Vous êtes sur la page 1sur 12

Pesquisa e Desenvolvimento de Equipamento

para Análise e Diagnóstico de Bancos de


Capacitores de Alta Tensão (MEDCAP)
Mauricio Penha, Vilson R. Mognon, Amanda Canestraro, Bruno Marchesi, Andréia A. Barbiero,
Carlos G. Bianchin, Mayron V. L. de Camargo

 As instalações dos bancos de compensação de potência


Resumo – Bancos de capacitores para correção do fator de reativa possuem capacitores com ou sem fusíveis internos.
potência instalados nas linhas de transmissão não indicam seu Esses capacitores não indicam o seu estado de degradação
estado de degradação até ocorrer a perda total. A indisponibi- até sofrerem a perda total.
lidade resultante, bem como a incapacidade da correção do
Esta perda total se dá por desbalanceamento de potência
fator de potência e o fornecimento de reativos, motivaram a
concepção do MEDCAP, um projeto que visa identificar de entre as fases, devido à falha em um ou mais capacitores,
maneira rápida o elemento danificado, sem necessidade de acontecendo o imediato desligamento do banco. Desta for-
desmonte do banco capacitivo. A solução concebida utiliza ar- ma o sistema elétrico não poderá contar com a correção do
quitetura de amplificadores especializada, permitindo distor- fator de potência.
ção inferior a 0,1%. Além disto, executa as varreduras em fre- A identificação do capacitor com desvio de seus valores
quência através da Síntese digital direta (DDS – Direct Digital
nominais (capacitância, Tangente Delta) envolve um exaus-
Synthesis), por meio de processador ARM Cortex, bem como
uma interface homem-máquina com tela sensível ao toque. tivo trabalho de desmontagem/desconexão de todo o banco
para efetuar a medição isolada de cada capacitor. Este pro-
Palavras-chave – Análise de capacitores; Alta Tensão; Ban- cedimento implica na indisponibilidade do banco de capaci-
cos de capacitores; Medição. tores num período de até várias semanas.
A indisponibilidade não é o único problema gerado pela
I. INTRODUÇÃO falta do banco de capacitores na subestação, destacando-se
também a incapacidade de correção do fator de potência e
O desempenho de transporte de energia elétrica de uma do fornecimento de reativos, além da demora em localizar o
linha de transmissão depende do fator de potência, cujos capacitor danificado. Tendo em vista todos estes fatores,
valores limites determinados pela Companhia Paranaense de concebeu-se este projeto, um sistema de análise das caracte-
Energia Elétrica (COPEL) estão determinados entre 0,95 rísticas dos capacitores que compõem os bancos instalados
indutivo e 0,95 capacitivos. nos barramentos de Alta Tensão das subestações
A correção do fator de potência para Linhas de Transmis- (MEDCAP). O MEDCAP busca identificar de maneira
são (LT) é realizada através de banco de capacitores locali- rápida o elemento danificado, sem a necessidade de desmon-
zados nas subestações de transmissão instaladas entre usinas tar o banco de capacitores, permitindo assim imediata subs-
de energia e centros de consumidores no caso de cidades de tituição do capacitor, diminuindo a indisponibilidade e redu-
médio porte e polos industriais. zindo os custos.
O principal ganho na implementação do MEDCAP está
relacionado à agilidade na execução das manutenções nos
Este trabalho foi desenvolvido no âmbito do Programa de Pesquisa e
Desenvolvimento Tecnológico do Setor de Energia Elétrica regulado pela
bancos de capacitores de Alta Tensão nas subestações de
ANEEL e consta dos Anais do VIII Congresso de Inovação Tecnológica em distribuição, onde os bancos de capacitores estão instalados,
Energia Elétrica (VIII CITENEL), realizado na Costa do Sauípe/BA, no ou seja, nas linhas de transmissão que chegam a tais subes-
período de 17 a 19 de agosto de 2015.
tações.
Mauricio Penha trabalha na Companhia Paranaense de Energia Elétrica,
COPEL Transmissão S.A (e-mail: mauricio.penha@copel.com).
Convencionalmente, este trabalho é realizado através de
um processo moroso, com a desmontagem de todos os ele-
Vilson R. Mognon trabalha no Instituto de Tecnologia para o Desenvol-
vimento – Institutos Lactec (e-mail: vilson@lactec.org.br). mentos que compõem o banco de capacitores e ensaios em
Amanda Canestraro trabalha no Instituto de Tecnologia para o Desen- laboratórios para identificação do capacitor ou capacitores
volvimento – Institutos Lactec (e-mail: amanda.canestraro@lactec.org.br). danificados. Este processo pode levar até 30 dias, o que re-
Andréia A. Barbiero trabalha no Instituto de Tecnologia para o Desen- presenta grande dano ao sistema elétrico e à própria conces-
volvimento – Institutos Lactec (e-mail: andreia.barbiero@lactec.org.br). sionária, através de receita não realizada e potência não
Bruno Marchesi trabalha no Instituto de Tecnologia para o Desenvolvi- compensada.
mento – Institutos Lactec (e-mail: marchesi@lactec.org.br).
Considerando-se como exemplo, uma subestação da Co-
Carlos Gabriel Bianchin trabalha no Instituto de Tecnologia para o De-
senvolvimento – Institutos Lactec (e-mail: bianchin@lactec.org.br). pel onde uma RAP (Receita Anual Permitida) da ordem de
Mayron V.de Camargo trabalha no Instituto de Tecnologia para o De- R$ 740.327,43 é afetada pela indisponibilidade de um banco
senvolvimento – Institutos Lactec (e-mail: mayron.camargo@lactec.org.br). de capacitores pelo período de 30 dias, e considerando a
energia deixada de compensar da ordem de 45 MW (R$
217,53/MWh), ter-se-ia um prejuízo financeiro da ordem de • Dispor de um sistema de posicionamento para localizar
R$ 3.194.125,95. Como resultado deste projeto, espera-se fisicamente todas as unidades em futuras medições.
dispor de uma metodologia que possibilite realizar este pro- • Apresentar imunidade a interferências eletromagnéticas
cedimento de uma forma mais eficiente, evitando ou redu- (EMI), na forma de filtros adequados que protejam o dispo-
zindo o prejuízo decorrente na demora em se identificar o sitivo do ambiente.
capacitor ou capacitores danificados, permitindo ainda au- • Ter flexibilidade para medir tanto por bancos, como
mentar a frequência das inspeções. por fase ou unidades isoladas.
Diversos trabalhos foram publicados referentes a técnicas Tais características servem como importantes pontos de
para monitoração e gerenciamento da qualidade da energia partida para a especificação preliminar de futuros desenvol-
elétrica. Em todos se busca elevar a qualidade e a confiabili- vimentos. E, uma questão em particular que merece especial
dade dos serviços de energia elétrica. Em vários destes tra- atenção trata-se do ambiente altamente carregado por EMI
balhos, são destacadas questões relativas aos capacitores que onde os ensaios são executados. Neste aspecto os procedi-
compõem o sistema de compensação de reativos da Rede mentos operacionais deverão abordar questões relativas à
Elétrica [5], [7], [15]. compatibilidade eletromagnética [14]. Estes autores conclu-
Com base nestes autores, observou-se que capacitores são em que com o uso de tal sistema pode-se obter dados confi-
elementos fundamentais para o bom desempenho do sistema áveis que poderão facilmente ser utilizados para determinar
de fornecimento de energia elétrica. Daí a necessidade de se o estado do capacitor sob teste. E, sugerem também que com
monitorar o estado operacional destes elementos frente às o uso de um sistema seguro e de fácil utilização é possível
várias fontes causadoras de danos aos capacitores, como já empregar pessoal com menores capacidades técnicas, redu-
foi estudado [9], [11] e [19]. zindo assim os custos associados às medições de campo.
Na atualidade, com o vasto desenvolvimento de platafor-
mas digitais de processamento, é muito comum o emprego
de sistemas computacionais nos mais diversos métodos de
