Vous êtes sur la page 1sur 58

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS


ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA , SENDO OS SEUS
ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11


4 - NIRE

42300012203

01.02 - SEDE

1 - ENDEREÇO COMPLETO 2 - BAIRRO OU DISTRITO

AV. PREFEITO WALDEMAR GRUBBA - 3.300 CENTRO


3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

89256-900 JARAGUÁ DO SUL SC


6 - DDD 7 - TELEFONE 8 - TELEFONE 9 - TELEFONE 10 - TELEX

047 3276-4000 - -
11 - DDD 12 - FAX 13 - FAX 14 - FAX

047 3276-4010 - -
15 - E-MAIL

alidor@weg.net

01.03 - DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (Endereço para Correspondência com a Companhia)

1 - NOME

ALIDOR LUEDERS
2 - ENDEREÇO COMPLETO 3 - BAIRRO OU DISTRITO

AV. PREFEITO WALDEMAR GRUBBA - 3.300 CENTRO


4 - CEP 5 - MUNICÍPIO 6 - UF

89256-900 JARAGUÁ DO SUL SC


7 - DDD 8 - TELEFONE 9 - TELEFONE 10 - TELEFONE 11 - TELEX

047 3276-4533 - -
12 - DDD 13 - FAX 14 - FAX 15 - FAX

047 3276-4201 - -
16 - E-MAIL

alidor@weg.net

01.04 - REFERÊNCIA / AUDITOR

EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO TRIMESTRE ATUAL TRIMESTRE ANTERIOR

1 - INÍCIO 2 - TÉRMINO 3 - NÚMERO 4 - INÍCIO 5 - TÉRMINO 6 - NÚMERO 7 - INÍCIO 8 - TÉRMINO

01/01/2010 31/12/2010 1 01/01/2010 31/03/2010 4 01/10/2009 31/12/2009


9 - NOME/RAZÃO SOCIAL DO AUDITOR 10 - CÓDIGO CVM

ERNST & YOUNG AUDITORES INDEPENDENTES S.S. 00471-5


11 - NOME DO RESPONSÁVEL TÉCNICO 12 - CPF DO RESP. TÉCNICO

MARCOS ANTONIO QUINTANILHA 006.840.298-80

28/04/2010 08:11:01 Pág: 1


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

01.05 - COMPOSIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL

Número de Ações
1 - TRIMESTRE ATUAL 2 - TRIMESTRE ANTERIOR 3 - IGUAL TRIMESTRE EX. ANTERIOR

(Unidades) 31/03/2010 31/12/2009 31/03/2009


Do Capital Integralizado
1 - Ordinárias 620.905.029 620.905.029 617.626.729
2 - Preferenciais 0 0 0
3 - Total 620.905.029 620.905.029 617.626.729
Em Tesouraria
4 - Ordinárias 0 0 0
5 - Preferenciais 0 0 0
6 - Total 0 0 0

01.06 - CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA

1 - TIPO DE EMPRESA

Empresa Comercial, Industrial e Outras


2 - TIPO DE SITUAÇÃO

Operacional
3 - NATUREZA DO CONTROLE ACIONÁRIO

Nacional Holding
4 - CÓDIGO ATIVIDADE

3070 - Emp. Adm. Part. - Máqs., Equip., Veíc. e Peças


5 - ATIVIDADE PRINCIPAL
GESTÃO DE PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS ( HOLDINGS)

6 - TIPO DE CONSOLIDADO

Total
7 - TIPO DO RELATÓRIO DOS AUDITORES

Sem Ressalva

01.07 - SOCIEDADES NÃO INCLUÍDAS NAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS CONSOLIDADAS

1 - ITEM 2 - CNPJ 3 - DENOMINAÇÃO SOCIAL

01.08 - PROVENTOS EM DINHEIRO DELIBERADOS E/OU PAGOS DURANTE E APÓS O TRIMESTRE

1 - ITEM 2 - EVENTO 3 - APROVAÇÃO 4 - PROVENTO 5 - INÍCIO PGTO. 6 - ESPÉCIE E 7 - VALOR DO PROVENTO P/ AÇÃO
CLASSE DE
AÇÃO

01 RCA 17/09/2009 Juros Sobre Capital Próprio 10/03/2010 ON 0,0400000000


02 RCA 14/12/2009 Juros Sobre Capital Próprio 10/03/2010 ON 0,0150000000
03 RCA 23/02/2010 Dividendo 10/03/2010 ON 0,2050000000
04 RCA 23/03/2010 Juros Sobre Capital Próprio 11/08/2010 ON 0,0430000000

28/04/2010 08:11:18 Pág: 2


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

- . . / -

01.09 - CAPITAL SOCIAL SUBSCRITO E ALTERAÇÕES NO EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO

1- ITEM 2 - DATA DA 3 - VALOR DO CAPITAL SOCIAL 4 - VALOR DA ALTERAÇÃO 5 - ORIGEM DA ALTERAÇÃO 7 - QUANTIDADE DE AÇÕES EMITIDAS 8 - PREÇO DA AÇÃO NA
ALTERAÇÃO EMISSÃO
(Reais Mil) (Reais Mil) (Unidades)
(Reais)

01.10 - DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES

1 - DATA 2 - ASSINATURA

12/04/2010

28/04/2010 08:11:23 Pág: 3


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

02.01 - BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 31/03/2010 4 - 31/12/2009

1 Ativo Total 2.486.249 2.534.234


1.01 Ativo Circulante 199.431 352.518
1.01.01 Disponibilidades 163.033 90.989
1.01.01.01 Caixas e Bancos 69 14
1.01.01.02 Aplicações Financeiras 162.964 90.975
1.01.02 Créditos 0 0
1.01.02.01 Clientes 0 0
1.01.02.02 Créditos Diversos 0 0
1.01.03 Estoques 0 0
1.01.04 Outros 36.398 261.529
1.01.04.01 Dividendos 0 199.909
1.01.04.02 Juros s/ Capital Próprio 25.856 52.530
1.01.04.03 Impostos a Recuperar 10.542 9.090
1.02 Ativo Não Circulante 2.286.818 2.181.716
1.02.01 Ativo Realizável a Longo Prazo 41.752 23.630
1.02.01.01 Créditos Diversos 0 0
1.02.01.02 Créditos com Pessoas Ligadas 40.261 22.970
1.02.01.02.01 Com Coligadas e Equiparadas 0 0
1.02.01.02.02 Com Controladas 40.261 22.970
1.02.01.02.03 Com Outras Pessoas Ligadas 0 0
1.02.01.03 Outros 1.491 660
1.02.01.03.01 Depósitos Judiciais 238 131
1.02.01.03.02 Impostos Diferidos 1.253 529
1.02.02 Ativo Permanente 2.245.066 2.158.086
1.02.02.01 Investimentos 2.243.960 2.156.944
1.02.02.01.01 Participações Coligadas/Equiparadas 0 0
1.02.02.01.02 Participações Coligadas/Equiparadas-Ágio 0 0
1.02.02.01.03 Participações em Controladas 2.243.960 2.156.944
1.02.02.01.04 Participações em Controladas - Ágio 0 0
1.02.02.01.05 Outros Investimentos 0 0
1.02.02.02 Imobilizado 1.106 1.142
1.02.02.02.01 Imóveis 1.106 1.142
1.02.02.03 Intangível 0 0
1.02.02.04 Diferido 0 0

28/04/2010 08:11:25 Pág: 4


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

02.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 31/03/2010 4 - 31/12/2009

2 Passivo Total 2.486.249 2.534.234


2.01 Passivo Circulante 36.508 168.488
2.01.01 Empréstimos e Financiamentos 0 0
2.01.02 Debêntures 0 0
2.01.03 Fornecedores 0 0
2.01.04 Impostos, Taxas e Contribuições 7.816 4.795
2.01.04.01 Obrigações Sociais 3.167 3.147
2.01.04.02 Obrigações Tributárias 4.649 1.648
2.01.05 Dividendos a Pagar 28.543 163.118
2.01.05.01 Dividendos 1.294 128.316
2.01.05.02 Juros s/ Capital Próprio 27.249 34.802
2.01.06 Provisões 0 0
2.01.07 Dívidas com Pessoas Ligadas 0 0
2.01.08 Outros 149 575
2.02 Passivo Não Circulante 1.258 2.959
2.02.01 Passivo Exigível a Longo Prazo 1.258 2.959
2.02.01.01 Empréstimos e Financiamentos 0 0
2.02.01.02 Debêntures 0 0
2.02.01.03 Provisões 0 0
2.02.01.04 Dívidas com Pessoas Ligadas 0 1.746
2.02.01.05 Adiantamento para Futuro Aumento Capital 0 0
2.02.01.06 Outros 1.258 1.213
2.02.01.06.01 Provisões para Contingências 1.258 1.213
2.03 Resultados de Exercícios Futuros 0 0
2.05 Patrimônio Líquido 2.448.483 2.362.787
2.05.01 Capital Social Realizado 1.812.294 1.812.294
2.05.02 Reservas de Capital 44.931 44.931
2.05.03 Reservas de Reavaliação 3.919 3.935
2.05.03.01 Ativos Próprios 0 0
2.05.03.02 Controladas/Coligadas e Equiparadas 3.919 3.935
2.05.04 Reservas de Lucro 533.512 533.512
2.05.04.01 Legal 27.420 27.420
2.05.04.02 Estatutária 506.092 506.092
2.05.04.03 Para Contingências 0 0
2.05.04.04 De Lucros a Realizar 0 0
2.05.04.05 Retenção de Lucros 0 0
2.05.04.06 Especial p/ Dividendos Não Distribuídos 0 0
2.05.04.07 Outras Reservas de Lucro 0 0
2.05.05 Ajustes de Avaliação Patrimonial (34.076) (31.885)
2.05.05.01 Ajustes de Títulos e Valores Mobiliários 0 0
2.05.05.02 Ajustes Acumulados de Conversão (34.076) (31.885)

28/04/2010 08:11:27 Pág: 5


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

02.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 -31/03/2010 4 -31/12/2009

2.05.05.03 Ajustes de Combinação de Negócios 0 0


2.05.06 Lucros/Prejuízos Acumulados 87.903 0
2.05.07 Adiantamento para Futuro Aumento Capital 0 0

28/04/2010 08:11:27 Pág: 6


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

03.01 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 01/01/2010 a 31/03/2010 4 - 01/01/2010 a 31/03/2010 5 - 01/01/2009 a 31/03/2009 6 - 01/01/2009 a 31/03/2009

3.01 Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços 0 0 0 0


3.02 Deduções da Receita Bruta 0 0 0 0
3.03 Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços 0 0 0 0
3.04 Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos 0 0 0 0
3.05 Resultado Bruto 0 0 0 0
3.06 Despesas/Receitas Operacionais 117.510 117.510 119.663 119.663
3.06.01 Com Vendas 0 0 0 0
3.06.02 Gerais e Administrativas (742) (742) (744) (744)
3.06.02.01 Honorário dos Administradores (389) (389) (468) (468)
3.06.02.02 Outras Despesas (353) (353) (276) (276)
3.06.03 Financeiras (1.437) (1.437) (2.122) (2.122)
3.06.03.01 Receitas Financeiras 29.993 29.993 30.776 30.776
3.06.03.02 Despesas Financeiras (31.430) (31.430) (32.898) (32.898)
3.06.04 Outras Receitas Operacionais 108 108 0 0
3.06.05 Outras Despesas Operacionais (45) (45) (108) (108)
3.06.06 Resultado da Equivalência Patrimonial 119.626 119.626 122.637 122.637
3.07 Resultado Operacional 117.510 117.510 119.663 119.663
3.08 Resultado Não Operacional 0 0 0 0
3.08.01 Receitas 0 0 0 0
3.08.02 Despesas 0 0 0 0
3.09 Resultado Antes Tributação/Participações 117.510 117.510 119.663 119.663
3.10 Provisão para IR e Contribuição Social 0 0 (133) (133)
3.11 IR Diferido 723 723 950 950
3.12 Participações/Contribuições Estatutárias (151) (151) (108) (108)
3.12.01 Participações (151) (151) (108) (108)
3.12.02 Contribuições 0 0 0 0
3.13 Reversão dos Juros sobre Capital Próprio 992 992 1.821 1.821

28/04/2010 08:11:29 Pág: 7


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

03.01 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 01/01/2010 a 31/03/2010 4 - 01/01/2010 a 31/03/2010 5 - 01/01/2009 a 31/03/2009 6 - 01/01/2009 a 31/03/2009

3.15 Lucro/Prejuízo do Período 119.074 119.074 122.193 122.193


NÚMERO AÇÕES, EX-TESOURARIA (Unidades) 620.905.029 620.905.029 617.626.729 617.626.729
LUCRO POR AÇÃO (Reais) 0,19177 0,19177 0,19784 0,19784
PREJUÍZO POR AÇÃO (Reais)

28/04/2010 08:11:29 Pág: 8


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

04.01 - DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA - METODO INDIRETO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 01/01/2010 a 31/03/2010 4 - 01/01/2010 a 31/03/2010 5 - 01/01/2009 a 31/03/2009 6 - 01/01/2009 a 31/03/2009

4.01 Caixa Líquido Atividades Operacionais (19.070) (19.070) (4.645) (4.645)

4.01.01 Caixa Gerado nas Operações (1.197) (1.197) (902) (902)

4.01.01.01 Lucro Antes dos Impostos e Participações 117.510 117.510 119.663 119.663

4.01.01.02 Depreciações e Amortizações 36 36 36 36

4.01.01.03 Equivalência Patrimonial (119.626) (119.626) (122.637) (122.637)

4.01.01.04 Particip. nos Lucros - Colaboradores 0 0 0 0

4.01.01.05 Juros sobre o Capital Próprio 992 992 1.821 1.821

4.01.01.06 Outros (109) (109) 215 215

4.01.02 Variações nos Ativos e Passivos (17.873) (17.873) (3.743) (3.743)

4.01.02.01 Aumento/Redução nas Contas a Receber (14.290) (14.290) (2.675) (2.675)

4.01.02.02 Aumento/Redução nas Contas a Pagar (3.583) (3.583) (1.068) (1.068)

4.01.02.03 Aumento/Redução nos Estoques 0 0 0 0

4.01.02.04 IRPJ e CSLL Pagos 0 0 0 0

4.01.02.05 Partic. nos Lucros Pagos - Colaboradores 0 0 0 0

4.01.03 Outros 0 0 0 0

4.02 Caixa Líquido Atividades de Investimento 252.439 252.439 142.379 142.379

4.02.01 Investimento 0 0 0 0

4.02.02 Imobilizado 0 0 0 0

4.02.03 Intangível 0 0 0 0

4.02.04 Baixa do Ativo Imobilizado 0 0 0 0

4.02.05 Ajuste Acumulado de Conversão 0 0 0 0

4.02.06 Dividendos/Juros Cap.Próprio Recebidos 252.439 252.439 142.379 142.379

4.03 Caixa Líquido Atividades Financiamento (161.325) (161.325) (136.396) (136.396)

4.03.01 Financiamento de Capital de Giro 0 0 0 0

4.03.02 Financiamento de Longo Prazo 0 0 0 0

4.03.03 Dividendos/Juros Capital Próprio Pagos (161.325) (161.325) (136.396) (136.396)

4.04 Variação Cambial s/ Caixa e Equivalentes 0 0 0 0

28/04/2010 08:11:31 Pág: 9


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

04.01 - DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA - METODO INDIRETO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 -01/01/2010 a 31/03/2010 4 -01/01/2010 a 31/03/2010 5 - 01/01/2009 a 31/03/200901/01/20096a- 31/03/2009


