Vous êtes sur la page 1sur 317

Prefácio

Venho através de muitas pesquisas em vários livros de


grandes autores, buscar respostas de nossas frustrações,
medos, ansiedades, descontrole financeiro, impaciência,
etc. Buscar uma maneira de estimular e ativar nossa vida
em direção à prosperidade. Muito já se escreveu sobre os
poderes da mente, mas neste livro está explicitament e
exposto o modo de usar esse Poder para transformar
inteiramente sua vida, para fazer com que pense de forma
construtiva e proveitosa, para que possa levar uma vida
de maior abundância e satisfação. Espero de todo o meu
coração que este conteúdo satisfaça realmente suas
ânsias e você de uma reviravolta na sua vida em todos os
aspectos. Muitos dos ensinamentos aqui citados
infelizmente não são ensinados nas escolas públicas e
nem particulares, o que acho um erro, pois, se assim
fosse, com certeza teríamos um país melhor, com menos
pobreza, miséria, drogas e outros vícios que rodeiam a
nossa sociedade. Fiz esta pesquisa com o objetivo de não
participarmos do inconsciente coletivo negativo da
humanidade, que aprendamos o funcionamento das leis
da mente e dentro do nosso livre arbítrio, prosperemos e
sejamos um orgulho para nossa família e nosso país.
Entender esses conceitos, intelectualmente, é fácil. O
difícil é incorporá-los em nosso dia-a-dia. Mas seguindo
com amor e dísciplina os ensinamentos contido s neste
livro, com certeza, conseguiremos alcançar nossos
objetivos almejados. Não adianta lermos apenas uma vez
este livro, façamos-lo como livro de cabeceira e
procuremos praticá-lo em nosso cotidiano com o objetivo
de impregnar nossa mente subconsciente com bons
pensamentos e a manifestação dos nossos desejos
ocorrerão infalivelmente.

Introdução
Você realmente quer mudar sua vida? Porque ? Está com
a mente aberta para aceitar as mudanças em todos os
aspectos? Se a sua resposta for não, então não continue
a ler este livro, se sim, você foi muito feliz na sua
escolha. Tenha uma boa leitura e experiências. Temos
passos a serem aplicados e par a isso é necessária muita
disciplina. Não leia o conteúdo deste livro só para tê -los
como conhecimento e sim como uma prática diária, pois o
conhecimento não é o acumulo de informações, mas sim
competência para a ação.
As pessoas pensam, geralmente, qu e conhecem muito
bem a si mesmas. É natural que conheçam mais a si
mesmas do que aos outros, mas devemos saber que
existe um “eu” que desconhecemos. Se nos
convencermos de que conhecemos melhor a nós mesmos,
criaremos uma imagem definida de nós e isso acab ará nos
autolimitando. Se nos autolimitarmos, frearemos o nosso
desenvolvimento. Quando afirmamos que conhecemos
melhor a nós próprios significa que formamos uma
determinada auto-imagem, através de diversas
experiências por que passamos na vida, tais como de
sucesso ou de fracasso, de benquerença, ou de
malquerença, de doença ou de saúde, de prosperidade ou
de pobreza. Mas há necessidade de refletirmos se essa
auto-imagem que formamos baseada apenas em nossas
experiências passadas é realmente correta. Todos
possuímos uma força infinita, acredite, procure e você
despertará o seu novo eu. Ele manifestará de acordo com
o discernimento, mente aberta para um novo aprendizado.
Entendemos por auto limitação a definição que damos a
nós mesmos dizendo: “sou assim, não tenho saúde, sou
pobre, sou tímido, eu nasci assim etc.”. Portanto se
anularmos totalmente o pensamento “Eu conheço melhor
a mim mesmo”, descobriremos novas capacidades e
conseguiremos realizar aquilo que pensávamos ser
impossível ou incapazes de fazer.
Se apagarmos totalmente a nossa “auto-imagem” de até
agora, descobriremos um novo “eu” e progrediremos cada
vez mais.
“Se você continuar fazendo o que sempre fez,
continuará obtendo o que sempre obteve”. Para obter algo
diferente, você tem de começar a fazer algo diferente.
Meu pai está no céu, e o Reino de Deus está dentro de
nós. O que quer dizer isto na linguagem bíblica? Pense,
pesquise. Você já conheceu algum pobre com energia de
rico e algum rico com energia de pobre? Lembre -se de
que é a partir de dentro, e não de fora, que você entra em
contato com as riquezas da vida. Embora as ondas
eletromagnéticas que transmitem os programas de rádio e
TV saturem o ambiente em que vive, se quer assistir a um
programa, você tem de usar o equipamento apro priado e
sintonizar a freqüência correta. Acontece o mesmo com a
riqueza do Universo. Está em toda parte em volta de nós,
mas temos de usar o equipamento certo ___ conhecer as
leis da mente ___ e sintonizar a freqüência certa ___ a
oração eficaz, a visualização, o perdão, a caridade, a
generosidade e tantos outros passos a serem aplicados
escritos neste livro ___ para obtermos os resultados que
queremos em nossas vidas.

Capítulo 1
CONHEÇA O FUNCIONAMENTO DA MENTE
INVENTARIAR O SEU EGO
Há uma história de um velho e um menino que viveram
na antiguidade. O velho se chamava Sartebus, e o menino,
Kim, que era órfão, vivia sozinho, ia de um vilarejo a outro
em busca de alimento e abrigo. Porém, mais importante
que tudo, até mesmo que sua procura de comida par a
matar a fome em um lugar seco e confortável para dormir,
Kim procurava outra coisa ___ buscava uma razão.
“Porque”, se perguntava, “viajamos pela vida em busca
de algo que não podemos encontrar? Por que as coisas
devem ser tão difíceis assim? Nós as faze mos desse
modo, são assim apenas para lutarmos como lutamos?”
Estes pensamentos eram sábios para um menino como
Kim, mas foi exatamente esse tipo de pensamento que o
fez encontrar um velho ao longo do caminho, viajando
pela mesma estrada que, pensou Kim, poderia ajudá-lo
com uma ou duas respostas.
O velho carregava nas costas uma grande cesta de vime
tampada, que parecia muito pesada, especialmente para
alguém tão velho e cansado quanto ele. Quando pararam
para descansar à margem de um riacho ao longo do
caminho, o velho pousou cansadamente sua cesta no
solo. Kim teve a impressão de que o velho carregava
todos os seus bens materiais naquela cesta; parecia
muito mais pesada do que, até um jovem mais forte,
poderia carregar por uma grande distância. ___ O que
há em sua cesta que a faz tão pesada? ___ perguntou Kim
a Sartebus. ___ Eu ficaria contente em carregá -la para
você. Afinal, sou jovem e forte, e você está cansado.
___ Não é nada que possa carregar para mim ___
respondeu o velho. ___ É uma coisa que devo, eu mesmo,
carregar. ___ e ajuntou: ___ Um dia, você percorrerá o
seu próprio caminho e carregará uma cesta tão pesada
quanto a minha.
Kim e o velho percorreram muitos quilômetros juntos
por vários dias e caminhos. Embora Kim fizesse
perguntas ao velho Sartebus sobre por que motivo os
homens precisam labutar tanto, Sartebus não lhe deu
nenhuma resposta, nem Kim descobriu tampouco, por
mais que tentasse, que tesouro tão pesado se encontrava
na cesta que o velho carregava.
Às vezes, tarde da noite, no fim de um longo dia de
jornada, Kim jazia em silêncio, fingindo dormir, ouvindo o
velho remexer no conteúdo da cesta sob a luz trêmula de
uma pequena fogueira, e falando baixinho consigo
mesmo. Mas de manhã, como sempre, ele não dizia coisa
alguma.
Só quando Sartebus não pode mais andar e se deitou
para repousar pela última vez, contou seu segredo a Kim.
Nas últimas poucas horas juntos, ele deu a Kim não só a
resposta para o enigma da cesta que carregava, como a
resposta para o motivo dos homens trabalharem tanto.___
Nesta cesta ___ disse Sartebus ___ estão todas as coisas
em que acreditei sobre mim mesmo que não eram
verdadeiras. São as pedras que pesaram durante a
jornada. Carreguei nas costas o peso de cada seixo de
dúvida, cada grão de areia de incerteza e cada fardo de
orientação errada que colecionei ao longo do meu
caminho. Sem eles eu poderia ter ido longe, poderia ter
vivido a vida dos sonhos que vi em minha mente. Mas
com eles acabei aqui, no fim da minha jornada.
E sem sequer soltar as cordas trançadas que prendiam a
cesta a ele, o velho fechou os olhos e adormeceu em
silêncio pela última vez.
Antes que o próprio Kim dormisse aquela noite, soltou
cada corda que prendia a cesta ao velho, e libertando -a,
pousou-a com cuidado no solo. Ao fazer isto, desatou
com cautela as tiras de couro que mantinham a tampa da
cesta no lugar e ergueu-a. Talvez porque estivesse à
procura de uma resposta para sua pergunta, não ficou
surpreso, de modo algum, com o que encontrou dentro. A
cesta, que prostara tanto o velho Sartebus, por tanto
tempo, estava vazia.
O QUE VOCÊ CARREGA CONSIGO?
Todos nós reunimos pensamentos, crenças e idéias
sobre nós mesmos que nos abatem e nos atrasam,
impedindo que aproveitemos tantas oportunidades que a
vida guarda para nós.
Como descobrimos o que existe em nossa cesta? O que
é o peso que nos oprime? Que limitação sobre nosso ego
imaginamos ser verdadeiro quando isso pode não ocorrer,
de modo algum?
Infelizmente, Sartebus ignorava que ele poderia jogar
fora suas pedras imaginadas. Em vez disso, ele foi levado
a sentar-se, à noite, fazendo um inventário de suas
limitações e desejando que as coisas pudessem ser
melhores, quando o correto não é apenas desejar, mas
também agir com discipli-na, amor, perdão, etc para que
não chegasse a esse ponto.
Infelizmente Sartebus não teve a oportunidade de
conhecer o funcionamento das leis da mente, o que
felizmente não está ocorrendo com você a partir deste
momento.
OS CÉREBROS DIREITO E ESQUERDO E NEOCÓRTEX
O nosso cérebro é divido em duas metades ou
hemisférios. Na verdade, possuímos dois cérebros, um
cérebro duplo que, unido pelo corpo caloso e pelas
demais comissuras cerebrais, funciona como um só,
como um todo.
Os dois hemisférios cerebrais descansam sobre o tronco
cerebral, que é constituído por bulbo, ponte, mesencéfalo,
diencéfalo e gânglios da base.
O tronco cerebral ___ cérebro reptiliano ___ coordena a
entrada e saída de informações aferentes e eferentes e é
responsável por comportamentos de autopreservação e
de preservação da espécie, como constituição de um lar e
sua defesa, defesa de território, busca de alimento e de
parceiros etc. Ele é encimado pelo corpo caloso,
volumoso feixe de fibras que conectam os dois
hemisférios cerebrais, entre os quais se encontra o
cérebro dos paleomamíferos ou lobo límbico, ocupando a
parte medial dos hemisférios e formando uma borda ou
limbo que circunda o tronco cerebral.
O lobo límbico e suas conexões ___ sistema límbico ___
constituem o substrato cerebral que motiva nossas
tendências, desejos e emoções e nos liga ao Criador e ao
significado do mundo. São estruturas que interagem com
o hemisfério cere-bral direito e o esquerdo de várias
maneiras, mas primariamente. Para que mamíferos
superiores, primatas ou humanos desempenhem suas
funções mais complexas, é preciso haver uma interação
com o cérebro, globalmente.
O último estrato ou camada cerebral, presente principal -
mente nos primatas superiores, é o neocórtex,
constituído, entre outras estruturas, pelos lobos frontais
e temporais e por suas conexões subjacentes, e
responsável pela síntese de todas as informações
processadas pelo cérebro reptiliano e pelo sistema
límbico, agora, de modo consciente. Essa unidade
integradora global, o neocórtex, poderia ser chamado de
“cérebro cognitivo”, porém nos fornece conhecimento
quase sempre antropomórfico e interpretativo de uma
realidade bem mais complexa.
“Áreas interpretativas do cérebro” ou “córtex
associativo” são outros modos de se referir ao neocórtex,
ou seja, as áreas em que os estímulos trazidos pelos
sistemas sensoriais são transformados em esquemas
identificáveis, passíveis de uma análise simbólica pela
parte consciente do cérebro. Assim, todas as vias que
conduzem o olfato, o tato, a visão, a audição e as
aferências do sistema nervoso autônomo ou sistema
neurovegetativo confluem, como pequenos afluentes, para
um mundo cerebral tipicamente humano e antropográfico.
O aparecimento da função da linguagem ou da fala
produziu novas áreas de integração, permitindo a cada um
de nós visualizar o mundo de acordo com seu universo
interno, particular. Assim, passamos a nos orientar, a nos
mover e a atuar, dentro do nosso espaço vital e fora dele,
de modo intencional e voluntário, com grande liberdade
de decisão e de ação, construindo ma pas cerebrais, que,
todavia, são imagens limitadas do território e nunca o
próprio território ou universo fora de nós.
OS HEMISFÉRIOS CEREBRAIS
Um passarinho precisa das duas asas para voar. Se
cortarmos a ponta de uma delas, ele vai voar em círculos.
E se uma das asas for mais forte do que a outra ___ não
importa o quanto mais ___ o problema continua o mesmo.
Para sermos bem-sucedidos na vida, precisamos dos dois
hemisférios cerebrais em equilíbrio. Precisamos ser
capazes de trabalhar com os dois lados d o cérebro.
Os hemisférios direito e esquerdo têm funções
diferentes. Processam informações de formas diferentes.
E, assim, se complementam, ampliando as nossas
possibilidades de compreensão e atuação no mundo. Para
explicar as diferentes habilidades de c ada hemisfério,
vamos exagerar as duas situações:
Vejamos, inicialmente, um indivíduo com o hemisfério
esquerdo muito predominante; ele tem uma capacidade
fabulosa para a matemática, faz qualquer conta de cabeça,
mas é caixa de uma lojinha no Centro, ond e trabalha há
quinze anos e vai continuar trabalhando nos próximos
vinte anos. Se o indivíduo tem apenas o hemisfério
esquerdo desenvolvido, ele é inteligente, lógico,
detalhista, meticuloso, objetivo, disciplinado, todos ficam
impressionados com sua capacidade matemática. Ele
ganha três salários mínimos por mês.
No outro extremo, vemos um artista brilhante, que pinta
quadros maravilhosos. O hemisfério direito é
predominante em seu cérebro. Intuitivo, sensível,
desprendido, dotado de grande senso estético e apurado
sentido ético. Está desempregado, passando necessidade
e seus quadros estão guardados na despensa da casa.
Vejam o exemplo de Van Gogh: pintou mais de 1600
quadros durante a vida; vendeu um.
HEMISFÉRIO ESQUERDO
Detalhista, mecânico, substância , preto e branco, cético,
linguagem, lógico, fechado, cauteloso, repetitivo, verbal,
analítico e memória.
HEMISFÉRIO DIREITO
Amplo, criativo, essência, cores, receptivo, meditação,
artístico, aberto, aventura, novos caminhos, intuição,
sintético e espacial. Mais que tudo, é importante entender
que as grandes idéias vêm todas do hemisfério direito do
cérebro. E quando o hemisfério direito está trabalhando
você tem que estar relaxado. Você sabe como Albert
Einstein descobriu a teoria da relatividade? Ele estava
deitado numa rede, no fundo do quintal de sua casa
imaginando que viajava num raio de luz. Assim ele
descobriu a teoria da relatividade.
Como Arquimedes descobriu o princípio de Arquimedes?
O rei havia ganho de um vizinho uma coroa de ouro e
Arquimedes, o sábio da corte e reconhecido matemático,
foi então chamado para descobrir, sem destruir a coroa,
se ela era mesmo de ouro ou se tinha prata misturada. Ele
disse que isso era impossível. O rei então ponderou que,
impossível ou não, ele tinha cinco dias para resolver o
problema. Se não resolvesse, ao final do quinto dia seria
decapitado.
Boa motivação, não? Arquimedes foi para casa,
batalhou, batalhou, batalhou, até que desistiu de resolver
o problema e foi tomar um banho. Estava tomando banho
na banheira, brincando lá com o sabonete, quando de
repente teve a idéia. Saiu nu pela rua gritando eureka!
eureka! eureka! Achei! Ou seja, ao tomar banho relaxado
ele teve a idéia de que a densidade da prata era diferente
da densidade do ouro e que, em conseqüência, iam
afundar na água em velocidades diferentes. Fazendo
então uma coroa de ouro, para não destruir a original, e
uma similar de prata, e submetendo-as a sucessivas
avaliações dentro da água, ele descobriu o princípio de
Arquimedes, graças ao qual as navegações naquela época
se tornaram possíveis. Veja só, Arquimedes deitado na
banheira, Einstein deitado na rede. Então você vai
observar que as grandes idéias, as que jogaram a
civilização para frente, nasceram de momentos de
reflexão do hemisfério direito, que também está ligado ao
nosso sistema emocional. Ou seja, quanto mais você
utiliza seu hemisfério direito, mais você mod ifica sua
percepção. E, à medida que você modifica sua percepção,
você muda a realidade. Porque percepção é realidade.
Assim, é só com a participação do hemisfério direito do
seu cérebro que você consegue mudar suas crenças,
mudar suas percepções, mudar seu comportamento e, em
conseqüência, mudar sua vida para melhor.
ATIVIDADES CEREBRAIS
A atividade do cérebro humano gera padrões de energia
elétrica, também conhecidos por ondas cerebrais. Estas
podem ser medidas através de um aparelho chamado
eletroencefalograph, ou EEG. Estas ondas foram
classificadas pelos cientistas em quatro categorias:
BETA: Oscilam na faixa de 13 a 30 HZ (Hz vem de Hertz, e
é uma unidade de freqüência, medindo uma onda
vibratória na razão de ciclos por segundo). Elas ocorrem
quando o cérebro está totalmente ativo e fixado em
atividades externas, tais como jogando futebol ou
discutindo uma possibilidade de negócio.
ALFA: Oscilando na faixa de 8 a 12 Hz, estas ondas estão
presentes quando o cérebro está ativo, porém desfocado.
Normalmente elas ocorrem quando fechamos os olhos por
alguns instantes, ou quando prestamos atenção à nossa
respiração. Por isso estas ondas estão associadas ao
relaxa-mento.
THETA: Quando o relaxamento aumenta e entramos em
uma faixa de sonolência, o cérebro prod uz ondas rítmicas
na freqüência de 4 a 7 Hz. Estas ondas normalmente
ocorrem quando estamos pegando no sono, ou quando
estamos saindo dele. Este estado produz imagens mentais
muito vívidas, e freqüentemente traz memórias de nossa
infância. Em THETA podemos ter acesso ao nosso
inconsciente, gerando inspirações súbitas e altamente
produtivas. Porém, como é um estado que beira o sono,
requer treino para ser mantido.
DELTA: Estas ondas são de baixa freqüência, entre 5 e 4
Hz, e produzidas quando dormimos profun damente ou
quando estamos inconscientes, como em um black -out.
Um fato interessante é que crianças até uns nove anos
de idade produzem ondas THETA com facilidade. Quando
uma criança fica entretida em uma atividade, brincando
com sua boneca ou construindo seu castelo de areia, ela
está produzindo ondas THETA. Assim sendo, isto pode
explicar o porquê de as memórias de infância serem tão
vívidas nesta freqüência.
Em todas estas categorias de ondas cerebrais somos
perceptivos a inúmeras situações, porém a p ercepção
aumenta quando estamos no estado THETA. Muitas
formas de meditação levam a pessoa a esta atividade
cerebral. Porém, para iniciantes, a tendência é ficar mais
inconsciente. É normal observarmos pessoas aprendendo
a relaxar, meditar e a visualizar t irarem um cochilo
durante o processo. Porém com a prática, você consegue
manter um estado totalmente desperto e consciente
quando está em THETA.
E quando isso ocorre você consegue também alternar as
ondas vibratórias entre um estado e outro em frações de
segundos.
Atingir este estado é altamente benéfico para qualquer
pessoa, pois você trabalha com o seu inconsciente e com
imagens mentais de uma forma totalmente consciente.
Isto significa que você comanda a ação. Sem falar nos
benefícios de relaxamento para combater o estresse.
QUANTO MELHOR VOCÊ ACEITA SUAS FALHAS, MAIS
APRENDE COM ELAS PARA FAZER CERTO DA PRÓXIMA
VEZ
O segredo é balancear os dois hemisférios. Na
civilização ocidental, a educação geralmente dá ênfase ao
desenvolvi-mento do hemisfério esquerdo. Para
compensar essa hipertrofia e obter um balanceamento, o
objetivo é concentrar-se na expansão do hemisfério
direito ___ via de entrada do subconsciente. Tirar
conhecimento do subconsciente parece mágica. É
interessante notar como raramente os i ndivíduos têm
percepção de suas limitações. Quando pessoas são
ajudadas a desenvolverem seu Q.I., ouvem -se coisas
como: “Eu pensava que era inteligente, agora vejo o
quanto tinha para melhorar.” O que ocorre é uma
mudança de referencial. Não interessa o qu anto bom você
é; sempre poderá ser melhor.
CONHEÇA AS LEIS DA MENTE
Para que o Universo conspire a nosso favor, temos que
saber o que é O SUBCONSCIENTE, na qual manifesta a
força infinita existente dentro de nós a partir do momento
que entramos em sintonia com uma energia Cósmica
Universal como será explicado adiante.
VOCÊ SABE AS RESPOSTAS?
Por que uma pessoa está triste e a outra, feliz? Por que
uma vive alegre e próspera e a outra, pobre e sofredora?
Por que uma está assustada e ansiosa e a outra,
transbordante de fé e confiança? Por que alguém tem uma
casa bela, luxuosa, enquanto a outra leva uma existência
humilde num cortiço?
Por que uma é um grande sucesso na vida e a outra, um
objeto do fracasso? Por que um orador é notável e
imensa-mente popular e o outro, medíocre e ignorado?
Por que uma é um gênio em seu trabalho ou profissão
liberal, enquanto a outra trabalha penosamente durante
toda a vida, sem conseguir realizar coisa alguma que
valha a pena?
Por que uma é salva de uma doença considera da
incurável e a outra não? Por que tantas pessoas
bondosas, religiosas sofrem, na mente e no corpo, as
torturas dos condenados ao inferno? Por que tantas
pessoas imorais e atéias têm sucesso, prosperam e
desfrutam de uma saúde radiante? Por que o casamen to
de uma pessoa é feliz e o de outra, infeliz e frustrador?
Haverá uma resposta para essas perguntas no
funcionamento de suas mentes, consciente e
subconsciente? Há sem a menor dúvida!
TODOS ORAM
Você sabe como orar eficazmente? Quanto tempo se
passou desde que a oração era parte de suas atividades
diárias? Em emergências, em ocasiões de perigo, de
problemas, doenças, ou quando a morte espreita, orações
jorram de nós?
Leia o que dizem os jornais. Vai encontrar notícias de
que em todo o mundo, pessoas estão rezando por uma
criança atacada de uma doença tida como incurável, por
paz entre as nações, por um grupo de mineiros presos no
fundo de uma mina inundada. Mais tarde, quando sai a
notícia de que eles foram salvos, os mineiros dizem que
oraram enquanto esperavam por socorro.
As pessoas precisam compreender que existem fórmulas
simples para seguir e, obviamente, de modelos práticos e
específicos.
NO QUE VOCÊ ACREDITA?
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é
aquilo que você acredita que traz resposta à prece.
Orações são respondidas quando a mente subconsciente
responde a imagem mental ou pensamento que se formam
na mente da pessoa. Essa lei da crença é o princípio
operacional secreto de todas as religiões do mundo. E a
razão oculta de sua verdade psicológica.
Budistas, cristãos, mulçumanos e judeus podem, sem
exceção obter respostas às suas orações, a despeito de
diferenças enormes nas crenças que professam. Como
assim? A resposta é que não importam os credos,
religiões, afiliações, rituais, cerimônias, fórmulas,
liturgia, encantamentos, sacrifícios ou oferendas
particulares, mas, apenas e exclusivamente, a crença, ou
aceitação, e a receptividade mental àquilo pelo qual oram.
A lei da vida é a lei da crença. Em curtas palavras,
crença pode ser sumariada como um pensamento na
mente. Assim como a pessoa pensa e acredita, assim é o
estado de sua mente, corpo e circunstâncias. Uma
técnica, uma metodologia, baseada na compreensão
daquilo que você faz, e por que faz, vai ajudá -lo a
produzir a corporificação subconsciente de todas as boas
coisas da vida. Basicamente, a resposta à prece é a
realização do desejo de seu coração.
HÁ UMA MENTE COMUM A TODOS OS INDIVÍDUOS
Os poderes milagrosos de sua mente subconsciente
existiam antes de nós nascermos, antes de existir
qualquer igreja ou mesmo o mundo. As grandes verdades
eternas e os princípios da vida são anteriores a todas as
religiões. E é com esses pensamentos em mente que
exorto você nos capítulos seguintes a dominar esse poder
maravilhoso, mágico, transformador. Ele curará feridas
mentais e físicas, proclamará a liberdade das limitações
da pobreza, fracasso, sofrimento, carência e frustração.
Tudo que você tem que fazer é unir-se mental e
emocionalmente com o bem que deseja corporificar. Os
poderes criativos de sua mente subconsciente
responderão nessa conformidade. Comece agora, hoje.
Deixe que maravilhas aconteçam em sua vida! Continue a
insistir até que o dia amanheça e espante as trevas.
O TESOURO QUE HÁ EM VOCÊ
Ao seu alcance, você tem riquezas infinitas. Para obtê-
las, tudo que tem que fazer é abrir seus olhos mentais e
contemplar o tesouro infinito que há em você. E
encontrará um tesouro do qual pode extrair tudo de que
necessitar para viver gloriosa, alegre e ricamente.
Numerosas pessoas vivem fechadas para seu potencial,
porque desconhecem esse tesouro de inteligência infinita
e amor sem limites que nelas existem. O que quer que
queira, você pode sacar do tesouro.
Uma peça imantada de ferro levanta doze vezes seu
próprio peso. Se desmagnetizá-la, porém, ela não erguerá
nem uma pena.
De idêntica maneira, há dois tipos de pessoas. As
imantadas vivem cheias de confiança e fé. Sabem que
nasce-ram para ter sucesso e para vencer.
Outras, infelizmente, tantas outras vivem
desmagnetizadas. Estão cheias de medo e de dúvidas.
Quando surge uma oportunidade, dizem: “E se eu
fracassar? Posso perder dinheiro. Vão rir de mim.” Gente
desse tipo não vai longe na vida. O medo de dar um passo
à frente faz com que fiquem onde estão. Você pode torn ar-
se uma pessoa magnetizada quando descobrir e pôr em
prática o maior segredo de todas as eras.
O MAIOR SEGREDO DE TODAS AS ERAS
Suponhamos que alguém lhe pedisse que dissesse qual
o maior segredo de todas as eras. O que responderia
você? A energia atômica? As viagens interplanetárias? Os
buracos negros? Não, não é nenhum deles. Neste caso,
qual é? Onde encontrá-lo? De que modo poderá ele ser
compreendido e posto em prática?
A resposta é extraordinariamente simples. Este segredo é
o poder maravilhoso, milagroso que existe em sua mente
subconsciente. Ela é também o último local onde o poder
seria procurado, e por esse motivo só uns poucos o
descobrem.
O PODER MARAVILHOSO DE SEU SUBCONSCIENTE
Logo que aprender a entrar em contato com o poder
oculto do subconsciente, e liberá-lo, poderá trazer para
sua vida mais poder, mais riqueza, mais saúde, mais
felicidade e mais alegria.
Não será necessário adquiri-lo: você o possui. Mas vai
ter que aprender como usá-lo. Terá que compreendê-lo,
antes de poder aplicá-lo em todas as esferas da vida.
Se seguir as técnicas e processos simples explicados
neste livro, poderá obter o necessário conhecimento e
compreensão. Inspirado por uma nova luz, terá como
gerar uma nova força, que lhe permitirá materializar tudo
aquilo que anseia e transformar seus sonhos em
realidades. Resolva agora tornar sua vida mais fecunda,
mais diversificada, mais rica e mais nobre do que em
qualquer outro tempo.
No subconsciente você encontrará imensa sabedoria,
poder infinito, um suprimento incalculável de tudo que
necessita. E tudo isso está à espera do momento em que
o descubra, desenvolva e lhe dê expressão. Se começar
agora a reconhecer as potencialidades de sua mente mais
profunda, elas se materializarão no mundo externo.
Se abrir a sua mente e tornar-se receptivo, a inteligência
infinita que reside na mente subconsciente poderá lhe
revelar tudo que precisa saber em qualquer momento do
tempo e ponto no espaço. Poderá receber novos
pensamentos e idéias, trazer à luz novas invenções, faze r
novas descobertas, criar novas obras de arte. A
inteligência infinita existente no subconsciente poderá
lhe dar acesso a novas e maravilhosas formas de
conhecimento. Deixe que ela se revele a você e ela abrirá
caminho para a manifestação perfeita e lugar autêntico em
sua vida.
Graças à sabedoria da mente subconsciente, você
poderá atrair a (o) companheira (o) ideal, bem como o
sócio ou colega certos nos negócios. Ela poderá lhe
mostrar como conseguir todo o dinheiro que necessita e
lhe dar meios financeiros para ser, fazer, ir e vir como seu
coração deseja.
Você tem o direito de descobrir esse mundo interior de
pensamentos, sentimentos, poder, luz, amor e beleza.
Embora invisíveis, são poderosas as forças que nele
residem. Na mente subconsciente você e ncontrará
solução para cada problema e a causa de todos os
efeitos. Aprendendo a trazer para o claro esses poderes
ocultos, poderá entrar na posse concreta do poder e
sabedoria necessários para obter riqueza, segurança,
alegria e domínio de sua vida.
A NECESSIDADE DE UMA BASE OPERACIONAL
Se quiser fazer progresso em qualquer campo de
atividade, há um primeiro passo essencial que terá que
dar. Terá que descobrir uma base operacional de
aplicação universal. Antes de tornar -se hábil na operação
da mente subconsciente, você tem que compreender seus
princípios. Uma vez conseguido isso, poderá usar seus
poderes, sabendo que resultados certamente obterá.
Poderá aplicá-los para atingir finalidades especificas e as
metas que quiser alcançar.
Os princípios da química, física, matemática em nada
diferem em sua operação dos que regem a mente
subconsciente. Se quiser usar forças químicas ou físicas,
terá que aprender os princípios aplicáveis a esses
campos. Se pretende usar as do subconsciente, não
poderá fugir da aprendizagem de seus princípios.
Vejamos um princípio geralmente aceito: A água procura
seu próprio nível. Trata-se de um princípio universal.
Aplica-se a água em todos os lugares, em todas as
ocasiões, a todos os líquidos que se comportam da
mesma maneira.
Os egípcios antigos conheciam esse princípio. Usaram -
no para tornar perfeitamente planas as fundações das
grandes pirâmides. Hoje em dia, engenheiros usam -no
quando planejam as coisas mais variadas, de sistemas de
irrigação a usinas hidrelétricas.
Veja outro princípio: A matéria expande quando
aquecida. Isso é verdade em qualquer lugar, em qualquer
ocasião, em todas as circunstâncias. Se aquecermos um
pedaço de aço, ele se expandirá, seja aço fabricado na
China, Inglaterra, Índia ou em uma estação o rbital. Da
mesma forma, também é uma verdade universal que tudo
que você grava na mente subconsciente é manifestado na
tela do espaço como condição, experiência ou ato.
Sua prece é atendida porque sua mente subconsciente é
princípio. A definição de princípio por causa da maneira
como uma coisa funciona. Um princípio importante de
eletricidade, por exemplo, é que ela funciona do
potencial mais alto para o mais baixo. Ninguém muda o
princípio da eletricidade quando acende uma lâmpada ou
liga um fogão elétrico. Não, você usa o princípio. Ao
cooperar com a natureza, você utiliza invenções e
descobertas maravilhosas que, de incontáveis maneiras,
beneficiam a humanidade.
A mente subconsciente é princípio. Ela funciona de
acordo com a lei e a crença. E você pr ecisa saber o que é
crença, por que e como ela funciona. A bíblia diz de
maneira simples, clara, e bela:
“Porque em verdade vos afirmo que se alguém disser a
este monte: Ergue-te e lança-te ao mar, e não duvidar no
seu coração, mas crer que se fará o que diz, assim será
com ele.” MARCOS, 11:23
A lei da mente é a lei da crença. Isso significa acreditar
na maneira como a mente funciona, acreditar na própria
crença. A crença da mente é o pensamento da mente,
apenas isso e nada mais.
Todas as suas experiências, acontecimentos, condições
e atos são produzidos pela mente subconsciente como
reação ao que você pensa. Lembre -se, não é aquilo em
que acredita, mas a crença que está na própria mente que
traz o resultado. Deixe de aceitar as falsas crenças, as
opiniões, as superstições e os medos que assolam a
humanidade. Comece a acreditar nas certezas e verdades
eternas da vida, que jamais mudam. Nesse ponto, você se
moverá para frente, para cima, e para Deus.
Todos os que lerem este livro e aplicarem
conscientemente os princípios da mente subconsciente
aqui explicados obterão a capacidade de orar científica e
eficazmente por si mesmos e pelos demais. A prece é
atendida de acordo com a lei universal da ação e reação.
O pensamento é a ação incipiente. A rea ção é a resposta
da mente subconsciente que corresponde à natureza do
pensamento. Preencha a mente com conceitos de
harmonia, saúde, paz, boa vontade, e maravilhas
acontecerão em sua vida.
A DUALIDADE DA MENTE
Embora tenhamos uma única mente, ela possui duas
partes funcionais distintas e características. A fronteira
que as separa é bem conhecida dos que estudam o
assunto. As duas funções são basicamente diferentes.
Numerosos nomes foram usados para distingui -las.
Incluem eles os de mente mentes objetiva e subjetiva,
consciente e inconsciente, desperta e adormecida, eu
superficial e profundo, voluntária e involuntária,
masculina e feminina, e muitos outros.
Neste livro usaremos os termos “consciente e
subconsciente” para representar a natureza dupla da
mente. Se outro conjunto de termos lhe ocorre com maior
facilidade, use-o a vontade. O importante ponto de partida
consiste em reconhecer e aceitar a natureza dupla da
mente.
AS MENTES CONSCIENTE E SUBCONSCIENTE
Uma maneira maravilhosa de vir a conhecer as duas
funções da mente seria pensar se fosse como um jardim.
Você é o jardineiro. Durante o dia inteiro, planta sementes
de pensamento na mente subconsciente. Durante grande
parte do tempo, nem se dá conta de que faz isso,
porquanto as sementes têm por origem sua maneira
habitual de pensar. Aquilo que você semeia na mente
subconsciente é o que vai colher no corpo e no ambiente
externo.
Imagine a mente subconsciente como uma camada de
solo fértil, no qual brotam e florescem todos os tipos de
sementes, sejam elas boas ou más. Se você semeia
espinhos, vai obter uvas? Se você semeia limão, vai
colher melancia? Todo pensamento é uma causa e cada
situação, um efeito. Este é o motivo por que é tão
essencial que assuma o controle de seus pensamentos.
Dessa maneira você só poderá gerar apenas situações
desejáveis.
Comece agora com pensamentos de paz, felicidade, ação
correta, boa vontade e prosperidade. Aceite -as sem
reservas na mente consciente, raciocinadora. Continue a
plantar essas maravilhosas sementes de p ensamentos na
horta da mente e vai colher uma safra abundante.
Quando a mente pensa corretamente, quando você
compreende a verdade, quando os pensamentos
depositados na mente subconsciente são construtivos,
harmoniosos, e pacíficos, o poder funcional mág ico do
subconsciente responderá. Produzirão condições
harmoniosas, um ambiente agradável, e o melhor de tudo:
uma vez que você comece a controlar o processo mental,
poderá aplicar a qualquer problema ou dificuldade os
poderes do subconsciente. Você, na ver dade, está
cooperando conscientemente com o poder infinito e a lei
onipotente que governa todas as coisas.
Dê uma olhada em volta. Onde quer que viva, em que
camada da sociedade se integre, vai notar que a vasta
maioria das pessoas vive no mundo externo. As mais
esclarecidas, contudo, estão fortemente interessadas no
mundo interno. Elas compreendem __ como você
compreenderá, também __ que o mundo interno cria o
mundo externo. Seus pensamentos, emoções e imagens
visualizadas são os princípios organizadores de sua
experiência. O mundo interno é o único e exclusivo poder
criador existente. Tudo que você encontra no mundo da
manifestação foi criado no mundo interno da mente,
consciente ou inconscientemente.
Uma vez que você conheça a verdade sobre a interaçã o
entre as mentes consciente e subconsciente, você poderá
transformar toda a sua vida. Se quiser mudar condições
externas, terá que mudar a causa delas. Muitas pessoas
tentam mudá-las, e as circunstâncias também,
concentrando-se nelas. Que imenso desperdício de tempo
e esforço! Elas não conseguem perceber que as
condições fluem de uma causa. Se quer acabar com a
discórdia, confusão, carência e limitações em sua vida,
você terá que eliminar a causa. Essa causa é a maneira
como você usa a mente consciente, os pensamentos e
imagens que nela cultiva. Mude a causa e você muda o
efeito. A coisa é tão simples assim.
Vivemos em um mar insondável de riquezas infinitas. A
mente subconsciente é extremamente sensível aos
pensamentos conscientes. Esses pensamentos forma m a
matriz através da qual atuam a inteligência infinita, a
sabedoria, as forças vitais e energias do subconsciente.
Dê à matriz uma direção mais positiva e você
redirecionará para seu benefício essas energias infinitas.
Cada capítulo deste livro dá um e xemplo concreto,
específico, de como aplicar as leis da mente. Aprendendo
a usar as técnicas, terá riqueza em vez de pobreza,
sabedoria em vez de superstição e ignorância, paz em vez
de conflito, sucesso e não fracasso, alegria no lugar de
tristeza, luz afugentando trevas, harmonia e jamais
discórdia, fé e confiança substituindo medo. Poderia
haver um conjunto mais maravilhoso de bênçãos do que
esse?
A maioria dos grandes cientistas, pintores, poetas,
cantores, escritores e inventores compreenderam
perfeitamente o funcionamento das mentes consciente e
subconsciente, o que lhes deu poder para atingir suas
metas.
O medo, preocupação, ansiedade se implantam no seu
subconsciente (Grande Eu). Elas inundam a mente
consciente com crises de pânico, maus pressenti mentos e
desespero. Se isso lhe acontecer fale em termos
afirmativos e com profundo senso de autoridade às
emoções irracionais geradas na mente mais profunda.
Pode dizer: “Fique parada. Fique quieta. Estou no
controle. Você tem que me obedecer. Você está s ujeita a
meu comando. E não pode intrometer-se onde não é o seu
lugar.”
Você ficará fascinado ao ver o que acontece quando fala
com autoridade e convicção à manifestação irracional de
seu eu mais profundo. A mente encherá de harmonia e
paz. O subconsciente está sujeito à mente consciente.
Esse o motivo por que é chamado de subconsciente ou
subjetivo.
O comandante é o senhor do navio, e suas decisões são
executadas. Da mesma maneira, a mente consciente é o
comandante e o senhor do navio __ do seu corpo, do
ambiente em que vive, de todos os assuntos que lhe
interessam. A mente subconsciente cumpre ordens
recebidas, baseadas no que a mente consciente acredita
ser a verdade e aceita como verdade. Não questiona as
ordens nem a base em que elas se apoiam.
Se repentinamente dizemos a nós mesmos: “Não tenho
condições para fazer isso”, a mente consciente pega -nos
na palavra. Providencia para que você não chegue à
posição de poder adquirir o que quer. Enquanto continuar
a dizer: “Não tenho dinheiro para comprar a quele carro,
ter aquelas férias, morar naquela casa”, pode ter certeza
de que a mente subconsciente lhe seguirá as ordens.
Você terá falta de todas essas coisas e acreditará que
isso é produto das circunstâncias. Não lhe ocorrerá que
você mesmo criou as circunstâncias com pensamentos
negativos, de privação.
“Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo
o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável,
tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se
algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso
pensamento.”

EPÍSTOLA AOS FELIPENSES, 4:8


O subconsciente é a sede das emoções. É a mente
criativa. Se pensar no bem,o bem se seguirá; se pensar no
mal, o resultado será o mal. É dessa maneira que a mente
funciona.
O ponto mais importante a lembrar é o seguinte: logo
que aceita uma idéia, a mente subconsciente começa a
colocá-la em prática. A surpreendente verdade é que a lei
da mente subconsciente funciona tanto para as boas
como para as más idéias. Esta lei, se aplicada de modo
negativo, causa fracasso, frustração e infelicidade. Se os
pensamentos habituais são harmoniosos e construtivos,
contudo, você goza de saúde perfeita, sucesso e
prosperidade.
Paz de espírito e corpo saudável são conseqüências
inevitáveis, logo que você começa a pensar e a sentir da
maneira correta. Tudo aquilo que afirma mental e
emocionalmente como verdade, o subconsciente aceita e
materializa em sua experiência. Basta qu e o
subconsciente aceite a idéia. Logo que isso acontece, a
lei que rege gerará saúde, a paz e a prosperidade que
deseja. Dado o comando ou a decisão, o subconsciente
reproduz fielmente a idéia que nele foi gerada.
A lei mental é a seguinte: a reação, ou a resposta, que
obtemos da mente subconsciente é determinada pela
natureza do pensamento ou idéia que mantemos na mente
consciente.
Psicólogos e psiquiatras observaram que quando
pensamentos são transmitidos ao subconsciente,
gravações são feitas nas células cerebrais. No momento
em que aceita uma idéia, o subconsciente atua para
colocá-la imediatamente em prática. Trabalhando através
de associação de idéias, utiliza todas as migalhas de
conhecimento que você reuniu durante toda a vida para
concretizar seu objetivo. E recorre ao poder, à energia e à
sabedoria infinita que existe em você. Convoca todas as
leis da natureza para realizar aquilo que você quer. Às
vezes, parece que traz uma solução imediata para os
problemas. Em outras ocasiões, porém, ele talvez precise
de dias, semanas ou mais tempo ainda. Não temos como
saber que recursos o subconsciente mobilizará.
Lembre-se que consciente e subconsciente não são duas
mentes, mas apenas duas esferas de atividade de uma
única. A mente consciente é raciocin adora, aquele
aspecto da mente que discrimina. Você, por exemplo,
escolhe seus livros, casa, companheira na vida. Toma
todas as decisões. Por outro lado, sem qualquer decisão
consciente, seu coração continua a funcionar
automaticamente e a mente subconscie nte dirige as
funções vitais da digestão, circulação e respiração,
utilizando processos independentes do controle do
consciente.
O subconsciente aceita o que nele é gravado ou aquilo
em que você conscientemente acredita. Não submete as
coisas ao crivo do raciocínio, como a mente consciente,
nem discute com você. É como uma camada de solo que
aceita todos os tipos de sementes, boas ou más. Os
pensamentos são ativos, são as sementes. Os
pensamentos negativos, destrutivos, continuam a agir
negativamente na mente subconsciente. Mais cedo ou
mais tarde, eles emergirão e tomarão forma como
experiência externa correspondente a seu conteúdo.
Lembre-se, a mente subconsciente não se empenha em
provar se seus pensamentos são bons ou maus,
verdadeiros ou falsos. Ela reage segundo a natureza de
seus pensamentos ou sugestões. Se você
conscientemente aceita que alguma coisa é verdadeira,
por exemplo, mesmo que possa ser falso, o
subconsciente a aceitará como verdadeira e agirá para
produzir resultados que terão necessar iamente que se
seguir, porque a mente consciente aceitou -a como
verdade.
EXPERIMENTOS FEITOS POR PSICÓLOGOS
Psicólogos e outros profissionais realizaram inúmeras
experiências com indivíduos em transe hipnótico. A
pesquisa demonstrou claramente que a ment e
subconsciente não faz seleções e comparações
necessárias ao processo de raciocínio. Ela aceita
quaisquer sugestões, por mais falsas que sejam. Tendo
aceitado , reage de acordo com a natureza da sugestão
recebida.
Dando um exemplo de como ela é sugestio nável, se um
hipnotizador experiente sugerir ao sujeito que ele é
Napoleão Bonaparte, ou mesmo um gato ou um cão, ele
representará esse papel com inimitável precisão. Por um
breve espaço de tempo, sua personalidade é mudada. Ele
acredita ser o que quer que o hipnotizador disser que ele
é.
Um hipnotizador hábil pode sugerir a um de seus
estudantes, que se encontre em estado hipnótico, que
suas costas estão coçando, que o nariz está sangrando, a
outro que ele é uma estátua de mármore e ainda a outro
que ele está congelando em temperatura abaixo de zero.
Todos eles seguirão a linha da sugestão específica que
lhe foi dada, ignorando por completo todos os demais
aspectos do ambiente que não digam respeito à sugestão
hipnótica.
Esses exemplos simples mostram a diferença entre a
mente consciente, raciocinadora, e a subconsciente,
impessoal, não-seletiva, e que aceita como verdade tudo
aquilo que a primeira aceita como tal. Daí a importância
de ter pensamentos, idéias e premissa s que abençoam,
curam, inspiram e lhe enchem a alma de alegria.
O QUE É MENTE CONSCIENTE E SUBCONSCIENTE
Às vezes a mente consciente trata de objetos externos.
Ela percebe o mundo objetivo. Como meios de
observação, ela utiliza os cinco sentidos físicos. É
orientadora e diretora de seus contatos com o ambiente.
Obtemos conhecimentos através dos cinco sentidos. Ela
aprende através de observação, experimentação e
educação. Sua maior função é o raciocínio.
A mente subconsciente está ciente do ambiente exte rno,
mas não através dos sentidos físicos. Percebe através da
intuição. É a sede das emoções e o repositório da
memória. E cumpre suas funções mais altas quando estão
inativos os sentidos físicos. Em outras palavras, é a
inteligência que se dá a conhecer q uando a mente
consciente suspende suas atividades ou se encontra em
um estado sonolento, modorrento.
A mente subconsciente vê sem usar os órgãos naturais
da visão. Possui a capacidade de clarividência e
clariaudiência: pode ver e ouvir fatos que estão oc orrendo
em outros locais. E pode deixar o corpo, viajar para terras
distantes e trazer informações que são, não raro, as mais
exatas e de caráter o mais verdadeiro.
Quando compreendemos a interação entre as mentes
consciente e subconsciente, estamos em m elhor situação
para aprender a verdadeira arte da oração.
A mente subconsciente não tem a capacidade para
questionar ou contestar o que lhe dizem. Se lhe fornecem
a informação errada, ela a aceitará como verdadeira. E
trabalha-rá para tornar correta a informação. E também
fará suas sugestões, mesmo as falsas, se materializarem
como situações, experiências e eventos.
Tudo que lhe aconteceu foi resultado de pensamentos
gravados na mente subconsciente através das crenças. Se
lhe forneceu conceitos errôneos ou distorcidos, é de
importância urgentíssima que os corrija. A maneira
correta de fazer isso consiste em fornecer -lhe
pensamentos construtivos, harmoniosos. Repetidos
freqüentemente, ela os aceita. Dessa maneira, você pode
formar hábitos de pensamento e vida novos e mais
sadios, uma vez que a mente subconsciente é a matriz do
hábito.
Você já foi dominado pelo medo, pela preocupação e
outras formas destrutivas de pensamento? O remédio
consiste em reconhecer o poder do subconsciente e
resolver que vai ter liberdade, felicidade e saúde perfeita.
A mente subconsciente, criativa e una com a Mente
Divina, passará a criar o clima de liberdade e felicidade
em que você resolveu que viveria.
A mente consciente é uma espécie de “Vigia do Portão”.
Uma de suas funções mais importantes é a de proteger o
subconsciente de impressões falsas. A razão por que isso
é tão importante retroage a uma das leis básicas da
mente: a mente subconsciente é extremamente sensível a
sugestões. É importante compreender que as pessoas
diferentes reagem de maneiras diferentes à mesma
sugestão. Isso acontece porque têm diferentes
condicionamentos ou crenças subconscientes.
O dicionário lhe dirá que a sugestão é o ato ou caso de
pôr alguma coisa na mente de alguém. É o processo
mental através do qual o pensamento ou idéia sugeridos,
são recebidos, aceitos ou postos em prática. Lembre -se,
porém, que a sugestão não pode impor -se à mente
subconsciente contra a vontade da mente consciente. A
mente consciente tem o poder de rejeitá -la. O poder nasce
do fato de ela ser mentalmente aceita. Só nesse ponto é
que o subconsciente começa a agir de acordo com a
natureza da sugestão.
O PODER MILAGROSO DO SEU SUBCONSCIENTE
O poder de seu subconsciente é ilimitado. Ele o inspira e
orienta. Evoca cenas vívidas do tesouro da memória,
controla os batimentos de seu coração e a circulação do
sangue, regula a digestão, a assimilação e a eliminação.
Quando você come um pedaço de pão, ele o transmuta em
tecido, músculo, osso e sangue. Esses processos estão
além da capacidade da pessoa mais sábia que ora
caminha sobre a terra. Ele controla todos os processos
vitais e funções do corpo, e conhece a solução de todos
os problemas.
O subconsciente jamais dorme ou descansa. Está
sempre em atividade. Você pode certific ar-se desse poder
milagroso simplesmente dizendo a ele, antes de dormir,
que quer que uma certa coisa seja realizada. E vai ficar
atônito ao descobrir que serão liberadas forças existentes
em você que o levarão ao resultado que deseja. Ele é uma
fonte de poder e sabedoria que o põe em contato direto
com a onipotência. Este é o poder que move o mundo,
guia os planetas em suas órbitas e faz com que o sol
brilhe.
A mente subconsciente é a origem dos ideais,
aspirações e ânsias altruístas. Graças a ela, Shakespeare
compreendeu e revelou grandes verdades ocultas ao
homem comum de seus dias. Graças a Lea, Fídias, o
escultor grego, desenvolveu a arte e a perícia nece ssárias
para representar no mármore e no bronze a beleza, a
ordem, a simetria e a proporção . É a fonte profunda onde
os grandes artistas retiram um poder por todos
reverenciado. E que permitiu ao grande pintor italiano
Rafael pintar suas Madonas e ao gran de músico alemão
Beethoven compor suas sinfonias.
A mente subconsciente pode lhe conceder
independência do tempo e do espaço. Pode livrá -lo de
toda dor e sofrimento, dar-lhe solução para todos os
problemas, quaisquer que sejam. Há em você um poder e
uma inteligência que transcendem em muito o intelecto,
levando-o a maravilhar-se com tudo isso. Essas
experiências o farão rejubilar e acreditar nos poderes
milagrosos da mente subconsciente.
O SUBCONSCIENTE É O LIVRO DE SUA VIDA
Quaisquer que sejam os seus pensamentos, crenças,
opiniões, teorias ou dogmas que escreva, grave ou
imprima na mente consciente, você vai experimentá -las
como manifestação objetiva sob a forma de
circunstâncias, situações e eventos. O que escreve
internamente você experimenta extern amente. Sua vida
tem dois lados, objetivo e subjetivo, visível e invisível,
pensamento e manifestação.
O pensamento é percebido como uma seqüência de
disparos neurais no córtex cerebral, que é o órgão usado
pela mente raciocinadora consciente. Quando a m ente
consciente, ou objetiva, aceita interinamente o
pensamento, ele é transmitido para as partes mais antigas
do cérebro, onde se torna carne e se manifesta no que
você experimentará.
Conforme explicado antes, o subconsciente não tem a
capacidade de argumentar. Age apenas baseado no que
nele escreve. Aceita como final o veredicto ou a
conclusão da mente consciente. Este é o motivo por que
você está escrevendo no livro de sua vida, uma vez que
seus pensamentos se transformam em suas experiências.
A esse respeito, escreveu o filósofo americano Ralph
Waldo Emerson: “O homem é o que ele pensa durante
todo o dia.”
COMO O CORPO RETRATA O FUNCIONAMENTO DA
MENTE
A interação entre as mentes consciente e subconsciente
requer uma reciprocidade semelhante entre os
correspondentes sistemas nervosos. O sistema cérebro -
espinhal, ou voluntário, é o órgão da mente consciente. O
sistema nervoso autônomo desempenha idêntico papel no
que interessa ao subconsciente. O sistema voluntário é o
canal através do qual captamos e p ercebemos
conscientemente o que os sentidos nos trazem, e através
dele exercemos controle voluntário sobre os movimentos
do corpo. O centro de controle deste sistema localiza -se
no córtex cerebral.
O sistema nervoso autônomo, às vezes chamado de
involuntário, tem centros de atividade em outras partes do
cérebro, incluindo o cerebelo, o tronco cerebral e a
amídala do cerebelo. Esses órgãos têm conexões próprias
com os grandes sistemas do corpo e lhes controlam as
funções vitais mesmo quando a percepção con sciente
está ausente.
Os dois sistemas podem trabalhar separados ou em
sincronia. Quando a percepção de um perigo chega ao
centro de comutação no cerebelo, mensagens são
enviadas ao córtex cerebral e à amígdala do
subconsciente. A capacidade de defesa do indivíduo pode
começar a reagir antes mesmo de o perigo ser notado e
avaliado pelo consciente.
Uma maneira simples de focalizar a interação mental e
física é compreender que a mente consciente capta uma
idéia que é traduzida em uma série correspondente d e
impulsos elétricos no sistema nervoso voluntário. Este,
por seu lado, liga uma corrente semelhante no sistema
autônomo, passando dessa maneira a idéia à mente
subconsciente, que é o instrumento criativo. E é dessa
maneira que pensamentos se transformam e m atos.
Todo pensamento elaborado pelo consciente e aceito
como verdade é enviado pelo córtex aos demais órgãos
do cérebro que embasam o subconsciente, a fim de ser
transformado em nossa carne e manifestado como
realidade em nosso mundo.
COMO O SER HUMANO INTERFERE NO PRINCÍPIO INATO
DA HARMONIA
Se queremos pensar correta, cientificamente, temos que
conhecer a “Verdade”. Ou, como diz o versículo:
“Conhece-reis a verdade e a verdade vos libertará ” (João,
8:32). Conhecer a verdade significa estar em harmo nia
com a inteligência e poder infinitos da mente
subconsciente, que sempre se move na direção da vida.
Todos os pensamentos e atos desarmônicos, sejam
motivados por ignorância ou intencionais, resultarão em
discórdia e limitações de todos os tipos.
A ciência nos diz que construímos um novo corpo a cada
11 meses, de modo que, do ponto de vista físico, temos
na verdade apenas onze meses de idade. Se
reintroduzimos defeitos no corpo através do medo, raiva,
ciúme e má vontade, só temos que culpar a nós mes mos.
Somos a soma total de nossos pensamentos. Podemos
recusar-nos a abrigar pensamentos e imagens negativas.
Se queremos afastar a escuridão, acendemos uma luz;
para combater o frio, usamos o aquecimento; a maneira
de eliminar o pensamento negativo cons iste em substituí-
lo por bons pensamentos. Afirme o bom e o mau
desaparecerá.
COMO CONSEGUIR QUE A MENTE SUBCONSCIENTE
TRABALHE PARA VOCÊ
A primeira coisa a compreender é que a mente
subconsciente jamais pára de trabalhar. Permanece ativa
dia e noite perceber ou ouvir esse processo interno
silencioso. Você tem que trabalhar com a mente
consciente, não com a subconsciente. Mantenha
simplesmente a primeira ocupada com a expectativa do
melhor e certifique-se de que aquilo em que pensa
habitualmente tem por objetivo coisas que são lindas,
verdadeiras, justas e harmoniosas. Comece agora a cuidar
da mente consciente, sabendo no fundo do coração e
alma que a mente subconsciente está sempre se
expressando, reproduzindo e manifestando de acordo
com sua maneira habitual de pensar.
Lembre-se de que, da mesma forma que a água toma a
forma do tubo por onde flui, o princípio da vida em você
flui de acordo com a natureza de seus pensamentos.
Afirme para si mesmo que a presença curadora do
subconsciente está fluindo através de você sob a forma
de harmonia, saúde, paz, alegria e prosperidade. Pense no
subconsciente como uma inteligência viva, um excelente
companheiro de viagem. Acredite sinceramente que está
fluindo ininterruptamente em seu corpo, vivificando -o,
inspirando-o e tornando-o mais rico em tudo. E ele reagirá
exatamente dessa maneira. E assim como pensa, assim se
fará.
A TÉCNICA DO SONO
Quando entramos em estado de sonolência, torpor, todo
esforço se reduz ao mínimo. A mente consciente
submerge em grande parte quando caímos no estado de
sonolência. A razão desse fato é que o grau mais alto da
manifestação do subconsciente ocorre imediatamente
antes de adormecermos e pouco depois de acordarmos.
Nesse estado, desaparecem os pensamentos negativos,
que tendem a neutralizar nossos desejos e impedir que
sejam aceitos pelo subconsciente.
Vamos supor que você quer livrar-se de um hábito
destrutivo. Assuma uma postura confortável, relaxe o
corpo e fique imóvel. Entre em um estado de sonolência e
nele diga tranquila, repetidamente, como se estivesse
cantando uma canção de ninar: “Estou inteiramente livre
deste hábito. A harmonia e a paz da mente reinam
supremas.” Repita essas palavras devagar, com calma e
carinho, durante cinco ou dez minutos à noite e pela
manhã. A cada vez que repete as palavras, o valor
emocional delas torna-se maior. Quando surgir a ânsia de
repetir o hábito, repita para si mesmo, em voz alta, a
mesma fórmula. Dessa maneira, você induz o
subconsciente a aceitar a idéia, daí se seguindo a cura e
desejos.
COMO RECEBER ORIENTAÇÃO DO SUBCONSCIENTE
Quando você tem que tomar o que acha que será uma
decisão difícil, ou quando não consegue descobrir uma
solução para um problema, comece imediatamente a
pensar construtivamente a esse respeito. Se fica com
medo ou preocupado, você não está realmente pensando.
Pensamento autêntico não inclui medo. Vejamos agora os
passos de uma técnica simples, que você pode usar para
receber orientação no tocante a qualquer assunto:
 Tranquilize a mente e fique imóvel. Diga ao corpo para
relaxar. Ele tem que obedecer. O corpo não tem
vontade, iniciativa ou inteligência autoconsciente. O
corpo é um disco emocional que grava suas crenças e
impressões.
 Mobilize a atenção. Focalize o pensamento na so lução
do problema.
 Pense em como ficaria feliz com a solução perfeita.
Vivencie a sensação que experimentaria se a tivesse
agora.
 Deixe a mente desfrutar, de forma relaxada, essa
sensação de felicidade e contentamento. Em seguida,
vá dormir.
 Quando acordar, se não obteve ainda a resposta,
ocupe-se com qualquer outra coisa. Enquanto estiver
assim ocupado, é possível que a solução surja
inesperadamente em sua mente.
O segredo da orientação, ou ação correta, implica
procurar tenazmente a resposta certa, até que ela lhe
ocorra à mente. A resposta pode ser um sentimento, uma
percepção íntima, um palpite irresistível, que você sabe
que é a verdade. Você usou o poder do subconsciente até
um ponto em que o poder começa a usá -lo. Você não pode
de maneira nenhuma fracassar ou dar um passo em falso,
enquanto age de acordo com a sua sabedoria interna. E
descobrirá que todas as suas decisões são certas e todos
os seus caminhos pacíficos.
Lembre-se de que, uma vez que o futuro será resultado
de nossos pensamentos habituais, ele já está em nossa
mente, a menos que os mudemos através de orações. De
igual maneira, o futuro do país está no subconsciente
coletivo do povo. Nada há de estranho no sonho em que
se vê em manchetes de jornais muito antes dos fatos que
mencionavam. Esses fatos já haviam ocorrido na mente
de todos aqueles que os provocariam. Todos os seus
planos já estavam gravados naquele grande instrumento
de registro ___ o subconsciente coletivo da mente
universal. Os fatos de amanhã estão em nossa mente
subconsciente. Como também os da próxima semana, ou
os do próximo mês. E podem ser percebidos por pessoas
de poderes altamente desenvolvidos e por clarividentes.
Nenhum desastre ou tragédia pode nos acontecer se
resolvermos orar. Nada é predeterminado ou
preestabelecido. Nossa atitude mental ___ a maneira
como pensamos, sentimos, cremos ___ determina nosso
destino. Podemos, através da oração científica, moldar,
construir e criar nosso futuro. Aquilo que semeia, o
homem colhe também.
O SUBCONSCIENTE O FEZ MILIONÁRIO
Você aprenderá como se pode definitiva e positivamente
dirigir uma idéia ou imagem para o subconsciente.
Seu consciente é pessoal e seletivo. Ele escolhe,
seleciona, pesa, analisa, disseca e investiga. É capaz de
raciocínio indutivo e dedutivo. A men te subjetiva, ou
subconsciente, está sujeita ao consciente. Pode ser
chamada de escrava da mente consciente. O
subconsciente obedece às ordens do consciente. Os
pensamentos focalizados, dirigidos, alcançam o nível
subjetivo; devem ter um certo grau de inte nsidade. A
intensidade é adquirida pela concentração.
Um homem que era dono de um balcão de venda de
hambúrgueres no Meio-Oeste escreveu e disse que
aprendeu as técnicas da sobre o subconsciente. Disse
que havia concentrado em um milhão de dólares,
querendo expandir o negócio e ter vários restaurantes;
desejava também estabelecer uma filial na Europa, em seu
país de origem.
Ele seguiu a técnica de impregnar o subconsciente,
concentrando-se em um milhão de dólares. Concentrar-se
é retornar ao centro e contemplar as infinitas riquezas do
subconsciente. Toda noite ele suspendia a atividade
mental e entrava num estado de calma e relaxamento.
Reunia todos os pensamentos e dirigia toda a sua atenção
para um depósito de um milhão de dólares em sua conta
bancária. Dedicava toda a sua atenção a essa imagem
mental. Sua atenção fixa provocou uma profunda e
duradoura impressão na placa sensível de seu
subconsciente.
Ele repetia este drama todas as noites, e no fim de um
mês as coisas começaram a acontecer. Casou -se com
uma mulher muito rica que adorava a ambição, o zelo, o
entusiasmo e a vontade de realizar por ele demonstrados.
Ela comprou-lhe um restaurante que, no fim de alguns
meses, foi um tremendo sucesso; ele abriu duas filiais.
Fez alguns investimentos em açõe s de petróleo as quais
subiram fantasticamente. Este homem tem mais de um
milhão de dólares no banco e, além disso, seu
subconsciente forneceu-lhe dividendos extras, incluindo
uma esposa muito bonita e fabulosamente rica, um filho e
uma vida mais abundante.
A MAGIA DO AUMENTO
Há algum tempo, uma mulher disse: “As contas estão
amontoando; estou desempregada. Tenho três filhos e
nenhum dinheiro. Que devo fazer?”
Foi sugerido a ela começar por dar graças a Deus por
Sua bondosa provisão. Várias vezes por dia ela relaxava o
corpo numa poltrona e entrava num estado de sonolência,
quase dormindo. Ela condensava as idéias de suas
necessidades nessas maravilhosas palavras mágicas:
“Deus multiplica meus bens intensamente”. Ela
compreendeu que seu subconsciente aume ntaria e
multiplicaria por cem tudo aquilo a que ela dedicasse
atenção. O significado dessas palavras, para ela, era a
realização de todos os seus desejos, tais como contas
pagas, um novo emprego, um lar, um marido, comida e
roupas para ela e os filhos e bastante dinheiro.
Durante as orações, ela não permitia que sua mente
divagasse; focalizava e concentrava sua atenção na
significação das palavras; “Deus multiplica meus bens
intensamente”. Ela repetia essa frase várias vezes, até
senti-la como se fosse uma realidade.
A idéia de empregar uma simples frase, como no
exemplo acima, se baseia no conhecimento das leis que
rege a mente. Quando se restringe a atenção a uma
simples frase, a mente fica impedida de vagar. As idéias
são dirigidas para o subconsciente pela fé, pela repetição
e pela esperança.
Esta mulher obteve resultados espantosos. Seu irmão
chegou, sem aviso, da Nova Zelândia; há vinte anos que
ela não o via, nem sabia dele. Ele não só lhe deu quinze
mil dólares em dinheiro, como também alguns d iamantes
muito valiosos de presente. Por sugestão do irmão, ela
tornou-se secretária de um advogado; um mês depois
estava casada com o patrão! Ela pagou todas as dívidas e
disse que estava infinitamente feliz.
Os métodos do subconsciente escapam ao entend imento.
Seu subconsciente multiplica por trinta, sessenta ou cem
vezes. É a magia do aumento
O SUBCONSCIENTE E O SONO
Dormimos mais ou menos oito em cada 24 horas, ou um
terço de toda nossa vida. Esta é uma das leis inexoráveis
da vida. O sono é uma lei divina e muitas soluções de
problemas nos ocorrem quando dormimos
profundamente.
Muitas pessoas defendem a teoria de que ficamos
cansados durante o dia, dormimos para dar descanso ao
corpo e que um processo de separação ocorre quando
dormimos. Há nisso um grande mal-entendido. Coisa
alguma descansa durante o sono. O coração, pulmões,
todos os órgãos vitais funcionam enquanto dormimos. Se
nos alimentarmos antes de dormir, o alimento é digerido e
assimilado. A pele secreta suor. Unhas e cabelos
continuam a crescer.
De idêntica maneira, o subconsciente jamais descansa
ou dorme. Está sempre ativo, controlando todas as
nossas forças vitais. O processo de cura ocorre com
maior rapidez enquanto dormimos, porque, neste caso,
não há interferência da mente consciente. Respostas
notáveis nos são dadas enquanto dormimos.
POR QUE DORMIMOS
O Dr. John Bigelow. Um dos primeiros cientistas a
realizar um estudo profundo do sono, demonstrou que à
noite, enquanto dormimos, recebemos impressões
constantes através dos nervos sensoriais conectados
com os olhos, ouvidos, nariz e pele. A rede neural do
cérebro permanece também extrema -mente ativa.
A pesquisa levou-o a uma conclusão que corresponde
estreitamente às informações contidas neste livro. Disse
ele que dormimos principalmente para que “a parte mais
nobre da alma se una por abstração com nossa natureza
superior e se torne participante da sabedoria e
presciência dos deuses”.
PRECE, UMA FORMA DE SONO
Durante o dia, a mente consciente enfrenta
aborrecimentos, conflitos e discórdias. E precisa abstrair -
se periodicamente da prova sensorial e do mundo objetivo
e comungar com a sabedoria interior da mente
subconsciente. Pedindo orientação, poder e maior
inteligência em todos os aspectos da vida, você poderá
superar todas as dificuldades e resolver seus problemas
diários.
Essa abstração regular da prova dos sentidos e do ruído
e confusão do dia-a-dia é também uma forma de sono. Isto
é, você adormece para o mundo dos sentidos e acorda
para a sabedoria e o poder da mente subconsciente.
EFEITOS SURPREENDENTES DA PRIVAÇÃO DO SONO
A falta de sono pode tornar-nos irritáveis, tristes e
deprimidos. Para ser sadio, o ser humano precisa de um
mínimo de seis horas de sono. A maioria das pessoas
precisa de mais. Os que pensam que podem passar com
menos sono estão enganando a si mesmos.
Pesquisadores médicos que estudaram os processos do
sono e sua privação observaram que a insônia grave, em
alguns casos, precede colapsos nervosos. Lembre -se:
você é espiritualmente recarregado du rante o sono. Sono
suficiente é fundamental para termos alegria e vitalidade.
OS NÚMEROS E O SUBCONSCIENTE
Os números na Bíblia representam atributos e poderes
de Deus. O número um, por exemplo, é um símbolo de
Deus e freqüentemente indicado na Bíblia. Deus ou Um é a
origem de todas as coisas e a causa de todas as coisas.
O dois representa duas unidades ou dois uns; quatro
são quatro unidades e assim por diante. Dois representa
divisão, os opostos, como masculino e feminino, noite e
dia. Psicologicamente, dois representa o seu desejo.
Quando você tem um desejo, a mente está dividida; não é
um estado de inteireza ou unidade. Acalente, mantenha e
dê atenção ao seu desejo, estará absorvendo -o e
assimilando-o no subconsciente, onde morrerá.
Três significa convicção, impregnação subconsciente,
onde não mais existe o desejo. É um estado condicionado
que sucede ao trabalho que se segue ao que se fez com o
Número 2.
Quatro representa a manifestação ou concretização da
impressão subconsciente. É também um sím bolo do
mundo.
Cinco, representando a soma de 2 e 3, é o trabalho da
sabedoria e compreensão. Sabedoria é a consciência da
Presença e Poder de Deus dentro de você, e compreensão
é a aplicação do Poder de Deus na sua vida cotidiana.
Cinco é também um símbolo de imaginação (disciplinada).
Tudo o que você imagina e sente como verdadeiro irá
acontecer.
Seis, freqüentemente usado no I Ching, é um símbolo da
estrela de seis pontas, que significa o relacionamento
harmonioso entre o consciente e o subconsciente .
Quando os dois estão de acordo sobre qualquer coisa,
sua prece é sempre atendida. Seis dias se trabalhará,
porém o sétimo dia é sábado do repouso solene, sagrado
ao Senhor. . . (Êxodo, 31:15) Em termos psicológicos, seis
e sexo são sinônimos. Em termos b íblicos e metafísicos,
seis dias não se referem aos dias da semana, mas ao
período para impregnar ou transmitir uma idéia ou desejo
ao subconsciente. Quando você afirma e sente ser o que
deseja ou possuir o que está querendo, conseguindo fixar
tal estado no subconsciente, a isso se chama o sexto dia.
Você sabe quando o sexto dia chegou porque não mais
deseja o que possui na consciência. Isso pode levar um
minuto, uma hora, uma semana ou um mês, dependendo
do seu desenvolvimento espiritual e da natureza do
pedido.
O sete é usado freqüentemente na Bíblia. Eis algumas
indicações: A força de Sansão era indicada pelas sete
madeixas de cabelos. E havendo Deus terminado no
sétimo dia a Sua obra, que fizera, descansou no sétimo
dia de toda a Sua obra que tinha feito (Gênesis,
2:2). Então esperou ainda mais sete dias e soltou a
pomba; a pomba porém, já não tornou a ele (Gênesis,
8:12). O sétimo dia, a sétima hora, o sétimo frasco, os
sete lampiões, o sétimo sinete, os sete anjos, as sete
igrejas, os sete espectros, os sete candeeiros, tudo
significa a mesma coisa.
Sete significa um senso de unidade com Deus. Significa
a impregnação Divina ou o intervalo de tempo entre a
impregnação do subconsciente e a manifestação objetiva
resultante. É também chamado de Sábado ou sétimo dia,
mas na verdade não tem a ver com os dias da semana.
Olhe para o número sete. São dois uns reunidos,
simbolizando a convicção do seu bem. Psicologicamente,
o sétimo dia ou Sábado segue-se aos seis dias de
trabalho, o que simplesmente que uma s ensação de
repouso se segue à aceitação subjetiva do desejo. É um
tanto semelhante à mulher que está grávida. Ela é
cuidadosa e circunspecta quando está com o filho no
ventre e depois de um determinado período dá a luz. Da
mesma forma, você sabe que está c arregando um filho
(prece atendida) dentro de si e no devido tempo dará a luz
à prece atendida. O sete significa sabedoria oculta,
repouso, quietude, sossego. O número sete será
explicado mais profundamente no decorrer deste livro.
Oito. Assim serão as oito tábuas . . . (Êxodo, 26:25) E
oito anos ele reinou em Jerusalém (II Crônicas, 21:5). E no
oitavo dia a pele do prepúcio será circundada (Levítico,
12:13). O número oito aparece diversas vezes na Bíblia. É
um símbolo de infinito que não tem princípio nem fim.
Oito é o valor digital do nome Jeová (JHVH). O movimento
da mão ao escrever o número oito é uma alternação
rítmica que sugere ação e reação, involução e evolução.
Oito significa também esplendor, plenitude, grandeza,
imensidade, infinidade. A circunc isão ocorre no oitavo
dia. Psicologicamente, isso significa quando você se
torna consciente de que o “EU SOU” é Deus, isto é, Ser,
Vida, Consciência. Ao sintonizar com o Infinito, sabendo
que o Princípio Vital é o pai de tudo e que todos os
homens são seus irmãos, você experimentará um senso
de unidade com toda a vida e todos os homens do mundo
inteiro. Ao afirmar que tudo o que é verdade de Deus
também é sua verdade, você irá de glória em glória, de
oitavo em oitavo, o que é simbolizado pelo número oito,
que não tem princípio nem fim. Oito significa que você
está se movendo para frente, para cima e para Deus. A
circuncisão no oitavo dia é um ato mental e espiritual. No
momento em que você compreende que é o tabernáculo
do Deus Vivo e quando se despoja de s eu nome,
nacionalidade, posição social e todas as coisas atinentes
à sua personalidade, você descobre que está revelando a
Presença de Deus, que é o oitavo dia, a oitava hora,
oitavo filho, etc.
O número nove, como último da série de símbolos
numéricos, representa realização, consecução,
concretização, o fim de um ciclo. Cada fim é a semente de
um novo começo. De nove côvados era o seu
comprimento (Deuteronômio, 3:11). Por toda a terra até a
nona hora (Mateus, 27:45). E por volta da nona hora
clamou Jesus (Mateus 27:46). E na nona hora fiz uma
prece (Atos, 10:30). Em termos psicológicos, nove
significa um novo nascimento em Deus, pelo qual o seu
intelecto é iluminado pelo altíssimo. Uma mulher dá à luz
no nono mês; da mesma forma, você dá à luz a sabedoria ,
beleza e verdade de Deus, muitas vezes invadido por uma
iluminação mística. Nove significa também realização de
um certo objetivo em sua vida, como o de alcançar o
pináculo de sua profissão, na ciência, arte ou indústria.
Mas não há fim. Quando você alca nça o que acredita ser o
último degrau da escada, há um novo princípio, pois não
há fim para a glória que é o homem.
Dez é simplesmente Deus ampliado em sua experiência.
Psicologicamente e de um ponto de vista fálico, dez
consiste de um (masculino) e zero (feminino, útero), um
símbolo de Deus em ação.

Capítulo 2
CONCEITO DE LEI
É o processo pelo qual o não manifesto torna -se
manifesto. É o processo pelo qual o observador torna -se
o observado; aquele que vê se transforma no cenário; o
sonhador evidencia o sonho.
Toda a criação, tudo o que existe no mundo físico, é
resultado do não manifesto transformando -se em
manifesto. Tudo o que contemplamos vem do
desconhecido. Nosso corpo físico, o universo físico ___
tudo o que podemos perceber pelos sentidos ___ é
transformação do não manifesto, do desconhecido, do
invisível, em manifesto, conhecido, visível.
O universo físico nada mais é que o “Eu”
desdobrando-se para experimentar-se como espírito,
mente, matéria. Em outras palavras, todos os processos
da criação são processos através dos quais “Eu”, a
divindade, se expressa. A consciência em movimento se
expressa como os objetos do universo na eterna dança da
vida.
A fonte de toda criação é a divindade (o espírito). O
processo da criação é a divindade em movimento (a
mente). O objeto da criação é o universo físico (inclusive
o corpo).
Esses três componentes da realidade ___ espírito,
mente e corpo (observador, ato de observar e observado)
___ são, essencialmente, a mesma coisa. Todo s eles vêm
do mesmo lugar: o reino da potencialidade pura, que é
puramente não manifesto.
As leis físicas do universo, na verdade, representam
esse processo da divindade em movimento, ou a
consciência em movimento. Quando compreendemos
essas leis e as aplicamos em nossa vida, qualquer coisa
que desejamos pode ser criada, porque as mesmas leis
que a natureza utiliza para criar uma floresta, uma
galáxia, uma estrela, um corpo humano, podem realizar
nossos desejos mais profundos.
Agora passaremos às leis mentais e passos a serem
aplicados para alcançar a prosperidade.
LEIS MENTAIS E PASSOS A SEREM APLICADOS
Perdoar, Agradecer, Arriscar, Declarar, Ação, Oração
científica , Fé, Esperança, Segurança, Autoconfiança,
Ganhar, Gastar, Caridade, Generosidade, Economizar,
Investir, Dízimo Universal e Dízimo Pessoal, Prosperidade,
Visualizar, Sonhar, Manifestar, Transcender, Amor,
Flexibilidade, Auto-estima, Entusiasmo, Ambição,
Motivação, Decisão, Intuição, Disciplina, Silêncio,
Desejos e o Medo.
Conhecendo os passos a serem tomados, o
consciente e o subconsciente citados no capítulo
anterior, com certeza realizaremos nossos mais íntimos
desejos e alcançaremos a prosperidade. Nossa vida
individual é impulsionada por esses conhecimentos e
atitudes. Se soubermos equilibrar, em nossa vida, estas
formas de ações, estaremos sintonizados com a
abundância. Cada um de nós, a cada momento, está
recebendo, processando, recriando e emitindo energia
vital. E quem consegue sintonizar seu movimento
individual com o movimento do universo vive em
abundância. Prosperidade e abundância não são dons
somente materiais. Elas se manifestam no universo físico
mas existem em todas as dimensões do Universo, em
todos os planos. Então elas não podem ser medidas pela
quantidade de bens materiais e sim pelo estado de
espírito de cada indivíduo, de cada ser vivo.
UMA PESQUISA INTERESSANTE
Uma pesquisa mostra que o ser humano vive 5% de
presente, ou seja, muitos não vêem o dia passar, fica
estressado, ansioso, preocupado, não aproveitando as
tantas maravilhas existente ao seu redor. Vive 25% de
futuro, ou seja, está preocupado em possuir sua casa,
carro, família, faculdade, etc., e vive 70% do passado, ou
seja, lembrando, cultivando e replantando suas sementes
negativas (ervas daninhas), que automaticamente colherá
novamente (ação e reação), quando o correto é viver 70%
de presente 0% de passado e 30% de futuro, que é a
conseqüência do presente bem vivido. Mas a pergunta é:
como esquecer o passado ? Como eliminar más
lembranças do passado, como mágoas, ódio, etc.? Está
técnica será explicada adiante. Não podemos esquecer
que somos 100% responsáveis pelos nossos atos, ou
seja, não adianta criticarmos as outras pessoas, o que
precisamos é olhar para o nosso “eu” e analisá -lo com
muito carinho.

Capítulo 3
PERDÃO
É só dizer a palavra “perdão” para algumas pessoas e
a resposta é imediata: “Está brincando?” ou “Estou fora!”
ou “Nunca” ou “Não depois do que ela fez!” ou até mesmo
“Bem que eu gostaria que fosse possível”. Às vezes, a
mera idéia de perdoar alguém pode resultar em
sentimentos de raiva e fúria mais intensos; às vezes traz
alívio imediato.
Pare alguns minutos e repare nas emoções que a
sugestão de perdoar alguém desperta em você. Permita
que venha à sua mente um indivíduo que você acha que
lhe fez sofrer. O que você acha de perdoar essa pessoa?
O que significa para você perdoá -la? O que você teria que
fazer para perdoá-la.
Uma das razões pelas quais todos achamos difícil
viver no momento é o fato de nos concentrarmos nas
feridas que sofremos no passado. Essas feridas, sejam
elas físicas, emocionais, mentais ou financeiras,
tornaram-se parte das nossas identidades. É com
freqüência mais seguro suportá-las ___ sofrer com a
lembrança delas ___ do que deixá -las ir embora e correr o
risco de enfrentar as mudanças que certamente se
seguirão. Renunciarmos a nossa mágoa significa
atravessar uma morte e um renascimento, deixando que
uma identidade desapareça e outra tome seu lugar. Isso
pode ser assustador, especialmente se não estivermos
certos de como será a nova pessoa que nos tornaremos.
No entanto, grande parte da nossa energia criativa
pode estar sendo despendida no revivescimento de
antigas feridas. Somos chamados para o passado por
lembranças de mágoas e traições, e ainda pelo desejo de
reparar as ofensas. Ensaiamos o que vai acontecer;
representamos nossos roteiros de vingança e reparação.
Pedimos que nos curem. Mas não alcançamos a cura,
porque na verdade não a desejamos. Abandonar nossas
feridas significa o risco de perder a nós mesmos, a
pessoa que conhecemos.
Para que possamos liberar essa energia que está
ligada ao passado, a melhor solução que conheço é
perdoar com amor as ofensas e mágoas que sofremos.
Perdoar não significa admitir que fo i correto sermos
feridos ou que a justiça não deva ser feita. Significa
renunciar as imagens da nossa dor tendo em mente uma
maior unidade, para que nossa energia possa voltar para
nós no presente. Significa dar a nós mesmos permissão
para avançarmos e sermos perfeitos.
Nunca é fácil perdoar, porque essa atitude implica
renas-cer. Na verdade, você pode fazer do perdão de
antigas feridas um projeto de concretizar seus desejos:
concretizar um novo você livre de mágoas.
Recuperar sua energia do passado é um importante
ele-mento no seu programa de competência na
concretização de seus desejos; o perdão pode ser a
ferramenta-chave para que você alcance seu objetivo.

