Vous êtes sur la page 1sur 7

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA

A IMPORTÂCIA DO TRATAMENTO DA ÁGUA:


Conhecendo a ETA do DMAE no Bairro Moinhos de Vento/RS

Acadêmico (a)s: Carla Daiana Ludwing, Juliano da silva e Moacir Silva dos Santos
Orientadora: Prof.ª Tutora Externa: Nádia Maria Alcântara Pontes
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Licenciatura em Ciências Biológicas-Turma BID-0453 – Ecologia e Biodiversidade
16/08/2017

RESUMO

Este relatório corresponde a atividade pratica na disciplina de Ecologia e Biodiversidade que foi
realizada sob supervisão e orientação da Tutora externa prof. Nádia Maria Alcântara Pontes,
juntamente com os alunos da Turma BID 0453, do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas,
do IERGS/UNIASSELVI, no mês de agosto de 2017/1. O objetivo deste trabalho foi aprender sobre
o processo de captação e tratamento da água na Cidade de Porto Alegre. Buscou-se ainda
conhecer mais sobre o ciclo água urbano, para isso realizamos uma visitação a estação de
tratamento de água do DMAE, no bairro Moinhos de Vento, na cidade de Porto Alegre/RS. Assim
foi possível observar as etapas de captação e tratamento e conhecer que a ação antrópica tem a
capacidade de alterar até os ciclos bioquímicos naturais, o que gera sérios prejuízos a ecologia e a
biodiversidade e ao próprio homem, o maior responsável por estas alterações.

Palavras-chave: Biodiversidade. Ciclo Urbano da Água. ETA.

1 INTRODUÇÃO

Este relatório corresponde a atividade prática realizada na disciplina de Ecologia e


Biodiversidade, com visitação realizada sob supervisão e orientação da Tutora externa prof. Nádia
Maria Alcântara Pontes, que juntamente com os alunos da Turma BID 0453, do curso de
Licenciatura em Ciências Biológicas, do IERGS/UNIASSELVI, foram a estação do DMAE no mês
de agosto de 2017/1.
Na ETA do DMAE, localizada no bairro Moinhos de Vento, na Cidade de Porto Alegre/RS,
os estudantes assistiram a uma palestra e realizaram a visita as dependências da estação de
tratamento acompanhados pela Tutora externa e pelos monitores da área de Gestão Ambiental na
estação.
2

2 A IMPORTÃNCIA DO CUIDADO COM A ÁGUA

Ao estudar sobre os ciclos bioquímicos, geralmente damos ênfase para como estes ciclos
ocorrem na natureza de forma equilibrada, constante e simples, como por exemplo o ciclo
hidrológico, que conforme (RICKLEFS, 2010) citado por (ALVES; BRANDT; ALVES, 2013) o
ciclo da água nos ecossistemas é moldado pelos processos de evaporação, precipitação e
transpiração.
Contudo as atividades humanas muitas vezes mudam o índice pluviométrico, seja através da
pavimentação das ruas, abrindo e represando rios, compactação de solo ou desmatamento (ALVES;
BRANDT; ALVES, 2013). Alterando assim o ciclo natural da água, e consequentemente a ecologia
e a biodiversidade local urbanizada. O ciclo hidrológico natural, passa então a adquirir uma nova
forma de ser observado e adequado.
O objetivo desde relatório é descrever a visita a estação de tratamento do DMAE, no Bairro
Moinhos de Vento, na Cidade de Porto Alegre, destacando o que é realizado para captação,
tratamento e distribuição da água em nossa Cidade.
Com a visitação foi possível identificar como a ação antrópica, modificou o ciclo
bioquímico hidrológico nas cidades, e quais ações o homem desenvolveu para adequar-se a está
mudança. Para isso foi realizado uma visita a E.T.A Moinhos de Vento em Porto Alegre/RS, um dos
componentes para o atual ciclo hídrico urbano.

