Vous êtes sur la page 1sur 68

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS


ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

1 Contexto operacional

A Companhia e suas empresas controladas têm entre seus principais objetivos a prestação de
serviços de logística no mercado interno e externo em diversos setores da economia, tais como
automotivo, "Home and Personal Care - HPC", combustíveis, agronegócio, papel e celulose, químico,
telecomunicações, eletrônicos e informática.

Em 28 de junho de 2007, a Companhia obteve registro de Companhia Aberta junto à Comissão de


Valores Mobiliários - CVM e, a partir de 3 de julho de 2007 suas ações passaram a ser
comercializadas na Bolsa de Valores do Estado de São Paulo - BOVESPA - Novo Mercado - sob a
sigla TGMA3.

A Companhia está vinculada à arbitragem na Câmara de Arbitragem do Mercado, conforme cláusula


Compromissória constante no seu Estatuto Social.

2 Apresentação das informações trimestrais - ITR


e principais práticas contábeis

As presentes informações trimestrais – ITR foram aprovadas pelo Conselho de Administração da


Companhia em 15 de julho de 2008.

As informações trimestrais – ITR foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as
disposições e normas estabelecidas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Como mencionado na Nota 23, as informações contábeis contidas nas ITR não contemplam a
totalidade das modificações nas práticas contábeis introduzidas pela Lei no.11.638, de 28 de
dezembro de 2007, estando os correspondentes efeitos, quando aplicáveis divulgados, como
requerido pela Instrução CVM no. 469 de 2 de maio de 2008.
.
Na elaboração das informações trimestrais – ITR, é necessário utilizar estimativas para contabilizar
certos ativos, passivos e outras transações. As informações trimestrais – ITR da Companhia incluem,
portanto, várias estimativas referentes à seleção das vidas úteis do ativo imobilizado, prazos de
amortização dos ágios, provisões necessárias para passivos contingentes, determinações de
provisões para créditos de realização duvidosa e outras similares. Os resultados reais podem
apresentar variações em relação às estimativas.

As principais práticas contábeis adotadas na elaboração dessas informações trimestrais – ITR


(controladora e consolidado) estão definidas a seguir:

(a) Disponibilidades e aplicações financeiras

As disponibilidades compreendem dinheiro em caixa e depósitos bancários, estando demonstradas


ao custo. As aplicações financeiras, representadas substancialmente por Fundos de Renda Fixa,
estão demonstradas ao custo acrescido dos rendimentos auferidos até a data do balanço, estando
apresentadas observando os prazos estimados de seu resgate.

(b) Contas a receber de clientes

As contas a receber de clientes são avaliadas pelo montante original das vendas de serviços e outras
deduzida a provisão para créditos de realização duvidosa dessas contas a receber. A provisão para
créditos de realização duvidosa é estabelecida quando existe uma evidência objetiva de que a
Companhia não será capaz de cobrar todos os valores devidos de acordo com os prazos originais
das contas a receber. O valor da provisão é a diferença entre o valor contábil e o valor recuperável.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 1


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


(c) Imposto de renda e contribuição
social sobre o lucro

O imposto de renda e a contribuição social sobre o lucro são calculados pelas alíquotas regulares de
15% acrescida de adicional de 10% para o imposto de renda e de 9% para a contribuição social sobre
o lucro contábil do exercício, ajustado segundo critérios estabelecidos pela legislação fiscal vigente.

Impostos diferidos ativos são reconhecidos na extensão em que seja provável que o lucro futuro
tributável esteja disponível para ser usado na compensação das diferenças temporárias, com base
em projeções de resultados futuros elaboradas e fundamentadas em premissas internas e em
cenários econômicos futuros que podem, portanto, sofrer alterações.

(d) Investimentos em controladas

(i) Custo e/ou valor patrimonial

Quando a Companhia detém mais da metade do capital social votante de outra empresa, esta é
considerada uma controlada. Nas empresas em que a Companhia detém menos de 50% do capital
votante, acordos garantem à Companhia direito de veto em decisões que afetem significativamente
os negócios da controlada, garantindo-lhe o controle compartilhado.

Os investimentos em empresas controladas são registrados pelo método de equivalência patrimonial.


De acordo com esse método, a participação da Companhia no aumento ou na diminuição do
patrimônio líquido das controladas, após a aquisição, em decorrência da apuração de lucro líquido ou
prejuízo no período ou em decorrência de ganhos ou perdas em reservas de capital ou de ajustes de
exercícios anteriores, bem como a variação cambial de investimento em controladas no exterior, é
reconhecida como receita (ou despesa) operacional. A variação da porcentagem de participação no
capital social das controladas é reconhecida como receita (ou despesa) não operacional. Os
movimentos cumulativos após as aquisições são ajustados contra o custo do investimento.

Os investimentos da Companhia nas controladas incluem ágio (líquido de amortização acumulada) na


aquisição. Quando a participação da Companhia nas perdas das controladas iguala ou ultrapassa o
valor do investimento, a Companhia não reconhece perdas adicionais, a menos que tenha assumido
obrigações ou feito pagamentos em nome dessas sociedades.

O custo de aquisição de uma sociedade controlada é mensurado pelo valor dos ativos cedidos, ações
emitidas ou passivos assumidos na data da aquisição, mais os custos diretamente atribuíveis à
aquisição. O montante do custo de aquisição que ultrapassa o valor do patrimônio líquido contábil da
controlada adquirida é registrado como ágio.

Se, no momento da aquisição de participação societária, o valor do patrimônio líquido da investida for
negativo (denominado passivo a descoberto), o saldo inicial da equivalência deve ser negativo, com o
ágio representando a diferença entre esse resultado e o custo de aquisição. O registro da
equivalência patrimonial deve ser normal daí em diante a não ser que eventuais prejuízos adicionais
suplantem o investimento até zerá-lo. Adicionalmente, quando existir passivo a descoberto e houver
intenção manifesta da controladora em manter o seu apoio financeiro à investida, deverá ser
constituída provisão para perdas, a ser apresentada no ativo permanente por dedução do valor
contábil do investimento, nele incluído o ágio, sendo o eventual excedente apresentado em conta
específica no passivo.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 2


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


(ii) Ágio

O ágio é apurado na aquisição ou na subscrição de capital em outra sociedade, representado pelo


valor do custo de aquisição do investimento que superar o valor da equivalência patrimonial,
calculada a partir do percentual de aquisição ou subscrição sobre o valor do patrimônio líquido da
outra sociedade.

O ágio é amortizado de acordo com o fundamento que o determinou ao longo da vida útil estimada. A
administração determina a vida útil estimada do investimento baseada em sua avaliação das
respectivas sociedades adquiridas no momento da aquisição, considerando fatores como participação
no mercado, potencial de crescimento e outros fatores inerentes, respeitando-se, porém, um intervalo
de amortização entre cinco e dez anos. O ágio não justificado por fundamentos econômicos é
reconhecido imediatamente como perda, no resultado do exercício.

Na data de cada balanço, a Companhia avalia se há indícios de perda permanente ("impairment"). Se


existirem tais indícios, uma análise é realizada para avaliar se o valor contábil do ágio pode ser
totalmente recuperado. Se o valor contábil ultrapassar o valor recuperável, o montante é reduzido em
contrapartida ao resultado.

(e) Imobilizado

Demonstrado ao custo de aquisição, corrigido monetariamente até 31 de dezembro de 2005,


deduzido da depreciação calculada pelo método linear, às taxas anuais mencionadas na Nota 9, que
levam em consideração o prazo de vida útil-econômica dos bens.

Quando o valor contábil de um ativo é maior do que o valor recuperável estimado, ele é
imediatamente reduzido ao valor recuperável.

Ganhos e perdas em alienações são determinados pela comparação dos valores de alienação com o
valor contábil e são incluídos no resultado não operacional.

Reparos e manutenção são apropriados ao resultado durante o período em que são incorridos. O
custo das principais renovações é incluído no valor contábil do ativo no momento em que for provável
que os benefícios econômicos futuros que ultrapassarem o padrão de desempenho inicialmente
avaliado para o ativo existente fluirão para a Companhia, sendo depreciados ao longo da vida útil
restante do ativo relacionado.

(f) Ativos intangíveis

Os gastos com pesquisa são reconhecidos como despesas quando incorridos. Os gastos incorridos
no desenvolvimento de projetos (novos serviços) são reconhecidos como ativos intangíveis quando
for provável que o projeto será bem sucedido, considerando-se sua viabilidade comercial, e sendo
amortizados desde o início das operações, pelo método linear e ao longo do período do benefício
esperado, não ultrapassando cinco anos. Outros gastos de desenvolvimento são reconhecidos como
despesas na medida em que são incorridos.

Os gastos diretamente associados a softwares identificáveis e únicos, controlados pela Companhia e


que, provavelmente, gerarão benefícios econômicos maiores que os custos por mais de um ano,
assim como os gastos com o aperfeiçoamento ou a expansão de seu desempenho para além das
especificações originais, são reconhecidos como ativos intangíveis, sendo amortizados usando-se o
método linear, às taxas anuais mencionadas na Nota 10, que levam em consideração o prazo de sua
vida útil-econômica.

(g) "Impairment" de ativos permanentes

O imobilizado e outros ativos não circulantes, inclusive o ágio e os ativos intangíveis, são revistos
para se identificar perdas por "impairment" sempre que eventos ou alterações nas circunstâncias
indicarem que o valor contábil pode não ser recuperável. A perda por "impairment" é reconhecida

15/08/2008 00:05:44 Pág: 3


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


pelo montante em que o valor contábil do ativo ultrapassa o valor recuperável, que é o maior entre o
preço líquido de venda e o valor em uso de um ativo.

(h) Demais ativos circulante e não circulantes (realizável a longo prazo)

São apresentados ao valor de custo ou de realização, incluindo, quando aplicável, os rendimentos e


as variações monetárias auferidos.

(i) Provisões

As provisões são reconhecidas quando a Companhia tem uma obrigação presente legal ou implícita
como resultado de eventos passados; é provável que uma saída de recursos seja necessária para
liquidar a obrigação e uma estimativa confiável do valor possa ser feita.

Quando a Companhia espera que uma provisão seja reembolsada, por exemplo por um contrato de
seguros, o reembolso é reconhecido como ativo separado, mas somente quando esse reembolso é
virtualmente certo, ou seja, é mais que provável que ocorra.

(j) Benefícios a funcionários e dirigentes -


participação nos lucros e bônus

A Companhia e suas empresas controladas não mantém planos de previdência privada ou qualquer
plano de aposentadoria para seus funcionários e dirigentes, assim como quaisquer benefícios pós
sua saída da Companhia. Adicionalmente, também não mantém plano de opção de compras de
ações ("stock options").

A Companhia possui plano de benefícios a dirigentes e funcionários, na forma de participação nos


lucros e planos de bônus, cuja obrigação encontra-se reconhecida na rubrica "Salários e encargos
sociais a pagar" (Nota 14).

A expectativa é de que a participação nos lucros e planos de bônus sejam liquidadas em até doze
meses e encontra-se apresentado pelo valor que se espera ser quitado.

(l) Empréstimos

Os empréstimos tomados são reconhecidos contabilmente no recebimento dos recursos, líquidos dos
custos de transação. Em seguida, os empréstimos tomados são apresentados pelo custo, líquido dos
pagamentos realizados, acrescidos de encargos e juros proporcionais ao período incorrido ("pro rata
temporis").

(m) Demais passivos circulante e não circulantes (exigível a longo prazo)

São demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos
correspondentes encargos e variações monetárias incorridos.

(n) Capital social

As ações ordinárias são classificadas como patrimônio líquido.

(o) Dividendos

Nos termos do Estatuto Social da Companhia, aos titulares de ações será atribuído, em cada
exercício, um dividendo mínimo de 25% do lucro líquido, calculado nos termos da lei societária.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 4


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


(p) Reconhecimento de receita

A receita compreende o valor faturado pela venda de serviços. A receita pela prestação de serviços é
reconhecida no momento em que os serviços são efetivamente prestados.

(q) Demais receitas, custos e despesas

São reconhecidas observando-se o regime de competência de exercícios.

(r) Demonstrações financeiras consolidadas

As demonstrações financeiras consolidadas compreendem as demonstrações financeiras da Tegma


Gestão Logística S.A. e de suas empresas controladas (individualmente ou sob controle comum),
como mencionadas na Nota 8. Nas demonstrações financeiras consolidadas foram eliminadas as
contas-correntes, as receitas e custos e despesas entre as empresas consolidadas, bem como os
investimentos, sendo destacada a participação de minoritários. Para as empresas controladas sob
controle comum, as demonstrações financeiras são consolidadas de forma proporcional.

3 Disponibilidades

Controladora Consolidado

30 de junho 31 de março 30 de junho 31 de março


de 2008 de 2008 de 2008 de 2008

Caixa - matriz e filiais 722 929 741 943


Bancos 3.114 2.388 9.763 7.591

3.836 3.317 10.504 8.534

4 Aplicações financeiras

Controladora Consolidado

30 de junho 31 de março 30 de junho 31 de março


de 2008 de 2008 de 2008 de 2008

Certificados de Depósitos
Bancários - CDB 998 975
Fundos de Renda Fixa 161.863 191.786 164.512 193.836

161.863 191.786 165.510 194.811

Os Certificados de Depósitos Bancários e Fundos de Renda Fixa têm remuneração equivalente a


101% da variação do índice do Certificado de Depósito Interbancário - CDI.