PERDÃO __ A CHAVE PARA A PAZ DE ESPÍRITO


Existem muitas maneiras de definir o p erdão, porque
o perdão é muitas coisas. É uma decisão, uma atitude, um
processo e um modo de vida. É algo que nós oferecemos
aos outros e às vezes algo que aceitamos.
Perdoar é uma decisão de ver além dos limites da
nossa personalidade. É a decisão d e ver além dos medos,
idiossincrasias, neuroses e erros ___ de ver uma essência
pura, não-condicionda pela nossa história pessoal, que
possui um potencial ilimitado e que sempre merece
respeito e amor.
Perdoar é uma escolha de “ver a luz ao invés do
abajur”, escreveu o Dr. Gerald Jampolsky, autor de muitos
livros sobre o perdão. Na verdade, quando você perdoa,
você pode ver o abajur (identidades condicionadas ou
baseadas no medo), mas você o vê no contexto da luz que
ilumina o íntimo de cada um de nós .
Para perdoar é preciso reconhecer que, se a pessoa
está se comportando como um “bobalhão”, ou de modo
insensível, então estão implícitos no seu comportamento,
a constrição e medo. Mesmo que não óbvio para o olhar
intransigente, sob os seus comportamentos e atitudes
está um pedido de respeito, reconhecimento e amor. No
início é preciso muita percepção para notar essa
dinâmica, porque estamos condicionados a ver a outra
pessoa como estúpida ou errada, ao invés de oprimida e
assustada.
Perdoar é uma atitude que implica você estar disposto
a aceitar ser responsável pelas suas percepções,
compreendendo que suas percepções são uma escolha e
não um fato objetivo.
Perdoar é uma atitude que favorece olhar para uma
pessoa que você pode ter julgado automaticamente e
notar que ela é mais do que apenas a pessoa “horrível” ou
insensível que você vê. Se alguém o repreende ou age
desrespeitosamente, sua reação condici onada pode ser
sentir-se magoado, ameaça-do e zangado: “Como ela
pode dizer isso de mim?” ou “Como ele ousa gritar
comigo?” Essas reações são naturais. Existem respostas
alternativas que podem lhe dar a clareza e a visão
necessárias para evitar que as reaç ões ignorantes ou
baseadas no medo de outras pessoas deixem você
zangado ou na defensiva.
Uma conseqüência de compreensão de que as suas
percepções são uma escolha é que, à medida que você
muda as suas percepções, suas reações emocionais
também mudam. Ao invés do homem zangado que atacava
você cinco minutos atrás, você vê um garotinho frustrado
e assustado. Na maioria das vezes, a criança ferida e
assustada que há nos outros é a responsável pelas suas
faltas de julgamento maduro e amoroso. Essa crianç a
ferida vive dentro de nós, adultos, se as nossas
necessidades básicas de amor, entendimento e conforto
foram negadas na nossa infância. A criança ferida
continua sendo uma força motriz dentro da psique adulta
até ser reconhecida e curada. Perdoar capacit a você a ver
a criança ferida, o condicionamento passado, o pedido de
socorro e o desejo de amor e respeito que está sob o
comportamento in-sensível.
Perdoar é um processo que requer a mudança da suas
percepções repetidas vezes; raramente ocorre uma só
vez. Nossa visão habitual é obscurecida pela projeção de
julgamentos e percepções do passado sobre o nosso
presente. Enquanto isso acontece, somos facilmente
iludidos pelas aparências externas. Quando escolhemos
mudar a nossa perspectiva para uma visão mais profunda
e abrangente, somos capazes de reconhecer e afirmar a
verdade maior do que somos e do que os outros são.
Como resultado dessa mudança, surge naturalmente uma
compaixão maior para conosco e para com os outros.
Cada vez que realizamos essa muda nça, enfraquecemos o
monopólio do ego sobre as nossas emoções e podemos,
como está implícito na palavra perdoar, deixa passar,
liberar e deixar de se prender ao passado. Perdoar é um
sentimento que pode ser experimentado de muitas
maneiras: alegria, paz, abertura emocional, tranqüilidade,
extroversão, confiança, liberdade, leveza e senso de
justiça.
Perdoar é um modo de vida que gradualmente nos
transforma de vítimas indefesas das nossas
circunstâncias em poderosos e amorosos co-criadores da
nossa realidade. Como modo de vida, o perdão envolve o
compromisso de experimentar cada momento de maneira
nova, clara, sem medo. Ele é o fim das percepções que
obscurecem a nossa capacidade de amar. Quando a
maioria das pessoas pensam em perdoar, elas acham algo
a ser feito de situação a situação, de incidente agressivo
a incidente agressivo. Embora o perdão seja crucial
nesses períodos se desejamos ser livres, saudáveis e
capazes de avançar, ele é, no sentido mais amplo, uma
maneira geral de se relacionar com a vi da que é clara,
compassiva e compreensiva. Perdoar nos ensina que
podemos discordar resolutamente de alguém sem negar o
nosso amor; perdoar nos leva além dos medos e dos
mecanismos de sobrevivência a que fomos
condicionados, até uma certa ousadia de visão que nos
permite adentrar num novo reino de escolha e liberdade
onde podemos descansar das nossas batalhas. Perdoar
nos leva ao lugar onde a paz não é uma estranha e nos
capacita a conhecer a nossa verdadeira força.

O QUE O PERDÃO NÃO É


Perdoar não é aprovar comportamentos negativos e
impróprios ___ tanto seus como de outra de pessoa.
Abuso, violência, agressão, traição e desonestidade são
algumas coisas que podem ser completamente
inaceitáveis. Você pode sentir que uma ação firme e
decidida ___ divórcio, litígio, ou o final de um
relacionamento ___ é necessária para impedir que aquele
comportamento se repita. Perdoar não significa aprovar
ou apoiar o comportamento que lhe causa dor, nem o
impede de agir para mudar uma situação ou para proteger
os seus direitos. Por exemplo, a idéia de perdoar um
estuprador, pode perturbar ou até mesmo enfurecer você.
Pode parecer impossível perdoar alguém que violou
intensamente os direitos de outra pessoa; mas isso só é
impossível se for necessário aceitar o ato para perdoar.
Perdoar não é fingir que está tudo bem, quando você
sente que não está. Às vezes, a diferença entre o
verdadeiro perdão e negar ou reprimir a raiva e a mágoa
pode ser enganosa e confusa. Como sentir raiva muitas
vezes é considerado inaceitável (ainda mais se você a
expressa), muitas pessoas aprendem cedo na vida a
substituir sentimentos verdadeiros por sentimentos e
comportamentos aceitáveis, que não resultem em punição
e abandono.

PARE E PENSE
Pare por alguns minutos e recorde algu ma vez em que
você esteve com raiva. O que você sentiu? Ou, se você
está zangado agora, pare e se conscientize do que está
sentindo neste momento… Agora respire fundo e se
aprofunde nas suas emoções. O que está acontecendo
sob a sua raiva? Você se sentiu o u se sente assustado?
Inseguro? Indefeso? Impotente? Magoado? Abandonado?
Você sentiu, ou sente, o desapontamento de expectativas
frustradas ou sonhos não-realizados? Olhe mais fundo.
Sob os medos, frustrações e/ou tristeza, você quis ou
quer que alguém escute ou preste atenção em você?
Você, consciente ou inconscientemente, estava ou está
pedindo respeito, reconhecimento, carinho ou amor?
À medida que você for se aprofundando,
possivelmente se perceberá que a raiva é na verdade um
sentimento superficial. Não por ser falsa ou trivial, mas
porque encobre muitos outros sentimentos e energias. Se
nos perdermos na nossa raiva, ficaremos surdos aos
nossos sentimentos mais profundos. Acabaremos
ouvindo apenas aqueles que aprenderam a falar mais alto.

RAIVA E RESSENTIMENTO
A raiva é uma forte e temporária reação emocional à
sensação de estar sendo ameaçado de alguma maneira.
Quando a raiva surge, pode ser expressa e aberta e
diretamente, ou pode ir para o subterrâneo, se
expressando de uma maneira sile nciosa e persistente,
como ressentimento crônico. O ressentimento já foi
comparado a uma brasa ardente que seguramos com a
intenção de jogá-la em outra pessoa, enquanto queima a
nossa mão. Na verdade, a palavra ressentimento é a forma
substantivada de ressentir ___ sentir intensamente e
sentir de novo. Quando estamos ressentidos, sentimos
intensamente a dor do passado de novo e de novo. Isso
não só desgasta dramaticamente o nosso bem -estar
emocional como também ataca de uma maneira poderosa
e negativa o nosso bem-estar físico.

AUTO-ANÁLISE
Gostaria que você fizesse uma auto-análise no que se
refere a sua gestação, nascimento, sua fase de bebe,
criança, adolescente e adulto na visão de Freud e seu
discípulo Reich como será explicado abaixo:
Reich, discípulo de Freud, desenvolveu métodos não
verbais de analisar os conteúdos psíquicos para com eles
trabalhar. Para Reich, existiria um paralelismo psicofísico
que permitia ao profissional tratar da mente usando o
corpo e vice-versa. Seus postulados partiam de
observações de pacientes e trabalhos corporais e sua
base teórica foi fundamentada na teoria do
desenvolvimento da criança de Freud. Em uma de suas
mais importantes obras, Análise do caráter, Reich
descreveu o trabalho terapêutico com pacientes
analisando as resistências mais freqüentes em análise
que decorrem, muitas vezes, do que ele chamou de
estrutura do caráter.
Para Reich, as pessoas que tiveram traumas ou
estresse muito grandes em uma determinada fase da vida,
ficariam fixadas em atitudes típicas dessa fase e teriam
uma atitude mais ou menos previsível a partir daí,
seguindo uma estrutura de personalidade, que ele chamou
de estrutura de caráter. Essa estrutura provém de um
“encouraçamento do Ego frente aos perigos do mundo
exterior e das exigências recalcadas do Id”. A estrutura
de caráter, segundo ele, não é apenas mental, é também
física e pode ser codificada a partir de posturas mentais e
físicas (a partir das couraças musculares) e trabalhada
por meio do corpo. O caráter determina um a forma de ser
e estar no mundo mais ou menos enrijecida, que é uma
mudança crônica do Ego, pois esse tem uma função
protetora, como uma casca que resguarda um interior
frágil.
A formação do caráter depende de fatores como fase
da vida, na qual ocorre o choque entre a realidade externa
e o mundo interior; freqüência e intensidade das
frustrações, traumas e estresse; a capacidade para tolerar
a frustração; e outros fatores que determinam quantidade
e qualidade do processo energético envolvido.
O caráter é marcado pela formação de couraças
musculares ou pontos em que a energia não flui,
permanecendo fixa. As couraças musculares refletem
problemas, fixações ou complexos. Dessas observações,
nasceram a leitura corporal e o trabalho corporal em
psicoterapia. Hoje em dia, muitas linhas terapêuticas e
analíticas utilizam o corpo para mobilizar os conteúdos
psíquicos, de formas diversas. Reich foi o pioneiro.
O fato de Reich trabalhar com o corpo não significa
que ele excluísse a mente ou a livre a ssociação de idéias.
Pelo contrário, ele acreditava que trabalhar as
associações de idéias era muito importante, mas poderia
tornar-se estéril se o indivíduo estivesse preso a atitudes
e pensamentos estereotipados, como curtos circuitos
mentais. Seu projeto terapêutico visava à conscientização
sistemática das atitudes neuróticas provenientes do
caráter, para que as resistências mais grosseiras, ligadas
a sua estrutura, não impedissem o prosseguimento da
análise.
Diferentemente de Freud, Reich acredita va ainda que
fosse possível tornar conscientes os conflitos
psicológicos, conforme propunha a psicanálise, eles
continuariam a existir. O entendimento da origem dos
problemas alivia por certo tempo à condição da pessoa
com algum desequilíbrio, a qual porém, tende a voltar a
ordenar-se da mesma maneira, pois esse é o modo mais
econômico de ordenar sua estrutura mental. Reich
utilizava o conceito da economia da libido, ou seja, o jeito
mais fácil para se organizar psiquicamente (e
energeticamente) é aquele já conhecido e, por isso, via de
regra, volta-se sempre a ele.
Reich passou a usar o termo bioenergia (que significa
a energia que circula entre o corpo e a mente) para
descrever a unidade funcional que é o ser humano. Reich
apontava para oposição entre postura/estrutura e
movimento. Quanto mais rígida a postura, a atitude mental
ou física, menor o movimento de energia. Entretanto, a
energia também precisa de um corpo para transitar.
Sujeito saudável é aquele que pode movimentar -se e
estruturar-se, que não é rígido, nem total-mente maleável.
Para entender as estruturas de caráter impõe -se
conhecer, brevemente, o pensamento de Freud.
Freud estudou o desenvolvimento individual do
homem a partir da sua infância. Definiu que o homem tem
pulsões, que equivalem ao instinto presente nos animais,
e que essas pulsões movem-no em direção ao objeto
desejado ou afastam-no do indesejado. Essas pulsões
fazem parte inicialmente do “id”, que é a camada mais
antiga e primitiva do psiquismo. O Id impulsiona o
individuo a satisfazer as suas necessidades inatas e a
descobrir o mundo, mas ele desconhece os limites. O Id é
o ser, na sua forma mais bruta e pura. Posteriormente, o
contato com o mundo externo possibilita o
desenvolvimento do Ego, que será a interface e ntre os
instintos e a realidade. É o Ego que proporcionará o meio
de satisfazer as necessidades do Id de maneira mais
segura.
O Ego é um protetor dos estímulos externos e um
modula-dor das respostas que a pessoa dá às diversas
situações e que, em última análise, determina a identidade
de cada um. O indivíduo não é somente o seu Ego, mas
identifica-se com ele e se expressa por meio dele. O Ego
gera o movimento voluntário e pode proporcionar
respostas de confronto, fuga e adaptação, dependendo do
estímulo externo. Ele se ajusta, ainda, às exigências
internas do Id e decide quais desejos e instintos devem
ou não ser satisfeitos. Além do Ego, há o Superego, que
armazena as exigências e condutas dos pais e internaliza
certos padrões, que servirão de guias p ara as tomadas de
postura durante a vida. o superego dá uma série de
limites ao Id. Entre os valores do Superego e as
necessidades do Id, está sempre o Ego. As tensões e
frustrações diárias geram estresse e sensação de
desprazer. Já o oposto disso é o rela xamento. Segundo
Freud, o homem é impulsionado pelo instinto de prazer
em oposição ao instinto de morte.
Para Freud, a libido é um impulso sexual que orienta a
pessoa a buscar o prazer, não só o do ato sexual, mas
também aquele relacionado à estimula ção das zonas
erógenas. A libido surge, pois, na primeira infância e
estimula a criança a explorar a zona erógena ativada em
cada fase de sua vida.
Assim, distingue-se a fase oral, em que a libido se
concentra na boca, no ato de mamar e, posteriormen te, na
mastigação. Segue-se à fase sádico-anal, na qual a libido
concentra-se na região anal e a criança sente prazer com
a possibilidade de reter as fezes e de eliminá -las. Após
esta fase, a criança passa pela erotização dos órgãos
genitais e pela diferenciação do feminino e do masculino,
mas o contato com os genitais ainda não é total. Essa é a
fase em que a criança pode desenvolver o complexo de
Édipo (fase fálica ou genital-incestuosa). Finalmente,
surgem a fase de latência e a fase genital. A fase de
latência começa em torno dos cinco anos, estendendo -se
até a puberdade. Na puberdade, ocorre a fase genital,
propriamente dita, que é o contato definitivo com a
sexualidade, marcando o início da vida adulta.
O desenvolvimento saudável possibilita a at ivação
das zonas erógenas, levando o indivíduo a desenvolver -se
bem física e psiquicamente. Quando há traumas,
dificuldades, ausência de contato em uma determinada
fase, a criança pode fixar-se em uma dessas fases
(fixação da libido).
Reich inicia sua teoria tomando como ponto de
partida as idéias freudianas, que dizem ocorrer à
formação do caráter com base no conflito entre o meio
externo e as pulsões internas. O Ego estrutura a
meditação entre as pulsões libidinais (Id) e as exigências
do meio externo (representadas internamente pelo
Superego). Quando a energia da libido não pode ser
expressa, forma-se um recalque. Se a mesma inibição se
repete cronicamente, esse recalque se tornará parte de
uma couraça. Tal pode ocorrer a vários níveis e a soma de
conflitos enfrentados dará uma forma específica à
couraça, sendo expressa por uma atitude mais ou menos
permanente ou por meio de um caráter típico e rígido –
mecanismo de proteção do Ego.
Esse processo, tal como foi descrito, mostra a
formação de um caráter neurótico, em contraposição ao
não neurótico ou “genital” (genital, pois não há
encouraçamento da libido).
O caráter neurótico é marcado por atitudes rígidas ou
estereotipadas e pouco adaptadas ao meio, ao passo que
o caráter não neurótico ou genital encontra-se em um
indivíduo capaz de adaptar-se ao meio, de ser flexível e
de fazer fluir sua energia, mesmo em situações difíceis. O
que faz a pessoa procurar análise ou terapia não é seu
caráter propriamente dito, mas algum sintoma que ocorre
pela inadaptabilidade das respostas comuns a sua
estrutura carcterológica.
O caráter neurótico forma-se na tentativa de regular
as pressões das pulsões internas e dos limites externos,
mas que, com o tempo, solidifica-se como um modo de
agir do qual o indivíduo não consegue mais se livrar,
passando a fazer parte do seu jeito de ser. A fase do
desenvolvimento em que ocorrem conflitos mais intensos
e duradouros acaba por marcar onde se fixará a libido.
Assim, retorna-se às fases descritas por Freud: oral,
sádico-anal, fálica e genital-incestuosa.
Se houver uma fixação da libido na fase oral, forma -se
um caráter depressivo, se a fixação ocorrer na fase
sádico-anal, forma-se um caráter compulsivo, se a fixação
for na fase fálica, forma-se um caráter fálico-narcisista e
se a fixação ocorrer na fase genital -incestuosa, forma-se
o caráter histérico. Autores reichianos modernos apontam
ainda para a fixação da libido na fase pré -oral (ou seja,
durante gestação e nos primeiros dias de vida),
originando um temperamento fóbico que será explicado
adiante. Os indivíduos que não chegam a se fixar em
nenhuma dessas fases, pois o estresse ou o trauma é
anterior à formação do caráter, são aqueles que não
apresentam uma estrutura psíquica protegida e são,
portanto, extremamente frágeis. São, sob o aspecto
psíquico, psicóticos ou com traços de psicose. Nesse
ponto, distinguiu-se a neurose da psicose. A psicose é
mais grave e anterior à neurose.
Na psicose está um Ego demasiadamente frágil, inapto
para intermediar os perigos do meio externo com os do
meio interno. A pessoa psicótica passa a identificar -se
com o que está a sua volta, incapaz que é de perceber os
limites entre “o dentro e o fora”. As alucinações ou
delírios presentes na psicose são interpretações errôn eas
dos sinais do mundo exterior ou interior: a pessoa
percebe um vulto como alguém que o ataca, sente uma
dor de cabeça e tem a certeza de que alguém ou algo
efetivamente lhe pressiona a cabeça, e assim por diante.
Muitos psicóticos identificam-se com algum personagem
histórico, como Jesus Cristo, Hitler, Elvis Praisley, etc.
Este é um modo de assumir uma forma ou uma estrutura
delimitada e fechada, em um universo normalmente com
poucos limites e diferenciações. É melhor ser Elvis e
saber como se portar a partir dessa referência, que não
ter referência alguma. Obviamente, há graus de psicose,
mas algumas pessoas não os apresentam claramente,
pois conseguem elaborar mecanismos de proteção ou
fixações neuróticas “de cobertura”, ou seja, a neurose
encobre o núcleo frágil psicótico. Nesse caso, o
encouraçamento é ainda mais importante como fator de
proteção e o caráter, também, pode apresentar -se mais
rígido (do que em um individuo “apenas” neurótico), por
estar cumprindo a função de impedir a desintegração do
Ego.
Fazendo uma analogia, o indivíduo psicótico
comporta-se como uma casa em que faltam algumas
paredes, portas e janelas. A casa pode ser invadida por
animais selvagens ou por pessoas de todos os tipos.
Seus alicerces são fracos e a casa não represe nta um
abrigo seguro. Já o individuo neurótico se comporta como
uma casa que apresenta paredes no meio da sala,
algumas janelas fechadas e portas que não abrem. É uma
casa, eventualmente, segura, mas, muitas vezes, disfun -
cional.
Apresentam-se, a seguir, os caracteres neuróticos
descritos por Reich e pelos autores neo-reichianos: oral,
compulsivo, fálico-narcisista, histérico e o caráter (ou
traço) fóbico e a psicose. Cada um desses traços mostra
aspectos quantitativos e qualitativos de fixação da lib ido,
ocasionando quadros diversos. Todos temos alguma
fixação neurótica, maior ou menor, pode haver mais de
uma fixação em uma mesma pessoa. O ser humano é
complexo, bem como o seu desenvolvimento; não se pode
esperar encontrar indivíduos completa -mente “não-
neuróticos” sem conflitos ou fixações.
Uma última observação a respeito da terminologia
usada neste texto: no caráter, descrito por Reich,
subentende-se uma estrutura muscular rígida, que reforça
a idéia de couraça. Portanto, podem-se chamar de
“caráter” apenas aquelas fixações nas fases posteriores à
fase oral (caráter compulsivo, fálico -narcisista e
histérico). As fixações na fase oral e perinatal ou intra -
uterina, recebem a denominação de tempe-ramento, pois
ainda não há musculatura suficiente p ara formar as
couraças descritas por Reich.

PSICOSE
A psicose, do ponto de vista energético-estrutural,
ocorre quando há ausência de defesa psíquica, a pessoa
se vê tomada de conteúdos do inconsciente e do meio
externo sem poder separar-se deles. O estado psicótico
denota uma profunda ausência de estrutura. Algumas
características psicóticas são: dificuldade de focar e
prestar atenção, dificuldade de estar presente, alteração
da percepção do mundo externo em relação ao interno.
Ausência de identidade, extrema permeabilidade ao
mundo externo e ausência de couraça ou de defesas
efetivas.
Para os autores reichianos, o desenvolvimento de
psicose pode ocorrer no caso de haver um grande
estresse em fases muito precoces da vida, ou de o
indivíduo ter uma baixíssima carga energética. Um
exemplo do primeiro caso são as ameaças para a vida,
como doenças sérias da gravidez, tentativa de aborto,
rejeições profundas, que ficam gravadas em todo o
organismo da pessoa, impossibilitando -a de desenvolver-
se psiquicamente. Mesmo com uma boa gravidez sem
ameaças, o óvulo fecundado pode trazer deficiências
energéticas tais, que há, posteriormente, impossibilidade
de formar uma estrutura egóica. Simplificando, o
problema pode estar no solo em que é plantada a
semente, na própria semente, ou nos dois. Em qualquer
uma das possibilidades não há, segundo a teoria
reichiana, estrutura suficiente para conter a energia do
cerne (ou centro vital). Alguns autores acreditam, ainda,
que pode haver níveis de algo chamado núcleo ps icótico,
traduzidos não como uma psicose em si, mas como um
núcleo de fragilidade interna, que o indivíduo poderá
passar a defender durante a vida, assumindo posturas
muito rígidas, para proteger-se de uma possível
desestrutura-ção.

TEMPERAMENTO FÓBICO
Reich descreveu os tipos de caráter de acordo com a
fase da fixação da libido. Naquela época, pouco se sabia
da formação da psique no nível intra-uterino. Acreditava-
se que os eventos marcantes na vida de uma pessoa
ocorriam na infância, mas não havia meios de estudar os
efeitos de uma fase anterior à fase oral. Hoje, muitos se
dedicam a estudar essas fases cruciais do
desenvolvimento: a vida intra-uterina, o parto e os
primeiros dias de vida. Os comentários a respeito do tipo
fóbico, mais adiante apresentados, baseiam-se nos
estudos de Ferri e Cimini.
Forma-se um núcleo fóbico na fase intra -uterina e nos
primeiros dias de vida, quando o bebê está muito
desprotegido e qualquer falta de segurança é sentida
como uma ameaça à sua vida. Segundo os aut ores, um
estresse intra-uterino poderá gerar uma estrutura
psicótica como visto anteriormente, mas isso é verdade
apenas se o feto não tiver energia suficiente para
proteger-se. Se esse feto sofre um estresse menor ou tem
maior quantidade de energia, não haverá psicose, mas o
desenvolvimento de uma personalidade fóbica, em maior
ou menor grau. A psicose é uma patologia e não uma
estrutura de caráter ou de personalidade.
Retomando o tipo fóbico que, conforme descrito, é um
indivíduo com média ou alta quantidade de energia e que
passou por um grande estresse na vida intra -uterina,
pergunta-se que tipo de estresse poderia causar a fixação
fóbica. Provavelmente: tentativas de aborto, falta de
contato entre a mãe e o filho, profunda rejeição materna
nessa fase, problema físico da mãe, tal como doença
grave que envolva o bebê ou não, etc. Outro momento que
pode ser muito significativo para a formação de um
núcleo fóbico é o parto. Um parto estressante que não
possibilite a passagem tranquila do mundo protegid o
intra-uterino para o mundo externo, tão intenso e cheio de
estímulos (luzes, sons, tato, dor, fome, etc), também pode
determinar uma fixação fóbica. Os partos estressantes
vão desde aqueles em que corre risco à vida do feto,
como eclampsia, deslocamento prematuro da placenta,
circular de cordão, como também, em outro plano, o uso
de fórceps e cesariana. Entender o parto como um
momento de passagem e de início de vida e, como tal, a
primeira experiência de mudança e início de ciclo, é
perceber que um parto com risco de morte deixa uma
marca profunda, como o medo de morrer, a cada mudança
da vida. Um parto com o uso de fórceps deixa a marca de
um grande esforço necessário para entrar em um novo
ciclo. Finalmente, o parto cesáreo, tão corriqueiro nos
dias de hoje, no Brasil, imprime uma passagem repentina
e , às vezes, antes do tempo, quase como um susto que
acompanha as mudanças de vida dessa pessoa e, muitas
vezes, posteriormente, um desejo profundo de não
precisar fazer nenhum esforço nas passagens da vida .
Todas as situações descritas resultam em um estudo
de alarme e alerta característico do tipo fóbico.
Na vida adulta, são pessoas extremamente sensíveis,
que percebem rapidamente se o ambiente em que se
encontra é acolhedor ou não, estão sempr e prontos a sair
de cena se a situação ficar difícil ou pesada. O indivíduo
fóbico, é capaz de inibir a agressividade dos outros com
sinais infantis de desproteção e chamados de
acolhimento e aceitação. Por estarem sempre com uma
sensação de ameaça de vida, são extremamente atentos e
móveis; sabem estudar a distância perigosa entre si e o
outro. Em suas relações, confiam sempre desconfiando e,
apesar de precisarem do outro para carregar sua energia
e receber a estrutura que não possuem, não podem ficar
prisioneiros. Ao menor sinal de falta de movimento ou de
liberdade, sentem-se desconfortáveis e procuram uma
saída.
Fisicamente são muito leves, com pouquíssima
estrutura muscular de defesa. São ágeis, tem o olhar
atento e estão sempre ligados no que est á acontecendo.
Muito sensíveis, podem facilmente sentir -se
descarregados energeticamente.
O aprendizado necessário para o tipo fóbico consiste
em tornar-se capaz de se defender melhor, para poder
relaxar em ambientes que não são necessariamente
ameaçadores.

TEMPERAMENTO ORAL
A fase oral do desenvolvimento inicia -se após o
nascimento e vai até cerca dos 10 meses, ou o período do
desmame fisiológico, quando a criança começa a
mastigar. O bebê é totalmente dependente da mãe, que
alimenta de leite e amor esse pequeno ser, desprotegido e
frágil. Suas defesas ainda não existem e seu único
recurso é chorar. Algumas mães são capazes de distinguir
os tipos de choro de seu bebê (choro de fome, de cólica,
de sono, etc). A mãe entra no mundo do bebê e decodifica
os sinais para que haja uma comunicação entre eles. Há
uma sintonia entre os dois, nada mais importa para a
criança na fase oral. Muitas vezes, entretanto,
principalmente nos dias de hoje, a criança não é
devidamente amamentada ou passa por um d esmame
precoce, que lhe confere uma marca, um estresse na fase
oral. Não só esses fatos objetivos, relativos à
amamentação são importantes, mas também os mais
sutis, como a presença da mãe que vela pelo bebê, que
advinha os seus desejos, que compreende o s eu choro.
Muitas mães podem oferecer contato maior, mas com
qualidade ruim, estando dispersas e preocupadas com
muitas coisas que não o bem-estar do seu bebê. O
contato entre a mãe e filho é o primeiro passo para se
estabelecer uma forma de comunicação e d e relação entre
duas pessoas. Essa comunicação ficará impressa no
indivíduo e servirá de modelo para ele se expressar,
posteriormente, a outras pessoas.
Nesta fase, o bebê ainda não desenvolveu suficiente
sua musculatura e seus sistemas de defesa são precários.
Crianças próximas ao desmame são capazes de morder,
mas bebês mais jovens, de dois ou três meses, ainda não.
Isso confere uma diferença aos tipos orais encontrados
no adulto: o tipo oral insatisfeito e o tipo oral reprimido.
O primeiro tipo, oral insatisfeito, como o nome já diz,
não foi satisfeito nas suas necessidades. Não recebeu o
que lhe era de direito e tenderá a sentir -se oco,
necessitando que a vida ou os outros o completem. A
sensação de vazio interior, muitas vezes, manifesta -se
como uma depressão na vida adulta ou uma tendência a
buscar relacionamentos simbióticos, em que o parceiro
oferece um preenchimento da sua lacuna e ocupa o lugar
da mãe, que “adivinha” suas necessidades, mas não um
lugar de adulto e companheiro que convers a, troca, exige,
dá e recebe.
O segundo tipo, oral reprimido, recebeu de sua mãe
aquilo que um bebê necessita, porém cedo demais ela
saiu de cena, voltando a trabalhar ou ausentando -se da
relação e do contato com seu bebê. Às vezes, isso ocorre
pela introdução precoce de alimentos sólidos na dieta de
uma criança pequena, que ainda não tem musculatura
preparada para receber esses alimentos. Esse bebê já
está mais forte e mais velho que o primeiro caso, iniciou
o desenvolvimento da mastigação e apesar d e não estar
completamente pronto, em breve passará a morder. Esse
bebê também se sente vazio pela ausência precoce de sua
mãe, mas como defesa, cerra os dentes e a boca.
Além das descrições dadas, observa -se, ainda, a
situação oral em que a mãe não consegue deixar o filho
crescer, sair da dependência, ou, na qual, o pai está
emocionalmente ausente e a criança sente a necessidade
de ter a mãe sempre próxima de si. A pessoa que não teve
uma relação oral equilibrada com a mãe, fica impedida de
ir em frente, de explorar o mundo e buscar sua mobilidade
e independência. Ou seja, tanto a deficiência na fase oral,
quanto o excesso, levarão a uma dificuldade em entrar
nas fases seguintes.
O adulto com dificuldades na fase oral apresentará
sentimentos de menos valia e insegurança, um eu frágil e
sugestionável. Torna-se muito dependente do parceiro e
teme a separação como sendo algo insuportável. Por não
ter desenvolvido suficientemente a capacidade de
contenção (que é a característica da fase anal, em que se
contém as fezes), o tipo oral freqüentemente tende a
extravasar sua intimidade, falando a todos de si mesmo,
esperando que alguém o contenha e o faça sentir -se
preenchido. Quando acometido por alguma dificuldade
emocional maior, tem muita dificuldade de guardar para si
seus problemas, pede ajuda, mas não escuta as respostas
ou tende a pedir socorro a quem não o pode socorrer,
ficando ainda mais vazio de si. Em geral, é pessimista e
acredita que o mundo lhe deve.
O adulto com traços de oralidade reprimida pode
reagir ao vazio interior tornando-se crítico e mordaz. Essa
seria uma “ação reativa” e não uma verdadeira
possibilidade de escolha. O oral reprimido tem muita raiva
pela privação de afeto e atenção a que foi submetido, mas
pouco consegue fazer a respeito, pois ainda não é capaz
de se suprir energeticamente. Ele depende do outro,
porém não gosta dessa dependência. Também
reativamente, o tipo oral pode tender a acumular demais.
Acredita que ao possuir bens, títulos, diplomas,
casamento e filhos “apresentáveis” será suficiente para
obter a satisfação que tanto se busca. Contudo, continua
sempre vazio, pois ele tem, mas não é.
Corporalmente falando, o tipo oral tem uma estrutura
de defesa muito fraca e sensível, pois não consegue
atingir plenamente a muscularidade, responsável pela
formação das couraças mais fortes. Por isso, é muito
permeável ao meio e não suporta tensões prolongadas.
Segundo Gino Ferri, sua economia energética é negativa,
no sentido de ser freqüente-mente acometido de mal-
estar, mau-humor, cansaço e vigor diminuído. Seus
movimentos são um pouco mais lentos e tendem ao
imobilismo. Diferentemente do tipo fóbico, o indivíduo
fixado na fase oral é incapaz de fugir rapidamente das
situações difíceis, também não consegue posicionar -se
positivamente em relação a elas.
A saída e a possibilidade de evolução para um tipo
oral é aprender a acreditar na vida, ter fé e saber buscar
atividades e relacionamentos que sejam realmente
nutridores.

TIPO ANAL OU CARÁTER COMPULSIVO


A fase anal do desenvolvimento da criança vai de
cerca de dez meses até dois anos de idade. Ou seja, ela
se inicia no desmame ou no fim da fase oral. Com uma
alimentação mais sólida e consistente, a criança passa a
formar o bolo fecal, que será contido em seu organismo
até que ele evacue. A sensação de conteúdo e forma, de
continência, de coordenação motora e de muscularidade
(necessárias para o ato de defecar) são características
dessa fase, muito diferente da anterior, em que a criança
ainda era incapaz de “conter” as fezes e, por analogia, a
própria energia. Nessa fase, a criança começa a andar e
passa de meros movimentos a motilidade real. O bebê
está sendo amamentado, inicialmente, precisa de muitas
mamadas para repor a energia dos alimentos, contudo,
próximo aos dez meses, pode ficar períodos mais longos
sem precisar comer ou sem se sentir vazio. Essa é uma
grande característica que marca a diferença do tipo oral
para o tipo anal: a possibilidade de sentir -se pleno e de
conter a energia.
O tipo oral não pode viver sem o outro, sem a mãe que
o alimenta. Suas relações na vida adulta são o que se
chama de relações simbióticas, ou seja, “eu preciso do
outro”. Não há escolha, não se pode viver só, pois se
trata de uma questão de sobrevivência. Já na entrad a do
período anal, da “neuro muscularidade”, da continência, a
pessoa passa a ser capaz de, até certo ponto, aguentar
períodos maiores sem precisar ser alimentado pela mãe
ou pelo outro. O tipo anal percebe que tem algo dentro de
si e isso causa uma sensação de potência, um prazer em
ser capaz de conter e fazer sua “obra prima” (obrar
significa defecar). Esses dados são fundamentais para
entender os conteúdos relacionados à vida de um tipo
anal. Ele é um indivíduo sólido, concreto e independente.
Se a criança continuar a desenvolver-se, passará
pelas fases fálica e histérica, até atingir a fase genital.
Entretanto, o tipo anal tem uma fixação nessa fase. Por
que isso acontece? A mãe desse indivíduo é uma mãe
presente, mas também dominadora. Ela control a suas
evacuações, o treino do controle esfincteriano, deixando
uma profunda marca na criança, que “precisa” conter, a
qualquer custo. O que se observa é, justamente, que o
tipo anal é um tipo “contido” e não expansivo. Já o pai
pode ser castrador, ameaçando a criança de ir adiante, de
tomar conhecimento de seu falo e de sua potência genital
(na fase seguinte, que é a fase fálica). Portanto, a criança
fica presa nessa fase, sem poder experimentar
plenamente as próximas. Seus pais são tipos rígidos e
castradores, ameaçam a criança com punições fortes e
violentas. A neurose de castração, descrita por Freud, é a
que dá origem aos tipos anais ou compulsivos. Hoje em
dia, esse tipo de estrutura é menos freqüente na
sociedade ocidental, graças à divulgação da psic ologia
em revistas, televisão e escolas. Muitos pais sabem que
punir severamente uma criança pode atrapalhar seu
desenvolvimento. Infelizmente, isso é confundido com
ausência de limites e a criança, sem o exemplo dos pais,
tem de experimentar de tudo para descobrir seus próprios
limites e, muitas vezes, passa a vida brigando com a
impossibilidade de ter tudo o que quer.
O controle precoce dos esfíncteres obriga a criança a
manter a musculatura rígida, a fazer força e a segurar as
fezes. Se ela estiver pronta, conter as fezes lhe dá
sensação de potência e de prazer. Se isso ocorrer
precocemente, tem medo de perder o controle (“fazer uma
cagada”) e, assim, torna-se rígida, para tentar “segurar” o
máximo possível.
O adulto do tipo anal é reservado, inibido, às vezes,
depressivo, tem uma agressividade latente, pouco
expressa, e pode apresentar traços compulsivos e
obsessivos. Essas características revelam um indivíduo
metódico, perfeccionista, racional, excessivamente
organizado, com um senso de dever exagerado.
Diferentemente do fálico, o anal não costuma ser muito
criativo ou líder, ele é mais preso a uma estrutura.
Mudanças na programação causam angústia para alguém
que tem um forte traço anal.
O compulsivo tem um pensamento minucioso,
repetitivo, linear, sem a noção clara de prioridades.
Muitas vezes, é assolado por dúvidas, justamente por não
conseguir priorizar o que é mais importante em sua vida.
Tende a ruminar, a gastar muito tempo com pensamentos
e idéias, como se estivesse mastigando e digerindo
lentamente tudo o que acontece com ele.
A agressividade é um outro ponto importante, pois o
adulto que é predominantemente do tipo anal tem muita
dificuldade para expressá-la e, quando o faz, é tomado,
muitas vezes, por um sentimento de cul pa. Expressar a
agressividade é uma característica típica de um fálico,
pois este reconhece essa força em si e identifica -se com
ela. Já o anal, tem o medo da castração e recolhe seus
impulsos agressivos, bem como os criativos, por medo do
enfrentamento.
Do ponto de vista corporal, são pessoas rígidas, com
o corpo tenso e “socado” ou atarracado. Têm pouca
mobilidade e apresentam tensões na região perianal,
pelve, lábios, maxilares e também na cervical. São, em
geral, retraídos e pouco espontâneos. O t ipo anal
representa muito bem aquilo que foi inicialmente descrito
por Reich como couraça muscular, por ser sólido e ter
uma defesa, muitas vezes impenetrável. Seus movimentos
são pouco naturais e com ausência de ritmo, pois ele não
entra em contato com os ritmos internos de seu corpo.
Olhos, boca, pescoço, com baixa circulação. Já o abdome
e a pelve têm menor quantidade de energia, como se o
diafragma separasse a parte superior da parte inferior do
corpo. Não há uma boa comunicação entre as vísceras,
ritmos abdominais e pelve de um lado, com o peito e a
cabeça do outro. É alguém que não está bem conectado
com seus impulsos sexuais, com a fome, com o “frio na
barriga”, pois não consegue sentir, nem elaborar essas
informações que “vêm de baixo”.
Como defesa, passa a ser morno afetivamente. Separa
os afetos das idéias, é muito reservado e apresenta um
marcado autocontrole. Não sente muito prazer, mas
também não sente dor. Relaciona-se com os outros com
austeridade, crítica e senso de dever, pois sua relaç ão
marcante com os pais ensinou-o a endurecer e fazer
força. Pode chegar a ser pedante, pois está muito focado
em si mesmo, nos seus esforços e, raramente, sente o
outro. Tem, em geral, dificuldade de expressar a raiva,
que fica contida e voltada para dent ro. É também uma
pessoa econômica, não gosta de gastar muito dinheiro, do
mesmo modo que pode economizar elogios, carinho e
afeto.
A evolução para um tipo anal é ousar, ir além, soltar -
se, permitir-se ter prazer e deixar de ser tão econômico.
Expressar sua agressividade de maneira construtiva e
criativa, acreditar que ao se soltar, ele não será punido e
ao dar, não ficará sem nada.

TIPO FÁLICO OU CARÁTER FÁLICO-NARCISISTA


Após a fase oral e anal do desenvolvimento da
criança, ela passa por outra fase, chamada fálica. A fase
fálica vai em geral dos dois aos cinco anos de idade,
quando o indivíduo descobre os próprios órgãos sexuais.
Além disso, já mais crescida, a criança passa a explorar o
mundo que a cerca, é capaz de expressar-se melhor, de
buscar o que quer, de relacionar-se com outras crianças,
saindo da esfera que envolve apenas os pais. Ela percebe
que há um mundo inteiro lá fora, esperando para ser
explorado. Essa sensação é mais um salto evolutivo,
inicia a possibilidade criativa e expan siva. A fase fálica
caracteriza-se pelas descobertas que a criança pode
fazer, quando suas atuações já não dependem tanto dos
pais como antes. É uma fase de exibicionismo, como se
por meio do falo (no homem) a criança pudesse mostrar
sua potência.
Alguns pais e, principalmente algumas mães podem
ser “castradores” e ignorar ou reprimir as manifestações
de potência que a criança começa a mostrar. Pode haver
até uma competição com a criança sobre quem manda ali
e o “corte” dos pais ser sentido co mo uma rejeição. Não
significa que os pais não possam dar limites aos filhos,
mas sim que, algumas vezes, há uma competição pelo
espaço, a criança pode ser podada de maneira violenta,
principalmente pela mãe que muitas vezes, é rígida e
também sedutora. A criança que ama profundamente essa
mãe, esconde a ferida da rejeição e passa a tentar provar
que realmente “pode”, em uma tentativa de vingança.
Verifica-se um jogo entre mãe e filho ou entre pai e filha,
de quem conquista e quem rejeita, de quem detém o
poder.
Diferentemente da fase anterior, não há um controle
visceral, das entranhas, da “obra-prima” (fezes). Ao
chegar à fase fálica já se é continente, já se experimentou
o prazer e a potência decorrentes do controle
esfincteriano e se está apto a explorar o mundo. Os pais
acompanham a criança até então, mas com a nova dose
de energia presente nesse momento, podem sentir -se
ameaçados na sua autoridade e daí iniciam a castração,
nessa fase mais tardia. Ou então, são pais que toleram
bem a independência de seus filhos e, por isso, não
interferiram demais na fase anal anterior, mas no
momento da fase fálica, exigem uma postura confiante,
extrovertida e de sucesso de seus filhos. A criança ainda
está experimentando o mundo, mas os pais já querem
resultados. O sentir é posto de lado e inicia -se o fazer.
Fazer aulas, fazer lições, fazer bonito nas festas e para os
amigos dos pais, fazer uma série de coisas produzindo,
com isso, uma imagem. A imagem é mais importante que
o ser, ser quem realmente é, com suas f raque-zas e dores.
Na vida adulta, indivíduos que ficaram fixados nessa
fase, apresentar-se-ão como tipos fálicos. O tipo fálico é,
em geral, muito ativo, autoconfiante, objetivo, enérgico,
ousado e marcante. Pode ser arrogante e agir com
superioridade. Ele é cortante, destrutivo e agressivo. Não
tem medo de falar “na cara”, de magoar ou humilhar
alguém e, quando é ofendido parte para o ataque. Por
outro lado, é muito franco e não dissimula. É sério e
tenaz; sua objetividade e praticidade f azem-no chegar
onde planeja. Não gosta de ficar parado, sem fazer nada.
Do ponto de vista corporal, o tipo fálico é, muitas
vezes, atlético, bonito, imponente, com ombros largos e
postura altiva. Apresenta um ar de superioridade e
presunção. O pescoço é duro e musculoso, a coluna é
rígida e reta; ele é muito focado e até obstinado. Tem
grande agilidade motora e mental, uma postura rígida e
marcante. Seu corpo é marcado por uma fragilidade nas
regiões abdominal, diafragmática e da boca, mas o resto
do corpo é firme e denso, compensando a fragilidade
principalmente com um enrijecimento do pescoço, que
sustenta a sua postura altiva, de confronto e ação.
O fálico tem bastante energia e está sempre fazendo
algo, como se não tivesse o direito de relaxa r, ter prazer e
sentir. Aliás, o ato de “fazer” o tempo todo é, muitas
vezes, uma fuga do sentir. O sentimento torna -o mais
humano, mais suave, principalmente na relação com o
outro. Em geral, ele é mais rígido e frio e busca emoções
fortes que possam mobilizar alguma resposta que o
permita abusar do poder ou de drogas ou de conquistas
amorosas, como um colecionador. A dificuldade de
energia e de ter prazer opõem-se ao envolvimento
amoroso profundo; a conquista é sempre um jogo de
poder. Essa é a atitude tipicamente narcísica,
relembrando o mito de Narciso, que se afogou no lago por
enamorar-se pela sua própria imagem.
A questão da imagem é um ponto central na
personalidade narcísica. Não é só física, mas também a
imagem social, o status e o poder. Mos trar suas fraquezas
e feridas está fora de cogitação. Um tipo fálico, em geral,
quando adoece, não o revela à família, mantendo até o fim
a imagem de líder, que é forte e está acima da vida e da
morte.
O grande medo da pessoa fálica é de precisar de
alguém, depender emocionalmente. Por isso, coloca -se
sempre em posição de superioridade e força. O medo de
precisar e pedir o faz por outro lado, desprezar
profundamente quem se coloca em posição oral. O fálico
tem muita dificuldade de receber e de se entr egar. Sua
reação a qualquer ameaça é atacar e não retroceder, ele
não tem medo do confronto e sim, da entrega. Um outro
ponto difícil na vida de um indivíduo predominante fálico
é a paranóia. Por não confiar e não se entregar a ninguém
ele está sempre alerta e desconfiado.
O homem fálico-narcisista teve, provavelmente, uma
forte admiração pela sua mãe, sedutora, mas rígida. Aqui
se encontram duas situações distintas: na primeira, a
própria mãe é o elemento castrador da relação, enquanto
o pai é, muitas vezes, mais ausente ou fraco. Na segunda,
o pai também é forte, líder e exigente.
Na primeira cena, com um pai ausente e uma mãe
marcante ocorre identificação com a força materna.
Durante o seu desenvolvimento, a criança não encontra
impedimento para tornar-se decidida. Contudo, por não
ter tido um confronto real com um pai na infância, este
tipo fálico terá maior dificuldade ao se deparar com uma
figura autoritária masculina. Na vida adulta poderá se
identificar com correntes alternativas de poder, em
oposição ao sistema vigente.
Na segunda cena, com uma mãe forte e um pai fálico
e, também, forte, mas não castrador o suficiente para que
o menino se retraia e volte à fase anal, a criança é
estimulada a adotar uma atitude também fálica,
desafiante, de líder. Socialmente, assume posições de
poder e liderança, ocupa lugares de destaque. A postura
narcísica é incentivada pela estrutura da sociedade, que
vê com bons olhos a produtividade, a competitividade, o
fazer em detrimento do prazer e, desse m odo, ocorre um
reforço positivo de sua atitude perante a vida. Encontram -
se nessa situação, homens de destaque, estadistas,
grandes líderes.
Já a mulher narcisista tem também um pai sedutor,
mas que provavelmente a abandona no momento da
genitalidade. A mãe costuma ser crítica, moralista e não
faz aliança com a filha, mas tem menos força que o pai.
Assim, a mulher narcisista despreza as outras, tem
facilidade de fazer aliança com os homens, mas, em um
nível profundo, compete com eles. Se ela for fort e demais
pode tornar-se o “homem” da casa e deixar o marido em
uma posição impotente.
Pacientes fálico-narcisistas raramente procuram
terapia, pois têm uma imagem ideal de si mesmos e não
admitem que os outros apontem seus erros. É igualmente
importante saber que, nos dias de hoje, o mercado de
trabalho é altamente competitivo, oferecendo pouco
espaço para o ser humano, por trás da política de
resultados por todos almejada. Portanto, o tipo fálico -
narcisita é bem adaptado ao sistema social vigente.
Alguns, porém, chegam a fazer terapia e, por gostarem de
ser bem-sucedidos, podem aprofundar-se bastante, o que
se torna um ponto positivo no tratamento.
O desenvolvimento de um tipo fálico ocorre quando
ele pode ser, sem ter de fazer. Aceitar seus err os e
aprender que a imagem não é tudo. Confiar nas próprias
emoções e ser capaz de entregar-se em uma relação sem
precisar ficar em posição de superioridade.

TIPO FÁLICO OU CARÁTER HISTÉRICO


A fase histérica do desenvolvimento da criança é
marcada por descobertas de diversas possibilidades de
expressão, é a última fase antes de se atingir a plena
potência genital. Essa fase, chamada genital -incestuosa,
ocorre após a descoberta da potência fálica; alguns
autores acreditam que a fase fálica é mais pro eminente no
homem e a histérica, na mulher.
Na fase fálica, a energia da criança é reta, direta, ela
foca algo e vai atrás do que quer. Já na fase histérica,
ocorre uma exploração ampliada, de todas as
possibilidades do ambiente, de maneira circular. A fase
histérica caracteriza-se por uma excitação global, um
reconhecimento de energia que circula em diversas
direções até poder ser descarregada (fase genital). A
criança é estimulada pelos pais e responde tornando -se
ligada, alegre, interessada e ativa . Entretanto, fixar-se
nessa fase pode causar superexcitação sem descarga
energética. Isso ocorre, porque a criança em fase genital -
incestuosa passou pelas sucessivas fases do
desenvolvimento, foi querida, amamentada, recebeu
limites, mas não excessivament e rígidos, desenvolveu-se
livre das amarras e chega à fase edípica, de
enamoramento do pai (para a filha) ou da mãe (para o
filho). É uma criança cheia de vitalidade e energia, mas
seu foco de amor não é passível de ser concretamente
realizado, pois o pai ou a mãe não pode corresponder
sexualmente a esse amor. Nesse momento, os pais
saudáveis reconhecem a excitação da criança e ajudam -na
a canalizá-la para uma expressão criativa ou ensinam -na a
esperar (fase da latência) até que surja um parceiro, na
adolescência, a quem dirigir sua forte energia sexual.
Todavia, alguns pais extremamente sedutores, entram no
jogo de excitação da criança, mas por não poderem ser os
depositários de tanta libido, acabam recuando e deixando
a criança só e perdida. Essa atitude c ria uma marca na
criança, que é a impossibilidade de dirigir sua energia
para um foco, para um objetivo. Ela fica desorientada,
sem conseguir canalizar a sua forte libido. O período
edípico, que marca a fase histérica, é chamado de
primeira fase genito-ocular (em oposição à segunda, que
ocorre no início da puberdade). A criança entra em
contato com o pai ou a mãe (do sexo oposto) e faz
fantasias do tipo incestuosas. Entretanto, ela não as pode
realizar e a energia fica estagnada nessa fase da
evolução, criando angústia e dificuldade de descarga
energética.
Na fase adulta a primeira fotografia do tipo histérico
revela uma pessoa sedutora, desfocada, hiperexcitada,
dramática, ansiosa e pouco centrada. Trata -se de um
indivíduo que tem a capacidade de pre ssentir o que
esperam dele e de se adaptar rapidamente, como uma
espécie de camaleão. Gosta de ser o centro das atenções.
O tipo histérico é mais facilmente encontrado nas
mulheres, contudo, também pode aparecer nos homens
que apresentam delicadeza e cortesia, além das
características descritas anteriormente.
Emocionalmente, são pessoas instáveis, sonhadoras,
sugestionáveis e que, facilmente, se perdem em fantasias.
O comportamento sexual de sedução sem envolvimento e,
muitas vezes, no último instante, esquivam-se e fogem da
relação, em uma espécie de contato e fuga. Na relação
sexual, podem ter dificuldade e descarga energética,
apesar de atingirem um alto grau de excitação. Graças a
essa alta carga e pouca possibilidade de descarga,
provocada pela dificuldade de relaxamento e entrega, são
pessoas que, freqüentemente, envolvem -se em múltiplas
atividades, pois têm muita energia. São ainda indivíduos
que têm muito medo de entrar em depressão. Daí surge o
comportamento de agitação e excitação, para não precisar
entrar em contato com questões internas mais difíceis.
Mudam facilmente de opinião e apresentam, comumente,
instabilidade de reações. Desapontam -se com facilidade,
pois idealizam as situações e os parceiros. Gostam de
fantasiar e, muitas vezes, acreditam em suas próprias
fantasias de maneira infantil, pois têm dificuldade de lidar
com a realidade tal como ela é. Costumam recusar -se a
admitir seu comportamento sedutor e ficam chocadas com
insinuações feitas pelo sexo oposto, pois, na iminência d e
exercer a sexualidade, retraem-se, adotando um
comportamento passivo ou apreensivo. Freqüentemente,
representam papéis, sem chegar a expressar
verdadeiramente o que estão sentindo.
Do ponto de vista corporal, o adulto do tipo histérico
tem agilidade pélvica (rebolam, dançam), agilidade
corporal, cintura fina, linhas curvas e formas sinuosas.
São pessoas que somatizam facilmente. Com seu andar
leve, macio e flexível, não impõe sua presença no
ambiente, mas insinuam-se nele. São sexualmente
provocantes e sensuais. O tipo histérico não é pesado (do
ponto de vista muscular), pois não condensa sua defesa
em uma couraça bem definida; dissipa sua energia sem
um foco preciso. Seu bloqueio energético encontra -se
principalmente nos olhos e na pelve (da fase ge nito-
ocular). Sua energia concentra-se na região pélvica,
ficando deficiente na região dos olhos, de tomar uma
postura assertiva (pescoço) e de ter uma identidade forte
(peito). Sua couraça não é rígida como a do tipo anal ou
do tipo fálico, mas pode ser tão ou mais difícil de abordar,
pois é uma defesa móvel, “como uma rede de pescador,
cujos nós a tornam elásticas”.
O indivíduo do tipo histérico não costuma
racionalizar, elaborar profundamente ou intelectualizar.
Sua energia está mais disponível par a a ação e a atuação.
O amadurecimento do tipo histérico vem quando ele parar
de ser ator e passa a ser o autor no palco da vida.
Apesar de possuir bastante energia, nem sempre sabe
usá-la, por não conseguir focar seus objetivos facilmente
e por sua dificuldade em organizar-se. Eventualmente,
apresenta co-fixações ou “misturas” de outros tipos de
fixações de caráter.
Sabendo-se disso devemos então fazer uma auto -
análise com muito carinho, olhar realmente para o nosso
íntimo e realmente perdoar os pais. Pare em pense um
pouco: Para você ter nascido, você precisou de seus pais,
seus pais de seus avós, seus avós de seus bisavós e
assim sucessivamente. Nesta linha de raciocínio também
existe a transferência de aprendizado de geração para
geração, ou seja, sua árvore genealógica. Sendo assim
ninguém tem culpa na sua árvore genealógica, pois foram
transmitidos a educação da melhor maneira de geração
para geração. Se você foi educado erroneamente, perdoe -
os e olhe para os seus filhos, netos, bisnetos e assim por
diante. Você tem a oportunidade de romper com a
ignorância, intolerância, falta de carinho, medos,
sentimento de pobreza, etc. Basta entender que o perdão
beneficia mais a si mesmo do que a pessoa em que você
está magoada, pois o perdão é uma que stão de
inteligência e seus pais nada têm de culpa em sua
educação não é? Um outro fato é perdoar a si mesmo e as
outras pessoas com a mesma linha de raciocínio citada
acima. Tenho certeza que você já perdoou seus pais, sua
árvore genealógica e demais pess oas de seu ciclo de
convivência e amizade. Existem ótimas bibliografias no
que se refere ao perdão. Aprenda para nunca mais
esquecer, que a prática do perdão nos liberta para a
felicidade, a saúde e a prosperidade na vida. Não
podemos nos esquecer que somos 100% responsáveis
pelos nossos atos. Se você praticar 10% dos
ensinamentos citados neste livro, com certeza sua vida
melhorará 10%. Se você praticar 50%, 60% e assim por
diante. A escolha é totalmente sua. Tenha disciplina e
verá rapidamente os resultados do universo conspirar a
seu favor em todos os sentidos. Leia com muita atenção,
senão não adianta seguir o ensinamento do caminho da
prosperidade.

Capítulo 4
AGRADECER
“Apresentemo-nos diante Dele com ação de graças ”.
(Salmos 95:2).
Todo o processo de riquezas mentais e materiais
podem ser sintetizado em uma única palavra ___ gratidão.
Um pensamento de gratidão por qualquer bem recebido é
em si mesmo uma prece partida do coração, que traz em
si própria uma benção. O homem dotado de gratidão é um
homem rico e feliz. Shakespeare já dizia: “Senhor, Tu que
nos dá a vida, dá-nos também um coração repleto de
gratidão”.
Henry Thoreau, um dos maiores filósofos da América,
assim se pronunciou: “Devemos agradecer por termos
nascido”. Considere, somente por um instante, que não
tivesse nascido; não teria, conseqüentemente, jamais
assistido a um belo nascer do sol, a um maravilhoso
poente e tampouco visto os olhos do seu cachorro.
Jamais teria apreciado as belezas da natureza ou as
estrelas do céu, alimentos diários da nossa alma. Não
teria também admirado as montanhas nevadas cintilando
como diamantes sob a luz do sol, sentido o contato
afetuoso dos seus entes queridos, percebido as riquezas
existentes à sua volta e respirado a doce fra grância das
flores ou do mato cortado.
Seja agradecido e grato pela beleza da manhã, por ter
olhos para ver as belezas de Deus, ouvidos para ouvir a
música celeste e o canto dos pássaros, mãos para tocar
as suas melodias e voz para proferir palavras de conforto,
de coragem e de amor.
Seja grato pela casa que possui, por seus entes
queridos, seus parentes, sua profissão e seus
companheiros de trabalho. Repita com freqüência: “Rezo
pela felicidade de todos os membros da minha família;
agradeço e sou grato a Deus, cuja figura reverencio e
exalto em minha mulher (marido) e em meus filhos;
abençôo tudo que fazem assim como também tudo aquilo
que dou, por saber que há mais valor em dar do que em
receber. Dou graças a Deus pelo meu trabalho e peço sua
benção para os meus companheiros, meus fregueses e,
enfim, para todas as pessoas. Meu negócio cresce, se
expande, se multiplica e se amplia, proporcionando -me
lucros mil vezes maiores”.

A LEI DA GRATIDÃO
Inicialmente, faz-se necessário aceitar, de forma total
e integral, a existência de uma Inteligência Infinita, da
qual fluem todas as coisas; em segundo lugar, acreditar
que essa Fonte se manifesta de acordo com a natureza
dos seus pensamentos; e por último, admitir o seu
relacionamento com essa Inteligência Infinita através de
um profundo sentimento de gratidão interior.
Há uma lei da gratidão, com a qual é preciso
harmonizar-se para ser bem sucedido. Essa lei, segundo a
Bíblia, é a seguinte: “Aproximai-se de Deus e Ele também
se aproximará de você”. Esta lei traduz o princípio natural
___ cósmico e universal ___ da ação e da reação, que
simplesmente significa, em linguagem mais específica,
que tudo aquilo que sensibiliza o subconsciente vem
posteriormente a se manifestar. A atitude mental da
gratidão decorrente do reconhecimento por tudo de bom
que se recebe transforma-se em convicção no
subconsciente, determinando a manifestação exterior da
coisa desejada.

GRATIDÃO E RIQUEZA
Um osteopata disse certa vez sobre a sua pobreza
como menino, a ponto de ter de se empregar como
porteiro para poder pagar seus estudos. Depois de
formado, ao abrir seu primeiro consultório, uma semana
inteira passou-se sem que aparecesse um único cliente, o
que o deixou amargurado e pessimista. No decorrer da
segunda semana, a primeira cliente que lhe apareceu
disse-lhe: “Estamos muito agradecidas por ter o Senhor
se instalado aqui, pois necessitávamos muito dos seus
serviços nesta redondeza. Muitas de nós temos rezado
para que o Senhor seja muito feliz por aqui”. E
acrescentou: “Fico sempre agradecida por tudo que
acontece; sei que muitas pessoas vivem na miséria e na
pobreza por não cultivarem o sentimento de gratidão”.
Este fato foi um marco de transformação da sua vida.
As palavras da mulher calaram fundo e m seu coração e
ele deu graças a Deus pelo poder benéfico que fluía
através dele para a sua cliente, à qual também agradeceu
pela remuneração que lhe deu. E quanto mais agradecido
fixava a sua mente na Fonte de todas as curas e de todas
as boas coisas que possuía, mais ainda recebia. Sua
atitude de gratidão estabeleceu uma maior Harmonia entre
a sua mente e as forças criadoras do Universo, fazendo
com que os clientes afluíssem ao seu consultório. Em
conseqüência, tornou-se rico em sabedoria, realizou
curas milagrosas e ficou com uma clínica prestigiada e
rendosa.

A TÉCNICA DA GRATIDÃO
Um pai prometeu à filha uma viagem à volta do
mundo, com todas as despesas pagas, como presente de
formatura. Ela ainda não recebeu o dinheiro da viagem
tampouco a iniciou, mas, não obstante, está
extremamente grata, feliz e alegre como se na realidade já
tivesse a bordo de um navio a caminho da Europa e
depois do Oriente, por saber que seu pai cumprirá a
promessa feita, estando muito feliz com ela. Mentalmente
ela já recebeu o presente, com alegria antecipada e
profundamente agradecida.
Você já foi a uma agência de automóveis e comprou
um carro, muito embora não possuíssem exatamente o
carro desejado; você se limitou a dizer -lhes o tipo do
carro que pretendia, sendo informado de que o mesmo
seria encomendado e posteriormente entregue. A seguir
retirou-se, sem o carro, é óbvio, manifestando ao agente
os seus agradecimentos, por estar absolutamente certo
de o vir a receber, exatamente como o encomendara, uma
vez que acreditava na sua integridade e honestidade.
E até que ponto deve você acreditar e confiar no Ser
Infinito e em Sua lei criadora, que jamais muda e que
responde com absoluta fidelidade à confiança Nele
depositada?!

POR QUE AGRADECER?


“. . . Por tudo daí graças. . .” (I tessalonicenses 5:18).
O homem primitivo possuía um conceito infantil de
Deus e o via como um ser antropomórfico que governava
o Universo de forma tirânica e despótica, enquanto os
homens se comportavam como servos e vassal os que
adulavam e se prostravam perante os antigos senhores
feudais, possuidores do direito da vida e da morte de
seus súditos. Analogamente, o homem primitivo adorava
Deus, perante o qual se prostrava, cortejando -o sob todas
as formas.
Atualmente, o homem vê em Deus uma Inteligência
Infinita, que se manifesta através da lei da criação,
imutável e impessoal, ontem, hoje, amanhã. A Presença
Divina possui também todos os elementos da
personalidade, tais como o amor, a alegria, a paz, a
sabedoria, a inteligência e a harmonia, relacionando -se
pessoal e intimamente com o homem, instrumento justo e
harmônico daquela lei.
O homem que descobre as maravilhas, a glória e a
responsividade da Presença e do Poder Infinitos, sente -se
imediatamente possuído de satisfação, gratidão e
exaltação espirituais, como acontece com o jovem rapaz
que descobre algum segredo de química ou da natureza e
que, todo excitado e feliz, se apressa em comunicá -lo ao
pai. A tendência do rapaz é de exaltação e satisfação com
as descobertas feitas. Um menino de dez anos
presenteou-me com um cinzeiro que fizera na escola; ao
explicar-me como trabalhara e soldara o metal, podia -se
ver, em seus olhos, a animação e o prazer de que estava
possuído. Tal reação certamente induzirá o menino a
pesquisar mais e mais segredos nos laboratórios da
escola.
A satisfação e a gratidão não motivam a Deus nem a
Lei, mas provocam uma transformação em nossa mente e
em nosso coração, produzindo como que um imã
espiritual e mental que atrai todos os tip os de benesses,
inclusive dinheiro, das diversas e variadas fontes.
Sua gratidão e sua satisfação não se devem
manifestar sob as formas da adulação e bajulação em
busca de favores; devem, isso sim, constituir -se em
aventura emocionante no recesso do seu subconsciente,
onde se processa a revisão e o exame intenso e
interessado das leis de Deus. Daí se infere que todas as
coisas de que se necessita e que se desejam já existem
em princípio em seu íntimo, a espera de que você as
receba com alegria e reconhecimento.
Ao adquirir consciência dos princípios universais da
vida e da Providência, que desde as origens dos tempos
tudo lhe proporciona, você se sentirá verdadeiramente
grato e absolutamente satisfeito. “Todas as coisas estão
prontas, quando a mente o está”. (Shakespeare).

O MILAGRE DO AGRADECIMENTO
Um homem disse em certa ocasião: “As contas estão
se acumulando, não tenho dinheiro, estou indo à falência.
Que devo fazer?” Foi lhe sugerido que diariamente,
durante dez ou quinze minutos, ficasse silenciosamente
sentado e repetisse duas ou três vezes, com convicção:
“Dou-lhe graças, senhor, pelas riquezas que possuo
agora”; e que prosseguisse, de forma tranqüila e
descontraída, e fazê-lo até que sua mente fosse dominada
por um sentimento ou sensação de gratidão.
Ele sabia que a imagem mental de riqueza era o
primeiro estágio relacionado com o dinheiro e as riquezas
de que necessitava; essa imagem era, realmente, o
elemento de riqueza já liberado dos condicionamentos
anteriores, de todos os tipos.
A repetição daquele agradecimento revigorava a sua
mente e o seu coração até o nível de aceitação, afastando,
sempre que necessário, os pensamentos negativos. Sabia
que, enquanto mantivesse essa atitude de gratidão,
estaria readap-tando sua mente e o seu coração até o
nível de aceitação, afastando, sempre que, necessário, os
pensamentos negativos. Sabia que, enquanto mantivesse
essa atitude de gratidão, estaria readaptando sua mente à
idéia de riqueza, o que na verdade veio a acontecer.
Em uma reunião social, pouco tempo depois,
encontrou-se com um antigo patrão que o convidou para
exercer uma função executiva, adiantando -lhe também
considerável importância em dinheiro, com a qual pagou
todas as suas dividas.
Ele assegurou que jamais se esqueceria dos
maravilhosos resultados proporcionados pela frase:
“Dou-lhe graças, Senhor”.

O VALOR DA GRATIDÃO
A gratidão o mantém em sintonia com o Ser Infinito e
em relacionamento com a lei da criação. O valor da
gratidão não consiste apenas no fato de atrair para você
muitas benesses. É preciso lembrar que sem um coração
agradecido a pessoa se torna insatisfeita e aborrecida
com as circunstâncias e condições presentes. Ao se fixar
a atenção na pobreza, na carência, na solidão, na misé ria,
na maldade e nas dificuldades e problemas do mundo, a
mente humana assume a forma de todas essas coisas,
com base na lei de que aquilo a que se dá atenção
também se experimenta.
Lembre-se de que, se permitir que sua mente se
concentre na limitação e na carência, você só terá à sua
volta a miséria e coisas inferiores. Fixe sua atenção nas
coisas mais elevadas e melhores da vida para que as
mesmas se manifestem em seu universo pessoal.
A lei da criação do seu subconsciente faz você a
imagem e a semelhança daquilo que realmente deseja ser.
O homem agradecido continua e invariavelmente deseja e
aguarda as boas coisas da vida e essa expectativa
inevitavelmente adquire forma material.
É necessário e essencial adotar o hábito da gratidão
por todas as boas coisas que se recebem; em outras
palavras, agradeça sempre aquilo que lhe couber de bom.
Todas as pessoas contribuem para o seu bem -estar;
você deve, portanto, incluir todas elas em suas orações
de agradecimento. Este procedimento o col ocará em
comunicação sub-consciente com a parte boa que as
riquezas da vida, a terra e todos os homens passem a
gravitar automaticamente em sua direção.

VOCÊ APRECIA O QUE TEM DE BOM?


Alguns anos atrás, houve uma notícia no jornal sobre
um homem que ficara cego aos dois anos de idade, tendo
desde logo perdido um dos olhos. Tempos mais tarde foi
operado do outro olho e recuperou a visão; a primeira
coisa que viu foi o rosto da sua mulher, que era para ele
extremamente bonito, não podendo imaginar nad a mais
maravilhoso. Ele vivera com ela aproximadamente
quarenta anos sem jamais ter visto o seu rosto. Você
aprecia sua mulher (seu marido), sua família, seu patrão?
Você dá graças a Deus pelos seus olhos, pelo seu corpo,
por todas as boas coisas e pela co nfiança e fé que tem
Nele?

AGRADECIMENTO AO UNIVERSO
Quem agradece ao Universo está dizendo ao seu
próprio cérebro que tudo está indo bem, e o Universo
toma as providências para que esta realidade se
manifeste. Aproveite alguns momentos do seu dia (mesmo
que sejam poucos segundos, mas que seja todo dia),
agradecendo pelo que você tem e gostaria de ter e pelo
que não tem e não queria mesmo ter. o cérebro recebe
esse feedback e realimenta a prosperidade. A maioria das
pessoas reclama do que não tem e gostaria de ter, ou do
que teve e deixou de ter. Falta de gratidão ao Universo.

Capítulo 5
ARRISCAR / DECLARAR / AÇÃO
ARRISCAR
Toda vez que você arrisca o Universo conspira a seu
favor. Quando você põe a sua energia para fora,
realizando coisas, arriscando-se, doando um pouco da
sua capacidade de realização, o Universo aplaude e
retribui. E também é fundamental retribuir ao Universo.

DECLARAR.
O PODER MARAVILHOSO DA PALAVRA
Você alguma vez já pensou no poder maravilhoso das
palavras? Pensar é falar; seu pensamento é a sua palavra.
A Bíblia diz o seguinte:___“A palavra proferida há seu
tempo é como maçãs de ouro em cestos de prata ”
(Provérbios 25:11).___“Palavras agradáveis são como
favos de mel; doces para a alma e saúde para os ossos”
(Provérbios 16:24).
Suas palavras são agradáveis de ouvir? Ao dizer: “Não
consigo melhorar. É impossível. Já estou muito velho.
Que possibilidades tenho de ficar rico? Ela pode, mas eu
não posso. Não tenho dinheiro; não posso comprar isto
ou aquilo. Já tentei, mas não adianta”, você não está
usando palavras construtivas, que o revigorem ou
inspirem; e mais ainda, aquilo que se traduz em palavras
vem na realidade a se manifestar.
As palavras que se dizem devem ser agradáveis para os
ossos, o que significa que, ao falar, a pessoa deve
estimular-se, ficar feliz. A palavra ossos simboliza apoio,
simetria. Suas palavras devem fortalecer e animar você.
Decida agora e diga com convicção: “De agora em
diante, as palavras que eu proferir serão sempre de
inspiração, de estímulo, de fortalecimento, de
agradecimento e de animação para todas as pessoas e
para mim próprio”.
Como as palavras são realmente muito poderosas, é
importante dizer-se a coisa certa no momento correto e,
mais ainda, certificar-se de que as palavras são, em todas
as ocasiões, “doces para os ouvidos e agradáveis para os
ossos”.
O Dr. Phineas Parkhurst Quimby, do Estado de Maine,
ressaltou há mais de cem anos atrás que o homem
primitivo procurava comunicar suas esperan ças,
aspirações, preferências, antipatias, receios e anseios.
Seu desejo intenso de comunicação desses sentimentos e
pensamentos era para com os outros homens. A primeira
manifestação desse fato verificou -se através de grunhidos
e gemidos, resultando finalmente na formação de palavras
elementares que serviram de base ao seu vocabulário,
cujo desenvolvimento se proces-sava de acordo com a
sua evolução espiritual e mental.
Como decorrência dessa sua capacidade de articular
pensamentos e sentimentos surgiu, finalmente, a palavra
impressa, a máquina de escrever e a própria imprensa,
assim como uma gama interminável de invenções visando
à propagação do conhecimento, sob a forma de palavras,
por todo o mundo. Marconi decidiu enviar a palavra ao
redor do mundo, sendo considerado demente por seus
parentes e internado, durante certo tempo, em um
hospício. Sua idéia, não obstante, proporcionou uma nova
dimensão à comunicação, reduzindo o tempo e o espaço e
permitindo que, hoje em dia, se fale por telefone com
pessoas que vivem do outro lado da terra!
Adquira desde logo consciência das maravilhas da
palavra e de como utilizá-la para exaltar, beneficiar e
inspirar todos aqueles com quem você se comunica.

PALAVRA E AUTORIDADE
O poder da palavra é o maior que o das bombas
atômicas ou das armas termonucleares, pela simples
razão de que compete à palavra a decisão de emprego ou
não dessas armas. A palavra pode ser usada para ordenar
o emprego da energia atômica na propulsão de um navio
ou na devastação de uma cidade ou de uma nação.
Salomão disse: “. . . a língua dos sábios produz a
cura” (Provérbios 12:18); e também: “A morte e a vida
estão no poder da língua…” (Provérbios 18:21). Eis aí
exemplos de como usar a palavra com autoridade.
Foi dado conhecimento dessas citações a um homem
que estava hospitalizado com um problema cardíaco,
passando ele a dizer para si próprio, durante a maior
parte do dia: “Estou bem de saúde; Deus é minha saúde”.
Para surpresa do seu cardiologista, sua recuperação foi
das mais notáveis e um novo eletrocardiograma mostrou
que seu coração estava absolutamente normal. Ele fez
uso da palavra com autoridade e convicção,
impressionando o seu subconsciente que, por sua vez,
reagiu de forma correspondente.
Ele disse: “Saúde é riqueza. Posso agora voltar para
minha família e para o trabalho, que precisam de mim, e
terminar de educar os meus filhos”.
Uma afirmação é um pensamento ou idéia positiva que
enfocamos para produzir um resultado desejado.
Constitui uma técnica simples, porém eficaz, que pode
curar e transformar suas crenças profundamente
arraigadas, pois “aquilo que você diz é aquilo que você
tem.”

PALAVRA E RIQUEZA
Certa vez um homem de negócios foi entrevistado e
disse o segredo da sua prosperidade e do seu sucesso no
mundo dos negócios residia na compreensão constante
da verdade existente nas seguintes palavras; “. . . As
palavras que eu vos disse são espírito e vida ” (João 6:64).
E acrescentou; “Minha riqueza e minhas benesses foram
produzidas por essas palavras e pela maneira como as
pronunciava. Eu punha todo o meu sentimento (espírito)
nessas palavras, pois sabia ser ele a manifestação real do
espírito existente nas mesmas, espírito esse que lhes
dava força criadora”.
Esse homem veio a realizar grandes coisas no mundo
dos negócios e demonstrou a si próprio que a riqueza
decorre da palavra certa proferida da forma correta.

A AUTORIDADE DA PALAVRA
Um corretor de imóveis confidenciou o segredo da sua
capacidade de controlar e de coman dar o seu
subconsciente. Suas palavras de comando eram as
seguintes: “Minhas palavras curam, aceleram, vitalizam,
fazem prosperar, satisfazem e tornam ricos todos aqueles
com os quais estabeleço contato ou negócio”. Sua atitude
mental era de que, quanto mais vida, amor, bondade e
riqueza transmitissem aos outros, mais viria a possuir,
pois aprendeu que afirmar é uma forma de dominar. As
cataratas do Niagara são poderosas porque suas águas se
lançam livremente no espaço.
Esse corretor teve muito sucesso e ficou imensamente
popular, por acreditar que tudo que se deseja firmemente
se recebe, conforme prega a Bíblia: “ Farás decretos que
serão bem sucedidos e a luz brilhará em teus caminhos ”.
(Jó 22:28).

A PALAVRA E A CARNE
Um homem que sofrera problemas financeiros e vivia
constantemente dizendo: “Se eu conseguisse pôr as mãos
em algum dinheiro, tudo estaria bem”. Foi explicado a ele
que ele era o responsável por toda palavra inconseqüente
que pronunciasse, pois seu subconsciente fixava
literalmente tudo que dizia. Suas mãos estavam
constantemente tremendo e as palavras que usava
indicavam dúvida e ansiedade, o que mantinha em
situação financeiramente desfavorável.
Decidiu então utilizar o poder transformador da
palavra viva, fazendo-a “transformar-se em carne”, isto é,
fazendo-a manifestar-se, concretizar-se. Dizia ele
freqüentemente: “Desejo riqueza e sucesso e sei que
essas palavras sensibili-zam o meu subconsciente, pois
as pronuncio com convicção e sinceridade. Sinto -me
financeiramente seguro e tenho em minhas mãos todo o
dinheiro que necessito, pelo que lhe dou graças”.
“Em pouco tempo a crise estava superada, inclusive
financeiramente.” “E o verbo se fez carne, e habitou entre
nós…” (João 1:14).

A PALAVRA PRODUZ MARAVILHAS


A idéia fielmente mantida em sua mente e em seu
coração se “transforma em carne”, de acordo com a
qualidade e a natureza das suas palavras. A palavra é o
elemento mental de produção das imagens não somente
em nosso ser, mas também em nosso meio -ambiente, em
nossos relacionamentos e em nossos negócios.
Uma Doutora usa constantemente o poder da palavra
para o enriquecimento de outras pessoas, afirmando
verbalmente (o que significa fixar na mente) aquilo de
bom que as pessoas desejam. Quando alguém necessita
de recursos ou mesmo dinheiro, ela afirma por eles,
várias vezes durante o dia: “Deus é rico. Mary é filha de
Deus e também será rica; assim seja!” Este método
simples produz resultados proveitosos para todos
aqueles que a procuram. Essas palavras têm produzido
maravilhas na vida de muitas pessoas.

PALAVRAS MILAGROSAS
Jesus, junto ao túmulo de Lázaro, fez um milagre,
determinando em voz alta: “Lázaro, vem para fora” (João
11:43). E o resultado apareceu, para saudar seu irmão e
seu amigo, Jesus, que lhe falara com autoridade. “. . . Ele
lhes falava como quem tinha autoridade . . .” (Mateus
7:29).
Deixe-se arrebatar e fascinar pelo poder de suas
palavras! Nunca use palavras de significado negativo, tais
como carência, limitação, discórdia ou necessidade; ao
invés disso, comece a criar alma e ambiente novos assim
como também riquezas mentais e materiais pela
transformação de suas palavras de comando. Afirme
ousadamente: “Riqueza, saúde, sucesso, manifestem -se!”
Assim procedendo, você experimentará a alegria da
oração satisfeita.

PALAVRAS ATRAEM CLIENTES


Pessoas que compreenderam as surpreendentes Leis
do Poder Mental Cósmico, constataram que o poder das
palavras poderia proporcionar-lhes resultados fabulosos.
Foi sugerido que escolhessem certas palavras que lhes
fossem estimulantes e as repetissem seguidamente,
durante dez ou mais minutos, duas vezes por dia. Muitos
disseram que trabalhavam em escritórios e que nem
sempre podiam repeti-las em voz alta; que, por isso,
passaram a escrever os desejos que queriam ver
realizados e a repeti-los mentalmente, de vez em quando,
transmitindo gradualmente, dessa forma, aquelas idéias
ao seu subconsciente.
Uma daquelas pessoas, um vendedor de seguros,
proclamou corajosamente: “Estou agora atraindo somente
os homens e mulheres que dispõem de dinheiro e estão
interessados na educação dos seus filhos e em seu
próprio bem-estar”. O uso persistente dessas palavras
colocou-o em contato com número muito maior de
pessoas do que anteriormente; as idéias lhe surgem agora
como que saídas do nada e lhe têm possibilitado realizar
grandes coisas na vida, sob os mais variados aspectos.
Lembre-se de que o poder das palavras é uma das
maiores dádivas concedidas ao homem por Deus. Os
animais não podem falar nem rir. Você precisa adquirir
consciência de que pode usar suas palavras para
abençoar e amaldiçoar, para fazer o bem ou o mal, para
produzir riqueza ou pobreza, enfim, para seu benefício ou
malefício. Deixe de usar o poder das palavras contr a você
mesmo; faça sempre o bem, para que na vida possa
colher flores e não espinhos.

PALAVRAS PROPORCIONAM EMPREGO


Uma mulher, com cerca de sessenta anos, reclamava
que não conseguia obter emprego, pois todas as portas
lhe eram fechadas em conseqüência da sua idade. Passou
então a fazer a seguinte oração: “Sou uma filha de Deus,
que me consegue empregos proveitosos e
satisfatoriamente remunerados, proporcionando -me
sempre uma nova oportunidade”.
Essa mulher adquiriu nova força e confiança e m si
própria, que se tornaram imediatamente evidentes. Em
pouco tempo, após visitar algumas agências de emprego,
conseguiu empregar-se muito bem, impressionando seu
empregador pela estabilidade, lealdade e sabedoria
acumuladas através dos anos.

PALAVRAS SOLUCIONAM PROBLEMAS


Uma jovem secretária trabalhava para um homem
muito exigente, que era até mesmo algo sádico em sua
linguagem. Não obstante, dizia para si própria: “não há
homem como ele no Universo. Deus pensa, fala e age
através dele”.
Pouco tempo mais tarde, seu empregador entregou a
direção dos negócios a seu filho, que se acabou
apaixonando pela secretária.
Aquela jovem mulher adquirira o comando das suas
palavras e veio a obter uma resposta divina.
A AÇÃO DE DECLARAR
Mas nem toda declaração cria a realidade. Por
exemplo: “Se eu tivesse dinheiro, eu faria o que gente
rica faz e agiria como rico…” Não é assim. Declare
positivamente para si mesmo e para o Universo o que
você deseja ser. Faça da declaração uma realidade na sua
vida presente e não uma promessa para o futuro.___Eu
declaro ser próspero!
Isso mesmo. Exatamente assim. Declarando, você cria
algo no Universo, inclusive abundância. “Declaro viver
num Universo abundante.” Faça esta declaração para si
mesmo, e o Universo lhe dará abundância.___Declaro
viver num Universo abundante!
Declaração cria realidade. Você está lembrado quando
se casou? O casamento passou a existir quando vocês
foram declarados marido e mulher, não é verdade?___Eu
declaro ser feliz e saudável!

AÇÃO
Quantas vezes algumas pessoas em reuniões ou
discussões colocam suas sugestões e tomam enorme
tempo daqueles que ali estão, gastando energia com
conversas e idéias que jamais poderão ser colocadas em
prática, nem mesmo pelos proponentes. É muito
importante que façamos mais e digamos menos. Comece
com coisas pequenas, que você realmente pode praticar.
Normalmente as pessoas têm ótimas idéias, mas não têm
noção daquilo que devem fazer para realizá -las, pois
estão limitadas a um pequeno raio de ação. Se seu raio de
ação é pequeno tenha pequenas ações, toda ação gera
resultados, os quais nem sempre podemos medir, mas
com certeza uma ação na direção certa, mesmo que
pequena, tem poder de crescer.

