Vous êtes sur la page 1sur 11

Enfermeira escreve sobre prata coloidal

Enfermeira escreve sobre prata coloidal


Breve estudo e considerações sobre a Prata Coloidal
Por Anabel Sampaio*
(Com exclusividade para este site)

INTRODUÇÃO
“Atualmente, se você tivesse a opção de usar um medicamento natural, comprovadamente eficaz no
combate de mais de 650 tipos de doenças diferentes, testado há séculos e ainda sendo objeto de
fontes de inúmeras pesquisas para as mais variadas indicações, fácil acesso, baixo custo, sem
efeitos colaterais ou contra-indicação, sem risco de desenvolver cepas resistentes no caso do
combate à infecção, qual seria o motivo de sua resistência ao uso desse medicamento?

Até que ponto a mídia interfere no uso de medicamentos pelo consumidor?


Então, eu afirmo que a mídia não tem interesse em divulgar esse potente antibiótico natural, os
laboratórios farmacêuticos não têm interesse em iniciar pesquisas em relação a ele, mesmo por que
jamais seria fonte de lucro para eles.

Por isso mesmo, baseado em inúmeras pesquisas de renomadas universidades do mundo e em


experiências de uso pessoal e de meus familiares, eu tomo a liberdade de apresentar-lhes a PRATA
COLOIDAL.

A Prata Coloidal, comprovadamente eficaz na erradicação das piores doenças atualmente


encontradas no mundo, tem sido objeto de especulações críticas e boicotes por parte das indústrias
farmacêuticas existentes no mundo.

O comércio da Prata coloidal nunca foi difundido pelos grandes laboratórios farmacêuticos, nem
mesmo incentivado sua pesquisa em âmbito nacional ou internacional. E por quê?
Simplesmente por que a Prata Coloidal não pode ser patenteada e corresponde a uma solução
barata e que realmente funciona, sendo considerada como uma ameaça ao comércio milionário dos
mais caros antimicrobianos existentes nos laboratórios farmacêuticos.
Nenhuma indústria farmacêutica pode monopolizar os direitos da Prata Coloidal, portanto, a Prata
Coloidal é inviável como fonte de lucros.

Sabemos que, o custo de saúde nesse país é exorbitante. A maioria dos cientistas está hesitante em
anunciar mudanças que desafiam os preceitos e teorias de Indústrias Farmacêuticas, desde que elas
estão em comum acordo com Normas de Produtos Terapêuticos e Normas de Saúde.

Além de movimentar um mercado multimilionário com seu exército de seguidores criando assim
uma complexa massa de controle, incentivos econômicos, subornos, que respondem a qualquer
alternativa natural às Campanhas multimilionárias de medicamentos farmacêuticos.
A qualquer introdução de medicamentos cujos lucros não são altos o suficiente, algumas grandes
indústrias farmacêuticas adotam a estratégia de obstruir pesquisas e informações adicionais sobre
essas terapias naturais. Logicamente que, paramentadas com a regulamentação do governo e
agências reguladoras, desacordando com qualquer afirmação sobre a saúde estabelecida pela cura
natural das doenças. Tudo para evitar um colapso de um mercado multibilionário de prescrições de
medicamentos de alto custo.

PRATA COLOIDAL
A Prata Coloidal é um colóide com extenso espectro antimicrobiano, não tóxico e eficiente em mais
de 650 doenças diferentes.
Consiste em uma alternativa barata, eficiente e com ótimos resultados, possuindo capacidades
extraordinárias e centenas de usos legítimos. Porém, falta ainda uma padronização da qualidade e
da dosagem em relação à indicação terapêutica.

O uso de soluções de prata já havia sido tentado desde 1891 por indústrias manufatureiras e
farmacêuticas. O uso da prata como antimicrobiano surgiu apenas em 1930 com o Nitrato de prata.
Entretanto, esse oferecia altos riscos de toxidade, vindo a ser aperfeiçoado só em 1992 com o
advento da Prata Coloidal, quando Dr. Joseph Cardot, em Arvada, Colorado, deu início às pesquisas
sobre a melhor maneira de utilizar a Prata como medicação e num processo de eletrólise, através da
prata em infusão na água destilada iniciou a produção de um produto altamente estável com
aumento de suas propriedades antimicrobianas, a Prata Coloidal.

Atualmente, declarações advindas de utilizadores do mundo inteiro afirmam que a Prata coloidal,
embora não comercializada por fatores já citados, relatam o sucesso do medicamento in-vivo,
correspondendo aos estudos “in-vitro” desenvolvidos por pesquisas desenvolvidas nas grandes
universidades.

DEFINIÇÃO
A Prata coloidal é uma suspensão de partículas sub-microscópicas de prata metálica em uma base
coloidal que consiste no resultado de um processo eletromagnético no qual é retirado de um pedaço
de prata imerso em um solvente, os colóides que são partículas ultrafinas de prata, medindo
aproximadamente 0.005 a 0.015 micra de diâmetro, ou seja, a menor parte elementar antes de perder
sua identidade como prata.

