Vous êtes sur la page 1sur 7

AGES

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS


BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL

MARCOS ANTONIO DO NASCIMENTO JUNIOR

GERAÇÃO DIFERENCIADA DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO


CIVIL uma abordagem ambiental.

Fichamento apresentado no curso de


Engenharia Civil da Faculdade AGES
como um dos pré-requisitos para a
obtenção da nota parcial da disciplina
de Materiais de Construção II , no 3º
período, sob orientação da Profº. Elso
Moisinho.

Paripiranga
Março de 2015
KARPINSK. Luisete Andreis. Gestão diferenciada de resíduos da
construção civil : uma abordagem ambiental. Dados eletrônicos. – Porto
Alegre: Edipucrs, 2009. 163 p.

RESUMO

Luisete Andreis é Engenheira Civil, é Especialista em Engenharia de Segurança do


Trabalho - Mestre em Engenharia (Infraestrutura e Meio ambiente) . Sobre o trabalho
aqui fichado o mesmo é um projeto acadêmico de conclusão de curso que aborda as
concepções dos resíduos sólidos em geral assim como também aborda de forma
especifica quando trata dos resíduos da construção civil de Passo Fundo – RS.

Capítulo 01-OS RESÍDUOS DA INDUSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

Citações:
(...) ecodesenvolvimento, propõe uma estratégia multidimensional e
alternativa de desenvolvimento que articula promoção econômica, a
preservação ambiental e a participação social e persegue meios de
superar a marginalização e a dependência política, cultural e
tecnológica das populações envolvidas nos processos de mudança
social. (p.17)

No contexto comentado, um novo tipo de desenvolvimento deve


procurar a harmonia com a natureza. Em sua ausência, os
fenômenos de degradação ambiental e de decadência social levarão
ao mau desenvolvimento. Numa ótica proativa, um outro
desenvolvimento não é apenas um critério de avaliação da trajetória
da história, mas também um conceito normativo orientado para o
futuro; (...) (p.19)

PARECER

Neste capítulo a autora trata de alguns conceitos e observações acerca


dos resíduos da construção civil, sendo que a mesma faz uma introdução sobre
o assunto dentro desta primeira parte, fazendo também algumas comparações
no contexto histórico da temática abordada.

Capítulo 02- METODOLOGIA PARA A IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE


GESTÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM UM MUNICÍPIO

Citações:
Foi elaborada uma proposta partindo do plano integrado de
gerenciamento de resíduos existente, embasada na Resolução
307/02 do CONAMA, nas diretrizes definidas, nos agentes envolvidos
e no roteiro elaborado para o município do Passo Fundo-RS, no qual
há uma sequência de atividades a serem realizadas, cumprindo
diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da
construção civil, de acordo com a legislação vigente. (p.82)

A partir da proposta de gestão de resíduos da construção civil,


montou-se um modelo aplicativo conservando o roteiro estabelecido
na proposta para facilitar a compreensão da aplicação. No modelo
foram detalhadas atividades a serem realizadas, utilizando-se
ferramentas auxiliares, como tabelas, planilhas e formulários, critérios
e procedimentos utilizados para facilitar a ordem prática da aplicação
da gestão dos resíduos da construção civil, de acordo com a
legislação vigente. (p.82)
PARECER

Esta parte do trabalho trata de resoluções e apresentação da proposta


de conhecimento do processo de “resgate” dos resíduos sólidos, ou seja um
plano de resíduos para ser implantado em um determinado local e cidade.

Capítulo 03- DIAGNÓSTICO DA DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS DE


CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO NO MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO-RS

Citações:
A gestão integrada desses resíduos deverá proporcionar benefícios
de ordem social, econômica e ambiental. Por ser uma questão
complexa, a gestão integrada requer mudanças culturais, iniciando
pela conscientização ambiental, que deve se estender desde o
operário de obra até o empresário. (p.83)

Algumas empresas coletoras transportam os resíduos de construção


e demolição (RCD), provenientes das obras que as contratam para
recolher esse material e acabam descarregando-os em locais
inapropriados, muitas vezes até colocando em risco a estabilidade de
taludes e comprometendo a drenagem urbana das cidades.(p.88)

PARECER

Apresentação de dados concretos sobre a situação dos resíduos na


cidade de Passo Fundo- RS, sendo que o mesmo deve cumprir com seu papel
regulador desses resíduos uma vez que a cidade há empresas que recolhem
este tipo de resíduo, porem é visto que o descarregamento tem sido feito em
local não próprio para este fim.
Capítulo 04- QUANTIFICAÇÃO DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS DE
CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO

Citações:
A média de cargas diárias, considerando o mês com 26 dias úteis,
para a coleta de resíduos de todas as empresas pesquisadas, é de
3,5 cargas com deposição no Aterro da Pedreira. Mas como foi
observado nesta pesquisa, existem áreas de deposição irregulares
em atividade no Município, o que significa que a quantidade de RCD
produzida na cidade provavelmente seja superior à depositada no
Aterro da Pedreira.(p.105)

As informações relativas aos RCD tratam apenas dos resíduos


coletados pela administração pública e pelas cinco empresas
coletoras legalizadas no Município, dados esses que são somente
referentes aos RCD depositados no Aterro da Pedreira, não
contabilizando aqueles, que são muitos, destinados a aterros ilegais e
outros locais pela iniciativa privada ou pelo próprio gerador.(p.107)

PARECER

Trata da quantidade produzida de resíduos, pois neste trabalho esta


contido uma analise de quanto se estima que é retirado de resíduos das
construções da cidade estudada pela autora. Que passa pelos resíduos
coletado pela administração publica e pelo as 5 empresas que atua no ramo.