HISTÓRIA DO GATO FARO-FINO


Um gato chamado Faro-fino deu de fazer uma
destruição total na rataria de uma casa velha, deixando
seus sobreviventes sem ânimo de saírem das tocas, a
ponto de quase morrerem de fome.
O caso tornou-se muito grave e os ratos decidiram
fazer uma assembléia para tentar dar uma solução ao
caso. Esperavam o momento numa noite quando o gato
Faro-fino fazia seu passeio pelo telhado, miando sonetos
para a lua.
“Acho”, disse um deles, “que o meio de nos
defendermos de Faro-fino é lhe atarmos um guizo ao
pescoço. Dessa maneira, assim que ele se aproximar, o
guizo vai denunciá-lo e teremos tempo de agir.”
Palmas e bravos saudaram a luminosa idéia. O projeto
foi aprovado com delírio. Só votou contra, um rato
casmurro, que pediu a palavra e disse:
“Está tudo muito direito, mas quem vai amarrar o
guizo no pescoço do gato?”
Fez-se silêncio geral. Um desculpou-se por não saber
dar nó, outro porque não era tolo ___ todos porque não
tinham coragem suficiente.
Assim a assembléia dissolveu em meio a geral
constrangimento e consternação.
Pensar e dizer é fácil: fazer é que são elas!
Monteiro
Lobato
Ninguém pode ter aquilo que não pode fazer. Pense e
diga coisas que possam ser colocadas em ação.
Minha ação é meu único bem, minha ação é minha
herança, minha ação é a matriz que me faz nascer, minha
ação é minha raça, minha ação é meu refúgio.
Buda

Capítulo 6
ORAÇÃO CIENTÍFICA
Salomão disse que “ganhar sabedoria é mais
importante do que adquirir ouro e pedras preciosas”, e
orou: “Deus, dai-me a sabedoria.” Foi atendido,
conseguiu ser o mais rico soberano de sua época. Quem
possui sabedoria verdadeira jamais será pobre. É através
da sabedoria que o homem retira riquezas do sub-solo,
realiza invenções e faz descobertas, tornando mais feliz a
vida. A sabedoria nos dá a capacidade de prever não só o
desenvolvimento dos negócios, como também a
necessidade ou não das mercadorias. A sabedoria
verdadeira permite-nos descobrir e decamuflar a natureza
divina que existe dentro de todos os homens, mesmo
dentro daqueles que são considerados libertinos ou
criminosos. Todavia, essa sabedoria deve ser adquirida
através da oração cientifica.
Há um velho ditado que diz: “A verdadeira oração não é
aquela que os lábios sonoramente repetem e sim a que se
faz no profundo silêncio da alma que se agarra aos pés de
Deus.” É na oração que a fé encontra sua manifestação
apropriada e natural. Existem as orações formais do ritual
e existem as da fé e do amor, e essas são essencialmente
diferentes em nature-za e efeitos.
Há milhões de pessoas que rezam em todo o mundo
porque isso faz parte das vidas religiosas que procuram
levar, mas há também as que rezam por um sentimento de
dever e que consideram as orações como obrigações que
lhes são impostas. Na oração fruto da fé e do amor, isso
já não acontece, já que é considerada uma necessidade
espiritual que leva ao crescimento, à expansão, e que
significa saúde e felicidade. A oraç ão pode ser
considerada como uma imploração ao perdão que existe
dentro de nós e que tem por base uma irresistível atração
divina. A oração é a comunhão com o Deus que existe
dentro de nós, com o Todo-Poderoso Espírito Vivo que é a
realidade de todo mundo.
Conta-se que, em certa ocasião, quando Jesus rezava . .
. Enquanto orava, transformou-se o seu rosto e as suas
vestes tornaram-se resplandecentes de brancura (Lucas
9:29). Numa passagem paralela em outro evangelho, diz -
se que . . . Lá se transfigurou na presença deles: seu
rosto brilhou como o sol, suas vestes tornaram -se
resplandecentes de brancura. Essas mesmas
transformações espirituais, de um certo modo, também
aconteceram com muita gente em todo o mundo.
Nem todas as orações são atendidas. Cétic os vêem
nesse fato prova de que orações não funcionam. O que
esquecem é que a prece, para funcionar, tem que ser feita
eficazmente, com compreensão clara de seus
fundamentos científicos. Só então saberemos por que
uma dada prece não produziu efeitos e desc obriremos um
método prático para torná-la mais eficaz.
E se você descobre que as preces não são atendidas da
forma que deseja? O que fazer, então? Você precisa
compreender as principais razões de tal fracasso. E elas
são: falta de confiança e esforço e xcessivo. Muitas
pessoas bloqueiam o atendimento da prece porque não
compreendem claramente o funcionamento da mente
subconsciente. Quando sabe como ela funciona, você
desenvolve confiança.
Você tem que se lembrar de que, em todas as ocasiões
em que aceita uma idéia, a mente subconsciente começa
imediatamente a executá-la. Com esse objetivo, utiliza
todos os poderosos recursos de que dispõe. Esta lei
aplica-se, porém, não só às boas mas também às más
idéias. Em conseqüência, se usa negativamente o
subconsciente, ele lhe trará problemas, fracassos e
confusão. Se o faz construtivamente, pode contar com
orientação, liberdade de ação e paz de espírito.
A resposta correta é inevitável quando seus
pensamentos são positivos, construtivos e generosos.
Disso se segue obviamente que a única coisa que você
tem que fazer para evitar o fracasso é conseguir que o
subconsciente aceite sua idéia ou pedido. Sinta -lhes a
realidade neste momento e a lei da mente fará o resto.
Acreditando e confiando, transfira o pedido ao
subconsciente, que assumirá o trabalho e o atende -rá.
Você, no entanto, fracassará em todas as ocasiões em
que tentar forçar o subconsciente a fazer alguma coisa.
Os resultados que deseja tornar-se-ão mais distantes, e
não mais próximos. O subconscient e não se dobra à
coerção mental. Ele age ante sua fé ou aceitação de uma
idéia pela mente consciente.
O fracasso à obtenção de resultados pode ser devido
também ao fato de você fazer mentalmente afirmações
como as seguintes:
 As coisas estão piorando
 Não vou jamais obter resposta
 Não vejo solução para isso
 Não tem jeito
 Não sei o que fazer
 Estou confuso
Se faz essas afirmações, nenhuma resposta ou
cooperação vai receber do subconsciente. Tal como o
soldado marcando passo, você nem vai para frente nem
para trás. Em outras palavras, você não vai a lugar
nenhum.
Imagine que entra num táxi e dá ao motorista uma meia
dúzia de endereços diferentes. Ele ficará inteiramente
confuso. E pode recusar-se a fazer a corrida. Mesmo que
ele tente seguir as instruções, as probabilidades são de
que não conseguirá. Onde você acabaria por chegar é
puramente especulativo.
O mesmo acontece quando você trabalha com os
poderes imensos do subconsciente. Você precisa ter uma
idéia bem clara em mente. Tem que chegar à certeza de
que há um jeito, uma solução para o irritante problema,
seja ele qual for. Mas só a inteligência infinita do
subconsciente sabe a resposta. Quando, na mente
consciente, você chega a uma conclusão clara, você se
decide, e segundo a tua crença, assim se f ará.
A oração é sempre a solução, pois Deus é “. . . nosso
socorro bem presente na angústia ” (Salmo 46:1). Você
aprende a “rezar e crer”, e você receberá. Se assim é ___
e diariamente estamos cercados de provas ___ a oração é
a maior força do mundo. Qualquer que seja o problema,
por maior que seja a dificuldade ou por mais complicado
que o assunto pareça, a oração será capaz de resolvê -lo e
de arranjar uma solução alegre e feliz. Após haver rezado,
dê os passos que a prática parece indicar, porque a sua
oração o guiará e orientará.
A oração contata, comunica e alinha o seu pensamento
com a Inteligência Infinita, que corresponde à natureza de
seu pensamento e de sua crença. A oração lhe
proporcionará aquilo que você quiser e aquilo de que
você precisar em sua vida, se você agir propositada,
sincera e corretamente conforme as leis da sua mente. A
oração está constantemente realizando o aparente
impossível e curando o chamado incurável.
Pessoas de todas as idades, de todos os países, de
todas as religiões, têm acreditado no milagroso poder da
oração. “Deus não faz diferença entre as pessoas ” (Atos
10:34) e está a disposição de todos os homens, qualquer
que seja a raça, credo ou cor. Os que receberam
respostas maravilhosas às suas orações prestaram,
consciente ou inconscientemente, reconhecimento, honra
e devoção à receptiva Inteligência Infinita que habita
dentro do homem.
Lembre-se de que Deus é onipotente, onisciente e
onipresente; que transcende o tempo, o espaço, a matéria
ou os caprichos da humanidade. É fácil ver, portanto, que
não pode haver limite para o poder da oração porque “. .
. com Deus tudo é possível” (Mateus 19:26)
A oração é fundamental em nossa vida. A criança pede
até receber, mas o adulto tem vergonha de pedir. Quando
se pára de pedir ao próprio Universo, a prosperidade
torna-se impossível. Um dos casos de desequilíbrio na
prosperidade é do ladrão, que nem pede, porque acha que
não vai conseguir o que quer, a não ser roubando.
Se fizer afirmações negativas, nenhuma resposta o u
cooperação vai obter do seu subconsciente. Tal como o
soldado marcando passo, você nem vai para frente nem
para trás.
A mente consciente é guarda do portão, o sabe tudo. Ela
conhece os meios e processos para curar qualquer órgão
de seu corpo. Afirme saúde e o subconsciente saberá o
que fazer, afirme prosperidade e o que mais desejar, mas
deve estar relaxado.

OS TRÊS PASSOS PARA O SUCESSO NA ORAÇÃO


1. Reconheça ou admita o problema.
2. Transfira o problema para a mente subconsciente, a
única que conhece a solução mais eficaz ou a maneira
de resolvê-lo.
3. Relaxe, com a convicção profunda de que já obteve o
que pediu.
Jamais tente obrigar o subconsciente a aceitar uma
idéia usando força de vontade. Essas tentativas estão
condenadas ao fracasso. Na maioria das vezes, você
termina obtendo o oposto daquilo pelo que rezou. A
ausência de esforço é o melhor caminho.
Já lhe aconteceu alguma coisa como as seguintes? Você
vai submeter algum tipo de exame. Investiu muito tempo
estudando e recapitulando a matéria. Acha que a conhece
bem. Mas, quando olha para a folha em branco da prova,
descobre que sua mente ficou ainda mais branca. Tudo
que você sabia sobre o assunto sumiu. Não consegue
recordar nem um único pensamento relevante. Rilha os
dentes e convoca toda a sua força de vontade, porém,
quanto mais se esforça, mais parece que o conhecimento
se afasta.
Frustrado, você deixa a sala. Diminui a pressão mental.
De repente, as respostas que andou procurando com
tanto desespero minutos antes fluem provocadoras em
sua mente. Você disse a si mesmo que conhecia a matéria
e, de fato, conhece… mas não quando precisou dela. O
erro que cometeu foi tentar forçar -se a lembrar. De acordo
com a lei do esforço contraproducente, essa atitude levou
não ao sucesso, mas ao fracasso. O qu e conseguiu foi o
oposto daquilo por que pediu e orou.

O TRIUNFO SOBRE TODOS OS OBSTÁCULOS E


DEPRESSÕES
É ainda a Bíblia que diz: todo vale será exaltado e todo
monte e outeiro, abatido; o torto far -se-á direito e os
lugares escabrosos, planos (Isaías 40:4)
A pessoa que se encontra em um vale de desespero, de
desânimo e de melancolia deve voltar -se para a figura de
Deus em seu interior e compreender que as coisas e
condições externas não são, em si, causadoras; todas as
coisas passam.
A causa primeira está em seu pensamento e sentimento,
isto é, em sua atitude mental, em seu modo de acreditar.
Somente as condições e circunstâncias não dispõem de
poder sugestivo, porquanto você tem o poder de rejeitá -
las ou aceitá-las.
Compreenda, portanto, que a Inteligência Infinita tem o
poder de revelar a saída, a solução para todos os
problemas. Considere, em seu pensamento, o modo pelo
qual você deseja que as coisas sejam feitas, pois assim
procedendo à montanha (problema) será removida e a
colina (o obstáculo ou dificuldade), arrasada. Ao admitir
que a ordem e o direito divinos governam sua vida, aquilo
que é torto (os altos e baixos da vida) se endireita e os
lugares escabrosos ficam planos, isto é, sua vida se
desenvolverá de forma equilibrada, em ambiente de
progresso, crescimento e sucesso, sem problemas de
doenças, acidentes, pobreza, tempo e esforço.
Ao focalizar seus olhos no Poder Infinito, ao entrar em
sintonia com a Sabedoria Universal e ao estabelecer
contato com a mesma através do seu pensamento e
sentimento, todas as barreiras, retardos, impedimentos e
dificuldades desaparecerão e o deserto de sua vida se
vitalizará e florescerá como uma rosa.
“Tendo ele entrado em casa, aproximaram -se os cegos, e
Jesus lhes perguntou: Credes que eu posso fazer i sso?
Responderam-lhe: Sim, Senhor. Então lhes tocou os
olhos, dizendo: faça-se-vos conforme a vossa fé. E
abriram-se os olhos; porém, os advertiu severamente,
dizendo: acautelai-vos de que ninguém o saiba.”
Ao dizer Faça-se-vos conforme a sua fé, Jesus estava
abertamente pedindo a cooperação da mente
subconsciente dos cegos, cuja fé era a grande esperança,
o sentimento profundo, a convicção interior, de que
alguma coisa milagrosa aconteceria, que a prece que
haviam feita seria atendida. E, por isso mesmo, foi. Esta é
a técnica de cura consagrada pelo tempo, qualquer que
seja a afiliação religiosa.
Ao dizer Acautelai-vos de que ninguém o saiba, Jesus
insistia com os pacientes curados para que não
discutissem com outrem a cura rec ebida. Se assim
fizessem, poderiam ser prejudicados com outrem a cura
recebida. Se assim fizessem, poderiam ser prejudicados
por criticas céticas ou depreciativas dos incrédulos. Esta
situação, por seu lado, poderia contribuir para desfazer o
benefício recebido às mãos de Jesus, ao depositarem na
mente subconsciente pensamentos de medo, dúvida e
ansiedade.
“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; bate e abrir -se-
vos-á.”
O que diz esse versículo famoso? Evidentemente, que
recebemos aquilo que pedimos. A porta lhe será aberta
quando nela bater, e do outro lado achará o que procura.
O ensinamento implica o caráter preciso das leis mentais
e espirituais. Há sempre uma resposta direta da
inteligência infinita, residente no subconsciente, ao
pensamento consciente. Se pedir pão, você não vai
receber pedra.
Precisamos pedir acreditando que vamos receber. A
mente move-se do pensamento para o objeto. A menos
que haja, de início, uma imagem na mente, ela nada
poderá fazer, pois não haverá coisa alguma da qual
mover-se. A oração, que é o ato mental, deve ser aceita
como imagem na mente, antes que o poder do
subconsciente atue sobre ela e a torne realidade. Temos
que alcançar um ponto de aceitação na mente, um estado
de acordo, indisputável e sem reservas.
Essa contemplação dever ser acompanhada por um
sentimento de alegria e tranqüilidade, dando como certa a
concretização daquilo que desejamos. A base sólida da
arte e a ciência da verdadeira oração é a certeza e
confiança totais em que a ação da mente conscien te
obterá uma resposta clara do subconsciente, que é
dotado de sabedoria ilimitada e poder infinito. Seguindo
esse método, suas orações serão atendidas.

POR QUE A ORAÇÃO DE SÚPLICA EM GERAL É ERRADA


É errada porque: . . .Antes que chamem, eu responderei;
estando eles ainda falando, eu os ouvirei ___ Isaías 65:24.
Tudo que você procura está a seu alcance, porque existe
um Infinito em você. A solução, a resposta, a cura, o
amor, a paz, a harmonia, a alegria, a sabedoria, o poder, a
força, a prosperidade, tudo isso e muito mais estão dentro
de você, esperando seu chamado.
A paz é sua. O amor é seu. A alegria é sua. A harmonia é
sua. A riqueza é sua. A retidão é sua. A saúde é sua. Sua
é a solução para qualquer problema, presente ou futuro.
As idéias criadoras do subconsciente são ilimitadas.
Basta você sentir, saber e acreditar que a resposta é sua,
e a solução virá imediatamente.
Todo o Universo existe na Mente Infinita sob a forma de
idéias, imagens, arquétipos ou configurações mentais:
basta você identificar o que procura e reclamar o que lhe
cabe direito. Isto é rezar cientificamente. Quando você
pede e suplica, está admitindo que não tem o que deseja,
e seu senso de perda atrai maiores perdas e limitações.
O Deus ao qual você está suplicando já lhe deu tudo.
Você é livre para apropriar-se de tudo o que quiser.
Alegre-se e agradeça o Poder Superior, certo de que, ao
contemplar seu desejo, idéia, plano ou objetivo, o
subconsciente se encarregará de torná -lo realidade. Seja
um bom recebedor. Os presentes de Deus foram
oferecidos a você desde o início dos tempos. Por que não
os aceitar agora? Por que esperar? Tudo que você deseja
está ao seu alcance.
Todas as coisas existem como idéias no Infinito e há
uma configuração mental atrás de cada ser do Un iverso.
Suponha que um terrível desastre destruísse todos os
motores do mundo; os engenheiros poderiam tornar a
produzi-los nas linhas de montagem, pois tudo que vemos
no mundo saiu da mente do Homem ou da mente do
infinito. A idéia, desejo ou invenção que existe em sua
mente é tão real quanto sua mão. Alimente -a com fé e
confiança, e ela será transferida para o universo material.

ONDE ESTÁ DEUS?


Deus é Espírito, e o Espírito é onipresente. Assim, Deus
mora em você e em todos os homens.
. . .Porque nós somos santuários do Deus vivo; como
Ele próprio disse, habitarei neles . . . II corintios, 6,16.
Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha
voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com
ele, e ele comigo. Apocalipse, 3:20
Esta citação mostra a intimidade da prece quando você
realmente mantém um diálogo ou comunhão com o Eu
Superior. Você não está do lado de fora, suplicando a uma
divindade distante que pode ou não responder à sua
prece. Você sabe que sua oração já foi respond ida, mas
precisa reconhecer, fazer contato, aceitar completamente
para que a resposta venha.

APRENDENDO O PODER DA ORAÇÃO CIENTÍFICA


Baseia este estudo numa série de conferências e aulas
especiais sobre o significado profundo da Revelação de
S. João, o divino, realizada em Nova York, em Los
Angeles e outras partes do mundo. Nos séculos II e III,
surgiu uma controvérsia quanto à origem do Livro da
Revelação. Alegava-se que o Apocalipse e o Quarto
Evangelho atribuídos a João tinham sido escritos por
Cerinto, um gnóstico. O crítico Dionísio de Alexandria
declarava que o livro devia ter sido obra de outro João
que não o filho de Zebedeu, baseando -se em comparações
feitas entre o Apocalipse, de um lado, e o Evangelho
Segundo S. João, do outro, quanto ao es tilo, linguagem e
texto.
A Enciclopédia Bíblica observa que o evangelho
Segundo S. João, as Epístolas e ao Apocalipse provêm
todos da mesma escola, mostrando afinidade em vários
pontos. O consenso dos especialistas em pesquisas
bíblicas é que a autoria do livro da Revelação é d e fato
desconhecida e que se deve desprezar alegações de que
tenha sido obra de João. Uma pesquisa em velhos
manuscritos egípcios indica a possível fonte desses
escritos antigos.
Só existe uma verdade e todos os escritos sagrados são
partes ou fragmentos da sabedoria antiga que nos chega
desde tempos imemoriais. No estudo das religiões
comparadas e dos textos sagrados, temos de chegar à
conclusão de que há uma sabedoria secreta e tradicional,
uma ciência oculta, na base de todos os escritos antigos.
Antigamente essa Gnose, ou sabedoria secreta, era
guardada zelosamente, sendo transmitida apenas aos
considerados dignos da iniciação. A Bíblia é um
compêndio psicológico e espiritual, que contém as leis do
espírito huma-no e a maneira de agir com Deus.
O livro da Revelação é alegórico e místico ___ não
histórico. Não devemos considerar a alegoria como
história. Tem-se tentado em vão dar ao Apocalipse uma
interpretação histórica; outros têm considerado como
uma profecia dos acontecimentos mundiais. A Bíblia não
trata da previsão de fatos futuros, tais como guerras,
calamidades, a destruição do mundo etc. O Antigo e o
Novo Testamento não falam de fatos futuros, nem do
destino das nações.
Se a Bíblia ensinasse essas coisas, significaria que
todas as coisas são predestinadas, predeterminadas e
que o homem não tem escolha nem livre arbítrio para
moldar e formar o seu destino. Se a peça já está toda
escrita e você está aqui só para representar o seu papel
como um ator a seguir o texto da peça, de que adiantaria
rezar, estudar a Bíblia, aprender como funciona o
subconsciente? Conforme o homem pensa em seu
coração, assim é ele, prova que podemos modificar o
futuro modificando nossos pensamentos e sentimentos
agora. É aquilo que você crê de si e o seu modo de pensa r
habitual que o torna sadio ou doente, alegre ou
deprimido, próspero ou pobre.
O assunto do Livro da Revelação, ou Apocalipse, como
é chamado muitas vezes, é velado em linguagem
simbólica, figurada e alegórica. Este método foi usado por
todos os escritores antigos da Bíblia, que eram mestres
na alegoria, a fim de preservar e guar dar as ciências
sagradas em seu verdadeiro e profundo significado contra
aqueles que pretendessem destruí-las propositadamente.
Além disso, consideravam que aqueles que são
moralmente indignos não devem receber os ensinamentos
profundos senão quando tiverem provado ser
merecedores de recebê-los. Se o livro tivesse sido escrito
numa linguagem clara, e seu sentido profundo se
houvesse revelado como um grande drama psicológico a
desenrolar-se na consciência do homem, sem dúvida teria
sido destruído pelo primeiro grande ditador que
aparecesse, fosse ele um Nero, um Gêngis Khan ou um
Hitler.
Os iluminados que escreveram as Bíblias do mundo
viam através do tempo e do espaço e sabiam quão
importante era preservar a sabedoria secular, ocultando -a
sob símbolos, números e criptogramas. A Bíblia é escrita
em código e a sua chave sempre foi conhecida. Qualquer
pessoa pode estudar os princípios gerais do simbolismo;
pode procurar o significado de vários nomes e palavras
numa boa chave e ver por si as grandes verdades
psicológicas e espirituais que retratam o plano geral da
alegoria bíblica. A linguagem dos símbolos é universal e
era assim que o conhecimento espiritual era dado aos
povos nos tempos antigos. Um símbolo fala ao coração de
todos os homens.
Será apresentado agora um grande banquete
psicológico de paz, alegria e felicidade, ao nos determos
no alimento espiritual do belo Livro da Revelação, que
repudia o conceito de um Deus antropomórfico e, com
imagens belas e sublimes, mostra o verdadeiro caminho
para o coração de Deus. Todas as Bíblias do mundo
revelam as verdades eternas que pertencem ao Deus
Único, o Pai de todos. Todas atestam a Sabedoria de
Deus, que é imperecível e que nos veio através dos
tempos como legado valioso de conhecimentos sagrados.
Historicamente, a Bíblia tem pouco ou nenhum valor.
Sua beleza e vigor consistem na apresentação das leis da
vida e dos caminhos do Espírito. Encaremos a Bíblia com
compreensão e amor, procurando de todo o coração a
orientação e inspiração, e o Espírito d a Verdade nos
conduzirá a toda a Verdade.

CAPITULO UM
(1) Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe
concedeu para descobrir aos seus servos o que em breve
deve acontecer, e que manifestou, enviando -a por meio do
seu anjo ao seu servo João, (2) o qual deu testemunho à
palavra de Deus e testemunho de Jesus Cristo em todas
as coisas que viu. (3) Bem aventurado aquele que lê, e
ouve as palavras desta profecia, e observa as coisas que
nela estão escritas; porque o tempo está próximo.
A revelação de S. João, o Divino, é manual de
desenvolvimento espiritual que ensina a grande arte da
oração científica e não, como crêem muitos, uma profecia
crítica de futuros acontecimentos mundiais. A palavra
Apocalipse ou Apocalypsis, significa desvendar, despir,
revelar ou descobrir. A revelação de S. João, o Divino,
significa “Deus revelando-se como homem”. Se você se
sentar descontraído e depois mentalmente se descartar de
seu corpo, nome, nacionalidade, raça, ambiente, família
etc., o que será? Você dirá “Sou invisível __ mente e
espírito”. É disso que trata o Livro da Revelação. Você é
realmente invisível. Não pode ver a sua mente,
pensamentos e sentimentos, crenças ou convicções;
tampouco pode ver o sentimento de amor, fé, alegria ou
entusiasmo. Você vive com seus pensamentos, sonhos,
aspirações, desejos e imaginação. Não vive com seu
corpo. O seu corpo vive em você como uma idéia.
O propósito do Apocalipse é desvendar o homem e
revelar-lhe a Presença do Deus que nele habita. É este o
propósito magnífico e glorioso deste livro da Bíblia. Nas
páginas seguintes você encontrará todos os pontos
principais e significativos dos versículos -chave.
O primeiro versículo diz Revelação de Jesus Cristo que
Deus lhe concedeu, para descobrir aos seus servos. . . A
palavra Jesus é um nome antigo do Sol, que era símbolo
da luz ou Presença de Deus no homem. Em outras
palavras, Jesus significa “Eu Sou” “Ser Puro”, o antigo
nome de Deus. A palavra Cristo é um título e significa
consagrado ou ungido. Correspondente a palavra
hebraica Messias ou Salvador. O termo Cristo é a verdade
Espiritual sobre qualquer pessoa ou coisa. O nosso Eu
Sou é o cristo ou a solução para qualquer problema, e
quando dizemos “Eu Sou”, estamos proclamando a
Presença de Deus dentro de nós, o que é nosso Cristo ou
Salvador porque a nossa percepção de Deus é a nossa
salvação e a solução do nosso problema. As palavras
salvação e solução são usadas como sinônimos. Na
linguagem bíblica, você é Jesus Cristo em ação quando
percebe o fato de que Eu Sou é seu Deus , e o que você
acrescentar a EU SOU é o que você se torna.
Paulo diz: Não sabeis que Jesus Cristo está dentro de
vós, a menos que sejais reprovados? Na linguagem
psicológica, Jesus Cristo significa a interação
harmoniosa e sincrônica de sua mente cons ciente e
subconsciente. Quando você junta idéias verdadeiras a
sentimento verdadeiro, você é Jesus Cristo em ação. O
seu conhecimento do funcionamento da sua própria
mente é o seu salvador. Em outras palavras, o homem é o
seu próprio salvador.
Para ilustrar como você se torna Jesus Cristo em ação,
foi dito a uma mulher, que reclamava da solidão, para
afirmar, como uma cantilena, o seguinte: “Sou amada,
apreciada e desejada”. Ela repetiu essa frase até a sua
mente estar saturada com a verdade daquilo que ela
afirmava. Depois veio a resposta, sob a forma do
companheiro ideal, que se harmonizava com ela de todo o
jeito, consumando-se o casamento.
Cada faculdade de sua mente é um servo. Os seus
pensamentos, imagens mentais e emoções são os servos.
Você tem o grande controle deles e pode ordenar aos
seus pensamentos que cumpram as suas ordens e
realizem os seus desejos. Você é João sendo iniciado nas
maravilhas do seu Ser Superior. No momento em que você
concebe uma idéia ou desejo, essa idéia ou desejo
aparecerá como manifestação.
Pois o tempo está próximo. O tempo está sempre
próximo; é agora. Em Deus não existe tempo nem espaço.
Quando você reza, deixa o tempo e espaço e entra na
Eternidade. O seu bem é este momento presente. O
crescimento espiritual nada tem a ver com o tempo ou o
espaço. Você pode exigir o amor agora, a paz agora, e a
força agora. Deus é o agora Eterno. Você não precisa
esperar pela paz, sabedoria, alegria ou uma cura. Todas
essas qualidades de Deus estão dentro de você e, quand o
você reivindica o seu bem, o Espírito o confirma e lhe dá
de acordo com a sua aceitação mental. Pare de adiar o
seu bem.
(7) Eis que ele vem sobre as nuvens, e todos os
olhos o verão, e aqueles que o traspassaram. E baterão
no peito ao vê-lo todas as tribos da terra. Assim se
cumprirá. Amém.
O significado deste versículo está claro. Não podemos
ver como funciona a nossa mente subconsciente: ela é
como uma nuvem. Mas, quando a nuvem fica saturada de
vapor, dá-se a precipitação e temos a chuva. Quando o
seu consciente fica saturado com o sentimento de ser o
que você deseja ser ou quando você chega ao ponto de
convicção, a sua mente mais profunda projetará a
resposta como uma condição, experiência ou
acontecimento. A lei é que tudo que se expre ssar na
mente subconsciente se exprimirá na tela do espaço.

(8) Eu sou o Alfa e o Ômega, o principio e o fim, diz o


Senhor Deus, que é, e que era, e que há de vir, o Todo
Poderoso.
EU SOU ou Deus é o princípio e o fim. Na linguagem
simples do dia-a-dia, o princípio de qualquer coisa é o
seu desejo, idéia, pensamento ou propósito; em outras
palavras, quando você se torna consciente de ser ou ter
algum desejo em sua mente, isso se chama Alfa ou o
princípio. O seu desejo é coberto por uma nuvem , o que
significa que você não sabe como apresentá -lo. Se você
sentir dentro de si que a Sabedoria de Deus trancada no
seu subconsciente está funcionando, ela proporcionará a
realização por meios que você desconhece. Continue a
nutrir essa idéia com sentimento e você conseguirá
impregnar a sua mente profunda, e a resposta à sua
oração se precipitará da mesma maneira que a chuva cai
da nuvem saturada. O princípio é a bolota e o fim é o
carvalho, mas a planta já existe na semente e a maçã já
está na semente da maçã. O princípio é a sua idéia e o fim
(Ômega) é sua manifestação. O seu desejo é como uma
semente, que tem dentro de si a sua própria matemática e
mecânica e, quando plantada na área receptiva de sua
mente, entrará em gestação e crescerá no escuro,
acabando por aparecer na sua experiência objetiva. A
solução de todos os seus problemas surge das nuvens do
seu próprio consciente.
(9) Eu sou João, vosso irmão e companheiro na
tribulação, e no reino e na paciência em Jesus Cristo,
estive na ilha chamada de Patmos, por causa da palavra
de Deus e pelo testemunho de Jesus.
João é o tipo de mente que está sempre a se
transcender, o homem que está constantemente dando
origem a valores espirituais. Tribulação significa
sofrimento; de fato, o seu desejo é a tribulação, pois se
você satisfizesse o seu desejo, não estaria sofrendo. Não
há motivo para sofrimento quando liberamos as nossas
opiniões vãs e falsas crenças e entronizamos em nossa
mente e o modo como ela funciona. Sofrer também
significa permitir, como permitir que seja feito agora.
Tribulação significa sofrer uma modificação pela qual nos
separamos daquilo que nos prende, restringe ou inibe.
Há dores no parto na modificação porque para que
alguma coisa nasça alguma coisa deve morrer, ant es de
alguma coisa poder ser criada alguma coisa deve ser
destruída. Quando você reza por uma situação ou estado,
às vezes verifica que as coisas pioram antes que surja a
resposta; este é um processo de purificação segundo o
qual o estado antigo se desintegra, provocando alguma
dor e tribulação, tal como a confusão. Mas é um bom
sinal, pois indica que o novo estado está nascendo. É um
tanto semelhante à faxina da primavera num lar, quando a
dona-de-casa levanta muito pó enquanto faz a limpeza.
A ilha de Patmos significa fazer sossegar a sua mente e
mentalmente morar com Deus. Você está numa ilha
rodeada por água, isto é, tem uma firme convicção e fé em
Deus que permanece firme e resistente. Você se fixa na
crença de que o que você está contemplando agora no
lugar secreto de sua mente virá a se realizar, sabendo em
seu íntimo que lhe será feito tudo de acordo com a sua
crença. As suas emoções estão sossegadas porque você
está repousando numa fé duradoura nas leis mentais e
espirituais que transcendem todas as condições,
circunstâncias e aparências externas.
Você está na ilha de Patmos quando fecha a porta de
seus cinco sentidos, volta-se para dentro, para Deus, e
afirma que o Deus que lhe deu o seu desejo ou idéia é o
mesmo Deus que o cumpre. Sinta a realidade do seu
desejo e alegre-se com a sua satisfação. Você pode crer
na realidade de seu desejo com tanta certeza quanto pode
crer que tem uma mão ou coração. Os pensamentos são
coisas, as idéias se realizam, aquilo que sentimos nós
atraímos, o que contemplamos é aquilo em que nos
tornamos. Quando soubermos essas verdades simples e
seus corolários, podemos ir à ilha de Patmos com fé e
confiança, firmes em nossa convicção de que aquilo por
que rezamos já subsiste na Mente Infinita e pode -se dizer
que existe quando sentimos a sua realidade em nossos
corações.
(10) Um dia de domingo fui arrebatado em espírito e
ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de
trombeta, (11) que dizia: O que vês, escreve-o num livro
e envia-o às sete Igrejas que há na Ásia: a Éfeso e a
Esmirna, a Pérgamo e a Tiatira, a Sardes e a Filadélfia e a
Laodicéia.
O dia de domingo é quando a luz e a Inteligência de
Deus brilham em sua mente, quando você sabe que a sua
própria consciência é Deus e que Ela é a única Criadora
em seu mundo. Espírito significa sentimento, uma
animação interior e entusiasmo. Você está arrebatado em
espírito quando pensa em Deus como a Percepção dentro
de si, sem rosto nem forma, ilimitada, sabendo qu e Ele é a
Única Presença e o Único Poder. Não se esforce por uma
realização, apenas sinta essa grande Verdade. Se você
estiver rezando por algum problema, entre no Espírito ou
sentimento da alegria da oração satisfeita. A voz que você
ouve, que parece uma trombeta, é o som de sua oração
atendida. Também representa a voz da intuição, e
significa ensinada do interior. Às vezes, a idéia ou
solução perfeita surge espontaneamente em sua mente
como torradas a saírem de uma torradeira.
No versículo onze, o livro citado é a sua mente
subconsciente, na qual você está sempre inscrevendo os
seus habitu-ais pensamentos, sentimentos, crenças e
reações à vida. O que você sentir que seja verdadeiro em
seu íntimo, você o experimentará como verdadeiro no
exterior. A mente subjetiva recebe impressões de nossa
mente consciente, que é o escriba, e as idéias aí
impressas tornam-se forma, função e experiência. Ásia
significa o Oriente, a aurora, o interior, o oculto, o reino
espiritual. Significa o espírito no interior, a s ua percepção
da Presença Divina que reside no seu interior e que é
representada pelo sol nascente na simbologia oriental.
Todas as religiões têm suas origens na Ásia e
representam a Inteligência Infinita e a Sabedoria de Deus
que reside no inconsciente de todos os homens.
Antes de explicarmos o significado das sete igrejas,
devemos compreender o significado da palavra igreja. A
verdadeira igreja é o consciente do homem, do qual ele
extrai toda a sabedoria, força e poder de que necessita
para manter-se plenamente e ser expresso em seu mais
alto nível. Uma igreja na linguagem bíblica não é uma
seita ou denominação. É um agregado de idéias
espirituais no consciente individual.
Para enviar a mensagem às sete igrejas é preciso
formar um novo estado do consciente ou atitude mental.
O homem deve conseguir uma compreensão de Deus
como Espírito para estabelecer relações de amizade e
harmonia com o Espírito. A igreja de Deus é uma
percepção mental e espiritual das Verdades de Deus, que
são gradativamente absorvidas na mentalidade. Você
estará construindo a igreja de Deus na terra quando
começa uma plantação muda e interior de conceitos
espirituais, que agem como fermento e com o tempo
transformam toda a sua vida.
Milhões de pessoas lêem a Bíblia interpr etando-a ao
pé da letra, em vez de procurarem entender -lhe o espírito
ou o significado oculto. As várias formas, credos,
cerimônias, liturgias e rituais são simbólicos de
processos íntimos de crescimento e percepção
espirituais. A sua igreja é o seu Ser Ma is Profundo, do
qual você extrai a Sabedoria, o Poder e a glória de Deus
ali impregnados. Lembre-se de que uma igreja não é feita
de credos nem de formas; tampouco é contida em paredes
de mármore ou tijolos. O altar mais alto do mundo é o
coração purificado do homem. Cada homem é o templo de
Deus Vivo, e o Espírito da Verdade conduzirá e guiará
todos os homens para a Verdade Eterna, que é Una e
Indivisível. Um Deus, Uma Lei, Uma vida, Uma verdade,
Um eterno, Um Pai de todos __ Deus. Todos os homens
que caminham sobre a terra têm a oportunidade
maravilhosa de voltar-se para a Presença de Deus no
íntimo a fim de terem luz e inspiração, e cada um deles as
receberá. Quando todos os homens fizerem disso um
hábito, a verdadeira igreja de Deus será encontrada onde
sempre esteve __ no coração do homem.
As sete igrejas são os sete degraus de percepção pelos
quais todos passamos antes de chegar a um ponto de
convicção mental ou compreensão íntima e vívida a
respeito do assunto ou estado sobre o qual rezamos.
Quando alcançamos o ponto de realização mental e
emocionalmente, onde não há mais disputas com a mente
consciente ou subconsciente, não sentimos necessidade
nem desejo de rezar mais. Estamos satisfeitos e temos
aquela noção interior e silenciosa da alma de que tud o
está bem. É uma sensação profunda e íntima de certeza,
pela qual você sabe que sabe. Você nesse ponto abençoa
a situação e deixa-a. Afirmou a Verdade e falou a palavra,
que não lhe voltará vazia. Você agora tem a convicção
inalterável de que a sua oração já foi atendida na Mente
Divina e, no momento em que você nem pensar, ela
aparecerá na tela do espaço.
As sete igrejas representam os sete dias da criação, que
por sua vez representam o tempo que você leva para a
sua oração ser atendida. Se você obtive r uma cura ou
demonstração instantânea, é que os sete dias ou sete
estágios de desenvolvimento mental e espiritual foram
transpostos. E Deus abençoou o dia sétimo e o santificou .
(Gên. 2:3)
Segundo alguns geólogos, a terra sob os nossos pés
demonstra a existência de seis grandes períodos de
criação, com um sétimo processo ainda em
funcionamento e completando-se. Há sete cores no
espectro, sete tons principais na música, sete sentidos no
homem; o algarismo sete representa a plenitude ou o
estado completo. As sete igrejas também se referem ao
dia de sábado. O sábado significa o sétimo dia, sétimo
mês, a restauração, expiação, plenitude, perfeição,
integridade, repouso e descanso. As sete igrejas ou o Dia
de Sábado representam um estado de espírito em que o
homem entra ou que adquire quando ele ingressa no
silêncio da alma, na comunhão com Deus, onde ele
encontra o verdadeiro repouso e paz. As sete igrejas
representam também o sétimo estágio ou estágio perfeito
de nosso desenvolvimento espiritual. Você pode e nviar
sua mensagem às sete igrejas dentro de você a qualquer
momento. Instile com sentimento o seu ideal na sua
mente subconsciente e você chegará ao sétimo estágio.
São os seguintes os estágios ou degraus que você
terá de percorrer antes de sua oraç ão ser atendida:
1. Éfeso significa desejo, plano ou propósito.
2. Esmirna significa fragrância.
3. Pérgamo significa fortemente unida,intimamente ligada.
4. Tiatira significa incenso, o zelo inspirado.
5. Sardes significa pedra preciosa, alegria.
6. Filadélfia significa o amor fraterno.
7. Laodicéia significa julgamento, isolamento.
As sete igrejas são sete estados de consciência. Você
envia sua mensagem às sete igrejas do seguinte modo:
Vai para a ilha de Patmos dentro de si, que é sua própria
mente, onde você contempla a Deus e passa por sete
degraus de percepção até o estado condicionado.
Primeiro você tem um desejo. Depois vive o estado
fragrante, que é a emoção de ter o que você deseja por
meio do Poder de Deus. No terceiro degrau, você se une
mental e emocionalmente com o seu ideal ou desejo,
exaltando-o, elevando-o em sua mente, cortejando-o,
abrançando-o. o quarto degrau, representado pelo
incenso, é uma ação de graças continua, em que você
agradece a Deus o dom já recebido. Você dá graças do
mesmo modo que faria se estivesse agradecendo ao
vendedor de uma loja pelo casaco de peles que ele vai -lhe
mandar para sua casa. Você confia nele cegamente. Ainda
não recebeu o casaco, mas sabe que o receberá. O seu
pai lhe prometeu um carro para quando você se formasse;
você ainda não o recebeu, mas lembra -se da alegria e da
emoção___ o incenso ardendo dentro de você ___ quando
ele lhe fez essa promessa. Você tinha apenas uma
promessa, mas estava tão feliz quanto estaria se o tivesse
recebido, porque sabia, por experiências prévias, que o
seu pai sempre cumpria sua palavra. Você não pode
oferecer o incenso da gratidão a Deus, que nunca falha?
Suas promessas se baseiam na lei, e Ele já lhe deu tudo.
Ele está dentro de você. O seu coração erguido e grato
fará milagres. Nunca deixe de oferecer incenso no altar de
seu coração a Deus, que lhe deu todas as coisas.
Segue-se o quinto passo ou degrau, que é uma reação
alegre, borbulhante de jubilosa expectativa, pois você
sabe que aquilo que pediu no silêncio da ilh a de Patmos
se realizará, já que o Espírito sempre revalida ou
corresponde à sua crença. O sexto passo é o amor ou
união com o seu ideal, que representa a identificação.
Você agora é um com seu desejo. O seu subconsciente o
absorveu, e você está repleto: houve um casamento da
idéia com o sentimento. Você mentalmente absorveu o
seu desejo, da mesma maneira que um pedaço de pão se
torna tecido, músculo, osso e sangue.
O último passo ou degrau final é Laodicéia, ou o
repouso em Deus ___ está terminado o ato criador. Tendo
feito tudo, você aguarda a palavra da Verdade. Há sempre
um intervalo de tempo entre a impregnação do
subconsciente e a manifestação. Chama-se a esse período
a tranqüilidade, o sábado, o sétimo dia, a sétima hora ___
e tudo isso significa uma gestação subconsciente. O seu
subconsciente está gerando um filho, e esse filho nascerá
no momento certo, segundo a sabedoria do
subconsciente. Um problema pode ser resolvido em uma
hora, outro dentro de uma semana ou um mês, outro em
minutos. Algumas demonstrações magníficas ou atendi-
mento as orações levaram anos, se contarmos no plano
tridimensional da vida; mas em todos os casos, passa -se
pela mensagem às sete igrejas ou sete graus de
desenvolvimento.
(12) E voltei-me para ver a voz que falava comigo. E,
voltado, vi sete candeeiros de ouro ; (13) e no meio dos
sete candeeiros de ouro alguém semelhante ao Filho do
Homem, vestido de hábito talar, e cingido pelo peito com
um cinto de ouro.
Os sete candeeiros são as sete igrejas. O hábito qu e
você usa é o seu estado de espírito, seu sentimento, a sua
convicção alegre. Você esteve na mesa do banquete de
Deus, aonde você chega mentalmente vestido com o
hábito do amor, perdão, paz, alegria e boa vontade.
Quando você entra num grande festim psico lógico de
alegria e felicidade, está usando o hábito do amor e está
usando, simbolicamente, o cinto de ouro, que é sinal de
alegria.
Quando você reza, deve sempre comparecer à
Presença de Deus usando um hábito Dourado ou um
coração puro e o espírito isento de ressentimento, rancor,
hostilidade, preconceito ou condenação. Essas atitudes
de espírito impedem e obstruem o fluxo da Salutar
Presença Divina. Os detritos devem ser retirados do cano
para que a água corra livremente. Igualmente, um
consciente contaminado deve ser purificado de todos os
sentimentos pervertidos ou perversos, a fim de dar
entrada à harmonia, à saúde e à paz.
(14) Sua cabeça e seus cabelos eram brancos como a
lã branca e como a neve, e os seus olhos como uma
chama de fogo; (15) os seus pés eram semelhantes ao
bronze fino, quando está numa fornalha ardente, e a sua
voz como o ruído de muitas águas.
A cabeça e os cabelos citados aqui representam o
intelecto ungido pela Sabedoria de Deus. Os cabelos
representam o Poder e a Sabedoria de Deus. A cabeça
representa o intelecto ou a mente consciente. Quando os
seus pensamentos são pensamentos de Deus, o Poder de
Deus está com o seu pensamento do bem. Quando você
tem a mente pura e o coração puro, ou uma verdadeira
idéia de Deus e o sentimento verdadeiro que se segue, a
sua mente é considerada branca como a lã ou a neve.
No versículo quinze, a palavra pés significa
compreensão, entendimento. O bronze é uma liga formada
pela união do zinco com o cobre, que significa uma união
do seu desejo e sentimento, a sua mente e o seu coração.
O seu entendimento consiste de seu conhecimento do
funcionamento de sua mente, que lhe permite unir -se com
o que você deseja e sentir-se o que deseja ser.
(16) E tinha na sua mão direita sete estrelas; e saía
da sua boca uma espada aguda de dois fios, e o seu rosto
resplandecia como o sol na sua força .
A espada de dois fios que saía da sua boca significa
que da nossa boca vem a fala, ou vem uma voz, que é a
vibração. A verdade é uma espa da porque nos corta (ou
separa) de nossas crenças e comportamentos antigos,
falsos e negativos, criando uma disputa em nossa mente a
fim de resolver um problema. Lembre -se também de que
tudo o que você pensar ou sentir sobre outrem estará
criando em sua própria existência, pelo simples motivo de
que aquilo que você pensa e sente você está criando. A
verdade é uma espada de dois fios no sentido de que o
fator subjetivo é que é sempre o fator determinante.
Aquilo que você crê, você cria. O homem é a crença
expressa.
Quando você percebe a verdade do Ser, acredita
somente na Bondade e Amor de Deus e só espera o
melhor. Então você poderá percorrer o mundo inteiro
trajando hábito de Deus, e o mundo todo será abençoado
porque você caminhou assim. Quando você entronizar um
Deus de Amor em sua mente e acreditar com o coração
que Deus é o Pai Imenso e Bondoso, você terá uma reação
do Pai da Luz sob a forma de amor, paz, direção, fartura e
segurança. Ele se voltará para você assim como você se
volta para Ele. Deus é para você aquilo que você crê que
Ele seja.
(17) Logo que vi, caí diante de seus pés como morto.
Mas ele pôs a sua mão direita sobre mim, dizendo: Não
temas; eu sou o primeiro e o último (18) e o que vivo e
fui morto; e estou vivo pelos séculos dos séculos, e tenho
as chaves da morte e do inferno.
O versículo dezessete significa que, quando você
percebe o Poder Criador dentro de si, você se torna como
morto; isto é, adormecido para o mundo e vivo para Deus.
Você entende de uma vez por todas que o princípio e o
fim são o mesmo ___ o pensamento e a coisa, a idéia e a
manifestação, o carvalho e a bolota são um. A flor e a
semente são um. O seu desejo e a manifestação do
mesmo modo são um na sua mente. Todas as coisas
subsistem na Mente Divina. Alfa é o desejo e Ômega é a
manifestação do desejo. Deus lhe deu o desejo, Deus
satisfará o desejo e Deus lhe revelará todos os passos
necessários para o desenvolvimento do mesmo. O lugar
de satisfação é a sua mente, e o lugar de origem é a sua
mente.
O consciente está sempre morrendo e dando origem a
algo novo. Você pode morrer para a pobreza dizendo que
a Riqueza de Deus o está envolvendo. Continuando a
fazer isso, o estado de pobreza morrerá a míngua e então
veremos um outro homem, nadando em riqueza. Você
pode morrer para o medo e viver na fé em Deus. Pode
morrer para a má vontade e regalar -se com a boa vontade.
Pode morrer para a doença, desviando a sua atenção
daquilo que você não quer focalizando -a sobre Deus e
Sua Salutar Presença Infinita, dizend o que o que se aplica
a Deus se aplica a você. As chaves da morte e do inferno
significam a sua capacidade de morrer para o estado
antigo e viver no novo. Tenho de morrer para o que sou
antes de poder viver para aquilo que desejo ser.
(19) Escreve, pois, as coisas que viste, as que são, e
as que hão de suceder depois destas . (20) Eis o mistério
das sete estrelas que viste na minha mão direita, e dos
sete candeeiros de ouro: As sete estrelas são os sete
anjos da sete igrejas; e os sete candeeiros são as sete
igrejas.
As sete estrelas e os anjos das sete igrejas são a
mesma coisa. O anjo é um mensageiro de Deus, uma nova
idéia, uma nova atitude, uma nova interpretação da vida.
O anjo deve vir antes de você poder mudar. Você não
pode modificar as suas antigas maneiras de pensar
enquanto não tiver uma nova idéia. Você chega a novos
juízos, decisões e conclusões quando aprende o Poder
Criador de sua própria mente. Compreender que você cria
aquilo que você imagina e sente é experimentar a
visitação de um anjo. Esse anjo ou nova idéia prenuncia o
nascimento de seu salvador ou a solução do seu
problema.
Assim como você caminha na convicção ou sentimento
de que a sua oração está sendo atendida, assim também o
Sol ressurgirá amanhã. Você terá encontrado o seu
salvador, e então a aurora aparecerá e todas as sombras
fugirão.

CAPITULO DOIS
(3) E tens paciência, sofreste pelo meu nome e não
desanimaste. (4) Mas tenho contra ti que deixaste a tua
primeira caridade.
A tua primeira caridade é Deus ou o Espírito interior.
Quando você é leal e dedicado ao Poder Único, sem
reconhecer qualquer outro, você está amando a Deus. No
momento em que você der força ao medo, dúvida ou
fenômenos externos, terá deixado a sua primeira caridade
e se verá em dificuldades. Isso quer dizer que você se pôs
a perambular na periferia da vida, adorando outros tipos
de deuses estranhos. Você agora deve voltar para o
Centro, onde Deus habita em Paz e Harmonia, e ali se
reabastecer do ponto de vista da Verdade. Ali no silên cio,
em comunhão com Deus, você pode receber a orientação,
Força, e Poder para resolver todos os seus problemas e
erguer-se triunfante acima de todas as dificuldades.
Muitos cientistas descobriram o segredo de extrair a
sabedoria do Ser Mais Profundo. Poincaré, o matemático
francês, costumava descontrair-se e ficar passivo e
quieto; depois confiava seu problema matemático à Mente
Profunda, que sabia a solução. Ele entregava o seu
pedido com fé e confiança ___ isso ativava a sabedoria
em sua mente subjetiva e, quando a sua mente consciente
estava preocupada com outras coisas, a resposta
invariavelmente lhe vinha à mente superficial de uma
maneira semelhante às torradas saltando da torradeira.
(5) Lembra-te pois donde caíste e arrepende -te e
volta às tuas primeiras obras; do contrário, venho a ti e
removerei o teu candeeiro do seu lugar, se não fizeres
penitência.
No versículo cinco, a expressão fazer penitência
significa pensar de uma maneira nova e ter uma nova
idéia. Quando você tem uma idéia nova sobre o poder
criador de sua mente, você começa a pensar de uma nova
maneira e, de acordo com o que você pensa e sente, você
se modifica. O pensamento e o sentimento criam o seu
destino e quando você começa a pensar direito, sentir
corretamente, agir direito e praticar atos corretos, você
está realmente fazendo penitência. Fazer as primeiras
obras significa que, quando sentimos um desejo, não no
devemos restringir as nossas limitações. Devemos plantar
a nossa semente subjetiva e dar-lhe toda a nossa atenção.
Esclareça o seu desejo, defina o seu objetivo e seja
positivo ___ é este o trabalho de Éfeso. Quando você sabe
o que quer e o define de maneira clara em sua mente
consciente, sempre terá uma resposta de sua mente
subconsciente, que é rica de sabedoria e inteligência e
sabe como realizá-lo.
(10) Não temas nada do que terá que sofrer. Eis que
o demônio fará meter na prisão alguns de vós, a fim de
serdes provados, e tereis tribulação durante dez dias. Sê
fiel até a morte, e eu te darei a coroa da vida. (11) Aquele
que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas : O
que sair vencedor ficará ileso da segunda morte .
Na oração devemos ser fiéis até a morte; a morte do
estado antigo se dá enquanto permanecemos fiéis ao
nosso ideal ou desejo em cada passo do caminho. Na
oração devemos dedicar a nossa lealdade ao Poder Único,
ao darmos dedicação, fé e lealdade ao nosso desejo, o
estado antigo desaparece e o novo estado ressurge. A
coroa que recebemos é a vitória, o triunfo e a realiz ação.
Nós nos tornamos vitoriosos sobre os problemas se nos
mantivermos fiéis a nossa visão ou meta, sabendo em
nossos corações que, por mais negro que seja o túnel,
sairemos para a luz.
O significado do versículo onze pode ser explicado da
seguinte maneira: A primeira morte é a Vida ou Deus
Universal assumindo a forma da criança que nasce neste
mundo ___ é o Intangível assumindo uma forma ou a Vida
tornando-se manifesta. A primeira ressurreição se dá
quando despertamos para a compreensão de que o nos so
Consciente ou Percepção é Deus; aprendemos a
ressuscitar a Sabedoria , Inteligência e Poder de Deus
dentro de nós. Transformamos as nossas vidas e
ambiente enquanto aprendemos que todo conceito que
entretemos e a que damos atenção em nossa mente
estamos criando. Em outras palavras, aprendemos a Lei
da Mente Criadora; depois vem a manifestação de nossas
esperanças, desejos e aspirações. A segunda morte se dá
quando começamos a perder as nossas limitações e a
morrer para o medo, a ignorância, a superstiçã o e erros
de todos os tipos, desse modo fazendo ressurgir a fé, o
amor, a alegria, a felicidade, e a confiança num princípio
Eterno que nunca muda.
Os dez dias mencionados no versículo dez significam
o tempo que levamos para chegar a um acordo entre as
nossas mentes consciente e subconsciente. No número
dez, o 1 representa o elemento masculino ou nossa idéia
ou desejo, e (0) representa o ventre ou a qualidade
feminina em todos nós, a natureza sentimental ou
emocional. Quando impregnamos de emoção a id éia, dá-
se a criação, o masculino e o feminino se fundem num só
e Deus aí penetra; isto é, o Poder Criador de Deus torna -
se manifesto nessa união, e aparece o resultado, que é a
resposta à nossa oração. Se dois de vós se unirem entre
si sobre a terra a pedir qualquer coisa, esta lhe será
concedida por meu Pai, que está nos céus (Mateus,
18:19)
(22) Eis que a reduzirei a um leito (de dor) e os que
adulteram com ela se verão numa grandíssima tribulação,
se não fizerem penitência de suas obras .
Cometemos adultério quando odiamos, temos algum
ressentimento, ou nos entregamos à autocrítica e
autocomiseração. Se atribuirmos poder às estrelas, ao
tempo, às pessoas e a entidades, estaremos cometendo
adultério, porque nos estamos unindo mental e
emocionalmente a falsas crenças. Na verdade, estamos
criando ídolos em nossa mente. Adultério e idolatria são
aqui sinônimos.
(23) E ferirei de morte os seus filhos e todas as
Igrejas conhecerão que eu sou aquele que sonda os rins e
os corações; e darei a cada um de vós segundo as suas
obras.
Os filhos dos pensamentos e emoções negativos são
a doença, a carência e limitações de todos os tipos.
Permitir que o medo, o ódio ou o rancor nos dominem,
intimidem ou assustem é coabitar com o mal no leito da
nossa mente. A nossa mente subconsciente sempre
exprimirá o que imprimimos nela ___ o bem, se for o bem,
o mal se for o mal. Não importa o que digamos com os
lábios, os nossos verdadeiros sentimentos e crenças
sempre se manifestam. A Bíblia diz que o a dultério está
no coração ___ o coração significa a sua natureza
emocional e sentimental, a sua mente subconsciente. O
corpo não faz nada por si ___ o corpo se move da maneira
que é movido, o corpo age de acordo com o que atua
sobre ele.
(26) E àquele que vencer e que praticar as minhas
obras até o fim eu lhe darei poder sobre as nações ;
(28) e dar-lhe-ei a estrela da manhã.
A estrela da manhã é o seu reconhecimento da
Presença e do Poder de Deus dentro de você. Em seguida
a essa descoberta virá o seu nascimento em Deus. A
estrela da manhã prenuncia a aurora de um novo dia,
proclamando a ressurreição do Sol, que banha o mundo
com beleza e o redime das trevas e da morte. A sua
convicção de que a Força Onipresente de Deus caminha
agora à sua frente com majestade e poder, e sempre
movendo-se a seu favor, fará com que todos os seus
sonhos se realizem. Você verá que todos os s eus
caminhos são agradáveis e todas as suas veredas são de
paz.

CAPITULO TRÊS
(20) Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a
minha voz, e me abrir a porta, entrarei nele e cearei com
ele e ele comigo.
Deus está sempre batendo à porta do seu coração,
como um desejo. Se você abrir a porta, quer dizer, se
você receber bem o desejo em sua mente e o tratar cordial
e amavelmente, conseguirá tornar -se um com ele, mental
e emocionalmente. Você está ceando com o seu desejo
quando se regala com alegria sobre a realidade do seu
desejo. A Presença salutar está sempre batendo à sua
porta e, se você abrir a sua mente e seu coração, e
escutar a Voz da Verdade, terá o seu objetivo alcançado.
Um homem contou que o filho dele ficara com um
dedo torto, num acidente. Todas as noites ele imaginava
um dedo perfeito na mão do menino, alegando que havia
uma idéia perfeita de um dedo na Mente de Deus. Antes de
adormecer, ele ouvia o filho dizer -lhe, alegre: “Papai, olhe
para o meu dedo, está perfeito!” de pois de um mês o dedo
do menino estava completamente reto.
Lembre-se de que o Espírito está sempre batendo à
porta, e o trinco abre do lado de dentro. Nós expulsamos
o Visitante Sagrado toda vez que deixamos de ter fé e
confiança no Poder Espiritual como sendo Supremo e
soberano. Se dermos poder a outras coisas, a pessoas,
condições e circunstâncias, estaremos expulsando o
Visitante. Se dissermos “Não posso” ou “Sou incurável”,
estaremos na verdade rejeitando a Presença de Deus que
nos vem como um desejo de saúde perfeita e harmonia.
Sempre sabemos se deixamos entrar ou não o Visitante
Sagrado em nosso coração, por nossa atitude,
comportamento, firmeza e equilíbrio.

CAPÍTULO QUATRO
(1) Depois disto olhei, e eis que vi uma porta no céu,
e a primeira voz que ouvi era como de trombeta que falava
comigo, dizendo: Sobe aqui e mostrar-te-ei as coisas que
devem acontecer depois destas. (2) E logo fui
arrebatado em espírito; e eis que vi um trono que estava
colocado no céu, e sobre o trono estava alguém sentado.
(3) E aquele que estava sentado no trono era no aspecto
semelhante a uma pedra de jaspe e de sardônica; e em
volta do trono estava um arco-íris, que se assemelhava à
cor de esmeralda. (4) E em volta do trono estavam vinte
e quatro tronos; e sobre estes tronos achavam-se
sentados vinte e quatro anciãos, vestidos de roupas
brancas, e tendo nas suas cabeças coroas de ouro .
Este é um maravilhoso capítulo para a meditação.
Quando fechamos os olhos e acalmamos a mente,
pensamos na Infinita Presença salutar dentro de nós,
ausentamo-nos do corpo (problemas, dificuldades,
doenças, etc.) e estamos com o nosso Senhor ao
contemplarmos a solução de nossos problemas pela
Sabedoria e Poder de Deus. Fechamos a porta dos
sentidos que dá para o mundo exterior e abrimos outra
porta para dentro, para o reino subjetivo, para o céu. A
trombeta, que você ouve, representa o seu tom, estado de
espírito ou sentimento interior, que se torna exultante,
enobrecedor e inspirador, quando você contempla o seu
bem. Esta é a voz da trombeta. A sua fé e convicção são
uma profecia do que está por vir.
Mostrar-te-ei as coisas que devem acontecer depois
destas; quer dizer, que na meditação você pode ter uma
previsão das coisas futuras, pode ver a sua resposta à
sua oração antes de experimentá-la objetivamente. Na
oração você chama coisas que não existem como se
existissem, e o que não é visto se torna visto.
Uma jovem atriz, experimentou o seguinte durante o
período de sua oração: Começou a imaginar que tinha nas
mãos um contrato; começou a senti-lo e a dar graças,
dizendo para si: “Agora é meu. Tenho tanta coisa a dar.”
Ela conviveu com a imagem mental da aceitação, sabendo
que, tendo visto e sentido sua realidade na mente, ela o
experimenta objetiva-mente. Dentro de um mês ela
conseguiu o contrato. Teve uma previsão daquilo que se
realizaria no futuro próximo no plano tridimensional da
vida.
O trono mencionado nesses versos significa a sua
autoridade e a sua compreensão das leis espirituais e
mentais. Você tem a autoridade para se unir mental e
emocionalmente com o seu bem, sabendo que a lei
criadora da sua mente fará com que isso se realize. Você
está sempre no trono de Deus, pois Deus é Onipresente, e
a sua separação da Sua Presença é puramente de
pensamento e crença. O arco-íris em volta do trono
representa a sua aliança ou acordo com o seu bem; é
simbólico das sete cores do espectro solar, produzidas
por diferentes graus de vibração da energia universal, que
no final resultam no universo visível. Quan do passamos
pelos sete graus da oração já mencionados, o arco -íris
está em volta de nós porque estamos refletindo a nossa fé
na Presença de Deus interior do mesmo modo que a água
age como prisma ao transmitir a luz do sol. O jaspe e a
sardônica representam o poder e domínio sobre os
nossos pensamentos.
Os vinte e quatro anciãos representam todas as suas
faculdades, sentimentos e atitudes reunidas na
contemplação da Presença e Poder de Deus. As nossas
doze faculdades da mente que olham para fora devem
olhar para dentro ___ isso representa a disciplina das
nossas faculdades mentais que são coroadas de ouro. O
ouro simboliza o poder, e quando aprendermos a
disciplinar as nossas faculdades mentais, poderemos
usar mais o Poder de Deus e Sua Sabedoria. Há vi nte e
quatro horas no dia. As nossas doze faculdades mentais
funcionam durante as doze horas do dia, e quando
dormimos as mesmas faculdades funcionam durante as
doze horas da noite.
(5) E do trono saíram relâmpagos e vozes e
trovões; e diante do trono estavam sete lâmpadas
ardentes, que são os sete espíritos de Deus .
Os relâmpagos e trovões significam o movimento da
consciência, do estado não-condicionado. No ato criador
mental e espiritual, passamos pelas sete qualidades ou
graus de sentimento, chamados os sete espíritos de
Deus.
(6) E defronte do trono havia um como mar de vidro,
semelhante ao cristal; e no meio do trono e em volta do
trono, quatro animais cheios de olhos por diante e por
detrás. (7) E o primeiro animal era semelhante a um leão,
o segundo animal semelhante a um novilho e o terceiro
animal tinha o rosto como de homem e o quarto animal
era semelhante a uma águia voando . (8) E os quatro
animais tinham cada um seis asas; e em volta e por
dentro estavam cheios de olhos; e não cessavam dia e
noite de dizer: Santo, Santo é o Senhor Deus Onipotente,
que era, que é, e que há de vir.
O mar de vidro simboliza a mente em paz, sintonizada
com o infinito. Os quatro animais significam a
constituição quádrupla do homem; também representam
os quatro cavalos, a natureza espiritual, mental,
emocional e física do homem.
Há outra propriedade do algarismo quatro que nos
mostra a natureza de um sólido, deste modo revelando -
nos a história da criação. Pois sob o título de u m está o
que em geometria se chama de ponto; só o dois está a
linha. Se um se estender, forma -se o dois; se um ponto se
estender, forma-se uma linha; uma linha é extensão sem
largura. Se se acrescentar à largura, resulta uma
superfície, que vem sob a categ oria três. Para fazer de um
plano sólido, é preciso uma coisa: profundidade ___ e
essa adição ao três produz o quatro.
Há quatro estágios para se produzir um sólido; o
mesmo se aplica a todo o resto. Temos a semente, o solo,
a essência criadora, e a planta. Ao fazer a água no
laboratório químico temos o hidrogênio, o oxigênio, a
centelha elétrica e a água. O algarismo quatro pode ser
dramatizado de muitas maneiras, com as quatro estações
do ano, quatro fases da lua, os quatro naipes do baralho,
as quatro virtudes ___ a prudência, o autodomínio, a fé e
a justiça ___ e os quatro elementos: fogo, água, ar e terra.
Os quatro animais podem ser explicados como o
quatro signos fixos do Zodíaco: Leão, Touro, Aquário e
Escorpião. Leão representa o Poder Espiritual e Touro
significa o bezerro ou novilho, o animal de carga.
Trabalhamos com o nosso desejo para fazer com que ele
se realize. Aquário (homem) significa o carregador de
água. Água significa a Verdade, o que quer dizer que
meditamos sobre a realidade do nosso desejo despejando
água ou o sentimento sobre o nosso ideal. Imaginamos o
final feliz, permanecendo leais e dedicados ao nosso
ideal. Escorpião representa a impregnação de nosso
subconsciente ou o estado completo. Poderíamos explicar
esses quatro animais como quatro fases do consciente, a
saber: consciente ou espírito, desejo, sentimento e
realização.
No versículo oito, seis asas referem -se aos seis dias
da criação, ou o tempo necessário para impregnar a
mente subconsciente ou chegar ao pont o de total
aceitação mental. Temos de trabalhar com afinco todas as
fases de nossa vida para banir o negativismo e o
pensamento destruidor de todo tipo. Devemos vigiar os
nossos pensamentos, idéias, opiniões e reações e fazer
com que nada atravesse o limia r de nossa mente que não
seja aquilo que encha a nossa alma de alegria. Devemos
trabalhar mentalmente pela oração até alcançarmos o
Sábado ou sétimo dia, que é a certeza íntima e a calma
tranquila que se segue à oração. O sétimo dia ou Sete
Espíritos referem-se aos seis dias ou seis passos que
levam ao sétimo dia de repouso ou convicção. Vemos que
na Bíblia há referências constantes ao seis, como os seis
degraus do trono de Salomão e as seis talhas de água na
festa das bodas de Caná. Todas essas referências
significam a mesma coisa, pois a bíblia utiliza coisas
exteriores e concretas para representar movimentos
interiores da consciência.
As asas permitem que você se eleve acima das
tormentas da vida. com a sua compreensão da oração
você pode ser um pára-quedista e voar sobre a sua
dificuldade para um porto de repouso e segurança ___ a
Presença de Deus dentro de você. Nessa fortaleza
inexpugnável ninguém poderia sitiar. Ali você forma,
molda e dirige o que está por vir e, adaptando a sua
mente às Verdades de Deus, pode produzir uma resposta
perfeita para a sua oração.
Dizer “Santo, Santo, Santo” é, em nossa moderna
maneira de falar, ver a integridade, a Beleza e a Perfeição
de Deus por toda parte, em todas as pessoas, em vez de
aceitar a aparência da discórdia. Que era, que é, e que há
de vir significa que as verdades de Deus não mudam ___
são as mesmas ontem, hoje e para sempre. Você está
agora vivendo na Eternidade e no processo da oração não
tenta criar nada ___ apenas se identifica com aquilo que
sempre foi, é agora e há de ser sempre.

CAPITULO QUINTO
(1) E vi na mão direita do que estava sentado sobre o
trono um livro escrito por dentro e por fora selado com
sete selos. (2) E vi um anjo forte que bradava: Quem é
digno de abrir o livro, e de desatar os seus selos ? (3) E
ninguém podia, nem do céu, nem na terra, nem debaixo da
terra, abrir o livro, nem olhar para ele .
O livro escrito por dentro e por fora é você. Todos os
pensamentos, crenças, opiniões, teorias ou dogmas que
você escrever, gravar ou imprimir em seu consciente,
você os experimentará como a manifestação objetiva das
circunstâncias, condições e fatos. O que escrevemos no
interior, experimentamos no exterior. Temos dois
aspectos de nossa vida, o objetivo e o subjetivo, o visível
e o invisível, o pensamento e a manifestação.
O sete selos são sete estados de consciência. O
nosso conceito passa por sete estados de percepção em
que espiritualizamos os nossos cinco sentidos voltando -
nos para dentro, para o Poder Espiritual; então fazemos
com que a nossa mente consciente e subconscie nte
concorde e sincronize. Quando não há mais dúvida em
nossa mente consciente ou subconsciente, a nossa
oração é atendida. Você rompe os sete selos quando
disciplina os seus cinco sentidos e faz com que as duas
fases de sua mente concordem.
Existem sete selos. O primeiro é a visão ___ e
significa ver a Verdade em qualquer situação, como a
saúde perfeita onde houver doença. O segundo é a
audição: você ouve boas novas ao dar atenção à sua
visão da saúde. O terceiro é o olfato: você cheira a
verdade, chegando a conclusão positiva de que o Deus
que fez o corpo pode curá-lo e você rejeita todos os
outros alimentos, tais como os conceitos falsos e as
idéias preconceituosas. O quarto selo é o paladar: você
prova a Verdade, apropriando-se da idéia em sua mente,
por meio da meditação, e ocupando a mente com
freqüência com o resultado perfeito daquilo que você
deseja. O quinto selo é o tato: você toca na realidade da
sua oração ao sentir alegria da oração atendida. Os dois
outros selos, a saber, a sua mente cons ciente e a
subconsciente, significam que quando você consegue
disciplinar os seus cinco sentidos, os princípios
masculino e feminino em sua própria mente começam uma
interação harmoniosa ___ realiza-se um casamento
perfeito entre o seu desejo e a sua emoçã o, e dessa união
nasce um filho, que é a solução do seu problema.
Você é digno de abrir o livro quando dá atenção ao
Princípio Criador dentro de si, utilizando -o devidamente.
Você então começa a libertar os tesouros ocultos de
saúde, harmonia, paz e beleza de sua vida.
(5) Então um dos anciãos disse-me: Não chores; eis
que o Leão da tribo de Judá, a estirpe de Davi, venceu de
maneira a poder abrir o livro e desatar os seus sete selos .
O Leão da tribo de Judá pode desatar os sete selos
___ o leão é o rei das selvas. O homem também é um rei
quando ele desperta para o Poder de Deus dentro de si;
pode tomar posse de seu reino de conceitos, regular suas
emoções e reações e recusar passaporte a qualquer
pensamento negativo, que queira entrar em sua mente.
Pode promulgar decretos e ordens que devem ser
obedecidos implicitamente por que ele sabe que o que
quer que decrete com fé e confiança a sua mente
subconsciente tornará válido, respeitará e fará aparecer
em sua experiência objetiva. O poder do homem de
pensar, imaginar e sentir construtivamente lhe dá poder
sobre todas as condições no seu mundo; ele pode desatar
os selos que estávamos cobertos e selados pela
ignorância, pelo medo e pela superstição.
(6) E olhei, e eis que no meio do trono e dos quatro
animais e no meio dos anciãos estava de pé um Cordeiro
como morto, o qual tinha sete chifres e sete olhos, que
são os sete espíritos de Deus, mandados por toda a terra .
O Cordeiro é um antigo símbolo do primeiro signo do
zodíaco. O zodíaco significa o seu consciente ou infinito,
onde se acham todos os tons, estados de espírito,
sentimentos e vibrações. Você pode tocar qualquer tom,
pois o homem é o teclado infinito de Deus. Que tom você
toca? Sugiro que você toque a melodia de Deus, batendo
as teclas da sabedoria, verdade e beleza; da harmonia,
saúde e paz; da alegria, integridade e perfeição. O
Cordeiro significa que o seu Consciente está sempre
morrendo para o velho e ressuscitando para novas
convicções de saúde, riqueza etc. Se es tiver doente, você
pode separar-se do estado de moléstia e regalar -se
mentalmente com a Verdade de que Deus é Harmonia
Absoluta e a Perfeição Absoluta, e, ao fazer isso, o velho
estado morre e nasce o novo estado de consciência.
Quando o Sol atravessa o equador, no dia 21 de
março, chamado o ingresso de Áries, os antigos diziam:
“Este é o cordeiro de Deus que tira os pecados do
mundo”, pelo simples motivo de que, quando o sol passa
pelo equador na primavera, ressurgem todas as sementes
geladas na terra durante longos meses de inverno, e o
deserto se regozija novamente e desabrocha como a rosa.
Toda a natureza se regozija quando o brilho, o calor e
radiosidade da luz solar redimem o mundo das trevas do
inverno para a alegria e o entusiasmo da primavera.
Chamava-se o Cordeiro porque o Sol entrava no signo de
Carneiro, ou cordeiro; simbolicamente, é a sua mente ou
inteligência iluminada pela luz ou Sabedoria de Deus.
Você possui essa Sabedoria quando sabe que a Força
Onipotente de Deus flui pelos seus processos mentais e
imagens mentais; portanto, você começará a reproduzir
as qualidades, atributos e potencialidades de Deus por
meio de seus processos de pensamentos construtivos. O
homem cria, do mesmo modo que Deus cria. Deus se
imagina ser alguma coisa; depois Ele se torna àquilo que
imagina ser. Os sete chifres e sete olhos são os sete
poderes e sete percepções já explanados anteriormente.
(8) E, tendo aberto o livro, os quatro animais e os
vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro,
tendo cada um cítaras e taças de ouro cheias de
perfumes, que são as orações dos santos .
As taças de ouro cheias de perfume são o estado
fragrante, a reação que satisfaz. Você não pode reprimir a
alegria que surge quando consegue sentir a reali dade
daquilo por que rezou. Você tem uma cítara porque a
oração é a música da alma. Quando você caminha pela
terra, a luz de Deus anda a sua frente, atrás de você, à
direita e à esquerda, acima e abaixo de você ___ são
essas também as seis asas ou as seis maneiras de Deus
rodeá-lo. Os quatro poderes estão com você e cada qual
tem seis asas.
(11) E olhei e ouvi a voz de muitos anjos em volta do
trono e dos animais e dos anciãos; e era o número deles
milhares de milhares.
Os milhares de milhares mencionados representam as
centenas de milhares de pensamentos, em sua cabeça ___
nem todos construtivos. Por exemplo, você pode dizer:
“Tenho medo, não posso, sou fraco, ressinto -me contra
isso”, etc. Quem está falando? Não é o infinito em você,
nem o verdadeiro Ser. Todos esses pensamentos devem
morrer e você deve começar a pensar, falar e agir do
ponto de vista da Bondade Infinita de Deus, da
inteligência Infinita de Deus, do Amor Ilimitado de Deus e
da Onipotência do Ser Infinito. Ao fazer isso, você
começará a ouvir a voz dos anjos. Um anjo é um
mensageiro de Deus ou a Verdade de Deus operando em
sua mente. Os muitos anjos operando em sua mente são a
fé, confiança, amor, alegria, boa vontade, entusiasmo e
compreensão. Os anjos são atitudes da mente ou estados
de consciência. Um anjo também é uma idéia ou desejo
que você tenha. Dê atenção ao anjo, identifique -se com
ele mental e emocionalmente, e a coisa se realizará por
meio da lei criadora de sua mente.

CAPITULO OITO
(1) E, tendo aberto o sétimo selo, fez-se silêncio no
céu, quase por meia hora. (2) E vi os sete anjos que
estavam em pé diante de Deus; e foram -lhes dadas sete
trombetas.
O sétimo selo é o mesmo que o sétimo dia ou sétimo
tom, que significa o sossego, o repouso, o silênc io que se
segue à verdadeira oração. Meia hora significa meio
tempo, que é um termo indefinido, pois não sabemos nada
sobre o mistério da criação. Os caminhos do nosso
subconsciente são insondáveis. Não sabemos como, onde
nem por que meios vem a solução. Vem de maneiras que
ignoramos, por caminhos desconhecidos, e numa hora em
que não a esperamos. Semeamos uma idéia no
subconsciente meditando sobre ela; ali ela faz a sua
gestação no escuro e, quando o momento chega, a
sabedoria subjetiva faz com que aconteç a a seu modo.
(3) E veio outro anjo e parou diante do altar, tendo
um turíbulo de ouro; e foram-lhe dados muitos perfumes,
a fim de que oferecesse as orações de todos os santos
sobre o altar de ouro, que está diante do trono de Deus .
Os sete anjos das sete igrejas são sete graus de
percepção. Disciplinamos esses sete graus de percepção
(sete estados de consciência). Depois fazemos soar as
sete trombetas, e estas tocam chamando à ação. Isto
significa que de nossa meditação em silê ncio surge o
estado de espírito, sentimento e confiança na lei, sabendo
que surgirá uma resposta. Tudo isso se realiza sem
esforço ou tensão, apenas um conhecimento íntimo e
silencioso da alma.

CAPITULO NOVE
(16) E o número do exército de cavalaria era de
duzentos milhões, porque ouvi dizer o seu número .
(17) E vi assim os cavalos na visão: os que estavam
montados neles tinham couraças de cor de fogo, de
jacinto e de enxofre e as cabeças dos cavalos eram como
cabeças de leões; e da sua boca saíam fogo, fumo e
enxofre.
Os vastos exércitos de cavalaria representam o poder
ilimitado da Presença de Deus. Os homens mortos pelo
fogo representam pensamentos, opiniões crenças que são
dissolvidos pelo fogo ou a Inteligência Divina e a
compreensão das verdades de Deus e da Vida. Os
conceitos espirituais ou os exércitos do céu destroem os
pensamentos falsos e supersticiosos e as tendências
negativas do homem.

CAPITULO DEZ
(1) Então vi outro anjo forte, que descia do céu,
vestido de uma nuvem, e com o arco-íris sobre a sua
cabeça, e o seu rosto era como o sol, e os pés como
colunas de fogo; (2) e tinha na mão um livrinho aberto; e
pôs o pé direito sobre o mar e o esquerdo sobre a terra :
(3) e gritou em alta voz, como um leão que ruge. E,
depois que gritou, sete trovões fizeram ouvir as suas
vozes, eu dispunha-me a descrevê-las; mas ouvi uma voz
do céu que me dizia: Sela as palavras dos sete trovões, e
não as escrevas.
O livrinho é a mente subjetiva, em que escrevemos e
gravamos todos os conceitos, todas as nossas
impressões e crenças. O pé direito sobre o mar significa
disciplinar a mente pela boa compreensão da lei. Nós
estamos todos vivendo no mar da mente e emoções, e
temos de aprender que o caminho do amor está aberto a
todos em todas as circunstâncias, e nele você pode pisar
neste momento. Não é preciso um treino especial para pôr
o seu pé direito sobre o mar. Os pés significam a
compreensão, na linguagem bíblica. Você pode começar
neste momento a expulsar com firmeza de sua
mentalidade todos os pensamentos de animosidade,
amargura ou condenação pessoal, de ressentimentos, e
toda e qualquer coisa que contrariar a Lei do Amor. Passe
a amar as verdades eternas, o amor, a bondade, a
verdade, a boa vontade, honestidade e justiça. O amor o
curará; o amor consolará e abençoará de inúmeras
maneiras. O amor iluminará o seu caminho e lhe dará paz
de espírito.
Você coloca o seu pé na terra neste sentido. A terra
significa a manifestação, tal como o seu corpo, ambiente,
condições, etc. O pé esquerdo significa que você sabe
que a condição subjetiva sempre há de derrubar a
condição objetiva. Você pode sempre se retrair e
visualizar o modo como quer que sejam as coisas, e os
movimentos interiores e silenciosos do consciente
produzirão condições externas que se adaptem à sua
convicção interior. Todas as dúvidas e medos
desaparecem quando tomamos consciência do Poder
Oculto. Os sete trovões são sete qualidades do
consciente. O anjo forte citado é a sua convicção
inabalável que vem do céu da sua própria mente
iluminada. Sete quer dizer completo, que por sua vez
simboliza leão, o estado vencedor do consciente. O
versículo quatro transmite o conselho de que devemos
ficar tranquilos e convictos de que a nossa oração está
atendida. O adversário ou pensamento negativo pode
entrar em nossa cabeça para desafiar -nos ou perturbar-
nos. Não devemos dar ouvidos senão àquilo que sabemos
ser verdade. Devemos sentir o nosso conceito, acertá -lo,
e esperar com fé que, acreditando nele até o nosso novo
conceito, se dê à manifestação.
(9) E fui ter com o anjo, dizendo-lhe que me desse o
livro. E ele disse-me. Toma o livro e devora-o; e ele fará
amargar o teu ventre, mas na tua boca será doce como
mel.
Quando ouvimos pela primeira vez que o Poder
Criador reage a todos os nossos pensamentos, ficamos
muito entusiasmados e isso parece doce e fragrante. No
entanto, às vezes os nossos sentidos se deixam dominar
pelo que vemos e ouvimos, e perdemos a nos sa
verdadeira percepção do Poder Único. Quando admitimos
outro poder, começamos a nos opor e a resistir a ele. O
nosso desejo ou ideal nessas ocasiões é como o alimento
que não digerimos direito (fará amargar o teu ventre, mas
na tua boca será doce como o mel). Quando você
contempla o seu desejo, gera um novo estado de espírito,
mas se achar que há alguma coisa que o bloqueie, ou
algum agente externo que o possa frustrar, então você
estará na situação especial e difícil de brigar com o seu
próprio pensamento. Isso cria confusão, irritabilidade e
raiva; é uma briga em sua mente que se assemelha a briga
no estômago quando o alimento não é digerido nem
assimilado direito. Se você acredita num poder do mal,
está na verdade negando o poder do Deus Único e sua
Onipotência. Isso cria um conflito e não conseguimos
digerir, absorver e assimilar o nosso desejo ou
consciência. A solução de toda a questão é que você tem
de identificar-se com o Poder Universal, de onde vêm a
sua força, poder e fé. Lembre-se de que você é um filho
de Deus, e todos os poderes de Deus estão trancados
dentro de você, do mesmo modo que a palmeira está toda
dentro da semente. Torne-se receptivo agora e diga:
“Aceito o meu bem, Deus o deu a mim, e permito que ele
tome forma em minha experiência.”
(11) E disse-me: É necessário que ainda profetizes a
muitas nações, e povos, e homens de diversas línguas, e
reis.
Devemos sempre profetizar sentindo e sabendo que a
Bondade Infinita de Deus está sempre a envolver -nos e
que somos canais para o Divino. O nosso estado de
espírito, sentimento, animação interior determinam o
nosso futuro. Devemos tornar-nos o verdadeiro profeta e
profetizar ou expor apenas aquilo que é verdadeiro de
Deus em nossas vidas. Segundo a nossa fé em Deus,
assim nos será feito.