É a maneira mais eficiente de utilizar a Prata na medicina, pois os colóides têm a capacidade de
ultrapassar através das membranas celulares. Tem uma coloração ligeiramente amarelada, inodora,
com um gosto levemente metálico. E tem significante poder de cura em algumas das mais
importantes doenças do mundo. Não é tóxica. Pode ser utilizada por via oral, tópica, aplicações de
bandagens, colutórios, gargarejos bucais, pulverização sobre área afetada, etc.
Graças a seu poder antimicrobiano e sedativo, é utilizadas agulhas de prata nas acupunturas na
China e no Japão.

PROCESSO DE TRANSFORMAR METAIS EM COLÓIDES:


Uma substância está na forma coloidal quando suas partículas são suficientemente pequenas para
não sedimentarem com facilidade e, também, poderem ser até introduzidas dentro das células! A
solução, em água, de prata coloidal é obtida atualmente através de uma eletrólise da água utilizando
eletrodos de prata: a solução típica é uma água bastante pura, com apenas algumas partículas
coloidais de prata por cada milhão de moléculas de água (alguns PPM ou algumas dezenas de PPM).
Este tipo de água fulmina todos os microorganismos prejudiciais ao corpo, com quem entra em
contato (patógenos anaeróbicos).

Os colóides são íons de prata suspensos uniformemente ao longo de uma solução, no caso, água,
como resultado da carga elétrica positiva que está anexada a cada partícula de prata, resultante de
sua remoção por eletricidade, dos eletrodos de prata. As cargas – partículas de prata – na forma de
íons de prata, formam agregados de átomos (micro-agrupamentos) de prata, interagindo entre si,
criando um efeito sinergético. Cria-se um movimento oscilatório randômico, conhecido como
Movimento Browniano, pois, cada partícula eletricamente carregada, possui um campo magnético e
os micro-agrupamentos ficam nesse movimento, repelindo-se uns aos outros. Dessa forma eles
ficam suspensos e uniformemente distribuídos na água. Pode-se observar que o fundo do copo ou
recipiente fica, em algumas horas, com o fundo mais escuro, tendo em vista eventuais substâncias
oxidas não coloidais se sedimentarem.

A chamada “prata mil”, ou seja, 99,99% de pureza. Quando os eletrodos recebem eletricidade,
partículas de prata são arremessadas para fora dos mesmos, formando-se os agrupamentos sub-
microscópicos (agrupamentos atômicos) otimizados em 0,01 a 0,001 mícron, que correspondem de
10 a 100 angstroms (unidade de medida correspondente a um décimo-bilionésimo de um metro).
Dessa forma, chega-se à expressão “partes por milhão” (PPM) para expressar quanto de prata há
numa solução pronta. Assim, o corpo não tem nenhum trabalho para eliminar a prata coloidal.

HISTÓRICO
A prata coloidal é considerada o antibiótico natural mais potente conhecido desde primórdios da
medicina. Hipócrates, pai da medicina, já considerava a prata como potente curador de doenças. Em
1910, o Dr. Henry Crooks, pioneiro da Química descrevia: “Certos metais, quando no estado coloidal,
têm uma ação altamente germicida. “””… podem ser aplicados em forma mais concentrada e com
resultados melhores … tuberculose bronquial, Stafilococcus pyogenes, vários Streptococcus e
outros organismos patogênicos são destruídos em três ou quatro minutos ; de fato, não existe
micróbio que não tenha sido morto pelos colóides em experiências de laboratório, em seis minutos e
a concentração do colóide não supera vinte e cinco partes por milhão.

Em 1919, Alfred Searle, o fundador do conglomerado farmacêutico de mesmo nome, escreveu em


seu livro: “O USO DOS COLÓIDES NA SAÚDE E NA DOENÇA”, que: “A aplicação de Prata coloidal
em seres humanos, em grande número de casos, tem apresentado resultados positivos
surpreendentes. Para uso interno, oral ou hipodérmico, tem a vantagem de ser rapidamente fatal aos
parasitos sem qualquer ação tóxica na pessoa. Ela é quase estável”.
Muito mais tarde, em 1970, pesquisas biomédicas, na Washington University in St. Louis, Missouri,
E.U.A., mostraram que nenhum organismo causador de doenças – micróbio, vírus ou fungo – pode
viver mais que alguns minutos em presença, mesmo de traços, de Prata metálica. Um antibiótico
mata, talvez, meia dúzia de organismos patogênicos diferentes, mas a Prata coloidal mata
seiscentos e cinqüenta e, o que é mais importante, não se desenvolvem linhagens resistentes à
Prata, como acontece com os antibióticos.

