Vous êtes sur la page 1sur 1

O relativismo cultural um conceito antropolgico que estabelece que no

possvel julgar as crenas, valores e princpios culturais de uma determinada


sociedade a partir de um padro cultural de uma sociedade diversa. Segundo o
relativismo preciso abster-se de julgamentos precipitados, respeitando os
fundamentos principiolgicos divergentes, caso contrrio haver um choque cultural.

Todas as culturas so aptas a preencher as necessidades do seu grupo social.


Entende-se que o relativismo uma forma de dar visibilidade s culturas
marginalizadas, partindo do pressuposto de que no h hierarquia cultural. O "certo"
e o "errado", o "moral" e o "imoral" so relativos, como o prprio nome do princpio j
diz. So questes subjetivas de cada sociedade, no seu contexto cultural.

O Brasil tem a dignidade da pessoa humana como um de seus fundamentos


que est estabelecida no art. 1, III da Constituio Federal, bem como dispe em
seu art. 5, direitos e garantias fundamentais, onde a maioria deles traduz as
disposies da Declarao Universal dos Direitos Humanos, quais sejam: o direito
vida, igualdade, liberdade, inviolabilidade do domiclio, da vida privada, etc.

Em outras culturas, a dignidade da pessoa humana pode no ser um


fundamento. Partindo dessa premissa, a vida, por exemplo pode ser alvo de afronta
sem que este fato v de encontro algum princpio/garantia fundamental inerente ao
Ser Humano.

Os adeptos do relativismo cultural acreditam que todas as culturas so


igualmente dignas e de igual valor e, por no existir de um padro cultural
predeterminado ningum poder julgar a cultura alheia.