Vous êtes sur la page 1sur 2

O Príncipe Nabo, de Ilse Losa – Guião de leitura

A autora
Ilse Losa é uma escritora muito conhecida por ter escrito muito bons livros, tanto para crianças e jovens como
para adultos. Nasceu na Alemanha em 1913 e chamava-se Ilse Lieblish. Como era de origem judaica, abandonou
o seu país em 1934 e instalou-se no Porto, onde casou com o arquiteto Arménio Losa. Começou a escrever em
1943, quando nasceu a sua primeira filha. Recebeu muitos prémios literários e morreu em 2006.

A ilustradora
Manuela Bacelar nasceu em Coimbra em 1943 e estudou na Escola Soares dos Reis no Porto. Desde 1988 que
se dedica especialmente à ilustração de livros infantis, tendo mesmo produzido alguns álbuns. Já recebeu vários
prémios pela sua arte. Para além de O Príncipe Nabo, colaborou com Ilse Losa ilustrando também o livro Silka,
que conta a história de uma rapariguinha do Norte da Europa que vivia junto à praia e um dia, sem querer,
trouxe para casa uma estranha criatura.

O Príncipe Nabo é uma peça de teatro, como poderás verificar, logo que abras o livro. Com tudo
o que uma peça de teatro tem: atos, personagens, falas, didascálias. Já leste, no teu manual,
diversos textos que foram escritos para o teatro e, por isso, já sabes o que tudo isto significa. Se,
por acaso já esqueceste, encontras a sua definição em qualquer bom dicionário.

O Príncipe Nabo foi publicado em Portugal, pela primeira vez em 1978. A edição de 2000, foi
ilustrada por Manuela Bacelar e teve tanto sucesso entre os mais novos como a primeira. É uma
história muito bem contada que vais, certamente, gostar de ler.

Mas nós vamos orientar-te na leitura desta obra

O PRIMEIRO ATO é uma espécie de introdução em que não acontecem muitas coisas. Tudo se
passa no castelo de um rei que, aparentemente, só tem uma filha e que precisa que ela se case.
Ficamos a saber como é o palácio, quem lá mora, o que faz cada um, tal como sabemos que a
princesa é muito esquisita e recusa os pretendentes todos que lhe aparecem.

1. Conheces uma história infantil em que acontece o mesmo, não conheces? Só que aí não é
uma pessoa mas um bicho… A que história nos estamos a referir?

Quando o ato começa, estão para chegar três candidatos, entre os quais um que tem um queixo
tão comprido que parece um nabo… Mas não te vamos contar a história. O melhor é mesmo
leres tu. Só te queremos chamar a atenção para quatro expressões que lá encontras:

2. “Correr Seca e Meca” – sabes o que significa?

3. Procurar um “príncipe perfeito” – houve um rei em Portugal que tinha este cognome: vê se
descobres quem foi.

4. “Ter fome” e “ter apetite” – será a mesma coisa? Qual é a tua opinião?

5. “São mais as vozes do que as nozes” – que quer isto dizer?

1
www.raizeditora.pt Mar de palavras – 5.º ano
O Príncipe Nabo – Guião de Leitura
6. No SEGUNDO ATO, encontramos a princesa casada com um músico e a viver numa casa
muito pobre. O que lhe terá acontecido?

7. Na sua nova vida, a princesa faz coisas que nunca tinha feito antes. Faz uma lista das tarefas
que ocupam os dias da princesa.

8. Porque é que ela nunca tinha realizado tais tarefas?

9. O que é que a princesa tinha antes aprendido a fazer? Para que é que isso lhe servia, agora
que era casada com o António?

10. De acordo com o texto, achas que os dois recém-casados viviam juntos e felizes?

11. Que faria o músico ao longo dos seus dias?

12. De que forma evoluiu a relação entre a princesa e o músico? Escreve, no teu caderno, um
pequeno texto em que descrevas essa evolução. Podes começar assim: No fim do primeiro ato, a
princesa…
Depois, vais narrando os acontecimentos: Pouco a pouco… Até que, por fim…

13. O TERCEIRO ATO passa-se noutro castelo. De quem era esse castelo?

14. Neste ato, vemos aparecer de novo personagens que já conhecemos anteriormente. Escreve
no teu caderno:

a. Que personagens do primeiro ato reaparecem no terceiro?


b. Que personagens do segundo ato reaparecem no terceiro?

15. No decorrer desse ato, a princesa pratica uma ação que é reprovável. Que ação é essa?

a. Porque é que ela a praticou?


b. Como reagiram as pessoas que assistiram?

16. Afinal, com quem casou a princesa: com o príncipe Austero, com o António ou com o
príncipe Nabo?

17. Agora que acabaste a leitura, queremos fazer-te algumas propostas de trabalho.

a. Recorda o que é dito em cada ato e descreve, por palavras tuas, o salão do rei da
Abundância, o salão do Príncipe Nabo e a casa de Beatriz e António.
b. Escolhe uma personagem e faz a sua descrição (que aspeto tem, o que faz, como
pensa).
c. Relê o que foi dito, no primeiro ato, acerca das iguarias que compõem o banquete
real e diz que pratos incluirias num banquete organizado por ti, se pudesses fazer o que
te apetecesse.
d. Procura na biblioteca da tua escola outros livros de Ilse Losa e faz o resumo de um
deles (se puderes encontrar a Silka será ótimo!).

2
www.raizeditora.pt Mar de palavras – 5.º ano
O Príncipe Nabo – Guião de Leitura

Centres d'intérêt liés