01/01/2009 a 31/03/200901/01/2009 a 31/03/2009

4.05 Aumento(Redução) de Caixa e Equivalentes 72.044 72.044 1.338 1.338

4.05.01 Saldo Inicial de Caixa e Equivalentes 90.989 90.989 88.502 88.502

4.05.02 Saldo Final de Caixa e Equivalentes 163.033 163.033 89.840 89.840

28/04/2010 08:11:31 Pág: 10


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

05.01 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2010 a 31/03/2010 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - CAPITAL SOCIAL 4 - RESERVAS DE 5 - RESERVAS DE 6 - RESERVAS DE 7 - LUCROS/ PREJUÍZOS 8 - AJUSTES DE 9 - TOTAL PATRIMÔNIO
CAPITAL REAVALIAÇÃO LUCRO ACUMULADOS AVALIAÇÃO LÍQUIDO
PATRIMONIAL

5.01 Saldo Inicial 1.812.294 44.931 3.935 533.512 0 (31.885) 2.362.787

5.02 Ajustes de Exercícios Anteriores 0 0 (16) 0 239 0 223

5.03 Saldo Ajustado 1.812.294 44.931 3.919 533.512 239 (31.885) 2.363.010

5.04 Lucro / Prejuízo do Período 0 0 0 0 119.074 0 119.074

5.05 Destinações 0 0 0 0 (31.410) 0 (31.410)

5.05.01 Dividendos 0 0 0 0 0 0 0

5.05.02 Juros sobre Capital Próprio 0 0 0 0 (31.410) 0 (31.410)

5.05.03 Outras Destinações 0 0 0 0 0 0 0

5.06 Realização de Reservas de Lucros 0 0 0 0 0 0 0

5.07 Ajustes de Avaliação Patrimonial 0 0 0 0 0 (2.191) (2.191)

5.07.01 Ajustes de Títulos e Valores Mobiliários 0 0 0 0 0 0 0

5.07.02 Ajustes Acum ulados de Conversão 0 0 0 0 0 (2.191) (2.191)

5.07.03 Ajustes de Combinação de Negócios 0 0 0 0 0 0 0

5.08 Aumento/Redução do Capital Social 0 0 0 0 0 0 0

5.09 Constituição/Realização Reservas Capital 0 0 0 0 0 0 0

5.10 Ações em Tesouraria 0 0 0 0 0 0 0

5.11 Outras Transações de Capital 0 0 0 0 0 0 0

5.12 Outros 0 0 0 0 0 0 0

5.13 Saldo Final 1.812.294 44.931 3.919 533.512 87.903 (34.076) 2.448.483

28/04/2010 08:11:33 Pág: 11


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

05.02 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2010 a 31/03/2010 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - CAPITAL SOCIAL 4 - RESERVAS DE 5 - RESERVAS DE 6 - RESERVAS DE 7 - LUCROS/ PREJUÍZOS 8 - AJUSTES DE 9 - TOTAL PATRIMÔNIO
CAPITAL REAVALIAÇÃO LUCRO ACUMULADOS AVALIAÇÃO LÍQUIDO
PATRIMONIAL

5.01 Saldo Inicial 1.812.294 44.931 3.935 533.512 0 (31.885) 2.362.787

5.02 Ajustes de Exercícios Anteriores 0 0 (16) 0 239 0 223

5.03 Saldo Ajustado 1.812.294 44.931 3.919 533.512 239 (31.885) 2.363.010

5.04 Lucro / Prejuízo do Período 0 0 0 0 119.074 0 119.074

5.05 Destinações 0 0 0 0 (31.410) 0 (31.410)

5.05.01 Dividendos 0 0 0 0 0 0 0

5.05.02 Juros sobre Capital Próprio 0 0 0 0 (31.410) 0 (31.410)

5.05.03 Outras Destinações 0 0 0 0 0 0 0

5.06 Realização de Reservas de Lucros 0 0 0 0 0 0 0

5.07 Ajustes de Avaliação Patrimonial 0 0 0 0 0 (2.191) (2.191)

5.07.01 Ajustes de Títulos e Valores Mobiliários 0 0 0 0 0 0 0

5.07.02 Ajustes Acum ulados de Conversão 0 0 0 0 0 (2.191) (2.191)

5.07.03 Ajustes de Combinação de Negócios 0 0 0 0 0 0 0

5.08 Aumento/Redução do Capital Social 0 0 0 0 0 0 0

5.09 Constituição/Realização Reservas Capital 0 0 0 0 0 0 0

5.10 Ações em Tesouraria 0 0 0 0 0 0 0

5.11 Outras Transações de Capital 0 0 0 0 0 0 0

5.12 Outros 0 0 0 0 0 0 0

5.13 Saldo Final 1.812.294 44.931 3.919 533.512 87.903 (34.076) 2.448.483

28/04/2010 08:11:34 Pág: 12


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

08.01 - BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONSOLIDADO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 31/03/2010 4 - 31/12/2009

1 Ativo Total 5.206.142 5.373.607


1.01 Ativo Circulante 3.803.788 3.973.158
1.01.01 Disponibilidades 1.962.538 2.127.117
1.01.01.01 Caixas e Bancos 79.936 30.948
1.01.01.02 Aplicações Financeiras 1.882.602 2.096.169
1.01.02 Créditos 864.517 910.136
1.01.02.01 Clientes 864.517 910.136
1.01.02.02 Créditos Diversos 0 0
1.01.03 Estoques 812.461 758.116
1.01.04 Outros 164.272 177.789
1.01.04.01 Impostos a Recuperar 93.072 97.122
1.01.04.02 Outros Créditos 71.200 80.667
1.02 Ativo Não Circulante 1.402.354 1.400.449
1.02.01 Ativo Realizável a Longo Prazo 170.517 193.814
1.02.01.01 Créditos Diversos 0 0
1.02.01.02 Créditos com Pessoas Ligadas 0 0
1.02.01.02.01 Com Coligadas e Equiparadas 0 0
1.02.01.02.02 Com Controladas 0 0
1.02.01.02.03 Com Outras Pessoas Ligadas 0 0
1.02.01.03 Outros 170.517 193.814
1.02.01.03.01 Depósitos Judiciais 31.063 30.739
1.02.01.03.02 Impostos Diferidos 89.481 101.739
1.02.01.03.03 Impostos a Recuperar 39.682 44.499
1.02.01.03.04 Outros 10.291 16.837
1.02.02 Ativo Permanente 1.231.837 1.206.635
1.02.02.01 Investimentos 16.861 16.041
1.02.02.01.01 Participações Coligadas/Equiparadas 14.730 13.456
1.02.02.01.02 Participações em Controladas 0 0
1.02.02.01.03 Outros Investimentos 2.131 2.585
1.02.02.02 Imobilizado 1.091.408 1.061.734
1.02.02.02.01 Imóveis 387.233 371.609
1.02.02.02.02 Equipamentos e Instalações 573.030 572.621
1.02.02.02.03 Móveis e Utensílios 19.190 18.913
1.02.02.02.04 Veículos 2.611 1.676
1.02.02.02.05 Outros 109.344 96.915
1.02.02.03 Intangível 123.568 128.860
1.02.02.04 Diferido 0 0

28/04/2010 08:11:36 Pág: 13


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

08.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO CONSOLIDADO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 31/03/2010 4 - 31/12/2009

2 Passivo Total 5.206.142 5.373.607


2.01 Passivo Circulante 1.582.381 1.825.846
2.01.01 Empréstimos e Financiamentos 814.274 895.885
2.01.02 Debêntures 0 0
2.01.03 Fornecedores 206.530 188.779
2.01.04 Impostos, Taxas e Contribuições 162.183 165.331
2.01.04.01 Obrigações Sociais 115.619 98.870
2.01.04.02 Obrigações Tributárias 46.564 66.461
2.01.05 Dividendos a Pagar 29.454 164.134
2.01.05.01 Dividendos 1.492 128.606
2.01.05.02 Juros s/ Capital Próprio 27.962 35.528
2.01.06 Provisões 0 0
2.01.07 Dívidas com Pessoas Ligadas 0 0
2.01.08 Outros 369.940 411.717
2.01.08.01 Participação nos Resultados 23.191 54.088
2.01.08.02 Adiantamento de Clientes 221.004 254.864
2.01.08.03 Outras Obrigações 125.745 102.765
2.02 Passivo Não Circulante 1.150.004 1.160.757
2.02.01 Passivo Exigível a Longo Prazo 1.150.004 1.160.757
2.02.01.01 Empréstimos e Financiamentos 968.192 976.648
2.02.01.02 Debêntures 0 0
2.02.01.03 Provisões 0 0
2.02.01.04 Dívidas com Pessoas Ligadas 0 0
2.02.01.05 Adiantamento para Futuro Aumento Capital 0 0
2.02.01.06 Outros 181.812 184.109
2.02.01.06.01 Provisões para Contingências 101.565 99.434
2.02.01.06.02 Obrigações Sociais e Tributárias 59.077 54.500
2.02.01.06.03 Impostos Diferidos 4.759 6.470
2.02.01.06.04 Outras Obrigações 16.411 23.705
2.03 Resultados de Exercícios Futuros 0 0
2.04 Part. de Acionistas Não Controladores 25.274 24.217
2.05 Patrimônio Líquido 2.448.483 2.362.787
2.05.01 Capital Social Realizado 1.812.294 1.812.294
2.05.02 Reservas de Capital 44.931 44.931
2.05.03 Reservas de Reavaliação 3.919 3.935
2.05.03.01 Ativos Próprios 0 0
2.05.03.02 Controladas/Coligadas e Equiparadas 3.919 3.935
2.05.04 Reservas de Lucro 533.512 533.512
2.05.04.01 Legal 27.420 27.420
2.05.04.02 Estatutária 506.092 506.092
2.05.04.03 Para Contingências 0 0

28/04/2010 08:11:38 Pág: 14


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

08.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO CONSOLIDADO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 -31/03/2010 4 -31/12/2009

2.05.04.04 De Lucros a Realizar 0 0


2.05.04.05 Retenção de Lucros 0 0
2.05.04.06 Especial p/ Dividendos Não Distribuídos 0 0
2.05.04.07 Outras Reservas de Lucro 0 0
2.05.05 Ajustes de Avaliação Patrimonial (34.076) (31.885)
2.05.05.01 Ajustes de Títulos e Valores Mobiliários 0 0
2.05.05.02 Ajustes Acumulados de Conversão (34.076) (31.885)
2.05.05.03 Ajustes de Combinação de Negócios 0 0
2.05.06 Lucros/Prejuízos Acumulados 87.903 0
2.05.07 Adiantamento para Futuro Aumento Capital 0 0

28/04/2010 08:11:38 Pág: 15


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

09.01 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 01/01/2010 a 31/03/2010 4 - 01/01/2010 a 31/03/2010 5 - 01/01/2009 a 31/03/2009 6 - 01/01/2009 a 31/03/2009

3.01 Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços 1.131.546 1.131.546 1.270.984 1.270.984
3.02 Deduções da Receita Bruta (199.639) (199.639) (222.743) (222.743)
3.03 Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços 931.907 931.907 1.048.241 1.048.241
3.04 Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos (624.453) (624.453) (736.287) (736.287)
3.05 Resultado Bruto 307.454 307.454 311.954 311.954
3.06 Despesas/Receitas Operacionais (181.332) (181.332) (183.620) (183.620)
3.06.01 Com Vendas (93.097) (93.097) (103.622) (103.622)
3.06.02 Gerais e Administrativas (58.097) (58.097) (57.396) (57.396)
3.06.02.01 Honorários dos Administradores (3.901) (3.901) (3.657) (3.657)
3.06.02.02 Outras Despesas (54.196) (54.196) (53.739) (53.739)
3.06.03 Financeiras (12.829) (12.829) (2.909) (2.909)
3.06.03.01 Receitas Financeiras 71.255 71.255 92.883 92.883
3.06.03.02 Despesas Financeiras (84.084) (84.084) (95.792) (95.792)
3.06.04 Outras Receitas Operacionais 8.515 8.515 9.522 9.522
3.06.05 Outras Despesas Operacionais (25.756) (25.756) (29.891) (29.891)
3.06.06 Resultado da Equivalência Patrimonial (68) (68) 676 676
3.07 Resultado Operacional 126.122 126.122 128.334 128.334
3.08 Resultado Não Operacional 0 0 0 0
3.08.01 Receitas 0 0 0 0
3.08.02 Despesas 0 0 0 0
3.09 Resultado Antes Tributação/Participações 126.122 126.122 128.334 128.334
3.10 Provisão para IR e Contribuição Social (25.472) (25.472) (32.160) (32.160)
3.11 IR Diferido (11.486) (11.486) (5.123) (5.123)
3.12 Participações/Contribuições Estatutárias (784) (784) (473) (473)
3.12.01 Participações (784) (784) (473) (473)
3.12.02 Contribuições 0 0 0 0
3.13 Reversão dos Juros sobre Capital Próprio 31.424 31.424 32.716 32.716

28/04/2010 08:11:40 Pág: 16


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

09.01 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 01/01/2010 a 31/03/2010 4 - 01/01/2010 a 31/03/2010 5 - 01/01/2009 a 31/03/2009 6 - 01/01/2009 a 31/03/2009

3.14 Part. de Acionistas Não Controladores (730) (730) (1.101) (1.101)


3.15 Lucro/Prejuízo do Período 119.074 119.074 122.193 122.193
NÚMERO AÇÕES, EX-TESOURARIA (Unidades) 620.905.029 620.905.029 617.626.729 617.626.729
LUCRO POR AÇÃO (Reais) 0,19177 0,19177 0,19784 0,19784
PREJUÍZO POR AÇÃO (Reais)

28/04/2010 08:11:40 Pág: 17


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

10.01 - DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA CONSOLIDADO - METODO INDIRETO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - 01/01/2010 a 31/03/2010 4 - 01/01/2010 a 31/03/2010 5 - 01/01/2009 a 31/03/2009 6 - 01/01/2009 a 31/03/2009

4.01 Caixa Líquido Atividades Operacionais 150.487 150.487 274.586 274.586

4.01.01 Caixa Gerado nas Operações 221.187 221.187 230.419 230.419

4.01.01.01 Lucro antes dos Impostos e Participações 126.122 126.122 128.334 128.334

4.01.01.02 Depreciações e Amortizações 45.584 45.584 47.722 47.722

4.01.01.03 Equivalência Patrimonial 68 68 (676) (676)

4.01.01.04 Participação nos Lucros - Colaboradores 20.094 20.094 17.546 17.546

4.01.01.05 Juros sobre o Capital Próprio 31.424 31.424 32.716 32.716

4.01.01.06 Outros (2.105) (2.105) 4.777 4.777

4.01.02 Variações nos Ativos e Passivos (70.700) (70.700) 44.167 44.167

4.01.02.01 Aumento/Redução nas Contas a Receber 59.641 59.641 128.479 128.479

4.01.02.02 Aumento/Redução nas Contas a Pagar 34.044 34.044 (65.658) (65.658)

4.01.02.03 Aumento/Redução nos Estoques (55.872) (55.872) 57.588 57.588

4.01.02.04 IRPJ e CSLL Pagos (63.566) (63.566) (28.728) (28.728)

4.01.02.05 Part. nos Lucros Pagos - Colaboradores (44.947) (44.947) (47.514) (47.514)

4.01.03 Outros 0 0 0 0

4.02 Caixa Líquido Atividades de Investimento (63.557) (63.557) (109.379) (109.379)

4.02.01 Investimento 0 0 (204) (204)

4.02.02 Imobilizado (61.392) (61.392) (91.888) (91.888)

4.02.03 Intangível (792) (792) (683) (683)

4.02.04 Baixa do Ativo Imobilizado 818 818 2.846 2.846

4.02.05 Ajuste Acumulado de Conversão (2.191) (2.191) (19.450) (19.450)

4.03 Caixa Líquido Atividades Financiamento (251.509) (251.509) (199.520) (199.520)

4.03.01 Finaciamento de Capital de Giro (101.034) (101.034) (105.738) (105.738)

4.03.02 Financiamento de Longo Prazo 10.967 10.967 44.464 44.464

4.03.03 Dividendos/Juros Cap. Próprio Pagos (161.442) (161.442) (138.246) (138.246)

4.04 Variação Cambial s/ Caixa e Equivalentes 0 0 0 0

4.05 Aumento(Redução) de Caixa e Equivalentes (164.579) (164.579) (34.313) (34.313)

28/04/2010 08:11:41 Pág: 18


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

10.01 - DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA CONSOLIDADO - METODO INDIRETO (Reais Mil)