medição e/ou instrumentação. Além disto, o uso de sistemas
de medição digitais acoplados a capacitores, bem como ou-
tros equipamentos de alta tensão, é uma prática bem conhe-
cida [2], [16]-[18].
Talvez um dos principais benefícios oriundos da criação
de um sistema para análise de diagnóstico de banco de capa-
citores em alta tensão, utilizando-se recursos da tecnologia
da informação, seja a possibilidade de armazenamento de
dados históricos a respeito da evolução operacional das uni-
dades sob teste. Esta característica além de auxiliar nos mé-
Figura 1 – Arranjo dos componentes para teste em capacitores [19]. todos de prevenção de falhas, pode também gerar dados para
outros sistemas. Com referência a simulações sobre o com-
Por outro lado, o desenvolvimento de sistemas destinados portamento das redes de energia, diferentes pesquisadores
à medição in-situ de capacitores de alta tensão é um assunto utilizaram como fonte de dados valores de capacitâncias [3],
pouco encontrado na literatura técnica, e inexistente no ban- [4], [10], [12]. E, quanto melhor a precisão destas informa-
co de dados da ANEEL. Ainda assim, há alguns relatos ções obviamente melhores seriam os resultados finais obti-
abordando ensaios de capacitores em ambientes de subesta- dos.
ções [9], [19]. Na referência [9] focam-se questões sobre as Estes autores concluem que com o uso de tal sistema po-
diferentes tecnologias de capacitores (com e sem fusíveis de-se obter dados confiáveis que poderão facilmente ser
internos) e discorrem sobre o uso de softwares apropriados a utilizados para determinar o estado.
cada um destes casos. Apesar dos autores não apresentarem Neste ínterim, o projeto apresenta novos caminhos no to-
uma proposta concreta para aplicação, ainda assim apresen- cante às formas de execução dos testes, que baseados em
tam uma interessante lista de características desejáveis. Se- novas plataformas digitais como processadores digitais de
gundo os autores o sistema deve: sinais; auxiliam sobremaneira a realização dos mesmos, pois
• Possuir um sistema especialista interno que permita o podem operar de forma automática, eliminando os erros
imediato diagnóstico da unidade sob medida. Possibilitando decorrentes da operação manual. Também se pode criar um
maior agilidade no processo de tomada de decisão. registro histórico com algoritmos para monitoração e detec-
• Apresentar quantidade adequada de memória disponí- ção de problemas com as medições de capacitância e tan-
vel para o sistema. gente delta.
• Ter possibilidade de coleta dos dados da medição de No entanto, a inovação está na possibilidade de, com o
forma a ser possível seu armazenamento em computadores. emprego de novas plataformas de controle, poder realizar
• Conter um dispositivo de medição na forma de garras análises com tensões e frequências variáveis, permitindo que
em alicate que permitam uma medição rápida. o componente sob análise possa ser observado em outras
• Permitir compensação da temperatura durante a medi- condições que não as nominais. Esta situação ainda não foi
ção. Isto garantiria uma imunidade das condições climáticas explorada, no entanto, a literatura mostra que as harmônicas
sobre a medição. são o grande causador de danos nos capacitores de alta ten-
são [1]. Com o emprego desta nova tecnologia, será possível A criação desta nova rotina proporcionada pela tecnologia
avaliar a performance dos parâmetros identificados como do MEDCAP viabiliza a avaliação da degradação da capaci-
essenciais para a monitoração em situações de presença de tância ao longo do tempo. Quando o problema é restrito a
harmônicas, de acordo com as medições que a concessioná- um único capacitor e de valor muito diferente, este se desta-
ria possui do sistema elétrico onde o banco de capacitores ca dos demais, porém se a degradação for em conjunto, as
está conectado. pequenas variações não permitem uma boa avaliação, ainda
Atualmente existem equipamentos importados que já efe- mais se estes valores estiverem dentro da margem especifi-
tuam a medição de capacitância em bancos, como o forneci- cada pelo fabricante, situação já constatada em campo pela
do pela empresa Tettex (modelo MIDAS 2880). O equipa- COPEL, pela falta de uma rotina adequada de medição e
mento possui sistema de transporte baseado em rodas, po- acompanhamento dos bancos de capacitores.
rém é pesado e seu custo está estimado em R$ 200.000,00. Este desenvolvimento tem como título de projeto ANEEL
Além disto, os equipamentos de laboratório que poderiam “Pesquisa e Desenvolvimento de Equipamento para Análise
ser utilizados para tal finalidade, não possuem capacidade de e Diagnóstico de Bancos de Capacitores de Alta Tensão
variar a frequência ou então a amplitude da aplicação do (MEDCAP)”, 3o ciclo, código ANEEL PD-6491-0233/2012.
sinal, além de serem baseados exclusivamente em ponte de Entidade executora Instituto de Tecnologia para o Desen-
Wheatstone. volvimento – LACTEC, empresa de energia elétrica Copel -
A extração dos valores de forma indireta, como a medição Companhia Paranaense de Energia.
de corrente a partir da injeção de um sinal de tensão conhe-
cido e controlado, é possível e já é oferecido por um equi-
II. DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA
pamento importado, fabricado pela ABB, modelo CB2000,
cujo custo está próximo a R$ 30.000,00. Contudo esse equi-
pamento não utiliza a varredura de frequência, o que carac- O projeto está sendo desenvolvido seguindo as etapas
teriza um dos pontos de inovação deste projeto. constantes na concepção de um produto, sendo elas: pesqui-
A proposta deste projeto tem sido unir a qualidade do sa do estado da arte; desenvolvimento de especificação de
processamento digital de sinais com o conceito de portabili- hardware, firmware, software e mecânica; produção dos
dade, com a preocupação de buscar um custo benefício oti- circuitos eletrônicos relacionados; desenvolvimento de fir-
mizado. Para tal, tem-se desenvolvido circuitos eletrônicos mware e software; desenvolvimento de protótipo mecânico.
capazes de gerar os sinais de tensão e corrente de forma con- O projeto encontra-se atualmente no estágio de testes de
trolada e eficiente para excitar o capacitor, permitindo que laboratório. Cabe ressaltar que em todas as etapas, especi-
sua resposta seja tal que o equipamento processe ambos para almente durante a especificação, houve a cooperação ativa
cálculo da impedância e da tangente de perdas. Desta forma, entre a concessionária e a entidade executora.
pretende-se avaliar, através da definição de limites, o estado
de vida do capacitor e também se o mesmo está operando III. CIRCUITOS ELETRÔNICOS
corretamente, reduzindo com isto o tempo de detecção de
O princípio para a medição dos parâmetros do banco de
um capacitor danificado no lote de um banco de alta tensão.
capacitores é clássico e direto: aplicar uma tensão com for-
Desta forma, o projeto apresenta inovações na forma de
ma de onda senoidal de frequência conhecida nos terminais
execução da rotina de verificação e identificação de capaci-
do capacitor e analisar a corrente que flui pelo elemento. A
tores danificados, pois não necessita de desmonte do banco
análise em frequência proposta neste projeto implica em
e envio para laboratório para testes. Também inova no algo-
repetir este procedimento de medida aplicando-se uma var-
ritmo de execução dos testes em si, pois se permitirá realizar
redura em diversas frequências pré-determinadas. O hardwa-
os testes com injeção de harmônicas para monitoração da
re básico deve ser capaz de gerar a forma de onda de tensão
degradação do banco de capacitores.
com impedância significativamente baixa para excitar o ca-
Também se pretende criar um banco de dados correlacio-
