Vous êtes sur la page 1sur 2
Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira - 170562 Escola Secundária de Sá da Bandeira –
Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira - 170562
Escola Secundária de Sá da Bandeira – 402837

FUTSAL Principais Regras

O futsal é um jogo desportivo coletivo praticado por duas equipas que em jogo oficial se compõem por 12 jogadores, 5 efetivos e 7 suplentes.

O objetivo do futsal é introduzir a bola na baliza adversária evitando simultaneamente sofrer golo e respeitando as regras do jogo.

Em jogos oficiais, o jogo tem a duração de 40 minutos divididos em duas partes de 20 minutos, com um intervalo que não vai além dos 15.

Ganha a equipa que no fim do jogo tenha obtido o maior número de golos (são permitidos os empates, à exceção de algumas provas cujo regulamento prevê a realização de um prolongamento e caso necessário, o desempate por pontapés de marca de grande penalidade).

Começo do jogo: o jogo inicia-se com um pontapé de saída, no centro do campo depois do apito do árbitro soar.

Golo: é considerado golo quando a bola ultrapassa completamente a linha de baliza entre os postes e por debaixo da barra horizontal. A equipa que sofre golo tem direito a recomeçar o jogo com um pontapé de saída.

Os jogadores podem jogar a bola com todas as partes do corpo à exceção dos membros superiores. Não há qualquer limite de toques na bola.

Tocar com os membros superiores na bola conduz à marcação de um livre direto, sendo função do árbitro parar o jogo e assinalar o local onde esta deve ser marcada.

Bola fora: a bola está fora de jogo quando transpõe completamente as linhas laterais ou de baliza, quer junto ao solo, quer por alto.

Reposição da linha lateral:

se a bola saiu pela linha lateral

Lançamento de baliza:

se a bola saiu pela linha final, tocada por um atacante

Pontapé de canto:

se a bola saiu pela linha final, tocada por um defensor

É considerada falta se a bola for jogada com a mão ou com o braço, se um jogador rasteirar, empurrar ou puxar o adversário, assim como se fizer obstrução à sua passagem ou jogar a bola de uma maneira que o árbitro considere perigosa.

Estas faltas são penalizadas com um pontapé livre direto no local onde a infração foi cometida; ou com um pontapé de grande penalidade se forem cometidas no interior da área de grande penalidade.

Ao guarda-redes é permitido:

Enviar a bola diretamente para o meio-campo adversário, sem que ela tenha tocado antes qualquer jogador ou o solo do seu próprio meio-campo.

Ao guarda-redes não é permitido:

Tocar ou controlar a bola com as mãos no caso de esta lhe ser passada com os pés por um

companheiro de equipa; Tocar ou controlar a bola mais do que 4 segundos, com as mãos ou com os pés, no seu meio-campo.

Receber a bola de um companheiro, sem que ela tenha tocado um adversário ou ultrapassado o meio-campo, após tê-la em jogo.

O árbitro assinala pontapé livre indireto no local onde o guarda-redes cometeu a falta, exceto se ocorrer no interior da área de baliza, em que o livre será marcado na linha de 6 metros ponto mais próximo do local onde ocorreu a falta.

Faltas acumuladas:

As faltas que dão origem a pontapés livres diretos são acumuláveis em cada meio-tempo e, por isso, anotadas em boletim de jogo aquando de um oficial.

Depois de uma equipa ter acumulado 5 faltas, as infrações passíveis de livre direto serão sempre penalizadas com pontapé livre direto sem barreira.

Todos os jogadores podem ser substituídos com o jogo parado ou a decorrer substituição volante.

Todas as trocas de jogadores devem realizar-se pela zona de substituição. O jogador suplente só pode entrar em campo depois do companheiro ter saído.

A entrada de um jogador fora da zona de substituição ou antes de o jogador a ser substituído ter abandonado o recinto do jogo é penalizada com um pontapé livre indireto, para além do jogador faltoso ser advertido.

Sanções disciplinares:

Advertência

Expulsão

No caso de substituições incorretamente realizadas; de faltas cometidas sucessivamente pelo mesmo jogador ou de atitudes de desacordo com o(s) árbitro(s).

Um jogador é expulso se evidenciar uma conduta violenta (rasteirar/empurrar um adversário que se aproxima isolado da sua baliza, evitando uma ocasião manifesta de golo), comportamento injurioso ou voltar a cometer uma falta pela qual já tenha sido advertido. O jogador expulso não participa mais no jogo, podendo no entanto, ser substituído decorridos 2 minutos e caso a sua equipa tenha sofrido golo.