Vous êtes sur la page 1sur 3

FICHA DE TRABALHO

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO

7º Ano Turma E

A MINHA CONFIGURAÇÃO

Se está à procura de um novo PC, é muito provável que estejas confuso com
tantas opções. Afinal, quais os componentes que preciso? Quanto dinheiro devo
gastar? Estas são as perguntas mais frequentes. Não desespere, com este guia
facilmente chegará a uma configuração verdadeiramente adequada às suas
necessidades.

QUE PROGRAMAS VOU UTILIZAR?

Esta é a primeira pergunta que deverá fazer sempre que quiser comprar um
novo PC. Faça uma lista das aplicações que pretende executar na máquina, dando
prioridade às que vai utilizar com mais frequência. Em seguida, consulte o site dos
produtores do software de modo a tentar obter as configurações recomendadas para
os referidos programas. Atenção: não dê qualquer importância às configurações
mínimas. Se se concentrar nos requisitos mínimos, vai ficar desiludido com o
desempenho do seu novo PC.
Agora que tem as configurações recomendadas para os programas que vai
utilizar com mais frequência, cruze os diferentes componentes recomendados de
modo a obter uma configuração global. Preste, sobretudo, atenção ao processador
(CPU), à memória (IRAM) e à placa gráfica (VGA).
Como ainda estamos numa fase inicial, escolha o componente melhor para
cada categoria. Se, por exemplo, o programa A recomendar um CPU Core 2 Duo a 2
GHz e o programa B recomendar um quad core a 2,5 GHz, escolha o último.
OS COMPONENTES

Ano Lectivo 2005/2006 página 1 de 3


Agora que tem uma lista dos componentes recomendados fundamentais, chegou ao
momento de completar a restante configuração. Comece pela motherboard, que,
obviamente, tem de suportar o CPU escolhido. Prefira um modelo de uma marca
reputada, já que, à partida, terá garantias acrescidas em termos de desempenho,
estabilidade e suporte importante no que toca à definição das funcionalidades extras,
como interfaces de comunicação e tecnologias suportadas. O elemento mais
importante da motherboard é o chipset, que, regra geral, deve ser o mais recente
possível.
O disco rígido deve ser sempre (muito) sobredimensionado. Não deve apenas
considerar o espaço necessário para instalar os programas. Não se esqueça de que,
actualmente, temos uma vida digital muito intensa. Fotos, vídeos, música...
"Devoramos" gigabytes a um ritmo alucinante. Um disco de 1 terabyte já não é um
exagero se procura um PC para armazenar ficheiros multimédia e instalar jogos. Pode
optar por modelos de menor capacidade se procura um PC para tarefas de
produtividade, como aplicações do tipo Office. Tratando-se de um PC de secretária, é
sempre possível adicionar um segundo disco rígido de mais tarde, para aumentar a
capacidade. A memória RAM deve ser de uma marca reconhecida. A qualidade deste
componente é fundamental para a estabilidade do sistema. Idealmente, opte por
módulos testados e recomendados pelo fabricante da motherboard (informação
normalmente disponível no respectivo site).
Não cometa o erro de escolher a fonte de alimentação mais barata que
encontrar. Uma boa fonte evita avarias nos componentes, diminui o consumo
energético, oferece uma maior capacidade de upgrade (adição de mais componentes)
e ajuda a manter o ruído a um nível baixo.

Ano Lectivo 2005/2006 página 2 de 3


CONSULTA DE PREÇOS

A partir do momento que tem uma "receita" para uma configuração nuclear
base, pode pedir orçamentos a diferentes lojas de informática. Muitas destas lojas têm
preçários e até simuladores online que facilitam este processo. É natural que nem
todas tenham exactamente os componentes que escolheu. Deverá ser um pouco
flexível. Se, por exemplo, a loja não tiver o modelo de motherboard que seleccionou,
é muito provável que tenha outra placa equivalente (de uma marca do mesmo nível,
com o mesmo chipset e funcionalidades semelhantes).
Com os primeiros orçamentos pode fazer uma afinação final dos componentes. Se,
dentro do valor estabelecido, houver espaço para escolher componentes mais
poderosos, não hesite. Se, por outro lado, não consegue chegar aos valores
encontrados, terá de fazer cedências nos componentes que são menos importantes
para o seu perfil de utilização.

Texto retirado da revista exame informática nº 179

Ano Lectivo 2005/2006 página 3 de 3