1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 -01/01/2010 a 31/03/2010 4 -01/01/2010 a 31/03/2010 5 - 01/01/2009 a 31/03/200901/01/20096a- 31/03/2009


01/01/2009 a 31/03/200901/01/2009 a 31/03/2009

4.05.01 Saldo Inicial de Caixa e Equivalentes 2.127.117 2.127.117 1.849.477 1.849.477

4.05.02 Saldo Final de Caixa e Equivalentes 1.962.538 1.962.538 1.815.164 1.815.164

28/04/2010 08:11:41 Pág: 19


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

11.01 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONSOLIDADO DE 01/01/2010 a 31/03/2010 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - CAPITAL SOCIAL 4 - RESERVAS DE 5 - RESERVAS DE 6 - RESERVAS DE 7 - LUCROS/ PREJUÍZOS 8 - AJUSTES DE 9 - TOTAL PATRIMÔNIO
CAPITAL REAVALIAÇÃO LUCRO ACUMULADOS AVALIAÇÃO LÍQUIDO
PATRIMONIAL

5.01 Saldo Inicial 1.812.294 44.931 3.935 533.512 0 (31.885) 2.362.787

5.02 Ajustes de Exercícios Anteriores 0 0 (16) 0 239 0 223

5.03 Saldo Ajustado 1.812.294 44.931 3.919 533.512 239 (31.885) 2.363.010

5.04 Lucro / Prejuízo do Período 0 0 0 0 119.074 0 119.074

5.05 Destinações 0 0 0 0 (31.410) 0 (31.410)

5.05.01 Dividendos 0 0 0 0 0 0 0

5.05.02 Juros sobre Capital Próprio 0 0 0 0 (31.410) 0 (31.410)

5.05.03 Outras Destinações 0 0 0 0 0 0 0

5.06 Realização de Reservas de Lucros 0 0 0 0 0 0 0

5.07 Ajustes de Avaliação Patrimonial 0 0 0 0 0 (2.191) (2.191)

5.07.01 Ajustes de Títulos e Valores Mobiliários 0 0 0 0 0 0 0

5.07.02 Ajustes Acum ulados de Conversão 0 0 0 0 0 (2.191) (2.191)

5.07.03 Ajustes de Combinação de Negócios 0 0 0 0 0 0 0

5.08 Aumento/Redução do Capital Social 0 0 0 0 0 0 0

5.09 Constituição/Realização Reservas Capital 0 0 0 0 0 0 0

5.10 Ações em Tesouraria 0 0 0 0 0 0 0

5.11 Outras Transações de Capital 0 0 0 0 0 0 0

5.12 Outros 0 0 0 0 0 0 0

5.13 Saldo Final 1.812.294 44.931 3.919 533.512 87.903 (34.076) 2.448.483

28/04/2010 08:11:43 Pág: 20


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

11.02 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONSOLIDADO DE 01/01/2010 a 31/03/2010 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO 3 - CAPITAL SOCIAL 4 - RESERVAS DE 5 - RESERVAS DE 6 - RESERVAS DE 7 - LUCROS/ PREJUÍZOS 8 - AJUSTES DE 9 - TOTAL PATRIMÔNIO
CAPITAL REAVALIAÇÃO LUCRO ACUMULADOS AVALIAÇÃO LÍQUIDO
PATRIMONIAL

5.01 Saldo Inicial 1.812.294 44.931 3.935 533.512 0 (31.885) 2.362.787

5.02 Ajustes de Exercícios Anteriores 0 0 (16) 0 239 0 223

5.03 Saldo Ajustado 1.812.294 44.931 3.919 533.512 239 (31.885) 2.363.010

5.04 Lucro / Prejuízo do Período 0 0 0 0 119.074 0 119.074

5.05 Destinações 0 0 0 0 (31.410) 0 (31.410)

5.05.01 Dividendos 0 0 0 0 0 0 0

5.05.02 Juros sobre Capital Próprio 0 0 0 0 (31.410) 0 (31.410)

5.05.03 Outras Destinações 0 0 0 0 0 0 0

5.06 Realização de Reservas de Lucros 0 0 0 0 0 0 0

5.07 Ajustes de Avaliação Patrimonial 0 0 0 0 0 (2.191) (2.191)

5.07.01 Ajustes de Títulos e Valores Mobiliários 0 0 0 0 0 0 0

5.07.02 Ajustes Acum ulados de Conversão 0 0 0 0 0 (2.191) (2.191)

5.07.03 Ajustes de Combinação de Negócios 0 0 0 0 0 0 0

5.08 Aumento/Redução do Capital Social 0 0 0 0 0 0 0

5.09 Constituição/Realização Reservas Capital 0 0 0 0 0 0 0

5.10 Ações em Tesouraria 0 0 0 0 0 0 0

5.11 Outras Transações de Capital 0 0 0 0 0 0 0

5.12 Outros 0 0 0 0 0 0 0

5.13 Saldo Final 1.812.294 44.931 3.919 533.512 87.903 (34.076) 2.448.483

28/04/2010 08:11:44 Pág: 21


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

01. CONTEXTO OPERACIONAL


WEG S.A. é uma Companhia aberta com sede em Jaraguá do Sul - SC, Brasil, empresa
holding integrante do Grupo WEG, e tem como objeto social a produção, industrialização,
comercialização, exportação e importação de (a) sistemas industriais, eletromecânicos e
eletrônicos, máquinas elétricas girantes, máquinas e equipamentos em geral, aparelhos para
produção, distribuição e conversão de energia elétrica, material elétrico, controladores
programáveis, partes e componentes de máquinas, aparelhos e equipamentos em geral,
turbinas hidráulicas de todos os tipos e capacidades, e (b) resinas em geral, materiais
tintoriais, substâncias e produtos de origem vegetal e química; através de parques fabris
localizados no Brasil, Argentina, México, Portugal e China.

02. APRESENTAÇÃO DAS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS


As informações trimestrais da Companhia e de suas controladas (controladora e consolidado)
estão apresentadas em milhares de reais, exceto se indicado de outra forma, inclusive as
notas explicativas, e são elaboradas de acordo com as políticas contábeis adotadas no Brasil,
as quais incluem as políticas contábeis emanadas da Legislação Societária Brasileira - Leis
nº.s 6.404, 9.457, 10.303 e 11.638, de 15 de dezembro de 1976, de 5 de maio de 1997, de 1º
de novembro de 2001 e de 28 de dezembro de 2007, respectivamente, e disposições
complementares da Comissão de Valores Mobiliários – CVM.
O processo de elaboração das informações trimestrais envolve a utilização de estimativas. A
determinação dessas estimativas levou em consideração experiências de eventos passados e
correntes, pressupostos relativos a eventos futuros, e outros fatores objetivos e subjetivos.
Itens significativos sujeitos a essas estimativas e premissas incluem: (a) a seleção de vida útil
do ativo imobilizado e de sua recuperação nas operações, (b) análise do risco de crédito para
determinação da provisão para créditos de liquidação duvidosa, (c) mensuração do valor justo
de instrumentos financeiros, compromissos com benefícios pós emprego de colaboradores, e
Imposto de Renda diferido ativo sobre prejuízos fiscais e base negativa de Contribuição
Social; assim como da análise dos demais riscos para determinação de outras provisões,
inclusive para contingências advindas de processos administrativos e judiciais e demais ativos
e passivos na data do balanço.
A liquidação das transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores
divergentes dos registrados nas informações trimestrais devido às imprecisões inerentes ao
processo de estimativa. Essas estimativas e premissas são revisadas periodicamente.
Os ativos e passivos monetários denominados em moedas estrangeiras foram convertidos
para reais pela taxa de câmbio da data de fechamento das informações trimestrais, sendo que
as diferenças decorrentes de conversão de moeda foram reconhecidas na demonstração do
resultado.
As variações cambiais dos investimentos em empresas controladas localizadas no exterior,
que utilizam como moeda funcional as moedas dos respectivos países onde operam, e cujos
ativos e passivos foram convertidos para reais pela taxa de câmbio na data de fechamento
das informações trimestrais e os seus resultados foram convertidos pela taxa média do
período, estão reconhecidas em conta específica do Patrimônio Líquido.
Os demais investimentos permanentes são registrados pelo custo de aquisição deduzido de
provisão para desvalorização, quando aplicável.
A autorização para conclusão da preparação destas informações trimestrais ocorreu na
reunião de diretoria realizada em 12 de abril de 2010.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 22


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

03. PRINCIPAIS POLÍTICAS CONTÁBEIS


a) Apuração do Resultado. As receitas e despesas estão demonstradas pelo regime
contábil de competência. A receita de venda de produtos é reconhecida no resultado
quando todos os riscos e benefícios inerentes ao produto são transferidos para o
comprador e é provável que os benefícios econômicos serão gerados a favor da
Companhia e a receita de serviços é reconhecida no resultado em função da sua
realização.

b) Caixa, Bancos e Aplicações Financeiras. Incluem os saldos em conta movimento e


aplicações financeiras (Nota 05), de liquidez imediata, registradas aos valores de custo
acrescidas dos rendimentos auferidos em 31 de março de 2010, de acordo com as taxas
pactuadas com as instituições financeiras.

c) Contas a Receber de Clientes. Demonstradas a valores presente e de realização, sendo


que os valores a receber de clientes do mercado externo estão atualizados com base nas
taxas de câmbio vigentes no final de cada período. A provisão com perdas de créditos de
clientes foi calculada com base em análise de risco dos créditos, que considera o histórico
de perdas, sendo suficiente para cobrir perdas sobre os valores a receber (Nota 06).

d) Estoques. Demonstrados ao custo médio de aquisição ou produção, não excedendo o seu


valor de mercado, considerando o valor presente quando aplicável, ou de fabricação. As
provisões para estoques de baixa rotatividade ou obsoletos são constituídas quando
consideradas necessárias pela Administração. As importações em andamento são
demonstradas ao custo acumulado de cada importação (Nota 07).

e) Demais Ativos Circulantes e Não Circulantes. Apresentados pelo valor de custo ou de


realização, incluindo, quando aplicável, os rendimentos auferidos, as variações monetárias
e cambiais incorridas, bem como o ajuste a valor presente.

f) Imobilizado. São avaliados ao custo de aquisição e/ou construção, deduzido das


respectivas depreciações, com exceção de terrenos, que não são depreciados. A
depreciação é calculada pelo método linear e leva em consideração a vida útil econômica
dos bens (Nota 12). O imobilizado está líquido de créditos de ICMS, PIS e COFINS e o seu
valor registrado em impostos a recuperar, com amortização conforme previsto pela
legislação. A Companhia efetua anualmente a mensuração do valor recuperável através do
método valor em uso (Fluxos de Caixa Futuros), não apurando até 31 de março de 2010
qualquer redução que deva ser registrada contabilmente. Os gastos com manutenção ou
reparos, que não aumentam significativamente a vida útil dos bens, são contabilizados
como despesas quando ocorridos.

g) Intangível. São avaliados ao custo de aquisição, deduzido da amortização e de eventual


provisão para ajustá-los a seus prováveis valores de realização, quando necessário. Os
ativos intangíveis são amortizados geralmente levando em conta o prazo estimado na
geração de benefícios econômicos futuros, considerando que possuem vida útil definida.
(Nota 13).

28/04/2010 08:11:47 Pág: 23


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

h) Investimentos. Os investimentos em empresas controladas e coligada (Nota 11) são


avaliados pelo método da equivalência patrimonial. Para as controladas no exterior, os
seus ativos e passivos são convertidos de sua moeda funcional para reais, utilizando a
taxa de câmbio das datas de fechamento dos balanços e os resultados apurados pelas
taxas médias mensais dos exercícios.
A participação da Companhia sobre os valores decorrentes do resultado do período e dos
acréscimos ou diminuições patrimoniais das controladas está mantida no resultado
operacional.
Os demais investimentos são reconhecidos ao custo de aquisição deduzido de provisão
para desvalorização, quando aplicável.

i) Imposto de Renda e Contribuição Social. Apurados pelo Lucro Real e presumido de


acordo com a legislação vigente (Nota 18). O Imposto de Renda e a Contribuição Social
diferidos foram apurados com base na Instrução CVM nº 371/02 (Nota 10). A Companhia e
suas controladas no Brasil, optaram pelo Regime Tributário de Transição “RTT”, instituído
pela Lei nº 11.941/09, para os impostos IRPJ, CSLL, PIS e COFINS, para o biênio
2008/2009, que continuam sendo apurados conforme os métodos e critérios contábeis
definidos pela Lei nº 6.404/76, vigentes em 31 de dezembro de 2007.

j) Demais Passivos Circulantes e Não Circulantes. Demonstrados pelos valores


conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos
financeiros em base "pro rata die", das variações monetárias e cambiais incorridas, bem
como do ajuste a valor presente.

k) Conversão de Saldos em Moeda Estrangeira. O critério para conversão dos saldos


ativos e passivos das operações em moeda estrangeira, exceto investimentos, consiste na
conversão para moeda nacional (R$) à taxa de câmbio vigente na data de encerramento
das informações trimestrais. Os ganhos e perdas resultantes da atualização desses ativos
e passivos verificados entre a taxa de câmbio vigente na data da transação e os
encerramentos dos períodos são reconhecidos como receitas ou despesas financeiras no
resultado.

l) Juros sobre o Capital Próprio. Para fins societários, os juros sobre o capital próprio estão
demonstrados como destinação do resultado diretamente no patrimônio líquido. Para fins
fiscais, foram tratados como despesa financeira, reduzindo a base de cálculo do Imposto
de Renda e da Contribuição Social.

m) Partes Relacionadas. As transações de compras e vendas de insumos e produtos são


efetuadas em condições e prazos semelhantes às transações com terceiros não
relacionados (Nota 09).

n) Ajuste a Valor Presente. Os ativos e passivos decorrentes de operações de longo prazo,


ou de curto prazo quando relev ante, foram ajustados a valor presente com base em taxas
de desconto que reflitam as melhores avaliações do mercado. A mensuração do ajuste a
valor presente foi realizada em base exponencial “pro rata die”, a partir da origem de cada
transação. As reversões dos ajustes dos ativos e passivos monetários foram contabilizadas
como receitas ou despesas financeiras.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 24


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

o) Demonstração dos Fluxos de Caixa. Apresentada como parte integrante às informações


trimestrais, preparada pelo método indireto, de acordo com as normas e procedimentos da
Deliberação CVM nº 547/08 (CPC 03).

