Vous êtes sur la page 1sur 6

UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA Faculdade de Engenharia

UNISANTA Mecânica
DISCIPLINA: Laboratório de Engenharia Mecânica Sigla: Turma:
MÓDULO: Laboratório de Engenharia 1 Página: 1 de 6

ÍNDICE

1. Título...................................................................................................................................2

2. Introdução..........................................................................................................................2

2.1. Aplicações a macrografia...........................................................................................2

3. Procedimentos...................................................................................................................2

3.1. Preparo de um corpo de prova..................................................................................2

3.2. Corte.............................................................................................................................2

3.3. Lixamento.....................................................................................................................3

3.4. Ataque químico............................................................................................................3

3.5. Limpeza e secagem.....................................................................................................3

3.6. Materiais e equipamentos...........................................................................................3

4. Resultados...........................................................................................................................4

5. Discussão dos resultados..................................................................................................5

6. Conclusões..........................................................................................................................5

7. Bibliografia...........................................................................................................................6
UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA Faculdade de Engenharia
UNISANTA Mecânica
DISCIPLINA: Laboratório de Engenharia Mecânica Sigla: Turma:
MÓDULO: Laboratório de Engenharia 1 Página: 2 de 6

1. MACROGRAFIA

2. Introdução
O estudo da macrografia consiste numa análise mais aperfeiçoada dos aspectos gerais da
amostra. O exame é realizado a olho nu ou com a ajuda de uma lupa.

2.1 Aplicações a macrografia


A macrografia possibilita a observação da diversidade química existente resultante
da estrutura de solidificação assim como as alterações sofridas por esta em outros
tratamentos. Utilizando esse método é possível observar as linhas de fluxo ou
mesmo as trincas. Pode demonstrar impurezas metálicas, não metálicas e gasosas
contidas na estrutura.

3. Procedimento
Análise macrográfica de superfícies planas metálicas a través da preparação das
amostras por procedimento de lixamento, e em seguida de ataque químico com o
objetivo de revelar informações detalhadas da origem do processo de fabricação tais
como a zona termicamente afetada, têmpera superficial, trincas, segregações, solda,
entre outras.

3.1 Preparo de um corpo de prova


Para que a estrutura de um material possa ser analisada de forma correta, é preciso
verificar a amostra em um local favorável da peça em um local favorável da peça em
estudo. Esse local é determinado de acordo com o defeito que se deseja especificar,
relacionando o aspecto visual da peça com as técnicas de processamento utilizadas.

3.2 Corte
Às vezes é necessário repartir o corpo de prova para obterem-se amostras que servirão
para análise metalográfica. Operações mecânicas como torneamento, aplainamentos e
outras, impõem severas alterações microestruturais devido ao trabalho mecânico a frio.
O corte abrasivo oferece a melhor solução para este seccionamento, pois elimina por
completo o trabalho mecânico a frio, resultando em superfícies planas com baixa
rugosidade, de modo seguro.
UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA Faculdade de Engenharia
UNISANTA Mecânica
DISCIPLINA: Laboratório de Engenharia Mecânica Sigla: Turma:
MÓDULO: Laboratório de Engenharia 1 Página: 3 de 6

3.3 Lixamento
A superfície da amostra deve estar lisa para facilitar a visualização das suas
características a olho nu. Os lixamentos não devem alterar as características originais
da amostra. É utilizada uma sequência gradual de lixas, partindo da mais grossa
para a mais fina. A lubrificação pode ser feita utilizando uma corrente de água.

3.4 Ataque químico


Um ataque químico de álcool etílico é utilizado para evidenciar as imperfeições na
estrutura do material. Isso porque regiões como contornos de grão, trincas, poros e
interfaces possuem uma vulnerabilidade, o que as torna muito mais suscetíveis a um
ataque químico. O reagente utilizado atua nessas regiões, tornando-as nítidas.
Novamente, cada material possui um reagente próprio para seu ataque químico.
Também podem variar a forma e o tempo aplicação, assim como a temperatura da
superfície e do reagente envolvido. A amostra pode ser inteiramente mergulhada em
reagente, ou tê-lo aplicado apenas em sua superfície.

