Vous êtes sur la page 1sur 27

19:01-19

Edição 1 pb
programa 99

Instruções de instalação - Motores industriais

Sistema de comando Scania DEC2


Motores OEM

N° de peça
1 588 750 ©
Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1
Programa 99

O CONTRATANTE DA INSTALAÇÃO É
RESPONSÁVEL POR
UMA INSTALAÇÃO OPERACIONAL
SEGUNDO AS INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO
DA SCANIA.

A APROVAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO PODERÁ


DEPENDER DE REGRAS DE SOCIEDADES DE
CLASSIFICAÇÃO PARA CADA MERCADO DO
As dúvidas deverão ser
encaminhadas a:
SCANIA CV AB
Industrial and Marine Engines
Marketing Support
S-151 87 Södertälje
Phone +46 (0)8 553 810 00
Fax +46 (0)8 553 831 80
Índice
Importante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3
Sistema de comando Scania DEC2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
Sensores e monitores do DC12 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
Sensores e monitores no DI12 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
Sensores e monitores em DI14 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7
Sensores e monitores em DI9 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
Unidade de comando DEC2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
Conexões elétricas para motores com uma única velocidade . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Conexões elétricas para motores com uma única velocidade . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Conexões elétricas para motores com uma única velocidade . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Esquemas elétricos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
Especificações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26

©
2 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Importante
• Nenhum trabalho pode ser executado na unidade de comando DEC2, nos sensores nem na fiação.
Isso poderá afetar o sistema de segurança da unidade de comando e causar ferimentos ao operador e
danos ao motor ou ao equipamento ativado por essa unidade.
• Nunca emende um fio danificado. Renove toda a fiação; caso contrário, o funcionamento e a
segurança do sistema poderão ser afetados.
• Os sensores para o sistema de comando DEC2 destinam-se somente ao uso no DEC2.

Os pontos a seguir devem ser considerados, para evitar danos à unidade de comando
DEC2:
• A unidade de comando deve ser instalada de modo que a carcaça esteja eletricamente isolada.
• Certifique-se de que os cabos para a bateria e para o alternador estejam conectados corretamente
antes de dar a partida no motor.
• O fornecimento de força para a unidade deve ser totalmente desligado antes de desconectarem-se
fios da unidade de comando.
• Desconecte a unidade de comando DEC2 ao aplicar carga rápida à bateria.
• Desconecte a bateria ao executar solda elétrica.

Princípios básicos para conexão elétrica do sistema DEC2

Os fatores a seguir freqüentemente causam - Use cabos de alimentação separados da bateria


problemas aos sistemas eletrônicos: para o sistema de comando DEC2 e certifique-
• EMI (interferência eletromagnética) se de que eles sejam o mais curtos possível.
• Calor excessivo Os itens a seguir podem causar problemas com
picos de alta tensão:
• Altas tensões
• Solenóides, bobinas de relés, eletromagnetos
• Altos níveis de vibração
conectados ao mesmo circuito de
alimentação da bateria que a unidade DEC2.
Nota: Embora o sistema DEC2 seja
protegido contra os fatores • Conexões frouxas com a bateria ou com o
ambientais descritos acima, devem alternador.
ser tomadas todas as medidas • Regulador de tensão com falhas no
para evitá-los. alternador.
• Carregador de baterias com falhas ou de
- Todos os cabos para o DEC2 devem ser qualidade inferior.
conectados aos pólos - ou + da bateria.
Quaisquer cabos deixados “abertos” para obter • Curtos-circuitos
uma função - da bateria atuarão como antenas
e poderão causar interferência no sistema.

