Vous êtes sur la page 1sur 44

UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Campus de Cruz das Almas
CETEC - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas
BC&T- Bacharelado Em Ciências Exatas e Tecnológicas
Componente Curricular: Eletricidade
Prof. Nilton Cardoso da Silva e Teófilo P. G. Mendes
Bibliografia: DORF, R.C.; SVOBODA, J.A. Introdução aos Circuitos

TEMA
Associações Resistivas Serie e
Paralelo
Assunto
Corrente Contínua

II - Corrente Contínua
EXERCÍCIOS E PROBLEMAS

P6 - O motor de uma de uma máquina de
lavar roupa consome 1200[W]. Qual a sua
energia em [kWh] gasta numa semana, por
uma lavanderia que dispõe de 8 máquinas,
se todas elas forem utilizadas durante 10h
por dia em 6 dias da semana.

Corrente Contínua
EXERCÍCIOS E PROBLEMAS
R6 - O motor de uma de uma máquina de lavar
roupa consome 1200[W]. Qual a sua energia em
[kWh] gasta numa semana, por uma lavanderia que
dispõe de 8 máquinas, se todas elas forem utilizadas
durante 10h por dia em 6 dias da semana.
P = 1200 W tt = tx x t = 10 x 6 = 60 h
tx = 10 h/dia Pt= n x P = 8 x 1200 = 9,6 kwh
t = 1 semana = 6dias En = Pt x tt =9,6k x 60
n = 8 Máquinas
En = 576 kWh

II - Corrente Contínua
EXERCÍCIOS E PROBLEMAS

P7 - Um receptor de rádio tem corrente
0,9[A] funcionando sob tensão de 110V. Se o
aparelho for usado três horas por dia em seis
semanas, calcule a energia consumida neste
tempo.

calcule a energia consumida neste tempo.474 [kWh] . Se o aparelho for usado três horas por dia em seis semanas. Corrente Contínua EXERCÍCIOS E PROBLEMAS R7 .9 = 99 [W] tx = 3 [h/dia] En = P x tt = 99 x 126 [W] t = 6 [semanas] En = 12.9[A] funcionando sob tensão de 110V.Um receptor de rádio tem corrente 0.9 [A] tt =tx x t =3 x 6 x 7 = 126 [horas] V = 110 [V] P = V x I = 110 x 0. I = 0.

II .Numa certa comunidade.00 por kWh. . o custo médio da energia elétrica é de R$ 25.Corrente Contínua EXERCÍCIOS E PROBLEMAS P8 . Calcule o custo do funcionamento de um receptor estéreo de 200W durante 12 h.

o custo médio da energia elétrica é de R$ 25.00 x 2.00 [R$/KWh] P = 200 [W] En = P x t = 200 x 12 = 2. Tc = 25. Corrente Contínua EXERCÍCIOS E PROBLEMAS R8 .4 C = R$ 60 .4[kWh] t = 12 [h] C = Tc x En = 25.00 por kWh. Calcule o custo do funcionamento de um receptor estéreo de 200W durante 12 h.Numa certa comunidade.

Quando a chave é fechada.04[A]. Qual é a resistência da lâmpada? Suponha que está lâmpada é substituída por uma outra lâmpada que requer os mesmos 6 [V] mas retira somente 0. e uma lâmpada. uma chave.Corrente Contínua EXERCÍCIOS E PROBLEMAS P9 . II . Qual a resistência da nova lâmpada? .Um circuito é formado por uma bateria de 6[V]. flui uma corrente elétrica de 2[A] pelo curto circuito.

Quando a chave é fechada. e uma lâmpada. Qual é a resistência da lâmpada? Suponha que está lâmpada é substituída por uma outra lâmpada que requer os mesmos 6 [V] mas retira somente 0. Qual a resistência da nova lâmpada. uma chave.Um circuito é formado por uma bateria de 6[V]. flui uma corrente elétrica de 2[A] pelo curto circuito. Corrente Contínua EXERCÍCIOS E PROBLEMAS R9 .04[A]. .

04[A] E=6V R2=E/I2=6/0.04=150W R2 ? I2 = 0.04[A] . Corrente Contínua EXERCÍCIOS E PROBLEMAS E = 6[V] I1 = 2[A] E=6V R1=E/I1=6/2=3W R 1? I1 = 2[A] E = 6 [V] I2 = 0.

. Corrente Contínua 3-CIRCUITO em SÉRIE de CORRENTE CONTÍNUA Um circuito série: é aquele que permite formar um único percurso para a passagem da corrente. Sua corrente I é a mesma em todos os pontos do circuito.

Corrente Contínua 3-CIRCUITO em SÉRIE de CORRENTE CONTÍNUA I R1 I R2 I R3 I VT No circuito série visto acima. que passa por (R1). . a corrente elétrica I. é a mesma que passa por (R2) e (R3) e é exatamente aquela fornecida pela bateria.

