Vous êtes sur la page 1sur 9

ANÁLISE FORMALISTA DA IGREJA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS DA PAMPULHA SEGUNDO

BRUNO ZEVI
GRAHL A.., Duéllyn. 1
KRÜGER C., Gabriela.2
POLIDORO, Ana Paula.3
TOPAN, Nathália Fernanda.4
OLDONI, Sirlei Maria 5
RESUMO (assessorar)
O seguinte artigo apresenta o estudo da biografia do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer e o contexto histórico da Igreja São Francisco de
Assis (Igreja da Pampulha). A partir disso obteve-se uma análise sobre o caráter formal da obra, sendo a análise morfológica defendida segundo a tese
de Bruno Zevi. Após a análise, foi possível facilmente compreender a expressividade que o arquiteto impôs na respesctiva obra, interpretando assim a
maneira correta da tese defendida por Bruno Zevi.
PALAVRAS-CHAVE: Pampulha, Niemeyer, Zevi, Análise, Formal.

ANALYSIS FORMALIST OF SAINT FRANCIS OF ASSISI CHURCH OF SECOND PAMPULHA BY BRUNO
ZEVI
The following article presents the biography of the study Oscar Niemeyer Brazilian architect and the historical context of St. Francis of
Assisi Church (Church of Pampulha) . From this it was obtained an analysis of the formal character of the work , and the morphological analysis
defended according to the thesis of Bruno Zevi . After analysis, we can easily understand the expression that the architect imposed on respesctiva
work , so playing the right way the argument put forward by Bruno Zevi.
PALAVRAS-CHAVE EM LÍNGUA ESTRANGEIRA: Pampulha, Niemeyer, Zevi, Analysis, Formal.

1. INTRODUÇÃO (assessorar)
Este artigo foi composto através de pesquisas bibliográficas, cujo tema aborda uma análise morfológica da Igreja
de São Francisco de Assis da Pampulha, segundo Bruno Zevi. Abrangendo também a biografia do arquiteto Oscar
Niemeyer e o contexto histórico da obra citada.
O problema da pesquisa foi interpretar a obra segundo os pontos da análise formal, apresentada por Bruno Zevi,
que cita os seguintes itens: Unidade; Simetria; Equilíbrio ou balance; Enfâse ou acentuação; Contraste; Proporção;
Escala; Expressão ou caráter; Verdade; Propriedade; Urbanidade; Estilo.
O artigo tem como objetivo geral interpretar a influência formal da obra segundo Bruno Zevi. Para o
entendimento do objetivo geral, foram formulados os seguintes objetivos específicos: Apresentação do arquiteto;
Compreensão do contexto histórico da obra; Análise morfológica da obra.
A metodologia adotada foi através de pesquisas bibliográficas, estudo do caso e discussão entre o grupo.

1

Acadêmico (a) do 7o período da Graduação em Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário FAG. . E-mail: duellyn_alberton@hotmail.com
Acadêmico (a) do 7o período da Graduação em Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário FAG. . E-mail: gabi.kruger@hotmail.com
3
Acadêmico (a) do 7o período da Graduação em Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário FAG. . E-mail: ananpi2@hotmail.com
4
Acadêmico (a) do 7o período da Graduação em Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário FAG. . E-mail: nathalia.topan@hotmail.com
5
Professora orientadora da presente pesquisa. E-mail: sirleioldoni@hotmail.com.
2

