Vous êtes sur la page 1sur 2

1

beba coca cola, de Dcio Pignatari: anlise sociolgica


Adrielly Rebeca Kerolaine Cordeiro (UFAM)

Pignatari parte do famoso slogan do mundialmente conhecido Coca-Cola para


estabelecer um efeito contrrio ao consumo daquele produto. Sem adicionar qualquer
letra, o poeta inicia o poema apresentando o slogan, e conforme o texto se desenvolve,
incorre num final inesperado: a palavra cloaca. No dicionrio Hoaiss (2001), os
possveis significados para este termo so: fossa ou cano pra receber dejetos; vaso
sanitrio; cavidade comum dos sistemas digestivo, excretor e reprodutor de aves,
rpteis, anfbios e muitos peixes. Assim, o texto vai do estmulo ao consumo da bebida
depreciao da mesma.
A simples troca de um fonema gera uma mudana de sentido na alternncia
entre os verbos beber e babar. O primeiro verbo denota algo que o interlocutor pode
fazer voluntariamente, e fortemente incentivado pelo apelo publicitrio. J o segundo,
que seria a consequncia do primeiro, traz o sentido de passividade, de no ter o
controle e de no possuir iniciativa.
V-se tambm a alternncia entre as linhas beba coca e babe cola caco,
indicando a consequncia em beber aquele produto. Ou seja, bebe-se o lquido (um dos
grandes smbolos da sociedade de consumo) e baba-se um subproduto danoso, tanto
para a sade de quem consome quanto no sentido da perpetuao do consumismo que
assola a sociedade atual.
Seguindo o poema, as palavras cola e caco se alternam. Anteriormente, na
mesma linha, e depois ocupando linhas diferentes, indicando um processo que incorre
na palavra cloaca, carregada dos sentido negativos j descritos. Tambm interessa
2

observar a disposio desta palavra ao final do poema: a nica palavra na linha, e


encontra-se num deslocamento diferente do resto do poema, evidenciando o resultado
de beber e babar, consumir um produto e produzir um subproduto a partir desse
consumo.
Mesmo este poema tendo sido escrito em 1957, j nota-se que o poderio
publicitrio da Coca-Cola toma assento h muito tempo, fomentando o consumo
desencadeado pela forte propaganda para as massas de qualquer pas,
independentemente da sua condio econmica e social. No toa que esta indstria
sempre atrelada ao sistema capitalista e sociedade de consumo.