Vous êtes sur la page 1sur 15
ETEC ARISTÓTELES FERREIRA TÉCNICO EM DESENHO DA CONSTRUÇÃO CIVIL ANNA BEATRIZ SIMÕES SOUZA ISIS ANDRADE BAPTISTA
ETEC ARISTÓTELES FERREIRA TÉCNICO EM DESENHO DA CONSTRUÇÃO CIVIL ANNA BEATRIZ SIMÕES SOUZA ISIS ANDRADE BAPTISTA

ETEC ARISTÓTELES FERREIRA

TÉCNICO EM DESENHO DA CONSTRUÇÃO CIVIL

ANNA BEATRIZ SIMÕES SOUZA ISIS ANDRADE BAPTISTA MATHEUS LORENÇO LA PETINA NATHALIA RAFAEL DA CONCEIÇÃO DE SOUZA

O USO DA ARGAMASSA POLIMÉRICA

SANTOS - SP

2015

ANNA BEATRIZ SIMÕES SOUZA ISIS ANDRADE BAPTISTA MATHEUS LORENÇO LA PETINA NATHALIA RAFAEL DA CONCEIÇÃO DE SOUZA

O USO DA ARGAMASSA POLIMÉRICA

Trabalho de Conclusão de Curso

ETEC ARISTÓTELES FERREIRA

Professores orientadores: Hamilton Barbosa Braga Marcio Borchia Nacif

SANTOS - SP

2015

Dedicatória

Dedicamos a todos os professores quem participaram direta ou indiretamente nesse trabalho; aos nossos familiares que nos apoiaram nessa caminhada; aos nossos animais de estimação por nos deixarem mais calmos em momentos difíceis. Aos funcionários da Etec Aristóteles Ferreira e Etec Escolástica Rosa por nos fornecerem toda a ajuda necessária, aos amigos e namorados(as).

Agradecimentos

Epígrafe

Resumo

Abstract

  • 1. INTRODUÇÃO

  • 2. OBJETIVO GERAL

Sumário

  • 3. DEFINIÇÃO DE ARGAMSSA

  • 4. HISTÓRIA DAS ARGAMASSAS

  • 5. CONCEITOS BÁSICOS DA ARGAMASSA CONVENCIONAL

    • 5.1. COMPOSIÇÃO

    • 5.2. MÃO DE OBRA

    • 5.3. MERCADO

    • 5.4. USOS

    • 5.5. SUSTENTABILIDADE

  • 6. CONCEITOS BÁSICOS DA ARGAMASSA POLIMÉRICA

    • 6.1. COMPOSIÇÃO

    • 6.2. MÃO DE OBRA

    • 6.3. MERCADO

    • 6.4. USOS

    • 6.5. SUSTENTABILIDADE

  • 7. COMPARAÇÃO ENTRE AS ARGAMASSAS

    • 7.1. ORÇAMENTO

    • 7.2. UTILIZAÇÃO

  • 1.

    INTRODUÇÃO

    • 2. OBJETIVO GERAL

    O objetivo geral deste trabalho é retratar o uso da argamassa polimérica na construção civil. Por meio de pesquisas bibliográficas, tabelas, gráficos e vídeos, será comparada em diferentes aspectos à argamassa convencional e por fim, será concluído qual tem o maior custo benefício.

    • 3. ARGAMASSA A definição de “argamassa” é dada pela NBR 13281, que a define como:

    A mistura homogênea de agregado(s) miúdo(s), aglomerante(s) inorgânico(s) e água, contendo ou não aditivos, com propriedades de aderência e endurecimento, podendo ser dosada em obra ou em instalação própria (argamassa industrializada).

    Na construção civil, a argamassa possuí um papel fundamental, é utilizada para assentamentos, impermeabilizações e acabamentos.

    O uso da argamassa determinará seu traço, por exemplo, para chapiscos é usada uma argamassa com mais areia, para o emboço, uma argamassa um pouco mais de água e para o reboco uma argamassa bem fina, para dar um acabamento regular.

    • 4. HISTÓRIA DAS ARGAMASSAS

    • 5. CONCEITOS BÁSICOS DA ARGAMASSA CONVENCIONAL

      • a. COMPOSIÇÃO

      • b. MÃO DE OBRA

      • c. MERCADO

    A argamassa convencional é um

    produto de fácil

    acesso no mercado

    da

    construção civil, em qualquer loja acha-se os materiais necessários para sua confecção, ou então, já pronta. Isso se deve principalmente ao fato de ela já estar

    embutida na cultura brasileira. Um bom exemplo disso é

    quando se pensa em

    construir uma casa a primeira coisa que se vem à cabeça é o assentamento de

    blocos.

    • d. USOS

    A argamassa convencional é a mais utilizada na construção civil, pois ela é a mais antiga e é a original, de onde surgiram todas as outras, por isso é a mais lembrada na hora da construção. É utilizada para:

    Assentamentos Assentamentos de alvenaria de vedação: ligação de componentes de vedação.

    Assentamentos de alvenaria estrutural: ligação de componentes de vedação com função estrutural.

    Complementação

    de

    alvenaria

    (encunhamento):

    fechamento

    da

    alvenaria de

    vedação, após a última fiada de componentes.

     

    Revestimento

    Revestimento

    interno:

    revestimento

    de

    ambientes

    internos

    da

    edificação,

    caracterizando-se como camada de regularização (emboço ou camada única).

    Revestimento externo: revestimento de fachadas, muros e outros elementos da edificação em contato com o meio externo, caracterizando-se como camada de regularização (emboço ou camada única).

