratório,
obtenha o maior número de pontos nas questões específicas. Persistindo, ainda o empate, será melhor
classificado o candidato de maior idade civil.

7.3.2 Persistindo o empate e o candidato concorrendo para o cargo de Professor, àquele que obtenha o
maior número de pontos nas questões de Didática Geral. Persistindo, ainda o empate, será mais bem
classificado o candidato de maior idade.

7.3.3. Estando concorrendo para os demais cargos, aquele que obtenha o maior número de pontos
nas questões de Português. Persistindo, ainda o empate, será mais bem classificado o candidato de maior
idade civil.

CLÁUSULA VIII – DO RESULTADO DAS PROVAS ESCRITAS:

8.1. – O resultado preliminar da prova escrita do Concurso será publicado e divulgado através de relação
exposta no Escritório de apoio do Instituto de Desenvolvimento e Apoio Social do Brasil – IDASB, situado na Rua
Vidal de Negreiros- 204 – Brasília – Patos - PB , no átrio da Prefeitura Municipal de Patos, na Câmara Municipal de
Vereadores e na internet nos sites www.idasb.org.br e www.patos.pb.gov.br, até o dia14/05/2010

8.2. – Na relação dos aprovados, constarão duas listas, contendo, a primeira, a pontuação de todos os
candidatos, inclusive o dos que possuem deficiência, e a segunda, somente a pontuação destes últimos;

8.3. - O candidato que desejar interpor recurso contra o resultado preliminar da prova escrita, disporá de até 48
horas após sua divulgação. Não será aceito recurso por via eletrônica ou por fax. Os recursos deverão seguir as
regras constantes da Cláusula X deste Edital de Concurso Público.

8.4 – Havendo recurso procedente será publicado um novo resultado da Prova Escrita do concurso.

CLÁUSULA IX - DA PROVA DE TÍTULOS:

9.1. - Os candidatos aos cargos de Supervisor Educacional; Professor de Língua Portuguesa; Professor de
Matemática; Professor de História; Professor de Geografia; Professor de Ciências; Professor de Educação Física;
Professor de Artes; Professor de Língua Inglesa; Professor de Física, e; Professor de Química aprovados na prova
escrita, serão submetidos à prova de títulos de caráter meramente classificatório.

8
9.2. – A entrega dos títulos será realizada apenas entre os dias 14/05/2010 e 19/05/2010 no escritório de apoio
do Instituto de Desenvolvimento e Apoio Social do Brasil - IDASB,situado na rua Vidal de Negreiros, 204 -
Brasília Patos – PB.

9.2.1 - Apenas os candidatos APROVADOS na prova escrita, classificados em ordem decrescente do total
de pontos, dentro de 05 (cinco) vezes o número de vagas de cada cargo, considerando-se os empates na última
posição, conforme Resultado Oficial Preliminar, divulgado até 14/05/2010, de acordo com o Calendário de
Eventos, deverão enviar seus títulos. Os títulos enviados pelos candidatos aprovados ALÉM DESTE LIMITE de 05
(cinco) vezes o número de vagas do cargo, serão desconsiderados pela Banca Examinadora.
9.3. - A verificação e a pontuação final da Prova de Títulos serão executadas pela entidade IDASB –
INSTITUTO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO BRASIL.

9.4. - Serão considerados os títulos discriminados no Anexo II deste Edital (Tabela de Títulos).

9.5. - Na avaliação da Prova de Títulos, será considerado o de maior valor, descartado o processo cumulativo.
(Obs: Considera-se cumulação de títulos no caso do candidato possuir, por exemplo, Doutorado, Mestrado,
Especialização na mesma linha de pensamento, mesmo objeto de estudo, o qual nestes casos será considerado
apenas o de maior pontuação).

9.6. - Os diplomas, certificados e outros comprovantes de conclusão de cursos, inclusive de mestrado e


doutorado, serão considerados apenas quando expedidos por instituição de ensino superior pública ou
reconhecida e observadas as normas que lhes regem a validade, dentre as quais, ser for o caso, as pertinentes ao
respectivo registro.

9.7. - Não serão considerados, para fins de pontuação, protocolos dos documentos, os quais deverão ser
apresentados em cópias reprográficas autenticadas por tabelião de notas ou por servidor público do município de
PATOS, que deverá conter carimbo (com nome legível e matrícula do servidor) e a assinatura do mesmo.

9.8 - O candidato que não encaminhar os títulos no prazo estipulado neste edital receberá nota 0 (zero) na
avaliação de títulos.

9.8.1 – As cópias dos documentos encaminhadas para a Avaliação de Títulos fora do prazo estabelecido
no item 9.2 deste Edital não serão analisadas.

9.8.2 – Apenas serão analisados os títulos encaminhados conforme estabelecido no item 9.2, e recebidos
pela Banca Examinadora até a data limite de 19/05/2010.

9.8.3 – Não valerão como títulos, os diplomas de formação específica na área concorrida pelo candidato,
assim como aqueles essenciais para o provimento do cargo.

9.9 - Somente serão aceitos os títulos apresentados nos quais constem o início e o término do período
declarado, assim como a carga horária, quando for o caso.

9.10 - Para a comprovação de títulos, o candidato deverá apresentar ao IDASB os documentos


comprobatórios registrados em cartório (autenticados), em envelope lacrado preenchido externamente
com o nome, número de inscrição, identidade, cargo, código do cargo, listagem dos documentos contidos
e assinatura do candidato (conforme Anexo IV - formulário modelo).

9.11 - Documentos entregues de maneira diferente da especificada no item anterior serão


desconsiderados.

9.12 - Deverá ser entregue apenas uma única cópia autenticada em cartório de cada título apresentado, a qual
não será devolvida em hipótese alguma.
9.13. - Ao candidato que não entregar os títulos obtidos devidamente autenticados, será atribuída a nota ZERO
na Prova de Títulos.

9.14. - Somente serão avaliados os títulos que estiverem de acordo com o especificado neste Edital.

9
9.15 – A Nota da Prova de Títulos será calculada de acordo com a fórmula abaixo:

9.15.1 Nota da Prova de Títulos = (Pontuação do candidato/Pontuação do candidato que obteve


Máxima Pontuação)*10

9.16 – A Nota Final Classificatória será calculada a partir da fórmula abaixo:

9.16.1 Nota Final Classificatória = 0,6 * Nota da Prova escrita + 0,4 * Nota da Prova de Títulos.

9.17 - O candidato que desejar interpor recurso contra o resultado classificatório após a análise da Prova de
Títulos, disporá de até 48 horas após sua divulgação. Não será aceito recurso por via eletrônica ou por fax. Os
recursos deverão seguir as regras constantes da Cláusula X deste Edital de Concurso Público.

CLÁUSULA X – DOS RECURSOS:

10.1 - No caso da Prova Objetiva Escrita admitir-se-á um único recurso, por questão, para cada candidato,
relativamente ao gabarito, à formulação ou ao conteúdo das questões ou falhas de impressão que comprometam o
pronto entendimento da solicitação da questão, desde que devidamente fundamentado e instruído com material
bibliográfico, este recurso poderá ser interposto até o dia 18/05 de 2010.

10.1.1 - O recurso deverá apresentar as seguintes especificações:

a) Folhas separadas para cada questão;


b) Argumentação devidamente fundamentada, comprovando as alegações com citações de
legislação, artigos, livros, jornais, juntando, sempre que possível cópia dos documentos citados;
c) Capa contendo nome, número de inscrição e assinatura do candidato;
d) Datilografados ou digitados em formulário próprio, de acordo com o modelo definido no
Anexo V deste edital.

10.1.2 - O candidato deverá entregar três cópias idênticas de recursos (original e duas cópias), sendo que
cada conjunto deverá ter todos os recursos e apenas uma capa.

10.1.3 - Recurso intempestivo e inconsistente, em formulário diferente do exigido e/ou fora das
especificações estabelecidas neste edital será indeferido.

10.1.4 - Qualquer recurso interposto fora do prazo especificado no subitem 10.1, será liminarmente
indeferido.

10.1.5 – O desrespeito a qualquer uma das instruções acima, assim como, à Banca Examinadora,
resultará no indeferimento do recurso.

10.2 - Consideram-se mal formuladas as questões que apresentarem mais de uma resposta certa ou que
tenham incidido em equívoco grosseiro de elaboração.

10.3 - Os pontos relativos às questões que porventura venham a ser anuladas, em revisão, são assegurados
aos candidatos.

10.4 - Julgados os recursos, se necessário, será divulgado um novo gabarito oficial com as correções
10.5 – Os recursos sobre o Resultado Preliminar da Prova Escrita e sobre o Resultado Preliminar da Prova de
Títulos deverão ser apresentados no prazo de 02 (dois) dias úteis, contados da publicação dos mesmos,
datilografados ou digitados em formulário próprio, de acordo com o modelo definido no Anexo V deste edital, no
período de 15 /05/2010 e 18/05/2010 e de 25/05/2010/a 27/05/2010, respectivamente.

10.6 – Após julgados os recursos, será divulgado o Resultado Oficial Definitivo com as correções pertinentes,
caso necessário.

10.7 - Não serão aceitos recursos por meio eletrônico ou por fax.

10
10.8 - Os recursos deverão ser interpostos unicamente no protocolo do INSTITUTO DE
DESENVOLVIMENTO E APOIO SOCIAL DO BRASIL – IDASB, situado na Rua Vidal de Negreiros, 204 –
Brasília – Patos- PB, no horário de 8 h às 17 h (horário local).

10.9 – As respostas aos recursos serão publicadas e divulgadas no Escritório de apoio do Instituto de
Desenvolvimento e Apoio Social do Brasil – IDASB, situado na Rua Vidal de Negreiros, 204 – Brasília –
Patos – PB, no átrio da Prefeitura Municipal de Patos e no site www.idasb.org.br (Área do candidato – use
seu CPF e senha).

CLÁUSULA XI - DA HOMOLOGAÇÃO:

11.1. – O resultado oficial final do concurso, encerradas todas as etapas, será divulgado, no máximo, até o dia
08/06/2010 no átrio da Prefeitura Municipal de Patos, na Câmara Municipal de Vereadores e nos sites
www.idasb.org.br. e www.patos.pb.gov.br. A homologação final do concurso será publicada no Diário Oficial do
Estado e no Diário Oficial do Município, após a Prova de Títulos e após apreciação de todos os recursos a que se
referem os itens 6.23, 8.3, 9.18 e a Cláusula X deste Edital.

11.2. – A relação será elaborada na ordem decrescente do somatório de pontos obtidos pelos concorrentes.

11.3. – A homologação do concurso se dará após encerradas todas as etapas do certame.

CLÁUSULA XII – DA NOMEAÇÃO:

12.1. – Classificados os candidatos aprovados e homologado o Concurso às nomeações serão feitas de


conformidade com o previsto no Regime Jurídico dos Servidores Municipais, observados os requisitos colocados
no item 2.1.

12.2. – Os candidatos aprovados e nomeados deverão cumprir as atribuições constantes do Anexo III deste
Edital.
12.3. – Na convocação e lotação dos candidatos portadores de deficiência será observado o critério da
proporcionalidade. No momento da nomeação, serão chamados, alternada e proporcionalmente os candidatos das
duas listas, prosseguindo-se até a caducidade do concurso.

12.4. – Os documentos necessários para o ingresso no serviço público, inclusive a comprovação de idade
mínima e da escolaridade, exigida no Anexo I deste edital, deverão ser apresentados no ato do provimento sob
pena do candidato perder sua classificação.

12.5. – No ato da nomeação será exigida do candidato aprovado uma declaração de que não tem outro vínculo
com o serviço público da administração direta ou indireta, em qualquer dos seus segmentos, conforme disposto na
Constituição Federal, salvo os casos previstos de acumulação em Lei.

12.6. – Se o candidato não aceitar sua convocação para o cargo a que concorreu, será considerado desistente,
sendo reconhecida a sua desclassificação.

12.7. – Será excluído, por ato da empresa responsável, o candidato que: declarar na ficha de inscrição
qualquer informação não condizente com a sua realidade, durante a realização das provas for flagrado se
comunicando verbalmente ou de outra forma com outra pessoa e/ou contrariando as normas do presente edital.

12.8 – Será excluído do processo de nomeação, por ato da Prefeitura Municipal de Patos, o candidato que
após o exame médico não apresentar condições de saúde adequadas para exercer as suas funções.

12.9 - O candidato que não preencher os requisitos legais exigidos para a posse, será preterido em favor de
outro, cuja classificação lhe seja imediatamente inferior.

12.10 - Os candidatos aprovados serão nomeados em caráter efetivo, submetendo-se a avaliação


especial de desempenho em estágio probatório de 03 (três) anos, o qual será regido pelo Regime Estatutário.

CLÁUSULA XIII – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS:

11
13.1. – Em nenhuma hipótese haverá devolução da taxa de inscrição, salvo a não realização do concurso por
razões da Administração ou da entidade organizadora, cabendo assim a devolução dos valores pagos a título de
taxa de inscrição pelos candidatos.

13.2 - Não serão aplicadas provas, em hipótese alguma, em local, em data ou em horários diferentes dos
divulgados nos cartões de inscrição do candidato e nos Editais próprios.

13.3 - Não serão dadas, informações por telefone sobre datas, locais e horários de realização das provas. O
candidato deverá observar rigorosamente os editais publicados nos quadros de avisos da Prefeitura Municipal de
PATOS, e no site: www.idasb.org.br.

13.4 - Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas
Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros Militares;
carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos, etc.); passaporte;
certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão
público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação
(somente o modelo novo, com foto).
13.5 - Certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo antigo sem foto), carteiras de
estudante, CPF, carteiras funcionais sem valor de identidade nem documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou
danificados; NÃO serão aceitos como documentos de identificação.

13.6 - Havendo impossibilidade de apresentar, no dia de realização das provas, documento de identidade
original, por motivo de perda, furto ou roubo, o candidato deverá apresentar documento que ateste o registro de
ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, trinta dias.

13.7 - Não será aceita cópia de documento de identidade, ainda que autenticada, nem protocolo de
documento. Portanto, o candidato que não cumprir as exigências do item 13.4, não poderá realizar a prova
e será automaticamente eliminado do concurso.

13.8 - Terá sua prova anulada e será automaticamente eliminado do concurso público o candidato que,
durante a sua realização:

a) Usar ou tentar usar meios fraudulentos e/ou ilegais;


b) For surpreendido dando e/ou recebendo auxílio para a execução das provas;
c) Tentar ou entrar portando qualquer tipo de arma, ainda que considerada “branca”.
d) Utilizar-se de régua de cálculo, máquinas calculadoras ou similar, livros, dicionários, notas e/ou
impressos que não forem expressamente permitidos, apostilas, telefone celular, ipods, pagers,
gravador, receptor, radiocomunicador, notebooks ou qualquer outro material nos locais de realização
das provas.
e) Se comunicar com outro candidato;
f) Faltar com a devida cortesia para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, as
autoridades presentes e/ou outros candidatos;
g) Recusar-se a entregar o material das provas ao término do tempo destinado para a sua
realização;
h) Afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal;
i) Ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas;
j) Descumprir as instruções contidas no caderno de provas, na folha de respostas e/ou na folha de
rascunho;
k) Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido;
l) Utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos, para obter aprovação própria ou de terceiros, em
qualquer estágio do concurso público;
m) Haja feito, em qualquer momento, declaração falsa ou inexata, quanto a aspecto relevante à sua
participação neste concurso ou em outro promovido por esta prefeitura ou realizado pela mesma
organizadora;
n) Se, após as provas, for constatado, por meio eletrônico, estatístico, visual ou grafológico, ter o
candidato utilizado processos ilícitos;

12
13.9 - Caso o candidato leve alguma arma e/ou algum aparelho eletrônico, estes deverão ser recolhidos e
ficarão sob a guarda da Coordenação do Concurso. O descumprimento da presente instrução implicará a
eliminação do candidato, caracterizando-se tentativa de fraude.

13.10 - Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em razão
do afastamento de candidato da sala de provas.

13.11 - O Candidato que porventura sentir-se mal durante a realização das provas, poderá interrompê-las até
que se restabeleça, no próprio local de realização das provas. Caso o candidato tenha que ser removido para
outro local ou não se restabeleça em tempo hábil para terminar sua prova dentro do horário estabelecido, estará
eliminado do concurso.

13.12 - É estritamente proibida a entrada de pessoas estranhas ao Concurso nos locais de aplicação das
provas.

13.13 - Não será permitida a permanência do candidato na sala de prova portando: bonés, óculos
escuros, aparelho celular ou qualquer material não necessário à fiel execução das provas.

13.14. – Não há limite de idade para participar do presente concurso.

13.15. – As candidatas que tiverem a necessidade de amamentar no dia da prova, deverá levar um
acompanhante que ficará com a guarda da criança em local reservado e diferente do local de prova da candidata.
A amamentação se dará nos momentos que se fizerem necessários, não tendo a candidata neste momento a
companhia do acompanhante, além de não ser dado nenhum tipo de compensação em relação ao tempo perdido
com a amamentação. A não presença de um acompanhante impossibilitará a candidata de realizar a prova.

13.16. – Os candidatos aprovados serão regidos pelo Regime Jurídico Único Estatutário (Lei nº Lei nº
1.244/79), e em conformidade com o Plano de Cargos e Salários do Município (Lei nº 3.562/2007), com o e do
Plano de Cargo e Carreira do Magistério (Lei nº(Lei nº2.493/97), com a lei n 3.816/09 (cria os cargos, atribuições e
remunerações) e no que couber pelo Estatuto dos Funcionários Públicos do Estado da Paraíba (Lei nº 58/2003).

13.17. – Para qualquer informação dirigir-se ao IDASB no site www.idasb.org.br ou na sede da empresa
organizadora à Rua Vidal de Negreiros, 204, Brasília – Patos/Paraíba CEP 58700-330

13.18. – O valor da taxa de inscrição será de R$ 35,00 (trinta e cinco reais) para os candidatos aos
cargos cuja exigência de escolaridade seja de nível fundamental incompleto; R$ 50,00 (cinqüenta reais)
para os candidatos aos cargos cuja escolaridade exigida seja de nível médio; R$ 60,00 (sessenta reais)
para os candidatos cuja exigência seja de nível técnico; R$ 85,00 (oitenta e cinco reais) para os cargos de
exigência de nível superior. O anexo I do presente edital define a escolaridade exigida para cada cargo
oferecido.

13.19. – Para dirimir os casos omissos no presente edital a empresa organizadora terá amplos poderes.

Patos – PB, em 04 de fevereiro de 2010.

___________________________________________
_____________________________________________
NABOR WANDERLEY DA NÓBREGA FILHO JOSÉ CORSINO PEIXOTO NETO
Prefeito Constitucional do Município de Patos Secretário de
Administração

13
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS
o
EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001 / 2010

ANEXO I

NO DE VAGAS POR FUNÇÃO

CARGO NÍVEL ESCOLARIDADE VAGAS


CARGA
HORÁRIA
CÓDIGO DENOMINAÇÃO REMUNERAÇÃO EXIGIGIDA QTD DEFICIENTES
POR SEMANA
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO Nº[1]
PT 001-01 Professor de Ensino Religioso (Zona 1 Salário de R$: 558,00 + 20 horas 8 1
Urbana) gratificação docência de R$: Superior
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 789,00
PT 001-02 Professor de Pré Escola 1 Salário de R$: 558,00 + Superior 20 horas 30 2
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 789,00
PT 001-03 Professor Fundamental I 1 Salário de R$: 646,00 + Superior 20 horas 40 2
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 877,00
PT 001-04 Professor Fundamental II (Inglês) 1 Salário de R$: 646,00 + Superior 20 horas 4 1
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 877,00
PT 001-05 Professor Fundamental II (Ciências) 1 Salário de R$: 646,00 + Superior 20 horas 6 1
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 877,00
PT 001-06 Professor Fundamental II (História) 1 Salário de R$: 646,00 + Superior 20 horas 6 1
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
14
totalizando até R$: 877,00
PT 001-07 Professor Fundamental II (Matemática) 1 Salário de R$: 646,00 + Superior 20 horas 9 1
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 877,00
PT 001-08 Professor Fundamental II (Português) 1 Salário de R$: 646,00 + Superior 20 horas 6 1
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 877,00
PT 001-09 Professor Fundamental II (Geografia) 1 Salário de R$: 646,00 + Superior 20 horas 6 1
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 877,00
PT 001-10 Professor Fundamental II (Artes) 1 Salário de R$: 646,00 + Superior 20 horas 2 1
gratificação docência de R$:
155,00 a R$: 231,00
totalizando até R$: 877,00
PT 002-01 Orientador Educacional 1 R$ 650,00 Superior 40 horas 5 1
PT 005-15 Técnico Administrativo 1 R$ 510,00 Médio 40 horas 10 1
PT 004-01 Assistente Social 1 R$ 760,00 Superior 40 horas 2 1
PT 005-01 Técnico em Informática 1 R$ 510,00 + Produtividade Médio 40 horas 2 1
PT 006-01 Psicólogo Educacional 1 R$ 760,00 Superior 40 horas 3 1
PT 007-01 Nutricionista 1 R$ 760,00 Superior 40 horas 2 1
Sub Total 141 18
SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO[2]
PT 008-01 Topógrafo 2 R$ 510,00 + Produtividade Técnico 40 horas 1 1
PT 009-01 Fiscal de Urbanismo e Obras 2 R$ 510,00 + Produtividade Técnico em Edificações 40 horas 6 1
PT 010-01 Engenheiro Civil 2 R$ 1.000,00 + Produtividade Superior 40 horas 2 0
PT 010-02 Engenheiro Cartógrafo 2 R$ 1.000,00 Superior 40 horas 1 0
PT 005-02 Técnico em Geo Processamento 2 R$ 510,00 + Produtividade Técnico 40 horas 1 0
PT 011-01 Operador de Máquina 2 R$ 510,00 + Produtividade Fundamental 40 horas 7 1

15
PT 010-03 Engenheiro Florestal 2 R$ 760,00 Superior 40 horas 2 1
PT 010-04 Engenheiro Químico 2 R$ 760,00 Superior 40 horas 1 0
PT 010-05 Engenheiro Agrônomo 2 R$ 760,00 Superior 40 horas 1 0
PT 009-02 Fiscal Ambiental 2 R$ 510,00 + Produtividade Médio 40 horas 2 1
PT 012-01 Médico Veterinário 2 R$ 760,00 Superior 40 horas 5 1
PT 005-03 Técnico Agrícola 2 R$ 510,00 Técnico 40 horas 1 0
PT 007-02 Nutricionista 2 R$ 760,00 Superior 40 horas 2 1
PT 013-01 Coveiro 2 R$ 510,00 Fundamental 40 horas 8 1
PT 013-02 Jardineiro 2 R$ 510,00 Fundamental 40 horas 10 1
PT 005-04 Técnico em Informática 2 R$ 510,00 + Produtividade Médio 40 horas 3 1
PT 005-06 Técnico Administrativo 2 R$ 510,00 Médio 40 horas 10 1
PT 007-07 Técnico de Arquivo 2 R$ 510,00 Médio 40 horas 2 1
PT 012-02 Médico Perito da Junta Médica 2 R$ 760,00 Superior 40 horas 3 1
PT 005-08 Técnico em Contabilidade 2 R$ 510,00 Técnico 40 horas 2 1
PT 009-03 Fiscal de Tributos 2 Salário de R$: 510,00 + Superior 40 horas 4 1
gratificação de até R$: (Direito, Gestão em
1.843,22 totalizando até R$: Administração,Administração,
2.353,22 Ciências Contábeis ou
Economia, poderá ser
comprovado plenamente até
o ato da nomeação.)
Sub Total 74 15
SECRETARIA DE SAÚDE[3]
PT 014-01 R$ 1.000,00 + R$700,00 Superior 40 horas 2
Produtividade (Poderá ser comprovado
plenamente até o ato da
Enfermeiro Classe I (ESF) 3 nomeação.) 41
PT 005-09 R$ 510,00 + R$100,00 Técnico 40 horas 2
Produtividade
Técnico de Enfermagem Classe I (ESF) 3 41

16
PT 014-02 R$ 1.000,00 + R$700,00 Superior 40 horas 2
Produtividade
Dentista Classe I (ESF) 3 41
PT 013-03 R$ 510,00 + R$100,00 Médio 40 horas 2
Produtividade
Auxiliar de Saúde Bucal (ESF) 3 41
PT 013-04 Recepcionista (ESF) 3 R$ 510,00 Médio 40 horas 41 2
PT 013-05 R$ 510,00 Médio com CNH categoria 40 horas ou 36 2
“D”ou “E” horas plantão
Motorista Classe II 3 30
PT 013-06 Assistente de Saúde Bucal Classe II 3 R$ 510,00 Médio 36 horas 6 1
PT 005-10 R$ 510,00 Médio 40 horas ou 36 1
horas plantão
Técnico Administrativo 3 30
PT 009-03 Salário de R$: 651,00 + Médio 40 horas 1
gratificação de R$: 204,00
Agente de Combate a Endemias 3 totalizando até R$: 855,00 8
PT 005-11 Inspetor Sanitário 3 Ver Subdivisão Inspetor Sanitário 7 1
PT 005-12 Técnico em Radiologia Dentária 3 R$ 510,00 Técnico 20 horas 2 1
PT 005-13 Técnico de Prótese Dentária 3 R$ 750,00 Técnico 20 horas 1 0
PT 005-14 Auxiliar de Prótese Dentária 3 R$ 510,00 Médio 20 horas 2 1
PT 014-03 Psicólogo 3 R$ 850,00 Superior 20 horas 4 1
PT 004-02 Assistente Social 3 R$ 850,00 Superior 20 horas 2 1
PT 005-16 Fonoaudiólogo 3 R$ 850,00 Superior 20 horas 2 1
PT 014-04 Fisioterapeuta 3 R$ 850,00 Superior 20 horas 6 1
PT 007-03 Nutricionista (Frei Damião) 3 R$ 850,00 Superior 20 horas 1 1
PT 014-05 Farmacêutico Bioquímico (Frei Damião) 3 R$ 850,00 Superior 20 horas 1 1
PT 014-06 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior Plantão 36 1
Produtividade horas
Farmacêutico Bioquímico (Laboratório) 3 15
PT 005-17 Técnico em Laboratório de Análise R$ 510,00 Técnico Plantão 36 1
Clínica 3 horas 15

17
PT 015-01 R$ 1.500,00 + 1.000,00 Superior 20 horas 1
Produtividade
Médico Classe IV (Auditor/Regulador) 3 4
PT 014-07 R$ 1.000,00 Superior Plantão 36 1
Enfermeiro Classe II (Plantonista) 3 horas 18
PT 014-08 R$ 1.000,00 Superior 20 horas 1

Enfermeiro Classe III (Administrativo) 3 10


PT 014-09 Dentista Classe II (Especialista) 3 Ver Subdivisão Dentista Classe II 8 1
PT 014-10 Dentista Classe III (Pacientes especiais) 3 R$ 1.000,00 Superior 20 horas 2 1
PT 014-11 Dentista Classe IV (Plantonista) 3 R$ 1.000,00 Superior 36 horas 6 1
PT 005-18 Técnico de Enfermagem Classe II R$ 510,00 Técnico Plantão 36 2
(Plantonista) 3 horas 32
PT 015-02 R$ 1.500,00 + 1.000,00 Superior Plantão 36 2
Produtividade horas
Médico Classe II (Plantonista) 3 22
PT 015-03 Médico Classe III (Especialista) 3 Ver Subdivisão Médico Classe III 78 4
Sub Total 40
517
Subdivisão do Médico Classe III
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0310 Produtividade
Angiologista 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0320 Produtividade
Cardiologista 3 6
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0330 Produtividade
Dermatologista 3 4
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0340 Produtividade
Medicina do Trabalho 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0350 Produtividade
Endocrinologista 3 2

18
PT 015- R$ 1.500,00 + 50% Superior 20 horas 1
0360 Procedimento Realizado
Endoscopista 3 Tabela SUS 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0370 Produtividade
Gastroenterologista 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0380 Produtividade
Ginecologista 3 4
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0390 Produtividade
Mastologista 3 3
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0300 Produtividade
Neurologista 3 4
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0311 Produtividade
Oftalmologista 3 5
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0312 Produtividade
Obstetra 3 4
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0313 Produtividade
Otorrinolaringologista 3 4
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0314 Produtividade
Pediatra 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0315 Produtividade
Pneumologista 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0316 Produtividade
Proctologista 3 1
PT 015- R$ 1.500,00 + 6.000,00 Superior 20 horas 1
0317 Produtividade
Psiquiatra 3 3
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0318 Produtividade
Radiologista 3 2

19
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0319 Produtividade
Reumatologista 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 50% Superior 20 horas 1
0320 Procedimento Realizado
Ultrassonografista 3 Tabela SUS 6
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.700,00 Superior 20 horas 1
0321 Produtividade
Urologista 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.000,00 Superior 20 horas 1
0322 Produtividade
Ortopedista 3 4
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.000,00 Superior 20 horas 1
0323 Produtividade
Fisiatra 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.000,00 Superior 20 horas 1
0324 Produtividade
Anatopatologista 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.000,00 Superior 20 horas 1
0325 Produtividade
Hematologista 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.000,00 Superior 20 horas 1
0326 Produtividade
Infectologista 3 2
PT 015- R$ 1.500,00 + 1.000,00 Superior 20 horas 1
0327 Produtividade
Patologista Clínico 3 2
Sub Total Saúde 27
78
Subdivisão do Dentista Classe II
PT 014-091 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 20 horas 1
Produtividade
Periodondista 3 2
PT 014-092 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 20 horas 1
Produtividade
Endodontista 3 2
PT 014-093 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 20 horas 1
Produtividade
Cirurgião Buco Maxilo Facial 3 2

20
PT 014-094 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 20 horas 1
Produtividade
Protesista 3 1
PT 014-095 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 20 horas 1
Produtividade
Dentista Radiologista 3 1
Sub Total Saúde 8 5

Subdivisão do Inspetor Sanitário


PT 005-111 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 40 horas 1
Produtividade
Médico Veterinário 3 4
PT 005-112 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 40 horas 0
Produtividade
Nutricionista 3 1
PT 005-113 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 40 horas 0
Produtividade
Farmacêutico Bioquímico 3 1
PT 005-114 R$ 1.000,00 + R$400,00 Superior 40 horas 0
Produtividade
Farmacêutico 3 1
Sub Total Saúde
7 1
Quadro Geral de Vagas
1 Secretaria de Educação 141 18
2 Secretaria de Administração 74 14
3 Secretaria de Saúde 517 77
110
TOTAL GERAL DE VAGAS 732

[1] A abreviatura de número (Nº) identifica a secretaria a qual as vagas estão adstritas: 1 – Educação; 2 – Administração; 3 – Saúde.
[2] Os cargos adstritos à Secretaria de Administração serão distribuídos entre as demais pastas da Prefeitura.
[3] As vagas relativas à Secretaria de Saúde serão divididas por local de trabalho.

21
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS
Endereço: Rua Pedro Firmino, 90, Centro – CEP 50700-000
CNPJ: 09.084.815/0001-70

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO No 001 / 2010

ANEXO II

TABELA DE TÍTULOS

MAXIMA
ESPECIFICAÇÃO PONTUAÇÃO
PONTUAÇÃO COMPROVANTES EXIGIDOS
DE CURSO OU TÍTULO UNITÁRIA
PERMITIDA
a) Título de Doutor em área Diploma devidamente registrado, ou
10,0 por título 10,0
específica a que concorre declaração/certificado de conclusão de
curso devidamente reconhecido,
b) Título de Mestre em área
5,0 por título 5,0 acompanhado do respectivo Histórico
específica a que concorre.
Escolar.
c) Título em curso de Declaração ou certificado de conclusão
especialização na área de curso devidamente reconhecido,
3,0 por título 6,0
específica a que concorre, acompanhado do respectivo Histórico
com no mínimo, 360 horas. Escolar.
d) Título em curso de Certificado ou declaração assinada pelo
especialização na área órgão ou empresa responsável pelo
específica a que concorre, 2,0 por curso 4,0 curso, devidamente reconhecido
com no mínimo, 160 horas

e) Título em curso de Certificado ou declaração assinada pelo


extensão, formação ou órgão ou empresa responsável pelo
aperfeiçoamento na área 1,0 por curso 2,0 curso, devidamente reconhecido
específica a que concorre,
com mais de 80 horas.

f) Aprovação em outro Certificado ou declaração assinada pelo


concurso público na mesma órgão, devidamente reconhecido
área de atuação que 1,0 por concurso 1,0
pretende atuar na Prefeitura
Municipal de Patos.

22
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS
Endereço: Rua Pedro Firmino, 90, Centro – CEP 50700-000
CNPJ: 09.084.815/0001-70

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO No 001/ 2010

ANEXO III

REQUISITOS DE CADA CARGO

CARGOS REQUISITOS PARA OS CARGOS


Professor de Ensino PT 001-01
Religioso (Zona Urbana REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC), de curso superior de licenciatura plena em
Teologia; ou curso de nível superior de graduação em Pedagogia ou de licenciatura
plena com pós-graduação específica na área de Teologia.
Professor de Pré Escola PT 001-02
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação, de curso superior de licenciatura plena com habilitação em
magistério ou curso normal superior, admitida como formação mínima, para exercício da
docência, a obtida em nível médio, na modalidade Normal; ou curso superior de
graduação em Pedagogia ou outra licenciatura com pós graduação específica. Para o
exercício de funções de suporte pedagógico direto à docência; diploma, devidamente
registrado, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação de
licenciatura plena com habilitação em Magistério ou Curso Normal Superior, admitida
como formação mínima, para o exercício da docência, a obtida em nível médio, na
modalidade Normal acrescida de curso de pós-graduação ou de qualificação profissional
na área de atuação, no caso de exercício de docência na educação especial.
Professor Fundamental I PT 001-03
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação, de curso superior de licenciatura plena com habilitação em
magistério ou curso normal superior, admitida como formação mínima, para exercício da
docência, a obtida em nível médio, na modalidade Normal; ou curso superior de
graduação em Pedagogia ou outra licenciatura com pós-graduação específica; diploma,
devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da
Educação de licenciatura plena com habilitação em Magistério ou Curso Normal
Superior, admitida como formação mínima, para o exercício da docência, a obtida em
nível médio, na modalidade Normal acrescida de curso de pós-graduação ou de
qualificação profissional na área de atuação, no caso de exercício de docência na
educação especial.
Professor Fundamental II PT 001-04
(Inglês) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC), de curso superior de licenciatura plena em Letras
com habilitação em Língua Inglesa; ou curso de nível superior de graduação em
Pedagogia ou de licenciatura plena com pós-graduação específica na área de Letras –
Língua Inglesa.
Professor Fundamental II PT 001-05
(Ciências) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC), de curso superior de licenciatura plena em Ciências
Físicas e Biológicas ou em Ciências Naturais; ou curso de nível superior de graduação
em Pedagogia ou de licenciatura plena com pós-graduação específica na área de
Ciências Físicas e Biológicas ou em Ciências Naturais.
Professor Fundamental II PT 001-06
(História) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC), de curso superior de licenciatura plena em História;
ou curso de nível superior de graduação em Pedagogia ou de licenciatura plena com

23
pós-graduação específica na área de História.

Professor Fundamental II PT 001-07


(Matemática) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC), de curso superior de licenciatura plena em
Matemática; ou curso de nível superior de graduação em Pedagogia ou de licenciatura
plena com pós-graduação específica na área de Matemática.
Professor Fundamental II PT 001-08
(Português) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC), de curso superior de licenciatura plena em Letras
com habilitação em Língua Portuguesa; ou curso de nível superior de graduação em
Pedagogia ou de licenciatura plena com pós-graduação específica na área de Letras –
Língua Portuguesa.
Professor Fundamental II PT 001-09
(Geografia) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC), de curso superior de licenciatura plena em
Geografia; ou curso de nível superior de graduação em Pedagogia ou de licenciatura
plena com pós-graduação específica na área de Geografia.
Professor Fundamental II PT 001-10
(Artes) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC), de curso superior de licenciatura plena em Artes; ou
curso de nível superior de 27 graduação em Pedagogia ou de licenciatura plena com
pós-graduação específica na área de Artes.
Orientador Educacional PT 002-01
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior
em Pedagogia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério
da Educação (MEC).
Técnico Administrativo PT 005-15
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico em
administração ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
Assistente Social PT 004-01
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Serviço Social, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
e registro no conselho de classe.
Técnico em Informática PT005-01
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico em
informática ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição
de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de curso técnico
em informática.
Psicólogo Educacional PT006-01
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Psicologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e
registro no conselho de classe.. Experiência na área educacional devidamente
comprovada.
Nutricionista PT007-01
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Nutrição, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e
registro no conselho de classe.
Topógrafo PT008-01
REQUISITOS: diploma de Técnico em Topografia ou equivalente, devidamente
registrado, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC).

Fiscal de Urbanismo e PT009-01


Obras REQUISITOS: diploma de Técnico em Edificações, devidamente registrado, expedido
por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

24
Engenheiro Civil PT010-01
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Engenharia Civil, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC), e registro no conselho de classe.
Engenheiro Cartógrafo PT010-02
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Engenharia Cartográfica, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da
Educação (MEC), e registro no conselho de classe.
Técnico em Geo PT005-02
Processamento REQUISITOS: diploma de Técnico em Geo processamento ou equivalente, devidamente
registrado, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC).
Operador de Máquina PT011-01
REQUISITOS: Fundamental incompleto, experiência em operação de moto niveladora;
pá carregadeira; retro escavadeira; trator de esteira; trator de pneu. – conhecimentos
teóricos de código de trânsito brasileiro: regras gerais de circulação:; legislação de
trânsito: sinalização de trânsito: conhecimentos gerais da máquina:
Engenheiro Florestal PT010-03
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Engenharia Florestal, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC), e registro no conselho de classe.
Engenheiro Químico PT010-04
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Engenharia Química, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC), e registro no conselho de classe.
Engenheiro Agrônomo PT010-05
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Engenharia Agronômica, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da
Educação (MEC), e registro no conselho de classe.
Fiscal Ambiental PT009-02
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino
médio (antigo segundo grau), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo
Ministério da Educação (MEC), com experiência como Fiscal Ambiental.
Médico Veterinário PT012-01
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina Veterinária, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC), acrescido de especialização em Vigilância Sanitária reconhecida pelos órgãos
de controle, registro no conselho de classe e experiência de 1 ano na função.
Técnico Agrícola PT005-03
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico em
agropecuária ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de
curso técnico em agropecuária, registro no conselho de classe e experiência de 1 ano
na função.
Nutricionista PT007-02
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Nutrição, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e
registro no conselho de classe.
Coveiro PT013-01
Fundamental incompleto
Jardineiro PT013-02
Fundamental incompleto
Técnico em Informática PT005-04
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico em
informática ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição
de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de curso técnico
em informática.

25
Técnico Administrativo PT005-06
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, do curso de ensino médio (antigo
segundo grau), expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC), Experiência na área administrativa.
Técnico de Arquivo PT007-07
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, do curso de ensino médio (antigo
segundo grau), expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC), acrescido de experiência na área de arquivos
Médico Perito da Junta PT012-02
Médica REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe e experiência de 1 ano na
função.
Técnico em Contabilidade PT005-08
REQUISITOS: diploma de Técnico em Contabilidade, devidamente registrado, fornecido
por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e
registro no órgão de classe.
Fiscal de Tributos PT009-03
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação
de nível superior em Administração, Ciências Contábeis, Direito, Economia ou Gestão
em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo
Ministério da Educação (MEC). Poderá ser comprovado plenamente até o Ato de
Nomeação
PT014-01
Enfermeiro Classe I (ESF) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Enfermagem, fornecido por instituição reconhecida pelo ministério da Educação (MEC),
registro no conselho de classe.
PT005-09
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico de
Técnico de Enfermagem Enfermagem ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por
Classe I (ESF) instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de
curso técnico de Enfermagem, registro no conselho de classe.
Dentista Classe I (ESF) PT014-02
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Odontologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
PT013-03
Auxiliar de Saúde Bucal REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico de
(ESF) Auxiliar de Consultório Dentário ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau),
expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de curso técnico de Auxiliar de Consultório Dentário, registro no conselho de
classe.
PT013-04
Recepcionista (ESF) REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, do curso de ensino médio (antigo
segundo grau), expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC).
Motorista Classe II PT013-05
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino
médio (antigo segundo grau) ou de curso técnico equivalente, expedido por instituição
de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), Carteira Nacional de
Habilitação (CNH) categoria D ou E
PT013-06
Assistente de Saúde Bucal REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico de
Classe II Auxiliar de Consultório Dentário ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau),
expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de curso técnico de Auxiliar de Consultório Dentário, registro no conselho de
classe.
26
Técnico Administrativo PT005-10
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico em
administração ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Agente de Combate a PT009-03


Endemias REQUISITOS: Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino
Médio-Técnico (antigo segundo grau), expedido por instituição de ensino reconhecida
pelo Ministério da Educação (MEC).

PT005-11 (Inspetor Sanitário)


PT005-111 – Médico Veterinário
Inspetor Sanitário PT005-112 – Nutricionista
Subdivisões PT005-113 – Farmacêutico Bioquímico
PT005-114 – Farmacêutico
Técnico em Radiologia PT005-12
Dentária REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico em
radiologia ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição
de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de curso técnico
em radiologia, registro no conselho de classe.
Técnico de Prótese PT005-13
Dentária REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico em
prótese dentária ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de
curso técnico em prótese dentária, registro no conselho de classe.
PT005-14
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico de
Auxiliar de Prótese Dentária Auxiliar de Consultório Dentário ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau),
expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de curso técnico de Auxiliar de Consultório Dentário, registro no conselho de
classe.
Psicólogo PT014-03
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Psicologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e
registro no conselho de classe.
PT004-02
Assistente Social REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Serviço Social,fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
e registro no conselho de classe.
PT005-16
Fonoaudiólogo REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Fonoaudiologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC), e registro no conselho de classe.
Fisioterapeuta PT014-04
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Fisioterapia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
registro no conselho de classe.
PT007-03
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Nutricionista (Frei Damião) Nutrição, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e
registro no conselho de classe.
PT014-05
Farmacêutico Bioquímico REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
(Frei Damião) Farmacologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
registro no conselho de classe.
PT014-06
Farmacêutico Bioquímico REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
(Laboratório) Farmacologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
registro no conselho de classe.
27
PT005-17
Técnico em Laboratório de REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico de
Análise Clínica laboratório ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição
de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de curso técnico
de laboratório, registro no conselho de classe.
Médico Classe IV PT015-01
(Auditor/Regulador) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.

Enfermeiro Classe II PT014-07


(Plantonista) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Enfermagem, fornecido por instituição reconhecida pelo ministério da Educação (MEC),
registro no conselho de classe.
Enfermeiro Classe III PT014-08
(Administrativo) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Enfermagem, fornecido por instituição reconhecida pelo ministério da Educação (MEC),
registro no conselho de classe.
Dentista Classe II PT014-09
(Especialista) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Odontologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.

Dentista Classe III PT014-10


(Pacientes especiais) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Odontologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.

