Vous êtes sur la page 1sur 2
Ventilação Local Exaustora em Galvanoplastia Diogo Barradas Braz diogo@essenciadaterra.eng.br Pós-Graduação em

Ventilação Local Exaustora em Galvanoplastia

Diogo Barradas Braz diogo@essenciadaterra.eng.br
Diogo Barradas Braz
diogo@essenciadaterra.eng.br

Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho.

Riscos Decorrentes Dos Principais Produtos Utilizados Nos Processos De Galvanoplastia

ÁCIDO SULFÚRICO, NÍTRICO, CLORÍDRICO E FLUORÍDRICO

A – POR CONTATO – QUEIMADURAS, DESCOLORAÇÃO DA PELE (ÁCIDO NÍTRICO),

CONJUTIVITE, DANOS ÀS CÓRNEA E ATÉ CEGUEIRA.

B – INALAÇÃO – IRRITAÇÃO DAS VIAS RESPIRATÓRIAS SUPERIORES, CORROSÃO

DENTAL, CORIZA, CONGESTÃO NASAL E PROBLEMAS PULMONARES.

ÁCIDO CRÓMICO

A – POR CONTATO – DERMATITES E ULCERAÇÕES DA PELE

B – INALAÇÃO – IRRITAÇÃO DAS VIAS RESPIRATÓRIAS SUPERIORES, PODENDO CHEGAR

À PERFURAÇÃO DO SEPTO NASAL E CÂNCER DO PULMONAR.

SOLVENTES CLORADOS

A – POR CONTATO – CONJUTIVITES E INFLAMAÇÕES DA PELE. EMBORA MUITO RARO,

EXPOSIÇÕES PROLONGADAS PODEM LEVAR À PARALIZAÇÃO PARCIAL DOS DEDOS.

B – INALAÇÃO – IRRITAÇÕES DAS VIAS RESPIRATÓRIAS SUPERIORES, PROBLEMAS

PULMONARES, NÁUSEAS, FALTA DE APETITE E DISTÚRBIOS DO SISTEMA NERVOSO

CENTRAL.

- ARRITIMIA CARDÍACA, QUE PODE SER FATAL.

Úlceras Do Cromo

CONTATO DIRETO COM O BANHO DE CROMO

15/08/2016

Toxicidade Dos Produtos

QUALQUER ELEMENTO OU SUBSTÂNCIA QUÍMICA POSSUI POTENCIAL TOXICOLÓGICO, QUE DEPENDE DA DOSE COM A QUAL O ORGANISMO ENTRA EM CONTATO E DA VIA DE PENETRAÇÃO NESSE MESMO ORGANISMO.

NAS INDÚSTRIAS QUE OPERAM COM BANHOS DE GALVANOPLASTIA SÃO ENCONTRADOS DIVERSOS PRODUTOS QUÍMICOS UTILIZADOS COMO MATÉRIA- PRIMA OU GERADOS NAS REAÇÕES QUE OCORREM NOS PROCESSOS.

OS PRODUTOS QUÍMICOS PODEM ESTAR NA FORMA DE SAIS COMO OS CIANETOS; NA FORMA DE LÍQUIDOS OU SOLUÇÕES, COMO SOLVENTES E OS ÁCIDOS (BANHOS), E NA FORMA DE NÉVOAS OU VAPORES, COMO OS VAPORES DE SOLVENTES E AS NÉVOAS ÁCIDAS E ALCALINAS.

OS EFEITOS NOCIVOS À SAÚDE DOS TRABALHADORES DEPENDEM BASICAMENTE DOS SEGUINTES FATORES:

-TOXICIDADE DO PRODUTO

-- QUANTIDADE DO PRODUTO EM CONTATO COM O ORGANISMO E TEMPO DE EXPOSIÇÃO AO MESMO

-- VIA DE PENETRAÇÃO DO PRODUTO NO ORGANISMO

-SUSCEPTIBILIDADE INDIVIDUAL

HIDRÓXIDO DE AMÔNIA

A – POR CONTATO – DANOS A VISTA, IRRITAÇÃO DA PELE E MUCOSAS

B – INALAÇÃO – DORES DE CABEÇA, NÁUSEAS E VÔMITOS, DIFICULDADE DE

RESPIRAÇÃO E PROBLEMAS PULMONARES.