CAPITULO ONZE
(19) Então abriu-se no céu o templo de Deus e
apareceu a arca do seu testamento no seu templo e
sobrevieram relâmpagos e vozes e um terremoto e uma
grande chuva de pedra.
Você constrói a sua arca no entendimento da
sabedoria, presença e poder de Deus. A arca é construída
sobre a base de que o que é verdade de Deus é verdade
para você. Você pode construir essa arca no meio de
todos os erros e idéias preconceituosas em sua mente.
Continuando os seus exercícios mentais e espirituais, um
terremoto se dará, no sentido de que tudo que não for
semelhante a Deus ou à verdade será destruído em sua
vida; parecerá um terremoto porque o velho será
destruído e um homem novo aparece rá, transformado pela
fé e amor de Deus. A sua arca é a sua aliança ou acordo
com o Ser-Deus dentro de você, no sentido de que você
herdará tudo o que tem o Pai. Tudo o que o Pai tem é meu.
(João 16:15) A destruição e aniquilamento de todos os
seus preconceitos tradicionais e idéias errôneas por meio
do fogo do Amor Divino é realmente o terremoto que
destrói o velho e dá origem ao novo.
Eis que eu removo todas as coisas . (Apoc. 21:5)

CAPITULO TREZE
(6) E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus,
para blasfemar o seu nome, e seu tabernáculo, e os que
habitam no céu.
Blasfêmia é a irreverência para com o nosso bem, ou
a sua recusa, ou o remorso pelo fracasso. Blasfemamos
contra Deus quando dizemos que Deus não pode curar o
corpo que Ele criou. Nesse momento somos ateus, pois
estamos negando e rejeitando a onipresença e
Onipotência de Deus. Se um homem disser que é
incurável e que seu estado é desesperador, está
blasfemando, em linguagem bíblica, porque na verdade o
que ele está dizendo é o mesmo que dizer que a Salutar
Presença Infinita não pode curar o corpo doente, e no
entanto, talvez em seguida, ele diga: “Para Deus, tudo é
possível”. Também estamos blasfemando contra o nome
de Deus quando dizemos que Deus nos manda a doença,
moléstia, morte, tribulações. A Salutar Presença Infinita
não pode violar a sua própria natureza. O Infinito só se
pode exprimir como Harmonia, Saúde, Paz, alegria,
Integridade e Perfeição. A natureza do Infinito é
integridade, Beleza e Unidade. Não se pode expri mir de
outro jeito. A vida não pode desejar a morte ___ isso seria
uma contradição de sua própria natureza. À vontade,
intenção ou propósito de Deus para todos os homens é a
vida abundante, alegria, harmonia e maravilhosas
experiências, além de seus sonhos mais caros. As falsas
idéias e preconceitos contam muitas mentiras sobre
Deus; os homens falam de demônios, inferno,
condenação, limbo e purgatório. Todas essas palavras
exprimem estados de espírito criados por nós devido à
ignorância e falta de compreensão. O único demônio é o
desentendimento, má interpretação e má aplicação das
leis universais comuns a todos os homens. Contar uma
mentira acerca de Deus e Suas qualidades também é
blasfemar. Dizer a uma pessoa que Deus vai julgá -la e
castigá-la no dia final, ou que se ela cometer um pecado
grave vai para o inferno, também é blasfemar. Todo o
julgamento é dado ao filho, o que quer dizer que é dado à
sua mente. Você se julga a si mesmo cada hora do dia,
pelos pensamentos que tem e pelas suas escolhas. O
Absoluto não julga, nem condena. A nossa retribuição e
recompensa baseiam-se nas reações de nossa própria
mente subconsciente à nossa maneira de pensar. Pense
no bem e o bem virá, pense no mal e o mal virá. A lei da
vida é ação e reação. O pensa-mento é ação, e a reação é
a resposta de nosso subconsciente, baseada na natureza
do nosso pensamento.

CAPITULO QUATORZE
(1) E olhei, e eis que o Cordeiro estava de pé sobre o
monte de Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil
que tinham escrito sobre as suas frontes o nome dele e o
nome de seu Pai. (2) E ouvi uma voz do céu, como
estrondo de muitas águas, e como o estrondo de um
grande trovão; e a voz que ouvi era como de tocadores de
cítara que tocavam as suas cítaras. (3) E cantavam
como que um cântico novo diante do trono e diante dos
quatro animais, e dos anciãos; e ninguém podia cantar
este cântico senão aqueles cento e quarenta e quatro mil
que foram resgatados da terra.
Sião significa um elevado estado de consciência em
que pairam pensamentos e ideais nobres e elevados.
Significa que a sua mente está sintonizada com o Infinito
e você sente a presença da paz, amor, alegria e força
espiritual. Significa que você sente a Presença de Deus
ou o bem em seu coração. Os cento e quarenta e quatro
mil representam a ampliação ou multiplicação de suas
doze faculdades ao reunir os seu pensamentos,
sentimentos e atitudes mentais, em contemplação do Rei
dos Reis dentro de você. Quando você está sintonizado
mentalmente com o Ser-Deus, sabe que há uma solução
para o seu problema. Cada problema tem sua solução sob
a forma de um desejo. Se você estiver num desespero
profundo, ou extremamente necessitado, focalize a sua
atenção sobre o seu ideal, imagine -se livre do problema,
acredite que Deus está agora traba lhando por você e que
por meio da Sua Sabedoria você alcançará a sua meta,
que será a sua liberdade. É esta a voz do céu, mencionada
no capítulo dois. Uma voz é um estado de espírito, tom,
sentimento íntimo que você possui ao estimular o dom de
Deus dentro de você.
A voz dos tocadores de cítara significa a harmonia
íntima que se segue quando você pensa no poder e na
sabedoria de Deus que está revelando a solução perfeita.
No versículo três, você canta um cântico novo quando
canta o cântico do espírito triunfante de Deus no homem.
Homem nenhum pode aprender esse cântico enquanto não
se tornar ciente da Presença de Deus no seu meio. Você
pode agora começar a visualizar-se como gostaria de ser,
sem considerar as condições e circunstâncias. Chame o
seu menestrel interior, que é a sua fé em Deus e Sua
Onipotência, continue nessa atitude mental triunfante e
você se erguerá do escuro para encontrar -se no caminho
da saúde, felicidade e paz.
(14) E olhei e eis que vi uma nuvem branca, e uma
pessoa sentada sobre a nuvem, semelhante ao Filho do
Homem, a qual tinha na sua cabeça uma coroa de ouro, e
na sua mão uma foice aguda.
A nuvem branca significa a atmosfera espiritual
gerada por você ao contemplar o Poder Espiritual como o
seu Senhor e Mestre, sabendo em seu íntimo que é o
único poder. Quando você eleva o seu ideal em sua
mente, está subindo em consciência, e por meio de seu
pensamento espiritual e sua confiança em Deus torna -se o
filho do Homem ressuscitando o seu ideal e fazendo com
que este se manifeste. Basta que o homem tenha um novo
conceito de si e compreenda que ele pode tornar -se um
pára-quedista espiritual e voar por cima de qualquer
obstáculo, barreira ou dificuldade para o porto da
segurança, liberdade e paz. Eu te transportei em asas de
águia e te trouxe para mim. A foice aguda significa que
você se separa de tudo que nega o que você deseja e
imprime o seu conceito esclarecido mais profundamente
em seu cérebro.

CAPITULO QUINZE
(1) E vi no céu outro sinal grande e admirável: S ete
anjos que tinham as sete últimas pragas, porque com elas
é consumada a ira de Deus. (2) E vi um como mar de
vidro envolto em fogo, e os que venceram a besta, e a sua
imagem, e o número do seu nome estava sobre o mar de
vidro, tendo citaras divinas, (3) e cantavam o cântico do
servo de Deus, Moisés, e o cântico do Cordeiro, dizendo:
Grandes e admirá-veis são as tuas obras, ó Senhor Deus
Onipotente; justos e verdadeiros são teus caminhos, ó rei
dos séculos.
Os sete anjos e as sete pragas represe ntam os sete
estágios de percepção ou estado de consciência já
comentados. O mar de vidro significa a sua mente em paz,
e o fogo representa a Sabedoria de Deus, que sobe à
mente superficial quando ela está sossegada. O cântico
de Moisés significa a sua capacidade de extrair a
Sabedoria e Inteligência de Deus das profundezas do seu
subjetivo, o que lhe permite fazer frutificarem todas as
suas idéias. Mantendo o estado de espírito de confiança e
fé, você cantará o cântico de triunfo ou vitória do poder
espiritual que é o cântico do Cordeiro. É esta melodia de
Deus que você toca nas cordas do seu coração, que é a
cítara de Deus, todos os dias de sua vida.

CAPITULO VINTE
(1) E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do
abismo e uma grande cadeia na sua mão. (2) E prendeu o
dragão, a serpente antiga, que é o demônio e Satanás, e
amarrou-o por mil anos; (3) E mete-o no abismo e fechou-
o, e pôs o selo sobre ele, para que não seduza mais as
nações, até se completarem os mil anos; e depois disto
deve ser solto por um pouco tempo.
O demônio, a nossa sensação de carência, está
acorrentado, mas só por certo tempo. Quando o nosso
desejo desperta, o demônio ou aspecto negativo surge
com ele. O demônio significa viver a vida ao contrário. O
demônio é o nosso mal-entendido, nosso falso conceito
das coisas. Vemos através de um vidro, obscuramente;
em outras palavras, não vemos como Deus vê. Quando
você se une com o seu bem, vence a sensação de
carência, e o demônio ou a negação se solta; mas com
todo desejo surge uma sensação de carência que o
desafiará por algum tempo.
(5) Os outros mortos não tornarão à vida, até se
completarem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição .
A primeira morte é a morte da ignorância. Morremos
para as falsas crenças, que dizem que somos vítimas da
sorte, destino, coincidência, todas palavras usadas para
demonstrar a nossa ignorância das leis de nossa mente.
Despertamos para a verdade de que o nosso próprio EU
SOU é Deus, e que o que afixarmos ao EU SOU nós nos
tornamos.
(6) Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na
primeira ressurreição; a segunda morte não tem poder
sobre estes, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e
reinarão com ele mil anos.
A primeira ressurreição é voltar ao Consciente Não -
Condicionado, compreendendo que o que quer que
declaremos e sintamos como verdade no silêncio de
nossa mente, à vontade não-condicionada se
condicionará de acordo. Descobrimos o poder da criação
e compreendemos e sabemos que a Força Onipotente flui
pelo nosso processo de pensamento e imagens mentais, e
que criamos do mesmo modo que Deus cria. A nossa
primeira ressurreição é a percepção da Presença de Deus
dentro de nós e a nossa capacidade de liberar o
Esplendor Oculto por meio de nossos pensamentos e
imagens. A segunda morte é apenas a ressurreição de
nosso desejo depois de dominarmos a sensação de
carência.

CAPITULO VINTE E DOIS


(10) E disse-me: Não seles as palavras da profecia
deste livro, porque o tempo está próximo . (11) Aquele
que comete injustiça, cometa-a ainda; aquele que é
impuro, continue na impureza; aquele que é justo,
justifique-se mais, e aquele que é santo, santifique -se
mais.
Profecia, como você já aprendeu, é o seu próprio
senti-mento interior, a sua fé, seu estado de espírito que
determina o que está por vir. Seja o que for que você
estiver planejando para o futuro, está planejando agora; o
futuro são sempre os seus pensamentos presentes
tornados visíveis. Aquilo com que você se unir
mentalmente e emocionalmente é uma profecia daquilo
que está para vir. Você é o seu profeta. Espere somente
uma boa sorte e a boa sorte será sua. Os filhos da
desgraça são os que atribuem poder a coisas externas, a
outras pessoas, e à mentalidade preconceituosa. São
estes os únicos filhos ilegítimos do mundo. No versículo
sete, aprendemos que primeiro temos de nos transformar
e depois o nosso mundo se transformará. O homem está
sempre tentando modificar os outros. C onceda aos seus
parentes, amigos e todas as pessoas o direito de serem
diferentes, respeite-lhes as peculiaridades,
idiossincrasias e pontos de vista religiosos. Permita que
eles pratiquem sua religião de maneira diversa da sua,
alegre-se por existirem católicos, judeus, protestantes,
budistas e outras organizações religiosas. Se o outro for
mau e mesquinho, não há motivo para que você o seja.
Você está aqui para deixar brilhar a sua Luz de tal modo
diante dos homens que eles vejam as suas boas obras,
dando desse modo o bom exemplo a todos. Passe seu
tempo irradiando a glória, a beleza e o amor de Deus, e
não se importe se o outro fizer ou não. Modifique -se e,
modificando-se, o seu mundo magicamente moldará à
imagem e semelhança do seu conceito de si. Identi fique-
se com o agradável e não poderá ver o desagradável.
Como os seus olhos estão identificados com a beleza,
você não pode ver as coisas feias da vida. Encha a sua
alma de amor, e você descobrirá que o amor transcende
todos os credos e dogmas.
(16) Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos atestar
estas coisas nas Igrejas. Eu sou a raiz e a geração de
Davi, a estrela resplandecente da manhã .
Jesus simboliza o seu desejo, que é como a estrela -
d`alva que anuncia o nascer do sol, que redime a terra das
trevas e da sombra e ilumina o céu em toda a sua glória.
O seu desejo também anuncia o nascimento do seu
salvador, pois a realização do seu desejo o salva de
qualquer dificuldade, seja qual for. O seu desejo é a raiz e
o rebento de Davi, pois Davi sig nifica o amor de Deus, e o
seu desejo é o amor da Vida para exprimir -se por você. É
a promessa de Deus em seu coração, dizendo -lhe que
você pode elevar-se e tornar-se o que quiser ser. A
estrela resplandecente da manhã é a sua convicção íntima
de sua capacidade de realizar tudo quanto empreender;
esta estrela ou atitude da mente o orienta e impele a
satisfazer e apresentar o desejo querido de seu coração.
(20) O que dá testemunho destas coisas diz: Sim,
Venho depressa. Amém. Vem, Senhor Jesus . (21) A graça
de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja com todos vós.
Amém.
A palavra amém significa a união sincrônica ou o
acordo de sua mente consciente e subconsciente. Já não
há qualquer dúvida e a sua oração está atendida. O
Senhor Jesus é a Lei do EU SOU, e essa lei é EU SOU
aquilo que contemplo, EU SOU aquilo que eu próprio sinto
ser. Você protesta e dá testemunho das verdades de Deus
exprimindo Suas qualidades e atributos e potencialidades
em seu corpo, mente e circunstâncias. O Infinito responde
depressa as suas convicções íntimas e à sua lealdade e
dedicação de toda a alma. Caminhe na luz ou percepção
de que é completamente impossível a sua oração falhar.
Caminhe consciente de que no momento em que você
pedir, “Está feito”, e maravilhas acontecerão quando você
rezar.
O versículo vinte e um diz que o EU SOU dentro de
você é Cristo ou Salvador, ou que a lei do EU SOU é a
solução de todos os seus problemas. O que você
acrescentar ao EU SOU, nisso você se torna. Você agora
pode sentir “EU SOU livre”, “EU SOU forte”, “EU SOU
iluminado”, etc. e, quando o declarar e sentir, assim se
tornará. Você encontrou o seu salvador, pois é o seu
próprio salvador. O seu ser é Deus. A lei de Deus significa
a maneira de Deus trabalhar. Aquilo em que você meditar,
você se torna. Em cada dia de nossas vidas, devemos
começar a meditar sobre a beleza, a glória e a
profundidade do Eterno. Pensando nas Verdades Eternas
dentro de nós, encontramos uma paz eterna que se
estende além das estrelas, além do tempo e do espaço.
Quando estamos imbuídos de ideais elevados, quando
temos pensamentos universais, as coisas pequenas
desaparecem e todas as mesquinharias da vida tornam -se
inconsequentes e são esquecidas. A nossa alma chega a
encher-se da glória do Todo e as limitações e restrições
de nossa vida diária desaparecem. Vemos que esse
estado de espírito feliz nos eleva e nos põe em harmonia
com a Mente Universal de Deus. Quando a cupidez, o
ciúme, a discórdia e outros conceitos estreitos que nos
prendem à roda da dor desaparecem de nosso consciente,
esquecidos na alegria da Verdade, não somos mais filhos
do homem, e nos tornamos filhos de Deus. Nós nos
tornamos uma perspectiva universal. A meditação
constante, quer num bosque, quer no seu lar, ou onde
quer que você esteja, faz com que sua alma vibre como se
tocada por uma harmonia divina, e um sentimento
arrebatador e palpitante invade todo o seu corpo. É como
se a melodia dos deuses fosse tocada nas cordas do seu
coração.
Meditemos esta verdade profunda: Caríssimos, ago ra
somos filhos de Deus; mas não se manifestou ainda o que
seremos, sabemos que, quando ele se manifestar,
seremos semelhantes a ele, porque o veremos como ele é .
(I João 3:2)

O SINAL-DA-CRUZ
Sempre que você reza, faz o sinal-da-cruz, que é a
impressão do seu novo ideal na consciência, e esta
impressão se torna uma expressão. Você passou do
estado limitado ao estado de liberdade. O seu desejo de
riquezas pode ser alcançado fazendo o sinal -da-cruz, que
é psicológico e figurado, entretanto no espírito de
opulência e vivendo nesse estado de espírito de riqueza
até transmitir a idéia ou desejo de riqueza ao seu
subconsciente; depois a sua idéia ou desejo de riqueza
atravessou a mente consciente à subconsciente; o sinal
está completado.
Ao fazer o sinal-da-cruz. Você diz: “Em nome do Pai,
do Filho e do Espírito Santo, Amém.” O nome significa a
natureza de Deus, um reconhecimento completo de Deus
com a fonte de todo o bem. O Filho é o seu desejo. O
Espírito Santo é o seu sentimento de unidade com o se u
ideal. O sinal-da-cruz é a fórmula perfeita da oração.
Significa apenas a aceitação, o reconhecimento, e a
convicção. Olhe para Deus como causa e fonte. Aceite o
seu desejo e caminhe com a sensação de que ele é seu
até alcançar o ponto de paz ou convicçã o dentro de si;
isto é o sinal-da-cruz. Não é Belo?
A trave vertical da cruz representa EU SOU ou Deus. A
trave transversal é o seu conceito ou opinião de si. Qual o
conceito que você tem de si? O conceito de Deus
determina todo o seu futuro, todo o seu destino. O seu
conceito de si é na verdade o seu conceito de Deus. O
círculo depende do comprimento do diâmetro. Se você
aumentar o diâmetro, aumentará o tamanho do círculo.
Aumente o conceito de si mesmo. Consiga um novo
conceito de si, elevado, exalt ado. Compreenda que é filho
de Deus, herdeiro de toda a sabedoria de Deus, de sua
Verdade e Beleza. Viva nesse novo ambiente mental;
então seu círculo de felicidade, paz, alegria e abundância
se ampliará e multiplicará mil vezes. O seu deserto se
regozijará e florescerá como uma rosa.
O padre asperge água três vezes , com o sinal -da-
cruz, na testa da criança, repetindo as palavras: “Eu te
batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.” O
significado esotérico ou oculto disto é uma explicação
dos três aspectos do Espírito Universal, por cujo poder
todas as coisas foram feitas e não existe nada que não
tenha sido feito por esse poder. O hidrogênio e o oxigênio
eletrolisados produzem água. Uma semente, a essência da
criação, e o solo produzem a fruta. Encontramos a
trindade por toda à parte ___ homem, mulher e filho;
idéia, sentimento e manifestação; pensamento, emoção e
convicção. O terceiro elemento do metafísico é a paz e
Deus é a paz. Quando a mente consciente e subconciente
se sincronizam e concordam com a idéia ou o desejo, a
cruz está completa.

POR QUE ALGUMAS PRECES SÃO ATENDIDAS E OUTRAS


NÃO
___ As preces de minha mulher são sempre atendidas;
as minha, não. Por quê? ___ perguntou um homem. E
acrescentou que acreditava que Deus estav a-se
recusando a atendê-lo por algum motivo desconhecido.
A explicação foi a seguinte: Deus não protege
ninguém. Qualquer um pode aprender a usar as leis da
natureza, contando que disponha dos conhecimentos
necessários.
Um assassino ou ateu pode aprender as leis da
eletricidade e usar esses conhecimentos para projetar a
instalação elétrica de uma casa e fazê -la funcionar; da
mesma forma, pode aprender as leis da navegação ou
qualquer outra lei e aplicá-las de acordo com a sua
natureza. Um ateu pode receber uma resposta do
subconsciente tão bem como um santo; basta que
acredite sinceramente que vai receber a resposta.
Um astronauta que nega a existência da Presença
Divina pode chegar a Marte, Vênus e outros planetas
contanto que sua fé e confiança sejam suficientes. Tudo o
que ele precisa saber será fornecido pelo subconsciente,
que responde a fé e à convicção do subconsciente.
Pensar que Deus, ou Inteligência Infinita, atende a
alguns homens e mulheres por causa da capacidade de
persuasão religiosa dessas pessoas seria atribuir a Deus
as peculiaridades, idiossincrasias e inconsistências da
mente humana. Deus, ou o Poder Criador, já existia muito
antes que qualquer igreja. Foi o homem que inventou as
várias seitas religiosas, os diversos cultos, dogmas e
rituais. Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre. É tolice
pensar que Deus atende a algumas pessoas e se recusa a
atender a outras. Isto seria uma forma de favoritismo, o
que é totalmente absurdo em se tratando de Deus.
. . .Seja feito de acordo com tua fé. . . ___ Mateus,
8:13. Esta frase da Bíblia se refere à lei da causa e efeito,
que é uma lei cósmica e universal, e certamente não
favorece ninguém. A causa é a fé do nosso consciente, e
o efeito é a resposta do subconsciente.

O PODER INFINITO É PARA TODOS OS HOMENS E


MULHERES
A inspiração, ou contato com o Poder Infinito, pode
chegar a nós tão facilmente como o ar que respiramos.
Respiramos automaticamente e sem esforço; da mesma
forma, podemos deixar a Inteligência Divin a ou Essência
criadora de Deus entrar em nossa mente ou intelecto sem
nenhuma tensão.
Muitas pessoas têm idéias errôneas a respeito da
inspiração; acreditam nela como uma experiência
extraordinária dos místicos ou de outras pessoas
altamente espiritualizadas. Não é verdade. Embora seja
verdade que as pessoas que levam uma vida espiritual
podem ser inspiradas freqüentemente ou receber
sentimentos ou idéias espontâneas, também é verdade
que os homens de negócios podem receber inspirações,
se se voltarem para o Poder Infinito. A inspiração, ou
orientação divina, Pode ser útil em qualquer problema. Em
outras palavras, para obter informação que você deseja,
ou satisfazer a uma necessidade, ou obter sucesso nos
negócios, basta pedir a Deus ou ao Poder Infini to, uma
orientação.
Digamos que você é um escritor, autor de vários
livros. Mas quando se senta a maquina de escrever, não
consegue começar, nada acontece, nenhuma idéia para
uma nova história. Você pode beber seis xícaras de café
que não adiantará nada. Em vez disso, acalme sua mente
e afirme com convicção que será inspirado pelo Poder
Infinito e que as idéias de Deus se desenrolarão diante de
você. Então, recebe-rá conhecimentos, orientação e
energia criadora. As idéias fluirão livremente, sem
nenhuma dificuldade.

POR QUE O PENSADOR CIENTÍFICO NÃO PRECISA


SUPLICAR PARA QUE SEU DESEJO SEJA SATISFEITO
O pensador moderno, esclarecido, científico, sabe que
Deus é a inteligência infinita de seu subconsciente. Não
importa que diferentes psicólogos chamem o
subconsciente de superconsciente, inconsciente ou
mente subjetiva, ou que diferentes povos chamem a
inteligência suprema de Alá, Jeová, Espírito ou Olho Que
Tudo Vê.
Todos os poderes de Deus estão dentro de nós.
Entretanto, Deus é Espírito, e um espírito não tem forma;
para ele não existe tempo nem espaço, e vive
eternamente. Este Espírito habita o corpo de todos os
homens. É por isso que São Paulo diz: . . . que reavives o
dom de Deus que há em ti. . . ___ Timóteo 2, 1:6. A Bíblia
também diz: . . . O reino de Deus está dentro de vós ___
Lucas, 17:21
E é verdade, Deus está em nossos pensamentos,
nossos sentimentos, nossa imaginação. Em outras
palavras, nossa parte invisível é Deus. Deus é o Princípio
da Vida que existe em todos nós: amor sem limites,
harmonia absoluta, inteligência infinita. Sabendo que
você pode comunicar-se com este poder invisível através
do pensamento, não há motivo para que continue a
misturar suas preces com a aura de mistério, superstição
e dúvida com que muitas vezes é envolvida. A Bíblia nos
diz que . . . O Verbo era Deus ___ João, 1:1
Nossas palavras são a expressão de nossos
pensamentos; de acordo com o que estamos vendo, todo
pensamento é criador e tende a se manifestar em nossa
vida de acordo com a sua natureza. É evidente que
sempre que entramos em contato com este poder criador,
entramos em contato com Deus, pois existe apenas um
Poder Criador ___ não dois, três ou 1000, mas apenas um.
. . Ouve, ó Israel (homem iluminado e esclarecido); o
Senhor (o Poder Superior) nosso Deus é o Único
Senhor (único poder, Presença, Causa e Substância) ___
Marcos 12:29.
Já no antigo Testamento, a Bíblia dizia:
. . . E antes que chamem, eu responderei; estando eles
ainda falando, eu os ouvirei. Isaías, 65:24
É por isso que o pensador científico, que conhece as
leis da sua própria mente, considera absurdo, tolo e inútil
suplicar por alguma coisa que já possui. Em outras
palavras, antes que você precise de solução para um
problema de astrofísica, química, relações humanas,
solidão, doença ou pobreza, a resposta para qualquer
problema passado, presente ou futuro já está a sua
espera, pelo simples motivo de que a inteligência infinita
do seu subconsciente conhece todas as respostas.
Tudo isto não passa de bom senso. A Inteligência
Infinita do nosso subconsciente é onisciente, onipresente,
e foi Ela que criou todo o Universo. Tendo criado todas as
coisas, inclusive todos os homens e todas as galáxias do
Universo, como a Inteligência Suprema poderia
desconhecer uma resposta? Na realidade, a sabedoria do
nosso subconsciente conhece apenas as respostas, pois
não tem problemas. Pense por um momento: Se a
inteligência Infinita tivesse um problema, quem o
resolveria?

NÃO REZE PARA UM DEUS NO CÉU


O Pensador moderno sabe que Deus, ou a inteligência
criadora do subconsciente, responde de acordo com
nossas crenças pessoais. Ele sabe que existem leis que
governam a operação de todo o Cosmo e que, como disse
Emerson: Nada acontece por acaso. Tudo tem um motivo .
Assim, se sua prece é atendida, ela deve ser atendida de
acordo com as leis da sua própria mente.
O Espírito Vivo que existe dentro de você não
suspende as leis da vida para favorecer alguém por causa
de sua santidade ou filiação religiosa. As leis da vida não
variam; nem estamos lidando com alguma forma de
capricho ou favoritismo, pois Deus não protege
ninguém ___ Atos, 10:34. Você está lidando com uma lei
universal, que recebe seus pensamentos e crenças e age
de acordo; se você impressiona negativamente seu
subconsciente, os resultados são negativos; se você
impressiona seu subconsciente de forma construtiva, os
resultados são construtivos.

ORAÇÃO CONTRA A INVEJA E O RESSENTIMENTO


“Sei que todos os homens são meus irmãos e que
todos somos filhos do mesmo Pai. Desejo a todos saúde,
felicidade, abundância e todas as benesses e riquezas da
vida; desejo-o sinceramente, pois tudo que desejo para os
outros é o que desejo para mim próprio e sei que, ao
beneficiar os outros, estou também beneficiand o a mim
mesmo. O amor de Deus emana através do meu ser para
toda a humanidade. Abençoo todos aqueles que são mais
ricos do que eu e também os que me criticam e falam mal
de mim. Fico satisfeito em ver o sucesso e a prosperidade
de todos os meus colaboradores. Mantenho a minha
mente aberta a todas as riquezas do Céu e dedico amor a
todas as pessoas. Rezo para que as riquezas de Deus
inundem a mente e o coração de todos. Dou graças a
Deus pelas riquezas que já me concedeu. Isto é
maravilhoso!”

SUA ORAÇÃO DE TODOS OS DIAS


“Sei que, por maior que tenha sido a negativa de
ontem, minha oração ou afirmação da verdade se elevará
triunfal-mente hoje.”
Hoje é dia de Deus; é um dia glorioso para mim. Estou
cheio de paz, harmonia e alegria. Tenho fé na bondade, na
orientação e no amor de Deus. Estou absolutamente
convencido de que, no mais profundo de minha mente,
recebo agora as impressões de meus p ensamentos e
estou atraindo irresistivelmente tudo o que de bom meu
coração deseja. Deposito toda a minha confiança e fé no
poder e sabedoria de Deus dentro de mim; estou em paz.
Escuto o convite da Presença de Deus dentro de mim
dizendo: Vinde a mim todos os que estais cansados e
oprimidos. . . e eu vos aliviarei. (Mateus, 11:28)
“Eu descanso em Deus e tudo está bem.”

A ORAÇÃO DEU-LHE RECURSOS


Um homem de negócios declarou recentemente o
seguinte: “Há dinheiro suficiente no mundo, há b astante
de tudo e sei que em meu subconsciente há recursos
inesgotáveis, os quais jamais percebi. Eis a forma que
utilizo em minhas orações visando à obtenção de
recursos: “Deus é a minha fonte invariável de suprimento,
atendendo instantânea-mente a todas as minha
necessidades; suas riquezas fluem para mim sem parar,
infatigável e interminavelmente”.
A repetição dessas palavras condicionou o seu
subconsciente à idéia de riquezas fluindo em abundância
para ele. Este é também o seu caminho para o sucess o
financeiro.

A ALEGRIA DE UMA ORAÇÃO SATISFEITA


No livro dos Números consta o seguinte: “ Fez Moisés
uma serpente de cobre e a pôs em uma haste; se alguém
era mordido por uma serpente, ao olhar para a serpente
de cobre, vivia”. (Números 21:9). Qualquer pessoa
inteligente não aceita esta história literalmente. A Bíblia
se utiliza de coisas exteriores, concretas para representar
expressões espirituais e psicológicas interiores. Em
linguagem figurada, a serpente morde quando a pessoa
está tomada de ódio, de ciúme, de inveja, impaciência, de
hostilidade ou de vingança. Muitos são “mordidos” pela
cobiça e pelo ódio contra aqueles que foram bem
sucedidos na vida e milhões, pelo medo, ignorância e pela
superstição.
Em linguagem psicológica, Moisés traduz o seu
conhecimento do poder de Deus e a sua capacidade de
extraí-lo das profundezas do seu ser. O cobre é uma liga
de dois metais e constitui o símbolo da união ou do
entendimento entre o consciente e o subconsciente em
torno do motivo da oração. Quando não há
desentendimento ou choque entre aqueles dois elementos
mentais, a oração é satisfeita.
Você se sente curado de todas as enfermidades ao
volver os olhos para a Presença Benéfica Infinita de Deus
existente em seu íntimo e ao proclamar que aqui lo que é
bom para Deus também o é para você e para todos os
homens. Assim procedendo, você liberta os elementos
espirituais que lhe são benéficos, ascendendo de uma
posição rastejante e aviltante para uma atitude de
exaltação, de fé e de confiança na figur a do Senhor, que
constitui a sua força.
Seja um otimista daqui por diante. Deus é o espírito
invisível, invulnerável, eterno, todo poderoso e onisciente
existente em você. Ligue-se, em sua mente, à Sua
presença e poder e sinta Sua força responsiva, o que fará
com que o seu deserto de solidão, de medo, de doença,
de pobreza e de inferioridade se transforme e floresça
como uma rosa. “. . . e vos trouxe sobre asas de águia até
mim” . (Êxodo 19:4).
Este procedimento pode também lhe trazer benesses
financeiras que lhe proporcionem uma vida plena e mais
feliz.

ORAÇÃO PARA CONTROLAR AS EMOÇÕES


“O magnânimo é grande em entendimento, mas o de
ânimo precipitado exalta a loucura ” (Provérbios, 14:29).
Serei sempre paciente, firme, sereno e calmo. A paz de
Deus flui por minha mente e todo o meu corpo. Pratico os
mandamentos do Evangelho e desejo sinceramente paz e
boa vontade a todos os homens.
Sei que o amor de todas as coisas que são boas
penetra em minha mente e afasta todo o medo. Vivo,
agora, na expectativa do melhor. Minha mente está livre
de todas as preocupações e dúvidas. Minhas palavras
cheias de verdade dissolvem todos os pensamentos e
emoções que estão dentro de mim. Perdoo a todos; abro
as portas do meu coração para a Presença de Deu s. Todo
o meu ser acha-se inundado com a luz e o entendimento
interior.
As pequeninas coisas da vida não mais me irritam.
Quando o medo, o aborrecimento e a dúvida baterem à
minha porta, esta será aberta pela fé na bondade, pela
verdade e pela beleza, e ninguém entrará. “Ó Deus, Tu és
o meu Deus, e ninguém mais.”

PASSOS DA ORAÇÃO PARA VENCER A PREOCUPAÇÃO,


ANSIEDADE E IMPACIÊNCIA
Primeiro passo. Todas as manhãs, ao acordar, volte -
se para Deus em oração e saiba que Deus é seu Pai
Amantíssimo. Relaxe o corpo; depois dialogue com Deus,
que é o seu Eu Mais Alto. Transforme -se numa criancinha;
isso significa que você confia plenamente na Presença de
Deus e sabe que Deus está agora tratando você.
Segundo passo. Afirme com amor: “Graças Pai, por
este maravilhoso dia. É o dia de Deus: está cheio de
alegria, paz, felicidade e sucesso para mim. Olho para
frente com a feliz expectativa deste dia. A sabedoria e a
inspiração de Deus me governarão o dia todo. Deus é meu
sócio; tudo o que eu fizer sairá maravilhosamente.
Acredito que Deus está me guiando e Seu amor enche
minha alma”.
Terceiro passo. Clame com coragem: “Estou cheio
de confiança na bondade de Deus. Sei que Ele me guarda
a toda hora. Deixo-me ir; estou firme, sereno e calmo. Sei
que Deus age em todas as fases de minha vida, e a lei e a
ordem divinas reinam soberanas”.
Habitue-se a se apoiar nesses três passos para orar e,
quando as preocupações chegarem à sua mente,
substitua-as por qualquer um dos pensamentos
espirituais dos três passos acima; pouco a pouco sua
mente irá se condicionando para a paz.

O ESCONDERIJO
Sugiro que você acalme sempre as engrenagens de
sua mente e que viva com estas grandes verdades eternas
que moram nos corações de todos os homens. Fazendo
regularmente a seguinte oração, sistemática e
alegremente, você sentirá rejuvenescimento, revitalizado
e cheio de energias, mental, espiritual e fisicamente.
“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo à
sombra do Onipotente descansará.”
Eu habito no esconderijo do altíssimo; é a minha
própria mente. Todos os meus pensamentos estão
conforme a harmonia, à paz e a boa vontade. Minha mente
é a habitação da felicidade, da alegria e de um profundo
sentimento de segurança. Todos os pensamen tos que aí
penetram contribuem para minha alegria, paz e bem -estar
geral. Vivo, movimento-me e existo numa atmosfera de
boa camaradagem, de amor e de unidade.
Todas as pessoas que se acham em minha mente são
filhos de Deus. Estou mentalmente em paz com todos os
membros da minha casa e da humanidade. Desejo a todos
os homens o mesmo bem que desejo para mim. Vivo
agora na casa de Deus. Mereço paz e felicidade, pois sei
que moro na casa do Senhor para sempre.

Capítulo 7

A SECRETA LEI DA FÉ
A fé constitui um modo de pensar; é uma atitude mental
construtiva ou um sentimento de confiança de que a coisa
pela qual se está rezando virá, finalmente, a se realizar. A
fé, conforme consta da Bíblia, não se refere a nenhum
credo ou persuasão religiosa em pa rticular, mas antes, e
muito ao contrário, a fé nas leis da mente, leis essas que
podem ser compreendidas e aplicadas por qualquer
pessoa.
Na realidade, é a fé que nos permite fazer tudo.
Aprende-se, por exemplo, a dirigir automóvel pela
repetição de certos processos mentais e ações
musculares, que, depois de algum tempo, se transformam
em um hábito, havendo apenas, então, uma simples ação
reflexa e automática do subconsciente que faz com que a
pessoa se encontre dirigindo o carro sem qualquer
esforço consciente. Do mesmo modo se aprende a andar,
a dançar, a escrever a máquina, a nadar e a fazer um sem -
número de outras coisas.
Por exemplo, o fazendeiro tem fé em que a semente
colocada no solo germinará naturalmente; isto é, tem fé
nas leis da agricultura. O eletricista, por sua vez, tem fé
em que a eletricidade se comportará de acordo com as
leis da condutivi-dade e do isolamento e sabe que a
mesma flui de um potencial maior para um menor. Edison
teve a idéia do fonógrafo e perseverou até a sua
concretização, pois tinha fé na realização daquela sua
idéia invisível.
Tem se fé quando se sabe que os pensamentos são
coisas, pois aquilo que se sente, se atrai e aquilo que se
imagina, se vem a conseguir

TODOS TÊM FÉ EM ALGUMA COISA


É realmente verdade que todos têm fé em alguma coisa.
O ateu tem basicamente fé nas leis da natureza, nos
princípios da eletricidade, da química e da física. E você?
Em que se concentra sua fé? Deixe que ela se manifeste
em tudo àquilo que é bom, na alegre expectativa daq uilo
que é melhor e na firme crença existente em seu coração
de que o Poder Infinito o ajudará a sair das dificuldades e
lhe mostrará o caminho certo. Tenha firme convicção na
capacidade curativa de Deus, em que Ele fará com que
você se sinta física e mentalmente bem. Uma tal fé o
capacitará a superar o medo, a dúvida, a preocupação, a
ansiedade e os perigos imaginários de qual -quer natureza
e tipo.

“Seja-vos feito segundo a vossa


fé.” (Mateus, 9:29)

A fé é uma maneira de pensar, uma atitude mental que


obtém resultados. A fé falada na Bíblia é uma convicção
baseada nas leis e princípios eternos, que jamais mudam.
A fé é a fusão do pensamento com o seu sentimento, ou
da mente com o coração, tão completa, inflexível e
impregnável, que nenhum acontecimento ou fato externo
pode abalar você.
No capítulo décimo primeiro de S. Marcos lê -se um
verso maravilhoso, o de número 23, sobre o poder da fé:
Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a
este monte (seu problema ou dificuldade): Ergue -te (isso
é, acaba, dissolve-te) e lança-te ao mar (que significa o
mar do seu subconsciente, onde está a cura ou a solução
e onde os problemas desaparecem) ; e não duvidar em seu
coração (o coração quer dizer sua mente subconsciente,
isso é, seu pensamento consciente e seu sentimento
subjetivo devem concordar), mas crer que se fará àquilo
que diz, tudo o que disser lhe será feito.
Essas verdades são muito explícitas e significam em
definitivo que existe, dentro de você, uma força e uma
sabedoria capazes de arrancá-lo da pobreza e da doença,
de lhe revelar a resposta à sua oração e de colocá -lo na
estrada da felicidade, da paz de espírito, da alegria e das
relações harmoniosas com todos e com todo mundo.
. . . E quando Pedro saiu da barca tentou caminhar
sobre as águas ao encontro de Jesus. Mas ao perceber a
violência do vento, sentiu medo e receando afogar -se,
gritou: Senhor, salva-me! (Mateus 14:29,30)
Além de ser historicamente verdadeiro, este drama de
Pedro e Jesus tem lugar em vossa própria mente. Pedro
significa fé, perseverança, e determinação. Jesus
significa o desejo de todos vocês e que, se realizado,
seria a sua salvação. Jesus vem ter à vossa mente como
uma idéia, desejo, plano, propósito, visão, ou algum novo
entendimento. A realização de seus sonhos, planos ou
propósitos, traria a vocês todos grande satisfação e
alegria interior: isto seria o seu Jesus. Vocês devem
agora invocar Pedro, que é a fé no Deus Todo-Poderoso,
para fazer com que todas as coisas se realizem. Atentem
para Pedro e Jesus como dramatizações do poder da
verdade no íntimo de vocês.
Com freqüência, assim que vocês tentam algo de novo
___ aceitar um novo cargo, por exemplo ___ a dúvida lhes
chega à mente; isto é Pedro em vocês contemplando
receoso a violência do vento e temendo afogar -se. Isto
representa o impingimento em sua mente da espécie de
crença no fracasso, na carência e limitação.
Vocês devem cremar, incendiar, e de qualquer outro
modo destruir esse pensamento negativo imediatamente.
Não devem viver padecendo de um feitiço; isto querendo
dizer que devem superar o sentimento negativista graças
aos pensamentos positivos de sucesso, paz e
prosperidade imediatamente, e concederem seu amor e
sentimento a esses conceitos. Assim que mantiverem
esse clima de confiança, tornar-se-ão vitório-sos.
Dúvida e medo mantêm os homens escravos da tibieza
e do fracasso. Esses falsos conceitos os levam a vacilar,
recuar, equivocar-se e hesitar em seguir adiante. O meio
de superar essa atitude negativa reside em incrementar
sua fé e na conscientização de sua profunda
potencialidade espiritual. Sejam como Pedro; ele foi bem -
sucedido porque foi adiante; ele teve fé e confiança,
sabendo que teria sucesso.
Um general na chefia de suas tropas não pode se
permitir vacilar e recuar no campo de batalha. Ele tem de
chegar a uma decisão. De outro modo a derrota é
inevitável. O fracasso em tomar uma decisão, mais uma
constante hesitação flutuando na mente, conduzem a um
colapso nervoso e à confusão mental no mundo do dia -a-
dia. Quando vocês se encontram impelidos para um e
outro lado, isso é um sinal de dúvida e medo.
O bem lhes advém na forma de seu desejo. Se estão
enfermos, desejam a saúde. Se são pobres seu desejo é a
riqueza. Se estão cheios de medo, aspiram fé e confiança.
Jesus surge como o seu desejo caminhando ao longo das
ruas de sua mente.
Há uma outra parte de sua mente que diz: “Não, não
pode ser. É tarde demais agora.” “É impossível.” Esta é a
hora de erguerem seus olhos para as colinas de onde virá
o socorro; isto é, vocês erguem os olhos quando enfocam
a atenção em seu bem. Lembrem-se, fé pode operar tudo.
. . . Tua fé te salvou . . . (Mateus 9:22.) . . . Seja-vos feito
segundo vossa fé. (Mateus 9:29.) Vocês devem atentar
para o fato de que seus desejos, idéias, ou sonhos são
reais, embora invisíveis. Conhecer que a idéia é real, que
é um fato consciente, concede a vocês a fé e os capacita
a moverem-se sobre as águas da confusão, conflito e
medo rumo a um pouso de convicção profunda em seu
próprio coração. Pedro disse . . . Senhor, se és tu, manda-
me ir sobre as águas até junto de ti . (Mateus 14:28).
As idéias são nossos senhores e mestres. As idéias
governam e nos regulam. A idéia dominante que você
entretêm agora é seu senhor; ela gera sua própria
emoção. As emoções os compelem a expressá -las. A idéia
dominante de sucesso entronizada na mente gera seu
próprio modo de ser ou sentimento. Este sentimento nos
compele à ação certa, para que assim o que seja que
vocês tentem sob a disposição de fé e confiança se torne
bem sucedido. O desejo ou idéia de vocês agora é seu
amo. Senhor, se és tu, manda-me ir sobre as águas até
junto de ti. (Mateus 14:28) Mentalmente apropri em-se de
seu desejo, beijem-no, amem-no, deixe-o cativar a sua
mente; sintam a realidade dele.
É seu desejo elevado, inspirador e maravilhoso o
bastante para levá-los adiante? Este ideal seu é real, justo
como a idéia de um rádio foi real na mente do i nventor; ou
a idéia de um automóvel era real na mente de Ford; ou a
idéia de uma casa é real na mente de um arquiteto. Não se
trata de uma fantasia ociosa ou um sonho comum.
Pedro está dentro de vocês; isto é, Pedro é fé,
perseveran-ça, uma adesão sem vacilações e uma
inabalável confiança num Poder Onipotente que
corresponde ao pensamento e à crença do homem. Essa
percepção sem Formas no íntimo de vocês assume a
configuração de sua crença e convicção. É realmente
todas as coisas para todos os homens. E la é a força para
vocês se necessitam de forças; é orientação se dela
precisam; é alimento; e saúde, também.
Todo mundo tem fé em algo. Qual é a sua? Permitam
que seja a fé em todas as coisas boas, uma jubilosa
expectativa do melhor e uma crença firme i nscrita em
seus corações de que a Inteligência Infinita irá levá -los a
sair de suas dificuldades e mostrar -lhes o caminho. Vocês
têm agora uma firme convicção no Poder de Deus para
solucionar problemas e obter a cura. Esta fé em Deus os
capacita a caminhar com confiança sobre todas as águas
do medo, da dúvida, da inquietude e perigos imaginários
de todo tipo. Vocês agora sabem que o erro e o medo são
crenças falsas sem poder. Sabem que esses estados
negativos são falsos e sem fundamento.
“Depois, correndo a todos com o olhar, disse ao homem:
estende a tua mão. Ele estendeu-a e a sua mão tornou-se
sã. Lucas 6:10. trechos relacionados Marcos 3:3 -5.”
Quando Jesus disse Estende a tua mão, devemos
considerar isso como um drama representado em sua
própria consciência. Você é Jesus em ação ou o homem
espiritual em ação quando a sua mente consciente e
subconsciente concordam com a realização de seu desejo
ou oração. Quando não houver mais discussão, e você
tiver chegado a um acordo, você é Jesus Cristo em ação.
Jesus representa a sua razão iluminada, e Cristo significa
o poder e a sabedoria residentes no seu ser subjetivo.
Na interpretação esotérica correta da Bíblia deve ser
entendido que os princípios são personificados como
pessoas a fim de tornarem a perso nificação e as ações
mútuas vívidas e vigorosas. Acaso não reconheceis que
Jesus Cristo está em vós? Se não é que estais
reprovados. II Cor. 13:5.
No entanto, não devemos limitar a história do homem
com a mão seca a seu significado literal. A mão é um
símbolo de poder, de direção, de eficácia. Com a mão
você forma, mode-la, cria e projeta. A mão do Onipotente
significa o Poder Criador de Deus focalizado ou dirigido
para algum objetivo. Simbolicamente o homem tem a mão
seca quando tem um complexo de inf erioridade, sente-se
culpado, ineficiente ou é derrotista. Esse homem não
funciona com eficiência e não exprime seus dotes dados
por Deus.
Nós estendemos a nossa mão quando liberamos o
nosso poder Oculto e nos tornamos meios do Amor
Divino, da luz, da Verdade e da Beleza.
A sua mão tornou-se sã significa uma personalidade
sadia, feliz, equilibrada e intacta. Há uma porção de gente
que é doente, infeliz, insatisfeita, inapta e ineficiente. Sua
atitude para com a vida está toda errada; além disso, seu
trabalho é desmazelado e desorientado. Seus corações
não cantam enquanto trabalham. Sempre que você voltar
com confiança para o Poder Onipotente dentro de si,
sabendo que está sendo orientado e guiado por essa Luz
interior, e que se está exprimindo plenamen te, você se
tornará na verdade um meio para o Divino e passará de
glória em glória.
Os sonhos, ambições, ideais, planos e projetos de
muitos murcham e secam na mente porque eles não
sabem realizá-los. O mundo exterior lhes nega o seu
desejo. Sem conhecer as leis da mente, e sem saber rezar
cientificamente, verificam que suas idéias maravilhosas
morrem ao nascer em suas mentes, resultando em
frustrações e neuroses. Se você olhar em volta de si, em
seu escritório ou fábrica, verá muita gente de mão seca.
Estão estagnados, literalmente morrendo na vinha. A vida
é progressiva, a vida é crescimento ou criativi -dade. Nós
secamos a nossa mão (nossa capacidade de alcançar e
realizar) dizendo “Se eu tivesse a inteligência ou a fortuna
de José. . . suas relações. . . poderia progredir e ser
alguém. Mas olhem para mim, sou um João -ninguém.
Nasci do lado errado da cerca. Tenho de me contentar
com a minha sorte. Tenho a mão seca.”
É assim que falam muitas pessoas. Estão sempre se
menosprezando e depreciando. Liquide , expulse e
erradique de sua mente o medo, a dúvida e a má vontade.
Confie totalmente em Deus, exponha -se totalmente e diga,
com sentimento e humildade: “Posso fazer todas as
coisas por meio do Poder de Deus e a Percepção que
fortalece, orienta, consola e me dirige.” Veja as
maravilhas que conseguirá. Estenda a sua mão ampliando
o conceito ou opinião que tem de si. Vise alto, eleve sua
mira, compreenda que você irá sempre para onde está a
sua visão. Você estará estendendo a sua mão ao formar
mentalmente a imagem daquilo que deseja conseguir.
Toque nisso com a fé na Sabedoria de Deus para fazer
com que se realize e você verá manifestado na tela do
espaço. Você ficará satisfeito durante algum tempo;
depois um descontentamento divino tornará a agitá -lo,
levando-o a mirar cada vez mais alto, e assim até ao
infinito.
Estender a sua mão, compreendido psicologicamente, é
a filosofia mais sólida, simples e maravilhosa que o
homem pode ter.
Digo-te agora, Estende a sua mão.

TODOS TÊM FÉ
Toda pessoa tem fé em alguma coisa. Alguns têm fé no
fracasso, na doença, nos acidentes e na infelicidade.
Quando você é exortado a ter fé, lembre -se de que já a
tem. A questão em saber como você vai usá -la ___ se
construtiva ou negativamente.
Nossas atitudes e crenças mentais, que representam
nossa fé, fazem nosso próprio céu ou inferno. Qual é a
sua fé? A fé mais nobre, maior e mais elevada é aquela
que se baseia nos princípios eternos, que jamais se
modificam. Tenham fé na lei criadora de sua própria
mente, na bondade de Deus e em todas as coisas boas,
uma alegre expectativa pelo melhor e uma crença firme
inscrita em seu coração, que a Inteligência Infinita o
arrancará de sua dificuldade e lhe mostrará o caminho.
Tenha uma firme convicção no poder de Deus para
resolver seus problemas e curar você. Tenha fé na
Inteligência invisível que habita dentro de você e que o
capacita a andar por sobre as águas do medo, da dúvida e
de perigos imaginários de toda espécie.

A FÉ NO INVISÍVEL
Paulo disse: “A fé é o firme fundamento das coisas que
se esperam, e a prova das coisas que não se vêem .”
(Hebreus, 11:1)
Todos os grandes cientistas, místicos, poetas, artistas e
inventores são dotados e possuidores de uma fé e
confiança duradoura nos poderes invisíveis que trazem
dentro de si. Os cientistas e inventores têm fé na
possibilidade de execução da “idéia”. A idéia de um rádio
___ embora invisível ___ era real na mente do inventor; a
idéia de um automóvel era real na mente de Henry Ford; a
idéia de uma nova estrutura é real na men te de um
arquiteto.
Você deve considerar o fato de que seu desejo, idéia,
sonho, novo espetáculo, livro, texto, viagem,
empreendimento ou aventura, embora invisíveis, são reais
em sua mente. O conhecimento de que sua idéia é real,
que tem forma e substância no plano mental, confere-lhe
fé científica e torna você capaz de andar por sobre as
águas da confusão, dos conflitos e do medo, até chegar a
um lugar de profunda convicção em sua mente
subconsciente. Tudo o que for dirigido para o seu
subconsciente é projetado na tela do espaço. É assim que
suas idéias são objetivadas.

A FÉ É A SUA MENTE
Na verdade, você é invisível. Os outros não vêem os
seus motivos, seus sentimentos, sua fé, sua confiança,
seus sonhos, suas aspirações, seus anseios e o Princípi o
Vital que reside dentro de você. Quando você se lembrar
disso, saberá que é invulnerável, eterno e imortal. Que
não é escravo das circuns-tâncias. A Vida Divina vive,
agita-se e existe em você; e você vive, agita -se e existe
nesta mesma Vida Divina.
Tudo em seu mundo, caro leitor, é manifestação de sua
fé no invisível. Essa Presença Onipotente chamada Deus é
receptiva ao seu pensamento e ao seu sentimento. Por
exem-plo, se você exclamar: “Eu sou forte e poderoso”,
você se tornará forte e robusto. Sua f é é algo em que você
transforma, porque você manifesta e objetiva em seu
mundo o que realmente acredita de si próprio. “. . . A fé
sem obras é morta.” (Tiago, 2:26). Em outras palavras,
você vê as obras da fé em sua mente, em seu corpo e em
seus negócios. As obras da sua fé aparecem em seu
negócio, em seu lar, nas funções do seu corpo e em todas
as suas realizações. Os frutos da fé são a saúde, a
felicidade, a paz, o amor, a boa vontade, a abundância, a
segurança, a firmeza, o equilíbrio, a serenidade e a
tranqüilidade.

SUBSTITUAM O MEDO OU PREOCUPAÇÃO PELA FÉ


Quando quer que o medo ou preocupação penetre em
sua mente, ele é um sinal para a ação; façam alguma
coisa a esse respeito imediatamente; nunca se rendam ao
medo ou preocupação. Seu medo ou preoc upação é
realmente um anseio por alguma coisa melhor; é uma
aspiração à liberdade e à paz de espírito. E onde vocês
encontrarão sua liberdade e paz de espírito? Vocês as
encontrarão nos pensamentos de paz, liberdade e
equilíbrio.
Se um homem perde seu caminho nos bosques à noite,
o medo dele se apodera; mas ao saber que Deus é Todo
Sabedoria, e conhece a saída, o caminhante substitui seu
temor pela fé. Ele está agora saindo de um clima de temor
para penetrar numa disposição interior de confiança e paz
na única Presença e no único Poder. Ele modificou sua
atitude mental; isto é amiúde atribuído ao Anjo que
representa a Presença de Deus e que conduz esse homem
ao caminho seguro. O homem que se acha perdido volta -
se para Deus em prece e reconhecimento, e d iz a si
mesmo serena e amorosamente: “Deus está me guiando
agora. Ele é uma lâmpada para os meus pés.” Ele confia e
crê nessa Luz interior; esta é a Luz que ilumina cada
homem que vem ao mundo.
É uma minoria que se faz um com Deus! Há somente
medo e amor. Medo é amor inverso. O Amor liberta; é
oferecimento, dádiva; ele é o Espírito de Deus. O amor
constrói o corpo. O amor é também um vinculo emocional.
Portanto, amem a paz, a bondade, o sucesso, a boa
vontade e a harmonia, porque essa forma de amor
afugenta o temor.
“Deus é amor; e todo aquele que convive com amor
habita em Deus e Este nele.”
Eis agora os três passos para o banimento do medo:
Primeiro passo: “O SENHOR é minha luz e minha
salvação; a quem devo eu temer ou preocupar ? O
SENHOR é a força da minha vida; de quem devo ficar
temeroso?” O senhor significa a Presença de Deus dentro
de vocês. Não há nenhum poder que desafie Deus, pois
Ele é Todo-Poderoso. A coisa que vocês temem não tem
poder; ela é uma falsa crença; é o fantasma s ob as
escadas, e não é real. Repitam essas maravilhosas
palavras: “Deus não nos propiciou o Espírito do medo,
mas do poder, do amor e de uma mente lúcida.”
Segundo passo: Vocês superarão o medo pela fé em
Deus e em todas as coisas boas. A fé não é um c redo,
dogma, ou uma religião. Fé é um modo de pensamento; é
uma atitude mental positiva. Fé é algo vital; é uma
profunda e permanente convicção fundada em Deus. A fé
é o maior remédio do mundo! Valham-se desse remédio
espiritual agora! Observem bem estas p alavras, e as
repitam: “Eu faço todas as coisas graças a Deus que me
dá forças. Deus está comigo agora. Deus e Seus Sagrados
Anjos estão sempre comigo. Estou rodeado pelo círculo
do Amor Divino.” Essas palavras se acham agora
refletidas em seu cérebro e no mais profundo da mente.
Repitam essas poderosas exortações e todo temor irá
abandoná-los.
Terceiro passo: Quando os pensamentos de temor ou
preocupação surgem, pensem em Deus; imaginem que se
acham no momento repousando nos braços de Deus
Onipotente do mesmo modo como repousavam nos braços
de sua mãe. Digam com amor ao seu Pai em seu íntimo:
“Agora, Deus, estou indo cuidar de meus assuntos, e Vós
ireis comigo. Vosso Amor, Luz interior e Poder confortem,
orientem e me abençoem de todos os modos. Eu amo me u
Pai, e Este me ama; meu Pai é Deus! É maravilhoso!”

CEGUEIRA ESPIRITUAL
Milhões de pessoas são “cegas”, isto é, são psicológica
e espiritualmente cegas por não saberem que se
transformam no que pensam o dia todo. O homem é
espiritual e mentalmente “cego” quando tem ódio,
ressentimento ou inveja dos outros. Não se sabe que, na
verdade, está guardando venenos mentais que tendem a
destruí-lo.
Milhares de pessoas vivem a dizer que não há maneira
de resolver problemas delas e que sua situação é
desesperada. Semelhante atitude é conseqüência da
cegueira espiritual. O homem começa a ver espiritual e
mentalmente quando adquire nova compreensão de suas
forças mentais e desenvolve a certeza consciente de que
a sabedoria e a inteligência no seu subconsciente podem
resolver todos os seus problemas.
Todos deviam ter a certeza do relacionamento e da
interação da mente consciente e subconsciente.
Indivíduos que já foram cegos a essas verdades, após
cuidadosa introspecção, começam a ver a saúde, a
riqueza, a felicidade e a paz de espírito que lhes pode
pertencer através da correta aplicação das leis da mente.

Capítulo 8
ESPERANÇA / SEGURANÇA / AUTOCONFIANÇA
ESPERANÇA
Quantas vezes alguém pensou: “Se eu puder ver a luz
do outro lado do túnel, poderei me salvar.” Sem
esperança, não parece haver razão para continuar. Com
esperança, há sempre razão para prosseguir.
Na lista das melhores qualidades humanas, a palavra
“esperança” está ao lado e “fé”, não longe de “crença” e
muito perto de “convicção”. Essa qualidade humana da
esperança talvez seja responsável por mais vidas salvas,
mais objetivos alcançados, mais problemas solucionados,
e mais obstáculos vencidos do que qualquer outra
qualidade que conhecemos.
Quando tudo o mais falha, parece que o q ue resta é
apenas um pouco mais de esperança. Isso é verdade
“espiritualmente”, mas também é verdade medicamente
___ fisiologicamente. Os médicos lhe dirão que os
pacientes, muitas vezes, começaram a se recuperar
quando tiveram esperança. Os psicólogos e p siquiatras
lhe dirão que o ponto crítico ___ do desespero à
recuperação ___ com muitos de seus clientes aconteceu
quando eles descobriram, ou lhes deram esperança.
Uma das razões por que as pessoas começam, muitas
vezes, a se sair melhor física ou men talmente quando têm
esperança é que a “esperança” inspira a “crença”.
Aprendemos que a crença é um dos componentes da
mente subconsciente capaz de criar mudanças químicas
no cérebro. Essas respostas químicas podem ser
lutadores poderosos. Quando parece que tudo está
perdido, precisamos de todos os lutadores possíveis do
nosso lado.
Esse primo poderoso da fé que chamamos de
“esperança” talvez represente um papel mais importante
em nosso bem-estar físico e mental do que imaginamos.
Ter esperança cria uma nova sensação de crença e, em
muitos casos, um novo sentido de determinação.
É essa determinação que reacende o fogo da
sobrevivência. Quando temos esperança damos a nós
mesmos energia adicional química, fisiológica e
psicológica ___ uma vitalidade para vencer o desespero e
atravessar o túnel em direção à luz no fim do caminho.
Se deseja criar mais esperança dentro de si, ou se
gostaria de conceder a dádiva da esperança a alguém,
pode ajudar criando pensamentos que produzem o solo
fértil de onde a nova crença pode crescer.
Em vez de aceitar o desespero da futilidade, crie a
esperança da possibilidade. O que você faz para criar esta
esperança poderia, como aconteceu tantas vezes no
passado, mudar o curso do que aconteceria em seguida.
Diga:
Tenho esperança! Não desistirei! Sei que enquanto há
vida há esperança. Recuso-me a permitir que os
problemas da vida me abatam! Sei que mesmo o pior dia
tem um melhor amanhã. Espero-o, procuro-o, e ele sempre
chega! Tenho fé, coragem, confiança ___ em meu ego e no
melhor resultado possível de qualquer problema que
enfrento. Sou forte. E tenho a força de que preciso para
vencer!

SEGURANÇA
O sentimento de segurança ou de insegurança se deve
principalmente à maneira de se encarar a vida. Um
distinto médico pesquisador, da Universidade da
Califórnia em Los Angeles, disse um dia que jamais viu
um paciente dotado de forte sentimento de segurança que
sofresse de aborrecimentos crônicos, complexos de medo
ou perturbações mentais de qualquer tipo. O médico
atribuía esse sentimento de segurança a uma duradoura
fé e confiança num Poder Supremo que vigia o homem em
todos os seus caminhos.
Se você não aprendeu a conhecer sua própria grandeza
essencial e as infinitas riquezas que tem dentro de si,
tente aumentar os problemas e as dificuldades com que
deixa de reconhecer em si mesmo. Uma das principais
razões para o seu sentimento de insegurança é que você
considera os fatos exteriores da vida como causas, não
percebendo que eles são efeitos.
COMO ADQUIRIR O SENTIMENTO DE SEGURANÇA
A primeira coisa que você tem a considerar é que não
existe segurança real fora do seu sentido de unidade com
Deus ___ a fonte de todas as bênçãos. Aplicando os
princípios expostos neste livro, você pode desenvolver
um sentimento interior de segurança prático, viável, sadio
e maravilhoso. Dentro de cada um de nós, existe uma
necessidade imperiosa de uma união com uma Fonte
Eterna. Junte-se a esse Poder Infinito agora, e
imediatamente você atrairá Sua força.
Você se acha imerso num infinito oceano de Vida ___ a
Mente Infinita ___ que penetra total e constantemente em
você e onde você vive, se move e existe. Lembre -se de
que este Poder Infinito jamais foi derrotado e frustrado
por qualquer coisa exterior a Ele. Este Poder Infinito é
onipotente e, quando você se une conscientemente com
ele através de seus pensamentos e sentimentos, você se
torna de pronto maior do que aquilo que você temia.
O infinito jaz estendido, agradavelmente repousando
dentro de você ___ é este seu verdadeiro estado mental. A
força e a sabedoria desta Mente Infinita se tornam
potentes e ativas em sua vida no momento em que você
reconhece Sua existência e estabelece contato mental
com Ela. Se fizer isso agora, experimentará imediatamente
uma maravilhosa sensação interna e descobrirá uma paz
que ultrapassa o entendimento.
A SEGURANÇA NÃO PODE SER LEGISLADA
Nenhum governo ___ por mais interessado que possa
ser ___ é capaz de lhe garantir paz, felicidade, alegria,
abundância ou segurança. Você não pode determinar c om
exatidão todos os acontecimentos, todas as
circunstâncias e experiência pelas quais vai passar em
sua vida. Cataclismas, inundações, terremotos, monções
e tufões imprevistos poderão destruir cidades e
propriedades e varrer as casas de milhares de pessoa s.
De tempos em tempos ocorrem guerras, revoluções e
convulsões políticas de efeitos imprevisíveis sobre a
moeda e a propriedade. As tragédias internacionais e o
medo da guerra têm provocado efeitos catastróficos nas
bolsas de valores do mundo.
Todos os bens materiais são vulneráveis às mudanças,
e na verdade não existe real segurança nos títulos, ações
ou dinheiro no banco. Por exemplo, o valor de uma nota
de dez dólares depende da integridade e honestidade do
governo americano e de sua capacidade em su stentar a
moeda corrente. Um cheque de um banco ou de uma outra
pessoa é realmente apenas um pedaço de papel, e seu
valor depende da honestidade e integridade do emitente
ou da sua fé na solidez do banco.

CONSTRUINDO UM FUTURO GLORIOSO


Trabalhe seus pensamentos, sintonize com o Ser Infinito
e afirme corajosamente: “Estou rodeado dos cantos de
libertação”. O Deus Todo-Poderoso está dentro de você.
Você está equipado para levar uma vida gloriosa e
maravilhosa, pois todo o poder de Deus acha -se à sua
disposição. Você deve liberar a sabedoria, o poder e a
glória d’Ele em sua vida.
Se você não usar seus músculos, eles inevitavelmente
se atrofiarão. Você tem “músculos” mentais e espirituais
que também devem ser exercitados. Se seus
pensamentos, suas atitudes, motivações e reações não
forem à feição de Deus, seu contato com Ele se rompe, e
você se torna deprimido, rejeitado, temeroso e mórbido.
Olhe para dentro de você. “O reino de Deus está dentro
de você.” Em seu interior estão o poder, a sabedoria e a
força de Deus, que lhe permitirão enfrentar todos os
desafios. No livro de Daniel (capítulo 11, versículo 32),
você lê: “O povo que conhece ao seu Deus se esforçará e
fará proezas”.
“Eis que eu sou o Senhor, o Deus de toda a carne:
seria qualquer coisa demasiadamente maravilhosa
para mim?”

AUTOCONFIANÇA
Grande número de homens e mulheres nenhuma
confiança têm em si mesmos. Rebaixam-se e se
humilham. O Eu verdadeiro de todos nós é Deus, que
Emerson chama de o merecedor de confiança absoluta,
com assento em nosso coração. A presença Divina reside
em nossa profundeza subjetiva, controla todo nosso
corpo, protege-nos mesmo quando dormimos a sono
solto. É o poder invisível que nos move as mãos e nos
permite andar e falar, revelando -nos tudo de que
precisamos saber. Tudo que de nós se deseja é que
confiemos nessa Presença e nesse Poder, e teremos
todas as respostas que quisermos. O local de fazermos
contacto e nos apresentarmos a Ele está dentro de nós
mesmos.

COMO DESENVOLVER AUTOCONFIANÇA


A autoconfiança surge quando você compreende que
Deus, que Emerson Chama de o merecedor de confiança
absoluta, reside em suas profundezas subjetivas. Com
freqüência afirme o seguinte:
“Deus reside em meu interior, comigo anda e fala. Deus
está me guiando agora. Posso fazer tudo que quiser com
o Poder de Deus, que me fortalece. Se Deus é por mim,
quem pode ser contra mim? Não há poder capaz de
desafiar Deus e Deus me protege em todos os meus
caminhos. Sei que qualquer problema é resolvido por
Deus e enfrento corajosamente qualquer tarefa, sabendo
que Deus me revelará o que eu precisar saber. Deus me
ama e me protege.”
Em todas as manhãs e à noite, deixe -se absorver pela
beleza e sabedoria dessas verdades e gradualmente elas
se apossarão de você, penetrando na mente
subconsciente, e você enfrentará as vicissitudes do
mundo com fé e confiança permanentes, além de uma
sensação de vitória sobre todos os problemas.

Capítulo 9
G AN H AR /
G AS T AR / C AR I D AD E / G E N E R O S I D AD E / E C O N O M I Z AR / I N V E S TI R
G AN H AR

O equilíbrio com essa lei está em ter uma renda


suficiente para não precisar ficar se preocupando com o
dinheiro e poder fazer outras coisas importantes na vida.
Isso se consegue com a mente. Toda riqueza é criada pela
mente humana. E com vontade firme. É mais fácil um
mosquito entrar na sua boca do que você topar a
prosperidade sem ter pensado nela. Mas há alguns mitos
em nossa mente que atrapalham bastante a sintonia com
essa lei. Esses mitos são muitos, mas posso dizer alguns.
Trabalhar muito é a causa da riqueza, por exemplo.__Não,
isso é um mito. Muitas pessoas deixam -se ficar tão
ocupadas, trabalhando, que não têm tempo nem de ganhar
o dinheiro. Trabalhar, só, não traz riqueza. O que traz
riqueza é pensamento abstrato, são as idéias mais
amplas, ousadas e sutis. Outro mito é a crença de que não
é correto divertir-se e ser pago por isso. Muita gente
pensa que trabalhar só no que se gosta não dá dinheiro.
Quem tem coragem de dedicar sua energia ao que mais
gosta, com o intuito de alcançar a prosperidad e, chega lá.
Quando alguém se propõe a dar esse salto, cobrando em
dinheiro para praticar o seu hobby preferido, o Universo
coloca-se ao seu inteiro dispor. Às vezes esse tipo de
aventura não dá certo, porque no íntimo da pessoa
continua duvidando, com culpa de estar se divertindo e
querendo ganhar ao mesmo tempo. Outro mito é o de que
a ocupação correta é segredo do sucesso financeiro.
Muitos dizem? “Ah, eu não tenho a profissão certa. Se
tivesse…”. Outros desculpam-se assim dos seu fracassos
: “Ah, eu não tenho estudo…”. Isso é um erro, uma
crendice. O importante não é fazer o que se gosta, muito
mais importante é gostar do que se faz. __Outro mito
muito comum é: boa formação garantirá sucesso
financeiro. Se a formação intelectual fosse a causa das
riquezas, os professores universitários seriam, quase
todos, milionários. Entretanto, nos Estados Unidos há
muitos desempregados com Ph.D., nas filas de seguro -
desemprego, ao passo que outros homens brilhantes
fizeram grandes fortunas e contribuíram com grandes
avanços para a humanidade sem ter passado das
primeiras séries escolares, como Thomas Edison e Henry
Ford. Em alguns casos a falta da formação superior pode
desviar as pessoas dos seus reais interesses e talentos.
Conheço pessoas que poderiam realizar-se trabalhando
em lanchonetes ou oficinas, por exemplo, mas que, para
satisfazer aos pais ou até a própria sociedade, ostentam
na parede diplomas de profissões para as quais são
inaptas.
Tem gente que afirma: “Não há riqueza suficiente para
todos”. E muitos raciocinam assim: “Se eu ganhar muito
dinheiro e ficar milionário, outros vão ficar pobres por
minha causa”. Isso não é verdade. Quanto mais rico for,
mais rico fica o Universo. Há outros mitos que serão
comentamos adiante, quando falamos das crenças que
limitam a prosperidade, como “dinheiro é sujo”, “dinheiro
não cresce em árvores” e outras crendices arraigadas na
pobreza das pessoas.

GASTAR
Os preços de tudo são arbitrários. Dependem sempre de
um acerto entre as duas partes que negociam. O valo r do
dinheiro é determinado por quem compra e por quem
vende e não pelo produto em si. Tudo no universo físico é
negociável. Imagine o seguinte: Você está perdido numa
ilha da floresta Amazônica, dez mil dólares na sua
mochila. Aparece um grupo de índios que nunca viu
papel-moeda, e você propõe pagar-lhes com esse dinheiro
para que o transportem de canoa cem quilômetros rio
abaixo. Qual a chance deles aceitarem a sua proposta?
Acho quase impossível eles aceitarem tal proposta.
Imagine agora a mesma proposta sendo feita para o
dono de um barco em Miami. Só que nesse caso a
distância é de mil quilômetros, ou seja, dez vezes maior, e
a quantia é a mesma que você teria para oferecer aos
índios. A chance seria bem maior com certeza. O valor do
dinheiro é determinado pelo comprador e pelo vendedor
em cada transação. Lembre-se dessa lei toda vez que
você for comprar qualquer coisa.
Gastar dinheiro é ótimo, se for bem gasto. Ganhar,
gastar, ganhar, gastar, uma coisa puxa a outra. Se você
não gosta do que faz para ganhar dinheiro, não vai querer
gastar para não precisar ganhar mais. O que não pode é
gastar sem ganhar. O dinheiro atrai a riqueza. É como
você jogar um copo de água no rio, o que
acontece?__Exatamente. Á água de um copo mistura -se
às águas do rio que, por sua vez, correm para juntar às
águas do mar. Assim como acontece com a água, dinheiro
atrai dinheiro, pobreza atrai pobreza. Indo mais além:
quem tem mente positivamente na prosperidade atrai mais
a prosperidade. Quem vive pensando em ficar doente
acaba ficando doente. Quem pensa em dinheiro e tem com
ele uma relação positiva atrai para si a riqueza.
Semelhante atrai semelhante. Essa é uma lei Universal tão
simples e certa quanto a lei da gravidade. __É claro.
Quem pede dinheiro no banco mostrando q ue precisa não
consegue. Só quem prova que não precisa é que recebe
dinheiro emprestado. O crédito é paradoxal, mas obedece
a essa lei do gastar.
Gastar, ajudando os outros também ajuda a ganhar mais
dinheiro? É possível mas a gente precisa entender a
diferença entre caridade e generosidade. Quando dou
alguma coisa a alguém que precisa, faço caridade.

CARIDADE
Tudo aquilo que você doa para o Universo, representado
pelos seres que nele habitam, voltará para você mais cedo
ou mais tarde, com altos juros.

GENEROSIDADE
Quando dou também a quem não precisa, pratico a
generosidade. Para ser próspero você tem que praticar
essas duas coisas também. Se você só der a quem
precisa, estará dando a seu cérebro a seguinte
mensagem: “Neste mundo só se ajuda quem precisa,
então vou continuar precisando para poder ganhar”. Se
você for generoso, dando também a quem não precisa,
estará pensando assim: Mesmo quem não precisa é
ajudado neste mundo. Diga isso para você mesmo, e os
outros serão generosos com você.
Há uma única emoção que causa a pobreza na vida de
muitas pessoas. E a maioria a descobre a duras penas. É
a inveja. Se você vê um concorrente depositar grandes
somas no banco e você só tem apenas uns centavos para
depositar, esse fato torna-o invejoso. A maneira de
superar tal emoção consiste em dizer a si mesmo : “Que
coisa maravilhosa! Estou contente com a prosperidade
desse homem. Quero que ele seja cada vez mais rico”.
É devastador abrigar pensamentos de inveja, por que o
fato coloca-o em posição negativa. E por isso mesmo a
prosperidade corre para longe e não para perto de você.
Se você fica aborrecido ou irritado com a prosperidade ou
a riqueza de outra pessoa, diga imediatamente que lhe
deseja a maior riqueza possível. Dessa maneira, você
neutralizará os pensa-mentos negativos e fará com que a
prosperidade flua em sua direção, de acordo com a lei do
subconsciente. Se alguém que diz que está ficando mais
rico deixa-o preocupado ou o leva a críticas, pare de
aborrecer-se. Se suas suspeitas são corretas, saiba que
tal pessoa está usando negativamente a lei da mente. No
devido tempo, a lei cuidará dela. Tenha cuidado de não
criticá-la, pelas razões antes explicadas. Lembre -se: o
bloqueio, ou obstáculo, à prosperidade est á em sua
própria mente. Agora você pode destruir essa pedra
mental. Faça isso se dando bem mentalmente com todas
as pessoas.

O ECONOMIZAR
É o acumulo do excedente do seu ganho. Fazer
excedente no seu ganho é gerar abundância na sua vida.
É a combinação do ganhar, do gastar e do economizar. É
gastar uma parte do capital que você ganha e economizar
em seu nome, com o propósito de aumentar sua receita.
Seguindo os dizeres deste livro, com certeza e convicção
você terá dinheiro para concretizar os seus tão almejados
desejos materiais.
Os paradoxos da lei do gastar são interessantes. Se
você gastar dinheiro no presente, terá mais dinheiro para
aquele propósito no futuro.

INVESTIR
O maior investimento que você pode fazer nesta vida é
em você mesmo. Investindo em cursos, por exemplo, no
seu constante aprimoramento e atualização. Ler bons
livros, também, é outro grande investimento. Não é
porque acabou a universidade que você vai parar de
estudar. E o fato de não ter feito curso superior também
não impede que a pessoa estude e se aprimore nos
assuntos de que gosta. A vida é para se investir sempre,
sem parar, aperfeiçoando, crescendo, aprendendo,
crescendo, aprendendo, progredindo.
Sucesso no passado não garante sucesso no futuro.
Competência no presente não garante competência para
sempre, porque os conhecimentos e tecnologias mudam.
Você precisa estar sempre se reciclando (e a vida é isso
mesmo, esse eterno movimento) para estar afinado com a
prosperidade. Nunca se esqueça de sempre seguir todos
os dias as normas à risca da prosperidade.

apítulo 10
DÍZIMO
O dízimo tem um significado muito profundo na qual se
explica da seguinte maneira: A palavra dízimo significa
um décimo, porção dos rendimentos do homem dedicada
a fins religiosos desde tempos imemoriais. Desde as mais
remotas eras, dízimos da produção anual dos campos,
frutas e rebanhos eram postos a serviço de Deus pelos
povos que habita-vam as terras que iam da Babilônia a
Roma.
A falta de uniformidade existente na Bíblia no que se
refere à lei dos dízimos é devida principalmente ao fato de
que o princípio geral de dar era praticado de modo
diferente nas diversas eras e também por estar sujeito a
normas que variavam com as pressões políticas e
religiosas.
A lei dos dízimos é uma das leis fundamentais da vida e
sua prática perde-se na antiguidade. O fazendeiro tem de
aplicá-la na ocasião da colheita; seu dízimo é um décimo
dos cereais, do milho, da cevada e da aveia de que ele
necessita para a nova semeadura, sem o que não mais
terá o que colher.
O modo ideal de aplicar o dízimo à sua riquez a é
destinar uma certa parte do seu dinheiro, terras, ações ou
qualquer outro tipo de bens materiais à propagação da
Verdade; isto é geralmente feito através das igrejas ou
das atividades dedicadas à disseminação das verdades
eternas de Deus.
Os dízimos não são apenas as moedas que se dão
livremente em apoio à propagação da verdade e à
atividade espiritual escolhida; aplica -se também às
crenças, convicções, apreciações e projetos sobre si
próprios, sobre outras pessoas e o mundo em geral
aceitos mentalmente como verdadeiros. Tudo aquilo que
conscientemente se aceita e acredita como verdadeiro
sobre nós mesmos, sobre Deus e sobre o Universo
constitui também pagamentos (impressões) definidos
feitos ao tesouro do seu próprio subconsciente.
Lembre-se de que a Inteligência Infinita (Deus)
responde à natureza do seu pensamento. Deus nada fará
por você, a não ser através do seu pensamento,
imaginação e crença. Deus é o seu criador, assim como
também do Universo e de todas as coisas nele existentes.
Você aqui se encontra para utilizar o poder e a sabedoria
existentes em seu íntimo e para levar uma vida plena, feliz
e próspera. Você também está aqui para contribuir para a
riqueza, prosperidade, sucesso e bem-estar de todas as
outras pessoas.
Tudo aquilo que se dá com amor e boa vontade recebe -
se em maior quantidade. A lei dos dízimos que tudo que
se dá – de boa vontade ou má vontade - volte
inevitavelmente para nós, freqüentemente multiplicado de
muitas vezes. É uma lei imutável aquela que diz que as
coisas semelhantes se atraem; assim tudo que se semeia
no subconsciente colhe-se no espaço sob a forma de
condições, experiências e eventos.

DÍZIMO UNIVERSAL E PESSOAL


Dê o dízimo universal e também de o dízimo para você.
Este dízimo que guardamos passa a f uncionar como um
verdadeiro imã de dinheiro. Guarde -o todo mês e seu
cérebro entenderá: “Eu tenho tanto que posso guardar
dez por cento para mim, pois sou imagem e semelhança
de Deus.” E assim, ele cria em seu cérebro uma
consciência de prosperidade. Agora você tem esse imã de
bolso. Não se desfaça dele. E daqui por diante passe a
poupar o seu dízimo pessoal de modo seguro e aplicá -lo
em bens permanente, como imóveis por exemplo.
Somente em bens que fiquem para toda a vida ou que
possam ser trocados quando você quiser por bens ainda
mais valiosos. Não aplique este dinheiro em nada que
possa cair, quebrar ou perder o valor. Lembre -se também
do dízimo de Deus. Dê a César o que é de César e a Deus
o que é de Deus. Cuidando bem do seu imã de dinheiro e
sempre honrando o compromisso desse dízimo consigo
mesmo, você passará a receber do Universo muito mais
do que está guardando. E terá também a responsabilidade
de retribuir.

OS HEBREUS E O PROFETA MALAQUIAS


Na história antiga dos hebreus, consta que eles
praticavam o Dízimo com seriedade, conforme a Bíblia, e
viviam prósperos. Mas, em certa época aboliram a sua
prática; “coincidentemente” um enxame de gafanhotos
arrasou com suas lavouras, vieram a fome e a miséria.
Deus teria castigado? Não! Foi a própria lei da ação e
reação. Foi justamente nesse período em que o profeta
Malaquias incentivou o povo a voltar com as oferendas a
Deus, cujas advertências estão citadas no seu famoso
alerta bíblico:
“Trazei o dízimo todo à casa do tesouro, para que haja
mantimento em minha casa e provai nisto, diz Deus, se
não vos abrir eu as janelas do céu e não derramar sobre
vós uma benção até que não haja mais lugar para
recolherdes.” (Malaquias 3:10)
Poderia alguém dizer: “Isso funcionava nos tempos
bíblicos, hoje os tempos são outros.” Pergunto, será que
a Lei Divina mudou? Certamente não! Todos os relatos
maravilhosos do retorno do dízimo seriam coincidências?
Claro que não!
Assim como se têm inúmeros relatos belíssimos do
retorno do Dízimo, existem muitos casos trist es de
pessoas que pararam com as doações ou que as
recusaram quando solicitadas.
“Parar com o Dízimo é como tirar a lenha da fogueira
que alimenta a chama da prosperidade.”
Se você não tem “coragem” de praticar os 10%
universal e pessoal, faça o que seu “coração mandar”. Dê
o quanto desejar, com amor e sabedoria, sem medo, sem
sentimento de carência.
Os fiéis ___ salvo exceções ___ perderam a fé em
doar dinheiro e outros bens às igrejas, aos religiosos. Há
vários motivos:
a) Houve é há imposições e desvirtuamentos;
b) Por não acreditarem que REALMENTE É VERDADE a
promessa Bíblica “Quem dá, recebe”;
c) Por carência e medo: que a doação irá fazer falta,
que nunca se tem para doar;
Para reforçar a sua fé no retorno maravilho so do
Dízimo, guarde estes lembretes, aliás, pratique -os:
1- Pior a sua situação, maior a doação.
2- Se queres dinheiro, deves doar dinheiro.
3- Dando, você conjuga o verbo receber.
Muitos têm esta dúvida: dar o Dízimo do bruto ou do
líquido recebido? Segundo o estudioso do assunto L. E,
Meyer (Unity), no caso de empresas (negócios) o Dízimo
será sobre o líquido, mas alguns dão sobre o bruto; é
questão de fé. No caso de ser assalariado, o Dízimo será
deduzido do valor bruto, ou seja, primeiramente o Dízimo,
depois as contas a pagar. Se você participa de algum
seguimento religioso ou filosófico, pratique o Dízimo.
Caso não participe, pratique-o em qualquer instituição
que seu “coração” sentir que esteja precisando e verá
como as coisas mudam em sua vida.

