Vous êtes sur la page 1sur 44
GUIAPARAAPRENDERINGLÊSSOZINHO SUMÁRIO INTRODUÇÃO MENTALIDADE CORRETA OS 3 FATORES QUE IMPEDEM AS PESSOAS DE APRENDER

GUIAPARAAPRENDERINGLÊSSOZINHO

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

MENTALIDADE CORRETA

OS 3 FATORES QUE IMPEDEM AS PESSOAS DE APRENDER

APRENDENDO A APRENDER

O CONJUNTO IDEAL DE FERRAMENTAS PARA UMA ROTINA

DE ESTUDOS EQUILIBRADA

O

PLANO PARA INICIANTES

O

PLANO PARA ALUNOS NO NÍVEL INTERMEDIÁRIO

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Olá pessoal, e sejam todos bem vindos a um e-book bastante especial para

INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Olá pessoal, e sejam todos bem vindos a um e-book bastante especial para mim,

Olá pessoal, e sejam todos bem vindos a um e-book bastante especial para mim, e sinceramente espero que também possa ser muito especial para você, prezado leitor. Quando eu digo que o tema é especial para mim, não é um exagero, e até diria que esse é algo que me capacitou a mudar totalmente a minha vida. Para você entender mais, eu vou te contar um pouquinho da minha história.

Att, Adam Woods

INTRODUÇÃO Eu não passo um dia sem ver um comentário em algum vídeo, o que

INTRODUÇÃO

Eu não passo um dia sem ver um comentário em algum vídeo, o que eu receba algum email ou mensagem, perguntando se eu tenho parentes brasileiros, ou estranhamente, algum comentário explicando que tenho parentes brasileiros e por isso eu falo bem o português. Nada pode estar mais longe da verdade. Nem sequer havia encontrado nenhum brasileiro até 2014, quando tive o meu primeiro contato com a cultura brasileira.

Tenho orgulho em dizer que hoje, esse primeiro brasileiro que eu encontrei

é um dos meus melhores amigos e alguém que eu admiro muito. A gente

se encontrou pela primeira vez quando trabalhávamos juntos para um charity, o nosso trabalho era convencer estrangeiros a parar na rua para conversar conosco, nessa altura, íamos tentar convencê-los a assinar para doar mensalmente ao charity por cartão de crédito. O meu amigo, na

verdade, era o meu chefe, e ele lidava por dar sempre o melhor o exemplo. Ele era simplesmente sensacional no trabalho, um ótimo líder e mentor. Pensava que talvez as suas incríveis habilidades interpessoais tivessem

a ver com o fato de ele vir de uma cultura diferente, uma cultura em que as pessoas eram mais próximas uma da outra.

Alguns meses depois eu deixei o meu cargo no charity, e decidi ensinar inglês como língua estrangeira. Fiz o curso para me formar como professor

e realmente amei. Talvez seja interessante que muitos dos conteúdos do

curso foram coisas totalmente novas para mim, pois nos sistemas educacionais do Reino Unido e da Irlanda, nada de gramática é ensinado. Sabia muito pouco de metalingaguem – nouns, adjectives, adverbs, a princípio a minha cabeça até girava.

INTRODUÇÃO O inglês sempre era o meu forte no ensino fundamental e ensino médio, mas

INTRODUÇÃO

O inglês sempre era o meu forte no ensino fundamental e ensino médio, mas não sabia nada do lado técnico do idioma. Eu simplesmente sabia o que sentia bem, entendia a língua de forma implícita. Para me formar como

professor, tive que passar a entender a língua de maneira explícita, o como

e por que, não simplesmente o que falar. Não há nada pior do que um

professor que simplesmente manda os alunos a falarem frases soltas, não queria ser aquele professor.

Quando me formei pelo curso, encontrei o meu primeiro trabalho numa escola aqui no centro de Dublin, a escola em que eu trabalho até hoje, SEDA College. Para a minha surpresa, a grande maioria dos meus novos alunos eram brasileiros. Logo, o Denis não era mais o meu único amigo brasileiro, pois fui fazendo amizade rápido com os meus alunos e colegas que trabalhavam junto comigo na escola. Fui agradavelmente surpreendido pelo quanto os alunos eram acolhedores e amigáveis, e as memórias das minhas experiências com meu chefe brasileiro voltaram à minha mente. Rapidamente me apaixonei pela cultura brasileira, ganhei muitos novos amigos brasileiros, e fui adquirido um bom conhecimento do funcionamento de línguas pelo curso de professor que eu fiz. Então, o próximo passo era muito óbvio – aprender o português!