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 3
Programa 99

Sistema de comando Scania DEC2

1. PC para diagnósticos e revisões de 7. Incremento de pressão


programas 8. Conectores para bateria, luz-piloto,
2. Caixa de ligação no motor interruptores para teste de lâmpada/teste
3. Bomba de água de código de falha, sensor de atuação do
4. Velocidade do motor acelerador, potenciômetro de
compensação, interruptores de função
5. Pressão de óleo
9. Atuador eletrônico do EDC
6. Temperatura do ar de admissão
10. Válvula de corte de combustível
Sensor Na extremidade do chicote de cabos destinada à
unidade de comando há um pequeno chicote de
Todos os sensores e monitores exigidos pelo cabos com dois conectores extras, um para
sistema de comando DEC2 estão localizados no 12 pinos e um para 8 pinos. Esses conectores são
motor ou são conectados ao motor na fábrica. usados para conexão com o fornecimento de
Suas localizações no motor são ilustradas nas força, com a lâmpada indicadora principal, com o
páginas 5, 6, 7 e 8. interruptor para teste de lâmpada/teste de código
de falha e com outros interruptores e com o sensor
de atuação do acelerador ou o potenciômetro de
Caixa de ligação compensação, se instalado. Há também um
conector de 2 pinos que pode ser usado para um
A caixa de ligação é localizada sobre o motor na supressor quando necessário.
fábrica. A localização da caixa de ligação sobre o
motor é ilustrada nas páginas 5, 6 7 e 8.
! ATENÇÃO!
WARNING!
Chicote de cabos Nenhum equipamento além desses
O chicote de cabos para conexão com a unidade especificados deve ser conectado ao
de comando tem 6 m. de comprimento chicote de cabos de DEC2. Se isto for
(comprimento padrão) e é conectado à caixa de feito, haverá risco de ferimentos para o
ligação na fábrica. operador e de danos ao motor ou ao
equipamento alimentado por ele. Os
sensores e monitores para o sistema
DEC2 não devem ser usados para outros
fins.

©
4 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Sensores e monitores do DC12

1. Incremento de pressão
2. Temperatura do ar de admissão
3. Pressão de óleo
4. Caixa de ligação
5. Temperatura do líquido de arrefecimento
6. Velocidade do motor

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 5
Programa 99

Sensores e monitores no DI12

1. Incremento de pressão
2. Temperatura do ar de admissão
3. Pressão de óleo
4. Caixa de ligação
5. Temperatura do líquido de arrefecimento
6. Velocidade do motor

©
6 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Sensores e monitores em DI14


(localizações idênticas a DC14)

1. Incremento de pressão
2. Caixa de ligação
3. Temperatura do ar de admissão
4. Pressão de óleo
5. Temperatura do líquido de arrefecimento
6. Velocidade do motor

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 7
Programa 99

Sensores e monitores em DI9


(localizações idênticas a DC9)

1. Temperatura do ar de admissão
2. Temperatura do líquido de arrefecimento
3. Caixa de ligação
4. Incremento de pressão
5. Pressão de óleo
6. Velocidade do motor

©
8 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Unidade de comando DEC2

1. Suporte para isolamento da unidade de 9. Mangueira para incremento de pressão a


comando partir do motor
2. Potenciômetro de calibragem
3. Conector de vários pinos
4. Porta de comunicação / diagnóstico
5. Visor do LED
6. Interruptores de farol alto/baixo, sob
capa de borracha
7. Ponto de teste de calibragem
8. Junção

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 9
Programa 99

Localização Evite aterrar a unidade de comando

- A unidade de comando deve ser colocada A tampa da unidade de comando com a versão 7.0
distante do motor, mas não fora do alcance do do programa é conectada diretamente ao terminal
chicotes de cabos que o acompanha. negativo da placa de circuito impresso. Neste
caso, a tampa será conectada diretamente ao pólo
- Coloque a unidade de comando voltada para menos da bateria.
cima conforme ilustrado, para evitar Isso foi feito para aumentar a proteção da unidade
condensação na mangueira de incremento de de comando contra interferência elétrica.
pressão, e permita que ela saia da capa.
Para evitar “falhas de aterramento”,
- O visor do LED deve poder ser lido facilmente especialmente em instalações bipolares, a tampa
com o motor em funcionamento e ao executar da unidade de comando DEC2 deve ser
diagnósticos de falha. eletricamente isolada, por exemplo, no caso do
- A Porta COM/DIAG deve poder ser acessada casco de uma embarcação.
facilmente para fins de conexão. É importante que isto seja considerado até
mesmo ao renovar-se uma unidade de comando
Nota: A porta COM/DIAG pode ser usada com o programa na V6.0, devido ao fato de que
somente por pessoal qualificado. somente as unidades de comando na V7.0 são
fornecidas como peças de reposição.
- Coloque a unidade de comando de modo que o
conector de vários pinos, o conector para a Mangueira de incremento de
linha de incremento de pressão, o parafuso de
ajuste e o pino calibrador na unidade de pressão
comando sejam facilmente acessíveis. É recomendável instalar a mangueira de
- A unidade de comando não deve ser colocada incremento de pressão em ângulo, com a junção
muito perto de campos elétricos. no ponto mais baixo. Abra a junção em intervalos
regulares, de preferência com o motor
Nota: A unidade de comando deve ser funcionando em carga baixa, para drenar qualquer
calibrada após sua renovação ou condensação.
da bomba injetora. Consulte Ajuste
e calibração, 03:03-03. Nota: Sempre que remover ou renovar a
unidade de comando, desconecte a
mangueira de incremento de
pressão na junção. Não desconecte
a mangueira da unidade de
comando, pois o conector pode ser
danificado com muita facilidade.