1

mas prevaleceu o nome estrangeiro e acabei conhecido como Oscar Niemeyer.17 e 23). Lúcio Costa coordenou a academia de belas artes por um curto período. para que o planejamento da nova capital pudesse ser feito por outra equipe de arquitetos. Foi sob a orientação de Lúcio Costa que os talentos de Niemeyer como projetista e arquiteto se desenvolveram.111). 2000. (UNDERWOOD. 2002. Decidiu tornar-se arquiteto porque gostava de desenhar. 2002. Estudar sua arquitetura é desse modo embarcar em uma viagem que deita raízes no solo brasileiro. Fonte: http://colunas. Apesar da situação financeira difícil em que vivia. a antiga capital Colonial de Minas Gerais. (CORRÊA. O qual foi deixado para Niemeyer resolver em favor de Costa.globo. Nessa Época a arquitetura como profissão mal existia no Brasil. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 2. (UNDERWOOD.97). Em 1930 entrou para a academia na escola Nacional de Belas-Artes no Rio. Niemeyer foi trabalhar como estagiário sem remuneração no escritório de Lúcio Costa o que abriu várias possibilidades de desenvolver sua arte.1 BIOGRAFIA DO ARQUITETO Imagem 01: Oscar Niemeyer.25). 2002. isso se deve a observação dos discursos formais e teóricos de Le Corbusier. p.7) Segundo David (UNDERWOOD. (NIEMEYER. Se Niemeyer optou criar um modernismo plasticamente livre e escultural. 2002) a primeira oportunidade de desenvolver um bom trabalho foi em 1936. (UNDERWOOD. (CORRÊA.” (NIEMEYER. Em 1940 mais uma vez foi encorajado por Lúcio Costa a elaborar o projeto do Grande Hotel em Ouro Preto. 1996. o que fez com que Oscar com seu ingresso na academia de belas artes levasse sua carreira á frente. 2 .Homenagem em revista/ foto: Kadu Niemeyer.revistaepoca. p. um filho do Rio de Janeiro. quando Costa permitiu ao seu inexperiente projetista fazer parte do time de arquitetos brasileiros que colaboraram com Le Corbusier no edifício do Ministério da Educação e Saúde no Rio.com/brunoastuto/2013/01/05/revista-wallpaper-faz-homenagem-aoscar-niemeyer/ O próprio Niemeyer dizia “Meu nome deveria ser Oscar Ribeiro Soares ou Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares.2. 2000). Em 1956 o instituto de arquitetos do Brasil engavetou o plano pilote de Brasília de Lúcio Costa.29). p. Oscar Niemeyer é antes de tudo um carioca. A evolução artística de Niemeyer foi determinada pela Influência recebida do mestre franco-suíço e pela oportunidade de trabalhar com ele em 1936. Niemeyer nasceu em 15 de dezembro de 1907. ao invés de estagiar em outras construtoras com um salário razoável. 1996. Após se formar na Academia em 1934. p. preferiu frequentar o escritório de Lúcio Costa e Carlos Leão onde diziam ser o caminho de uma boa arquitetura. p. mas foi tempo suficiente para perceber o talento de um aluno que chamava a atenção através de seus desenhos. . p.