INDICAÇÕES:
Acne, Antrax, Apendicite, Artrite, Pé de Atleta, Infecções Bacterianas, Infecções da Bexiga,
Envenenamento do Sangue, Queimaduras. Câncer, Cândida albicans, catarro, síndrome da fadiga
crônica, colite, conjuntivite, infecção por Cryptosporidium, cistites, dermatites, diabetes, diarréia,
difteria, disenteria, infecções nas orelhas, eczema, vírus Epstein Barr, infecção do Tubo de
Eustáquio, fibrosamentos, gastrites, gonorréia, hemorróidas, herpes, impetigo, gripe, desordens
intestinais, keratite, doença dos Legionários, lepra, lesões, lupus, malária, doença de Menière,
meningites, neurastenia. Oftalmia, febre paratiróidea, pleurisia, pneumonia, vírus da Pólio,
desordens da próstata, coceira anal, Psoríase, Piorréia, reumatismo, rinites, tinha rosácea, infecção
por Salmonella, escarlatina, seborréia, septicemia, úlcera péptica, cobreiro, câncer de pele, chagas,
infecções por Stafilococcus, infecções por Streptococcus, queimaduras solares, sífilis, tétano,
tonsilites, fendas nos pés, tuberculose, tifo, úlceras, verrugas, coqueluche e outras infecções.

USO ORAL
Seu uso oral é altamente difundido e apreciado por seus usuários.
É recomendável o uso da Prata Coloidal em pequenas quantidades fracionadas administradas
diariamente por via oral.

Sua absorção ocorre inicialmente pela mucosa bucal, e depois através da ninfa os íons de prata são
levados caem na corrente sanguínea, onde finalmente são levados ao lugar carenciado de
regeneração.

Desde que as enzimas ácidas e alcalinas do estômago não são capazes de alterar a capacidade
catalisadora da Prata Coloidal, esse colóide passa para o intestino sem alterações de suas
propriedades curativas. No intestino delgado, a Prata Coloidal não destrói as bactérias benévolas do
organismo. Entretanto, com seu efeito bactericida é considerado o mais completo antibiótico
natural, comprovadamente “in vitro” e “in-vivo”, destrói em seis minutos no máximo 650 tipos de
microorganismo, dentre eles bactérias, vírus e fungos.

Considerando que a Prata Coloidal não é organotrópico, organo = organismo, trópico= capacidade
de alterar os resultados de atuação. Sendo assim, organotróprico é a capacidade da Prata Coloidal
em mudar em resposta aos estímulos orgânicos de maneira a responder aos estímulos, não
causando necrose tecidual, nem manchas na pele e conjuntiva. Embasado também no potencial do
extraordinário equilíbrio da natureza e seus efeitos sobre o organismo humano, considerando que a
terra tem sido cada vez mais escasseada dos nutrientes minerais essenciais para a saúde do
homem, e mais que qualquer leguminosa ou alimento colhido perde 80% de suas propriedades
nutricionais após dois ou três dias após colhidos, a alimentação populacional está
comprovadamente eficiente de minerais indispensáveis à boa saúde física e mental.

AÇÕES TERAPÊUTICAS
1- AÇÃO BACTERICIDA:
A prata coloidal é um poderoso antibiótico, antivirótico e antifúngico natural, isento de efeitos
colaterais geralmente ocasionados por todos antibióticos sintetizados e que não favorece o
desenvolvimento de outras cepas oportunistas resistentes. Possui um largo espectro de combate às
bactérias, fungos, vírus, leveduras, já obtendo êxito no tratamento de mais de 650 doenças
atualmente existentes.

Sem dúvida, é a maior alternativa natural de antibióticos conhecida, com a vantagem de não criar
cepas bacterianas resistentes. Depois de quarenta anos do advento dos antibióticos, a maioria das
bactérias existentes desenvolveram resistência aos componentes da fórmula antimicrobiana, além
de causar efeitos colaterais indesejáveis.

Os minerais coloidais entram e saem facilmente de membranas celulares e a Prata Coloidal, em


especial, tem a capacidade catalisadora de inibir a enzima responsável pela metabolização do
oxigênio utilizada por microorganismos aeróbicos unicelulares. Dessa forma, a Prata Coloidal
incapacita o sistema de oxigênio do agente patogênico invasor, combatendo-o, caracterizando assim
sua propriedade bactericida. Ela dissolve qualquer enzima de uma bactéria unicelular, fungo ou vírus
utilizando-se do oxigênio de seus metabolismos, matando o agente patogênico por “sufocação”.

A Prata Coloidal é considerada um antibiótico natural desde 1930. Estudos foram confirmados pela
universidade North Texas e pela Universidade Brigham Young da eficiência da prata coloidal eliminar
16 formas de bactérias como: Stafilococos, streptococos, Salmonelas, Echerichia coli. Entre outros
como fungos, vírus e leveduras. Um problema básico no combate a bactérias prejudiciais é a sua
alta capacidade de se adaptar a substâncias (usadas para matá-las!). Elas podem sofrer mutação e
suplantar o efeito de antibióticos. Quando os antibióticos conseguem destruir a bactéria que é
susceptível a eles, surge o terreno para as bactérias resistentes “fazerem o banquete”. Um outro
problema com os antibióticos modernos é que eles também afetam organismos e bactérias que
efetuam funções adequadas no corpo, produzindo efeitos colaterais negativos de longo prazo
difíceis de serem corrigidos.

O contrário dos antibióticos farmacêuticos, esse antibiótico natural nunca permite que se formem
castas de germes patogênicos resistentes. Em mais de 20 anos de pesquisas mundiais sobre a Prata
Coloidal, numerosos encontros com agências governamentais, profissionais da saúde e seus
pacientes, nenhum outro nutriente, erva ou droga (prescrita ou não) é tão seguro e eficaz contra
todas as formas conhecidas de vírus, bactérias e fungos hostis.