5 Contas a receber

Controladora Consolidado

30 de junho 31 de março 30 de junho 31 de março


de 2008 de 2008 de 2008 de 2008

Clientes nacionais 109.818 86.083 135.141 110.373


Clientes exterior 599 779 599 792
Provisão para créditos de
realização duvidosa (862) (792) (1.521) (1.218)

109.555 86.070 134.219 109.947

15/08/2008 00:05:44 Pág: 5


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


6 Partes relacionadas

Controladora Consolidado

30 de junho 31 de março 30 de junho 31 de março


de 2008 de 2008 de 2008 de 2008

Ativo circulante
Contas a receber
Catlog Logística de Transportes S.A. 3.255 3.670 1.595 1.871
Tegmax Comércio e Serviços Automotivos Ltda. 821 1.299

4.076 4.969 1.595 1.871

Dividendos a receber
Catlog Logística de Transportes S.A. 1.886 1.886

Realizável a longo prazo


Partes relacionadas - contrato de mútuo/conta-corrente
Catlog Argentina - US$ 582 637
Tegmax Comércio e Serviços Automotivos Ltda. 110
TGI Comércio Atacadista de Peças Automotivas Ltda. 921 875
Bonifácio Logística e Transportes Ltda – (*) 41.590 36.195
Promotora Quinta Rueda, C.A. 1.076 950 674 674
Transportadora Sinimbu Ltda. 127 127 127 127

43.714 38.257 1.383 1.438

49.676 45.112 2.978 3.309

Passivo circulante
Fretes a pagar
Catlog Logística de Transportes S.A. 63 31
Demais contas a pagar - aluguel
Transportadora Sinimbu Ltda. 95 95
Bonix Empreendimentos e Participações S.A 100 100 100 100

100 258 100 226

Partes relacionadas - conta corrente


Catlog Argentina - US$ 301 327
Catlog Espanha - Euros 20 22
Catlog França - Euros 250 225
Promotora Quinta Rueda, C.A. 1.103
Coimex Armazéns Gerais S.A. 53

1.674 627

100 258 1.774 853


(*) atual Tegma Cargas Especiais Ltda

15/08/2008 00:05:44 Pág: 6


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

Controladora Consolidado

30 de 30 de 30 de
junho de 30 de junho junho de junho de
2008 de 2007 2008 2007

Resultado
Receita de serviços prestados - Fretes
Catlog Logística de Transportes S.A. 8.851 4.480 4.337 2.195
Tegmax Comércio e Serviços Automotivos Ltda. 119 250 118
Outras receitas operacionais - suporte administrativo
Catlog Logística de Transportes S.A. 2.048 1.021 1.004 500

11.018 5.751 5.459 2.695

Custo dos serviços prestados


Catlog Logística de Transportes S.A. - Fretes (347) (139) (170) (68)
Transportadora Sinimbu Ltda. - Fretes (601) (601)

(347) (740) (170) (669)

Despesas gerais e administrativas


Coimex Empreendimentos e Participações Ltda. (183) (183)
Catlog França e outras (51) (90)
Bonix Empreendimentos e Participações S.A (600) (600)

(600) (183) (651) (273)

Os saldos apresentados no consolidado com a empresa controlada em conjunto Catlog Logística de


Transportes S.A., e suas associadas no exterior, decorrem do processo de consolidação proporcional
de suas demonstrações financeiras.

A controladora mantém contrato firmado com a Catlog Logística de Transportes S.A. de prestação de
serviços de gestão administrativa e comercial.

A Companhia manteve, até abril de 2007, com a Coimex Empreendimentos e Participações Ltda.
contrato de prestação de serviços de consultoria no desenvolvimento de atividades de comunicação
social.

A controladora mantém contrato firmado de prestação de serviço de consultoria com a Bonix


Empreendimentos e Participações S.A, relativos aos negócios da Bonifácio Logística e Transportes
Ltda.

As operações de contratação de fretes são realizadas observando-se condições normais de mercado.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 7


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


7 Impostos a recuperar

Controladora Consolidado

31 de 31 de
30 de junho março de 30 de junho março de
de 2008 2008 de 2008 2008

ICMS a recuperar 3.090 3.080 7.224 6.646


ICMS a recuperar - DCA 2.437 2.241 2.437 2.241
INSS a recuperar 1.393 1.287 2.566 2.564
IRRF sobre aplicações financeiras 4.235 3.398 4.289 3.426
Outros 503 237 1.411 956

11.658 10.243 17.927 15.833


Passivo Circulante (10.553) (8.469) (14.693) (10.623)

Exigível a longo prazo 1.105 1.774 3.234 5.210

A movimentação do saldo do ICMS a recuperar pode ser assim demonstrada:

Controladora

Declaração
Decorrente das de Crédito
operações Acumulado - DCA

Em 31 de março de 2008 3.080 2.241


Créditos conforme registros fiscais 206
Transferências (196) 196

Em 30 de junho de 2008 3.090 2.437

Consolidado

Declaração
Decorrente das de Crédito
operações Acumulado - DCA

Em 31 de março de 2008 6.646 2.241


Créditos conforme registros fiscais 774
Transferências (196) 196

Em 30 de junho de 2008 7.224 2.437

Em 1o. de agosto de 2008, foram aprovadas, dentre outras, as seguintes alterações na legislação
fiscal do ICMS: (a) isenção do ICMS para os serviços de transporte de cargas dentro do estado de
São Paulo e (b) eliminação do regime de substituição tributária sobre as operações de transportes.
Em decorrência dessas alterações, as operações interestaduais passaram a ter o destaque normal do
ICMS em razão da eliminação do regime de substituição tributária, podendo a empresa compensar
com o montante dos referidos créditos com os débitos apresentados, assim como podendo utilizar os
créditos fiscais acumulados (DCA), após sua homologação junto as autoridades fiscais, na aquisição
de veículos. A administração da Companhia entende, com base em estudos realizados, que irá
compensar os créditos fiscais existentes em 15 meses na controladora e em 26 meses nas
controladas.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 8


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


8 Investimentos

30 de junho de 2008 31 de março de 2008

Passivo a Ágio, Passivo a Ágio,


Custo descoberto líquido Total Custo descoberto líquido Total

Catlog Logística de Transportes S.A. - (Catlog) 2.949 862 3.811 2.255 1.005 3.260
Tegmax Comércio e Serviços Automotivos Ltda. - (Tegmax) 2.185 2.185 1.646 1.646
TGI Comércio Atacadista de Peças Automotivas Ltda. - (TGI) 450 450 258 258
Tegma Cargas Especiais Ltda – (DCE) (26.027 ) 41.214 15.187 (22.088) 41.214 19.126
Coimex Logística Integrada S.A. - (CLI) 12.470 2.863 15.333 11.762 3.450 15.212
PDI Comércio e Indústria e Serviços Ltda. - (PDI) 2.991 36 3.027 2.514 36 2.550
Tegma Venezuela S.A. - (TV) 185 185 284 284

21.230 (26.027 ) 44.975 40.178 18.719 (22.088) 45.705 42.336

(a) As principais informações das participações societárias mantidas estão resumidas a seguir:

Quantidade de quotas Participação no Patrimônio líquido Lucro líquido (prejuízo)


ou ações possuídas capital social - % (passivo a descoberto) do período

31 de
30 de junho 31 de março 30 de junho março de 30 de junho 31 de março 30 de junho 31 de março
de 2008 de 2008 de 2008 2008 de 2008 de 2008 de 2008 de 2008

Catlog Logística de Transportes S.A. - (Catlog) 1.445.698 1.445.698 49 49 6.018 4.601 2.477 1.064
Tegmax Comércio e Serviços Automotivos Ltda. - (Tegmax) 1.593.900 1.593.900 99 99 2.209 1.663 1.017 473
TGI Comércio Atacadista de Peças Automotivas Ltda. - (TGI) 9.900 9.900 99 99 454 261 339 145
Tegma Cargas Especiais Ltda – (DCE) (*) 830.400 830.400 100 100 (26.027) (22.088) (7.321)) (2.893)
Coimex Logística Integrada S.A. - (CLI) 2.136.116 2.136.116 100 100 12.470 11.762 448 (256
PDI Comércio e Indústria e Serviços Ltda. - (PDI) 2.170.999 2.170.999 100 100 2.991 2.514 786 309
Tegma Venezuela S.A. - (TV) 392.500 392.500 25 25 740 1.489 (793)

15/08/2008 00:05:44 Pág: 9


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


(*) Considera a participação direta da Companhia de 49% e indireta de 51% mantida pela Boni, onde a Companhia detem 100%.
A razão social da Bonifácio Logística e Transportes Ltda foi alterada para Tegma Cargas Especiais Ltda.

(b) A movimentação dos investimentos pode ser assim apresentada:

Catlog Tegmax TGI Boni e Bonifácio CLI PDI TV Total

Em 31 de dezembro de 2007 1.735 1.177 115 (19.195) 12.018 2.205 319 (1.626)
Equivalência patrimonial 520 469 143 (2.893) (256) 309 (35) (1.743)

Em 31 de março de 2008 2.255 1.646 258 (22.088) 11.762 2.514 284 (3.369)
Equivalência patrimonial 694 539 192 (3.939) 708 477 (99) (1.428)

Em 30 de junho de 2008 2.949 2.185 450 (26.027) 12.470 2.991 185 (4.797)

Boni e
Catlog Tegmax TGI Asera Bonifácio CLI PDI Total

Em 31 de dezembro de 2006 1.685 961 9 - - - 2.655


Equivalência patrimonial 289 (400) 86 (25)
Aquisição de participação societária 2 2

Em 31 de março de 2007 1.974 561 95 2 - - 2.632


Aquisição de participação societária 8.932 (6.149) 3.426 1.860 8.069
Equivalência patrimonial 280 134 (36) 271 (4.076) 744 6 (2.677)

Em 30 de junho de 2007 2.254 695 59 9.205 (10.225) 4.170 1.866 8.024

15/08/2008 00:05:44 Pág: 10


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


(c) A composição dos ágios pagos na aquisição de participações societárias pode ser assim
demonstrada:
30 de 31 de
junho de março de
2008 2008

Amortização
acumulada
Custo e outros Líquido Líquido

Ágio na aquisição da Catlog Logística de


Transportes S.A. 2.870 (2.008) 862 1.005

Ágio na aquisição da Bonifácio Logística e Transportes


Ltda. 6.363 6.363 6.363

Ágio na aquisição da Boni Amazon S.A. 34.851 34.851 34.851

Ágio na aquisição da PDI Comércio, Indústria e Serviços


Ltda. 36 36 36

Ágio na aquisição da Coimex Logística Integrada S.A. (*) 3.450 (587) 2.863 3.450

47.570 (2.595) 44.975 45.705

A movimentação dos ágios pagos na aquisição de participações societárias pode ser assim
demonstrada:

Em 31 de dezembro de 2007 45.848


Amortização (143 )

Em 31 de março de 2008 45.705


Amortização (730 )

Em 30 de junho de 2008 44.975

15/08/2008 00:05:44 Pág: 11


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


(d) Os saldos totais das contas patrimoniais e de resultado das sociedades controladas sob controle
comum, considerados nas demonstrações financeiras consolidadas proporcionalmente à participação
societária mantida, estão resumidos a seguir:

CATLOG TEGMA VENEZUELA


30 de 31 de 30 de
junho março de junho de 31 de março
2008 2008 2008 de 2008
Ativo
Circulante 22.614 26.791 907 545
Realizável a Longo Prazo 3.564 3.952
Permanente 329 348 5.915 1.999
26.507 31.091 6.822 2.544

Passivo e Patrimônio Líquido


Circulante 18.465 24.465 6.082 1.055
Exigível a Longo Prazo 2.024 2.025
Patrimônio Líquido 6.018 4.601 740 1.489
26.507 31.091 6.822 2.544
30 de 30 de 30 de
junho de junho de junho de
2008 2007 2008
Resultado do exercício
Receita bruta dos serviços 75.921 41.886 58
Tributos e outras deduções (15.416 ) (8.862 )
Receita Líquida dos Serviços 60.505 33.024 58
Custo dos serviços prestados (53.623 ) (29.445 ) (455 )
Despesas gerais e administrativas (3.240 ) (1.811 ) (381 )
Receitas/Despesas financeiras
líquidas 203 97 (15 )
Outras receitas líquidas (130 ) (171 )
Imposto de renda e contribuição social (1.238 ) (531 )

Lucro líquido (prejuízo) do período 2.477 1.163 (793 )

A Tegma Venezuela S.A. iniciou suas operações em março de 2008.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 12


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


Em 22 de março de 2007 foi adquirida a participação de 100% no capital social da Asera
Empreendimentos e Participações Ltda. ("Asera"), pelo montante de R$ 2.

Em 21 de abril de 2007 foi firmado o contrato de aquisição e outras avenças, estabelecendo, dentre
outros, o seguinte:

. A Boniamazon B Participações Ltda. subscreveu e integralizou capital social na Tegma Gestão


Logística S.A., mediante a conferência de 830.400 quotas, representativas de 49% do capital
social da Bonifácio Logística e Transporte Ltda., pelo montante de R$ 3.350, sendo apurado ágio,
no montante de R$ 6.363 (Nota 18).

. A Companhia adquiriu 838.466 ações ordinárias nominativas da Boni Amazon S.A., detentora de
51% do capital social da Bonifácio Logística e Transporte Ltda., pelo montante de R$ 35.000, a ser
ajustado em função de eventual diferença entre o valor do endividamento em 31 de março e 30 de
abril de 2007, sendo apurado inicialmente ágio no montante de R$ 38.136, fundamentado em
expectativa de lucratividade futura. O montante do ajuste de preço de aquisição (diferença entre o
endividamento em 31 de março e 30 de abril de 2007), apurado por consultores externos, totalizou
R$ 2.657 (redução do preço de aquisição), assim como as partes convencionaram uma redução
adicional, no montante de R$ 628, montantes esses contabilizados como redução do preço de
aquisição e tendo como contrapartida o ágio apurado inicialmente.

O saldo remanescente a pagar decorrente da referida aquisição totaliza, em 30 de junho de 2008,


R$ 5.634, a ser pago em 21 de outubro de 2008, corrigido com base na variação da SELIC até a data
do efetivo pagamento.

Em 27 de abril de 2007 foi firmado o contrato de compra e venda de participações societárias,


subscrição de ações e outras avenças, estabelecendo, dentre outros, o seguinte:

(i) A Companhia adquiriu 100% das quotas representativas do capital social da PDI Comércio Indústria e
Serviços Ltda., avaliadas a valor contábil, pelo montante de R$ 1.860, pago em 30 de abril de 2007.

(ii) A controlada ASERA adquiriu 1.611.457 ações ordinárias nominativas, representativas de 43% do
capital social da Coimex Logística Integrada S.A. ("CLI"), pelo montante de R$ 8.890, pago em 30 de
abril de 2007, sendo apurado ágio fundamentado na expectativa de lucratividade futura, no montante
de R$ 6.306.

(iii) A Coimex Armazéns Gerais S.A. subscreveu e integralizou capital social na Tegma Gestão Logística
S.A., mediante a conferência de 2.136.116 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal,
representativas de 57% do capital social da Coimex Logística Integrada S.A., pelo montante de
R$ 3.426, avaliadas a valor contábil pela AMKS Contadores e Consultores Ltda. (Nota 18).

O referido contrato estabelece que as partes acordam o pagamento de uma parcela complementar do
preço de aquisição, como mencionados em (i) e (ii) acima, em valor a ser determinado
oportunamente, decorrente de créditos tributários mantidos pelas referidas empresas (PDI - R$ 475 e
CLI - R$ 1.404). A parcela complementar do preço de aquisição corresponderá ao montante dos
créditos recebidos ou compensados pela CLI e PDI, deduzidos dos efeitos tributários, quando
aplicável; não obstante, caso os referidos créditos não venham a se materializar, não será devido o
pagamento da parcela complementar do preço de aquisição. Até 30 de junho de 2008 foram pagos
R$ 376 para a CLI e R$ 36 para a PDI a título de compensação de impostos pela CLI e PDI, sendo
contabilizado como ágio na aquisição de investimento.

A amortização dos referidos ágios no trimestre findo em 30 de junho de 2008 totalizou R$ 730 (2007 -
R$ 396), no consolidado, os quais têm por fundamentação a expectativa de rentabilidade futura

15/08/2008 00:05:44 Pág: 13


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


desses investimentos, sendo amortizados pelo prazo de expectativa em que os benefícios são
gerados, não sendo superior a cinco anos.

