Vous êtes sur la page 1sur 3

Transmissão da Vida – Reprodução Humana

Reprodução – Função vital aos seres vivos que asseguram a existência de descendentes,
permitindo assim a continuidade da espécie.
Reprodução sexuada – dois indivíduos de sexo diferente e da mesma espécie dão origem a
seres semelhantes.

Carateres sexuais primários: características externas que permitem distinguir o rapaz da


rapariga
Rapaz: Pénis e escroto Rapariga – Vulva

Carateres sexuais secundários: Mudanças que ocorrem durante a puberdade. As meninas


têm a sua puberdade entre os 10-18 anos e os meninos entre 13-18 anos.

Raparigas Rapazes
 Desenvolvimento dos seios;  Mudança de voz;
 Aparecimento da menstruação;  Desenvolvimento da massa muscular;
 Aparecimento do acne;  Aumento do pénis e testículos;
 Aparecimento de pelos nos órgãos  Aparecimento do acne;
genitais, axilas, ...;  Aparecimento de pelos nos órgãos
 Maior acumulação de gordura; genitais, axilas, ...;
 Alargamento das ancas.  Aparecimento da barba.

Constituição do sistema reprodutor feminino

Constituído por um órgão externo (vulva) e órgãos internos (ovários, trompas de Falópio,
útero e vagina)

Ovários – são dois e tem como função produzir os óvulos;


Trompas de Falópio – fazem a comunicação dos ovários com o útero. É nelas que ocorre a
fecundação;
Útero – órgão de paredes musculosas e elásticas que permitem o aumento do seu
tamanho durante a gravidez. A parte inferior (colo do útero), na altura do parte, dilata-se
para assim facilitar a saída do novo ser.
Vagina – É o local por onde sai a menstruação. É musculada e elástica e tem cerca de 10 cm.

Constituição do sistema reprodutor masculino

Constituído por órgãos externos (pénis e escroto) e órgãos internos (testículos, canais
deferentes, vesículas seminais, próstata e uretra)
Pénis – órgão externo atravessado pela uretra por onde o esperma é libertado (ejaculação);
Testículos – produzem as células sexuais masculinas (espermatozoides);
Vesículas seminais – glândulas que produzem líquido viscoso indispensáveis à vida dos
espermatozoides;
Canais deferentes – canais pequenos e finos que transportam os espermatozoides desde os
testículos até à uretra;
Próstata – glândula que produz um líquido viscoso que se mistura com os espermatozoides.

A mistura dos líquidos produzidos pela próstata e pelas vesículas seminais com os
espermatozoides resulta um produto branco e viscoso chamado esperma.

Ordem de acontecimentos

Ovulação – Saída do óvulo do ovário para as trompas de Falópio


Fecundação – União do espermatozoide com o óvulo formando-se uma única célula
chamada ovo ou zigoto
Nidação – Fixação do embrião (blástula) na parede interna do útero.

O embrião vai desenvolver-se dentro de uma membrana em forma de saco – saco


amniótico – que contém um líquido – líquido amniótico – que protege o embrião dos
choques do exterior e diferenças de temperatura. Na parede interna do útero forma-se um
novo órgão – placenta – que vai funcionar como um filtro, permitindo a comunicação entre
a mãe e filho.
A placenta encontra-se ligada ao futuro bebé por um canal – cordão umbilical.
Por volta das oito semanas os órgãos, com exceção dos pulmões, estão todos
formados e o embrião passa a ter o nome de feto.
Durante a fase fetal (feto) os órgão vão desenvolver-se e amadurecer até o feto
estar pronto a nascer (por volta das 37/38 semanas). Tem agora cerca de 50 cm de altura e
pesa aproximadamente 3200 gramas.
Os primeiros sinais que indicam que o parto está perto são as contrações das
paredes do útero que levam ao rompimento do saco amniótico. O feto desce e encontra-
se preparado para sair, começando a dilatação do colo do útero.
Ao sair, o bebé vai ser limpo e incentivado a respirar pela primeira vez (palmada no
rabo). Se o bebé chorar, pode então cortar-se o cordão umbilical, terminando aí a sua
ligação à mãe.
O parto dá-se por finalizado após a saída da placenta.

Cuidados a ter pela mãe durante a gravidez: Praticar ginástica pré-natal; consultar o
médico regularmente não tomando medicamentos sem a sua autorização; não ingerir
bebidas alcoólicas nem fumar; não frequentar discotecas nem locais poluídos.