PROGRAME SEU DÍZIMO


É orientado, principalmente às pessoas mais carentes,
que se pode programar a doação do dízimo, guardando
todos os dias, ou quando possível, pequenas notas de
dinheiro ou mesmo moedinhas e depois, no final da
semana, mês, ou quando desejar, efetuar a doação que
fica a seu critério. Quando separar esse dinheiro,
coloque-o entre as mãos, e orando diga:
“Cedo esta importância livremente e Deus a
multiplicará extraordinariamente”.
Para finalizar: faça a doação com o espírito real de
gratidão a Deus __ Criador e não no sentido de barganha
e aguarde felizes acontecimentos.
ORAÇÃO DO DIZIMISTA
“Senhor Deus, vós distribuís todos os dons
gratuitamente. Derramastes e continuais derramando
vossas bençãos sobre cada um de nós sem exigir nada
em troca. Concedei-nos a graça de fazermos o mesmo.
Que cada cristão colabore com sua comunidade. Cada um
dê o que manda seu coração e o que exige sua
consciência. Isto constitui sinal de que somos cristãos,
vivemos em comunidade, temos a nossa família, e nos
preocupamos uns com os outros. O dízimo é um gesto de
ação de graças, um ato de gratidão a Deus por suas
infinitas graças. Ele é um gesto de amor, de partilha, de
doação. Não é uma esmola para tranquilizar a
consciência. É uma doação espontânea livre e generosa
que caracteriza o desapego do cristão. Que eu me feche
no pouco ou muito que tenho, mas esteja aberto às
necessidades da comunidade. Ela necessita do meu
tempo e do meu trabalho, do meu saber e dos meus bens.
Só assim me sentirei membro ativo e responsável.
Derramai sobre nós as bênçãos necessárias para
abrirmos nossos corações à doação. Só quem é generoso
e não tem medo de dividir está, de fato, aberto para
acolher os benefícios de Deus”.

DÊ LIVRE E JOVIALMENTE
Uma doação em dinheiro não tem necessariamente de
corresponder a um décimo do que se possui. O décimo
mencionado na Bíblia representa uma parcela, uma idéia
de grandeza daquilo que se deseja dar livre e jovialmente.
Por exemplo, suponha que todos os domingos você
contribuiu com cinco reais para a atividade espiritual da
sua escolha; essa importância deve ser dada livre e
jovialmente, com benevolência e também com um sentido
de abandono, sabendo que Deus é a fonte eterna de
suprimento e que por Seu intermédio todas as suas
necessidades são instantâneamente satisfeitas em
qualquer lugar ou época. A doação dos cinco reais não
tem valor quando, ao fazê-la, somos tomados por um
sentimento de privação ou carência. A doação forçada ou
por dever ou medo não obedece à lei dos dízimos; tal
atitude mental, muito pelo contrário, acarreta um estado
de privação.
A MULTIPLICAÇÃO DOS DÍZIMOS
Ao fazer uma doação, separe a importância que deseja
dar de todo o coração e afirme silenciosamente ou não: -
Cedo esta importância livremente e Deus a multiplicará
extraordinariamente.
Ao proceder desse modo, você esta inserindo em seu
subconsciente a idéia de grande riqueza, que ampliará
sua fortuna sob aspectos infinitos. Este é o significado da
seguinte citação bíblica: “… daí e dar-se-vos-á; no vosso
regaço ser-vos-á lançada uma boa medida, bem cheia,
bem calcada e bem acogulada, pois com a mesma medida
com que medirdes aos outros, sereis igualmente
medidos”. (Lucas 6:38)

AUMENTE RAPIDAMENTE SEUS RENDIMENTOS


Contribua regularmente para as boas causas, sem
quaisquer condições. Ao contribuir com a importância
que sinceramente deseja dar, você está realmente
aplicando a lei dos dízimos segundo uma sólida
orientação financeira. Ao se decidir pela adoção dessa
correta e dinâmica atitude, você sentirá o desejo de dar
mais e mais, alegre e feliz, pois seus rendimentos se
ampliarão rapidamente, com base na lei de dar e receber.
Abençoe a sua dádiva e faça-a com alegria, que seu
subconsciente a ampliará um milhão de vezes. Este é na
verdade o segredo da multiplicação da riqueza daqueles
que se permitem doar regularmente; eles se utilizam de
uma lei da Mente Infinita que atua em seu benefício,
independentemente do conhecimento que tenham dela.

DOAÇÃO E PROSPERIDADE
Um homem disse que fazia freqüentemente doações à
sua igreja, mas que não prosperava. Vieram a descobrir,
entretanto, que ele não fazia suas doações semanais
integralmente, porquanto, ao fazê -las, julgava-se privado
de parte de seus rendimentos. Tal com portamento
constituía uma restrição mental, passando a fazer suas
doações com alegria e total desprendimento; em pouco
tempo, verificou que a “lei do aumento” trabalhava
também em seu benefício.
Ele aprendeu ainda que a doação, conforme a entende na
Bíblia, não consiste em dar dinheiro a várias instituições
de caridade ou religiosas, muito embora tal prática seja
das mais elogiosas e dignas de louvor. Quando o dinheiro
é o objeto da doação, esta deve ser feita com a finalidade
de divulgar as verdades de Deus e à instituição da qual se
recebe inspiração e auxílio espirituais.
Ele ficou agradecido: “Aí está a explicação de que
necessitava; agora entendo perfeitamente o significado da
doação”.

DOAÇÃO REVERSA
Um indivíduo queixou-se amargamente, dizendo:
“Todos os domingos faço doação de grandes
importâncias a grupos religiosos e, não obstante, jamais
consigo equilibrar as despesas”.
Sua atitude mental, conforme descoberto, era o
seguinte:
“Não espero nem tampouco desejo nada em retribuição”.
A Bíblia diz que, se o homem escolher uma coisa, essa
coisa virá a ser sua, pois assim transmite uma ordem ao
seu subconsciente que implicitamente a obedece.
Ele aprendeu que estava neutralizando seu lado bom,
algo como se tivesse colocado uma semente no sol o e a
retirasse pouco depois, impedindo dessa forma a sua
germinação. Esse homem começou então a entender que,
se o agricultor deixasse a semente no solo,
automaticamente viria a ter uma colheita; isto é, que a “lei
do solo” e a “lei da mente” são idêntica s. Passou então a
esperar que a “lei da opulência” viesse a contemplá -lo,
vindo sua condição financeira a melhorar
consideravelmente.

SABEDORIA EM DOAR
É preciso ser muito cuidadoso ao fazer doações a
parentes ou aos pobres. Não há mal algum em ajudá -los a
vencer dificuldades, mas tenha cuidado em não privá -los
da iniciativa ou do incentivo de resolver seus próprios
problemas de acordo com a sua capacidade. Quando o
auxílio é obtido com muita facilidade e freqü ência, a
pessoa torna-se dependente e, em última instância,
conformada e lamuriante. A melhor coisa que se tem para
dar-lhes é o conhecimento da “lei do pensamento
auspicioso”.
Assegure-se, ao dar alguma coisa, de que não está
prejudicando ou impedindo os outros de expressarem e
desenvolverem os seus talentos e habilidades ainda não
reveladas. Freqüentemente, o beneficiário de uma doação
pouco inteligente adota uma atitude de ressentimento
contra o seu suposto benfeitor, por sentir -se dependente
e por perceber a sua piedade ou seus sentimentos com
relação a seu estado de privação. Ele tem consciência de
que devia ser tão próspero e bem sucedido quanto você e
sente-se culpado por ser um parasita; tal sentimento
acarreta-lhe um profundo complexo de culpa e de ixa-o
ressentido com o seu benfeitor.
Transmita-lhe o conhecimento das leis da mente e dos
caminhos do espírito, que não mais aceitará qualquer
coisa, seja uma colher de sopa ou um terno velho, pois
assim você lhe terá revelado a sua própria capacidade de
alcançar o seu tesouro interior, no qual poderá abastecer -
se de todas as riquezas que lhe foram dadas pelo Ser
Infinito desde as origens dos tempos.

A DOAÇÃO PERMANENTE
Pratique a doação permanentemente. Deixe extravasar e
irradie para todas as pessoas amor, bondade, amizade,
alegria, confiança, entusiasmo e boa vontade. Não é
possível dar-se apenas um décimo dessas coisas, pois
elas não podem ser divididas ou multiplicadas, por serem
eternas e ilimitadas no tempo e no espaço. Essas
qualidades e atributos de Deus existentes em seu íntimo
jamais envelhecem; além disso, não existe carência de
amor, bondade, beleza, paz, alegria, suavidade e
sinceridade, por emanarem igualmente de Deus e serem
também eternas, intermináveis e infinitas. Não se pode
considerar aquilo que é autêntico à base de porcentagem,
nem mesmo a riqueza. Mas a riqueza pode fluir para você
na medida de suas doações.
“Trazei o dízimo todo à casa do tesouro, para que haja
mantimento em minha casa e provai-me nisto, diz Jeová
dos exércitos, se não vos abrir eu as janelas do céu e não
derramar sobre vós uma benção até que não haja mais
lugar para a recolherdes”. (Malaquias 3:10).
Está na bíblia: “parte do que você ganha é seu para
guardar”. Mas lembre-se de que não existe só você no
mundo. Existe o dízimo universal, aquele que você dá
para Deus. Faça a distribuição entre os necessitados. A
razão é muito simples __ Quando a pessoa manda seu
dízimo em benefício da própria prosperidade, está
dizendo para o cérebro: “Eu tenho tanto que posso
mandar dez por cento.” E assim, ele cria em seu cérebro
uma consciência de prosperidade. Reflexão: “Parte do
que você ganha é seu para guardar”.

Capítulo 11
PROSPERIDADE
USANDO O PODER DA MENTE PARA ADQUIRIR RIQUEZA
Se você está tendo dificuldades financeiras, se está
tentando fazer com que o dinheiro chegue até o fim do
mês, isso significa que não convenceu o subconsciente
de que sempre teve muito, e algum de sobra. Você
certamente conhece homens e mulheres que trabalham
umas poucas horas por semana e ganham somas
fabulosas. Eles não se esforçam nem se escravizam ao
trabalho. Não acredite nessa balela de que a única
maneira de enriquecer é suando a camisa e fazendo calos
nas mãos. Não é nada disso. O estilo de vida descansado
é o melhor. Faça as coisas que adora fazer e faça-as pelo
prazer e pela emoção que elas lhe despertam.
Um executivo em Los Angeles que ganha na casa das
centenas de milhares de dólares, embarcou no ano
passado em um cruzeiro de nove meses para conhecer os
lugares mais lindos do mundo. Disse que convenceu o
subconsciente de que vale todo dinheiro que ganha. E
acrescentou que, na empresa onde trabalha, há pessoas
que, embora conhecendo muito mais sobre negócios,
ganham apenas um décimo do que ele recebe e , com toda
probabilidade, poderiam ganhar muito mais. Elas,
contudo, nem têm ambição nem geram idéias criativas. E
tampouco se interessam pelas maravilhas da mente
subconsciente.
A bíblia diz: “Eu vim para que tenham a vida e a
tenham com mais abundância”. (João 10:10).
Você está aqui para levar uma vida plena e feliz, para
glorificar Deus e adorá-lo eternamente. Todas as riquezas
materiais, mentais e espirituais do Universo são dádivas
de Deus, intrinsecamente boas e suscetíveis de uma boa
utilização.
Deus é ofertante e a própria dádiva; o homem é o
beneficiário. Deus se encontra no próprio homem, donde
se conclui que há no íntimo humano e a sua volta um
tesouro de riquezas infinitas. Pelo conhecimento das leis
mentais você pode retirar desse depósito infinito t udo que
necessita para levar uma vida gloriosa, feliz e de
abundância.
Você nasceu para ser rico. E pode ficar rico pela
utilização das faculdades que lhe foram dadas por Deus,
sintonizando-se com o ser infinito; e, à medida que sua
mente se tornar produtiva e cheia de boas idéias, seu
trabalho também se tornará mais produtivo e lhe
proporcionará toda sorte de riquezas materiais.
É o sentimento de identidade com Deus, em seu
coração, que o faz rico e você se sente rico de acordo
com a sua atitude mental e fé em todas as coisas boas.
Todas as riquezas do Ser Infinito – internas e externas –
estão ao seu dispor para desfrutá -las.
Não há qualquer virtude na pobreza, que é na
realidade uma doença mental e que deve ser abolida da
face da terra. Você está aqui para encontrar seu
verdadeiro lugar na vida e para dar ao mundo o seu
talento. Você está aqui para progredir e desenvolver -se de
uma forma maravilhosa, de acordo com o potencial que
lhe foi dado por Deus, e para produzir riquezas materiais,
mentais e espirituais que beneficiarão a humanidade sob
aspectos incontáveis. Aprenda a viver num contexto de
luxo e beleza e adquira consciência do seu direito
inalienável à vida, liberdade, independência e paz de
espírito.
É seu direito divino dramatizar, revelar, retratar e
expressar o poder, à graça e a riqueza de Deus.
Existe um universo de lei e ordem e há princípios e
leis que regem as experiências, condições e fatos. Há uma
lei definida de causa e efeito para tudo. A ciência de ficar
rico baseia-se na lei da crença. “Se podes crer, tudo é
possível ao que crê”. (Marcos 9:23). A lei da vida é a lei
da crença. Acreditar é sinceramente aceitar alguma coisa
como verdadei-ra. Acredite numa vida de abundância, feliz
e de sucesso e viva na alegre expectativa do que há de
melhor, que invariavelmente tudo isso será seu. É a
crença do homem que faz a diferença entre a riqueza e
pobreza, entre o sucesso e fracasso e entre saúde e
doença. Há uma lei cósmica que diz que pensamentos de
certo tipo sempre produzem efeitos do mesmo tipo; assim
sendo, todo homem que ousadamente reinvindica as
riquezas de Deus, as obterá.
Você nasceu com todo o equipamento necessário para
levar uma vida plena, feliz e de sucesso. Você nasceu
para vencer, para conquistar, para sobrepor-se a todos os
obstáculos e para revelar as glórias e belezas existentes
em seu íntimo. Todos os poderes, qualidades, atributos e
aspectos de Deus se encontram em você mesmo. Sua vida
é a vida de Deus e esta vida é agora a sua vida. Deus tem
sempre êxito em tudo que empreende, seja isso uma
árvore ou o cosmo. Você é um dos elementos de Deus e
não pode, portanto, fracassar.
Você não está aqui simplesmente para viver. A vida é
uma dádiva que lhe foi outorgada. Você está aqui para
levar uma vida significativa e para usar, através da sua
mente, do seu corpo e da sua alma, seus talentos e
habilidades ocultos. Seu desejo de abundância, saúde,
felicidade, paz e situação definida na vida representa os
anseios, estímulos e sugestões da vida Infinita buscando
expressar-se através de você. Deseje agora, para obter o
máximo de você mesmo!
Existem pessoas que estão no mesmo ra mo de
negócios em distâncias de quarteirões e até mesmo do
lado do mesmo empreendimento, e elas estão
prosperando bastante e praticamente “nadando em
dinheiro”. Cada vez prosperam mais e contratam mais
empregados. No entanto, outro que está a tão pouca
distância, não consegue ganhar nem para as despesas.
Nada existe quanto à localização e distância do
empreendimento ou à mercadoria; a causa é a pessoa
mesmo!”
O fato de ficar rico e de progredir na vida não se resume
a um certo negócio ou localização, que a riqueza esta na
mente dos homens e que alguns homens de grande
talento permanecem pobres e frustrados, enquanto
outros, de muito menos talento ou educação, prosperam
além de suas melhores expectativas. Existem três etapas
para conquistar infalivelmente a riqueza:
Primeira etapa: Nunca faça uma afirmação negativa
sobre o seu estado financeiro, tal como: “Não posso
pagar o aluguel”, “Não consigo ganhar para as despesas”,
“Os negócios vão muito mal”, “Não posso pagar as
minhas contas”, etc. Ao lhe ocorrer um pensamento
negativo, substitua pela afirmação: “ Tenho um estoque
infinito em meu íntimo e todas as minhas necessidades
são satisfeitas instantaneamente ”. Pode ser necessário
ter de repeti-la cinqüenta vezes por hora, mas persista
que o pensamento negativo deixará de o preocu -par.
Segunda etapa: Adquira o hábito, durante o dia, de
condicionar sua mente às riquezas divinas, afirmando:
“Deus está sempre presente para ajudar -me nas
dificuldades” e Deus é a fonte instantânea de meus
recursos, propiciando-me todas as idéias necessárias em
todos os momentos e oportunidades”.
Terceira etapa: Ao dormir, todas as noites repita esta
grande verdade: “Sou grato a Deus por suas riquezas
sempre presentes, imutáveis e eternas ”.
Siga fielmente essa prescrição espiritual e progredirá
extraordinariamente.
“O deserto e a terra se regozijarão; o ermo exultará e
florescerá como o narciso” (Isaías 35:1)

HISTÓRIAS PARA REFLEXÃO


Toda manhã, na África, uma gazela acorda. E la sabe
que tem de correr mais rápido do que o leão mais veloz,
para não ser alcançada e morta por ele. Toda manhã, na
África, um leão acorda. Ele sabe que tem de correr mais
rápido do que a gazela mais lenta, ou morrerá de fome.
Não faz diferença se é leão ou gazela. Quando o sol
nascer, é melhor começar a correr. Tenho certeza que
você entendeu o recado, isto quer dizer acordar todos os
dias cedo sempre em direção ao futuro mais próspero. Um
bonzo novato de um templo zen-budista perguntou ao seu
mestre: __ Sou seu novo discípulo e gostaria de receber
sua orientação, pois não sei o que devo fazer. __ Já
comeu a papa de arroz? __ perguntou -lhe o mestre. __
Sim já comi. __ Se já comeu, vá lavar a louça que usou.
Explicação: “Quando a pessoa conseguir fazer
naturalmente aquilo que é normal, alcançará a
iluminação”. Estas palavras abriram -me os olhos, pois
pensava que a “iluminação” fosse um estado espiritual
muito especial. Foi uma ótima lição para mim, porque
pensava que pessoa iluminada fosse uma pessoa
especial. Não o é, para alcançarmos a iluminação, a
prosperidade, precisamos mudar nossas atitudes dentro
de casa. Tome banho e enxugue o banheiro, escove os
dentes e não deixe a pasta aberta e em cima da pia, fez as
necessidades fisiológicas de descarga, almoç ou ou
jantou, lave o prato, etc . Com está atitude mental você
organiza sua casa, de onde deve vir o exemplo e com
certeza organizará sua vida com disciplina.

RIQUEZA
A riqueza do universo manifesta-se de infinitas
formas, inclusive através de você e de mim. Cada um de
nós tem o poder de criar uma parte dessa riqueza e de
desfrutar a abundância que o universo nos oferece. O
dinheiro nos permite fazer coisas que ele não compra.
Seu valor é muito maior do que está escrito na cédula ou
no extrato financeiro. Ele é um meio que o homem tem
para entrar em contato com essa riqueza. É um veiculo
que nos leva a ela. Transmite uma mensagem de grande
poder, um passaporte para o desfrute da abundância que
há no mundo e, ao mesmo tempo, nos ensina a lidar co m
ela. O dinheiro é uma representação universal. Gostar de
dinheiro não é pecado, embora tanta gente acredita que
seja. Ter ambição de ganhar dinheiro e ficar rico também
não é problema. Esses sentimentos são, na verdade
altamente positivos quando estão voltados para a
felicidade e para a realização. Ter ambição é ótimo
quando se faz o jogo do ganha-ganha. É o jogo da criação
permanente, o jogo da vida. O universo é potencialmente
um lugar abundante. Tem para todo mundo. Foi
construído para que todos ganhem, para que todos criem
e todos desfrutem. Quem joga para ganhar por conta da
perda do outro está provocando desequilíbrio eco -lógico
no Universo. Jogar na base do ganha-perde não dá certo
para nenhum dos lados, porque gasta mais energia do que
produz. Não é uma ação sincronizada com o Universo. É
um ato entrópico. É entropia ao invés de sintropia. A
sintropia é o modo como os seres humanos evoluem no
universo. A prosperidade é muito diferente da riqueza, é
muito mais. A prosperidade individual é a harmonia com a
prosperidade do universo. E essa sintonia espiritual com
o universo tem como uma de suas conseqüências mais
imediatas à prosperidade material, ou seja, o poder de
ganhar mais dinheiro. Prosperidade não é só riqueza. É
também saúde e amizade. Não adia nta somente acumular
dinheiro, pois ele não resolve nada sozinho. É preciso ter
saúde para desfrutá-lo e para fazer com que ele continue
produzindo mais riqueza. E não adianta somente dinheiro
e saúde, sem amizade, bem estar e sem energia
necessária para produzir mais riqueza. Prosperidade é
usar a riqueza para o seu bem-estar e dos outros. A
prosperidade traz o dinheiro. Você vai encontrar na vida
pessoas ricas que se comportam como pobres. Se a
pessoa é rica mas não é próspera, seu dinheiro se acaba
e ela não fica rica nunca mais. A prosperidade é um
estado mental. Não dependemos do dinheiro para sermos
prósperos. Se fosse assim tão difícil, você não
encontraria tantos imigrantes que chegam em um país
completamente pobres, só com a roupa do corpo, depois
de perder com a guerra todos os bens que tinham no país
de origem, e poucos anos depois se tornam novamente
milionários. Saúde, amizade e riqueza. Os que
conseguiram isso são os que desembarcaram na terra
escolhi-da com a consciência de prosperidade. Com f irme
convicção de que vão vencer. Quando você aprende a
consciência da prosperidade, consegue manifestar
dinheiro em sua vida, na hora que quiser. E consegue
também manifestar saúde, bem-estar e felicidade, porque
está gerando riqueza no Universo. Consegue -se isso
fazendo mais com menos. Produzindo mais, com menos
esforço. Fazendo o dinheiro trabalhar para você ao invés
de você trabalhar para o dinheiro. Para estar no caminho
da prosperidade, as vezes o problema não é o dinhei -ro.
Há pessoas que têm muito dinheiro mas não são
prósperas. Nesse caso elas têm de trabalhar os outros
aspectos: produtividade e criatividade, harmonia, saúde e
bem estar.

ENFRENTANDO A CRISE
Cada um de nós decide se quer participar ou não da
recessão, ou mesmo da inflação e o utros problemas do
país. A palavra CRISE, por exemplo, em chinês, o
ideograma que representa essa palavra, CRISE, é formado
por dois símbolos, que significam PERIGO E
OPORTUNIDADE. Ou seja: o primeiro significado implica
diminuir a velocidade da abundância ; e o segundo é
aumentar essa velocidade. Isso não é incoerência.
Durante a CRISE, você tem de aprender a cortar o “S” da
palavra e colocá-lo adiante: CRIE $ __Crie dinheiro! O
universo é inteligente. Tudo funciona direitinho, sem
engarrafamento de estrelas ou trombadas de planetas. Foi
criado para todo mundo ganhar, desde que você entre em
contato com as leis universais e as siga. Ou seja, desde
que você esteja em sintonia com o equilíbrio do Universo.
Os economistas não conseguem resolver os problemas
econômicos porque só se ligam na dimensão humana e
não levam em conta as leis universais. Não adianta ir
contra uma lei, como o da gravidade, por exemplo. Seria
uma pretensão insana… Do mesmo modo, temos leis
universais que são traduzidas de maneiras diversa s pelo
conhecimento humano. De uns tempos para cá, o
conhecimento foi fragmentado em mil divisões que
procuraram entender a existência, vendo apenas a partir
de um ponto de vista especializado. A maioria das vezes o
dinheiro é motivo de desequilíbrio e des armonia porque
reflete o nosso desequilíbrio na relação com os outros e
com o Universo. Muita gente encara o dinheiro e os
negócios de forma hostil, como vivessem numa guerra
constante. Há situações de hostilidade muito comuns, que
muitas vezes nem percebemos, como a do pai que fala
muito para o filho: “Nunca aceite dinheiro de amigos,
porque aos amigos a gente não cobra”. Aí vem a mãe e diz
ao filho: “Nunca aceite dinheiro de estra -nhos”. O que
sobra, então? Só inimigos. Fazer negócios torna -se uma
ação entre inimigos. As relações no trabalho também
sofrem dessa “síndrome do parceiro inimigo”. Você sente
culpa quando recebe o seu dinheiro. A amizade com seu
chefe começa a incomodá-lo. Você briga com seu chefe
para ficar sem culpa. E vai, de emprego em empre go,
brigando, até que sobram somente inimigos, para você
tentar ganhar dinheiro deles.
As leis da Riqueza é simplesmente um modelo para dar
referências à nossa mente, assim como aquelas palavras
que você viu nas leis mentais e passos à serem aplicados.
Muitas leis da Ciência são, na verdade, modelos que
orientam nossos conhecimentos durante uma determinada
época, até que sejam substituídos por outros modelos,
mais sofisticados. O principal, em um modelo, é que ele
seja útil; sua verdade é sempre relativa .

PARA QUEM VOCÊ TRABALHA?


Só existe um lugar onde o sucesso vem antes do
trabalho: o Dicionário. Sucesso começa com “S”,
Trabalho com “T se ter sucesso, é necessário muito
trabalho. Mas o trabalho sozinho não adianta, não traz
sucesso.
Existem pessoas que trabalham 18 horas por dia e não
evoluem. São como pneus derrapando na lama: não saem
do lugar. Quem mais trabalha, em termos de quantidade
de horas e esforço físico? É o operário, que acorda às
cinco da manhã, pega duas conduções para o tra balho,
come comida fria de marmita, chega tarde da noite em
casa e se aposenta com sala-rio mínimo. Sucesso vem do
trabalho, mas trabalho sozinho não resolve.
O segredo da vida não é fazer o que você gosta; é
gostar do que você faz. O homem é 90% ada ptação e 10%
vocação. É possível fazer qualquer coisa tornar -se
interessante; você pode trazer o interesse para ela.

O SEGREDO DA VIDA NÃO É FAZER O QUE VOCÊ GOSTA.


É GOSTAR DO QUE VOCÊ FAZ.
“Eu trabalho para a empresa tal.” Esse é um dos
maiores erros que você pode cometer contra você mesmo:
pensar que trabalha para alguém, para outra pessoa ou
para uma empresa.
Você trabalha para você!!! A empresa em que você está
trabalhando lhe dá um espaço, com mesa, telefone ou
outros equipamentos, apoio de secretária e outros
benefícios, mas no fundo você não trabalha para os
outros. Você (reconhecendo isso ou não) está sempre
trabalhando para você mesmo. Não interessa que seja o
empregado. Você será eficiente na medida em que seu
trabalho estiver rendendo frutos não só para a empresa,
mas também para você. Se for assim, você estará
trabalhando bem. Será um ótimo funcionário de qualquer
empresa, porque sabe que trabalha para si próprio e o faz
com entusiasmo.

O AZAR PODE SER SORTE


Era uma vez um menino pobre que morava na China e
estava sentado na calçada do lado de fora da sua casa. O
que ele mais desejava era ter um cavalo, mas não tinha
dinheiro. Justamente neste dia passou em sua rua uma
cavalaria, que levava um potrinho incapaz de acompanhar
o grupo. O dono da cavalaria, sabendo do desejo do
menino, perguntou se ele queria o cavalinho. Exultante, o
menino aceitou. Um vizinho, tomando conta do ocorrido,
disse ao pai do garoto: “Seu filho é de sorte!” “Por que?”,
perguntou o pai. “Ora”, disse ele, “seu filho queria um
cavalo, passa uma cavalaria e ele ganha um potrinho. Não
é uma sorte?” “Pode ser sorte ou pode ser azar!”,
comentou o pai.
O menino cuidou do cavalo com todo zelo, mas um dia,
já crescido, o animal fugiu. Desta vez, o vizinho diz: “Seu
filho é azarento, hein? Ele ganha um potrinho, cuida dele
até a fase adulta, e o potro foge!” “Pode ser sorte ou
azar”, repetiu o pai.
O tempo passa e um dia o cavalo volta com uma manada
selvagem. O menino, agora um rapaz, consegue cercá -los
e fica com todos eles. Observa o vizinho: “Seu filho é de
sorte”. Ganha um potrinho, cria, ele foge e volta com um
bando de cavalos selvagens.” “Pode ser sorte ou pode ser
azar”, respon-de novamente o pai.
Mais tarde, o rapaz estava treinando um dos cavalos ,
quando cai e quebra a perna. Vem o vizinho: “Seu filho é
de azar! O cavalo foge, volta com uma manada selvagem,
o garoto vai treinar um deles e quebra a perna.” “Pode ser
sorte ou azar”, insiste o pai.

SORTE É QUANDO PREPARAÇÃO ENCONTRA OPOR -


TUNIDADE
Dias depois, o reino onde moravam declara guerra ao
reino vizinho. Todos os jovens são convocados, menos o
rapaz que estava com a perna quebrada. O vizinho: “Seu
filho é de sorte…”
Assim é a vida, tudo que acontece pode ser sorte ou
azar. Dependo do que vem depois. O que parece azar num
momen-to, pode ser sorte no futuro.

A LEI DO SER É A ABUNDÂNCIA


Se olhar em volta, você verá que o tesouro infinito que
há dentro de você cria profusão em toda a natureza. A lei
da vida é a fartura ___ não carência. É necessário que
você se coloque numa base mental e espiritual, e desse
modo poderá transformar sua vida e experimentar as
riquezas do infinito na sua mente, no seu corpo e na sua
vida comercial.
Os pensamentos de pobreza farão você experimentar
pobreza e estados de aflição. Você encontrará pessoas
que vivem talvez no mesmo quarteirão ou trabalham ao
seu lado no escritório ou fábrica que têm pensamentos de
riqueza, fartura, segurança, e vida mais abundante. Elas
parecem estar cercadas de tudo o que prec isam. O
segredo do sucesso dessas pessoas é a substituição dos
pensamentos de carência e limitação pelos habituais
pensamentos do infinito e inexaurível suprimento de
riquezas de Deus. Mude seus pensamentos e mantenha -os
mudados. E quando manobrar e dirigir os pensamentos
para as riquezas do infinito fluindo para você, uma
fantástica e tremenda diferença terá lugar em sua vida.

UMA TÉCNICA FECUNDA PARA OBTER RIQUEZA E


SUCESSO
Muitas pessoas dizem: “Se eu afirmar: “Sou bem
sucedido”, quando sou um fracasso, ou se disser comigo
mesmo: ‘Sou rico’, quando estou quebrado, estarei
mentindo a mim mesmo, e acho que ficarei pior e
experimentarei o oposto do que afirmo ou declaro ser
verdade”.
A razão disso é que a crença na escassez, no fracasso e
na limitação é dominante na mente subconsciente dessas
pessoas, e toda vez que afirmam riqueza, ressuscitam o
pensamento de carência. Elas não sabem como extrair as
riquezas do Infinito, porque não sabem como funciona a
sua mente.
Aos que sinceramente sentem essa f alta de
compreensão, recomendo um processo muito simples
fazendo-lhes uma simples pergunta: Vocês acreditam em
riqueza, que existe a riqueza generosa e que o Infinito não
pode falhar? Ele é onipotente e não há nada que se
oponha a ele. Por conseguinte, é u m princípio da vida. Por
exemplo, siga pela rua e vá até o campo. Verá somente
riqueza, criada pelo homem ou por Deus. Todas as coisas
criadas foram idéias, ou na mente do homem que não são
meras abstrações, mas palavras (pensamentos expressos)
que possuem um tremendo poder, pois estão relacionadas
com o inexaurível poder e sabedoria do Infinito.
Repetindo as duas palavras lentamente, calma -mente,
com sentimento e com emoção ___ “sucesso, riqueza”
___ e fazendo isso repetidamente muitas vezes por dia,
você tirará o seu ego do caminho e não haverá
contradição na sua mente consciente e subconsciente,
pois você concordará que há essas coisas chamadas
riqueza e sucesso.
Quando usamos certas palavras construtivas ___
palavras que significam e representam verda des eternas
de Deus ___ nossa mente firma-se na única Presença,
Causa, Poder e Substância, e seguem os resultados. Use
essas palavras regularmente, sistematicamente,
insistentemente, e descobrirá que está num sólido
caminho científico. Lembre-se de que é a sua atitude de
espírito que deve ser vencida, não as circunstâncias.
Quando você possuir a atitude mental correta, suas
condições, experiências e situação financeira se corrigi -
rão automaticamente.

UMA FÓRMULA DE DESENVOLVIMENTO DOS NEGÓCIOS


Um homem de negócios certa vez disse: Tudo está
saindo errado; sinto-me à beira do fracasso. Tudo está
contra mim. Os negócios vão mal e o pior ainda está para
acontecer!
Foi dito que ele poderia mudar completamente a
situação desde que modificasse seu mo do de pensar e
persistisse nessa modificação. Após refletir um pouco
sobre aquelas palavras, aquele homem começou, então, a
compreender que aquelas condições que tanto temia
vinham sendo criadas por ele próprio, pois seu
subconsciente nada mais fazia do qu e reproduzir
constantemente seu modo habitual de pensar.
Foi dito a ele, que ainda poderia obter sucesso,
prosperi-dade e paz interior ___ ou qualquer outra coisa
na vida que desejasse ___ desde que apenas se decidisse
a pagar o preço mental correspondente pela incorporação
a seu subconsciente do elemento equivalente. De acordo
com essa linha, todas as manhãs, ao despertar, ele
passou a afirmar convictamente o seguinte:
Hoje é um dia divino, cheio de felicidade, sucesso,
prosperidade e paz de espírito. Sinto-me orientado por
Deus e sei que tudo que fizer será bem sucedido. Sempre
que minha atenção se afastar de meus pensamentos de
sucesso, de paz e de prosperidade ou daquilo que for bom
para mim, farei com que volte a se concentrar na
contemplação de Deus e em Seu amor, cônscio de que ele
velará por mim. Sinto que sou um imã espiritual, que atrai
para mim mesmo os clientes que desejam aquilo que
tenho para lhes oferecer. Meu serviço melhora dia a dia e
sou maravilhosamente bem sucedido em todos os m eus
empreendimentos. Abençôo e desejo prosperidade a
todas as pessoas que entram em minha loja. Todos esses
pensamentos estão-se sedimentando em meu
subconsciente e se manifestam sob a forma de
abundância, de segurança e de paz de espírito. Que
maravilha!
Essa oração passou a ser usada por aquele homem
todos os dias, pela manhã e à noite, e em pouco tempo
ele conseguiu o que almejava e disse: tudo o que fiz foi
dar aceitação mental a essa verdades, aplicando -as e
permanecendo fiel às mesmas.

A POBREZA É UMA DOENÇA


A doença significa falta de tranqüilidade, estabilidade,
firmeza e equilíbrio. Olhe à sua volta e encontrará
pessoas de todas as categorias sociais e de todos os
negócios e profissões ficando ricas e atingindo seus
objetivos na vida, enquanto outras, no mesmo ramo de
atividades e profissões, continuam pobres, mal vestidas e
mal alimentadas.
Quando você está doente, vai ao médico e faz um exame
clínico para tratar logo seu estado de saúde. Não importa
qual seja o seu grau de pobreza; se você passar a pensar
habitualmente em riqueza, desenvolvimento, expansão e
progresso, automaticamente receberá um eflúvio benéfico
do seu subconsciente e sua boa fortuna aumentará e se
multiplicará de forma e proporção inumeráveis.
Você pode estar cheio de dívidas e sem dinheiro, não
ter influência e bens materiais; entretanto, se começar a
dizer com convicção: “As riquezas de Deus fazem parte
de minha vida; há sempre um provimento divino ”, coisas
maravilhosas lhe acontecerão em curto prazo!
A bíblia é sem dúvida o mais completo livro da
prosperidade. A palavra ouro aparece mais de 400 vezes.
A dezena era, para os pitagóricos, o mais sagrado dos
números, o símbolo da criação universal, sobre o qual
eles prestavam juramento, evocando -o da seguinte forma:
A Tetraktys, na qual se encontra a fonte e a raiz da eterna
Natureza. Se tudo deriva dela, tudo a ela retorna: ela é,
então, também, uma totalidade do movimento”.
“Totalizador, além de tudo, o número dez aparece no
Decálogo, que simboliza o conjunto da lei em dez
mandamentos que se resumem em um.” O número 1
simboliza o homem e o número zero simboliza a mulher.
Um + zero= Um= Universiun. Seja uno com o universo e a
prosperidade chegará até você.
Faça as pazes com o dinheiro. Se você achar que o
dinheiro é algo sujo e tiver de lavar as mãos sempre que
pegá-lo, para que quer tê-lo? Sua mente vai continuar
fazendo tudo para satisfazer seus sentimentos e mantê -lo
pobre. Para come-çar a ser próspero, então, procure fazer
amizade com o dinhei-ro. Se você quiser fazer amizade
com alguém e ficar mais intimo dessa pessoa, não adianta
ter contato com ela só por meio de recados ou
bilhetinhos. Ore da seguinte maneira: “Ó dinheiro, eu já
lhe perdoei, você também já me perdoou. Você é o
símbolo da Provisão infinita de Deu s. Agradeço a Deus,
ainda mais, pelo fato d’Ele ser a fonte e pelo fato de
existirem milhões como você. Eu lhe agradeço com
sinceridade: Muito obrigado, muito obrigado, muito
obrigado. Acabaram-se as mágoas entre nós. Rezo
sinceramente para que você circule com fartura em minha
vida. Ó dinheiro, eu me harmonizo com você, você se
harmoniza comigo. Nós dois juntos criamos a
prosperidade, beneficiando o maior número possi -vel de
pessoas. Muito obrigado. Seja bem vindo”. Tem conta -do
seu dinheiro todos os dias para fazer mais amizade com
ele? __ Mas não esqueça de manuseá-lo com carinho e
contá-lo mais de uma vez por dia… É bom lembrar -se dos
amigos, sempre. O semelhante atrai o semelhante,
portanto guarde sempre no bolso dinheiro de contar.
Notas altas, de preferência. E sempre que puder, quando
o lugar e o tempo forem propícios, conte e reconte esse
dinheiro com prazer, sentindo carinho pelo dinheiro que
está nas suas mãos e com pensamentos positivos,
confiante no poder do imã que esse maço de notas
passará a ter para você. Um imã de dinheiro. Os
funcionários bancários que trabalham nos caixas conta o
dinheiro pensando que é dos outros. Se ele, enquanto
conta, mentalizar que tem todo aquele dinheiro, muito
provável-mente o Universo tomará providências para que
ele em breve esteja contanto cada vez mais o seu próprio
dinheiro. Não fique pensando em roubos se não você sabe
o que vai acontecer não é?
Existem contrastes cada vez mais gritantes, de
miséria e riqueza, trazem sempre à sua lembrança
algumas frases que aprendera na infância em aulas de
religião e nas conversas em casa. “Dinheiro não traz
felicidade.” É mais fácil um camelo passar pelo fundo de
uma agulha do que o rico entrar no reino dos céus.. ” etc.
A verdadeira prosperidade passa pelo fundo de uma
agulha. Pouca gente sabe o verdadeiro sentido dessa
metáfora, que chegou até nós pelas palavras de Jesus.
Ele falava muito por parábolas, para que as pessoas
daquela época entendessem melhor os seus
ensinamentos, mas suas palavras acabaram sendo
traduzidas e interpretadas ao pé da letra pelos pregadores
dos séculos seguintes, embora os símbolos metafóricos
de agora sejam outros e variem em cada cultura.
Na cidade de Jerusalém, há centenas de anos, havia
uma lei que proibia, depois do entardecer, a entrada de
camelos carregados. Para garantir o cumprimento da lei,
ficavam abertos à noite apenas os portões menores e
mais baixos, chamados fundos de agulh a. Por esses
portões, os camelos até conseguiam passar, mas somente
se entrassem de joelhos. Se estivessem carregados, não
conseguiam ajoelhar nem passar no fundo da agulha.
Tinham de deixar a carga do lado de fora, assim como nós
temos de deixar neste mundo os bens materiais quando
partimos desta vida. Descarregar -se é muito importante:
implica desprendimento, desapego pelas posses
materiais. Mas não é tudo. Mesmo quem conhece o
significado da metáfora raramente atenta para o principal:
além de deixar a carga, para entrar na cidade, é preciso
que os camelos fiquem ajoelhados. Os joelhos são
símbolos de poder em numerosas tradições antigas. Ficar
de joelho é ter fé, confiança, sintonia com a terra (os
joelhos no chão) e com o Universo (os olhos para cima). É
ter, ao mesmo tempo, humildade ante o poder Universal,
força no corpo físico e autoridade como ser humano. E,
principalmente, é exercitar o poder pessoal, como criador
que cada um é, deste Universo infinito, eterno e próspero.

ELIMINANDO ANTIGOS VALORES


Os valores que formamos na infância ficam presentes
em toda nossa vida, mesmo que a gente nem se lembre
deles, e participam ativamente da conversa interior que
nos convence sobre a nossa possibilidade de conseguir
ou não qualquer coisa em nosso dia -a-dia. O medo
começa na sua cabeça, assim se você tem medo de cair
de uma tábua quando ela foi colocada num arranha -céus,
deve haver dentro de você algumas idéias que atuam na
sua conversa interna sobre a prosperidade. São suas
idéias pessoais sobre o dinheiro e riqueza, incutidas
desde sua infância, que agora podem estar lhe dizendo
para não atravessar a tábua em direção à prosperidade,
porque você não conseguiria chegar lá. Respire fundo
algumas vezes, relaxe o corpo e a mente, chame na sua
memória esses valores sobre dinheiro e riqueza e
escreva-os e livre-se dos valores que atrapalham seus
passos rumo à prosperidade, em frases curtas num papel
em branco e elimine-os da seguinte maneira: Imagine que
você está caminhando tranqüilamente por um lindo
bosque. Toda a atmosfera é agradável e tranqüila em seu
redor. Sinta o ar puro, olhe para o verde das folhagens e
dos troncos, escute os passarinhos cantando
suavemente. Continue “caminhando pelo bosque” e
concentre-se na frase, ou nas frases, que você quer
liberar. Você chega ao fim do bosque e vê uma praia
encantadora. Senta-se na areia da praia e pensa na frase,
mais uma vez, enquanto vê chegar, aos poucos, um
pequeno balão, que pousa ao seu lado. Visualize as frases
como se estivessem embrulhadas para viagem e es creva-
as dentro do balão. Agora deixe que o balão se vá,
subindo em direção ao céu e distanciando -se cada vez
mais. Agora veja o balão voltando aos poucos. Ele vem se
aproximando e pousa bem ao seu lado. Você olha para
dentro do balão e vê que ele agora lh e traz outras frases,
bem diferentes daquelas que você mandou para longe.
Essas frases novas são: Dinheiro cresce como árvore;
dinheiro contribui para felicidade; dinheiro é limpo e
ajuda-nos a ser saudáveis e felizes; pessoas ricas são
abençoadas; o Universo é próspero; o ser humano nasceu
para ser próspero. Olhe para o espaço que tinha sido
deixado vazio por aquelas idéias que foram embora da
sua mente como quem esvaziou um armário. Agora esse
mesmo espaço está preenchido pelas novas idéias, que já
estão impressas em sua estrutura psicológica. Você vai
iluminando esse mesmo espaço com uma luz dourada,
que brilha intensamente atingindo cada célula, cada
tecido, cada órgão do seu corpo, selando em você os
sentimentos positivos e irradiando para o seu cérebro , de
dentro para fora, a cor do ouro, símbolo da prosperidade.
Existem alguns fatores psicológicos importantes que é
preciso equilibrar no caminho da prosperidade. O
primeiro fator é a experiência do seu nascimento. Saímos
de uma situação confortável para um lugar desconhecido
que, logo no primeiro momento, nos parece inóspito: uma
luz forte ofuscando os olhinhos ainda fechados mas
sensíveis e um “comitê de recepção” nem sempre
carinhoso, recebendo o neném com palmadas no
bumbum. Nossa primeira vivência de respiração no
mundo fica em nosso cérebro relacionada ao medo da
morte. Chorando, em meio a esse pânico, todos nós
começamos a respirar nesta vida, e essa lembrança se
revive inconscientemente cada vez que respiramos.

ELIMINANDO MAUS SENTIMENTOS


Fique em uma posição que se sinta bem relaxado, de
olhos fechados, e imagine-se bem pobre, morando
embaixo de uma ponte. Sem nada, destituído de qualquer
recurso material, na mais completa miséria. Você está
tentando fazer um foguinho para se aquecer e esque ntar
uma lata com um pouco de café dormindo, que pediu num
bar. Completamente pobre, morando embaixo da ponte,
você vê seus pais chegando para visitá -lo. Responda
agora mentalmente: o que seu pai sente quando olha para
você? O que a sua mãe sente quando olha para você
naquela situação? O que você sente quando olha para
eles? O que o seu pai diz para você? O que a sua mãe diz
para você? O que você diz para eles? O que lhe diz seu
pai quando vai embora? O que lhe diz a sua mãe? O que
você diz ao despedir-se deles? Agora mentalize uma outra
situação: Você morando onde você mora, e seus pais
chegam para visitá-lo. O que seu pai sente quando olha
para você? O que a sua mãe sente quando olha para você
naquela situação? O que você sente quando olha para
eles? O que o seu pai diz para você? O que a sua mãe diz
para você? O que você diz para eles? Vocês conversam
um pouco sobre a situação e sobre os assuntos gerais, e
depois de alguns minutos eles se despedem de você. O
que lhe diz seu pai quando vai embora? O que lhe diz a
sua mãe? O que você diz ao despedir -se deles? Imagine
agora que você está morando em uma mansão, com muito
luxo e todas as comodidades que só uma imensa fortuna
pode propiciar. Seus pais chegam para visitá -lo e seu
mordomo vai recebê-los na porta. Eles entram e ficam
aguardando em um salão enorme, ricamente decorado.
Você desce uma escada de mármore que leva ao salão e
olha para os seus pais. O que seu pai sente quando olha
para você? O que sua mãe sente quando olha para você
naquela situação? O que você sente quando olha para
eles? Vocês se cumprimentam carinhosamente. O que seu
pai diz para você? O que a sua mãe diz para você? O que
você diz para eles? Vocês conversam enquanto um
drinque é servido em bandeja de prata e cálices de cristal.
Depois de alguns minutos, seus pais se despedem de
você e saem. O que lhe diz seu pai quando vai embora? O
que lhe diz a sua mãe? O que você diz ao despedir -se
deles? Continue respirando suavemente e entrando em
contato com a emoção que ficou ao final dessa três
situações. Você trabalhou em sua mente que chamamos
de “síndrome desaprovação dos pais”. Há pessoas que
sentem um medo inconsciente de alcançar na vida mais
do que o pai alcançou, e o mero desejo de ser próspero
vem carregado de culpa. Outras vezes, o filho sente-se
pressionado pelo pai a mostrar-se vitorioso e exatamente
por causa da pesada cobrança ou expectativa paterna ele
não consegue ser bem-sucedido. Outros se revoltam
contra o modelo de vida dos pais mas estão de tal forma
programados por esse modelo que não conseguem fazer
nada fora desse sistema de valores. Com o exercício que
acabamos de fazer, você tem condições de observar suas
emoções em três situações diferentes, e dessa forma
consegue desfazer amarras no envolvimento emocional
com seus pais em relação à prosperidade. Não há nada de
errado sermos mais prósperos que nossos pais foram.
Isso significa que eles souberam educar bem. Temos
poder sobre o que pensamos, e os pensamentos moldam
a nossa realidade; então por que não dar vazão sempre a
pensamentos positivos? Em vez de pensar negativamente,
diga para você mesmo: “Sou mais próspero do que meu
pai, e isso é a melhor homenagem que posso prestar à
ele, por tudo de bom que ele me deu”. E não culpe seus
pais, nem ninguém, pelo que você não teve ou nã o
conseguiu, pois quem determina as condições de sua vida
é você mesmo.
Existem alguns pesos “pesados” entre os aspectos
psicológicos que bloqueiam a prosperidade. Um dos mais
sérios é o problema de dividas. Se você tem problema
dívida que não está conseguindo pagar, está faltando
perdoar alguém. Perdoar, no caso, não é só uma questão
de amor, mas principalmente de inteligência como disse
anteriormente. Quem mais sai perdendo é quem não
perdoa, pois se obriga a carregar o peso do rancor.

ELIMINANDO PESOS PESADOS DA VIDA


Vamos fazer um exercício para resolver uma falha de
vingança, que ficou pendente em sua estrutura emocional.
Imagine que você está em um grande salão, onde vai
acontecer uma festa reunindo todas as pessoas que de
alguma forma foram marcantes em sua vida. Seus pais,
irmãos, primos, tios, professores de infância, colegas,
amigos, inimigos, todos estarão na festa, desde que
tenham tido alguma importância em sua vida. Quando
todos tiverem chegado, ou seja, quando você tiver
visualizado cada um deles em seu pensamento, você vai
olhar um por um nos olhos, com toda a verdade do seu
coração, sem esconder nenhum sentimento que estiver
tendo por essas pessoas. Depois de olhar no olho de cada
um dos presentes, você vai escolher uma pessoa que tev e
importância na sua vida e a quem você teria mais
dificuldade, entre todas elas, de dizer “eu te amo”.
Mentalmente, você vai trazer a pessoa escolhida para o
meio da sala. O restante do pessoal vai ficar sentado,
assistindo a tudo como platéia. E você ent ão vai
perguntar ao inconsciente dessa pessoa: “Você me dá
permissão para eu fazer aqui um exercício onde vou me
vingar de você, com a finalidade de beneficiar a nós
dois?” Se a resposta for “não”, escolha uma outra pessoa
e faça a mesma coisa. Se a respos ta dessa segunda
pessoa continuar sendo negativa, você escolhe uma
terceira. Se esta também disser “não”, deixe a conclusão
do exercício para outro dia porque hoje não é dia de você
vingar-se de ninguém…. Vamos seguir, então, já que a
respos-ta foi “sim”, você agora vai vingar-se dessa
pessoa. Só não vale matá-la; você pode bater, xingar,
humilhar, fazer qualquer coisa, menos matar. Mas você
tem de fazer isso, de tal jeito que, ao terminar, todos os
que estão assistindo saibam que foi você o vencedor.
Então, você vai fazer sua vingança. Depois que todas as
outras pessoas reunidas em sua festa tiverem percebido
que você ganhou, agradeça à pessoa que fez o exercício
com você. Isso vai ter um impacto decisivo em sua vida.
Com este exercício você estará cortando as amarras que
durante muitos anos estiveram prendendo algumas pesos
às suas costas. Ao final do exercício, sente -se muito leve
do que estava antes, embora tenha passado por emoções
fortes, mais vale a pena para quem está pensando e
trilhando o caminho da prosperidade. Outra causa
psicológica da dificuldade financeira entre as pessoas é o
medo de perder o amor dos pais. Como nós já vimos no
exercício da visita dos pais, os sentimentos negativos que
ficam em nós, por emoções e situações de afeto mal
resolvidas, bloqueiam a prosperidade, impedindo a
pessoa de ser feliz. Outro fator, ligado a esse, é a
síndrome da falta de afeto, principalmente nas situações
em que o pai ou a mãe trocava carinho por dinheiro. O
filho, pequeno, pede ao pai ou a mãe que o leve a o
cinema, ou lhe conte uma história, ou brinque com ele, e
sempre escuta como resposta: “Não filho, não posso.
Tome aqui um dinheiro, compre ali uma bala para você”,
ou algo assim. O afeto que ele não recebe dos pais chega
na forma de dinheiro. Essa criança começa então a
relacionar o dinheiro com a falta de carinho. Isso poderá
ficar associado em seu inconsciente, durante toda a sua
vida, provocando dificulda-des tanto financeiras quanto
afetivas. As dificuldades no campo afetivo podem
manifestar-se também como uma síndrome da
dependência. Tem gente que não ganha dinheiro
suficiente porque está sempre precisando de ajuda,
sempre dependendo, ou seja, precisando depender dos
outros. Inconsciente ou não, quer continuar dependendo
financeiramente, para tentar s uprir uma dependência
afetiva. Um modo de depender dos outro é precisar
sempre de ajuda financeira. Uma pessoa assim precisa
trabalhar a auto-estima, a confiança em si mesmo e no
Universo, a vontade firme de libertar-se dessas amarras
para poder crescer como pessoa e prosperar na vida.
Outra dificuldade psicológica com a prosperidade está no
dinheiro herdado. Se você até agora sentia inveja de quem
herdou muito dinheiro, não vai mais precisar sentir. Saiba
que uma das principais causas da consciência de po breza
no mundo é o dinheiro herdado. Sabe por que? Porque
esse dinheiro vem com uma conotação de morte. A não
ser que a pessoa faça um trabalho psicológico bem -feito
em sua mente par mudar essa tendência, costuma existir
uma forte associa-ção emocional entre dinheiro herdado e
morte. Exatamente. As pessoas já trazem essas sentenças
gravadas no incons-ciente. Mas o principal é a culpa, que
a pessoa carrega, de ter recebido aquele dinheiro em
conseqüência da morte do pai, da mãe, de uma pessoa
marcante em sua vida afetiva. “Só recebi este dinheiro
porque ele morreu” pensa o herdeiro, principal -mente
quando não recebia suficiente afeto ou dinheiro da
pessoa quando viva. E aí procura ficar livre disso o mais
depressa possível. Queima tudo no jogo, na política, e m
negócios malfeitos, em vícios, algo assim. Muitos
conseguem até manter o dinheiro herdado, mas não têm
prosperidade. São ricos, mas são pobres ao mesmo
tempo. Se alguém tomar o dinheiro de uma pessoa assim,
que é rica e não é prospera, ela não tem capaci dade para
ganhar de novo o dinheiro perdido, porque nunca soube
merecê-lo realmente. A gratidão é a mãe de todas as
outras virtudes, com ela e muita determinação consegue -
se solução para tudo. A vida é um constante aprender. Os
ensinamentos vêm nas mais variadas formas. Podemos
perder os pais, irmãos ou algum ente querido, amigos
verdadeiros, para entender o amor deles por nós e o
nosso por eles. Você também pode aprender com a
experiên-cia dos outros. Usar a experiência dos outros
não só faz economizar tempo como também permite-nos
saber antecipadamente o resultado. Um modo eficiente e
eficaz de transmitir conhecimento é por meio de histórias.
Por falar em histórias, foi contada uma, que pode trazer
uma profunda transformação em sua vida. Numa tribo do
Haiti, onde se praticam cultos vodus, o pajé carrega
consigo um crânio humano, uma caveira. Quando um
membro da tribo é condenado à morte, o pajé, num ritual
milenar, encosta a caveira na testa do condenado. A partir
do momento em que isso ocorre, o condenado pára de
falar, perde a sede, a fome e o sono. Fica deprimido e
morre em 72 horas. Até hoje, todas as pessoas da tribo
que foram submetidas a esse processo morreram. Há
alguns anos, três professores, antropólogos da
Universidade do Alabama, Estados Unidos, resolveram
desafiar o ritual com a finalidade de demonstrar o poder
da crença na realidade do ser humano. Depois de muita
negociação o pajé aceitou fazer o ritual com os
professores, conquanto assumissem total
responsabilidade pelos resultados. O ritual fo i feito
exatamente como é feito com os condenados. Dias
depois, os professores voltaram para o seu país e
publicaram um artigo sobre a experiência deles com o
vodu e seus praticantes. Os membros da tribo morrem e
os professores do Alabama não, simplesmente porque o
sistema de crenças é diferente. A cada indivíduo da tribo
que nasce é imposta a idéia de morte, no caso de o pajé
encostar a caveira em sua testa. Imagine você que o ser
humano não precisasse morrer. Imagine que o ser
humano tivesse sido criado para viver eternamente. Mas,
como toda regra tem exceção, no começo, bem no começo
da existência humana, as exceções foram ocorrendo, uma
seguida da outra e da outra. Imagine que os homens que
presenciavam esses fatos, tal qual as crianças da tribo
haitiana vendo as pessoas morre-rem com o “toque
mágico” do pajé, chegaram à conclusão de que a morte
era inevitável para todos os seres humanos, fazendo parte
integrante do viver. Imagine que você e todos nós seres
humanos, na realidade, possuímos a imortalidade física. O
que ocorre é que ainda estamos todos hipnotizados com a
morte e morremos para confirmação da crença que nos
governa!!! O homem, sabendo que vai morrer, traz
consigo o desejo inconsciente da morte. Essa sensação
faz parte do seu viver 24 horas por dia. Para morrer,
consome-se uma tremen-da carga de energia vital. Muitas
pessoas na plenitude de sua força, com uma idade em que
conhecimento e sabedoria se somam, deixam de
contribuir para o Universo, pensando que a morte se
aproxima. Veja algum de nossos parentes ou amigos que
morrem prematuramente sem nenhuma visão do futuro. O
indivíduo, a sociedade ou a nação sem visão constitui um
indivíduo, uma sociedade ou uma nação em perigo. Viva
sua vida de uma forma extraordinária! Tenha visão maior
que seu interesse individual. Acredite na imortalidade
(enquanto viver!) e faça deste planeta um lugar melhor
para aqueles que virão depois de você. Faça tudo em sua
vida com o objetivo de beneficiar o maior número possível
de pessoas e não esquecer que intenção sem ação é
ilusão, ouse fazer e o poder lhe será dado. A prosperidade
é como a árvore, cresce de uma pequena semente. O
universo tem uma face positiva e outra negativa, mas a
moeda é uma só. A vida flui a partir dessa bipolaridade. E
a grande consciência que gerou e gera tudo isso está
manifestada em cada um de nós. Cada indivíduo é também
um criador. Com a estrutura que chamamos de cérebro,
podemos fazer uma conexão entre as duas polaridades e
assim trabalhar em sintonia com a criação. E temos o
poder de criar a nossa realidade. Estamos sempre fazendo
isso. Sempre estamos criando a nossa realidade, seja ela
positiva ou negativa. Uma das primeiras providências em
muitos casos é tirar o pé do acelerador e prestar muita
atenção no momento presente, que é onde res ide a
eternidade. O universo não se cria sozinho. É bem
planejado. É exuberante e abundante. Quanto mais
desenvolvermos nossas capacidades, mais entraremos
sintonizados com a prosperidade universal. Podemos
entrar em contato com essa força infinita pelo he misfério
direito do nosso cérebro, onde há um canal que
chamamos de intuição. Ela é a porta para percepção de
dimensões que a nossa inteligência ainda não alcança
racionalmente mas que poderá alcançar desde que esteja
aberta para a grande mudança de paradi gmas que está
acontecendo no tempo em que vivemos. Nós mesmos é
que determinamos as condições econômicas da nossa
existência no universo físico, inclusive os bens pessoais:
seu carro, sua conta bancária, sua casa, suas condições
de bem-estar material. Em nossa mente convivem um
pensador e um provador: o eu que pensa e o eu que
coloca à prova. O provador que há em nós encarrega -se
de provar o que o pensador pensa. Então, a nossa
concepção do Universo físico e a nossa maneira de
encará-lo vão determinar a forma de viver neste mundo
físico. O que pensarmos que irá acontecer é o que
certamente o nosso cérebro e o Universo se encarrega -
rão de fazer acontecer.
Os verdadeiramente ricos são aqueles que conhecem o
poder criador do pensamento e que procuram
impressionar o seu subconsciente com pensamentos de
abundância e prosperidade, os quais, por sua vez, fazem
com que suas imagens mentais venham a se concretizar.
Homens ficam ricos por pensarem de determinado modo,
evitando pensar em aparências e por saberem qu e seus
pensamentos criadores e concentrados tendem a se
manifestar em suas vidas de forma correspondente.
Pensar em riqueza, numa situação de pobreza ou
privação, exige grande e permanente concentração de
pensamento; aquele que adota essa prática de pens ar fica
inevitavelmente rico e consegue obter tudo o que deseja.
A Bíblia diz: “…que a todo aquele que tiver se lhe dará e
terá em abundância; e a todo aquele que não tem se lhe
tirará ainda aquilo mesmo que possui” . (Lucas 19:26).
Uma forma popular de expressar essa passagem bíblica é
a seguinte: “o rico fica cada vez mais rico, enquanto o
pobre fica cada vez mais pobre”.
Isto significa simplesmente que o homem que dá
atenção às riquezas sem limites da sua mente, fonte de
todas as experiências, possuirá uma maior parcela dos
bens terrestres. Uma semente lançada ao solo produz
centenas de outras sementes; da mesma forma, as
sementes (pensamentos) das riquezas de Deus destinadas
a você se ampliarão e se multiplicarão com sua
experiência.

A RIQUEZA ESTÁ NA MENTE


A riqueza, em última análise, nada mais é do que uma
convicção subconsciente de parte do indivíduo. Você não
vai tornar-se milionário dizendo “Eu sou milionário”. Você
desenvolverá consciência de riqueza, sim, impregnando a
mente com a idéia de riqueza e prosperidade.
SEUS MEIOS DE SUSTENTO INVISÍVEIS
O problema com a maioria das pessoas é que elas não
têm meios de sustento invisíveis. Quando os negócios
desapare-cem, o mercado de capitais entra em baixa ou
sofrem prejuízos em seus investimento s, parece que elas
se tornam impotentes. O motivo de tal insegurança é que
elas não sabem como explorar os recursos da mente
subconsciente. Desconhecem por completo o tesouro
inesgotável que têm dentro de si.
O indivíduo com mentalidade de pobre vive na pobreza.
Outro, com a mentalidade transbordante de idéias, tem em
volta de si tudo de que necessita. Nós nunca fomos
condenados a levar uma vida de indigentes. Podemos ter
riqueza, ter tudo de que precisamos, e ainda sobrar. As
palavras têm poder de nos purificar a mente de idéias
errôneas e, em lugar delas, instilar outras certas.

O MÉTODO IDEAL PARA CONSTRUIR CONSCIÊNCIA DE


RIQUEZA
Enquanto você está lendo, talvez esteja dizendo a si
mesmo: “Eu preciso de riqueza e sucesso na vida.” O que
deve fazer é o seguinte: durante uns cinco minutos, duas
ou três vezes por dia, repita para si mesmo: “Riqueza.
Sucesso.” Essas palavras possuem um poder tremendo. E
representam o poder interior da mente subconsciente.
Ancore a mente nesse poder enorme que existe em você.
Em seguida, as situações e circunstâncias
correspondentes à natureza e qualidade das mesmas se
manifestarão em sua vida.
Você não está dizendo “Eu não sou rico”, está usando
poderes autênticos que existem em você. Não há conflito
em sua mente quando diz “Riqueza”. Além do mais, o
sentimento de riqueza brotará dentro de você enquanto
contemplar a idéia de riqueza.
O sentimento de riqueza produz riqueza. Mantenha
sem-pre esse fato em mente. O subconsciente é como um
banco, um tipo de instituição financeira universal.
Capitaliza tudo que você nela deposita ou grava, seja a
idéia de riqueza ou de pobreza. Escolha riqueza.

POR QUE FRACASSAM SUAS AFIRMAÇÕES SOBRE


RIQUEZA
Ao longo de todos estes anos, muitas pessoas queixam -
se habitualmente: “Durante semanas e meses repeti ‘Sou
rico, sou próspero’, e nada aconteceu.” É porque, quando
diziam “Sou rico, sou próspero”, elas achavam, bem no
íntimo, que estavam mentindo para si mesmas.
Certa pessoa disse: “Afirmei que sou próspero até ficar
morto de cansado. As coisas agora estão ainda piores. Eu
sabia, quando fiz a afirmação, que, obviamente, não era
verdade.” Suas afirmações foram rejeitadas pela mente
consciente e o oposto daquilo que ela afirmava e
proclamava transformou-se em sua realidade.
A afirmação tem mais probabilidade de sucesso se é
especifica e se não gera conflito mental ou contestação. A
afirmação feita por essa pessoa tornou as coisas ainda
piores, porque sugeria o estado de carência em que se
encontrava. O subconsciente aceita o q ue realmente
aceitamos como verdade, não apenas palavras ou
declarações fantasiosas. A idéia, ou crença, dominante é
sempre aceita pelo subconscien-te.

COMO EVITAR O CONFLITO MENTAL


A maneira ideal de superar esse conflito, nos casos
dos que encontraram dificuldades, é: faça com freqüência
a declaração prática seguinte, de preferência antes de
dormir: “Dia e noite estou sendo ajudado em todos os
meus interesses.” Esta afirmação não provocará dúvida
porque não desmente a impressão, gravada em sua men te
subconsciente, de falta de meios financeiros.
A um empresário, cujas vendas e finanças tinham
entrado em parafuso e que estava extremamente
preocupado, foi sugerido que se sentasse em seu
escritório, relaxasse o corpo e repetisse várias vezes a
afirmação seguinte: “Minhas vendas estão melhorando
todos os dias”. A afirmação obteve a cooperação das
mentes consciente e subconsciente, e disso surgiram
bons resultados.

NÃO ASSINE CHEQUES EM BRANCO


Você assina cheques em branco quando faz
declarações como “Não tenho o suficiente para o que eu
quero”, “Estou numa pior”, Vou perder a casa, porque não
posso pagar a hipoteca”, e assim por diante. Se está
cheio de medo sobre o futuro, está também assinando um
cheque em branco e atraindo condições negativ as. A
mente subconsciente aceita seu medo e declarações
negativas como um pedido e começa, à sua própria
maneira, a criar obstáculos, demoras, carências e
limitações em sua vida.

A MENTE SUBCONSCIENTE LHE PAGA JUROS


COMPOSTOS
Aquele que tem sentimento de riqueza, mais riqueza lhe
será dada; aquele que tem sentimento de pobreza, mais
pobreza lhe será dada.
O subconsciente multiplica e amplia tudo que nele você
deposita. Todas as manhãs, ao despertar, deposite
pensamen-tos de prosperidade, sucesso, riqueza e paz.
Demore-se pensando nesses conceitos. Com tanta
freqüência quanto puder, ocupe com eles a mente. Esses
pensamentos construtivos se transformarão em depósitos
na mente subconsciente e lhe trarão abundância e
prosperidade.

PORQUE NADA ACONTECEU


Posso ouvi-lo dizer: “Oh!, eu fiz isso e nada aconteceu.”
Você não conseguiu resultados porque se entregou a
pensamentos de medo, talvez uns dez minutos depois, e
neutralizou o que de positivo havia afirmado. Quando
planta uma semente no solo, você não a desenterra mais
tarde durante o dia. Tem que deixar que ela lance raízes e
cresça.
Suponhamos, por exemplo, que você esteja prestes a
dizer “Eu não vou conseguir fazer esse pagamento”.
Antes de ir mais longe do que “Eu não vou. . .”, mude a
frase para uma afirmação construtiva, tal como “Eu vou
prosperar em todas as minhas atividades”.

A VERDADEIRA ORIGEM DA RIQUEZA


À mente subconsciente jamais faltam idéias. Nela há
um número infinito de idéias prontas para aflorar à mente
consciente e se transformar, de maneiras incontáve is, em
dinheiro no bolso. Esse processo continuará a ocorrer em
sua mente, pouco importando se a Bolsa sobe ou desce
ou se cai o valor do dólar ou da libra esterlina. Sua
riqueza jamais depende realmente de títulos, ações, ou
dinheiro no bolso. Estas coisas são apenas símbolos ___
necessários e úteis, mas apenas símbolos.
O ponto a enfatizar é que, se você convence a mente
subconsciente de que tem riqueza e que ela está sempre
circulando em sua vida, você sempre inevitavelmente a
terá, qualquer que seja a forma que ela tome.

A DIFICULDADE DE TENTAR QUE O DINHEIRO DURE ATÉ


O FIM DO MÊS E A VERDADEIRA CAUSA
Muitas pessoas dizem que vivem sempre tentando
chegar até o próximo salário. Enfrentam a maior
dificuldade para pagar dívidas. Já prestou atenção no que
dizem? Em muitos casos, a conversa dela é mais ou
menos assim: criticam sem cessar os que tiveram
sucesso na vida e que se destacaram na multidão. Talvez,
com isso, estejam querendo dizer: “Oh, aquele cara deve
andar fazendo alguma maracutaia. Ele não respeita
ninguém. Deve ser um ladrão.”
E é por esse motivo que nada têm. Condenam sem
cessar as coisas que dizem desejar e querer. Criticam os
mais prósperos porque os invejam e lhes cobiçam a
prosperidade. A maneira mais fácil de fazer a riqueza
bater asas e voar para longe é criticar e condenar os que
são mais ricos do que você.

UMA PEDRA COMUM NO CAMINHO DA RIQUEZA


Há uma única emoção que causa a pobreza na vida de
muitas pessoas. E a maioria a descobre a duras penas. É
a inveja. Se vê um concorrente depositar grandes somas
no banco e você só tem apenas uns caraminguás para
depositar, esse fato torna-o invejoso? A maneira de
superar tal emoção consiste em dizer para si mesmo:
“Que coisa mais maravilho-sa” Estou contente com a
prosperidade desse homem. Quero que ele seja cada vez
mais rico.”
É devastador abrigar pensamentos de inveja, porque o
fato convoca-o em uma posição negativa. E por isso
mesmo a riqueza corre para longe e não para perto de
você. Se você fica aborrecido ou irritado com a
prosperidade ou a riqueza de outra pessoa, diga
imediatamente que lhe deseja a maior riqueza possível.
Dessa maneira, você neutralizará os pensamentos
negativos e fará com que a riqueza flua em sua direção,
de acordo com a lei do subconsciente.

ELIMINANDO UM GRANDE BLOQUEIO MENTAL À


RIQUEZA
Se alguém que diz que está ficando mais rico deixa -o
preocupado ou o leva a crítica, pare de aborrecer -se. Se
suas suspeitas são corretas, saiba que tal pessoa está
usando negativamente a lei da mente. No devido tempo, a
lei cuidará dela. Tenha cuidado de não cr iticá-la, pelas
razões antes explicadas. Lembre-se: o bloqueio, ou
obstáculo à riqueza está em sua própria mente. Agora
você pode destruir essa pedra mental. Faça isso dando -se
bem mentalmente com todas as pessoas.

DURMA E ENRIQUEÇA
Quando for dormir hoje à noite, pratique a técnica
seguinte; repita a palavra “Riqueza”, calma,
tranquilamente, com sentimento. Faça isso repetidas
vezes, como se estivesse cantarolando uma canção de
ninar. Acalente-se parar dormir com essa única palavra
“Riqueza”. E vai ficar espantado com o resultado. A
riqueza deve correr para você em avalanches e
abundância. Este é outro exemplo do poder mágico da
mente subconsciente.

MUDANÇA DE ATITUDE PRODUZ RENDIMENTOS


Um agente imobiliário disse recentemente que
costumava pensar que dinheiro e recursos eram limitados
e que as riquezas do país estavam divididas e controladas
por algumas famílias muito ricas da América, o que o
deixava bastante preocu-pado.
Entretanto, de um momento para o outro, verificou como
era falso esse seu modo de pensar e que ele próprio
estava bloqueando o fluxo criador de riquezas com seu
próprio processo deformado e desordenado de pensar.
Eis a oração que o agente fez durante três meses: As
riquezas sem limites de Deus fluem para mim com a
rapidez que posso recebê-las e utilizá-las e todos os
outros homens ficam a cada dia mais e mais ricos. Esta
nova atitude tem produzido milagres em minha vida e
meus rendimentos triplicaram em apenas três meses!”

DINHEIRO É SÍMBOLO
O dinheiro é um símbolo de troca. Para você, não só
símbolo de ausência de privação de coisas, mas de
beleza, refinamento, prosperidade e luxo. É também um
símbolo da saúde econômica da nação. Quando o sangue
circula livremente por seu corpo, você é sadio. Com o
dinheiro correndo livre em sua vida, você é
economicamente sadio. Já quando o homem começa a
entesourar dinheiro, guardá-lo em caixas de lata e se
encher de medo de perdê-lo, ele se torna economicamente
doente.
Como símbolo, o dinheiro assumiu numerosas formas
através dos séculos. Quase tudo em que você possa
pensar serviu como dinheiro em algum lugar ou época na
história ___ ouro e prata, claro, mas também sal, contas
de colares e berloques de todos os tipos. Nos tempos
antigos, riqueza era freqüentemente determinada pe lo
número de ovelhas e cabe-ças de gado que alguém
possuía. Hoje, usamos moeda e instrumentos
negociáveis. E uma das razões disso é obvia. É muito
mais cômodo preencher um cheque do que rebocar bois
para pagar contas.

COMO PERCORRER A ESTRADA REAL PARA A RIQUEZA


Uma vez compreendidos os poderes do subconsciente,
você tem a seu alcance o mapa da mina para riquezas de
todos os tipos ___ espiritual, mental e financeira. Quem
se deu trabalho de aprender as leis da mente acredita, e
sabe com certeza, que nada lhe faltará. Quaisquer que
sejam as crises econômicas, oscilações das Bolsas de
Valores, recessões, greves, inflação galopante ou mesmo
guerras, ele estará sempre bem provido.
A razão é que transmitiu a idéia de riqueza à mente
subconsciente. Como resultado, o subconsciente fornece-
lhe tudo que possa desejar. Ele se convenceu de que o
dinheiro fluirá sempre em sua vida e que terá sempre à
disposição um excedente maravilhoso. Como ele resolve,
assim será. Se houver amanhã um colapso financeiro e
tudo que possuir perder valor, ele ainda atrairá novas
riquezas. Sairá confortavelmente da crise e provavelmente
até ganhará com ela.

POR QUE VOCÊ NÃO TEM MAIS DINHEIRO?


Ao ler este texto você pensa: “Eu mereço uma renda
maior do que a que tenho.” Na minha o pinião, isso se
aplica à maioria das pessoas. Elas realmente merecem
ganhar mais dinheiro___ mas não é provável que
consigam isso. Uma das razões por que não o ganham é
que, por dentro ou abertamente, o condenam. Referem -se
a ele como “lucro sujo”. Dizem a filhos e amigos que “o
amor ao dinheiro é a origem de todo mal”. Juntamente
com essa razão para não prosperar há outra, um
sentimento subconsciente, sorrateira, de que a pobreza
encerra alguma virtude especial. Esse subconsciente
talvez tenha origem em educação recebida na infância ou,
quem sabe, baseia-se em falsa interpretação das
Escrituras.

DINHEIRO E VIDA EQUILIBRADA


Certa vez uma pessoa disse: “Estou quebrado. Mas,
tudo. Eu não gosto de dinheiro. O dinheiro é a origem de
todo mal.” Essas palavras traduzem o pensamento de uma
mente confusa, neurótica. Amor ao dinheiro com exclusão
de tudo mais o levará a um estado assimétrico,
desequilibrado. Você está aqui para usar sabiamente seu
poder ou autoridade. Algumas pessoas anseiam por
poder, enquanto outras se anulam por dinheiro.
Se põe o coração exclusivamente no dinheiro e diz:
“Dinheiro é tudo que quero. Vou me concentrar em juntar
dinheiro. Nada mais tem importância”, você poderá
ganhá-lo e acumular uma fortuna, mas a que custo! Você
esqueceu que está aqui para levar uma vida equilibrada. E
precisará saciar também a fome de paz de espírito,
harmonia, amor, alegria e saúde perfeita.
Transformar dinheiro em objetivo único é uma opção
errônea. Você, quem sabe, pensou que isso era tudo que
queria, mas, depois de tanto esforço, acabou por
descobrir que o dinheiro não era tudo de que necessitava.
Ninguém em seu leito de morte deseja poder ser dedicado
mais tempo a juntar dinheiro! Você deseja também
expressar autenticamente seus talentos ocultos, ocupar
seu verdadeiro lugar na vida, desfru-tar a beleza e a
alegria de contribuir para o bem-estar e o sucesso do
próximo. Ao aprender as leis da mente subconsciente,
você pode ter um ou milhões dólares, se é isso que
deseja, e ainda ter paz de espírito, harmonia, saúde
perfeita e expressar de modo perfeito a pessoa que é.

A POBREZA É UMA DOENÇA MENTAL


Não há virtude na pobreza. A pobreza é uma doença
como qualquer outra doença mental. Se está fisicamente
doente, você sabe que há alguma coisa errada com você.
Procura ajuda e tenta curar-se logo. Da mesma maneira,
se o dinheiro não circula livre e constantemente em sua
vida, há alguma coisa errada radicalmente errada com
você.
A ânsia do princípio vital existente em você é de
crescimento, expansão e uma vida mais rica. Você não
está aqui para viver em uma choupana, vestir farrapos e
passar fome. Seu direito é o de ser feliz, próspero e bem -
sucedido na vida.

A RAZÃO POR QUE VOCÊ NÃO DEVE NUNCA CRITICAR O


DINHEIRO
Purifique a mente de todas as cren ças extravagantes e
supersticiosas sobre dinheiro. Jamais o considere como
mau ou sujo. Se assim fizer, vai fazer também com que ele
bata asas e voe para longe. Lembre -se de que perde o que
condena. Você não pode atrair aquilo que critica.
ADOTANDO A ATITUDE CORRETA EM RELAÇÃO AO
DINHEIRO
Vejamos uma técnica simples, que você pode usar para
multiplicar o dinheiro em sua vida. durante várias vezes
por dia, faça a afirmação seguinte:
“Gosto de dinheiro. Eu o adoro. Eu o uso sábia,
construti-va e judicialmente. O dinheiro circula
constantemente em minha vida. Eu o gasto com alegria e
ele me volta multiplicado, de uma maneira maravilhosa.
Dinheiro é bom, e muito bom. O dinheiro flui através de
mim em avalanches de abundância. Só o uso para o bem,
sou grato pelo bem que ele me faz e pelas riquezas de
minha mente.”

POR QUE ALGUMAS PESSOAS NÃO CONSEGUEM


AUMENTO DE SALÁRIO
Vamos supor que você trabalha para uma grande
empresa. E acha que é mal remunerado. Ressente -se do
fato de seu valor não ser reconhecido pelos chefes.
Constantemente, remói a convicção de que merece salário
maior e mais reconhecimento.
Ao colocar-se em oposição mental ao patrão, você corta
subconscientemente seus laços com a empresa. E põe um
processo em andamento. Chega um dia em que o chefe
diz: “Sinto muito, mas vamos ter que dispensá -lo.” Em um
sentido bem real, você mesmo se dispensou. O chefe agiu
simplesmente como instrumento, através do qual se
confirmou seu próprio estado mental negativo. Este é
mais um exemplo da lei da ação e r eação. A ação foi seu
pensamento, e a reação, a resposta da mente
subconsciente.

OBSTÁCULOS E IMPEDIMENTOS NO CAMINHO DA


RIQUEZA
Vez por outra, você ouviu alguém dizer: “Quem ganha
muito dinheiro só pode ser algum tipo de ladrão.”A
pessoa que fala ___ e pensa ___ dessa maneira sofre
geralmente de doença financeira. Talvez se sinta
amargurada e tenha inveja de antigos amigos que
conseguiram meios de sucesso na vida e, nesse
momento, possuem mais recursos. Assim, tal pessoa esta
criando dificuldades para si mesmo. Abrigar pensamentos
negativos sobre amigos e condenar-lhes a riqueza faz
com que prosperidade e fartura fujam de você. No
momento em que você permite que sua mente pense com
descontentamento nas coisas como elas são, você
começa a perder terreno. Você continuaria a ser amigo de
alguém que o condena? Claro que não. Tampouco a
riqueza faz isso. Na verdade a pessoa afugenta a própria
coisa pela qual reza.
Ela, na verdade, reza de duas maneiras. Por um lado,
diz: “Quero riqueza para mim, agora”, mas, no momento
seguinte, diz: “A riqueza daquele cara é suja, um nojo.” A
contradição é uma placa na estrada para a pobreza e o
sofrimento. Insista sempre em regozijar -se com a riqueza
do próximo.

FÓRMULA PARA ATRAIR MUITO DINHEIRO PARA A SUA


VIDA
Repita: “Conheço a fonte eterna de todas as riquezas
que jamais se esgota. Sou divinamente guiado em todos
os meus passos e procuro adaptar-me a todas as idéias
novas. A inteligência infinita constantemente revela -me os
melhores modos de servir aos meus se melhantes. Sou
orientado e guiado no sentido de criar produtos que
beneficiem e auxiliem a humanidade. Procuro atrair para
junto de mim homens e mulheres dotados de talento e
espiritualidade, que sejam sinceros e leais e que assim
tenham condições de contribuir para a paz, prosperidade
e progresso do nosso empreendimento. Considero-me um
imã irresistível de riquezas fabulosas cuja força de
atração reside em proporcionar produtos e serviços da
melhor qualidade possível. Estou em constante sintonia
com o Ser Infinito e com o elemento essencial da riqueza.
A Inteligência Infinita governa todos os meus planos e
objetivos e atribuo todo o meu sucesso à orientação e
direção que recebo de Deus em todos os meus
empreendimentos. Gozo permanentemente de total paz
interior e exterior. Sou um tremendo sucesso. Estou
sempre com o pensamento voltado para Deus, cujo
sucesso é permanente.Eu Sou e serei bem sucedido, EU
SOU RICO, EU SOU FELIZ, EU SOU UM GRANDE
MILIONARIO, EU SOU UM GRANDE VENCEDOR, O MEU
CALICE TRANSBORDA, CAEM CHUVAS DE RIQUEZAS
SOBRE MIM, Aprendo o que é essencial em todos os
setores. Irradio amor e amizade para todos que me cercam
e para todos. Mantenho minha mente e meu coração
totalmente tomados pelo amor, poder e energia de Deus.
Todos aqueles relacionados comigo constituem os
esteios do meu crescimento, bem-estar, prosperidade,
riquezas, fortunas e vitorias em todos os sentidos .
Atribuo a Deus todo o mérito e a glória.”

