Vous êtes sur la page 1sur 2

TERMINOLOGIA TROVADORESCA E ARTIFCIOS POTICOS

Quadro de Sntese

Atafinda - ligao das estrofes por meio de conjunes

Cantiga de refro - cantiga que apresenta versos que se repetem


regularmente ao longo das diferentes estrofes.

Cantiga de mestria - cantiga que no apresenta refro.

Cobla, cobra, copla, talho - o mesmo que estrofe.

Dobre - De acordo com a Arte de Trovar: Dobre dizer uma palavra


em cada copla duas vezes ou mais, mas devendo-a (o poeta) meter
mui guardadamente. E convm, quando a meterem numa das coblas,
que a metam em todas as outras. E se aquele dobre que meterem em
uma meterem nas outras, podem-no a meter em outras palavras (isto
, em outros versos), porm sempre naquele talho ('medida') e
daquela maneira que o meterem na primeira. E outrossim o devem
mete na finda por aquela maneira.

Encavalgamento - Quando o contedo ideolgico de um verso fica


truncado e se completa no seguinte.

Ensoar - O mesmo que musicar.

Descort ou descordo - Composio em que o poeta procura mostrar


o seu conflito sentimental mediante variedade mtrica. S se
conhecem trs descordos na lrica galaico-portuguesa.

Finda - Grupo final de versos separados das estrofes, constituindo


como que uma concluso. Pode haver uma, duas ou mais findas.

Leix-pren - Repetio do ltimo verso de uma estrofe no comeo da


seguinte.

Mozdobre - Correspondente ao francs mot double, ou seja, palavra


dupla. Diz a Arte de Trovar: Mozdobre tanto como dobre quanto
no entendimento das palavras, mas as palavras desvariam-se,
porque mudam os tempos. Equivale ao que hoje designamos por
derivao.

Palavra - O mesmo que verso.


Palavra perduda - Verso sem outro para rimar.

Refro - Repetio de verso ou versos no final das estrofes.

Som - Acompanhamento musical.

Trobar ou entenar - O mesmo que compor poesia.

Teno - Composio em que participa mais do que um poeta. Diz a


Arte de Trovar: Outras cantigas fazem os trovadores que chamam
tenes, porque so feitas por maneira de razo que um haja contra
o outro, em que diga aquilo que por bem tiver na primeira copla e o
outro lhe responda na outra dizendo o contrrio. Estas podem-se
fazer de amor ou de amigo ou de escrnio ou de maldizer, porm
devem ser de mestria. E destas podem fazer quantas coplas
quiserem, fazendo cada um a sua parte; se a tiver de haver finda,
fazem-nas ambos, ou duas a duas, porque no convm que um faa
mais coplas nem mais findas do que o outro. Correspondem estas
composies ao que hoje designamos por cantigas ao desafio.

Centres d'intérêt liés