p) Demonstração do Valor Adicionado. Elaborada de acordo com as normas e


procedimentos da Deliberação CVM nº 557/08 (CPC 09) (Nota 23).

q) Subvenções e Assistências Governamentais. As subvenções governamentais na forma


de contribuição de natureza pecuniária estão reconhecidas em bases sistemáticas ao
longo do período em resultados operacionais. As reduções tributárias estão reconhecidas
em conta redutora de impostos e despesas. (Nota 22).

r) Plano de Pensão. Os compromissos atuariais com os planos de benefícios de pensão e


aposentadoria são provisionados, conforme procedimentos previstos na Deliberação CVM
nº 371/2000, com base em cálculos atuariais, elaborados anualmente por atuários
independentes, de acordo com o método da unidade de crédito projetada, líquido dos
ativos garantidores do plano, sendo os custos correspondentes reconhecidos durante o
período laborativo dos empregados. O método da "unidade de crédito projetada" considera
cada período de serviço como fato gerador de uma unidade adicional de benefício, que são
acumuladas para o cômputo da obrigação final. Adicionalmente, são utilizadas outras
premissas atuariais, tais como estimativa da evolução dos custos com assistência médica,
hipóteses biológicas e econômicas e, também, dados históricos de gastos incorridos e de
contribuições dos empregados (Nota 17).

s) Novos Pronunciamentos Contábeis. Em 2009, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM)


deliberou 26 novos pronunciamentos contábeis, que foram emitidos pelo Comitê de
Pronunciamentos Contábeis (CPC), a serem aplicados nas Demonstrações Financeiras
referentes a períodos a serem encerrados a partir de 1º de janeiro de 2010 e sua
divulgação comparativa com 2009 nas mesmas bases.
A Companhia optou por apresentar as informações trimestrais de 31 de março de 2010
conforme as normas contábeis vigentes até 31 de dezembro de 2009, conforme facultado
pela Deliberação CVM nº 603 de 10 de novembro de 2009, sendo que os efeitos na
apresentação das demonstrações financeiras de 2010, do balanço patrimonial de transição
de 1º de janeiro de 2009 e das demonstrações financeiras do exercício comparativo de
2009, serão mensurados e registrados pela Companhia no decorrer do exercício de 2010.
A Administração está avaliando os possíveis impactos desses novos normativos sobre
suas demonstrações financeiras, porém não concluiu os estudos e análises que lhe
permitirão quantificar esses efeitos, sendo que os principais pronunciamentos que poderão
ter efeito em suas demonstrações financeiras são:
- CPC 17 Contratos de Construção
- CPC 22 Informações por Segmento
- CPC 26 Apresentações das Demonstrações Contábeis
- CPC 27 Imobilizado
- CPC 30 Receitas
- CPC 36 Demonstrações Consolidadas
- CPC 37 Adoção Inicial das IFRS’s
- ICPC 10 Interpretação sobre a Aplicação Inicial ao Ativo Imobilizado e à Propriedade para
Investimentos dos Pronunciamentos Técnicos CPC’s 27, 28, 37 e 43

28/04/2010 08:11:47 Pág: 25


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

04. INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS CONSOLIDADAS


As informações trimestrais consolidadas foram elaboradas em conformidade com as políticas
de consolidação e dispositivos legais aplicáveis. Assim sendo, foram eliminados os saldos de
contas, as receitas e despesas e os lucros não realizados entre empresas do Grupo.

05. APLICAÇÕES FINANCEIRAS

CONTROLADORA CONSOLIDADO
31/03/10 31/12/09 31/03/10 31/12/09
Em Moeda Nacional 162.964 90.975 1.841.124 2.024.651
- Certificado de Depósito Bancário (CDB) 162.964 90.975 1.841.124 2.024.651

Em Moeda Estrangeira - - 41.478 71.518


- Certificados de Depósitos no Exterior - - 40.573 70.285
- Outras - - 905 1.233
TOTAL 162.964 90.975 1.882.602 2.096.169

Aplicações no Brasil:
Em 31 de março de 2010 os CDBs estão sendo remunerados por taxas de 98,5% a 106,0%
do CDI (100,0% a 106,5% do CDI em 31 de dezembro de 2009).

Aplicações no Exterior:
- Em Euros com juros de 0,4% a 3,5% a.a. em certificados de depósitos emitidos por
instituições financeiras no exterior no valor original de EUR 12.007, cujo saldo em 31 de
março de 2010 era de R$ 29.222.

- Em Dólares norte-americanos mais juros de 0,05% a 0,85% a.a., em certificados de


depósitos emitidos por instituições financeiras no exterior no valor original de US$ 6.376
cujo saldo em 31 de março de 2010 era de R$ 11.351.

Em todos os casos, as aplicações possuem liquidez imediata.

06. CONTAS A RECEBER DE CLIENTES – CONSOLIDADO

31/03/10 31/12/09
Mercado Interno 579.494 557.559
Mercado Externo 304.137 373.335
Ajuste a Valor Presente (5.730) (6.839)
Provisão com Perdas de Créditos de Clientes (13.384) (13.919)
TOTAL 864.517 910.136
Perdas Efetivas c/ Créditos de Clientes no Período - 1.063
Duplicatas a vencer 741.052 776.568
Duplicatas vencidas: Em até 30 dias 42.059 75.144
Acima de 30 dias 100.520 79.182

28/04/2010 08:11:47 Pág: 26


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

07. ESTOQUES – CONSOLIDADO

31/03/10 31/12/09
Mercado Interno 585.861 529.837
Produtos Acabados 139.048 144.790
Produtos em Elaboração 205.200 195.308
Matérias-Primas e Outros 235.353 184.707
Importações em Andamento 17.966 15.456
Provisão para Perdas (11.706) (10.424)

Mercado Externo 226.600 228.279


Produtos Acabados 212.200 167.117
Produtos em Elaboração 16.845 15.133
Matérias-Primas e Outros 3.001 51.229
Provisão para Perdas (5.446) (5.200)

TOTAL 812.461 758.116

08. IMPOSTOS A RECUPERAR

CONTROLADORA CONSOLIDADO
31/03/10 31/12/09 31/03/10 31/12/09
ICMS s/ Aquisições do Ativo Imobilizado - - 35.850 38.674
PIS/COFINS s/ Aquisições do Ativo
Imobilizado - - 30.120 33.015
IVA (Controladas no Exterior) - - 23.143 27.723
ICMS - - 14.827 12.786
IPI - - 9.977 7.115
IRPJ/CSLL a Compensar 5.977 2.864 13.217 12.749
Imposto de Renda Retido na Fonte 4.565 6.226 923 6.358
PIS/COFINS - - 1.118 1.343
Outros - - 3.579 1.858
TOTAL 10.542 9.090 132.754 141.621
Curto Prazo 10.542 9.090 93.072 97.122
Longo Prazo - - 39.682 44.499

Os créditos serão realizados pela Companhia e suas controladas, através de restituição e/ou
compensação com impostos e contribuições.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 27


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

09. PARTES RELACIONADAS


As transações comerciais de compra e venda de produtos, matérias primas e contratação de
serviços, assim como as transações financeiras de empréstimos, captação de recursos entre
as companhias do Grupo e remuneração da Administração, foram realizadas conforme
abaixo.

CONTROLADORA CONSOLIDADO
CONTAS PATRIMONIAIS
31/03/10 31/12/09 31/03/10 31/12/09
Ativo Não Circulante
Administração de Recursos Financeiros 40.261 22.970 - -
- WEG Indústrias S.A. 24.548 22.970 - -
- WEG Equipamentos Elétricos S.A. 15.713 - - -

Passivo Circulante
Contratos com Administradores - - 5.021 3.413

Passivo Não Circulante


Administração de Recursos Financeiros - 1.746 - -
- WEG Equipamentos Elétricos S.A. - 1.746 - -

CONTROLADORA CONSOLIDADO
CONTAS DE RESULTADO
31/03/10 31/03/09 31/03/10 31/03/09
Remuneração da Administração:
a) Fixa (Honorários) 389 468 3.901 3.657
- Conselho de Administração 267 337 430 422
- Diretoria 122 131 3.471 3.235

b) Variável (Participação nos Lucros) 151 108 784 473


- Conselho de Administração 104 78 163 90
- Diretoria 47 30 621 383

Informações Adicionais:
a) Operações Comerciais
As transações de compra e venda de insumos e produtos são efetuadas nas mesmas
condições com terceiros não relacionados, prevalecendo as vendas à vista.

b) Administração dos Recursos Financeiros


(i) As operações financeiras e comerciais entre as empresas do Grupo são registradas em
conta contábil, obedecendo aos requisitos da convenção de Grupo, sem remuneração;
(ii) Os contratos de crédito/débito celebrados com Administradores são registrados em conta
contábil, e remunerados entre 95% e 100% da variação do CDI.

c) Prestação de Serviços e Outras Avenças


(i) A WEG Equipamentos Elétricos S.A. celebra acordo de prestação de serviços com a WEG
Indústrias S.A., referente a consultoria de gestão. O ressarcimento é efetuado através de
Nota Fiscal de Serviço.
(ii) A WEG Equipamentos Elétricos S.A. celebrou acordo de “Garantias e Outras Avenças” com
a Hidráulica Industrial S.A Ind. e Com - HISA, com a finalidade de que a WEG figure como
fiadora ou garantidora em operações de crédito e na emissão de garantia a clientes
(Performance Bond, seguro garantia, etc.).

28/04/2010 08:11:47 Pág: 28


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

d) Avais e Fianças
(i) A WEG S.A. concedeu avais e fianças às controladas no exterior, no montante de US$
116,4 milhões (US$ 112,5 milhões em 31 de dezembro de 2009).
(ii) A WEG Equipamentos Elétricos S.A. concedeu avais e fianças às controladas no exterior,
no montante de US$ 10,2 milhões (US$ 10,2 milhões em 31 de dezembro de 2009).
(iii) A WEG Equipamentos Elétricos S.A. concedeu avais e fianças às controladas no Brasil, no
montante de R$ 40,9 milhões (R$ 38,7 milhões em 31 de dezembro de 2009).

e) Remuneração da Administração
Em 31 de março de 2010 a administração do Grupo WEG era composta por 10 conselheiros e
25 diretores.
Os membros do Conselho de Administração foram remunerados no montante de R$ 430 e a
Diretoria no montante de R$ 3.471, por seus serviços, correspondendo o montante total de R$
3.901.
Desde que o resultado da atividade sobre o capital investido seja no mínimo 12%, prevê-se
participação de 0% até 2,5% do lucro líquido a ser distribuída aos administradores. A provisão
está reconhecida no resultado do período no montante de R$ 784.
Os Conselheiros e Diretores recebem benefícios corporativos adicionais tais como:
assistência médica e odontológica, seguro de vida, complementação de benefícios
previdenciários, dentre outros.

10. IMPOSTOS DIFERIDOS – IRPJ/CSLL


Os créditos fiscais diferidos de Imposto de Renda e Contribuição Social foram apurados em
conformidade com o pronunciamento do IBRACON, aprovado pela Instrução CVM nº 371/02 e
tem por base os prejuízos fiscais e as diferenças temporárias, referente as contingências
fiscais, trabalhistas, cíveis e provisões para perdas.
Os créditos tributários constituídos sobre as diferenças temporárias serão realizados na
medida da realização das provisões que lhes serviram como base, estando integralmente
classificados no realizável a longo prazo. A Administração prevê a recuperação dos prejuízos
fiscais nos próximos 2 anos.

CONTROLADORA CONSOLIDADO
31/03/10 31/12/09 31/03/10 31/12/09
ATIVO NÃO CIRCULANTE 1.253 529 89.481 101.739
- Provisões 14 52 56.898 66.879
- Contingências Trabalhistas/Cíveis - - 17.263 16.143
- Contingências Fiscais 427 412 9.916 13.745
- Prejuízos Fiscais 812 65 5.404 4.972

PASSIVO NÃO CIRCULANTE - - 4.759 6.470


- Depreciação Acelerada Incentivada Lei nº
11.196/05 - - 3.644 5.109
- Amortização de Ágio Lei nº 11.941/09 - - 1.115 771
- Reserva de Reavaliação - - - 590

28/04/2010 08:11:47 Pág: 29


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

11. INVESTIMENTOS EM CONTROLADAS E COLIGADA

11.1 CONTROLADAS
Resultado Participação no Equivalência Valor Patrimonial do
P.L. Líquido do Capital Social (%) Patrimonial Investimento
Ajustado Período
31/03/10 31/03/09 31/03/10 31/12/09
Direta Indireta
WEG Equips. Elétricos
S.A. 2.106.029 106.907 99,95 - 112.549 (*) 123.400 2.105.058 2.025.064
WEG Indústrias S.A. 132.172 6.585 99,95 - 6.582 (1.308) 132.106 125.524
WEG Amazônia S.A. 15.209 3.721 0,02 99,97 1 - 4 3
WEG Linhares Equips.
Elétricos Ltda 50 0 1,00 99,00 0 - 1 1
WEG Adm. de Bens
Ltda 4.480 0 - 100,00 - - - -
Agro Trafo Adm. de
Bens S.A. 343 365 - 99,99 - - - -
WEG Logística Ltda. 100 0 - 100,00 - - - -
Hidráulica Industrial
S.A. Ind. Com. - HISA 33.904 1.043 - 51,00 - - - -
WEG Chile S.A. 13.987 910 8,00 92,00 73 171 1.119 1.056
WEG Colômbia Ltda. 6.080 624 1,00 99,00 7 - 61 49
WEG Equipamientos
Electricos S.A. 31.770 2.434 10,44 89,55 260 168 3.317 3.050
WEG Indústrias
Venezuela C.A. 4.793 (106) - 99,99 - - - -
WEG México S.A. de
C.V. 54.482 622 0,01 99,99 0 - 0 1
WEG Transformadores
México S.A. de CV 25.458 542 - 70,00 - - - -
WEG Electric Corp. 62.051 2.323 0,79 99,21 18 25 489 461
WEG Service Corp. 265 212 - 100,00 - - -
WEG Overseas S.A. 71 (5) 100,00 - (5) 1 71 73
WEG Benelux S.A. 35.340 215 - 100,00 - - - -
WEG France S.A.S 6 364 - 100,00 - - - -
WEG Germany GmbH 25.877 (37) - 100,00 - - - -
WEG Ibéria S.L. 432.314 4.687 - 100,00 - - - -
WEG Electric Motors
(UK) Ltd. 5.907 (49) - 100,00 - - - -
WEG Itália S.R.L 7.927 940 0,07 99,93 1 - 5 5
WEGeuro Ind.
Electricas S.A. 29.840 2.532 5,74 94,26 143 178 1.713 1.639
WEG Scandinávia AB 3.153 (134) - 100,00 - - - -
WEG Austrália PTY 12.396 (222) - 100,00 - - - -
WEG Electric (Índia)
Private Limited 318 47 4,99 94,99 (3) 2 16 18
WEG Electric Motors
Japan CO Ltd. 245 (407) - 100,00 - - - -
WEG Nantong Electric
Motors Manufacturing 19.632 (3.913) - 100,00 - - - -
WEG Singapore PTE
LTD (307) (151) - 100,00 - - - -
WEG Germany NN (258) 17 - 100,00 - - - -
WEG Middle East FZE 224 (315) - 100,00 - - - -
WEG Industries (Índia)
Private Limited 66.285 (346) - 99,99 - - - -
TOTAL 119.626 122.637 2.243.960 2.156.944
(*) Equivalência ajustada pelos lucros não realizados.

