Vous êtes sur la page 1sur 5

Combinações simples e com repetição - Teoria

Combinações simples - Definição


Consideremos um conjunto X com m elementos distintos. No artigo “Princípios Multiplicativos e
Arranjos - Teoria”, aprendemos a calcular o número de arranjos de p elementos deste conjunto. Ao
calcularmos Amp , é levada em consideração a ordem dos elementos escolhidos.

Uma combinação simples seria a escolha destes p elementos de X , onde a ordem dos termos
escolhidos é irrelevante. Representemos por C mp a combinação de m elementos tomados p a p .

Amp
Podemos escrever a seguinte equação: Cm =
p
(*) (a divisão por p ! desconta todas as variações
p!
possíveis para uma dada escolha de p elementos).

⎡ m! ⎤
⎢ ⎥
⎣ ( m − p ) !⎦ m!
A partir de (*), podemos chegar à seguinte fórmula: Cm =
p
= .
p! ( m − p )! p !
Exercícios Resolvidos
Exercício Resolvido 01) Quantos grupos de 3 pessoas podem ser montados com 8 pessoas?

Solução:

Ora, queremos escolher 3 pessoas dentre 8 , sendo que a ordem da escolha é irrelevante. Temos,
8! 8⋅7 ⋅6
portanto C83 = = = 56 maneiras de escolhermos estes grupos.
(8 − 3)!3! 3 ⋅ 2

Exercício Resolvido 02) Resolva a seguinte equação An3 = 3 ⋅ Cn4 .

Solução:

n! n! 1 3⋅ 2
An3 = 3 ⋅ Cn4 ⇔ = 3⋅ ⇔ = ⇔ n = 7.
( n − 3)! ( n − 4 )!⋅ 4! n − 3 4 ⋅ 3 ⋅ 2
Exercício Resolvido 03) Dadas duas retas paralelas, tomam-se 8 pontos sobre uma delas e 5 sobre a
outra. Quantos triângulos existem com vértices nos pontos considerados?

Solução:

Repare que contar o número de triângulos é, na realidade, escolher 3 pontos dentre todos os 13.
Além do mais, como não importa a ordem dessa escolha, o número total de triângulos seria
13! 13 ⋅12 ⋅11
C133 = = = 286 .
3!⋅10! 6

Porém, devemos notar que estamos também escolhendo pontos colineares, que logicamente não
constituem um triângulo. Devemos, pois, retirar de 286 estas contagens.

Teremos portanto: 286 − C53 − C83 = 286 − 10 − 56 = 220 triângulos.

Exercício Resolvido 04) Uma empresa distribuiu um questionário com três perguntas a cada candidato
a emprego. Na primeira, o candidato deve declarar sua escolaridade, escolhendo uma das cinco
alternativas. Na segunda, deve escolher, com ordem de preferência, três de seis locais onde gostaria de
trabalhar. Na última, deve escolher os dois dias da semana em que quer folgar. Quantos questionários
pode o examinador encontrar?

Solução:

Reparemos que o número total de questionários é C5 ⋅ A6 ⋅ C5 = 5 ⋅ ( 6 ⋅ 5 ⋅ 4 ) ⋅ 21 = 12600 .


1 3 1

Exercício Resolvido 05) Resolva a seguinte equação Cn3 − Cn2 = 0 .

Solução:

n ⋅ ( n − 1) ⋅ ( n − 2 ) n ⋅ ( n − 1) n−2 1
Cn3 − Cn2 = 0 ⇔ − = 0 ⇔ n = 0, n = 1 ∨ = . Como n ≥ 3, devemos
6 2 6 2
necessariamente ter n = 5 .

Exercício Resolvido 06) Um salão tem seis portas. De quantos modos distintos esse salão pode estar
aberto?

Solução:

i) considerando uma única porta aberta: C61 modos.


ii) considerando duas portas abertas: C62 modos.
iii) considerando três portas abertas: C63 modos.
iv) considerando quatro portas abertas: C64 modos.
v) considerando cinco portas abertas: C65 modos.
vi) considerando todas as portas abertas: C66 modos.

6 6
Logo teremos ∑ C6k = ∑ C6k − C60 = 26 − 1 = 63 maneiras deste salão estar aberto.
k =1 k =0
Podemos, inclusive, generalizar este problema. Se considerássemos que o salão possui n portas,
n n
teríamos o seguinte total: ∑ C6k = ∑ C6k − C60 = 2n − 1 .
k =1 k =0

Exercício Resolvido 07) Calcular o número de diagonais de um polígono regular de n lados.