©
10 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Conexões elétricas em todos os motores

Geral Cabos para os terminais C36 e C90:


Antes de dar a partida em um motor com o Cabos e outros equipamentos para o painel de
sistema de comando DEC2, devem ser feitas controle não são incluídos na entrega da Scania.
diversas conexões elétricas nas versões padrão e Com relação às diferentes funções dos
com equipamento opcional. interruptores (padrão e opcional) e ao modo como
Isso ocorre principalmente com a fiação do elas são conectadas, consulte as páginas 13 a 18.
conector aberto de 12 pinos (C36) e com o Os esquemas elétricos podem ser encontrados nas
conector de 8 pinos (C90) do chicote de cabos do páginas 19 a 25.
painel de controle que devem ser conectados na
instalação. Os interruptores S16, S17, S18, S19 e S24 devem
ser colocados no painel de controle, caso sejam
Cabos e componentes do chicote de cabos para o usados.
painel de controle não são incluídos na entrega da
Scania, com exceção das luvas terminais e dos O interruptor S20 (teste de lâmpada/teste de
terminais a serem conectados ao chicote de cabos código de falha) deve ser colocado próximo à
que acompanha o produto. unidade de comando para que os LEDs da unidade
DEC2 possam ser vistos ao ligar-se o interruptor.
É essencial que seja usada uma ferramenta de
pressão do contato de alta qualidade para a
montagem de terminais para o chicote de cabos
personalizado.
É recomendável o uso da ferramenta de pressão
manual DEUTSCH, nº de peça. DTT-16-00.

1. Chicote de cabos no padrão Scania


2. Chicote de cabos personalizado
Com relação às conexões com os terminais
C36 e C90: Consulte as páginas 19 e 23

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 11
Programa 99

Conexões elétricas para motores de todas as velocidades

Conexão de fonte sinalizadora alternativa à entrada do sinal de atuação do


acelerador do DEC2
O diagrama abaixo mostra como conectar uma - Também é essencial que a fonte sinalizadora
fonte sinalizadora alternativa. seja eletricamente isolada da entrada do sinal
A diferença na tensão entre o pino B8 (sinal) e o de atuação do acelerador do DEC2, para
pino A7 (referência) deve ser ajustada aos proteger contra EMI (interferência
seguintes valores: eletromagnética), falhas de aterramento e
outros tipos de interferência que podem causar
• 0,40-0,42 V DC para velocidade de marcha problemas com a performance/função.
lenta (alavanca de controle na posição mín.)
• 2,90-2,95 V DC para velocidade máxima do Cuidado Se a tensão exceder 5V DC, a
motor (alavanca de controle na posição máx.) entrada de sinal do DEC2 poderá
- Impedância de entrada máxima para conversor ser danificada.
analógico: 10 kohms
Nota: Se o sinal de atuação do acelerador
- A entrada do interruptor de segurança de for retardado ou se estiver for a dos
marcha lenta (ISS), C10, deve ser conectada à limites permitidos quando a
+ da bateria (24V DC). Caso contrário, a unidade DEC2 for ligada, isso
velocidade do motor não poderá exceder poderá resultar em uma velocidade
aproximadamente 1.200 rpm (velocidade fixa fixa do motor de 900 rpm + queda de
do motor). velocidade do motor ou corte de
alimentação dependendo da
- A excitação do sensor de atuação do
posição do interruptor de farol
acelerador, C8, não pode ser conectada.
alto/baixo 5
Consulte o diagrama.
ON = velocidade fixa do motor
OFF = corte de alimentação
Meça o sinal de entrada na unidade
DEC2.