A amortização do ágio pago (direta e indiretamente) na aquisição da Bonifácio Logística e


Transportes Ltda (atual Tegma Cargas Especiais Ltda), terá início no segundo semestre de 2008,
quando, de conformidade com projeções realizadas, haverá a retomada da lucratividade operacional
da controlada, sendo estimado o prazo de cinco anos para a sua amortização integral, corroborado
em estudo elaborado pela Baker Tilly Brasil Gestão Empresarial Ltda.

Em 21 de junho de 2007 foi constituída e Tegma Venezuela, S.A., segundo as leis da República
Venezuelana. Em reunião do Conselho de Administração realizada em 1o. de agosto de 2007, foram
aprovadas (ratificadas) as remessas ao exterior de quantia equivalente a US$ 670.000 (R$ 1.269),
realizadas em 11 de junho e em 5 e 27 de julho de 2007, para fins de constituição e futuros aumentos
de capital da referida sociedade.

Em reunião do Conselho de Administração realizada em 27 de setembro de 2007, foram aprovadas,


dentre outras, as seguintes deliberações: (i) aumento de capital na Tegma Venezuela S.A., pelo
montante equivalente a R$ 1.268, mediante a emissão de 1.329.312 ações nominativas, (ii)
celebração pela companhia com a sociedade venezuelana Promotora Quinta Rueda, C.A., do acordo
de acionistas da Tegma Venezuela S.A. (iii) alienação de 936.812 ações representativas do capital
social da Tegma Venezuela S.A., pelo seu correspondente valor nominal, à Promotora Quinta Rueda,
C.A. e (iv) aprovar o aumento do capital social da Tegma Venezuela, mediante emissão de 563.188
ações nominativas, as quais serão subscritas pela Promotora Quinta Rueda, C.A., sendo que a
companhia deverá renunciar ao exercício do direito de preferência na subscrição dessas novas
ações.

Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 28 de dezembro de 2007, foi aprovada a


incorporação da sociedade controlada Asera Empreendimentos e Participações Ltda. (Asera) pela
também sociedade controlada Coimex Logística Integrada S.A. (Coimex), cujo acervo patrimonial
líquido, avaliado a valor contábil pela Baker Tilly Brasil Auditores Independentes, totalizou R$ 5.363.
Em decorrência da incorporação, a Asera foi extinta e todas as suas quotas representativas de seu
capital social foram canceladas, assim como o capital social da Coimex foi aumentado pelo montante
do acervo líquido incorporado. Adicionalmente, e consoante requerimentos da Instrução CVM no.
319/99, o montante do ágio pago pela Asera foi ajustado ao benefício fiscal dele decorrente, no
montante de R$ 1.777; em conseqüência, por ocasião da avaliação do investimento mantido pela
Companhia na CLI foi efetuado o desdobramento do ágio, no montante de R$ 3.450 (ágio de R$
6.682 deduzido da amortização acumulada e do benefício fiscal – imposto de renda diferido, nos
montantes de R$1.455 e R$ 1.777, respectivamente).

Em 23 de junho de 2008 as sócias Tegma Gestão Logística S.A e Boni Amazon S.A, representado a
totalidade do Capital Social da Bonifácio Logística Ltda decidiram alterar a denominação social da
Sociedade para Tegma Cargas Especiais Ltda (DCE).

15/08/2008 00:05:44 Pág: 14


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


9 Imobilizado
Controladora Consolidado

31 de março 31 de março
30 de junho de 2008 de 2008 30 de junho de 2008 de 2008 Taxas anuais
de depreciação - %
Depreciação Depreciação
Custo acumulada Líquido Líquido Custo acumulada Líquido Líquido Controladora Consolidado

Terrenos 5.127 5.127 2.108 5.782 5.782 2.764


Edifícios 1.894 (347) 1.547 1.566 1.944 (353) 1.591 1.610 4,00 4,00
Computadores e periféricos 3.670 (2.233) 1.437 1.401 6.338 (3.944) 2.394 2.428 20,00 20,00
Instalações 973 (760) 213 194 8.885 (2.710) 6.175 6.167 10,00 2 a 10
Veículos 69.129 (13.651) 55.478 44.860 84.755 (22.639) 62.116 50.988 20,35 12,5 a 50
Máquinas e equipamentos 2.833 (921) 1.912 2.082 7.938 (3.036) 4.902 5.262 10,00 5 a 25
Benfeitorias em propriedade de terceiros 10.302 (5.255) 5.047 5.445 14.614 (6.971) 7.643 8.144 20,00 10 a 25
Móveis e utensílios e outros 1.049 (369) 680 640 4.050 (1.954) 2.096 2.137 10,00 6,25 a 16,67
Imobilizado em andamento 6.365 6.365 3.539 7.348 7.348 3.730

101.342 (23.536) 77.806 61.835 141.654 (41.607) 100.047 83.230

15/08/2008 00:05:44 Pág: 15


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


A movimentação do imobilizado pode ser assim demonstrada:

Controladora Consolidado

Em 31 de março de 2008 61.835 83.230


Adições 19.603 21.766
Baixa por venda e outras (49 ) (345)
Depreciação (3.583) (4.604)

Em 30 de junho de 2008 77.806 100.047

As adições do período referem-se substancialmente a aquisição de caminhão e semi-reboques. O


imobilizado em andamento refere-se principalmente a obras e benfeitorias em curso em imóveis de
terceiros.

Em 31 de dezembro de 2005, a administração da Bonifácio Logística e Transportes Ltda (atual


Tegma Cargas Especiais Ltda) aprovou laudo de avaliação de terrenos, caminhões, semi-reboques,
computadores e periféricos, máquinas e equipamentos, móveis e utensílios e instalações, emitido por
empresa especializada. Em conseqüência, foi contabilizada reavaliação, no montante de R$ 10.324,
a crédito de reserva específica no patrimônio líquido, e foram modificadas as taxas de depreciação e
amortização em função da nova estimativa de tempo de vida útil-econômica dos bens, segundo o
referido laudo. O saldo remanescente de reavaliação a ser depreciada totaliza, em 30 de junho de
2008, R$ 5.290.

Caminhões e semi-reboques são arrendados mediante contratos irretratáveis sujeitos a encargos


financeiros que variam entre 1,19% e 1,66% ao mês, contendo cláusula de opção de compra incluída
nas correspondentes parcelas mensais, com prazo de três a quatro anos. As despesas operacionais
incorridas no semestre findo em 30 de junho de 2008 com tais contratos foram de R$ 1.100 na
controladora e R$ 11.835 no consolidado (2007 - R$ 334 na controladora e R$ 5.479 consolidado).
Os compromissos assumidos em virtude desses contratos totalizam R$ 39.391(consolidado) em 30
de junho de 2008, com vencimentos mensais entre o período de julho de 2008 a abril de 2011.

Os contratos de arrendamento, caso fossem registrados como compra financiada dos bens,
representariam ativos, ao custo e depreciado, no montante estimado de R$ 37.566 em 30 de junho de
2008 (consolidado), sendo a correspondente despesa de depreciação do semestre findo em 30 de
junho de 2008, calculada com base na taxa de 20% ao ano, no montante estimado de R$ 6.392
(consolidado). A administração, em atendimento aos requerimentos da Lei no. 11.638, está efetuando
uma análise completa de todos os contratos de leasing, assim como estará definindo, com base na
orientação de especialistas, as taxas de depreciação a serem observadas.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 16


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


Como previsto nas normas contábeis, foram reconhecidos os encargos tributários incidentes sobre a "mais-valia" dos ativos reavaliados que são depreciáveis e que totalizaram
R$ 3.377, tendo como contrapartida a própria reserva de reavaliação. Em 30 de junho de 2008, o referido imposto de renda diferido totaliza R$ 2.111 (31 de março de 2008 - R$
2.600) apresentado no passivo exigível a longo prazo (consolidado).

Os encargos tributários incidentes sobre a reavaliação de bens não depreciáveis (terrenos), no montante de R$ 109, somente serão contabilizados por ocasião da sua venda ou
outra forma de realização.

10 Intangível

Controladora Consolidado

31 de março de 31 de março de
30 de junho de 2008 2008 30 de junho de 2008 2008

Amortização Amortização
Custo acumulada Líquido Líquido Custo acumulada Líquido Líquido

Softwares 3.417 (1.906 ) 1.511 1.342 5.192 (3.138 ) 2.054 1.892


Desenvolvimento de sistemas
em curso 961 (31 ) 930 758 998 (31 ) 967 758
Projeto Serviços 422 3.359 (961) 2.398 2.844
Projeto implantação CLI - 1.034 (949) 85 69
Pátio Cooperativa 1.124 1.124
Demais projetos - Clientes 35 35 26 1.519 (334) 1.185 47

5.537 (1.937) 3.600 2.548 12.102 (5.413 ) 6.689 5.610

15/08/2008 00:05:44 Pág: 17


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


Os gastos decorrentes do desenvolvimento de sistemas estão representados pela contratação de
serviços para customização de determinado software além de suas especificações originais. Os
gastos com projetos decorrentes do desenvolvimento de novos serviços e as despesas pré-
operacionais, estão sendo amortizados pelo prazo de três a cinco anos, e os softwares estão
sendo amortizados pelo prazo de cinco anos. A amortização no semestre findo em 30 de junho de
2008 totalizou R$ 850 na controladora e R$ 1.121 no consolidado.

11 Empréstimos e financiamentos

Controladora Consolidado

30 de 31 de 30 de 31 de
junho março junho março
de 2008 de 2008 de 2008 de 2008

Moeda nacional

Capital de giro 61 183

FINAME (*) 48.191 36.501 48.191 36.501

48.191 36.501 48.252 36.684

Exigível a longo prazo (37.943 ) (25.429 ) (37.943 ) (25.429 )

Passivo circulante 10.248 11.072 10.309 11.255

(*) Refere-se a aquisição de bens do ativo imobilizado.


Os financiamentos estão sujeitos aos seguintes encargos financeiros:
(a) Capital de giro - variação do CDI mais juros que variam entre 0,38% ao mês ou 4,28% ao ano.
(b) FINAME - variação da TJLP mais juros de 3,5% ao ano.
A parcela a longo prazo vence entre os anos de 2010 e 2013. Em garantia foram oferecidos os
próprios bens financiados e aval dos diretores da empresa.

12 Títulos a pagar
Estão representados pelo saldo remanescente a pagar decorrente da aquisição da participação
societária na Bonifácio Logística e Transporte Ltda. (Nota 8).

15/08/2008 00:05:44 Pág: 18


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

13 Parcelamento de tributos

Controladora Consolidado

30 de junho 31 de março 30 de junho 31 de março de


de 2008 de 2008 de 2008 2008

Parcelamento especial - PAEX/PAES 4.285 4.449 14.742 14.798


Parcelamento do ICMS 170

4.285 4.449 14.742 14.968


Passivo circulante (799) (847) (1.931) (2.002)

Exigível a longo prazo 3.486 3.602 12.811 12.966

Em 29 de julho de 2003, a Companhia aderiu ao Parcelamento Especial - PAES - Lei


no. 10.684/03 e, conseqüentemente, desistiu da ação onde questionava a constitucionalidade das
alterações introduzidas pela Lei no. 9718/98. O montante do débito parcelado totalizou R$ 5.393,
para pagamento em 120 parcelas mensais sujeitas a atualização monetária com base na variação
da Taxa de Juros de Longo Prazo - TJLP.

Em 6 de setembro de 2006, a controlada Tegma Cargas Especiais Ltda. aderiu ao parcelamento


especial (PAEX) consolidando os débitos do antigo parcelamento (REFIS) e
tributos vencidos até novembro de 2005 (PIS, COFINS, IRPJ e CSL). Em agosto de 2007 foi
consolidado o pedido de parcelamento no montante de R$ 6.647, sendo R$ 4.916 para
pagamento em 130 meses, sujeito a atualização monetária com base na variação da TJLP, e
R$ 1.731 para pagamento em 120 meses, sujeito a atualização monetária com base na variação
da SELIC.

14 Salários e encargos sociais

Controladora Consolidado

30 de junho 31 de março 30 de junho 31 de março


de 2008 de 2008 de 2008 de 2008

Salários a pagar 38 80
Provisão para férias 4.388 3.741 7.643 6.705
Provisão para 13 salário 1.529 662 2.713 1.197
Provisão para gratificações e
participação nos lucros 2.093 2.208 2.826 2.539
Quitações trabalhistas por rescisão 8 8
INSS 1.291 752 2.616 1.557
FGTS 324 196 480 381
Outras 623 298 1.121 561

10.256 7.857 17.445 13.020

15/08/2008 00:05:44 Pág: 19


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

15 Imposto de renda e contribuição social

(a) Do período

Controladora Consolidado

30 de junho de 2008 30 de junho de 2007 30 de junho de 2008 30 de junho de 2007

IRPJ CSLL IRPJ CSLL IRPJ CSLL IRPJ CSLL

Lucros antes dos tributos 43.383 43.383 17.685 17.685 45.155 45.155 18.790 18.790
Prejuízo contábil de controladas 7.519 7.519 4.346 4.346
Adições permanentes 892 173 949 91 4.345 3.624 996 99
Adições temporárias 9.724 9.898 23.146 23.146 13.198 13.281 24.736 24.736
Amortização parcial da provisão para ajuste do ágio (12.785) (12.785) (12.785) (12.785)) (13.443) (13.443) (12.785) (12.785)
Exclusões (6.525) (6.548) (4.713) (4.713)) (16.319) (16.132) (9.330) (9.330)
Compensação do prejuízo fiscal e base de cálculo negativa de
contribuição social (1.143)) (1.136)

Lucro tributável 34.689 34.121 24.282 23.424 39.312 38.868 26.753 25.856

Tributos apropriados ao resultado 8.660 3.071 6.059 2.108 9.816 3.498 6.676 2.327

O imposto de renda e a contribuição social são calculados pelas alíquotas regulares de 15% acrescida de adicional de 10% (lucro tributável superior a R$ 240) para o imposto
de renda e de 9% para a contribuição social, sobre o lucro contábil do exercício ajustado segundo critérios estabelecidos pela legislação fiscal vigente.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 20


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

(b) Diferido
A Companhia e suas controladas possuem prejuízos fiscais, bases de cálculo negativa da
contribuição social - CSLL e despesas não dedutíveis temporariamente na apuração do lucro
tributável, para serem compensados com lucros tributáveis futuros, como a seguir demonstrados:
Controladora Consolidado

30 de 31 de 30 de 31 de
junho março junho março
de 2008 de 2008 de 2008 de 2008
Despesas não dedutíveis temporariamente
Ágio apurado no processo de incorporação,
ocorrido em 2003, da sociedade controladora; o
referido ágio, naquela ocasião, foi ajustado ao
montante do benefício fiscal dele decorrente,
sendo o montante líquido apurado utilizado para
aumento de capital 12.792 19.182 12.792 19.182
Provisões diversas (*) 8.771 9.443 21.308 23.251

Prejuízo fiscal 51.776 47.980


Bases de cálculo negativa da contribuição social 52.931 49.135

(*) Representadas, substancialmente, por provisões para gratificações, contingências, consumo de


combustível ainda não faturado e comissões.