11.2 COLIGADA
Voltran S.A. de C.V. 49.100 (231) - 30,00 - - 14.730 13.456

11.3 OUTROS 2.131 2.585

28/04/2010 08:11:47 Pág: 30


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

12. IMOBILIZADO

Taxa
Anual de CONTROLADORA CONSOLIDADO
Deprec.
31/03/10 31/12/09 31/03/10 31/12/09
(%)
Terrenos e Construções 00 a 04 4.320 4.320 485.451 466.695
Equipamentos e Instalações 10 a 30 270 270 1.492.854 1.459.953
Móveis e Utensílios 10 a 30 - - 41.192 40.364
Hardware 20 a 30 - - 51.114 50.443
Veículos 20 a 30 - - 9.295 8.708
Imobilizações em Curso - - - 25.154 36.025
Reflorestamento - - - 11.970 11.889
Outros - - - 64.779 41.282
Subtotal - 4.590 4.590 2.181.809 2.115.359
Depreciações/Exaustões
Acumuladas - (3.484) (3.448) (1.090.401) (1.053.625)
Total - 1.106 1.142 1.091.408 1.061.734

a) Síntese da Movimentação do Ativo Imobilizado:


CONSOLIDADO
31/03/10 30/09/09
Saldo no início do exercício (líquido) 1.061.734 1.064.435
Aquisições 61.392 38.116
Baixas (818) (583)
Depreciação e Exaustão (39.493) (41.005)
Efeito do câmbio s/ imobilizado (controladas no exterior) 8.593 771
Saldo no final do exercício (líquido) 1.091.408 1.061.734

b) Valores oferecidos em garantia - foram oferecidos bens do ativo imobilizado em garantia


de empréstimos, financiamentos e processos trabalhistas e tributários no montante de R$
16.704 - consolidado em 31 de março de 2010 (R$ 16.265 em 31 de dezembro de 2009).

c) Bens totalmente depreciados em uso no Brasil - o valor contábil bruto dos bens
totalmente depreciados que estão em uso é de R$ 671.985 - consolidado em 31 de março
de 2010 (R$ 660.324 em 31 de dezembro de 2009).

d) Reavaliação de Ativos – No decorrer do exercício de 2010 a Companhia estará efetuando


a reavaliação de ativos conforme estabelecido pela Deliberação CVM nº 619 de 22 de
dezembro de 2009 objetivando estabelecer o custo atribuído dos ativos imobilizados.
Teremos um impacto do ajuste de valor no imobilizado e patrimônio líquido.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 31


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

13. INTANGÍVEL – CONSOLIDADO

Amortização Amortiz.
Custo 31/03/10 31/12/09
Nº de Anos Acumul.
Projetos:
- Desenvolvimento de
produtos e processos 5 72.082 59.491 12.591 12.758
- Tecnologia da Informação 5 79.415 51.980 27.435 30.170
Licença de Software 5 44.890 34.485 10.405 11.494
Outros 5 22.239 14.602 7.637 8.938
Subtotal 218.626 160.558 58.068 63.360
Ágio Aquisição Controladas 5 86.226 20.726 65.500 65.500
Total Geral 304.852 181.284 123.568 128.860

O cronograma de amortização prevê o seguinte:


2010 18.800
2011 21.316
2012 11.456
2013 2.151
2014/2015 4.345
TOTAL 58.068

O ágio na aquisição de controladas, apesar de não mais ser amortizado contabilmente, continua
a ser amortizado para fins fiscais. Dessa forma o correspondente Imposto de Renda Diferido
passivo foi reconhecido pela Companhia (Nota 10).

14. FINANCIAMENTOS E EMPRÉSTIMOS - CONSOLIDADO


Em 31 de março de 2010 os financiamentos captados em moeda estrangeira abrangem os
Adiantamentos de Contratos de Câmbio (ACC's) no montante de R$ 226,2 milhões e BNDES-
FINEM em cesta de moedas no montante de R$ 7,4 milhões no curto prazo e R$ 1,1 milhão
no longo prazo e BNDES-FINEM em dólar no montante de R$ 2,0 milhões no curto prazo e R$
13,1 milhões no longo prazo.
Os financiamentos tomados pelas controladas no exterior, destinados a capital de giro, são
em dólares e/ou nas moedas de cada país, num montante de R$ 179,0 milhões no curto prazo
(R$ 166,6 milhões em 31 de dezembro de 2009) e R$ 73,4 milhões no longo prazo (R$ 70,4
milhões em 31 de dezembro de 2009), equivalente a US$ 141,3 milhões (US$ 136,2 milhões
em 31 de dezembro de 2009).
Os financiamentos são garantidos por avais e alienação fiduciária.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 32


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

MODALIDADE ENCARGOS ANUAIS 31/03/10 31/12/09


NO BRASIL 1.530.091 1.635.509
CURTO PRAZO 635.269 729.256
Capital de Giro (ACC's) Juros 1,8% a 4,9% a.a. (+) Var. Cambial 226.150 229.577
Capital de Giro TJLP (+) 1,4% a 5,0% a.a. 380.612 479.431
Capital de Giro Cesta de Moedas (+) 0,8% a 2,5% a.a. 7.399 7.242
Capital de Giro Juros de 4,5% a 5,3% a.a. 13.748 6.932
Ativo Imobilizado TJLP (+) 1,2% a 5,0% a.a. 5.382 5.015
Capital de Giro Dólar (+) 1,4% a.a. 1.978 1.059

LONGO PRAZO 894.822 906.253


Capital de Giro TJLP (+) 1,4% a 5,0% a.a. 439.566 483.569
Ativo Imobilizado UFIR (+) 1,2% a 5,0% a.a. 24.765 22.832
Capital de Giro Cesta de Moedas (+) 0,8% a 2,5% a.a. 1.128 2.906
Capital de Giro Juros de 4,5% a 5,3% a.a. 396.335 365.002
Ativo Imobilizado TJLP (+) 1,2% a.a. a 5,0% a.a. 19.957 19.921
Capital de Giro Dólar (+) 1,4% a.a. 13.071 12.023

NO EXTERIOR 252.375 237.024


CURTO PRAZO 179.005 166.629
Capital de Giro EURIBOR (+) 0,3% a 3,4% a.a. 42.318 45.818
Capital de Giro LIBOR (+) 2,1% a 3,3% a.a. 43.545 45.513
Capital de Giro Juros 4,8% a 11,7% a.a. 93.142 75.298

LONGO PRAZO 73.370 70.395


Capital de Giro Juros 5,0% a 11,7% a.a. 73.370 70.395

TOTAL DE CURTO PRAZO 814.274 895.885


TOTAL DE LONGO PRAZO 968.192 976.648

Vencimento dos Financiamentos e Empréstimos de Longo Prazo:


ANO 31/03/10 31/12/09
2011 161.981 213.890
2012 468.373 457.843
2013 144.999 136.338
2014 92.334 104.083
2015 56.148 48.414
2016 em diante 44.357 16.080
TOTAL 968.192 976.648

28/04/2010 08:11:47 Pág: 33


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

15. PROVISÕES PARA CONTINGÊNCIAS


A Companhia e suas controladas são partes em ações administrativas e judiciais de natureza
trabalhista, cível e tributária, decorrentes das atividades normais de seus negócios. As
respectivas provisões foram constituídas para os processos, cuja possibilidade de perda foi
avaliada como “provável” e, em alguns casos específicos, como “possível”, tendo por base a
estimativa de valor em risco determinada pelos assessores jurídicos da Companhia. A
Administração da Companhia prevê que a provisão para contingências constituída é suficiente
para cobrir eventuais perdas com os processos em andamento, conforme abaixo:

CONTROLADORA CONSOLIDADO
31/03/10 31/12/09 31/03/10 31/12/09
a) Tributárias: 1.258 1.213 33.423 33.253
- IRPJ e CSLL (a.1) - - 6.253 5.745
- INSS (a.2) - - 20.116 19.986
- Outras 1.258 1.213 7.054 7.522

b) Trabalhistas - - 14.433 12.796

c) Cíveis - - 50.972 51.358

d) Outras - - 2.737 2.027

TOTAL 1.258 1.213 101.565 99.434

e) Depósitos Judiciais Vinculados 238 131 21.268 20.944


- Tributários 238 131 17.018 16.842
- Outros - - 4.250 4.102

a) Contingências Tributárias
(a.1) A Companhia mantém a provisão do processo referente a diferença do IPC (51,82%)
de janeiro de 1989 – Plano Verão. A sentença é favorável até o limite do índice de
35,58%.
(a.2) Refere-se às Contribuições devidas à Previdência Social. As discussões judiciais
referem-se a encargos previdenciários incidentes sobre a previdência privada,
participação nos lucros, salário educação e outros.

b) Contingências Trabalhistas
A Companhia e suas controladas são acionadas em reclamatórias trabalhistas envolvendo
principalmente discussões sobre insalubridade, periculosidade, entre outros.
Baseado no histórico de pagamentos e na opinião dos assessores jurídicos, a provisão de
R$ 14.433 em 31 de março de 2010 (R$ 12.796 em 31 de dezembro de 2009) é julgada
suficiente para cobrir prováveis perdas.

c) Contingências Cíveis
Correspondem principalmente à processos de natureza cível, incluindo danos morais,
estéticos, doenças ocupacionais e indenizações oriundas de acidentes de trabalho. A
Administração da Companhia baseada na opinião de seus assessores jurídicos constituiu
provisão de R$ 50.972 em 31 de março de 2010 (R$ 51.358 em 31 de dezembro de 2009)
que é julgada suficiente para cobrir prováveis perdas.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 34


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

d) Depósitos Judiciais Vinculados


CONTROLADORA CONSOLIDADO
31/03/10 31/12/09 31/03/10 31/12/09
IRPJ/CSLL s/ Plano Verão - - 13.195 13.195
Outros 238 131 8.073 7.749
TOTAL DOS DEPÓSITOS VINCULADOS 238 131 21.268 20.944
- Depósitos Judiciais não vinculados - - 9.795 9.795
TOTAL DOS DEPÓSITOS JUDICIAIS 238 131 31.063 30.739

Os depósitos judiciais não vinculados às contingências estão no aguardo de alvará de


levantamento judicial.

Em 31 de março de 2010 a Companhia e suas controladas são parte de outras discussões


judiciais, cuja probabilidade de perda foi considerada “possível”, e para as quais não foram
constituídas provisões para contingências. Os valores estimados de tais discussões se
referem aos processos tributários no montante de R$ 2.258 (R$ 1.028 em 31 de dezembro de
2009).

16. PATRIMÔNIO LÍQUIDO


a) Capital Social
O capital social da Companhia em 31 de março de 2010 é formado por 620.905.029 ações
ordinárias, escriturais nominativas, sem valor nominal, todas com direito a voto.

b) Remuneração aos Acionistas - Juros sobre o Capital Próprio


Na reunião do Conselho de Administração de 23 de março de 2010 foi aprovado a
distribuição de Juros sobre o Capital Próprio no valor bruto de R$ 31.410 (líquido R$
26.699) correspondente a R$ 0,043 por ação, já deduzido o imposto de renda na fonte de
15%, nos termos do § 2º, do artigo 9º, da Lei nº 9.249/95, exceto para os acionistas
pessoas jurídicas que estejam dispensados da referida tributação, que receberão pelo
valor bruto.
Os juros sobre o capital próprio, nos termos do artigo 37 do Estatuto Social e artigo 9º da
Lei nº 9.249/95, são imputados aos dividendos obrigatórios e serão pagos para um capital
social de 620.905.029 ações a partir de 11 de agosto de 2010.

17. PLANO DE PENSÃO


A Companhia e suas controladas são patrocinadoras da WEG Seguridade Social – Plano de
Pensão, que tem como objetivo principal suplementar os benefícios de aposentadoria
fornecidos pelo sistema oficial da previdência social.
O Plano, administrado pela WEG Seguridade Social, contempla os benefícios de renda
mensal, suplementação de auxílio-doença, suplementação de aposentadoria por invalidez,
benefício de pecúlio por invalidez, pensão por morte, pecúlio por morte, benefício proporcional
diferido e autopatrocínio. O número de participantes em 31 de março de 2010 é de 16.705
(17.422 em 31 de março de 2009).
A Companhia e suas controladas efetuaram contribuições no montante de R$ 3.937 em 31 de
março de 2010 (R$ 3.704 em 31 de março de 2009).
Com base em cálculos atuariais realizados por atuários independentes, de acordo com os
procedimentos estabelecidos pela Deliberação CVM nº 371/2000, não foi identificado passivo
atuarial líquido relevante.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 35


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

18. PROVISÃO PARA IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL


A controladora e as controladas no Brasil apuram o Imposto de Renda e a Contribuição Social
pelo Lucro Real, com exceção da WEG Administradora de Bens Ltda e Agro Trafo
Administradora de Bens S.A. que apuram pelo lucro presumido. A provisão para Imposto de
Renda foi constituída com alíquota de 15%, acrescida do adicional de 10%, e da Contribuição
Social com alíquota de 9%, de acordo com a legislação em vigor. Os impostos das empresas
no exterior estão constituídos conforme a legislação de cada país.

Reconciliação do Imposto de Renda e CONTROLADORA CONSOLIDADO


Contribuição Social: 31/03/10 31/03/09 31/03/10 31/03/09
Lucro antes dos impostos e participações 117.510 119.663 126.122 128.334
Alíquota nominal 34% 34% 34% 34%

IRPJ e CSLL calculados a alíquota nominal (39.953) (40.685) (42.881) (43.634)

Ajustes para apuração do Imposto de


Renda e Contribuição Social efetivos:
Resultado de investimentos em controladas 40.673 41.697 (551) 533
Diferença de alíquotas s/ resultados no
exterior - - (1.131) 297
Incentivos fiscais - - 5.328 4.303
Outros ajustes 3 (195) 2.277 1.218

IRPJ e CSLL no resultado 723 817 (36.958) (37.283)


Imposto corrente - (133) (25.472) (32.160)
Imposto diferido 723 950 (11.486) (5.123)

19. OUTRAS RECEITAS/DESPESAS OPERACIONAIS – CONSOLIDADO


Os valores registrados referem-se a participação nos resultados, reversão/(provisão) de
processos tributários e outros, conforme demonstrado abaixo:

31/03/10 31/03/09
OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS 8.515 9.522
- Outras 8.515 9.522

OUTRAS DESPESAS OPERACIONAIS (25.756) (29.891)


- Participação nos Resultados - Colaboradores (19.004) (16.354)
- Participação nos Resultados - Controladas no Exterior (1.089) (1.192)
- Provisão/Reversão de Processos Tributários (863) (3.016)
- Incentivos fiscais da Lei Rouanet (380) (380)
- Outras (4.420) (8.949)
TOTAL LÍQUIDO (17.241) (20.369)

28/04/2010 08:11:47 Pág: 36


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

20. COBERTURA DE SEGUROS


A Companhia adota a política de contratar cobertura de seguros para os bens sujeitos a riscos
por montantes considerados suficientes para cobrir eventuais sinistros, considerando a
natureza de sua atividade. As premissas de riscos adotadas, dada a sua natureza, não fazem
parte do escopo de auditoria e, consequentemente não foram auditadas pelos nossos
auditores independentes. Em 31 de março de 2010, a cobertura de seguros contra riscos
operacionais era composta por R$ 70.000 para danos materiais, R$ 20.000 para lucros
cessantes e R$ 15.000 para responsabilidade civil.

