Vous êtes sur la page 1sur 12

Todo donativo que se oferece a Deus, revela o que

está dentro do coração do ofertante,e mostra o seu


relacionamento com Ele pela expressão do amor,
carinho, consideração e etc...

Poucos sabem de verdade o significado de dar e


receber de Deus , principalmente porque essa
relação inclui o maior e o mais nobre sentimento
que pode habitar no coração dos homens: o
sentimento de gratidão.

É este sentimento que move nossas vidas aos mais


altos níveis de felicidade, pois é o caminho da fonte
da salvação,e quando nasce esse sentimento no
coração, a vida dessa pessoa muda e ela não
consegue se conter por tamanha felicidade. É nessa
hora que começa o processo de entrega total a
Deus usando o seu corpo, recursos materiais sem
nenhuma objeção para a construção do paraíso que
é o objetivo final do Criador.

A necessidade básica para se construir o paraíso


são pessoas e recursos, por isso Meishu Sama
orienta: “ o que mais agrada a Deus é o
encaminhamento de pessoas à fé, e construir os
lugares que as hão de salvar.”

É através dessas práticas que se ergue o paraíso.


Mas isso não depende só da nossa força, e sim da
nossa qualificação espiritual que nos é concedida
por Deus e nossos antepassados. Essa concessão é
proporcional ao despertar do nosso sentimento de
gratidão.

Baseado nisso quero conversar com vocês sobre


dedicação monetária.

A palavra oferta vem do hebraico e significa APROXIMAR-SE, o que


Sendo assim
melhor eu ofertar para Deus mais eu me aproximo Dele.
oferta é o instrumento pelo qual nos aproximamos
das pessoas, dos nossos antepassados e de Deus.

Vamos estudar melhor essa palavra:


 Como nos aproximamos das pessoas?
Quando nós gostamos ou temos gratidão por
alguém, desejamos para ela a mesma felicidade
que queremos para nós. Procuramos agrada-la
ofertando nossos préstimos para deixá-la feliz. Nos
momentos importantes dela, procuramos lembrar e
geralmente a presenteamos.
Isso é a nossa oferta, mas a qualidade dessa oferta
depende do grau de amor que temos por essa
pessoa.

 Mas como se aproximar de Deus e dos nossos


antepassados? O que o dinheiro tem haver com
isso?

Primeiro: Porque o dinheiro é o sangue do mundo e


dependendo como utiliza pode ser sagrado ou
vulgar, já que levamos tempo, esforço, suor,
inteligência para adquirí-lo.

Segundo: O dinheiro é tempo concentrado. Nós já


estamos no Juízo final e não há muito tempo para
resgatarmos todos os nossos pecados e de nossos
antepassados.ex:se tivermos que salvar 100 pessoas
através do Johrei ou encaminhamento poderemos
levar vários anos, com isso pergunto aos senhores:
Será que temos muito tempo???
Mas com a prática do donativo, esse dinheiro será
utilizado na construção de obras que irá salvar
milhões de pessoas ao mesmo tempo por dia?
 Quantas pessoas são salvas nos 05 solos
sagrados por dia?
 Quantas pessoas estão se alimentando de
produtos naturais?
 Quantos agricultores estão sendo salvos pela
Agricultura natural?
 Quantas pessoas entram em busca da salvação e
estão sendo salvas em todos os J.C. do mundo?

Isso prova que através de um único ato podemos


indiretamente salvar milhões de pessoas ao mesmo
tempo.

O mundo espiritual é um mundo passivo, ou seja, é


um mundo onde o espírito se eleva através dos
aprimoramentos e dos sofrimentos.para que eles se
elevem sem sofrer é muito importante que os
descendentes façam algo por eles ,como Meishu
Sama diz: “ A finalidade do aperfeiçoamento no
mundo espiritual é a extinção do apego”, e ainda “
o espírito se eleva a medida que o apego se reduz”.