    • e. SUSTENTABILIDADE

    • f. ESTÉTICA

    A estética é um fator muito relativo da argamassa convencional para alvenaria exposta, ao mesmo tempo em que ela fica esteticamente agradável, fica desacolhedor. Isso depende do tipo de alvenaria utilizada e da aplicação. É muito tradicional a parede de alvenaria exposta feita de tijolos visando um espaço mais rústico.

    • a. MERCADO

    Em relação ao mercado sua utilização ainda não se compara a utilização da argamassa convencional, mas aos poucos ela vem ganhando espaço por sua fácil aplicação o que diminui o custo da mão de obra, e por já vir pronta diminui também o tempo da obra.

    Além dessas vantagens ela pode ser utilizada não apenas para levantar uma alvenaria,

    como também impermeabilizante.

    pode

    ser

    um

    revestimento

    e

    pode

    ser utilizada também como

    Outro fator que pode ajudar no seu ganho de espaço no mercado é a sustentabilidade, pois ela não tem em sua composição alguns materiais que causam muitos danos ao meio ambiente ao contrário da argamassa convencional, e como ela é industrializada e vem em uma embalagem pronta para o uso, o único resíduo que ela causa pode ser descartado facilmente que é sua embalagem.

    • b. USOS

    Essa argamassa tem várias utilidades, que são possíveis por seu alto rendimento, fácil utilização e pela diminuição do custo da mão de obra no empreendimento. Ela pode ser utilizada para subir uma alvenaria, pode ser uma opção para se fazer um revestimento e com ela também se pode fazer uma impermeabilização.

    Por vir em um estado pastoso, ser pronta para o uso e por apresentar uma elevada flexibilidade ela é uma opção bem vantajosa para se levantar uma parede e com sua utilização podemos chegar a reduzir até 50% o tempo de uma obra. Ela permite que as juntas dos blocos sejam mais finas causando uma impressão melhor da parede, pois se torna mais estética.

    Como revestimento ela pode ser utilizada em superfícies de blocos e de concreto aparente, ela aumenta a impermeabilidade e a resistência, para sua aplicação as paredes não necessitam de preparo, e por ser um material flexível não existe a possibilidade de ocorrer trincas em sua superfície.

    Por ter uma alta resistência mecânica e por já ser um impermeabilizante ela pode ser utilizada na impermeabilização de caixa d’água, piscinas, banheiros, fundações, entre outros.Ela penetra na porosidade do concreto impedindo que ocorra a penetração da água, sua aplicação para esse tipo de trabalho deve ser efetuada em camadas regulares e é preciso que o intervalo de cura seja respeitado, para reforçar o entorno de ralos deve ser aplicada uma tela de poliéster entre as camadas de argamassa, depois de todas essa etapas concluídas a superfície pode receber os revestimentos.

    Além disso um aspecto em que a diferença entre essas duas argamassas fica aparente é na parte estética, porque enquanto a convencional necessita de várias demãos em traços diferentes para poder fazer um revestimento a outra já vem pronta para o uso e apenas tem que aplica-la.

    • c. SUSTENTABILIDADE

    A utilização dessa argamassa tem benefícios na parte sustentável pois como ela já vem pronta para o uso ela não utiliza água que é um bem finito e que necessitamos para sobreviver, outro benefício é que em sua composição não tem cimento que é responsável por aproximadamente 5% da emissão de CO² que ocorrem a descarbonificação de suas matérias primas no seu processo de fabricação.

    Outro benefício é que por não conter areia em sua composição ela contribui na diminuição da retirada desse material dos leitos dos rios ocasionando a diminuição dos impactos à flora e a fauna dos locais onde estão localizados esses leitos, diferente da argamassa convencional que por fazer uso desse material causa esses impactos ambientais.

    d.

    ESTÉTICA

    Em relação ao uso da argamassa polimérica, uma parede exposta em que o trabalho

    foi efetuado apenas com seu uso fica mais acolhedora e agradável, por necessitar de quantidades menores e por ser aplicada em camadas regulares ela possibilita juntas mais

    finas e fica menos “grosseira”, por assim dizer.

    Outro fator que a auxilia nessa questão é que ela também possibilita um reboco mais fino, mesmo com esse fato não existem riscos de fissuras e trincas pois ela possui uma alta resistência a compressão e flexão.

    Ela é mais indicada para quem procura por um certo ar de rusticidade, pois possibilita uma visão de uma alvenaria exposta mais limpa, ou seja, ela é mais indicada em casos que o cliente procura por algo mais rustico como por exemplo uma alvenaria exposta por possuir um porte visual melhor.

    Conclusão

    Referências Bibliográficas

    http://engarchengenharia.blogspot.com.br/2013/09/argamassa-

    polimerica.html http://colablococuritiba.com.br/detalhes-tecnicos.html

    http://construmassa.com/#!argamassa-construmasa/c17l2

    http://www1.folhape.com.br/cms/opencms/folhape/pt/edicaoimpressa/arqui

    vos/2013/03/22_03_2013/0018.html

    http://equipedeobra.pini.com.br/construcao-reforma/61/argamassa-

    polimerica-saiba-como-funciona-esse-sistema-de-impermeabilizacao-

    291311-1.aspx

    http://schenkel.com.br/produtos/argamassa-polimerica/

    http://www.significados.com.br/sustentabilidade/

    https://www.youtube.com/watch?v=Vx3y7eAzIFw

    https://www.youtube.com/watch?v=qYWj3Av3obI

    https://www.youtube.com/watch?v=OPTbRjSC95w

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Pol%C3%ADmero

    https://www.youtube.com/watch?v=P8lgb_PRtqk

    https://www.youtube.com/watch?v=UkUw_ifnB84

    https://www.youtube.com/watch?v=ppzCc2Py1oQ

    https://www.youtube.com/watch?v=V0bxDd27t3M

    Glossários