PT 014-11
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Odontologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
Dentista Classe IV acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
(Plantonista) especialização na área, registro no conselho de classe.
PT005-18
Técnico de Enfermagem REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico de
Classe II (Plantonista) Enfermagem ou de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), acrescido de
curso técnico de Enfermagem, registro no conselho de classe.
Médico Classe II PT015-02
(Plantonista) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.

Médico Classe III PT015-03


(Especialista) REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.

Angiologista PT015-0310
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Cardiologista PT015-0320
28
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.

Dermatologista PT015-0330
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.

Medicina do Trabalho PT015-0340


REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Endocrinologista PT015-0350
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Endoscopista PT015-0360
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Gastroenterologista PT015-0370
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Ginecologista PT015-0380
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Mastologista PT015-0390
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Neurologista PT015-0300
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Oftalmologista PT015-0311
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
PT015-0312
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
Obstetra acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Otorrinolaringologista PT015-0313
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
29
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Pediatra PT015-0314
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Pneumologista PT015-0315
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Proctologista PT015-0316
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Psiquiatra PT015-0317
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Médico Radiologista PT015-0318
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Reumatologista PT015-0319 REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de
graduação em Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da
Educação (MEC), acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração
de curso de especialização na área, registro no conselho de classe.
PT015-0320
Ultrassonografista REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe e experiência de 1 ano na
função.
Urologista PT015-0321
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Ortopedista PT015-0322
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Fisiatra PT015-0323
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Anatopatologista PT015-0324
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.

30
Hematologista PT015-0325
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Infectologista PT015-0326
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
PT015-0327
Patologísta Clínico REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Periodondista PT014-091
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Odontologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de especialização em Periodontia reconhecida pelos órgãos de controle,
registro no conselho de classe.
Endodontista PT014-092
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Odontologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de especialização em Endodontia reconhecida pelos órgãos de controle,
registro no conselho de classe.
Cirurgião Buco Maxilo PT014-093
Facial REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Odontologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de especialização em Endodontia reconhecida pelos órgãos de controle,
registro no conselho de classe.
Dentista Protesista PT014-094
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Dentista Radiologista PT014-095
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Odontologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
acrescido de comprovação de residência, ou certificado ou declaração de curso de
especialização na área, registro no conselho de classe.
Médico Veterinário PT005-111
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Medicina Veterinária, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação
(MEC), acrescido de especialização em Gestão da Qualidade de Alimentos reconhecida
pelos órgãos de controle, registro no conselho de classe.
PT005-112
Nutricionista REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Nutrição, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e
registro no conselho de classe.
PT005-113
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Farmacêutico Bioquímico Farmacologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
registro no conselho de classe.
Farmacêutico PT005-114
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de curso superior de graduação em
Farmacologia, fornecido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC),
registro no conselho de classe.

31
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS
Endereço: Rua Pedro Firmino, 90, Centro – CEP 50700-000
CNPJ: 09.084.815/0001-70

o
EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001 / 2010

ANEXO IV

ATRIBUIÇÕES DE CADA CARGO

CARGOS ATRIBUIÇÕES DO CARGO


Professor de Ensino PT 001-01
Religioso (Zona Urbana Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Professor de Pré Escola PT 001-02
Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Professor Fundamental I PT 001-03
Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Professor Fundamental II PT 001-04
(Inglês) Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Professor Fundamental II PT 001-05
(Ciências) Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Professor Fundamental II PT 001-06
(História) Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas

32
Professor Fundamental II PT 001-07
(Matemática) Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Professor Fundamental II PT 001-08
(Português) Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Professor Fundamental II PT 001-09
(Geografia) Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Professor Fundamental II PT 001-10
(Artes) Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries
em escolas da rede publica municipal; acompanhar a produção da área educacional
cultural; planejar o curso, a disciplina e o projeto pedagógico; avaliam o processo de
ensino- aprendizagem; preparam as aulas e participam de atividades institucionais, para
o desenvolvimento das atividades, é mobilizado um conjunto de capacidades
comunicativas
Orientador Educacional PT 002-01
I - Prestar assistência ao aluno durante o processo de aprendizado na escola municipal
que freqüenta, visando ao seu encaminhamento vocacional e ajudando a formação de
uma cidadania crítica;
II - Verificar as aptidões, habilidades e qualidades dos alunos do município, bem como
identificar suas deficiências e tentar resolvê-las;
III - Intermediar, durante o ano escolar, a relação entre a escola e a família dos alunos,
fazendo visitas domiciliares nas residências quando se fizer necessário para melhorar a
qualidade do ensino;
IV - Desenvolver processo de aconselhamento junto aos alunos, abrangendo conduta,
estudos e orientação para o trabalho, em cooperação com professores, família e
comunidade;
V - Acompanhar o processo de avaliação e recuperação do aluno, encaminhando os
alunos a especialistas quando se fizer necessário;
VI - Montar e coordenar o desenvolvimento de esquema de contato permanente com a
família do aluno;
VII - Buscar a inclusão dos alunos portadores de necessidades especiais com os
demais alunos da escola da rede municipal de ensino;
VII -Assessorar o trabalho docente acompanhando o desempenho dos professores em
relação a peculiaridades do processo ensino-aprendizagem;
IX - Oferecer, aos pais de alunos, palestras sobre questões delicadas, como Distúrbio de
Déficit de Atenção (DDA), Hiperatividade, etc;
X - Atender em horários agendados, os pais que possuem inseguranças em relação ao
desenvolvimento de seus filhos, auxiliando-os a procurarem, às vezes, um profissional
fora da escola, como uma psicóloga ou psicopedagoga;
XI - Auxiliar na elaboração do projeto político-pedagógico a ser desenvolvido na escola;
XII - Assessorar os trabalhos dos Conselhos de Séries e de Classe;
XII - Realizar outras tarefas compatíveis com a função;
Técnico Administrativo PT 005-15
I – Redigir ou participar de redação de ofícios, cartas, despachos e demais expedientes
simples, segundo normas pré-estabelecidas;
33
II – Redigir portarias, ordens de serviço, editais e demais atos administrativos de
natureza simples, seguindo modelos específicos;
III – Estudar e informar processos simples, dentro da orientação geral;
IV – Conferir, anotar e informar expediente que exija algum discernimento e capacidade
crítica e analítica;
V – Registrar a tramitação de papéis e fiscalizar o cumprimento das normas referentes a
protocolo;
VI – Digitar documentos, redigidos e aprovados, conferir a digitação encaminhá-los para
assinatura, se for o caso;
VII – Digitar formulários, relatórios, balanços e balancetes, manuais de serviço e outros
documentos redigidos e aprovados, bem como conferir a digitação e encaminhar o
documento para assinatura, se for o caso;
VIII – Digitar quadros, tabelas e mapas estatísticos;
IX – Marcar entrevistas e reuniões;
X – Assistir a reunião, quando solicitado, e elaborar as respectivas atas;
XI – Transmitir e encaminhar ordens e avisos;
XII – Ler, selecionar, registrar e arquivar, quando for o caso, documentos e publicações
de interesse da unidade administrativa onde exerce as funções, bem como arquivar leis,
decretos e outros atos normativos de interesse do órgão;
XIII – Receber, classificar, fichar, guardar e conservar processos, livros e demais
documentos segundo normas e códigos pré-estabelecidos;
XIV – Verificar as necessidades de material da unidade administrativa em que serve e
preencher ou solicitar o preenchimento de requisições de material ou almoxarifado;
XV – Auxiliar no processo de levantamento de preços de materiais solicitados, bem
como guardar o material em perfeita ordem de armazenamento e conservação;
XVI – Receber o material dos fornecedores e conferir as especificações dos materiais
mais complexos, inclusive de qualidade e quantidade, com os documentos de entrega
quando designado para o encargo;
XVII – Fazer a escrituração dos controles de material, manter atualizados os controles
de estoque e emitir a relação de estoques para inventário de material;
XVIII – Levantar dados sobre o consumo de material, controlar veículos, quanto ao uso e
ao gasto, verificando seu estado de conservação, quando solicitado por superior
hierárquico;
XIX – Conferir a anotação de ocorrências funcionais nas fichas próprias, zelando por sua
atualização;
XX – Quando expressamente autorizado pelo chefe imediato o agente administrativo
ainda pode:
a) Elaborar, nos prazos regulamentares, a documentação necessária para os
recolhimentos relativos aos encargos sociais da Prefeitura;
b) Elaborar folhar de pagamento;
c) Elaborar escala de serviço da unidade, coordenando a execução das rotinas diárias;
d) Extrair empenho de despesas, fazer cálculos e operações de caráter financeiro;
e) Emitir notificações de lançamento de impostos e registrar pagamento;
f) Fazer levantamento de débito de contribuintes e preencher mapas de arrecadação de
impostos;
g) Escriturar créditos, sob supervisão e fazer cálculos;
h) Fiscalizar serviços empreitados;
i) Fazer cálculos não muito complexos sobre juros, impostos e conversão e auxiliar no
levantamento de dados para elaboração orçamentária;
j) Executar tarefas auxiliares do controle orçamentário;
k) Elaborar boletins cadastrais, conferir dados cadastrais levantados no campo, auxiliar
no calculo de áreas e executar outras tarefas auxiliares ao cadastro imobiliário, bem
como executar outras atividades correlatas ao cargo.
Parágrafo Único: Os ocupantes do cargo de auxiliar administrativo poderão vir a
exercer a função de recepcionista, telefonista, rádio operador, auxiliar de regulação
médica, auxiliar de contabilidade, secretário (a) de gabinete e administrador escolar
adjunto, bem como trabalhar em regime de plantão e/ou escala sem prejuízo de
descaracterização do cargo ou desvio da função.

34
Assistente Social PT 004-01
Acompanhar os alunos com dificuldades de apoio e/ou de relacionamento, assim como
as suas famílias e encaminhá-los aos especialistas externos, a fim de colaborar com seu
desenvolvimento acadêmico, psíquico, emocional e social;
b) Atender aos alunos, através de visitas em sala de aula, observações, mini encontros,
encontros de jovens, debates, palestras e outros;
c) Favorecer as relações interpessoais na comunidade escolar municipal;
d) Contribuir para a otimização do processo ensino-aprendizagem, subsidiando os
professores na compreensão dos processos de adaptação, socialização e inclusão;
e) Desenvolver trabalhos de Orientação Vocacional e Profissional com os alunos;
f) Desenvolver ações preventivas junto com o corpo docente no que se refere à uso de
drogas na escola;
g) Desenvolver ações esclarecedoras junto com o corpo docente para os alunos sobre
sexualidade, ética, agressividade;
h) Desenvolver ações esclarecedoras junto com o corpo docente para as famílias sobre
desenvolvimento humano, prevenção do uso de drogas, sexualidade, agressividade,
ética, etc;
i) Participar com toda equipe da escola da construção de seu projeto político
pedagógico;
j) Desempenhar outras atividades relacionadas ao desempenho da função;
§ 1o As vagas de professor criadas por esta lei, a mesmas obedecerão à lei específica
municipal que trata da categoria.
§ 2o No que tange as vagas de assistente social criadas para a secretaria de educação,
observa-se o disposto no art. 21 desta lei
Técnico em Informática PT005-01
I – Analisar, detectar, diagnosticar e resolver problemas da Prefeitura em geral referente
a questões de hardware e software, a partir de solicitações recebidas dos superiores,
buscando solução para os mesmos ou solicitando apoio superior;
II – Realizar a manutenção e configuração de equipamentos de rede (intranet e Internet);
III – Instalar, configurar e dar manutenção em sistemas operacionais, software
aplicativos e sistemas gestores de bancos de dados;
IV – Instalar, configurar e dar manutenção em redes de computadores do município;
V – Efetuar reparos técnicos nos computadores da Prefeitura Municipal de Patos;
VI – Realizar apresentações multimídia, quando solicitado pelo superior hierárquico;
VII – Auxiliar na organização de arquivos, envio e recebimento de documentos,
pertinentes a sua área de atuação para assegurar a pronta localização de dados;
VIII – Prestar suporte técnico aos usuários de microcomputadores da Prefeitura, no
tocante ao uso de software básico, aplicativos, serviços de informática e de redes em
geral;
IX – Contribuir em treinamentos de usuários, no uso de recursos de informática,
incluindo a preparação de ambiente, equipamento e material didático;
X – Realizar outras atribuições referentes ao cargo
Psicólogo Educacional PT006-01
a) Acompanhar os alunos com dificuldades de apoio e/ou de relacionamento, assim
como as suas famílias e encaminhá-los aos especialistas externos, a fim de colaborar
com seu desenvolvimento acadêmico, psíquico, emocional e social;
b) Atender aos alunos, através de visitas em sala de aula, observações, mini encontros,
encontros de jovens, debates, palestras e outros;
c) Favorecer as relações interpessoais na comunidade escolar municipal;
d) Contribuir para a otimização do processo ensino-aprendizagem, subsidiando os
professores na compreensão dos processos de adaptação, socialização e inclusão;
e) Desenvolver trabalhos de Orientação Vocacional e Profissional com os alunos;
f) Desenvolver ações preventivas junto com o corpo docente no que se refere à uso de
drogas na escola;
g) Desenvolver ações esclarecedoras junto com o corpo docente para os alunos sobre
sexualidade, ética, agressividade;
h) Desenvolver ações esclarecedoras junto com o corpo docente para as famílias sobre
desenvolvimento humano, prevenção do uso de drogas, sexualidade, agressividade,
ética, etc;

35
i) Participar com toda equipe da escola da construção de seu projeto político
pedagógico;
j) Desempenhar outras atividades relacionadas ao desempenho da função;
§ 1o As vagas de professor criadas por esta lei, a mesmas obedecerão à lei específica
municipal que trata da categoria.
§ 2o No que tange as vagas de assistente social criadas para a secretaria de educação,
observa-se o disposto no art. 21 desta lei.
Nutricionista PT007-01
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações
nutricionais, visando à prevenção, promoção e recuperação da saúde individual e
coletiva, em todas as fases do ciclo da vida: criança, adolescente, homem, mulher,
adulto, idoso;
b) Planejar e executar serviços ou programas de nutrição e de alimentação em
estabelecimentos da Secretaria Municipal de Saúde ou em outra secretaria que esteja
lotado;
c) Planejar serviços ou programas de nutrição nos campos de saúde pública e outros
similares;
d) Organizar cardápios e elaborar dietas;
e) Controlar a estocagem, preparação, conservação e distribuição dos alimentos a fim
de contribuir para a melhoria protéica, racionalidade e economicidade dos regimes
alimentares;
f) Planejar e ministrar cursos de educação alimentar;
g) Prestar orientação dietética pós consulta/tratamento;
h) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal
Topógrafo PT008-01
I - Efetuar o reconhecimento básico de área programada, analisando as características
do terreno, conforme determinação do superior hierárquico;
II - Executar os trabalhos topográficos relativos a balizamento, colocação de estacas,
pontos de georreferenciamento, referência de nível e outros;
III – Realizar levantamentos topográficos na área demarcada, utilizando-se de
equipamentos próprios cedidos pela Administração Municipal.
IV – Registrar os dados obtidos nos levantamentos topográficos, anotando e ou
transferindo dados de um equipamento para outro;
V – Elaborar cálculos topográficos, plantas, desenhos, esboços, relatórios técnicos,
cartas topográficas, aerofotogrametria e georreferenciamento, indicando e anotando
pontos e convenções para o desenvolvimento de plantas e projetos do município;
VI – Providenciar o aferimento dos instrumentos utilizados;
VII – Manter equipamentos e a unidade de trabalho organizada, zelando pela sua
conservação e comunicando ao superior eventuais problemas;
VIII – Participar de programa de treinamento, quando convocado;
IX – Executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e
programas de informática, podendo ser auxiliado por técnicos da área de informática do
município de Patos;
X – Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função,
designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal.
Fiscal de Urbanismo e PT009-01
Obras I – Verificar a existência de obras clandestinas, notificando e embargando as
possivelmente encontradas;
II – Fiscalizar ruas, expedindo notificações em locais onde haja entulhos, galhos de
árvores e outros resíduos a serem colhidos, bem como providenciar a retirada de
materiais que estejam impedindo o tráfego em ruas e calçadas;
III – Inspecionar, emitir parecer fundamentado em processos, conferir a metragem de
áreas construídas em relação ao projeto aprovado e realizar a fiscalização do
cumprimento da legislação vigente do uso e ocupação do solo urbano, da higiene,
saúde, segurança e ordem pública, a que se submete as pessoas físicas ou jurídicas,
em razão da localização, instalação e funcionamento de quaisquer atividades no

36
município;
IV – Fiscalizar as áreas do patrimônio municipal, evitando sua invasão;
V – Fiscalizar estabelecimentos industriais, comerciais, parques de diversões públicos e
outros, verificando a correta inscrição quanto ao tipo de atividades para recolhimento de
tributos municipais, visando o cumprimento das normas legais;
VI – Efetuar levantamento dos imóveis, verificando as áreas existentes, para sua
atualização cadastral;
VII – Vistoriar imóveis em construção, verificando se os projetos estão aprovados e com
o devido alvará de construção, para garantir sua segurança e a expedição do "habite-
se";
VIII – Efetuar comandos gerais, autuando ambulantes e comerciantes em feiras livres e
logradouros públicos, que exercem atividades sem a devida licença, para evitar fraudes
e irregularidades que prejudiquem o erário público;
IX – Fiscalizar o horário de funcionamento do comércio eventual, como plantões de
farmácias, para assegurar o cumprimento das normas legais;
X – Atender às reclamações do público quanto a problemas que prejudiquem o bem-
estar com referência a residências, estabelecimentos comerciais, industriais ou
prestadores de serviços, visando à segurança da comunidade;
XI – Autuar e notificar os contribuintes que cometeram infração e informa-os sobre a
legislação vigente, com o objetivo de regularizar a situação e garantir o cumprimento da
lei;
XII – Constatar a emissão do respectivo alvará de licença e a afixação do aviso
publicitando a emissão do mesmo nas obras existentes na circunscrição do município de
Patos;
XIII – Verificar da conformidade de obra com o projeto aprovado;
XIV – Aferir a existência do livro da obra, que obedeça ás determinações legais,
anotando nele os registros relativos ao estado de execução da obra, a qualidade da
execução, bem como as observações sobre o desenvolvimento dos trabalhos
considerados convenientes;
XV – Fiscalizar o cumprimento do embargo de obras legitimamente determinado;
XVI – Verificar o comprimento da execução das obras nos prazos estabelecidos no
alvará de licença de construção;
XVII – Acompanhar as operações de montagem do estaleiro, tapumes e outras
operações preliminares da obra, zelando pelo cumprimento das disposições legais e o
respeito por regras de higiene, limpeza e imagem urbana;
XVIII – Fiscalizar as marcações e referências de alinhamentos e todas as operações que
conduzem a correta implantação da edificação;
XIX – Fiscalizar as operações de pavimentos, bem como, acompanhar a obra em geral;
XX – Chamar a atenção dos responsáveis pelas obras, públicas e privadas, das
divergências existentes entre o projeto aprovado e as obras executadas, informando
disso ao secretário de infraestrutura ou superior competente;
XXI – Inscrever no livro das obras, todas as diligências efetuadas no âmbito da sua
competência;
XXII – Executar outras tarefas correlatas ao cargo, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal.
Parágrafo Único: As ações de fiscalização deverão ainda incidir sobre a colocação de
vitrines, tabuletas, candeeiros, anúncios, palas e toldos ou quaisquer elementos
acessórios dos parâmetros dos edifícios, bem como abranger todos os
preceitos legais do Código de Postura do Município e da Lei de Uso e Ocupação do
Solo.
Engenheiro Civil PT010-01
I – Planejar, organizar, executar e controlar projetos na área da construção civil, bem
como realizar investigações e levantamentos técnicos, definir metodologias de
execução, desenvolver estudos ambientais, revisar e aprovar projetos, especificar
equipamentos, materiais e serviços;
II – Orçar as obras da Prefeitura Municipal de Patos, compor custos unitários de mão de
obra, equipamentos, materiais e serviços, apropriar custos específicos e gerais dos atos;
III – Executar obra de construção civil, controlar cronograma físico e financeiro da obra,
fiscalizar obras, supervisionar segurança e aspectos ambientais da obra;

37
IV – Prestar consultoria técnica, periciar projetos e obras (laudos e avaliações), avaliar
dados técnicos e operacionais, programar inspeção preventiva e corretiva e avaliar
relatórios de inspeção;
V – Controlar a qualidade da obra, aceitar ou rejeitar materiais e serviços, identificar
métodos e locais para instalação de instrumentos de controle de qualidade;
VI – Elaborar normas e documentação técnica, procedimentos e especificações
técnicas, normas de avaliação de desempenho técnico e operacional, normas de ensaio
de campo e de laboratório;
VII – Participar de programa de treinamento, quando convocado pelo superior
hierárquico;
VIII – Participar, conforme a política interna da Prefeitura, de projetos, cursos, eventos,
comissões, convênios e programas de pesquisa;
IX – Elaborar relatórios e laudos técnicos em sua área de especialidade;
X – Executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e
programas de informática;
XI – Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função,
designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal.
PT010-02
Engenheiro Cartógrafo I – Planejar, organizar, especificar a metodologia, projetar, dirigir e fiscalizar a execução
de apoios topográficos e os levantamentos fotogramétricos;
II – Ajudar na elaboração de mapas do município de Patos;
III – Realizar o levantamento periódico dos imóveis do município para embasar o
cálculo do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU;
IV – Planejar, organizar, analisar e interpretar as imagens e aspectos geográficos do
município de Patos.
Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função,
designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal.
Técnico em Geo PT005-02
Processamento Utilizar equipamentos topográficos, geodésicos e sistemas computacionais voltados à
aquisição, armazenamento, processamento, análise e apresentação de informações
sobre o meio físico referenciadas espacialmente. Dominando fundamentos de
informática, cartografia, sensoriamento remoto e análise espacial, esse profissional
levanta em campo informações cartográficas de pontos específicos de determinado
território, imprescindíveis às atividades de saneamento.
Operador de Máquina PT011-01
I – Operar máquinas pesadas como trator, retroescavadeira, trator de esteira,
motoniveladora, trator agrícola, pá mecânica, caçamba e roçadeira mecanizada
acoplada ao trator agrícola;
II – Serviços de empilhamento, carregamento e descarregamento de caminhões,
remoção de terras, detritos, terraplanagem, nivelamento e afastamento de ruas;
III – Manter espírito de cooperação e solidariedade com equipe de trabalho e com a
comunidade em geral;
IV – Zelar pela economia e conservação do material que lhe for confiado;
V – Cumprir integralmente a jornada de trabalho;
VI – Dar conhecimento ao superior hierárquico das condições dos equipamentos e
máquinas sob seus conhecimentos;
VII – Realizar manutenção em máquinas pesadas e implementos agrícolas;
VIII – Preparar peças para montagem de equipamento;
IX – Realizar manutenção, inspecionar e testar o funcionamento de máquinas e
equipamentos;
X – Planejar as atividades de manutenção e registrar informações técnicas;
XI – Operar máquinas rodoviárias para executar trabalhos de construção, de
melhoramento, de restauração, de conservação e de sinalização de estradas;
XII – Executar outras tarefas correlatas.
Engenheiro Florestal PT010-03
I – Planejar, organizar e controlar o uso de recursos naturais renováveis e ambientais, o
reflorestamento e a conservação de zonas de bosques e exploração de viveiros de
plantas;
II – Planejar, coordenar e executar atividades agrossilvipecuárias e o uso de recursos

38
naturais renováveis e ambientais do município de Patos;
III – Elaborar documentação técnica e científica e estudar o índice de crescimento das
árvores e o seu cultivo em diferentes condições de clima, umidade relativa do ar e
composição do solo;
IV – Planejar o plantio, corte e poda das árvores na área do município;
V – Identificar as diversas espécies de árvores e definir suas
características;
VI – Analisar os efeitos das enfermidades, do corte, do fogo, do pastoreio e de outros
fatores que contribuem para a redução da cobertura florestal e desenvolver medidas de
prevenção e combate aos mesmos;
VII – Efetuar estudos sobre produção e seleção de sementes;
VIII – Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função,
designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal.
Engenheiro Químico PT010-04
I – Coordenar, orientar e executar atividades relacionadas à transformação química e
física de substâncias, bem como avaliar as necessidades de fabricação e instalação de
equipamento de tratamento químico;
II – Controlar processos químicos, físicos e biológicos definindo parâmetros de controle,
padrões, métodos analíticos e sistemas de amostragem;
III – Desenvolver processos e sistemas através de pesquisas, testes e
simulações de processos e produtos, bem como projetar sistemas e equipamentos
técnicos;
IV – Implantar sistemas de gestão ambiental e de segurança em processos e
procedimentos de trabalho ao avaliar riscos;
V – Implantar e fiscalizar ações de controle, coordenar equipes e
atividades de trabalho na área;
VI – Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o
exercício da função, designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal.
Engenheiro Agrônomo PT010-05
I – Elaborar métodos e técnicas de cultivo de acordo com tipos de solo e clima,
efetuando estudos, experiências e analisando os resultados obtidos;
II – Estudar os efeitos da rotatividade, drenagem, irrigação, adubagem e condições
climáticas, sobre culturas agrícolas, realizando experiências e analisando seus
resultados na fase da semeadura, cultivo e colheita;
III – Elaborar novos métodos de combate às ervas daninhas, enfermidades da lavoura e
pragas de insetos, e ou aprimorar os já existentes;
IV – Participar de programa de treinamento, quando convocado;
V – Participar, conforme a política interna da Prefeitura, de projetos, cursos, eventos,
convênios e programas em geral;
VI – Elaborar relatório, parecer e laudo técnico em sua área de especialidade;
VII – Trabalhar segundo normas técnicas de segurança, qualidade, produtividade,
higiene e preservação ambiental;
VIII – Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função.
Fiscal Ambiental PT009-02
I – Colher amostras de águas, efluentes e resíduos em geral, necessários para análise
técnica e de controle ambiental;
II – Proceder às inspeções e visitas de rotina, bem como à apuração de irregularidades
orientando sobre a preservação do meio ambiente;
III – Verificar a observância das normas e padrões ambientais vigentes;
IV – Lavrar Autos de Infração e aplicar as penalidades cabíveis;
V – Relatar ao superior hierárquico todas as decisões e ações concernentes a sua
atividade de competência, bem como praticar todos os atos necessários ao bom
desempenho da vigilância ambiental no Município de Patos;
VI – Executar outras tarefas correlatas, designadas pelo superior hierárquico da
Administração Municipal.
§ 1o No exercício da função fiscalizadora, o fiscal terá livre acesso, em qualquer dia e
hora, e a permanência, pelo tempo que se fizer necessário, mediante as formalidades
legais, a todas as edificações ou locais sujeitos ao regime das leis
ambientais, não se lhe podendo negar informações, vistas a projetos, instalações,

39
dependências ou produtos sob inspeção;
§ 2o Nos casos de embargo à ação fiscalizadora, o agente solicitará a intervenção
policial para a execução da medida ordenada, sem prejuízo da aplicação das
penalidades administrativas cabíveis;
Médico Veterinário PT012-01
I – Praticar clínica médica veterinária em todas as suas modalidades;
II – Atuar no Centro de Zoonoses, no Matadouro Municipal e nos demais equipamentos
urbanos compatíveis com a função, na forma determinada pelo superior hierárquico;
III – Realizar exames clínicos, dar diagnósticos e coletar material para exames
laboratoriais;
IV – Prescrever e efetuar tratamento dos animais e promover a profilaxia;
V – Orientar os técnicos laboratoriais quanto a procedimentos de coleta e de análises
anatomopatológica, histopatológica, hematológica, imunológica etc;
VI – Planejar, orientar e supervisionar a manutenção de linhagens, promovendo o
melhoramento das espécies animais em toda área do município;
VII – Desenvolver e executar programas de reprodução, nutrição e higiene sanitária,
bem como realizar eutanásia e necropsia animal;
VIII – Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função,
designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal
Técnico Agrícola PT005-03
I – Auxiliar na instalação de experimentos nas áreas de tecnologia de aplicação de
defensivos agrícolas, de produção de sementes, de pomares, de horticulturas, de
melhoramento genético de plantas e de plantios com equipamentos
agrícolas, de nutrição e produção animais, forragicultura, pastagens e outras definidas
pelos profissionais da área, acompanhando e registrando o seu desenvolvimento no
município de Patos;
II – Coletar e analisar os produtos dos experimentos, identificando o desenvolvimento e
qualidade dos mesmos, em todas as fases, utilizando-se de equipamentos específicos,
para possibilitar o controle de possíveis problemas na
cultura;
III – Fazer coleta e análise de amostras de terras, sementes e frutos, ou produtos de
origem animal e outros, realizando testes de laboratórios e outros, para subsidiar os
experimentos;
IV – Efetuar determinações e análises dos produtos agrícolas, realizando moagem,
digestão e destilação dos mesmos em laboratórios, bem como auxiliar o homem do
campo no combate de pragas e inimigos naturais;
V – Acompanhar o trabalho das maquinas no campo tais como: grade, pulverizador,
recadeira, arado, bem como o trabalho manual de carpir, adubar, plantar, podar,
enxertar, colher, etc;
VI – Implementar estudos de sistemas de irrigação e drenagens, acompanhar as
pesagens de ingredientes e preparo do solo objetivando a obtenção de produtos com
qualidade adequada, tudo com a finalidade de prestar assistência aos agricultores e
trabalhadores agrícolas do município de Patos;
VII – Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função,
designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal.
Nutricionista PT007-02
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações
nutricionais, visando à prevenção, promoção e recuperação da saúde individual e
coletiva, em todas as fases do ciclo da vida: criança, adolescente, homem, mulher,
adulto, idoso;
b) Planejar e executar serviços ou programas de nutrição e de alimentação em
estabelecimentos da Secretaria Municipal de Saúde ou em outra secretaria que esteja
lotado;
c) Planejar serviços ou programas de nutrição nos campos de saúde pública e outros
similares;
d) Organizar cardápios e elaborar dietas;
e) Controlar a estocagem, preparação, conservação e distribuição dos alimentos a fim

40
de contribuir para a melhoria protéica, racionalidade e economicidade dos regimes
alimentares;
f) Planejar e ministrar cursos de educação alimentar;
g) Prestar orientação dietética pós consulta/tratamento;
h) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal
Coveiro PT013-01
I – Abrir sepulturas e jazigos para enterramentos, bem como realizar sepultamentos e
exumações devidamente autorizados pela autoridade competente;
II – Controlar sepultamentos e preenchimento da autorização para abertura de
sepulturas, fazer reparos em túmulos e dependências;
III – Providenciar e executar a capina e limpeza do local de trabalho;
IV – Orientar e atender a população, divulgando o que as famílias e responsáveis devem
fazer para zelar as sepulturas;
V – Zelar pelos equipamentos que lhe são confiados;
VI – Abrir e fechar os portões dos cemitérios, fazer transferência de ossadas para outros
túmulos (devidamente autorizado), preparar o cemitério para o dia de finados;
VII – Informar ocorrências no serviço de sua competência ao superior imediato;
VIII - participar de escala de revezamento e plantões sempre que houver necessidade;
IX – Executar outras tarefas correlatas determinadas pelo seu superior imediato.
Jardineiro PT013-02
I - Coletar, selecionar e beneficiar material propagativo, tais como sementes, estacas,
brotos, rizomas, entre outros;
II - Produzir mudas preparadas por sementes e por processos vegetativos;
III - Preparar substratos para mudas, canteiros e leitos de semeadura e enraizamento;
IV - Repicar, transplantar, deslocar, podar, desbrotar e tutorar mudas;
V - Capinar, implantar, manter e reformar jardins públicos e praças públicas;
VI - Detectar e comunicar problemas no desenvolvimento das plantas;
VII - Manusear ferramentas e equipamentos de jardinagem e produção de mudas;
VIII - Implantar e manter gramados;
IX - Preparar e apresentar relatórios escritos, colaborar em levantamentos, estudos e
pesquisas para a formulação de planos, programas, projetos e ações públicas;
X - Participar de escala de revezamento e plantões sempre que houver necessidade;
XI – Executar outras tarefas correlatas determinadas pelo seu superior imediato.
Técnico em Informática PT005-04
I – Analisar, detectar, diagnosticar e resolver problemas da Prefeitura em geral referente
a questões de hardware e software, a partir de solicitações recebidas dos superiores,
buscando solução para os mesmos ou solicitando apoio superior;
II – Realizar a manutenção e configuração de equipamentos de rede (intranet e Internet);
III – Instalar, configurar e dar manutenção em sistemas operacionais, software
aplicativos e sistemas gestores de bancos de dados;
IV – Instalar, configurar e dar manutenção em redes de computadores do município;
V – Efetuar reparos técnicos nos computadores da Prefeitura Municipal de Patos;
VI – Realizar apresentações multimídia, quando solicitado pelo superior hierárquico;
VII – Auxiliar na organização de arquivos, envio e recebimento de documentos,
pertinentes a sua área de atuação para assegurar a pronta localização de dados;
VIII – Prestar suporte técnico aos usuários de microcomputadores da Prefeitura, no
tocante ao uso de software básico, aplicativos, serviços de informática e de redes em
geral;
IX – Contribuir em treinamentos de usuários, no uso de recursos de informática,
incluindo a preparação de ambiente, equipamento e material didático;
X – Realizar outras atribuições referentes ao cargo
Técnico Administrativo PT005-06
I – Redigir ou participar de redação de ofícios, cartas, despachos e demais expedientes
simples, segundo normas pré-estabelecidas;
II – Redigir portarias, ordens de serviço, editais e demais atos administrativos de
natureza simples, seguindo modelos específicos;
III – Estudar e informar processos simples, dentro da orientação geral;
IV – Conferir, anotar e informar expediente que exija algum discernimento e capacidade

41
crítica e analítica;
V – Registrar a tramitação de papéis e fiscalizar o cumprimento das normas referentes a
protocolo;
VI – Digitar documentos, redigidos e aprovados, conferir a digitação encaminhá-los para
assinatura, se for o caso;
VII – Digitar formulários, relatórios, balanços e balancetes, manuais de serviço e outros
documentos redigidos e aprovados, bem como conferir a digitação e encaminhar o
documento para assinatura, se for o caso;
VIII – Digitar quadros, tabelas e mapas estatísticos;
IX – Marcar entrevistas e reuniões;
X – Assistir a reunião, quando solicitado, e elaborar as respectivas atas;
XI – Transmitir e encaminhar ordens e avisos;
XII – Ler, selecionar, registrar e arquivar, quando for o caso, documentos e publicações
de interesse da unidade administrativa onde exerce as funções, bem como arquivar leis,
decretos e outros atos normativos de interesse do órgão;
XIII – Receber, classificar, fichar, guardar e conservar processos, livros e demais
documentos segundo normas e códigos pré-estabelecidos;
XIV – Verificar as necessidades de material da unidade administrativa em que serve e
preencher ou solicitar o preenchimento de requisições de material ou almoxarifado;
XV – Auxiliar no processo de levantamento de preços de materiais solicitados, bem
como guardar o material em perfeita ordem de armazenamento e conservação;
XVI – Receber o material dos fornecedores e conferir as especificações dos materiais
mais complexos, inclusive de qualidade e quantidade, com os documentos de entrega
quando designado para o encargo;
XVII – Fazer a escrituração dos controles de material, manter atualizados os controles
de estoque e emitir a relação de estoques para inventário de material;
XVIII – Levantar dados sobre o consumo de material, controlar veículos, quanto ao uso e
ao gasto, verificando seu estado de conservação, quando solicitado por superior
hierárquico;
XIX – Conferir a anotação de ocorrências funcionais nas fichas próprias, zelando por sua
atualização;
XX – Quando expressamente autorizado pelo chefe imediato o agente administrativo
ainda pode:
a) Elaborar, nos prazos regulamentares, a documentação necessária para os
recolhimentos relativos aos encargos sociais da Prefeitura;
b) Elaborar folhar de pagamento;
c) Elaborar escala de serviço da unidade, coordenando a execução das
rotinas diárias;
d) Extrair empenho de despesas, fazer cálculos e operações de caráter
financeiro;
e) Emitir notificações de lançamento de impostos e registrar pagamento;
f) Fazer levantamento de débito de contribuintes e preencher mapas de
arrecadação de impostos;
g) Escriturar créditos, sob supervisão e fazer cálculos;
h) Fiscalizar serviços empreitados;
i) Fazer cálculos não muito complexos sobre juros, impostos e conversão
e auxiliar no levantamento de dados para elaboração orçamentária;
j) Executar tarefas auxiliares do controle orçamentário;
k) Elaborar boletins cadastrais, conferir dados cadastrais levantados no campo, auxiliar
no calculo de áreas e executar outras tarefas auxiliares ao cadastro imobiliário, bem
como executar outras atividades correlatas ao cargo.
Parágrafo Único: Os ocupantes do cargo de auxiliar administrativo poderão vir a
exercer a função de recepcionista, telefonista, rádio operador, auxiliar de regulação
médica, auxiliar de contabilidade, secretário (a) de gabinete e administrador
escolar adjunto, bem como trabalhar em regime de plantão e/ou escala sem prejuízo de
descaracterização do cargo ou desvio da função.
Técnico de Arquivo PT007-07
I– O recebimento, registro e distribuição dos documentos, bem como controle de sua
movimentação;

42
II – A classificação, arranjo, descrição e execução de demais tarefas necessárias à
guarda e conservação dos documentos, assim como prestação de informações relativas
aos mesmos;
III – A preparação de documentos de arquivos para microfilmagem e conservação e
utilização do microfilme;
IV – A preparação de documentos de arquivo para processamento eletrônico de dados
Médico Perito da Junta PT012-02 .
Médica I – Realizar exames médico-periciais no consultório da Junta Médica Municipal, no
domicílio do servidor e nos hospitais, os dois últimos quando for necessário e houver
determinação do superior hierárquico;
II – Avaliar o enquadramento legal da situação do servidor, com relação aos benefícios
previstos em lei para:
a) Licença para tratamento de saúde;
b) Licença para tratamento de saúde de pessoa da família que dependa exclusivamente
de cuidados do servidor;
c) Licença para tratamento de doença ocupacional ou acidente do trabalho;
d) Avaliação da possibilidade de readaptação profissional temporária ou definitiva;
e) Licença-maternidade;
f) Indicação para aposentadoria;
g) Outros procedimentos descritos em lei, que demandem avaliação médico-pericial;
III – Sugerir, quando julgar necessário, exames complementares e pareceres de
especialistas, para melhor esclarecimento do caso;
IV – Solicitar relatório pormenorizado dos médicos assistentes;
V – Preencher os laudos e os campos da conclusão de perícia médica de sua
competência;
VI – Avaliar o potencial laborativo do servidor em gozo de benefício por incapacidade,
com vistas ao encaminhamento à readaptação/reabilitação profissional, quando for o
caso;
VII – Emitir parecer técnico em juízo, quando indicado como representante do município
para atuar como Perito Assistente;
VIII – Participar, quando convocado, das revisões de auxílio-doença e de outros
benefícios previstos em lei.
IX – Realizar outras atividades correlatas, designadas pelo superior hierárquico da
Administração Municipal
Técnico em Contabilidade PT005-08
I – Supervisionar, coordenar e executar serviços auxiliares de contabilidade;
II – Escriturar analiticamente os atos e fatos administrativos, realizar calculo de
impostos municipais;
III – Examinar empenhos de despesas, verificando a classificação e a existência de
despesa;
IV – Promover a elaboração de levantamentos, balancetes e balanços da receita e
despesa, bem como examinar processos de prestação de demonstrativos de contas de
qualquer natureza;
V – Auxiliar na elaboração de inventários e demonstrativos patrimoniais;
VI – Conferir, escriturar e acompanhar a execução orçamentária;
VII – Promover a prestação de contas, acertos e ajustes de contas em geral;
VIII – Promover o controle da arrecadação e pagamento de impostos;
IX – Auxiliar na elaboração de cronogramas de desembolso, de acordo com a
programação financeira, bem como examinar as comprovações de aplicações dos
recursos transferidos às entidades da prefeitura;
X – Promover a conciliação de contas bancárias e manter o controle de recursos
vinculados;
XI – Controlar as inscrições e baixas da dívida ativa;
XII – Proceder ao levantamento de tomadas de contas de despesas e de responsáveis
por bens e valores;
XIII – Levantar dados para a confecção de proposta orçamentária;
XIV – Acompanhar a posição de dotações orçamentárias e de créditos adicionais, bem
como proceder conferencias de folha de pagamento e de demonstrativos referentes a
pessoal;

43
XV – Efetuar o registro relativo a adiantamentos, subvenções, fundos e convênios;
XVI – Executar outras atividades correlatas ao cargo.
§ 1o - O técnico em contabilidade da Prefeitura Municipal de Patos deve se
ater, dentro das suas atribuições, ao que for determinado pelo superior hierárquico;
§ 2o - O preenchimento da nova vaga de técnico em contabilidade no quadro de
servidores efetivos do município não impede a contratação de profissional especializado
para realizar a escrituração contábil da Prefeitura;
Fiscal de Tributos PT009-03
Realiza fiscalização dá área tributária, livros de lançamento contábeis e cartoriais, talões
de notas fiscais, apurando diferenças e multas tributárias decorrentes da fiscalização ,
realiza vistorias , notifica contribuintes, fecha estabelecimentos sem alvará, fiscaliza
eventos (diversões públicas), notifica para inscrição no cadastro mobiliário, verifica
carnês não entregues, executa atividades correlatas determinadas pelo superior
imediato.
PT014-01
a) Realizar assistência integral (promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos,
diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde) aos indivíduos e famílias
na USF e, quando indicado ou necessário, no domicílio e/ou nos demais espaços
comunitários (escolas, associações etc), em todas as fases do desenvolvimento
humano: infância, adolescência, idade adulta e terceira idade;
b) Conforme protocolos ou outras normativas técnicas estabelecidas pelo gestor
municipal, observadas as disposições legais da profissão, realizar consulta de
Enfermeiro Classe I (ESF) enfermagem, solicitar exames complementares e prescrever medicações;
c) Planejar, gerenciar, coordenar e avaliar as ações desenvolvidas pelos ACS;
d) Supervisionar, coordenar e realizar atividades de educação permanente dos ACS e
da equipe de enfermagem;
e) Contribuir e participar das atividades de Educação Permanente do Auxiliar de
Enfermagem, ASB e THD; e
f) Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado
funcionamento da USF.
PT005-09
a) Participar das atividades de assistência básica realizando procedimentos
regulamentados no exercício de sua profissão na USF e, quando indicado ou
necessário, no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas, associações
Técnico de Enfermagem etc);
Classe I (ESF) b) Realizar ações de educação em saúde a grupos específicos e a famílias em situação
de risco, conforme planejamento da equipe; e
c) Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado
funcionamento da USF.
PT014-02
a) Realizar diagnóstico com a finalidade de obter o perfil epidemiológico para o
Dentista Classe I (ESF) planejamento e a programação em saúde bucal;
b) Realizar os procedimentos clínicos da Atenção Básica em saúde bucal, incluindo
atendimento das urgências e pequenas cirurgias ambulatoriais;
c) Realizar a atenção integral em saúde bucal (promoção e proteção da saúde,
prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde)
individual e coletiva a todas as famílias, a indivíduos e a grupos específicos, de acordo
com planejamento local, com resolubilidade;
d) Encaminhar e orientar usuários, quando necessário, a outros níveis de assistência,
mantendo sua responsabilização pelo acompanhamento do usuário e o segmento do
tratamento;
e) Coordenar e participar de ações coletivas voltadas à promoção da saúde e à
prevenção de doenças bucais;
f) Acompanhar, apoiar e desenvolver atividades referentes à saúde bucal com os demais
membros da Equipe de Saúde da Família, buscando aproximar e integrar ações de
saúde de forma multidisciplinar.
g) Contribuir e participar das atividades de Educação Permanente do THD, ASB e ESF;
h) Realizar supervisão técnica do THD e ASB; e
a) Realizar diagnóstico com a finalidade de obter o perfil epidemiológico