Os prejuízos fiscais, as bases de cálculo negativa da contribuição social e as despesas não


dedutíveis temporariamente na apuração do lucro tributável, não possuem prazo de prescrição.

Considerando o histórico de lucratividade da Companhia e de suas empresas controladas, bem


como expectativa de geração de lucros tributáveis futuros, fundamentada em orçamentos e
projeções de resultados, foram contabilizados os correspondentes créditos tributários, como a
seguir apresentados:
Controladora Consolidado

30 de 31 de 30 de 31 de
junho março junho março
de 2008 de 2008 de 2008 de 2008

Imposto de renda diferido 5.391 7.156 8.524 10.608


Contribuição social diferida 1.939 2.576 3.069 3.819

7.330 9.732 11.593 14.427


Ativo circulante (4.347) (6.520) (4.349) (6.520)

Realizável a longo prazo 2.983 3.212 7.244 7.907

O imposto de renda diferido passivo está comentado na Nota 9.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 21


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


16 Demais contas a pagar

Estão representadas, substancialmente, por adiantamentos de clientes e provisões para fazer face
ao pagamento de consumo de combustível, comissões, treinamento, arrendamento mercantil-
leasing e outras.

17 Provisão para contingências e outros

A Companhia é parte envolvida em processos trabalhistas, cíveis, tributários e outros em


andamento que totalizavam, em 30 de junho de 2008, R$ 7.400 (controladas - R$ 47.100), e está
discutindo essas questões tanto na esfera administrativa como na judicial, as quais, quando
aplicáveis, são amparadas por depósitos judiciais. As provisões para as eventuais perdas
prováveis decorrentes desses processos são estimadas e atualizadas pela administração,
amparada em opinião de seus consultores legais externos.

De acordo com os contratos de compra e venda das empresas controladas Bonifácio Logística e
Transporte Ltda., Coimex Logística Integrada S.A. e PDI Comércio, Indústria e
Serviços Ltda., os acionistas ou quotistas vendedores são solidária e ilimitadamente responsáveis
por todas as contingências correspondentes a fatos anteriores à data da compra.

Nas datas das demonstrações financeiras, as empresas apresentavam os seguintes passivos e os


correspondentes depósitos judiciais relacionados a contingências:

Controladora Consolidado

Provisões para Provisões para


Depósitos judiciais contingências Depósitos judiciais contingências

30 de 31 de 30 de 31 de 30 de 31 de 30 de 31 de
junho de março de junho de março de junho de março de junho de março de
2008 2008 2008 2008 2008 2008 2008 2008

Tributárias 60 60 153 153 60 60 459 459


Trabalhistas e
previdenciárias 113 102 596 596 636 624 1.058 1.058
Auto infração ISS 620 620 620 620
Cíveis 5 5 16 16 10 10 16 16

178 167 765 765 1.326 1.314 2.153 2.153

15/08/2008 00:05:44 Pág: 22


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


(a) Perdas possíveis

(i) A Companhia possui ações de natureza cível e trabalhista, nos montantes de R$ 724 e R$ 293
respectivamente, envolvendo risco de perda classificado pela administração e seus consultores
jurídicos como possível, para as quais não há provisão constituída.

(ii) A empresa, por intermédio da Associação Nacional do Transporte de Carga - NTC e de ação
específica da própria Translor Veículos Ltda. (empresa incorporada pela Tegma Gestão Logística
S.A. em 26 de março de 2001), mantém ação judicial visando a não retenção prevista na Ordem
de Serviço no. 209, de 25 de maio de 1999 (atual Instrução Normativa no. 100/03), emitida pelo
Ministério da Previdência Social, em operações de fretes, assim como encontra amparo para a
não retenção de 11% do valor da nota fiscal, fatura ou recibos de prestação de serviços emitidos
pelas prestadoras de serviço por ela contratadas, em liminar concedida ao Sindicato Nacional dos
Transportadores Rodoviários Autônomos, Pequenas e Micro Empresas de Transporte Rodoviário
de Veículos, por intermédio dos carreteiros. Na opinião dos consultores jurídicos da empresa, as
chances de êxito dessa ação, em virtude de seu atual estágio, são classificadas como possível e,
portanto, não foi constituída qualquer provisão. Adicionalmente, a Instrução Normativa no. 100/03
reflete a alteração realizada no Decreto no. 3.048/99 pelo Decreto no. 4.729/03, que excluiu do rol
de serviços sujeitos à retenção os serviços de transporte de cargas.

(iii) As empresas controladas possuem R$ 7.103 referentes a contingências classificadas por seus
assessores jurídicos como perda possível, estando estes valores garantidos pelos respectivos
contratos de compra e venda de ações ou quotas.

(b) Outras informações


As declarações de rendimentos da Companhia e de suas controladas estão sujeitas à revisão e
aceitação final pelas autoridades fiscais, por período prescricional de cinco anos. Outros encargos
tributários e previdenciários, referentes a períodos variáveis de tempo, também estão sujeitos a
exame e aprovação final pelas autoridades fiscais.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 23


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


18 Patrimônio líquido

As mutações do patrimônio líquido da Companhia podem ser assim demonstradas:

Reserva
de capital
Reserva
Ágio na de lucros
Capital subscrição Ações em Lucros
social de ações Tesouraria Legal acumulados Total

Em 31 de dezembro de 2006 54.326 26.762 81.088


Distribuição de lucros - R$ 0,22 por quota (Nota 18(b)) (12.000) (12.000)
Distribuição de dividendos – R$ 0,27 por ação (Nota 18(b)) (14.762) (14.762)
Aumento de capital com conferência de bens (Nota 18(a)) 3.350 3.350
Aumento de capital com conferência de bens (Nota 18(a)) 1.181 2.245 3.426
Aumento de capital por oferta pública (Nota 18(a)) 47.757 204.616 252.373
Aumento de capital por oferta pública (Nota 18(a)) 37.855 37.855
Lucro líquido do exercício 44.274 44.274
Apropriação do lucro líquido
Reserva legal 2.214 (2.214)
Dividendos propostos e antecipados - R$ 0,61 por ação (Nota 18(b) (42.060) (42.060)

Em 31 de dezembro de 2007 144.469 206.861 2.214 353.544


Compra de ações em tesouraia (Nota 18(c)) (8.551) (8.551)
Lucro líquido do período 11.594 11.594

Em 31 de março de 2008 144.469 206.861 (8.551) 2.214 11.594 356.587


Compra de ações em tesouraia (Nota 18(c)) (4.785) (4.785)
Lucro líquido do período 15.262 15.262

Em 30 de junho de 2008 144.469 206.861 (13.336) 2.214 26.856 367.064

15/08/2008 00:05:44 Pág: 24


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

(a) Capital social

O capital social integralizado em 30 de junho de 2008 está representado por 68.550.060 ações
ordinárias nominativas, sem valor nominal.

Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 21 de abril de 2007 foi aprovado o aumento de


capital social, no montante de R$ 3.350, representado por 2.263.590 ações ordinárias nominativas,
pelo preço de emissão de R$ 1,48 por ação, definido com base no valor patrimonial contábil da
Companhia em 31 de março de 2007. As referidas ações foram integralizadas mediante a conferência
de 830.400 quotas representativas de 49% do capital social da Bonifácio Logística e Transporte Ltda.,
cujo valor de mercado foi apurado pela Equity Auditores Associados S/C Ltda. (Nota 8)

Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 27 de abril de 2007 foi aprovada a emissão de


797.685 ações ordinárias nominativas, pelo preço de emissão de R$ 4,294327 por ação, resultando
no aumento de capital social, no montante de R$ 1.181, sendo o montante de R$ 2.245 destinado à
conta de reserva de capital - ágio na subscrição de ações. As referidas ações foram integralizadas
mediante a conferência de 2.136.116 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal,
representativas de 57% do capital social da Coimex Logística Integrada S.A., cujo valor contábil foi
apurado pela AMKS Contadores e Consultores Ltda. (Nota 8)

Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 15 de maio de 2007 foram aprovadas ou tomadas


as seguintes operações e decisões: (i) a Companhia foi autorizada a realizar oferta pública primária
de sua emissão e sua adesão no segmento especial de listagem da Bolsa de Valores do Estado de
São Paulo designado Novo Mercado, (ii) aumento do limite do capital social autorizado até
R$ 370.000 e (iii) reforma do estatuto social para adequá-lo às exigências da BOVESPA. Nessa
mesma Assembléia Geral Extraordinária foi autorizada a administração da Companhia a tomar todas
as medidas necessárias em relação à distribuição pública secundária de ações de emissão da
Companhia, em conjunto com a distribuição primária.

Em reunião do Conselho de Administração realizada em 28 de maio de 2007 foi aprovado, entre


outros, o preço de R$ 26,00 por ação a ser emitida em decorrência da distribuição pública, de acordo
com o resultado do procedimento de coleta de intenções de investimento (procedimento de
bookbuilding) e autorizada a diretoria da Companhia a praticar todos os atos necessários à conclusão
da oferta.

Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 11 de junho de 2007 foram aprovadas:


(i) a venda de lote suplementar de ações e (ii) aumento do limite do capital social autorizado até
R$ 475.000.

Em reunião do Conselho de Administração realizada em 29 de junho de 2007, no contexto da oferta


pública de ações, foi aprovada a emissão de 9.706.639 ações ordinárias nominativas, sem valor
nominal, pelo preço de emissão de R$ 26,00 por ação, resultando no aumento de capital de
R$ 252.373, sendo o montante de R$ 47.757 destinado à conta de capital social e o montante de
R$ 204.616 destinado à conta de reserva de capital, na forma do parágrafo único do artigo 14 da Lei
das Sociedades por Ações.

A liquidação da oferta primária (recebimento dos recursos financeiros) ocorreu em 4 de julho de 2007.
As despesas relacionadas com a referida captação totalizaram R$ 13.546, estando apresentada em
rubrica própria da demonstração do resultado daquele período.

Na distribuição secundária foram vendidas 10.493.361 ações ordinárias nominativas, sem valor
nominal, ao preço de R$ 26,00, totalizando R$ 272.827, sendo os custos incorridos na referida
distribuição suportados pelos correspondentes beneficiários.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 25


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


Em reunião do Conselho de Administração realizada em 12 de julho de 2007 foi aprovada a
distribuição de um lote suplementar de 1.445.996 ações ordinárias nominativas, sem valor nominal,
pelo preço de emissão de R$ 26,00 por ação, resultando no aumento de capital de R$ 37.855. A
liquidação do lote suplementar (recebimento dos recursos financeiros) ocorreu em 17 de julho
de 2007. A comissão do coordenador da distribuição totalizou R$ 2.170, estando apresentada em
rubrica própria da demonstração de resultado daquele período.

(b) Dividendos

O lucro líquido de cada exercício social, após as compensações e deduções previstas em lei e
consoante previsão estatutária, terá a seguinte destinação:

. 5% para a reserva legal, até atingir 20% do capital social integralizado.

. 25% do saldo, após a apropriação da reserva legal, serão destinados para pagamento de
dividendo mínimo obrigatório a todos os acionistas.

Em Assembléia Geral Ordinária realizada em 23 de abril de 2008, foi aprovado pela unanimidade dos
acionistas presentes o pagamento do saldo dos dividendos relativos ao exercício de 2007, no
montante de R$ 6.060, os quais totalizaram R$ 42.060.

Por decisão dos quotistas, no trimestre findo em 31 de março de 2007, foram distribuídos lucros no
montante de R$ 12.000.

Em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 20 de abril de 2007, foi decido por unanimidade a
distribuição de dividendos complementares decorrentes de lucros acumulados do exercício findo em
31 de dezembro de 2006, no montante de R$ 14.762.

(c) Ações em Tesouraria

Em reunião do Conselho de Administração realizada em 23 de janeiro de 2008, foi aprovado o


programa para Recompra de Ações da Companhia até o limite de 2.547.445 ações ordinárias. A
aquisição de ações tem por objetivo a permanência em tesouraria para posterior alienação e/ou
cancelamento, sem redução do capital social. A administração entende que tais operações são
convenientes e atendem ao interesse da Companhia, tendo em vista o valor de cotação de suas
ações na Bolsa de Valores de São Paulo S.A. No primeiro semestre de 2008, a Companhia
recomprou o montante de 825.000 ações ordinárias, pelo valor de R$ 13.336.

19 Benefícios a empregados

A Companhia e suas controladas possuem programa de participação de empregados e


administradores nos resultados, conforme acordo coletivo sindical. Em 30 de junho de 2008, a
controladora acumula saldo de R$ 2.093 com esse objetivo (consolidado - R$ 2.826) (Nota 14).

20 Instrumentos financeiros

A Companhia e suas empresas controladas participam de operações envolvendo instrumentos


financeiros com o objetivo de financiar suas atividades ou aplicar seus recursos financeiros
disponíveis. A administração dessas operações é efetuada mediante definição de estratégias de
operação e do estabelecimento de sistemas de controles.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 26


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

Valorização dos instrumentos financeiros

Os principais instrumentos financeiros ativos e passivos da Companhia e de suas controladas em 30


de junho estão descritos a seguir, bem como os critérios para sua valorização/avaliação:

(a) Caixa e bancos, aplicações financeiras, contas a


receber, outros ativos circulantes, fornecedores
e fretes a pagar, financiamentos, parcelamentos
de tributos e outras contas a pagar

Os valores contabilizados aproximam-se dos de realização, estando, quando aplicável, destacado na


correspondente nota explicativa os rendimentos ou encargos financeiros auferidos ou incidentes, os
quais refletem as condições usuais de mercado.

(b) Investimentos

Consistem, principalmente, em investimentos em controladas de capital fechado, registrados pelo


método de equivalência patrimonial, nas quais a Companhia tem interesse estratégico.
Considerações de valor de mercado das ações ou quotas possuídas não são aplicáveis.

(c) Considerações sobre riscos

(i) Risco de crédito

É avaliado como praticamente nulo face a carteira de clientes da controladora e controladas


(substancialmente montadoras). As demonstrações financeiras contemplam provisão para fazer face
a eventuais perdas na recuperação de recebíveis (Nota 5).

(ii) Risco de moeda

É avaliado como praticamente nulo face à inexistência de saldos relevantes em moeda estrangeira.

(iii) Risco de taxa de juros

É avaliado como praticamente nulo face à inexistência de saldos relevantes de empréstimos e


financiamentos. Os encargos financeiros incidentes sobre parcelamento de tributos estão
mencionados na Nota 13. As taxas de juros contratadas sobre aplicações financeiras e empréstimos
e financiamentos estão mencionadas nas Notas 4 e 11.