NÍQUEIS E SAIS

DERMATITES DE CONTATO

CIANETOS

POR INGESTÃO – PEQUENAS QUANTIDADES PODEM LEVAR À MORTE

- OS CIANETOS EM CONTATO COM UM MEIO ÁCIDO LIBERAM O GÁS CIANÍDRICO (HCN) QUE É FATAL POR INALAÇÃO.

HIDRÓXIDO DE SÓDIO ( SODA CÁUSTICA)

A – POR CONTATO – QUEIMADURAS DA PELE, CONJUTIVITE E ATÉ CEGUEIRA.

B - INALAÇÃO – IRRITAÇÃO DAS VIAS RESPIRATÓRIAS SUPERIORES E PROBLEMAS

PULMONARES.

CLORETO DE ZINCO

A – POR CONTATO – CONJUTIVITE, INFLAMAÇÕES DA CÓRNEA E DERMATITES.

B – INALAÇÃO – IRRITAÇÃO DAS VIAS RESPIRATÓRIAS SUPERIORES, DIFICULDADE DE

RESPIRAÇÃO E PROBLEMAS PULMONARES, FEBRES NÁUSEAS E VÔMITOS.

DAS VIAS RESPIRATÓRIAS SUPERIORES, DIFICULDADE DE RESPIRAÇÃO E PROBLEMAS PULMONARES, FEBRES NÁUSEAS E VÔMITOS. 1
PERFURAÇÃO DO SEPTO NASAL POR INALAÇÃO DE NÉVOAS DO BANHO DE CROMO. Bibliografia De Referência
PERFURAÇÃO DO SEPTO NASAL POR INALAÇÃO DE NÉVOAS DO BANHO DE CROMO.

PERFURAÇÃO DO SEPTO NASAL POR INALAÇÃO DE NÉVOAS DO BANHO DE CROMO.

Bibliografia De Referência

VENTILAÇÃO LOCAL EXAUSTORA EM GALVANOPLASTIA Fernando Vieira Sobrinho – FUNDACENTRO – São Paulo - 1996Bibliografia De Referência GALVÂNICAS – o que precisa saber sobre qualidade de vida no trabalho FUNDACENTRO

GALVÂNICAS – o que precisa saber sobre qualidade de vida no trabalho FUNDACENTRO – São Paulo - 1997Referência VENTILAÇÃO LOCAL EXAUSTORA EM GALVANOPLASTIA Fernando Vieira Sobrinho – FUNDACENTRO – São Paulo - 1996

15/08/2016

no trabalho FUNDACENTRO – São Paulo - 1997 15/08/2016 Conclusão SEM SOMBRA DE DÚVIDAS EXISTEM OUTROS

Conclusão

SEM SOMBRA DE DÚVIDAS EXISTEM OUTROS SETORES NA INDÚSTRIA QUE TAMBÉM SÃO PRIVADOS DE UMA VENTILAÇÃO ADEQUADA PARA O DESENVOLVIMENTO DE SUAS ATIVIDADES LABORAIS. TALVES POR NÃO EXISTIR UMA LEI ESPECÍFICA PARA O ASSUNTO, APENAS FALA-SE DE CONFORTO TÉRMICO NA NR-17. MAS ACREDITAMOS QUE SEJA POR FALTA DE VONTADE POLÍTICA DE ALGUNS EMPREGADORES EM QUERER MELHORAR OS AMBIENTES DE TRABALHO. AQUELES QUE AINDA NÃO ENXERGAM QUE INVESTIR NO EMPREGADO LHE PROPORCIONARÁ LUCROS NA PRODUÇÃO.

ENFIM, É PRECISO CONTINUAR BUSCANDO AS MELHORIAS PARA

ESTES AMBIENTES, PRINCIPALMENTE PARA OS TRABALHADORS

GALVÂNICAS, “ONDE DO MEIO DOS LÍQUIDOS, DAS FUMAÇAS, DO CALOR E

DAS QUÍMICAS, COM QUE ELES SOFREM E PODEM FICAR DOENTES, FAZEM APARECER PEÇAS LINDAS E MUITO ÚTEIS QUE TODOS NÓS USAMOS EM NOSSO CORPO, EM NOSSA CASA, EM NOSSA VIDA ”

DAS