. isto é. Corrente Contínua 3.2 .Polaridade e Queda de Tensão Quando há uma queda de tensão através de uma resistência. A polaridade da queda de tensão é determinada pelo sentido da corrente convencional. de um potencial positivo para um potencial mais negativo. uma extremidade deve ser mais positiva ou mais negativa do que a outra.

Polaridade e Queda de Tensão I R1 I R2 I R3 I V1 V2 V3 E . Corrente Contínua 3.2 .

a tensão do ponto (B) é mais positiva com relação ao ponto (C). Analogamente.2 . Corrente Contínua 3. Portanto a extremidade de R1 ligada ao ponto (A) possui um potencial mais positivo do que o ponto (B). Dizemos que a tensão através de R1 é tal que este ponto (A) é mais positivo do que o ponto (B).Polaridade e Queda de Tensão I A R1 B R2 C R3 D I V1 V2 V3 O sentido da corrente através de R1 é do ponto (A) para o ponto (B). .

1 . temos I IT  I1  I 2  I 3    I n II VT  V1  V2  V3    Vn .ANÁLISE do CIRCUITO em SÉRIE De forma geral. um circuito série. Corrente Contínua 3.

Corrente Contínua ANÁLISE do CIRCUITO em SÉRIE VT  V1  V2  V3    Vn III .Da lei de OHM 1 V1  R1 I 2 V2  R2 I V3  R3 I 3  VT  ( R1  R2  R3    Rn ) I 4 Vn  Rn I VT  RT I .

Corrente Contínua 3.ANÁLISE do CIRCUITO em SÉRIE Num circuito série.1 . obtemos n RT  R1  R2  R3    Rn   Ri i 1 .

Potência total num circuito série PT  V1 I  V2 I  V3 I    Vn I n PT  P1  P2  P3    Pn   Pi i 1 . Corrente Contínua 3.3 .

Queda de tensão em partes proporcionais I R1 R2 R3 V1 V2 V3 I E O equacionamento do circuito dado fornece E  VT  V1  V2  V3    Vn VT  R1 I  R2 I  R3 I    Rn I . Corrente Contínua 3.4 .

4 . Corrente Contínua 3.Queda de tensão em partes proporcionais VT  ( R1  R2  R3    Rn ) I VT  RT I VT  R1 VT V V V  R2 T  R3 T    Rn T RT RT RT RT VT I RT R1 R2 R3 R 1    n RT RT RT RT .

Queda de tensão em partes proporcionais Portanto. Corrente Contínua 3.4 . a parte proporcional do termo é VT VRi  Ri RT ou ainda é Ri VRi  VT RT .

Qual a potência de cada Ri e na fonte R1=2W R2=3W R3=5W V1 V2 V3 E I=10A R: .Calcule a tensão necessária para que uma corrente de 10A circule pelo circuito série a seguir. Corrente Contínua Problemas e Exercícios P10 .

Corrente Contínua Problemas e Exercícios P11 . R1=10W R2=8W R3=10W R4=12W V1 V2 V3 V4 E=60V I R: .No circuito a seguir. calcule a corrente tensões e potências através de cada resistor Ri e da fonte.

Um circuito série utiliza o terra como uma ligação de referência para medição de tensão. (A ligação terra está a 0V). Corrente Contínua Problemas e Exercícios P12 . Calcule V1 e V2 e a corrente I R1=100W R2=100W V1 V2 E=100V I R: .

Cada lâmpada exige 0. R1=10W R2=8W R3=10W R4 R5=12W E=60V I R: .Cinco Lâmpadas estão ligadas em série como mostra a figura do circuito abaixo. Calcule R4 e a potência total.1 [A]. Corrente Contínua Problemas e Exercícios P13 .

CIRCUITO EM PARALELO DE CC Se diz que um circuito é paralelo. O circuito VT  V1  V2  V3    Vn ao lado ilustra um circuito em paralelo I T  I1  I 2  I 3    I n . Corrente Contínua 4 . se dois ou mais VT V1 R1 V2 R2 V3 R3 ramos do circuito estão ligados a uma It I1 I2 I3 mesma fonte de tensão.

1 – Resistência total equivalente VT IT  RT De uma forma geral VT VT VT VT VT I T  I1  I 2  I 3    I n     RT R1 R2 R3 Rn V Ii  Ri 1 1 1 1 1     VT  V1  V2  V3    Vn RT R1 R2 R3 Rn . Corrente Contínua 4 .CIRCUITO EM PARALELO DE CC 4.

CIRCUITO EM PARALELO DE CC Obs1: Se usarmos somente duas resistência em paralelo 1 1 1 1 R1  R2    RT R1 R2 RT R1 R2 VT V1 R1 V2 R2 R1 R2 I1 I1 I2 RT  R1  R2 . Corrente Contínua 4 .

.CIRCUITO EM PARALELO DE CC Obs 2: Para n resistores “R” iguais em paralelo 1 1 1 1    . Corrente Contínua 4 ..  RT R1 R2 Rn R1 R2 .Rn RT  VT V1 R1 V2 R2 Vn Rn R1  R2  ..  Rn I1 I1 I2 In R n1 RT  n ....