21. INSTRUMENTOS FINANCEIROS - CONSOLIDADO


A Companhia e suas controladas efetuaram avaliação de seus instrumentos financeiros em
atendimento à Deliberação CVM nº 566 (CPC 14) e à Instrução CVM nº 475, ambas de 17 de
dezembro de 2008.
Ressaltamos que em 31 de março de 2010 a Companhia não possui operações em aberto
envolvendo instrumentos financeiros derivativos. Nesta mesma data possui os seguintes
saldos relacionados aos instrumentos financeiros existentes:

Valor Contábil Valor de Mercado


31/03/10 31/12/09 31/03/10 31/12/09
Caixa e Bancos 79.936 30.948 79.936 30.948
Aplicações Financeiras:
- Em Moeda Nacional 1.841.124 2.024.651 1.841.124 2.024.651
- Em Moeda Estrangeira 41.478 71.518 41.478 71.518
Financiamentos e Empréstimos:
- Em Moeda Nacional 1.280.365 1.382.702 1.280.365 1.382.702
- Em Moeda Estrangeira 502.101 489.831 502.101 489.831

Os instrumentos financeiros caracterizam-se conforme descrição a seguir:

a) Caixas e Bancos
Estão apresentados ao seu valor de mercado, que equivale ao seu valor contábil.

b) Aplicações Financeiras (Nota 05)


São classificadas como destinadas à negociação. O valor de mercado está refletido nos
valores registrados nos balanços patrimoniais.

c) Financiamentos e Empréstimos (Nota 14)


O principal propósito desse instrumento financeiro é gerar recursos para financiar os
programas de expansão da Companhia e eventualmente suprir as necessidades de seus
fluxos de caixa no curto prazo.
- Financiamentos e Empréstimos em moeda nacional - são classificados como
passivos financeiros não mensurados ao valor justo e estão contabilizados pelos seus
valores atualizados de acordo com as taxas contratadas. Os valores de mercado destes
empréstimos são equivalentes aos seus valores contábeis por se tratarem de
instrumentos financeiros com características exclusivas oriundas de fontes de
financiamento específicas.
- Financiamentos e Empréstimos em moeda estrangeira - são financiamentos
contratados para sustentar o capital de giro das operações comerciais no Brasil e nas
controladas no exterior e estão atualizados de acordo com as taxas contratadas.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 37


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

Os fatores de risco dos instrumentos financeiros basicamente estão relacionados com:

(i) Riscos Financeiros


Riscos de Moeda Estrangeira
Para atenuar riscos cambiais, a Companhia exporta em diversas moedas e, além disso,
monitora a exposição financeira, procurando equilibrar os seus ativos e passivos
financeiros dentro de limites estabelecidos pela Administração.
Conforme definido pelo Conselho de Administração da Companhia, a proteção do fluxo de
caixa de curto prazo deve ser limitada ao equivalente a 3 meses de receitas em moedas
estrangeiras.
A Companhia efetuou exportações no montante de US$ 118,5 milhões no primeiro
trimestre de 2010, representando hedge natural (US$ 144,0 milhões no primeiro trimestre
de 2009).

Riscos de Encargos da Dívida


Estes riscos são oriundos da possibilidade das controladas virem a incorrer em perdas por
conta de flutuações nas taxas de juros ou outros indexadores de dívida, que aumentem as
despesas financeiras relativas a empréstimos e financiamentos captados no mercado, ou
diminuam a receita financeira relativas às aplicações financeiras das controladas. A
Companhia monitora continuamente as taxas de juros de mercado com o objetivo de
avaliar a eventual necessidade de se proteger contra o risco de volatilidade dessas taxas.

(ii) Riscos Operacionais


Risco de Crédito
Advém da possibilidade das controladas da Companhia não receberem valores
decorrentes de operações de vendas ou de créditos detidos junto à instituições financeiras
gerados por aplicações financeiras. Para atenuar o risco decorrente das operações de
vendas, as controladas da Companhia adotam como prática a análise da situação
patrimonial e financeira de seus clientes, estabelecem um limite de crédito e acompanham
permanentemente o seu saldo devedor. Com relação às aplicações financeiras, a
Companhia e suas controladas somente realizam aplicações em instituições com baixo
risco de crédito.

22. SUBVENÇÕES E ASSISTÊNCIA GOVERNAMENTAL


A Companhia, através de suas controladas, obteve as seguintes subvenções:

a) Redução Tributária
A Companhia, através de sua controlada WEG Amazônia S.A., obteve, em 31 de março de
2010, os seguintes incentivos fiscais:
(i) Crédito estímulo do ICMS de 90,25% no montante de R$ 636, reconhecido no resultado
do período.
(ii) Redução de 75% do IRPJ no montante de R$ 588, reconhecido no resultado do
exercício.

b) Contribuição Pecuniária
A controlada WEG Equipamentos Elétricos S.A., obteve concessão de subvenção
econômica pela FINEP para execução de projeto de pesquisa e desenvolvimento de
produtos inovadores no montante de R$ 228, reconhecida no resultado do período.

28/04/2010 08:11:47 Pág: 38


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

06.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

23. DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO – CONSOLIDADO

Acumulado em:
31/03/10 31/03/09
1. Receitas 1.117.079 1.253.094
1.1. Vendas de mercadorias, produtos e serviços 1.115.607 1.250.304
1.2. Outras Receitas 1.778 1.283
1.3. Provisão para crédito de liquidação duvidosa -
Reversão/(Constituição) (306) 1.507

2. Insumos Adquiridos de Terceiros (593.100) (725.459)


2.1. Materiais, energia, serviços de terceiros e outros (594.176) (721.353)
2.2. Perda/Recuperação de valores ativos 1.076 (4.106)

3. Valor Adicionado Bruto (1 – 2) 523.979 527.635

4. Depreciação/Amortização/Exaustão (45.584) (47.722)

5. Valor Adicionado Líquido Produzido Pela Entidade (3 – 4) 478.395 479.913

6. Valor Adicionado Recebido em Transferência 71.187 93.559


6.1. Resultado de equivalência patrimonial (68) 676
6.2. Receitas financeiras 71.255 92.883

7. Valor Adicionado Total a Distribuir (5+6) 549.582 573.472

8. Distribuição do Valor Adicionado 549.582 573.472


8.1. Pessoal 196.406 205.993
8.1.1 Remuneração Direta 164.152 172.860
8.1.2 Benefícios 20.640 22.412
8.1.3 F.G.T.S. 11.614 10.721
8.2. Impostos, Taxas e Contribuições 177.177 178.431
8.2.1 Federais 158.183 164.223
8.2.2 Estaduais 17.843 12.759
8.2.3 Municipais 1.151 1.449
8.3. Remuneração de Capitais de Terceiros 56.925 66.855
8.3.1 Juros 53.167 63.105
8.3.2 Alugueis 3.758 3.750
8.4. Remuneração de Capitais Próprios 119.074 122.193
8.4.1 Juros Sobre o Capital Próprio 31.424 32.716
8.4.2 Dividendos - -
8.4.3 Lucros Retidos / Prejuízo do Período 87.650 89.477

28/04/2010 08:11:47 Pág: 39


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

07.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE

Vide Quadro 12.01 – Comentário do Desempenho Consolidado.

28/04/2010 08:11:57 Pág: 40


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Destaques
n A Receita Operacional Bruta no primeiro trimestre de 2010 foi de R$ 1.131,5 milhões, 11,0%
abaixo da obtida no 1T09 e 13,4% abaixo do trimestre anterior. A Receita Operacional Líquida
atingiu R$ 931,9 milhões, com queda de 11,1% sobre o mesmo período de 2009 e de 13,5%
sobre o trimestre anterior;
n A receita bruta obtida no mercado interno manteve-se estável em relação ao ano anterior,
enquanto que a queda na receita bruta obtida no mercado externo, quando medida em Reais,
foi de 29,5%. Quando medida em dólares norte americanos médios, a receita bruta no mercado
externo caiu 10,6% sobre o 1T09;
n O EBITDA atingiu R$ 181,7 milhões, estável em relação ao 1T09, mas mostrando queda de
20,5% em relação ao trimestre anterior. A margem EBITDA foi de 19,5%, maior em 2,2 pontos
percentuais do que a obtida no 1T09, mas menor em 1,7 pontos percentuais que o do trimestre
anterior;
n O Lucro Líquido, de R$ 119,1 milhões foi 2,6% menor do que o obtido no 1T09 e 12,7% menor
do que o do trimestre anterior. A margem líquida foi de 12,8% no trimestre e o retorno sobre
patrimônio líquido (ROE) anualizado foi de 20,2%;
n Os investimentos em ativos fixos totalizaram R$ 61,4 milhões neste primeiro trimestre de 2010,
sendo 44% destinados aos parques fabris no Brasil e 56% nos ativos imobilizados no exterior.

Comentários de Alidor Lueders,


Diretor de Relações com Investidores da WEG
“A evolução dos negócios neste primeiro trimestre de 2010 veio confirmar nossas expectativas de
que, na superação da grave crise financeira de 2008 e 2009, observaríamos uma recuperação
gradual dos mercados.
Esta recuperação ocorre de maneira diversa nos segmentos de atuação da WEG. O dinamismo
econômico tem se irradiado a partir do consumidor brasileiro e em direção aos demais segmentos,
que vão, pouco a pouco, demonstrando mais claramente a retomada das vendas:
n O fim dos incentivos de redução de carga tributária sobre os bens da linha branca, ocorrido no
final de janeiro último, demonstrou que o dinamismo econômico dos setores ligados ao
consumo está baseado em fundamentos econômicos sólidos, como renda e crédito;
n A recuperação da demanda por nossos produtos é mais clara ou mais intensa à medida que a
produção dos segmentos industriais que são nossos clientes está mais ligada ao consumidor
brasileiro. O dinamismo econômico se irradia e já atinge os segmentos de bens de capital mais
ligados ao aumento da capacidade produtiva da indústria de bens de consumo;
n Nos produtos de ciclo longo, como sistemas de automação de processos industriais mais
elaborados, e nos sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia, a recuperação
está em seus estágios iniciais.
Relativamente ao mercado externo, a recuperação também exibe variabilidade do ponto de vista
das regiões em que atuamos. Os chamados países emergentes da América Latina e Ásia
continuam mostrando recuperação mais forte e mais clara do que as economias maduras da
Europa e América do Norte. Nossa estratégia de crescimento, que tem valorizado o crescimento
de nossa presença na Ásia, principalmente China e Índia, se apresenta como correta neste
ambiente. O desempenho de receitas nos mercados externos novamente foi prejudicado pela
valorização cambial de 27% nos últimos 12 meses.

28/04/2010 08:12:00 Pág: 41


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Com a recuperação dos mercados estamos, de forma gradual, retomando nosso programa de
investimentos. Os investimentos neste trimestre atingiram R$ 61,4 milhões, com destaque para a
nova fábrica de motores de alta tensão e geradores na Índia, que deverá entrar em operação no
decorrer do segundo semestre de 2010.
Finalmente, destacamos que a recuperação econômica tem im pactos positivos nos preços das
ações brasileiras, incluindo as emitidas pela WEG. Ao longo dos últimos 12 meses as ações WEG
apresentaram alta nominal de 63%, ou de 67% se considerado o reinvestimento dos dividendos
declarados no período”.

Principais Números

1T10 4T09 % 1T09 %


Receita Op eracional Bruta 1.131.546 1.306.913 -13,4% 1.270.984 -11,0%
Mercado Interno 801.299 871.619 -8,1% 802.351 -0,1%
Mercado Externo 330.247 435.299 -24,1% 468.632 -29,5%
Mercado Externo em US$ 181.170 250.328 -27,6% 202.726 -10,6%
Receita Operacional Líquida 931.907 1.076.969 -13,5% 1.048.241 -11,1%
Lucro Operac ional Bruto 307.454 344.226 -10,7% 311.954 -1,4%
Margem Bruta 33,0% 32,0% 29,8%
Lucro Líquido do Trimestre 119.074 136.426 -12,7% 122.193 -2,6%
Margem Líquida 12,8% 12,7% 11,7%
EBITDA 181.750 228.548 -20,5% 181.112 0,4%
Margem EBITDA 19,5% 21,2% 17,3%
Valores em R$ Mil

Receita Operacional Bruta


A Receita Operacional Bruta (ROB) atingiu R$ 1.131,5 milhões no primeiro trimestre de 2010
(1T10), com queda de 11% sobre o primeiro trimestre de 2009 (1T09) e de 13,4% sobre o quarto
trimestre de 2009 (4T09). A queda de 11% na ROB foi composta por:
§ Queda de 4% como resultado das alterações no mix de produtos vendidos e das oscilações de
volumes e preços;
§ Queda de 7% como resultado da valorização de 26,8% na taxa de câmbio (Real / Dólar norte-
americano) média do primeiro trimestre de 2010 em relação ao mesmo período de 2009.
De acordo com o mercado de destino das Receitas, a composição da ROB foi:
§ Mercado Interno: R$ 801,3 milhões, representando 71% da ROB, mostrando estabilidade em
relação ao 1T09 e crescimento de 8,1% sobre 4T09;
§ Mercado Externo: R$ 330,3 milhões, equivalentes a 29% da ROB, com queda de 29,5% sobre
o 1T09 e de 24,1% sobre o 4T09. Considerando as vendas brutas medidas em dólares norte-
americanos, convertidas pelas taxas médias, a queda da ROB do mercado externo foi de
10,6% sobre o 1T09 e de 27,6% sobre o 4T09.

28/04/2010 08:12:00 Pág: 42


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Vendas Brutas por Mercado (R$ milhões)


Mercado Externo
Mercado Interno

1.271 1.250 1.283 1.307


1.132
31% 33%
37% 35%
29%

65% 69% 67%


71%
63%

1T09 2T09 3T09 4T09 1T10

Evolução e Distribuição da Receita Bruta Consolidada por


Mercado Geográfico (R$ Milhões)

Distribuição da Receita Bruta Consolidada por Área de Atuação


1T10 4T09 % 1T09 %
Equipamentos Eletro-eletrônicos Industriais 45,6% 47,4% -1,8 pp 52,3% -6, 7 pp
Energia – Geração, Transmissão e Distribuição 29,9% 31,4% -1,4 pp 33,3% -3, 4 pp
Motores para Eletrodomésticos 16,8% 14,8% 2 pp 9,0% 7,7 pp
Tintas e Vernizes 7,7% 6,4% 1,3 pp 5,3% 2,4 pp

28/04/2010 08:12:00 Pág: 43


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Equipamentos Eletroeletrônicos Industriais


(A área de equipamentos eletroeletrônicos industriais inclui os motores elétricos de baixa e média
tensão, drivers, equipamentos e serviços de automação industrial, componentes e serviços de
manutenção. Competimos com nossos produtos e soluções em praticamente todos os principais
mercados mundiais.)
As condições econômicas continuaram a melhorar neste trimestre, com impacto positivo sobre a
demanda por bens de capital. O ritmo da recuperação da atividade não é, contudo, uniforme e a
variabilidade da aceleração pode ser observada tanto nos segmentos como nos produtos e nas
geografias.
A recuperação dos mercados segue sendo mais clara no Brasil do que nos outros mercados
internacionais. Os dados da produção industrial divulgados pelo IBGE apontam expansão de
17,2% nos primeiros dois meses de 2010 em relação ao mesmo período de 2009. Na comparação
com base no período dos últimos doze meses, a comparação ainda é negativa em 2,6%, mas a
tendência é de consistente diminuição no ritmo desta queda e o patamar atual de produção
industrial já é próximo ao observado em meados de 2008.
A recuperação da indústria brasileira está sendo comandada principalmente pela expansão na
produção dos bens duráveis. Mas a produção industrial de bens de capital, indicador mais
adequado para aferir as condições de demanda mais relevantes para a WEG, já mostra sinais
claros de recuperação, acumulando expansão de 19,1% nos dois primeiros meses de 2010.
A comparação com base nos 12 últimos meses ainda mostra expressiva queda de 12,7%,
evidenciando tanto a profundidade do ajuste provocado pela crise internacional em 2009 como o
amplo espaço de recuperação nesta categoria, resultado da necessidade crescente de
investimentos em expansão de capacidade.
Nos mercados internacionais de atuação mais importante, a recuperação ocorre em ritmos
bastante diferenciados. A crise financeira de 2008/2009 teve origem nos chamados países
desenvolvidos e estes foram mais atingidos em seus fundamentos econômicos. Os efeitos da crise
sobre os mercados emergentes parecem ter sido menos profundos. Esta situação tem se refletido
na velocidade em que a recuperação da atividade econômica ocorre nestes mercados: bem mais
rápida e clara nos chamados mercados emergentes como Ásia e América Latina, e bem mais
lento e difícil nas economias maduras, América do Norte e Europa. Temos procurado transferir
recursos entre os diversos mercados em busca do maior dinamismo econômico.