Por isso o descendentes precisa fazer dedicação


(oferta) de desapego material para salvar os
antepassados.
Muitas vezes o que prende nossos antepassados no
inferno é o nível do seus sentimentos devido a
ingratidão e a indiferença de seus descendentes, e
esses sentimentos (mágoa, ressentimento, ódio,
rancor),são verdadeiras algemas impedindo o
desenvolvimento de toda linhagem.

Por isso a oferta monetária se transforma em Luz e


o nosso sentimento se transforma em ponte. Então
fazer o donativo é como se jogássemos uma bola de
luz em nossos antepassados, já que esse dinheiro
será utilizado na salvação das pessoas. Sendo assim
Deus transforma esse dinheiro em Luz mudando o
destino dessa pessoa.
A dedicação monetária é a forma mais rápida de
nos aproximarmos de nossos antepassados e tirá-
los do nível que se encontram para um nível onde a
felicidade seja permanente.
POIS PARA DEUS O SENTIMENTO DA OFERTA É MAIS IMPORTANTE
QUE A OFERTA PROPRIAMENTE DITA EMBORA UM NÃO ELIMINE O
OUTRO.

Quando estamos ofertando algo para Deus, precisamos atentar para a


qualidade da oferta, para Deus.

Quando ofertamos aquilo que nos convém, o que é fácil,que não tem o
sacrifício não e´ perfeita, não se dá qualquer coisa ou aquilo que não faz
diferença para quem oferece. Ela tem que ser santa, pura e sem defeito.
NÓS SÓ RECEBEMOS O MELHOR QUANDO DAMOS O MELHOR
Quando você se sacrifica para ofertar o melhor de seu amor, o melhor de
seu tempo, para se debruçar no sofrimento do seu próximo, ou por falta de
tempo está oferecendo o melhor do seu donativo para a expansão do
trabalho de Deus, essa é a verdadeira aproximação de Deus. É impossível
não haver retorno espiritual e financeiro para o ofertante quando sua oferta
está de acordo com a vontade de Deus.
Meishu Sama ensina que: “Se considerarmos o valor da vida dez e a
gratidão for dez, não se ganha e nem se perde; mas se a gratidão for
acima de dez, cada valor será somado, e Deus nos concederá graças
varias vezes maiores”.
Ele continua: “ até hoje não falei muito sobre isso, mas o dinheiro
oferecido a Deus (se estiver de acordo com sua vontade, com gratidão
sem apego, sem interesse com o sentimento de expandir a obra de
Deus) volta ao doador multiplicado muitas vezes. É algo fabuloso
poderão comprova-lo por meio da experiência. Na igreja ouço muitas
pessoas falarem que sofrem devido ao problema financeiro, mas
sempre digo que é porque não tem feito dedicação monetária. Elas
jamais ficarão completamente sem nada e sofrerão por isso. Se é um
Deus tão desatencioso, é melhor deixar a fé....”
A oferta é também uma prova de obediência a Deus, o exemplo maior foi o
que Abraão fez para provar sua obediência a Ele:
“Deus disse”:
- pegue agora Isaque, o seu filho, o seu único filho, a quem você
tanto ama, e vá a terra de Moriá. Ali, na montanha que eu lhe mostrar,
queime o seu filho com sacrifício.
No dia seguinte Abraão se levantou de madrugada e levou seu filho
junto com ele.
Abraão pegou a lenha para o sacrifício e pôs nos ombros de Isaque.
Pegou uma faca e fogo, os dois foram andando juntos. Daí a pouco o
menino disse:
- Pai!
Abraão respondeu:
-Que foi meu filho?
Isaque perguntou:- nós temos lenha e fogo, mas aonde está o
carneirinho para o sacrifício?
Abraão respondeu:
- Deus dará o que for preciso;
Ele vai arranjar um carneirinho para o sacrifício. Meu filho.
E continuarão a caminharem juntos. Quando chegaram ao lugar que
Deus havia indicado, Abraão fez um altar e arrumou a lenha em cima
dele.depois amarrou Isaque e colocou sobre o altar, em cima da lenha.
Em seguida pegou a faca para matá-lo. Mas nesse instante, lá do céu,
o anjo do senhor o chamou dizendo:
-Abraão! Abraão!
- estou aqui - respondeu ele.
O Anjo disse:
- Não machuque o menino e não lhe faça nenhum mal. “Agora sei
que é obediente a Deus, pois não me negou o seu filho, o seu único
filho.”
(Gn. 22.1-12)