2 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVO GERAL

O objetivo da visitação ao DMAE é de conhecer o histórico da instituição Departamento


Municipal de Água e Esgoto, da Cidade de Porto Alegre, seu trabalho para manutenção da natureza
e do meio ambiente na região de Porto Alegre/RS e entender a importância do trabalho ambiental e
sua prática nas escolas.

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Com essa atividade o aluno deverá ser capaz de:

1- Conhecer o histórico da instituição Departamento Municipal de Água e Esgoto, da Cidade de


Porto Alegre;

2-Assistir a palestra oferecida pelo DMAE;

3 - Acompanhar a visitação afim de conhecer as fases do tratamento de água;


3

4-Verificar a eficácia e eficiências das fases de tratamento da água em Porto Alegre pelo DMAE;

5 - Conhecer os projetos ambientais realizados pelo DMAE junto a população de Porto Alegre para
preservar a qualidade da água, para cuidar da natureza e do meio ambiente;

6- Aprender sobres animais e plantas nativas que habitam a região do Lago Guaíba;

7 – Entender a importância do trabalho ambiental e sua prática nas escolas.

3 MATERIAIS E MÉTODOS

Esta dinâmica foi realizada através de visitação pré-agendada com a turma BID-0453, em
horário e data extraclasse e sob a orientação da professora tutora-externa Nádia Maria Alcântara
Pontes, para estudo de Ecologia e Biodiversidade e ensino sobre o meio ambiente e cuidado
ambiental. Coleta dos dados foi realizada em anotações durante apresentação dos funcionários da
instituição e por imagens realizadas pelos autores.

4 RESULTADOS E DISCUSSÃO

Durante a visita ao DMAE, fomos recepcionados com uma apresentação, sobre histórico
do saneamento básico no município de Porto Alegre/RS, sobre a poluição do lago Guaíba e a
conscientização da população humana quanto a educação ambiental. Foi possível conhecer sobre
como se deu o desenvolvimento da cidade de Porto Alegre, e as consequências que a ação antrópica,
trouxe a ecologia e a biodiversidade da região, particularmente ao lago Guaíba e seus arredores,
bem como os efeitos que a prática humana, com os descuidados ao ambiente está gerando sérios
transtornos a atual população.
O lago Guaíba, foi o principal fator de desenvolvimento da cidade de Porto Alegre, sendo
fonte de água para consumo no inicio da colonização e rota para transporte marítimo. Contudo com
o passar do tempo, a falta de saneamento, a expansão da indústria e da cidade, o uso e abuso
irracional levou o que era uma fonte de recurso natural e límpida, a ser fonte de doenças e males a
população ecológica, terrestre e aquática,
O uso do lago Guaíba, principal fonte de abastecimento de água da cidade de Porto Alegre,
logo precisou ser estruturado, surgindo assim o Departamento de Municipal de Água e Esgoto
(DMAE), estações de tratamento de água e esgoto, para tornar a água do Guaíba, novamente
potável ao consumo humano, e para dar sentido ao novo ciclo natural da água, que foi se
desenvolvendo com o crescimento urbano, chamado de ciclo urbano da água, envolvendo, o lago
4

GUAIBA, E.B.A.Bs, E.T.As, a CIDADE, E.T.Es , retornando ao inicio do ciclo que é o LAGO,
ciclo este que podemos observar na imagem 01.

IMAGEM 01 – CICLO URBANO DA ÁGUA DA CIDADE DE PORTO ALEGRE/RS

FONTE: Foto dos autores.

Uma das etapas deste ciclo, pudemos observar na E.T.A estação de tratamento de água do
DMAE, no bairro Moinhos de Vento (Imagem 02),localizada na Rua 24 de Outubro, 200 -
Independência, Porto Alegre – RS, inaugurada em 1928, com capacidade de abastecimento atual
para 325.500 habitantes, onde a água do lago Guaiba, chega até a estação através das estações de
bombeamento de água bruta as E.B.A.B, esta água bruta inicia assim o ciclo de purificação através
de processos físicos e químicos, até a água ficar apta ao consumo da população.