pacitor sem provocar distorções e produzir as correntes ne-
nando, envolvendo o capacitor medido e a série de dados, de
cessárias para a medição.
forma que uma análise posterior possa ser executada vis-
Os itens mais relevantes referentes a especificação inicial
lumbrando a possibilidade de detecção de desvios nas medi-
do hardware do instrumento são listados na Tabela I
das, que indicaria danos parciais e internos no capacitor.
A partir destes requisitos foram desenvolvidos os circui-
Em síntese, este desenvolvimento consiste em um instru-
tos eletrônicos para atender todas as funcionalidades relaci-
mento que não seja necessário desconectar o capacitor do
onadas com a implementação do método de medição, con-
banco instalado, apenas desligando e tomando os devidos
forme o diagrama em blocos apresentado na Figura 2.
cuidados com a segurança. O método consiste em injetar
através de um instrumento o sinal elétrico de tensão e medi- A. Processador
lo em relação a corrente resultante no capacitor. Essa medi- Tendo em vista o volume de processamento e os requisitos
da será transformada em informação digital que indicará o de velocidade para a aplicação, foi escolhido um processa-
valor. Pretende-se também comparar com medições anterio- dor de arquitetura ARM (Advanced Risc Microprocessor) do
res registradas em um banco de dados, para avaliar a degra- fabricante ATMEL.
dação ao longo do tempo de todo o banco de capacitores. As
medições são realizadas com injeção de harmônicas para se
verificar o desempenho do capacitor.
Tabela I – Especificação inicial do equipamento B. Circuito de Excitação de Tensão
Descrição Valor
A forma de onda é gerada pelo DAC passa por um filtro
de reconstrução para eliminar as distorções de alta frequên-
Máxima capacitância que o equipamento 1000 µF
cia inerentes ao retentor de ordem zero. O sinal filtrado é
será capaz de medir
amplificado para poder ser aplicado no capacitor. Sendo a
Máxima capacitância do banco de capacito- 2000 µF
res que o equipamento poder ser conectado máxima frequência de teste especificada em 3 kHz, o que se
Máxima frequência de teste 3 kHz enquadra dentro da faixa de áudio, optou-se por utilizar um
Temperatura de operação 0 °C à 50 °C amplificador linear estéreo desenvolvido para aplicações de
Precisão da medição de capacitância 1% áudio automotivo para implementar a etapa de potência do
Máxima taxa de distorção harmônica da 1% circuito de excitação de tensão. Utilizando-se as duas saídas
tensão e corrente de teste conectadas em paralelo é possível gerar formas de onda di-
Taxa de amostragem do DAC 400 kHz ferenciais com 24 Vpp e atingir a potência 30 VA com dis-
Taxa de amostragem do ADC (máxima) 768 kHz torção menor que 0,1%, mesmo com as altas correntes de
Número de registros de medição que o equi- 1000 ensaio no caso de testes de altas capacitâncias com frequên-
pamento deve ser capaz de armazenar cias na ordem de 3 kHz.
Comprimento dos cabos de conexão 5m
C. Transdutor de Corrente
Máximo diâmetro da bucha dos capacitores 10 cm
O transdutor de corrente escolhido para realizar a leitura
de corrente foi a garra 2620 do fabricante AEMC. Nos pri-
Transdutor de Fonte de Display e meiros meses de desenvolvimento do projeto foi possível
corrente alimentação Teclado realizar os testes preliminares, envolvendo testes mecânicos,
testes de sensibilidade e de resposta em frequência. Como
constatação deste estudo, pode-se tomar algumas conclusões
Condicionamento Memória de sobre os aspectos mais importantes que consolidaram a es-
de corrente dados colha, conforme as explicações que seguem.
Processador
ARM O diâmetro interno de medição, pouco maior que 10cm, é
suficientemente grande para atender os capacitores de alta
Condicionamento Interface de
de tensão
tensão para qual o instrumento se propõe.
comunicação
Em sua escala de maior sensibilidade, a garra de medição
tem em seus terminais de saída 1V para cada 1A circulando
Circuito de
Gravação e RTC e Sensor de
no interior de seu núcleo magnético. Nesta escala, a máxima
excitação de corrente permitida é de 4A, estabelecendo o limite máximo
Depuração temperatura
tensão
para nosso sinal de excitação do capacitor.
Figura 2 – Diagrama em blocos do hardware equipamento Para valores de correntes pequenos (menores que 50mA)
a relação sinal ruído começa a ficar crítica para o sistema de
O fato de haver ferramentas de desenvolvimento sem cus- medição. Visto que foi constatado que parte do ruído é aco-
to corroborou a escolha. Mais especificamente adotou-se o plado pelo próprio cabo da garra, pode-se obter alguma me-
processador ATSAM4E16, visto que este modelo possui lhoria através da blindagem do cabo além de instalar um
embarcado os conversores analógico-digital e digital- pré-amplificador o mais próximo possível da garra, preferi-
analógico. A resolução de ambos os conversores é 12 bits, velmente dentro da própria garra. Em ambos os casos, há a
conforme pode-se verificar na Tabela II que também des- necessidade de abrir a garra para realizar as alterações, im-
creve outras características deste processador. plicando na perda da garantia do equipamento.
Utilizando um equipamento de referência para medição
Tabela II – Características do processador ATSAM4E16 [DATASHEET] de corrente, notou-se uma variação de fase do sinal da cor-
rente medida pela garra e a corrente de referência. Tal varia-
Descrição Característica ção é maior para frequências mais altas, chegando a 4.5o de
Núcleo de processamento ARM® Cortex®-M4 diferença de fase para sinais senoidais de 3kHz. Como o
Tamanho do núcleo 32-Bit valor da fase é importante para a medição da tangente de
Velocidade de operação 120 MHz perdas, é necessário criar um método para compensar esta
Memória de programa 1 MB - Flash diferença de fase pelo firmware de aquisição.
Memória de dados 128 kB SRAM
ADC 16 x 12 bits D. Circuitos de Condicionamento para Sinais Analógicos
Conversores
DAC 2 x 12 bits Os sinais analógicos de tensão e corrente do capacitor são
Encapsulamento 144-LQFP amostrados pelo ADC interno do processador, cuja entrada é
Temperatura de operação -40°C ~ 85°C diferencial e possui fundo de escala de 3,3V. O circuito de
CAN, Ethernet, IrDA, SD, SPI, condicionamento para medir a tensão consiste de um divisor
Conectividade
UART, USB resistivo para adaptação de nível de tensão seguido por um
Periféricos DMA, POR, PWM, WDT
filtro anti-aliasing de primeira ordem projetado para fre-
quência de corte de 50 kHz.
A ordem de grandeza das correntes a serem medidas pode
variar de aproximadamente 50 A até 2A. Para atender esta A interface homem-máquina é composta por um display
faixa de medição sem comprometer a precisão foi utilizado gráfico colorido de 480 x 272 pixels, com tela sensível ao
um circuito amplificador com ganho programável digital- toque e placa controladora, conforme Figura 5. A comunica-
mente, no qual o ganho pode ser configurado em sete valo- ção com o processador ocorre por um barramento SPI (Seri-
res distintos entre 10 à 1000. Um filtro anti-aliasing de es- al Peripheral Interface) operando em 20 MHz.
pecificação idêntica ao do sinal de tensão também foi utili-
zado para garantir a mesma defasagem entre os sinais de
tensão de corrente. De forma a minimizar o efeito de interfe-
rências e acoplamento de ruído no cabo de interconexão o
circuito de condicionamento de corrente foi projetado para
operar de forma diferencial. Além disso, este foi proposi-
talmente posicionado o mais próximo possível da origem do
sinal, ou seja, acondicionado dentro do transdutor de corren-
te, e ainda tomou-se a precaução de utilizar uma blindagem
eletromagnética, tanto do cabeamento quanto do próprio
circuito, conforme pode ser visualizado na Figura 3.