Geração Transmissão e Distribuição de Energia (GTD)


(Os produtos e serviços incluídos nesta área são os geradores para usinas hidráulicas e térmicas,
turbinas hidráulicas, transformadores, subestações, painéis de controle e serviços de integração de
sistemas. Nossa atuação é atualmente concentrada no mercado brasileiro e estamos realizando
investimentos para expandir essa base de atuação para outros mercados internacionais ao longo
dos próximos anos.)
Uma das características marcantes desta área de negócios é que seu ciclo de negócios é longo.
Os prazos de projeto e fabricação dos equipamentos são também comparativamente mais longos
do que nas outras áreas. Essa característica faz com exista um prazo relativam ente maior entre o
momento da venda, considerado como a obtenção de um pedido firme, e o momento de
reconhecimento da receita, quando da transferência da propriedade dos equipamentos ao cliente.
Adicionalmente, os projetos de geração, transmissão e distribuição de energia consideram prazos
de maturação de vários anos.

28/04/2010 08:12:00 Pág: 44


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Estas características de prazos mais dilatados fazem com que as decisões de investimento neste
segmento sejam adiadas em momentos de maior instabilidade econômica, como o vivido durante
a crise de 2008/2009. Ao longo de 2009 mantivemos o crescimento de receitas em GTD com o
atendimento dos pedidos existentes em nossa carteira. A partir do 4T09 passamos a observar os
reflexos do menor ritmo de vendas na taxa de crescimento da Receita Bruta.
A recuperação do dinamismo de crescimento nesta área deverá acontecer de forma gradual, com
melhora das condições econômicas e a normalização das condições de crédito para o setor
possibilitando a entrada de novos pedidos que se converterão em vendas ao longo dos próximos
meses. Os fundamentos do crescimento da geração de energia distribuída e renovável não se
alteraram e o segmento continua sendo atraente.
Temos aumentado a diversificação geográfica nesta área de negócios, expandindo nossa atuação
para além do Brasil, tanto comercialmente como com unidades de produção. Além da fábrica de
transformadores de potência no México, inaugurada em 2009, estamos construindo a unidade de
motores de alta tensão e geradores na Índia.
Uma das medidas recentes mais importantes foi a divisão da unidade de negócios Energia em
duas áreas com maior autonomia: Energia, incluindo os negócios de geração, principalmente, e
T&D, incluindo os negócios de transmissão e distribuição. Estas novas unidades continuarão a
trabalhar de forma a oferecer a melhor solução integrada aos clientes, ao mesmo tempo, terão
maior autonomia para buscar oportunidades de negócios específicas em suas respectivas áreas
de expertise.

Motores para Uso Doméstico


(Nosso foco de atuação nesta área é o mercado brasileiro, onde mantemos expressiva
participação no mercado de motores monofásicos para bens de consumo durável.)
A característica desta área de negócios é o ciclo de negócios curto, resultado tanto da rapidez das
decisões de compra dos clientes como pela velocidade de reação da produção às variações da
demanda final. Desta forma, a recuperação da demanda se iniciou por esta área, já em meados de
2009, resultado direto das medidas de redução de impostos federais adotada para incentivar o
consumo dos equipamentos domésticos da chamada “linha branca”.
O segmento manteve excelente desempenho de produção e vendas, mesmo com o fim das
medidas temporárias de incentivo, em linha com as expectativas dos fabricantes de eletro-
domésticos. O dinamismo das vendas é, atualmente, resultado das condições favoráveis de
crédito ao consumo e da elevação da renda disponível. As comparações de crescimento são,
ademais, favorecidas por bases de comparação muito fracas no início de 2009.

Tintas e Vernizes
(Nesta área de atuação, que inclui tintas líquidas, tintas em pó e os vernizes eletro-isolantes,
temos foco muito claro em aplicações industriais no Brasil.)
Nesta área de negócios nossa atuação é a de fazer vendas cruzadas para os clientes das outras
áreas de atuação. Desta forma, maximizamos o esforço de desenvolvimento de novos produtos e
a obtemos ganhos de escala. Como sempre, o desempenho de vendas nesta área tende a seguir a
mesma tendência geral estabelecida pelas outras áreas de negócios.

28/04/2010 08:12:00 Pág: 45


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Resultados Operacionais (R$ Mil)


(EBITDA segundo a metodologia do Ofício Circular 01/07 CVM)

1T10 4T09 % 1T09 %


Receita Operacional Líquida 931.907 1.076.969 -13,5% 1.048.240 -11,1%
Custo dos Produtos Vendidos (624.453) (732.742) -14,8% (736.287) -15,2%
Lucro Operacional Bruto 307.454 344.227 -10,7% 311.953 -1,4%
(-) Despesas de Vendas (93.098) (103.360) -9,9% (103.623) -10,2%
(-) Despesas Gerais e Adm. (58.097) (45.967) 26,4% (57.395) 1,2%
(-) Participação nos Luc ros (20.094) (16.594) 21,1% (17.546) 14,5%
Resultado da Atividade 136.166 178.306 -23,6% 133.390 2,1%
(+) Depreciação/Amortização 45.584 50.241 -9,3% 47.722 -4,5%
EBITDA 181.750 228.548 -20,5% 181.112 0,4%
% s/ ROL 19,5% 21,2% 17,3%

Custo dos Produtos Vendidos


O Custo dos Produtos Vendidos (CPV) atingiu R$ 624,5 milhões no 1T10, com queda de 15,2%
em relação ao 1T09 e de 14,8% relação ao 4T09. A margem bruta no 1T10 atingiu 33,0%, com
expansão de 3,2 pontos percentuais em relação ao 1T09 e 1,0 ponto percentual em relação ao
4T09.
A tendência de recuperação gradual da margem bruta, já observável nos últimos dois trimestres,
continuou presente. Os efeitos positivos das ações de controle de custos, do programa de
melhoria contínua e de adequação da capacidade produtiva são mais evidentes.

Despesas de Vendas, Gerais & Administrativas


As despesas de vendas, gerais e administrativas (VG&A) consolidadas representaram 16,2% da
Receita Operacional Líquida no 1T10, com aumento de 0,8 pontos percentuais em relação ao
1T09 e de 2,4 pontos percentuais em relação ao 4T09.
A comparação dos valores absolutos das despesas operacionais demonstra diminuição de 6,1%
em relação ao 1T09 e estabilidade em relação ao trimestre anterior.

EBITDA
Como resultado dos efeitos discutidos anteriormente, o EBITDA no 1T10 (calculado segundo a
metodologia definida pela CVM no Ofício Circular 01/07) atingiu R$ 181,7 milhões, com pequena
elevação de 0,4% sobre o 1T09 e queda de 20,5% em relação ao trimestre anterior. A margem
EBITDA foi 19,5%, maior em 2,3 pontos percentuais em relação ao 1T09 e menor em 1,7 pontos
percentuais em relação ao 4T09.

Receitas e Despesas Financeiras


No 1T10 as Receitas Financeiras atingiram R$ 71,3 milhões (R$ 92,9 milhões no 1T09 e R$ 103,4
milhões no 4T09). As Despesas Financeiras, excluídos os juros sobre capital próprio declarados no
período, atingiram R$ 52,7 milhões (R$ 63,1 milhões no 1T09 e R$ 71,8 milhões no 4T09).

28/04/2010 08:12:00 Pág: 46


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Neste trimestre o resultado financeiro líquido foi positiv o em R$ 18,6 milhões (positivo em R$ 29,8
milhões no 1T09 e R$ 31,6 milhões no 4T09). O resultado positivo foi devido à menor volatilidade
da moeda brasileira ao longo do trimestre e à posição de caixa líquida.

Imposto de Renda e CSLL


A provisão para Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido no 1T10 foi de R$
25,5 milhões (R$ 32,2 milhões no 1T09 e R$ 61,8 milhões no 4T09). Adicionalmente, houve a
contabilização de crédito de R$ 11,5 milhões em Imposto de Renda diferido.

Resultado Líquido
Como resultado dos efeitos anteriormente discutidos, o lucro líquido apurado no 1T10 foi de R$
119,1 milhões, 2,6% abaixo do lucro líquido obtido no 1T09 e 12,7% menor do que o obtido no
trimestre anterior. A margem líquida no trimestre foi de 12,8%.

Endividamento e Posição de Caixa (R$ Mil)


Março 2010 Dezembro 2009 Março 200 9
DISPONIBILIDADES E APLICAÇÕES 1.962.538 2.127.117 1.815.164
FINANCIAMENTOS 1.782.466 1.872.533 2.099.941
- Curto Prazo 814.274 895.885 1.171.587
- Longo Prazo 968.192 976.648 928.354
Caixa (Dívida) Líquida 180.072 254.584 (284.777)

Capitalização
Temos obtido resultados satisfatórios com a implantação de políticas financeiras que buscam
garantir recursos e fontes de liquidez suficientes para atender às necessidades de financiamento
das operações e dos investimentos. As principais políticas estão descritas abaixo:
§ Financiamento das operações de comércio exterior com fontes de curto prazo, denominadas
em moedas estrangeiras, aproveitando a proteção (hedge) natural e monitorando a exposição
financeira ao câmbio.
§ Financiamento de investimentos com fontes de longo prazo, majoritariamente em moeda
nacional, utilizando agências de desenvolvimento.
§ Os recursos em caixa são aplicados em bancos de primeira linha e majoritariamente em
moeda nacional.
Em 31 de março de 2010 as disponibilidades e aplicações financeiras de curto prazo totalizavam
R$ 1.962,5 milhões e a dívida financeira bruta totalizava R$ 1.782,5 milhões, resultando em uma
posição líquida de caixa de R$ 180,1 milhões (dívida líquida de R$ 284,8 milhões em 31 de março
de 2009). A dívida bruta se dividia entre:
§ As operações de curto prazo totalizavam R$ 814,3 milhões (46% do total), representadas pela
parcela de curto prazo dos empréstimos contraídos junto ao BNDES e demais agências de
fomento, majoritariamente em moeda nacional, e por operações vinculadas às atividades
operacionais (trade finance) em moeda estrangeira.
§ As operações de longo prazo totalizavam R$ 968,2 milhões (54% do total), representadas
principalmente por financiamentos junto ao BNDES e outras agências de fomento,
majoritariamente em moeda nacional, e pela parcela de longo prazo do financiamento de
capital de giro das subsidiárias no exterior, nas respectivas moedas de cada país.

28/04/2010 08:12:00 Pág: 47


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Segundo as moedas de referência, o endividamento total pode ser dividido da seguinte forma:
§ Denominadas em Reais, no total de R$ 1.280,4 milhões (72% do total), representadas
principalmente pelos financiamentos junto ao BNDES e agências de fomento;
§ Denominadas em outras moedas, no total de R$ 502,1 milhões (28% do total), representadas
principalmente por operações de trade finance (adiantamentos de contratos de câmbio ou
ACC) e empréstimos de capital de giro contraídos pelas subsidiárias no exterior em suas
moedas locais.

Investimentos
Os investimentos em ativos fixos para expansão e modernização da capacidade produtiva
somaram R$ 61,4 milhões nos primeiros três meses de 2010, sendo 44% destinados aos parques
industriais e demais instalações no Brasil e o restante às unidades produtivas e demais
subsidiárias no exterior.

Investimentos em Imobilizado (R$ milhões)

No Exterior
No Brasil

91,9
20,1
63,5 61,4
15,7
32,7 38,2 34,2
71,8 13,8
47,8 13,7
19,1 24,3 27,2

1T09 2T09 3T09 4T09 1T09

Desempenho das Ações


A cotação das ações ordinárias WEG passou de R$ 11,68, no último pregão do 1T09, para R$
19,00, em 31 de março de 2010, com alta nominal de 62,7%. Considerando-se os dividendos e
juros sobre capital próprio declarados no período, o retorno total foi de 67,6%.
O volume médio diário negociado no 1T10 foi de R$ 6,0 milhões, 69,7% maior do que o volume
médio do 1T09. Ao longo do trimestre foram realizados 31.484 negócios (15.342 negócios no
1T09), envolvendo 19,7 milhões de ações (18,0 milhões de ações no 1T09) e movimentando R$
357,9 milhões (R$ 214,3 milhões no 1T09).

28/04/2010 08:12:00 Pág: 48


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

Evolução das Cotações e de Quantidades Negociadas


30,00 3.000
Mil Ações Negociadas
WEGE3+4
25,00

20,00 2.000

Traded Shares (th)


WEGE3+4

15,00

10,00 1.000

5,00

0,00 0

Desempenho ajustado por proventos (dividendos e juros sobre capital próprio)

Remuneração aos Acionistas


Em 23 de março o Conselho de Administração deliberou a remuneração aos acionistas na forma
de juros sobre o capital próprio (JCP), no valor total de R$ 31,4 milhões (R$ 26,7 milhões líquidos
de imposto de Renda para os acionistas). Os acionistas em 23 de março de 2010 farão jus ao
pagamento líquido de imposto de renda de R$ 0,043 por ação, sendo o pagamento realizado em
11 de agosto de 2010.
Mantemos nossa política de declarar juros sobre capital próprio trimestralmente, além dos
dividendos declarados semestralmente, com base no lucro obtido no período.

Nova Estrutura Organizacional


Em 27 de Janeiro de 2010 anunciamos mudanças na estrutura organizacional, com a criação da
unidade de negócio “Transmissão e Distribuição de Energia” e com novas diretorias corporativas.
“Estamos alinhando a WEG às tendências e necessidades do mercado, com foco muito forte na
internacionalização, em novos negócios, segmentos e oportunidades.”, afirmou o Sr. Harry
Schmelzer, Diretor Presidente da WEG S.A. “As mudanças na estrutura levam em consideração o
envolvimento das áreas para ganhar produtividade e competitiv idade.”, completou.