(d) Derivativos

A Companhia e suas controladas não possuem operações com instrumentos financeiros não
refletidas nas informações trimestrais – ITR em 30 de junho de 2008, assim como não realizaram
operações com derivativos financeiros.

21 Seguros

A Companhia e suas controladas mantêm seguros, sendo a cobertura contratada, como indicada a
seguir, considerada suficiente pela administração para cobrir eventuais riscos sobre seus ativos e/ou
responsabilidades:

(a) Transporte de cargas: cobertura variando, conforme natureza e tipo de transporte, cobertura de até
R$ 1.500 para carga geral e para veículos de acordo com o modelo transportado.

(b) Armazenagem de mercadorias: cobertura variável, conforme local e tipo de mercadoria, com
cobertura, no montante equivalente a US$ 120 milhões.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 27


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS

(c) Responsabilidade civil contra terceiros (danos materiais, corporais, morais e acidentes pessoais):
cobertura até R$ 600; no caso de frota de terceiros a cobertura é a mesma.

(d) Frota de apoio - casco (colisão, roubo e incêndio): 105% do valor de mercado tabela FIPE.

(e) Demais bens do ativo imobilizado (incêndio, raio, explosão, furto qualificado, danos elétricos e
outros): cobertura de R$ 77.400 (controladas - R$ 25.400).

(f) Responsabilidade civil de administradores: cobertura de R$ 15.000.

A administração da Companhia, considerando os custos financeiros envolvidos na contratação de


seguros para sua frota de caminhões e semi-reboques, bem como a probabilidade da ocorrência de
sinistros e seus eventuais impactos financeiros na operação, adota a política de não contratar essa
proteção, mantendo, todavia, seguros para o ramo da responsabilidade civil contra terceiros, como
mencionado anteriormente.

22 Sinistro - Coimex Logística Integrada S.A. (CLI)

Em 6 de março de 2008, ocorreu um incêndio em parte de seus armazéns localizados no município


de Cariacica, estado do Espírito Santo. Medidas emergenciais foram adotadas e suas atividades
operacionais já foram totalmente retomadas, assim como estão sendo finalizadas as negociações
com a seguradora, como a seguir mencionado:

a) Mercadorias de terceiros - os produtos armazenados estavam segurados por montantes suficientes


para fazer face as indenizações. O valor da liquidação total do sinistro ainda não foi validado pelas
entidades regulatórias (IRB e outros), sendo já liquidadas indenizações no montante equivalente a
US$ 9.062.

b) Bens do imobilizado: O valor residual contábil dos bens sinistrados totaliza R$ 744, sendo a
cobertura contratada de aproximadamente R$ 2.000; o processo de liquidação do sinistro está em
sua fase final, não sendo esperadas perdas com relação ao montante a ser pago pela seguradora.

c) Lucros cessantes: processo de apuração do montante e correspondente pagamento em fase final


de negociação com a seguradora, sendo estimado o montante entre R$ 400 e 700 de indenização.

Nota 9 - Imobilizado - complemento

Os contratos de arrendamento, caso fossem registrados como compra financiada dos bens,
representariam ativos, ao custo e depreciado, no montante estimado de R$ 37.566 em 30 de junho de
2008 (consolidado), sendo a correspondente despesa de depreciação do semestre findo em 30 de
junho de 2008, calculada com base na taxa de 20% ao ano, no montante estimado de R$
6.392 (consolidado). A administração, em atendimento aos requerimentos da Lei no. 11.638, está
efetuando uma análise completa de todos os contratos de leasing, assim como estará definindo, com
base na orientação de especialistas, as taxas de depreciação a serem observadas.

23 Alteração da Lei das Sociedades por ações para 2008

Em 28 de dezembro de 2007, foi promulgada a Lei no. 11.638/07, que altera a Lei das Sociedades
por Ações, quanto a determinadas práticas contábeis, escrituração e elaboração das demonstrações
financeiras a partir do exercício social que se encerrará em 31 de dezembro de 2008. Em 2 de maio
de 2008, foi emitida a Instrução CVM no. 469, dispondo sobre a aplicação da referida Lei.

A seguir está descrito um sumário dos principais assuntos contemplados na referida Instrução e seus
reflexos nas Informações Trimestrais - ITR:

a) Saldos das reservas de capital, decorrentes de prêmio recebido na emissão de debêntures e de


doações e subvenções, e de reavaliação, lucros acumulados, programa BDR, operações de
incorporação, fusão e cisão, avaliação de investimentos em coligadas e remuneração baseada em
ações: situações não aplicáveis, uma vez que a Companhia não mantém reservas de capital, como

15/08/2008 00:05:44 Pág: 28


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


qualificadas na referida Instrução, e de reavaliação de ativos, assim como não realizou operações de
incorporação, fusão e cisão, não sendo também patrocinadora de programa de certificados de
depósito de valores mobiliários - BDR e não tendo plano de remuneração com base em ações.
Adicionalmente, a totalidade do lucro líquido de cada exercício teve destinação específica deliberada
em Assembléia Geral Ordinária que aprovou as correspondentes demonstrações financeiras, assim
como a Companhia mantém controle, individual ou compartilhado, da totalidade de suas investidas.

b) A demonstração do Fluxo de Caixa já é apresentada regularmente, enquanto a Demonstração do


Valor Adicionado será elaborada e divulgada em conjunto com as demonstrações financeiras do
exercício social em curso.

c) Ajuste a valor presente – AVP – As principais rubricas do ITR e suas circunstâncias são as
seguintes:

(i) Contas a receber e a pagar a fornecedores: Os referidos créditos e obrigações são de curto prazo
(entre 30 e 45 dias), não sendo relevantes os efeitos correspondentes. Adicionalmente, a concessão
dos referidos prazos é considerada como parte das condições comerciais e inerentes das atividades
da Companhia e de suas controladas, não tendo, dessa forma, características de uma atividade de
financiamento.

(ii) Parcelamentos de tributos: Conforme mencionado na Nota 13, os saldos a pagar a curto e longo
prazos estão sujeitos a juros e atualização monetária com base na variação do índice da TJLP ou da
SELIC.

(iii) Empréstimos e financiamentos: Como mencionado na Notas 11, estão representados


substancialmente por empréstimos na modalidade FINAME, sujeitos à atualização monetária com
base na variação do índice da TJLP e juros de 3,5% ao ano.

(iv) Títulos a pagar: Como mencionado nas Notas 8 e 12, o saldo a pagar está sujeito à atualização
monetária como base na variação do índice da SELIC.

A administração da Companhia, tendo por base o disposto no item 7 - "Ajustes a valor presente" da
Nota Explicativa à Instrução CVM no. 469 de 2 de maio de 2008, que indica que os créditos e
obrigações sujeitos a variações pós-fixadas, por terem os respectivos valores periodicamente
atualizados, estarão sempre registrados pelo valor da moeda na data da divulgação das
demonstrações financeiras, entende não ser aplicável qualquer ajuste a valor presente na data de 30
de junho de 2008, permanecendo, todavia, no aguardo de novos posicionamentos dos órgãos
reguladores quanto ao referido assunto.

Dentre as principais alterações trazidas pela Lei no. 11.638/07, que poderão impactar as
demonstrações financeiras da Companhia para fins de divulgação em nota às informações
trimestrais, temos:

a) Avaliação periódica da capacidade de recuperação dos valores registrados no ativo imobilizado,


intangível e diferido.

b) Inclusão no imobilizado dos ativos decorrentes de operações que transfiram à Companhia os


benefícios, riscos e controle desses bens, independentemente de ter ocorrido ou não a transferência
de propriedade (operação de arrendamento mercantil financeiro - "leasing"), considerando os
respectivos passivos e efeitos no resultado e patrimônio líquido. As informações relacionadas com as
operações de arrendamento mercantil estão mencionadas na nota 9.

A Companhia está analisando os eventuais impactos das demais alterações introduzidas pela Lei no
11.638/07 em suas demonstrações contábeis, os quais, serão reconhecidos no decorrer do exercício
de 2008.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 29


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


24 Eventos subseqüente

a) Em reunião do conselho da administração realizada em 15 de julho de 2008, foi aprovada a


aquisição pela Companhia de 100% das quotas do capital social das seguintes empresas:
 Maestric Empreendimentos e Participações Ltda, pelo montante de R$ 1 e;
 Deep Impact Empreendimentos e Participações Ltda, pelo montante de R$ 1.

b) Em 11 de agosto de 2008 a Companhia celebrou contrato de aquisição de negócios e outras


avenças (“Contrato de Aquisição”) com a Cooperativa dos Transportadores de Veículos e de
Cargas em Geral (“CTV”) e seus sócios, entre outras partes, visando a aquisição pela Tegma do
negócio operado pela CTV.

15/08/2008 00:05:44 Pág: 30


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


25 Demonstração de Fluxo de Caixa Controladora
30/06/2008 31/03/2008
Fluxo de caixa das atividades operacionais
Lucro líquido do período 15.262 11.594
Ajustes para reconciliar o lucro líquido às disponibilidades geradas pelas atividades
operacionais:
Depreciação e amortização 3.734 2.673
Amortização do ágio 730 143
Perda (ganho) na venda de ativo imobilizado (208)
Imposto de renda e contribuição social diferidos 2.334 2.462
Provisão para contingências - -
Provisão para devedores duvidosos 70 99
Equivalência patrimonial 1.491 1.743
Variações nos ativos e passivos:
(Aumento) / redução em contas a receber (23.555) (1.210)
(Aumento) / redução nos impostos a recuperar (1.415) (835)
(Aumento) / redução em depósitos judiciais (11) (23)
(Aumento) / redução em demais ativos 4.222 487
Aumento / (redução) em fornecedores 1.679 (5.011)
Aumento / (redução) em salários a pagar 2.399 607
Aumento / (redução) em outras obrigações (10.054) 762
Aumento / (redução) em tributos parcelados (164) (160)

Disponibilidades líquidas geradas pelas (aplicadas nas) atividades operacionais (18.748) 3.010

Atividades de investimentos
Investimentos 2.385 298
Investimentos - ágio (2.377) (2.893)
Dividendos recebidos - -
Aquisições de imobilizado (19.603) (16.238)
Diferido (1.203) (936)
Recebimentos pela alienação de bens do ativo permanente 257

Disponibilidades líquidas aplicadas nas atividades de investimentos (20.541) (16.726)

Atividades de financiamento
Aumento de capital - -
Reservas de Lucros
Ações em Tesouraria (4.785) (8.551)
Partes relacionadas (6.222) (5.513)
Dividendos e juros sobre o capital próprio pagos e propostos (6.060) (21.000)
Empréstimos tomados 14.042 9.723
Pagamentos de empréstimos (1.946) (1.024)
Juros pagos por empréstimos (406) (281)

Disponibilidades líquidas aplicadas nas atividades de financiamento (5.377) (30.958)

Redução nas disponibilidades (29.404) (33.080)

Disponibilidades:
No início do perodo 195.103 228.183
No fim do período 165.699 195.103

(29.404) (33.080)

15/08/2008 00:05:44 Pág: 31


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

04.01 - NOTAS EXPLICATIVAS


26 Demonstração de Fluxo de Caixa Consolidado
30/06/2008 31/03/2008
Fluxo de caixa das atividades operacionais
Lucro líquido do período 15.262 11.594
Ajustes para reconciliar o lucro líquido às disponibilidades geradas pelas atividades
operacionais:
Depreciação e amortização 5.057 3.973
Amortização do ágio 730 444
Perda (ganho) na venda de ativo imobilizado (690) (201)
Imposto de renda e contribuição social diferidos 2.279 2.715
Provisão para contingências - -
Provisão para devedores duvidosos 303 14
Variações nos ativos e passivos:
(Aumento) / redução em contas a receber (24.575) (3.634)
(Aumento) / redução nos impostos a recuperar (2.094) (1.924)
(Aumento) / redução em depósitos judiciais (12) (23)
(Aumento) / redução em demais ativos 1.876 2.814
Aumento / (redução) em fornecedores 1.129 (7.448)
Aumento / (redução) em salários a pagar 4.425 1.527
Aumento / (redução) em outras obrigações (10.850) 1.256
Aumento / (redução) em tributos parcelados (226) (477)

Disponibilidades líquidas aplicadas nas atividades operacionais (22.648) (1.107)

Atividades de investimentos
Investimentos 484 472
Aquisições de imobilizado (21.799) (20.292)
Acervo líquido
Diferido (1.251) (1.018)
Recebimentos pela alienação de bens do ativo permanente 787 553

Disponibilidades líquidas aplicadas nas atividades de investimentos (21.779) (20.285)

Atividades de financiamento
Aumento de capital - -
Partes relacionadas 992 9
Capital circulante negativo de empresas controladas na data da aquisição da participação
Ações em Tesouraria (4.785) (8.550)
Dividendos e juros sobre o capital próprio pagos (6.059) (20.998)
Empréstimos tomados 14.042 9.723
Pagamentos de empréstimos (1.946) (1.659)
Juros pagos por empréstimos (406) (358)
Parcela acervo líquido cindido que afetou o caixa
Participação de minoritários (4)

Disponibilidades líquidas oriundas (aplicadas) nas atividades de financiamento 1.834 (21.833)

Redução nas disponibilidades (27.331) (31.631)

Disponibilidades:
No início do período 203.345 234.976
No fim do período 176.014 203.345

(27.331) (31.631)

15/08/2008 00:05:44 Pág: 32


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária

EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

08.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE

TEGMA anuncia crescimento de 45,8% na Receita Líquida e 21,4% de


crescimento no EBITDAR Ajustado no 2T08

São Paulo, 14 de Agosto 2008 – A Tegma Gestão Logística S.A., uma das maiores provedoras de gestão
logística do Brasil e líder no segmento de transporte de veículos 0km para a indústria automotiva, apresenta
seus resultados consolidados referentes ao segundo trimestre de 2008. A Tegma é um provedor logístico
integrado que atua no transporte, armazenagem, inclusive alfandegada, controle e gestão de estoque e
desenvolvimento de soluções logísticas em diversos setores da economia, tais como automotivo, home and
personal care – HPC, combustíveis, agronegócio, papel e celulose, químico, refrigerados, telecomunicações,
eletroeletrônicos, e informática. A companhia oferece um amplo portifólio de serviços logísticos. Atualmente
possui 45 filiais no Brasil, 3.140 colaboradores diretos, 3.193 equipamentos próprios e de terceiros e uma
2
área total de 1.571 mil m em pátios.