Figura 4 – Display gráfico colorido e placa controladora

A comunicação com o computador para descarga de da-


dos é realizada através de uma interface USB 2.0 também
disponível no processador.
O relógio de tempo real possui uma super-capacitor ex-
clusivo para garantir que a hora e data configurada não se
percam mesmo com o equipamento desligado. A comunica-
ção com o processador ocorre através do barramento I2C,
também compartilhado pelo sensor digital de temperatura.

Fonte e
carregador
de bateria

Cartão de
memória

Processador

Relógio de
tempo real e
Excitação de Condicionamen sensor de
tensão to da tensão temperatura
Figura 3 – Garra de medição de corrente e circuito de condicionamento
com blindagem eletromagnética
Conector do
Comunicação
E. Fonte de Alimentação sensor de
Conector do USB
corrente
display
O equipamento é alimentado por uma bateria recarregável
chumbo ácido de 12 V / 4,5 Ah, de fácil obtenção no merca-
do nacional. O circuito interno da fonte do equipamento Figura 5 – Placa de circuito impresso do instrumento de medição detalhada
gerencia de forma inteligente o processo de recarga da bate- em relação aos blocos de circuitos
ria de forma a proteger a bateria de sobrecargas e otimizar
sua vida útil. IV. FIRMWARE
F. Circuitos Digitais A principal funcionalidade do firmware é realizar a gera-
Os demais circuitos que compõe o equipamento são com- ção das formas de onda de tensão e corrente, a varredura de
ponentes com funcionalidade essencialmente digital. frequências de 30Hz até 3KHz, e a aquisição de tensão e
A memória de massa utilizada para salvar os dados das corrente e o processamento dos dados adquiridos em cada
medições foi implementada com um cartão de memória SD uma das frequências. A varredura das frequências é realiza-
(Secure Digital Card) por ser um padrão de mercado com da de forma logarítmica. É possível salvar os dados da me-
ótimo custo benefício e também por ter suporte direto pelo dição em uma memória de massa se o usuário desejar. O
processador através da sua interface HSMC (High Speed fluxograma do funcionamento do firmware pode ser visuali-
Multimedia Card Interface). zado na Figura 6. O firmware foi desenvolvido em lingua-
gem de programação C na ferramenta de desenvolvimento mapeados pela tabela são convertidos pelo conversor DA e
Atmel Studio [21]. externalizados na forma de um sinal analógico.