O seu maior atributo é a capacidade única de funcionar como um segundo sistema imunológico
superior no corpo! É impossível para os germens unicelulares se alterarem em formas resistentes à
prata, como acontece com os antibióticos convencionais.

Também, a prata coloidal não consegue interagir ou interferir com outros medicamentos que estejam
sendo tomados, por isso, consiste verdadeiramente em um remédio seguro, natural para muitas das
doenças humanas.

2- UTILIZAÇÃO NO COMBATE DE CÂNDIDA ALBICANS:


A Cândida albicans, um tipo de fungo que vive normalmente nas áreas genitais, intestino e boca,
normalmente vive em equilíbrio saudável com outras bactérias e leveduras. No entanto, em
condições adversas, esse fungo pode se multiplicar, causando a infecção conhecida como
Candidíase:

2.a – O popular “Sapinho”, feridas brancas na língua, gengiva e no interior da boca.


2.b- Vaginite, secreção branca e ardor intenso na vagina.

A Prata Coloidal é indicada no colutório vaginal ou bochecho bucal com o uso de uma colher de
sopa de prata coloidal para 4 litros de água.

3- UTILIZAÇÃO EFICAZ EM QUEIMADURAS:


Antigamente, era utilizada em 70% das queimaduras a Sulfadiazina de prata, entretanto, pelo seu
efeito altamente tóxico, foi substituída, com grande sucesso, pelo colóide de prata (Prata Coloidal). A
Prata Coloidal tem sido utilizada nos maiores Centros de queimados do mundo graças ao seu efeito
imediato na redução do processo inflamatório e da rápida regeneração celular, acelerando a
cicatrização da pele, regenerando tecidos com menos seqüelas e cicatrizes. Associado a esses
benefícios, está a eficiência da Prata no combate da bactéria azul-esverdeada, a mais temível
bactéria que acomete grandes queimaduras, a Pseudomonas aeruginose.

Quanto ao seu grande efeito de regeneração celular, a Prata Coloidal proporciona uma
reestruturação molecular, tendo em vista sua utilização como condutora de eletricidade, criando um
campo magnético, como parte do processo eletro-coloidal. Tal reestruturação pode ser traduzida no
realinhamento das moléculas em cadeias organizadas muito pequenas. Há muita pesquisa nos EUA
ocorrendo em torno dessas transformações.

4- UTILIZAÇÃO EFICAZ EM ACNES E OUTROS PROCESSOS DERMATOLÓGICOS:


Utilização com sucesso em acnes e verrugas utilizando pequenas bandagens ou spray sobre a pele
afetada. Pela Prata Coloidal não ser tóxica, ela pode ser utilizada diretamente sobre urticárias e
dermatites.
Em alguns dias de uso, você perceberá a redução drástica de novas lesões acneicas e regeneração
rápida de lesões pré-existentes. Desaparece o “vermelhidão” da pele.

5- UTILIZAÇÃO EFICAZ NO COMBATE À DIÁRREIA:


Deve ser administrada por via oral em casos de diarréia. Destrói com eficiência as bactérias
patogênicas no caso de infecção intestinal, preservando as bactérias benévolas existentes no
intestino grosso, pois não são afetadas na absorção da prata pelo intestino delgado, portanto, não
destrói a flora bacteriana normal. Além do mais, as propriedades da Prata são resistentes à ação dos
ácidos estomacais, continuando conseqüentemente com sua ação catalisadora.

6- UTILIZAÇÃO EFICAZ EM ESTADOS GRIPAIS:


Ao contrário de todos os medicamentos existentes no mercado, a Prata Coloidal não tem o efeito
paliativo, ou seja, de apenas amenizar os sintomas da gripe. Ela tem a propriedade de eliminar o
vírus da gripe. A Prata Coloidal é altamente eficaz contra as cadeias viróticas. Podem ser utilizadas
como spray nas vias aéreas superiores ou como gargarejo bucal, pulverizações nasais e soluções
para qualquer água de limpeza de dentes. Corta, dramaticamente, a duração dos resfriados, coriza,
pneumonia, infecções de Stafilococcus e Streptococcus, infecções respiratórias e viroses da
sinusite, além de infecções nos olhos e dos ouvidos. Segundo J. Mark Hovell, a Prata Coloidal é
benéfica na restauração dos tubos eustasianos com a redução considerável do catarro naso-
faríngeo. É utilizada com êxito nas condições sépticas da boca e garganta, combatendo Amigdalite
aguda.

7- UTILIZAÇÃO EFICAZ EM OFTALMOLOGIA:


A Prata Coloidal tem substituído amplamente o Nitrato de Prata que estava sendo utilizada desde
1884 como anti-séptico ocular de recém-nascidos. Tem grande indicação em conjuntivites
bacterianas, principalmente as causadas por Staphylococcus aureus.
Por ser um metal organotróprico não causa manchas na Conjuntiva ocular.
(Organo – orgânico e Trópico_Tendência de responder aos estímulos de maneira a não causar
necrose dos tecidos.)