44
para o planejamento e a programação em saúde bucal;
b) Realizar os procedimentos clínicos da Atenção Básica em saúde bucal,
incluindo atendimento das urgências e pequenas cirurgias ambulatoriais;
c) Realizar a atenção integral em saúde bucal (promoção e proteção da saúde,
prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde)
individual e coletiva a todas as famílias, a indivíduos e a grupos específicos, de acordo
com planejamento local, com resolubilidade;
d) Encaminhar e orientar usuários, quando necessário, a outros níveis de assistência,
mantendo sua responsabilização pelo acompanhamento do usuário e o segmento do
tratamento;
e) Coordenar e participar de ações coletivas voltadas à promoção da saúde e à
prevenção de doenças bucais;
f) Acompanhar, apoiar e desenvolver atividades referentes à saúde bucal com os demais
membros da Equipe de Saúde da Família, buscando aproximar e integrar ações de
saúde de forma multidisciplinar.
g) Contribuir e participar das atividades de Educação Permanente do THD, ASB e ESF;
h) Realizar supervisão técnica do THD e ASB; e
i) Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado
funcionamento da USF.
PT013-03
a) Realizar ações de promoção e prevenção em saúde bucal para as famílias, grupos e
indivíduos, mediante planejamento local e protocolos de atenção à saúde;
b) Proceder à desinfecção e à esterilização de materiais e instrumentos utilizados;
c) Preparar e organizar instrumental e materiais necessários;
d) Instrumentalizar e auxiliar o cirurgião dentista e/ou o THD nos procedimentos clínicos;
e) Cuidar da manutenção e conservação dos equipamentos odontológicos;
Auxiliar de Saúde Bucal f) Organizar a agenda clínica;
(ESF) g) Acompanhar, apoiar e desenvolver atividades referentes à saúde bucal com os
demais membros da equipe de saúde da família, buscando aproximar e integrar ações
de saúde de forma multidisciplinar; e
h) Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado
funcionamento da USF.
PT013-04
a) Responsabilizar-se pelo zelo na recepção, pelo bom atendimento e encaminhamento
das pessoas que procuram a unidade de saúde da família aos setores que dizem
respeito à sua necessidade;
b) Arquivar e distribuir fichas de atendimento aos requisitantes e em caso de
necessidade, preencher essas fichas e cuidar de sua guarda;
c) Arquivar e controlar emissão de documentos (requisições e requerimentos), a rotina
Recepcionista (ESF) administrativa de zelar por esses documentos e materiais correspondente ao setor, bem
como auxiliar os demais profissionais e diretores no desenvolvimento de suas
atividades, dando suporte e acompanhando os trabalhos das áreas em beneficio da
unidade de saúde da família;
d) Aplicar técnicas para organizar o atendimento ao público;
e) Atender e operacionalizar a central de telefonia, anotar recados e transmiti-los para
quem for competente, bem como executar tarefas relativas a recepção e ao atendimento
dos usuários do Sistema Único de Saúde.
Motorista Classe II PT013-05
a) Conduzir o veículo com atenção e urbanidade, respeitando os preceitos da legislação
de trânsito em vigor, tais como: Manter velocidade compatível com o estado as vias
respeitando os limites legais, evitar freadas bruscas e outras situações
propícias a acidentes, não movimentar o veículo sem que estejam fechadas as portas e
saídas de emergência, não fumar quando na direção, não ingerir bebidas alcoólicas em
serviço, nos intervalos da jornada ou antes de assumir a direção, recolher o veículo à
garagem, quando ocorrerem indícios de defeito mecânico que possa pôr em risco
asegurança dos usuários;
b) Diligenciar a obtenção de transporte para os usuários, em caso de avaria e
interrupção da viagem;
c) Prestar socorro aos usuários feridos em caso de acidente;

45
d) Respeitar os horários programados;
e) Dirigir com cautela, em especial à noite e em dias de chuva ou de pouca visibilidade;
f) Não abastecer o veículo, quando com passageiros;
g) Recusar o transporte de animais, plantas de médio e grande portes, material
inflamável ou corrosivo e outros materiais que possam comprometer a segurança e o
conforto dos usuários;
h) Providenciar a imediata limpeza do veículo, quando necessário;
i) Respeitar as normas disciplinares da Secretaria Municipal de Saúde e determinações
de fiscalização;
j) Ter disponibilidade para entrega de documentos nas repartições públicas e outros
órgãos, quando necessário;
k) Recolher os veículos para garagem quando concluído o serviço do dia;
l) Manter os veículos em prefeitas condições de funcionamento;
m) Fazer reparos de urgência, bem como zelar pela conservação dos veículos que lhe
foram confiados;
n) Providenciar o abastecimento do combustível, água e lubrificantes e comunicar ao
seu superior imediato qualquer anomalia no funcionamento dos veículos;
o) Conduzir veículo terrestre de urgência destinado ao atendimento e transporte de
pacientes;
p) Conhecer integralmente o veículo e realizar manutenção básica do mesmo;
q) Estabelecer contato radiofônico (ou telefônico) com a central de regulação médica e
seguir suas orientações;
r) Conhecer a malha viária local e estadual;
s) Conhecer a localização de todos os estabelecimentos de saúde integrados ao sistema
assistencial local;
t) Auxiliar a equipe de saúde nos gestos básicos de suporte à vida;
u) Auxiliar a equipe nas imobilizações e transporte de vítimas;
v) Realizar medidas de reanimação cardiorrespiratória básica;
w) Identificar todos os tipos de materiais existentes nos veículos de socorro e sua
utilidade, a fim de auxiliar a equipe de saúde;
x) Exercer tarefas correlatas ao cargo, designadas pelo superior hierárquico da
Administração Municipal, bem como trabalhar em regime de escala e/ou plantões
específicos.
PT013-06
a) Auxiliar o cirurgião dentista na realização de suas funções, tais como:
manipulação de materiais dentários, instrumentação do cirurgião dentista, controle de
material odontológico, esterilização do instrumental odontológico, limpeza e desinfecção
do equipamento odontológico, bem como realizar o agendamento dos
pacientes;
b) Recepcionar dos pacientes e realizar o preenchimento de fichas, relatórios e
arquivamento dos mesmos;
Assistente de Saúde Bucal c) Providenciar o abastecimento da sala odontológica e auxiliar na educação preventiva;
Classe II d) Participar de técnica de escovação, aplicação tópica de flúor, evidenciação de placa
bacteriana;
e) Auxiliar no levantamento epidemiológico, bem como participar de cursos e
treinamento quando determinado;
f) Possuir registro no Conselho Regional de Odontologia como Auxiliar de Consultório
Dentário;
Técnico Administrativo PT005-10
I – Redigir ou participar de redação de ofícios, cartas, despachos e demais expedientes
simples, segundo normas pré-estabelecidas;
II – Redigir portarias, ordens de serviço, editais e demais atos administrativos de
natureza simples, seguindo modelos específicos;
III – Estudar e informar processos simples, dentro da orientação geral;
IV – Conferir, anotar e informar expediente que exija algum discernimento e capacidade
crítica e analítica;
V – Registrar a tramitação de papéis e fiscalizar o cumprimento das normas referentes a
protocolo;
VI – Digitar documentos, redigidos e aprovados, conferir a digitação encaminhá-los para

46
assinatura, se for o caso;
VII – Digitar formulários, relatórios, balanços e balancetes, manuais de serviço e outros
documentos redigidos e aprovados, bem como conferir a digitação e encaminhar o
documento para assinatura, se for o caso;
VIII – Digitar quadros, tabelas e mapas estatísticos;
IX – Marcar entrevistas e reuniões;
X – Assistir a reunião, quando solicitado, e elaborar as respectivas atas;
XI – Transmitir e encaminhar ordens e avisos;
XII – Ler, selecionar, registrar e arquivar, quando for o caso, documentos e publicações
de interesse da unidade administrativa onde exerce as funções, bem como arquivar leis,
decretos e outros atos normativos de interesse do órgão;
XIII – Receber, classificar, fichar, guardar e conservar processos, livros e demais
documentos segundo normas e códigos pré-estabelecidos;
XIV – Verificar as necessidades de material da unidade administrativa em que serve e
preencher ou solicitar o preenchimento de requisições de material ou almoxarifado;
XV – Auxiliar no processo de levantamento de preços de materiais solicitados, bem
como guardar o material em perfeita ordem de armazenamento e conservação;
XVI – Receber o material dos fornecedores e conferir as especificações dos materiais
mais complexos, inclusive de qualidade e quantidade, com os documentos de entrega
quando designado para o encargo;
XVII – Fazer a escrituração dos controles de material, manter atualizados os controles
de estoque e emitir a relação de estoques para inventário de material;
XVIII – Levantar dados sobre o consumo de material, controlar veículos, quanto ao uso e
ao gasto, verificando seu estado de conservação, quando solicitado por superior
hierárquico;
XIX – Conferir a anotação de ocorrências funcionais nas fichas próprias, zelando por sua
atualização;
XX – Quando expressamente autorizado pelo chefe imediato o agente administrativo
ainda pode:
a) Elaborar, nos prazos regulamentares, a documentação necessária para os
recolhimentos relativos aos encargos sociais da Prefeitura;
b) Elaborar folhar de pagamento;
c) Elaborar escala de serviço da unidade, coordenando a execução das rotinas diárias;
d) Extrair empenho de despesas, fazer cálculos e operações de caráter financeiro;
e) Emitir notificações de lançamento de impostos e registrar pagamento;
f) Fazer levantamento de débito de contribuintes e preencher mapas de arrecadação de
impostos;
g) Escriturar créditos, sob supervisão e fazer cálculos;
h) Fiscalizar serviços empreitados;
i) Fazer cálculos não muito complexos sobre juros, impostos e conversão e auxiliar no
levantamento de dados para elaboração orçamentária;
j) Executar tarefas auxiliares do controle orçamentário;
k) Elaborar boletins cadastrais, conferir dados cadastrais levantados no campo, auxiliar
no calculo de áreas e executar outras tarefas auxiliares ao cadastro imobiliário, bem
como executar outras atividades correlatas ao cargo.
Parágrafo Único: Os ocupantes do cargo de auxiliar administrativo poderão vir a
exercer a função de recepcionista, telefonista, rádio operador, auxiliar de regulação
médica, auxiliar de contabilidade, secretário (a) de gabinete e administrador escolar
adjunto, bem como trabalhar em regime de plantão e/ou escala sem prejuízo de
descaracterização do cargo ou desvio da função.
Agente de Combate a PT009-03
Endemias Utilizar instrumentos diagnóstico, demográfico e sócio-cultural da comunidade de sua
atuação; executar atividades com vistas ao controle das doenças; desenvolver ações de
vigilância em saúde; orientar a comunidade quanto aos meios de controle e prevenção
de doenças; encaminhar às Unidades de Referência os casos de suspeita de doenças e
situações, objeto de vigilância; realizar ações de saneamento e melhoria do meio
ambiente, através de visitas domiciliares periódicas; realizar controle químico de vetores,
roedores e outros agentes de doenças e agravos em imóveis no Município;
auxiliar na realização de inquérito epidemiológico e demais pesquisas de vigilância;

47
realizar e coordenar atividades de mutirão de limpeza; realizar a higienização de locais e
equipamentos utilizados nas ações
de prevenção e controle das zoonoses e vetores de agravos como dengue, febre
amarela, doença de chagas, leischmaniose, hantavirose, leptospirose, tungíase (bicho
de pé), simulídeos (borrachudo),
controle de população animal e animais peçonhentos, malária, toxoplasmose entre
outras zoonoses e vetores emergentes, participar de ações e campanhas de
imunização, inclusive animal, no Município;
realizar pesquisa de triatomíneos em domicílios localizados nas áreas endêmicas;
realizar identificação e eliminação de focos e/ou criadouros do Aedes aegypti e Aedes
albopictus; realizar borrifação em
domicílio para controle de triatomíneos; realizar tratamento de imóveis com focos do
Aedes aegypti; conduzir veículos automotores do Município para consecução de
atividades principais descritas acima,
recolhendo-o ao local destinado após concluída a jornada diária; comunicar qualquer
defeito que eventualmente ocorra nos veículos; manter os veículos utilizados em
perfeitas condições de funcionamento e zelar pela sua conservação; promover o
abastecimento de combustível e verificar água e óleo; verificar o funcionamento do
sistema elétrico e informar qualquer defeito percebido; executar tarefas afins ao
cumprimento das atividades acima descritas; executar outras tarefas correlatas.
PT005-11
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, fiscalização, supervisão, execução e avaliação das ações de
Inspeção Sanitária, visando à prevenção, promoção e recuperação da saúde individual e
coletiva;
b) Planejar e desenvolver ações de comunicação e educação em vigilância sanitária
junto à comunidade, visando assegurar a proteção e a promoção à saúde;
c) Cooperar em cursos que regem conhecimentos de educação sanitária;
d) Incentivar o trabalho educativo, através de pequenos grupos, de líderes e
comunidades;
e) Colaborar com as campanhas de educação e divulgação de preservação do meio
Inspetor Sanitário ambiente;
- Médico Veterinário f) Prestar assistência e orientação técnica à população e entidades ambientais;
-Nutricionista g) Inspecionar, fiscalizar, notificar, autuar e interditar estabelecimentos, ambientes e
Farmacêutico Bioquímico serviços sujeitos ao controle sanitário;
Farmacêutico h) Desempenhar outras tarefas concernentes à fiscalização, de acordo com a legislação
pertinente;
i) Sugerir medidas que visem o aperfeiçoamento da legislação sanitária municipal e
eficácia da ação fiscalizadora
PT005-12
a) Conduzir, posicionar e aplicar fatores radiográficos para a realização de exames
radiológicos em odontologia.
b) Operar a câmara escura para revelação de filmes, carregando de chassis e reposição
de material para atividades diárias.
c) Realizar trabalhos em câmara clara classificando películas radiográficas quanto à
identificação e qualidade da imagem, controlando filmes gastos e eventuais perdas, e
registrando o serviço e distribuição de exames pelos demais técnicos.
d) Participar de plantões diurnos e noturnos e atividades diárias, quando solicitado.
e) Comparecer às reuniões técnico-científicas e administrativas quando solicitado.
Técnico em Radiologia f) Registrar o número de radiografias realizadas, discriminando tipos, regiões e
Dentária requisitantes, para possibilitar a elaboração do boletim estatístico;
g) Controlar o estoque de filmes e de outros materiais do setor, verificando gastos, para
assegurar a continuidade do serviço;
h) Operar qualquer tipo de máquina para a revelação, fixação e secagem de chapas
radiográficas;
i) Executar outras atividades correlatas ao cargo, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal

48
PT005-13
a) Executar a parte mecânica dos trabalhos odontológicos;
b) Realizar a manipulação de materiais e utilização de maquinário e instrumentais, em
conformidade com as normas e procedimentos técnicos de biossegurança;
c) Realizar enceramento e escultura dental;
d) Efetuar o troquelamento de modelos de prótese;
e) Confeccionar facetas laminadas, próteses totais, próteses fixas, fundição, próteses
parciais removíveis, próteses flexíveis, prótese de metalo-cerâmica, cerâmica,
porcelana, resina e outras;
f) Realizar a fundição e usinagem de núcleos metálicos para próteses e assemelhados;
g) Fazer caracterização de próteses;
Técnico de Prótese h) Confeccionar próteses “on lay” e “in lay”, bem como prótese sobre implante,
Dentária aparelhos ortodônticos, de placas de clareamento dental, de placas de bruxismo;
i) Desenvolver e colaborar em pesquisas, em sua área de atuação;
j) Participar de treinamento e capacitação de Técnicos em Prótese Odontológica;
k) Ser responsável, perante o Serviço de Fiscalização respectivo, pelo cumprimento das
disposições legais que regem a matéria;
l) Ser responsável pelo treinamento de auxiliares e serventes do laboratório de prótese
odontológica;
m) Prevenir doença bucal participando de projetos educativos e de orientação de higiene
bucal;
n) Desempenhar outras atribuições no âmbito de sua área de formação técnica e outras
tarefas correlatas ao cargo.
PT005-14
a) Reproduzir modelos;
b) Realizar vazamento de modelos em seus diversos tipos;
c) Efetuar a montagem de modelos nos diversos tipos de articuladores;
d) Fazer a prensagem de peças protéticas em resina acrílica;
Auxiliar de Prótese Dentária e) Realizar a fundição em metais de diversos tipos;
f) Fazer casos simples de inclusão;
g) Confeccionar moldeiras individuais no material indicado;
h) Realizar curagem, acabamento e polimento de peças protéticas;
i) Exercer tarefas correlatas ao cargo, designadas pelo superior hierárquico da
Administração Municipal.
PT014-03
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações de Psicologia,
visando à prevenção, promoção e recuperação da saúde individual e coletiva, em todas
as fases do ciclo da vida: criança, adolescente, homem, mulher, adulto, idoso;
b) Planejar, controlar e executar as atividades relativas ao desenvolvimento de
programas de psicologia voltados à saúde junto às unidades de saúde da família e
centro especializados municipais de saúde, com atendimento individual e ou formação
Psicólogo de grupos de pessoas com problemática semelhante e encaminhando os casos que
necessitam de atendimento clínico;
c) Proceder exame de pessoas que apresentam problemas de comportamento familiar
ou social ou distúrbios psíquicos, e respectivo diagnóstico e terapêutica, empregando
técnicas psicológicas adequadas a cada caso, a fim de contribuir para o ajustamento à
vida comunitária;
d) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal
Assistente Social PT004-02
I – Prestar serviços sociais orientando indivíduos, famílias, comunidade e instituições
sobre direitos e deveres (normas, códigos e legislação), serviços e recursos sociais e
programas de educação alimentar;
II – Planejar, coordenar e avaliar planos, programas e projetos sociais em diferentes
áreas de atuação profissional (seguridade, educação, trabalho, jurídica, habitação e
outras);
III – Elaborar e implementar políticas que dão suporte à ações na área social;

49
IV – Elaborar, implementar projetos na área social, baseados na identificação das
necessidades individuais e coletivas, visando o atendimento e a garantia dos direitos
enquanto cidadãos da população usuária dos serviços desenvolvidos diretamente pela
Prefeitura ou em parceria com outros entes federativos;
V – Planejar e desenvolver pesquisas para analise da realidade social e para
encaminhamento de ações relacionadas a questões que emergem do âmbito de ação do
serviço social;
VI – Propor, coordenar, ministrar e avaliar treinamento na área social, quando solicitado
por superior hierárquico;
VII – Participar e coordenar grupos de estudos, equipes multiprofissional e
interdisciplinares, associações e eventos relacionados a área de serviço social;
VIII – Acompanhar o processo de formação educacional do aluno matriculado em escola
municipal, realizando visitas domiciliares se necessário;
IX – Articular recursos financeiros para realização de eventos, participar de comissões
técnicas e conselhos municipais, estaduais e federais de direitos e políticas públicas,
quando indicado pelo superior hierárquico;
X – Realizar perícia, laudos e pareceres técnicos relacionados a matéria especifica do
serviço social, principalmente no que tange a possíveis auxílios prestados pelo Poder
Público à população;
XI – Desempenhar tarefas administrativas inerentes a função, bem como executar
outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício do papel.

PT005-16
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações de
Fonoaudiologia, visando à prevenção, promoção e recuperação da saúde individual, em
todas as fases do ciclo da vida: criança, adolescente, homem, mulher, adulto, idoso;
Fonoaudiólogo b) Desenvolver trabalhos de prevenção, diagnóstico e terapia no que se refere aos
problemas de comunicação oral e escrita, voz e audição;
c) Colaborar em assuntos fonoaudiológicos ligados a outras ciências e outras
secretarias;
d) Projetar, dirigir ou efetuar pesquisas fonoaudiológicas promovidas por entidades
públicas, privadas, autárquicas e mistas;
e) Emitir parecer fonoaudiológico, na área da comunicação oral e escrita, voz e audição;
f) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal
PT014-04
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações fisioterápicas,
visando à prevenção, promoção e recuperação da saúde individual, em todas as fases
do ciclo da vida: criança, adolescente, homem, mulher, adulto, idoso em ambulatórios,
hospitais ou órgãos afins;
b) Executar atividades técnicas específicas de fisioterapia para tratamento das
enfermidades ósseas, musculares e neurológicas;
Fisioterapeuta c) Planejar e orientar as atividades do pessoal auxiliar de fisioterapia, orientando-os na
execução das tarefas para possibilitar a realização correta de exercícios físicos e a
manipulação de aparelhos simples;
d) Fazer avaliações fisioterápicas com vistas à determinação da capacidade funcional;
e) Participar de atividades de caráter profissional, educativa ou recreativa que tenham
por objetivo a readaptação física e mental dos incapacitados;
f) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal
Nutricionista (Frei Damião) PT007-03
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações nutricionais,
visando à prevenção, promoção e recuperação da saúde individual e coletiva, em todas

50
as fases do ciclo da vida: criança, adolescente, homem, mulher, adulto, idoso;
b) Planejar e executar serviços ou programas de nutrição e de alimentação em
estabelecimentos da Secretaria Municipal de Saúde ou em outra secretaria que esteja
lotado;
c) Planejar serviços ou programas de nutrição nos campos de saúde pública e outros
similares;
d) Organizar cardápios e elaborar dietas;
e) Controlar a estocagem, preparação, conservação e distribuição dos alimentos a fim
de contribuir para a melhoria protéica, racionalidade e economicidade dos regimes
alimentares;
f) Planejar e ministrar cursos de educação alimentar;
g) Prestar orientação dietética pós consulta/tratamento;
h) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal
PT014-05
a)Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações
Farmacêuticas Bioquímicas, visando o controle e qualidade dos serviços fornecidos a
comunidade;
b) Executar testes e exames hematológicos, sorológicos, bacteriológicos,
parasitológicos, citológicos e outros;
c) Orientar e supervisionar o trabalho de auxiliares na realização de exames e testes
relativos à patologia clínica;
d) Elaborar relatórios e pareceres diagnósticos, resultantes de testes, análises e
Farmacêutico Bioquímico experiências;
(Frei Damião) e) Preencher e assinar laudos resultantes dos exames realizados;
f) Controlar a qualidade dos exames realizados no laboratório;
g) Participar da programação e execução do aperfeiçoamento de pessoal, requisitar
material, equipamento e aparelhos necessários ao desenvolvimento das atividades do
laboratório, bem como providenciar a manutenção dos mesmos;
h) Zelar pela limpeza, ordem e controle do local de trabalho;
i) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal.
PT014-06
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações
Farmacêuticas Bioquímicas, visando o controle e qualidade dos serviços fornecidos a
comunidade;
b) Executar testes e exames hematológicos, sorológicos, bacteriológicos,
parasitológicos, citológicos e outros;
c) Orientar e supervisionar o trabalho de auxiliares na realização de exames e testes
relativos à patologia clínica;
d) Elaborar relatórios e pareceres diagnósticos, resultantes de testes, análises e
experiências;
e) Preencher e assinar laudos resultantes dos exames realizados;
Farmacêutico Bioquímico f) Controlar a qualidade dos exames realizados no laboratório;
(Laboratório) g) Participar da programação e execução do aperfeiçoamento de pessoal, requisitar
material, equipamento e aparelhos necessários ao desenvolvimento das atividades do
laboratório, bem como providenciar a manutenção dos mesmos;
h) Zelar pela limpeza, ordem e controle do local de trabalho;
i) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal.
Técnico em Laboratório de PT005-17
Análise Clínica a) Executar atividades técnicas de laboratórios, de acordo com as áreas específicas em
conformidade com normas de qualidade de biossegurança e controle do meio-ambiente;
b) Manipular soluções químicas, reagentes, meios de cultura e outros;
c) controle de qualidade de imunobiológicos, produção e controle de qualidade de

51
hemoderivados, laboratório de análises cínicas, garantia de qualidade biológica;
d) Instruir a clientela, utilizando explicações necessárias quanto à coleta do material a
ser examinado;
e) Preparar os equipamentos e aparelhos do laboratório para utilização;
f) Coletar e ou preparar material, matéria prima e amostras, testes, análise e outros para
subsidiar diagnósticos ou pesquisa etc;
g) Auxiliar na realização de exames anatomopatológicos, preparando amostras, lâminas
microscópicas, meios de cultura, soluções, testes químicos e reativos;
h) Fazer a coleta de materiais para exames laboratoriais e informar as condições do
paciente, conforme normas estabelecidas;
i) Examinar o material coletado criteriosamente;
j) Aferir resultados da coleta em questão;
k) Controlar e supervisionar a utilização de materiais, instrumentos e equipamentos do
laboratório;
l) Zelar pela manutenção, limpeza, assepsia e conservação de equipamentos e
utensílios do laboratório em conformidade com as normas de qualidade, de
biossegurança e controle do meio-ambiente;
m) Participar de programa de treinamento, quando convocado;
n) Executar as tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e
programas de informática;
o) Executar outras tarefas correlatas compatíveis com as exigências para o exercício da
função buscando sempre o aprimoramento da prestação dos serviços à saúde pública.
PT015-01
a) Operacionalizar o processo da função reguladora, sendo polivalente na utilização dos
recursos;
b) Identificar, classificar e qualificar a solicitação de consultas e exames especializados
oriundos de unidades de saúde, resolvendo diretamente com o profissional da ponta a
grande maioria das dúvidas oriundas das referências;
c) Decidir sobre o endereço mais adequado para cada demanda não resolvida no nível
do Complexo Regulador, bem como monitorar e orientar o atendimento feito pelas
equipes de Atenção Primária;
d) Providenciar os recursos disponíveis para complementar a assistência, sempre que
necessário;
e) Permear o ato médico de regular por um conceito ampliado de cuidado, acolhendo a
necessidade expressa por cada equipe, definindo para cada uma a melhor resposta;
f) Constituir-se em “observatório privilegiado da saúde e do sistema”, com capacidade
de monitorar de forma dinâmica, sistematizada e em tempo real o seu funcionamento;
g) Respeitar os preceitos constitucionais do País, a legislação do SUS, as leis do
Médico Classe IV exercício profissional médico, o Código de Ética Médica, os princípios da Atenção
(Auditor/Regulador) Primária à Saúde e da Medicina Baseada em Evidências bem como toda a
legislação correlata existente;
h) Realizar o Planejamento, Financiamento e Fiscalização de Sistemas de Saúde, bem
como exercer o Controle Social, Ouvidoria em Saúde, Vigilância Sanitária e
Epidemiológica, Regulação da Saúde Suplementar, Avaliação e
Incorporação de Tecnologias em Saúde;
i) Realizar a Regulação da Atenção à Saúde efetivada pela contratação de serviços de
saúde, controle e avaliação de serviços e da produção assistencial, regulação do acesso
à assistência;
j) Efetuar o cadastramento de estabelecimentos e profissionais de saúde no Sistema de
Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – SCNES, bem como realizar o
cadastramento de usuários do SUS no sistema do Cartão Nacional de Saúde - CNS;
k) Realizar a contratualização de serviços de saúde segundo as normas e políticas
específicas da Secretaria de Saúde, fazendo o Credenciamento/habilitação para a
prestação de serviços de saúde;
l) Fazer a elaboração e incorporação de protocolos de regulação que ordenam os fluxos
assistenciais, assim como realizar a supervisão e processamento da produção
ambulatorial e hospitalar;
m) Elaborar a Programação Pactuada e Integrada – PPI e Realizar a avaliação analítica
da produção;

52
n) Avaliar o desempenho dos serviços e da gestão, bem como de satisfação dos
usuários - PNASS;
o) Promover a utilização de sistemas de informação que subsidiam os cadastros, a
produção e a regulação do acesso;
p) Efetuar a Regulação médica da atenção pré-hospitalar e hospitalar às urgências;
q) Realizar a padronização das solicitações de procedimentos por meio dos protocolos
assistenciais e efetuar o acompanhamento, avaliação e monitoramento junto ao
estabelecimento de referências entre unidades de diferentes níveis de complexidade, de
abrangência local, intermunicipal e interestadual, segundo fluxos e protocolos
pactuados;
r) Coordenar o processo de construção da programação pactuada e integrada da
atenção em saúde, do processo de regionalização, do desenho das redes.
PT014-07
a) Prestar atendimento em urgência e emergência, em unidades de pronto atendimento,
bem como realizar serviços pré hospitalares (móveis ou fixos), em domicílio ou na via
pública;
b) Supervisionar e avaliar as ações de enfermagem da equipe no atendimento a
urgência e emergência;
c) Registrar em livro especial ou dar destino adequado ao espólio ou pertences dos
doentes ou acidentados em estado de inconsciência ou que venham a falecer durante o
atendimento;
d) Colaborar de forma ativa a fim de que não seja retardada a saída de equipe de
atendimento, comunicando ao chefe de setor as irregularidade porventura existentes;
e) Prestar cuidados de enfermagem de maior complexidade técnica a pacientes graves
e com risco de vida, que exijam conhecimentos científicos adequados, devendo tomar
decisões imediatas;
Enfermeiro Classe II f) Prestar a assistência de enfermagem à gestante, a parturiente e ao recém nato, bem
(Plantonista) como realizar partos sem distócia e participar nos programas de treinamento e
aprimoramento de pessoal de saúde em urgências, particularmente nos programas de
educação continuada;
g) Fazer controle de qualidade do serviço nos aspectos inerentes à sua profissão e
subsidiar os responsáveis pelo Desenvolvimento de recu rsos humanos para as
necessidades de educação continuada da equipe;
h) Obedecer a Lei do Exercício Profissional e o Código de Ética de Enfermagem;
i) Conhecer equipamentos e realizar manobras de extração manual de vítimas e
executar outras tarefas afins.
Enfermeiro Classe III PT014-08
(Administrativo) a) Participar do planejamento, da implantação e execução dos programas de saúde
pública bem como na educação em saúde da comunidade;
b) Analisar e emitir parecer circunstanciado e conclusivo nos processos e relatórios
sobre assuntos pertinentes a sua área;
c) Planejar e desenvolver ações de comunicação e educação em Vigilância em Saúde,
visando assegurar a proteção e a promoção da saúde;
d) Participar de ações de prevenção, promoção e recuperação da saúde da mulher
(pré-natal, puerpério, planejamento familiar, prevenção do câncer ginecológico e
DST/HIV/AIDS), da saúde mental, saúde do idoso, saúde do homem, saúde do
Trabalhador, saúde da criança e adolescente e saúde da família;
e) Elaborar um plano local, com a participação da comunidade, grupos de voluntários e
associações comunitárias, para o enfrentamento dos problemas e fatores que colocam
em risco a saúde, bem como garantir acesso à continuidade do tratamento dentro de um
sistema de referência e contra-referência para os casos de maior complexidade ou que
necessitem de internação hospitalar;
f) Controlar o abastecimento de material, evitando a falta de recurso quando da
assistência aos pacientes, assim como gerenciar a guarda, funcionamento,
conservação, manutenção e limpeza dos equipamentos e do material de enfermagem,
zelando pelo devido funcionamento da unidade;
g) Participar de programas de aprimoramento quanto à educação sanitária e treinamento
de recursos humanos em saúde;
h) Participar dos programas de vigilância epidemiológica, objetivando a prevenção e

53
controle das doenças transmissíveis, bem como participar de cursos de capacitação e,
quando convocado, ministrar cursos, palestras, simpósios, vinculados a
sua área de atuação;
i) Supervisionar, avaliar e/ou realizar curativos, vacinas e administrar medicamentos
devidamente prescritos, assim como supervisionar ou executar a administração de
dietoterapia, conforme prescrição médica;
j) Responder pela observância das prescrições médicas relativas à pacientes;
k) Organizar as escalas de rotinas da equipe de enfermagem e apresentar relatórios
referentes às atividades sob sua supervisão, sendo responsável pelas equipes auxiliares
necessárias à execução das atividades próprias do cargo;
l) Organizar reuniões sistemáticas com as equipes de enfermagem e, quando for
solicitado, participar dos processos de avaliação e seleção de pessoal de enfermagem;
m) Preencher a documentação e livros de registros que atendam a normatização
prevista pela Secretaria Municipal de Saúde;
n) Atender as diretrizes constantes no regimento interno de enfermagem, desenvolvido
pela Secretaria Municipal de Saúde;
o) Realizar visitas domiciliares de acordo com o planejamento feito pela equipe técnica,
assim conhecendo a realidade das famílias pelas quais for responsável, a fim de
identificar os problemas de saúde e situações de riscos mais comuns;
p) Trocar de unidade de assistência a saúde e de horário de trabalho, dentro da carga
horária que consta no concurso prestado, conforme a designação da chefia e a
necessidade para o bom andamento do serviço;
q) Desempenhar, quando necessário, a função de Enfermeiro Classe I e/ou Enfermeiro
Classe II, sem que haja descaracterização da função.
PT014-09
a) Realizar levantamento epidemiológico para traçar o perfil de saúde bucal da
população;
b) Proceder à odontologia profilática em estabelecimento de ensino, unidade móvel, fixa
e hospitalar;
c) Fazer esquema das condições da boca e dos dentes dos pacientes, diagnosticando e
tratando afecções da boca, dentes e região maxilofacial;
d) Realizar a quantidade mínima de procedimentos clínicos definidos por portarias
específicas do Ministério da Saúde, estando sujeito a sanções administrativas caso não
haja o cumprimento dessas metas;
e) Realizar o tratamento integral, no âmbito da atenção especializada em odontologia
para a população;
f) Encaminhar e orientar os usuários que apresentam problemas complexos a outros
níveis de assistência, assegurando-lhes o seu acompanhamento;
g) Realizar atendimentos de primeiros cuidados nas urgências;
h) Prescrever medicamentos e outras orientações de conformidade com os diagnósticos
efetuados;
Dentista Classe II i) Emitir laudos, pareceres e atestados sobre assuntos de sua competência;
(Especialista) j) Coordenar ações coletivas voltadas para promoção e prevenção em saúde bucal;
k) Programar e supervisionar o fornecimento de insumos para as ações coletivas;
l) Capacitar as equipes de saúde da família no que se refere às ações educativas e
preventivas em saúde bucal especializada, bem como supervisionar o trabalho
desenvolvido pelo THD e ACD;
m) Difundir os preceitos de saúde pública odontológica, através de aulas, palestras,
impressos, escritos etc.;
n) Propor e/ou participar de ações, dentro dos princípios da odontologia integral, visando
à proteção e recuperação do indivíduo no seu contexto biológico e social;
o) Participar das reuniões na comunidade, promovidas pelo Conselho Local de Saúde
e/ou pela Equipe do PSF da area de abragência;
p) Realizar a promoção e excussão de procedimentos coletivos em nível individual e
coletivo na área da saúde bucal especializada;
q) Obter informações necessárias a manutenção da saúde do paciente, visando a
prevenção, ao diagnostico, ao prognostico e ao tratamento de alterações estruturais e
funcionais da cavidade bucal e das estruturas anexas, bem como efetuar a
realização de exames complementares necessários ao esclarecimento do diagnostico.

54
PT014-10
a) Realizar levantamento epidemiológico para traçar o perfil de saúde bucal da
população;
b) Proceder à odontologia profilática em estabelecimento de ensino, unidade móvel, fixa
e hospitalar;
c) Fazer esquema das condições da boca e dos dentes dos pacientes, diagnosticando e
tratando afecções da boca, dentes e região maxilofacial;
d) Realizar a quantidade mínima de procedimentos clínicos definidos por portarias
específicas do Ministério da Saúde, estando sujeito a sanções administrativas caso não
haja o cumprimento dessas metas;
e) Realizar o tratamento integral, no âmbito da atenção especializada em odontologia
para a população;
f) Encaminhar e orientar os usuários que apresentam problemas complexos a outros
níveis de assistência, assegurando-lhes o seu acompanhamento;
g) Realizar atendimentos de primeiros cuidados nas urgências;
h) Prescrever medicamentos e outras orientações de conformidade com os diagnósticos
efetuados;
i) Emitir laudos, pareceres e atestados sobre assuntos de sua competência;
Dentista Classe III j) Coordenar ações coletivas voltadas para promoção e prevenção em saúde bucal;
(Pacientes especiais) k) Programar e supervisionar o fornecimento de insumos para as ações coletivas;
l) Capacitar as equipes de saúde da família no que se refere às ações educativas e
preventivas em saúde bucal especializada, bem como supervisionar o trabalho
desenvolvido pelo THD e ACD;
m) Difundir os preceitos de saúde pública odontológica, através de aulas, palestras,
impressos, escritos etc.;
n) Propor e/ou participar de ações, dentro dos princípios da odontologia integral, visando
à proteção e recuperação do indivíduo no seu contexto biológico e social;
o) Participar das reuniões na comunidade, promovidas pelo Conselho Local de Saúde
e/ou pela Equipe do PSF da area de abragência;
p) Realizar a promoção e excussão de procedimentos coletivos em nível individual e
coletivo na área da saúde bucal especializada;
q) Obter informações necessárias a manutenção da saúde do paciente, visando a
prevenção, ao diagnostico, ao prognostico e ao tratamento de alterações estruturais e
funcionais da cavidade bucal e das estruturas anexas, bem como efetuar a
realização de exames complementares necessários ao esclarecimento do diagnostico.
PT 014-11
a) Proceder a atendimentos de urgência, realizando tratamento clínico curativo e
preventivo, bem como procedimentos coletivos I, II e III;
b) Registrar o trabalho realizado nas folhas de atendimento, na ficha clínica
odontológica, prontuário do paciente e no mapa diário;
c) Orientar o paciente da Unidade Básica de Saúde, individualmente ou em grupo, em
assuntos de odontológica preventiva e sanitária;
d) Participar do planejamento, execução, avaliação e supervisão das atividades da
Dentista Classe IV Unidade Básica de Saúde, juntamente com a equipe técnica;
(Plantonista) e) Fornecer dados para elaboração do roteiro de programação local no que diz respeito
às metas, produções, acompanhamentos e avaliações das atividades odontológicas da
Unidade Básica de Saúde;
f) Entrosar-se com as demais áreas de atendimento, visando o bom desempenho das
atividades das Unidades Básicas de Saúde;
g) Participar do treinamento do pessoal sobre atividades odontológicas, cientificar-se,
mensalmente, das disponibilidades dos materiais e medicamentos odontológicos da
Unidade Básica de Saúde;
h) Levantar as necessidades de materiais, odontológicos de consumo e permanente,
bem como providenciar sua requisição em tempo hábil;
i) Conferir periodicamente os materiais e instrumentais existentes no consultório
odontológico, responsabilizando-se pela sua manutenção e guarda, comunicando por
escrito ao chefe, quaisquer irregularidades constatadas;
j) Participar de levantamento epidemiológico de odontologia, quando solicitado, além de
executar as ordens de serviços, emanado de níveis superiores, propondo adaptações,

55
quando necessárias, conforme as características locais;
k) Cumprir e fazer cumprir, pelo seu pessoal imediato, as normas, instruções e rotinas
de trabalho;
l) Fornecer atestados de Sanidade Oral e Laudos Periciais Judiciais segundo a
determinação do superior;
m) Substituir, quando solicitado, em outros encargos compatíveis em sua formação
profissional;
n) Emitir pareceres e informações técnicas sempre que necessário;
o) Executar outras atividades determinadas pelos seus superiores, relacionadas com
seu campo de atuação.
PT005-18
a) Prestar atendimento em urgência e emergência, em unidades de pronto atendimento,
serviços pré hospitalares (móveis ou fixos), em domicílio ou na via pública;
b) Assistir ao enfermeiro no planejamento, programação, orientação e supervisão das
atividades de assistência de enfermagem, bem como prestar cuidados diretos de
enfermagem a pacientes em estado grave, sob supervisão direta ou à distância do
profissional enfermeiro;
c) Participar de programas de treinamento e aprimoramento profissional especialmente
em urgências/emergências;
d) Registrar em livro especial ou dar destino adequado ao espólio ou pertences dos
doentes ou acidentados em estado de inconsciência ou que venham a falecer durante o
Técnico de Enfermagem atendimento;
Classe II (Plantonista) e) Colaborar de forma ativa a fim de que não seja retardada a saída de equipe de
atendimento, comunicando ao chefe de setor as irregularidades porventura existentes;
f) Observar, reconhecer e descrever sinais e sintomas, ao nível de sua qualificação;
g) Ministrar medicamentos por via oral e parenteral mediante prescrição do médico
regulador por telemedicina;
h) Fazer curativos; prestar cuidados de conforto ao paciente e zelar por sua segurança,
bem como realizar manobras de extração manual de vítimas;
i) Executar outras tarefas afins, designadas pelo superior hierárquico da Administração
Municipal.
PT015-02
a) Prestar atendimento em urgência e emergência, em unidades de pronto atendimento,
serviços pré hospitalares (móveis ou fixos), em domicílio ou na via pública;
Médico Classe II b) Atender nos plantões, com prioridade a todas as pessoas que necessitarem de
(Plantonista) atendimento urgente ou de atendimento ambulatorial, independente de quaisquer outras
formalidades que posteriormente, poderão ser realizadas;
c) Desempenhar de maneira ampla todas as atribuições atinentes ao atendimento de
urgência e emergência;
d) Preencher e revisar mapas de produção, ficha médica com diagnóstico e tratamento,
encaminhando-os a chefia do serviço;
e) Transferir pessoalmente a responsabilidade do atendimento aos titulares de plantão
daqueles doentes cujos atendimentos não possam ser feitos ou complementados no
atendimento pré hospitalar;
f) Supervisionar, orientando os trabalhos dos possíveis estagiários e internos;
g) Preencher de forma clara e complexa as fichas dos doentes atendidos a domicílio,
entregando-os a quem de direito, bem como registrar em livro especial ou dar destino
adequado ao espólio ou pertences dos doentes ou acidentados em estado de
inconsciência ou que venham a falecer durante o atendimento;
h) Colaborar de forma ativa a fim de que não seja retardada a saída de equipe de
atendimento comunicando ao chefe de setor as irregularidades porventura existentes;
i) Atender consultas médicas em ambulatórios, hospitais ou outros estabelecimentos
públicos municipais preenchendo e assinando laudos de exames de verificação;
j) Fazer diagnósticos e recomendar a terapêutica indicada para cada caso, bem como
prescrever regimes dietéticos, exames laboratoriais e encaminhar casos especiais a
setores especializados;
k) Preencher a ficha individual do paciente, preparar relatórios mensais relativos às
atividades do cargo, incentivar a vacinação e indicar medidas de higiene pessoal;
l) Exercer a regulação médica do sistema devendo, para tanto, conhecer a rede de