©
12 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Conexão do sensor padrão com a entrada do sinal de atuação do acelerador


do DEC2

O sensor do pedal do acelerador Scania (APS)


pode ser usado como sensor de atuação do
acelerador para várias aplicações, desde que a
entrada de sinal na unidade DEC2 seja adaptada
às especificações deste sensor.
Na fábrica, o sensor do pedal do acelerador
também inclui os conectores elétricos e terminais
dos cabos para conectá-lo a um chicote de cabos
personalizado.

Com relação à conexão de um Scania APS,


consulte a página 24

Descrição de conexões com os terminais C36 e C90

Posição ou
Interruptor ou
Conexão conexão do Descrição da função
terminal
interruptor a
C36-1 C46-2 + da bateria Suprimento de tensão

C36-2 C47-2 - da bateria Aterramento do sistema

S16-1 1) + da bateria Controle isócrono


C36-3
Queda/ - da bateria Controle de queda de velocidade
Isócrono

S17-1 1) Alt. 1: Permite o uso temporário do mapa de


+ da bateria torque 2 2)
C36-4 Alt. 2: Permite o uso do mapa de torque 2 2)
Controle de
força - da bateria Permite somente o uso do mapa de torque 1

S18-1 3) + da bateria Posição de condução


C36-5 Desliga o estágio de força para o atuador e o
Funcionamento - da bateria motor pára. A unidade de comando ainda
/Parada recebe tensão
Mantém a velocidade do motor no ponto
S19-1 1) + da bateria especificado pelo potenciômetro quando
C36-6 acionado.
Manutenção de
velocidade 4) Sem manutenção de velocidade. Motor
- da bateria funcionando em modo normal.

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 13
Programa 99

Posição ou
Interruptor ou
Conexão conexão do Descrição da função
terminal
interruptor a
A unidade de comando primeiramente
S20-1 executa um teste de todos os LEDs e da luz-
piloto do operador durante 2 segundos.
Depois disso, será exibido um código de falha
Interruptor de + da bateria com os LEDs da unidade de comando durante
C36-7 5 segundos. O sistema retornará ao modo
Teste de normal por 2 segundos e o procedimento será
lâmpada/teste repetido se o interruptor for ligado.
de código de Consulte Diagnóstico de falhas.
falha
- da bateria Posição do interruptor para modo normal.
A luz-piloto principal do operador deve ser
W14-2 + da bateria via colocada no painel de controle. É essencial
C36-8 que a força da corrente seja limitada a 500 mA
Luz-piloto luz-piloto para que a função da interface não seja
afetada.
C189-2 Conecte ao interruptor de segurança de
Interruptor de marcha lenta C189-2 quando o sensor do
+ da bateria pedal do acelerador Scania for incluído no
segurança de
marcha lenta sistema.
C36-9
Se outra fonte sinalizadora for usada, conecte
diretamente ao + da bateria. Consulte o
- + da bateria diagrama de circuitos e as especificações na
página 12.
C190-A / D35
Suprimento de Conecte ao terminal C190-A para o sensor de
tensão para TPSE na unidade atuação do acelerador quando o sensor do
sensor de de comando pedal do acelerador Scania for incluído no
C36-10 atuação do sistema.
acelerador
Não conecte se outra fonte sinalizadora for
- - usada.
C190-B / D35
Retorno do Conecte ao terminal C190-B para o sensor de
TPSR na unidade atuação do acelerador quando o sensor do
sensor de pedal do acelerador Scania for incluído no
de comando
atuação do sistema.
C36-11 acelerador
Conecte como referência para o conversor
analógico se outra fonte sinalizadora for
- - usada. Consulte o diagrama de circuitos e as
especificações na página 12.