DESTAQUES OPERACIONAIS E FINANCEIROS


Teleconferência de
Resultados do 2T08
Data: Sexta- Feira, A receita líquida consolidada no 2T08 atingiu R$252,4 milhões,
15 de Agosto de 2008 resultado 45,8% maior que no 2T07. A receita líquida no primeiro
semestre de 2008 foi de R$464,3 milhões, um aumento de 44,7%
> Português em relação ao primeiro semestre de 2007.
09:00 (horário de Brasília)
08:00 (horário Nova York) A quantidade de veículos transportados cresceu 28,5% em
Tel.: +55 (11) 2188-0188 relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo 273,9 mil
Replay: +55 (11) 2188-0188 veículos no 2T08. No primeiro semestre de 2008 foram
Código: Tegma
transportados 503,9 mil veículos, representado um incremento de
> Inglês 29,6% em relação ao primeiro semestre de 2007.
10:00 (horário de Brasília) O EBITDAR Ajustado cresceu 21,4% no 2T08, passando de
09:00 (horário Nova York) R$28,1 milhões no 2T07 para R$34,2 milhões no 2T08. No
Tel.: +1 (973) 935-8893
Replay: +1 (706) 645-9291 acumulado do primeiro semestre de 2008, o EBITDAR Ajustado foi
Código: 54685407 de R$59,9 milhões, 18,3% acima do mesmo período do ano
anterior.

As informações financeiras e operacionais estão apresentadas em R$ mil. Os resultados referentes ao


semestre findo em 30 de junho de 2007, a não ser quando indicado de outra forma, são números pro – forma
(não auditados), combinando Tegma, Bonifácio Logística e Transportes Ltda., Coimex Logística Integrada
S.A. e P.D.I. Comercio Indústria e Serviços Ltda. como se as aquisições da Boni, C.L.I., e P.D.I. tivessem
ocorrido em 1° Janeiro 2007.

INDICADORES FINANCEIROS E OPERACIONAIS CONSOLIDADOS


(Em Reais mil – exceto percentagens)

15/08/2008 00:12:39 Pág: 1


2T08 2T07 Var (%) 1S08 1S07 Var (%)
Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços 293.331 200.587 46,2% 537.684 370.921 45,0%
Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços 252.356 173.060 45,8% 464.282 320.780 44,7%
EBITDAR 33.947 12.362 174,6% 59.629 34.892 70,9%
Despesas com a oferta - 14.370 - 4 14.370 -
Despesas com Reestruturação - - - 84 - -
Despesas não recorrentes 213 - - 213 - -
Despesas com Due Diligence - 1.399 - 1.399 -100,0%
EBITDAR Ajustado 34.160 28.131 21,4% 59.930 50.661 18,3%
Margem EBITDAR Ajustado 13,5% 16,3% - 2,8 pp 12,9% 15,8% - 2,9 pp
Número de veículos transportados 273.884 213.173 28,5% 503.892 388.823 29,6%
Nacional + Importado 245.481 171.287 43,3% 443.237 313.078 41,6%
Exportação 28.403 41.886 -32,2% 60.655 75.745 -19,9%
Km média 826 802 3,0% 821 802 2,4%

COMENTÁRIOS DA ADMINISTRAÇÃO SOBRE OS RESULTADOS

É com grande satisfação que anunciamos os resultados do 2T08. O trimestre apresentou um aumento de
46,2% na receita bruta consolidada em relação ao 2T07, ocasionado tanto pelo incremento da receita dos
serviços de transporte (aumento de 50,0%) quanto de serviços logísticos (aumento de 23,0%). A receita
bruta acumulada no primeiro semestre de 2008 foi de R$537,7 milhões, representando um incremento de
45,0% em relação ao mesmo período do ano anterior, destacando-se os serviços de transporte, que
cresceram 47,2% no período.

A indústria automotiva continua em forte expansão. Segundo dados divulgados pela ANFAVEA, os
licenciamentos de veículos (automóveis e comerciais leves) no mercado interno apresentaram um
crescimento de 30,2% no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano anterior. Este
desempenho vem sendo impulsionado, entre outros fatores, pelo aumento da oferta de crédito e pela
estabilidade econômica. Acreditamos que, apesar da elevação da taxa básica de juros, as vendas de
veículos devem continuar aquecidas no segundo semestre de 2008.

Nosso EBITDAR Ajustado apresentou crescimento de 21,4% atingindo R$34,2 milhões no 2T08 contra
R$28,1 milhões no 2T07. A margem percentual, quando comparada ao 2T07, apresentou redução de 2,8
p.p.devido a : i) atrasos na conclusão do projeto produtividade no setor de HPC- Home and Personal Care,
que inclui a substituição de bitrens por rodotrens e tritrens, o que melhorará nossas margens quando
totalmente implementados, ii) forte incremento nas operações de transporte de peças e gestão de pátios
que geram margens relativamente menores, e iii) menor rentabilidade nas operações de transporte de
combustíveis, decorrente da baixa produtividade destas operações.

No resultado acumulado no primeiro semestre de 2008, o EBITDAR Ajustado foi de R$ 59,9 milhões, um
incremento de 18,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. A nossa margem EBITDAR Ajustado
foi de 12,9% no período.

Nossas perspectivas para os próximos trimestres são otimistas. Esperarmos uma melhora nas nossas
margens, dado o aumento esperado na quantidade de veículos transportados em relação ao primeiro
semestre de 2008 e à implementação dos projetos de produtividade e a renegociação comercial e
operacional em algumas operações nos outros setores. Com base nos resultados obtidos nos seis primeiros
meses deste ano e nas nossas estimativas futuras, revisamos o nosso guidance para o ano de 2008.

2
DESEMPENHO OPERACIONAL E DIVISÕES DE NEGÓCIOS

A seguir analisamos os resultados consolidados do 2T08 e do primeiro semestre de 2008 por Divisão de
Negócios:

SETOR AUTOMOTIVO

2T08 2T07 Var (%) 1S08 1S07 Var (%)


Transporte (Setor) 225.723 153.376 47,2% 411.295 282.448 45,6%
Transporte de Veículos 183.327 135.293 35,5% 334.087 251.793 32,7%
Transporte de Peças 42.396 18.082 134,5% 77.208 30.655 151,9%
Serviços Logísticos 14.544 9.877 47,3% 25.850 17.199 50,3%
Receita Bruta Total 240.267 163.253 47,2% 437.145 299.647 45,9%
Receita Liquida Total 208.667 142.031 46,9% 380.482 260.732 45,9%
EBTIDAR Ajustado 29.105 22.804 27,6% 49.903 41.917 19,1%
Margem EBITDAR Ajustado 13,9% 16,1% -2.2 pp 13,1% 16,1% -3.0 pp
Depreciação e Amortização 2.193 937 134,0% 3.885 1.811 114,5%
Despesas Leasing 556 167 233,2% 1.115 334 233,8%
Número de veículos transportados 273.884 213.173 28,5% 503.892 388.823 29,6%
Nacional + Importado 245.481 171.287 43,3% 443.237 313.078 41,6%
Exportação 28.403 41.886 -32,2% 60.655 75.745 -19,9%
Km média 826 802 3,0% 821 802 2,4%

A receita bruta do Setor Automotivo foi de R$240,3 milhões no 2T08, representado um aumento de 47,2% em
relação ao 2T07, destacando-se:

Transporte de Veículos: A Receita Bruta de transporte de veículos aumentou 35,5% em relação ao 2T07,
atingindo R$183,3 milhões no 2T08 devido ao: (i) aumento de 28,5% no número de veículos transportados,
refletindo o aumento de vendas no mercado interno, (ii) aumento da distância média em 3,0%, atingindo no
2T08 uma distância média de 826 Km por veículo e, (iii) reajuste médio de 5% no preço médio do frete a
partir de maio de 2008. Quando comparado ao primeiro semestre de 2008, a Receita Bruta de transporte de
veículos cresceu 32,7%, atingindo R$ 334,1 milhões, devido ao: (i) crescimento de 29,6% na quantidade de
veículos transportados , (ii) aumento de 2,4% na distância média de veículos transportados e, (iii) impacto
parcial do reajuste no preço do frete de 5% a partir de maio de 2008 .

Transporte de Peças: A Receita Bruta de transporte de peças cresceu 134,5% no 2T08, atingindo R$42,4
milhões, devido aos novos contratos com clientes como CNH, Fiat, GM e Rieter. Quando comparado com o
primeiro semestre de 2007, a Receita Bruta com transporte de peças cresceu 151,9% no primeiro semestre
de 2008, atingindo R$ 77,2 milhões.

Serviços Logísticos: A receita de serviços logísticos aumentou 47,3% atingindo R$14,5 milhões no período.
Este aumento deve-se ao incremento na receita de serviços de armazenagem, gestão de pátios, embalagem
e leilão automotivo. Quando comparado aos seis primeiros meses do ano de 2007, a receita bruta de serviços
logísticos aumentou 50,3% em 2008.

O EBITDAR Ajustado do Setor Automotivo foi de R$29,1 milhões no 2T08, representando um aumento de
27,6% em comparação ao 2T07. Em relação à receita líquida o EBITDAR Ajustado atingiu margem de 13,9%
no período contra 16,1% no 2T07. No primeiro semestre de 2008, o EBITDAR Ajustado do Setor Automotivo
atingiu R$49,9 milhões, um aumento de 19,1% em relação ao primeiro semestre de 2007. Em relação à
Receita Líquida a margem foi de 13,1%, representando uma queda de 3.0 p.p. em comparação ao mesmo
período em 2007. Esta redução deve-se ao aumento da participação das receitas com transporte de peças,
serviços logísticos e da divisão Catlog (que possuem margens menores), além da mudança da estrutura de

3
custos fixos que vem sendo efetivada com a finalidade de incrementar a infra-estrutura da divisão de
veículos, preparando a companhia para o novo um novo ciclo de crescimento na indústria automotiva.

OUTROS SETORES

2T08 2T07 Var (%) 1S08 1S07 Var (%)


Transporte (Setor) 33.401 19.393 72,2% 61.782 39.041 58,2%
HPC (Home Personal Care) 11.518 9.531 20,9% 22.605 19.839 13,9%
Suco Laranja 6.131 3.851 59,2% 8.972 7.368 21,8%
Papel e Celulose 9.065 5.511 64,5% 17.587 10.704 64,3%
Combustíveis 5.935 438 1255,0% 11.507 972 1083,9%
Outros 751 62 1111,0% 1.109 159 597,5%
Serviços Logísticos 19.664 17.941 9,6% 38.758 32.233 20,2%
Receita Bruta Total 53.065 37.334 42,1% 100.540 71.274 41,1%
Receita Liquida Total 43.689 31.029 40,8% 83.800 60.049 39,6%
EBTIDAR Ajustado 5.054 5.327 -5,1% 10.026 8.744 14,7%
Margem EBITDAR Ajustado 11,6% 17,2% -5.6 pp 12,0% 14,6% -2,6 pp
Depreciação e Amortização 3.089 1.154 167,7% 5.570 2.493 123,4%
Despesas Leasing 5.612 4.851 15,7% 10.865 9.332 16,4%

A receita bruta dos Outros Setores apresentou um crescimento de 42,1% atingindo R$53,1 milhões no 2T08,
destacando-se: (i) Incremento de 72,2% na receita com transportes, com destaque para os segmentos de
combustíveis, papel e celulose e suco de laranja e (ii) Serviços Logísticos: A receita bruta de serviços
logísticos atingiu R$19,6 milhões no 2T08, um aumento de 9,6% em relação ao mesmo período do ano
anterior.

A receita bruta de outros setores no primeiro semestre do ano de 2008 foi de R$100,5 milhões, um aumento
de 41,1% em relação ao mesmo período de 2008.

O EBITDAR Ajustado dos Outros Setores atingiu R$5,1 milhões no 2T08, representando uma queda de 5,1%
em relação ao 2T07. Em relação à receita liquida o EBITDAR Ajustado representou 11,6% no 2T08, uma
redução de 5.6 p.p. em relação ao mesmo período do ano anterior. Esta redução deve-se principalmente a: (i)
atraso no projeto de produtividade no setor de HPC – Home and Personal Care e (ii) indicadores de
produtividade inferiores aos previstos nas operações de transporte de combustível, e (iii) queda nas receitas
de armazenagem na operação do Porto Seco em Vitória, devido ao incêndio ocorrido em 06 de março de
2008.

O EBITDAR Ajustado no primeiro semestre de 2008 foi de R$10,0 milhões, o que representa um incremento
de 14,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em relação à receita líquida, a margem do
EBITDAR Ajustado foi de 12,0%, uma redução de 2,6 p.p. em relação ao mesmo período no ano de 2007
devido ao impacto, no segundo semestre, dos itens acima citados.

4
RESULTADOS CONSOLIDADOS

RECEITA BRUTA CONSOLIDADA

A receita bruta consolidada no 2T08 atingiu R$293,3 milhões, resultado 46,2% maior que no 2T07. A receita
bruta acumulada no primeiro semestre de 2008 foi de R$ 537,7 milhões, um aumento de 45,0% em relação
ao mesmo período do ano anterior.

A tabela abaixo está expressa em R$ mil, exceto as percentagens:

2T08 2T07 Var (%) 1S08 1S07 Var (%)


Serviços de Transporte 259.123 172.769 50,0% 473.077 321.489 47,2%
Serviços Logísticos 34.208 27.818 23,0% 64.608 49.432 30,7%
Receita Bruta de Serviços 293.331 200.587 46,2% 537.685 370.921 45,0%

Este crescimento deve-se principalmente a: (i) incremento de 28,5% no volume de veículos transportados
(274 mil no 2T08 contra 213 mil no 2T07), (ii) aumento de 3% na distância média, atingindo 826 Km por
veículo no 2T08, (iii) aumento de 134,5% na operação de transporte de peças, atingindo 42,4 milhões no
segundo trimestre de 2008, e (iv) incremento de 72,2% na receita bruta com transporte nos Outros Setores,
com destaque para os segmentos de Combustíveis, Suco de Laranja e Papel e Celulose.

Em relação ao primeiro semestre de 2008, podemos destacar: (i) incremento de 29,6% no volume de
veículos transportados (504 mil no primeiro semestre de 2008 contra 389 mil no mesmo período de 2007),
(ii) aumento de 2,4% na distância média, atingindo 821 Km por veículo no 2T08, (iii) aumento de 151,9% na
operação de transporte de peças, atingindo 77,2 milhões no período, e (iv) incremento de 58,2% na receita
bruta com transporte nos Outros Setores, com destaque para os segmentos de Combustíveis, Suco de
Laranja e Papel e Celulose.

DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA CONSOLIDADA

As deduções da receita bruta aumentaram 48,9%, atingindo R$41,0 milhões no 2T08. O percentual das
deduções sobre a receita bruta atingiu 14,0% no 2T08 contra 13,7% no 2T07. No primeiro semestre de
2008 as deduções da receita bruta foram de R$ 73,4 milhões, um aumento de 46,4% em relação ao ano
anterior. Em relação à receita bruta, o percentual das deduções no primeiro semestre de 2008 foi de 13,7%,
representando um incremento de 0,2 p.p, quando comparado com o mesmo período do ano anterior

RECEITA LÍQUIDA CONSOLIDADA

Em decorrência dos fatos mencionados acima, a receita líquida consolidada no 2T08 atingiu R$252,4
milhões, resultado 45,8% maior que no 2T07. A receita líquida acumulada no primeiro trimestre de 2008 foi
de R$464,3 milhões, 44,7% maior do a Receita Líquida obtida no primeiro semestre de 2007.