Clock de
Início Não referência
400 kHz
DDS
Frequência Parar geração
Usuário < 3kHz? de onda
configura dados Acumulador MSB:13 bits Tabela de 12 bits Conversor
do capacitor de fase seno
DA - 12 bits
32 bits 8192 pontos
Sim Salvar arquivo
na memória de 32 bits
massa
Iniciar medição Aquisição de Valor de domínio
configuração
tensão e corrente digital
da frequência
de saída
Fim
Figura 7 - Diagrama em blocos do gerador de seno através da técnica DDS
Geração da Processamento dos
forma de onda dados A frequência de saída 𝑓𝑜 obtida pelo sistema, que relacio-
na o acumulador de fase com a palavra binária, é definida
por (1):
Frequência
Frequência aumenta (𝑀 ∗ 𝑅𝐸𝐹𝐶𝐿𝐾)
=> 30 Hz (logaritmo) 𝑓𝑜 = (1)
2𝑁
Figura 6 - Fluxograma do funcionamento do firmware
onde M é a palavra binária, 𝑅𝐸𝐹𝐶𝐿𝐾 é a frequência do
clock de referência interno e N é a largura em bits do acu-
A. Geração de Forma de Onda Através de Técnica DDS mulador de fases.
Síntese digital direta (DDS – Direct Digital Synthesis) é Neste projeto, o acumulador de fase utilizado possui 32
uma técnica utilizada em processamento digital de dados bits, e apenas os 13 mais significativos são utilizados para
para gerar um sinal de saída com frequência e fase precisa- indexar a tabela de seno. Nesta tabela são utilizados 8192
mente controladas e referenciada a um clock de referência pontos, porque assim é garantida a obtenção de todas as
de frequência fixa [20]. combinações de palavras binárias de 12 bits que alimentam
A utilização do DDS possui como vantagens: o conversor DA. Com estes parâmetros é possível gerar
 Resoluções de Hz na frequência de saída e capaci- qualquer frequência dentro dos limites especificados para o
dade de sintonizar em sub-graus; equipamento com uma resolução de 91,3 Hz.
 Extremamente rápido na troca de frequência;
 Elimina a necessidade de sintonização e ajuste manu- B. Aquisição
al do sistema associados com o envelhecimento de
O conversor DA utilizado para a geração de ondas con-
componentes e variação da temperatura em soluções
some grande parte do tempo de processamento da CPU dis-
analógicas;
ponível. Portanto, para realizar a aquisição dos dados de
 A interface de controle digital da arquitetura DDS fa-
tensão e corrente utilizou-se o controlador periférico DMA
cilita um ambiente onde sistemas podem ser contro-
(PDC – Peripheral DMA Controller) para não haver neces-
lados remotamente, e minuciosamente otimizados,
sidade de utilizar a CPU para realizar as aquisições.
sob controle do processador.
O PDC transfere dados entre os periféricos (neste caso o
O diagrama de blocos do gerador de seno utilizando a
ADC) e as memórias. Utilizando PDC é possível remover a
técnica DDS implementado no firmware é apresentado na
sobrecarga do processador através da redução de interven-
Figura 7. O acumulador de fase recebe como sinais de en-
ções durante a transferência. Isso reduz significativamente o
trada o clock de referência e o valor de configuração da fre-
número de ciclos de clock requeridos para a transferência de
quência de saída e o sinal de saída do conversor DA é a se-
dados, o que melhora a performance do processador.
nóide desejada.
Quando um número estipulado de dado é transferido, uma
O principal componente do sistema é o acumulador de fa-
interrupção é ativada para o tratamento dos mesmos. Dessa
se, um contador que incrementa o número armazenado a
forma, os dados são aquisitados pelo ADC são automatica-
cada vez que recebe um pulso de clock. A magnitude do
mente armazenados nos buffers de tensão e corrente e ape-
incremento é determinada por uma palavra binária. A saída
nas quando todas as 1024 amostras forem concluídas inicia-
do acumulador de fase é linear, em forma de rampa, portan-
se o processamento, não necessitando utilizar uma interrup-
to, a mesma não pode ser utilizada diretamente para gerar a
ção para cada amostra individualmente.
forma de onda desejada. Os bits mais significativos da soma
Para cada frequência analisada, antes de realizar a aquisi-
do acumulador serão mapeados em uma tabela, no caso a
ção, a taxa de amostragem do conversor ADC é recalculada,
tabela de seno com 8192 pontos, em que os valores serão
bem como o valor da palavra binária de configuração da
convertidos para a amplitude da onda senoidal. Os valores
frequência do DDS, para que assim sempre haja quatro ci-
clos da onda senoidal nas 1024 amostras adquiridas. 𝑉𝑦 𝐼𝑦
𝛼 = 𝜃𝑣 − ⁡ 𝜃𝑖 = atan ( ) − ⁡atan⁡( ) (3)
𝑉𝑥 𝐼𝑥

C. Algoritmo de Processamento Utilizando a relação trigonométrica para a subtração de


O objetivo do algoritmo de processamento é realizar o duas funções arco tangentes, o valor de α pode ser calculado
cálculo da tangente de perdas, bem como o valor da capaci- através de (4).
tância e da resistência para todas as frequências analisadas.
As curvas de tensão e corrente adquiridas passam por um 𝑉𝑦 . 𝐼𝑥 − 𝑉𝑥 . 𝐼𝑦
processo de transformação para o domínio da frequência 𝛼 = atan ( ) (4)
𝑉𝑥 . 𝐼𝑥 − 𝑉𝑦 . 𝐼𝑦
através do algoritmo de DFT (Discrete Fourier Transform).
A partir dos parâmetros da componente fundamental é cons- No caso do equipamento desenvolvido, é necessário o
truído o diagrama fasorial, através do qual é possível encon- cálculo da tangente de perdas realizado conforme (5).
trar o valor do ângulo α entre os vetores de tensão e corren-
te, baseando-se na metodologia e cálculos que serão deta- 𝑉𝑦 . 𝐼𝑥 − 𝑉𝑥 . 𝐼𝑦
lhados a seguir. tan⁡(𝛼) = ( ) (5)
𝑉𝑥 . 𝐼𝑥 − 𝑉𝑦 . 𝐼𝑦
Considerando o diagrama fasorial apresentado na Figura
8, utilizando o fasor de tensão V e o fasor de corrente I, o Para realizar o cálculo do valor da resistência e da capaci-
objetivo é encontrar o ângulo α entre os vetores a partir das tância utilizou-se o modelo do circuito RC em paralelo con-
componentes reais e imaginárias dos dois vetores com o forme apresentado na Figura 9.
menor custo computacional possível.