Corrente Contínua 4 .2 .Tensões VT  V1  V2  V3    Vn V1  R1 I1 V2  R2 I 2 VT V1 R1 V2 R2 Vn Rn V3  R3 I 3  I1 I1 I2 In Vn  Rn I n .CIRCUITO EM PARALELO DE CC 4.

CIRCUITO EM PARALELO DE CC 4. Corrente Contínua 4 .3 – Correntes I T  I1  I 2  I 3    I n V1 V I1   R1 R1 V I2  R1 VT V1 R1 V2 R2 Vn Rn V I3  R3  I1 I1 I2 In V In  Rn .

.CIRCUITO EM PARALELO DE CC Obs 3: Com a mesma tensão aplicada. um ramo que possua menor resistência. VT V1 R1 V2 R2 Vn Rn permite a passagem de uma corrente maior I1 I1 I2 In através dele do que um ramo com uma resistência mais alta. Corrente Contínua 4 .

CIRCUITO EM PARALELO DE CC Divisor de corrente VT  R1 I1  R2 I 2 R1 R2 RT  R1  R2 VT V1 R1 V2 R2 R1 R2 I  R1 I1  R2 I 2 R1  R2 I1 I1 I2 R2 R1 I1  I I2  I R1  R2 R1  R2 . Corrente Contínua 4 .

Corrente Contínua 4 ..  Gn ..CIRCUITO EM PARALELO DE CC 4..5 – Condutância 1 G = condutância G Unidade: Siemens [S] ou [W] R Usadas em circuitos paralelos 1 1 1 1 1 GT      .  R R1 R 2 R 3 Rn GT  G1  G2  G3  ..

Corrente Contínua Problemas e Exercícios P14 . produzindo uma corrente na linha de 2A. o diagrama esquemático mostra as resistências que representam as lâmpadas. estão ligadas em paralelo através de um terminal residencial de 120V. . cada uma com mesma resistência.Quatro lâmpadas de 60W. conforme a figura abaixo.

Corrente Contínua Problemas e Exercícios I=2A E 120V P P P P 60W 60W 60W 60W Qual a resistência equivalente do circuito? Qual a resistência R de cada lâmpada? E qual a corrente elétrica em cada lâmpada? .

Corrente Contínua Problemas e Exercícios P15 .Sejam duas resistências de potência 12kW e 18kW. Calcule a corrente em cada resistência. sabendo-se que a fonte em operação fornece 30mA I R1 R2 30mA 12kW 18kW .

Sejam duas resistências de 12W e 18W. calcule a corrente em cada resistência. Corrente Contínua Problemas e Exercícios P15 . sabendo-se que a fonte em operação fornece 30mA I R1 R2 I=6A 12W 18W . Usando o divisor de corrente.

. E R1 ? R2 ? Calcule a potência total 120V consumida se a tensão da linha for 120V.A resistência de uma cafeteira elétrica e de uma torradeira de pães ligadas Req=24 W em paralelo é de 24W. Corrente Contínua Problemas e Exercícios P16 .

estão ligadas em paralelo através de um terminal residencial de 120V. Corrente Contínua Problemas e Exercícios R14 . produzindo uma corrente na linha de 2A. cada uma com mesma resistência. Qual a resistência equivalente do circuito? Qual a resistência R de cada lâmpada? E qual a corrente elétrica em cada lâmpada? . o diagrama esquemático mostra as resistências que representam as lâmpadas. conforme a figura abaixo.Quatro lâmpadas de 60W.

5A 2 IL = I/n = 2/4 = 0.5A R = E /P = 120 2/240 = 60W .5) = 240W Peq = n x P= 4 x 60 = 240W Ri = E2/P = 1202 /60 = 240W I = Peq/V = 240/120 = 2A 2 2 R = PT/I = 4X60/(2) = 60W IL = P/V = 60/120 = 0.5 Problemas e Exercícios Ri = 240W I=2A V 120 R= = IL 2 E 120V P P P P R = 60W E = 120V 60W 60W 60W 60W P = 60W 2 2 n = 4 Lâmpadas Ri = P/I = 60/(0. Corrente Contínua Ri = V = 120 IL 0.

sabendo-se que a fonte em operação fornece 30A I = 30A R1 = 12W R2 = 18W R2 30  18A 18 I1  I  R1  R2 18  12 I R1 R2 R1 12W 18W 30  12A 12 30A I2  I  R1  R2 12  18 . Corrente Contínua Problemas e Exercícios R15 – Seja um circuito com duas resistências elétricas 12W e 18W em paralelo. Calcule a corrente em cada resistência.

Calcule a potência total consumida se a tensão da linha for 120V.A resistência de uma cafeteira elétrica e de uma torradeira de pães ligadas em paralelo é de 24W. Corrente Contínua Problemas e Exercícios R16 . Req=24 W I = V/R = 120 / 24 = 5[A] E R1 ? R2 ? P = VI = 120 x 5= 600[W] 120V P = V2/ R = 1202 / 24= 600[W] .