Qual seria o nosso sacrifício? Que esforço estou disposto a fazer pelo pai
da vida que é Deus?
Deus não está pedindo o nosso filho, mas ele vai sempre nos cobrar a
obediência, o nosso sacrifício para entrarmos na sua presença.

Mais uma vez o Anjo do Senhor, lá do céu, chamou Abraão e disse:


- porque você fez isso e não me negou o seu filho, o seu único filho,
eu juro pelo meu nome- diz o Senhor - que abençoarei você ricamente.
(Gn. 22.15-16)

Meishu Sama diz em seus ensinamentos o seguinte:


“Existe um outro ensinamento da religião Oomoto que diz: Não
cometerás erros se fizeres tudo de acordo com a palavra de Deus.”
A fundadora da religião Oomoto recebeu de Deus a seguinte ordem:
Não, a partir de hoje, você irá ao exterior. Vá imediatamente. A
fundadora ao responder:
- eu não tenho dinheiro para tanto, por isso não posso ir, Deus disse-
lhe:
- Não faz mal, basta levar 5 ienes. Então a fundadora pegou uma
cédula de 5 ienes e saiu andando. Quando já havia caminhado uma
certa distancia, deus lhe disse:”Não,não precisa ir mais.
- Deus, por que está zombando de mim?-perguntou.
Ele respondeu: , “Não, eu só experimentei para ver até que ponto você
me obedece”. Já pude compreender, por isso, não precisa mais
continuar.e assim, ela foi testada por Deus.aí se verifica a importância
da obediência.
“Não há erro no que Deus diz, por isso antes de mais nada é preciso
obedecer”.
Deus sempre nos coloca à prova, então:
Como terei as bênçãos de Deus se não me sacrifico para obedece-lo e
agradá-lo? Quem nunca desafiou o poder de Deus e é posto à prova,
sucumbe não agüenta e se afasta Dele. As pessoas que mais recebem
graça são as que mais desafiam.
Quando falo em oferta, em desafio, não falo somente em dinheiro, mas
tudo o que se dedica a Deus, por mais simples que seja. É aí que o
coração de cada um é revelado.
Quantas pessoas queremos levar para conhecer o Messias? Qual vai ser o
meu desafio?
Quantas vezes na semana vou à igreja? Qual vai ser o meu desafio?
Como vou apresentar Meishu Sama através da minha postura? É
OBRIGAÇÃO DOS QUE TEM FÉ DAR O MELHOR TESTEMUNHO
D`AQUELE QUE VIVE E REINA NO SEU INTERIOR .

O sacrifício inclui o ato de renunciar voluntariamente a alguma coisa, em


troca da outra mais valiosa ainda. É a menor distância entre o querer e o
realizar e é a mais alta expressão de fé, cuja manifestação é necessária
para que possa ser realizado. Em outras palavras, podemos dizer que a fé
é o principal ingrediente para que haja um autêntico sacrifício.

Na relação entre o ser humano e Deus está sempre presente o ato de dar e
receber, seu eu não der o melhor de mim, Deus não pode oferecer o
melhor Dele.
No ensinamento: TORNAR-SE UMA PESSOA ÚTIL A DEUS, ACIMA DE
TUDO, MEISHU-SAMA diz: E, da parte de Deus, Ele salva as pessoas
que úteis, a qualquer custo. E aquelas que atrapalham ou são inúteis,
Ele deixa de lado e espera pelo tempo certo, até que tenham a
compreensão. Deus tem um poder incrível, portanto, basta Ele querer,
e poderá salvar facilmente. A dificuldade está em reunir
as condições para que as pessoas sejam salvas. Por isso, é preciso
que o homem adquira essas condições.