8- UTILIZAÇÃO EM OLIGOTERAPIA :
Nosso corpo é uma massa de energia elétrica e intercâmbio de “íons” que ativam enzimas. Nosso
corpo utiliza a eletricidade desses minerais para conduzir o fluxo de funções vitais do organismo. Os
oligoelementos são metais e metalóides normalmente existentes em doses infinitesimais no
organismo humano. A falta ou deficiência de alguns deles, pode provocar desordens variadas no
organismo. Eles são os catalisadores dessas funções elétricas indispensáveis para a vida.

A ausência de prata no organismo pode provocar uma deficiência do estado imunológico, bem como
sua deficiência pode provocar lesões em cartilagens e ligamentos. É considerado um elemento
altamente construtivo, ou seja, regenerador de lesões celulares de quaisquer órgão.

A Prata é um elemento biológico, fornecido pela natureza, agente terapêutico, oligoelemento


indispensável ao ser humano e as seres vivos em geral. Age na recuperação das energias vitais,
melhorando a libido sexual, ajudando a eliminar a impotência, depressão, tensão emocional,
ajudando no reequilibro hormonal das mulheres, especialmente na menopausa, eliminando a
sensação de cansaço e tensões. enxaquecas e vômitos de fundo depressivo.

Provoca bem estar imediato, praticamente amenizando esses tipos de sofrimentos.


Com o retorno do equilibrio mineral a atividade celular se restabelece, colaborando na diminuição ou
eliminação de estenoses nas artérias, com isso, o organismo passa a cumprir suas funções
podendo eliminar as infecções graves que tanto aflige. Grande parte das arritimias cardíacas
desaparecem, colaborando muito nas pessoas transplantadas através da regularização das enzimas
a níveis normais. A libido sexual, o reequilibrio hormonal principalmente em mulheres, o retorno à
vitalidade, proporcionarão melhor qualidade de vida.

Oligoelemento: PRATA –
Patologias aplicadas:
Colagenopatia Doenças Reumáticas e inflamatórias Senescência
A Prata não possui aditivos que poderiam ser classificados como Suplemento Mineral da dieta
alimentar.

E com a depleção de minerais em nosso solo nos deixa deficiente em prata, um de nossos minerais
mais essenciais, causando um aumento drástico nas desordens do sistema imunológico em nossa
sociedade na última década. Pesquisas nos têm ensinado que todas as doenças são permitidas de
se manifestarem devido a uma fraqueza do sistema imunológico.
Elemento químico interessante, que provavelmente deveria ser absorvido pelo nosso corpo através
da alimentação, mas que certamente está em falta em nosso solo depauperado e adubado
artificialmente. A Oligoterapia com a prata coloidal é essencialmente preventiva sendo muito embora
em certos casos também curativa. Ela é também complementar das outras terapêuticas sejam
alopática, homeopática ou outra.

A Seasilver International, uma companhia de multinível com sede na Califórnia, afirma que os
americanos estão sofrendo de “deficiência de prata.” Apesar da prata não ser um nutriente
essencial, informações do produto publicadas no site da companhia declaram: A depleção de
minerais em nosso solo nos deixa deficiente em prata, um de nossos minerais mais essenciais,
causando um aumento drástico nas desordens do sistema imunológico em nossa sociedade na
última década. Pesquisas nos têm ensinado que todas as doenças são permitidas de se
manifestarem devido a uma fraqueza do sistema imunológico.
Em mais de 20 anos de pesquisas mundiais em prata coloidal, numerosos encontros com agências
governamentais, profissionais da saúde e seus pacientes, nenhum outro nutriente, erva ou droga
(prescrita ou não) é tão seguro e eficaz contra todas as formas conhecidas de vírus, bactérias e
fungos hostis.
9- UTILIZAÇÃO ATUAL EM CASOS DE CÂNCER:
Nanopartículas dos metais nobres ajudam no combate às células cancerígenas.
Para a ciência, as nanopartículas de metais como ouro e prata (PRATA E OURO COLOIDAL) são
muito valiosas, pois elas surgem como alternativa para transporte e entrega de medicamentos
dentro do organismo humano, entre eles o de combate às células cancerígenas, e para a produção
de tecidos que ajudam a cicatrizar lesões.

É o que constatou uma pesquisa desenvolvida em parceria pelos laboratórios de Química do Estado
Sólido e de Química Biológica, ambos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), junto com
o Núcleo de Ciências Ambientais da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC).

Em uma das linhas de pesquisa, as nanopartículas de ouro foram agregadas ao composto violaceína
(o princípio ativo de uma bactéria encontrada em grande quantidade na Amazônia e que possui ação
anticancerígena) e ciclodextrina, um anel de moléculas de glicose que tem a forma de um balde,
capaz de armazenar diversas substâncias. “Os testes realizados em laboratório (in vitro) mostraram
que somente as células cancerígenas são mortas. As células sãs são preservadas”, disse Oswaldo
Luiz Alves, coordenador do Laboratório de Química da Unicamp.