©
14 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Posição ou
Interruptor ou
Conexão conexão do Descrição da função
terminal
interruptor a
C190-C / D35 Conecte ao terminal C190-C para o sensor de
Sinal do sensor TPSS na unidade atuação do acelerador quando o sensor do
de atuação do de comando pedal do acelerador Scania for incluído no
acelerador sistema.
C36-12
Conecte como referência para o conversor
analógico se outra fonte sinalizadora for
- - usada. Consulte o diagrama de circuitos e as
especificações na página 12.
Se a bomba injetora não for equipada com
válvula de corte de combustível, conecte ao
Válvula de pólo +da bateria quando o motor precisar ser
corte de acionado.A válvula de corte de combustível
C90-1 + da bateria também pode ser usada como dispositivo de
combustível corte. Nesse caso, um interruptor e um relé
EHAB ou ELAB separados devem ser acoplados ao circuito.
Para corte somente em casos de
emergência.
Se a bomba injetora não for equipada com
válvula de corte de combustível, conecte ao
Válvula de pólo - da bateria quando o motor precisar ser
corte de acionado. A válvula de corte de combustível
C90-2 - da bateria também pode ser usada como dispositivo de
combustível corte. Nesse caso, um interruptor e um relé
EHAB somente separados devem ser acoplados ao circuito.
Para corte somente em casos de
emergência.
C90-3 Reservado 4) - da bateria -
C90-4 Reservado 4) - da bateria -
Sinal indicador de carga (LIS), 0 - 4 VDC,
correspondente à saída de força de 0 - 100%
C90-5 - - do motor. O sinal usa TPSR (C36-11) como
terra de referência.
Conecta-se a TPSR (C36-11) quando for
C90-6 - - usado sinal indicador de carga (LIS)
C90-7 - - Reservado

C90-8 - - Reservado

1)Interruptor opcional.
2)A possibilidade de uso do mapa de torque 2 é uma opção no equipamento OEM.
3)Esse interruptor deve ser usado para corte normal da máquina sem desligar a tensão da bateria.
4)As duas entradas reservadas não devem consumir corrente mas devem ser conectadas ao pólo - da
bateria.
Nota: É essencial que todas as conexões com as entradas distintas na unidade de
comando (C36-3, C36-4, C36-5, C36-6, C36-7, C36-9, C90-3, C90-4) sejam feitas com
o pólo + da bateria ou - da bateria e que não sejam deixadas abertas, para evitar
interferência que afete a função do circuito.
As conexões deixadas “abertas” atuarão como antenas para fins de interferência,
apesar de estarem internamente conectadas ao pólo - da bateria.
©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 15
Programa 99

Conexões elétricas para motores com uma única


velocidade
Ajuste de precisão da velocidade - Se um potenciômetro de compensação não for
para motores com uma única conectado, o interruptor Manutenção de
velocidade deverá ser ajustado para o pólo +
velocidade da bateria para desacionar o ajuste de precisão
da velocidade.
- A velocidade do motor pode ser ajustada em
aproximadamente ±100 rpm com o - Se o interruptor de Manutenção de velocidade
potenciômetro D8 através da entrada de for ajustado para o pólo - da bateria quando
compensação. Para obter um ajuste de não houver potenciômetro de compensação
velocidade simétrico, o interruptor de farol presente, a unidade de comando aplicará
alto/baixo 7 deve ser colocado em OFF; automaticamente compensação negativa total,
consulte a página 9. -100 rpm.
- O interruptor Manutenção de velocidade deve - A lógica usada para o aumento e queda
ser ajustado para a posição - da bateria para uniformes da velocidade do motor independe
executar o ajuste de velocidade através do da entrada de compensação e, assim, não há
potenciômetro de compensação. interação.
- O ajuste de precisão da velocidade é
desacionado quando o interruptor Manutenção
de velocidade é ajustado para o pólo + da
bateria, o que significa que o potenciômetro
não pode afetar o ajuste da velocidade.