56
serviços da região;
m) Manter uma visão global e permanentemente atualizada dos meios disponíveis para
o atendimento pré-hospitalar e das portas de urgência, checando periodicamente sua
capacidade operacional;
n) Efetuar a recepção dos chamados de auxílio, análise da demanda, classificação em
prioridades de atendimento e seleção de meios para atendimento (melhor resposta);
o) Realizar o acompanhamento do atendimento local, efetuar a determinação do local de
destino do paciente e fazer orientação telefônica;
p) Prestar assistência direta aos pacientes nas ambulâncias e quando indicado, realizar
os atos médicos possíveis e necessários ao nível pré-hospitalar;
q) Exercer o controle operacional da equipe assistencial, bem como fazer o controle de
qualidade do serviço nos aspectos inerentes à sua profissão;
r) Avaliar o desempenho da equipe e subsidiar os responsáveis pelo programa de
educação continuada do serviço;
s) Obedecer às normas técnicas vigentes no serviço;
t) Garantir a continuidade da atenção médica ao paciente grave, até a sua recepção por
outro médico nos serviços de urgência;
u) Obedecer ao código de ética médica e executar outras tarefas correlatas.
PT015-03
a) Contribuir na formulação de políticas públicas de saúde;
b) Executar as atividades relacionadas às ações públicas de saúde de forma integrada
com os demais profissionais de área;
c) Garantir a prestação qualitativa dos serviços de assistência e de preservação da
saúde, segundo as diretrizes da política de saúde municipal;
d) Atender aos usuários dos serviços de saúde municipal e referenciados, quando do
seu encaminhamento pela Unidade de saúde correspondente ou através dos grupos
multiprofissionais de atendimento;
e) Desempenhar ações e atividades programáticas estabelecidas, bem como realizar
registros e procedimentos necessários (análise, exame físico, etc);
f) Solicitar exames laboratoriais, quando necessário, efetuando o acompanhamento do
tratamento e prescrever o tratamento, encaminhamento para serviços especializados e
outros;
g) Conhecer os recursos médicos disponíveis, normas e rotinas de serviços, assim como
organizar, zelar pelos equipamentos, instrumentos e materiais sob sua guarda e
utilização;
Médico Classe III h) Registrar suas ações e atividades em formulários próprios e responsabilizar-se pelas
(Especialista) informações constantes no prontuário, na receita, no atestado e na guia de
encaminhamento subscrita;
I) Atender as urgências médicas intercorrentes em usuários;
j) Realizar visita domiciliar e de vigilância sanitária, epidemiológica e ambiental, quando
necessário, bem como realizar e participar de matriciamento interdisciplinar e/ou com
outras especialidades;
k) Prescrever medicamentos e tratamentos específicos de rotina ou de emergência
dentro do seu campo de especialização, efetuando as anotações pertinentes nos
prontuários;
l) Emitir pareceres sobre assuntos de sua especialidade;
m) Dar plantão nos eventos realizados na unidade, assistindo pacientes com o intuito de
assegurar seu bem estar;
n) Desenvolver suas atividades, aplicando normas e procedimentos de bio segurança,
bem como manter-se atualizado em relação às tendências e inovações tecnológicas de
sua área de atuação e das necessidades do setor/departamento;
o) Representar a Prefeitura, quando solicitado, nos eventos técnicos em sua área de
especialidade, bem como elaborar artigos técnicos para divulgação em revistas
especializadas e efetuar pesquisas propondo novas tecnologias;
p) Participar de reuniões administrativas e científicas do corpo clínico;
q) Coordenar e dar encaminhamento a problemas sanitários, adotando medidas
corretivas, quando de surtos, bem como coordenar a elaboração e execução de projetos
de implementação ou implantação de serviços;
r) Analisar problemas complexos e propor soluções adequadas;

57
s) Priorizar as ações em equipe multidisciplinar de maneira a estabelecer um diálogo
contínuo com as diferentes áreas que compõem o sistema único de saúde local, sem
perder de vista a sua especificidade das demais áreas.
t) Construir, implementar e avaliar projetos sócio-educativos voltados à questões de
saúde para pacientes e familiares.
u) Participar do planejamento, execução e avaliação de programas educativos de
prevenção dos problemas de saúde pública;
v) Executar outras atividades pertinentes à profissão, segundo a classe, ordem ou
conselho profissional específico, conforme necessidade ou que lhe forem delegadas
pelos níveis hierárquicos superiores, relacionados a sua área de atuação.
PT015-0310
a) Examinar pacientes, manter seu registro com anotação sobre possível diagnóstico e
tratamento das doenças vasculares;
b) Prescrever, requisitar e analisar resultados de exames de imagens nas doenças
Angiologista vasculares periféricas (eco-doppler, angiografia, tomografia computadorizada,
ressonância nuclear magnética);
c) Acompanhar o paciente verificando a evolução da doença em estrutura da parede
vascular e suas implicações na fisiopatologia das doenças vasculares periféricas;
d) Diagnosticar oclusões arteriais agudas, trombose e embolia arteriais;
e) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0320
a) Executar atividades inerentes à especialidade de cardiologia, abrangendo todos os
Cardiologista componentes do sistema cardiovascular;
b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0330
a) Executar atividades de estudo, avaliação e tratamento da pele e seus anexos (unhas,
cabelo, glândulas sebáceas e sudoríparas), abrangendo a clínica, a cirurgia
Dermatologista dermatológica, a cosmiatria, a micologia e a patologia, atendo-se, além da
prevenção e tratamento de doenças da pele, com a estética e conservação da
integridade desse órgão;
b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta;
PT015-0340
a) Supervisionar os serviços de higiene e medicina do trabalho, tendo em vista as
exigências legais, preservando o bem-estar físico, mental e social dos servidores
municipais;
b) Programar e executar planos de proteção à saúde do trabalhador, traçar diretrizes
para programas de insalubridade e periculosidade;
Medicina do Trabalho c) Realizar exames pré-admissionais, periódicos e específicos; Estabelecer medidas
para atendimento médico a acidentados.
d) Proceder a levantamentos e estudos de doenças profissionais, propondo medidas
preventivas, contatando com todas as áreas da Prefeitura, orientando-as quanto as
normas de segurança do trabalho;
e) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta;
f) Emitir parecer em processos administrativos e judiciais, em sua área técnica.
PT015-0350
a) Executar atividades inerentes à especialidade de endocrinologia, diagnóstico,
tratamento e acompanhamento de pacientes portadores das doenças, congênitas ou
adquiridas, que afetam o sistema endócrino produzindo alterações hormonais e
Endocrinologista desordens glandulares;
b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0360
Endoscopista a ) Efetuar a realização de exames diagnósticos ou tratamentos terapêuticos, através da
utilização de endoscópios rígidos ou flexíveis

58
PT015-0370
Gastroenterologista a) Executar atividades relativas ao conhecimento da fisiologia, sintomase tratamento de
doenças gastrointestinais
PT015-0380
a) Executar atividades inerentes à promoção, proteção e recuperação da saúde da
mulher, compreendendo as doenças dos órgãos genitais internos e externos,
Ginecologista abrangendo também os setores de Colposcopia, Laparoscopia e Hiteroscopia;
b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0390
a) Realizar atendimento na área de mastologia;
b) Desempenhar funções da medicina preventiva e curativa na área;
Mastologista c) Realizar atendimento médico, exame físico e diagnóstico;
d) Realizar procedimentos específicos da área de saúde da mulher, bem como
prescrever e ministrar tratamento, analisar exames clínicos, laboratoriais, de imagens e
emitir laudos
PT015-0300
a) Executar atividades relativas ao estudo dos distúrbios e patologias dos sistemas
nervoso central (cérebro, medula espinhal e alguns nervos da visão) e periférico
Neurologista (ramificações de nervos que se espalham por todo corpo humano);
b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta;
PT015-0311
a) Executar atividades relativas ao diagnóstico e tratamento de todas as doenças do
sistema visual;
Oftalmologista b) Realizar, no mínimo, 16 (dezesseis) exames por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0312
a) Prestar assistência médica, ginecologia e obstetrícia, Cirúrgica e pré natal;
b) Atender diversas consultas médicas em ambulatórios, hospitais e unidades sanitárias,
bem como realizar o acompanhamento das gestantes em pré-natal e avaliação, pós-
parto;
c) Realizar os procedimentos obstétricos e ginecológicos necessários, assim como
preencher e assinar laudos, exames e verificações, fazer diagnóstico e recomendar a
Obstetra terapêutica indicada para casa caso;
d) Prescrever exames laboratoriais, especializados e preparar relatórios mensais
relativos às atividades do cargo;
e) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta;
f) Executar outras tarefas correlatas, conforme determinação do superior hierárquico.
PT015-0313
a) Executar atividades relativas ao conhecimento da fisiologia, sintomas e tratamento de
doenças da garganta, aparelho auditivo e fossas nasais;
Otorrinolaringologista b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0314
a) Dar assistência à criança e ao adolescente, nos aspectos curativos e preventivos,
este abrangendo ações em relação a imunizações (vacinas), aleitamento materno,
prevenção de acidentes, além do acompanhamento e das orientações
Pediatra necessárias a um crescimento e desenvolvimento saudáveis.
b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0315
a) Realizar tratamento das doenças pulmonares e respiratórias, incluindo as
intervenções de cirurgia torácica;
Pneumologista b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta;
Proctologista PT015-0316
A)Diagnostica e trata doenças do intestino grosso, empregando meios clínicos ou
59
cirúrgicos, para promover ou recuperar a saúde do paciente: faz anamnese e exames
clínicos geral e específico, interrogando o paciente e escutando-o ou executando
palpações, por intermédio de aparelhos específicos, para estabelecer o diagnóstico da
doença;
b) realiza exame proctológico, inspecionando a região anal e perinal, fazendo o toque
retal e palpação por meio de anuscópio, retoscópio e sigmoidoscópio, para observar
diretamente características do canal anal, mucosa do reto e do sigmóide distal;
c)faz biópsias, retirando fragmentos de tumores ou de mucosa intestinal, para fazer o
diagnóstico histopatológico da doença; prescreve e/ou executa tratamentos clínicos ou
cirúrgicos, indicando a medicação, dieta, repouso ou fazendo infiltrações, cauterizações
e intervenções cirúrgicas, de acordo com as técnicas indicadas, para recuperar a saúde
do paciente; acompanha o restabelecimento clínico dos pacientes, observando o pós-
operatório e fazendo exame periódico de controle, para avaliar a recuperação integral
dos mesmos ou surpreender complicações ou recidiva das doenças;
d) emite parecer médico especializado, examinando o doente e registrando os dados e a
conclusão diagnóstica, para orientar a terapêutica a ser ministrada, a perícia ou a junta
médica. Pode participar de grupos de trabalho, comissão e equipes multidisciplinares de
programas de detecção precoce de câncer do intestino ou de projeção, recuperação e
reabilitação de doentes portadores de anus extra natura (colostomias e ileostomias).
PT015-0317
a) Executar atividades de estudo, prevenção e tratamento dos modos psíquicos de
adoecer ou da perda involuntária da faculdade normativa;
b) Prestar assistência médico-psiquiátrica em Unidade Básica de Saúde, em especial no
CAPS – Centro de Atenção Psicossocial e/ou Unidade Similar;
c) Efetuar atendimento integral à saúde mental;
d) Prestar atendimento de urgência em psiquiatria e clínica geral;
e) Solicitar exames laboratoriais e outros quando julgar necessário e ministrar o
Psiquiatra respectivo tratamento;
f) Elaborar, executar e avaliar programas de saúde mental, individual e coletiva;
g) Participar de atividades educativas de promoção e prevenção de saúde mental e
saúde pública, bem como aplicar recursos de medicina terapêutica e preventiva;
h) Efetuar atendimento integral à saúde mental;
i) Fornecer laudos médicos e psiquiátricos ao Poder Judiciário ou outros, quando se fizer
necessário;
j) Atender, no mínimo, 12 (doze) pacientes por turno de serviço, salvo se a demanda não
atingir este numero.
PT015-0318
a) Realizar e interpretar exames radiológicos de todas as partes do corpo humano;
b) Realizar exames radiológicos simples e contrastados;
c) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta;
Médico Radiologista d) Efetuar exames radiológicos de cavidades abdominais, tais como:
esôfago, estômago, duodeno, intestino delgado e grosso, vesícula biliar, rins, ureteres,
bexiga, uretra, útero e anexos; realizar exames radiológicos e contrastados de estruturas
vasculares, tais como angiografias etc.
PT015-0319
Efetuar exames médicos, emitir diagnósticos, prescrever medicamentos e realizar outras
formas de tratamento para diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos da
medicina preventiva ou terapêutica; analisar e interpretar resultados de exames
diversos, comparando-os com padrões normais, para confirmar ou informar o
diagnóstico; manter registro dos pacientes examinados, anotando a conclusão
Reumatologista diagnóstica, o tratamento prescrito e a evolução da doença; encaminhar pacientes para
atendimento especializado, quando for o caso; assessorar a elaboração de campanhas
educativas no campo da saúde pública e medicina preventiva; participar das atividades
de treinamento e aperfeiçoamento de pessoal técnico e auxiliar, realizando-as em
serviço ou ministrando aulas e palestras, a fim de contribuir para o desenvolvimento
qualitativo dos recursos humanos em sua área de atuação; participar de grupos de
trabalho e/ou com unidades da Prefeitura e outras entidades públicas e particulares,
realizando estudos, emitindo pareceres ou fazendo exposições sobre situações e/ou

60
problemas identificados, opinando, oferecendo sugestões, revisando e discutindo
trabalhos técnico-científicos, para fins de formulação das diretrizes, dos planos e
programas de trabalhos afetos ao Município; executar outras tarefas correlatas.
PT015-0320
a) Realizar exames e emitir laudos com conhecimentos técnicos na seguinte área:
exames ecográficos e Doppler ecográficos;
b) Conhecer a fisiopatologia e a semiologia nos exames ecográficos, nos seguintes
órgãos e sistemas: sistema nervoso central, sistema pulmonar, sistema gastrointestinal,
sistema geniturinário, sistema músculo esqueléticos sistema
cardiovascular, ginecologia obstetrícia, mamas, sistema endócrino, obstetrícia e
ginecologia - Anatomia ultrassonográfica do saco gestacional e do embrião, anatomia
ultrasonográfica fetal e anatomia da idade gestacional, bem como anomalias fetais,
propedêutica e tratamento pré-natal.
c) Acompanhar o crescimento intra-uterino retardado, gestação de alto risco, gestação
múltipla, placenta e outros anexos do concepto, bem como: anatomia e ultra-sonografia
da pélvis feminina, doenças pélvicas inflamatórias, contribuição do
ultrassom nos dispositivos intra-uterinos, princípios no diagnóstico diferencial das
massas pélvicas pela ultrassonografia, ultra-sonografia nas doenças ginecológicas
malignas, endometriose;
d) Realizar estudo ultrassonográfico da mama normal e patológico, estudo
Ultrassonografista ultrassonográfico do útero normal e patológico, estudo ultrassonográfico do ovário
normal e patológico, ultra-sonografia e esterilidade;
e) Efetuar estudo ultrassonográfico das patologias da primeira metade da gestação,
medicina interna e estudo ultrassonográfico do: crânio, olho, órbita, face e pescoço,
tórax, escroto e pênis, extremidades, abdômen superior (fígado, vias biliares, pâncreas e
baço), retroperitôneo;
f) Realizar estudo ultrassonográfico da cavidade abdominal vísceras ocas, coleções e
abscessos peritoneais, rins e bexigas, próstata e vesículas seminais, patologias
hepáticas, bem como tumores hepáticos: primário e metastático,
hepatopatias não tumorais (Esquistossomose hepato-esplênica, Cirrose Hepática),
abscessos hepáticos e hematomas, ultra-sonografia das vias biliares: Anomalias
congênitas, Litíase biliar, Colecistite aguda e crônica, aspecto ultrassonográfico das
coleções e abscessos peritonais, patologias Pancreáticas, Pancreatites, Tumores;
patologias Renais, Trauma renal, Uropatias obstrutivas, Lesões císticas renais,
Nefropatias crônicas, tumores renais, massas abdominais na infância, abordagem
ultrassonográfica da bexiga, próstata e vesículas seminais e patologias articulares.
PT015-0321
a) Executar atividades relativas ao tratamento e prevenção das doenças do aparelho
Urologista urinário e de doenças do aparelho genital masculino;
b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0322
a) Realizar tratamento das alterações em ossos, músculos e articulações seja elas
congênitas (desde o nascimento), desenvolvidas durante a vida do paciente, ou por
Ortopedista causa de problemas de postura em conseqüência da idade, acidentes ou doenças;
b) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta
PT015-0323
a) Reconhecer a doença incapacitante temporária e/ou definitiva, triando o referido
paciente para os grupos multinterprofisionais de tratamento;
b) Realizar avaliações clínicas e terapia específicas de reabilitação por meios físicos
e/ou medicamentoso para melhora funcional;
Fisiatra c) Realizar atendimento clínico das alterações ligadas a doenças como:
lesão medular; lesão encefálica adquirida, amputados, paralisia cerebral, disrafismo
espinhal, deformidades congênitas e demais doenças neuromusculares.
d) Colaborar no atendimento interdisciplinar, para incluir o paciente portador de
alterações do aparelho locomotor que passou, ou não, por processo reabilitacional na
sociedade;
e) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a

61
demanda não atingir esta meta;

PT015-0324
a) Executar procedimentos específicos tais como: exame anátomo e citopatológico,
transoperatórios por congelação, necropsias etc;
b) Solicitar e acompanhar procedimentos complementares e/ou paralelos aos exames
acima citados, quando indicados, como análise ultra-estrutural, análise citogenética e
análise molecular, entre outros;
Anatopatologista c) Atender, no mínimo, 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento, salvo se a
demanda não atingir esta meta;
d) Realizar e/ou supervisionar a realização de exames, da coleta e sua indicação até o
relatório final e sua coerência com a evolução do processo patológico, por meio do
seguimento do paciente.
PT015-0325
a) Executar procedimentos em Hematologia e Hemoterapia;
b) Realizar atendimento ambulatorial em Hematologia e Hemoterapia;
Hematologista c) Realizar as revisões dos pacientes em tratamento;
d) Avaliar a resposta do paciente ao tratamento, dar alta e fazer o seguimento, quando
necessário;
e) Recepcionar os chamados de auxílio, analisar a demanda e classificar a prioridade de
atendimento, selecionando os meios de atendimento (melhor resposta).
PT015-0326
a) Diagnosticar, tratar e acompanhar pacientes acometidos por doenças infecciosas e
parasitárias, causadas por vírus, bactérias, fungos, protozoários ou outros
microorganismos;
Infectologista b) Executar atividades de estudo dessas doenças bem como o aconselhamento na
prescrição de antimicrobianos (uso correto de antibióticos) e controle de infecção
hospitalar
PT015-0327
a) Executar macroscopia de peças cirúrgicas;
b) Realizar exames de patologia cirúrgica, bem como realizar exames de imuno-
histoquímica;
c) Realizar exames de patologia oncológica geral (incluindo: mama, trato ginecológico,
digestivo, respiratório, urológico, pele, cabeça e pescoço, entre os principais), bem como
realizar exames de oncopediatria;
Patologista Clínico d) Realizar exames de biópsia de medula óssea e de oncohematopatologia, efetuando
exames de citopatologia especial;
e) Realizar exames de colpocitopatologia, bem como realizar exames de patologia de
partes moles;
f) Realizar exames de punção-biópsia por agulha fina.
PT014-091
Trata das afecções periodontais, empregando técnicas específicas para restabelecer a
saúde da região afetada: trata das doenças relacionadas com o periodonto, servindo-se
de meios clínicos, cirúrgicos ou protéticos, para preservar ou recuperar o tecido
periodontal; realiza procedimentos específicos necessários à comple- mentação do
tratamento periodontal, fazendo balanceio oclusal e pequenos movimentos de dentes,
Periodondista para assegurar a saúde bucal; realiza a imobilização dos dentes com movimentação
patológica, utilizando amarrias ou goteiras, para restabelecer a sua função mastigatória
e estética.
PT014-092
a)Faz o diagnóstico e tratamento das doenças e lesões da polpa dentária e dos tecidos
periapicais, empregando procedimentos clínicos, para proporcionar a conservação dos
dentes: restaura e obtura dentes, valendo-se de meios clínicos, para manter a vitalidade
pulpar;
b) realiza procedimentos cirúrgicos, efetuando remoções parciais ou totais do tecido
pulpar, para conservar o dente; executa tratamento dos tecidos periapicais, fazendo
Endodontista cirurgia ou curetagem apical, para proteger a saúde bucal;
c) faz tratamento biomecânico na luz dos condutos radiculares, empregando
instrumentos especiais e medicamentos, para eliminar os germes causadores de
62
processo infeccioso periapical; infiltra medicamentos antiinflamatórios, antibióticos e
detergentes no interior dos condutos infectados, utilizando instrumental próprio, para
eliminar o processo infeccioso;
d) executa vedamento dos condutos radiculares, servindo-se de material obturante, para
restabelecer a função dos mesmos.

PT014-093
a) Atender e orientar pacientes, bem como executar tratamento odontológico e realizar,
entre outras atividades, radiografias e ajuste oclusal, aplicação de anestesia, extração
de dentes, tratamento de doenças gengivais e canais, cirurgias
bucomaxilofaciais, implantes, tratamentos estéticos e de reabilitação oral;
b) Realizar o tratamento cirúrgico de cistos, afecções radiculares e periradiculares,
doenças das glândulas salivares, doenças das articulações teporomandibular, lesões de
Cirurgião Buco Maxilo origem traumática na área buço-maxilo-facial, malformação
Facial congênitas ou adquiridas dos maxilares e da mandíbula;
c) Realizar o tratamento de tumores benignos da cavidade bucal e tumores malignos da
cavidade bucal, quando o especialista deverá atuar integrado em equipe de oncologista;
d) Diagnosticar e avaliar pacientes e planejar tratamento, bem como realizar auditorias e
perícias odontológicas.
PT014-094
a) Realizar o Diagnóstico, prognóstico, tratamento e controle dos distúrbios crânio-
mandibulares e de oclusão, através da prótese fixa, da prótese removível parcial ou total
Dentista Protesista e da prótese sobre implante;
b) Realizar atividades de laboratório necessárias à execução dos trabalhos protéticos e
procedimentos técnicos de confecção de peças, aparelhos fixos e removíveis parciais e
totais como substituição das perdas de substâncias dentárias e paradentárias.
PT014-095
a) Realizar a obtenção e interpretação de imagens das estruturas bucomaxilo-faciais e
Dentista Radiologista de outras relacionadas com a Odontologia;
b) Auxiliar, em diagnóstico, para elucidação de problemas passíveis desolução,
mediante exame pela obtenção de imagens
PT005-111
I – Praticar clínica médica veterinária em todas as suas modalidades;
II – Atuar no Centro de Zoonoses, no Matadouro Municipal e nos demais equipamentos
urbanos compatíveis com a função, na forma determinada pelo superior hierárquico;
III – Realizar exames clínicos, dar diagnósticos e coletar material para exames
laboratoriais;
Médico Veterinário IV – Prescrever e efetuar tratamento dos animais e promover a profilaxia;
Inspetor Sanitário V – Orientar os técnicos laboratoriais quanto a procedimentos de coleta e de análises
anatomopatológica, histopatológica, hematológica, imunológica etc;
VI – Planejar, orientar e supervisionar a manutenção de linhagens, promovendo o
melhoramento das espécies animais em toda área do município;
VII – Desenvolver e executar programas de reprodução, nutrição e higiene sanitária,
bem como realizar eutanásia e necropsia animal;
VIII – Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função,
designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal.
PT005-112
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
Nutricionista coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações nutricionais,
Inspetor Sanitário visando à prevenção, promoção e recuperação da saúde individual e coletiva, em todas
as fases do ciclo da vida: criança, adolescente, homem, mulher, adulto, idoso;
b) Planejar e executar serviços ou programas de nutrição e de alimentação em
estabelecimentos da Secretaria Municipal de Saúde ou em outra secretaria que esteja
lotado;
c) Planejar serviços ou programas de nutrição nos campos de saúde pública e outros
similares;
d) Organizar cardápios e elaborar dietas;
e) Controlar a estocagem, preparação, conservação e distribuição dos alimentos a fim
63
de contribuir para a melhoria protéica, racionalidade e economicidade dos regimes
alimentares;
f) Planejar e ministrar cursos de educação alimentar;
g) Prestar orientação dietética pós consulta/tratamento;
h) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal
PT005-113
a ) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações Farmacêuticas
Bioquímicas, visando o controle e qualidade dos serviços fornecidos a comunidade;
b) Executar testes e exames hematológicos, sorológicos, bacteriológicos,
parasitológicos, citológicos e outros;
c) Orientar e supervisionar o trabalho de auxiliares na realização de exames e testes
relativos à patologia clínica;
d) Elaborar relatórios e pareceres diagnósticos, resultantes de testes, análises e
Farmacêutico Bioquímico experiências;
Inspetor Sanitário e) Preencher e assinar laudos resultantes dos exames realizados;
f) Controlar a qualidade dos exames realizados no laboratório;
g) Participar da programação e execução do aperfeiçoamento de pessoal, requisitar
material, equipamento e aparelhos necessários ao desenvolvimento das atividades do
laboratório, bem como providenciar a manutenção dos mesmos;
h) Zelar pela limpeza, ordem e controle do local de trabalho;
i) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal.
PT005-114
a) Prestar assistência com responsabilidade, competência, habilidade e valores éticos
específicos, que o habilita a desenvolver atividades de planejamento, gerenciamento,
coordenação, organização, supervisão, execução e avaliação das ações Farmacêuticas,
visando o controle e qualidade dos medicamentos fornecidos a comunidade;
b) Aviar receitas, de acordo com as prescrições médicas, odontológicas e de
enfermagem;
c) Manter registros do estoque de drogas;
d) Fazer requisições de medicamentos, drogas e materiais necessários à farmácia;
e) Examinar, conferir, guardar e distribuir drogas e medicamentos entregues à farmácia;
f) Ter sob custódia drogas tóxicas e narcóticos com registro para acompanhamento e
supervisão;
g) Realizar inspeções relacionadas com a manipulação farmacêutica o aviamento do
receituário médico;
Farmacêutico h) Responsabilizar-se por equipes auxiliares necessárias a execução das atividades
Inspetor Sanitário próprias do cargo;
i) Controlar e supervisionar as requisições e/ou os processos de compra de
medicamentos e produtos farmacêuticos;
j) Prestar assessoramento técnico aos demais profissionais da saúde, dentro do seu
campo de especialidade;
k) Auxiliar, bem como participar das atividades de capacitação a que for convocado;
l) Propor normas e rotinas relativas à sua área de competência, zelar pela observância
das medidas relativas à prevenção de acidentes e infecções, participar nas ações de
vigilância epidemiológica e sanitária;
m) Realizar outras atribuições inerentes à função, designadas pelo superior hierárquico
da Administração Municipal

64
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS
Endereço: Rua Pedro Firmino, 90, Centro – CEP 50700-000
CNPJ: 09.084.815/0001-70

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO No 001 / 2010

ANEXO V

FORMULÁRIO PARA ENTREGA DA PROVA DE TÍTULOS.

PROVA DE TÍTULOS – RELAÇÃO E RECIBO DE ENTREGA

Prezados Senhores membros do IDASB-INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E APOIO SOCIAL DO BRASIL,

Nome do candidato

Nº INSCRIÇÃO n˚ do RG
CPF
Cargo
ENTREGRA: EM MÃOS ( ) VIA POSTAL: SEDEX ( ) AR ( )
TÍTULOS APRESENTADOS: QUANTIDADE OBSERVAÇÕES:

_______________________, _____ de _________________ de 2010

Assinatura do Candidato

RECEBEDOR:

DATA: _____/______/2010

Assinatura do Funcionário

65
66
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS
Endereço: Rua Pedro Firmino, 90, Centro – CEP 50700-000
CNPJ: 09.084.815/0001-70

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO No 001 / 2010

ANEXO VI - REQUERIMENTOS

INTERPOSIÇÃO DE RECURSO CONTRA OS GABARITOS PRELIMINARES DAS PROVAS OBJETIVAS.

(Primeira Parte)

REQUERIMENTO

Prezados Senhores membros do IDASB-INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E APOIO SOCIAL DO BRASIL,


______________________________________________, R.G. nº.__________________, CPF nº.
____________________, inscrito neste concurso público sob o número ________________, como candidato ao cargo
de ________________________, constante do referido Edital 001/2010, solicito revisão dos seguintes itens:

[ ] Dos gabaritos preliminares oficiais das provas objetivas e Questões, conforme especificações a seguir.

_______________, _____ de _____________________ de 2010.

Assinatura do Candidato

Atenção:

O candidato deverá observar todas as informações constantes no Edital.

67
Continuação do Recurso (segunda parte)

Contra gabarito oficial preliminar da prova escrita objetiva Número da Questão [ ]


e contra Questões da Prova Gabarito [ ]
Resposta do Candidato [ ]

JUSTIFICATIVAS

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

68
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS
Endereço: Rua Pedro Firmino, 90, Centro – CEP 50700-000
CNPJ: 09.084.815/0001-70

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO No 001 / 2010

INTERPOSIÇÃO DE RECURSO CONTRA O RESULTADO PRELIMINAR OFICIAL OU DO RESULTADO DA


AVALIAÇÃO DE TÍTULOS (para os Cargos que permite a Prova de Títulos)

(Primeira Parte)

REQUERIMENTO

Prezados Senhores membros do IDASB-INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E APOIO SOCIAL DO BRASIL,


______________________________________________, R.G. nº. __________________, CPF nº.
____________________, inscrito neste concurso público sob o número ________________, como candidato ao cargo
de ________________________, constante do referido Edital 001/2010, solicito revisão dos seguintes itens:

[ ] Do resultado Preliminar Oficial.


[ ] Do resultado da Prova de Títulos.

_______________, _____ de _____________________ de 2010.

Assinatura do Candidato

69
Continuação do Recurso (segunda parte)

RECURSOS
Contra o resultado preliminar da prova escrita [ ]
Contra o resultado preliminar da avaliação de Títulos [ ]

JUSTIFICATIVA

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________

70
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS
Endereço: Rua Pedro Firmino, 90, Centro – CEP 50700-000
CNPJ: 09.084.815/0001-70

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO No 001 / 2010

REQUERIMENTO DE SOLICITAÇÃO DE CONDIÇÕES ESPECIAIS

REQUERIMENTO

Prezados Senhores membros do IDASB-INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E APOIO SOCIAL DO BRASIL,


______________________________________________, R.G. nº. __________________, CPF nº.
____________________, inscrito neste concurso público sob o número ________________, como candidato ao cargo
de ________________________, de acordo com os subitens 5.15, 5.16 e 13.15, requeiro:

NECESSIDADES SOLICITAÇÕES
Sala térrea (dificuldade de locomoção) [ ]
Necessidades Físicas Mesa para cadeirante [ ]
Sala para amamentação [ ]
Auxílio na leitura da prova (ledor) [ ]
Necessidades Visuais
Prova ampliada (fonte 16) [ ]
(cego ou pessoa com baixa visão
Prova ampliada (fonte 20) [ ]
Necessidades Auditivas Leitura labial [ ]
(perda total ou parcial da audição) Intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais) [ ]

PATOS, ____ de _______________ de 2010.

Assinatura do Candidato

71
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO 001/2010

ANEXO VII CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Professor de Ensino PT 001-01


Religioso (Zona Urbana 1 – P r o g r a m a d e D i d á t i c a d e E n s i n o R e l i g i o s o : Conhecimento em
Religião: importância social; aprender e ensinar Religião na Educação Básica; orientações
didáticas para a aprendizagem de Religião; blocos temáticos e conteúdos no ensino de
Religião.
História das principais crenças das grandes religiões mundiais. O Homem e o Sagrado.
Cultura Religiosa. História do Ensino Religioso; Legislação do Ensino religioso no Brasil;
Fenômeno religioso e diversidade; Conhecimento religioso; Concepções do Ensino
Religioso; Objetivos do Ensino Religioso; Fundamentos e Metodologia para o Ensino
Religioso; Conteúdos para o Ensino Religioso; Avaliação do Ensino Religioso. Culturas e
tradições religiosas, ritos, teologias, textos sagrados, Ethos. Entidades Civis responsáveis
pelos conteúdos do ER a partir de Legislação Federal e Estadual: Conselho do Ensino
Religioso – CONER e Fórum Nacional Permanente do Ensino Religioso – FONAPER.
Aspectos econômicos, históricos, geográficos e culturais do Município Patos – PB e
microrregião.

Professor de Pré Escola PT 001-02


1 - A didática como prática educativa; 2. Didática e democratização do ensino; 3 - o
processo ensino-aprendizagem, planejamento, métodos e avaliação mediadora; 4
- recursos didáticos e sua utilização no ensino; 5 - saberes necessários à prática
educativa.
. Conhecimentos Sociais: As Regiões Brasileiras - Aspectos físico, econômico e humano
da Região Nordeste; Conhecimentos Básicos de Geografia do Piauí e História do Brasil,
da proclamação da República até os dias atuais. O homem e o meio ambiente. Higiene e
saúde e Preservação ambiental. Fontes de Energia. Os meios de Comunicação. Ecologia:
Habitat e nicho; População; Comunidade; Ecossistema; A biosfera; as relações entre os
seres vivos. O lixo e os cuidados necessários (reciclagem). ÁGUA: cuidados, preservação
e tratamento. O Ar (formação, atmosfera). Raciocínio Lógico. Matemática Elementar:
Princípios fundamentais da contagem, Medidas de tempo, problemas de contagem e de
primeiro grau, operações elementares com adição, subtração, multiplicação e divisão.
Conhecimento das figuras geométricas planas e espaciais. Aspectos econômicos,
históricos, geográficos e culturais do Município de Patos e Microrregião.

Professor Fundamental I Didáticas Específicas – P r o g r a m a d e D i d á t i c a d a L í n g u a


P o r t u g u e s a : Leitura: importância no ensino fundamental; a produção oral e escrita;
ortografia; acentuação e pontuação; o ensino da língua portuguesa no ensino fundamental.
Projetos de trabalho; P r o g r a m a d e D i d á t i c a d a M a t e m á t i c a : O
conhecimento matemático: características; o papel da Matemática no ensino fundamental;
Matemática e os Temas transversais; aprender e ensinar Matemática no ensino
fundamental; objetivos, conteúdos e avaliação em Matemática; orientações didáticas para
ensinar Matemática. Projetos de trabalho. P r o g r a m a d e D i d á t i c a d a
H i s t ó r i a : A história no ensino fundamental; ensino e aprendizagem de História no
primeiro e no segundo ciclos; objetivos de História no primeiro e no segundo ciclos;
conteúdos de História no ensino fundamental; orientações didáticas gerais para o ensino e a
aprendizagem no ensino de História; conhecimento geográfico; características e importância
social; critérios de avaliação de História no ensino fundamental. P r o g r a m a d e
D i d á t i c a d a G e o g r a f i a : Conhecimento geográfico: importância social; aprender
e ensinar geografia na Educação Básica; orientações didáticas para a aprendizagem da
Geografia; blocos temáticos e72conteúdos no ensino de Geografia. P r o g r a m a d e
D i d á t i c a d a s C i ê n c i a s : Aprender e ensinar Ciências Naturais no ensino
fundamental; objetivos e conteúdos de Ciências no ensino fundamental; critérios de
avaliação de Ciências para o primeiro e o segundo ciclos; orientações didáticas no ensino
de Ciências; projetos.
Professor Fundamental PT 001-04
II (Inglês) 2 - P r o g r a m a D e D i d á t i c a D e I n g l ê s : Conhecimento em Inglês: importância
social; aprender e ensinar Inglês na Educação Básica; orientações didáticas para a
aprendizagem de Inglês; blocos temáticos e conteúdos no ensino de Inglês. Texts
Comprehension, Personal Pronouns, Possessive Adjectives and Pronouns, TO BE ( present
tense / past tense ), Articles, Plural of Nouns, Present Continuous Tense / Past Continuous
Tense, Simple Past Tense, Simple Present Tense, Simple Future Tense, Prepositions,
Reflexive Pronouns, Comparatives and Superlatives, Genitive Case, Present Perfect Tense /
Past Perfect Tense, Anomalous Verbs, Question Tags, Conditional Sentences, Relative
Pronouns, Reported Speech, Passive Voice, Indefinite Pronouns, Countable and
Uncountable Nouns.
Professor Fundamental PT 001-05
II (Ciências) 3 – P r o g r a m a D e D i d á t i c a D a s C i ê n c i a s : Aprender e ensinar Ciências
Naturais no ensino fundamental; objetivos e conteúdos de Ciências no ensino fundamental;
critérios de avaliação de Ciências para o primeiro e o segundo ciclos; orientações; Citologia:
A água e os sais minerais / Glicídios e lipídios / Proteínas / Vitaminas / Visão geral da célula
/ Membrana plasmática / Citosol, centríolos e ribossomos / Sistema de endomembranas /
Mitocôndrias / Fotossíntese / Núcleo / Ácidos nucléicos / Divisão celular; Histologia: Tecidos
epitelial, conjuntivo, hematopoético, imunitário, muscular e nervoso; Classificação dos seres
vivos; Vírus, bactérias, protozoários, algas unicelulares e fungos; Reino vegetal; Reino
animal. Anatomia e fisiologia comparada dos animais; Genética. Evolução. Ecologia.
Professor Fundamental PT 001-06
II (História) 4 – P r o g r a m a D e D i d á t i c a D a H i s t ó r i a : A história no ensino fundamental;
ensino e aprendizagem de História no primeiro e no segundo ciclos; objetivos de História no
primeiro e no segundo ciclos; conteúdos de História no ensino fundamental; orientações
didáticas gerais para o ensino e a aprendizagem no ensino de História; conhecimento
geográfico; características e importância social; critérios de avaliação de História no ensino
fundamental.
História Do Brasil: Pré-história brasileira. Colônia: administração colonial, sistema de
capitanias hereditárias, governo geral, pacto colonial, ciclos (cana-de-açúcar, ouro,
pecuária, drogas do sertão), invasões (holandesas e francesas), o Brasil sob o domínio
espanhol, entradas e bandeiras, revoltas nativistas e separatistas, a crise do sistema
colonial, a vinda da corte portuguesa ao Brasil, o governo de D. João, a volta da família real
para Portugal, processo de independência, a sociedade colonial. Império: primeiro reinado,
período regencial, segundo reinado, crise do império. República: consolidação da
República, a República da Espada, a República Velha, a economia na República, as lutas
populares do período, crise da República, revolução de 1930, tenentismo, República Nova,
República populista, regime militar, Brasil contemporâneo. HISTÓRIA GERAL: Pré-história;
Antiga: primeiras civilizações (Egito, Mesopotâmia, Hebreus, Fenícios, Persas, Cretenses),
civilizações clássicas (Grécia e Roma), civilizações da América pré-colombiana, civilizações
orientais (China, Japão e Índia). Idade Média: reinos bárbaros, os árabes, origens do
feudalismo, sistema feudal de produção, sociedade feudal, império Bizantino, império
Carolíngio, as Cruzadas, a Igreja Medieval, renascimento comercial e urbano, as
monarquias nacionais (França, Inglaterra, Itália, Sacro Império Romano-Germânico,
Portugal e Espanha), crise do feudalismo. Moderna: desagregação do feudalismo e origens
do capitalismo, etapas do capitalismo, mercantilismo, Renascimento, Reforma e Contra-
reforma, absolutismo, Iluminismo, Revolução Francesa, império napoleônico, revolução
industrial. Contemporânea: capitalismo industrial, imperialismo, neocolonialismo, I Guerra
Mundial, revolução Russa de 1917, o período entre guerras, II Guerra Mundial, guerra fria,
descolonização da Ásia e da África, os conflitos no Oriente Médio, crise do bloco socialista,
blocos econômicos, atualidades.
Professor Fundamental PT 001-07
II (Matemática) 5–Programa De Didática Da Mat emática:
O conhecimento matemático: características; o papel da Matemática no ensino
fundamental; Matemática e os Temas transversais; aprender e ensinar Matemática no

73
ensino fundamental; objetivos, conteúdos e avaliação em Matemática; orientações didáticas
para ensinar Matemática. Projetos de trabalho. Conjuntos e Subconjuntos. / Operações com
Conjuntos: União, Intersecção, Diferença e Complementar. / Número de Elementos da
União de Conjuntos. / Conjunto Numéricos (Naturais, Inteiros, Racionais, Irracionais, Reais
e Complexos). / Divisibilidade, Máximo Divisor Comum, Mínimo Múltiplo Comum. /
Grandezas Diretamente Proporcionais e Inversamente Proporcionais. / Regra de Três
Simples e Composta. / Porcentagem, Juros Simples e Juros Compostos. / Produtos
Notáveis. / Operações com Números Reais: Adição, Subtração, Multiplicação, Divisão,
Potenciação e Radiciação. / Seqüências, Progressões Aritméticas e Progressões
Geométricas. / Relações e Funções. / Produto Cartesiano. / Função Injetora, Sobrejetora,
Bijetora, Par, Ímpar, Crescente e Decrescente. / Função Composta e Função Inversa. /
Função de Primeiro Grau. / Função de Segundo Grau. / Função Modular. / Função
Exponencial. / Função Logarítmica. / Gráficos de Funções. / Equações e Inequações. /
Matrizes: Operações e Propriedades. / Determinantes. / Resolução e Discussão de um
Sistema Linear. / Trigonometria. / Triângulo Retângulo e Teorema de Pitágoras. / Funções
Trigonométricas, Gráficos, Identidades Trigonométricas, Equações Trigonométricas,
Inequações Trigonométricas. / Lei dos Senos e Lei dos Cossenos. / Geometria Plana. /
Mediatriz de um Segmento, Bissetriz de um Ângulo. / Medianas, Bissetrizes, Alturas e
Mediatrizes de um Triângulo. / Semelhança e Congruência de Triângulos. / Semelhança e
Congruência de Polígonos. / Teorema de Tales. / Número de Diagonais, Soma dos Ângulos
Internos e Soma dos Ângulos Externos de um Polígono. / Polígonos Inscritos e
Circunscritos. / Relações Métricas em Triângulos, Polígonos, Circunferência e Círculo. /
Área das Figuras Planas. / Geometria Espacial. / Retas e Planos no Espaço. / Princípio de
Cavalieri. / Prisma, Pirâmide, Cilindro, Cone e Esfera. / Área e Volume dos Sólidos. /
Geometria Analítica. / Coordenadas Cartesianas. / Distância entre Dois Pontos, Distância de
um Ponto a uma Reta. / Equações da Reta, Ângulo entre Duas Retas, Retas Paralelas,
Retas Perpendiculares. / Equações da Circunferência. / Equações da Elipse, Hipérbole e
Parábola. / Análise Combinatória. / Princípio Fundamental da Contagem. / Arranjo,
Permutação e Combinação, Casos Simples e com Repetição. / Triângulo de Pascal e
Binômio de Newton. / Probabilidade, Espaço Amostral, Resultados Igualmente Prováveis. /
Probabilidade Condicional. / Polinômios. / Operações com Polinômios. / Fatoração e Raízes
de um Polinômio. / Relações entre Raízes e Coeficientes de um Polinômio. / Pesquisa de
Raízes Racionais. / Raízes Complexas Conjugadas. / Noções de Lógica. / Noções de
Estatística (Média, Mediana, Moda, Variância, Desvio Padrão, Distribuição Normal).
Professor Fundamental PT 001-08
II (Português) 6-Programa De Di dática Da Língua Portuguesa: Leitura:
importância no ensino fundamental; a produção oral e escrita; ortografia; acentuação e
pontuação; o ensino da língua portuguesa no ensino fundamental. Projetos de trabalho.
Interpretação de texto. Parônimos / Homônimos. Fonologia e Ortografia. Acentuação
gráfica. Pontuação. Morfologia. Sintaxe. Emprego da Crase. Concordância Verbal e
Nominal. Regência Verbal e Nominal. Estilística. Literatura Brasileira. Gêneros Textuais.
Professor Fundamental PT 001-09
II (Geografia) 7– P r o g r a m a D e D i d á t i c a D a G e o g r a f i a : Conhecimento geográfico:
importância social; aprender e ensinar geografia na Educação Básica; orientações didáticas
para a aprendizagem da Geografia; blocos temáticos e conteúdos no ensino de Geografia.
A ocupação do espaço brasileiro. Formação da Sociedade Brasileira. Dinâmica climática e
paisagens vegetais no Brasil e no mundo. Crescimento populacional no Brasil e no mundo.
Transição demográfica. Teorias demográficas: Malthusianismo, neomalthusianismo e
reformistas. A questão energética no mundo atual e no Brasil. Fontes alternativas de
energia. Questão ambiental e desenvolvimento sustentável no Brasil e no mundo. A
indústria no mundo atual. A indústria no Brasil. Tendências da agricultura mundial e
políticas agrícolas no mundo desenvolvido. Espaço agrário no mundo subdesenvolvido e
no Brasil. Urbanização no Brasil e no mundo. Problemas ambientais urbanos. A revolução
informacional no espaço geográfico: o meio tecnocientífico-informacional, os tecnopólos,
tecnopólos brasileiros. Contexto histórico e geopolítico do mundo atual: capitalismo e
espaço geográfico, período entre guerras, geopolítica da guerra fria, geopolítica do mundo
atual. Economia, trabalho e sociedade. Movimentos populacionais. Conflitos étnicos,
separalismo e terrorismo. O Brasil no mundo globalizado: Abertura econômica, comércio
externo, acordos econômicos e regionalização interna.