Essa seletividade não era conseguida apenas com a violaceína e a ciclodextrina. “Estamos
estudando as razões que fazem com que as nanopartículas sejam atraídas para as células
leucêmicas testadas in vitro.” Os primeiros ensaios com animais estão previstos para o segundo
semestre deste ano. De acordo com Alves, eles não serão realizados na Unicamp.
“São poucos os lugares credenciados para fazer esses testes. Estamos discutindo com um grupo
altamente competente que atua na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará”,
argumentou. O pesquisador, no entanto, ressalta que ainda é cedo para se pensar na cura do câncer.
“Se tudo ocorrer bem com os testes com animais, passaremos aos testes com humanos onde a
complexidade aumenta ainda mais. Se passarmos esta fase, começaremos a ficar mais perto de um
produto. Até lá, há muitas perguntas para serem respondidas”, afirmou.

O projeto teve ainda a participação dos alunos Iara Gimenez, Maristella Anazetti e Marcelo Mantovani
de Azevedo, e das professoras Patrícia Melo e Marcela Haun, do Instituto de Biologia da Unicamp. O
desenvolvimento foi publicado na revista Journal of Biomedical Nanotechnology.

Os médicos podem levar em consideração injeções endovenosas ou intramusculares. Foram


relatadas reduções de tumores e pólipos quando se injetou diretamente o colóide (feito adicionando
a Prata coloidal a uma solução salina estéril, ou Solução de Ringer, que contém, aproximadamente,
9000 ppm de Cloreto de Sódio).

10- UTILIZAÇÃO NA AIDS (SINDROME DA IMUNO-DEFICIÊNCIA ADQUIRIDA):


A Prata Coloidal reforça o sistema imunológico e destrói todos os tipos de vírus, incluindo o da
AIDS. Ela luta contra os organismos estranhos no sangue, agindo como um segundo sistema
imunológico, protegendo e defendendo as células T.

Além do mais é eficientíssima no combate à Cândida albicans, como já foi mostrado anteriormente, a
maior causa de morte por conseqüência da imunodepressão do paciente portador de HIV.
E.Henderson, PHD, professor de Microbiologia e Imunologia da Escola Universitária Temple de
Medicine, publicou trabalhos com a Prata Coloidal em sua capacidade de bloquear a produção de
HIV nas células linfocitárias dos humanos (glóbulos brancos).
Dr. Gary Smith afirmou que os íons de Prata são essenciais para o Sistema Imunológico. Enquanto,
Dr Henry Croodes, no livro “O uso de Colóides na Saúde e nas Doenças” afirma que a Prata Coloidal
é altamente anti-viral.

Pesquisas na Escola Universitária Templo de Medicine, Filadélfia, Pensilvânica, EUA, declarou que o
tratamento secundário para Cândida albicans e vários criptococus (agente do Criptococose,
infecção mortal causada por fungos em pacientes com AIDS) é muito eficiente quando usada a Prata
Coloidal. Ela tem a capacidade de eliminar a proliferação desses fungos com pequena quantidade de
Prata Coloidal.

11- UTILIZAÇÃO VIA VENOSA EM CASOS DE SEPTICEMIA:


T.H.Anderson Wells relata em Lancet, que a utilização de Prata Coloidal intravenosa nos casos de
Septicemia não causa qualquer irritação dos rins ou pigmentação da pele, provocando rápida
recuperação do paciente.

OUTRAS INDICAÇÕES:
A solução-mãe pode ser adicionada à bebida quando se está viajando ou acampando. Usado na
purificação da água.

Esteriliza, com segurança, desde escovas de dente até instrumentos cirúrgicos.


Pode-se fazer uso tópico em cortes, feridas, abrasões, rachas, queimaduras solares, cortes de
barbear, bandagens observando a rápida cicatrização e diminuição efetiva de inflamações.

Pulverize sobre o lixo para prevenir odores de putrefação.


Umedeça esponjas de cozinha, toalhas e bordas cortantes para eliminar E.coli 0157; H7 e
Salmonella, que poderiam envenenar alimentos, originar inflamações gastro-intestinais e infecções
geniturinárias.

Adicione quando estiver engarrafando, enlatando ou preservando.


O leite demorará a se estragar, a fermentar, deteriorando-se; levará mais tempo para coalhar ou
talhar.

Borrife em sapatos, nas meias, entre as pernas para eliminar coceiras na pele, pés de atleta, fungos
ou coceiras nas virilhas. Diminui a caspa, a psoríase, rachaduras da pele, etc. Adicione-a à água do
banho, gargareje, faça irrigações do cólon, pulverizações nasais e soluções para qualquer água de
limpeza de dentes.

Corta, dramaticamente, a duração dos resfriados, coriza, pneumonia, infecções de Stafilococcus e


Streptococcus, infecções respiratórias e viroses da sinusite, além de coceiras na pele, infecções nos
olhos e dos ouvidos. Algumas verrugas ou papilas desaparecem, quando se borrifa a Prata coloidal
sobre o corpo, após o banho. Use contra fungos nas unhas das mãos, dos pés e das orelhas.

Umedeça esponjas de cozinha, toalhas e bordas cortantes para eliminar E.coli 0157; H7 e
Salmonella, que poderiam envenenar alimentos, originar inflamações gastrintestinais e infecções
geniturinárias.