Descrição de conexões com os terminais C36 e C90

Posição ou
Interruptor ou
Conexão conexão do Descrição da função
terminal
interruptor com
C36-1 C46-2 + da bateria Suprimento de tensão

C36-2 C47-2 - da bateria Aterramento do sistema

S16-1 1) + da bateria Controle isócrono


C36-3
Queda/ - da bateria Controle de queda de velocidade
Isócrono

S17-1 1) Alt. 1: Permite o uso temporário do mapa de


+ da bateria torque 2 2)
C36-4 Alt. 2: Permite o uso do mapa de torque 2 2)
Controle de
força - da bateria Permite somente o uso do mapa de torque 1

S18-1 3) + da bateria Posição de condução


C36-5 Desliga o estágio de força para o controle e o
Funcionamento/ - da bateria motor pára. A unidade de comando ainda
parada recebe tensão
Mantém a velocidade do motor no ponto
S19-1 1) + da bateria especificado pelo potenciômetro quando
C36-6 acionado.
Manutenção de
velocidade 4) Sem manutenção de velocidade. Motor
- da bateria funcionando em modo normal.

©
16 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Posição ou
Interruptor ou
Conexão conexão do Descrição da função
terminal
interruptor com
A unidade de comando primeiramente executa
S20-1 um teste de todos os LEDs e da luz-piloto do
operador durante 2 segundos. Depois disso,
será exibido um código de falha com os LEDs
+ da bateria da unidade de comando durante 5 segundos.
C36-7 Interruptor de O sistema retornará ao modo normal por 2
Teste de segundos e o procedimento será repetido se o
interruptor for ligado.
lâmpada/código Consulte Diagnóstico de falhas.
de falha
- da bateria Posição do interruptor para modo normal.
A luz-piloto principal do operador deve ser
+ da bateria colocada no painel de controle. É essencial
W14-2
C36-8 através da luz- que a força da corrente seja limitada a 500 mA
Luz-piloto para que a função da interface não seja
piloto
afetada.
S24 Conecta-se ao interruptor de Marcha
lenta/marcha (S24) separado que alterna entre
- o - da bateria, para marcha lenta, e o + da
Marcha
C36-9 lenta/marcha 4) bateria para marcha.

Deve sempre ser conectado ao pólo + da


- + da bateria bateria, a menos que seja usado o interruptor
de Marcha lenta/marcha (S24).
C190-A / D8-3
Suprimento de
tensão para TPSE na unidade Conecte ao potenciômetro de compensação
C36-10 D8-3 (opção)
sensor de de comando
atuação do
acelerador

C190-B / D8-1
Retorno do
TPSR na unidade Conecte ao potenciômetro de compensação
C36-11 sensor de D8-1 (opção)
de comando
atuação do
acelerador

C190-C / D8-2
Sinal do sensor TPSS na unidade Conecte ao potenciômetro de compensação
C36-12 D8-2 (opção)
de atuação do de comando
acelerador

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 17
Programa 99

Posição ou
Interruptor ou
Conexão conexão do Descrição da função
terminal
interruptor com
Se a bomba injetora não for equipada com
válvula de corte de combustível, conecte ao
pólo +da bateria quando o motor precisar ser
Válvula de corte acionado. A válvula de corte de combustível
C90-1 de combustível + da bateria também pode ser usada como dispositivo de
EHAB ou ELAB corte. Nesse caso, um interruptor e um relé
separados devem ser acoplados ao circuito.
Para corte somente em casos de
emergência.
Se a bomba injetora não for equipada com
válvula de corte de combustível, conecte ao
pólo - da bateria quando o motor precisar ser
Válvula de corte acionado. A válvula de corte de combustível
C90-2 de combustível - da bateria também pode ser usada como dispositivo de
EHAB somente corte. Nesse caso, um interruptor e um relé
separados devem ser acoplados ao circuito.
Para corte somente em casos de
emergência.
C90-3 Reservado 5) - da bateria -
C90-4 Reservado 5) - da bateria -
C90-5 - - Sinais para distribuição de carga e
sincronização 6)
C90-6 - -
C90-7 - - Reservado

C90-8 - - Reservado

1) Interruptor opcional.
2) A possibilidade de uso do mapa de torque 2 é uma opção no equipamento OEM.
3) Esse interruptor deve ser usado para corte normal da máquina sem desligar a tensão da bateria.
4) Com relação à função de ajuste fino de velocidade, consulte a página 16.
5) As duas entradas reservadas não devem consumir corrente mas devem ser conectadas ao pólo - da
bateria.
6) Entre em contato diretamente com os fornecedores de equipamentos GAC da Scania: Huegli Tech
AG.