IMAGEM 02 - ETA DO DMAE NO BAIRRO MOINHOS DE VENTO/RS

FONTE: Disponível em:www.tripadvisor.com.br/LocationPhotoDirectLink-g303546-d7148515-i157324679-


>. Acesso em:16 de ago. de 2017.

O tratamento da água bruta pode ser resumido da seguinte forma, recebimento das EBABs,
inicio do processo de sedimentação de particulados e redução da velocidade e força da água, através
das tabuas de decantação (imagem 03), nesta etapa também são acrescentados produtos químicos
5

como flúor e sulfato de alumínio, este último facilita a coagulação e floculação de partículas,
facilitando assim a disposição de partículas flutuantes, para fundo dos tanques de decantação
(imagem 04) até o estagio final, onde a água clarificada é então clorada e filtrada nos filtros de
areia, para então ser distribuída a cidade.

IMAGEM 03 – TABUAS DE DECANTAÇÃO

FONTE: dos autores.

IMAGEM 04 – TANQUES DE DECANTAÇÃO

FONTE: dos autores.

Além do serviço de tratamento de água, a ETA Moinhos de Vento, oferece a comunidade,


um patrimônio histórico e cultural com um belo jardim e a paisagem do prédio administrativo, um
prédio histórico da ETA e da cidade, (imagem 05), um espaço de lazer e convívio com a natureza
em meio a cidade de pedra, construída aos redores.
6

IMAGEM 05 – JARDIM E PRÉDIO ADM, ETA DO DMAE, NO BAIRRO MOINHOS DE


VENTO.

FONTE: dos autores.

Devido a ETA encontrar-se em meio a cidade urbana, não foi possível observar a diversidade
da fauna, de forma explicita no local, apenas alguns pássaros, em busca de algum alimento sobre o
solo e nas arvores do jardim.
Embora a ETA preste um grande serviço a população local, com abastecimento de água
potável, e com educação ambiental, podemos observar que ela também influencia na poluição do
lago Guaíba e no desequilíbrio ecológico, pois os produtos químicos utilizados para desinfecção da
água, vai para o lago quando ocorre limpeza dos tanques de sedimentação e durante o bombeamento
das EBABs, muitos peixes, ovos e filhotes, são sugados pelas bombas de captação, e acabam por
morrer nas ETAs.
Foi possível observar também que não existe um processo de tratamento e nem destino
adequado para o lodo gerado durante o tratamento da água, tudo acaba voltando para o lago.

CONCLUSÕES

Após a visita a ETA Moinhos de Vento, e analise das informações coletadas, concluímos
que a falta de planejamento em relação ao saneamento básico, desde o inicio da colonização, gerou
sérios problemas para meio ambiente e para as atuais e futuras gerações, e que embora sejam feitos
trabalhos como o da ETA, estes são apenas paliativos em relação ao dano causado a ecologia e a
biodiversidade do lago Guaíba e região porto-alegrense.
Ficando ainda a dúvida, o quanto benéfico e prejudicial ao meio ambiente, é uma estação
de tratamento de água, que opera e realiza os mesmos processos de tratamento, conforme os
procedimentos desde sua fundação a quase 80 anos, sem controle e destino adequado dos próprios
resíduos.
7

Embora o tratamento de água, seja uma ação, para beneficiar ao homem, ha muita coisa
para ser desenvolvida ainda, em relação à educação e preservação ambiental, consumo e descarte
consciente, desenvolvimento ou adequação a novas tecnologias para tratamento de água e de
esgoto.

REFERÊNCIAS

ALVES, Iraci; BRANDT, C.B; ALVES, E.M. ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE. Indial:


Uniasselvi, 2013.

HIDRÁULICA MOINHOS DE VENTO. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia


Foundation, 2016. Disponível em:< https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Hidr
%C3%A1ulica_Moinhos_de_Vento&oldid=46812799>. Acesso em: 14 ago. 2017.

PORTO ALEGRE. DMAE. HISTÓRICO. Disponível em:


< Www2.portoalegre.rs.gov.br/dmae/default.php?p_secao=320 >. Acesso em: 14 de ago. 2017