28/04/2010 08:12:00 Pág: 49


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

12.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

A unidade WEG Energia passou a ser subdividida em “WEG Energia” e “WEG T&D” (Transmissão
e Distribuição). O objetivo é diversificar e ampliar os negócios e produtos na área de geração,
transmissão e distribuição de energia.
Na WEG T&D serão concentrados os negócios das atuais WEG Transformadores, Trafo, WEG
México (Transformadores) e a coligada Voltran. O Sr. Carlos Diether Prinz, Diretor da WEG
Transformadores, foi promovido a Diretor Superintendente da nova unidade.
Já a WEG Energia concentrará os negócios de motores de alta tensão, motores especiais,
geradores e o desenvolvimento de novos negócios, produtos e sistemas para geração de energia
renovável e de emergência. A unidade ficará a cargo do Sr. Sinésio Tenfen, que foi promovido a
diretor superintendente. Para completar a estrutura, foi criada a Diretoria de Desenvolvimento de
Novos Negócios, para o qual foi contratado o Sr. Newton Idemori.
A Diretoria de Recursos Humanos e Marketing será dividida em duas: a Diretoria de Recursos
Humanos ficará a cargo do Sr. Luís Figueiredo e a de Marketing, do Sr. Antonio César da Silva.
O Vice-Presidente da WEG, Sr. Sérgio Schwartz, deixa a Diretoria Internacional, que passa a ser
dirigida pelo Sr. Roberto Bauer, ex-diretor superintendente de Energia. A vice-presidência passa a
dirigir as áreas de Controladoria, Finanças, Tecnologia da Informação e Jurídico. Duas novas
diretorias foram criadas: a Diretoria de Controladoria, sob responsabilidade do Sr. Wilson Watzko,
até então gerente de Controladoria, e a Diretoria de Finanças, que será ocupada pelo Sr. Laurence
Beltrão Gomes.

28/04/2010 08:12:00 Pág: 50


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

09.01 - PARTICIPAÇÕES EM SOCIEDADES CONTROLADAS E/OU COLIGADAS

1- ITEM 2 - RAZÃO SOCIAL DA CONTROLADA/COLIGADA 3 - CNPJ 4 - CLASSIFICAÇÃO 5 - % PARTICIPAÇÃO 6 - % PATRIMÔNIO


NO CAPITAL DA LÍQUIDO DA
INVESTIDA INVESTIDORA
7 - TIPO DE EMPRESA 8 - NÚMERO DE AÇÕES DETIDAS NO TRIMESTRE ATUAL 9 - NÚMERO DE AÇÕE S DETIDAS NO TRIMESTRE ANTERIOR
(Unidades) (Unidades)

01 WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S.A 07.175.725/0001-60 FECHADA CONTROLADA 99,95 86,02


EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS 1.057.712.941 1.030.425.969

28/04/2010 08:12:02 Pág: 51


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

20.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

1. POSIÇÃO ACIONÁRIA DA WEG S.A. EM 31/03/10

Acionistas Ordinárias % Total %


Controladores 405.288.630 65,27 405.288.630 65,27
- WEG Participações e Serviços S.A. 315.876.727 50,87 315.876.727 50,87
- Famílias dos Fundadores 89.411.903 14,40 89.411.903 14,40

Administradores 16.711.307 2,69 16.711.307 2,69


- Conselho de Administração 14.714.301 2,37 14.714.301 2,37
- Diretoria 1.997.006 0,32 1.997.006 0,32
Conselho Fiscal 200 - 200 -
Ações em Tesouraria - - - -
Outros 198.904.892 32,04 198.904.892 32,04
Total Geral 620.905.029 100,00 620.905.029 100,00

2. AÇÕES EM CIRCULAÇÃO DA WEG S.A. EM 31/03/10

Acionistas Ordinárias % Total %


WEG Participações e Serviços S.A. e
Famílias Fundadores 405.288.630 65,27 405.288.630 65,27
Administradores 16.711.307 2,69 16.711.307 2,69
Ações em Tesouraria - - - -
Ações em Circulação 198.905.092 32,04 198.905.092 32,04
TOTAL 620.905.029 100,00 620.905.029 100,00

3. COMPOSIÇÃO DOS ACIONISTAS COM MAIS DE 5% DO CAPITAL DA WEG S.A.

3.1. WEG S.A.


Acionistas Ações %
Ordinárias
Weg Particip. e Serviços S/A 315.876.727 50,87
Ações em Tesouraria - -
Outros 305.028.302 49,13
Total 620.905.029 100,00

3.1.1 WEG PARTICIPAÇÕES E SERVIÇOS S/A


Acionista Ações %
Ordinárias
Eggon João da Silva Adm. Ltda 31.376.969 33,33
Dabliuve Adm. Ltda 31.376.969 33,33
G. Weninghaus Adm. Ltda 31.376.969 33,33
TOTAL 94.130.907 100,00

28/04/2010 08:12:11 Pág: 52


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

20.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

3.1.1.1 EGGON JOÃO DA SILVA ADM LTDA


Quotistas Quotas %
- Décio da Silva Adm Ltda 52.813.901 20,00
- Décio da Silva 52.813.901

- Kátia da Silva Bartsch Adm Ltda 52.813.901 20,00


- Kátia da Silva Bartsch 52.813.901

- Tânia Marisa da Silva Adm Ltda 52.813.901 20,00


- Tânia Maria da Silva 52.813.901

- Márcia da Silva Petry Adm Ltda 52.813.901 20,00


- Márcia da Silva Petry 52.813.901

- Solange da Silva Janssen Adm Ltda 52.813.901 20,00


- Solange da Silva Janssen 52.813.901

- Outros 10 0,00

TOTAL 264.069.515 100,00

3.1.1.2 DABLIUVE ADM. LTDA


Quotistas Quotas %
- Valsi Voigt Adm. Ltda 79.302.024 32,90
- Valsi Voigt 79.302.024

- Miriam Voigt Schwartz Adm. Ltda 79.302.024 32,90


- Miriam Voigt Schwartz 79.302.024

- Cladis Voigt Trejes Adm. Ltda 79.302.024 32,90


- Cladis Voigt Trejes 79.302.024

- Outros 3.134.298 1,30


TOTAL 241.040.370 100,00

28/04/2010 08:12:11 Pág: 53


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

20.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

3.1.1.3 G. WERNINGHAUS ADM. LTDA


Quotistas Quotas %
- Diether Werninghaus Adm. Ltda 58.380.742 24,73
- Diether Werninghaus 58.380.742

- Heide Behnke Adm. Ltda 58.380.742 24,73


- Heide Behnke 58.380.742

- Eduardo & Luísa Werninghaus Adm. Ltda 58.380.742 24,73


- Eduardo Werninghaus 29.190.371
- Luísa Werninghaus Bernoldi 29.190.371

- Martin Werninghaus Adm. Ltda 58.380.742 24,73


- Martin Werninghaus 58.380.742

- Outros 2.534.918 1,08


TOTAL 236.057.886 100,00

4. EVOLUÇÃO DA POSIÇÃO ACIONÁRIA DA WEG S/A (Nº AÇÕES)

Acionistas 30/04/09 % 31/05/09 % 30/06/09 %


Controladores 405.554.979 65,66 405.320.579 65,62 405.303.120 65,62
- WEG Participações e
Serviços S.A. 315.867.377 51,14 315.632.977 51,10 315.615.518 51,10
- Famílias dos
Fundadores 89.687.602 14,52 89.687.602 14,52 89.687.602 14,52

Administradores 18.026.711 2,91 17.980.406 2,91 17.701.006 2,86


-Conselho de
Administração 15.961.901 2,58 15.920.101 2,58 15.641.701 2,53
-Diretoria 2.064.810 0,33 2.060.305 0,33 2.059.305 0,33

Conselho Fiscal - - - - - -

Ações em Tesouraria - - - - - -

Outros 194.045.039 31,43 194.325.744 31,47 194.622.603 31,52

Total Geral 617.626.729 100,00 617.626.729 100,00 617.626.729 100,00

28/04/2010 08:12:11 Pág: 54


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

20.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

Acionistas 31/07/09 % 31/08/09 % 30/09/09 %


Controladores 405.324.379 65,62 405.220.679 65,60 405.220.680 65,60
- WEG Participações e
Serviços S.A. 315.636.777 51,10 315.636.777 51,10 315.636.777 51,10
- Famílias dos
Fundadores 89.687.602 14,52 89.583.902 14,50 89.583.903 14,50

Administradores 17.691.506 2,86 16.755.906 2,71 16.756.906 2,71


-Conselho de
Administração 15.641.701 2,53 14.714.301 2,38 14.714.301 2,38
-Diretoria 2.049.805 0,33 2.041.605 0,33 2.042.605 0,33

Conselho Fiscal - - - - - -

Ações em Tesouraria - - - - - -

Outros 194.610.844 31,52 195.650.144 31,69 195.649.143 31,69

Total Geral 617.626.729 100,00 617.626.729 100,00 617.626.729 100,00

Acionistas 31/10/09 % 30/11/09 % 31/12/09 %


Controladores 405.151.680 65,59 405.086.680 65,58 405.078.680 65,24
- WEG Participações e
Serviços S.A. 315.636.777 51,10 315.636.777 51,10 315.636.777 50,83
- Famílias dos
Fundadores 89.514.903 14,49 89.449.903 14,48 89.441.903 14,41

Administradores 16.756.906 2,71 16.743.906 2,71 16.713.906 2,70


-Conselho de
Administração 14.714.301 2,38 14.714.301 2,38 14.714.301 2,38
-Diretoria 2.042.605 0,33 2.029.605 0,33 1.999.605 0,32

Conselho Fiscal - - - - 483 0,00

Ações em Tesouraria - - - - - -

Outros 195.718.143 31,70 195.796.143 31,71 199.111.960 32,07

Total Geral 617.626.729 100,00 617.626.729 100,00 620.905.029 100,00

28/04/2010 08:12:11 Pág: 55


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

20.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

Acionistas 31/01/10 % 28/02/10 % 31/03/10 %


Controladores 405.048.680 65,23 405.163.030 65.25 405.288.630 65,27
- WEG Participações e
Serviços S.A. 315.636.777 50,83 315.751.127 50,85 315.876.727 50,87
- Famílias dos
Fundadores 89.411.903 14,40 89.411.903 14,40 89.411.903 14,40

Administradores 16.704.906 2,70 16.704.907 2,70 16.711.307 2,70


-Conselho de
Administração 14.714.301 2,38 14.714.301 2,37 14.714.301 2,37
-Diretoria 1.990.605 0,32 1.990.606 0,33 1.997.006 0,33

Conselho Fiscal 200 0,00 200 0,00 200 0,00

Ações em Tesouraria - - - - - -

Outros 199.151.243 32,07 199.036.892 32,06 198.904.892 32,03

Total Geral 620.905.029 100,00 620.905.029 100,00 620.905.029 100,00

A Companhia, seus acionistas, administradores e membros do Conselho Fiscal obrigam-se a


resolver, por meio de arbitragem, nos termos do Regulamento da Câmara de Arbitragem do
Mercado da BOVESPA, toda e qualquer disputa ou controvérsia que possa surgir entre eles,
relacionada ou oriunda, em especial, da aplicação, validade, eficácia, interpretação, violação e
seus efeitos, das disposições contidas na Lei das Sociedades por Ações, no Estatuto Social da
Companhia, nas normas editadas pelo Conselho Monetário Nacional, pelo Banco Central do Brasil
e pela CVM, bem como nas demais normas aplicáveis ao funcionamento do mercado de capitais
em geral, além daquelas constantes do Regulamento de Listagem do Novo Mercado, do Contrato
de Participação do Novo Mercado e do Regulamento de Arbitragem da Câmara de Arbitragem do
Mercado.

28/04/2010 08:12:11 Pág: 56


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS DATA-BASE - 31/03/2010
00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

21.01 - RELATÓRIO DA REVISÃO ESPECIAL - SEM RESSALVA

Aos Administradores e Acionistas da


WEG S.A.
Jaraguá do Sul, SC

1. Revisamos as informações contábeis contidas nas Informações Trimestrais - ITRs (individuais


e consolidadas), da WEG S.A. e suas controladas, referentes ao trimestre findo em 31 de
março de 2010, compreendendo os balanços patrimoniais, as demonstrações do resultado,
dos fluxos de caixa, das mutações do patrimônio líquido e do valor adicionado, o relatório de
desempenho e as notas explicativas, elaborados sob a responsabilidade de sua administração.

2. Nossa revisão foi efetuada de acordo com as normas específicas estabelecidas pelo IBRACON
- Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, em conjunto com o Conselho Federal de
Contabilidade - CFC, e consistiu, principalmente, em: (a) indagação e discussão com os
administradores responsáveis pelas áreas contábil, financeira e operacional da Companhia
quanto aos principais critérios adotados na elaboração das Informações Trimestrais; e (b)
revisão das informações e dos eventos subseqüentes que tenham, ou possam vir a ter, efeitos
relevantes sobre a posição financeira e as operações da Companhia e sua controladas.

3. Com base em nossa revisão, não temos conhecimento de nenhuma modificação relevante que
deva ser feita nas informações contábeis contidas nas Informações Trimestrais acima
referidas, para que estejam de acordo com as normas contábeis adotadas no Brasil e com as
normas expedidas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), aplicáveis à elaboração das
Informações Trimestrais.

4. Conforme mencionado na nota explicativa nº 03, durante o ano de 2009, foram aprovados pela
CVM diversos Pronunciamentos, Interpretações e Orientações Técnicas emitidos pelo Comitê
de Pronunciamentos Contábeis (CPC) com vigência para 2010, que alteraram as práticas
contábeis adotadas no Brasil. Conforme facultado pela Deliberação CVM nº 603/09, a
Administração da Companhia optou por apresentar suas Informações Trimestrais (ITR)
utilizando as normas contábeis adotadas no Brasil até 31 de dezembro de 2009; ou seja, não
aplicou esses normativos com vigência para 2010. Conforme requerido pela citada Deliberação
CVM nº 603/09, a Companhia divulgou esse fato na nota explicativa nº 03 às ITRs e os
esclarecimentos das razões que impedem a apresentação da estimativa dos seus possíveis
efeitos no patrimônio líquido e no resultado, como requerido pela Deliberação.

Blumenau (SC), 16 de abril de 2010.

ERNST & YOUNG


Auditores Independentes S.S.
CRC-2-SP 015.199/O-6 F- SC

Marcos Antonio Quintanilha


Contador CRC-1-SP 132.776/O – 3 -T - SC

28/04/2010 08:12:14 Pág: 57


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/03/2010 Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS

01.01 - IDENTIFICAÇÃO

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ

00541-0 WEG SA 84.429.695/0001-11

ÍNDICE
GRUPO QUADRO DESCRIÇÃO PÁGINA

01 01 IDENTIFICAÇÃO 1
01 02 SEDE 1
01 03 DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (Endereço para Correspondência com a Companhia) 1
01 04 REFERÊNCIA DO ITR 1
01 05 COMPOSIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL 2
01 06 CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA 2
01 07 SOCIEDADES NÃO INCLUÍDAS NAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS CONSOLIDADAS 2
01 08 PROVENTOS EM DINHEIRO 2
01 09 CAPITAL SOCIAL SUBSCRITO E ALTERAÇÕES NO EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO 3
01 10 DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES 3
02 01 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO 4
02 02 BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO 5
03 01 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO 7
04 01 04 - DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA 9
05 01 05 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2010 a 31/03/2010 11
05 02 05 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2010 a 31/03/2010 12
08 01 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONSOLIDADO 13
08 02 BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO CONSOLIDADO 14
09 01 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO 16
10 01 10.01 - DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA CONSOLIDADO 18
11 01 11 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONSOLIDADO DE 01/01/2010 a 31/03/2010 20
11 02 11 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONSOLIDADO DE 01/01/2010 a 31/03/2010 21
06 01 NOTAS EXPLICATIVAS 22
07 01 COMENTÁRIO DO DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE 40
12 01 COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE 41
13 01 PARTICIPAÇÃO EM SOCIEDADES CONTROLADAS E/OU COLIGADAS 51
20 01 OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES 52
21 01 RELATÓRIO DA REVISÃO ESPECIAL 57
WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS S.A /57

28/04/2010 08:12:16 Pág: 58