E no ensinamento “Uma vez pedida a proteção, o caso deve ser


entregue inteiramente a Deus”,MEISHU-SAMA diz: "Desejo que salve
minha vida, desejo que cure minha doença", pedindo assim, Deus
poderá dizer: “Você está na Fé, não está? Portanto, de minha parte,
darei um jeito. Não é preciso pedir com tanto apego. O fato de me
acharem assim, tão desumano, é desagradável. Desde que de sua
parte veio solicitar minha ajuda, farei qualquer coisa para salvar sua
vida."
“... O Amor de Deus é grande e profundo, por isso, depende do
homem. Desde que o homem confie e recorra a Ele deixando por Sua
conta, Ele não pode deixar de salvar. Portanto, uma vez que foi
entregue em Suas mãos, a responsabilidade de Deus torna-se mais
pesada. Assim sendo, deixando aos Seus cuidados, da Sua parte
torna-se bem mais fácil salvar. E quanto a esse modo de pensar é,
sem dúvida, Daijo e Shojo. E, da parte de Deus, Ele salva as pessoas
que Lhe são úteis, a qualquer custo. E aquelas que atrapalham ou são
inúteis, Ele deixa de lado e espera pelo tempo certo, até que
obtenham a compreensão. Deus tem um poder incrível, portanto,
basta querer, e poderá salvar facilmente. A dificuldade está em reunir
as condições para que as pessoas sejam salvas. Por isso, é preciso
que o homem adquira essas condições”.
Mioshie-shu N° 23 (27/06/1953)
Isso quer dizer que toda conquista tem que ser na base do sacrifício. Esse
sacrifício que quero falar é, até que ponto eu renuncio a os meus interesses
em prol de Deus?
Todas as conquistas da vida têm o preço do sacrifício. Tudo tem o seu
preço. se o objetivo que eu quero alcançar é muito alto também será o
preço do sacrifício que terei que pagar. Quanto maior a conquista, maior
também será o sacrifício para consegui-la. Há um texto bíblico que fala
assim: ”No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes a terra”.

O preço de uma conquista é proporcional ao seu tamanho. Por isso,


grandes vitórias somente são conquistadas por pessoas que exercem de
corpo e alma a sua fé. Deus nunca escolhe covardes para realizar coisas
grandes em Seu nome, essas pessoas são escolhidas a dedo porque estão
sempre dispostas a sacrificar (renunciar) sua vida pela causa Divina. Se
você não renuncia nada de sua vida por Deus, o sofrimento é a
recompensa pela sua omissão.