Solução:

Uma diagonal de um polígono é, na realidade, uma simples reta. Dados n pontos distribuídos em um
plano, temos Cn2 retas cujos extremos são estes pontos. Descontando os n lados do polígono, temos no
n ⋅ ( n − 1) n ⋅ ( n − 3)
total Cn2 − n = −n = diagonais.
2 2

Exercícios Resolvido 08) (IME) Em cada uma das 6 (seis) faces de um cubo, construiu-se uma
circunferência, onde foram marcados n pontos. Considerando que 4 (quatro) pontos não pertencentes à
mesma face não sejam coplanares, quantas retas e triângulos, não contidos nas faces desse cubo, são
determinados por estes pontos?

Solução:

Temos C6n2 retas, sendo que 6 ⋅ Cn2 pertencem às faces do cubo. Assim teremos
6n ( 6n − 1) 6n ( n − 1)
C62n − 6 ⋅ Cn2 = − = 15n 2 retas não pertencentes às faces do cubo.
2 2
Temos C 3
6n triângulos, sendo que 6 ⋅ Cn3 pertencem às faces do cubo. Assim teremos
C − 6 ⋅ C = 5n ( 7n − 3) triângulos não pertencentes às faces do cubo.
3
6n
3
n
2

Combinações com repetição – Definição

Consideremos ainda um conjunto X com m elementos distintos. Escolhamos agora p elementos não
necessariamente distintos (repare que p pode ser superior a m ). Após esta escolha, reagrupemos estes
p elementos seguindo a mesma ordem de X .

Ao número de maneiras de reagruparmos tais elementos, denominamos combinação com repetição de


m elementos tomados p a p , cuja notação é Crepmp .

Tomemos como exemplo X = {a, b, c, d } e p = 6 . Dentre todas as possibilidades de reagrupamento,


destaquemos as seguintes:

i) {a, a, b, b, b, c}
ii) {a, b, b, c, c, c}
iii) {a, a, a, a, a, a}
Podemos utilizar uma notação um pouco diferenciada agora.

Representemos os elementos iguais por # e a cada mudança de elementos, podemos utilizar % como
notação para essa transição. Teremos então:

i) {a, a, b, b, b, c} = {#, #, %, #, #, #, %, #, %}
ii) {a, b, b, c, c, c} = {#, %, #, #, %, #, #, #, %}
iii) {a, a, a, a, a, a} = {#, #, #, #, #, #, %, %, %}

Repare que, para contar o número total de combinações com repetição, basta escolhermos 6 espaços
dentre os 9 ( 6 + 4 − 1) disponíveis.

Através de um argumento semelhante, podemos demonstrar que Crepm = Cm + p −1 . (Prove essa assertiva!)
p p

Exercícios Resolvidos
5
Exercício Resolvido 01) Quantas são as soluções positivas da equação ∑x
k =1
k =9?

Solução:

Ora, primeiramente, devemos notar que xk ∈ *+ . Podemos escrever o 9 da seguinte maneira:

1__1__1__1__1__1__1__1__1 .

Devemos agora inserir 4 sinais de + a fim de obter soma igual a 9 . Duas possibilidades seriam:

i) 1 + 1__1 + 1__1__1 + 1__1 + 1 = 1 + 2 + 3 + 2 + 1 = 9 .


ii) 1__1 + 1__1__1__1 + 1 + 1 + 1 = 2 + 4 + 1 + 1 + 1 = 9 .

Repare que contar o número de soluções inteiras positivas é, portanto, escolher, dentre 8 lacunas, 4
para inserirmos o sinal de +. Portanto a resposta para o problema é C84 = 70 .

Extra: Generalização do Exercício Resolvido 01: Provar que o número de soluções inteiras positivas
n
da equação ∑x
k =1
k = m é Cmn −−11 . (Prove essa assertiva utilizando argumento semelhante ao da solução

acima!)

n
Exercício Resolvido 02) Quantas são as soluções positivas ou nulas da equação ∑x
k =1
k =m?
Solução:

Devemos notar que xk ∈ + . Assim, consideremos yk ∈ *+ tal que yk = xk + 1 . Assim, teremos de


n n
analisar o número de soluções da seguinte equação: ∑( y
k =1
k − 1) = m ⇒ ∑ yk = m + n . Pelo exercício
k =1

extra, podemos concluir que o número de soluções positivas ou nulas para esta equação é Cm +n −n1−1 .