BÊNÇÃO E RIQUEZA
A causa de suas dificuldades reside em seu estado
mental. Admita e acredite que todos os recursos e
riquezas do Ser Infinito estão à sua disposição e buscam
concretizar-se através do seu ser.
Muitas pessoas deixam-se possuir pela idéia ou
pensamento dominante de que nada realmente lhes
pertence e que devem empenhar-se na conquista da
riqueza, sem o que jamais a alcançarão. Abençoe aqueles
cuja prosperidade, sucesso e vastas riquezas você inveja
e reze, específica e positivamente, para que fiquem cada
vez mais ricos e obtenha maior sucesso, abençoando -os
também por isso. Ao proceder desse modo você estará
sensibilizando seu próprio estado mental, pois, ao orar
daquela forma e ao desejar sinceramente todas as
benesses àqueles que conseguiram galgar a escada da
vida e que são evidentemente muito mais ricos, você se
fará presente na consciência do Ser que, possuindo todas
as coisas, extrai de suas riquezas internas e externas
dádivas abundantes para todas as pessoas.
Em outras palavras, beneficiando os outros e
contribuindo para a sua prosperidade você estará também
se beneficiando e contribuindo para a sua própria
prosperidade. É por isso que os ricos ficam sempre mais
ricos e os pobres, mais pobres. Estes últimos são
geralmente invejosos e cheios de ódio e essas emoções
negativas fazem com que seus rendimentos sejam ca da
vez mais exíguos. É o seu próprio estado mental que os
prejudica e não um desígnio maligno.

DEUS DESEJA QUE VOCÊ SEJA RICO


A lei da vida é de abundância e não de pobreza. Deus é
infinito, inexaurível e ilimitado, fonte eterna de recursos
em profusão. Você dispõe de um elemento de apoio
infinito, pois sendo os recursos de Deus infinitos os seus
também o são, porquanto você e ele constituem a um
único ser.
Deus deu-lhe mãos com as quais pode tocar as Suas
Melodias e também construir lindas e struturas, edifícios e
templos dedicados à Sua glória e honra. É desejo de Deus
que você demonstre os seus talentos de uma forma
maravilhosa. Deus dotou-o de voz para que cante para
todos Suas canções de amor e de olhos para que possa
ver línguas em árvores, sermões em pedras, canções em
córregos e Deus em todas as coisas.
Seu desejo de dançar é uma forma encontrada por
Deus para revelar-lhe que o Universo é uma dança de
forças e que todo o mundo é uma dança de Deus.
Seu desejo de pintar um pôr-do-sol traduz a
expressão, através de você, da beleza indescritível de
Deus. Seus ouvidos lhe foram dados para ouvir a música
divina e Sua voz à vontade de Deus em fazer com que
você conheça e explore as suas maravilhas a fim de
apreciar a beleza, a ordem, a simetria, o ritmo e a
proporção de todas as coisas.
Deus deseja que você seja feliz, jovial e livre; que viva
numa casa luxuosa e que se vista elegantemente. Deus
deseja que você tenha uma vida gloriosa e triunfante.
“… Porque Deus é o que realiza em vós o querer e o
executar...” (Filipenses 2:13), segundo nos diz S. João.
O desejo de riqueza que você possui é a revelação
infinita de Suas riquezas e de Suas palavras: “… Filho, tu
sempre estás comigo e tudo que é meu é teu. (Lucas
15:31).

ORAÇÃO DE PROSPERIDADE NOS NEGÓCIOS


“Sei e acredito que meu negócio é também um negócio
de Deus, de quem sou sócio em todos os meus
empreendimentos, pois Sua luz, amor, sinceridade e
inspiração enchem totalmente minha mente e meu
coração. Soluciono todos os meus problemas
depositando integral confiança no poder divino existente
em meu intimo e sei que essa Presença me apóia sob
todos os aspectos. Sinto-me agora em segurança e em
paz. Estou hoje possuído de completa tranqüilidade, pois
há sempre uma solução divina para todos os meus
problemas. Compreendo perfeitamente todas as pessoas e
sou por elas também compreendido. Sei que todas as
minhas relações comerciais estão de acordo com a lei
divina da harmonia, como também que Deus se acha
presente em todos os meus clientes e fregueses. Trabalho
em harmonia com todas as pessoas para que a felicidade,
a prosperidade e a paz reinem supremas”.
MODO SEGURO DE PROSPERAR
Um sacerdote disse uma certa vez que, em seus
primeiros dias como padre, ele e sua igreja haviam tido
muitas dificuldades financeiras, mas que finalmente
descobrira um modo seguro de expandir -se e de
prosperar. Esse modo consistia em fazer a si próprio
estas duas perguntas: “Como posso ser mais útil para os
meus semelhantes?” e “Como posso contribuir mais para
a humanidade?”
Eis a técnica ou processo que usava e que lhe deu
resultados maravilhosos. Ele afirmava convicta e
sinceramente: “Deus me revela os melhores meios de
apresentar as Suas verdades aos meus semelhantes”.
Quase imediatamente recursos começaram a surgir,
permitindo-lhe dentro de poucos meses pagar a hipoteca
da igreja e não mais deixando que viesse a se preocupar
com dinheiro.
Da mesma forma, você também jamais terá de se
preocupar com dinheiro para a expansão do seu negócio,
se incutir em sua mente o seguinte: “Deus me revela os
melhores meios de servir aos meus semelhantes”.
Destarte, idéias novas e criativas lhe ocorrerão e seus
negócios prosperarão sob todos os aspectos.

O DIA DE HOJE NÃO ESTÁ HIPOTECADO


Se você pode amortizar a hipoteca hoje, não dispõe de
recursos para pagar determinadas contas ou está
antecipando o fracasso, lembre-se de que tudo que tem a
fazer é modificar o seu atual modo de pensar p ara que as
condições também se modifiquem. O seu comportamento
é a expressão constante da sua atividade mental. O que
lhe acontece a cada momento é apenas decorrência do
pensamento e do sentimento.
Pense de forma correta no presente, pois o futuro é
sempre a manifestação do pensamento presente.
Modifique logo o seu modo de pensar, de forma a torná -lo
harmonioso, pacífico e promissor.
Suas dificuldades presentes são conseqüências do seu
modo de pensar atual. Não existe tempo ou espaço para a
Mente Divina. Seu bem-estar consiste literalmente no
momento presente. O passado e o futuro são também
pensamentos presentes, pois o ato de pensar somente
pode ser exercido no momento presente, o momento que
se vive. A modificação desse momento implica também na
do seu próprio destino! O Único momento passível de
controle é o momento presente, o que justifica a antiga
expressão dos místicos indus: “Deus (seu bem-estar) é o
Presente Eterno”.

ORAÇÃO DIÁRIA PARA SUCESSO FINANCEIRO


“… Não sabíeis que importa ocupar-me nas coisas do
meu Pai?” (Lucas 2:49). “Sei que o meu negócio,
profissão ou atividade também o são de Deus. Os
negócios de Deus são sempre basicamente bem
sucedidos. Minha compreensão e sabedoria se
desenvolvem a cada dia. Sei, acredito e aceito o fato de
que a lei divina da abundância está sempre me benefi -
ciando, assim como também a todos os demais à minha
volta.”
Meu negócio ou profissão é absolutamente correto. As
idéias, recursos, mercadorias e contatos de que necessito
são presente e permanentemente meus e atraídos
irresistivelmente para mim pela lei da atração universal.
Deus é a vida do meu negócio. Sou divinamente inspirado
e guiado sob todos os aspectos. Todos os dias me são
proporcionadas oportunidades maravilhosas de
prosperar, crescer e progredir. Estou contri-buindo para o
bem-estar geral. Sou um grande sucesso, pois negocio
com os outros como gostaria que negociassem comigo”.

POR QUE FRACASSAM SUAS AFIRMAÇÕES SOBRE A


PROSPERIDADE, ETC..
Têm pessoas que afirmam todos os dias “sou pró spero,
sou rico, sou saudável”, e nada acontece. É porque,
quando dizem “sou próspero, sou rico, sou saudável”,
elas acham, bem no íntimo, que estavam mentindo para si
mesmas.
A afirmação tem mais probabilidade de sucesso se é
específica e se não gera conflito mental ou contestação. O
subconsciente aceita o que realmente aceitamos como
verda-de, não apenas palavras ou declarações
fantasiosas. A idéia, ou a crença, dominante é sempre
aceita pelo subconsciente.
“O mundo dos negócios está assumindo
responsabilidades antes outorgadas à Igreja, ao governo
e à educação. O trabalho hoje representa um lugar de auto
realização, onde indivíduos comuns possam realizar
façanhas extraordinárias. As organizações não têm como
se ausentar desse papel na vida de seus fun cionários e
estão se conscientizando de que o entusiasmo deve vir da
mudança e não da estabilidade.”
“Todo gerenciamento começa com o autogerenciamento;
se você não consegue gerenciar sua própria vida, será
difícil gerenciar a vida dos outros. Além disso , se você
não se gerencia, alguém irá fazê-lo e talvez de uma forma
da qual você não goste. O autogerenciamento tem de ser
físico, mental, emocional e espiritual. Isso inclui
alimentação apropriada, exercícios regulares, recreação e
relaxamento, controle das emoções e, sobretudo,
valorização da espiritualidade, pois nós não somos seres
humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres
espirituais tendo uma experiência humana. Ter uma
experiência humana significa também viver para o
material, pagar as contas no final do mês etc.”
“Liderança é muito importante no sucesso das
empresas. Constitui na realidade a capacidade de criar
uma visão apaixonante, transformá -la em realidade e
mantê-la por um longo período de tempo.”
“O líder é antes de tudo um visionário. A visão sempre
antecede a realidade, ser visionário é se permitir pensar
no “impossível” e ousar realizá-lo. Uma nação sem visão
é uma nação em perigo. Uma empresa sem visão é uma
empresa em perigo. Um indivíduo sem visão é um
indivíduo em perigo. O custo dessa cegueira pode ser a
derrocada de uma nação, a falência de uma empresa ou o
fracasso de uma vida. Essa visão de vir acompanhada de
um comprometimento de fazê-la virar realidade. O
comprometimento gera uma energia que permite o sonho
virar meta e a meta transformar-se em realidade.
Comprometimento gera responsabilidade, poder e
confiança.”
“Na era da agricultura, mandava no mundo quem tinha
terra. Na era industrial, mandava quem tinha capital, na
era da informação, manda quem tem informação . Mas
informação só é valida quando comunicada. Portanto, na
era em que vivemos, comunicação se tornou um fator
essencial tanto para sucesso pessoal quanto profissional.
A comunicação permite que as pessoas trabalhem juntas,
em harmonia. Um grupo de cérebros pensando
conjuntamente com respeito mutuo e intuição chegará a
melhores resultados do que qualquer indivíduo pensando
sozinho, não interessa quem ele seja. Os outros
ingredientes importantes nessa receita de sucesso são:
integridade, intuição e estar a par da realidade,
entendendo o seu mercado. Integridade é a ‘cola tudo’
que mantém a em-presa sempre harmonizada. O renomado
Dr. R. Buckminster Fuller, um dos homens mais
inteligentes do século XX, costumava dizer: Nem tudo o
que é lucrativo é integro. Mas tudo aquilo que é integro, a
longo prazo, é lucrativo. Saiba que tudo no Universo se
manifesta de duas maneiras: o dia e a noite, o feminino e
o masculino, o céu e a terra, o calor e o frio, ou seja, o
yin e o yang que são duas energias opostas e
complementares. Energia indo e vindo. De um lado,
doando. De outro, recebendo, em movimento continuo.
Agradecendo, arriscando, declarando e solicitando, etc
(leis e passos a serem tomados) são caminhos a serem
seguidos com afinco em seu cotidiano para alcançar a
prosperidade.

AS RIQUEZAS DE DEUS SÃO SUAS


A Bíblia diz o seguinte: “Aproximai-vos de Deus e Ele
se aproximará de vós”(Tiago 4:8), o que significa que a
Inteligência Infinita é responsiva aos seus desejos e os
satisfará, quando solicitada. “Eu e meu Pai somos uma só
coisa” (João 10:30). Deus e você são também um único
ser.
Não dependa de terras, ações, do governo, dos parentes
ou de qualquer outra pessoa. Confie no Poder Divino
interior para sustentá-lo e para ampará-lo em todas as
circunstâncias. Olhe para o interior e não para o exterior.
Ao buscar auxílio exterior, você está repudiando as
riquezas interiores de Deus e privando -se de poder,
sabedoria e inteligência.
Acredite em si próprio como um ser espiritual de
grandeza e reconheça o seu estado divino, e mais ainda,
admita a verdade de que aqui está para liberar todo o
esplendor existente em seu íntimo.
Seja permanentemente um otimista, admitindo a
existência de um Poder Infinito sempre pronto para
assisti-lo. Esse poder o revigorará, curará seus males, lhe
dará inspiração, lhe proporcionará novas oportunidades,
o dotará de idéias novas e criativas, assim como também
de uma sensação de segurança permanente e profunda,
imutável mesmo, particularmente no tempo. Tudo que há a
fazer se resume em acreditar e confiar em Sua Presença
para que maravilhas ocorram em sua vida.
O otimista enfrenta os problemas de cabeça erguida,
dizendo a si próprio: “Este problema será solucionado de
acordo com a vontade divina. O problema exist e, mas
Deus também existe” e é sempre o vencedor sobre todos
os tipos de problemas, sejam eles de negócios, de
engenharia ou espaciais; é com fé, coragem e confiança,
supera até mesmo a doença, o medo e a ignorância. O
homem jamais se livra da miséria mate rial, a menos que
expulse da sua mente a miséria espiritual.
Há um velho ditado popular que diz que a galinha doente
é vitaminada pelas bicadas das outras galinhas; da
mesma forma, o menino que na escola se sente fraco,
abatido, rejeitado e inferiorizado pelos demais, é também
interiormente fraco. Mas quando se dispõe a enfrentar, de
cabeça erguida e corajosamente, o fanfarrão da turma,
este em geral bate em retirada.

NINGUÉM CONSEGUE COISAS A TROCO DE NADA


Nas grandes lojas, a direção contrata segura nças e
detetives à paisana para evitar furtos. Todos os dias,
esses profissionais flagram alguém tentando conseguir
alguma coisa a troco de nada. Quem faz isso, vive
mergulhado em uma atmosfera mental de carência e
limitação. Ao tentar roubar, rouba a si m esmo de paz,
harmonia, fé, honestidade, integridade pessoal, boa
vontade e confiança.
Além disso, as mensagens que envia ao subconsciente
lhe atraem todos os tipos de perdas: perda de caráter,
prestígio, status social e paz de espírito. Ele não sabe
como a mente funciona. Não acredita na fonte de
suprimento. Se ele apenas convocasse mentalmente os
poderes do subconsciente e afirmasse que é orientado
para manifestá-los de forma autêntica, teria trabalho e
opulência. Em seguida, usando de honestidade,
integridade e perseverança tornar-se-ia motivo de
respeito para si mesmo e para a sociedade em geral.

COMO OBTER ACESSO À FONTE INESGOTÁVEL DA


RIQUEZA
Reconheça a fonte infinita existente em seu
subconsciente. Em seguida, invoque a grande lei da
opulência e do cresci-mento, da seguinte maneira:
“Deus é a fonte de minha provisão de tudo, seja energia,
vitalidade, idéias criativas, inspiração, amor, paz, beleza,
ação correta e da riqueza de que necessito. Sei que os
poderes criativos de meu subconsciente podem tornar
realidade todas essas coisas. Estou agora me apropriando
mentalmente e experimentando saúde exuberante,
harmonia, beleza, ação correta, prosperidade abundante e
todas as riquezas de minha mente mais profunda. Irradio
boas vibrações e boa vontade para todos. Presto
melhores serviços a cada dia que passa. As riquezas de
Deus estão fluindo sempre para minha vida e há sempre à
minha disposição um suprimento divino. Todos esses
pensamentos estão mergulhando em meu subconsciente e
se materializando como abundância, segurança, e paz de
espírito. É maravilhoso.”

MEDITAÇÃO DIÁRIA PARA TER UMA VIDA RICA


Se repetir todos os dias a meditação seguinte, esse ato
lhe trará, mais rápida e facilmente, a vida rica que deseja:
“Olhai os lírios do campo. Eles não trabalham nem fiam.
Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua
glória, se vestiu como qualquer deles (Mateus 6:28). Sei
que Deus está me tornando próspero de todas as
maneiras. Estou levando agora uma vida abundante em
tudo, porque acredito em um Deus de abundância. Sou
suprido de tudo que contribui para minha beleza, bem -
estar, progresso e paz. Provo diariamente os frutos do
espírito de Deus em mim. Aceito minha felicidade agora e
caminho à luz da certeza de que tudo que é bom é meu.
Sinto-me tranqüilo, equilibrado, sereno, calmo. Sou uno
com a fonte da vida. todas minhas necessidades são
atendidas em todos os momentos do tempo e em todos os
pontos do espaço. Trago agora todos ‘os cálices vazios’
para o Pai interior. A generosidade de De us se manifesta
em todos os aspectos de minha vida. ‘Tudo o que o Pai
tem é meu.’ E rejubilo-me por assim ser.”

CHAVE MESTRA E PROGRAMA PARA DISCIPLINAR A


MENTE A GANHAR DINHEIRO
Se seguir o método e a técnica descritiva abaixo, nunca
lhe faltará dinheiro em toda a sua vida.
1. Pense bem e reconheça que Deus, ou Princípio de Vida,
é a origem do Universo, das galáxias no espaço e de tudo
que você vê, seja as estrelas no céu, as montanhas, os
lagos, os depósitos de minérios na terra e mar ou todos
os animais e plantas. O princípio de Vida criou você e
todos os poderes, qualidades e atributos de Deus estão
em você. Pense nas verdades seguintes:
 Tudo que você vê ou toma conhecimento veio da
mente invisível de Deus, ou Vida.
 Tudo que nossa espécie inventou, criou ou produziu
veio da mente invisível da humanidade.
 A mente do homem e a mente de Deus são unas, pois
só há uma mente, comum a todos nós.
 Deus é a origem de seu suprimento de energia,
vitalidade, saúde e idéias criativas. É a origem do sol,
do ar que você respira, da maçã que come e do
dinheiro que tem no bolso.
 Tudo provém do Invisível. Para Deus é tão fácil tornar -
se riqueza em sua vida como tornar -se uma folha de
relva.

2. Resolva, agora, gravar na mente subconsciente a idéia


de riqueza. Idéias são transmitidas ao subconsciente por
meio de repetição, fé, e expectativa. Ao repetir numerosas
vezes um padrão de pensamento ou ato, ele se torna
automático. Uma vez que o subconsciente é de natureza
compulsiva, você será compelido a manifestá -lo no plano
físico. Não há diferença entre esse processo e aprender a
andar, nadar ou tocar piano. Você precisa acreditar no
que afirma. Compreenda que aquilo que afirma é como a
semente que planta na terra. Ela cresce segundo sua
espécie. Molhando-a e adubando-a, você lhe acelera o
crescimento. Tenha certeza do que está fazendo, e por
quê.

3. Durante cinco minutos, pela manhã e à noite, repita a


afirmação seguinte:

“Estou escrevendo agora na mente subconsciente a


idéia da riqueza de Deus. Deus é a fonte de minha
provisão e todas as minhas necessidades são atendidas
neste exato momento, no tempo e no espaço. A riqueza de
Deus flui livre, deleitosa e copiosamente para a minha
vida e a Ele agradeço porque sua riqueza circula sempre
em minha vida.”

4. Quando lhe ocorrem pensamentos de carência, tais


como “Não tenho meios para fazer essa viagem” ou “Não
posso pagar essa conta”, jamais termine uma declaração
negativa sobre finanças. Inverta -a imediatamente na
mente, afirmando: “Deus é minha provisão instantânea e
eterna e essa conta está paga na Ordem divina.” Se um
pensamento negativo lhe ocorrer cinqüenta vezes em uma
hora, inverta-o todas as vezes, pensando: “Deus é meu
suprimento instantâneo e está atendendo essa
necessidade agora.” Depois de algum tempo, o
pensamento de carência financeira perderá toda força e
você descobrirá que sua mente subconsciente está sendo
condicionada para a riqueza. Se quiser um carro novo, por
exemplo, jamais diga: “Não posso, de jeito nenhum,
comprar esse carro.” Ao contrário, diga a si mesmo:
“Esse carro está à venda. Ele é uma idéia Divina e eu a
aceito na Ordem Divina.”
Essa é a chave mestra. Quando usada da forma descrita
no programa citado, a lei da opulência funcionará para
você, da mesma forma que faz com outras pessoas. A lei
da mente trabalha igualmente por todos. Pensamentos
tornam-no rico ou pobre. Escolha as riquezas da vida,
aqui e agora.

AS RIQUEZAS INFALÍVEIS DO “VIGIAI E ORAI”


Vigie seus pensamentos. Jamais fale sobre carência de
alguma coisa ou limitação, jamais diga que é pobre ou
que algo lhe falta. É uma grande tolice conversar com
vizinhos ou parentes sobre tempos difíceis ou problemas
financeiros. Conte suas bênçãos. Comece a cultivar
pensamentos de prosperidade. Fale sobre as riquezas de
Deus, presentes em toda a parte. Compreenda que a
sensação de riqueza gera riqueza. Quando diz que não
tem o suficiente para viver, ou que pouco tem, ou fala
sobre a ginástica que tem de fazer para que o dinheiro
seja suficiente para as despesas, esses pensamentos são
criativos. Eles geram as condições que você descreve.
Você não está fazendo outra coisa senão tornar -se mais
pobre.
Use livremente o dinheiro que ora tem. Gaste -o com
alegria e pense que a riqueza de Deus flui para você em
abundância. Volte-se para a Fonte. Amparando-se em
Deus, a resposta virá como “Deus o ama”. Descobrirá que
vizinhos, estranhos e colegas contribuem para sua
felicidade e também para seu suprimento de coisas
materiais. Forme o hábito de orar por orientação divina
em tudo que faz, e acredite que Deus está lhe atendendo
as necessidades. Transformando em hábito essa atitude
mental, você descobrirá que a lei invisível da opulência
pode gerar, e gerará, riquezas visíveis para você.

A PROFESSORA USOU A LEI DO AUMENTO EM


BENEFÍCIO PRÓPRIO
Uma senhorita chamada Amanda R. contou que atribuía
seu sucesso na carreira apenas parcialmente ao tempo, à
energia e ao entusiasmo que investia em ensino e
pesquisa.___ Desde o início ___ disse ___, tomei a
decisão de me alegrar com o sucesso de meus colegas.
Via a todos nós como uma equipe, trabalhando coesa para
o aumento dos conhecimentos. O sucesso de qualquer um
deles era meu sucesso,também.___ E foi perguntado a ela
quais foram os resultados e ela disse:___ Meus colegas
prosperaram ___ Neles se manifestou de forma
maravilhosa a lei do aumento e as riquezas da fartura
Divina onipotente. Só mais tarde, porém, é que me dei
conta de outro resultado. Ao reconhecer e me sentir feliz
com a boa sorte de meus colegas, eu, simultaneamente,
iniciei um processo que me trouxe também boa sorte.
Amanda estava certa na maneira de entender a situação.
Pensar no sucesso dos colegas impregnou-lhe a mente
subconsciente. Tudo que é depositado no subc onsciente
brota sextuplicado, centuplicado, multiplicado por mil. Os
resultados dependem do entusiasmo, da alegria e da
intensida-de dos tipos de pensamento. Hoje, Amanda é
professora em uma antiga e famosa universidade.
Rejubile-se com a idéia de riquezas e fartura de tudo para
todos e você, com certeza, se beneficiará com a lei do
aumento em sua vida.

A MATÉRIA É SOMBRA
Existem pessoas que continuam pobres, por mais que
trabalhem. Isto porque essas pessoas se debatem
impacientemente, tentando ajuntar dinheiro com a
“própria força”. Tentam ajuntar a matéria, que não passa
de sombra, sem se voltar para Deus, que é a fonte da
provisão infinita. A matéria é sombra, o espírito é real.
Deus, que é espírito, transmite a sua riqueza infinita em
forma de ondas espirituais. Quando o homem sintoniza a
mente com essa transmissão, a riqueza projeta
automaticamente a sua sombra para o mundo material, e
assim a riqueza se concretiza. Deve -se abandonar a idéia
de “juntar riqueza” por esforço próprio e mudar a idéia de
“receber a riqueza infinita de Deus”, sintonizando o
pensamento com as ondas transmitidas por Deus.
A “riqueza” não é a “matéria” em si. A riqueza material
é o reflexo daquilo que a pessoa pensa da “riqueza”.
Se você mudar o seu pensamento e seguir os passos a
serem aplicados ensinados neste livro, mudará também
seu estado econômico.

Capítulo 12
VISUALIZAÇÃO
A técnica consiste basicamente em induzir o
subconsciente a assumir como seu o pedido transmitido
pela mente consciente. A transferência é feita com a
maior facilidade em um estado de devaneio. Saiba que, no
íntimo da sua mente, residem uma inteligência e um poder
infinito. Simplesmente pense com tranqüilidade no
resultado que quer e visualize-o tomando forma a partir
desse momento. A maneira mais fácil e óbvia de formular
uma idéia consiste em visualizá -la, vê-la no olho da mente
com tanta clareza como se estivesse viva. Só podemos
ver a olho nu o que já existe no mundo externo. De
maneira semelhante, aquilo que podemos visualizar com o
olho da mente já existe nos reinos invisíveis da mente. A
imagem que formulamos na mente é a essência da coisa
que temos esperança de conseguir e a prova da existência
de coisas invisíveis. O que formamos na imaginação é tão
real quanto qualquer parte do nosso corpo. Idéia e
pensamento são reais e um dia aparecerão no mundo
objetivo, se formos fiéis à imagem mental.
O processo de pensar forma impressões na mente. As
impressões, por sua vez, manifestam-se como fatos e
experiências na vida real.
Visualizar é o mesmo que imaginar, porém devemos
fazer este exercício como se já tivesse alcançado o
objetivo e agradeça o universo, a pessoa, etc. Estes
exercícios deverão ser praticados todos os dias com hora
predeterminada e a todos os momentos, onde quer que
esteja, não se esquecendo que os iguais se atraem. Plante
em seu canteiro mental a todo o momento, use os seus
5% que é o nosso consciente e use mais ainda os seus
95% que é o seu subconsciente que é o seu canteiro
mental que a maioria dos seres humanos usam de maneira
errada. Vou lhe contar uma história: houve um tempo em
que todos os homens eram deuses. Mas eles abu saram
dessa condição, de modo que o mestre de todos resolveu
retirar-lhes essa divindade e escondê-la num lugar que
seria impossível recuperá-la. O grande problema foi achar
esse lugar. O mestre reuniu então os seus súditos, e a
primeira sugestão que eles apresentaram foi esconder a
divindade debaixo da terra. Mas o mestre a recusou: “Não,
isso não é suficiente, porque o homem cavará a terra e a
encontrará”. A segunda proposta foi esconder a divindade
no mais profundo dos oceanos, mas o mestre também a
recusou: “Não, porque mais cedo ou mais tarde o homem
explorará as profundezas de todos os oceanos e acabará
trazendo a divindade para a superfície”. Os súditos
desistiram então de fazer qualquer outra proposta pois,
na terra ou no mar, parecia mesmo não exist ir nenhum
lugar que o homem não pudesse um dia alcançar. Foi
quando o mestre anunciou o que finalmente faria com a
divindade: “Nós a esconderemos no mais profundo dele
mesmo, porque esse é o único lugar onde ele jamais
pensará em procurar, por causa de seu egoísmo, ódio,
invejas, mágoas e tantos outros sentimentos negativos,
que esquecerá de olhar para ele mesmo, ou seja, dentro
de si estará o poder que ele tanto procura”. Depois desse
dia, o homem deu a volta na terra, cavou, mergulhou,
explorou de todas as formas a natureza, à procura de algo
que se encontra nele mesmo. Essa lenda nos diz que a
maior dificuldade do ser humano está nele mesmo. Fora
disso, não há nada de impossível no mundo que não
possa um dia se tornar possível.

A LEI DA CRIAÇÃO
Napoleão disse: “A imaginação governa o mundo”.
Henry Ward Breecher declarou: “A mente sem imaginação
é o mesmo que um observatório sem telescópio”. Pascal
afirmou: “A imaginação dispõe tudo; cria a beleza, a
justiça e a felicidade, que são tudo neste mundo” .
A faculdade de criar imagens chama -se imaginação. É
uma das principais faculdades da mente e tem o poder de
projetar e vestir suas idéias, tornando -as visíveis na tela
do espaço. Você pode disciplinar, controlar e dirigir sua
imaginação de modo construtivo e conseguir o que deseja
na vida, ou pode usá-la negativamente e imaginar o que
você não quer na vida. As imagens mentais que você
contempla e aceita conscientemente como verdadeiras
imprimem-se em seu subconsciente e se manifestam em
sua vida.
A imaginação é o poderoso instrumento usado pelos
cientistas, artistas, poetas, físicos, inventores, arquitetos
e místicos. Quando o mundo diz: “Isto é impossível, não
pode ser feito”, o homem de imaginação viva afirma:
“Está feito!”

UM CERTO MODO DE PENSAR


Se você, por exemplo, deseja um piano ou um órgão,
não quer dizer que tudo que tenha de fazer seja formar
mentalmente uma imagem do instrumento para que ele
prontamente tome forma e apareça em sua sala; caso
você tenha dinheiro, tudo que tem a fazer é comprar um.
Suponha, entretanto, que você necessita de um piano
para estudar, mas que não dispõe de dinheiro para
comprá-lo. Pense então em um piano lindo, imagine -o em
sua sala, passe as mãos sobre o teclado, sinta a sua
solidez e a sua tangibilidade. Passe uma vez mais as
mãos a sua superfície e pense de forma positiva que o
piano já está ali. Ele está realmente em sua mente, pois
antes de se tornar um instrumento físico existiu primeiro
na mente do seu fabricante.
Após formar em sua mente a imagem do piano,
considere-o como seu e convença de que seu
subconsciente fará o que for necessário para que, de
acordo com a divina ordem, venha a se tornar uma
realidade. A inteligência infinita existente em seu
subconsciente atuará sobre a ment e dos outros, fazendo
com que o piano venha a ser seu, sem que você saiba
como.
O pensamento foi à origem da criação de todas as
máquinas e instrumentos do mundo e está
constantemente criando milhões de outras coisas, como
novos carros, máquinas de escre ver, computadores,
rádios, televisores, instrumentos musicais e um sem
números de aparelhos domésticos de todos os tipos.
Todas essas invenções, descobertas e melhoramentos de
nossa era das máquinas e do espaço foram produzidos
pelos homens mediante um certo modo de pensar.

TRÊS PALAVRAS PRODUZEM RIQUEZA


Uma atriz de cinema disse ter obtido resultados
maravilhosos após haver afastado da sua mente as más
idéias e os pensamentos nefastos que freqüentemente a
povoavam. Para isso usava com convicção as p alavras
“alegria, sucesso, riqueza”, adotando o hábito de
murmurá-las para si própria enquanto arrumava a casa.
Após a repetição dessas três palavras durante dez ou
quinze minutos, ela se sentia reconfortada e com sua
mente estimulada. Desde então, sempre que se sentia
deprimida por causa das finanças ou com falta de
contratos, começava a cantarolar repetidamente aquelas
três palavras.
Ela descobriu que essas três palavras tinham um poder
tremendo por traduzirem elementos invisíveis mas
altamente poderosos existentes em seu subconsciente;
em vista disso, fixou a mente em suas formas materiais,
fazendo com que afinal viessem a se concretizar em sua
vida.
Nunca deixou de ter um contrato a cumprir e há oito
anos que seu tempo tem estado totalmente tomado , indo
de um sucesso para o outro. Sua descoberta consistiu na
verdade muito simples de que as condições e
circunstâncias de sua vida eram causadas pelo seu
próprio estado de depressão e preocupação. A mudança
do seu estado de espírito, geralmente dominado pelo
medo, pela preocupação e pela depressão, fez com que as
circunstâncias exteriores prontamente melho -rassem.
Comece desde logo a cantar sua silenciosa canção de
triunfo: “Alegria, sucesso, riqueza”, que coisas
maravilhosas acontecerão em sua vida.

O BANCO UNIVERSAL
Um vendedor precisava de um automóvel no exercício do
seu novo emprego, mas não dispunha de dinheiro para
comprá-lo; sabia entretanto como descontar um cheque
em seu banco mental. Após obter o novo emprego, disse
que ao chegar em casa criou a imagem mental do carro
que desejava, na firme certeza de que o mesmo lhe seria
proporcionado. “Reivindiquei-o como se já fosse meu”,
prosseguiu, “e podia até mesmo sentir sua direção em
minhas mãos, assim como também a macieza da sua
forração”.
Pouco tempo depois, veio a travar conhecimento com
um vizinho seu que estava de partida para a Europa, onde
iria demorar-se por aproximadamente seis meses, e que
lhe disse: “Fique com o meu carro até a minha volta,
quando então você já estará em cond ições de adquirir seu
próprio carro”.
O automóvel desse vizinho era exatamente do mesmo
modelo e marca do carro que ele havia visualizado! E
muito antes da sua volta da Europa aquele vendedor já
dispunha de dinheiro suficiente para comprar seu própri o
carro, pois descobrira, em tempo, que em seu banco
interior havia, à sua disposição, recursos infinitos e
intermináveis.
“… é do agrado do vosso Pai dar-vos o seu Reino”.
(Lucas 12:32)
“… Tudo o que pedirdes em oração, credes que o
tendes recebido e ser-vos a dado”
A VERDADE SOBRE A COMPRA E VENDA
Freqüentemente as pessoas perguntam sobre compra e
venda de terrenos, edifícios e lojas, mas na realidade este
assunto se aplica a qualquer tipo de artigo que se queira
comprar ou vender. O desejo de vender alguma coisa
traduz, na verdade, a pretensão de dispor de uma
propriedade ou casa porque se deseja mudar; e significa
também que há alguém disposto a recebê-la.
Ao comprar ou vender, imagine estar
instantaneamente em contato com o vendedor ou
comprador ideal no local adequado, que seu
subconsciente fará com que tal aconteça. Esse
procedimento porá em funcionamento a “lei da atração” e
você se encontrará, de um momento para o outro, fazendo
negócio com uma pessoa absolutamente satisfeita com a
transação, tudo na mais divina ordem.
O preço que você fizer será sempre o correto e justo
se, numa operação inversa, você se dispusesse a pagá-lo.

UM CAMINHO ATÉ A PORTA


Um jovem médico, surpreendeu seus colegas com seu
sucesso fenomenal. Os pacientes o procuravam aos
magotes! Disse ele que, no primeiro dia em que abriu seu
consultório, começou a meditar da seguinte forma:
“Eu proporciono melhor qualidade de vida aos outros.
Deus é o grande médico e eu apenas um instrumento Seu;
Suas curas se processam por meu intermédio. Tudo
aquilo que toco é milagrosamente curado, pois me acho
em constante sintonia com a Presença Benéfica Infinita .
Sou lhe grato pelo meu sucesso, pelas minhas realizações
e pelas riquezas da vida”.
Todos os dias ele reza desta forma e não tem
condições para atender a todos os clientes que o
procuram, vendo-se compelido a ter de encaminhá -los a
outros médicos.

A IMAGINAÇÃO PRODUZ RIQUEZA


Não há dúvida alguma de que a televisão, o rádio, o
radar, os aviões a jato e todas as modernas invenções são
produto da imaginação do homem. Sua imaginação é um
tesouro infinito, que lhe proporciona todas as jóias
preciosas da música, da arte, da poesia e das descobertas
de todas as coisas.
Considere, por exemplo, por um momento, a figura de
um arquiteto talentoso e afamado, que concebe em sua
mente uma cidade moderna e bonita para pessoas de
todas as idades, com piscinas, aquários, centros de
recreação, parques, etc. Ele pode construir em sua mente
o palácio mais bonito que os olhos humanos já viram,
pode visualizar inteiramente os edifícios totalmente
prontos antes mesmo de entregar o seu projeto aos
construtores. Suas riquezas interiores criam riquezas
exteriores para si próprio e para muitas outras pessoas.
Você é arquiteto do seu futuro. Você pode olhar agora
para uma bolota de carvalho e, com sua imaginação,
conceber uma floresta cheia de rios, córregos e a rroios;
pode também provar a floresta com todos os tipos de vida
e, mais ainda, colocar um arco-íris em cada nuvem. Você
pode olhar para um deserto e fazê -lo reformular-se e
florescer como uma rosa. Os homens dotados de intuição
e de imaginação encontram água no deserto e criam
cidades onde os outros homens anteriormente apenas
viam uma terra estéril e desolação.

A IMAGINAÇÃO PERMANENTE
A imaginação é constantemente usada, seja para
construir ou para destruir. O pensamento se traduz
através de imagens mentais. Pense em sua mãe e sua
imagem lhe aparecerá; pense em uma casa e a verá em
sua mente. Uma pessoa que vive na pobreza está sempre
imaginando toda sorte de limitações e de deficiências e a
mente só produz de acordo com a imagem mental que lhe
é incutida.
Quando se está para casar, conserva -se na mente
imagens vívidas e realísticas. O poder da imaginação faz
com que se veja o padre oficiando, com que se ouçam as
palavras que pronuncia, com que se vejam as flores e a
igreja e se ouça a música. Ima gina-se a aliança sendo
colocada no dedo e viaja-se, em imaginação, em lua-de-
mel, para a Europa ou para as cataratas do Niagara. Tudo
isto é obra da sua imaginação.
Da mesma forma, antes de se diplomar, você passa em
sua mente todas as bonitas cenas daquele evento, dando
forma material a todas as sua idéias sobre a cerimônia.
Você vê, em sua imaginação, um professor ou o diretor do
colégio lhe fazendo entrega do diploma; vê também todos
os seus colegas paramentados; ouve seu pai, sua mãe e
sua namorada congra-tularem-se com você e sente até os
seus abraços e beijos. Tudo como se fora real, dramático,
estimulante e mara-vilhoso.
As imagens aparecem livres em sua mente como que
saídas do nada, mas você sabe e deve admitir que sempre
existiu, existe e existirá um Criador Interior com o poder
de moldar todas essas formas visualizadas que povoam a
sua mente, para dar-lhes vida e movimento e para
proporcionar-lhes o dom da voz. Essas imagens teriam
então condições para dizer-lhe: “Vivemos somente para
você!”

CIÊNCIA DA RIQUEZA
Na ciência da imaginação, deve-se primeiro discipliná-
la ao invés de deixá-la agir desordenadamente. A ciência
é exigente da pureza. Ao se pesquisar um produto
quimicamente puro, faz-se necessário remover todos os
traços de outras substâncias, assim como também os
materiais estranhos; enfim, toda a escória.
Na ciência da imaginação, deve-se eliminar todas as
impurezas mentais, tais como inveja, o medo, a
preocupação, o ressentimento e a ambição. Toda a sua
atenção deve ser concentrada nos seus objetivos na vida,
sem quaisquer desvios ou distorções, objetivos esses que
se resumem em levar uma vida plena e feliz. Mantenha -se
mentalmente absorvido pela realidade dos seus desejos
para que possa vê-los adquirirem forma material em sua
vida.
Um empresário bem sucedido que, ao chegar em casa,
se permite dominar por imagens mentais de fracasso, vê
suas prateleiras vazias, imagina -se à beira da falência e
se alarma com a indisponibilidade de recursos em sua
conta bancária. Imagina até que seu negócio está a ponto
de fechar quando, na realidade, está em franca
prosperidade. Não há qualquer vestígio de verdade em tal
imagem mental; em outras palavras, as coisas que o
apavoram apenas existem em sua imaginação. O fracasso
jamais virá a se concretizar, a menos que conserve aquela
imagem mórbida sobrecarregada pelo sentimento de
medo. A pessoa que freqüentemente se permite dominar
por tal imagem esta fadada ao fracasso. Ao lhe ser dada a
opção entre o fracasso e o êxito, tenderá a se pronun-ciar
pelo primeiro.
Insira imediatamente em sua mente imagens mentais,
idéias e pensamentos que lhe propiciem saúde,
benefícios, prosperidade, inspiração e que o fortaleçam.
Você se transforma naquilo que imagina ser. A
imaginação constante é suficiente para refazer a sua vida.
confie nas leis da sua mente para que o bem se concretize
e para que venha a experimentar todas as benesses e
riquezas da vida.

SIGNIFICADO DE PERSONAGEM BÍLBLICO


Uma estudante ouviu que o significado bíblico de
José é a imaginação e que, segundo a bíblia, ele usa um
casaco de muitas cores. Em linguagem bíblica, o casaco é
uma forma de abrigo psicológico, cujos ornamentos são
as atitudes, os sentimentos e a disposição mental. O
casaco de muitas cores de José repre senta as muitas
faces de um diamante ou a sua capacidade de “vestir”,
isto é, de dar forma a qualquer idéia.
A moça começou a imaginar o irmão, que era muito
pobre, vivendo no maior luxo; podia ver seu rosto
resplandecendo de alegria, sua fisionomia totalmente
transformada e um grande sorriso nos seus lábios. E o
imaginava dizendo-lhe exatamente aquilo que ela desejava
ouvir: “Minha irmã”, sou rico, feliz e bem sucedido; sinto -
me maravilhosamente bem! Tenho um carro novo e um
apartamento formidável; tenho a sensação de estar
mergulhado em riquezas!
Ela ficou dia e noite fiel àquela imagem mental e
conservou-a vívida e real até conseguir impressionar seu
subconsciente. Dois meses depois, foi feito a seu irmão
um oferecimento maravilhoso. A companh ia em que
trabalhava pôs um automóvel à sua disposição e ele
ganhou uma grande soma na loteria! Essa moça teve a
alegria e se emocionou ao ouvir do irmão que tudo aquilo
que subjetivamente lhe desejara se havia concretizado.
Pode-se imaginar abundância e riqueza onde há
carência, paz onde há discórdia e saúde onde existe
doença. A imaginação dispõe de tudo, pois pode criar
riqueza, beleza, justiça e felicidade, que é tudo neste
mundo.

FORNEÇA A IMAGEM MENTAL ADEQUADA A SEU


SUBCONSCIENTE
Cada imagem que criamos em nossa mente, em
particular quando estamos emocionados, é transformada
em realidade, seja externa ou internamente. Se você
impede que a imagem se manifeste externamente, será
inevitável sua realização internamente, sob a forma de
uma perturbação mental, emocional ou física. Tome
cuidado para não criar imagens mentais que você não
enseja que se concretizem.
Certa vez um alcoólatra que foi preso por assassinato
disse que estava decidido a nunca mais beber um gole de
álcool quando fosse libertado. No entanto, recomeçou a
beber no mesmo dia em que foi solto. Por que?
Simplesmente porque, enquanto permanecia na cadeia,
estava criando a imagem mental de um copo de bebida.
Assim, quando se viu em liberdade, simplesmente
exteriorizou o ato que não havia deixado de imaginar. Se
ele não houvesse concretizado a imagem mental, esta o
teria prejudicado de outra forma, provavelmente como
uma perturbação física ou emocional.
Assim, cada imagem que criamos em nossa mente tem
que ser concretizada, ou se manifestará como uma
perturbação mental, física ou emocional.

O CONFLITO ENTRE O DESEJO E IMAGINAÇÃO PRECISA


SER RESOLVIDO
Usar de força mental ou força de vontade pressupõe a
existência de oposição. O ato de imaginar, porém, cria
oposição. Se você se concentra na obtenção daquilo que
deseja, não se concentra mais nos meios para torná -lo
realidade.
A esse propósito, diz a Bíblia:
“Se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a
respeito de qualquer coisa que porventura pedirem, ser -
lhes-á concedida por meu Pai que está nos céus.” (Mateus
18:19)
Quem são esses dois de quem fala a Bíblia? Eles
representam a união, ou acordo harmonioso, entre o
consciente e o subconsciente no que interessa a qualquer
idéia, desejo, ou imagem mental. Se não houver conflito
entre as diferentes partes da mente, sua prece será
atendida. Os dois que concordam podem representar
também você e seu desejo, pensamento e sentimento,
idéia e emoção, desejo e imaginação.
Evitamos todo conflito entre desejo e imag inação
entrando num estado passivo, sonolento, que reduz o
esforço ao mínimo. Na maior parte, a mente consciente
submerge quando caímos em estado de sonolência. E a
melhor maneira de impregnar o subconsciente é
imediatamente antes de ir dormir. A razão dis so é que o
mais alto afloramento do subconsciente ocorre
imediatamente antes de dormir e pouco depois de
acordarmos. Nesse estado, os pensamentos e ima -gens
negativos, que tendem a neutralizar nossos desejos e
impedir sua aceitação pelo subconsciente, estã o
ausentes. Quando imaginamos como atendido o desejo e
sentimos a emoção da vitória, o subconsciente
providencia para transfor-má-lo em realidade.
Muitas pessoas resolvem seus dilemas e problemas
recorrendo à imaginação controlada, dirigida,
disciplinada. Elas sabem que tudo que imaginam e sentem
como verdade terá que acontecer e acontecerá.
E foi isso realmente o que o salmista quis dizer quando
escreveu:
“As palavras dos meus lábios (seus pensamentos e
imagens mentais) e o meditar de meu coração
(sentimentos, natureza, emoção) sejam agradáveis na tua
presença, Senhor, rocha minha e Redentor meu (o poder e
a sabedoria do subconsciente, que pode redimi -lo da
doença, da dependência e da pobreza).” (Salmos, 19:14)

O USO ERRADO DA IMAGINAÇÃO


São inúmeros os que adoram romances policiais
cheios de mortes, que se deliciam com filmes de terror,
que apreciam a violência, o vício, a depravação dos
assassinos e violentadores de mulheres, e isso sem falar
na pornografia. O resultado de tudo isso são fre qüentes
pesadelos.
Quando presenciamos pessoas, supostamente delicadas
e gentis, deliciando-se com essa espécie mórbida de
exibições sórdidas, a única explicação que podemos
encontrar é que tudo aquilo lhes proporciona uma espécie
de válvula de descarga para a hostilidade, a raiva contida
que possuem em seus íntimos. Todas essas violências
que lhes enchem a mente só servem para lhes causar toda
sorte de distúrbios físicos e conflitos. São emoções
altamente destruidoras.
Se, em lugar disso, escolhermos coisas agradáveis que
nos deliciem, não haverá em nossa mente lugar para as
coisas sórdidas, mórbidas e depravadas.

A PESSOA CRIA SEU PRÓPRIO DESTINO


Diz a Bíblia: . . . Escolhei hoje a quem haveis de
servir (Josué 24:15). Você pode agora mesmo, decidir
criar e modelar um futuro maravilhoso, pois seu destino é
controlado por seu pensamento e sentimento.
Segundo Emerson, o homem é aquilo que pensa ser
durante todo o tempo, enquanto que a Bíblia diz o
seguinte: Porque ele é tal qual são seus pens amentos. . .
(Provérbios 23:7). Isto significa que quaisquer que sejam
seus pensamen-tos, sentimentos, crenças e impressões,
todos têm uma vida própria em seu subconsciente, de
onde dirigem, controlam e manipulam todas as ações do
elemento consciente.
Em outras palavras e de forma mais simples, tudo
aquilo que impressiona seu subconsciente acaba também
por se expressar exteriormente como forma, função,
experiência e evento. Há cem anos, o Dr. Phineas Parkrst
Quimby já dizia que o homem é a expressão da c rença.
Seu futuro, portanto, nada mais é do que projeção de
seu pensamento habitual presente sobre a tela
multidimensional do espaço. Em outras palavras, é a
manifestação de seu pensamento e de sua crença
presentes. O futuro é, pois, o desenvolvimento do
pensamento presente e se concretiza do mesmo modo que
uma lavoura produz uma colheita em virtude daquilo
(sementes) que se semeou. Todas as sementes
(pensamentos) germinam e se desenvolvem segundo a
sua espécie.

Capítulo 13
SONHAR É PRECISO
Sem sonhos, as pedras do caminho se tornam
montanhas, os pequenos problemas ficam insuperáveis,
as perdas são insuportáveis, as decepções se
transformam em golpes fatais e os desafios se
transformam em fonte de medo.
Voltarie disse que os sonhos e a esperan ça nos foram
dados como compensação às dificuldades da vida. mas
precisamos compreender que sonhos não são desejos
superficiais. Sonhos são bússolas do coração, são
projetos de vida. Desejos não suportam o calor das
dificuldades. Sonhos resistem às mais al tas temperaturas
dos problemas. Renovam a esperança quando o mundo
desaba sobre nós.
John F. Kennedy disse que precisamos de seres
humanos que sonhem o que nunca foram. Tem
fundamento seu pensamento, pois os sonhos abrem as
janelas da mente, arejam a emoção e produzem um
agradável romance com a vida.
Quem não vive um romance com sua vida será um
miserável no território da emoção, ainda que habite em
mansões, tenha carros luxuosos, viaje de primeira classe
nos aviões e seja aplaudido pelo mundo.
Precisamos perseguir nossos mais belos sonhos.
Desistir é uma palavra que tem que ser eliminada do
dicionário de quem sonha e deseja conquistar, ainda que
nem todas as metas sejam atingidas. Não se esqueça de
que você vai falhar 100% das vezes em que nã o tentar, vai
perder 100% das vezes em que não procurar, vai
estacionar 100% das vezes em que não ousar caminhar.
Como disse o filósofo da música Raul Seixas: “Tenha
fé em Deus, tenha fé na vida, tente outra vez…” Se você
sonhar, poderá sacudir o mundo, pelo menos o seu
mundo…
Se você tiver de desistir de alguns sonhos, troque -os
por outros. Pois a vida sem sonhos é um rio sem
nascente, uma praia sem ondas, uma manhã sem orvalho,
uma flor sem perfume.
Sem sonhos, os ricos se deprimem, os famosos se
entediam, os intelectuais se tornam estéreis, os livres se
tornam escravos, os fortes se tornam tímidos. Sem
sonhos, a coragem se dissipa, a inventividade se esgota,
o sorriso vira um disfarce, a emoção envelhece. Liberte
sua criatividade. Sonhe com as estrelas, para poder pisar
na Lua. Sonhe com a Lua, para pisar nas montanhas.
Sonhe com as montanhas, para pisar sem medo nos vales
das suas perdas e frustrações.
Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que
somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que
não existem pessoas de sucesso ou pessoas fracassadas.
O que existe são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou
desistem deles. Não desista dos seus sonhos!

SONHOS PROCURADOS E SONHOS SOTERRADOS


Alguns sonhos são belos, outros poético s, uns
realizáveis, outros difíceis de serem concretizados; uns
envolvem uma pessoa, outros a sociedade; uns possuem
rotas claras, outros, curvas imprevisíveis; uns são
rapidamente produzidos, outros precisam de anos de
maturação.
Há muitos tipos de sonhos. Sonho de se apaixonar por
alguém, de gerar filhos ou conquistar amigos. Sonho de
fazer uma faculdade, ter uma empresa, ter sucesso
financeiro para si e para ajudar os outros. Sonho de ter
saúde física e psíquica, de ter paz interior e de viver
intensamente cada momento da vida.
Sonho de ser um cientista, um médico, um educador,
um empresário, um empreendedor, um profissional que
faça a diferença. Sonho de viajar pelo mundo, de pintar
quadros, escrever um livro, ser útil para o próximo. Sonho
de aprender um instrumento, praticar esportes, bater
recordes.
Muitos enterram seus sonhos nos escombros dos seus
problemas (Freud, 1969). Alguns soldados nunca mais
foram motivados para a vida depois que viram seus
colegas morre-rem em combate.
Alguns palestrantes nunca mais resgataram sua
segurança depois que tiveram um ataque de pânico em
público. Alguns esportistas não conseguiram repetir sua
performance depois que fizeram uma cirurgia corretiva ou
foram pegos no exame antidoping.
Algumas mulheres nunca mais tiveram orgasmos depois
que foram estupradas ou sofreram abuso sexual. Alguns
homens e mulheres nunca mais conseguiram se entregar
depois que foram traídos por que amavam.
Alguns jornalistas enterraram sua criatividade depois que
foram cerceados por seus superiores. Alguns jovens
bloquearam sua inteligência depois que tiveram péssimo
desempenho nas provas e concursos.
Pessoas encantadoras obstruíram seus sonhos ao longo
da vida. Mas precisamos desenterrá -los, pela superação
de nossos traumas, conflitos, focos de tensão. Nossos
sonhos precisam novamente respirar.
O presidente Franklin Roosevelt disse que a única
coisa a temer é o medo do medo. É preciso vencer o medo
evidente e principalmente o medo sutil, o medo do medo,
para alçar o vôo dos sonhos.

RISCOS QUE CONSTROEM


Quem quer realizar seus sonhos não deve esperar
caminhos sem bloqueios, vitórias sem acidentes. Aos 28
anos, Jack Welch, ex-presidente da General Eletric e um
dos executivos mais sonhadores e brilhantes do mundo
empresarial, ao tentar desenvolver um novo produto,
causou a explosão de uma fá-brica.
O jovem Jack poderia ter obstruído sua inteligência,
bloqueado sua ousadia. Ele comentou que se sentia uma
pessoa naufragada e ansiosa. Foi um desastre. Todavia,
não desistiu. Correu novos riscos para atingir sua meta.
Se tivesse desistido, provavelmente sua empresa não
teria produzido um tipo de plástico que lhe rendeu mais
de um bilhão de dólares desde o seu lançamento. Após a
derrota explosiva veio o sucesso lento e consis tente.
A Disney Animation produziu memoráveis sucessos,
como Rei leão e Os 101 Dálmatas. Mas também produziu
um fracasso enorme com o filme Caldeirão Negro. Seu
diretor de animação, Peter Schneider, comentou que seu
único consolo é que não conseguiria p roduzir nada pior
do que esse filme.
Os erros, os fracassos, as incompreensões geraram
lições únicas para aqueles que lutaram por seus sonhos.
Cumpre aos verdadeiros líderes, como os pais,
educadores, executivos, incentivar quem fracassa a
extrair sabedoria das suas experiências dolorosas, em vez
de cultivar a culpa.
Errar é uma etapa do inventar, falhar são degraus do
criar. Por isso, a cultura das provas está errada nas
escolas do mundo todo. Quem acerta tem notas altas,
quem erra é punido com notas baixas. Esta política
desrespeita a riquíssima pedagogia do ensaio e erro que
promoveu grandes conquistas da história.
Se quem erra é punido, a punição é registrada de
maneira privilegiada no centro de memória através do
fenômeno RAM (Registro Automático da Memória),
obstruindo a ousadia e a inventividade.
Por outro lado, se quem erra é valorizado e encorajado,
ele consegue ampliar os horizontes da reflexão,
incorporar novas experiências e refazer caminhos.
Lembre-se que caímos mui-tas vezes até aprendermos a
andar. Quem erra tem oportunidade de sonhar com as
conquistas. Tem mais chance de apren-der e mais gosto
pela vitória. Entretanto, o medo de errar gera um “eu”
submisso, tímido e inseguro.
Para Miles Davis, um grande nome do jazz, que tocou em
grandes orquestras e com os All Star (uma espécie de
time dos sonhos do jazz), não se deve temer os erros,
pois eles não existem. Tudo depende de como você os
enfrenta.
Esse músico entendeu um fenômeno psicológico que o
sistema educacional há séculos resis te em entender. E,
para mostrar que Miles Davis tinha razão, será dado
alguns exemplos que talvez o surpreendam.
Fleming descobriu a penicilina graças a um fungo que
contaminou a lâmina de cultura que ele deixara sem
proteção no laboratório. Acertou erran do. Um erro levou à
produção da penicilina, que salvou milhões de pessoas da
morte e de dores insuportáveis.
Roentgen descobriu o raio X pelo descuido no manuseio
de uma placa fotográfica. Einstein teve de recuperar do
lixo algumas passagens das equações que levaram à
teoria da relatividade. Simom Campbell errou ao não
conseguir chegar ao novo medicamento para desobstruir
artérias em casos de angina, mas descobriu o Viagra.
No alicerce das grandes descobertas existem grandes
falhas, nos alicerces das grandes falhas existem grandes
sonhos de superação. Realizar os sonhos implica riscos,
riscos implicam escolhas, escolhas implicam erros.
Quem sonha não encontra estradas sem obstáculos,
lucidez sem perturbações, alegrias sem aflição. Mas quem
sonha voa mais alto, caminha mais longe. Toda pessoa,
da infância ao último estágio da vida, precisa sonhar.

OS SONHOS E AS CRISES NAS RELAÇÕES SOCIAIS


Você não precisará de sonhos para atravessar um
pequeno atrito com alguém, mas precisará deles para
superar suas tempestades emocionais, para vencer uma
crítica injusta, uma calúnia, uma discriminação, uma
deslealdade.
Precisará sonhar com a leveza da vida para superar as
decepções causadas pelos estranhos e para vencer as
mágoas causadas pelas pessoas que você ama .
Precisará sonhar com a solidariedade para compreender
os erros dos outros, perdoar seus atos insensatos, ter
esperança de que um dia mudarão. Precisará de sonhos
para entender que ninguém pode dar o que não tem.

OS SONHOS E O TRABALHO
Você não precisará de sonhos para ser um trabalhador
comum, massacrado pela rotina, que faz tudo igual todos
os dias e que vive apenas em função do salário no final
do mês.
Mas precisará de muitos sonhos para ser um
profissional que procura a excelência, ampl ia os
horizontes de sua inteligência, fica atento às pequenas
mudanças, tem coragem para corrigir rotas, tem
capacidade para prevenir erros, tem ousadia para fazer de
suas falhas e dos seus desafios um canteiro de
oportunidades.
Precisará de sonhos para enxergar soluções que
ninguém vê, para apostar naquilo que crê, para encantar
seus colegas, para surpreender sua equipe de trabalho.

OS SONHOS E A JUVENTUDE
Jovens, vocês não precisarão de sonhos se optarem
por gastar o dinheiro dos seus pais, expl orá-los e achar
que eles são obrigados a satisfazer os seus desejos.
Também não precisarão de sonhos para dizer que eles
são chatos, caretas, ultrapassados, controladores,
impacientes, incompreensíveis.
Mas precisarão de muitos sonhos para garimpar o o uro
que se esconde no coração de seus pais. Precisarão de
sonhos para entender que eles não deram tudo o que
vocês quiseram, mas deram tudo o que puderam.
Precisarão dos “sonhos sábios” para entender e suportar
os “nãos” dos seus pais, pois os “nãos” de qu em os
amam irão prepará-los para suportar um dia os “nãos” da
vida.
Precisarão de sonhos para descobrir que seus pais
perderam noites de sono para que vocês
dormissem tranquilos, derramaram lágrimas para que
vocês fossem felizes, adiaram alguns sonhos para que
vocês sonhassem.
Segundo a ONU (Organização Mundial das Nações
Unidas), o índice de desemprego entre os jovens é
altíssimo. Muitos não terão a chance no mercado
competitivo e agressivo. A situação piora porque muitos
estão despreparados para ousar, criar, empreender. Mas
não tenham medo. Saibam que seus pais e outras pessoas
apostam em vocês, apesar das suas falhas; acreditam em
vocês, apesar de seus defeitos.
Por isso, agora, vocês precisam de grandiosos
sonhos para enfrentar a vida de peito aberto, se preparar
para trabalhar seus medos, vencer suas crises, superar
sua passividade e amar os desafios. Assim, escaparão do
rol dos frustrados, sairão da sombra dos seus pais e
construirão sua própria história.

OS SONHOS E A IDADE
Você talvez não precise de sonhos enquanto estiver
valorizado socialmente e em plena forma profissional.
Mas precisará de sonhos para ser criativo, atraente e
perspicaz depois de se aposentar.
Precisará de mais sonhos ainda para nunca aposentar
sua mente e para transformar a terceira idade na fase
mais rica, calma e produtiva da sua existência. Precisará
deles para ler, escrever, pintar, fazer cursos, contar
histórias, compor poe-sias, viver aventuras.
Precisará de sábios sonhos para gozar os melhores
dias de sua vida e fazer da fase de perda da força
muscular um período de vigor mental e de usufruto da
sabedoria acumulada nos anos.

OS SONHOS E AS DOENÇAS FÍSICAS


Você não precisará de sonhos para vencer um
resfriado, mas precisará de muitos so nhos para suportar
com alegria uma doença crônica, para superar com
coragem um câncer, um enfarte, um acidente. Precisará
de sonhos para acreditar na vida e fazer de cada minuto
um momento eterno, mesmo no leito de um hospital.
Precisará sonhar com os patamares mais altos em uma
máquina de trabalhar e não se destruir pelo estresse e
ansiedade. Precisará de sonhos para repensar seu estilo
de vida e investir naquilo que você ama.
Precisará de sonhos afetivos para não fumar, para beber
moderadamente, para não expor sua frágil vida a riscos
numa estrada. Afinal de contas, sempre existe alguém
apaixonado por você e que sonha viver longos anos ao
seu lado.

OS SONHOS E OS PAIS
Os pais e mães não têm necessidade de sonhos para
apontar as falhas dos seus filhos, fazer sermões, dar
broncas, ter crises de ansiedade, criticá -los, compará-los
com outros jovens, funcionar como um manual de regras.
Mas precisarão de muitos sonhos para encantá -los,
surpreendê-los e ensiná-los a pensar. Precisarão de
inumeráveis sonhos para que eles aprendam a amá -los e
não usá-los, admirá-los e não temê-los
Precisarão sonhar com a sabedoria para pedirem
desculpas aos filhos quando errarem, agredirem,
falharem, julgarem, perderem a paciência com eles. Desta
forma os filhos aprenderão a lidar com suas próprias
falhas, agressividade e intolerância.
Precisarão sonhar com a maturidade psíquica para
cruzar o seu mundo com o deles, para deixá -los conhecer
seus fracassos, suas lágrimas, seus recuos, sua ousadia.
Para não transformá-los em jovens tímidos, superprotegê -
los e não atolá-los de atividades, mas deixá-los brincar,
se aventurar, inventar.
Precisarão de sonhos para saber que seus filhos
precisam muito mais do seu toque, dos seus beijos, seus
elogios, sua história de vida, do que seu dinheiro, de
roupas de grifes, de computador e videogames.
OS SONHOS E OS CONFLITOS AFETIVOS
Você não precisará de sonhos para superar uma
pequena tristeza ou um momento de ansiedade. Mas
precisará de espetaculares sonhos para vencer uma crise
depressiva, o desânimo, a falta de coragem de viver, e,
assim, acreditar que todo transtorno psíquico por mais
dramático que seja pode ser superado.
Precisará de sonhos que exaltam a grandeza da vida
para superar uma síndrome do pânico, um transtorno
obsessivo, uma doença psicossomática, um estresse pós -
traumático gerado por um acidente ou uma crise
financeira. Somente os sonhos nos fazem suportar uma
perda irreparável. Eles lubrificam os olhos do coração;
fazem uma mãe que perdeu um filho enxergá-lo brincando
na eternidade.
Precisará de sonhos para não ser escravo da culpa,
prisioneiro do passado, servo das preocupações do
futuro. Precisará deles para sair da platéia, resgatar a
liderança do “eu”, deixar de ser vítima das suas mazelas
psíquicas, reeditar o filme do inconsciente e tornar -se
autor da sua própria história.
Precisará de singelos sonhos para cobrar menos de si
e das pessoas que o rodeiam; para elogiar, brincar, cantar
e compreender mais. Além disso, precisará de muitos
sonhos para zombar dos seus medos, debochar de sua
insegurança, dar risadas das suas manias e, assim, viver
relaxada e suavemente nessa bela e turbulenta existência.
Capítulo 14
MANIFESTAR / TRANSCENDER
MANIFESTAR
A manifestação de acordo com o dicionário Randon
House define como ato de tornar algo “prontamente
percebido visualmente ou pela inteligência; evidente,
óbvio; visível; claro”. A manifestação é o at o de tornar
visível algo invisível. É o ato de transformar algo abstrato
em algo concreto, e algo possível em algo real.
Isso é bastante simples, e é uma coisa que fazemos
diariamente tanto de maneira consciente quanto
inconsciente. Tornamos nossos pensamentos claros e
evidentes por nossas ações e por nossa fala; ao fazê -lo,
estamos manifestando nossas idéias, sentimentos e
personalidade. Fazemos nosso trabalho e, como
conseqüência, manifestamos um produto ou serviço.
A manifestação parece atuar de maneira imprevisível,
não prenunciada e talvez até milagrosa. Você pode
encontrar o lugar perfeito para estacionar numa rua
movimentada do centro da cidade ou receber um presente
em dinheiro que dê para pagar suas contas num momento
em que você está com problemas financeiros; pode, por
coincidência, encontrar exatamente o emprego que queria
ou conhecer o parceiro ideal no amor. O sabor da
manifestação é que ela parece suceder por coincidência,
um evento que acontece sincronis-ticamente, para além
do poder visível dos nossos esforços ou recursos, mas
traz para nós exatamente o que precisamos ou queremos.
Ela encerra um quê de sorte ou magia. Parece milagrosa.
A manifestação é um ato de confiança. É a alma que
se derrama sobre seu próprio mundo, com o um pescador
que lança a rede para reunir os peixes que está buscando;
com cada arremesso adequado, traremos até nós aquilo
de que necessitamos, mas primeiro precisamos nos atirar
nas profundezas sem saber o que nos espera lá embaixo.
Estamos ligados ao universo de maneiras sutis e
importantes. Se aceitamos a idéia de David Bohm sobre
uma ordem envolvida, já temos aquilo que desejamos
atrair. O desafio não é puxar essa coisa para nós através
de uma distância de tempo e espaço, e sim desenvolver e
ocupar o padrão que formamos com o objeto da nossa
manifestação. A manifestação, portanto, é uma questão de
remodelar e gerar a energia suficiente e apropriada para
reorganizar nossa vida de acordo com o novo padrão que
procuramos. Segundo o espírito do efeito b orboleta, se
introduzirmos a imagem correta ou pensamento correto
no momento correto no campo dinâmico do nosso ser ___
e, por conseguinte, no campo mais amplo do mundo em
que nosso campo está envolvido ___ podemos tornar real
a manifestação que desejamos. No sistema dinâmico, a
imagem do que desejamos manifestar é o strange
attractor, o princípio remodelador e organizador que
molda a imprevisibilidade do futuro numa forma
específica.
Nessa visão de mundo, não adquirimos aquilo que
deseja-mos; nós nos tornamos àquilo que desejamos.

AS ONDAS
O grito “Surf’s Up!” Nas praias do sul da Califórnia e
do Havaí é um sinal de que devemos pegar nossa prancha
e avançar em direção às ondas. Quando se procura
manifestar, também estão avançando em direção às
ondas, só que são ondas de possibilidade.
Na física quântica, o material fundamental do universo
___ a matéria subatômica a partir da qual tudo se forma
___ pode existir em dois estados: como partícula ou como
onda. Esse material básico não é exclusi vamente nenhum
desses dois estados, mas sim algo que abrange ambos e
pode se expressar como um ou como o outro.
Esse “algo” não pode ser descrito. Na vida cotidiana,
estamos familiarizados com ondas, como as ondas do
oceano que fazem a felicidade do surf ista. Também temos
intimidade com as partículas, coisas individuais,
separadas, como maçãs, laranjas, bolas de pingue -pongue
e pessoas. Não estamos tão familiarizados com algo que
seja as duas coisas ao mesmo tempo.
As partículas descrevem uma localiza ção particular no
tempo e no espaço. Tenho sobre minha mesa uma
pequena cruz celta. Essa é sua localização. Ela não está
ao mesmo tempo sobre minha escrivaninha e sobre a
mesa do outro lado da sala.
Uma onda, por outro lado, pode encher a sala. Ela nã o
é localizada. Quando ligo o rádio, ele não recebe ondas de
rádio somente quando está na escrivaninha e não na
mesa. As ondas de rádio não se encontram num ponto
específico do escritório como está a cruz de celta. Para
onde quer que eu carregue o rádio, mesmo que para fora
do escritório, ele continua a receber a estação que
sintonizei.
Na física quântica, a matéria subatômica é chamada
de “pacote de onda”. A expressão sugere que ela é uma
mistura de onda com partícula que não conseguimos
compreender. No entanto, esse material básico também é
chamado de “probabilidade”. O universo é formado pela
probabilidade, e o estado de onda encerra todas as
localizações prováveis que sua partícula poderia ocupar.
As pessoas não são fenômenos quânticos, embo ra
sejamos formados por processos subatômicos que são
fenômenos quânticos. (Existem, na verdade, alguns
indícios de que a própria consciência pode ser um estado
quântico, obedecendo às mesmas leis de outros
fenômenos quânticos, como elétrons e os prótons.)
Temos à nossa disposição outras possibilidades
quando nos estendemos em direção ao nosso estado de
onda e abandonamos a localidade e a particularidade da
nossa situação. Podemos deliberadamente trabalhar com
as ondas de probabilidade para transforma r a vida. com
efeito, é essa a essência da arte da manifestação.
Do mesmo modo, quando estou no estado de
“partícula”, estou separado daquilo que quero manifestar.
Não o possuo e é obviamente que o desejo. Não obstante,
no aspecto de onda não-localizado do meu ser, a
separação não existe. Minha consciência, que é
semelhante à onda e ao quantum em sua habilidade de
estar em qualquer lugar e em qualquer momento que
deseje por meio do poder da imaginação e da
visualização, expande-se para incluir aquilo que desejo
manifestar. Como partículas, podemos estar separados,
mas, como ondas, já estamos juntos.
Expressando isso de outra maneira: uma das ondas de
probabilidade que se expande a partir deste momento da
vida é aquela que, se se expressasse de man eira
particular, incluiria eu possuir, relacionar -me ou
experimentar de algum modo o que eu deseje manifestar.
A manifestação é a arte de tornar essa possibilidade mais
provável do que seria de outra manei-ra; com efeito, é a
arte de transformar uma onda de possibili-dade numa
partícula de realidade.
No estado de onda, todas as coisas são possíveis, mas
no estado de partícula somente uma ou poucas coisas
podem acontecer ou existir em dado momento. Na minha
consciência de onda, posso ter e não ter o novo emprego
que procuro manifestar; como partícula, ou tenho o
emprego ou não tenho. Na arte da manifestação, aprender
a aceitar e trabalhar com limites é tão importante quanto
aprender a entrar em sintonia com a abundância. Tanto a
especificidade e as limitações da partícula quanto à
qualidade ilimitada da onda precisam ser compreendidas
e apreciadas.
O valor de compreender o estado de onda é que isso
permite ter acesso à esfera da possibilidade e expandir
nossos horizontes com relação ao que é possível . Sem
essa experiência, podemos não ser capaz de nos
visualizar no tipo de realidade particular em que
gostaríamos de estar. Se não consigo enxergar o novo
emprego, por exemplo, como possibilidade real, como
realidade que existe dentro de mim, como potenci al que
sou capaz de satisfazer, então minhas chances de
efetivamente ter esse emprego como realidade particular
são reduzidas. Seguindo a mesma linha de raciocínio, o
fato de eu não conseguir aceitar ou incorporar à minha
vida as particularidades e as espe cificidades desse
emprego nem suas limitações particulares também pode
prejudicar o processo de manifestação.

EXPLORANDO A ORIGEM DA MANIFESTAÇÃO


David Splanger conta que ao atravessar uma ponte
sobre o lago Washington, que separa Bellevue e as
comunidades do lado Leste, onde ele mora, de Seatle
propriamente dita, disse a si mesmo: “Estou tão zangado
que seria capaz de quebrar um monte de vidro!” Ele se
imaginou então com um martelo na mão quebrando
vidraças com grande raiva.
Naquele momento ele ouviu uma batida forte, e o pára-
brisa do carro rachou, quase se estilhaçando. Exatamente
no mesmo momento em que ele pensou em quebrar um
vidro, um caminhão que passava por ele fez saltar uma
pedra de bom tamanho, que rachou o vidro do carro. O
choque imediatamente dispersou a raiva dele. Depois, ao
contemplar a rede de rachaduras que cobria o pára -brisa,
tive de rir. Essa manifestação, diz David, fora demais
literal para o meu gosto!
Freqüentemente explicamos a manifestação dizendo que
nossos pensamentos criam nossa realidade. O livro de
Provérbios da Bíblia diz isso de forma bem
sucinta; “Porque pensa em seu coração, ele é.”
Na experiência narrada, o pára-brisa quebrado
certamente correspondeu ao pensamento que ele teve no
momento em que a pedra rachou. A nitidez da imagem,
aliada à energia da raiva por trás dela, transcendeu a
barreira entre a imaginação e a realidade. O pensamento
certamente pareceu ter criado aquela realidade.

UMA EXPERIÊNCIA DE MANIFESTAÇÃO


Imagine-se pondo uma grande quantidade de sal numa
xícara de água fria. Parte do sal se dissolve, mas a maior
parte fica em repouso no fundo da xícara. Agora você
esquenta a água que está na xícara. À medida que a
temperatura da água aumenta e o calor confere energia a
todas as moléculas dessa solução, as ligações químicas
que compactam o sal numa forma cristalina começam a
enfraquecer e a distender-se. A medida que a água vai
ficando ainda mais quente, essas ligações finalmente vão
se rompendo, e o sal se dissolve. Se você esfriar
novamente a água com cuidado, acabará com uma
solução supersaturada. Não há monte de sal algum, pois
ele se dissolveu todo. Mas na verdade existe mais sal
dissolvido na água do que deveria haver. Trata -se de uma
situação instável. Se você acrescentar alguns cri stais de
sal à solução, esses cristais se tornarão sementes ao
redor do qual o sal dissolvido será capaz de voltar a se
cristalizar para depois precipitar na água. Mais uma vez
você terá um monte de sal na xícara. Nossos
pensamentos e visualizações são da mesma forma, em um
momento inesperado eles se concretizam, ou seja, eles se
manifestam.
Não é o pensamento que cria a nossa realidade. É a
presença que cria a realidade. Quanto mais existe
vitalidade inerente à minha experiência da realidade, mais
essa realidade pode corresponder a essa presença e
abrir-se para receber e personificar a energia dos
milagres e o espírito da manifestação.

TRANSCENDER
Transcender significa superar uma situação e
começar tudo de novo. Nós seres humanos, somos
animais lingüísticos e com isso temos a capacidade de
transcender a qualquer instante da nossa existência. Se o
livre arbítrio não nos possibilitasse essa transcendência,
seria incoerente, seria uma sacanagem cósmica.
São formas traduzidas por sua própria mente de
realidade multidimensionais que sua consciência humana
ainda percebe de modo muito parcial. Átomos, prótons e
Nêutrons.___To-dos nós aprendemos na escola os nomes
dos elementos mínimos da matéria, conforme o modelo
formulado por Niels Bohr, que foi unanimidade no
conhecimento científico das últimas décadas. Hoje na
física Quântica, o modelo de Niels Bohr não faz mais
sentido. Mas baseado nele é que o homem foi à lua. Isso
significa que ele fez estava errado? Não. Ele criou um
modelo, a partir do qual a humanidade foi conduzida para
frente.
Assim é em todos os modelos científicos e filosóficos.
As teorias de Freud, por exemplo: o inconsciente já
existia antes de Freud teorizá-lo? E hoje ainda existe e
tem utilidade para uma série de avanços no c onhecimento
humano.
São muitas as dimensões no Universo, e nos
sintonizamos melhor com cada uma delas quando nos
vestimos e agimos de forma harmoniosa com as pessoas.
Em Roma, faça como os romanos.
“Se você está aqui, é porque pode fazer diferença.
Como todo ser humano, você tem capacidade de
transcender, aplicando ou não essa capacidade, sabendo
ou não de sua existência.” A cada dia você tem a
oportunidade de trans-cender na sua vida. Transcender
significa começar de novo. A maneira de se fazer isso é a
seguinte: primeiro é fazendo escolas, segundo é tendo
ação e terceiro é a mudança ocorrendo.
“Você precisa saber escolher, e pode escolher. Como
força criadora da sua vida, você manifesta no seu
universo físico aquilo que quer tornar realidade. É
responsável por tudo o que lhe acontece de bom e por
tudo o que lhe acontece de ruim.”
Só que as pessoas, de um modo geral, querem ser
responsáveis por aquilo que elas criaram e gostaram, mas
querem culpar o marido, ou os vizinhos, ou a esposa, por
tudo o que não gostaram.
Você é a força criadora da sua vida. Tudo o que está
em volta da sua vida é seu, criado por você.”
Faz-se necessário que desaprendamos o passado, pois
grande parte do que sabemos está se tornando inútil e
obsoleto, podendo até nos atrapalhar. É muito importante
que você consiga treinar sua mente para exercer as
possibilidades, definir as verdadeiras expectativas e
decidir o que deve ser feito agora para sobrepujar os
obstáculos do amanhã. Anteci-pação é a alma do negócio.
A sua empresa esta obtendo os resultados que gostaria
de obter no mercado?
Se a resposta é sim, você está caminhando no caminho
certo. Se a resposta é não, você tem de fazer alguma
coisa de diferente, do contrário sua empresa vai
desaparecer. É só uma questão de tempo.
Lembre-se: A melhor hora de mudar é quando não se
precisa mudar. Gerenciamento da mudança é complexo e
requer muita atenção por parte da liderança da empresa.
Você pode e deve criar o futuro da sua empresa, antes
que alguém o faça de forma que talvez não lhe agrade.
Na vida, podemos aprender de dois modos. Por conta
própria ou seguindo as orientações de quem sabe.
Aprender por conta própria é bom, mas também muito
moroso. Como diz o ditado chinês:’ o tempo é o melhor
dos mestres, só que termina matando todos os seus
discípulos.’
Proporcione aos seres humanos (a começar por você
mesmo!) condições apropriadas de trabalho nas quais
possa haver autorealização, autoconfiança, integridade,
respeito mútuo, visão compartilhada e prosperidade. Faça
com que eles acreditem ser possível realizar as mais
arrojadas metas, e eles farão o ‘impossível.’
Tudo isso transcende em muito a lógica atual do
homem, que ainda usa 5% de sua capacidade mental. Mas
como que alguém mediu isso? Mediu do seguinte modo:
mostrando que você pode acelerar até vinte vezes a
capacidade de funcionamento do seu cérebro. Se você
pode acelerar até vinte vezes, significa que você está
usando apenas 5% dele. Tudo no Universo é constituído a
partir de três unidades básicas. O nosso poder de criar
realidade no Universo pode também ser descrito em três
princípios básicos:
1. O primeiro princípio é a auto-analise:
- O que tem feito à sua vida ser da maneira como ela é?
- As coisas acontecem conforme a sua crença. E a sua
crença não é necessariamente a verdade, mas sim a sua
verdade.
- Se, por exemplo, uma pessoa fica pensando em velhice
associada à doença, à medida que vai ficando velha, vai
ficando doente.
- A vida que você tem hoje é exatamente manifestação
física do que veio pensando até agora. Nós criamos por
intermédio dos nossos pensamentos, alavancados por
nossas opções.
2. O princípio das sugestões:
- O que eu gostaria de pensar para fazer minha vida ser
da maneira que eu gostaria?
- É fundamental que as afirmações sejam positivas, para
formar a nova realidade em sua mente a partir de agora.