Neutralize a deterioração dos dentes e do mau hálito. O colóide destrói a halitose, eliminando as
bactérias no fundo da garganta e na parte de trás da língua. resistentes. As dores de dentes, feridas
na boca e irritações bacteriológicas diminuem. Esfregue as dentaduras.
Elimine a putrefação da madeira. Molhe os selos postais, os envelopes e as fitas, os pentes e os
potes de creme para prevenir o crescimento microbiano, eliminar odores e evitar que a comida se
estrague ou se torne rançosa. Adicione às maquiagens a base de água, à cola do papel de parede, à
máquina de lavar pratos, às soluções para limpeza e borrife nas peles dos animais domésticos,
deixando-os secar.

Borrife sobre o topo de potes de geléias abertos, de condimentos e dentro das tampas antes de
fechá-las. Misture um pouco na água do cachorro, do passarinho e nos vasos de flores. Borrife a
geladeira, o freezer e os recipientes onde se guarda comida.
Sempre adicione em água de resfriamento. Borrife os filtros de ar condicionado, após limpá-los.
Limpe os dutos de ar de ventilação com esfregão, para prevenir a formação de pontos
decrescimento de germes.

Use, rotineiramente, na água de lavagem final da roupa e sempre antes de guardar roupas sazonais.
Toalhas de rosto e de banho não terão cheiros, nem estragarão. Elimine microorganismos
indesejáveis em terras de plantação e sistemas hidropônicos. Borrife a folhagem das plantas para
eliminar fungos, estragos e muitas doenças das plantas.

Trate piscinas, fontes, umidificadores, Jacuzzi, tubulações quentes, banhos, lavadores de pratos,
águas de resfriamento recirculadas, pistas de passeio em ginásios e esteiras.

Trate os chuveiros dos estábulos, banheiros, fontes, corredores onde se locomovem animais e
duchas para evitar germes. Umedeça frutas e vegetais, antes de guardá-los ou usá-los. Coloque a
Prata coloidal na água para cozinhar.

Os xampus para homens ou animais tornam-se desinfetantes. Preserve da ruína os tapetes, cortinas
e papéis de parede. Molhe os telefones, microfones, auriculares, aparelhos de surdez, armações de
óculos, escovas para cabelos, furúnculos e erupções da pele. Use em bancos de toaletes e urinais;
mate os odores persistentes. Molhe os travesseiros dos doentes, as toalhas e os lençóis de cama.

Era comum no velho oeste americano, colocar-se uma moeda de prata dentro de recipientes com
leite, para retardar seu apodrecimento (evitando uma multiplicação forte de bactérias);
Adicione quando estiver engarrafando, enlatando ou preservando. O leite demorará a se estragar, a
fermentar, deteriorando-se; levará mais tempo para coalhar ou talhar.
o motivo original (informação perdida através da história) de se usar baixelas e talheres de prata é
devido ao efeito bactericida da prata; hoje em dia é comum o uso de filtros que incorporam prata
“coloidal” na sua construção, para aniquilar todos os parasitas patógenos da água.

Substituir os desinfetantes caseiros usuais e tóxicos por uma fração de seu custo, com
absolutamente nenhuma toxicidade Literalmente, existem milhares de outros usos essenciais para
esse produto inodoro, incolor, sem gosto, totalmente benéfico, poderoso, desinfetante, não tóxico e
agente de preservação da saúde.

EFEITOS COLATERAIS:
Não existe qualquer indício de efeitos colaterais e nenhum registro de qualquer interação de
medicamentos com a Prata Coloidal. Pelo fato de ser uma formulação pura não causa prejuízo às
enzimas humanas.
Não houve nenhuma reação alergênica à prata declarada no registro histórico do seu uso medicinal.
Efeito de Herxheirmer _ Consiste em uma leve dor na nuca, semelhante a dor de cabeça de Clayton,
que indica o sintoma típico de desintoxicação corporal.

Acreditavam que o uso a longo prazo de preparações de prata podiam causar Argiria, um distúrbio
no qual sais de prata se depositam na pele, olhos e órgãos internos, e a pele se torna cinzenta.
Muitos casos de argiria ocorriam durante a era pré-antibiótica quando a prata era um ingrediente
comum em soluções nasais. Entretanto, não foi encontrado nenhum caso com o uso da Prata
Coloidal.

PESQUISAS RECENTES NA UNICAMP


Os pesquisadores da Unicamp e da UMC desenvolveram uma tecnologia de impregnação de tecidos
com nano partículas de prata visando o uso em curativos e feridas. A nova gaze poderia auxiliar, por
exemplo, as pessoas com diabetes, que sofrem com freqüentes ulcerações nos pés. A patente está
sendo analisada pela Agência de Inovação da Unicamp. “Este sistema deve passar por uma
avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), faltando apenas uma avaliação da
ação do curativo em diferentes situações.”
A pesquisa foi publicada na revista Journal of Nanobiotechnology. O artigo foi um dos mais
acessados no ano passado. O projeto contou ainda com a participação da aluna de mestrado
Priscyla Marcato, da Unicamp, do aluno de iniciação científica Gabriel de Souza e da professora
Elisa Esposito, ambos do Laboratório de Química Biológica da UMC.