O forte de Niemeyer como arquiteto são as estruturas que em um primeiro momento parecem que foram feitas para desabar. M. A sacristia. 3 . p. 2002. Se não tivesse caído na farra. David).2 IGREJA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS DA PAMPULHA A igreja de São Francisco De Assis é uma das obras primas de Pampulha. (CORRÊA. Fortaleza. Belo Horizonte. não teria pegados as irradiações do conselheiro. (UNDERWOOD. Cataguases. quando a igreja foi inaugurada. A edificação caracterizada por uma pequena capela com coro.“Um dia Le Corbusier comentou que eu tinha as montanhas do rio dentro dos olhos. Não é para qualquer um fazer um projeto de vida igual à de Niemeyer. 1996.35) O fato de Oscar viver em uma época em que o Brasil estava sendo construído foi favorável. Se não fosse tão Ribeiro de Almeida. p. ARAÚJO. GUILHERME. é notável o jogo de volumes criado pela torre do campanário. o Edifício do Ministério de Educação e Saúde pública no Rio (1936-1943). O projeto da igreja São Francisco de Assis. Por sua vez. depois das Colunas do Ministério. As colunas eram maiores em cima e menores em baixo. em que tudo afinal saiu dos desvios da linha reta. p. foi concluído 1940 e explora as diversas possibilidades do concreto armado de forma especial. num pano de vidro que se abre para a lagoa.17). Achei graça. construiu casas no Rio de Janeiro. situada dentro de uma nave parabólica de seção variável.77). cuja forma de tronco de pirâmide invertido auxilia o apoio da marquise de entrada. (UNDERWOOD. Mantida sob ameaça de demolição pela igreja católica e fechada por muitos anos. a igreja só foi consagrada e a aberta para a comunidade apenas em 1959. barroca por sua concepção escultórica e unidade espacial e estrutural. 2000. M. Se não fosse o arquiteto oficial do regime civil. p. da torre sineira e do cruzeiro. de Nhonhô e Milota. não foi reconhecida como templo sagrado pelas autoridades religiosas. Se não fosse o modernismo não teria durado da Belle Époque ao fim do século. O edifício foi o resultado de trabalho de seis semanas entre Le Corbusier e um grupo de arquitetos brasileiros. O projeto estrutural é de Joaquim Cardozo.43 e 44). sendo assim. Preferia pensar como André Malraux que dizia: “Guardo dentro de mim. toda a Pampulha.” (NIEMEYER. 1996. não seria estritamente Niemeyer. Os edifícios com pilares decorativos de um lado e o peso do outro. os serviços e uma pequena capela situam-se em uma sequência de três abóbadas adjacentes. A força de suas melhores obras está no fato de que além de ter adotado a teoria de Le Corbusier. considerada uma das construções mais inovadoras e ao mesmo tempo barrocas das construções de Pampulha. Niemeyer participou do projeto do primeiro monumento do modernismo na América do Sul. chefiados por Lúcio Costa. Tudo começou quando iniciou os estudos de Pampulha. (CORRÊA. p. Mas não fosse o comunismo. 2. Mas se não fosse os proscritos mais implicante dos governos militares não estaria hoje espalhados de Paris a Constantina. Um pedido começava vir atrás do outro. tudo que vi e amei na vida”. quando á direita os modernistas começavam a secar na estufa dos gabinetes. entre os quais Niemeyer logo se destacaria como o mais importante. Sua arquitetura de formas livres surgiu como um protesto a arquitetura retilínea do Estilo Internacional. Desenhava arcos como se fosse plano de vôo para o concreto armado. (UNDERWOOD. tendo ao fundo um grande afresco de Cândido Portinari. o Pavilhão na feira de Nova York. 1996. p. de modo a levar o olhar do espectador para o altar. não tomaria a brisa da margem esquerda da existência. o atual palácio Capanema. (CORRÊA. a matriz do Banco Boavista e o centro técnico da Aeronáutica. Se ele não crescesse na casa dos avós. Tendo amadurecido como arquiteto. 2013). (ARAÚJO. A capela de São Francisco de Assis. Externamente. os três vértices mais cortantes de sua personalidade. com suas abóbadas e formas lineares que ancoram o movimento do conjunto através da marquise. Niemeyer se volta diretamente para as paisagens Brasileiras e formas humanas em busca de inspiração. no meu museu particular. 2002. não faria Brasília. iluminado. O acesso à igreja se faz sob a marquise inclinada. em dez anos tinha trilhado uma carreira e tanto. talvez não teria chegado a arquitetura na hora exata em que ela estava bicando a casca do conservadorismo.174). Niemeyer deixou de lado o lado racional de Le Corbusier em favor de um aspecto poético em favor da sua sensibilidade e da sensibilidade do povo brasileiro.114). este é coberto por uma outra abóbada parabólica. GUILHERME (2013) cita também a polêmica causada em 1945 por conta da liberdade estrutural utilizada em sua forma.

arcoweb.br/lightdesign/lightdesign58. constituindo-se no primeiro monumento moderno sob proteção federal. Imagem 02: Estruturação da Igreja São Francisco de Assis/FONTE: http://arquiteturacidadeprojeto.br/2013/04/a-igreja-da-pampulha.incluindo suas obras de arte.com.com. /FONTE: http://www.html Imagem 03: Aspecto formal da igreja. foi objeto de tombamento individual em dezembro de 1947.blogspot.asp 4 .