PROCEDIMENTO
Sente-se bem confortavelmente e feche os olhos. Você
está tendo a oportunidade de desenvolver a consciência
da prosperidade em sua vida. Com esse exercício, você
estará registrando na sua estrutura psicológica
afirmações que o ajudarão a ganhar a quantidade de
dinheiro que você deseja. Muito mais que isso, além da
parte financeira o Universo também lhe proporcionará
mais saúde e amor.
Torne sua respiração mais profunda e rítmica, sentindo -
se mais relaxado, e sua energia vai ficando mais
balanceada. Continue respirando lentamente e sentindo -
se relaxar cada vez mais. Agora concentre -se em cada
parte do seu corpo, uma parte de cada vez, desde o dedão
do pé direito até o topo da cabeça. Sinta quão relaxado
você está.
Sua mente começa a imaginar um lugar favorito, que
você conhece, ou um lugar que você cria na sua mente.
Imagine-se nesse lugar. Veja, ouça e sinta o que aí existe.
E repita, mentalmente três vezes cada uma das
mensagens seguintes, lentamente, bem concentrado no
que está dizendo para si mesmo:
- Eu mereço ser próspero e rico.
- É justo que eu seja pago para me divertir.
-Minha conexão pessoal com a inteligência universal é o
bastante para me proporcionar uma enorme fortuna.
- Eu (diga seu nome completo) mereço ser próspero e
rico.
- Você (diga seu nome completo) merece ser próspero e
rico.
- Ele (diga seu nome completo) merece ser próspero e
rico.
- O dinheiro é meu amigo.
- Tão somente o fato de eu estar presente produz
resultados maravilhosos.
- Meu bem-estar não tem nada a ver com meu sucesso
financeiro.
- Eu perdôo a meus pais e ao obstetra pela dor que
causaram no meu nascimento. Eu reconheço o amor deles
por mim e o meu por eles.
- Eu Agora estou querendo ser bem sucedido.
- Eu gosto de mim mesmo, portanto gosto dos outros.
- Eu perdôo a meus pais pelo modo como eles me
trataram.
- Eu mereço o amor, independente de ser bem-sucedido
ou não.
- Minha riqueza contribui para minha liberdade e minha
liberdade contribui para minha riqueza.
- Eu agora estou certo que existe o bastante para mim.
- O meu ganho é maior do que as minhas despesas.
- Todo dinheiro que eu gasto volta para mim multiplicado.
- Uma parte do que eu ganho é para eu guardar.
- Todo dia o meu ganho aumenta, independente de eu
estar trabalhando, brincando ou dormindo.
- Todos os meus investimentos são lucrativos em dinheiro
ou em experiências valiosas.
- Eu elimino a escassez da minha vida.
- Eu compartilho minha prosperidade com os outros.
- Dia e noite estou sendo ajudado em todos os meus
interes-ses.
- Minha “profissão, empresa” está melhorando todos os
dias.
- As riquezas de Deus fazem parte de minha vida.
- Alegria, sucesso, prosperidade, riqueza.
- Sucesso, sucesso, sucesso, sucesso, sucesso, sucesso.
- Deus está sempre presente para ajudar -me nas
dificuldades e Deus é a fonte instantânea de meus
recursos, propiciando-me todas as idéias necessárias em
todos os momentos e oportuni-dades.
- Sou grato a Deus por suas riquezas sempre presentes,
imutáveis e eternas.
- Minha renda está crescendo constantemente.
- Eu prospero em qualquer coisa que faço.
O uso diário dessas declarações lhe trará grandes
benefí-cios tanto pessoais quanto profissionais. Faça
todos os dias este exercício, se possível ao acordar, ou
na hora que seja mais conveniente.
3. O princípio de finalidade e objetivo.
- Meta é diferente de objetivo ou finalidade. A meta é uma
etapa em direção a um objetivo maior, a uma finalidade na
vida. É fundamental que saibamos a nossa finalidade na
vida, para poder traçar nossas metas. Se eu alinhar
minhas metas de acordo com minha finalidade de vida, o
Universo passará imediatamente a conspirar a m eu favor.
Se eu fizer esse alinhamento no campo da prosperidade,
nunca mais os pro-blemas financeiros existirão no meu
universo físico.
- Descobrir minha finalidade de vida é passar a saber a
razão da minha existência neste planeta. Para que eu
saiba que caminho seguir, é fundamental saber aonde
quero ir. Essa questão deveria ser colocada desde a
escola primária: “Qual é a sua finalidade na vida?” Se
todos procurassem saber a sua finalidade neste planeta,
certamente a situação da humanidade estaria muitíssi mo
melhor. Escute seu inconsciente, entre em contato com
suas verdades mais intimas. Procure dentro de você,
perceber as respostas a estas perguntas: O que você
mais gosta de fazer? O que mais sabe fazer? O que você
almeja realizar nesta vida? Como você q uer contribuir
para a evolução da humanidade?
Depois de responder a essas perguntas, procure definir
seu objetivo, sua finalidade de vida. Não se limite a
conquistas pequenas, alcançáveis com certa facilidade.
Estabeleça um objetivo realmente grande, al go que possa
fazer com que você se sinta plenamente feliz e vitorioso.
A meta é cada etapa do trabalho que você pode fazer
para construção do seu próprio destino. Ela pode ser
financeira, física, profissional, familiar, mental ou
espiritual. Existem diversos tipos de metas, mas é
fundamental que não restrin-jam a um ou dois desses
aspectos, porque é preciso que todos eles estejam
balanceados em nossa vida. Além disso, a meta precisa
ser especifica: você tem de definir exatamente o que
pretende alcançar, para o seu cérebro possa trabalhar por
isso, em sintonia com o Universo. Precisa também ser
datada: a meta só vale se tiver uma data para acontecer. E
deve ser planejada, porque você não acorda de repente no
último dia do prazo com a meta realizada: deve -se
trabalhar por ela e a partir de agora, desde o momento em
que ela é firmada. A finalidade é mais ampla e mais
espiritual. É a finalidade para qual devem dirigir -se todas
as metas. Qual é a sua finalidade de vida? Responda a
pergunta para você mesmo e siga, confiantemente ativo, a
caminho dessa finalidade e alcançan -do a prosperidade.

Capítulo 15
AMOR
Se você quiser manter-se sadio, vigoroso e forte tem
de saber que só existe um Poder, indivisível, e que Sua
fonte é o amor. Este Poder não conhece oposição. É o
onipotente Princípio da Vida que domina toda a oposição
do mundo e continua como conquistador para sempre
vitorioso. Saiba que você e este Poder de Deus são um
só. Agora, você está formado por ele, e poderosas forças
virão em seu auxílio.
Sigmund Freud, o fundador da psicanálise é uma das
mais importantes figuras da história da psicologia,
declarou que a menos que haja amor na personalidade do
indivíduo, ele adoece e morre. Amor inclui compreensão,
boa vontade e respeito pela divindade do próximo. Quanto
mais amor e boa vontade projetamos e transpiramos, mais
recebemos deles de volta.
Se furamos e esvaziamos o ego de alguém e lhe
ferimos a auto-estima, não podemos conquistar-lhe a boa
vontade. Reconheça que todos querem ser amados e
apreciados. Neste mundo, todas as pessoas precisam
sentir-se importantes. Compreenda que a outra pessoa
conhece seu verdadeiro valor. Tal como você, ela sente a
dignidade de ser uma manifestação do princípio de vida
único, que anima todas as pessoas. Ao fazer isso
deliberada e conscientemente, você reforça o ego da
outra pessoa e ela retribui com amor e boa vo ntade.

O AMOR ESTÁ SEMPRE EMANANDO


O amor deve ter um objetivo. Ele é uma ligação
emocio-nal. Você pode amar a música, a arte, um grande
projeto, uma causa ou o seu ideal. Você pode tornar -se
emocionalmente atraído pelas eternas verdades. Pode ser
absorvido e monopo-lizado pela ciência e por muitas
outras coisas.
Einstein amava o princípio da matemática, e esta
revelou seus segredos a ele. Eis o que o amor faz. Os
astrônomos amam a ciência da astronomia, e estão
constantemente revelando os segredos do céu para nós.

ATÉ ONDE VOCÊ DESEJA SER UMA NOVA PESSOA?


Você deseja abandonar o seu velho eu ___ com seus
falsos conceitos e idéias obsoletas? Quer adquirir novas
idéias, novas imagens, novos pontos de vista? Você é
esclare-cido e receptivo? Se é, deve abandonar seus
ressentimentos, rancores, irritações, temores, ciúmes e
ódios. Se você deseja ir de Los Angeles para Nova York,
deve primeiro deixar Los Angeles. De igual modo, se você
deseja ser uma nova pessoa, deve abandonar seus
temores e ódios e focalizar sua atenção nos conceitos de
harmonia, saúde, paz, alegria, amor e boa vontade, a fim
de gozar da alegria de viver.

O QUE SIGINIFICA O AMOR DE DEUS


As palavras Deus e bom são sinônimas. Quando você
se une mental e emocionalmente com a honestidade, a
integrida-de, a justiça, a boa vontade e a felicidade, você
está amando a Deus, porque está amando o que é bom.
Você ama a Deus quando está fascinado, absorvido e
cativado pela grande verdade de que Deus é Uno e
indivisível e que n’Ele não existem separações ou
disputas. Amar a Deus é ser devotado, leal e fiel ao Poder
Uno, recusando-se a reconhecer outro poder no mundo.
Quando você reconhecer e aceitar definiti -vamente em
sua mente que Deus é na verdade onipotente, você está
amando a Deus do modo mais prático e comum, porque se
mostra leal ao Poder Uno. De vez em quando, sente -se e
medite na mais vital, interessante, fascinante e maior de
todas as verdades, a de que Deus é o único e que tudo o
que conhecemos é parte de Sua expressão.

OS PENSAMENTOS DE MEDO NÃO PODEM FERIR VOCÊ


Você só poderá ser agredido pelos pensamentos de
medo e preocupação ou pensamentos negativos de
qualquer tipo, se os entretiver por muito tempo e os
emocionalizar profunda-mente; do contrário, em nada ele s
lhes perturbarão. Consti-tuem problemas em potencial,
mas só aparecerão se forem atualizados. E seus temores
não podem ser atualizados a não ser que você os
emocionalize, impressionando portanto o seu
subconsciente. E o que quer que ali seja impresso
ocorrerá.

TORNE-SE UM GICANTE ESPIRITUAL


O seu medo é uma idéia ou pensamento agressivo,
dominador, que blasona o poder dele e intimida, humilha
e aterroriza você, trazendo-o para o reino da iniqüidade.
Talvez você tenha medo de se encontrar com este
malfeitor em sua mente. Talvez você receie os resultados
deste encontro e hesite enfrentar este malfeitor para
expulsá-lo.
O medo é uma sombra da mente mantida pela
ignorância e pelo obscurantismo. Quando você trouxer o
medo para a luz da razão e da inteligência, ele não poderá
subsistir e desapare-cerá.
O seu estado mental é o seu senhor. É uma loucura
deixar que este monstro estúpido, cego e ignorante,
chamado medo, impulsione você e dirija suas atividades.
Considere-se vivo e inteligente demais para que isso
aconteça. Sua fé em Deus é maior do que o medo. O medo
é a fé de cabeça para baixo. O medo é um aglomerado de
sombras sinistras na mente. Em suma, o medo é fé na
coisa errada. Torne-se um gigante espiritual, tenha fé em
Deus e convoque Sua força e poder.
Quando você se assegurar de que “quem estiver com
Deus é maioria”, você se sentirá vigiado e orientado em
todos os sentidos, e tornar-se-á o inevitável vencedor.

FLEXIBILIDADE
Um homem, certa vez, decidiu fazer um canteiro d e
flores. Preparou o solo e plantou sementes de diversas
flores que ele havia cuidadosamente escolhido. Quando
as flores brotaram, ele percebeu, no entanto, que seu
canteiro estava cheio não apenas daquelas flores que ele
escolhera e plantara, mas também d e outras plantas que
ele nem conhecia. Consultou então jardineiros de toda a
parte e experimentou todos os métodos conhecidos para
acabar com aquelas plantas. Tudo em vão. Por fim
resolveu consultar o jardineiro do mestre. Explicou -lhe o
seu problema, descreveu as experiências que já havia
feito e para acabar com aquelas plantas, e tudo em vão.
Ficaram então os dois sentados, em silêncio, até que o
jardineiro do mestre olhou para o homem e disse: ___
Bem, então eu sugiro que você aprenda a amar também
essas plantas. Isso quer dizer que na vida você não pode
escolher tudo. Você tem também que se adaptar, você tem
que ter flexibilidade. Porque só assim você vai poder
amar de verdade, amar incondicionalmente.

Capítulo 16
AUTO-ESTIMA / ENTUSIASMO
AUTO-ESTIMA
A auto-estima é fundamental na conquista do sucesso.
Se você não gosta de você mesmo, como vai convencer
os outros de gostarem? Não adianta se cobrir de ouro,
usar roupas lindas, se a auto-estima estiver baixa. O
problema é que o modo como fomos cria dos nos leva a
não gostarmos de nós mesmos. Nossa estrutura nos torna
autocríticos demais.
Em uma pesquisa com crianças entre três e quatro anos
nos Estados Unidos, os cientistas colocaram um
microfone atrás de suas orelhas e gravaram o que
ouviram durante 24 horas. A partir dos dados obtidos
concluiu-se que, desde que nasce até completar oito
anos, uma criança recebe aproxima -damente 100 mil nãos
!!! “Não faça isto!” “Não faça aquilo!” “Não ponha a mão
aqui!” “Não risque isto!” “Não, não e não!” Os cien tistas
concluíram também que, para cada elogio, a criança
recebia nove repreensões.
O que acontece, então, com o nosso cérebro, diante
de tantas negativas? Vai criando limitações, para que
possamos nos sentir aceitos pelos nossos pais e pelas
outras pessoas. E o gênio de cada criança vai
desaparecendo. E a própria raça humana como um todo,
não se desenvolve o quanto poderia.
Todas as crianças podem ser superdotadas, se forem
estimuladas para tal. O mais bonito desta história é que
isso pode ser feito não só na infância, mas em qualquer
momento da vida, desde que se conheça a estratégia
correta. A sua história pode mudar positivamente, a
caminho do sucesso e do pleno uso da sua
potencialidade, a partir de hoje.
Antes de continuar a leitura, re laxe um instante.
Respire. Pense em você. Procure responder a si próprio,
com a maior sinceridade: como esta seu relacionamento
com as outras pessoas? Ninguém pode fazê -lo sentir-se
inferior sem a sua permissão. Ninguém pode entrar na sua
pele para fazer você infeliz. Isso é uma escolha sua. Se
alguém lhe provoca a sensação de inferioridade ou de
infelicidade é porque você esta deixando, você está dando
permissão: o sentimento é seu e é você que decide o que
quer sentir.
Porque será que nós temos dificuld ades em determinar o
nosso comportamento em nosso próprio benefício.
O maior poder de nossa mente está no nosso
subconsciente; no entanto, na civilização ocidental, a
educação costuma estar concentrada no hemisfério
esquerdo do cérebro. A porta do subconsciente é o
hemisfério direito, mas nós não aprende -mos a utilizá-la.
Você sabe como se treina uma pulga? Coloque a pulga
dentro de um jarro e feche-o. A pulga não gosta de ficar
presa e começa a pular. Ela pula, bate na tampa do jarro e
volta, bate e volta várias vezes até que seu cérebro chega
à conclusão de que não adianta e ela começa a pular
numa altura menor, sem bater na tampa. Depois que isto
acontece, pode-se tirar a tampa do jarro que nunca mais a
pulga pulará para fora. Seu cérebro condi cionou-se à
existência da tampa e ela nunca mais vai identificar a sua
ausência.
Como se treinam elefantes? O princípio é o mesmo
usado para as pulgas. O treinador pega o elefante quando
bebê, passa uma corda em seu pescoço e o amarra numa
árvore. O elefantinho tenta sair, mas a árvore é pesada,
forte, e ele não consegue. Depois de tentar várias vezes,
ele desiste. Aí ele cresce, vai para o circo, e a única coisa
que o palhaço tem que fazer para prendê -lo é amarrá-lo
com uma corda na perna de um tambo rete. O elefante
continuará pensando que está amarrado numa árvore.
O primeiro exercício fundamental para se melhorar a
auto-estima é o relaxamento. Aprendemos na escola que o
trabalho enobrece, faz bem à saúde. Tudo bem. Mas isto é
verdade apenas quando você sabe também fazer o
cérebro entrar em ritmo alfa, relaxar. E xistem várias
técnicas de relaxamento, como respiração, músicas
especiais, mantras para meditação, massagem, ioga, etc.
Poucos sabem a diferença entre distresse e estresse. O
estresse é uma coisa boa, está ligado à emoção de
realizar coisas e traz energia. Entretanto, se eu ficar
preocupado e ansioso para fazer algo, isto é “distresse”,
que é prejudicial. O único lugar no mundo onde não existe
estresse é no cemitério. O pessoal que mora lá não tem
estresse nenhum: a “vida” é calma, tranqüila, sem
problemas.
O ponto seguinte é a visualização. Se você fizer uma
visualização bem-feita, seu cérebro não distingue se o
fato aconteceu ou se você só pensou. Dá no mesmo.
Vamos citar um estudo que demonstra bem esta situação.
Na universidade de Yale, foram selecio nados trinta
estudantes que nunca haviam atirado. Todos fizeram
testes de tiro e foram selecionados porque obtiveram a
mesma média de acerto. Depois disso, eles foram
divididos em três grupos: o primeiro grupo treinou vinte
minutos por dia, cinco dias por semana, durante seis
semanas; o segundo, veio ao campo de treina -mento o
mesmo número de vezes que o primeiro, mas apenas
imaginou-se atirando ao alvo, fazendo com as mãos o
gesto de atirar; o terceiro, vinha ao local dos treinos, mas
só ficava brincando à toa. Após o período de seis
semanas, os testes de tiro foram repetidos: o primeiro
grupo, que havia treinado com revólver, melhorou 83%, o
segundo grupo, que apenas visualizou os tiros, melhorou
82%; e o terceiro grupo, que ficou à toa, apresentou o
mesmo desempenho anterior. Isto demonstrou que o
revólver foi nada mais nada menos do que um
instrumento para concentrar a mente.
O terceiro passo da auto-estima é saber aceitar as
falhas. Como é que aprendemos a andar? Nós caímos e
nos levanta-mos, caímos e levantamos até acertar. Se
num determinado momento, quando neste seu
treinamento ainda neném, você dissesse: “não vou
conseguir, não adianta!” ___ você estaria andando até
hoje? Mas o bebê não está nem aí para isso: ele vai
experimentando e falhando até que, um dia, ele anda. Na
nossa educação, no entanto, falhar é pecado e, à medida
que isto acontece, nossa auto-imagem vai sendo
destruída. Acontece que é tempo de lembrar do bebê
persistente que já fomos.
Tudo que é importante na vida você não faz c erto da
primeira vez. Temos que estar preparados para aprender
com as falhas. Se você disser: “não quero falhar” ___
será muito mais difícil progredir na vida. Quanto melhor
você aceita suas falhas, mais aprende com elas para fazer
certo da próxima vez. E assim, aprendendo, acertando,
progredindo, você confiará mais em si mesmo e terá mais
auto-estima. Erros são grandes momentos na nossa
existência.

OUTRA RECEITA DE AUTO-ESTIMA É SORRIR


Vocês sabiam que para franzir a testa usamos 32
músculos e, para sorrir, apenas 28? “Sorria, sorria, nem
que seja por economia.”
O sorriso é muito importante para melhorar sua auto -
estima. Quando você sorri, mesmo que não esteja
sentindo nada, o seu cérebro recebe uma mensagem de
que está tudo bem. Existe uma conexão direta entre o
sorriso e o sistema nervoso central. Quando você sorri,
libera no cérebro um hormônio chamado beta-endorfina,
que leva para sua mente uma mensagem positiva. Você
sabia que as mulheres sorriem muito mais que os
homens? Há vários estudos que mostram isso. E como
você provavelmente sabe, as mulheres vivem em média
oito anos a mais que os homens.

DOAR-SE
Mais uma atitude importante para reforçar sua auto -
estima é a capacidade de você se doar, prestar serviços
úteis ao seu próximo, à sua comunidade, sem interesse
financeiro. Faça coisas de graça e você verá que o mundo
vai lhe devolver a doação. Isso não significa que você não
deva valorizar o seu trabalho. Pratique a Síndrome de
Robin Hood ___ cobre caro do rico e ajude o necessitado.
Além disso, pratique a generosidade, até para quem não
precisa.

AMBIENTE
Outro item fundamental são as pessoas ao seu redor.
Se você vive em terreno de peru, é muito difícil você
aprender a voar feito águia. Se você convive em
ambientes de pessoas negativas, é difícil desenvolver
uma auto-estima sadia. Isso não significa deixar de lado
pessoas que precisam de você, mais saiba escolher
ambientes e relacionamentos propícios à sua felicidade.
Se você, antes de mais nada, não estiver bem, não
conseguirá ajudar os outros a ficarem bem, e o círculo
vicioso poderá ser prejudicial a todos.
HÁ UMA FORÇA ESPECIAL DENTRO DE VOCÊ
Do mesmo modo que a pulga e o elefante, também
nós, seres humanos, temos uma série de
condicionamentos programados em nossa cabeça e
geralmente não nos damos conta disso.
Aos sete anos é importante que minha mãe me oriente
para não atravessar a rua sozinho, pois um carro pode me
atingir. Hoje, adulto, isto não teria mais sentido. Seria um
transtorno para minha vida ter que ch amar minha mãe
toda vez que eu precisasse atravessar a rua. Desta
limitação (como se fosse a tampa do jarro da pulga) eu já
me livrei; mas quantas “tampas” ainda conservo na minha
vida das quais não tenho consciência? Quantas entraram
na minha estrutura com os cem mil “nãos” que ouvi na
infância, sem que eu me lembre de reavaliar a sua
necessidade e sua importância para a minha vida presente
e futura?
Existem na literatura diversos relatos sobre pessoas
que adquirem força sobre-humana em momentos
extremos, situações de emergência. Um dos casos mais
famosos é o de uma mulher com menos de cinqüenta
quilos que trocava o pneu de uma pick -up, quando o
macaco escorregou e seu filho de quatro anos, que havia
saído do carro sem que ela visse, ficou preso emba ixo do
carro: ela levantou a pick-up, que pesava toneladas, para
libertar seu filho. Como é que pode? De onde veio esta
força? Não pode ser muscular, mas sim do inconsciente.
Existe uma força especial que vem de dentro de você.

ENTUSIASMO
Viver da melhor maneira possível agora é viver com
entusiasmo e se sentir animado com a vida que Deus lhe
deu. É acreditar que os dias vindouros encerram mais
coisas boas, mas também é viver no momento e aproveitá -
lo ao máximo!
Não sejamos ingênuos. As pressões da vida moderna
constantemente ameaçam afetar nosso entusiasmo,
fazendo com que ele se evapore rápido, se não for
continuamente reforçado. Você talvez conheça pessoas
que perderam a paixão, o entusiasmo pela vida. Elas já se
sentiram animadas com relação ao f uturo, aos seus
sonhos mas perderam o ardor.
Talvez até mesmo na sua vida você tenha visto indícios
do declínio do entusiasmo. Talvez tenha havido uma
época em que se sentiu entusiasmado pelo seu
casamento. Você estava profundamente apaixonado,
repleto de paixão, mas agora sua união se tornou insípida
e estagnada. Ou quem sabe você sentia um grande
entusiasmo pelo seu emprego. Adorava trabalhar, mas
recentemente ele se tornou desinteressante, rotineiro e
enfadonho. É possível que tenha havido uma época e m
que você sentia entusiasmo por servir a Deus. Você mal
podia esperar a hora de ir para a igreja, adorava ler a
Bíblia, rezar e passar momentos com seus companheiros
de fé. No entanto, ultimamente você tem pensado: Não sei
o que está errado comigo. Não tenho motivação. Não sinto
entusiasmo. Faço as coisas por fazer.
A verdade é que grande parte da vida é rotineira e
podemos ficar estagnados se não tivermos cuidado.
Precisa-mos despertar, repor dia-a-dia o suprimento das
boas dádivas de Deus. Como o povo de Israel no deserto
que tinha de reunir todas as manhãs as provisões
milagrosas de maná de Deus, nós também não podemos
sobreviver com o suprimento de ontem. Precisamos
renovar diariamente o entusiasmo. A palavra entusiasmo
deriva de duas palavras gregas, en theos, que significam
“inspirado por Deus”. Nossa vida precisa ser inspirada,
infundida e preenchida todos os dias com a bondade de
Deus.
Tome a decisão de que você não vai passar nem mais
um dia sem a alegria do Senhor na sua vida; sem amor,
paz e paixão; sem estar entusiasmado com a sua vida. E
entenda que você não precisa ter algo extraordinário
acontecendo para ficar entusiasmado. Talvez não viva no
ambiente perfeito, não tenha o emprego perfeito nem o
casamento perfeito, mas mesmo assim você pode
escolher viver cada dia com entusiasmo. Diz a escritura:
“Não relaxeis no zelo.” Por acaso esses termos
descrevem sua vida? você resplandece com a presença de
Deus? Arde de entusiasmo? Você pode arder! Quando
acorda de manhã, você se levanta com paixão para
enfrentar o dia? Você se sente estimulado com os seus
sonhos? Vai trabalhar todos os dias com entusiasmo?
“Bem, na verdade não gosto do meu trabalho”, queixa -
se uma pessoa. “Não suporto dirigir no trânsito. Não
gosto dos meus colegas de trabalho.”
Se essa declaração soa familiar, é preciso mudar de
atitude. Você deve sentir-se grato por ter um emprego.
Precisa apreciar e permanecer entusiasmado com as
oportunidades que Deus lhe deu. Independentemente da
sua situação na vida, aproveite -a ao máximo e seja o
melhor que é capaz de ser. Se a sua tarefa no momento é
criar os filhos, faça-o com paixão. Faça-o com
entusiasmo. Não diga: “Droga! Os meus amigos estão
fazendo coisas importantes e estimulantes, e tudo que
estou fazendo é cuidar destas crianças.”
O trabalho de uma mãe é uma das tarefas mais
importantes do mundo. Mas precisa permanecer
entusiasmada. Talvez não tenha ninguém dando tapinhas
nas suas costas ou encorajando-a. O dia de uma mãe
pode não ser repleto de eventos extraordinários. Há
fraldas para trocar, crianças para alimentar, roupas a
serem lavadas e passadas, serviços domésticos que
precisam ser feitos, tarefas mundanas que parecem
recomeçar no momento em que você as termina. Mas, no
meio corriqueiro, você pode escolher ter uma atitude
extraordinária com relação ao seu trabalho. A escritura
nos diz para fazer tudo o que fazemos de todo o coração,
“para não relaxar no zelo”
Se você trabalha fora de casa, não ofereça ao seu
empregador um esforço apático. Não perca tempo ao
telefone, desperdiçando o tempo e o dinheiro do seu
empregador. Se estiver cavando uma vala, não passe
metade do dia apoiado na pá; faça o seu trabalho com
excelência e entusiasmo!
“Afinal de contas, não sou bem pago. Não deveria ter
de trabalhar tanto.”
Você não será abençoado com esse tipo de atitude.
Deus quer que você dê ao seu trabalho o máximo de si.
Seja entusiástico. Dê o exemplo.
Devemos ficar tão entusiasmados e cheios de alegria
que as outras pessoas vão querer o que nós temos.
Pergunte a si mesmo: “Eu vivo de uma maneira
interessante e contagiante? As minhas atitudes, palavras,
expressões, a maneira como lido com os desafios e os
reveses, fazem com que as pessoa s queiram o que eu
tenho?” Em outras palavras, você está conduzindo as
pessoas para Deus com a sua alegria, sua cordialidade,
seu entusiasmo e sua atitude de fé? Ou afasta as pessoas
porque é constantemente negativo, desanimado, irônico
ou cínico? Ninguém gosta de ficar perto de alguém assim.
Se você quer conduzir as pessoas para Deus, ou
simplesmente para um melhor modo de vida, nutra algum
entusiasmo e sinta-se estimulado pela vida.
Numa história ficcional de Tom Sawyer. Quando
criança, Tom recebeu a incumbência de pintar a cerca.
Bem, Tom não estava com vontade de trabalhar; queria
brincar com os amigos. Mas, em vez de assumir uma
atitude negativa e amarga, decidiu tirar o melhor proveito
possível da situação. Começou a pintar a cerca com
entusiasmo, como se estivesse gostando muito do que
estava fazendo. Quando seus amigos apareceram e viram
como Tom estava se divertindo, ficaram com inveja dele.
E perguntaram: ___ Ei, Tom! Será que você deixa a
gente tentar pintar a cerca? ___ De jeito nenhum ___
respondeu Tom. ___ Esta é a minha cerca. É o meu
projeto. Vocês nunca conseguiriam fazer o que estou
fazendo. ___ Ele realmente exagerou na situação. E vocês
conhecem a história. No fim das contas, Tom Sawyer ficou
sentado olhando os amigos fazerem todo o seu trabalho,
apenas porque tinha abordado a tarefa com entusiasmo.
Quem sabe o que aconteceria se cada um de nós
vivêssemos com mais animação nos olhos, com o coração
repleto de paixão, o rosto coberto de entusiasmo? Em vez
de se arrastar por aí, queixando-se por não querer cortar
a grama, ponha um sorriso no rosto, mais elasticidade no
andar e comece a agir como se estivesse gostando do que
está fazendo. Talvez alguém apareça para ajudá -lo! Mas
se isso não acontecer, pelo menos você se sentir á melhor
com relação ao trabalho. Terá mais energia e terminará
mais rápido o que tem de fazer. Você ficará
impressionado com a maneira como Deus derramará a
graça Dele sobre você e como as oportunidades
começarão a surgir, quando você começar a viver com
entusiasmo. Os empregadores preferem funcionários que
se sentem estimulados a trabalhar na empresa deles. É
muito mais provável que o seu chefe lhe dê um aumento
ou uma promoção, se você tiver uma boa atitude e se
mostrar entusiasmado com o trabalho do que se
simplesmente aparecer na firma e fizer o serviço de uma
forma mecânica. Na verdade, pesquisas demonstram que
as pessoas entusiásticas freqüentemente recebem mais
promoções do que aquelas que são efetivamente mais
qualificadas. A pessoa otimista é promo vida apenas
porque tem uma boa atitude

NÃO FAÇA AS COISAS NA VIDA APENAS POR FAZER.


SINTA ALGUM ENTUSIASMO.
É assim que você e eu devemos ser. Não faça as
coisas na vida apenas por fazer. Sinta algum entusiasmo.
Escolha ser feliz; viva com excelênci a e integridade, e
torne seus passos mais elásticos. Ponha um sorriso no
rosto. Dance se quiser e deixe que o mundo saiba que
você está aproveitando a vida que Deus lhe deu!
Meu amigo, se quiser ver a graça de Deus, faça tudo
com todo o coração, com paixão e ardor. Você não apenas
se sentirá melhor, mas esse ardor se espalhará e logo
outras pessoas irão querer o que você quer. Quer que a
sua vida exerça um impacto? Você pode mudar a
atmosfera da sua casa ou do seu escritório com um pouco
de entusiasmo. Não viva nem mais um dia derrotado e
deprimido. Desperte, reacenda a sua chama.
No Novo Testamento, o apóstolo Paulo encoraja seu
jovem colaborador Timóteo: “Reaviva a alma. Reacende a
brasa. Desperta o dom que está dentro de ti.” Paulo
estava lembrando ao seu assistente que ele devia viver
com entusiasmo. Dê tudo de si. Não se conforme com a
mediocridade.
Você talvez precise viver ou trabalhar com pessoas que
tendem a serem negativas, que têm a tendência de
arrastá-lo. Mas não deixe que joguem água na sua
fogueira. Não permita que a falta de entusiasmo delas
reprima a sua paixão. Se o seu parceiro é preguiçoso,
tome a decisão de que mesmo assim você vai ser uma
pessoa feliz e cheia de entusiasmo. Se você trabalha com
pessoas que têm sempre uma atitu de negativa, procure
superar essa negatividade sendo positivo, animador e
edificante. Atice a sua chama mais do que de costume
para garantir que o fogo não irá se apagar.
Quando todas as outras pessoas estão deprimidas e
se sentindo derrotadas, quando você estiver sem ninguém
por perto para consolá-lo, simplesmente encoraje a si
mesmo. A sua atitude deve ser a seguinte: Não me
interesso pelo que qualquer outra pessoa faça ou deixe de
fazer. Vou viver a minha vida com entusiasmo! Vou
manter ativo o meu ardor. Vou ser uma pessoa
resplandecente. Vou sentir paixão por ver meus sonhos
se tornarem realidade.

DEUS TEM COISAS MAGNÍFICAS RESERVADAS PARA


VOCÊ
Antes de ler este livro, você talvez estivesse deprimido
ou preso a uma rotina. Talvez estivesse q uase desistindo
dos seus sonhos. Você não estava entusiasmado com as
pessoas na sua vida pessoal ou profissional. Mas agora
você entende melhor as leis da mente e seus passos a
serem tomados! Agora, sabe que Deus tem coisas
magníficas reservadas para você. É chegada a hora de
reacender a sua chama; recupere o entusiasmo e adote
uma atitude vigorosa, positiva e alegre.
“Você pode dizer: Eu tive um ano difícil. Passei por
muitas decepções. Perdi muitas coisas boas.”
Talvez, mas já pensou no seguinte? Nã o fosse a
bondade de Deus, você poderia ter perdido tudo, talvez
nem estivesse aqui hoje. Por que não ser grato pelo que
você tem? Pare de olhar o que está errado e comece a
agradecer a Deus o que está certo. Levante -se todos os
dias esperando coisas boas. Comece a contar com a
graça de Deus. Comece a esperar as bênçãos Dele. Fique
animado com o dia de hoje.
Este pode ser o dia em que as coisas vão se modificar.
Este pode ser o dia em que você vai receber um milagre.
Este pode ser o dia em que vai conh ecer a pessoa dos
seus sonhos. Este pode ser o dia em que seu filho vai
voltar para casa. É assim que você permanece
entusiasmado, mesmo nos momentos difíceis. Você
espera coisas boas. Você permanece repleto de esperança
e coisas maravilhosas acontecerão e m sua vida.

Capítulo 17
AMBIÇÃO / MOTIVAÇÃO / DECISÃO / INTUIÇÃO
AMBIÇÃO
A Ambição está na base de tudo. Sem o desejo de se
conseguir alguma coisa, não a conseguiremos. Tudo o
que você faz na vida começou com um desejo, uma
ambição. Se alguém chega à conclusão de que não
precisa mais de nada na vida, conclui também que está na
hora de morrer.
Uma vez, após um curso sobre o sucesso nos Estados
Unidos, um senhor na primeira fila levantou e disse:
“Concordo com tudo que foi dito até agora, mas eu dirijo
um carro de entrega de biscoitos há trinta anos; acordo
às cinco horas da manhã, pego meu carro e vou às
padarias; volto e lavo o carro, já preparando tudo para o
dia seguinte. Estou quase aposentado e pretendo
continuar a dirigir meu carrinho: não quero coisas novas
e difíceis a partir de agora.” Foi respondido à ele: Meus
parabéns, alguém tem que entregar biscoitos. O que não é
certo é ficar dirigindo carrinho de biscoitos e culpando o
governo, a inflação, os inimigos ou qualquer outro
motivo, por não fazer outras coisas. Desse jeito não se
vai para frente. Ninguém deve ficar culpando os outro s
por não ter satisfação na vida. Deve, sim, olhar para si
próprio e puxar de dentro de si a ambição positiva, a
vontade de prosperar.
Se você continuar fazendo o que sempre fez, vai
continuar conseguindo o que sempre conseguiu. Se você
quer coisas diferentes, tem que fazer alguma coisa
diferente. Isto não significa fazer coisas absurdas, mas
pequenas coisas repetidas diariamente.
Se eu sair da Europa de avião em direção ao Brasil,
com apenas um grau de diferença na rota eu posso
terminar em Porto Alegre ou em Manaus. Na saída, uma
pequena diferença não é quase nada, mas ela se capitaliza
à medida que o tempo passa, e no final faz uma grande
diferença no destino, ou seja, no resultado.
Não se pretende que as pessoas se transformem em
super-gênios da noite para o dia, mas apenas que
assumam novas atitudes em pequena escala, mudando
alguns graus em sua rota e firmando um destino
realmente bem-sucedido. Acabe de ler este livro com
idéias diferentes: o que vai fazer de novidade amanhã de
manhã? Vai cuidar mais de seu corpo? Vai comer menos?
Vai fazer ginástica? De que tipo? Procure o princípio do
prazer, fazendo aquilo que gosta de fazer. Corra, se
gostar de correr. Caso contrário vai desistir logo. Você
deve fazer as coisas sem precisar de muita força de
vontade. Espontaneamente. Em harmonia com suas
aspirações mais íntimas.
Não consigo entender como alguém pode dizer:
“daqui pra frente não tenho mais nada para fazer”, tendo
tanta coisa para resolver no mundo. Os cardiologistas
sabem que, após a aposentadoria, o risco de morte
triplica em relação ao grupo da mesma faixa etária que
está na ativa. As pessoas que vivem mais são aquelas que
estão sempre em atividade.

MOTIVAÇÃO
O QUE É MOTIVAÇÃO?
Existe ainda muita confusão e desconhecime nto sobre
o que é e o que não é motivação. Vemos ainda que a
motivação é quase sempre relacionada com desempenho
positivo.
Mas, será que é verdade?
A Hierarquia das Necessidades de Maslow.
Segundo Abraham Maslow, dentro de todo ser humano
existe uma hierarquia de necessidades. Necessidades
da carência, porque devem ser satisfeitas para que os
indivíduos se sintam saudáveis e seguros. As outras são
as necessidades do crescimento, porque estão
relacionadas ao desenvolvimen-to e à realização do
potencial de cada pessoa. À medida que cada uma dessas
necessidades é substancialmente satisfeita, a
necessidade imediatamente superior se torna dominante.
1. Necessidades fisiológicas: fome, sede, sono e
repouso, abrigo, desejo sexual e outras necessidades de
sobrevivência. Estas necessidades são relacionadas com
a própria subsistên-cia e existência do indivíduo.
2. Necessidades de segurança: Segurança, estabilidade e
proteção contra danos físicos e emocionais.
3. Necessidades de associação: Interação social, afeição,
companheirismo e amizade.
4. Necessidades de estima: Auto-respeito, amor-próprio,
autonomia, realização, status, reconhecimento e
consideração.
5. Necessidades de auto-realização: Crescimento, auto-
satisfação e realização do potencial pessoal.
Maslow não teve a intenção de dizer que qualquer
necessidade sempre recebe uma satisfação completa.
Pelo contrário, ele acreditava que é preciso um mínimo de
satisfação antes que uma necessidade deixe de preocupar
a pessoa à exclusão de outras, mais elevadas. Uma vez
alcançado esse ponto, a pessoa ficará livre para sentir as
tensões associadas com o próximo nível da hierarquia e
para experimentar um novo conjunto de comportame ntos
feitos para satisfazer a nova necessidade.
No processo de motivação, as necessidades não
satisfeitas criam tensão, que levam a atividades
direcionadas a satisfazer a necessidade humana de
reduzir a tensão. A motivação pode ser descrita como o
processo de estimular o indivíduo a tomar ações que
levarão ao preenchimento de uma necessidade ou à
realização de uma meta desejada.
A motivação existe dentro das pessoas e se dinamiza
através das necessidades humanas. Todas as pessoas
têm suas necessidades próprias, que podem ser
chamadas de desejos, aspirações, objetivos individuais
ou motivos. Certas necessidades são basicamente
semelhantes quanto à maneira pela qual fazem as pessoas
organizarem seu comportamento para obter satisfação.
O que fazer para ter sucesso e se sentir útil?
Neste momento de desmotivação e
desapontamento consigo mesmo, a pessoa precisa:
1. Reavaliar toda sua trajetória de vida, fazer uma auto-análise profunda, mergulhando no
seu íntimo e buscando respostas para suas próprias incertezas.

2. Depois será necessário começar a tomar atitudes


coerentes com o que pensa e com aquilo em que acredita
ser o melhor para sua própria vida.
3. Procurar conversar com pessoas esclarecidas
também é uma ação digna de quem está à procura de suas
próprias realizações.

4. Também é muito importante buscar o equilíbrio


emocional em todas as etapas da vida, tirando uma lição
das “derrotas temporárias” que porventura possam
acontecer.
5. Vale a pena lembrar, que sem motivação, o ser
humano não chega a lugar algum.
6. É preciso ter coragem, força interior,
determinação, bom humor, inteligência emocional e viver
a vida em plenitude.

PRINCÍPIO DA MOTIVAÇÃO
Não seja uma vítima dos broxadores de sonho e
futuro, eles sempre rodeiam aqueles que estão no
caminho da vitória, são uns infelizes que pregam a
felicidade, aqueles que nunca ganharam um vintém e
querem lhe ensinar a ganhar milhões, são aqueles que
não amam e falam de amor.
Sempre que um deles lhe fala “vou lhe dizer isto para
seu bem”, sempre vem algo ruim depois…
Os broxadores somente podem atuar em nossa vida
quando permitimos que isso aconteça.
Afaste-se de pessoas negativas, elas são como tei as
de aranha, que envolvem delicadamente e depois tornam -
se difíceis de serem retiradas.
Quando um broxador de sonho age, normalmente é
mal, mas faz sim, pois por pequenas coisas às vezes
perdemos grandes coisas. Existe um ditado do folclore
que diz: “Por causa de um cravo, perdeu-se a ferradura.
Por causa de uma ferradura, perdeu -se o cavalo. Por
causa de um cavalo, perdeu-se o cavaleiro. Por causa de
um cavaleiro, perdeu-se a batalha. Por causa de uma
batalha, perdeu-se o reino!”
É o seu reino que está em jogo, maus agouros têm
perna curta, mas correm rápido e fazem muitos estragos.
Livre-se deles.
Uma rã quando colocada numa panela com água
fervendo salta como louca e geralmente consegue fugir.
Mas quando se coloca a rã numa panela com á gua fria,
esquentando-a lentamente até ferver, a rã não tenta
escapar e acaba por ser cozinhada. Na realidade, a rã
termina por adaptar-se quando o calor aumenta
lentamente, e esta adaptação a leva para a morte.
Os broxadores de sonho nos colocam em água fria e
vão esquentando aos poucos, e muitos de nós vamos
acreditando, até que a água ferva e ali se vão nossos
sonhos. Quando alguém colocar você numa panela com
água fervendo pule, quando a água estiver fria pule
também.
Não tente adaptar a situações adversas aos seus
anseios de existência, é suicídio, principalmente vindo de
pessoas negativas, que na realidade não se importam com
você, apenas testam em você o kit -malvadeza que as
alimenta.
Manter-se com motivação é a única maneira de livr ar-
se dos broxadores de sonho e futuro. A motivação é como
banho, devemos ter contato com ela todos os dias, assim
como o banho limpa nosso corpo das impurezas do
mundo, a motivação limpa nossa mente e coração das
impurezas das bocas do mundo.
Descubra as coisas que possam mantê-lo com
motivação, e use-as todos os dias, comece agora.
O agora é a rocha sólida onde assenta o nosso futuro.
Tudo quanto desejamos para amanhã, temos de lhe dar
consistência hoje.
Miguel Unamuno

DECISÃO
Cada um de nós, gostando ou não, leva a vida tomando
decisões. Naturalmente, é assim que deve ser; a
alternativa é ter uma vida em que as decisões são
tomadas por outra pessoa. A maioria de nós preferiria
tomar, ao menos, algumas decisões por conta própria,
não importa quão difícil pudesse ser.
“Tomar decisões” vai muito além de ter que tomar
deci-sões importantes na vida; tem muito a ver com fazer
opções, independentemente, nos maiores e menores
setores de nossas vidas.
Cada movimento que fizer amanhã ___ ou em qualquer
dia, depois ___ será governado pelas decisões que toma
agora. Poucas serão importantes, a maioria será
acidental. Mas todas, consciente ou inconscientemente,
exigirão uma tomada de posição de sua parte.
O direito de tomar suas próprias decisões é um dos
maiores direitos que terá. Mas, como muitos temas que
discutimos que têm a ver com auto -aperfeiçoamento, a
tomada de decisões é uma arte que nunca nos ensinaram
na escola.
Decisões não apenas sobre que os negociantes estão
treinados a tomar. Decisões diárias da vida também.
Aprende-mos a tomá-las ___ ou evitá-las ___ quase
acidentalmente por sermos condicionados por outros
indivíduos.

AS SUAS DECISÕES SÃO SUAS OPÇÕES NA VIDA


Tudo que você faz é o resultado de suas dec isões.
Todos nós tomamos várias decisões em um só dia ___ e
não temos consciência de assumir a maioria delas. E
contudo, cada uma delas o afeta de alguma forma. Se está
ciente delas, dá ao seu ego maior opção no assunto.
Reconhecendo que suas decisões são as direções que
planejam o curso da vida, você dá a si mesmo a chance de
decidir o que deseja que estas decisões sejam.
Um dos tesouros que você recebeu ao nascer foi o
direito e a responsabilidade de tomar decisões. Se
abandonar esse direito, você sempre terá de conviver com
os resultados de ter permitido que o resto do mundo tome
decisões por você.
Às vezes é fácil ter a sensação de que a vida é um
espectador de esportes: vemos um jogo, praticado por
outros, aquém permitimos tomar decisões por nós ___ e
de alguma forma controlar ou viver nossa vida por nós.
Enquanto isso, começamos a acreditar que nossas vidas
___ “nosso ego” ___ não corre risco algum. O batedor se
coloca na pequena elevação e atinge a bola ___ ou falha.
O zagueiro toma, em uma fração de segundo, a decisão de
jogar a bola ou correr os últimos cinco metros.
Observamos o jogo, mas alguém o está praticando para
nós.
Mas a vida que você leva diariamente não tem de ser
um espectador. Você é o jogador, e tem a opção de jogar.
Se toma suas decisões, há boas chances de que gozará
sua vida de uma maneira que lhe dará mais felicidade e
realização.
Suas decisões não tem de ser sempre acertadas. T odo
mundo comete erros ao longo do caminho. Mas você, sua
vida e cada parte dela passarão melhor se você resolver
tomar suas próprias decisões. Isto não significa que não
deve ouvir um bom conselho ou aceitar uma colocação
inteligente de outra pessoa. Mas quando se pensa a
respeito, o mundo se torna um lugar muito melhor para se
viver quando você tem o controle de si mesmo e usufrui a
liberdade de tomar decisões.

CONSEQUÊNCIAS DA FALTA DE DECISÃO


Um homem disse, há não muito tempo, que não sabia
o que fazer nem o que era razoável ou lógico, não
podendo, portanto, tomar uma decisão. Ele foi retrucado
que isso, em si, já era uma decisão, isto é, a decisão de
não decidir; enfim, que ele já havia resolvido aceitar a
opinião geral, que é a de todas as pes soas. Acresce,
ainda, que, decidindo não decidir, alguém acabaria
decidindo por ele, já que ele se recusava a governar sua
própria mente.
O homem em questão, após algum tempo, começou a
perceber que era tolice não dar curso a seu próprio
pensamento, raciocínio e capacidade dedutiva, deixando,
assim, que as decisões fossem tomadas pela lei das
probabilidades ou de acordo com a opinião geral das
pessoas. Essa atitude, entretanto, se modificou, quando
ele adotou a prática de fazer a seguinte oração:
“Creio em meu próprio poder, em minha capacidade e
na integridade de meus processos mentais e espirituais e
sempre pergunto a mim mesmo: Se eu fosse Deus, que
decisão tomaria? Sei que meu motivo é justo e tenho o
desejo de fazer aquilo que é certo. Todas as minhas
decisões têm por base o fato de serem tomadas pela
Sabedoria Infinita, o que nos permite admitir que sejam
corretas.”
Após adotar essa oração, aquele homem passou a
tomar todas as sua decisões, tanto domésticas como
comerciais e profissionais. Atualmente, vive muito bem,
desfrutando de melhor saúde e, também, mostrando maior
eficiência, mais compreensão e grande prosperidade.
Todas as decisões têm como base o Poder Infinito e
todas as pessoas conscientes têm capacidade para
decidir. Não é certo deixar que os outros decidam por nós
ou dizer que Deus decidirá por nós, pois, ao dizermos
isso, estamos nos referindo a um Deus exterior, quando
Deus, na realidade, somente age através de nós mesmos.
A todos nós é dada a faculdade de esco lher e de
decidir, pois somos dotados de volição e iniciativa,
elementos caracte-rísticos do indivíduo. Aceite sua
responsabilidade e natureza divina e tome suas próprias
decisões, pois as outras pessoas não são, em nada,
melhores do que você. Ao se recusa r a tomar suas
próprias decisões, você está, na verdade, rejeitando sua
natureza divina e se permitindo pensar com um
sentimento de inferioridade e de submissão, mais próprio
dos escravos e dos seres inferiores.

Diga:
Tomo decisões corretas. Confio em me u julgamento e
tenho fé em meu ego e em meu talento.
Não me apresso e examino cada decisão minha. Mas
quando algo precisa ser feito, eu o faço. Assim, tomo
boas decisões rapidamente a tempo.
Nunca adio qualquer decisão que eu precise tomar.
Estabeleço minhas prioridades e tomo as decisões que
colocam meu pla-no em ação.
Gozo a satisfação que recebo da tomada de decisões
acertadas e de fazer as coisas necessárias.
Organizo meus pensamentos. Sou capaz de ver soluções
alternativas com clareza e precisão. Av alio a situação,
escolho o curso correto de ação, e tomo a decisão
acertada.
Sou aberto e objetivo. Sou bom quando se trata de reunir
fatos de que necessito ___ para tomar a melhor decisão
possível.
Não perco tempo pensando desnecessariamente e
preocupando-me com o resultado das decisões tomadas.
Uso meu tempo fazendo as decisões funcionarem, da
forma mais positiva e produtiva.
Nunca permito que o medo do fracasso fique no caminho
de minhas decisões. Em vez disso, considero o resultado
positivo e bem-sucedido de toda decisão que tomo.
Se cometo um erro, sou sempre capaz de vê -lo da melhor
maneira possível, corrigi-lo e continuar.
Tenho confiança em meu ego. Procuro e ouço o conselho
e opinião dos outros, mas também escuto o conselho da
minha própria mente.
Sei que meus sucessos são o resultado positivo das
minhas decisões, tanto na minha vida pessoal quanto na
profissional.
Talvez confie na ajuda e apoio dos outros, mas nunca
exijo ou permito que as pessoas tomem decisões por
mim.
Sei que sou o único responsável por minhas opções,
decisões e ações ___ em todo setor da minha vida.
Assumo plena responsabilidade por toda decisão minha.
Diariamente, anseio pela oportunidade de praticar minha
habilidade de tomar boas decisões. Controlo meu ego e
minhas decisões.

INTUIÇÃO
A mente subconsciente trabalha para protegê -lo em
todas as ocasiões e por isso mesmo você precisa
aprender a escutar as “dicas” interiores da intuição. O ser
interior controla todos os seus órgãos vitais. E continuará
a mantê-los em equilíbrio e balanceados, a menos que a
mente consciente se intrometa com preocupações,
ansiedade, medos e pensamentos negati -vos. Esses
pensamentos perturbam a norma Divina que rege sua
mente mais profunda. No subconsciente reside a
Presença Divina, que alguns chamam de E u Superior,
Superconsciente, EU SOU, ou o Cristo em você, a
esperança de glória. Todos esses termos significam a
mesma coisa.
A mente subconsciente reage à sugestão e aos
comandos da mente consciente. Devido a esse fato, você
pode educar está última para reconhecer os lembretes da
mente subjetiva, orientando-o na direção correta. Quando
estamos relaxados e com a mente tranqüila, o consciente
estabelece contato mais estreito com o inconsciente.
Nesse momento, a voz interior da intuição é ouvida e
sentida clara e distintamente.

COMO RECONHECER E SEGUIR A VOZ DA INTUIÇÃO


Quando precisar decidir sobre um curso de ação, a
melhor orientação que poderá ter será o conhecimento
que lhe chega quando dá ao subconsciente instruções
corretas. Essa orientação lhe permitirá distinguir o
verdadeiro do falso. Quando sentir um desejo sincero de
conhecer a verdade, sabendo que o Espírito Infinito
responde conforme a natureza de seus pensamentos,
você obterá resultados.
Com freqüência, utilize a prece seguinte:
“A Inteligência Infinita é minha guia e conselheira
constante. Reconhecerei imediatamente as indicações e
advertências que me chegarem de meu EU Superior, que
sempre me protege, orienta e cuida de mim de todas as
maneiras. Reconhecerei imediatamente a indicação que
surge em minha mente consciente e sempre ignorarei
fantasias sem fundamentos. Sei que minha mente mais
profunda responde o que estou agora conscientemente
nela gravando e dou graças pela alegria de uma prece
atendida.”
Formando o hábito de usar regularmente essa prece,
você se tornará capaz de reconhecer instantaneamente a
voz interior pela sensação de toque que ela lhe dará. Com
isso, você poderá diferenciar e distinguir entre o
verdadeiro e o falso.

COMO O ATO DE CULTIVAR A INTUIÇÃO LHE TRARÁ


RIQUEZAS
Na base daquilo em que pensa conscientemente, você
receberá respostas e orientação da mente subconsciente.
A questão em que pensa ou que passa à mente mais
profunda se desenvolverá na escuridão do subconsciente.
Quando todos os dados são reunidos, você recebe
instantaneamente a análise e a conclusão que seu
intelecto, ou mente raciocinadora, poderia precisar de
semanas de tentativas até realizar. Quando o raciocínio
nos falha em nossas perplexidades, a intuição canta a
canção silenciosa do triunfo.
Pintores, poetas, escritores, inventores escutam a voz
da intuição. Como resultado, podem deixar atônito o
mundo com as belezas e maravilhas extraídas do tesouro
de conhecimentos que neles existe. Eles descobriram a
fonte das riquezas autênticas.
O SIGNIFICADO DE INTUIÇÃO
Intuição significa percepção direta da verdade,
independentemente de qualquer processo de raciocínio. É
uma certeza imediata, um insight auto e rápido. A palavra
“intuição” significa também “escuta interior”. A escuta,
porém, não é a única maneira de cultivá -la. Às vezes, ela
nos chega como um pensamento, embora a ocorrência
mais comum seja “ouvir uma voz”. A intuição vai muito
além da razão. Com grande freqüência, descobrimos que a
intuição é o oposto do que o raciocínio no diz.
A mente consciente é raciocinadora, analítica e
inquiridora. A faculdade subjetiva da intuição é sempre
espontânea. Aparece no intelecto consciente como se
fosse um lampejo. Muitas vezes, dá um aviso contra uma
projetada viagem ou plano de ação. Temos de escutar e
aprender a ouvir essa voz interior de sabedoria. Ela nem
sempre nos fala quando desejamos, mas falará quando
dela precisarmos.

Capítulo 18
DISCIPLINA
A POSITIVA LEI DO CONTROLE EMOCIONAL
Os antigos gregos diziam: “Homem, conhece-te a ti
mesmo”. Quando você estuda, parece ser feito de quatro
partes: seu corpo físico, sua natureza emocional, seu
intelecto e sua natureza espiritual.
Você está aqui para disciplinar -se, a fim de que suas
naturezas intelectual, emocional e física sejam
completamente ajustadas, controladas e orientadas
conforme os padrões de Deus.
Seu corpo físico não tem iniciativa própria, nem
inteligência autoconsciente ou vontade. Acha -se
completamente sujei-to aos seus comandos. Veja o seu
corpo como um grande disco no qual você inscreve suas
emoções e crenças. Sendo um disco, onde se podem fazer
impressões de todos os tipos, ele registrará fielmente
todos os seus conceitos emocionaliza -dos e jamais se
desviará deles; portanto, você pode registr ar nele uma
melodia de amor, prosperidade e beleza ou uma de dor,
miséria e tristeza.
O ressentimento, o ciúme, o ódio, a ira e a
melancolia se expressam no corpo de várias doenças. À
medida que você aprender a controlar sua natureza
mental e emocional, irá tornando-se um canal para o
Divino e libertará o esplendor que você tem aprisionado e
oculto em seu interior.

DESENVOLVENDO UMA PERSONALIDADE VITORIOSA


Sua personalidade é o “você” que apresenta ao resto
do mundo. É a imagem que dá a todos que o cercam (e a
si mesmo).
Sua “personalidade” não é algo com que nasceu,
nem que você carrega como um fardo. A maioria das
pessoas dotadas de personalidades notavelmente boas
tiveram de criá-las. O que sente sobre seu ego durante um
dia apenas pode ter um efeito sobre meu modo de sentir,
agir e conviver com as outras pessoas nesse dia.
Não importa quão boa ou forte sua personalidade é,
agora, porque mesmo assim talvez gostasse de praticar a
revelação ao mundo de sua melhor personalida de por um
ou dois dias. Tenho visto pessoas conseguirem reações
surpreendentes (e positivas) de sua família, amigos e
colegas de trabalho, só porque realizaram o esforço de
trabalhar em suas personalida-des por um ou dois dias.
Um ou dois dias de esforço não mudarão, na verdade sua
programação. É claro. Mas este esforço lhe mostrará o
que você poderia fazer consigo mesmo se quisesse.
Se deseja que a melhor personalidade continue,
prossiga mudando a antiga programação e substitua -a
pela melhor imagem de si próprio. Diga: “É assim que
resolvi ser. Este sou eu, e é assim que quero ser para
mim mesmo e para as outras pessoas da minha vida. De
hoje em diante, é assim que sou!”
O sucesso de muitas das oportunidades que surgem
em seu caminho, diariamente e durante a vida toda, será
afetado pela personalidade que apresentar. A
personalidade que apresenta será sempre a que você cria
em sua mente.

Diga:
Tenho uma personalidade vencedora. Sou amistoso,
entusiasta, afetuoso e verdadeiro. Sou o tipo de pessoa
que os outros gostam de ter por perto.

A cada dia minha personalidade se torna mais brilhante


e forte, e isto revela mais claramente o espírito positivo,
vencedor que existe em meu íntimo.

MUDEM A SIGNIFICAÇÃO DO EU
Se vocês dizem “Eu” em relação a tudo que pensam,
sentem, dizem ou imaginam, aí não poderão transformar
sua vida emocional. Lembrem-se, todo tipo de
pensamento pode internar-se em sua mente; todo tipo de
emoção pode ingressar em seu coração. Se dizem “Eu”
em presença de todos os pensamentos negativos, vocês
estão se identificando com eles. Vocês podem recusar -se
a ligar esse “Eu” às emoções e pensamentos negativos.
Vocês naturalmente, têm como costume evitar trechos
lamacentos quando caminham ao longo de uma estrada;
de igual modo, devem evitar descer as vias lodosas de
sua mente onde o medo, ressentimento, hostilidade e
vontade doentia espreitam e se movem. Recusem dar
atenção a comentários negativos. Não contatem com as
disposições negativas, nem deixem que elas os to quem.
Exercitem a separação interior graças à obtenção de um
novo sentimento acerca de si mes -mos e do que vocês
realmente são. Comecem a perceber que o “Eu” real em
vocês é o Espírito Infinito, o espírito Unificado. Comecem
a se identificar com as qualidades e atributos desse
Espírito Único. Então sua vida inteira será transformada.
Todo o segredo da transformação de sua natureza
emocional negativa reside em exercitarem a auto -
observação. Observar e observar a si mesmo
especificamente são duas coisas diferentes. Quando
vocês dizem: “Observem” . . . isto quer dizer prestar
atenção a coisas exteriores. Na auto -observação a
atenção é dirigida para o interior.
Um homem pode passar sua vida inteira estudando o
átomo, as estrelas, o corpo e o mundo do s fenômenos,
isto é, o conhecimento do mundo exterior; este
conhecimento não pode acarretar uma mudança interior
___ a mudança operada no íntimo. Vocês devem aprender
a diferenciar, a discernir, a separar o joio do trigo.
Praticam a arte da auto-observação quando começam a se
perguntar: “Esta idéia é verdadeira? Deverá ela me
santificar, curar ou inspirar? Irá ela conceder -me a paz de
espírito como também contribuir para o bem -estar geral
da humanidade?
Vocês estão vivendo em dois mundos: o exterior e o
interior; no entanto ambos são um só. Um é visível e o
outro invisível (objetivo e subjetivo). Seu mundo exterior
penetra através dos cinco sentidos e é compartilhado por
todos. Seu mundo interior de pensamentos, sentimentos,
sensações, crenças e reações é invisível e pertence só a
vocês.
Perguntem a si mesmos: “Em que mundo eu vivo? Vivo
somente no mundo revelado pelos meus cinco sentidos
ou nesse mundo interior?” É nesse mundo interior que
vocês vivem todo o tempo; é este em que sentem e
sofrem.
Suponham que vocês sejam convidados a um
banquete. Tudo que vêem, ouvem, provam, cheiram e
tocam pertence ao mundo exterior. Tudo que pensam,
sentem, gostam ou desgostam pertence ao mundo
interior. Vocês comparecem a dois banquetes registrados
diferentemente; a saber, um é exterior e o outro interior. É
em seu mundo interior de pensamento, sentimento e
emoção que se erguem e caem e se inclinam para cá e
para lá.
A fim de se transformarem, vocês devem começar a
mudar o mundo interior através da pu rificação das
emoções e a ordenação correta da mente mediante o
pensamento certo. Se desejam desenvolver
espiritualmente, devem transformar -se.
Transformação significa a mudança de uma coisa em
uma outra. Há muitas e bem conhecidas transformações
da matéria. O açúcar através de um processo de
destilação é convertido em álcool; o radium lentamente se
transforma em chumbo, etc . O alimento ingerido é
transformado, etapa por etapa, em todas as substância s
necessárias à sua existência.
Suas experiências, entrando em curso como
impressões, devem ser similarmente transformadas.
Suponham, por exem-plo, que vêem uma pessoa que
amam e admiram. Vocês colhem impressões sobre tal
pessoa. Suponham por outro lado que encontrem uma
pessoa da qual não gostam; aí colhem impressões
também.
Seu marido ou filha sentados no divã enquanto você
lê este livro é para você aquilo que imagina que sejam.
Em outras palavras, impressões são recebidas pela mente
de vocês. Se fossem surdos, não escutariam suas vozes.
Vocês podem modificar suas impressões sobre as outras
pessoas. Transformar suas impressões significa
transformarem-se a si mesmos. Para mudar a sua vida,
mude suas reações diante da vida. Vocês se descobrem
reagindo de modo estereotipado? Se suas reações são
negativas, assim é sua vida. Nunca permitam que sua vida
seja uma série de reações negativas a impressões que
lhes ocorrem diariamente.
A fim de se observarem verdadeiramente, devem
entender que não importa o que aconteça, seus
pensamentos e sentimentos estão fixados nesta grande
verdade: “Como é a realidade Divina e do Céu?” Isso irá
elevar-lhe o espírito e transformar todos os seus
pensamentos e emoções negativos. Vocês podem ser
levados a dizer que outras pessoas são censuráveis por
causa do modo como falam ou agem, mas se o que elas
dizem ou fazem os tornam negativistas, vocês se acham
interiormente perturbados; esse estado negativo é aquele
onde vocês agora vivem, se movem e existem.
Vocês não podem permitir-se serem negativos; esse
estado mental exaure sua vitalidade, rouba -lhes o
entusiasmo e os torna física e mentalmente enfermos.
Vocês vivem no recinto onde se acham ou vivem em seus
pensamentos, sentimentos, emoções, esperanças e
desespero? Não é o que vocês estão sentindo acerca de
seu ambiente agora que lhe é real? Quando você diz:
“Meu nome é John Jones, o que está querendo dizer? Não
é um fato que vocês são um produto de seus
pensamentos mais os costumes, tradições e a influência
daqueles que os rodearam enquanto cresceram? Vocês
são realmente a soma total de crenças e opiniões, mais o
que extraíram da educação, condicionamento ambiental e
outras influências sem contar que agem sobre vocês
provindas do mundo exterior e penetrando atr avés de
seus sentidos externos.
Talvez agora estejam se comparando com outros.
Sentem-se inferiores na presença de uma pessoa que
parece ser mais distinta do que vocês? Suponhamos que
você seja um ótimo pianista ___ quando alguém elogia um
outro pianista, você se sente inferiorizado? Se possui o
sentimento real do “Eu” isto não será possível, pois o
verdadeiro sentimento do “Eu” é o sentimento da
Presença do Infinito Único em você, Aquele que não
admite comparações.
Ouspensky costumava assinalar que as pessoas se
tornam transformadas com facilidade porque seu sentido
do “Eu” derivou de estados de consciência negativos.
Recentemente foi dito a um homem durante aulas
sobre a Bíblia: “O senhor tem observado sua reação típica
a pessoas, artigos de jornais e comentaristas
radiofônicos? Já notou o seu comportamento habitual e
estereotipado?”
Ele replicou: “Não, eu não tenho notado essas
coisas.” Ele estava se encarando como auto -suficiente e
não desenvolvido espiritualmente. Começou a refleti r
sobre as suas reações; então admitiu que muitos dos
artigos e comentários o irrita-vam imensamente. Ele tinha
estado reagido de um modo que maquinal e não se
disciplinava a si mesmo. Não faria diferença alguma se
todos os articulistas e comentaristas est ivessem errados
e ele apenas estivesse certo; a emoção negativa nele
despertada é destrutiva, denota ausência de disciplina
mental e espiritual.
Quando você diz: “Eu penso isso . . .”, “Eu penso
aquilo…”. “Eu ressinto disso . . .”, ou “Eu não gosto disso
. . .”, que “Eu” está falando? Não há um “Eu” diferente se
pronunciando a cada momento? Cada “Eu” é
completamente distinto. Um “Eu” em vocês critica num
certo momento, poucos minutos depois um outro “Eu” se
expressa ternamente. Atentem para isso e a prendam
acerca de seus diferentes “Eus” e que determinados
“Eus” nunca devem dominar, controlar ou dirigir seus
pensamentos.
Atentem bem para os “Eus” com que se acham
unidos. Com que tipo de pessoas vocês se associam?
Estou me referindo às pessoas que moram em sua mente.
Lembrem-se de que sua mente é uma cidade;
pensamentos, idéias, opiniões, sentimentos, sensações e
crenças, todos moram ali. Alguns dos lugares de sua
mente são cortiços e ruas perigosas; contudo, Jesus (seu
anseio) está sempre caminhan-do pelas ruas de sua mente
na forma de seu ideal, meta e objetivo na vida.
Um dos significados de Jesus é o anseio de todos
vocês; porque seu desejo, quando realizado, é que os
salva. Seus intentos e objetivos na vida estão agora
acenando para vocês; movam-se na direção deles.
Concedam sua atenção a seu anseio; em outras palavras,
tomem por ele um vivo interesse. Desçam as ruas de
amor, paz, alegria e boa vontade de sua mente; vocês
encontrarão pessoas maravilhosas no caminho.
Encontrarão ruas belamente iluminadas e cidadãos
maravilho-sos nas melhores ruas de sua mente.
Nunca permitam que sua casa, que é a mente, esteja
cheia de criados que não podem ter sob controle. Quando
vocês eram jovens, foram ensinados a não privar com o
que suas mães chamavam de “más companhias”. Agora,
quando começam a despertar para seus poderes
interiores, devem fazer questão especial de não andar
com os “eus” errados (pensamentos) em seu íntimo.
Toda a vez que se achem propensos a ficar zangados,
recriminativos, deprimidos ou irritados pensem em Deus e
no Céu, e se perguntem: “Como é a vida em Deus e no
Céu?” Aí está a resposta para a conversão num novo
homem. Eis como vocês se tornam espiritualme nte
renascidos ou experimentam o que é denominado o
segundo nascimento. (O segundo nascimento é a
disciplina interna e o entendimento espiritual).
O santo e o pecador estão em todos nós; assim está
também o assassino e o santo homem; igualmente, Deu s e
o mundo mental. Todo homem básica e fundamentalmente
aspira expressar o bem e realizá -lo. Isto é “o positivo em
vocês”. Se vocês têm cometido atos destrutivos como,
por exemplo, se roubaram, magoaram e enganaram a
outras pessoas, e elas os condenaram e os mantiveram
numa posição desfavorável, vocês podem elevar -se do
cortiço de sua própria consciência onde cessarão de se
condenar a si mesmos. Então todos os seus acusadores
deverão aquietar suas línguas. Quando vocês cessarem
de se acusar, o mundo não mais os acusará; este é o
poder de sua própria consciência. Ela é o Deus em vocês.
É tolice condenarem a si mesmos; não têm de fazê -lo.
É ocioso fazer companhia aos pensamentos de auto -
acusação. Suponhamos que vocês cometeram atos de
injustiça, atos criminosos, ou outras ações pérfidas. Não
foi Deus em vocês que fez tais coisas; não foi o “Eu” real
ou o Infinito Uno, foi o outro “eu” (o mundo mental) em
vocês. Isso não irá, natural-mente, eximir vocês de sua
responsabilidade, tanto como se vocês puserem a mão
perto do fogo certamente a queimarão; ou se
ultrapassarem o sinal vermelho, serão multados por
violação das leis do tráfego.
O outro eu representa os muitos “Eus” em vocês, por
exemplo às muitas idéias e crenças negativas que são
poderes exteriores à sua própria consciência; a crença de
que os outros podem magoar vocês; ou que os elementos
são inamistosos, mais os temores, superstições e
ignorância de toda espécie. Finalmente, preconceitos,
receios e rancores guiam e dirigem vocês levando -os a
fazer o que de outro modo não fariam. O meio ideal de
mudar o sentimento do “Eu” real dentro de vocês, tudo
que é nobre, maravilhoso e a semelhança de Deus.
Comecem por afirmar: “Eu sou forte. Sou esplêndido.
Sou feliz. Eu sou inspirado. Eu sou ilumin ado. Eu sou
amoroso. Eu sou generoso. Eu sou harmonioso. Eu sou
próspero.” Sintam esses estados de espírito; afirmemnos
e creiam neles, então começarão a viver verdadeiramente
no jardim de Deus. Seja o que anexem ao “EU SOU” e
nisso creiam, vocês se converterão no que afirmam. O
“EU SOU” em vocês é Deus, e não há nenhum outro. “EU
SOU” ou Vida, Conscientização, Ser Puro, Existência ou o
Eu Real de vocês é Deus. É a Causa Única. É o Poder
Único realizando tudo no mundo. Tratem de honrá -lo;
vivam com o sentimento do “EU SOU iluminado” o dia
todo, e maravilhas acontecerão em sua vida. Sintam -se
inspirados pelas Divinas alturas; continuem a viver nessa
atmosfera mental. Então vocês prolongarão a sabedoria, a
verdade e a beleza do mais profundo de sua mente, e se u
mundo inteiro será transformado graças à contemplação
interior das verdades de Deus.
Assim que continuarem a mudar o sentimento do
“Eu”, como foi delineado linhas atrás, vocês povoarão e
iluminarão todos o recessos da mente com as eternas
verdades de Deus: Nada receies, pois eu te salvarei . . . e
se tiveres que atravessar os rios estes não te
submergirão; se caminhares em meio ao fogo não te
queimarás. (Isaías 43:1,2.) É sempre a Presença de Deus
que segue adiante de vocês aonde quer que vão. Sua
atitude mental dominante ou atmosfera está seguindo à
frente de vocês todo o tempo criando as experiências que
irão encontrar.
Tenham em conta que, quando vocês oram acerca de
alguma coisa específica, é necessário qualificar sua
mente com a consciência ou sentimento de ter ou ser
essa coisa. Mental e completamente vocês rejeitam os
argumentos em contrário na sua mente; isto é a prece.
Qualifiquem sua consciência com a coisa pela qual estão
orando, pensando e deliberando sobre ela com interesse.
Façam isso, calma e regularmente, até que a convicção
seja atingida em sua consciência. Assim que fizerem isso,
o problema não mais o incomodará. Vocês manterão seu
equilíbrio mental, mais o sentimento de: “Eu agora sinto
que sou o que eu ansiava ser”, e assim qu e continuarem a
sentir isso, se converterão no que afirmam.
Eis aqui a lei: “Eu sou o que sinto eu mesmo ser.”
Exercitem a transformação do sentido do “Eu” a cada dia
e afirmem: “Eu sou Espírito. Eu penso, vejo, sinto e vivo
como Espírito, a Presença de Deus.” (O outro eu em vocês
pensa, sente e age como a mente das outras pessoas o
faz.)
Quando vocês continuam a fazer isso, começam a
sentir que são um só com Deus. Como o sol na esfera
celestial resgata a terra da escuridão e sombras, assim
também a realização da presença de Deus em vocês
revela o que sempre desejaram ser ___ o homem jubiloso,
próspero, pleno de paz e bem-sucedido, cujo intelecto é
iluminado pela Luz vinda do alto.
Deus faz o sol brilhar sobre todos os homens em toda
parte. Nenhum homem pode retirar o brilho do sol do
Amor Divino de vocês. Ninguém pode colocá -los na prisão
do medo e da ignorância quando vocês conhecem a
Verdade de Deus que os coloca em liberdade.
O sentimento de que o “EU SOU” em vocês é Deus
revela-lhes que não há nada de que se sintam receosos e
que são um com a Onipotência, a Onisciência e a
Onipresença. Ninguém pode roubar-lhes saúde, paz,
alegria ou felicidade. Vocês não vivem mais com os
muitos “Eus” do medo, da dúvida e superstição. Agora
vivem na Divina Presença e na consciência da liberdade.
E se perguntem: “Quem zela por mim a cada momento
e fala em Seu Nome, chamando-se “Eu”?
Nunca se identifiquem com os pontos negativos tais
como medo, preconceito, orgulho, arrogância,
condenação, etc. Vocês agora percebem que não
caminham na direção dos negativos “Eus”. Agora nunca
dirão de novo: “Sim”, a qualquer pensamento ocioso e
negativo. E nem dirão a tais pensamentos a sua sanção e
assinatura.
Tornem-se observadores mantendo os olhos fixados
em Deus ___ o “Eu” real ___ o Infinito Único em seu
íntimo. Sintam o sentido do “Eu” no lado do observador, e
não naquele que estão observando. Sintam que estão
olhando através dos olhos de Deus; pois Vossos olhos
são por demais puros para visualizarem o mal, e não
podeis contemplar a iniqüidade. (Habacuque 1:13.)

AMADURECENDO MENTALMENTE
Pense nisso um instante: nem todo dinheiro do mundo
lhe poderá comprar um corpo sadio, mas você pode
adquirir saúde através das riquezas da mente, tais como
pensamentos de paz, harmonia e saúde perfeita.
Se você deseja tornar-se emocional e espiritualmente
amadurecido, é absolutamente necessário que controle
suas emoções. Você é considerado emocionalmente
maduro quando libera seus sentimentos de for ma
construtiva e harmoniosa. Se não disciplinar ou frear suas
emoções, você é considerado imaturo, uma criatura que
não cresceu, mesmo que cronologicamente tenha
cinqüenta anos de idade.

FAZENDO O CONCEITO CERTO DE SI MESMO


O maior tirano é uma idéia falsa que controla sua
mente e o mantém manietado. As idéias que você mantém
sobre si mesmo induzem-lhe emoções definidas.
Psicologicamente falando, as emoções controlam todo o
curso de sua vida para o bem ou para o mal.
Se você estiver cheio de ressentimento ou rancor
contra uma pessoa, essas emoções exercerão uma
influência maléfica sobre você e governarão suas ações
de um modo muito diferente do que você desejaria.
Quando você quiser ser amável, afável e cordial, mostrar -
se-á desagradável, cético e rabugento. Quando quiser ser
sadio, bem sucedido e próspero na vida, verá que tudo sai
errado.
Vocês que estão lendo este livro, conhecem a
capacidade que têm para escolher um conceito de paz e
boa vontade. Aceitem com sinceridade em sua mente as
idéias de paz e amor, e serão governados, controlados e
dirigidos de modo certo.

VOCÊ PODE CONTROLAR SUAS EMOÇÕES


Vejamos como se geram nossas emoções. Suponha
que você contempla um aleijado; talvez você seja movido
pela emoção de piedade. Por outro lado, você pode ver
uma criança muito linda e sentir nascer de seu interior a
emoção de amor.
Você sabe que não pode imaginar uma emoção;
porém, se você pensar num episódio ou acontecimento
desagradável do passado, induzirá daí a emoção
correspondente. Lembre-se de que é essencial, primeiro,
criar um pensamento ou uma ima-gem mental, antes de
poder induzir uma emoção.
A emoção é sempre o trabalho de uma idéia em sua
mente. Se você deseja sinceramente governar e controlar
suas emoções, deve manter o controle de seus
pensamentos e de suas imagens mentais.
Encarregando-se dos seus pensamentos, você pode
substituir o medo pelo amor, a má vontade pela boa
vontade, a tristeza pela alegria, a miséria pela
prosperidade e a irritação pela paz. No instante que você
receber o estímulo de uma emoção negativa, suplante -a
pela disposição de amor e boa vontade. Em vez de dar
razão ao medo, diga para si mesmo: “Quem se une com
Deus está com a maioria”. Encha sua mente com os
conceitos de fé, confiança, paz e amor; então os
pensamentos negativos não poderão entrar ali.
TORNANDO-SE EMOCIONALMENTE MADURO
O que alguém diz não pode, na realidade, incomodar -
nos ou irritar-nos, a menos que permitamos que isso
aconteça. A única maneira como alguém pode nos
perturbar é através de nosso próprio pensamento. Se
ficamos zangados, temos que passar por quatro estágios
mentais. Começamos por pensar no que foi dito.
Resolvemos ficar zangados e geramos a emoção da raiva.
Em seguida, decidimos agir. Talvez com palavras ou indo
às vias de fato. Como você vê, o pensamento, a emoção, a
reação e a ação, todas elas, ocorrem em nossa mente.
Mas o que significa ser emocionalmente maduro?
Significa que ultrapassamos a tendência natural, mas
também infantil, de responder com negatividade as
criticas e ressentimentos dos outros. Ninguém gosta de
ser criticado e menosprezado. Temos, contudo, a
capacidade de escolher como reagir quando isso
acontece. A escolha madura consiste em evitar responder
de forma analogamente negativa. Pagar na mesma moeda
significa descer para o nível da crítica humilhante e
tornar-se uno com a atmosfera negativa do outro.
Identifique-se com seu objetivo na vida.
Não permita que qualquer pessoa, lugar ou coisa o
desvie de seu senso interior de paz, tranqüilidade
radiante.
“A riqueza do homem está nos pensamentos de seu
coração.” (Adágio birmanês)

PARE COM AS CRÍTICAS


Quando começamos a lidar com a crítica, em geral
constatamos que estamos sempre nos criticando pelas
mesmas coisas. Criticar não adianta nada. Tente outra
tática. Comece a se aprovar como você é agora,
lembrando que pessoas críticas costumam atraírem
críticas, pois tudo o que damos recebemos de volta.
Tenha em mente também que você não tem de ser perfeito
o tempo todo. Afinal, quem é perfeito? Eu não conheço
ninguém, e você?
Acima de tudo, lembre-se de que, quando critica outra
pessoa ou se queixa dela, está criticando ou se queixando
de alguma parte de si mesmo. É comum não querermos
aceitar certos aspectos de nós mesmos. Isso leva ao
abuso de álcool, cigarros, drogas, comidas, etc. É uma
forma de nos castigarmos por não sermos perfeitos.
Mas… perfeitos para quem? De quem são as exigências e
expectativas que continuamos tentando atender?
Proponha-se a deixar ir embora de sua vida as exigências
e os padrões de outras pessoas. Sendo apenas você
mesmo, descobrirá que é maravilhoso, exatamente como é
neste instante.
Se você sempre foi uma pessoa crítica, que vê só o
negativismo da vida, com certeza levará algum tempo para
mudar até tornar-se carinhoso e disposto a aceitar os
defeitos dos outros. Precisará de muita paciência
enquanto estiver treinando para libertar-se do hábito de
criticar. Pense bem que a crítica é só um hábito, e não a
realidade de seu ser.
Você é capaz de imaginar como seria maravilhoso se
pudéssemos viver sem jamais sermos criticados? Todos
nos sentiríamos à vontade, em completo conforto o tempo
todo. Cada manhã seria o início de um dia maravilhoso,
porque nele todos iriam nos amar, respeitar e aceitar, não
existiriam censuras ou humilhações. Procure não criticar
a si mesmo e aos outros e você estará próximo de uma
vida assim.
Quando você ama a si próprio, automaticamente traz
para fora o que tem de melhor. Veja bem, não estou
dizendo que você será uma pessoa melhor, pois isso daria
a idéia de que não é suficientemente bom agora. O que
desejo explicar é que você encontrará modos mais
positivos de atender a suas próprias necessidades e
expressará aquilo que você realmente é.

LIVRANDO-SE DOS VÍCIOS


Uma das maneiras mais comuns de alguém mascarar
seus medos é recorrer a vícios. Estes reprimem as
emoções, que não são sentidas com tanta clareza.
Existem muitos outros vícios além dos relacionados com
substâncias tóxicas. São chamados de vícios de padrões,
hábitos que adotamos para não tomarmos realmente
conta de nossa vida. Quando não queremos enfrentar
alguma situação, quando não estamos contentes com a
posição que ocupamos no mundo, procuramos um padrão
qualquer por meio do qual possamos fugir do
desconforto. Para alguns esse padrão é ficar procurando
defeitos nos outros, de modo a encontrar sempre um jeito
de pôr a culpa em alguém pelo que está saindo de errado
em sua vida.
Certas pessoas têm o vício emocional de estar sempre
endividadas. Parece que fazem tudo para se cobrir de
dívidas, usando isso como desculpa para mudanças que
devem ser feitas aqui e agora. Um outro vício emocional é
a rejeição. Aonde quer que alguém vá, sempre atrai
pessoas que o rejeitam. Se você for desse tipo, pergunte-
se: “O que não estou aceitando de mim mesmo?”
Existe um número enorme de pessoas viciadas em
doenças. Elas estão sempre pegando alguma coisa ou
preocupando-se com a possibilidade de contágio.
Bem, esses são vícios emocionais. Contudo, se você
vai se viciar em algo, por que não em amar a si mesmo?
Vicie-se também em fazer afirmações positivas. Esses são
vícios que jamais o prejudicarão.

SE VOCÊ MUDAR, O MUNDO MUDA COM VOCÊ


William James foi um dos grandes filó sofos e
psicólogos americanos. Era professor da Universidade de
Harvard, quando lhe foi perguntado, certa vez, qual a
descoberta mais importante no campo do
desenvolvimento humano nos últimos 100 anos. Sua
resposta foi a seguinte: “Até agora, pensava-se que, para
agir, era preciso sentir. Sabe -se, hoje, que se
começarmos a agir, o sentimento aparece .”
James resume essa descoberta com o seguinte
ditado:
“O passarinho não canta porque está feliz, ele está
feliz porque canta”.
Mesmo que você esteja deprimido, se começar a agir de
um jeito feliz, você passará a se sentir feliz e, então, a ser
feliz.
“O comportamento muda o sentimento, o sentimento
muda o pensamento.” A maioria das pessoas diz: o dia em
que me sentir assim, eu vou fazer. Não é es te o caminho;
comece logo a fazer que o sentimento aparece, as coisas
mudam fora e dentro de você. Intenção sem ação é ilusão.
Ouse fazer e o poder lhe será dado.
A HONESTIDADE
“Honestidade” é uma palavra muito usada, mas seu
real significado raramente é percebido. Não tem nada a
ver com moralidade ou ser bonzinho. Ser honesto também
tem pouca relação com ser apanhado e ir para a cadeia.
De fato, ser honesto é um ato de amor por si mesmo.
A lei de causa e efeito atua em todos os níveis. S e
você menospreza e critica os outros, será menosprezado
e criticado. Se você está sempre com raiva, só atrai raiva.
Da mesma forma, se você é honesto, só atrai honestidade.
Imagine que você acaba de descobrir que sua casa foi
assaltada. Sua primeira reação é sentir-se uma vítima:
“Por que fizeram essa maldade comigo?” No entanto, o
que você precisa fazer é parar e para pensar por que e
como você atraiu essa experiência desagradável.
Quando se ouve alguém se queixar de que foi roubado
ou sofreu uma perda em alguma área de sua vida, logo é
perguntado: “O que você andou roubando ultimamente?”
A primeira reação é sempre um ar de surpresa, mas uma
análise mais cuidadosa e profunda acaba revelando uma
ligação entre os dois acontecimentos.
Quando nos apoderamos de alguma coisa que não é
nossa, perdemos algo de maior valor. Se rompemos o
relacionamento de alguém, podemos perder um emprego.
Se roubamos dinheiro ou algum objeto, podemos sofrer
uma perda em um relacionamento. Se furtarmos selos ou
canetas do escritório onde trabalhamos, podemos perder
a condução ou um com-promisso. Como tudo nesta vida,
a desonestidade tem seu preço.
Infelizmente, muitas pessoas roubam de hotéis, lojas
de departamentos, supermercados, grandes companhias
etc. porque acreditam que essas empresas podem arcar
com o prejuízo. Mas esse tipo de raciocínio não funciona
com a lei da causa e efeito. Quem rouba é roubado. Quem
dá recebe. Não pode ser diferente.
Assumir a responsabilidade de criar as próprias
experiências é uma idéia que nem todos gostam de
aceitar. É sempre mais fácil pôr a culpa nos outros de que
enfrentar os próprios defeitos. Entretanto, o crescimento
espiritual só ocorre quando reconhecemos que existe
muito pouco de valor fora de nós, que tudo vem d e
dentro.
Se você anda sofrendo muitas perdas ou prejuízos na
vida, examine o que pode estar tirando dos outros.
Algumas pessoas que jamais furtariam um alfinete não
hesitam em roubar a auto-estima de um semelhante,
fazendo-o sentir culpado por alguma infelicidade.
É preciso muita auto-análise e percepção para sermos
verdadeiramente honestos em todos os níveis. Quando
nos apossamos de algo que não nos pertence, avisamos o
Universo que não somos dignos de ganhar com nosso
próprio trabalho, que não somos bons o bastante, que
desejamos também ser roubados. Estamos dizendo
também que não acreditamos que existe o suficiente para
todos. Acreditamos que temos de ser furtivos para
conseguir o que é bom. Essas crenças se tornam
muralhas em torno de nós, impedindo-nos de
experimentar a abundância e a alegria da vida.
As crenças negativas não são a verdade de nosso ser.
Somos magníficos e merecemos o melhor. Este é um
planeta de abundância. Quando entendemos que nossos
pensamentos criam nossa realidade , ser absolutamente
honestos, até o último clipe de papel, é mais uma escolha
que fazemos por amor a nós mesmos. A honestidade
ajuda nossa vida a fluir com mais facilidade e suavidade.
Por isso, lembre-se de você mesmo quando fizer
alguma compra e receber troco errado a seu favor. Avisar
o caixa de seu erro é uma obrigação espiritual sua, que só
reverterá para seu próprio bem.
Se a desonestidade atrai a desarmonia, o amor e a
honestidade somados fazem maravilhas. Tal como
criamos o que existe de mau em nossa vida, também
criamos o que temos de bom, até as mais belas surpresas.
Nosso poder é imenso. E o que aprendemos a cri ar com
nossa própria consciência tem um valor muito maior do
que qualquer dinheiro que poderemos roubar.