74
Professor Fundamental PT 001-10
II (Artes) 8 – P r o g r a m a D e D i d á t i c a D a s A r t e s : Conhecimento Artes: importância
social; aprender e ensinar Artes na Educação Básica; orientações didáticas para a
aprendizagem das Artes; blocos temáticos e conteúdos no ensino de Artes. A arte e suas
funções. Objetivos gerais do ensino de arte. A arte e os temas transversais. A arte através
do tempo. Histórico do ensino de arte no Brasil. O ensino de arte no currículo escolar:
legislação e prática. As linguagens artísticas: artes visuais, dança, música, teatro. Os
diversos códigos utilizados nas artes visuais: cores, formas, ponto, linha, luz, volume,
espaço, perspectiva, superfície e textura. Critérios para avaliação em arte. A abordagem
triangular no Ensino de Arte no Brasil. As habilidades necessárias à leitura de imagens e à
apreciação das artes visuais.

Orientador Educacional PT 002-01


O papel do O papel do pedagogo na conjuntura político-educacional brasileira; Escola é lugar de aprender e de
ensinar; Ensinar: especificidade humana; A Educação Básica redimensionada; Escrevendo e lendo na escola;
Organização do espaço escolar; Avaliação Mediadora na Educação Básica.
Conhecimentos pedagógicos. 1 Fundamentos da Educação: sociedade, estado e educação.
2 A História da educação no Brasil. 3 Educação e cultura afro-brasileira. 4 Educação no
mundo contemporâneo: desafios, compromissos e tendências da sociedade, do
conhecimento e as exigências de um novo perfil de cidadão. 5 A escola e a pluralidade
cultural. 6 Políticas públicas para educação. 7 Tendências da prática pedagógica. 8
Currículo: elaboração e prática. 9 A construção coletiva da proposta pedagógica da escola:
expressão das demandas sociais, das características multiculturais e das expectativas dos
alunos e dos pais. 10 Educação inclusiva: fundamentos legais, conceito e princípios,
adaptações curriculares e o papel do professor. 11 Princípios e práticas de gestão escolar.
12 Concepções e teorias da aprendizagem. 13 Organização curricular por áreas de
conhecimento. 14 Trabalho pedagógico através de projetos temáticos. 15 Planejamento de
ensino: concepção e procedimentos. 16 As competências dos conselhos de classe e
deliberativo da escola. 17 O trabalho coletivo como fator de aperfeiçoamento da prática
docente e da gestão escolar. 18 Avaliação da aprendizagem e a importância dos resultados
da avaliação institucional e da avaliação do desempenho escolar na melhoria da qualidade
do ensino. 19 O papel do professor na integração escola-família. II LEGISLAÇÃO BÁSICA.
1 Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - Lei nº 9.394/96. 2 Plano Nacional de
Educação - Lei nº 10.172/2001. 3 Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei nº 8.069/90
(ECA). 4 Constituição da República Federativa do Brasil (Art. 205 a 214). 5 Emenda
Constitucional nº 53, de 19/12/2006, publicada em 20/12/2006. 6 Lei nº 11.494/2007,
publicada em 21/6/2007.7. Lei Municipal n°. 3.816/09. O papel do pedagogo na conjuntura
político-educacional brasileira. Escola é lugar de aprender e de ensinar. Ensinar:
especificidade humana. A Educação Básica redimensionada. Escrevendo e lendo na
escola. Organização do espaço escolar. Avaliação Mediadora na Educação Básica.
Técnico Administrativo PT 005-15
1. Qualidade no atendimento.2.Comunicação telefônica.3.Uso de equipamentos de
escritório.4. Rotinas administrativas e de escritório.5. Cadastro e licitações.6. Elaboração e
manutenção de banco de dados. 7. Organismos e autarquias públicas.8. Noções de
Administração Pública.9. Noções sobre funcionamento de Órgão Público.10. Arquivo e sua
documentação: organização de um arquivo; técnicas e métodos de arquivamento; modelos
de arquivos e tipos de pastas; arquivamento de registros informatizados.11. Noções de tipos
de organização. 12. Noções de estoque. 13. Gestão da qualidade: análise de melhoria de
processos. 14. Ética profissional e sigilo profissional. 15. Correspondência empresarial e
oficial. 16. Redação Oficial. 17. Formas de tratamento. 18. Abreviações. 19. Documentos.
20. Agenda. 21. Meios de comunicação 21. Noções básicas de informática. 22.
Organização da educação brasileira. 23. Legislação educacional: LDB Lei nº 9394/96.
Parâmetros curriculares Nacionais (PCN). 24. Filosofia da Educação: concepções liberais e
progressistas da educação: contribuições e limites. 25. Ética e cidadania. 26. Lei Municipal
nº 2.493/97. 27. Lei Municipal n°. 3.816/09
PT 004-01
Assistente Social Fundamentos históricos e teórico-metodológicos do serviço social e a dimensão política da
profissão. 2 Trabalho do assistente social no âmbito sócio-jurídico, Estado, políticas
públicas, direitos humanos e direitos sociais no Brasil. 3 Defesa e garantia dos direitos

75
básicos do cidadão no processo de inclusão/exclusão social no sistema capitalista. 4
Vulnerabilidade social. 5 Programas e projetos sociais: conceitos, elaboração, assessoria,
coordenação, execução e processo avaliativo. 6 Pesquisa, planejamento e gestão de
serviços nas diversas áreas sociais. 7 Trajetória histórica da seguridade social no Brasil:
saúde-assistência-previdência. 8 Trabalho em equipe interdisciplinar e multidisciplinar. 9
Instrumentalidade do Serviço Social: estudo de caso, técnicas de entrevista, elaboração de
relatório, laudos e pareceres; trabalho com redes sociais; trabalho com a família e com a
comunidade. 10 Estatuto da Criança e do Adolescente – Lei nº 8.069/90, Estatuto do Idoso
– Lei nº 10.741/2003. 11 Normativas Internacionais (Beijing, Riad, Normas Mínimas para a
Proteção de Adolescentes Privados de Liberdade, Regras Mínimas para a Administração da
Justiça da Infância e da Juventude). 12 Lei nº 8.662/93 – Lei de regulamentação da
profissão de Assistente Social. 13 Lei nº 8.742/93 - Lei Orgânica da Assistência Social e Lei
nº 9.720/98 – altera o artigo 30 da LOAS; Decretos nº 1.744/95 e nº 4.360/2002 –
Regulamenta o Benefício de Prestação Continuada de que trata a LOAS; Lei nº
10.836/2004 – Cria o Programa Bolsa Família e dá outras providências; Decreto nº 3.877 –
Institui o Cadastramento Único para Programas Sociais do Governo Federal. 14 A Política
Nacional de Assistência Social e demais dispositivos que a atualizam; Sistema Único de
Assistência Social – SUAS; NOB 01/2005 – Norma Operacional Básica da Assistência
Social. 15 Legislação sobre Programas de Aprendizagem – Lei nº 10.097/2000, Lei nº
11.180/2005, Decreto nº 5.598/2005 e Portaria (MT) nº 20/1991. 16 Código de Ética
Profissional do 57 Assistente Social, instituído pela Resolução CFESS nº 273 e alterado
pelas Resoluções CFESS nº 290 e nº 293/94. Lei Municipal n°. 3.816/09. O Serviço Social,
as Políticas Sociais e a questão dos Direitos Sociais no contexto da Reforma do Estado
brasileiro. A contra-reforma do Estado e as Políticas Sociais no Brasil na
contemporaneidade. A questão dos direitos sociais no sistema de seguridade social:
previdência, assistência e saúde. A Reestruturação das políticas sociais no Brasil e as
novas formas de regulação Social. O lugar ocupado pelo Serviço Social na implementação
das Políticas Sociais no contexto da descentralização e municipalização: a gestão social e
participativa. A política de assistência social como política de proteção social e o SUAS. A
questão social no cenário contemporâneo, as diferentes expressões concretas na
sociedade brasileira e a sua centralidade no Serviço Social. Metamorfoses da questão
social nos meandros das relações entre o Estado e a Sociedade no Brasil contemporâneo.
Pobreza, exclusão social e subalternidade: expressões concretas da Questão Social no
Brasil contemporâneo. A questão social como base fundante do trabalho do assistente
social. O projeto ético-político profissional, os espaços ocupacionais e o trabalho
profissional do Assistente Social no contexto da reestruturação do capital e da lógica
neoliberal em defesa dos direitos sociais. As dimensões éticas e políticas do projeto
profissional. O projeto profissional e as estratégias para fazer frente às diferentes
expressões da Questão Social. O assistente social como trabalhador coletivo: o trabalho
profissional, demandas e requisições que exigem competência teórica, metodológica, ética,
política, técnica e operativa no fazer profissional na defesa dos direitos sociais. A legislação
social e o trabalho profissional, instrumento sócio-jurídico e legal na efetivação e defesa dos
direitos sociais. Programa Municipal de Assistência Social: Renda Familiar Minima.
Técnico em Informática PT005-01
1.Hardware: conhecimento do funcionamento de microcomputadores, conservação dos
equipamentos, ligação com impressoras etc. 2. Windows: utilização do Sistema Operacional
Windows em estações, conheci mento do Windows Explorer e de funções como, por
exemplo, transferir arquivos, efetuar cópia de segurança, identificar os principais tipos de
arquivos através da sua extensão, gerenciar impressões etc. 3. Redes locais.
Conhecimento de sistemas opera cionais Linux; topologia de rede; protocolos de
comunicação; cabeamento etc. 4. Lei Municipal n°. 3.816/09
Psicólogo Educacional PT006-01
Desenvolvi
. Desenvolvimento físico, psicológico, cognitivo e social: da primeira infância à adolescência;
Os anos pré-escolares: processos cognitivos básicos; aquisição da linguagem;
desenvolvimento social e da personalidade; desenvolvimento da função simbólica; Dos 6
Aos 12 Anos: processos cognitivos básicos, desenvolvimento social e moral; relações
sociais na escola; Adolescência: desenvolvimento cognitivo e aprendizagem,
desenvolvimento psico-social e psico-sexual; relações sociais na adolescência; Relações

76
entre desenvolvimento e educação; As "Teorias Da Aprendizagem": processos e princípios
básicos para explicar a aprendizagem; As teorias de Pavlov, Watson e Skinner; A
aprendizagem verbal significativa; O processamento da informação e a aprendizagem
escolar. As Fontes Teóricas Da Concepção Construtivista: A teoria genética do
desenvolvimento intelectual; A teoria da assimilação e as condições para uma
aprendizagem significativa; Significado e sentido na aprendizagem escolar; A teoria
sociocultural do desenvolvimento e da aprendizagem; A associação entre erro e fracasso
escolar; Possibilidades e limites da transposição do conhecimento psicológico para a prática
educativa. As Aprendizagens Escolares Fundamentais: A aprendizagem de conteúdos
escolares: características, ampliação e diferenciação; A aprendizagem de fatos, conceitos e
princípios; A aprendizagem de procedimentos; A aprendizagem de valores, normas e
atitudes; O caráter integrado das aprendizagens escolares. Fatores Psicossociais,
Relacionais E Contextuais Implicados Na Aprendizagem Escolar: O papel das
representações e expectativas na aprendizagem escolar; A interação professor-aluno; A
interação entre alunos; (In) disciplina na escola: diferentes perspectivas de análise; Os
processos de socialização e a relação família-escola.
Conhecimentos Pedagógicos: organização da educação brasileira. Legislação educacional:
LDB Lei nº. 9394/96. Parâmetros curriculares Nacionais (PCN). Filosofia da Educação:
concepções liberais e progressistas da educação: contribuições e limites. Ética e cidadania.
Sociologia da Educação; a democratização da escola; educação e sociedade. Função social
da escola. Qualidade na Educação. Psicologia da Educação. Teoria do desenvolvimento
humano e suas distintas concepções, teorias da aprendizagem. História da Educação:
interdições e tensões ontem e hoje. Sistema educacional brasileiro. Didática. Avaliação.
Métodos e Técnicas de Ensino. Planejamento. Conhecimentos Específicos: O processo de
aprendizagem no mundo contemporâneo. Identificação e articulação teórico-prática dos
diversos aspectos que incidem sobre a aprendizagem: sociais, culturais, históricos, afetivos,
cognitivos e biológicos. Relações entre desenvolvimento e aprendizagem. As teorias
construtivistas. As teorias do déficit cultural. As teorias da mediação cultural. As teorias
centradas no sujeito. As teorias sociológicas da Educação. As teorias reprodutivistas.A
relação professor-aluno. Identificação e articulação das principais dimensões presentes na
relação professor-aluno. Os processos identificatórios. Os elementos emocionais e a
aprendizagem. Contribuições da psicanálise para o processo de aprendizagem e
desenvolvimento. A relação com o saber. As contribuições dos principais teóricos da
aquisição do conhecimento, com ênfase para as relações do discente com o saber. A
educação especial A educação inclusiva: suas possibilidades e limites, analisados a partir
da interface entre a teoria e a prática. dentificação e articulação das dimensões presentes
no contexto da Educação Especial, com destaque para os aspectos intra e inter-subjetivos
dos alunos, dos professores e familiares. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Nutricionista PT007-01
1 Nutrição básica: carboidratos, proteínas e lipídeos. 2 Digestão, absorção, transporte,
metabolismo e excreção, classificação, função e fontes. 3 Minerais e vitaminas. 4 Água,
eletrólitos, fibras: conceito, classificação, função, fontes. 5 Terapia nutricional nas patologias
cardiovasculares, do sistema digestório, endócrinas e do metabolismo renal, nas alergias e
tolerâncias alimentares, na desnutrição energético-protéica. 6 Nutrição em Saúde Coletiva:
epidemiologia nutricional, determinantes da desnutrição, obesidade, anemia, hipovitaminose
A. 7 Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional; Vigilância Nutricional. 8
Nutrição materno-infantil; alimentação da nutriz; amamentação: leite humano; alimentação
complementar. 9 Avaliação nutricional: conceitos e métodos utilizados em todos os grupos
etários. 10 Técnica dietética: conceito, classificação e característica. 11 Pré-preparo e
preparo de alimentos, utilização integral dos alimentos. 12. Lei Municipal n°. 3.816/09. 13.
Macro e micronutrientes na alimentação humana; 14. Recomendações de energia e
nutrientes; DRI´s. 15. Alimentação no 1º ano de vida, na infância e na adolescência; 16.
Nutrição na gestação e na lactação; 17. Avaliação nutricional em diferentes grupos etários;
18. Microbiologia aplicadas as UAN´s: - classificação dos microorganismos, fontes de
contaminação, vias de transmissão, fatores que interferem no metabolismo dos
microorganismos. 18. Aspectos higiênicos sanitários em UAN´s: - saúde do manipulador de
alimentos e controle de matérias-primas, - conservação e higienização da matéria-prima, -
doenças transmitidas de alimentos; 19. APPCC (HACCP) Análise de perigos e pontos
críticos de controle em UAN´s; Boas práticas na fabricação de alimentos; 20.Planejamento,

77
organização e administração em UAN´s: - Recursos Humanos em UAN´s:
dimensionamento, descrição de cargos e funções, recrutamento, seleção e treinamento; -
Aspectos físicos da Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN`s); 21. Alimentação coletiva:
planejamento execução e avaliação de cardápios; 22. Terapia Nutricional: - nas doenças
carenciais e na obesidade; - nos distúrbios endócrinos, cardiovasculares, renais e
gastrointestinais; - nas enfermidades crônicas degenerativas; 23. Programas
governamentais na área de alimentação e nutrição: - Programa Nacional de Alimentação
Escolar; - Programa de Alimentação do Trabalhador; 24. Código de ética do nutricionista;
25. Introdução à técnica dietética: conceito, objetivo e métodos de preparo de alimentos; 26.
Montagem de Fichas Técnicas de Preparação.
Topógrafo PT008-01
Conhecimentos sobre o conjunto de normas, regras e princípios aplicados aos métodos
topográficos. Planimetria – Instrumentos topográficos, goniometria, declinação magnética,
aviventação de rumos, medição de distâncias direta e indiretamente, taqueometria, métodos
de levantamentos topográficos, medição de áreas e locação de obras, normas técnicas
referentes à topografia. Altimetria – métodos de nivelamento, perfis topográficos, elementos
de terraplenagem, levantamentos planialtimétricos. Agrimensura, perídica e avaliações,
divisão de imóveis. Desenho topográfico e Elementos e fotogrametria e foto interpretação.
Ética profissional. Noções básicas de administração pública municipal de acordo com o que
dispõe a Lei Orgânica do Município de PATOS - PB.
. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Fiscal de Urbanismo e PT009-01
Obras Tipos de construção. Leitura de plantas. Noções de orçamento. Locação de uma obra.
Nomenclatura de estruturas e suas principais aplicações. Equipamentos básicos. Alvenarias
– tipos e técnicas de execução. Conhecimentos básicos sobre fiscalização: competência
para fiscalizar, ações fiscais, diligências, licenciamento, autorização, autos de infração,
multas e outras penalidades, recursos. Fiscalização urbanística. Poder de polícia..
Conhecimento básico na interpretação de projetos arquitetônico, estrutural e hidráulico.
Conhecimento na área da construção civil. Materiais básicos de construção: aglomerantes,
agregados, argamassas, concretos, cerâmicas e madeiras. Impermeabilizantes, aplicação
de revestimentos (chapisco, emboço, reboco, massa fina). Uso correto de ferramentas
básicas, como prumo, nível, etc. Instalação de batente de porta. Aplicação de azulejos e
pisos. Prática de pequenas obras e sistemas de cobertura. Capacidade e volume (m3, litro e
mililitro). Instalações Prediais Hidráulico-sanitárias e Instalações Elétricas A função do
desenho técnico e sua importância na execução dos projetos de engenharia e tarefas
industriais. Materiais e instrumentos e seu uso no desenho técnico. Conhecimentos básicos
sobre a legislação municipal relativa a ocupação do solo e obras diversas, Código Tributário
Municipal e Legislação Municipal sobre parcelamento de solo, posturas, e vigilância
sanitária. Elementos de Direito Urbanístico. Função Social da propriedade. Ética
profissional. Noções básicas de administração pública municipal de acordo com o que
dispõe a Lei Orgânica do Município de PATOS – PB. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Engenheiro Civil PT010-01
Controle tecnológico de concreto e materiais constituintes e controle tecnológico de solos.
Conhecimento e interpretação de ensaios. Fundações e Estruturas. Movimentação de terra,
formas, escoramento, armação e concretagem. Fundações superficiais e profundas: Tipos,
Execução, Controle. Estruturas: Pré-moldadas, In loco. Terraplenagem, drenagem,
arruamento e pavimentação. Serviços topográficos. Execução e Controle. Edificações:
Materiais de construção, Instalações prediais (hidráulicas, sanitárias e elétricas) e serviços
complementares. Leitura e interpretação de projetos de instalações prediais e de plantas de
locação, forma e armação. Normas ABNT. Noções de desenho em meio eletrônico
(AUTOCAD). Estruturas (reconhecimento e identificação): noções em estruturas, sistemas
de carregamento, muros de arrimo, dimensionamento de lajes, vigas, pilares. Saneamento e
meio ambiente: redes de esgoto, estação de tratamento de esgoto, lagoas de estabilização,
sistema de abastecimento de água, sistema de limpeza urbana (acondicionamento, coleta,
transporte, destinação final do lixo), poluição do meio ambiente. Drenagem urbana.
Arquitetura e urbanismo: gerenciamento e inspeção técnica de obras de artes municipais.
Sistemas de proteção de taludes (plantio de vegetação, drenagem e ângulo de talude).
Geologia e geotécnica para engenheiro (sondagens, classificação de materiais na
escavação, proteção contra deslizamentos de camadas). Materiais de construção. Técnicas

78
de construção: fundações (superficiais e profundas), alvenaria, estruturas, escoramentos e
etc. Fases de uma construção: orçamento, planilhas, fluxogramas, controles. Organização
de canteiro de obras. Solos: características, plasticidade, consistência, etc. Ética
profissional. Noções básicas de administração pública municipal de acordo com o que
dispõe a Lei Orgânica do Município de Patos – PB. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Engenheiro Cartógrafo PT010-02
1. Dimensão política da organização do território - processo histórico e geográfico da
formação territorial no brasil. 2. Desenvolvimento econômico e a questão regional no brasil.
3. Organização do território – dimensão política da modernização. 4. O problema da escala
geográfica e cartográfica para o conhecimento do território. 5. O problema da região e a
produção do conhecimento geográfico. 6. Urbanização- o processo de urbanização
dinâmica - complexidade e tendências no brasil. 7. Características da natureza do fato
urbano brasileiro. 8. Rede urbana. 9. Dinâmica populacional - o crescimento da população
brasileira, taxas de crescimento e distribuição espacial. 10. dinâmica territorial da população
brasileira. 11. processo produtivo - setor industrial brasileiro - estrutura, padrões de
distribuição e ritmos de crescimento. 12. questões e tendências da produção agrícola
brasileira. 13. Inserção do Brasil na economia mundial. 14. emergência como potência
regional. 15. transformações recentes nas atividades de comércio e serviços no brasil.
16.sistema de informações geográficas - características dos dados geográficos: posição,
atributos e relações espaciais. 17. principais modelos de dados geográficos. 18. estrutura
básica dos sistemas de informações geográficas: entrada e integração de dados, gerência
de dados espaciais, consulta/análise espacial e visualização. 19. Análise de dados
geográficos: seleção, manipulação, elaboração de mapas temáticos, análise exploratória e
modelagem, 20. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Técnico em Geo PT005-02
Processamento 1. Fundamentos da Cartografia: Conceitos e Definições; A Ciência Cartográfica; Mapas e
Cartas; Tipos de Mapas. Atlas. Aplicações, Tendências, Relacionamentos com outros
campos do conhecimento. Elementos de Composição Cartográfica: Projeto Cartográfico;
Projeções Cartográficas; Escala; Sistemas de Coordenadas; Sistemas Geodésicos;
Modelos e Teoria de Cores; Semiologia Gráfica; 2. Georreferenciamento e Registro:
Transformações Geométricas e Polinomiais; Rubber Sheet; Pontos de Referência; 3.
Fundamentos de Topografia: conceitos e métodos de levantamentos planimétricos e
altimétricos; 4. Fundamento de Posicionamento de GPS; Pontos de Controle; Densificação
e Distribuição de Pontos; Análise de Qualidade. 5. Bases Cartográficas: Confecção de
Mapas Básicos e Bases Cartográficas Digitais; Conversão Analógico-Digital; 6.
Equipamentos; Mesas Digitalizadoras; Scanners. Estrutura de Dados: Estruturas Matricial e
Vetorial; Processamento Vetorial; Processamento de Imagens; Representação de Cores e
Símbolos em Ambiente Digital. 7. Sensoriamento Remoto: Radiação Eletromagnética;
Espectro Eletromagnético; Interação Energia-Matéria; Bandas de Absorção e Janelas
Atmosféricas; Assinaturas espectrais. Sensores: Sensores Ativos e Passivos; Imageadores
e Não Imageadores; Sensores "Along-Track" e "Across-Track"; 8. Características
Geométricas; Sensores Termais, Multiespectrais e Hiperespectrais; 9. Sensores Analógicos
e Sensores Digitais; Radares. Gerenciamento de Sistemas Orbitais: Informações de órbita;
Codificação e Decodificação de Imagens; Transmissão e Recepção de Sinais;
Repetibilidade; Armazenamento; Conversão Analógico-Digital. 10. Imageamento Digital:
Princípios e Tecnologias envolvidas; Resolução; Aplicações; Câmeras Digitais; Níveis de
Aquisição Terrestre, Aéreo e Orbital; Erros e Distorções. Sistemas Orbitais: Histórico,
Landsat 1-7, SPOT 1-5, IKONOS, CBERS, SCD 1 -2, Outros sistemas; Satélites de Alta
Definição; Monitoramento Terrestre, Oceânico e Meteorológico. 11. Processamento de
Imagens Digitais: Filtragem; Contraste; Gráficos Dinâmicos; Classificação Supervisionada,
Não Supervisionada e Híbrida; Fusão de Imagens; Pós-processamento e Suavização. 12.
Produtos Cartográficos: Integração de Imagens e Bases Cartográficas; Imagens Sintéticas;
Foto-Cartas; Cartas-Imagem; 13. Mapeamento Temático; Temporalidade e Mapas de Fluxo;
Cartas Topográficas, Atualização. 14. Aplicações do Sensoriamento Remoto: Recursos
Florestais, Agricultura, Recursos Hídricos, Meteorologia, Aplicações Ambientais, Solos,
Planejamento Urbano, Outras Aplicações. Sistemas de Informação Cartográfica, 15. CAD;
Histórico; Conceitos e Definições; Tomada de Decisões; Aplicações; Componentes;
Funcionalidades; Interação Homem-Máquina. 16. Tipos de Dados: Dados e Fenômenos
Geográficos e Cartográficos; Pontos, Linhas, Polígonos e Volumes; 17. Geometria; Atributos

79
Espaciais e Não Espaciais; Tempo; Caracterização de Fenômenos; 18. Aquisição de
Dados; Análise Espacial de Dados Geográficos; Fontes de Dados; Levantamentos
Estatísticos; Levantamentos Censitários; Sensores Diversos; 19. Conversão entre
Estruturas; Compatibilização e Padronização de Dados Cartográficos; Metadados. Redes;
Buffers; Conectividade; Contigüidade; Modelagem Numérica de Terreno. 20. Lei Municipal
n°. 3.816/09.
Operador de Máquina PT011-01
Conteúdo:
1.Conhecimentos sobre operação de máquinas retro -escavadeiras, tratores, carregadeiras
motoniveladoras e seus implementos : abertura, alargamento e conservação de estradas e
vias públicas, precauções e regras de segurança; leitura dos instrumentos do painel,
manutenção básica e verificações de rotina, lubrificação e cuidados operacionais; ajustes,
regulagens, acoplamento, limpeza e conservação de implementos. Legislação de Trânsito -
Código de Trânsito Brasileiro e demais legislações referentes à condução de máquinas
pesadas. Sistema Nacional de Trânsito. Normas Gerais de Circulação. Sinalização.
Veículos, licenciamento, habilitação. Regras de circulação. Deveres e proibições, infrações
e penalidades. Medidas e processos administrativos. Primeiros socorros. Preservação do
meio ambiente. Direitos Humanos e Cidadania no trânsito. Direção Defensiva.
Engenheiro Florestal PT010-03
Construções de madeira; silvimetria e inventário; recursos naturais renováveis; ecologia e
defesa sanitária; propagação de espécies florestais; viveiros florestais; manejo de florestas
para produção de madeira e outros produtos; desenvolvimento de processos tecnológicos,
industrialização e comercialização de produtos florestais; solos de ecossistemas florestais;
mecanização, colheita e transporte florestal; geoprocessamento e sensoriamento remoto;
planejamento, administração, economia e crédito para fins florestais.; perícia,
planejamento, desenvolvimento e administração de programas ou projetos voltados para a:
produção de florestas com fins comerciais; proteção da biodiversidade; manejo de bacias
hidrográficas; recuperação de áreas degradadas; avaliação de impactos ambientais;
educação ambiental e ecoturismo; unidades de conservação; manejo de fauna silvestre;
sistemas agroflorestais; Lei Municipal n°. 3.816/09.
Engenheiro Químico PT010-04
Fundamentos básicos da previsão do comportamento dos sistemas ambientais: Unidades
de medida, balanço de massa, balanço de energia, estequiometria, entalpia em sistemas
químicos, equilíbrio químico, química orgânica, Poluição de águas, fontes de água,
poluentes da água, DBO, qualidade da água em lagos e reservatórios, água subterrânea,
Aqüíferos, Lei de Darcy e transporte de contaminantes, Poluição do ar, visão das emissões,
fontes móveis estacionárias, poluentes tóxicos no ar, Gerenciamento de resíduos sólidos,
Preparação do EIA – RIMA, Legislação Ambiental no Brasil, gerenciamento da qualidade e
leis federais que controlam a poluição da água, gerenciamento da qualidade e leis federais
que controlam a qualidade do ar, gerenciamento da qualidade e leis federais que controlam
os resíduos sólidos, Lei Municipal n°. 3.816/09, Leis Municipais que versem sobre o Meio
Ambiente.
Engenheiro Agrônomo PT010-05
1. Fatores climáticos de importância agrícola; 2. Solo: formação, composição, perfil,
propriedades físicas, propriedades químicas, nutrientes, adubos químicos e orgânicos,
corretivos, adubação, colagem; causas do desgaste do solo e práticas conservacionistas; 3.
Irrigação: avaliação da água disponível, qualidade da água, manejo da água, métodos de
irrigação, manejo de solos salinos e alcalinos; 4. Oleicultura: planejamento e instalação de
hortas domésticas e comerciais; cultura do coentro, cebolinha, alface, couve, quiabo,
pimentão, tomate, melão e cenoura; 5. Culturas regionais: feijão macassar, milho,
mandioca, algodão, sorgo, arroz, batata-doce, e cana-de-açúcar; 6. Fruticultura: propagação
de plantas frutíferas, formação de mudas, planejamento e instalação de pomar; culturas:
abacaxi, cajueiro, coqueiro, bananeiro, mamoeiro, goiabeira, maracujá e acerola; 7.
Defensivos agrícolas e controle de pragas e doenças; 8. Topografia: cálculo de áreas,
levantamento topográfico, medidas agrárias;
9. Zootecnia: bovinocultura de corte e leite, caprinocultura, ovinocultura, suinocultura e
avicultura de corte e postura: raças, instalação e manejo. 10. Lei Municipal n°. 3.816/09.
11. Tecnologias de produção para as culturas de algodão, mandioca, inhame, mamona, etc;
12. Tecnologias de criação de bovinos, caprinos e ovinos; 13. Tecnologias de criação de

80
frango industrial e alternativo; 14. Manejo e métodos de irrigação localizada; 15. Uso e
conservação do meio ambiente; 16. Metodologias (participativa e construtivista) e
comunicação da extensão rural; 17. Formas de organização rural; 18. Produção, manejo e
armazenamento de forragens (corte e pisoteio); 19. Construções e instalações rurais. 20.
Noções básicas de administração pública municipal.
Fiscal Ambiental PT009-02

Recursos Hídricos. Ecologia. Agenda 21. ISO 14.000. Direito ambiental (legislação). SNUC
(Sistema Nacional de Unidades de Conservação). Saneamento básico (água, esgoto e lixo).
Resíduos líquidos, sólidos e gasosos. Tratamento dos resíduos. Política Nacional de
Recursos Hídricos e a Lei 9.433/97. Gestão de Bacias Hidrográficas e Águas Subterrâneas.
Ciclo Hidrológico e Balanço Hídrico. Planejamento do Uso, Instrumentos de Gestão
Ambiental, Ecologia e Preservação. Usos Múltiplos da Água e Qualidade dos Recursos
Hídricos. Política Nacional de Meio Ambiente, Objetivos e Instrumentos. Avaliação de
Impacto Ambiental, Licenciamento e Competência. Recursos Naturais: Água, Ar, Solo, Flora
e Fauna, Legislação Aplicável. Impactos Ambientais decorrentes de Atividades Antrópicas.
Legislação ambiental. Legislação de Recursos Hídricos. Legislação agrária. Licenciamento
ambiental. Gestão ambiental. Planejamento e gestão de recursos hídricos. Avaliação de
impactos ambientais. Análise e elaboração de EIA/RIMA. Fotogrametria e fotointerpretação.
Sensoriamento remoto. Manejo de Bacias hidrográficas. Manejo florestal. Biodegradação.
Climatologia e meteorologia. Qualidade de água e solos. Ecologia de populações e
comunidades rurais. Conservação e preservação de recursos naturais. Utilização de GPS.
Revitalização de bacias hidrográficas. Ecossistemas. Agroecologia. Educação ambiental.
Legislação municipal. Lei Municipal n°. 3.816/09.
PT012-01
Médico Veterinário 1-Normas Gerais de Higiene de Produtos de Origem Animal: água de abastecimento e
consumo; normas gerais de limpeza, detergência e sanitização, drenagem e tratamento de
efluentes, higiene do pessoal, higiene do ambiente, dos utensílios, do instrumental da
maquinaria e equipamentos em geral e das instalações, higiene do transporte de produtos
alimentares de origem animal; artrópodes e roedores na higiene dos estabelecimentos. 2-
Fraudes por: alteração, adulteração e falsificação. 3-Infecções e intoxicações alimentares:
Salmonella, Shigella, Yersinia enterocolítica, Streptococos, Vibrio parahaemolyticus,
Campylobacter, lostridium, Bacillus, Stapylococcus.4- Fungos Produtores de Micotoxinas:
toxinas e micotoxicose – aspergillus, penicillium, fusarium, claviceps. 5- Viroses de Origem
Alimentar: características gerais, hepatite A,poliomielite, gastroenterites por rotavirus,
gastroenterites por vírus Norwalk. 6- Procedimentos na investigação epidemiológica: surtos
de infecções e toxinfecções alimentares. Prevenção. 7- Pesquisa de microorganismo:
indicadores e patogênicos em alimentos. 8- Fatores que interferem no metabolismo dos
microorganismos: intrínsecos e extrínsecos. 9- Aditivos empregados na indústria de
alimentos: riscos dos aditivos intencionais. Riscos dos aditivos acidentais ou incidentais,
legislação. 10- Inspeção ante e pós-morte: procedimentos, objetivos. 11- Nodos linfáticos:
exploração obrigatória na rotina de inspeção e na reinspeção. 12- Cortes de carnes de
bovinos, suínos e ovinos: obtenção, reconhecimento, técnicas de embalagem, transporte e
legislação. 13- Transformação do músculo em carne: “Rigor mortis” e maturação. 14-
Inspeção e julgamento de carcaças e vísceras de animais de açougue: portadores de
doenças infecciosas, parasitárias transmissíveis ou não ao homem pela ingestão e/ou
manipulação de carnes. 15- Frigorificação: conceito, carnes resfriadas, refrigeradas e
congeladas, obtenção, características, armazenagem. Alterações, descongelamento e
transporte. 16- Carnes curadas: fundamentos, métodos de cura, processo de defumação,
produtos curados. 17- Produtos de salsicharia: classificação, matérias-primas, envoltórios e
protetores de envoltórios, emulsões, ligadores, processamento tecnológico de produtos de
salsicharia. 18- Carnes envasadas: conceito, classificação pela acidez ou valor do pH,
fundamentos do tratamento térmico, fontes de contaminação, operações tecnológicas,
appertização, embalagem, armazenamento. 19- Irradiação de Alimentos: conceito,
processamento, aplicações, legislação. 20- Alimentos Transgênicos: biotecnologia,
aplicações, avaliação da segurança, legislação. 21- Higiene das diversas fases do preparo
de carcaças e vísceras de aves: inspeção ante e pós-morte. Reinspeção no consumo,
legislação. 22- Refrigeração do pescado: na embarcação, no entreposto e na distribuição.
23- Inspeção organoléptica do pescado 24- Obtenção higiênica do leite: fatores que influem

81
na qualidade higiênica do leite. 25- Leite de consumo, beneficiamento: processamentos,
envase. Inspeção sanitária e critério de julgamento. 26- Leite esterelizado e leites
aromatizados: características e higiene de sua obtenção: inspeção e julgamento. 27-Queijos
dos diversos tipos: características e higiene de sua obtenção. Alterações e defeitos. 28-
Características do mel de abelhas: fraudes. 29- Epidemiologia: princípios epidemiológicos,
informações epidemiológocas, sistemas de notificação e de vigilância, estudos
epidemiológicos, apresentação dos dados de saúde, classificação das medidas preventivas.
30- Zoonoses: etiologia, grupos e classificação (SCHWABE, 1969) das zoonoses,
patogenia, sintomatologia,diagnóstico, tratamento, profilaxia. Teníasecisticercose,
tuberculose, leishmaniose, raiva, leptospirose, brucelose, toxoplasmose, carbúnculo,
fascilose, doença de Chagas,esquistossomose, dengue, febre amarela, fagicolose,
anisaquíase, sarcosistose, hantavirose. 31- As boas práticas de fabricação e o sistema
APPCC na produção de alimentos. 32. Ética profissional. 33. Ética profissional.
Organização dos serviços de saúde no Brasil: Sistema Único de Saúde - Princípios e
diretrizes, controle social; Indicadores de saúde; Sistema de notificação e de vigilância
epidemiológica e sanitária; Endemias/epidemias: Situação atual, medidas de controle e
tratamento; Planejamento e programação local de saúde, Distritos Sanitários e enfoque
estratégico. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Técnico Agrícola PT005-03
1. Solo: formação, composição, perfil, propriedades físicas, propriedades químicas,
nutrientes, adubos químicos e orgânicos, corretivos, adubação, colagem; causas do
desgaste do solo e práticas conservacionistas; 2. Irrigação: avaliação da água disponível,
qualidade da água, manejo da água, métodos de irrigação, manejo de solos salinos e
alcalinos; 3. Olericultura: planejamento e instalação de hortas domésticas e comerciais;
cultura do coentro, cebolinha, alface, couve, quiabo, pimentão, tomate, melão e cenoura; 4.
Culturas regionais: feijão macassar, milho, mandioca, algodão etc 5. Fruticultura:
propagação de plantas frutíferas, formação de mudas, planejamento e instalação de pomar;
culturas: abacaxi, cajueiro, coqueiro, bananeira, mamoeiro, goiabeira, maracujá e acerola;
6. Defensivos agrícolas e controle de pragas e doenças; 7. Topografia: cálculo de áreas,
levantamento topográfico, medidas agrárias; 8. Zootecnia: bovinocultura de corte e leite,
caprinocultura, ovinocultura, suinocultura e avicultura de corte e postura: raças, instalação e
manejo. 9. Viveiros para mudas frutíferas: tipo de viveiros, recipientes, preparo e substrato;
10. Principais pragas e doenças de plantas cultivadas e seu controle; 11. Lei Municipal n°.
3.816/09.
Nutricionista PT007-02
1 Nutrição básica: carboidratos, proteínas e lipídeos. 2 Digestão, absorção,
transporte, metabolismo e excreção, classificação, função e fontes. 3 Minerais e vitaminas.
4 Água, eletrólitos, fibras: conceito, classificação, função, fontes. 5 Terapia nutricional nas
patologias cardiovasculares, do sistema digestório, endócrinas e do metabolismo renal, nas
alergias e tolerâncias alimentares, na desnutrição energético-protéica. 6 Nutrição em Saúde
Coletiva: epidemiologia nutricional, determinantes da desnutrição, obesidade, anemia,
hipovitaminose A. 7 Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional; Vigilância
Nutricional. 8 Nutrição materno-infantil; alimentação da nutriz; amamentação: leite humano;
alimentação complementar. 9 Avaliação nutricional: conceitos e métodos utilizados em
todos os grupos etários. 10 Técnica dietética: conceito, classificação e característica. 11
Pré-preparo e preparo de alimentos, utilização integral dos alimentos. 12. Lei Municipal n°.
3.816/09. 13. Macro e micronutrientes na alimentação humana; 14. Recomendações de
energia e nutrientes; DRI´s. 15. Alimentação no 1º ano de vida, na infância e na
adolescência; 16. Nutrição na gestação e na lactação; 17. Avaliação nutricional em
diferentes grupos etários; 18. Microbiologia aplicadas as UAN´s: - classificação dos
microorganismos, fontes de contaminação, vias de transmissão, fatores que interferem no
metabolismo dos microorganismos. 18. Aspectos higiênicos sanitários em UAN´s: - saúde
do manipulador de alimentos e controle de matérias-primas, - conservação e higienização
da matéria-prima, - doenças transmitidas de alimentos; 19. APPCC (HACCP) Análise de
perigos e pontos críticos de controle em UAN´s; Boas práticas na fabricação de alimentos;
20.Planejamento, organização e administração em UAN´s: - Recursos Humanos em UAN´s:
dimensionamento, descrição de cargos e funções, recrutamento, seleção e treinamento; -
Aspectos físicos da Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN`s); 21. Alimentação coletiva:
planejamento execução e avaliação de cardápios; 22. Terapia Nutricional: - nas doenças

82
carenciais e na obesidade; - nos distúrbios endócrinos, cardiovasculares, renais e
gastrointestinais; - nas enfermidades crônicas degenerativas; 23. Programas
governamentais na área de alimentação e nutrição: - Programa Nacional de Alimentação
Escolar; - Programa de Alimentação do Trabalhador; 24. Código de ética do nutricionista;
25. Introdução à técnica dietética: conceito, objetivo e métodos de preparo de alimentos; 26.
Montagem de Fichas Técnicas de Preparação.
Coveiro PT013-01
PORTUGUÊS
- Interpretação de texto
- Separação silábica
- Fonologia e Ortografia
- Acentuação gráfica
- Morfologia
Jardineiro PT013-02
Noções básicas de fertilidade do solo e adubação; irrigação; plantas daninhas, pragas e
doenças; Sementes e Propagação Vegetativa: aspectos práticos. VIVEIROS: preparo de
substratos, tipos de recipientes; tratos culturais; Técnicas e ferramentas utilizadas em
jardinagem. Práticas de implantação e manutenção de jardins, gramados e áreas verdes.
Podas; Conhecimento de espécies vegetais da Região Nordestina e sua utilização em
paisagismo e arborização urbana; Conhecimentos básicos sobre Ecologia e Meio Ambiente;
Conservação, Limpeza e Higiene Pessoal, de Trabalho e de Equipamentos; Segurança do
Trabalho; Senso de direcionamento e localização; Conhecimentos sobre funcionamento de
ferramentas e aparelhos em geral relacionados às atividades inerentes ao cargo;
Simbologia de produtos químicos e de perigo; Técnicas de uso e conservação de materiais
de limpeza e higiene do ambiente de trabalho
PT005-04
Técnico em Informática 1 Hardware: conhecimento do funcionamento de microcomputadores, conservação dos
equipamentos, ligação com impressoras etc. 2. Windows: utilização do Sistema Operacional
Windows em estações, conhecimento do Windows Explorer e de funções como, por
exemplo, transferir arquivos, efetuar cópia de segurança, identificar os principais tipos de
arquivos através da sua extensão, gerenciar impressões etc. 3. Redes locais.
Conhecimento de sistemas operacionais Linux; Internet, topologia de rede; protocolos de
comunicação; cabeamento etc. 4. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Técnico Administrativo PT005-06
1 Redação oficial, correspondência e redação técnica. 2. Noções de Direito Administrativo:
Estrutura e funcionamento da Administração. Princípios da administração pública. Poderes
da Administração. Organização administrativa: centralização, descentralização,
desconcentração. Reforma administrativa. Atos administrativos: espécies, atributos,
requisitos, elementos, controle. Atos Administrativos de uso mais freqüentes. Processo
Administrativo: constituição e tramitação. Serviços públicos: organização, regulamentação e
controle. Áreas de ação administrativa: material, patrimônio, orçamento, finanças. Licitações
e contratos administrativos. 3. Organização da Informação: Arquivos e registros;
organização dos arquivos; procedimentos nos diversos arquivos; bancos de dados e bancos
de dados orientado a objetos. 4. Noções de Informática: Funcionamento do Computador: O
suporte do processamento; a carga do sistema; os programas; instruções; 5. Estatuto do
Servidor Público Municipal. 6. Lei Municipal n°. 3.816/09
.
Técnico de Arquivo PT007-07

Noções de protocolo e arquivo: organização, alfabetação, métodos de arquivamento.