UTILIZAÇÕES DA PRATA COLOIDAL NO MUNDO


*Bioquímicos suíços estão estudando a capacidade da Prata para interromper a divisão celular do
HIV em vários estágios.
*Filtros de água a base de Prata coloidal foram aprovados pela US Environmental Protection Agency
e pelo Governo Suíço para uso em residências e escritórios.

*A NASA utiliza um sistema de purificação de água para seus “shuttles” espaciais; os russos fazem
o mesmo.

*No Canadá, Suíça e E.U.A., os médicos usam vários tipos de soluções de Prata para tratar uma
multidão de infecções.

*Nos E.U.A., a Prata é usada em cirurgias ósseas e em 70% dos centros de tratamento de
queimaduras.

*Naturopatas e quimiopráticos usam a Prata coloidal contra o Cryptosporidium. Praticantes da


Homeopatia, de Medicina Chinesa e Ayurvédica, utilizam, regularmente, a Prata em seus
tratamentos.

*As companhias aéreas AIR FRANCE, ALITÁLIA, BRITISH AIRWAYS, CANADIAN PACIFIC, JAPAN AIR
LINES, KLM, LUFTHANSA, OLYMPIC, SAS, AMERICAN AIRLINES e SWISSAIR utilizam filtros de Prata
para água, para evitar doenças geradas pela água.

*A Prata está substituindo o Cloro nas piscinas, porque não irrita os olhos.

*Companhias japonesas estão usando a Prata para remover Cianetos e Óxidos nítricos do ar.

*Nova linha de produtos conta com refrigeradores, lavadoras de roupa, condicionadores de ar e


aspiradores de pó A Sansung traz para o Brasil a inovação de sua linha de produtos com a
tecnologia Silver Nano Health System ™ (sistema de saúde Silver Nano). A tecnologia aplicada em
produtos eletrodomésticos tais como condicionadores de ar, refrigeradores, lavadoras de roupa e
aspiradores de pó tem propriedades que eliminam as bactérias presentes no ar, nos alimentos e nas
roupas e garantem melhor qualidade de vida.
“A nova linha de produtos Silver Nano da Samsung complementa o nosso portfólio no mercado
brasileiro, sempre inovando com produtos que agregam tecnologia avançada e design sofisticado. A
Samsung tem incentivado o desenvolvimento do Silver Nano Health System(tm), visando oferecer
produtos domésticos que estão diretamente relacionados à melhoria da qualidade de vida das
pessoas”, afirma José Roberto Campos, vice-presidente da Samsung.
Os produtos de linha branca da Samsung são baseados na tecnologia Silver Nano Health
System(tm), um sistema que garante a eliminação das bactérias, através da ionização de nano
partículas de prata. Os novos produtos contam com a certificação dos principais institutos do
mundo tais como: Kyoto Biseibutu Kenkyusyo (Japão), SLG Pruef-und Zertifizierungs GmbH e Pruef-
und Zertifizierungs GmbH (Alemanha), Korea Testing e Research Institute for Chemical Industry e
FITI Testing & Research Institute (Coréia do Sul), que atestaram a qualidade da tecnologia de
esterilização da linha. Os novos produtos da Samsung já estão disponíveis aos consumidores.
(http://www.samsung.com/ph/consumer/learningresources/washingmachine/silver_nano/site.html)

Lorenzetti- Purificador de Agua Gioviale – LorenzettiProporciona ao consumidor uma água


purificada e mineralizada, pois além de reter partículas como barro, limo e ferrugem, eliminar o cloro,
chumbo e mercúrio, ter prata coloidal que controla o nível microbiológico, repõe sais minerais, como
cálcio e potássio.

Notas: Marcas citadas pertencentes aos seus respectivos titulares/empresas. Citadas apenas como
parte do artigo.
O conteúdo dos artigos publicados não representam, necessariamente, a opinião da empresa
Acquaprata Eletrônicos Especiais Ltda. e sua publicação obedece ao preceito da liberdade de
informação e expressão garantido pelo art. 5º da Constituição Federal do Brasil.

*Anabel Sampaio é formada pela Faculdade de Enfermagem Wenceslau Braz, Itajubá, MG, em 1980.
Habilitada em Saúde Pública, vários cursos em Comissões de Controle de Infecçâo Hospitalar,
trabalhou 5 anos como enfermeira de CCIH, 10 anos em outras áreas hospitalares. Fez várias
padronizações de produtos e normas e rotinas hospitalares para vários hospitais. Controle de
antimicrobianos com auxílio de gráficos e estatísticas baseadas em antibiogramas. Foi docente-
assistencial da Faculdade de Medicina de Itajubá na área de Epidemiologia e Medicina Preventiva.
Fez parte da equipe de Albert Sabin na pesquisa e experiência da vacina contra sarampo.

É também pesquisadora e escritora, autora de diversos livros, dentre os quais DNA Reptiliano (em
fase de lançamento nos EUA) e Efeito Exillis http://efeitoexillis.blogspot.com/