Perguntei para os meus alunos sobre como eles estudavam em casa, e

eles me mostraram um app, Duolingo! Não acreditava, não conhecia bem

a tecnologia na época e nem fazia ideia de que tinha apps gratuitos que

ajudavam as pessoas a aprender novas línguas, foi simplesmente uma revelação para mim. Baixei o app e comecei a praticar todo dia. Amei, e fui

aprendendo aos poucos, sempre praticando o meu português com os meus alunos – depois das aulas, claro.

INTRODUÇÃO Rápido eu passei a entender que o Duolingo não era o suficiente ; pela

INTRODUÇÃO

Rápido eu passei a entender que o Duolingo não era o suficiente; pela gramática da língua era bem complicada, soube que precisava de livros didático; pelo app não me dar a oportunidade de escutar nativos conversando, percebi que precisava encontrar fontes adequadas como podcasts e bons canais no YouTube. Neste momento, começou a minha missão de construir o conjunto ideal de ferramentas para poder aprender sozinho em casa - te ajudar a fazer o mesmo é o propósito deste ebook.

Comecei a usar cada vez mais os apps e websites, estudava com livros de português para iniciantes e revisava as lições por meio dos apps como o Duolingo e o Babbel. Estudava no ônibus, escutava músicas brasileiras indo e voltando do trabalho, pela primeira vez na minha vida eu estava usando o meu celular e notebook mais para coisas úteis do que para desperdiçar tempo nas redes sociais. Foi muito libertador.

Comecei todo esse processo em junho de 2015 e continuei assim até agora, descobrindo novos sites e apps pelo caminho, comprando novos livros e recursos conforme eu fui subindo de nível, escutando músicas mais rápidas com letras mais complexas, começando a assistir notícias brasileiras no YouTube, enfim. No momento da redacção, novembro de 2017, faz pouco mais de dois anos que eu estudo e falo o português, e nunca fiz nenhuma aula, sempre estudava sozinho. Foi assim que eu alcancei o meu nível atual de português.

Neste ebook, eu pretendo fornecer a vocês a orientação certa para que vocês possam seguir o mesmo caminho. Fundei o projeto Inglês com Nativo para mudar as vidas dos outros por incapacitá-los a falar uma segunda língua, para que eles possam ter a mesma experiência transformadora e libertadora que eu tive, e esta obra faz grande parte da tentativa de cumprir essa missão.

AMENTALIDADECORRETA A pergunta em si, ‘é possível aprender sozinho?’, é um equívoco . Isso mesmo,

AMENTALIDADECORRETA

A pergunta em si, ‘é possível aprender sozinho?’, é um equívoco. Isso

mesmo, a pergunta que você vem se perguntando por tanto tempo não tem

a menor lógica. Como?! Por que?! É porque implica que tem outras

maneiras de aprender, maneiras às quais aprender sozinho se opõe como alternativa. Aprender sozinho não pode ser uma alternativa, já que é a única maneira de aprender.

Pergunte para alguém que já tenha aprendido o inglês, ou qualquer segunda língua, onde e como eles adquiriram a maioria do seu conhecimento da língua, como passaram a dominar a língua. Todos vão te falar a mesma coisa – sozinho. Independente da pessoa ter feito ou estar fazendo um curso o não, a resposta de quem já atingiu um nível alto sempre vai ser a mesma – o que faz o maior diferença é a iniciativa pessoal do aluno.

Tomemos como exemplo o caso da minha carreira como professor. As chances são, se você baixou esse ebook, que você me ache um bom professor. Agradeço a você pela confiança depositada em mim. Agora, se eu sou um bom professor, todos os meus alunos já aprenderam o inglês fluente, certo? Erradíssimo! Alguns alunos alcançaram sucesso no idioma, alguns não fizeram nada de sucesso; mesmo que estudassem na mesma aula, na mesma sala. Os que adotaram uma boa atitude diante da língua conseguiram, os que tinham uma má atitude falharam.

Além da pergunta ser equívoco, tem outro problema: muitas vezes, a pergunta é maneira disfarçada de descobrir o que a pessoa realmente quer saber sobre o aprendizado – é possível aprender de graça? E se a pergunta for tão simples assim, a resposta pode ser igualmente simples – não, ponto final. Existem dois tipos de investimento necessários para o seu aprendizado: investimento de dinheiro, e investimento de tempo.