Capítulo 05- ESTRUTURA DE UM MODELO DE GESTÃO PARA RESÍDUOS


DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO

Citações

Nas diretrizes técnicas do PMGRCC são incentivadas a não-geração


de resíduos, a redução, a reutilização e a reciclagem no próprio local
de produção. Quando houver a necessidade de destinação dos
resíduos da construção civil, esta será de acordo com suas classes A,
B, C e D. Agindo dessa forma, a empresa coletora estará adequada à
legislação sobre a proibição de disposição de resíduos em áreas não-
licenciadas.(p.114)

O PIGRCC-PF apresenta uma breve introdução, onde comenta que


os resíduos de construção e demolição estão sendo depositados em
locais inapropriados, gerando ônus à população e ao meio ambiente,
além de se estar desperdiçando um material que pode ter um destino
mais nobre com sua reutilização e reciclagem. (p.115)
PARECER

Salienta sobre as diretrizes que rege o processo de recolhimento dos


resíduos e as formas de fazer este processo seguindo a legislação vigente,
assim como há os órgãos reguladores de tais processos de recolhimento de
resíduos.

Capítulo 06- PROPOSTA DE GESTÃO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E


DEMOLIÇÃO PARA O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO-RS

Citação

Para iniciar a gestão de resíduos de construção e demolição (RCD) é


necessário, inicialmente, verificar o volume gerado de entulho e fazer
uma análise desse material, conhecendo suas características
principais, a composição dos materiais e ter um número proporcional
da quantidade gerada desse material; quais são as áreas disponíveis
para triagem e armazenamento; quais são as possibilidades de
industrialização dos materiais e agregados; e qual é a possibilidade
de comercialização dos resíduos recicláveis. (p.119)

No caso dos resíduos orgânicos, devem ser acondicionados em


sacos plásticos, estes colocados nos locais e horários previstos pela
empresa concessionária de limpeza pública responsável pela coleta,
transporte e destinação final desses resíduos, que podem ser
reutilizados para adubos. Salienta-se a necessidade da educação dos
munícipes quanto à correta destinação dos resíduos.(p.123)

PARECER

Apresenta uma proposta concreta para atender a demanda de


recolhimento de resíduos da construção civil, além de recolhimento se propõe a
fazer uma analise no material recolhido, ainda apresenta uma forma de tratar
os resíduos orgânicos retirados também do local que se faz este trabalho com
resíduos.

Capítulo 07- MODELO DE GESTÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO


CIVIL PARA O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO-RS

Citações:
Quanto ao recolhimento de resíduos de pequenos geradores, o poder
público municipal, através do departamento municipal de RCD,
selecionará um local de acordo com determinações pré-definidas
para estacionar uma caixa de coleta permanente de resíduos de
construção, estabelecendo um local de coleta de pequenos
geradores; condição em que delimita o volume gerado em 1 m³.Essa
coleta pode acontecer sem custos, incentivando o morador a
depositar em local apropriado. (p.132)

Os grandes geradores e transportadores de RCD são as empresas


que necessitam realizar os Projetos de Gerenciamento de Resíduos
da Construção Civil (PGRCC). Estas devem apresentar ao órgão
responsável pelo RCD da PMPF os procedimentos necessários para
transporte, manejo, transformação e destinação dos resíduos de
construção e demolição. (p.133)

Parecer

Descreve o passo a passo das formas de recolhimento dos resíduos


todo o processo necessário para que tudo sai como previsto e se possa fazer a
coleta e se tenha dados positivos.

Capítulo 08- FERRAMENTA COMPUTACIONAL COM APLICAÇÃO EM WEB


SITE

Citações:
O web site foi desenvolvido tendo em sua página principal, além de
uma breve apresentação do que se pretende desenvolver, os
principais links que navegam até as suas páginas específicas. São
eles: resíduos, Programa Municipal de Gerenciamento de Resíduos
da Construção Civil, áreas de deposição, cadastros de empresas de
coleta e transportes de RCD e um ‘fale conosco’ para troca de
informações e feed-back.(p.144)
Parecer

Trata de um ferramenta computacional que auxilia na estruturação do


processo de gestão do resíduo solido na cidade, tanto no que diz respeito a
coleta e ao mesmo tempo de sua logística, visto que este material pode ser
utilizado para outros fins, a administração deste é que vai ditar as regras para a
sua disposição final.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
O trabalho que serviu de base para este fichamento traz a realidade de
uma cidade, sua gestão e projeto para se coletar os resíduos da construção de
da um destino legal a ele sem que possa trazer danos ao meio ambiente,
porem muitas vezes é um pouco difícil ter um total controle pois as grandes
empresas fazem com que este fato fique um pouco na gaveta.
Para a matéria materiais de construção civil este trabalho acadêmico é
de grande importância pois pode servir de referencia para trabalhos que
demande o mesmo tema e ai fica o auxilio da fundamentação teórica sobre o
tema abordado.
Para a profissão de engenheiro civil é essencial para se fazer uma
analise das condições e projetos das cidades que abordam a temática deste
trabalho, assim como também traz dados importantes que pode ajudar em
futuras pesquisas.