O ataque ocorre no que chamamos de capela. A capela é usada em laboratórios de química


onde se trabalha com o manuseamento de compostos tóxicos ou voláteis, partículas ou
líquidos perigosos em grande quantidade, prejudiciais para a saúde humana. Sua função é
exaurir vapores, gases e fumos, mas serve também, como uma barreira física entre as reações
químicas e o ambiente de laboratório, oferecendo assim uma proteção aos usuários e ao
ambiente contra a exposição de gases nocivos, tóxicos, derramamento de produtos químicos e
fogo.

3.5 Limpeza e secagem


Materiais metálicos sofrem ataque químico, reagem e formam óxidos, logo, a limpeza
e secagem são necessárias para evitar a reação. Contudo, é de extrema importância
lavar a amostra em água corrente, retirando todos os resíduos, e ir rapidamente para a
mangueira de ar comprimido para secar a amostra.

3.6 Materiais e equipamentos

 Algodão
 Capela
 Lixadeira d'água
 Pinça
 Lixa 600
 Secador
 Álcool etílico
 Estrutura de solidificação
 Água corrente
 Reativo de Nital
UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA Faculdade de Engenharia
UNISANTA Mecânica
DISCIPLINA: Laboratório de Engenharia Mecânica Sigla: Turma:
MÓDULO: Laboratório de Engenharia 1 Página: 4 de 6

4. Resultados

Realizados os acabamentos superficiais e os ataques nas diferentes amostras, o resultado


final está registrado em fotografias. Cada uma delas revela detalhes interessantes sobre as
amostras.

RESULTADO 1

RESULTADO 2
UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA Faculdade de Engenharia
UNISANTA Mecânica
DISCIPLINA: Laboratório de Engenharia Mecânica Sigla: Turma:
MÓDULO: Laboratório de Engenharia 1 Página: 5 de 6

RESULTADO 3

5. Discussão dos resultados

No resultado 1 observamos que a solda foi feita por um processo automatizado, e o ângulo de
penetração fez com que ela atingisse apenas uma parte do material, aproximadamente 20%,
nesse caso a solda teria que ingressar mais inclinada para aumentar a resistência mecânica, é
um erro que poderia ser evitado pela macrografia. Além de apresentar uma zona
termicamente afetada.

No resultado 2 vemos que a região foi endurecida termicamente, é um fuso que desgasta
conforme o atrito, por isso requer uma dureza maior, nesse caso teríamos que fazer uma
têmpera superficial. O material passa no meio da bobina e ela cria um campo
eletromagnético que superaquece o material, logo em seguida ele já é mergulhado dentro da
água. A região da amostra que iniciou o mergulho quase não temperou, devido à
temperatura.

No resultado 3 a solda foi feita por eletrodo revestido, pelo formato do cordão irregular e
também um processo automático. O gás gerado não deixou o material penetrar devidamente
e por consequência criou um poro. Ainda percebemos uma linha de separação entre as duas
chapas, quanto maior a penetração, melhor vemos esse tipo de linha.

6. Conclusões

Com a realização da prática percebemos a importância dos diversos tipos de análises


macroscópicas. Questões na hora de avaliar o uso ou não de um material para determinada
aplicação podem ser identificadas através de uma macrografia. Podemos citar: presença de
solda e as zonas termicamente afetadas, que aparecem nas 3 amostras, estruturas dendríticas,
presença de trincas e os poros.
UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA Faculdade de Engenharia
UNISANTA Mecânica
DISCIPLINA: Laboratório de Engenharia Mecânica Sigla: Turma:
MÓDULO: Laboratório de Engenharia 1 Página: 6 de 6
Percebemos a importância da preparação das amostras antes do ataque no material. O
lixamento gera superfícies mais planas e homogêneas e retira camadas indesejáveis do
mesmo.
Quando falamos do corte das amostras, concluímos que se tratam de cortes transversais, pela
natureza do material, a forma e a intensidade de segregação, a existência de vazios,
profundidade de têmpera, se o tubo é soldado ou não, entre outros.

7. Bibliografia

http://www.urisan.tche.br/~lemm/metalografia.pdf

https://pt.wikipedia.org/wiki/Capela_de_laborat%C3%B3rio

http://www.infosolda.com.br/biblioteca-digital/livros-senai/ensaios-nao-destrutivos-e-
mecanicos/219-ensaio-macrografico.html

https://grupotmservice.com.br/servicos/analise-metalografica/

https://www.teclago.com.br/veja-as-etapas-do-processo-da-preparacao-de-amostras-para-
metalografia/