AMENTALIDADECORRETA Investimento de dinheiro Falando primeiramente em termos do investimento financeiro, pagando um curso

AMENTALIDADECORRETA

Investimento de dinheiro

Falando primeiramente em termos do investimento financeiro, pagando um curso ou não, tem vários outros investimentos que você vai precisar fazer. Já falei da importância de montar um conjunto completo de ferramentas, e isso serve tanto no caso de quem quer estudar em casa quanto quem quer pagar um curso, tanto para quem estudava nos anos 50 quanto para quem está aprendendo no século 21. Você vai precisar assinar um Netflix ou algum outro serviço de streaming para ter acesso confiável a filmes e seriados em inglês, você vai precisar pagar a conta de internet para ter acesso a sites de notícias onde se encontram artigos escritos em inglês, vai ter que comprar livros em inglês, vai ter que baixar músicas em inglês - a lista é interminável, e não tem como fugir da realidade. Tem sim, entretanto, como mudar a sua visão desses investimentos. Infelizmente, a maioria das pessoas não têm uma visão de longo prazo, e nem querem ter. As pessoas investem em coisas frívolas que satisfazem impulsos imediatos, coisas que têm valor somente no curto prazo, coisas de valor depreciativo. Podem até mesmo ser coisas grandes, por exemplo um carro novo - depois do comprador dirigir o carro pela primeira vez, já perdeu pelo menos 30% do valor original e só continua diminuindo.

Contrariamente, investir em conhecimento tem um valor apreciativo. O valor só cresce com o passar do tempo. Por exemplo, eu comprei os meus livros de português, estudei e fui adquirindo novo conhecimento, e esse investimento me capacitou a fundar a empresa Inglês com Nativo. Investimentos de valores apreciativos são assim, o investidor recebe um retorno maior do que o investimento original.

AMENTALIDADECORRETA Não estou falando tudo isso como maneira disfarçada de dizer vem pagar o curso

AMENTALIDADECORRETA

AMENTALIDADECORRETA A pessoa vai ter que se olhar no espelho e saber que quem foi

AMENTALIDADECORRETA

AMENTALIDADECORRETA iii) Feedback em termos de direcionamento, tirando dúvidas, e explicações claras Outra vantagem que

AMENTALIDADECORRETA

3FATORESQUEIMPEDEMASPESSOASDE APRENDERINGLÊS Muitas pessoas entram em contato comigo falando que estudam sozinho , e

3FATORESQUEIMPEDEMASPESSOASDE

APRENDERINGLÊS

ORGANIZAÇÃO-PASSOAPASSO Vemos que as quatro habilidades se dividem em duas categorias: as duas habilidades receptivas

ORGANIZAÇÃO-PASSOAPASSO

ORGANIZAÇÃO-PASSOAPASSO 3. Conhecimento adquirido pelas capacidades receptivas reforça e fortaleze aquele adquirido

ORGANIZAÇÃO-PASSOAPASSO

ORGANIZAÇÃO-PASSOAPASSO 4. Capacidades produtivas: i) a fala e ii) a escrita As últimas capacidades a

ORGANIZAÇÃO-PASSOAPASSO

OPLANOPARAINICIANTES O LinguaLeo, que eu também recomendo muito, oferece uma maior variedade de conteúdos para

OPLANOPARAINICIANTES

OPLANOPARAINICIANTES Vista importância da viabilidade da rotina, encorajo que você opte o pelo plano ‘regular’,

OPLANOPARAINICIANTES

OPLANOPARAINICIANTES Você não vai entender os motivos pelos quais certas construções, tempos verbais, etc. se

OPLANOPARAINICIANTES

PLANOPARAINICIANTES Não deu para eu incluir todos os podcasts didáticos, já que existe uma grande

PLANOPARAINICIANTES

PLANOPARAINTERMEDIÁRIO i) Listening Faremos uso das mesmas ferramentas, mas esta vez os podcasts didáticos serão

PLANOPARAINTERMEDIÁRIO

de 3 minutos e novos episódios são lançados cada segunda. 6 Minute Grammar Episódios semanais são
de 3 minutos e novos episódios são lançados cada segunda. 6 Minute Grammar Episódios semanais são
PLANOPARAINTERMEDIÁRIO Além dos podcasts didáticos, esta vez gravados totalmente em inglês de maneira ininterrupta, eu

PLANOPARAINTERMEDIÁRIO