Vous êtes sur la page 1sur 1

CENTRO UNIVERSITRIO DINMICA DAS CATARATAS

MISSO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAES


FUTURAS

ANLISE DO TIPO DE CURA NAS PROPRIEDADES DO CONCRETO DE PS


REATIVOS COM ADIO DE CINZA DE CASCA DE ARROZ

NUNES, Maria Luiza; DAMIN, Eduardo; RISSON, Kathleen Dall B.S


Autora, Acadmica do curso de Engenharia Civil - UDC.
Orientador Professor do curso de Engenharia Civil - UDC. E-mail: eduardodamin@hotmail.com
Co-orientadora, Professora do curso de Engenharia Civil UDC. E-mail: kathleen.risson@gmail.com

O concreto de ps reativos (CPRs), se difere dos demais por atingir resistncia


compresso superior a 200 MPa. Essa caracterstica ocorre por possuir granulometria
menor ou igual a 2 mm, melhorando o empacotamento dos gros, produzindo um
concreto menos poroso e mais resistente mecanicamente. A utilizao da cinza de
casca de arroz justificada por possuir alto teor de slica ativa, contribuindo para o
aumento da resistncia do concreto. O objetivo deste estudo analisar a influncia de
trs tipos de cura (mida, trmica e autoclavada) nas propriedades mecnicas do
concreto CPR. A preferncia dessas curas porque a slica ativada com elevada
temperatura e presso. Para a dosagem ser utilizado o mtodo de empacotamento
de partculas, que emprega equaes matemticas para encontrar um teor de vazios
adequado para a composio granulomtrica. A produo ser realizada em
argamassadeira, sendo acrescentado primeiramente 20% dos materiais seco, 50% da
gua e o aditivo. O restante do material ser em pores iguais para os materiais seco
e a quantidade de gua ser proporcional para completar a confeco. Os corpos de
prova submetidos cura mida ficaro submersos por perodos de 7, 14 e 28 dias
temperatura ambiente. Os de cura trmica, sero submersos por 3 dias em gua, em
seguida levados para a estufa, onde ficaro por 7 dias curando sob temperatura de
90C. J para cura em autoclave, os corpos de prova sero submersos em gua no
aparelho, e submetidos temperatura e presso limitadas pelo instrumento, por cerca
de 2 horas. Todos sero submetidos a ensaios de resistncia mecnica. Espera-se
que a cura trmica se sobressaia dos resultados, pois a temperatura que ser
submetida, alm acelerar as reaes qumicas existentes na hidratao do cimento e
das reaes pozolnicas, faz com que a resistncia dos CPRs se eleve
consideravelmente.

Palavras chave: cura do concreto, cinza de casca de arroz, concreto de ps


reativos.