Noções de Fundamentos Arquivísticos; Terminologia arquivística; Ciclo vital dos
documentos; teoria das três idades; natureza, espécie, tipologia e suporte físico; Arranjo
e descrição de Documentos - princípios e regras (ISAD-G, ISAAR-CPF); Política e
legislação de acesso e preservação de documentos; Arquivos e sociedade, arquivos e
memória e arquivos e patrimônio cultural. Gestão de Documentos: Protocolo:
recebimento; classificação; registro; tramitação e expedição de documentos. Produção,
utilização e destinação de documentos. Códigos e Planos de classificação de
documentos e Tabelas de temporalidade e destinação de documentos; Sistemas e
métodos de arquivamento. Identificação e tratamento de arquivos em diferentes
83
suportes; Gerenciamento da informação arquivística, gerenciamento arquivístico de
documentos eletrônicos, gestão eletrônica de documentos; Conservação, restauração,
digitalização e microfilmagem; Políticas, sistemas e redes de arquivo: Constituição
Brasileira (artigos relativos ao direito a informação, à gestão e à preservação do
patrimônio cultural), Legislação Arquivística Federal; Resoluções do Conselho Nacional
de Arquivos (CONARQ); Paleografia, Diplomática; Microfilmagem: preparo de
documentos, equipamento e tipos de microformas. Legislação Brasileira sobre
microfilmagem, Lei Arquivística Federal e resoluções do CONARQ, Lei nº 8.159 de 8 de
janeiro de 1991 e Decreto nº 4.073 de 3 de janeiro de 2002.
Noções de Noções de 13. Legislação Arquivística e Lei Municipal n°. 3.816/09.
PT012-02
Médico Perito da Junta Ética médico-profissiona; Noções De Epidemiologia: conceito, histórico eobjetivos;
Médica relações de causa e efeito; índices e coeficientes sanitários; noções sobre a evolução
natural das variadas doenças e os conceitos de epidemia, endemia, pandemia e
prozodemia; epidemiologia atualmente no Brasil; epidemias e endemias atuais; doenças
comunicáveis; investigação epidemiológica; níveis de prevenção e medidas profiláticas;
Clínica médica e conduta médico-pericial; Noções Gerais Das Áreas Médicas: clínica
médica; cirurgia; gineco-obstetrícia; psiquiatria; ortopedia; cardiologia; Conduta pericial.
Legislação De Assistência Social: conteúdo; fontes e autonomia (Lei nº 8.742/93 e
Decreto nº 6.214, de 26/09/2007). Legislação Referente Ao Sus: 1 Lei nº 8.080/90, Títulos
I e II. 2 Portaria nº 3.908/98. 3 Portaria MS nº 1679, de 19/09/2002. 4 Portaria MS nº 656,
de 20/09/2002. 5 Portaria MS nº 666, de 30/09/2002. 6 Portaria MS nº 777, de 28/04/2004.
Medicina Do Trabalho: A Segurança e Saúde no Trabalho nos diplomas legais vigentes no
país: Constituição da República Federativa do Brasil de 1988; Segurança e a Saúde no
Trabalho nas seguintes Normas Internacionais da Organização Internacional do Trabalho
− OIT: Convenção nº 81 − Inspeção do Trabalho (Decreto nº 95.461, de 11/12/1987);
Convenção nº 139 − Prevenção e controle de riscos profissionais causados por
substâncias ou agentes cancerígenos (Decreto nº 157, de 02/06/1991); Convenção nº 148
− Proteção dos Trabalhadores contra os riscos profissionais devidos à contaminação do
ar, ao ruído, às vibrações no local de trabalho (Decreto nº 93.413, de 15/10/1986);
Convenção nº 155 − Segurança de Saúde dos Trabalhadores (Decreto nº 1.254, de
29/09/1994); Convenção nº 161 − Serviços de Saúde do Trabalho (Decreto nº 127, de
22/05/1991). Doenças Ocupacionais, Acidente Do Trabalho E Conduta Médico-Pericial:
conceito e epidemiologia; impacto do trabalho sobre a saúde e segurança dos
trabalhadores; indicadores de saúde − doença dos trabalhadores; situação atual da saúde
dos trabalhadores no Brasil; patologia do trabalho; conduta pericial; Normas Técnicas das
LER/DORT. Legislação Do Trabalho: Consolidação das Leis do Trabalho − CLT - Títulos I
e II; Normas Regulamentadoras aprovadas pela Portaria MTb nº 3.214, de 08/06/1978;
Normas Regulamentadoras Rurais, aprovadas pela Portaria MTb nº 3.067, de 12/04/1988.
Legislação Previdenciária: Seguridade Social: origem e evolução no Brasil; conceituação;
organização e princípios constitucionais; Legislação Previdenciária: conteúdo; fontes e
autonomia. (Lei nº 8.212, de 24/07/1991 - Títulos I a V, Título VI - Introdução e Capítulo I e
Titulo VIII; Lei nº 8.213, de 24/07/1991, (na íntegra); Regulamento da Previdência Social:
Decreto nº 3.048, de 06/05/1999 e suas alterações posteriores. IN 20 INSS/PRES de
10/10/2007 e suas alterações (Alterada pela IN INSS/PRES nº 40, de 17/7/2009 - DOU nº
137 de 17/7/2009; IN INSS/PRES nº 29, de 4/6/2008 - DOU nº 107 de 6/6/2008 –
Republicada no DOU nº 113, de 16/6/2008; IN INSS/PRES nº 27, de 30/4/2008 - DOU nº
83 de 2/5/2008; IN INSS/PRES nº 23, de 13/12/2007 – DOU nº 240 de 14/12/2007).
Decreto nº 4.827/2003. Decreto nº 6.934 de 11/08/2009 - Estrutura do Instituto Nacional
do Seguro Social. Funções institucionais do INSS; Aplicação das normas previdenciárias:
vigência, hierarquia, interpretação e integração; orientação dos Tribunais Superiores.
. 7. Lei Municipal n°. 3.816/09.
PT005-08
Técnico em Administração econômica: funções administrativas; atos e fatos administrativos; princípios e
Contabilidade convenções. Patrimônio: definição; aspectos econômicos e financeiros; composição; ativo e
passivo; situações (real e nominal). Contas: conceito; função; classificação. Registros dos
fatos administrativos: métodos de escrituração; livros de escrituração contábeis e fiscais.
Análise de balanços: índices. Noções de contabilidade de custos: conceito. Classificação:
custos diretos e indiretos, fixos e variáveis; apropriação. Noções de Auditoria: normas,

84
documentos de trabalho do auditor; pareceres e certificados. Contabilidade Pública:
Orçamento: conceito; princípios gerais; elaboração; controle; execução; créditos adicionais.
Exercício financeiro: conceito, duração, regimes de contabilidade, resíduos passivos.
Receita e despesa: classificação; fontes; estágios; controle de arrecadação e pagamentos.
Restos a pagar e adiantamentos. Dívida Pública: tipos; classificação. Operações de crédito.
Plano de Contas e sua aplicação; lançamentos típicos. Encerramento de exercício;
balanços e demais demonstrativos; encerramento das contas de resultado e das demais
contas; cobertura do déficit e aplicação do superávit. O controle externo e interno. Licitações
e contratos. Responsabilidade fiscal. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Fiscal de Tributos PT009-03
1. Noções de Direito Administrativo: atos administrativos: classificação; atributos;
elementos; discricionariedade e vinculação; atos administrativos em espécie; extinção.
Serviços Públicos: conceitos: classificação; regulamentação; controle; permissão;
concessão e autorização. Servidores públicos. Regime estatutário. Direitos, deveres e
responsabilidade. Responsabilidade civil do Estado. Ação de Indenização. Ação
Regressiva. Improbidade administrativa. 2. Noções de Contabilidade: Princípios
Fundamentais de Contabilidade, Plano de Contas e Demonstrações Contábeis – Lei nº
6.404/76; Escrituração, Livros, Registros e Relatórios Contábeis; Ativo, Passivo e
Patrimônio Líquido; Regimes Contábeis; Patrimônio, Fatos e Procedimentos Contábeis. 3.
Noções de Direito Tributário: Competência Tributária. Limitações Constitucionais do Poder
de Tributar; imunidades; princípios constitucionais tributários. Conceito e Classificação dos
Tributos; espécies tributárias. Tributos de Competência da União. Tributos de Competência
dos Estados. Tributos de Competência dos Municípios. Simples Nacional (Lei
Complementar n° 123/2006 e alterações). Legislação Tributária. Vigência da Legislação
Tributária. Aplicação da Legislação Tributária. Interpretação e Integração da Legislação
Tributária. Obrigação Tributária Principal e Acessória. Fato Gerador da Obrigação
Tributária. Sujeição Ativa e Passiva. Solidariedade. Capacidade Tributária. Domicílio
Tributário. Responsabilidade Tributária, responsabilidade dos Sucessores; responsabilidade
de terceiros; responsabilidade por infrações. Denúncia Espontânea. Crédito Tributário.
Constituição do Crédito Tributário. Lançamento. Modalidades de Lançamento. Hipóteses de
alteração do lançamento. Suspensão da Exigibilidade do Crédito Tributário. Modalidades.
Extinção do Crédito Tributário. Modalidades. Pagamento Indevido. Exclusão do Crédito
Tributário. Modalidades. Garantias e Privilégios do Crédito Tributário. Administração
Tributária; fiscalização; dívida Ativa; certidões negativas. Cobrança judicial da Dívida Ativa
Lei Federal n°. 6830/80. Finanças Municipais: receita, rendas municipais e preços públicos.
A estrutura tributária municipal: impostos, taxas, contribuição de melhoria. Poder de polícia
municipal. Código Tributário Nacional. Código Tributário Municipal e Decretos
Regulamentadores. 4. Noções de Direito Constitucional: Constituição. Conceito. Normas
Constitucionais. Poder Constituinte. Conceito, Finalidade, Titularidade e Espécies. Reforma
da Constituição. Cláusulas Pétreas. Autonomia dos Municípios. Supremacia da
Constituição. Princípios Fundamentais da Constituição Brasileira. Organização dos Poderes
do Estado. Conceito de Poder: Separação, Independência e Harmonia. Direitos e Garantias
Fundamentais Direitos e Deveres Individuais, Coletivos, Sociais, Políticos e Nacionalidade.
Da tributação e do orçamento. Da Ordem Econômica e Financeira. Da Ordem Social.
Seguridade Social: Conceito. Objetivos e Financiamento. Previdência Social. Administração
Pública. Princípios Constitucionais. 5. Lei Municipal n°. 3.816/09.
Enfermeiro Classe I PT014-01
(ESF) Processo Histórico da Enfermagem; Ética e Bioética; Legislação Profissional de
enfermagem e Políticas Públicas de Saúde (SUS, NOB’s, saneamento básico);
Enfermagem em Saúde Coletiva; Semiologia e Semiotécnica; Saúde Integral da Criança e
do Adolescente; Saúde Integral da Mulher; Saúde Coletiva; Saúde Integral do Adulto e do
Idoso; Clínicas médicas-parte geral e específica; Assistência e Intervenções de
Enfermagem em clínicas cirúrgica; Enfermagem Psiquiátrica; Administração Aplicada à
Enfermagem: Administração da Assistência de Enfermagem em Rede Básica de Saúde e
Hospitalar: Geral e em situações de urgências e emergências, aplicação dos processos de
trabalho, SAE (Sistematização da Assistência de Enfermagem); Saúde integral do Usuário
das Unidades de Maior Complexidade; Enfermagem em Doenças Transmissíveis; Saúde
Coletiva; Gerenciamento dos resíduos de Serviços de Saúde; Normas de segurança em
saúde; Saúde pública- PSF, PACS, Programas de Saúde do Ministério da Saúde,
85
Imunização – rede frios, Esquemas de vacinação, Infecção Hospitalar; Vigilância
Epidemiológica Geral- notificação, Indicadores de saúde
Técnico de Enfermagem PT005-09
Classe I (ESF) TÉCNICAS FUNDAMENTAIS EM ENFERMAGEM: Registro de Enfermagem e evolução do
paciente, sinais vitais (TPR/PA), peso, altura, mobilização, higiene corporal, balanço
hidroeletolítico e PVC, administração e preparo de medicamentos, promoção do conforto
físico. Tratamento de Feridas. Assistência de Enfermagem Pré e Pós-operatório em
Cirurgias. Noções Básicas em Centro Cirúrgico e Central de Material e Esterilização.
Medidas de Biossegurança. Infecção Respiratória Aguda. LEI DO EXERCÍCIO
PROFISSIONAL: Decreto que regulamenta a profissão. Código de Ética de Enfermagem.
Ética profissional.

PT014-02
SEMIOLOGIA ORAL: anamnese, exame clínico e radiológico, meios complementares de
diagnóstico; CÁRIE DENTÁRIA: patologia, diagnóstico, prevenção; fluorterapia e toxicologia.
POLPA DENTÁRIA: patologia, diagnóstico, conduta clínica. Tratamento conservador da
Polpa. ESTOMATOLOGIA: gengivites, estomatites, etiopatogenia, diagnóstico.
DENTISTERIA: preparo da cavidade, materiais de proteção e de restauração. ANESTESIA
LOCOREGIONAL ORAL: tipos, técnica, anestésicos, acidentes, medicação de emergência.
Extração dentária, simples, complicações. PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS: pré e pós-
operatório; pequena e média cirurgia, suturas, acidentes operatórios. PROCEDIMENTOS
ENDODÔNTICOS: polpotomia, pulpetomia, tratamento e obturação do conduto radicular.
Procedimentos periodônticos. SÍNDROME FOCAL: infecção focal, foco de infecção.
DOENÇAS GERAIS COM SINTOMATOLOGIA ORAL: diagnóstico, tratamento local,
orientação profissional. Odontopediatria: dentes decíduos, cronologia. CIRURGIA BUCO-
MAXILO-FACIAL: procedimentos de urgência. Radiologia oral. TERAPÊUTICA: definição,
métodos, agentes medicamentosos. ODONTOLOGIA EM SAÚDE COLETIVA: Níveis de
prevenção e aplicação; Principais problemas de saúde bucal em saúde pública;
EPIDEMIOLOGIA DA CÁRIE DENTÁRIA: indicadores e sua utilização (CPOD, ceo-d, CPO-S,
Dentista Classe I (ESF) ceo-s etc.); Epidemiologia do câncer bucal; sistemas de prevenção em saúde bucal coletiva;
Sistemas de trabalho; Sistemas de atendimento; Educação em saúde bucal coletiva;
Recursos humanos em saúde bucal coletiva. FLUORETAÇÃO DAS ÁGUAS DE
ABASTECIMENTO PÚBLICO: benefícios; controle; FLUORETOS: ação sistêmica e ação
tópica; métodos de aplicação; potencial de redução de incidência de cárie; toxicidade;
AMAMENTAÇÃO NATURAL X ARTIFICIAL OU MISTA: influências no desenvolvimento do
sistema estomatognático; Más-oclusões e hábitos perniciosos; BIOSEGURANÇA:
manutenção de cadeia asséptica; esterilização; destino de materiais infectantes.

Auxiliar de Saúde Bucal PT013-03


(ESF) . Conhecimentos básicos das estruturas anatômicas da cabeça e pescoço, tecidos moles da
cavidade bucal e demais componentes do aparelho estomatognático; Conhecimento da
fisiologia da mastigação e deglutição; Reconhecimento da dentição permanente e
temporária através da representação gráfica e numérica; Características gerais e idade de
irrupção dentária; Morfologia da dentição; Noções gerais de microbiologia; Meios de
proteção de infecção na prática odontológica; Meios de contaminação de hepatite, Aids,
tuberculose, sífilis e herpes; Formação e colonização da placa bacteriana; HIGIENE
BUCAL: importância, definição e técnicas; DOENÇA PERIODONTAL: etiologia,
classificação, características clínicas, epidemiologia, terapêutica básica e manutenção;
CÁRIE DENTAL: etiologia, classificação, características clínicas, epidemiologia, terapêutica
básica e manutenção, métodos de prevenção e identificação de grupos de risco; Uso de
fluoretos como medicamento em suas variadas formas e toxicologia; Técnicas radiográficas
intrabucais clássicas e suas variações; Técnicas de afiação do instrumental periodontal;
Técnicas de isolamento do campo operatório; Proteção do complexo dentina-polpa;
Técnicas de aplicação de materiais restauradores; Técnicas de testes de vitalidade pulpar;
Conceitos de promoção de saúde; Elaboração e aplicação de programas educativos em
saúde bucal; Conhecimento do funcionamento e manutenção do equipamento odontológico;
Reconhecimento e aplicação dos instrumentos odontológicos; Noções básicas de
86
administração pública e direitos e deveres do servidor público municipal de Patos – PB

PT013-04

Qualidade no atendimento.2. Comunicação telefônica.3. Uso de equipamentos de


escritório.4. Rotinas administrativas e de escritório.5. Cadastro e licitações.6.
Elaboração e manutenção de banco de dados.7. Organismos e autarquias públicas.8.
Noções de Administração Pública.9. Noções sobre funcionamento de Órgão
Público.10. Arquivo e sua documentação: organização de um arquivo; técnicas e
métodos de arquivamento; modelos de arquivos e tipos de pastas; arquivamento de
Recepcionista (ESF) registros informatizados.11. Noções de tipos de organização. 12. Noções de estoque.
13. Gestão da qualidade: análise de melhoria de processos. 14. Ética profissional e
sigilo profissional. 15. Correspondência empresarial e oficial. 16. Redação Oficial. 17.
Formas de tratamento. 18. Abreviações. 19. Documentos. 20. Agenda. 21. Meios de
comunicação 21. Noções básicas de informática

Motorista Classe II PT013-05


Sistema Nacional de Trânsito: Finalidade, Composição, Competências; Educação para o
Trânsito; Noções de Direção Defensiva; Uso correto do veículo; Normas Gerais de
Circulação e Conduta; Sinalização de Trânsito; Veículos: registro, licenciamento,
condução de escolares; Habilitação: requisitos aprendizagem, exames, permissão para
dirigir, categorias; Primeiros Socorros; Proteção do meio ambiente; Cidadania; Noções de
mecânica básica de autos; Operação da Fiscalização e do Policiamento Ostensivo de
Trânsito; Infrações, Penalidades e Multas; Medidas Administrativas; Processo
Administrativo; Crimes de Trânsito.

PT013-06
1
. Conhecimentos básicos das estruturas anatômicas da cabeça e pescoço, tecidos
Assistente de Saúde moles da cavidade bucal e demais componentes do aparelho estomatognático;
Bucal Classe II Conhecimento da fisiologia da mastigação e deglutição; Reconhecimento da dentição
permanente e temporária através da representação gráfica e numérica; Características
gerais e idade de irrupção dentária; Morfologia da dentição; Noções gerais de
microbiologia; Meios de proteção de infecção na prática odontológica; Meios de
contaminação de hepatite, Aids, tuberculose, sífilis e herpes; Formação e colonização
da placa bacteriana; HIGIENE BUCAL: importância, definição e técnicas; DOENÇA
PERIODONTAL: etiologia, classificação, características clínicas, epidemiologia,
terapêutica básica e manutenção; CÁRIE DENTAL: etiologia, classificação,
características clínicas, epidemiologia, terapêutica básica e manutenção, métodos de
prevenção e identificação de grupos de risco; Uso de fluoretos como medicamento em
suas variadas formas e toxicologia; Técnicas radiográficas intrabucais clássicas e suas
variações; Técnicas de afiação do instrumental periodontal; Técnicas de isolamento do
campo operatório; Proteção do complexo dentina-polpa; Técnicas de aplicação de
materiais restauradores; Técnicas de testes de vitalidade pulpar; Conceitos de
promoção de saúde; Elaboração e aplicação de programas educativos em saúde
bucal; Conhecimento do funcionamento e manutenção do equipamento odontológico;
Reconhecimento e aplicação dos instrumentos odontológicos; Noções básicas de
administração pública e direitos e deveres do servidor público municipal de Patos – PB

Técnico Administrativo PT005-10


1. Qualidade no atendimento.2. Comunicação telefônica.3. Uso de
equipamentos de escritório.4. Rotinas administrativas e de escritório.5. Cadastro

87
e licitações.6. Elaboração e manutenção de banco de dados.7. Organismos e
autarquias públicas.8. Noções de Administração Pública.9. Noções sobre
funcionamento de Órgão Público.10. Arquivo e sua documentação: organização
de um arquivo; técnicas e métodos de arquivamento; modelos de arquivos e
tipos de pastas; arquivamento de registros informatizados.11. Noções de tipos
de organização. 12. Noções de estoque. 13. Gestão da qualidade: análise de
melhoria de processos. 14. Ética profissional e sigilo profissional. 15.
Correspondência empresarial e oficial. 16. Redação Oficial. 17. Formas de
tratamento. 18. Abreviações. 19. Documentos. 20. Agenda. 21. Meios de
comunicação 21. Noções básicas de informática Conhecimentos na área de
Saúde

Agente de Combate a PT009-03


Endemias Trabalho em equipe de saúde e práticas em saúde da família; Conduta profissional;
Princípios e diretrizes do SUS e as políticas públicas de saúde; SISTEMA MUNICIPAL DE
SAÚDE: estrutura, funcionamento e responsabilidades; ZOONOSES: Agentes causadores,
Zoonoses emergentes e reemergentes, IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE: leishmaniose, raiva,
esquistossomose, Chagas e Cólera; SANEAMENTO AMBIENTAL: controle e destinação dos
resíduos urbanos e na área rural. Contaminação e Poluição. Abastecimento de Água e
Saneamento. PRESERVAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA: SISÁgua. Desinfecção da água
armazenada e dos abastecimentos urbanos e rurais; Doenças veiculadas pela água;
DOENÇAS TRANSMITIDAS POR VETORES: Doença de Chagas, Malária e Dengue;
Programas de Vacinação Animal; BIOSSEGURANÇA NO AGENTE DE COMBATE ÀS
ENDEMIAS: medidas de prevenção e controle; uso de EPI. CUBAÇÃO DE DEPÓSITOS:
circular, retangular e triangular (Cálculo de área). CONSOLIDAÇÃO DE BOLETINS: análise e
interpretação de planilhas, soma e cálculo de percentuais. SAÚDE PÚBLICA: ORGANIZAÇÃO
DOS SERVIÇOS DE SAÚDE NO BRASIL - SUS: princípios, diretrizes, controle social,
planejamento. Indicadores de saúde, sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e
sanitária. Noções básicas de preservação ambiental (ecologia). Aspectos econômicos,
históricos, geográficos e culturais do Município de Patos e microrregião. Atualidades da
Paraíba e do Brasil.

PT005-11 (Inspetor Sanitário)


BROMATOLOGIA: Estudo químico-bromatológico dos glicídios, lipídios, proteínas,
vitaminas, minerais e água. Preparação de amostras de alimentos em laboratório para
determinação da sua composição centesimal, acidez e pH. Refratometria, densimetria,
cromatografia e espectrofotometria aplicada à análise de alimentos, critérios de
interpretação de laudos bromatológicos. MICROBIOLOGIA DE ALIMENTOS: Conhecimento
dos principais microorganismos que interagem positiva ou negativamente com os diversos
Inspetor Sanitário tipos de alimentos, mecanismo de ação e os métodos de avaliação microbiológica. O estudo
teórico e observacional das alterações microbiológicas intencionais que o alimento sofre,
em nível industrial e artesanal, como também as não intencionais, que decorrem da falta de
higiene e de outros fatores determinantes, ocasionando
toxinfecções. Prática de controle higiênico-sanitário, como a avaliação, seleção e

88
recomendação dos alimentos processados para consumo humano. BIOQUÍMICA DOS
ALIMENTOS: Principais componentes físico-químicos, funcionais, nutricionais e tóxicos dos
diversos alimentos naturais e artificiais. Aspectos quantitativos e qualitativos, modificados
ou não pelas interações bioquímicas, inerentes ao próprio alimento. Conhecimentos à
prática dietética e à avaliação e interpretação das modificações que os alimentos sofrem no
processamento. TECNOLOGIA DE ALIMENTOS: Princípios e métodos de processamento
de alimentos, para atender ao consumo humano. Métodos de obtenção, armazenamento,
manipulação e conservação das principais matérias-primas alimentares. Procedimentos,
vantagens e limitações da utilização da temperatura, processo de secagem, de
fermentação, de irradiação etc., correto emprego de embalagens para conservação dos
alimentos. Aplicação da legislação de alimentos, com vistas a obtenção da qualidade de
processamento industrial.

PT005-111 – Médico Veterinário


PT005-112 – Nutricionista
PT005-113 – Farmacêutico Bioquímico
PT005-114 - Farmacêutico
Técnico em Radiologia PT 005-12
Dentária CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: Noções básicas sobre as Radiações: Riscos das
Radiações na Radiologia Diagnóstica. Meios de Proteção. Aparelhos de Raios X. Grades,
Cones, Colinadores, Ecrans, Intensificadores. Câmara Escura. Revelação manual e
automática. Componente da câmara escura. Filmes. Revelador, fixador e componentes.
Fatores Radiológicos: Incidências. Identificação das radiografias. Incidências de rotina e
incidências especiais; Radiografias Panorâmicas;
1 Radioproteção. 1.1 Princípios básicos e monitorização pessoal e ambiental. 2
Conhecimentos técnicos sobre operacionabilidade de equipamentos em radiologia. 3
Câmara escura – manipulação de filmes, chassis, ecrans reveladores e fixadores,
processadora de filmes. 4 Câmara clara – seleção de exames, identificação; exames gerais
e especializados em radiologia. 5 Fluxograma técnico – administrativo – registro do
paciente, identificação, encaminhamento de laudos, arquivamento. 6 Conduta ética dos
profissionais da área de saúde. 7 Portaria da ANVISA nº 453.
PT 005-13
Prótese Parcial Removível: Conceito Indicações e Contra-Indicações; Fracassos em PPR;
Classificação dos Endentados Parciais; Sistemas da PPR; Delineador; Apoios e Descansos
ou Nichos; Grampos ou Retentores Extracoronários; Retenção Indireta; Planejamento em
PPR; Planos Guia - Técnicas de Transferência para a Boca do Paciente; Preparo da Boca
para Receber PPR; Moldagem em PPR; Articuladores; PPR Dentomucossuportada;
Aparelhos Parciais Removíveis de Retenção por Encaixe; A PPR e os Implantes
Osseointegrados; Estética em Reabilitação Oral: Núcleos – Considerações biológicos –
Considerações restauradoras; Preparos Dentais em Prótese Livres de Metal – Princípios
biológicos e mecânicos - Tipos de preparos para próteses livres de metal; Materiais
Cerâmicos – Descrição dos materiais; Materiais Poliméricos – Resinas – Fibras; Cimentação
de Próteses Livres de Metal – Propriedades dos agentes cimentantes - Agentes para
cimentação final – Cuidados na técnica de próteses parciais fixas metal free; Considerações
Técnico de Prótese Gerais – Estética estado atual - Planos de Tratamento Integrado –Estética metal free; Prótese
Dentária Fixa: Preparos; Restaurações; Moldagens; Núcleos e Pinos; Modelos e Troqueis; Articulador;
Confecção de Próteses Unitárias sobre Implantes; Ajustes Clínicos; Cimentação.

Auxiliar de Prótese PT005-14


Dentária Ética profissional; Material de prótese; aparelho ortodônticos; prótese total; prótese parcial
removível; prótese parcial fixa; anatomia e escultura; consolidação das normas do CFO
para os TPDs. Classificação dos dentes, características. Metoplástica, fundição, técnica de
preparo, provisório. Encerramento de dentaduras, escultura e montagem dos dentes, ajuste
da oclusão, inclusão, acrilização, recortes e polimentos. Aparelhos removíveis, técnica de
construção. Metalocerâmica, fundição, técnicas de aplicação, acabamento. Equipamentos e
instrumental. Materiais dentários. Considerações gerais da área. Noções gerais de

89
confecção laboratorial de aparelho ortodônticos removíveis. Anatomia e escultura dental:
descrição das características dos dentes permanentes e oclusão dentária. Passos
laboratoriais em prótese parcial removível, fixa e total. Materiais dentários: cera, gesso,
revestimentos fosfatados, materiais para fundição, resinas, porcelanas e soldas. Métodos
de esterilização e higiene.

Psicólogo PT014-03
A psicologia como ciência e profissão; Personalidade e desenvolvimento humano e suas
teorias; Ética e saúde; A psicologia breve como abordagem no processo terapêutico;
Psicossomática e o processo saúde-doença; O adoecer e o morrer no cotidiano hospitalar;
O paciente, a equipe e a família na instituição; A humanização e o acolhimento na saúde;
Políticas de saúde no Brasil: a reforma sanitária e a construção do sistema único de saúde;
ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente); Política nacional do idoso: estatuto do Idoso;
Teorias gerais de Psicologia; Teorias Psicoterápic.

PT004-021.
Assistente Social O Serviço Social, as Políticas Sociais e a questão dos Direitos Sociais no contexto da
Reforma do Estado brasileiro.
1.1. A contra-reforma do Estado e as Políticas Sociais no Brasil na contemporaneidade.
1.2. A questão dos direitos sociais no sistema de seguridade social: previdência, assistência
e saúde.
1.3. A Reestruturação das políticas sociais no Brasil e as novas formas de regulação Social.
1.4. O lugar ocupado pelo Serviço Social na implementação das Políticas Sociais no
contexto da descentralização e municipalização: a gestão social e participativa.
1.5. A política de assistência social como política de proteção social e o SUAS.
2. A questão social no cenário contemporâneo, as diferentes expressões concretas na
sociedade brasileira e a sua centralidade no Serviço Social.
2.1. Metamorfoses da questão social nos meandros das relações entre o Estado e a
Sociedade no Brasil contemporâneo.
2.2. Pobreza, exclusão social e subalternidade: expressões concretas da Questão Social no
Brasil contemporâneo.
2.3. A questão social como base fundante do trabalho do assistente social.
3. O projeto ético-político profissional, os espaços ocupacionais e o trabalho profissional do
Assistente Social no contexto da reestruturação do capital e da lógica neoliberal em defesa
dos direitos sociais.
a. As dimensões éticas e políticas do projeto profissional.
b. O projeto profissional e as estratégias para fazer frente às diferentes
expressões da Questão Social.
3.3. O assistente social como trabalhador coletivo: o trabalho profissional, demandas e
requisições que exigem competência teórica, metodológica, ética, política, técnica e
operativa no fazer profissional na defesa dos direitos sociais.
3.4. A legislação social e o trabalho profissional, instrumento sócio-jurídico e legal na
efetivação e defesa dos direitos sociais.
Fonoaudiólogo PT005-16
1 – LINGUAGEM
Anâtomo fisiologia da linguagem, aquisição e desenvolvimento, desvio fonológico, avaliação
e terapia dos distúrbios neurológicos, gagueira, diagnóstico e terapia dos distúrbios do
aprendizado da leitura e escrita
2 – MOTRICIDADE ORAL
Anatomia e fisiologia do sistema estomatognático. / Fissura / Desordem tempomandibular /

90
Deformidades dentofociais / Alterações funcionais da respiração, deglutição, sucção e
mastigação.
3 – VOZ
anatomia e fisiologia da laringe. / Conceito, classificação e etiologia das patologias da
laringe. / Avaliação, diagnóstico e terapia das alterações vocais.
4 – AUDIOLOGIA
Anatomia e fisiologia do aparelho auditivo / Avaliação auditiva. / Emissões otoacústicas /
Reabilitação e implante coclear / Testes básicos de avaliação auditiva.
PT014-04
Fisioterapeuta 1.Fisioterapia Preventiva em Saúde Pública, do Idoso, do Trabalhador e da Mulher.
2.Legislação em Fisioterapia:
 DECRETO DE LEI 968/69; LEI 6.316/75; RESOLUÇÃO COFFITO 10, 37, 80, 139,
153; LEI 8.856/94
3.Recursos Fisioterapêuticos:
 ELETROTERAPIA; FOTOTERAPIA; TERMOTERAPIA; MECANOTERAPIA;
CINESIOLOGIA; HIDROTERAPIA
4. Efeitos Fisiológicos, Técnicas de Aplicação, Indicações e Contra – Indicações de
Aparelhos Utilizados na Fisioterapia.
5.Atuação da Fisioterapia:
 NEUROLOGIA; REUMATOLOGIA; ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA;
PNEUMOLOGIA; PEDIATRIA; CARDIOLOGIA.
6.Avaliação Fisioterapêutica.
FISIOTERAPEUTA - Métodos e técnicas de avaliação, tratamento e procedimentos em
fisioterapia. Provas de função muscular. 2. Cinesiologia e Biomecânica. 3. Análise da
marcha. 4.Exercícios terapêuticos e treinamento funcional. 5. Indicação, contra-indicação,
técnicas e efeitos fisiológicos da hidroterapia, massoterapia, mecanoterapia, crioterapia,
Eletroterapia, termoterapia superficial e profunda. 6. Prescrição e treinamento de órteses e
próteses. 7. Anatomia, fisiologia, fisiologia do exercício e fisiopatologia, semiologia e
procedimentos fisioterápicos nas áreas: neurológicas e neuropediátricas; ortopedia e
traumatologia; cardiologia; pneumologia; ginecologia e obstetrícia. 8.Geriatria: fisioterapia
preventiva, curativa e reabilitadora. 9. Ética profissional. Organização dos serviços de saúde
no Brasil: Sistema Único de Saúde - Princípios e diretrizes, controle social; Indicadores de
saúde; Sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária;
Endemias/epidemias: Situação atual, medidas de controle e tratamento; Planejamento e
programação local de saúde, Distritos Sanitários e enfoque estratégico.
Nutricionista (Frei PT007-03
Damião) 1 – Macro e micronutrientes na alimentação humana;
2 – Recomendações de energia e nutrientes; DRI´s.
3 – Alimentação no 1º ano de vida, na infância e na adolescência;
4 – Nutrição na gestação e na lactação;
5 – Avaliação nutricional em diferentes grupos etários;
6 – Microbiologia aplicadas as UAN´s: - classificação dos microorganismos, fontes de
contaminação, vias de transmissão, fatores que interferem no metabolismo dos
microorganismos;
7 – Aspectos higiênicos sanitários em UAN´s: - saúde do manipulador de alimentos e
controle de matérias-primas, - conservação e higienização da matéria-prima, - doenças
transmitidas de alimentos;
8 – APPCC (HACCP) Análise de perigos e pontos críticos de controle em UAN´s; Boas
práticas na fabricação de alimentos;
9 – Planejamento, organização e administração em UAN´s: - Recursos Humanos em
UAN´s: dimensionamento, descrição de cargos e funções, recrutamento, seleção e
treinamento; - Aspectos físicos da Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN`s);
10 – Alimentação coletiva: planejamento execução e avaliação de cardápios;
11 – Terapia Nutricional: - nas doenças carenciais e na obesidade; - nos distúrbios
endócrinos, cardiovasculares, renais e gastrointestinais; - nas enfermidades crônicas
degenerativas;
12 – Programas governamentais na área de alimentação e nutrição: - Programa Nacional de
Alimentação Escolar; - Programa de Alimentação do Trabalhador;
13 – Código de ética do nutricionista;
91
14 – Introdução à técnica dietética: conceito, objetivo e métodos de preparo de alimentos;
15 – Montagem de Fichas Técnicas de Preparação.
Farmacêutico PT014-05
Bioquímico (Frei
Damião) Princípios de Farmacologia; Logística do abastecimento; Seleção, aquisição, análise,
armazenamento e istribuição de medicamentos e correlatos; Gerenciamento de
estoque; Desenvolvimento e/ou manipulação de fórmulas magistrais e oficinais;
Manipulação de estéreis (Nutrição parenteral e quimioterapia); Legislação
farmacêutica; Portaria 344/98 – SVS/MS (12/05/1998); Assistência farmacêutica;
Farmacovigilância; Farmácia clínica. Princípios básicos de Farmacocinética:
Dinâmica da absorção, distribuição e eliminação de fármacos; Princípios básicos de
Farmacodinâmica: Microbiologia: Coleta e transporte de amostras para exame
microbiológico; Classificação e utilização dos principais meios de cultura;
Classificação morfológica das bactérias; Coloração de Gram e Ziehl-Nielsen (princípio
e técnica); Processamento das amostras para cultura de bactérias aeróbicas
Bioquímica: Avaliação da função renal; Avaliação da função reprodutora masculina
(dosagens hormonais, análise básica de sêmen, provas funcionais de
espermatozóides, testes para separação de espermatozóides); Avaliação da função
reprodutora feminina (dosagens hormonais e parâmetros de análise do muco cervical,
teste de interação muco-sêmen); Diagnóstico laboratorial da uretrites e prostatites
Hematologia: Morfologia de hemácias e leucócitos; Contagem diferencial de
leucócitos Imunologia Geral: Sistema e resposta imune; Estrutura, função e produção
de anticorpos; Ligação antígeno – anticorpo; Mecanismos de defesa imune;
Diagnósticos sorológicos de doenças sexualmente transmissíveis.

Farmacêutico PT014-06
Bioquímico (Laboratório)
Princípios de Farmacologia; Logística do abastecimento; Seleção, aquisição, análise,
armazenamento e istribuição de medicamentos e correlatos; Gerenciamento de
estoque; Desenvolvimento e/ou manipulação de fórmulas magistrais e oficinais;
Manipulação de estéreis (Nutrição parenteral e quimioterapia); Legislação
farmacêutica; Portaria 344/98 – SVS/MS (12/05/1998); Assistência farmacêutica;
Farmacovigilância; Farmácia clínica. Princípios básicos de Farmacocinética:
Dinâmica da absorção, distribuição e eliminação de fármacos; Princípios básicos de
Farmacodinâmica: Microbiologia: Coleta e transporte de amostras para exame
microbiológico; Classificação e utilização dos principais meios de cultura;
Classificação morfológica das bactérias; Coloração de Gram e Ziehl-Nielsen (princípio
e técnica); Processamento das amostras para cultura de bactérias aeróbicas
Bioquímica: Avaliação da função renal; Avaliação da função reprodutora masculina
(dosagens hormonais, análise básica de sêmen, provas funcionais de
espermatozóides, testes para separação de espermatozóides); Avaliação da função
reprodutora feminina (dosagens hormonais e parâmetros de análise do muco cervical,
teste de interação muco-sêmen); Diagnóstico laboratorial da uretrites e prostatites
Hematologia: Morfologia de hemácias e leucócitos; Contagem diferencial de
leucócitos Imunologia Geral: Sistema e resposta imune; Estrutura, função e produção
de anticorpos; Ligação antígeno – anticorpo; Mecanismos de defesa imune;
Diagnósticos sorológicos de doenças sexualmente transmissíveis.