y
I
Iy

V
Vy Figura 9 - Circuito RC em paralelo

a
Primeiramente, calcula-se o valor da impedância Z utili-
qi zando a equação apresentada em (6), em que V representa o
valor do módulo da tensão e I o valor do módulo da corren-
qv x te.
Ix Vx
Figura 8 - Diagrama fasorial de tensão e corrente sobre uma impedância
𝑉
Z =⁡ (6)
𝐼

A partir do diagrama fasorial é possível obter as compo- Em seguida, utilizando os conceitos do circuito RC em
nentes reais e imaginárias, bem como a fase de ambos os paralelo, calculou-se o valor da resistência através de (7).
fasores de tensão e corrente, conforme apresentado na
Tabela III. 𝑍
R =⁡ (7)
𝑐𝑜𝑠𝛼
Tabela III - Componentes do diagrama fasorial
Para calcular o valor da capacitância utiliza-se (8).
Fasor V Fasor I
Componente Real 𝑉𝑥 𝐼𝑥 1
Componente Imaginária 𝑉𝑦 𝐼𝑦 C= (8)
2𝜋𝑓X𝑐
Fase 𝜃𝑣 𝜃𝑖
Onde X𝑐 é o valor da reatância capacitiva calculada atra-
O valor do ângulo dos vetores pode ser obtido a partir das vés de (9), com base nos valores calculados para a impedân-
componentes reais e imaginárias pela função arco-tangente cia e para o resistor, e f é o valor da frequência em Hz.
conforme (2).
𝑉𝑦 −𝑍²𝑅²
𝜃𝑣 = atan⁡( ) X𝑐 = ⁡ √ 2 (9)
𝑉𝑥 𝑍 − 𝑅²
𝐼𝑦 (2)
𝜃𝑖 = atan⁡( )
𝐼𝑥
D. Interface Homem-Máquina
O valor do ângulo α entre os dois vetores é calculado A interação do usuário com o equipamento é realizada
através da diferença entre os ângulos de cada vetor, assim através do display sensível ao toque. Antes de iniciar a me-
tem-se (3). dição, o usuário configura os dados do capacitor para poste-
rior referência, como por exemplo o número de série, na tela
apresentada na Figura 10.

Figura 12- Esquema de operação do MEDCAP


Figura 10 - Tela do display para configuração dos dados do capacitor
O arquivo contém, além dos dados de identificação do
Se o usuário desejar, pode visualizar as formas de onda de capacitor, parâmetros de funcionamento e as medições pro-
tensão e de corrente que estão sendo adquiridas, bem como priamente ditas.
os valores calculados para cada frequência, enquanto a me- O funcionamento do software consiste, basicamente, nas
dição é realizada. A tela de visualização dos dados é apre- seguintes funções:
sentada na Figura 11. • Leitura dos arquivos gerados pelo MEDCAP;
• Cadastro de capacitores;
• Armazenamento, pesquisa e exibição das medições;
• Exportação dos dados.

Na Figura 14, é mostrada a tela de cadastro de capacito-


res. Este cadastro pode ser feito tanto no software quando
diretamente no equipamento. A vantagem de efetuar o ca-
dastramento prévio no software é facilitar a rotina de medi-
ção. O operador pode efetuar o cadastramento de forma
mais confortável no computador e exportá-lo para o
MEDCAP, dispensando a necessidade de digitação na tela
do equipamento quando o mesmo já se encontra em campo.

Figura 11 - Tela do display apresentando as formas de onda e os valores


medidos

Ao final das aquisições, se o usuário desejar, é armazena-


do no cartão de memória um arquivo contendo os valores
calculados para a capacitância e para a tangente de perdas
em todas as frequências de teste.

V. SOFTWARE
A. Aplicação
Os dados de medições coletados pelo equipamento serão
armazenados em sua memória interna e poderão ser visuali-
zados na tela de LCD. No entanto é desejável que estes da-
dos sejam apresentados de uma forma mais clara e organi-
zada ao usuário, além de permitir pesquisas e comparações
ao longo do tempo. Na Figura 12 é mostrada a forma de
utilização básica do MEDCAP, onde o operador utiliza o
equipamento para medição do Banco de Capacitores e em
seguida transfere os dados para o computador onde está ins-
talado o software.
A transferência dos dados pode ser efetuada através de
um cabo USB entre o equipamento e o computador ou atra- Figura 13 - Formato do arquivo gerado pelo MEDCAP
vés de um cartão de memória SD. O arquivo de texto gerado
pelo equipamento possui o formato mostrado na Figura 13.
são e corrente a partir dos dados gerados pelo equipamento e
transferidos via porta USB.
Utilizando o mesmo conceito que o algoritmo de proces-
samento do firmware, através do diagrama fasorial, são rea-
lizados os cálculos do ângulo entre os vetores de tensão e
corrente, da capacitância e da resistência. Dessa forma é
possível validar os cálculos realizados no firmware, compa-
rando os resultados obtidos para o mesmo capacitor.
O resultado das etapas de cálculo e os resultados finais
esperados são apresentados na tabela na parte inferior da
tela, como pode ser visualizado na Figura 16.
Figura 14 - Tela de cadastro de capacitores Para validar os cálculos implementados no software, fo-
ram geradas senóides ideais com valores conhecidos do ân-
gulo, do capacitor e do resistor. Foram testados três casos:
Após a coleta e transferência das medições do MEDCAP, um capacitivo, um capacitivo com pequeno erro no ângulo
os dados referentes a cada capacitor poderão ser pesquisados (para observar o comportamento em caso de erro de medi-
e visualizados. As medições podem ser visualizadas por ção) e um resistivo capacitivo. Os resultados obtidos para os
local, identificação ou número de série do capacitor e por
três casos são apresentados na Tabela IV.
data da medição. Ao escolher uma medição, os dados refe-
rentes a mesma serão apresentados como exemplificado na Tabela IV - Resultados obtidos para os testes
Figura 15.
A tela de medições exibe os dados do capacitor, os parâ- Capacitivo Capacitivo Resistivo-
metros de medição e a listagem das medidas, em forma de (erro) Capacitivo
tabela e de gráfico. Ângulo 90º 92º 75,14º
Capacitor 10uF 9,9uF 10uF
Resistor Infinito -7,6KΩ 1KΩ

Como os resultados estão de acordo com o esperado, é


possível concluir que os cálculos estão corretos, tornando
possível a validação da mesma metodologia implementada
no equipamento.

