Vous êtes sur la page 1sur 2

ISCTE/2012

MESTRADO EM DIREITO DAS EMPRESAS

Exame 1ª Época

Responda sucinta e fundamentadamente às seguintes questões:

A sociedade Estrela do Norte, Lda., com sede em Lisboa, tem como atividade a construção
de edifícios. O capital social de € 100 000 é detido em partes iguais pelos dois sócios
Ernesto e Fernando, que desde sempre trabalharam na construção civil.

Em 2012 os sócios compraram uma sociedade por quotas angolana, com sede em Luanda
para expandir os seus negócios por 200 000 EUR. Cinco meses depois venderam esta
participação em Lisboa, a uns portugueses por 250 000 EUR.

Em 2012 a sociedade portuguesa:

a) Pagou a Ernesto, a importância de € 10 000, e a Fernando, que exerce a gerência, a


importância de € 25 000.

Qualifique para efeitos de IRS as importâncias recebidas por cada um dos sócios e
identifique as obrigações a cumprir pela Estrela do Norte.

b) Atribuiu a cada um dos quatro trabalhadores mais antigos o montante de € 50/mês


em senhas de gasolina para sua utilização pessoal, para além da possibilidade de
usarem uma viatura da empresa em semanas alternadas, continuando a suportar os
encargos com seguro e manutenção.

Aos trabalhadores admitidos em 2012 foram atribuídos passes sociais.

As situações apresentadas têm enquadramento nas normas de incidência do IRS?

c) Atribuiu aos filhos dos trabalhadores que estivessem a frequentar o ensino


universitário uma mensalidade de € 120 para pagamento de livros e material escolar.

Para aqueles que estivessem a estudar longe de casa disponibilizou os


apartamentos – modelo em prédios construídos pela Estrela do Norte, até ao final do
ano letivo.

Desta atribuição decorre alguma obrigação para a Estrela do Norte?

1
d) Vai pagar a Pablo, arquiteto, não residente em território português, o valor de € 5 000
pela elaboração do projeto de um edifício a construir em Paris. Pablo pretende a
dispensa de retenção na fonte nos termos do Dec-Lei nº 42/91, de 22 de janeiro.

Qual o procedimento que deve ser adotado pela Estrela do Norte relativamente a
este pagamento?

e) Verificou que em 2011 tinha entregue ao Estado IRS superior ao retido.

De que forma poderá reaver o montante entregue a mais?

II

f) Explique fundamentadamente como é que seria tratado fiscalmente na Estrela do


Norte, Lda., a quantia despendida para a aquisição da sociedade angolana sabendo
que os fundos utilizados pelos sócios vieram daí. Tendo presente que a participação
na sociedade angolana foi utilizada para liquidar o montante utilizado pelos fundos
mobilizados na Estrela do Norte, Lda., e contabilizado como ativos vendáveis como
trataria fiscalmente a venda?

g) Como trataria em IVA os serviços prestados pela sociedade angolana à sociedade


portuguesa?

h) Admitindo que o montante utilizado pelos sócios para adquirir a sociedade angolana
rendeu juros que taxa de juro aplicaria?

i) A sociedade residente em Portugal obteve um rendimento bruto de 70.000


EUR em Angola (Estado com quem não existe convenção para evitar a dupla
tributação) tendo aí pago 12.000 EUR de imposto. Quantifique,
fundamentando, as consequências resultantes da aplicação do(s)
mecanismo(s) de eliminação de dupla tributação internacional ao caso
aplicável(eis) por parte da empresa portuguesa.

j) Comente, criticamente, a seguinte afirmação: “No caso de atribuição da


competência para tributar ao Estado da fonte e ao Estado da residência é a este
último que cabe assegurar a eliminação da dupla tributação internacional".

Cotação: 2 valores cada.

Muito obrigado!