92
PT005-17
Geral:
Técnico em Laboratório 1. Realizar identificação, separação, registro, distribuição, acondicionamento, conservação
de Análise Clínica e transporte de amostras;
2. Conhecimentos básicos de biossegurança em laboratório de análises clínicas;
3. Conhecer os principais equipamentos utilizados em laboratórios: microcentrífugas,
centrífugas, microscópio, equipamentos de pesagem (balança, etc...), banho-maria,
autoclave, estufa, destilador, geladeira, freezeres e vidrarias graduadas;
4. Saber manusear os principais equipamentos utilizados em laboratórios de análises
clínicas;
5. Noções sobre esterilização e desinfecção;
6. Montagem do material biológico;
7. Preparação de reativos e soluções;
8. Preparo de sangue para exames (sangue total, soro, plasma, sangue desfibrinado).
Específico:
1. Preparação de Meios de cultura;
2. Preparação de corantes (cristal violeta Lugol, Álcool – acetona, Álcool ácido, Fucsina
Fenicada de Ziehl-Neelse, Azul de Metileno);
3. Noções básicas em microbiologia – técnicas de semeaduras mais utilizadas na rotina,
técnicas de coloração mais utilizadas (Gram, Ziehl-Neelsen, Fontana – tribondeau,
Albert-Laybourn);
4. Noções básicas de Parasitologia;
5. Métodos utilizados na parasitologia (métodos a fresco, Faust, Baerman-Moraes, Harada-
Mari, Direto, Hoffman, Granham, Willis);
6. Principais anticoagulantes utilizados em análises clínicas. Ex: EDTA, Citrato, etc....
7. Técnica de confeccionar e corar esfregaços sanguíneos a fresco e em hematologia, bem
como de líquidos biológicos.
8. Exame de urina – exame físico-químico (propriedades físicas)
PT015-01
Diretrizes e bases da implantação do SUS; Constituição da República Federativa do
Brasil – Saúde; Organização da Atenção Básica no Sistema Único de Saúde;
Epidemiologia, história natural e prevenção de doenças; Reforma Sanitária e Modelos
Assistenciais de Saúde - Vigilância em Saúde; Indicadores de nível de saúde da
população; Políticas de descentralização e atenção primária à Saúde; Doenças de
notificação compulsória no Estado de São Paulo; Código de Ética Médica;
Atualidades sobre Saúde Pública e Medicina Geral; Saúde Pública; Medicina Social e
Preventiva; Código de Processo Ético; Conhecimentos Específicos Laudo Médico
para emissão de AIH: procedimentos e análise; Normas do SIH/SUS para liberar:
Cirurgia Múltipla, Politraumatizado, Permanência Menor, Mudança de Procedimento,
Homônimos; Normas para emissão da nova AIH; Motivos mais comuns para rejeição
de AIH; Auditoria hospitalar: prontuário Médico; Programa Nacional de Avaliação de
Serviços de Saúde - PNASS – Min. Saúde; Sistema de Atendimento da Demanda
Médico Classe IV Espontânea - SADE - Min Saúde; Código de Ética Médica - art. 8º, 19, 21, 42, 57, 76,
(Auditor/Regulador) 81, 85, 118 e 121; Código Internacional de doenças - CID; Constituição Federal
Artigos 196 a 202; Lei Federal 8080 de 19 de setembro de 1990; Lei Federal 8142 de
28 de dezembro de 1990; SUS Sistema Único de Saúde; Códigos de tabelas de
procedimentos

Enfermeiro Classe II PT014-07 Processo Histórico da Enfermagem; Ética e Bioética; Legislação Profissional de
(Plantonista) enfermagem e Políticas Públicas de Saúde (SUS, NOB’s, saneamento básico);
Enfermagem em Saúde Coletiva; Semiologia e Semiotécnica; Saúde Integral da Criança e
do Adolescente; Saúde Integral da Mulher; Saúde Coletiva; Saúde Integral do Adulto e do

93
Idoso; Clínicas médicas-parte geral e específica; Assistência e Intervenções de
Enfermagem em clínicas cirúrgica; Enfermagem Psiquiátrica; Administração Aplicada à
Enfermagem: Administração da Assistência de Enfermagem em Rede Básica de Saúde e
Hospitalar: Geral e em situações de urgências e emergências, aplicação dos processos de
trabalho, SAE (Sistematização da Assistência de Enfermagem); Saúde integral do Usuário
das Unidades de Maior Complexidade; Enfermagem em Doenças Transmissíveis; Saúde
Coletiva; Gerenciamento dos resíduos de Serviços de Saúde; Normas de segurança em
saúde; Saúde pública- PSF, PACS, Programas de Saúde do Ministério da Saúde,
Imunização – rede frios, Esquemas de vacinação, Infecção Hospitalar; Vigilância
Epidemiológica Geral- notificação, Indicadores de saúde
PT014-08
Legislação de Enfermagem, ética e bioética; Instituição de saúde; Assistência de
Enfermagem na Saúde Coletiva do adulto e da família; Primeiros Socorros; Assistência de
Enfermeiro Classe III Enfermagem no processo de administração de medicamentos; Assistência de Enfermagem
(Administrativo) nos Cuidados Gerais prestados ao recém-nascido adolescente e adulto no seu ciclo da
vida; Assistência de Enfermagem ao adulto (Homem e Mulher)no estado clinico e no estado
cirúrgico; Assistência de Enfermagem na Saúde da Mulher e no ciclo grávido-puerperal;
Assistência de Enfermagem em Saúde Mental e sua legislação atual; Assistência de
Enfermagem ao Idoso; Saúde Pública: Organização dos serviços de saúde e políticas
públicas no Brasil - SUS: princípios, diretrizes, controle social, planejamento. Indicadores de
saúde, sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária. Noções de
administração de Enfermagem conforme legislação de enfermagem nas equipes de
enfermagem e de saúde.

PT014-09
PATOLOGIA ORAL: Alterações no desenvolvimento e crescimento das estruturas orais e
para-orais; Cárie dentária e suas seqüelas; Neoplasias benignas de origem não-
odontogênica; Lesões pré-malígnas e malignas da cavidade oral; Tumores odontogênicos
e não-odontogênicos; Cistos odontogênicos e não-odontogênicos; Manifestações orais
das doenças sistêmicas e infecções orais por fungos, vírus e bactérias; Doenças das
glândulas salivares; Lesões inflamatórias dos maxilares; Aspectos semiológicos da prática
odontológica: anamnese, exames objetivos e complementares. FARMACOLOGIA:
Conceitos gerais de vias de introdução e eliminação dos medicamentos e suas
posologias; Anestésicos locais, analgésicos, antiinflamatórios, antibióticos,
quimioterápicos e coagulantes: uso em odontologia; Pacientes especiais fármacos-
dependentes, condutas do profissional de odontologia; Tratamento das emergências
médicas no consultório dentário; Interações medicamentosas de interesse do cirurgião-
dentista. DENTÍSTICA: Diagnóstico e plano de tratamento em dentística; Preparo do
campo operatório, isolamento relativo e absoluto do campo operatório – instrumental e
técnica; Técnicas de aumento de coroa clínica, cirurgia de cunha distal e proximal, espaço
biológico – conceitos e importância; Materiais dentários: resina composta, ionômero de
vidro, compômeros, amálgama dentário e materiais utilizados na proteção do complexo
pulpar; Clareamento dental. CIRURGIA: Períodos pré e pós - operatórios; Exodontia;
Acidentes e complicações em cirurgia buco-maxilo-facial; Cirurgia dos dentes inclusos;
Princípios gerais de traumatologia buco-maxilo-facial; Tratamento cirúrgico das infecções
orais bem como de cistos e tumores da cavidade oral; Cirurgia pré-protética; Instrumental
cirúrgico; Anestesiologia. RADIOLOGIA: Princípios gerais de aplicação em odontologia;
Conceito e física das radiações; Filmes e métodos de processamento radiográfico; Efeitos
biológicos dos RX; Técnicas radiográficas intra e extra-orais; Métodos de localização
Dentista Classe II radiográfica; Interpretação radiográfica das patologias orais; Novos métodos em
(Especialista) imagenologia odontológica. BIOSSEGURANÇA EM ODONTOLOGIA: Métodos de controle
de infecção e esterilização; Proteção profissional e do paciente. OCLUSÃO: Fundamentos
de oclusão e dos movimentos mandibulares; Classificação, diagnóstico e tratamento das
disfunções têmporo - mandibulares. ÉTICA E LEGISLAÇÃO ODONTOLÓGICA: O código
de ética odontológico. Organização dos serviços de saúde no Brasil: Sistema Único de
Saúde - Princípios e diretrizes, controle social; Indicadores de saúde; Sistema de
notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária; Endemias/epidemias: Situação atual,
medidas de controle e tratamento; Planejamento e programação local de saúde, Distritos
Sanitários e enfoque estratégico.

94
PT014-10
Clínica geral odontológica. Semiologia, Terapêutica, Radiologia e Anestesiologia na
prática odontológica. Fundamentos de Dentística, Endodontia e Periodontia. Princípios
de Cirurgia Oral Menor, Ortodontia, Prótese, Traumatologia e Urgências Odontológicas.
Dentista Classe III Odontologia para bebês e Odontopediatria. Biossegurança na prática odontológica.
(Pacientes especiais) Promoção de saúde e prevenção em saúde bucal. Métodos de prevenção da cárie
dentária e das doenças periodontais. Atendimento a usuários portadores de
necessidades especiais. Educação em saúde. Odontologia preventiva e social. Vigilância
sanitária em saúde bucal. Epidemiologia, planejamento e programação em serviços
públicos odontológicos. Epidemiologia da cárie dentária, doenças periodontais, más
oclusões e câncer bucal. Política Nacional de Saúde Bucal. Saúde bucal no Programa
de Saúde da Família. Critérios de risco em saúde bucal

PT 014-11
PATOLOGIA ORAL – Alterações no desenvolvimento e crescimento das estruturas orais e
Dentista Classe IV para-orais; Cárie dentária e suas seqüelas; Neoplasias benignas de origem não-
(Plantonista) odontogênica; Lesões pré-malígnas e malignas da cavidade oral; Tumores odontogênicos
e não-odontogênicos; Cistos odontogênicos e não-odontogênicos; Manifestações orais
das doenças sistêmicas e infecções orais por fungos, vírus e bactérias; Doenças das
glândulas salivares; Lesões inflamatórias dos maxilares; Aspectos semiológicos da prática
odontológica: anamnese, exames objetivos e complementares. FARMACOLOGIA –
Conceitos gerais de vias de introdução e eliminação dos medicamentos e suas
posologias; Anestésicos locais, analgésicos, antiinflamatórios, antibióticos,
quimioterápicos e coagulantes: uso em odontologia; Pacientes especiais fármacos-
dependentes, condutas do profissional de odontologia; Tratamento das emergências
médicas no consultório dentário; Interações medicamentosas de interesse do cirurgião-
dentista.. DENTÍSTICA – Diagnóstico e plano de tratamento em dentística; Preparo do
campo operatório, isolamento relativo e absoluto do campo operatório – instrumental e
técnica; Técnicas de aumento de coroa clínica, cirurgia de cunha distal e proximal, espaço
biológico – conceitos e importância; Materiais dentários: resina composta, ionômero de
vidro, compômeros, amálgama dentário e materiais utilizados na proteção do complexo
pulpar; Clareamento dental. CIRURGIA – Períodos pré e pós - operatórios; Exodontia;
Acidentes e complicações em cirurgia buco-maxilo-facial; Cirurgia dos dentes inclusos;
Princípios gerais de traumatologia buco-maxilo-facial; Tratamento cirúrgico das infecções
orais bem como de cistos e tumores da cavidade oral; Cirurgia pré-protética; Instrumental
cirúrgico; Anestesiologia. RADIOLOGIA - Princípios gerais de aplicação em odontologia;
Conceito e física das radiações; Filmes e métodos de processamento radiográfico; Efeitos
biológicos dos RX; Técnicas radiográficas intra e extra-orais; Métodos de localização
radiográfica; Interpretação radiográfica das patologias orais; Novos métodos em
imagenologia odontológica. BIOSSEGURANÇA EM ODONTOLOGIA – Métodos de
controle de infecção e esterilização; Proteção profissional e do paciente. OCLUSÃO –
Fundamentos de oclusão e dos movimentos mandibulares; Classificação, diagnóstico e
tratamento das disfunções têmporo - mandibulares. ÉTICA E LEGISLAÇÃO
ODONTOLÓGICA – O código de ética odontológico. Organização dos serviços de saúde
no Brasil: Sistema Único de Saúde - Princípios e diretrizes, controle social; Indicadores de
saúde; Sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária;
Endemias/epidemias: Situação atual, medidas de controle e tratamento; Planejamento e
programação local de saúde, Distritos Sanitários e enfoque estratégico.
Técnico de Enfermagem PT005-18
Classe II (Plantonista) Processo Histórico da Enfermagem; Ética e Bioética; Legislação Profissional de
enfermagem e Políticas Públicas de Saúde (SUS, NOB’s, saneamento básico);
Enfermagem em Saúde Coletiva; Semiologia e Semiotécnica; Saúde Integral da Criança e
do Adolescente; Saúde Integral da Mulher; Saúde Coletiva; Saúde Integral do Adulto e do
Idoso; Clínicas médicas-parte geral e específica; Assistência e Intervenções de
Enfermagem em clínicas cirúrgica; Enfermagem Psiquiátrica; Administração Aplicada à
Enfermagem: Administração da Assistência de Enfermagem em Rede Básica de Saúde e
Hospitalar: Geral e em situações de urgências e emergências, aplicação dos processos de
95
trabalho, SAE (Sistematização da Assistência de Enfermagem); Saúde integral do Usuário
das Unidades de Maior Complexidade; Enfermagem em Doenças Transmissíveis; Saúde
Coletiva; Gerenciamento dos resíduos de Serviços de Saúde; Normas de segurança em
saúde; Saúde pública- PSF, PACS, Programas de Saúde do Ministério da Saúde,
Imunização – rede frios, Esquemas de vacinação, Infecção Hospitalar; Vigilância
Epidemiológica Geral- notificação, Indicadores de saúde.
Médico Classe II PT015-02
(Plantonista) CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1. Cuidados gerais e preventivos da saúde do adulto e
do idoso. 2. Doenças cardiovasculares - hipertensão arterial sistêmica, cardiopatia
isquêmica, insuficiência cardíaca, miocardiopatias, valvulopatias e arritmias cardíacas. 3.
Doenças pulmonares – asma brônquica, doença pulmonar obstrutiva crônica, embolia
pulmonar, infecções respiratórias e pneumonias, abscessos pulmonares, doença pulmonar
intersticial e hipertensão pulmonar. 4. Doenças gastrintestinais e hepáticas, doenças
pépticas, hemorragia digestiva, diarréias agudas e crônicas, colelitiase, colecistite,
pancreatites, hepatites e insuficiência hepática. 5. Doenças renais - insuficiência renal,
nefropatias, litiase urinária e infecções urinárias. 6. Doenças endócrinas - diabetes, doenças
da tireoide, paratireoides e adrenais. Dislipidemias. 7. Doenças reumáticas e colágenos -
artrites, espondiloartropatias, gota e vasculites. 8. Doenças infecciosas e parasitárias.
antibioticoterapia. 9. Distúrbios hidro-eletrolíticos e acidobásicos.10. Distúrbios da
consciência e da memória. Acidentes vasculares cerebrais. 11. Interpretação clinica de
exames complementares de uso frequente na prática clínica. 12. Emergências clínicas.

PT015-03
Asma; Dislipidemias; Dermatoviroses – Zoodermatoses; Hanseníase; Doenças
funcionais da tireóide; Diabetes Melito; Obesidade; Síndrome Metabólica; Prescrição de
medicamentos – interações medicamentosas e iatrogenia por drogas; Síndrome do
intestino irritável; Doença do refluxo gastro-duodenal; Diarréia e infecções intestinais
agudas; Gastrites; Úlcera péptica gastroduodenal; Parasitoses intestinais e teciduais;
Pancreatites; Litíase biliar e renal; Doenças sexualmente transmissíveis – infecção pelo
HIV em adultos; Infecção do trato urinário; Neoplasias hematológicas; Hepatite viral
aguda e crônica; Meningites bacterianas agudas; Leptospirose; Infecções por cocos
gram-positivos; Tuberculose; Doença de Chagas; Calazar; Gripes e resfriados; Síndrome
Nefrítica – Síndrome Nefrótica; Hipertensão arterial sistêmica; Febre reumática e
prevenção da endocardite infecciosa; Pneumonia adquirida na comunidade; Artrite
reumatóide; Lupus eritematoso sistêmico; Abdome agudo não traumático – avaliação
inicial da dor abdominal aguda; O Sistema de Saúde do Brasil – a estratégia da Saúde
da Família – a organização de serviços de atenção primária à saúde; Cardiopatia
isquêmica e insuficiência cardíaca; Monoartrites – poliartrites – reumatismos de partes
moles; Vertigens e tonturas; Esquistossomose; Imunizações; Profilaxias pós-exposição –
acidentes por animais peçonhentos – acidentes ofídicos – picadas de insetos, aranhas e
escorpiões – profilaxia nas mordeduras – profilaxia pós-exposição a agentes infecciosos
Médico Classe III – profilaxia pós-esposição à material biológico; Medicamentos antiinfectantes –
(Especialista) analgésicos – antipiréticos – antiinflamatórios – corticosteróides; Fármacos e gravidez;
Fármacos e lactação – efeitos fetais e neonatais.

PT015-0310
Coagulação e anticoagulantes; Bases de reconstrução cirúrgica vascular; Próteses e
enxertos; Simpatectomias; Amputações de MMII; Diagnóstico clínico da doença arterial
periférica; Métodos não invasivos nas doenças arteriais; Arteriografia; Oclusões arteriais
periféricas; Aneurismas da aorta abdominal; Doença aterosclerótica; Oclusões aorto-
ilíacas; Oclusões fêmoro-poplíteas; Aneurismas arteriais periféricos; Arterites; Pé
diabético; Diagnóstico clínico das doenças venosas periféricas; Métodos não invasivos
Angiologista nas doenças venosas; Flebografia; Varizes dos MMII; Trombose venosa dos MMII
(superficial e profunda); Flebites; Doenças Linfáticas; Ética profissional; Noções básicas
de administração pública e direitos e deveres do servidor público municipal de Patos – PB.

96
PT015-0320

Hipertensão Arterial Sistêmica; Insuficiência Cardíaca; Estenose da Válvula Mitral;


Insuficiência da Válvula Mitral; Prolápso da Válvula Mitral; Estenose da Válvula Aórtica;
Insuficiência da Válvula Aórtica; Cardiomiopatias; Insuficiência Coronária Aguda;
Insuficiência Coronária Crônica; Cardiopatias Congênitas Acianóticas ( Cia; Civ; Pca );
Cardiologista Cardiopatias Congênitas Cianóticas ( Tetralogia de Fallot; Drenagem Anômala de Veias
Pulmonares ); Aterosclerose e Dislipidemia; Endocardite Infecciosa; Febre Reumática;
Eletrocardiograma Normal; Eletrocardiograma – Sobrecarga de Câmaras Cardíacas;
Eletrocardiograma – Infarto Agudo do Miocárdio.

PT015-0330
Anatomia e fisiologia da pele; Imunopatologia cutânea; Histopatologia das doenças de
pele; Dermatoses eczematosas; Dermatoses eritemato-pápulo- escamosas; Dermatose
seborréica, psoriasis, ptiriasis rósea de Gilbert, liquen plano, outras formas de líquen;
Púrpuras; Pruridos: estrófulo, nodular de Hyde, Hebra, astealósico, anogenital,
idiopática; Dermatoses vésico-bolhosas: pênfigos, Duhring Brock, dermatose linear por
IgA, herpes gestationes, impetigo herpertiforme; Acnes; Micoses; Dermatoses ulcerosas;
Doenças do tecido conjuntivo; Infecções bacterianas da pele; Doenças sexualmente
transmissíveis: AIDS; Micoses superficiais; Micoses profundas; Dermatoviroses;
Escabioses e outras dermatoses parasitárias; Dermatoses metabólicas; Reações de
hipersensibilidade da pele: urticária, E. polimorfo, Stevens Jonhson, Lyell e S. SS. SS;
Dermatoses congênitas e hereditárias; Tumores da pele; Linformas e outros processos
Dermatologista malignos; Terapêutica tópica das dermatoses; Cirurgia dermatológica; Leishmaniose; M.
H. M. Hansen; Aspectos macroscópicos e microscópicos do exame micológico direto e
cultura; Terapêutica sistêmica das dermatoses; Manifestação cutânea das doenças
sistêmicas; Ética profissional; Noções básicas de administração pública e direitos e
deveres do servidor público municipal de Patos – PB.

Medicina do Trabalho PT015-0340


A Segurança e Saúde no Trabalho nos diplomas legais vigentes no país: Constituição da
República Federativa do Brasil de 1988; Segurança e a Saúde no Trabalho nas
seguintes Normas Internacionais da Organização Internacional do Trabalho − OIT:
Convenção nº 81 − Inspeção do Trabalho (Decreto nº 95.461, de 11/12/1987);
Convenção nº 139 − Prevenção e controle de riscos profissionais causados por
substâncias ou agentes cancerígenos (Decreto nº 157, de 02/06/1991); Convenção nº
148 − Proteção dos Trabalhadores contra os riscos profissionais devidos à contaminação
do ar, ao ruído, às vibrações no local de trabalho (Decreto nº 93.413, de 15/10/1986);
Convenção nº 155 − Segurança de Saúde dos Trabalhadores (Decreto nº 1.254, de
29/09/1994); Convenção nº 161 − Serviços de Saúde do Trabalho (Decreto nº 127, de
22/05/1991); Doenças ocupacionais, acidente do trabalho e conduta médico-pericial:
conceito e epidemiologia; impacto do trabalho sobre a saúde e segurança dos
trabalhadores; indicadores de saúde − doença dos trabalhadores; situação atual da
saúde dos trabalhadores no Brasil; patologia do trabalho; conduta pericial; Normas
Técnicas das LER/DORT.

97
PT015-0350
Doenças metabólicas; Distúrbio dos carbohidartos; Distúrbios do metabolismo lipídico;
Doenças do armazenamento lipídico; Erros inatos do metabolismo dos aminoácidos;
Distúrbios do metabolismo da purina e da pirimidina; Porfiria; Acatalásia; Doença de
Wilson; Hemonomatose; Deficiência de fósforo e hipofosfatemia; Distúrbios do
metabolismo do magnésio; Distúrbios hereditários do tecido conjuntivo; Proteinose
lipóidica; Síndrome de Werner; Síndromes associadas ao Hipogonadismo e
anormalidades congênitas; Endorfínas e Encefalinas; Prostaglandinas, Tromboxane A2 e
Leucotrianos; Hipófise anterior; Hipófise posterior; A pineal; A tireóide; Córtex adrenal;
Endocrinologista Os testículos; Os ovários; Hirsutismo; As glândulas paratireíodes; Distúrbios poli
glandulares; A medula supra-renal e o sistema nervoso simpático; Síndrome carcinóide;
Ética profissional; Noções básicas de administração pública e direitos e deveres do
servidor público municipal de Patos – PB.

PT015-0360
Endoscopista Doença ácido-péptica; Doenças esofágicas; Neoplasias gastrointestinais; Doença
pancreática: câncer, pancreatite; Doença hepática e do trato biliar. Hepatites (A, B e C),
vacinas, cirrose, abscesso hepático piogênico; Tumores neuro-endócrinos, síndrome
carcinóide; Hemorragias digestivas, sangramento por varizes gastrointestinais; Náuseas,
vômitos, obstrução intestinal; AIDS, lupus eritematoso sistemático, manifestações
gastrointestinais, vasculites; Álcool e sua repercussão no trato digestivo
PT015-0370
Gastroenterologista Doenças do Esôfago. Gastrite e úlcera péptica. Síndrome dispéptica. Doença
inflamatória intestinal. Síndrome do intestino irritável. Parasitoses intestinais. Diarréias
agudas e crônicas. Pancreatites agudas e crônicas. Hepatites virais. Doença hepática
gordurosa. Cirrose hepática. Esquistossomose mansônica.

PT015-0380
Ciclo menstrual normal e anormal; Puberdade precoce e tardia; Amenorréia; Hemorragia
uterina disfuncional; Dor pélvica aguda e crônica; Dismenorréia e Tensão pré menstrual;
Doença inflamatória pélvica; Doenças sexualmente transmissíveis; Endometriose e
miomatose uterina; Colposcopia e colpocitologia; Patologia benígna do colo uterino;
Patologia benígna da vulva e vagina; Câncer de colo e do corpo do útero; Tumores
benígnos e malígnos do ovário; Câncer de mama; Câncer de vulva e vagina; Trauma
ginecológico e abuso sexual; Síndrome do climatério; Geriatria em ginecologia;
Diagnóstico de gravidez; Assistência pré-natal; Fatores de risco reprodutivo; Drogas em
obstetrícia; Êmese e hiperemese gravídica; Anemias; Infecção urinária; Vulvovaginites e
DST; Síndromes hemorragicas da gravidez; Doença hipertensiva da gravidez; Diabete
Ginecologista gestacional; Prematuridade; Sofrimento fetal agudo e crônico; Patologia do líquido
amniótico; Mecanismo de parto e assistência ao parto; Discinesias; Apresentações
anômalas; Desproproção feto pélvica; Puerpério e suas complicações; Anteconcepção e
planejamento familiar.

98
PT015-0390
Noções básicas de embriologia e histologia das mamas; Anatomia e fisiologia das
mamas; Anamnese e exame físico em mastologia; Exames complementares em
mastologia; Noções básicas em oncologia e cinética celular; Doenças benignas das
mamas: diagnóstico e tratamento; Fatores de risco para câncer de mamas; Doenças
malignas das mamas: diagnóstico e tratamento; Noções básicas de anatomia patológica
Mastologista em mastologia; Noções básicas de quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia em
mastologia; Ética profissional; Noções básicas de administração pública e direitos e
deveres do servidor público municipal de Patos – PB.

PT015-0300
Neuroanatomia; Fisiopatologia do sistema nervoso; Semiologia neurológica;
Neuropatologia básica; Genética e sistema nervoso; Cefaléias; Demências e transtornos
da atividade nervosa superior; Disgenesias do sistema nervoso; Alterações do estado de
consciência; Transtornos do movimento; Transtornos do sono; Doenças vasculares do
sistema nervoso; Doenças desmielinizantes; Doenças degenerativas; Doenças do
sistema nervoso periférico; Doenças dos músculos e da placa neuromuscular; Doenças
infecciosas e parasitárias; Doenças tóxicas e metabólicas; Epilepsias; Manifestações
neurológicas das doenças sistêmicas; Neurologia do trauma; Tumores do sistema
Neurologista nervoso; Urgências em neurologia; Indicações e interpretação de: eletroencefalograma,
eletroneuromiografia, líquidocefalorraqueano, neuro-imagem, potenciais evocados; Ética
profissional; Noções básicas de administração pública e direitos e deveres do servidor
público municipal de Patos – PB.

PT015-0311
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 1. Embriologia ocular. 2. Anatomia e histologia ocular:
órbita – conteúdo e relações anatômicas. 2.1. Pálpebras e conjuntiva. 2.2. Globo ocular e
Oftalmologista túnicas fibrosas, vascular e nervosa. 2.3. Meios dióptricos. 2.4. Músculos extrínsecos. 2.5.
Aparelho lacrimal. 3. Fisiologia da visão. 4. Refração: noções de óptica oftálmica. 4.1. Vícios
de refração. 4.2. Prescrição de óculos e lentes de contato. 5. Patologia, diagnóstico e
tratamento das doenças do(a): órbita, conjuntiva, esclera, úvea, retina, vítreo, cristalino e
aparelho lacrimal. 6. Glaucoma: classificação. 6.1. Quadro clínico. 6.2. Diagnóstico. 6.3.
Tratamento clínico e cirúrgico. 7. Estrabismo: classificação. 7.1. Quadro clínico. 7.2.
Diagnóstico. 7.3. Tratamento clínico e cirúrgico. 8. Repercussões oculares de patologias
sistêmicas. 9. Urgências em oftalmologia: clínicas e cirúrgicas. 10. AIDS – manifestações
oculares.

PT015-0312
1 Anatomia clínico-cirúrgica dos órgãos genitais femininos. Propedêutica ginecológica. 2
Obstetra Planejamento familiar. Saúde da mulher. Métodos anticoncepcionais: classificação,
indicações e contra-indicações. 3 Lesões colposcópicas típicas e atípicas. 4 Doenças
Sexualmente Transmissíveis (DST). Prevenção do Câncer. 5 Neoplasias benignas e
malignas da mama, vulva, vagina, ovários, colo, corpo uterino e endométrio. 6 Hemorragia
genital etiologia, diagnóstico e tratamento. Dismenorréia, climatério. 7 Urgências
ginecológicas. Dor abdominal e/ou pélvica em ginecologia. 8 Vulvoscopia: indicação.
Tratamento das lesões. 9 Videolaparoscopia em ginecologia: diagnóstica e cirúrgica. 10
Diagnóstico da gravidez: pré-natal, parto normal, cesariana, puerpério normal e patológico.
11 Abortamento, gravidez ectópica, mecanismo do parto, assistência ao parto normal, fases
clínicas do parto, parto prematuro, parto prolongado e parto gemelar; aborto previsto em lei.
12 Hemorragia do 3º trimestre (DPP, NI, placenta prévia, rotura uterina). Urgências
obstétricas. 13 Pré-eclampsia e eclampsia. Doença hemolítica perinatal. Sofrimento fetal
(agudo e crônico). DHEG (doença hipertensiva específica da gestação). Diabete e gravidez.
Climatério. 14 Aleitamento materno. 15 Neoplasias trofoblásticas gestacionais, mola
hidatiforme, coriomas e coriocarcinomas. Organização dos serviços de saúde no Brasil:
Sistema Único de Saúde - Princípios e diretrizes, controle social; Indicadores de saúde;
Sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária; Endemias/epidemias:
Situação atual, medidas de controle e tratamento; Planejamento e programação local de
saúde, Distritos Sanitários e enfoque estratégico.

99
PT015-0313
Anatomofisiologia clínica das fossas e seios paranasais, laringe, faringe e órgão da
audição; Semiologia, sintomatologia e diagnósticos das principais afecções da laringe,
glândulas salivares, órgão auditivo e seios paranasais; TESTES BÁSICOS DA
AVALIAÇÃO AUDITIVA: caracterização audiológica das principais patologias do ouvido;
CÂNCER DA LARINGE E HIPOFARINGE: glândulas salivares e seios paranasais;
Doenças ulcerogranulomatosas em otorrinolaringologia; Deficiências auditivas;
Otorrinolaringologista Anomalias congênitas da laringe; Neuroanatomofisiologia do sistema vestibular;
Afecções e síndromes otoneurológicas; Paralisia facila periférica; Afecções benignas do
pescoço; Ética profissional; Noções básicas de administração pública e direitos e
deveres do servidor público municipal de Patos – PB.

PT015-0314
1 Crescimento e desenvolvimento normais e seus distúrbios do recém nascido à puberdade.
2 Aleitamento materno. Alimentação da criança. Desnutrição protêico-calórica. Obesidade. 3
Pediatra Diarréia aguda. Desidratação. Terapia de hidratação oral. Parasitoses intestinais. 4.
Imunizações. 5 Doenças exantemáticas virais. 6 Atendimento ao recém-nato na sala de
parto. Recém-nato de risco. Distúrbios metabólicos neonatais. Infecções neonatais
congênitas e no pós-parto. Icterícia neonatal. Hipotireoidismo. 7 Hepatites virais.
Mononucleose. Malária. Dengue. Doença de Chagas. Toxoplasmose. 8 Afecções
respiratórias: Infecções agudas das vias aéreas superiores. Pneumonia e Bronquiolite.
Tuberculose. Asma brônquica. Mucoviscidose. 9 Afecções do trato urinário: Infecção
urinária. Glomerulonefrite. Síndrome nefrótica. Insuficiência renal. 10 Afecções
hematológicas: Anemias. Púrpuras. Hemofilia. 11 Afecções cardíacas: Cardiopatias
congênitas. Endocardite. Febre reumática. 12 Afecções neurológicas: Meningites e
encefalites. Convulsões. 13 Diabetes mellitus. Distúrbios metabólicos e eletrolíticos. 14
Neoplasias na infância: Leucoses. Tumores cerebrais. Tumor de Wilms. Neuroblastoma.
Linfomas. 15. Violência na infância: Acidentes. Maus tratos. 16 Síndrome de
Imunodeficiência Adquirida (AIDS). 17 Intoxicações exógenas. Organização dos serviços de
saúde no Brasil: Sistema Único de Saúde - Princípios e diretrizes, controle social;
Indicadores de saúde; Sistema de notificação e de vigilância epidemiológica e sanitária;
Endemias/epidemias: Situação atual, medidas de controle e tratamento; Planejamento e
programação local de saúde, Distritos Sanitários e enfoque estratégico
PT015-0315
Fisiopatologia respiratória; Tabagismo; Métodos diagnósticos em pneumologia;
Infecções respiratórias bacterianas e virais; Micobacterioses; Micoses pulmonares;
Pneumopatias supurativas, bronquiectasias e abscesso do pulmão; Asthma Brônquica;
Doença Pulmonar Obstrutiva crônica; Hipertensão arterial pulmonar e Cor pulmonares;
Insuficiência respiratória; Tromboembolismo venoso; Câncer de pulmão; Outros tumores
de tórax; Derrames pleurais; Pneumotórax; Doenças pulmonares intersticiais difusas;
Sarcoidose; Trauma torácico; Pneumopatias por imunodeficiências; Poluição e doenças
ocupacionais pulmonares; Más-Formações congênitas pulmonares; Vasculites
pulmonares; Síndromes pulmonares eosinofilicas; Distúrbios respiratórios do sono;
Pneumologista Anomalias da caixa torácica; Cirurgia redutora de volume pulmonar; Transplante
pulmonar; Fibrose cística; Emergências respiratórias; Ética profissional; Noções básicas
de administração pública e direitos e deveres do servidor público municipal de Patos –
PB.

PT015-0316
Proctologista Anatomia e fisiologia do cólon e do assoalho pélvico. Abscesso anorretal. Fístula
anorretal. Problemas relacionados às colostomias e ileostomia. Doença hemorroidária.
Fissura anal. Doença diverticular dos cólons. Retocolite ulcerativa. Doença de Crohn.
Câncer do cólon reto e ânus.

Psiquiatra PT015-0317
1 – Transtornos psiquiátricos na Clínica Geral;
2 – Abordagem Psiquiátrica dos Quadros Sintomáticos e dos Estados Demenciais;
3 – Dependência e Uso Nocivo do Álcool;
4 – Diagnóstico e Tratamento dos Transtornos Relacionados ao Uso do Álcool;

100
5 – Transtornos Relacionados ao Uso de Drogas;
6 – Drogas Ilícitas e Efeitos na Saúde;
7 – Esquizofrenia;
8 – Depressões e Transtorno Bipolar do Humor;
9 – Transtornos Fóbico-ansiosos e Obsessivo-compulsivo;
10 – Transtornos Dissociativos e Conversivos e Transtornos Somatoformes;
11 – Tratamento da Dependência da Nicotina;
12 – Transtornos Alimentares;
13 – Transtornos Psiquiátricos na Infância e na Adolescência;
14 – Tratamento em Psiquiatria Geriátrica.

PT015-0318
Física das radiações. Efeitos biológicos das radiações. Técnicas radiológicas. Formação
de imagem radiográfica, controle de qualidade. Proteção radiológica. Fundamentos da
tomografia computadorizada e da ressonância magnética. Contrastes radiológicos.
IMAGENOLOGIA DO TÓRAX: doenças pleuro-pulmonares. Massas Torácicas. Tórax
nas emergências. Tórax em pediatria. Alterações intersticiais, alveolares e mistas.
IMAGENOLOGIA DO APARELHO DIGESTIVO: métodos e patologias mais comuns.
Abdome agudo. Estudo contrastado. Aparelho digestivo em pediatria. Aparelho urinário:
imagenologia do aparelho urinário. Método. Massas renais. Trauma renal. Estudo
contrastado. Aparelho urinário em pediatria. SISTEMA MÚSCULO-ESQUELÉTICO:
imagenologia das lesões osteomuscular articulares. Doenças inflamatórias. Massas
tumoriais. Coluna vertebral. Crânio e face (órbita - seios da face). Primeiros socorros.
Choque anafilático. Imagenologia do SNC / TCE / AVC / SNC em pediatria.
MAMOGRAFIA: técnicas de posicionamento. Tumores benignos. Tumores malignos.
Médico Radiologista Radiologia intervencionista (noções básicas, indicações e análises). Densitometria óssea
(noções básicas, indicações e análises). Sistema cardiovascular. Bases físicas da
ultrassonografia. Ultrassonografia do abdome total, do tórax, do pescoço, obstétrica e de
partes moles. Doppler – noções básicas. Ultrassonografia intervencionista.

PT015-03

Exame clinico do’paciente reumático. Mecanismos etiopatogenicos da dor, da inflamação


e da autoimunidade. Doenças difusas do tecido conjuntivo. Espondiloartropatias.
Vasculites. Doenças reumáticas de partes moles. Fibromialgia. Enfermidades da coluna
Reumatologista vertebral. Osteoartrose. Artrites microcristalinas. Doenças osteometabolicas. Artrites
infecciosas. Neoplasias articulares. Doenças sistêmicas com manifestações articulares.
Enfermidades reumáticas da criança e do adolescente.

PT015-0320

Princípios técnicos da obtenção dos exames ultrasonográficos convencionais e com


Doppler. Fisiopatologia e os achados de imagem das doenças em ultra-sonografia
convencional e com Doppler, nos seguintes órgãos, sistemas e aparelhos: Sistema Nervoso
Ultrassonografista Central (US transfontanela); Cabeça e Pescoço; Aparelho Respiratório; Abdome; Sistema
Gastrintestinal; Aparelho Urinário; Sistema Músculoesquelético; Sistema vascular;
Ginecologia e Obstetrícia e Mamas. Bases físicas da ultrassonografia. Ultrassonografia do
abdome total, do tórax, do pescoço, obstétrica e de partes moles. Doppler – noções
básicas. Ultrassonografia intervencionista
PT015-0321
Anatomia cirúrgica e imaginologia do trato urinário e genital; Traumatismo urogenital;
Tumores renais; Tumores de próstata; Tumores de bexiga; Tumores da supra-renal;
Tumores do Uroepitálio alto; Tumores de testículo; Tumores de pênis; Litíase Urinária;
Infecções Urinárias; Tuberculose urogenital; Transplante renal; Uropediatria; Infertilidade
Masculina; Disfunção Erétil; Urologia Feminina; Uroneurologia; Endourologia e Cirurgia
Videolaparoscópica; Doenças Sexualmente Transmissíveis; internacionais,
Urologista desenvolvimento sustentável e segurança; Ética profissional; Noções básicas de
administração pública e direitos e deveres do servidor público municipal de Patos – PB.

101
PT015-0322

ORTOPEDIA: Coluna cervical: cervicalgia e cervicobraquialgia; Coluna dorsolombar:


escolioses estruturadas e não estruturadas. Síndromes dolorosas (lombalgias,
lombociatalgias hérnia de disco, espondilolistese); Cintura escapular e tórax:
deformidade de Sprengel, pectus escarvatum e carinatum; Ombro e cotovelo: ombro
congelado, bursites, peritendinites. Epicondilite medial e lateral do cotovelo; Síndrome do
interósseo posterior; Antebraço, punho e mão: deformidades congênitas. Doença de De
Quervain. Síndrome do túnel do carpo; Quadril: luxação congênita do quadril. Sinovite
transitória. Doença de Legg-Perthes. Epifisiólise da cabeça femoral. Coxartroses; Joelho:
luxação recidivante de patela. Menisco discóide congênito. Patela alta. Geno valgo, varo
e recurvatum. Enfermidade de Blount. Osteocondrite dissecante. Cisto de Baker. Doença
de Osgood-Schlatter. Gonoartroses; Perna e tornozelo: pseudo-artrose congênita de
tíbia; Pé: pé torto congênito. Metatarso varo. Pé plano valgo. Pé cavo. Hálux valgo.
Doença de Sever, Köhler e Freiberg. Metatarsalgias; Tumores ósseos benignos e
malignos. Lesões pseudo tumorais; Infecções osteoarticulares: osteomielite aguda e
crônica. Artrite séptica; TRAUMATOLOGIA: Fraturas e luxações da coluna cervical.
Fraturas e luxações da coluna torácica e lombar. Fraturas de clavícula (tratamento
conservador e cirúrgico). Luxação acromioclavicular. Fraturas de costela; Membro
Superior: fraturas e luxações do ombro; fraturas do úmero; fraturas e luxações do
cotovelo na criança e no adulto; fraturas do antebraço e do punho; fraturas e luxações da
mão e dedos; Membro Inferior: fraturas e luxações do quadril. Fraturas do colo do fêmur
Ortopedista e luxação coxo femoral; Fraturas do fêmur na criança e no adulto; Fraturas e luxações
do joelho. Fraturas da tíbia e da fíbula; Fraturas e luxações do tornozelo. Fraturas e
luxações do pé.

PT015-0323
CONHECIMENTOS BÁSICOS DE SAÚDE PÚBLICA: Constituição da República
Federativa do Brasil – Saúde. Evolução das políticas de saúde no Brasil. SISTEMA
ÚNICO DE SAÚDE - SUS: conceitos, fundamentação legal, princípios, diretrizes e
articulação com serviços de saúde. Epidemiologia, história natural e prevenção de
doenças. Vigilância em Saúde. Indicadores de nível de saúde da população. Doenças de
notificação compulsória. Código de Ética Médica. Participação popular e controle social.
A organização social e comunitária. Os Conselhos de Saúde. O Pacto pela Saúde.
CONHECIMENTOS BÁSICOS CLÍNICOS: FUNDAMENTOS BÁSICOS: Interpretação do
exame físico. Diagnóstico sindrômico. Interpretação de exames complementares
básicos. Interpretação clinica do hemograma, diagnostico diferencial e tratamentos das
anemias. Asma brônquica. Tuberculose pulmonar – extra pulmonar. Avaliação clinica da
função renal. Importância clinica do exame simples de urina (EAS). Infecções urinárias.
Doença úlcero-péptica. Parasitoses intestinais. Diarréia. Hepatopatia induzida por
drogas. Diabetes mellitus. Diagnostico diferencial das dislipidemias. Alcoolismo. AIDS e
suas complicações. Dengue. Lesões elementares da pele. Manifestações cutâneas das
doenças sistêmicas. Acidente vascular cerebral. Conhecimentos Específicos: Conceito
de Fisiatria ou Medicina Física e Reabilitação; A história natural da instalação e evolução
das incapacidades; Conceito de Deficiência. Processo de reabilitação – O Processo de
Reabilitação Global do paciente; Fluxograma do processo de Reabilitação. Atuação
Multidisciplinar; Posição do Fisiatra em relação à Equipe Multidisciplinar e às demais
especialidades médicas; Conceito de Elegibilidade e Inegibilidade em Reabilitação.
Anamnese e exame físico em fisiatria – Anamnese em Fisiatria; EXAME FÍSICO EM
FISIATRIA: Exame físico geral e específico; Diagnóstico de Funcionalidade; Prognóstico
da Reabilitação. Exames complementares em fisiatria – Indicação e interpretação de
exames; Rotina específica de exames; Exames Especiais em Fisiatria: Eletrodiagnóstico,
Eletroneuromiografia, Potenciais Evocados e Urodinâmica. Anatomia do sistema nervoso
Fisiatra – Anatomia do Sistema Nervoso Central; Anatomia do Sistema Nervoso Periférico.
Anatomia do sistema muscúlo-esquelético. Fisiologia aplicada à fisiatria –
Neurofisiologia; Fisiologia do Ato Motor; Desenvolvimento Neuromotor; Fisiologia do
Exercício. CINESIOLOGIA – CINEMÁTICA: Posição e Movimentos por Planos, Cadeias
Cinéticas; Artrocinemática: Aplicabilidade da Goniometria; CINÉTICA: Teorias do

102
Movimento, o estudo da Estática; Interação dos fatores mecânicos e fisiológicos na
função muscular; Estudo da Marcha Humana. FÍSICA APLICADA – Mecânica,
Eletricidade, Vibrações, Ondas, Luz, Calor. Biofísica aplicada – Ação dos Agentes
Físicos sobre o organismo; Conhecimentos Básicos em Termoterapia, Eletroterapia,
Mecanoterapia, Fototerapia e Hidroterapia. FARMACOCINÉTICA E
FARMACODINÂMICA – Farmacocinética das drogas mais usadas em Fisiatria;
Farmacodinâmica das drogas mais usadas em Fisiatria. FARMACOTERAPIA EM
FISIATRIA – Farmacoterapia relacionada a dor, inflamação e aos distúrbios do
movimento; Associações e interações medicamentosas. FISIOTERAPIA –
TERMOTERAPIA: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contra-
indicações; ELETROTERAPIA: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e
contra-indicações; FOTOTERAPIA: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações
e contra-indicações; HIDROTERAPIA: conceito, recursos, técnicas de aplicação,
indicações e contra-indicações; MECANOTERAPIA: conceito, recursos, técnicas de
aplicação, indicações e contra-indicações; CINESIOTERAPIA: conceito, classificação
dos exercícios, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contra-indicações;
Massoterapia: conceito, recursos, técnicas de aplicação, indicações e contra-indicações;
Prescrição do tratamento fisioterápico. TERAPIA OCUPACIONAL: Conceitos; Métodos
de Avaliação Funcional; Áreas e formas de atuação; Treinamento em Atividades de Vida
Diária; Prescrição e Objetivos em Terapia Ocupacional. FONOAUDIOLOGIA: Conceitos;
Áreas e formas de atuação; Prescrição e Objetivos do tratamento fonoaudiológico.
Psicologia – Áreas e formas de atuação: perfil psicológico do reabilitando, psicometria,
apoio psicológico ao paciente e à família do grande incapacitado; Prescrição de
avaliação e tratamento psicológicos e seus objetivos. SERVIÇO SOCIAL: Áreas e
formas de atuação; Contribuição na reinserção social do grande incapacitado; Prescrição
de avaliação social do reabilitando e sua família. Outras interdisciplinas – Enfermagem:
cuidados específicos com paciente acamado, colaboração nas interconsultas
ambulatoriais; Recreação e Pedagogia Terapêutica; Orientação Profissional:
Readaptação. RECURSOS TERAPÊUTICOS ESPECIAIS: ELETROESTIMULAÇÃO
FUNCIONAL: conceito, indicações e contra-indicações; Bio-Feedback: conceito,
indicações e contra-indicações; BLOQUEIOS NEUROLÍTICOS: conceito, agentes
farmacológicos, indicações e contra-indicações; acupuntura: noções básicas de sua
utilização como recurso terapêutico em Fisiatria.