Figura 15 - Tela de visualização das medidas

Por fim, o usuário pode optar por exportar os dados das Figura 16 - Tela do software de testes e calibração
medições em formato XLS, que é o formato já utilizado pela
concessionária. Em um mesmo arquivo é possível exportar
os dados de um ou mais capacitores ou de uma ou mais me- Ambos os softwares descritos acima foram desenvolvidos
dições do mesmo capacitor. utilizando a linguagem de programação C# juntamente com
A utilização do software auxilia na rotina de medições, a ferramenta de desenvolvimento Microsoft Visual Studio
além de permitir um acompanhamento mais efetivo dos da- 2010 [22].
dos dos capacitores ao longo do tempo.
VI. PROJETO MECÂNICO DO EQUIPAMENTO
B. Teste e calibração Após a realização das provas de conceito e com as defini-
Adicionalmente ao software de medições, foi desenvolvi- ções dos circuitos que serão utilizados no protótipo final,
da uma interface para testes e calibração do equipamento. iniciou-se o projeto mecânico do invólucro do instrumento.
O software consiste em plotar as curvas senoidais de ten- Após vários estudos mecânicos para acomodar os circuitos
eletrônicos e a bateria, foi optado por utilizar-se a maleta nida a utilização de uma chapa de aço inoxidável. O painel
plástica Pelican 1300, que além de possuir as dimensões conta com os seguintes elementos: luzes de indicação, chave
adequadas, ser robusta e prática, apresenta as seguintes ca- de liga e desliga, conector para fonte de energia, entrada
racterísticas: para cartão de memória, conectores tipo banana para o sinal
• Totalmente estanque e a prova de poeira; de tensão, conector circular de oito terminais para a garra de
• Fácil abertura; corrente, conector USB e display de LCD com tela sensível
• Resistente a esforços mecânicos; ao toque, detalhados em vista explodida na Figura 20.
• Desenho com paredes sólidas;
• O-ring de vedação;
• Válvula automática de equalização de pressão.

Figura 19 - Painel frontal

Figura 17 - Maleta plástica escolhida como invólucro mecânico

A base de fixação será acoplada dentro da maleta e servi-


rá de apoio para o painel frontal e a bateria. Foi projetada a
partir de uma chapa de aço inoxidável, justamente por suas
propriedades antioxidantes, por ser leve, maleável e ao
mesmo tempo resistente. A espessura definida foi de 2mm,
para melhor fixação e sustentação do painel. A estrutura foi
desenhada para possuir a forma do interior da maleta, para
melhor aproveitamento do espaço, conforme Figura 18.

Figura 20 - Vista explodida do painel frontal

Para a fixação do painel frontal na base, são previstos


quatro furos na dobra superior do suporte, cuja ancoragem
será realizada com rebites roscados e parafusos M4.
A Figura 21 mostra a organização do interior da maleta,
idealizada de um modo em que o espaço fosse bem aprovei-
tado e prevendo-se a fácil manutenção, como por exemplo,
para a troca futura de bateria. Como é possível observar na
Figura 22 o conjunto final ficará todo acoplado no interior
da maleta, de forma compacta e simples.
Até o momento da escrita deste artigo, o projeto mecânico
Figura 18 - Base para fixação
ainda não havia sido implementado, existindo apenas o con-
O painel frontal do equipamento foi concebido para fácil ceito tridimensional em formato digital.
manuseio do operador, de forma a promover uma fácil aces-
sibilidade para as funções do equipamento, com uma dispo-
sição simples e com distância padrão entre os conectores,
como pode ser observado na Figura 19. Para a construção do
painel, assim como a base de sustentação, também foi defi-
Figura 21 - Protótipo em vista explodida

Figura 23 – Ensaio preliminar de medição de capacitância

Durante o ensaio, a frequência da tensão aplicada foi va-


riada entre os valores de 30 Hz a 3 kHz de forma logarítmi-
ca. Na tela do display é possível visualizar a forma de onda
da tensão e da corrente medida nos terminais do capacitor,
bem como os seus valores eficazes e o valor resultante da
impedância capacitiva e finalmente o valor estimado da ca-
Figura 22 - Protótipo montado pacitância, conforme apresentado na Figura 11. Para refe-
rência, as formas de onda da tensão aplicada no capacitor e a
corrente resultante foram capturadas no osciloscópio, con-
VII. RESULTADOS OBTIDOS
forme tela apresentada na Figura 24, onde são apresentados
os dados para a frequência de 197 Hz.
Para o ensaio foi utilizado um capacitor de 200 kVAr e
tensão de trabalho de 7.96 kV, cuja capacitância nominal é
8.671 F. A configuração do teste realizado, em que é pos-
sível visualizar os principais elementos que compõem o
mesmo, é apresenta na Figura 23. A fonte de alimentação de
12V alimenta as placas eletrônicas e a forma de onda de
tensão gerada pelo circuito eletrônico é aplicada diretamente
nos terminais do capacitor. A garra de corrente adaptada é
utilizada para a medição da corrente do capacitor, e seus
sinais são conectados na placa eletrônica através de um cabo
de aproximadamente três metros de comprimento. O osci-
loscópio é utilizado para fazer a comparação e aferição dos
sinais de tensão e corrente, e para tal um transdutor ativo de
corrente é utilizado.