5
CUSTOS DOS SERVIÇOS PRESTADOS CONSOLIDADOS

O custo dos serviços prestados aumentou 50,3%, passando de R$145,7 milhões no 2T07 para R$218,9
milhões no 2T08. Este acréscimo foi decorrente principalmente a:

(i) aumento de 63,7% nos gastos com pessoal decorrente (a) da contratação de motoristas para atender as
novas operações e (b) do aumento de pessoal para gestão de pátio e filiais para atender o crescimento do
volume de veículos.

(ii) aumento de 48,3% nos gastos com agregados decorrente do acréscimo de faturamento nas operações
de transporte de veículos e peças.

(iii) Aumento nos outros custos em 48,9%, devido ao incremento das despesas com frota própria e dos
custos com as bases operacionais, decorrente do aumento de volume das operações.

O custo dos serviços prestados no primeiro semestre de 2008 foi de R$405,1 milhões, representando um
incremento de 49,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, pelos motivos citados acima..

A tabela abaixo está expressa em R$ mil, exceto as percentagens:

2T08 2T07 Var (%) 1S08 1S07 Var (%)


Com pessoal 28.110 17.171 63,7% 52.445 31.840 64,7%
Com agregados 145.574 98.152 48,3% 265.893 180.543 47,3%
Outros 45.253 30.390 48,9% 86.793 58.034 49,6%
Total 218.936 145.712 50,3% 405.131 270.416 49,8%

LUCRO BRUTO

No 2T08 o lucro bruto da Companhia foi de R$33,4 milhões apresentando crescimento de 22,2% em
relação ao 2T07. Em relação à receita liquida o lucro bruto do 2T08 representou 13,2%. O lucro bruto
referente no primeiro semestre de 2008 foi de R$59,1 milhões, um aumento de 19,7% em relação ao
mesmo período do ano anterior.

DESPESAS E RECEITAS OPERACIONAIS

2T08 2T07 Var (%) 1S08 1S07 Var (%)


Com Vendas 833 637 30,7% 1.905 1.213 57,0%
Gerais e administrativas 9.000 7.849 14,7% 16.793 14.908 12,6%
Honorários da administração 618 379 63,0% 1.230 609 102,0%
Receitas/Despesas financeiras -2.853 3.820 - -7.263 5.315 -
Outras Receitas/ Despesas Operacionais 473 -1.141 - 1.030 -1.659 -
Amortização de Ágio 730 396 84,4% 874 628 39,2%
Total 8.801 11.940 -26,3% 14.569 21.014 -30,7%

DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS

As despesas gerais e administrativas no 2T08 totalizaram R$9,0 milhões apresentando um aumento de


14,7% em relação ao 2T07 devido principalmente a reajuste salarial e despesas com consultoria. No
6
primeiro semestre de 2008, o valor das despesas gerais e administrativas foi de R$16,8 milhões, um
aumento de 12,6% em relação ao mesmo período do ano anterior

DESPESAS E RECEITAS FINANCEIRAS

As receitas/despesas financeiras geraram uma receita financeira de R$2,9 milhões no 2T08, contra uma
despesa de R$3,8 milhões no 2T07, devido principalmente à receita de aplicações financeiras decorrentes
dos recursos obtidos no IPO.

Em relação ao primeiro semestre de 2008, as receitas financeiras foram de R$ 7,3 milhões, contra uma
despesa financeira de R$ 5,3 milhões no primeiro semestre de 2007.

LUCRO OPERACIONAL

O lucro operacional aumentou 46,5% no 2T08 em relação ao 2T07, atingindo R$24,6 milhões. O lucro
operacional acumulado no primeiro semestre de 2008 foi de R$ 44,6 milhões.

IMPOSTO DE RENDA

Abaixo demonstramos a conciliação da taxa efetiva do imposto de renda e contribuição social devidos no
período:

2T08 2T07 Var (%) 1S08 1S07 Var (%)


Lucro Antes dos Impostos 24.982 1.090 2191,9% 45.154 18.790 140,3%
Prejuízos nas Controladas 4.591 4.077 - 7.519 7.803 -
Outras Adições 967 1.154 -16,2% 1.174 2.561 -54,2%
Base tributável Ajustada 28.606 6.321 352,6% 53.847 24.032 124,1%
IRPJ e CSSL 9.726 2.149 352,6% 18.308 8.171 124,1%
Taxa Efetiva 34% 34% - 34% 34% -

Os prejuízos de nossas controladas recém adquiridas não são base para contribuição de imposto de renda
e contribuição social diferidos, devido a inexistência de histórico de lucro em pelo menos 3 dos últimos 5
anos.

LUCRO LÍQUIDO

Como conseqüência dos resultados expostos acima, nosso lucro líquido consolidado foi de R$15,4 milhões
no 2T08 contra um lucro líquido de R$ 9,3 milhões no 2T07, apresentando um crescimento de 65,6%. Este
valor representa 6,1% da receita líquida no período. Considerando-se o efeito das despesas não
recorrentes, o lucro líquido consolidado foi de R$15,3 milhões no 2T08, contra um prejuízo líquido de
R$ 1,1 milhão no 2T07. O lucro líquido acumulado no primeiro semestre de 2008, excluindo o efeito das
despesas não recorrentes, foi de R$ 27,0 milhões, representando 5,8% da receita líquida.

7
INVESTIMENTOS

Os investimentos no 2T08 totalizaram R$ 21,8 milhões. Estes investimentos foram principalmente, na


aquisição de equipamentos, cavalos e carretas, para novas operações e substituição de equipamentos
existentes, bem como na reforma e ampliação de pátios. Os investimentos acumulados no primeiro
semestre de 2008 totalizam R$ 42,1 milhões.

EVENTOS RECENTES

CONTRATAÇÃO DE FORMADOR DE MERCADO (MARKET MAKER).

A Tegma Gestão Logística S.A. contratou o Banco UBS PACTUAL S.A. para exercer a função de agente
formador de mercado, com o objetivo de aumentar a liquidez das ações da Companhia. O contrato iniciou-
se em 21/07/2008 e terá vigência de 1 (um) ano, prorrogável automaticamente por iguais períodos.

CELEBRAÇÃO DE CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE NEGÓCIO E OUTRAS AVENÇAS

Em 11.8.2008, a Tegma Gestão Logística S.A. celebrou Contrato de Aquisição de Negócio e Outras
Avenças (“Contrato de Aquisição”) com a COOPERATIVA DOS TRANSPORTADORES DE VEÍCULOS E
DE CARGAS EM GERAL (“CTV”) e seus sócios, entre outras partes, visando à aquisição do negócio
operado pela CTV
Entre outras condições habituais em operações da mesma natureza, a implementação da Aquisição está
sujeita à realização de auditoria financeira, operacional e legal da CTV, à confirmação de posições
comerciais, bem como à aprovação da operação pelo Conselho de Administração da Tegma Gestão
Logística S.A.
Durante o exercício de 2007 a CTV transportou 48.869 (quarenta e oito mil, oitocentos e sessenta e nove)
veículos 0Km para referidas Regiões, com receita bruta de aproximadamente R$ 100.000.000,00 (cem
milhões de reais).

8
PERSPECTIVAS FUTURAS

Com base nos resultados apresentados nos seis primeiros meses e nas perspectivas futuras, reavaliamos
nossas expectativas para o ano de 2008, conforme o quadro abaixo (valores em milhões de Reais):

Minimo Máximo
Receita Liquida 1.000 1.150
EBITDAR Ajustado 160 185
Investimento 90 110

EVENTOS PARA DISCUSSÃO DE RESULTADOS

TELECONFERÊNCIAS SOBRE RESULTADOS 2T08

|PORTUGUÊS| |INGLÊS|
6ª feira, 15 de agosto de 2008 6ª feira, 15 de agosto de 2008
09:00 (horário de Brasília) 10:00 (horário de Brasília)
08:00 (horário Nova York) 09:00 (horário Nova York)
Tel.: +55 (11) 2188-0188 Tel.: +1 (973) 935-8893
Replay: +55 (11) 2188-0188 Replay: +1 (706) 645-9291
Código: TEGMA Código: 54685407

Para informações adicionais, acesse nosso website – www.tegma.com.br/ri - ou entre em contato com
nossa Área de Relações com Investidores:

Gennaro Oddone, (+55 11) 4346-2675, gennaro.oddone@tegma.com.br


Alexandre Brandão, (+55 11) 4346-2532, alexandre.brandao@tegma.com.br

Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações
têm como base crenças e suposições de nossa Administração e informações a que a Companhia
atualmente tem acesso. Declarações sobre eventos futuros incluem informações sobre nossas intenções,
crenças ou expectativas atuais, assim como aquelas dos membros do Conselho de Administração e
Diretores da Companhia.

9
As ressalvas com relação a declarações e informações acerca do futuro também incluem informações sobre
resultados operacionais possíveis ou presumidos, bem como declarações que são precedidas, seguidas ou
que incluem as palavras “acredita”, “poderá”, “irá”, “continua”, “espera”, “prevê”, “pretende”, “planeja”,
“estima” ou expressões semelhantes.

As declarações e informações sobre o futuro não são garantias de desempenho. Elas envolvem riscos,
incertezas e suposições porque se referem a eventos futuros, dependendo, portanto, de circunstâncias que
poderão ocorrer ou não. Os resultados futuros e a criação de valor para os acionistas poderão diferir de
maneira significativa daqueles expressos ou sugeridos pelas declarações com relação ao futuro. Muitos dos
fatores que irão determinar estes resultados e valores estão além da capacidade de controle ou previsão da
TEGMA.

DEMONSTRAÇÃO DO
RESULTADO CONSOLIDADO

Pro-forma

2T08 2T07 Var. % 1S08 1S07 Var. %


Serviços Transportes 259.123 172.769 50,0% 473.077 321.488 47,2%
Serviços Logísticos e outros 34.208 27.818 23,0% 64.608 49.432 30,7%
Receita Bruta Operacional 293.331 200.587 46,2% 537.685 370.920 45,0%
Impostos e Deduções (40.975) (27.527) 48,9% (73.404) (50.140) 46,4%
Receita líquida operacional 252.356 173.060 45,8% 464.281 320.780 44,7%
Custo dos serviços prestados - -
Com Pessoal (28.110) (17.171) 63,7% (52.445) (112.821) -53,5%
Com Agregados (terceiros) (145.574) (98.152) 48,3% (265.893) (99.562) 167,1%
Outros (45.253) (30.390) 48,9% (86.792) (58.966) 47,2%
Lucro bruto 33.420 27.348 22,2% 59.151 49.431 19,7%
(Despesas) receitas operacionais (8.801) (26.310) -66,5% (14.573) (34.452) -57,7%
Gerais e administrativas (9.000) (7.849) 14,7% (16.793) (13.977) 20,1%
Honorários da administração (618) (379) 63,0% (1.230) (609) 102,0%
Despesas Comerciais (833) (637) 30,7% (1.905) (1.213) 57,0%
Despesas com a Oferta - (14.370) -100,0% (4) (14.370) -100,0%
Despesas financeiras (2.367) (3.994) -40,7% (4.052) (5.884) -31,1%
Receitas financeiras 5.220 174 2899,8% 11.315 570 1885,0%
Equivalência patrimonial - - - - - -
Amortização de ágio (730) (396) 84,4% (874) (628) 39,2%
Outras receitas operacionais, líquidas (473) 1.141 -141,5% (1.030) 1.659 -162,1%
Lucro operacional 24.619 1.038 2272,1% 44.577 14.979 197,6%
Resultado não opercional, líquido 363 52 600,2% 577 52 1009,5%
Lucro antes do imposto de renda e da contribuição social 24.982 1.090 2191,9% 45.154 15.031 200,4%
Imposto de renda e contribuição social - -
Do período (7.447) (5.191) 43,5% (13.314) (9.167) 45,2%
Diferido (2.279) 3.042 -174,9% (4.994) 832 -700,2%
Lucro antes da participação dos minoritários 15.255 (1.060) -1538,9% 26.847 6.696 300,9%
Participação dos minoritários 7 - - 9 - -
Lucro líquido do exercício 15.262 (1.060) -1539,6% 26.856 6.696 301,1%

10
DEMONSTRAÇÃO DO
RESULTADO CONSOLIDADO

2T08 2T07 Var. % 1S08 1S07 Var. %


Serviços Transportes 259.123 172.769 50,0% 473.077 301.841 56,7%
Serviços Logísticos e outros 34.208 27.818 23,0% 64.608 35.141 83,9%
Receita Bruta Operacional 293.331 200.587 46,2% 537.685 336.982 59,6%
Impostos e Deduções (40.975) (27.527) 48,9% (73.404) (45.221) 62,3%
Receita líquida operacional 252.356 173.060 45,8% 464.281 291.761 59,1%
Custo dos serviços prestados
Com Pessoal (28.110) (17.171) 63,7% (52.445) (25.959) 102,0%
Com Agregados (terceiros) (145.574) (98.152) 48,3% (265.893) (175.584) 51,4%
Outros (45.253) (30.390) 48,9% (86.792) (40.730) 113,1%
Lucro bruto 33.420 27.348 22,2% 59.151 49.488 19,5%
(Despesas) receitas operacionais (8.801) (26.310) -66,5% (14.573) (30.750) -52,6%
Gerais e administrativas (9.000) (7.849) 14,7% (16.793) (11.478) 46,3%
Honorários da administração (618) (379) 63,0% (1.230) (609) 102,0%
Despesas Comerciais (833) (637) 30,7% (1.905) (821) 132,0%
Despesas com a Oferta - (14.370) -100,0% (4) (14.370) -100,0%
Despesas financeiras (2.367) (3.994) -40,7% (4.052) (4.814) -15,8%
Receitas financeiras 5.220 174 2899,8% 11.315 556 1935,0%
Equivalência patrimonial - - - -
Amortização de ágio (730) (396) 84,4% (874) (628) 39,2%
Outras receitas operacionais, líquidas (473) 1.141 -141,5% (1.030) 1.414 -172,8%
Lucro operacional 24.619 1.038 2272,1% 44.577 18.738 137,9%
Resultado não opercional, líquido 363 52 600,2% 577 52 1009,5%
Lucro antes do imposto de renda e da contribuição social 24.982 1.090 2191,9% 45.154 18.790 140,3%
Imposto de renda e contribuição social (9.726) (2.149) 352,6% (18.307) (8.171) 124,1%
Do período (7.447) (5.191) 43,5% (13.314) (9.003) 47,9%
Diferido (2.279) 3.042 -174,9% (4.994) 832 -700,2%
Lucro antes da participação dos minoritários 15.255 (1.060) - 26.847 10.619 152,8%
Participação dos minoritários 7 0,0% 9 1 800,0%
Lucro líquido do exercício 15.262 (1.060) - 26.856 10.620 152,9%