PT015-0324
Procedimentos Gerais de Autópsia Médica, histotecnologia e imunomarcagem.
Dermatopatologia inflamatória e tumoral. Patologia do trato gastrointestinal, hepática,
biliar e pancreático. Patologia do trato genital feminino e mamária incluindo DST.
Patologia do trato genital masculino incluindo DST. Patologia hematológica (sangue,
medula óssea, baço e timo). Neuropatologia tumoral e inflamatória. Patologia de
Anatopatologista doenças infecciosas: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, Esquistossomose,
Doença de Chagas, Filariose linfática, Tuberculose, Leishmaniose, Hanseníase e
blastomicose. Patologia da tiróide, glândulas salivares e adrenais. Patologia do trato
respiratório incluindo laringe e seios da face.

PT015-0325
Aspectos morfológicos e quantitativos do sangue e da medula óssea; Hematopoiese;
Fisiopatologia do eritrócito e da hemoglobina; Abordagem da anemia em adultos e
crianças; Anemia da doença crônica; Fisiopatologia do metabolismo do ferro; Deficiência
de ferro e anemia ferropriva; SOBRECARGA DE FERRO: hemosiderose e
hemocromatose; BIOSÍNTESE DO HEME E SUAS DESORDENS: porfirias e anemias
sideroblásticas; Anemias megaloblásticas; HEMOGLOBINOPATIAS QUANTITATIVAS E
QUALITATIVAS: síndromes talassêmicas, doença falciforme, hemoglobinopatias
Hematologista associadas à anemia hemolítica, com afinidade alterada ao oxigênio,
metaemoglobinemias; Enzimopatias eritocitárias; Anemias hemolíticas por defeito da
membrana eritrocitária; Anemias hemolíticas autoimunes; Anemias hemolíticas não-
imunes extrínsecas; Anemias aplásticas; Desordens dos neutrófilos: qualitativas,
quantitativas, hereditárias e adquiridas; Biologia das Imunoglobulinas e complemento;

103
Fisiologia da estrutura fagocitária normal e suas disfunções; EOSINOFILIA: doenças
associadas ao eosinófilo. Leucemia eosinofílica crônica. Síndromes hipereosinofílicas;
Fisiopatologia dos linfócitos; Desordens histiocitárias; Doenças de depósito lisossomal;
Mononucleose infecciosa e outras doenças associadas ao vírus Epstein- Barr; O baço e
suas desordens; FISIOPATOLOGIA DOS BASÓFILOS E MASTÓCITOS: mastocitose
sistêmica; Farmacologia e mecanismos moleculares dos agentes antineoplásicos nas
malignidades hematológicas; Indicações e complicações da Radioterapia no tratamento
das malignidades hematológicas; Leucemias agudas; Síndromes mielodisplásicas;
Leucemias crônicas; Síndromes mieloproliferativas; Policitemias; Linfomas de Hodgkin;
Linfomas não-Hodgkin; Hemopatias associadas a Síndrome de Imunodeficiência
Adquirida; Mieloma Múltiplo e discrasias de células plasmáticas; Amiloidose;
Fisiopatologia de hemostasia primária; Púrpuras por alterações quantitativas e
qualitativas das plaquetas hereditárias e adquiridas; Púrpuras vasculares; Fisiopatologia
da hemostasia secundária; Fisiopatologia da fibrinólise; Mecanismos regulatórios da
hemostasia-anticoagulantes naturais; Hemofilias; Doença de Von Willebrand;
Deficiências adquiridas e hereditárias dos fatores da coagulação; Coagulação
intravascular disseminada; Púrpura trombótica trombocitopênica e síndrome hemolítica
urêmica; Inibidores da coagulação sangüínea; Trombofilias e estados de
hipercoagulabilidade hereditárias e adquiridas; Manifestações hematológicas nas
doenças sistêmicas; Indicações e complicações da terapêutica transfusional.

PT015-0326

Febre. Septicemia. Infecções em pacientes granulocitopênicos. Infecções causadas


por microorganismos anaeróbicos. Tétano. Meningite por vírus e bactérias. Abscesso
cerebral. Sinusites. Difteria. Tuberculose. Pneumonias bacterianas, viróticas e outras.
Empiema pleural. Derrames pleurais. Toxoplasmose. Leptospirose. Hantaviroses.
Actinomicose e nocardias e infecções fúngicas. Endocardite. Pericardite.
Gastroenterocolites infecciosas e virais. Hepatite por vírus. Leishmaniose cutânea e
visceral. Febre tifóide. Dengue. Varicela. Sarampo. Rubéola. Escarlatina. Caxumba.
Coqueluche. Herpes simples e zoster. Esquistossomose; filariose; parasitoses por
Infectologista helmintos e protozoários. Imunizações. Doenças sexualmente transmissíveis. Controle
de infecções hospitalares. Síndrome da imunodeficiência adquirida. Cólera. Raiva.
Malária. Antibióticos e antivirais. Sistema de agravos notificáveis e sistema de
mortalidade.

PT015-0327
Hematopoiese; Anemias e alterações eritrocitárias; Leucócitos e leucemias; Doenças da
coagulação e trombose; Enteroparasitoses; Doença de Chagas; Leishmaniose; Malária;
Toxoplasmose; Diagnóstico laboratorial de doenças parasitárias; Enzimologia Clínica;
Diabetes Mellitus; Função renal; Função hepática; Distúrbio Ácido-Base e
Hidroeletrolítico; Distúrbio dos lipídeos e dislipoproteinemias; Infecções Perinatais;
Antígeno Leucocitário Humano (HLA): Imunologia de transplantes; Doenças Autoimunes;
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida; Vasculites; Doenças Alérgicas; Síndrome de
Guilain Barre; Miastenia gravis; Hepatites A, B, C, D e E; Doenças causadas por
Patologísta Clínico bactérias Gram positivas e Gram negativas; Doenças causadas por fungos; Doenças
causadas por micobactérias; Doenças causadas por espiroquetas; Doenças causadas
por clamídia, ricketsia e micoplasma; Coleta de amostra para o diagnóstico de doenças
infecciosas.

Periodondista PT014-091
Anatomia do periodonto; Epidemiologia e microbiologia das doenças periodontais; Placa
e cálculo dentais; Diagnóstico e tratamento das doenças periodontais; Utilização de anti-
sépticos e antimicrobianos em periodontia; Trauma oclusal; Terapia Mucogengival;
Fatores de risco sistêmicos associados às doenças periodontais; Periodontia médica.

104
Endodontista PT014-092
.Métodos e Técnicas de Exame, Diagnóstico e Plano de Tratamento; Emergência em Dor
Orofacial de Natureza Odontogênica e Não-Odontogênica: Diagnóstico e Tratamento;
Topografia da Cavidade Pulpar e do Periápice; Alterações da Polpa Dental e Periápice:
Etiologia, Aspectos Clínicos e Histopatológicos, Diagnóstico e Tratamento; Inter- Relação
Endodontia e Periodontia; Traumatismo Dentário: Exame, Diagnóstico e Tratamento.
Tempos Operatórios do Tratamento Endodôntico: Anestesia, Preparo do Campo Operatório,
Preparo Intracoronário (Acesso), Preparo dos Canais Radiculares, Medicação Curativa
Intracanal e Obturação
PT014-093
. Exame da cavidade bucal; Etiopatogenia da cárie dental; Semiologia, tratamento e
prevenção da cárie dentária; Preparo cavitário; MATERIAIS ODONTOLÓGICOS:
forradores e restauradores; Etiopatogenia e prevenção da doença periodontal. Implante
e suas indicações; Interpretação radiográfica; Cirurgia menor em odontologia;
Terapêutica e farmacologia odontológica de interesse clínico; Anestesia local em
odontologia; EXODONTIA: indicações, contra-indicações, tratamento dos acidentes e
complicações; TRAUMATISMOS DENTOALVEOLARES: diagnóstico e tratamento;
Princípios gerais de ortodontia e suas indicações; Procedimentos clínicos integrados em
periodontia, endodontia, prótese e dentística; Normas de biossegurança; Diagnóstico e
plano de tratamento em clínica odontológica infantil; Odontologia estética; Polpa dental;
Cirurgião Buco Maxilo Odontologia preventiva e saúde pública; Ética profissional; Patologia bucomaxilofacial;
Facial Radiologia bucomaxilofacial; Anatomia da cabeça e pescoço; Farmacologia em
odontologia; Anestesiologia em odontologia; Emergências médicas em odontologia;
Urgências odontológicas; Bases da técnica cirúrgica; Técnicas cirúrgicas das exodontias;
Cirurgias dos dentes inclusos ou impactados; Cirurgias bucais com finalidade
ortodôntica; Cirurgias parendodônticas; Cirurgia pré-protética; Tratamento das infecções
dos espaços fasciais; Traumatologia bucomaxilofacial; Cirurgias ortognáticas.

PT014-094
Prótese Parcial Removível: Conceito Indicações e Contra-Indicações; Fracassos em PPR;
Classificação dos Endentados Parciais; Sistemas da PPR; Delineador; Apoios e Descansos
ou Nichos; Grampos ou Retentores Extracoronários; Retenção Indireta; Planejamento em
PPR; Planos Guia - Técnicas de Transferência para a Boca do Paciente; Preparo da Boca
para Receber PPR; Moldagem em PPR; Articuladores; PPR Dentomucossuportada;
Aparelhos Parciais Removíveis de Retenção por Encaixe; A PPR e os Implantes
Osseointegrados; Estética em Reabilitação Oral: Núcleos – Considerações biológicos –
Dentista Protesista Considerações restauradoras; Preparos Dentais em Prótese Livres de Metal – Princípios
biológicos e mecânicos - Tipos de preparos para próteses livres de metal; Materiais
Cerâmicos – Descrição dos materiais; Materiais Poliméricos – Resinas – Fibras;
Cimentação de Próteses Livres de Metal – Propriedades dos agentes cimentantes - Agentes
para cimentação final – Cuidados na técnica de próteses parciais fixas metal free;
Considerações Gerais – Estética estado atual - Planos de Tratamento Integrado –Estética
metal free; Prótese Fixa: Preparos; Restaurações; Moldagens; Núcleos e Pinos; Modelos e
Troqueis; Articulador; Confecção de Próteses Unitárias sobre Implantes; Ajustes Clínicos;
Cimentação

Dentista Radiologista PT014-095


. Exame da cavidade bucal; Anatomia da cabeça e pescoço; Princípios gerais de
aplicação da radiologia em odontologia; Conceito e física das radiações; Filmes e
métodos de processamento radiográfico; Efeitos biológicos dos RX; Interpretação
radiográfica; Técnicas radiográficas intra e extra-orais; Métodos de localização
radiográfica; Interpretação radiográfica das patologias orais; Novos métodos em
imagenologia odontológica; Normas de biossegurança; Métodos de controle de infecção
e esterilização; Proteção profissional e do paciente.

105
PT005-111
1-Normas Gerais de Higiene de Produtos de Origem Animal: água de abastecimento e
consumo; normas gerais de limpeza, detergência e sanitização, drenagem e tratamento de
efluentes, higiene do pessoal, higiene do ambiente, dos utensílios, do instrumental da
maquinaria e equipamentos em geral e das instalações, higiene do transporte de produtos
alimentares de origem animal; artrópodes e roedores na higiene dos estabelecimentos. 2-
Fraudes por: alteração, adulteração e falsificação. 3-Infecções e intoxicações alimentares:
Salmonella, Shigella, Yersinia enterocolítica, Streptococos, Vibrio parahaemolyticus,
Médico Veterinário Campylobacter, lostridium, Bacillus, Stapylococcus.4- Fungos Produtores de Micotoxinas:
toxinas e micotoxicose – aspergillus, penicillium, fusarium, claviceps. 5- Viroses de Origem
Alimentar: características gerais, hepatite A,poliomielite, gastroenterites por rotavirus,
gastroenterites por vírus Norwalk. 6- Procedimentos na investigação epidemiológica: surtos
de infecções e toxinfecções alimentares. Prevenção. 7- Pesquisa de microorganismo:
indicadores e patogênicos em alimentos. 8- Fatores que interferem no metabolismo dos
microorganismos: intrínsecos e extrínsecos. 9- Aditivos empregados na indústria de
alimentos: riscos dos aditivos intencionais. Riscos dos aditivos acidentais ou incidentais,
legislação. 10- Inspeção ante e pós-morte: procedimentos, objetivos. 11- Nodos linfáticos:
exploração obrigatória na rotina de inspeção e na reinspeção. 12- Cortes de carnes de
bovinos, suínos e ovinos: obtenção, reconhecimento, técnicas de embalagem, transporte e
legislação. 13- Transformação do músculo em carne: “Rigor mortis” e maturação. 14-
Inspeção e julgamento de carcaças e vísceras de animais de açougue: portadores de
doenças infecciosas, parasitárias transmissíveis ou não ao homem pela ingestão e/ou
manipulação de carnes. 15- Frigorificação: conceito, carnes resfriadas, refrigeradas e
congeladas, obtenção, características, armazenagem. Alterações, descongelamento e
transporte. 16- Carnes curadas: fundamentos, métodos de cura, processo de defumação,
produtos curados. 17- Produtos de salsicharia: classificação, matérias-primas, envoltórios e
protetores de envoltórios, emulsões, ligadores, processamento tecnológico de produtos de
salsicharia. 18- Carnes envasadas: conceito, classificação pela acidez ou valor do pH,
fundamentos do tratamento térmico, fontes de contaminação, operações tecnológicas,
appertização, embalagem, armazenamento. 19- Irradiação de Alimentos: conceito,
processamento, aplicações, legislação. 20- Alimentos Transgênicos: biotecnologia,
aplicações, avaliação da segurança, legislação. 21- Higiene das diversas fases do preparo
de carcaças e vísceras de aves: inspeção ante e pós-morte. Reinspeção no consumo,
legislação. 22- Refrigeração do pescado: na embarcação, no entreposto e na distribuição.
23- Inspeção organoléptica do pescado 24- Obtenção higiênica do leite: fatores que influem
na qualidade higiênica do leite. 25- Leite de consumo, beneficiamento: processamentos,
envase. Inspeção sanitária e critério de julgamento. 26- Leite esterelizado e leites
aromatizados: características e higiene de sua obtenção: inspeção e julgamento. 27-Queijos
dos diversos tipos: características e higiene de sua obtenção. Alterações e defeitos. 28-
Características do mel de abelhas: fraudes. 29- Epidemiologia: princípios epidemiológicos,
informações epidemiológocas, sistemas de notificação e de vigilância, estudos
epidemiológicos, apresentação dos dados de saúde, classificação das medidas preventivas.
30- Zoonoses: etiologia, grupos e classificação (SCHWABE, 1969) das zoonoses,
patogenia, sintomatologia,diagnóstico, tratamento, profilaxia. Teníasecisticercose,
tuberculose, leishmaniose, raiva, leptospirose, brucelose, toxoplasmose, carbúnculo,
fascilose, doença de Chagas,esquistossomose, dengue, febre amarela, fagicolose,
anisaquíase, sarcosistose, hantavirose. 31- As boas práticas de fabricação e o sistema
APPCC na produção de alimentos. 32. Ética profissional. 33. Ética profissional.
Organização dos serviços de saúde no Brasil: Sistema Único de Saúde - Princípios e
diretrizes, controle social; Indicadores de saúde; Sistema de notificação e de vigilância
epidemiológica e sanitária; Endemias/epidemias: Situação atual, medidas de controle e
tratamento; Planejamento e programação local de saúde, Distritos Sanitários e enfoque
estratégico.
Nutricionista PT005-112
1 – Macro e micronutrientes na alimentação humana;
2 – Recomendações de energia e nutrientes; DRI´s.
3 – Alimentação no 1º ano de vida, na infância e na adolescência;
4 – Nutrição na gestação e na lactação;
5 – Avaliação nutricional em diferentes grupos etários;

106
6 – Microbiologia aplicadas as UAN´s: - classificação dos microorganismos, fontes de
contaminação, vias de transmissão, fatores que interferem no metabolismo dos
microorganismos;
7 – Aspectos higiênicos sanitários em UAN´s: - saúde do manipulador de alimentos e
controle de matérias-primas, - conservação e higienização da matéria-prima, - doenças
transmitidas de alimentos;
8 – APPCC (HACCP) Análise de perigos e pontos críticos de controle em UAN´s; Boas
práticas na fabricação de alimentos;
9 – Planejamento, organização e administração em UAN´s: - Recursos Humanos em
UAN´s: dimensionamento, descrição de cargos e funções, recrutamento, seleção e
treinamento; - Aspectos físicos da Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN`s);
10 – Alimentação coletiva: planejamento execução e avaliação de cardápios;
11 – Terapia Nutricional: - nas doenças carenciais e na obesidade; - nos distúrbios
endócrinos, cardiovasculares, renais e gastrointestinais; - nas enfermidades crônicas
degenerativas;
12 – Programas governamentais na área de alimentação e nutrição: - Programa Nacional de
Alimentação Escolar; - Programa de Alimentação do Trabalhador;
13 – Código de ética do nutricionista;
14 – Introdução à técnica dietética: conceito, objetivo e métodos de preparo de alimentos;
15 – Montagem de Fichas Técnicas de Preparação
PT014-06
Hematologia – conhecimentos gerais e específicos sobre: sangue, hemograma,
classificação sanguinea e fator RH, anemias, leucemias, Métodos de coloração,
hemossedimentação, coleta de sangue, preparo de sangue para exames, microscopia, contagem
de reticulocitos, confecção e coloração de esfregaços sanguineos, pesquisas de hematozoários,
pesquisa de células LE, coagulograma,
Citologia – conhecimentos gerais e específicos sobre: citologia mamaria, citologia oncotica,
citologia hormonal, citologia de líquidos, anatomia e histologia do aparelho genital feminino,
controle de qualidade e organização do laboratório de citologia
Parasitologia - conhecimentos gerais e específicos sobre: sobre helmintos e protozoários;
Farmacêutico bem como seus vetores artrópodos e moluscos, importância e método de controle, técnicas
Bioquímico laboratoriais em parasitologia, exame parasitológico do sangue, morfologia, biologia,
Hematologia – conhecimentos gerais e específicos sobre: sangue, hemograma,
classificação sanguinea e fator RH, anemias, leucemias, Métodos de coloração,
hemossedimentação, coleta de sangue, preparo de sangue para exames, microscopia, contagem
de reticulocitos, confecção e coloração de esfregaços sanguineos, pesquisas de hematozoários,
pesquisa de células LE, coagulograma,
Citologia – conhecimentos gerais e específicos sobre: citologia mamaria, citologia oncotica,
citologia hormonal, citologia de líquidos, anatomia e histologia do aparelho genital feminino,
controle de qualidade e organização do laboratório de citologia
Parasitologia - conhecimentos gerais e específicos sobre: sobre helmintos e protozoários;
bem como seus vetores artrópodos e moluscos, importância e método de controle, técnicas
laboratoriais em parasitologia, exame parasitológico do sangue, morfologia, biologia,
Hematologia – conhecimentos gerais e específicos sobre: sangue, hemograma,
classificação sanguinea e fator RH, anemias, leucemias, Métodos de coloração,
hemossedimentação, coleta de sangue, preparo de sangue para exames, microscopia, contagem
de reticulocitos, confecção e coloração de esfregaços sanguineos, pesquisas de hematozoários,
pesquisa de células LE, coagulograma,
Citologia – conhecimentos gerais e específicos sobre: citologia mamaria, citologia oncotica,
citologia hormonal, citologia de líquidos, anatomia e histologia do aparelho genital feminino,
controle de qualidade e organização do laboratório de citologia
Parasitologia - conhecimentos gerais e específicos sobre: sobre helmintos e protozoários;
bem como seus vetores artrópodos e moluscos, importância e método de controle, técnicas
laboratoriais em parasitologia, exame parasitológico do sangue, morfologia,
biologia,amarela, fagicolose, anisaquíase, sarcosistose, hantavirose. 31- As boas práticas
de fabricação e o sistema APPCC na produção de alimentos. 32. Ética profissional. 33.
Ética profissional. Organização dos serviços de saúde no Brasil: Sistema Único de Saúde -
Princípios e diretrizes, controle social; Indicadores de saúde; Sistema de notificação e de
vigilância epidemiológica e sanitária; Endemias/epidemias: Situação atual, medidas de

107
controle e tratamento; Planejamento e programação local de saúde, Distritos Sanitários e
enfoque estratégico.
PT005-114
Farmacêutico 1 - Legislação farmacêutica – Leis e normas que regem a profissão farmacêutica.
2 - Farmacologia - Conhecimentos gerais e específicos sobre: definições em farmacologia,
farmacocinética, farmacodinâmica, interferência de medicamentos em exames laboratoriais,
Imunofarmacologia, mecanismo de ação, reações adversas, indicações e contra-indicações
aos medicamentos, intoxicação medicamentosa, associação e interação medicamentosa,
estabilidade de medicamentos, plantas medicinais, farmacologia dos sistemas, antibióticos
e quimioterápicos, farmacoterapia pediátrica e geriátrica.
3 - Farmácia hospitalar - Conhecimentos gerais e específicos sobre: histórico, objetivos,
funções, farmacovigilância, administração, seleção de medicamentos, sistemas de
distribuição de medicamentos, abastecimento e gerenciamento de materiais e
medicamentos, manipulação de medicamentos estéreis e não estéreis em farmácia
hospitalar, terapia nutricional parenteral e enteral, assistência farmacêutica, farmácia clinica,
administração de medicamentos através de cateteres de nutrição enteral.
4 - Farmacotécnica - Conhecimentos gerais e específicos sobre: desenvolvimento de novos
fármacos e processos de aprovação, formas farmacêuticas, matérias primas, solidos, semi-
solidos, líquidos, aerossóis inalantes e sprays, medicamentos parenterais e enterais,
sistemas de liberação de medicamentos, medicamentos de uso tópico.
5 - Química farmacêutica - Conhecimentos gerais e específicos sobre: gênese de
medicamentos, relação estrutura atividade, nomenclatura dos medicamentos, receptores
farmacológicos.
6 - Química geral - Conhecimentos gerais e específicos sobre: estequimetria, estrutura
atômica e tabela periódica, ligações químicas, reações químicas em soluções aquosas,
gases, estados da matéria e as forças químicas intermoleculares, termodinâmica química,
cinética química, equilíbrio químico, ácidos e bases, eletroquímica, nomenclatura.
7 - Química orgânica - Conhecimentos gerais e específicos sobre: compostos de carbono e
ligações químicas, reações orgânicas, alcanos e cicloalcanos, estereoquimica, alquenos e
alquinos, álcoois e éteres, sistemas insaturados conjugados, métodos espectroscópico de
determinação da estrutura, compostos aromáticos, aldeídos e cetonas, ácidos carboxílicos e
seus derivados, aminas, fenóis haletos de arila, carboidratos, lipídeos, aminoácidos e
proteínas.

CATEGORIAS FUNCIONAIS DE NÍVEL SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO

PARTE COMUM (todos os cargos)


LÍNGUA PORTUGUESA

Compreensão e interpretação de texto. Significação das palavras: sinônimos, antônimos, homônomos, parônimos.
Noções de Fonética e Fonologia: relação fonema/grafema. Ortografia oficial; emprego das letras, acentuação gráfica,
emprego da crase. Morfossintaxe: classes de palavras e seu emprego e flexões nominais e verbais. Flexão de gênero,
número e grau dos substantivos e dos adjetivos. Estrutura e formação de palavras. Período. Oração. Termos
oracionais. Emprego da coordenação e da subordinação. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal.
Sintaxe de colocação ou de ordem. Figuras de palavras, de sintaxe e de pensamento. Semântica: adequação
vocabular. Denotação e conotação. Polissemia e ambigüidade. Pontuação.

PARTE COMUM (todos os cargos)


NOÇÕES DE INFORMÁTICA

Introdução à conceitos de software e hardware de computador. Introdução à sistemas operacionais Microsoft.


Processadores de Texto, Planilhas Eletrônicas. Introdução a rede de computadores. Introdução á Internet e Intranet.
Ferramentas e aplicativos de navegação e correio eletrônico. Sites de busca e pesquisa. Conceitos de segurança e
proteção. Novas tecnologias e o futuro da Internet.

PARTE COMUM (todos os cargos)


ATUALIDADES E PARTICULARIDADES REGIONAIS
108
ATUALIDADES: Tópicos relevantes e atuais de diversas áreas, tais como segurança, transportes, política, economia,
sociedade, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e ecologia, suas inter-
relações e suas vinculações históricas.

PARTICULARIDADES DO ESTADO DA PARAÍBA: Espaço Geográfico, Histórico e Cultural; Formação e Conquista do


território paraibano; As regiões do Estado da Paraíba Os símbolos do Estado

PARTICULARIDADES DO MUNICÍPIO DE PATOS: Espaço Geográfico, Histórico e Cultural. A conquista da Região. A


Fundação da cidade. Aspectos físicos da região. Os símbolos da cidade. As Atividades econômicas em Patos. Patos
pólo urbano regional. Usos e Costumes do povo patoense. Folclore. Artesanato.

PARTE COMUM
(todos os cargos, com exceção dos cargos da Secretaria de Saúde)
MATEMÁTICA

Conjuntos e Subconjuntos. / Operações com Conjuntos. / Conjuntos Numéricos./ Divisibilidade, Máximo Divisor
Comum, Mínimo Múltiplo Comum. /Grandezas Diretamente Proporcionais e Inversamente Proporcionais. /Regra de
Três Simples e Composta. /Porcentagem, Juros Simples e Juros Compostos. /Produtos Notáveis. / Operações com
Números Reais: Adição, Subtração, Multiplicação, Divisão, Potenciação e Radiciação. /Relações e Funções. /Função
de Primeiro Grau. / Sistemas com duas variáveis. / Função de Segundo Grau. / Problemas do 2º grau./ Função
Modular. / Função Exponencial. / Função Logarítmica. / Gráficos de Funções. / Equações e Inequações. /
Trigonometria. / Triângulo Retângulo e Teorema de Pitágoras. / Funções Trigonométricas, Gráficos, Identidades
Trigonométricas, Equações Trigonométricas, Inequações Trigonométricas. / Lei dos Senos e Lei dos Cossenos. /
Geometria Plana. / Mediatriz de um Segmento, Bissetriz de um Ângulo. / Medianas, Bissetrizes, Alturas e Mediatrizes
de um Triângulo. / Semelhança e Congruência de Triângulos. / Semelhança e Congruência de Polígonos. / Teorema
de Tales. / Número de Diagonais, Soma dos Ângulos Internos e Soma dos Ângulos Externos de um Polígono. /
Polígonos Inscritos e Circunscritos. / Relações Métricas em Triângulos, Polígonos, Circunferência e Círculo. / Área das
Figuras Planas. / Área e Volume dos Sólidos.

PROPOSITURAS COMUNS PARA O CARGO DE PROFESSOR

PROFESSOR “A” –Séries Iniciais do Ensino Fundamental - 1ª PARTE – DIDÁTICA GERAL:


1. A didática como prática educativa;
2 - Didática e democratização do ensino;
3 - O processo ensino-aprendizagem;
4 - Planejamento, métodos e avaliação mediadora;
5 - Recursos didáticos e sua utilização no ensino;
6 - Saberes necessários à prática educativa.

2ª PARTE – DIDÁTICAS ESPECÍFICAS.

1–PROGRAMA DE DIDÁTI CA DE ENSINO RELOGI OSO:


Conhecimento em Religião: importância social; aprender e ensinar Religião na Educação Básica; orientações
didáticas para a aprendizagem de Religião; blocos temáticos e conteúdos no ensino de Religião.
2–PROGRAMA DE DIDÁTI CA DE INGLÊS:
Conhecimento em Inglês: importância social; aprender e ensinar Inglês na Educação Básica; orientações
didáticas para a aprendizagem de Inglês; blocos temáticos e conteúdos no ensino de Inglês.
3–PROGRAMA DE DIDÁ TI CA DAS CIÊNCIAS:
Aprender e ensinar Ciências Naturais no ensino fundamental; objetivos e conteúdos de Ciências no ensino
fundamental; critérios de avaliação de Ciências para o primeiro e o segundo ciclos; orientações
4–PROGRAMA DE DIDÁTI CA DA HISTÓRIA:
A história no ensino fundamental; ensino e aprendizagem de História no primeiro e no segundo ciclos;
objetivos de História no primeiro e no segundo ciclos; conteúdos de História no ensino fundamental; orientações
didáticas gerais para o ensino e a aprendizagem no ensino de História; conhecimento geográfico; características e
importância social; critérios de avaliação de História no ensino fundamental.

109
5–PROGRAMA DE DIDÁTI CA DA MATEMÁTI CA:
O conhecimento matemático: características; o papel da Matemática no ensino fundamental; Matemática e os
Temas transversais; aprender e ensinar Matemática no ensino fundamental; objetivos, conteúdos e avaliação em
Matemática; orientações didáticas para ensinar Matemática. Projetos de trabalho.
6-PROGRAMA DE DIDÁTICA DA LÍ NGUA PORTUGUESA:
Leitura: importância no ensino fundamental; a produção oral e escrita; ortografia; acentuação e pontuação; o
ensino da língua portuguesa no ensino fundamental. Projetos de trabalho.
7–PROGRAMA DE DIDÁTI CA DA GEOGRAFIA:
Conhecimento geográfico: importância social; aprender e ensinar geografia na Educação Básica; orientações
didáticas para a aprendizagem da Geografia; blocos temáticos e conteúdos no ensino de Geografia.
8–PROGRAMA DE DIDÁTI CA DAS ARTES:
Conhecimento Artes: importância social; aprender e ensinar Artes na Educação Básica; orientações didáticas
para a aprendizagem das Artes; blocos temáticos e conteúdos no ensino de Artes.

CATEGORIAS FUNCIONAIS DE NÍVEL FUNDAMENTAL

PARTE COMUM
(Todos os cargos)
LÍNGUA PORTUGUESA

Interpretação de texto. Separação silábica. Fonologia e Ortografia. Acentuação gráfica. Morfologia

PARTE COMUM
(Todos os cargos)
MATEMÁTICA

Conjuntos dos números naturais; Operações fundamentais; Problemas envolvendo as operações fundamentais;
Números racionais absolutos (frações); Medidas de comprimento e de massa; Números decimais; Sistema monetário
brasileiro.

PARTE COMUM
(Para os cargos de Motorista e Operador de Máquinas)
Conhecimentos de Código de Trânsito

Sistema Nacional de Trânsito: Finalidade, Composição, Competências. Educação para o Trânsito. Noções de Direção
Defensiva.
Uso correto do veículo. Normas Gerais de Circulação e Conduta. Sinalização de Trânsito. Veículos: registro,
licenciamento, condução de escolares. Habilitação: requisitos aprendizagem, exames, permissão para dirigir,
categorias. Primeiros Socorros. Proteção do meio ambiente. Cidadania. Noções de mecânica básica de autos.
Operação da Fiscalização e do Policiamento Ostensivo de Trânsito. Infrações, Penalidades e Multas. Medidas
Administrativas. Processo Administrativo. Crimes de Trânsito.

110
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS

o
EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001 / 2010

ANEXO VIII – DISTRIBUIÇÕES DAS VAGAS

CARGO VAGAS
CÓDIGO DENOMINAÇÃO QTD DEFICIENTES
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO Nº[1]
PT 001-01 PROFESSOR DE ENSINO RELIGIOSO (ZONA URBANA) 8 1
PT 001-02 PROFESSOR DE PRÉ ESCOLA 30 2
PT 001-03 PROFESSOR FUNDAMENTAL I 40 2
PT 001-04 PROFESSOR FUNDAMENTAL II (INGLÊS) 4 1
PT 001-05 PROFESSOR FUNDAMENTAL II (CIÊNCIAS) 6 1
PT 001-06 PROFESSOR FUNDAMENTAL II (HISTÓRIA) 6 1
PT 001-07 PROFESSOR FUNDAMENTAL II (MATEMÁTICA) 9 1
PT 001-08 PROFESSOR FUNDAMENTAL II (PORTUGUÊS) 6 1
PT 001-09 PROFESSOR FUNDAMENTAL II (GEOGRAFIA) 6 1
PT 001-10 PROFESSOR FUNDAMENTAL II (ARTES) 2 1
PT 002-01 ORIENTADOR EDUCACIONAL 5 1
PT 005-15 TÉCNICO ADMINISTRATIVO 10 1
PT 004-01 ASSISTENTE SOCIAL 2 1
PT 005-01 TÉCNICO EM INFORMÁTICA 2 1
PT 006-01 PSICÓLOGO EDUCACIONAL 3 1
PT 007-01 NUTRICIONISTA 2 1
SUB TOTAL 141 18
SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO [2]
PT 008-01 TOPÓGRAFO 1 1
PT 009-01 FISCAL DE URBANISMO E OBRAS 6 1
PT010-01 ENGENHEIRO CIVIL 2 0
PT 010-02 ENGENHEIRO CARTÓGRAFO 1 0
PT 005-02 TÉCNICO EM GEO PROCESSAMENTO 1 0
PT 011-01 OPERADOR DE MÁQUINA 7 1
PT 010-03 ENGENHEIRO FLORESTAL 2 1
PT 010-04 ENGENHEIRO QUÍMICO 1 0
PT 010-05 ENGENHEIRO AGRÔNOMO 1 0
PT 009-02 FISCAL AMBIENTAL 2 1
PT 012-01 MÉDICO VETERINÁRIO 5 1
PT 005-03 TÉCNICO AGRÍCOLA 1 0
PT 007-02 NUTRICIONISTA 2 1
PT 013-01 COVEIRO 8 1
PT 013-02 JARDINEIRO 10 1

111
PT 005-04 TÉCNICO EM INFORMÁTICA 3 1
PT 005-06 TÉCNICO ADMINISTRATIVO 10 1
PT 007-07 TÉCNICO DE ARQUIVO 2 1
PT 012-02 MÉDICO PERITO DA JUNTA MÉDICA 3 1
PT 005-08 TÉCNICO EM CONTABILIDADE 2 1
PT 009-03 FISCAL DE TRIBUTOS 4 1
SUB TOTAL 74 15
SECRETARIA DE SAÚDE [3]
PT 014-01 ENFERMEIRO CLASSE I (ESF) 41 2
PT 005-09 TÉCNICO DE ENFERMAGEM CLASSE I (ESF) 41 2
PT 014-02 DENTISTA CLASSE I (ESF) 41 2
PT 013-03 AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL (ESF) 41 2
PT 013-04 RECEPCIONISTA (ESF) 41 2
PT 013-05 MOTORISTA CLASSE II 30 2
PT 013-06 ASSISTENTE DE SAÚDE BUCAL CLASSE II 6 1
PT 005-10 TÉCNICO ADMINISTRATIVO 30 1
PT 009-03 AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS 8 1
PT 005-11 INSPETOR SANITÁRIO (VER SUBDIVISÃO INSPETOR SANITÁRIO) 7 1
PT 005-12 TÉCNICO EM RADIOLOGIA DENTÁRIA 2 1
PT 005-13 TÉCNICO EM PRÓTESE DENTÁRIA 1 0
PT 005-14 AUXILIAR DE PRÓTESE DENTÁRIA 2 1
PT 014-03 PSICÓLOGO 4 1
PT 004-02 ASSISTENTE SOCIAL 2 1
PT 005-16 FONOAUDIÓLOGO 2 1
PT 014-04 FISIOTERAPEUTA 6 1
PT 007-03 NUTRICIONISTA (FREI DAMIÃO) 1 1
PT 014-05 FARMACÊUTICO BIOQUÍMICO (FREI DAMIÃO) 1 1
PT 014-06 FARMACÊUTICO BIOQUÍMICO (LABORATÓRIO) 15 1
PT 005-17 TÉCNICO EM LABORATÓRIO DE ANÁLISE CLÍNICA 15 1
PT 015-01 MÉDICO CLASSE IV (AUDITOR/REGULADOR) 4 1
PT 014-07 ENFERMEIRO CLASSE II (PLANTONISTA) 18 1
PT 014-08 ENFERMEIRO CLASSE II (ADMINISTRATIVO) 10 1
DENTISTA CLASSE II (ESPECIALISTA) (VER SUBDIVISÃO DENTISTA CLASSE
PT 014-09 II) 8 1
PT 014-10 DENTISTA CLASSE II (PACIENTES ESPECIAIS) 2 1
PT 014-11 DENTISTA CLASSE IV (PLANTONISTA) 6 1
PT 005-18 TÉCNICO DE ENFERMAGEM CLASSE II (PLANTONISTA) 32 2
PT 015-02 MÉDICO CLASSE II (PLANTONISTA) 22 2
PT 015-03 MÉDICO CLASSE III ( ESPECIALISTA) (VER SUBDIVISÃO MÉDICO CLASSE III) 78 4
SUB TOTAL 517 40
SUBDIVISÃO DO MÉDICO CLASSE III
PT 015-
0310 ANGIOLOGISTA 2 1
PT 015-
0320 CARDIOLOGISTA 6 1

112
PT 015-
0330 DERMATOLOGISTA 4 1
PT 015-
0340 MEDICINA DO TRABALHO 2 1
PT 015-
0350 ENDOCRINOLOGISTA 2 1
PT 015-
0360 ENDOSCOPISTA 2 1
PT 015-
0370 GASTROENTEROLOGISTA 2 1
PT 015-
0380 GINECOLOGISTA 4 1
PT 015-
0390 MASTOLOGISTA 3 1
PT 015-
300 NEUROLOGISTA 4 1
PT 015-
311 OFTALMOLOGISTA 5 1
PT 015-
312 OBSTETRA 4 1
PT 015-
313 OTORRINOLARINGOLOGISTA 4 1
PT 015-
314 PEDIATRA 2 1
PT 015-
315 PNEUMOLOGISTA 2 1
PT 015-
316 PROCTOLOGISTA 1 1
PT 015-
317 PSIQUIATRA 3 1
PT 015-
318 RADIOLOGISTA 2 1
PT 015-
319 REUMATOLOGISTA 2 1
PT 015-
320 ULTRASSONOGRAFISTA 6 1
PT 015-
321 UROLOGISTA 2 1
PT 015-
322 ORTOPEDISTA 4 1
PT 015-
323 FISIATRA 2 1
PT 015-
324 ANATOPATOLOGISTA 2 1
PT 015-
325 HEMATOLOGISTA 2 1
PT 015-
326 INFECTOLOGISTA 2 1
PT 015-
327 PATOLOGISTA CLÍNICO 2 1
SUB TOTAL 78 27
SUBDIVISÃO DO DENTISTA CLASSE II
PT 014-
091 PERIODONDISTA 2 1
PT 014-
092 ENDODONDISTA 2 1
PT 014-
093 CIRURGIÃO BUCO MAXILO FACIAL 2 1
113
PT 014-
094 PROTESISTA 1 1
PT 014-
095 DENTISTA RADIOLOGISTA 1 1
SUB TOTAL 8 5
SUBDIVISÃO DO INSPETOR SANITÁRIO
PT 005-
111 MÉDICO VETERINÁRIO 4 1
PT 005-
112 NUTRICIONISTA 1 0
PT 005-
113 FARMACÊUTICO BIOQUÍMICO 1 0
PT 005-
114 FARMACÊUTICO 1 0
SUB TOTAL 7 1
QUADRO GERAL DE VAGAS
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO 141 18
SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO 74 14
SECRETARIA DE SAÚDE 517 77
TOTAL DE VAGAS 732 110

114
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS

o
EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001 / 2010

ANEXO IX – CALENDÁRIO DE EVENTOS

Acontecimentos importantes Períodos


Publicação do Edital 001/2010 19/02/2010
Período das Inscrições e Ratificação de Inscrição 23/02/2010 a 23/03/2010
Publicação da concorrência preliminar 26/03/2010
Entrega dos cartões de inscrição (modos: presencial ou 29/03/2010
por procurador)
Prazo final para entrega Laudo Médico, para os
candidatos às vagas destinadas aos Portadores de 29/03/2010
Deficiência e para Atendimento Especial
Divulgação dos locais de provas 06/04/2010
PROVA ESCRITA 11/04/2010
Prova prática para Operador de Máquina 12/04/2010
Publicação dos gabaritos oficiais preliminares e 14/04/2010
concorrência oficial definitiva
Prazo para entrega dos recursos contra os gabaritos 16/04/2010
Publicação do gabarito oficial definitivo e do resultado dos 22/04/2010
recursos
Publicação do resultado oficial preliminar – Prova Escrita 14/05/2010
Prazo para entrega dos recursos contra o resultado oficial 18/05/2010
preliminar da Prova Escrita
Prazo final para entrega de Títulos 19/05/2010
Publicação do resultado oficial preliminar – Prova de 25/05/2010
Títulos (cargos constantes da cláusula IX)
Prazo para entrega dos recursos contra o resultado oficial 27/05/2010
preliminar da Prova de Títulos
Publicação do resultado dos recursos contra o resultado Até 04/06/2010
oficial preliminar da Prova Escrita e da Prova de Títulos
RESULTADO OFICIAL FINAL – APÓS ENCERRADAS Até 08/06/2010
TODAS AS ETAPAS -
Homologação Falta
Admissão A partir da homologação

115
ESTADO DA PARAÍBA
PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS

o
EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001 / 2010

ANEXO X – DA FORMA DE ELABORAÇÃO DAS PROVAS

PROVAS DE NÍVEL SUPERIOR (Com exceção dos . O caderno de provas conterá:


cargos da Secretaria de Saúde). I – 25 (vinte e cinco) questões de conhecimento
PROVAS DE NÍVEL TÉCNICO (Com exceção dos específico;
cargos da Secretaria de Saúde). II – 15 (quinze) questões de conteúdos comuns.
PROVAS DE NÍVEL MÉDIO (Com exceção dos cargos
da Secretaria de Saúde).
PROVAS DE NÍVEL SUPERIOR, TÉCNICO E MÉDIO O caderno de provas conterá:
DA SECRETARIA DE SAÚDE I – 30 (trinta) questões de conhecimento específico;
II – 10 (dez) questões de conteúdos comuns;
PROVAS DE NÍVEL FUNDAMENTAL (Com exceção do O caderno de provas conterá:
cargo de Operador de Máquinas). I – 20 (vinte) questões de conhecimento específico e
conhecimentos comuns;
PROVAS DE NÍVEL FUNDAMENTAL – OPERADOR DE O caderno de provas conterá:
MÁQUINAS I – 20 (vinte) questões de conhecimento específico e
conhecimentos comuns, incluindo questões de trânsito.

116