modelar. psicológico. Tanto na planta. “regras”. historicista. poderemos perceber facilmente uma dualidade. ANÁLISES E DISCUSSÕES A partir dos modos do discurso quanto ao conteúdo (morfológico. “qualidades”.Imagem 04: Aspecto formal da igreja.org/Papacy/papal-artifact22. “princípios” a que a composição arquitetônica deve responder: a unidade. Como se vê. a escala. como na perspectiva. a variedade.catholictradition. B. pois uma não seria continuidade da outra. Imagem 06/Fonte: http://romaeredidiunimpero.jpg A Igreja da Pampulha não possui caráter axial./Fonte: http://casandoembh. a afabilidade. pois se colocarmos uma igreja exatamente igual ao lado.br/casamento-religioso-igreja-sao-francisco-deassis/ 3. o equilíbrio. As estéticas tradicionais enumeram uma monótona série de “leis”. 1996) Segundo ZEVI (1996). 5 . Unidade se encontra onde uma obra não pode ser duplicada sem que pareça uma dualidade. 1996) Exemplo: Arco do Tito. a sinceridade e a propriedade.jpg Na Igreja da Pampulha. ambas devem estar totalmente ligadas entre seus componentes. pois seu eixo central não torna os dois lados iguais. o contraste.altervista. o estilo. (ZEVI. Simetria é a obra que possui caráter axial. a expressão. trata-se de qualidades formais e de qualidades morais e psicológicas. a simetria. prospectivo. semiótico e hermenêutico) utilizou-se o discurso morfológico para analisar a obra. a verdade. Ex: Tempietto de Bramante. a proporção.com. a ênfase ou a acentuação. Imagem 05/Fonte: http://www. o caráter.org/wp-content/uploads/2015/07/Arco-de-Tito2. (ZEVI. há Unidade.

Imagem 08/Fonte: http://4. vazios e cheios. (ZEVI. formas cortantes e formas vagas.20150304170955. que prende o observador. 6 . foi construído o teto e as paredes. 1996) Exemplo: Pirâmide de Caio Céstio. Exemplo: Torre del Mangia.com/-sKsT2_72TZE/UWVRIsdUrzI/AAAAAAAAE04/yPWPU1Wpb4/s1600/Piramide-Cestia.bp. Ênfase ou a acentuação é quando a obra possui um ponto focal que prende a vista do observador.com/article/3429_Palazzo_Vecchio/imagemain/1_l. O Equilíbrio ou “balance” é quando uma obra não possui caráter axial.jpg Analisando a estrutura da Igreja. Exemplo: Palazzo de Vecchio. Imagem 09/Fonte:bhttp://files. Siena. Imagem 07/Fonte: http://www.studylanguages.salsacdn. O contraste é a expressão da forma. chegou-se a conclusão de que a Igreja da Pampulha possui balance. Não possui equilíbrio não possuem exatamente o mesmo tamanho.jpg A Igreja da Pampulha possui um ponto focal em sua curva maior.Segundo ZEVI (1996). volumes e massas. contrastando linhas verticais e linhas horizontais. pois com o mesmo elemento.blogspot. volumes e massas.jpg A Igreja da Pampulha possui contraste pois as curvas em si contrastam suas linhas verticais e linhas horizontais e.org/images/siena/siena-piazza-del-campo. Segundo ZEVI (1996).

Imagem 10/Fonte: http://famouswonders. da ênfase.Proporção é quando a análise de um edifício atinge as qualidades da unidade. Quanto se trata de problemas psicológicos. Analisando a parte estética. Escala é a dimensão relativa ao homem. tem a ver com o caráter do Autor. seu tamanho é considerável em relação ao homem. Imagem veneza. buscava inovar seus projetos trazendo curvas.com/wp-content/gallery/karnak-temple/entrance-to-karnak-temple. o que ela demonstra ser aos olhos do observador. Grande crítico de linhas retilíneas. que mesmo sendo um grande Arquiteto. pois atinge os pontos de unidade. é uma igreja. do ritmo. A Verdade é a expressão de uma edificação. 1996) A Igreja da Pampulha entra no ponto de proporção. Exemplo: Templo de Karnak.com. (ZEVI. levava a vida com frustração.jpg A Igreja da Pampulha tem um caráter monumental. Seria errado falar que um edifício de muitos andares com caráter comercial óbvio. do balance. mas por se tratar de uma igreja. mas não possui vida.jpg 11/Fonte: http://viajadas. a obra poder ser marcante.br/wp-content/uploads/2014/11/basilica-Santa-Maria-della-Salute- A Igreja da Pampulha é reflexo da personalidade de Oscar Niemeyer. ênfase. Segundo ZEVI (1996). Expressão ou Caráter são os sentimentos do Autor expressos na sua forma de projetar. balance. inspiradas nas paisagens Brasileiras. do contraste e ainda da harmonia. contraste e também segue a harmonia com seu entorno e o ritmo que segue as curvas da lagoa da Pampulha. assim como mostram os Armazéns de Mendelsohn. Segundo ZEVI (1996). Exemplo: Igreja Della Salutte. (ZEVI. 1996) 7 .