Precisamos seguir o exemplo de uma mãe que quando está para dar a luz,
tem dor, sacrifício, porque sua hora é chegada, mas depois de nascida a
criança já não se lembra da aflição, pelo prazer que tem de ter dado a luz a
um novo ser.
Ninguém é capaz de sacrificar algo sem que tenha realmente total e
absoluta certeza daquilo que espera conquistar. Daí a razão do sacrifício.
Os que desejam alcançar coisas grandes não medem o preço do sacrifício
que tem de pagar para consegui-la.se assim o fizessem, seria porque não
estariam preparados para conquista-las.para alcançar um objetivo, não se
pode regatear o custo do sacrifício.
Muitos têm experimentado o fracasso porque focalizam sua visão mais no
custo que no benefício do sacrifício que não pode, em hipótese alguma, ser
uma tentativa, uma aventura que a pessoa se lança movido pela emoção.
Quando alguém se lança para conquistar um determinado objetivo, jamais
deve permitir que no seu coração passem pensamentos de dúvida com
respeito ao resultado final. Muito pelo contrário, tem que crer que o preço
do seu sacrifício já pagou os custos da vitória!
Se já o fez a conquista é questão de tempo. Mesmo que demore um pouco,
ainda assim não se deixa dominar pela ansiedade, porque é preciso estar
absolutamente seguro de que a conquista já foi realizada, e essa conquista
são as graça e os milagres que Deus tem reservado para você.
O dizimo quer dizer décima parte, e é um costume muito antigo que consta
no velho Testamento. Entre varias passagens que atestam essa afirmação
darei este exemplo:
“Fez também Jacó um voto, dizendo: se Deus for comigo, e me guardar
nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me
vista, de maneira que volte em paz para casa de meu pai, então o senhor
será o meu Deus; e a pedra que erigi por coluna, será a casa de Deus; e
tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo’’.
Meishu Sama não falava em dízimo, mas em esforço máximo dentro do
limite de cada um, para alguns esse esforço pode ser muito mais que 10%.
“No caso de oferecer sincera gratidão, mesmo em espécie, não
importa a quantia. Deve ser feito de acordo com o limite máximo de
cada um”.
Como o objetivo de Deus de conceder a vida á pessoa é para que ela
trabalhe na Obra Divina; portanto, entendendo e participando desse
objetivo, a saúde tornar-se-á cada vez melhor e será agraciada com
felicidade.
“Mas caso haja traição, significa que a própria pessoa estará
rejeitando a salvação.”
Jornal Eiko n°210-27/05/1953

O sentido mais profundo do dízimo é que os 100% pertencem totalmente a


Deus e quando lhe devolvermos os 10% estamos assumindo o privilégio de
usar os outros 90%.
Entre os Judeus, o dízimo significava o reconhecimento da participação de
Deus na produção.

TUDO PERTENCIA A DEUS ATÉ QUE A PRIMEIRA PORÇÃO, O


DÍZIMO, HOUVESSE SIDO OFERECIDA E ACEITA EM LUGAR DO
TODO. Só então o homem poderia usar os demais 90%para si.
Quando Deus aceita o dízimo ele protege, santifica os 90% gerando então
a prosperidade.
Meishu sama vai além de oferecer o dízimo por obrigação, ele diz que a
oferta monetária precisa ser feita com gratidão, pois nossa gratidão chega a
Deus por intermédio Dele por isso na pratica do sonen falamos:
“Entrego minha gratidão ao Supremo Deus em nome de Meishu
Sama”.
. O grande trabalho da nossa igreja é despertar o sentimento de gratidão
pela vida que recebemos de Deus, por Meishu Sama que foi anunciado
como o consolador o messias esperado pela humanidade e pelos nossos
antepassados que recebemos o corpo.

Vamos pautar a nossa vida baseados nesse ensinamento:

O HOMEM DEPENDE DE SEU PENSAMENTO

É realmente verdade que gratidão gera gratidão e lamúria gera


lamúria. Isto acontece porque o coração agradecido comunica-se com
Deus, e o queixoso relaciona-se com Satanás. Assim, quem vive
agradecendo, torna-se feliz; quem vive se lamuriando, caminha para a
infelicidade.
A frase "Alegrem-se que virão coisas alegres", expressa uma grande
verdade.
3 de setembro de 1949 (Alicerce do Paraíso - Volume único)

O dinheiro compra uma cama, mas não compra o


sono,o dinheiro compra uma casa, mas não compra
uma família feliz. O dinheiro compra tudo, só não
compra a felicidade. O que traz felicidade é
cumprir a nossa missão usando parte do nosso
dinheiro á causa Divina, salvando nossos
antepassados e também para construir a base
material para o advento do Paraíso. A segurança da
vida não vem da matéria, isso é uma ilusão, a
segurança vem primeiramente de Deus e dos
nossos antepassados.
/
I

Centres d'intérêt liés