Nota: É essencial que todas as conexões com as entradas distintas na unidade de


comando (C36-3, C36-4, C36-5, C36-6, C36-7, C36-9, C90-3, C90-4) sejam feitas com
o pólo + da bateria ou - da bateria e que não sejam deixadas abertas, para evitar
interferência que afete a função do circuito.
As conexões deixadas “abertas” atuarão como antenas para fins de interferência,
apesar de estarem internamente conectadas ao pólo - da bateria.

©
18 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Esquemas elétricos
Um esquema elétrico completo pode ser encontrado no diagrama 1 456 343.

Resumo de conexões com os terminais C36 e C90

A Esses três cabos devem ser torcidos em 40 voltas/metro


B Motores com todas as velocidades: Sinais para indicação de carga
Motores com uma única velocidade: Somente para equipamentos de distribuição e de sincronização
de carga

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19
Programa 99

Chave para designações de componentes


Exemplo:
S16-1
S16 Código de componente no esquema elétrico
1 Terminal ou ponto de conexão para o componente
= cabos torcidos

Designações de cabos no diagrama de circuito


Exemplo:
30DEC.rd-25+C46-2
significa:
30DEC marcação do cabo
bn código de cor do cabo
1,5 área do cabo em mm2, 1,0 mm2 se não houver área especificada
C46 Componente ao qual o cabo é conectado
2 Terminal ou ponto de conexão

Códigos de cor para fios elétricos

Código Cor
pt preto
mr marrom
vm vermelho
la laranja
am amarelo
vd verde
az azul
vi violeta
cz cinza
br branco
ro rosa

©
20 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Lista de componentes para esquema elétrico


Comp. Descrição Observações
B25 Interruptor Interruptor de segurança de marcha lenta
Kickdown, usado somente em veículos com caixa de
B26 Interruptor mudanças automática.
C36 Conector 12 pinos
C38 Conector 3 pinos
C39 Conector 2 pinos
C40 Conector 2 pinos
C41 Conector 2 pinos
C42 Conector 2 pinos
C43 Conector 2 pinos
C44 Conector 2 pinos
C45 Conector 2 pinos
C46 Conector 1 pino
C47 Conector 1 pinos
C90 Conector 8 pinos
C92 Conector 2 pinos
C155 Conector 2 pinos
C189 Conector 2 pinos
C190 Conector 3 pinos
C191 Conector 3 pinos
D8 Potenciômetro Motor com uma única velocidade
D35 Potenciômetro Motores com todas as velocidades
E6 Unidade de comando DEC2
E7 Atuador DEC2
F7 Fusível 16 A, 24V+ da bateria
F8 Fusível 16 A, menos da bateria
F9 Fusível 5 A, 24V+ da bateria
F10 Fusível 5 A, menos da bateria
P1 Bateria
R20 Relé Fornecimento 16 A
R22 Relé Fornecimento 5 A
S16 Interruptor Queda/Isócrono
S17 Interruptor Controle de força
S18 Interruptor Funcionamento/Parada
Manutenção de velocidade / Sem manutenção de
S19 Interruptor
velocidade
S20 Interruptor Teste de lâmpada / Código de falha
S23 Interruptor Ligado / Desligado, fornecimento de força
S24 Interruptor Marcha lenta / Marcha
T18 Sensor Velocidade do motor

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 21
Programa 99

Comp. Descrição Observações


T19 Sensor Temperatura do líquido de arrefecimento
T20 Sensor Temperatura do ar de admissão
Saída da admissão de ar
T22 Incremento de pressão
do motor
T24 Monitor Pressão de óleo
V3 Válvula solenóide Corte de combustível
W14 Luz indicadora Diagnóstico

©
22 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Conexão à unidade de comando e cabos para o painel de controle

A Interruptor principal Nota: Os cabos e componentes com linha


B Chicote de cabos to painel de controle pontilhada NÃO são incluídos no
C Sinal indicador de carga envio da Scania.
D Chicote de cabos para o motor
E Mangueira de ar para o motor
F Junção

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 23
Programa 99

Componentes do painel de controle

A Sensor de atuação do acelerador para C Chicote de cabos para C36 e C90


motores com todas as velocidades
B Potenciômetro de compensação e interruptor Nota: Os cabos e componentes com linha
para marcha lenta/marcha para motores com pontilhada NÃO são incluídos no
uma única velocidade envio da Scania.