Assim. não seria dada como uma igreja. O estilo é a linguagem do desenho. pois possui todos os componentes necessários para se tornar totalmente utilizada.jpg A Igreja da Pampulha é uma obra em que se não fosse tão conhecida. percebeu-se que xxxxxxxx. porém percebe-se a coerência das formas e disposições dos edifícios. tema. 2. Para que tal objetivo fosse atingido. A Igreja da Pampulha tem o estilo do Arquiteto responsável. de querer ser original. Segundo ZEVI (1996). e) xxxxxxxxxx. Introduzidos os elementos que estruturaram a pesquisa. No decorrer do trabalho. xxxxxxxxxx. Segundo ZEVI (1996). desdobraram-se em xxxxxxxxxxxx. como hipóteses. CONSIDERAÇÕES FINAIS (assessorar) Após a realização deste trabalho. que sempre tomou a curva como base em seus projetos.xxxxxxxxxxxxxxx. (ZEVI. elencaram-se os seguintes objetivos específicos: a) xxxxxxx. ao se analisar o embasamento teórico obtido. 1996) A Igreja da Pampulha foi feita a partir do Conjunto da Pampulha. a Igreja da Pampulha possui propriedade.com. Os resultados apresentaram xxxxxxxxxxx. Propriedade é a utilidade positiva de um edifício. Definiu-se como objetivo geral xxxxxxxxx. problema e hipóteses iniciais da pesquisa. Sendo assim. tão estudada a fundo. todo o complexo de edifícios formam uma paisagem diferente. que: 1. a partir dos pontos da análise morfológica segundo Bruno Zevi Na Introdução apresentou-se assunto. xxxxxxxxxxxx. b) xxxxxxxxxxx. 4. Justificou-se a mesma nos aspectos xxxxxxxxxxx. c) xxxxxxxxxxx. pois sua forma não representa o padrão de igrejas como conhecemos. Oscar Niemeyer.br/media/images/magazines/grid_9/179b_arq081-01-03. Resgatando-se o problema da pesquisa. Pois um edifício só de pilares não seria útil se não tivesse como andar sobre ele. indagou-se: xxxxxxxxxxxxxx? Pressupôs-se.vitruvius. 8 . d) xxxxxxxxxxx. a expressão que cada arquiteto tenta repassar em sua individualidade. xxxxxxxxxxxxxx. Cada um destes aspectos. aprendemos a analisar a fundo uma obra Arquitetônica compreendida através de expressões e sentimentos do Arquiteto Responsável. constatou-se também que xxxxxxx.Imagem 12/Fonte: http://www. o desenvolvimento dessa forma xxxxxxxxxxxx. A Urbanidade seria a falta de bom senso e de humildade na hora de projetar. por sua vez.

NIEMEYER. Guilherme. São Paulo: Cosac & Naify. .5ª ed. UNDERWOOD. 1996. . David Kendric.Minha arquitetura/Oscar Niemeyer.Saber ver a arquitetura. Rio de Janeiro. . ARAÚJO M. Rio de Janeiro. . 2013.5. Oscar Niemeyer em Belo Horizonte. Oscar Niemeyer e o modernismo de formas livres no Brasil. 2000. Roteiros arquitetônicos: Casa do Baile. Local: Belo Horizonte.Oscar Niemeyer: Ribeiro de Almeida Soares/ Marcos Sá Corrêa. Marcos Sá. 1996.Oscar Niemeyer e o modernismo de formas livres no Brasil. 2002. 9 . – São Paulo: Martins Fontes. Bruno. . Oscar. David Kendrick. 2010. São Paulo. REFERÊNCIAS ZEVI. UNDERWOOD. CORRÊA.