Vous êtes sur la page 1sur 1
MINICURSO: DESVENDANDO O TRIBUNAL DO SANTO OFÍCIO DA INQUISIÇÃO PORTUGUESA: HISTÓRIA E PERSPECTIVAS DE PESQUISA

MINICURSO: DESVENDANDO O TRIBUNAL DO SANTO OFÍCIO DA INQUISIÇÃO PORTUGUESA: HISTÓRIA E PERSPECTIVAS DE PESQUISA

Coordenadores: Prof. Alex Rogério Silva – Mestrando em História - UNESP/Franca – FAPESP. Prof. Hugo Fernando Costa Sanharoli - Mestrando em História - UNESP/Franca – FAPESP. Prof. João Paulo Ribeiro Beraldo - Mestrando em História - UNESP/Franca. Profª. Mayara Aparecida de Moraes - Mestranda em História - UNESP/Franca.

EMENTA: O Tribunal do Santo Ofício da Inquisição – presente, no período moderno, durante quase três séculos - não se concentrou apenas no mundo europeu – Portugal, Espanha, Itália - mas também nos chamados domínios além- mar, fazendo referência aos tribunais inquisitoriais na América Espanhola, as visitações na colônia brasílica e, também, no Oriente. O objetivo deste minicurso reside em refletir acerca das causas do surgimento do Tribunal do Santo Ofício no mundo português, analisando seu processo de instauração e estruturação, formas de atuação, objetivos e processos relativos a desvios comportamentais. Além disso, discutir sobre o papel dos cristãos novos, cuja presença parece ter sido o mais significativo pretexto para a instalação da Inquisição portuguesa, assim como suas principais vítimas ao longo dos quase três séculos de existência do Tribunal. Ademais, abordaremos algumas possibilidades de pesquisa que tenham como objeto a temática inquisitorial, apresentando bibliografias, materiais de estudo e problemáticas.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

1. Estudos sobre Inquisição:

ALCALÁ, Angel (org.). Inquisición española y mentalidad inquisitorial. Barcelona: Editorial Ariel, 1984. BAIÃO, António. “Estudos Sobre a Inquisição Portuguesa”, Boletim da Academia das Sciencias de Lisboa, t. 13, Lisboa:

Classe de Letras, 1959. BENNASSAR, Bartolomé. “Modelos de la mentalidad inquisitorial: metodos de su pedagogia del miedo.” In:

ALCALÁ, Angel. Inquisición Espanhola y Mentalidad Inquisitorial. Barcelona: Ariel, 1984, p. 174-184. BETHENCOURT, Francisco. História das Inquisições:

Portugal, Espanha e Itália - Séculos XV/XIX. São Paulo:

Companhia das Letras, 2000. BLÁZQUEZ MIGUEL, Juan. La Inquisición. Madri:

Ediciones Penthalón, 1988. HERCULANO, Alexandre. História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal. Lisboa: Europa- América, s/d. KAMEN, Henry. La Inquisición Española. 4ª ed. Barcelona:

COELHO, António Borges. Cristãos-novos, judeus portugueses e o pensamento moderno. In: NOVAES, Adauto (org.). A Descoberta do homem e do mundo. São Paulo:Companhia das Letras, 1998, pp. 251-271. FERRO TAVARES, Maria José Pimenta. Judaísmo e Inquisição - Estudos. Lisboa: Editorial Presença, 1987. Os Judeus em Portugal no Século XIV. 2a ed. Lisboa: Guimarães Editores, 2000.

GOLDBERG, David J. e RAYNER, John D. Os judeus e o judaísmo: história e religião. Rio de Janeiro: Xenon Ed.,

1989.

JOHNSON, Paul. História dos Judeus. Rio de Janeiro:

Imago, 1995. KAYSERLING, Meyer. História dos Judeus em Portugal. São Paulo: Pioneira, 1971. NOVINSKY, Anita W. Consideraciones sobre los criptojudíos hispano-portugueses: el caso de Brasil. In:

ALCALÁ, Ángel (org.). Judios. Sefarditas. Conversos La expulsión de 1492 y sus consecuencias. Valladolid, Ambito,

1995.

Editorial Crítica, 1992

SARAIVA, António José. Inquisição e Cristãos-novos.

MEA, Elvira Cunha de Azevedo. A Inquisição de Coimbra no Século XVI: a instituição, os homens e a sociedade.

Lisboa: Estampa, 1985.

Porto: Fundação Engenheiro António de Almeida, 1997.

3.

História e Religião na Península Ibérica:

MARCOCCI, Giuseppe & PAIVA, José Pedro. História da Inquisição portuguesa (1536-1821). Lisboa: Esfera dos livros, 2013. PROSPERI, Adriano. Dizionario Storico dell´Inquisizione.

AZEVEDO, Carlos Moreira (dir.) Dicionário de História Religiosa de Portugal. Lisboa: Círculo de Leitores, 2001, 4 Vols.

Pisa: Edizioni della Normale, 2010. SIQUEIRA, Sônia A. Inquisição Portuguesa e Sociedade Colonial. São Paulo: Ática, 1978.

História Religiosa de Portugal, vol. 2. Lisboa:

Círculo de Leitores, 2000. HESPANHA, António Manuel. Poder e Instituições na Europa do Antigo Regime. Lisboa: Fundação Calouste

2.

Judaísmo

e

Criptojudaísmo

na

Península

Gulbenkian, 1997, p. 8-89.

Ibérica:

Poder e Instituições no Antigo Regime - Guia de Estudo. Lisboa: Cosmos, 1992.

ALPERT, Michael. Criptojudaísmo e Inquisición en los siglos XVII y XVIII: La Ley en la que quiere vivir y morir. Barcelona: Ariel, 2001.

MATTOSO, José (dir.) História de Portugal 3: No Alvorecer da Modernidade (1480- 1620). Lisboa: Estampa, 1992. História de Portugal 4: Antigo Regime.

1992.

Lisboa:

Estampa,