11
RECONCILIAÇÃO EBITDAR

Valores expressos em milhares de R$


2T08 2T07 Var. % 1S08 1S07 Var. %
Receita líquida operacional 252.356 173.060 45,8% 464.281 320.780 44,7%
Lucro antes do IR 24.619 1.037 2274,1% 44.579 14.979 197,6%
(+) Despesas Financeiras 2.367 3.994 -40,7% 4.052 5.884 -31,1%
(-) Receitas Financeiras (5.220) (174) - (11.315) (570) -
(+) Amortização de ágio 730 396 84,4% 873 628 39,0%
(+) Depreciação 5.282 2.091 152,6% 9.460 4.304 119,8%
(+) Despesas Leasing 6.169 5.018 22,9% 11.980 9.666 23,9%
(+/-) Outras receitas/despesas não operacionais - - - - - -
EBITDAR 33.947 12.362 174,6% 59.629 34.891 70,9%
Margem EBITDAR 13,5% 7,1% 6,4 pp 12,8% 10,9% -1,9 pp
(+) Despesas com Reestruturação - - 84 - -
(+) Despesas não recorrentes - Due Diligence 1.399 - - 1.399 -
(+) Despesas não recorrentes - IPO 14.370 - 4 14.370 -
(+) Outras despesas não recorrentes 213 213
EBITDAR Ajustado 34.160 28.131 21,4% 59.930 50.660 18,3%
Margem EBITDAR Ajustado 13,5% 16,3% -2,8 pp 12,9% 15,8% -2,9 pp

12
BALANÇO PATRIMONIAL

Ativo 30/06/2008 30/06/2007 Passivo e patrimônio líquido


Circulante 339.135 122.139 Circulante
Disponibilidades 10.504 11.078 Empréstimos e financiamento
Aplicações Financeiras 165.510 1.027 Fornecedores e fretes a paga
Contas a Receber 134.219 75.002 Partes Relacionadas
Partes Relacionadas - 704 Tributos a Recolher
Almoxarifado 1.748 1.621 Parcelamento de tributos
Impostos a recuperar 14.693 18.408 Salários e encargos sociais
IR e CS Diferidos 4.349 8.694 Seguros e aluguéis a pagar
Dividendos a Receber - - Dividendos a Pagar
Outras Contas a Receber 6.011 4.232 IR e CS a Recolher
Despesas antecipadas 2.101 1.374 Demais contas e títulos a pag
Não circulante 165.198 111.499 Não circulante
Realizável a longo prazo 13.487 17.197 Exigível a longo prazo
IR e CS Diferidos 7.244 12.741 Empréstimos e financiamento
IR a longo prazo - 2.599 Provisão para contingências
Partes relacionadas 1.383 290 Parcelamento de tributos
Depósitos judiciais 1.326 1.223 IR e CS diferidos
Outros Realizáveis 3.534 344 Outros Exigiveis
Permanente 151.711 94.302 Participação de Minoritários
Investimento - Custo - Patrimônio líquido
Investimentos - Outros 44.975 107 Capital social
Imobilizado 100.047 40.586 Reserva de Capital
Diferido - 1.317 Lucros acumulados
Intangível 6.689 52.292 Reservas de Lucro
Ações em Tesouraria

Total do ativo 504.333 233.638 Total do passivo e do patrimônio


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

16.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES


Informações sobre a composição acionária da Tegma Gestão Logística S.A

O Capital social, totalmente subscrito e integralizado, está composto por ações nominativas e sem
valor nominal, da seguinte forma:

a) Posição acionária, em 30 de junho de 2008, dos detentores de mais de 5%(cinco por cento) de
ações de cada espécie e classe da Tegma Gestão Logística S.A.

Ações ordinárias Ações Preferências Total das Ações


Acionista Quantidade (%) Quantidade(*) (%) Quantidade (%)
(*) (*)
Transportadora Sinimbú S.A 26.307.926 38,378% 26.307.926 38,378%
ADB HOLDINGS LTDA 16.747.415 24,431% 16.747.415 24,431%
Administradores 1 0,00% 1 0,00%
Ações em Tesouraria 825.000 1,203% 825.000 1,203%
Diretoria 2.828 0,004% 2.828 0,004%
Outros 25.666.890 35,983% 25.666.890 35,983%
Total 68.550.060 100,00% 68.550.060 100,00%

(*) Quantidade em unidades

15/08/2008 00:05:30 Pág: 1


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

16.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

a.1) Posição acionária, em 30 de junho de 2008, dos detentores de mais de 5% (cinco por cento) de
ações de cada espécie e classe da Transportadora Sinimbú S.A., até o nível de pessoa física:

Ações ordinárias Ações Preferências Total das Ações


Acionista Quantidade (%) Quantidade(*) (%) Quantidade (%)
(*) (*)
FERNANDO LUIZ SCHETINO 9.473.755 21,50% 9.473.755 21,50%
MOREIRA
MÁRIO SÉRGIO MOREIRA 4.740.808 10,75% 4.740.808 10,75%
FRANCO
MARIA THEREZA MOREIRA 23.216.230 52,69% 23.216.230 52,69%
FRANCO
FRANCISO C.J.F.JÚNIOR 1.105.530 2,51% 1.105.530 2,51%
ANA LÚCIA M.FRANCO 1.105.530 2,51% 1.105.530 2,51%
BALLVÉ
AUGUSTO CÉSAR M. FRANCO 1.105.530 2,51% 1.105.530 2,51%
JOÃO PAULO M.FRANCO 1.105.530 2,51% 1.105.530 2,51%
ROGÉRIO MOREIRA FRANCO 1.105.530 2,51% 1.105.530 2,51%
RICARDO MOREIRA FRANCO 1.105.530 2,51% 1.105.530 2,51%
Total 44.063.973 100,00% 44.063.973 100,00%

(*) Quantidade em unidades

15/08/2008 00:05:30 Pág: 2


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

16.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES


a.2) Posição acionária, em 30 de junho de 2008, dos detentores de mais de 5% (cinco por cento) de
ações de cada espécie e classe da ADB HOLDINGS LTDA, até o nível de pessoa física:

Ações ordinárias Ações Preferências Total das Ações


Acionista Quantidade (%) Quantidade(*) (%) Quantidade (%)
(*) (*)
EVANDRO LUIZ COZER 1 0,01% 1 0,01%
COIMEX EMPREENDIMENTOS E 6.494.999 99,99% 6.494.999 99,99%
PARTICIP. LTDA
Total 6.495.000 100,00% 6.495.000 100,00%

(*) Quantidade em unidades

a.3) Posição acionária, em 30 de junho de 2008, dos detentores de mais de 5% (cinco pior cento) de
ações de cada espécie e classe da COIMEX EMPREENDIMENTOS E PARTICIP.LTDA., até o
nível de pessoa física:

Ações ordinárias Ações Preferências Total das Ações


Acionista Quantidade (%) Quantidade(*) (%) Quantidade (%)
(*) (*)
ITAGUAÇU COMÉRCIO E PART. 131.002.693 85,32% 131.002.693 85,32
LTDA
VIWA S.A. COMÉRCIO E 22.547.897 14,68% 22.547.897 14,68%
SERVIÇO E AUTOM.
Total 153.550.590 100,00% 153.550.590 100,00%

(*) Quantidade em unidades

15/08/2008 00:05:30 Pág: 3


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

16.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

a.4) Posição acionária, em 30 de junho de 2008, dos detentores de mais de 5% (cinco por cento) de
ações de cada espécie e classe da ITAGUAÇU COMÉRCIO E PART. LTDA., até o nível de pessoa
física:

Ações ordinárias Ações Preferências Total das Ações


Acionista Quantidade (%) Quantidade(*) (%) Quantidade (%)
(*) (*)
EVANDRO LUIZ COSER 20.200 20% 20.200 20%
OTACÍLIO JOSÉ COSER FILHO 20.200 20% 20.200 20%
MARIA BERNADETTE BARBIERI 20.200 20% 20.200 20%
COSER DE OREM
CARLOS ALBERTO COSER 20.200 20% 20.200 20%
TEREZA RACHEL COSER 20.200 20% 20.200 20%
Total 101.000 100,00% 101.000 100,00%

(*) Quantidade em unidades

15/08/2008 00:05:30 Pág: 4


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

16.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

a.5) Posição acionária, em 30 de junho de 2008, dos detentores de mais de 5% (cinco por cento) de
ações de cada espécie e classe da VIWA S.A. COMÉRCIO E SERVIÇO DE AUTOM., até o nível
de pessoa física:

Ações ordinárias Ações Preferências Total das Ações


Acionista Quantidade (%) Quantidade(*) (%) Quantidade (%)
(*) (*)
OTACÍLIO JOSÉ COSER 42.291 53,10% 42.291 53,10%
ITAGUAÇÚ COMÉRCIO E 7.713 9,68% 7.713 9,68%
PARTICIPAÇÕES LTDA
TEREZA RACHEL COSER 6.517 8,18% 6.517 8,18%
EVANDRO LUIZ COSER 6.517 8,18% 6.517 8,18%
OTACÍLIO JOSÉ COSER FILHO 6.517 8,18% 6.517 8,18%
MARIA BERNADETTE BARBIERI 6.517 8,18% 6.517 8,18%
COSER DE ORDEM
VIWA CAMINHÕES LTDA 3.580 4,50% 3.580 4,50%
Total 79.652 100,00% 79.652 100,00%

(*) Quantidade em unidades

15/08/2008 00:05:30 Pág: 5


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

16.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

a.6) Posição acionária, em 30 de junho de 2008, dos detentores de mais de 5% (cinco por cento) de
ações de cada espécie e classe da VIWA CAMINHÕES LTDA., até o nível de pessoa física:

Ações ordinárias Ações Preferências Total das Ações


Acionista Quantidade (%) Quantidade(*) (%) Quantidade (%)
(*) (*)
TEREZA RACHEL COSER 1.519 19,36% 1.519 19,36%
EVANDRO LUIZ COSER 1.519 19,36% 1.519 19,36%
OTACÍLIO JOSÉ COSER 1.524 19,42% 1.524 19,42%
MARIA BERNADETTE BARBIERI 1.524 19,42% 1.524 19,42%
COSER DE ORDEM
ITAGUAÇU COMÉRCIO E 806 10,27 806 10,27
PARTICIPAÇÕES LTDA
CARLOS ALBERTO COSER 788 10,04 788 10,04
OTACÍLIO JOSÉ COSER FILHO 167 2,13 167 2,13
Total 7.847 100,00% 7.847 100,00%

(*) Quantidade em unidades

15/08/2008 00:05:30 Pág: 6


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

16.01 - OUTRAS INFORMAÇÕES QUE A COMPANHIA ENTENDA RELEVANTES

b) Posição acionária consolidada dos controladores, administradores e ações em circulação

Posição Acionária em 30 de junho de 2008


Ações Ordinárias Ações Preferênciais Total de Ações
Acionista Quantidade % Quantidade(*) % Quantidade(*) %
(*)

Controladores 43.078.606 62,8426 43.070.979 62,8426

Administradores
Conselho da administração 1 0,00 1 0,00
Diretoria 2.828 0,0041 2.828 0,0041

Conselho Fiscal

Ações em Tesouraria 825.000 1,2035 825.000 1,2035

Outros Acionistas 24.643.625 35,95 24.643.625 35,95

Total 68.550.060 100,00 68.550.060 100,00

Ações em Circulação 24.643.625 35,95 24.643.625 35,95

Observação:
A Companhia está vinculada à arbitragem na Câmara de Arbitragem do Mercado, conforme
cláusula compromissória constante do seu Estatuto Social.

15/08/2008 00:05:30 Pág: 7


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

17.01 - RELATÓRIO DA REVISÃO ESPECIAL - SEM RESSALVA

Relatório dos auditores independentes


sobre a revisão limitada

Aos Administradores e Acionistas


Tegma Gestão Logística S.A.

1 Revisamos as informações contábeis contidas nas Informações Trimestrais – ITR


individuais e consolidadas da Tegma Gestão Logística S/A (a “Companhia”) referentes ao
trimestre findo em 30 de junho de 2008, compreendendo o balanço patrimonial e as
demonstrações de resultado e dos fluxos de caixa, as notas explicativas e o relatório de
desempenho, elaborados sob a responsabilidade de sua administração.

2 Nossa revisão foi efetuada de acordo com as normas específicas estabelecidas pelo
IBRACON - Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, em conjunto com o Conselho
Federal de Contabilidade - CFC, e consistiu, principalmente, em: (a) indagação e
discussão com os administradores responsáveis pelas áreas contábil, financeira e
operacional da Companhia, quanto aos principais critérios adotados na elaboração das
Informações Trimestrais e (b) revisão das informações relevantes e dos eventos
subseqüentes que tenham, ou possam vir a ter, efeitos relevantes sobre a posição
financeira e as operações da Companhia.

3 Com base em nossa revisão, não temos conhecimento de nenhuma modificação


relevante que deva ser feita nas informações contábeis contidas nas Informações
Trimestrais acima referidas, para que estas estejam de acordo com as normas expedidas
pela Comissão de Valores Mobiliários – CVM, aplicáveis à elaboração das Informações
Trimestrais, incluindo a Instrução CVM n° 469/08.

4 Conforme mencionado na nota explicativa 23, em 28 de dezembro de 2007 foi


promulgada a Lei n°. 11.638, com vigência a partir de 1º. de janeiro de 2008. Essa Lei
alterou, revogou e introduziu novos dispositivos à Lei n° 6.404/76 (Lei das Sociedades por
Ações) e provocou mudanças nas práticas contábeis adotadas no Brasil. Embora a
referida Lei já tenha entrado em vigor, algumas alterações por ela introduzidas dependem

15/08/2008 00:05:01 Pág: 1


SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
ITR - Informações Trimestrais Legislação Societária
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 30/06/2008

02080-0 TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A 02.351.144/0001-18

17.01 - RELATÓRIO DA REVISÃO ESPECIAL - SEM RESSALVA


de normatização por parte dos órgãos reguladores para serem aplicadas pelas
companhias. Dessa forma, nessa fase de transição, a CVM, por meio da Instrução CVM
n° 469/08, facultou a não-aplicação de todas as disposições da Lei n° 11.638/07 na
preparação das Informações Trimestrais (ITR). Assim, as informações contábeis contidas
nas ITR do trimestre findo em 30 de junho de 2008, foram elaboradas de acordo com
instruções específicas da CVM e não contemplam todas as modificações nas práticas
contábeis introduzidas pela Lei n° 11.638/07.

São Paulo, 14 de agosto de 2008

PricewaterhouseCoopers Júlio César dos Santos


Auditores Independentes Contador CRC
1SP137878/O-6
CRC 2SP000160/O-5

15/08/2008 00:05:01 Pág: 2