Figura 24 - Tensão e corrente no capacitor para a frequência de 197 Hz


Para as baixas frequências, o valor da capacitância encon- [9] Sévigny, R.; Et Alli - "Capacitor Measurement In The Substation
Environment: A New Approach". Ieee 9th International Conference
trada foi de aproximadamente 8.6 F, valor bem próximo do O Transmission And Distribution, 0-7803-6625-5/00, 35c-Cap-1.
valor nominal. Entretanto, a medida que a frequência de Canadá - Ieee, 2000.
teste é aumentada o valor encontrado da capacitância vai [10] Tong, D.; Et Alli "Harmonic Propagation In Transmission System
diminuindo, não apresentando bons resultados nesta condi- With Multiple Capacitor Installations". International Conference On
Power System Technology. 0-7803-6338-8. Austrália Ieee, 2000.
ção. Isto se deve ao fato de haver um pequeno erro na ampli- [11] Gagaoudakis, N. G.; Georgopoulos, A. D. "Investigation Of Har-
tude e fase da medida da corrente, inerente a própria respos- monics In Relation To 150kv Capacitor Banks At Ppc's Philippi
ta em frequência do transdutor. Para solucionar o problema Substation". 8th International Conference On Harmonics And Qual-
está sendo vislumbrado a implementação de um algoritmo ity Of Power, 0-7803-5105-3. Grécia Ieee, 1998
[12] Liang, Y.; Et Alli ; "Dynamic Reactive Load Model". Ieee Transac-
de compensação em frequência do erro de medida da corren- tions On Power Systems, Vol. 13, No. 4, Eua Ieee, 1998
te, de forma realizar assim a calibração do equipamento. [13] De Grijp, M.H.B.; Borm, C. "Electromagnetic Compatibility In
Open Air Substations". Ieee Africon 4th Africon. 0-7803-3019-6.
África Do Sul Ieee, 1996.
VIII. CONCLUSÃO [14] De Grijp, M.H.B.; Hopkins, R.A. "Controlled Switching Of Shunt
Capacitors". Ieee Africon 4th Africon. 0-7803-3019-6. África Do
Sul Ieee, 1996.
O objetivo do projeto é o desenvolvimento de um equi- [15] Williamson, A.R.F. ; Bekker, J. ; Marshall, D.A. "Voltage Quality
pamento que possibilite a identificação, de maneira rápida, Improvements Through Capacitor Bank Tuning In The Eskom
de um capacitor danificado, sem necessidade de desmonte Transmission Network". Ieee Africon 4th -Africon. 0-7803-3019-6.
Africa Do Sul Ieee, 1996.
do banco capacitivo. [16] Hornak, D.L. "Quality Of Service Improvement Opportunities With
A solução concebida utiliza tecnologias inovadoras, como Advanced Capacitor Controls". 35th Rural Electric Power Confe-
arquitetura de amplificadores especializada, varreduras em rence, 0-7803-0059-9. Eua Ieee, 1991.
frequência através da Síntese Digital Direta (DDS), algorit- [17] Rizy, D.T.; Et Alli "Measuring And Analyzing The Impact Of
Voltage And Capacitor Control With High Speed Data Acquisition
mos de processamento, interface com usuário através de tela [Distribution System]". Ieee Transactions On Power Delivery. Vol.
sensível ao toque, além de resultar em um equipamento por- 4, No 1. Eua Ieee, 1989.
tátil. Adicionalmente foi desenvolvido um software para [18] Adolfsson, M.B.; Et Alli "Ehv Series Capacitor Banks: A New
visualização e acompanhamento da vida útil dos capacitores. Approach To Platform To Grounds Signalling, Relay Protection
And Supervision". Ieee Transactions On Power Delivery. Vol. 4, No
O desenvolvimento encontra-se em fase de testes de labo- 2. Eua Ieee, 1989.
ratório e já foi possível a obtenção de resultados práticos. [19] Oregan, T. M.; Burkum, M. E. "Development Of A System For
Após os ajustes necessários e a implementação do projeto Field Testing Of High Voltage Capacitors On Electrical Utility
mecânico, estão previstos os testes em campo para a valida- Systems With In-Circuit Measurement". Ieee Transaction On Power
Apparatus And Systems, Vol. Pas-103, No. 10, Eua - Ieee, 1984.
ção final. A expectativa é que o equipamento MEDCAP [20] Analog Devices, “A Technical Tutorial on Digital Signal Synthe-
auxilie a concessionária na antecipação de defeitos em Ban- sis”. Analog Devices, 1999 [Online]. Disponível:
co de Capacitores com o mínimo impacto no funcionamento http://www.ieee.li/pdf/essay/dds.pdf
da subestação. [21] Atmel Studio 6. Version: 6.1.2730 – Service Pack 2. Atmel, 2013.
[22] Microsoft Visual Studio 2010 Professional. Version 10.0.30319.
Microsoft Corporation, 2010.
IX. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[1] Nakamura, R.D.R., Silva, S. R., “Instalação De Capacitores Em Um


Sistema Com Grandes Distorções Harmônicas E Baixa Potência De
Curto-Circuito – Um Estudo De Caso”, Congresso Brasileiro Sobre
Qualidade De Energia Elétrica – Cbqee, Brasil, 2011.
[2] Lahiri, R.N.; Et Alli - "Importance Of Distribution Automation
System For Indian Power Utility", Power & Energy Society General
Meeting. 978-1-4244-4241-6. Canadá - Ieee, 2009.
[3] Dionise, T. J.; Lorch, V. - "Harmonic Filter Analysis And Redesign
For A Modern Steel Facility With Two Melt Furnaces Using Dedi-
cated Capacitor Banks". Conference Record Of The 2006 Ieee In-
dustry Applications Conference Forty-First Ias Annual Meeting, 1-
4244-0364-2. Eua - Ieee, 2006.
[4] Wilson, R.E. ; Taylor, C.W. - "Using Dynamic Simulations To
Design The Wide-Area Stability And Voltage Control System
(Wacs)". Ieee Pes Power Systems Conference And Exposition, .
Vol. 1. Eua - Ieee, 2004.
[5] El Mofty, A.; Youssef, K.; Tantawy, M. - "Activities Of Aedc For
A Reliable Service With Relation To Users". 14th International
Conference And Exhibition On (Iee Conf. Publ. No. 438) Electricity
Distribution. Part 1: Contributions. Cired, 0-85296-674-1. Eua -
Ieee, 2002.
[6] Santoso, S.; Lamoree, J.D.; Bingham, R.P. - "Answermodule: Au-
tonomous Expert Systems For Turning Raw Pq Measurements Into
Answers". Ninth International Conference On Harmonics And
Quality Of Power. 0-7803-6499-6. Eua - Ieee, 2002.
[7] V.; Baran, M.E.; Novosel, D. - "Integrated Volt/Var Control In
Distribution Systems". Power Engineering Society Winter Meetin,
0-7803-6672-7. Eua - Ieee, 2001.
[8] Saha, M.M.; Et Alli - "Fault Location In Uncompensated And Se-
ries-Compensated Parallel Lines". Power Engineering Society Win-
ter Meeting. Vol. 4. Eua- Ieee, 2000.