©
24 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Componentes no motor

A Caixa de ligação, motor F Não conectado


B Aplicável a D9/D12/D14M G Chicote de cabos para a unidade de
C Aplicável a D14A comando
D Aplicável com EHAB H Mangueira de ar para a unidade de comando
E Aplicável com ELAB

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 25
Programa 99

Especificações

Unidade de comando
Suprimento de tensão: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Classificação 24 V DC
A unidade de comando é transitória e tem a
polaridade protegida por um diodo em série.
Tensão de operação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . A unidade DEC2 destina-se à operação com
tensão da bateria de 15 a 32 V DC.
Consumo de força: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 A máx. mais estágios de acionamento de
controles
8 A contínua, 20 A máx.
Polaridade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Terra negativo; a carroceria deve ser isolada
em sistema de 2 pinos
Faixa de temperatura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . -40°C a +65°C
Umidade relativa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Até 95%
Tratamento da superfície . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Resistente a fungos e corrosão

Interruptor solenóide
Resistência a 20°C . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,5 - 0,8 Ω, Bomba injetora com ELAB
0,6 - 1,2 Ω, Bomba injetora com EHAB
0,6 - 1,2 Ω, Bomba injetora com
alavanca de parada mecânica
Medido entre C39 1 e 2

Sensor de barra de controle


Resistência a 20°C . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17 -23 Ω,
medida entre: C38 A e B, C38 A e C

Sensor de temperatura
Resistência a °C para todo o sensor. . . . . . . . . . . . . . . . 37 334 ± 5 041 Ω -40°C
13 329 ± 1 491 Ω -20°C
5 382 ± 355 Ω 0°C
2 410 ± 195 Ω 20°C
621 ± 58 Ω 60°C
207 ± 23 Ω 100°C
129 ± 16 Ω 120°C
69 ± 11 Ω 150°C

©
26 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 19:01-19
Programa 99

Sensor de velocidade do motor


Resistência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 486-594Ω
Indutância . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187-253 mH, medida entre C41-1 e 2
Distância entre sensor e volante/anel da engrenagem . . 0,5 - 1,5 mm.

Válvula de corte de combustível


Resistência em 20°C. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ELAB: 1 pino, 42 - 48 Ω
Medida entre C155 -1 e terra
EHAB: 2 pinos, 35 -50 Ω
Medido entre C155 -1 e 2

Monitor de pressão de óleo


Pressão de abertura na elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1,1 ± 0,15 bar
Pressão de fechamento na queda . . . . . . . . . . . . . . . . . . 0,7 ± 0,15 bar

Consumo de corrente para entradas/saídas separadas


Consumo de corrente:. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . inferior a 100 mA
Aplica-se às seguintes entradas separadas:
Interruptor de segurança de marcha lenta. . . . (B25
Queda/Isócrono . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . (S16)
Controle de força . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . (S17)
Funcionamento/Parada . . . . . . . . . . . . . . . . . . (S18)
Manutenção de velocidade / Sem manutenção de velocidade (S19)
Teste de lâmpada / Código de falha . . . . . . . . . (S90)
Marcha lenta / Marcha. . . . . . . . . . . . . . . . . . . (S24)

C90-3 e C90-4 (reservado) não devem consumir corrente mas devem ser conectados ao pólo - da
bateria.

Consumo de corrente para entrada de sinal de atuação do acelerador


Consumo de corrente:
Entrada para sensor do pedal do acelerador ou para potenciômetro de compensação inferior a 20 mA

Entrada de compensação de velocidade (velocidade única):


• Potenciômetro de 5 kohm
• Tensão de operação de 0,5 - 4,0 VDC (máx. 0 - 5 VDC)

©
19:01-19 Scania CV AB, Sweden, 2001-01:1 27