A FÓRMULA DA SERENIDADE TOTAL


No coração do ciclone que rasga os céus, há sempre
um lugar de calma central, disse Edwin Markham. Ao ser
surpreendido por um furacão ou ciclone, o aviador sabe
que, se voar diretamente para seu centro, ali encontrará
quietude e calma. É também no centro, no íntimo do seu
ser, que se acha o Poder Infinito, que é todo benção, paz
absoluta e amor, harmonia e alegria infinitos. Procure
entrar em sintonia, mental e emocionalmente, com esses
atributos e qualidades do Poder Infinito, para sentir -se
espiritualmente calmo e restabelecido.
Sua mente é um meio de recepção de toda propaganda,
opiniões e impressões errôneas que provêm do mundo
exterior. Algumas dessas impressões são boas, mas a
maioria é de natureza negativa. A menos que sua mente
esteja sintonizada com o Poder Infinito e saiba, assim,
separar o joio do trigo, essas impressões errôneas e
negativas podem enraizar-se e ocasionar problemas, tais
como doença, a confusão, o medo e as limitações de
todos os tipos.
O mundo, ou a mente da massa, tende a acreditar
tanto no bem como no mal, e também na doença, na
miséria, na desventura e nas catástrofes de todas as
espécies. A pessoa que persevera em tais crenças e
negligencia sintonia com o Poder Infinito está fadada a
atribulações, problemas e dificul-dades.
Diz a Bíblia: . . . Tende confiança; eu venci o mundo (a
mente da massa) (João 16:33). Tenha confi ança; deixe que
seu conhecimento do Poder Infinito supere todos os seus
problemas. Comece, desde agora, a encher sua mente de
conceitos de harmonia, de paz, de amor, de alegria e de
correção. Torna-se consciente de seus poderes inerentes,
divinos, que o capacitam a dedicar atenção, devoção e
amor à idéias que contribuem para curar, abençoar,
inspirar, elevar, dignificar e encher sua alma de alegria.
A pessoa sempre se move na direção da idéia que
domina sua mente. Sua consciência e confiança no Poder
Infinito em seu efeito curativo, sempre a sua disposição,
enchem sua mente e seu coração, levando -o a pairar
sobre todos os obstáculos e a atingir o paraíso do
repouso, existente em seu íntimo, e dando -lhe, finalmente,
a convicção de que, para o Poder Infi nito de Deus, todas
as coisas são possíveis.
A manutenção dessa atitude mental face às
dificuldades lhe possibilitará superar o mundo
(convicções objetivas, falsas crenças e receios
generalizados), comparando-o àquele a que se referem os
salmos bíblicos: Ele é qual a árvore plantada junto ao
leito dos rios, que em tempo próprio dá seu fruto e cuja
folha não cai; e ele leva ao fim tudo o quanto
empreende (Salmos 1:3)

LIDANDO COM PESSOAS DIFÍCEIS


Não deve ser surpresa para ninguém que algumas
pessoas neste mundo sejam figurinhas difíceis,
mentalmente deformadas, tortas. Mal condicionadas.
Muitas delas são delinquentes mentais, criadoras de
casos, hostis, briguentas, cínicas e amarguradas.
Psicologicamente, estão doentes. A mente dessas
pessoas ficou deformada, torta, talvez devido a
experiências passadas.
O que fazer quando temos que lidar com tais
pessoas? A tentação é devolver-lhes, sob a forma de
antipatia, a energia negativa que nos enviam. Mas, para
fazer isso temos, inicialmente, de lh es absorver
mentalmente a energia negativa, com todos os maus
efeitos que isso traz para nosso bem -estar. Esforce-se,
em vez disso, para “retribuir o mal com o bem”. Essa
atitude cria uma couraça que nos protege contra os
problemas e atitudes desagradáveis delas. Por outro lado,
o envio de compaixão e compreensão põe em movimento
o processo de mudá-las.

APAZIGUAR JAMAIS DÁ RESULTADO


Não permita que ninguém se aproveite de você e
consiga o que quer com crises de mau humor, de choro, e
outras formas de chantagem emocional. Essas pessoas
são ditadoras que tentam escravizá -lo e obrigá-lo a fazer
o que querem. Seja bondoso, mas firme, e recuse -se a
ceder. Apaziguar jamais dá resultado. Recuse -se a
contribuir para a má conduta, o egoísmo e a
possessividade dessas pessoas. Lembre-se de que esta é
a maneira certa de agir. Você está aqui para realizar seu
ideal e permanecer fiel às verdades e valores espirituais
eternos da vida.
Não dê a ninguém no mundo o poder de desviá -lo de
sua meta, de seu objetivo na vida, que é o de manifestar
no mundo seus talentos, servir à humanidade e revelar
mais e mais a sabedoria, verdade e beleza de Deus a
todas as pessoas. Permaneça fiel ao seu ideal. Aceite
definitiva e absolutamente que tudo que contribuir para
sua paz, felicidade e realização pessoal terá que ser
necessariamente uma benção para todos que caminham
sobre a terra. A harmonia da parte é a harmonia do todo,
porque o todo está na parte e a parte está no todo. Tudo o
que você deve ao outro, como diz Paulo, é amor, e amor é
a aplicação da lei da saúde, da felicidade e da paz de
espírito.

A LUMINOSIDADE CÓSMICA E O SUCESSO NA VIDA


Deixe de andar em círculos! Concentre -se seus
olhos na luminosidade da glória divina e acompanhe -a
sempre, em sua marcha para frente. Cesse de viver como
se fosse uma máquina, repetindo constantemente os
mesmos clichês, pensando sempre da mesma forma e
reagindo mecanicamente.
Quando o carro fica velho, troca-se por um novo; o
mesmo acontece com nossas roupas, nossa casa, e nosso
escritório, que, de tempos em tempos, precisam ser
renovados. E por que não fazer a mesma coisa no sentido
de obter uma nova visão, uma nova linguagem de si
mesmo? Deseje sempre o melhor; antecipe sempre, para
si mesmo, um futuro glorioso e acredite firmemente em tal
possibilidade; viva segundo uma nova imagem de si
mesmo, pois, assim fazendo, terá a satisfação de assistir,
com alegria e emoção, a concreti-zação de seus sonhos.
De que você tem consciência atualmente? Qual é o
seu nível de percepção das coisas? Você, quando muito,
consegue ver e ouvir as pessoas de sua própria família:
sua esposa, seus filhos e, nem sempre, outros parentes.
Há, entretanto, em sua própria casa, muitas coisas das
quais você não tem consciência. Você pode, por exemplo,
ligar a televisão ou o rádio e ver e ouvir pessoas que não
se acham presentemente ali, em sua casa. Mas tem você,
por acaso, consciência do elemento divino existente em
seu íntimo, que pode não só curá-lo, mas também inspirá-
lo, revigorá-lo, revelar-lhe um sem-número de talentos
ocultos e literalmente transformar toda a sua vida com
toda sorte de milagres? Este Poder irrefreável acha -se
sempre presente; comece a usá-lo imediatamente!

O PODER INFINITO E A AUTOCONFIANÇA


No terceiro capítulo dos Atos dos Apóstolos, há uma
história maravilhosa de um homem coxo de nascença, que
esmolava à porta do templo e ao qual Pedro e João
disseram:. . . Olha para nós, Pedro . . . tomando-o pela
mão direita . . . e, dando um salto, pôs -se de pé e
começou a andar; e entrou com eles no templo, andando e
dando graças a Deus (Atos 3:4-8)
Pedro traduz a fé em Deus e João, o Seu amor, a
Sua bondade. Tenha fé e confiança n as virtudes e
atributos divinos existentes em seu próprio ser e tenha,
também, amor por todos os seus semelhantes, desejando -
lhes sempre todas as bênçãos da vida.
Levante o olhar e adquira uma nova visão de si
mesmo. O Poder do Todo-Poderoso corresponderá a essa
nova visão e fará com que você se levante, caminhe e
salte; dê graças ao milagroso Poder Infinito existente em
seu íntimo.

MUDE DE IMAGEM E SEJA O QUE REALMENTE DESEJA


SER
Ponha de lado os antiquados padrões de pensamento
e faça as coisas do modo que você realmente deseja que
elas sejam. Para se ir a um outro lugar tem -se,
obviamente, de deixar o lugar em que se está. Do mesmo
modo, para ser um homem feliz, alegre e próspero, você
precisa deixar para trás, como faz com um livro usado,
seus velhos ressentimentos, irritações e pensamentos
negativos e criar uma nova imagem própria.
Faça de si mesmo a imagem do homem que realmente
deseja ser e seja fiel a essa nova imagem até que a
mesma se fixe, por um processo de semelhante à osmose,
em seu subconsciente, onde permanecerá por algum
tempo em gestação, vindo posteriormente a se manifestar
em sua vida como se fosse a resposta a uma oração feita.
E assim, você se transformará em um novo homem
perante Deus e progredirá na vida, de glória em glória.

A CONQUISTA DE GRANDES COISAS


Oriente sua mente de forma positiva, definida e alegre
na direção do progresso, da promoção, da conquista e da
realização. Procure estabelecer, mental e espiritualmente,
em sua mente um novo lugar em que você possa viver em
uma atmosfera, também mental, de realização, de
conquista e de satisfação de seus desejos. A aceitação,
por você próprio, de que a nova imagem de si mesmo é,
na verdade, real e o senti-mento da sua realidade em sua
mente farão com que aquela idéia se cristalize e se
transforme, finalmente, em um fato real.
Não vá trabalhar e volte para casa do mesmo modo,
todos os dias; não leia sempre os mesmos e velhos
jornais e, também, não fale sempre do mesmo e antiquado
modo. Evite, ao falar, usar sempre os mesmos clichês.
Faça novos amigos e volte para casa por um caminho
sempre diferente; isto lhe permitirá perceber valores e
oportunidades até então completamente ignorados! Pense
sobre qualquer coisa e sobre todas as pessoas sob o
ponto de vista do Poder Infinito, pois isso lhe
possibilitará conquistar e realizar coisas fabulosas.

DISCIPLINANDO A MENTE
Ela achou-se grávida pelo Espírito Santo. (Mateus,
1:18)
O Espírito Santo é Deus, que está alojado nas
profundezas inconscientes de todos os homens. José é a
mente volitiva ou consciente. Maria representa a mente
mais profunda repleta das qualidades, atributos e
potência de Deus.
José, a mente consciente, deve ser um guia e protetor
da criança santa, que é a sua percepção da presença e
poder de Deus em você. Seu pensamento é José e o
sentimento ou emoção é Maria. Quando os dois se unem
em paz e harmonia, a prece é atendida; isso é Deus em
ação. É assim que a mente funciona e esse conhecimento
é o nascimento da Criança Santa ou sabedoria em você.
Pratique um relacionamento harmonioso, sincronizado
e alegre entre o consciente e o subconsciente e estará
gerando saúde, paz, força e segurança. Instale a idéia
certa na mente e vai experimentar no coração o
verdadeiro sentimento. A união de pensamento e
sentimento representa o par casado em você; quando
estão unidos, o terceiro elemento, paz (Deus), entra em
cena, permitindo-lhe experimentar a alegria da prece
atendida. Deixe que seu coração se torne um cálice para o
amor de Deus e uma manjedoura para o Seu nascimento.
Como conseqüência, irá expressar e gerar uma criança
que é Deus na terra.

UMA MOEDA NO FUNDO DO MAR


Antes de tudo você se comunica consigo mesmo. Mas
em seguida é fundamental, para sua própria
sobrevivência, que você se comunique adequadamente
com o mundo ao redor.
O homem é um animal social. Este livro tornou -se
realidade graças à ação de quem produziu o papel, de
quem escreveu o texto, de quem fez as revisões, de quem
manuseou a impressora, de quem cuidou da energia
elétrica, etc. Em tudo o que você for fazer, você depende
da sociedade. Sendo animais sociais, temos que nos
comunicar indefinidamente.
A habilidade de se expressar é , provavelmente, a mais
importante de todas as que uma pessoa pode possuir.
Depois da alimentação, comunicação é a mais básica e
vital de todas as nossas necessidades.
Existem quatro modos, ligados à sua comunicação
com o mundo, pelos quais o mundo julga você.
 O que você faz?
 Qual é a sua aparência?
 O que você diz?
 Como você diz?

O QUE VOCÊ FAZ? Isso está ligado à comunicação


porque, para obter sucesso, tão importante quanto fazer é
o modo como você define, verbaliza, a sua profissão.
Vocês estão lendo este livro porque ouviram falar dos
autores citados na bibliografia, que são todos famosos,
estudiosos das leis da mente e realizam cursos em vários
países.
O modo como você descobre o que você faz é
essencial para a sua própria auto-estima. Dois pedreiros
estão trabalhando na construção da parede da Catedral de
Notre-Dame, em Paris. Um refere-se ao seu trabalho
assim: “Estou colocando tijolos um em cima do outro.” E
o outro dirá: “Eu estou construindo uma catedral que
ficará para a posteridade!”

QUAL É A SUA APARÊNCIA? Imaginem-se chegando a


um dos cursos dos autores e encontrando um indivíduo
de barba por fazer, cabelos compridos, brinco na orelha,
calça jeans rasgadas no joelho, tênis sujo furado no
dedão e fumando charuto. Vocês pens ariam: devo ter
vindo ao curso errado. Este é o indivíduo que vai me falar
sobre sucesso? Ele é quem vai me ensinar a expandir a
mente?
Foi feita uma pesquisa no Metrô de Nova Iorque com
estudantes. Entregavam a cada um 50 cents (na época, a
passagem era 75 cents) e eles tinham que pedir 25 cents
para completar a passagem. Fazendo isto por uma hora,
arrecadavam aproximadamente seis dólares. Na segunda
hora, colocavam uma gravata e conseguiam de 17 a 18
dólares. Então alguém da própria equipe questionou: o
melhor resulta-do teria sido porque eles treinaram na
primeira hora. No dia seguinte, o teste foi repetido de
forma invertida: na primeira hora com gravata e, na
segunda, sem. O resultado foi o mesmo. Ou seja, com
gravata ganharam três vezes mais. Nos E stados Unidos,
alguns executivos deixam de ser promovidos por se
recusarem a usar gravata. Esse costume pode mudar, mas
no momento a gravata ainda é um símbolo de prestígio e
respeito em muitos ambientes profissionais ou sociais. Há
profissões onde não é a gravata que conta, mas outro tipo
de roupa e equipamentos de uso pessoal em bom estado:
você confiaria sua saúde a um médico de jaleco
manchado de sangue, óculos quebrados e estetoscópio
remendado?

PEQUENOS DETALHES FAZEM GRANDE DIFERENÇA NOS


RESULTADOS
Outro aspecto importante, quanto à aparência
pessoal, é a conveniência da ocasião: eu não vou à praia
de calça comprida e sapato social, e nem vou à missa com
uma fantasia de carnaval. “Se você que jogar no
Flamengo, não vista a camisa do fluminens e”. “Para servir
o Exército você não pode usar a farda da Marinha!” A boa
aparência implica estar vestido de acordo com o momento
e com a sua profissão.
Pequenos detalhes fazem grande diferença nos
resultados. Lembre-se: você só tem uma oportunidade
para causar uma primeira boa impressão no contato com
alguém. O julgamento que se faz de uma pessoa depende
dos primeiros três a quatro minutos. A imagem de uma
pessoa, feita nestes três minutos, dura vinte anos; é
muito difícil apagá-la ou mudá-la. Você nunca tem uma
segunda chance de causar uma primeira boa impressão.

A VIDA É UM ECO. SE VOCÊ NÃO ESTÁ GOSTANDO DO


QUE ESTÁ RECEBENDO, OBSERVE O QUE VOCÊ ESTÁ
EMITINDO.
Vamos focalizar agora nossa comunicação com o
mundo exterior ao nosso redor. Nós ex perimentamos um
aconteci-mento externo através dos sentidos.
Nossa cognição do evento ocorre quando recebemos
a informação que vem através do nosso canal de entrada
sensorial: visual ___ o que vemos; auditivo ___ o que
ouvimos; sinestésico ___ sensaç ões exteriores como
pressão, temperatura, textura, além dos sentimentos
(alegria, tristeza etc.); olfativo ___ o que cheiramos;
gustativo ___ o gosto que sentimos.
Nem todas as pessoas têm exatamente as mesmas
preferências e habilidades quanto aos es tímulos
sensoriais. Alguns preferem o canal visual: “ver para
crer”. Alguns têm que ouvir; “uma palavra vale mil
figuras”. Outros preferem cheirar, degustar e “sentir” o
que está acontecendo.
Imagine um casal: ele é visual e ela é auditiva. A
mulher diz para o marido: “você não me ama mais.” E ele:
“o que você quer dizer com isto? Eu sempre lhe trago
flores, comprei-lhe um carro novo…” “Ah! Mas você não
diz mais que me ama.” Ela é auditiva, quer escutar “Eu te
amo”. Ele é visual e mostra o seu amor at ravés de
presentes. Se a situação fosse inversa, ele diria “Eu te
amo” e ela responderia: “Mas você nunca mais me trouxe
flores”.
Se o indivíduo for sinestésico, ele gostará de ser
tocado e de ficar perto de pessoas. Quando um visual fica
perto de um sinestésico, ele se afasta para ter uma visão
global do ambiente, enquanto o sinestésico tenta
aproximar-se para sentir melhor a pessoa.
Durante uma apresentação, o bom comunicador usa
todos os recursos de comunicação: usa slides para
agradar aos visuais, fala alto com tonalidades diferentes
para atingir os auditivos e se movimenta na sala para
satisfazer os sinestésicos. Por outro lado, ao movimentar -
se, diferentes áreas do seu próprio cérebro são
estimuladas, acompanhando os movimen -tos e irrigando
com mais agilidade as suas idéias.

PENSE GRANDE
Para conseguirmos alcançar nossas metas, existem
algumas dicas e recomendações valiosas. A primeira
recomendação a enfatizar é: escreva tudo o que for
importante.
Em 1953, foi feito um estudo na Universidade de
Harvard, em que foram entrevistados todos os formandos.
Entre as várias perguntas, uma era sobre suas metas de
vida: o que queriam alcançar no futuro. A pesquisa
perguntava também se a pessoa tinha em algum momento
colocado estas metas por escrito. Somente 3% dos
formandos da universidade tinham por escrito o que iriam
fazer na vida. Vinte anos depois, todos foram novamente
entrevistados. Pasmem: aqueles 3% dos alunos, que
tinham colocado suas metas por escrito, valiam mais
financeiramente do que os 97% juntos! E não foi só isso:
eles eram mais sadios, os mais alegres. Bem -dispostos e
satisfeitos com a vida entre todos os ex -alunos
pesquisados.
Vejam a importância de escrever as coisas
importantes no papel. Se você pede um empréstimo no
banco, tem que assinar notas promissórias e um contrato
com testemunhas, fiadores, etc. Não é só chegar ao
gerente, pegar o dinheiro e prometer devolver num tempo
x.
Tudo o que é importante tem que estar por es crito. E a
sua vida, não é importante? No entanto, se eu perguntar a
um grupo de pessoas o que cada um vai fazer daqui a um,
dois, cinco ou dez anos, a maioria dirá: não tive tempo
para pensar.
Se você não teve tempo para pensar na coisa mais
importante, que é a sua vida, em que você vai pensar,
então?
Faça esse exercício: escreva as suas metas para, os
próximos seis meses, doze meses, cinco anos, dez, vinte
anos. Confie, ponha em prática e depois veja os
resultados.

QUEM ASSUME PARA SI UMA META QUE NÃO É SUA,


ESTÁ COMPRANDO SUA PRÓPRIA INFELICIDADE.
A meta tem que ser longa. Você tem que ter um plano
para a vida. Se não for assim, você ficará muito chateado
se seu chefe lhe chamar a atenção amanhã de manhã. No
entanto, se seus projetos forem de longo prazo você não
se incomodará com o fato, pois você está vendo mais
longe, como quem sobe uma montanha para conhecer a
paisagem. Você pode definir o que vai fazer daqui a cinco,
dez, quinze, vinte anos ___ não em detalhes irrelevantes
mas nos aspectos fundamentais. Com um bom plano de
vida, pode-se dividir a caminhada para a meta em etapas
anuais a serem conquistadas passo a passo, através de
tarefas diárias. Não se pode simplesmente esperar o
prazo chegar e de repente a meta é alcançada. Não é
assim. Planeje com atenção e seriedade. Se você falha em
planejar, está planejando falhar.
Se alguém perguntar como fazer para chegar a um
determinado lugar, eu perguntarei: onde você está? A
maioria das pessoas diz o que quer, mas não tem a
mínima idéia de onde está, quais são suas qualidades,
seus potenciais. Existem pessoas que têm um péssimo
relacionamento matrimonial e nem percebem que seu
casamento está ruim. Para conduzir o barco de sua vida, a
primeira coisa a fazer é saber onde se está. Depo is,
sabendo onde se quer ir, o cérebro conduz você até lá.
Importante, também, é que o objetivo seja prático. Não
pode ser algo abstrato, vago, e sim concreto, para ser
real. Como sua vida vai melhorar quando você chegar lá?
O que você vai fazer com o conhecimento novo?
Finalmente, lembre-se do que foi dito da palavra
“não”. Esse aspecto da comunicação interior tem muito a
ver com as sua metas na vida.
Quando você diz: não quero ser igual a meu pai, no
seu cérebro projeta-se a imagem do seu pai e você fica
igualzinho a ele. Seu subconsciente registra assim: sim
senhor, igual a seu pai. Daí a importância de falar sempre
no sentido positivo. “Eu quero ser magro” ao invés de “eu
não quero ser gordo”. Toda vez que você diz “eu não
quero ser gordo”, o que seu cérebro vê é a gordura, então
ele programa a gordura no seu corpo. Você é na vida
aquilo que você se recusa a ser.
Os que são pais já viveram esta experiência: “eu já
disse mil vezes!”, repetem os pais. “Não perturbe a sua
irmãzinha.”… e o menino continua perturbando. Também,
pudera. Noventa por cento da frase é: “perturbe sua
irmãzinha”. A mesma coisa acontece com a frase: “Não
quero que você assista à TV.” Para “não assistir”, o
cérebro precisa assistir à TV. Para mudar a atitude de
seus filhos, os pais precisam mudar primeiro a linguagem
que usam. Ao invés de dizer “não faça isto”, diga “faça
aquilo”. Ao invés de dizer “não fique vendo TV”, diga “vá
brincar lá fora”. Isto pode mudar seu relacionamento com
seus filhos. Imagine então o seu re lacionamento com o
mundo, como poderá ser modificado quando você
estabelecer metas positivas para a sua vida!

A DIMENSÃO FÍSICA
A dimensão física trata de cuidar eficazmente de
nosso corpo físico ___ comer alimentos adequados,
descansar e relaxar o suficiente e praticar exercícios
regularmente.
O exercício físico é essencial em nossas vidas, o que
a maioria de nós não fazemos constantemente porque não
é urgente.
Grande parte das pessoas pensa que não tem tempo
suficiente para fazer exercícios. Que paradigma mais
deturpado! Não ter tempo para isso! Estamos falando de
três a seis horas por semana ___ um mínimo de trinta
minutos diários, dia sim, dia não. Não parece um tempo
absurdo, se considerarmos os tremendos benefícios em
termos de impacto nas outras 162 ___ 165 horas da
semana.
E não precisa ter equipamento especial para fazer
isso. Se você quer ir a uma academia ou spa, para
experimentar o equipamento ou praticar um esporte de
habilidade, como o tênis ou o squash, eis aí a sua cha nce.
Um bom programa de exercícios pode ser feito em casa,
sempre com a orientação de um profissional capacitado e
deve reforçar seu corpo em três áreas: resistência,
flexibilidade e força.
A resistência vem dos exercícios aeróbicos, da
eficiência cardiovascular ___ a capacidade de seu
coração para bombear sangue através do corpo.
Apesar de o coração ser um músculo, ele não pode
ser exercitado diretamente. Precisa ser estimulado
através do grupo dos músculos maiores, particularmente
os da perna. Por isso exercícios como caminhadas
rápidas, ciclismo, natação, esqui e corrida são tão
benéficos.
A flexibilidade vem do alongamento. A maioria dos
especialistas recomendam um aquecimento e depois um
resfriamento, antes e depois de exercícios aeróbicos .
Antes, ajuda a soltar e aquecer os músculos e prepará -los
para exercícios mais vigorosos. Depois, colabora para
dissipar o ácido lático, evitando que a pessoa sinta -se
dura e dolorida.
A força vem dos exercícios que dão resistência aos
músculos ___ como levantamento de pesos, flexões e
exercícios calistênicos. A ênfase a ser colocada no
desenvol-vimento da força vai depender da sua situação.
Se está envolvido com trabalho físico, ou atividades
atléticas, o aumento da força melhorará seu desempenho.
Se tem um trabalho basicamente sedentário, e não
necessita de muita força para atingir o sucesso em seu
modo de vida, um pouco de tonificação e alongamento
costumam ser suficientes.

SORRISO GENTIL, HARMONIA E SABER PERSUADIR


Um método de sucesso que qualquer pessoa, por mais
incapacitada ou pobre que seja, consegue aplicar é dar
um sorriso gentil a todas as pessoas. Quando a riqueza é
dada para os outros, diminui temporariamente, mas o
sorriso não diminui, mesmo distribuíndo -o a um grande
número de pessoas. O sorriso é uma riqueza que nunca
diminui e beneficia quem sorri e os outros. A simpatia
nasce da relação amistosa entre as pessoas, isto é, da
harmonia. Vendo as pessoas que sobem na vida sem fazer
nada, os talentosos que não conseguem êxito tendem a
invejá-las e a sentir-se injustiçados. Eles precisam saber
que o trabalho não consiste apenas na demonstração do
talento ou da técnica. Há pessoas que, só pelo fato de
estarem presentes, inspiram respeito e engrandecem o
lugar onde estiver.
Quando se diz que devemos nos harmonizar com
todos, dá impressão de que devemos ser passíveis e
fracos, mas, para manifestarmos suficientemente a força
infinita, temos necessidade de estar em harmonia com o
nosso ambiente. A harmonização não é, absolutamen te,
um ato passivo e de fraqueza; ao contrário, é um ato
bastante ativo.
Com o passar dos anos, o trabalho está se tornando
cada vez mais especializado e já foi a época em que uma
pessoa fazia de tudo. Para realizarmos um grande
trabalho, precisamos de muitos colaboradores. E se não
estivermos em harmonia com esses colaboradores, não
poderemos manifestar satisfatoriamente a nossa força
infinita.
Ao realizar um trabalho em grupo, se os componentes
não estiverem em harmonia, não terão bom resultado. Se
uma pessoa, por ser forte demais, a cada passo que der
seus pés afundarem na terra, caminhará com muita
dificuldade. E se um prédio de concreto tivesse um
assoalho tão frágil que só de pisá -lo abrisse um buraco,
seria impossível entrar nele. Só poderemo s caminhar
tranqüilamente se houver harmonia entre nós e o chão
que pisamos. Este é um exemplo bem compreen -sível,
mas é comum uma pessoa muito inteligente e competente
acabar sepultando a atuação de seus companhei -ros de
trabalho.
Trabalhando em harmonia com muitas pessoas, a
eficiência será bem maior do que uma pessoa competente
fazendo tudo sozinha. O relógio marca as horas com
precisão porque inúmeras engrenagens ou circuitos
eletrônicos trabalham em perfeita harmonia.
Se um indivíduo dotado de grande capacidade não se
harmonizar com as pessoas ao redor, freará a eficiência
do seu setor de trabalho. Caso venha a se harmonizar,
vivificará todas as pessoas e cada qual trabalhará com
mais eficiência. Assim, cada pessoa manifestará
plenamente a sua força infinita.
Portanto, manifestará plenamente a nossa força infinita
quando, em primeiro lugar, nos conscientizarmos dela;
em segundo, quando nos adestrarmos; e em terceiro,
quando nos harmonizarmos com as pessoas e coisas ao
redor.
A palavra persuadir tem a conotação de convencer o
outro a qualquer custo, mesmo indo contra a vontade
dele, mas não é isso, em absoluto. Nem é uma forma de
fazer o outro aceitar uma opinião errada como se fosse
correta.
Se convencermos o outro a força ou o iludi rmos,
poderá nos parecer, a primeira vista, que conseguimos
persuadi-lo, mas deixamos, com toda a certeza, a
sensação de que não o compreendemos.
Persuadir verdadeiramente é fazer com que o outro
concorde conosco do fundo do coração. Se isso
acontecer, qualquer pessoa sentirá vontade de nos seguir
com satisfação. Portanto a verdadeira persuasão consiste
em fazer com que o outro compreenda a nossa intenção e
nos siga satisfeito.
Conhecer suficientemente o assunto da persuasão é
uma premissa óbvia, mas é muito importante. Ao
comprarmos um objeto, se o vendedor nos explicar sobre
o seu funcionamento lendo o manual, ficaremos
decepcionados. Ler o manual é algo que nós mesmos
conseguimos fazer. O que esperamos do vendedor é uma
explicação melhor que a do manual. Portanto, se o
vendedor não tiver conhecimentos suficientes do produto,
a ponto de satisfazer plenamente o freguês, não
conseguirá persuadi-lo.
Sem conhecer suficientemente o assunto, ninguém
conseguirá convencer o outro – este é um princípio
extremamente simples, mas sem segui -lo à risca, não
conseguiremos persuadir ninguém.
Será difícil persuadir o outro quando tentarmos apenas
fazê-lo aceitar a nossa opinião, sem nos preocuparmos
com o pensamento dele. Se quisermos que o outro acate
nossa opinião, deveremos saber claramente o que ele
acha disso. No caso de vendermos um produto, primeiro
deveremos saber o que o cliente está desejando. O
mesmo diz em relação a qualquer assunto.
Quem consegue persuadir os outros com muita
habilidade é uma pessoa que sabe ouvir a opinião alheia.
Ouve atentamente a opinião do outro para conhecer bem o
seu sentimento. Que fica falando sozinho, sem ouvir o
outro, não será bem aceito. Se ouvir com atenção a
opinião do outro e for dando o seu parecer ace rca dessa
opinião, com certeza o convencerá. Se ficar expressando
somente a sua opinião, sem ouvir a do outro, acabará
falando demais e desnecessariamente, não será bem
compreendido e, além disso, será malquisto.
Se adquirirmos a habilidade de persua dir os outros,
seremos bem aceitos na sociedade como também nos
colocaremos numa posição de liderança. E quanto maior
for a responsabi-lidade de nossa opinião, maior será a
necessidade de persua-são. Existem muitas outras
condições para adquirirmos a capac idade de persuadir as
pessoas, mas, se colocarmos em prática estas duas,
adquiriremos naturalmente as demais.

PARADIGMAS
Imagine um copo com água pela metade. Se eu
perguntar a várias pessoas o que estão vendo, alguns
dirão que é um copo metade cheio, outros um copo
metade vazio. O copo é exatamente o mesmo, mas a
percepção é diferente. Por isso, o que conta não é o que
acontece, mas sim como você interpreta e reage ao que
acontece.
Se eu levar um cachorrinho a uma sala de aula, os que
gostam de cachorros dirão: “interessante… um curso de
expansão mental com um cachorrinho na sala”. Já o
pessoal que detesta cachorro dirá: “que coisa de mau
gosto, trazer um cachorro para a sala”. Não foi o cachorro
que criou um ambiente diferente; a sua inter pretação é
que é diferente. É muito importante para a nossa
felicidade a atitude que temos em relação ao que ocorre
conosco na vida. Isto porque o que conta não é
exatamente o que acontece, mas sim o modo como nós
respondemos ao que acontece conosco. Aquel es
milionários, estudados por Napoleon Hill, reagiam ao que
acontecia de forma diferente da reação da maioria das
pessoas.
A vida nos apresenta momentos alegres e momentos
tristes. A maneira como aproveitamos cada um desses
momentos depende só de nós próprios. Quando a vida lhe
apresentar um limão, faça dele uma limonada. Esta é a
atitude dos indivíduos bem-sucedidos.
Paradigma é a forma com você percebe o mundo. No
entanto, ele está para você da mesma forma como a água
está para o peixe. O peixe não sabe que está dentro dela
até que o tirem para fora. Esta definição é de Adam Smith,
que diz também: “Paradigma nos explica como é o mundo
e nos ajuda a predizer seu comportamento.”
Vamos exemplificar alguns paradigmas.
No Alasca, na primeira noite o visitante tem que
dormir com a mulher do anfitrião. A recusa a isso é
considerada como uma afronta: “Você acha minha mulher
feia? Tem medo de pegar doença?”, diria o nativo do
Alasca. Já nos países árabes, entretanto, olhar para o
rosto de uma mulher é crime. Qual atitude certa? Depende
do seu paradigma. Os romanos, quando iam jantar na
casa de alguém importante e comiam galinha, jogavam os
ossos para trás: isto significava que o anfitrião era rico o
bastante para ter empregados que limpassem o local. Se
você fizer isso nos dias de hoje, será considerado louco.
Nos Estados Unidos, os filhos de pessoas ricas aos
16 anos de idade já estão trabalhando, seja em postos de
gasolina, como garçons ou qualquer outro emprego do
tipo; essa situação é considerada absurda no Brasil. O
americano aprende desde cedo a mudar de paradigma, a
ser versátil. Ele muda de profissão cinco vezes, em
média, durante a vida, muda 3 vezes de casa. Isto o faz
pensar de forma diferente.
No campo dos negócios, o conhecimento dos
paradigmas é fundamental. Em 1979, os suíços detinham
90% do faturamento do mercado de relógios do mundo.
Um dia, um técnico de uma das maiores empresas
fabricantes de relógio na Suíça apresentou ao seu chefe
um novo modelo que ele tinha inventado: o relógio
eletrônico a quartz, o chefe olhou para o protótipo e
disse: “Isto não é relógio; não tem corda, nem molas, nem
rubis”. Os japoneses e norte-americanos tomaram conta
do mercado, lançando o relógio eletrônico. Os 90% que os
suíços detinham ficaram reduzidos a 15%. Em apenas três
anos, 50 mil funcionários perderam o emprego na
indústria relojoeira suíça. Veja que paradoxo: quem
descobriu o relógio quartz era suíço. O problema é que,
quando o paradigma muda, o conhecimento anterior vai a
zero: toda aquela tecnologia aprendida durante anos na
confecção de relógios mecânicos não serviria muito para
a produção dos novos relógios. Por isso é tão difícil
mudar. No momento em que nós entendemos como
interpretar paradigmas, nós pode-mos mudar a nossa
percepção do mundo.
Einstein dizia que problemas importantes não podem
ser resolvidos no mesmo nível de pensamento em que
foram criados. Para resolver um problema sem solução, é
preciso mudar o paradigma.
William James dizia que uma idéia nova é primeiro
condenada como ridícula; depois esquecida como trivial,
até que passa a ser aceita e, finalmente, fica assentada no
conhecimento geral. “Ah! Isto todos já sabem como é”,
disseram as pessoas quando Colombo pôs um ovo em pé.
Quando Galileu Galilei disse pela primeira vez que o
Sol era o centro do sistema solar e que a Terra girava em
torno dele, foi parar na cadeia: “Como é possível
contrariar a Bíblia?”, disseram na época.
Toda vez que você muda um paradigma, paga um
preço. “O verdadeiro ato da descoberta não consiste em
encontrar novas terras, mas sim vê -las com novos olhos”,
diz o escritor francês Marcel Proust. Não é preciso mudar
de cidade ou país. As oportunidades estão no seu quintal,
basta enxergá-las com olhos diferentes.
Mark Twain tem um ditado: Quando o único
instrumento que você têm é um martelo, todo o problema
que aparece você pensa que é um prego.”
Se você é um cirurgião, tenta resolver tudo com
cirurgia. Se você é psicanalista, tende a achar que tudo s e
resolve com psicanálise. Se o indivíduo investiu tudo num
martelo ___ anos de estudos, especialização no exterior
etc. ___ é muito difícil mudar e fazer coisas diferentes.
Você tenta encaixar os problemas no paradigma que tem.
“Quando os paradigmas mudam, o mundo muda com
eles”, afirmou Thomas Kuhn. Depois de avaliar as
descobertas científicas dos últimos 400 anos, ele
percebeu que quando um cientista encontra um dado que
não faz sentido no paradigma que ele está vivendo, das
duas uma: ou ele ignora o dado, ou manipula até encaixar
no paradigma vigente. A terceira opção ___ questionar o
paradigma e transformá-lo ___ é seguida pelos cientistas
que se destacam e contribuem decisivamente para o
progresso da humanidade.
Antes de Nicolau Copérnico, acreditava-se que a Terra
era chata. Depois que se descobriu que o globo terrestre
é redondo, uma viagem de volta ao mundo tornou -se
possível. A mudança desse paradigma criou diferentes
oportunidades. Novos mundos foram descobertos. A
humanidade toda mudou.

SE O ÚNICO INSTRUMENTO QUE VOCÊ TEM É UM


MARTELO, TODO PROBLEMA QUE APARECE VOCÊ
PENSA QUE É PREGO.
Quando o paradigma muda, as possibilidades
aumentam.
O problema é que as pessoas vivem dentro de
paradigmas mas não sabem que eles existem. É como um
peixe dentro da água, como dissemos antes. Só percebe
que vive dentro d’água quando sai dela.
É interessante notar as reações das pessoas depois que
conseguem enxergar os paradigmas da vida e como
vários se alteram. Quando apenas um membro do casal
aprende este conhecimento, ele diz: “Engraçado, eu
aprendi, e foi minha mulher (ou meu marido) que
melhorou”. Na verdade, o que mudou foi a percepção de
quem aprendeu e não a outra pessoa. Mas esta outra
pessoa também pode se transformar a partir da mudança
dos paradigmas de quem convive com ela.

TODO PROBLEMA TEM SOLUÇÃO


Qualquer problema que ocorre na sua vida é um estímulo
para você crescer. Por isso é que os problemas são
nossos melhores amigos. Se não existissem problemas
para serem resolvidos no seu tr abalho, você perderia o
emprego. Não precisariam mais de você. Só existe um
lugar onde não exis-tem problemas: o cemitério. Quem
mora lá não tem nenhum problema. De resto, viver é
enfrentar um problema atrás do outro. O modo como você
os encara é que faz a diferença; este é o segredo, o
problema em si não conta, mas sim em qual paradigma
você vai colocá-lo.
A realidade, portanto, não existe separada da percepção
que você tem dela. Ela é sempre subjetiva. Entretanto, é a
melhor amiga que temos para chegar mos no ponto que
almejamos.

VIVER É ENFRENTAR UM PROBLEMA ATRÁS DO OUTRO.


O MODO COMO VOCÊ OS ENCARA É QUE FAZ A
DIFERENÇA.
Para responder a essa questão, foram divididos os
sistemas do mundo em dois tipos: aberto e fechado.
O sistema aberto tem sintropia, isto é, troca de
energia com o universo. O sistema fechado faz a entropia,
ou seja, não troca energia com o universo. Todo problema
de sistema aberto tem solução. E todo o problema do ser
humano é um problema de linguagem. Linguagem é,
portanto, um sistema aberto: a solução está na própria
linguagem. Você alguma vez já viu um cachorro triste
porque esqueceram o aniversário dele? Claro que não,
porque aniversários não fazem parte da linguagem dos
cachorros, então não se tornam um problema para el es.
Todo problema traz consigo a semente da solução. Um
problema só lhe é apresentado pela vida se você puder
resolvê-lo ou, de alguma forma, contribuir para a solução.
Um mendigo não está preocupado com o problema
ecológico da Amazônia, porque a que stão para ele é
arranjar a comida do almoço. Se você não tem capacidade
de resolver um proble-ma, você vai ignorá-lo.

CONFIAR A DEUS NOSSOS PROBLEMAS


Quando estamos preocupados demais com um problema
e não conseguimos soltá-lo da nossa mente, é muito
difícil encontrarmos a solução, mesmo que a Sabedoria de
Deus esteja chegando até nós para nos auxiliar, isto
porque a “mente que não solta os problemas” obstrui a
passagem por onde a Sabedoria de Deus deve chegar até
a camada consciente da nossa mente. Exi stem casos
como daquele homem que, premido pela necessidade de
mudar de moradia, começou a orar fervorosamente para
que Deus o ajudasse a encontrar uma nova casa, mas por
mais que procurasse não conseguia encontrar nenhuma
casa para alugar. Um dia dando um descanso de algumas
horas à sua “mente que não soltava os problemas”,
resolveu fazer um piquenique com a família. E lá ia indo
ele, com a mente tranqüila pela primeira vez em várias
semanas, quando de repente, avistou uma casa com a
placa “aluga-se”. Era exatamente o tipo de casa que ele
estava procurando, de modo que o seu problema fora
resolvido facilmente.
Conta-se que o grande inventor Thomas Edison, ao se
ver diante de algum problema de difícil solução,
costumava deitar-se durante alguns minutos para
descansar o corpo e afastar totalmente de seus
pensamentos o problema que o afligia. Enquanto ele
ficava assim, com a serena atitude mental de “deixar que
o problema tome seu próprio rumo”, novas e boas idéias
começavam a surgir.
Como podemos ver pelos exemplos citados, quando
procuramos resolver os problemas apenas com a limitada
força do nosso “ego”, estamos impedindo a passagem da
Sabedoria de Deus, ao passo que, quando libertamos a
nossa mente e a nada nos agarramos, a Sabedoria de
Deus flui abundantemente.

A ALEGRIA DA SUPERAÇÃO
Estamos aqui para crescer, para nos desenvolver e
para descobrir a Divindade existente em nosso íntimo; e
ainda, para ter problemas, dificuldades e desafios. . . e
para superá-los a todos. A satisfação, a alegria está nessa
superação” O quebra-cabeça preenchido por outrem se
torna insípido. O engenheiro que rejubila em superar
todos os obstáculos, fracassos e dificuldades
supervenientes na construção de uma ponte.
Aqui estamos para aguçar os nossos instrumentos
espirituais e mentais através da sabedoria, da força e da
compreensão, sem o que jamais descobriríamos a nossa
Divindade interior.
Não permita que seu filho dependa indefinidamente de
você para tudo. Ao atingir a idade conveniente, ensine -o a
cortar a grama, a vender jornais e a fazer corretamente
tudo aquilo que for pago para fazer. Faça -o compreender
a dignida-de de trabalhar e que o dinheiro recebido de um
vizinho por ter cortado a grama ou da venda de jornais é a
remuneração do trabalho feito. Isto dará a seu jovem filho
satisfação pelo trabalho realizado e também pelo serviço
prestado aos outros, proporcionando-lhe um sentimento
de autoconfiança. Ensine-o também a ver a bondade nos
outros e como fazê-la manifestar-se, pois assim jamais
virá a ser um elemento dependente, lamuriento e
ressentido. Tal procedimento o levará a dar valor ao
dinheiro merecido, fruto do seu trabalho, evitará que se
habitue a desperdiçar no jogo o dinheiro que lhe for
graciosa-mente oferecido.

O SOERGUIMENTO DE OUTROS
Tenha todo cuidado no modo de dar alguma coisa a
outras pessoas. Nunca tire de um homem a oportunidade
de crescer e de progredir. O rapaz que recebe auxilio e
dinheiro com muita facilidade e freqüência descobre ser
esse um modo mais fácil do que fazer por merecê -lo pelo
trabalho e pelo empenho próprios. A assistência
permanente tem um efeito destruidor sobre a sua
virilidade e dê-lhe uma oportunidade de descobrir e de
dominar os seus poderes interiores, sem o que será
sempre um parasita, um pedinte.
Foi recomendado a uma conhecida que deixasse de
sustentar um parente que viera da costa leste dos
Estados Unidos e sobre o qual assim se expressava:
“Coitado do Tom, não conhece ninguém aqui e está
encontrando dificuldade em arranjar um emprego”, etc.
Em conseqüência, dispôs-se lhe pagar o aluguel e a
alimentação, além de dar-lhe dinheiro para outras
despesas, até que encontrasse empre go. O parente em
questão jamais conseguiu empregar-se, tornando-se um
perfeito parasita; e ainda se queixava por não lhe dar ela
mais dinheiro! Em uma ceia de Natal, para qual fora
convidado, chegou mesmo a furtar grande quantidade de
seus talheres de prata, levando-a protestar nos seguintes
termos: “Por que procedeu assim, depois de tudo que fiz
por ele?”
Ela se acostumava a vê-lo com os olhos da carência e
da limitação e, assim, ao invés de procurar soerguê -lo, de
colocá-lo no lugar que lhe estava divinamente reservado e
de “vesti-lo” mentalmente com as riquezas celestes,
figurativamente falando, o vestira de andrajos,
sensibilizando o seu subconsciente e fazendo com que
viesse a reagir de forma correspondente.
Deve-se sempre estar pronto para auxiliar uma pessoa
que está realmente faminta, necessitada ou em desgraça.
Este procedimento é correto, elogiável e recomendável;
entretanto, é preciso ter cuidado para não transformar
essa pessoa em um parasita. Essa assistência deve
sempre ter, por base, a orientação divina e, como
finalidade, levar a pessoa a ajudar a si própria. Ensine -lhe
onde e como encontrar as riquezas da vida e também
como se tornar autoconfiante e como melhor contribuir
para a humanidade, pois destarte jamais necessitará de
um prato de sopa, de uma roupa velha ou de uma esmola.
“. . . Estas coisas devíeis praticar, sem omitir
aquelas”. (Mateus 23:23). Todos nós devemos estar
prontos a oferecer auxílio, mas é errado contribuir para a
deficiência, o desleixo, a preguiça, a apatia e a
indiferença dos outros.

CARÁTER E DESTINO
Todos nós estamos na terra para ajudar a carroça a se
movimentar, fazendo força na sua roda. Se você dispõe
apenas de uma tanga para vestir, é porque alguém a fez
para você; e o que você tem feito para os outros? Tem
trabalhado e contribuído com sua habilidade e com o seu
talento? Há muitos mendigos fisicamente capazes, mas
fazem da mendicância a sua profissão e que, enquanto
encontrarem quem satisfaça os seus pedidos, jamais
trabalharão, transfor-mando-se em parasitas. Alguns
deles são até bastante ricos, dispondo de automóveis e
de propriedades em diversas cidades.
No íntimo de cada pessoa existe uma vasta mina de
dádivas, de poderes e de riquezas ainda não descobertas.
Todo homem é considerado responsável pelos seus atos e
devem ser alertados para as suas responsabilidades
perante a sociedade. Todos nós somos parte da
sociedade em nossa passagem pela vida e temos de
contribuir com algo, seja como remador em um barco,
seja como motorista de um carro. A vida recompensa a fé,
a coragem, a resistência e a persistência com maior dose
dessas virtudes. É na superação dos obstáculos que se
desenvolve o caráter, o qual, por sua vez, é o próprio
destino.

O APOIO INTERIOR
Confie em Deus e não nas pessoas ou no governo. O
governo nada pode dar-lhe sem antes lhe tomar algo; e
mais ainda, não há governo que possa legislar a paz, a
harmonia, a abundância, a segurança, a sabedoria, o amor
ao próximo, a igualdade, a prosperidade e a bondade, pois
todas essas coisas provêm do mundo espiritual existente
em seu íntimo.
Há pessoas que vivem à custa do seu amor, do seu
passado, da sua descendência ou da boa aparência até os
outros perceberem o vazio existente em seu íntimo; a sua
queda ocorre então por falta de apoio e força interiores.

O SENTIMENTO DE SUPERIORIDADE
Sinta a sua grandeza e dignidade como filho de Deus
e confie na sua imunidade a insultos, críticas e toda sorte
de vilipêndios, por viver sempre em harmonia com Deus.
A exaltação e o amor à presença interior de Deus farão
com que todos os homens ___ inclusive os considerados
como seus inimigos ___ vejam-se compelidos a lhe fazer
o bem.
Recuse-se a aceitar o sofrimento e nunca se omita em
qualquer situação. Você é um ser de natureza
transcendental, com condições de sobrepor -se
mentalmente a quaisquer condições e situações.
Abraão Lincoln, ao ser informado de que um membro
do seu Gabinete, o Secretário da Guerra, o estava
vilipendiando, chamando-o de macaco ignorante e outras
coisas, retrucou: “Ele é o maior Secretário da Guerra que
este país já teve”. Ninguém conseguia magoar Lincoln
nem tampouco atingir seu ego, pois ele sabia
perfeitamente onde estava a sua força e também que
pessoa alguma poderia diminuí-lo a não ser através da
sua mente. Lincoln era um otimista, não apenas por
possuir condições de auto-recuperação como também por
saber da existência de um Ser Divino em seu íntimo, o que
lhe dava força para levantar todo um país.

SEJA BOM CONSIGO MESMO


São muito conhecidos os chamados praticantes do
bem, que se dedicam a conseguir livramento condicional
para criminosos sexuais, violentadores de crianças e
outros transviados sociais que, no momento em que se
vêem livres, voltam a atacar, a violentar e até mesmo a
matar. Antes que se possa recuperar e ajudar outras
pessoas, faz-se necessário tratar do seu próprio
revigoramento em termos de sabedoria e de compreensão.
Somente se pode dar aquilo que se possui.
Freqüentemente, os pregadores de praça pública e os
praticantes do bem estão apenas projetando sobre os
outros suas próprias deficiências e limitações. O cego
não pode guiar outro cego.
Não há ninguém a modificar a não ser você próprio.
Seja bom consigo mesmo. Seu verdadeiro ser é o próprio
Deus; exalte, honre, reverencie e respeite Sua Divina
presença em seu interior, pois assim procedendo estará
também amando e honrando o seu próximo. O seu vizinho
é o ser mais próximo de você; Deus é o seu vizinho e, se
você O amar, será também bom para todos os homens.
“Fale com Ele para que ouça e seus espíritos possam
encontrar-se. Ele está mais próximo que a respiração e
mais próximo ainda que as mãos e os pés”. (Tennyson:
The Higler Pantheism).
Adquira consciência de sua própria realidade, em toda
a sua prístina glória. Deixe a sua verdadeira luz brilhar e
Seu amor fluir através do seu ser, expungindo todas as
suas fraquezas, limitações e deficiências. O otimista é
aquele que encontrou Deus em seu íntimo e que se sente
forte e seguro em Sua presença; é enfim aquele que a qui
está para conquistar, pois Deus ou o Ser Infinito jamais
falha, e que, por estar com Deus, não se deixa possuir
pelo medo, não mais se sentindo frustrado ou
abandonado.

UMA NOVA AUTO-APRECIAÇÃO


O otimista em geral afirma: “Deus deu -me este desejo
e Sua sabedoria me revelará o plano para seu
desenvolvimen-to”. Esta atitude evita toda e qualquer
frustração.
Todos nós somos interdependentes. Todos podemos
necessitar de um médico, de um advogado, de um
psicólogo e todos eles podem necessitar de nós. Todos
nos necessitamos mutuamente. Mas lembremo -nos da
presença de Deus em todas as pessoas e olhemos para
todas elas como devem realmente ser vistas: como filhos
de Deus, radiantes, alegres, prósperos e livres.
Seja um otimista. Exalte a figura de Deus em todas as
pessoas, cobrindo-as do Seu amor. Ao exaltar
inicialmente em si próprio a figura de Deus, você também
posteriormente a exaltará nos outros. Deus está em to das
as pessoas e coisas; procure que encontrará as coisas
mais diversas nos locais mais diferentes, nas canções,
nos córregos, nos sermões, nas pedras, etc.
O otimista conhece a verdade deste antigo ditado;
“Aquilo que vistes será o que terás”; Deus ou poeira,
conforme o que vistes”.
Da mesma forma que Moisés no deserto deu novo
alento à serpente, deve também o filho do homem ser
revigorado. A expressão filho do homem na Bíblia
significa o estado da mente, dando a entender que, como
Moisés, quando se está deprimido ou amedrontado, deve -
se revigorar a crença no Espírito interior, isto é, em Deus.
A mente humana é parte da Mente Infinita. A emoção ou o
sentimento é, no ser humano, o espírito interior; em
outras palavras, Deus é a parte invisível do ser humano.
Pare de rastejar, de aviltar-se e de viver nos buracos e
torvelinhos da vida! Deixe de se desculpar por estar vivo!
Faça uma nova estimativa, uma nova apreciação de si
próprio. A serpente rasteja sobre o ventre e se esconde
em cavernas ou atrás das pedras, evitando a luz. Ao se
sentir fraco e inadap-tado, o homem se comporta de forma
semelhante, como se fora um verme rastejando pelo chão,
governado pelos sentimentos e sentindo-se vítima da
hereditariedade, do meio-ambiente e das circunstâncias.
Por ocasião do ato da criação, duas serpentes se
mantiveram erectas, como no caduceu, símbolo da
profissão médica. A serpente é, pois, um símbolo do
Poder Curador Infinito de Deus; com isto, queremos
induzi-lo a exaltar a Sua presença benéfica existe nte em
seu íntimo. A figura de Deus ___ Pai e Mãe ___ existe em
seu interior sob as formas mentais consciente e
subconsciente. Assim, tudo aquilo que se deseja que
venha a se concretizar, estimule o subconsciente, que por
sua vez reage da forma desejada; d estarte, é possível
superar-se todas as limitações e obstruções.

CONTRASTANDO PARA ACEITAR


Numa fria manhã de inverno, o sábio reuniu os jovens
da aldeia e, diante deles, levou ao fogo uma panela com
água. Enquanto a água esquentava, estendeu uma es teira
no chão e colocou três vasilhas de barro, vazias. Quando
a água começou a borbulhar, quase a 100 graus, o sábio a
derramou na vasilha que estava à direita. Em seguida
colheu do riacho água gelada, perto de zero grau, e a
derramou na vasilha da esquerda. E, na vasilha do meio
juntou água fria e quente, em partes iguais. Diante da
curiosidade dos jovens, o sábio ordenou então a um
deles: “Coloque sua mão direita na água bem quente e a
esquerda na água gelada”. Depois de alguns instantes, ele
voltou a ordenar ao jovem que tirasse as mãos de onde
estavam e as colocasse na vasilha do meio. “O que você
está sentindo?” o jovem respondeu que sentia calor numa
mão e frio na outra. Na mão em que ele sentia calor era
porque, para ele, a água da vasilha do meio es tava
quente. Na mão em que ele sentia frio era porque a água
estava fria. E a água era a mesma. A mesma água então
pode estar quente ou pode estar fria: depende de como
está a sua mão. Da mesma forma, o mundo pode ser bom
ou pode ser ruim: depende do que c ada um traz dentro de
si.

NÃO VEJA O FRACASSO, MESMO QUE ESTEJA DENTRO


DO FRACASSO
Por mais que a situação atual pareça um fracasso,
você não deve sentir complexo de inferioridade pensando
que isso seja um fracasso. O fracasso não é uma derrota;
é uma experiência que você acumula, aprendendo que
uma determinada atitude tomada numa determinada
ocasião produz determinado resultado. É o
enriquecimento da sua experiên-cia.
A verdadeira derrota começa quando a pessoa sente
complexo de inferioridade.
Se você perdeu a sua posição atual, é porque chegou
o momento de mudar para uma posição melhor que já está
reservada para você. Portanto, é bom alegrar -se,
agradecer e abençoar a posição perdida por ter sido útil
até agora. Para o “homem verdadeiro ” não existe derrota,
em circunstância nenhuma.
Mentalize o seguinte: “Deus me afastou da posição
atual para me dar uma outra muito melhor. A sabedoria de
Deus me orienta e me aproxima da nova posição”

Capítulo 19
O SILÊNCIO
O silêncio é o repouso da mente em Deus; da mesma
forma que o sono revigora e refresca o corpo, a
comunhão com Deus revigora, sustenta e revitaliza o
homem. Emerson dizia: “Façamos silêncio para poder
ouvir os suspiros dos deuses”.
O silêncio consiste em desviar a atenção e a atividade
sensorial do mundo exterior para focalizar a atenção e um
ideal ou objetivo, embora já sabendo que a Inteligência
Infinita do seu subconsciente inevitavelmente lhe
proporcio-nará uma resposta.

UM GÊNIO EM CADA HOMEM


Você veio ao mundo com todos os poderes e
qualidades de Deus e ainda com o poder de pensar
individualmente. Você pensa e, portanto, tem o poder de
criar e de projetar tudo aquilo em que sua mente crê e que
aceita no mundo à sua volta. Você pode considerar -se
rico quando tem consciência da sua força criadora; sua
riqueza e até mesmo sua segurança repousam sem seu
poder de criar.
Por ocasião da visita a um estúdio de cinema, foi
perguntado a um escritor de temas cinematográficos
como realizava o seu trabalho e tam bém o que fazia
quando estava escrevendo uma história para um filme. Ele
Respondeu mais ou menos desta maneira: “Aquieto minha
mente e, quando a sinto bastante relaxada, deixo -a
funcionar. Sei somente a idéia a ser desenvolvida.
Concentro o pensamento nela e aprecio inteiramente; a
seguir, no silêncio da noite, antes de dormir, eu me
concentro no texto, certo de que o tema, os persona -gens
e as idéias me ocorrerão. Pela manhã, ao acordar, o texto
está pronto e tudo que tenho a fazer é sentar -me e
escrevê-lo”.
E como o tema se originou da mente do escritor? As
idéias que lhe ocorriam e sobre as quais meditou no
silêncio da noite ficaram impressas em seu
subconsciente, que automaticamente reagiu fornecendo -
lhe as idéias criadoras necessárias à redação do t exto.
Você vive em sua mente e é ali que se torna rico ou
pobre, um mendigo ou um ladrão. Você se torna
possuidor de uma pérola de alto preço ao adquirir
consciência do poder dos seus próprios pensamentos
para criar aquilo que deseja na vida. As riqu ezas e
poderes existentes em seu íntimo são inesgotáveis e as
riquezas da sua mente não conhecem limitações, a não
ser aquelas que você próprio se impõe.

O SILÊNCIO PROPORCIONA RIQUEZA


Robert Louis Stevenson praticava o silêncio regular e
sistematicamente e tinha o hábito persistente de, no
silêncio da noite antes de dormir, transmitir instruções
específicas ao seu subconsciente. Com a atenção
divorciada do mundo sensorial exterior e voltada para a
sabedoria e poder do subconsciente, solicitava dest e
último que, durante o sono, lhe proporcionasse as
histórias de que necessitava. Por exemplo, quando a sua
situação financeira era desfavorável, enviava ao seu
subconsciente um comando deste tipo: “Proporcione -me
uma boa e emocionante novela, que seja bem comerciável
e rendosa”; a resposta era geralmente bastante generosa.
Dizia Stevenson : “Esses pequenos duendes (a
inteligência e os poderes do subconsciente) podem
contar-me uma histó-ria, capítulo por capítulo, como se
fosse um filme seriado, e conservar-me, seu suposto
criador, na mais total ignorância do seu desenvolvimento
futuro”. E acrescentava que “a parte do meu trabalho que
é feita quando estou acordado não é necessariamente
minha, pois tudo leva a crer que os duendes tiveram
participação nela”.
COMO LEVAR UMA VIDA AGRADÁVEL
Um jovem médico disse que, quando estudava
Patologia, contraíra vários dos sintomas das doenças
estudadas. Chegou finalmente à conclusão de que isso se
devia ao fato de se deixar influenciar pelas imagens
mórbidas que constantemente lhe surgiam e que sua
mente traduzia em realidade.
Uma vez determinada a causa dos seus males, ele
inverteu a situação, ao verificar que todas as doenças
eram motivadas pelas atitudes mentais deformadas dos
seus pacientes. Passou então a considerar um padrão
perfeito de harmonia, saúde e paz e, sempre que se
deparava com condições negativas, procurava visualizar
um quadro de perfeição, beleza e saúde; adotou também
como norma ver em todos os seus doentes a presença de
Deus, tornando-se desse modo imune a toda e qualquer
doença.
Ele leva agora uma vida bastante agradável, pois
sempre que comparece as enfermarias de isolamento para
visitar os seus doentes, sente -se completamente
imunizado contra as doenças

PORQUE NADA ACONTECIA


Uma mulher confidenciou que gastava meia hora por
dia na prática do silêncio, mas sem qualquer resultado.
Foi descoberto que seu procedimento consistia em
queimar incenso e concentrar-se em imagens de homens
santos; além disso adotava também a prát ica de acender
velas, de erigir altares em casa e de rezar com a frente
sempre voltada para o leste.
Na realidade, essa mulher estava completamente
envolvida nas exterioridades e nas atividades periféricas
da vida. Toda a sua vida era caótica; era uma mu lher
doente, frustrada, solitária desgostosa e que sofria de
várias anormalidades mentais. Sua mente estava
concentrada em imagens, velas, incenso, música e rituais,
coisas que contribuíam para deixá -la numa espécie de
transe auto-hipinótico. Estava totalmente impregnada
pelos seus cinco sentidos e não estabelecia abso -
lutamente sintonia com a Presença Divina.
Sua irmã, que não era religiosa, constantemente a
criticava dizendo: “Você reza todo dia e que benefício isto
lhe traz? Olhe para mim. Não me ded ico à prática do
silêncio e nem mesmo acredito em Deus e, no entanto,
sou forte, cheia de vida e próspera”.
Na verdade, aquela mulher não estava absolutamente
praticando o silêncio; estava antes impressionada por
visões, ruídos e imagens e simplesmente desperdiçando
as suas energias e tempo em exterioridades. Ela aprendeu
a praticar a sabedoria do silêncio de Emerson, que
passou a praticar resultando em grandes modificações
mentais, físicas e de situação financeira.

A SABEDORIA DO SILÊNCIO DE EMERSON


Dedique-se à prática do Silêncio com sabedoria
desligando-se do mundo e da ação dos seus sentidos e
considere a realidade das suas idéias ou desejos.
“Acredite que possui alguma coisa agora e ela virá a ser
sua”. Isto significa que sua idéia, desejo , plano, objetivo
ou invenção são tão reais como a sua própria mão ou
coração, pois possuem forma e substância em outra
dimensão da mente.
Dê-lhes a sua atenção e exulte com isso, na certeza de
que a Inteligência Infinita, que lhe forneceu a idéia, l he
propor-cionará também o plano perfeito para o seu
desenvolvimento. Mantenha essa atitude para que venha a
experimentar a alegria da oração satisfeita. Aí reside a
sabedoria do silêncio de Emerson.

A COLHEITA DE DIVIDENDOS
Todas as manhãs, ao acordar, pense em Deus e em Seu
amor e mantenha-se em estado de alerta e de grande
expectativa e interesse, conservando -se sempre muito
atento. Proclame silenciosa e vagarosamente: “Coloco -
me, assim como todas as minhas idéias, planos e
assuntos do dia de hoje nas mãos da figura santa e
onipresente de Deus. Habito na companhia do Altíssimo,
cuja sombra protetora se projeta sobre mim, minha
família, meus negócios e tudo aquilo que me pertence.
Deus está sempre comigo e me acompanha a todas as
partes com Seu amor. Deus me faz prosperar em todos os
meus empreendimentos e Sua riqueza flui para mim livre,
alegre, ilimitada e inesgotavelmente. Onde quer que vá,
tenho sempre em meus lábios palavras de louvor a Deus”.
A prática desse método lhe proporcionará grandes
dividendos em todos os setores de atividade da sua vida.

O SILÊNCIO INTERIOR
“Trabalhemos por uma quietude interior ___ uma
quietude e bem-estar interiores ___ aquele silêncio
perfeito em que até o coração e os lábios se aquietam e
que nem mesmo é perturbado por nossos próprios
pensamentos imperfeitos e opiniões vãs; em que apenas
se ouve a voz de Deus e em que se aguarda, na
simplicidade de nossos corações, a manifestação da Sua
vontade, que no silêncio do nosso espírito buscamos
satisfazer, de forma absolutamente exclusiva”.
(Longfellow)

PENSAMENTOS SÁBIOS
Se você pensa sabiamente, a reação ou resposta
também será sábia. Suas ações nada mais são do que a
expressão exterior de seus pensamentos. Sua ação ou
decisão construtiva nada mais é do que a manifestação de
um pensamento sábio elaborado em sua mente.
Depois de pedir a orientação ou a resposta para um
determinado problema, não negligencie os meios para
atingir seu objetivo. Você evitará o bloqueio da resposta
pensando simplesmente na solução, sabendo que seu
pensamento ativa seu subconsciente, que tudo sabe, tudo
vê e possui o Know-How do que deve ser feito.
ESCOLHA A CONFIANÇA, O TRIUNFO E A VITÓRIA
A Bíblia diz: “Escolha hoje a quem você servirá ”. A
chave da saúde, da felicidade, da paz de espírito e da
abundância reside na capacidade de escolher. Quando
você aprender a pensar certo, deixará de escolher o
sofrimento, a miséria, a pobreza e a limitação. Pelo
contrário, você fará sua escolha na cas a do tesouro do
Infinito que jaz dentro de você. Você afirmará incisiva e
definitivamente: “Escolho a felicida -de, a paz, a
prosperidade, a sabedoria e a segurança”.
No momento em que você chegar a essa conclusão
definitiva em seu consciente, seu subco nsciente, cheio de
força e de sabedoria do Infinito, virá em seu auxílio. Você
será orientado, e o caminho para realizar o que você
deseja lhe será revelado.
Proclame definitiva e positivamente, sem a menor
sombra de dúvida ou medo: “Existe apenas um poder de
criação, e é o poder do meu Eu Mais Profundo. Para todo
problema há uma solução. Eu sei e acredito nisso”.
Quando você proclamar essas verdades corajosamente,
receberá a orientação adequada a todos os seus
empreendimentos, e milagres acontecerão em sua vida.

Capítulo 20
DESEJO
O desejo é uma dádiva de Deus, ou do Poder Infinito,
que procura expressar-se através de seu próprio ser. O
princípio da vida dá, à pessoa faminta, o desejo de se
alimentar a fim de se preservar. A pessoa sedenta tem
desejo de água, a que sente frio deseja calor e a que está
doente, saúde.
O Ser Infinito existente em seu íntimo não deseja
expressar-se de forma alguma limitada. Os desejos,
necessidades, imposições e impulsos de seu
subconsciente são sempre orientados para a vida,
induzindo-o a erguer-se, a distinguir-se, a crescer e a
manifestar seus desejos de felicidade, de saúde, de
prosperidade, de autenticidade e de concretização de
seus ideais, sonhos e aspirações. O desejo é aquilo que o
impulsiona para frente, para cima e para Deus.
Homens dotados de fortes desejos e grandes ambições
de obter aquilo que pretendiam e de atingir seus objetivos
na vida fizeram da América aquilo que ela é hoje em dia, a
maior nação industrial de todo o mundo. Henry Ford, por
exemplo, sentiu o desejo de fazer um automóvel e, depois,
um desejo ainda maior de pôr todo o mundo sobre rodas.
A realização desse desejo veio a proporcionar emprego
para milhões de pessoas em todas as partes do mundo,
assim como também benefícios sem conta para toda a
humanidade.
Nenhum homem pode servir a dois senhores. Nenhum
homem pode realizar o desejo de seu coração se acredita
que existe uma força que impede de fazê -lo. Isso cria um
conflito, e sua mente se divide. Ele estaciona e não vai a
lugar algum. Sua mente deve mover-se como uma
unidade. O Infinito não pode ser dividido ou multiplicado.
O Infinito deve ser um ___ uma unidade. Não pode haver
dois Infinitos, já que um entraria em conflito com o outro.
Assim, teríamos um caos em vez de um cosmo s. A
unidade do espírito é uma necessidade matemática, pois
não há oposição ao único Poder. Se houves -se algum
poder para desafiar Deus, ou o Uno Infinito, Deus deixaria
de ser Onipotente ou Supremo.
Você pode perceber a confusão e o caos que reinam na
mente das pessoas que acreditam em dois poderes
opostos. Suas mentes estão divididas porque eles têm
dois senhores, e esta crença cria um conflito, fazendo
com que a força e o poder delas se dividam. Aprendam a
ir numa única direção, acreditando que Deus, que lhe deu
o desejo, também lhe mostrará como realizá -lo.

OS NOSSOS MAIS ÍNTIMOS DESEJOS


Esse desejo consiste em encontrar a nossa verdadeira
expressão na vida onde fazemos tudo o que gostamos,
onde somos divinamente felizes e prosperamos com a
graça de Deus. Há quem possa fazer seis coisas muito
bem, mas sempre há uma outra que podemos fazer melhor
ainda do que as seis. Isso é o nosso verdadeiro lugar ou a
nossa verdadeira expressão.
O nosso Eu mais alto conhece bem todos os nossos
talentos e pode nos revelar a resposta. Devemos sempre
afirmar: “A Infinita Inteligência que está dentro de nós
revela o nosso verdadeiro lugar na vida e eu sigo a
indicação quando ela chega claramente em meu
consciente que raciocina.” A indicação chegará até nós.
Devemos segui-la. Nós desejamos nos exprimir no mais
alto nível e exercer nossas faculdades no mais alto grau e
ainda desejamos uma renda maravilhosa e magnífica de
acordo com nossa integridade e honestidade.

O DESEJO É UMA DÁDIVA DE DEUS


O desejo constitui a base da vida. Isso é o desejo!
Jamais poderemos nos livrar dele. Quando temos fome,
desejamos comida; quando temos sede, desejamos água.
Uma pessoa perguntou a Thomas Edison, o mago da
eletricidade, o que era a eletricidade e ele re spondeu:
“Ela é a eletricidade. Use-a.”
São várias as maneiras pelas quais poderemos usar a
força elétrica como bênção para a humanidade, mas
também pode-mos usá-la para eletrocutar condenados. É
assim que sempre há duas maneiras para se usar a força.
Nunca, em circunstância alguma, devemos desejar o
emprego de alguém, a mulher alheia ou a casa que não
nos pertence. A inveja e o desejo de se possuir o alheio
só podem resultar em prejuízo, penúria e limitações para
quem fizer isso. Resultarão sempre no em pobrecimento
completo. Sempre que invejamos alguma coisa de alguém
estaremos negando a nossa condição divina. Roubar de
outro, mentalmente, é como roubar de nós mesmos.
O castigo pode nos atingir de várias maneiras. Podemos
perder a saúde, o prestígio, a promoção, o amor e também
dinheiro. Não adianta querer saber como tudo isso
acontece. Nós não queremos o emprego de outra pessoa e
sim alguma coisa parecida que nos dê os mesmos
privilégios, a mesma remuneração e os mesmos
requisitos.
A Inteligência Infinita pode abrir-nos novas portas desde
que o solicitemos. A resposta não falha.

SEMPRE EXISTE UMA RESPOSTA


Devemos nos dar conta de que o desejo é a força
motiva-dora que está por trás do progresso e do avanço
na ciência, na arte, na indústria e em t odas as fases da
vida. É o princípio motor de todas as conquistas. Há
sempre uma resposta para todos os desejos do coração.
Há sempre uma maneira para realizarmos todos os nossos
desejos sinceros. Só podemos desejar aquilo para o qual
já existe uma resposta. Devemos nos dar conta de que o
Espírito Infinito, que fez nascer em nós o desejo, também
nos mostrará como consegui-lo dentro da Ordem Divina e
da lei de Deus.
Paulo disse: “Porque é Deus quem, segundo o seu
beneplácito, realiza em vós o querer e o
executar” (Filipenses 2:13). Todos nós desejamos crescer
e atingir o máximo em sabedoria. Esse desejo vem de
Deus, o Princípio da Vida, que o faz por nosso intermédio
e sempre insistindo para que galguemos a escada da vida
a fim de nos expressarmos em níveis mais altos. Não
devemos reprimir os desejos, se o fizermos, estaremos
suprimindo o próprio sentido da vida, seria rematada
tolice se nos recusássemos a respirar o ar ou a beber
água, já que isso resultaria em morte imediata.
QUEM REALIZA SEUS SONHOS É VOCÊ MESMO
Ter objetivos determinados na vida é fundamental para
se alcançar o sucesso. É tão difícil atingir um destino que
você não tem, quanto voltar de um lugar que você nunca
foi. Quando você traça uma meta, você está trabalhando
na construção do seu próprio destino.
Você sabe a diferença entre um sonho e uma meta?
Vejamos: se você pegar um sonho e determinar uma data
para ele se concretizar, ele se torna uma meta. Sabe
aquele livro bom que você comprou, pôs na prateleira e
que “algum dia” irá ler? Ele está empoeirado há anos
porque “algum dia” não existe no calendário. É um dia
que nunca vai chegar. Se você dissesse: vou lê -lo até o
final do mês, você arrumaria tempo para fazê -lo, seu
subconsciente responde: perfeitamente, quando algum
dia chegar, nós leremos o livro.
Você acha que alguém chega por acaso ao topo do
Monte Evereste, sem planejamento? É claro que não. Para
chegar lá, é preciso planejar cada detalhe, uma
preparação de aproximadamente quatro anos, milhões de
dólares e muita tecnologia. Sem isso, a pessoa morre no
caminho. Sem planejamento, é quase impossível atingir
grandes metas.
Nosso cérebro não foi treinado para planejar. Muitos
pensam que dá muito trabalho. Na verdade, planejar é
fácil, chega a ser um divertimento. Basta treinar.
Vejamos também a diferença entre meta e finalidade. Se
estou em Nova Iorque e decido ir para Chicago, a cidade
de Chicago é uma meta que eu atinjo. Se estou em Nova
Iorque e desejo ir para o oeste, chegando a Chicago não
termina o oeste: Sempre haverá oe ste para ir ___ isto é
finalidade. Se você descobre qual a sua finalidade de vida
e alinha suas metas de acordo com elas, o universo
conspira a seu favor!
Outro segredo a respeito de metas é saber balanceá -las.
Inicialmente, você tem que ter um corpo sad io para
carregar uma mente sadia. Não adianta você ter uma
mente brilhante se o seu corpo estiver doente. Mas isso
não implica preocupar-se somente com uma meta física.
Quem faz ginástica todo dia e não pensa em mais nada,
quando chegar aos 40 anos e vê que o corpo começa a
deteriorar, sofre grande depressão. Como não
estabeleceu outros objetivos, sua vida perde a
finalidade.”
Nós vivemos num mundo material. É preciso então ter
uma meta financeira. Mas o dinheiro, paradoxalmente, não
vale nada. Dinheiro só serve para fazer coisas que não
depende essencialmente dele. Se você não tiver outras
metas na vida além do dinheiro, acaba escravizado pela
obsessão de ganhá-lo, sem realimentar suas energias, e
isso geralmente culmina em um enfarte.
Outra meta a almejar é a social. O homem precisa viver
em comunidade. Por outro lado, não se deve fazer como
algumas pessoas fazem, e ficar pulando de festa em festa,
borboleteando daqui para lá. É preciso ter raízes para
estar firmado em seu eixo.
A meta profissional também é muito importante. Mas se
você viver só para isso, achando que só a carreira
interessa, e se aquela promoção que você espera não
vier, abre uma boa brecha para um câncer aos 40 anos.
Há pessoas que se dedicam só à família, mais nada. Ter
somente meta familiar também não resolve. Os filhos
crescem, vão embora, e aí, como é que vai ficar?
Acontece o que se chama hoje de a “síndrome do ninho
vazio”. É o caso da mulher que se dedicou aos filhos a
vida inteira, e não fez nada mais, esqueceu -se
completamente de realizar-se a si própria. Os filhos
cresceram ___ todos crescem ___, saíram de casa e,
agora, a mulher não tem como preencher o seu tempo.

VOCÊ NÃO PODE OBTER O BASTANTE DAQUILO QUE


VOCÊ NÃO QUER.
Você tem que ter uma meta espiritual: é muito
importante saber relaxar e entrar em contato com outros
níveis de consciência. Mas não é possível ficar fazendo
isto o dia inteiro. Nós temos um corpo para cuidar. Se não
der atenção à matéria, suas condições de vida no mundo
se desequilibram, a começar pela sua saúde. Aonde você
quer chegar espiritual-mente deste modo, em total
desequilíbrio?
Finalmente, vamos nos referir à meta mental. Tem gente
decorando a Enciclopédia Britânica. Tem tudo na cabeça.
Não podem nem balançá-la para não misturar os
conhecimentos. No entanto, não estão fazendo nada com
este conhecimento: não aplicam na prática, não o
ensinam a ninguém. Isto é masturbação mental.

FAÇA UM INVENTÁRIO PESSOAL


Está você experimentando atrito, desentendimento e
ressentimento em suas relações c om os outros? Esses
ajustamentos insatisfatórios pessoais são devidos a má
companhia com que você anda em sua mente. Quando
você era jovem, sua mãe advertia para se manter longe
das más companhias e, se você desobedecia, ela lhe
batia. De igual modo, você não deve andar pelas alamedas
escuras da sua mente e manter a companhia do
ressentimento, do medo, do aborrecimento, da má
vontade e da hostilidade; são eles os ladrões que roubam
sua atitude, equilíbrio, harmonia e saúde.
Em definitivo, você deve recusar-se a andar e falar com
eles nas galerias de sua mente. Pelo contrário, deve
habituar-se a andar nas ruas ensolaradas de sua mente,
junto a companheiros amorosos e espirituais chamados
confiança, paz, fé, amor, alegria, boa vontade, saúde,
felicidade, orientação, inspiração e abundância. Você
pode escolher seus companheiros no mundo objetivo e
certificar-se de que, quando o fizer, os seleciona de
acordo com os critérios da honestidade e da integridade.
Você seleciona suas roupas, trabalho, amigos,
professores, livros, lar e comida. Você é um ser que
escolhe volitivamente. Quando você escolhe algo, está
demonstrando preferência por uma ou outra coisa; pode
ser por um chapéu ou por um par de sapatos. Tendo feito
um inventário pessoal do conteúdo de su a mente, escolha
a saúde, a felicidade, a paz, a prosperidade e a
abundância, que você conseguirá fabulosos dividendos.

A COMPREENSÃO AFASTA O SOFRIMENTO


DESNECESSÁRIO
Você deve abandonar suas falsas crenças, opiniões e
teorias, trocando-as pela verdade que o torna livre. Você
não é uma vítima dos seus cinco sentidos; tão pouco é
controlado pelas condições ou meio ambiente exterior.
Você pode modificar as condições, mudando de atitude
mental. Seu pensamento e seu sentimento criam o seu
destino e determinam sua experiência. Portanto, você não
pode mais censurar os outros por sua infelicidade,
sofrimentos ou insucessos.
Quando você vir claramente que aquilo em que você
pensa, aquilo em que você acredita e aquilo que você
sente, consciente ou inconscientemente, determina todos
os acontecimentos e circunstâncias de sua vida, deixará
de ter medo, de ter ressentimento, de condenar e censurar
os outros. Descobri-rá que não há ninguém a mudar senão
a você mesmo.
VOCÊ CRIA SEU PRÓPRIO CÉU
Durante séculos incontáveis, o homem tem olhado para
fora de si e tem enchido sua mente com inveja, ódio,
temores, ressentimento e depressão, por acreditar que os
outros estavam arruinando sua felicidade e causando
suas dificuldades. Tem acreditado que é vítima do
destino, do acaso, dos acidentes e que há outras forças e
poderes que são inimigos do seu bem-estar. Sua mente
está cheia de toda a espécie de idéias fantásticas,
superstições, ansiedades e complicadas filosofias sobre
os demônios, entidades do mal e forças male-ficas.
A verdade é que o pensamento do homem é criador; sua
maneira de pensar se transforma em sua pobreza ou em
sua abundância. O homem deve afastar-se de todos os
conceitos falsos e errôneos e saber que faz o seu próprio
céu (harmonia e paz) e o seu próprio inferno (miséria e
sofrimento).
O homem pode influenciar o seu subconsciente positiva
ou negativamente. O subconsciente é sempre amoral e
impessoal, e não conhece a ética ou os sentimentos. Daí,
se os pensamentos do homem forem de natureza maléfica,
a lei do subconsciente transformará, automaticamente,
esses pensamentos em realidade e experiência. Se os
pensamentos do homem forem bons e construtivos, a lei
do subconsciente fará surgir boas experiências e
circunstâncias felizes.
Isto é nada mais nada menos do que a lei de causa e
efeito, que é uma lei universal e impessoal.

RETRIBUIÇÃO E RECOMPENSA
Sua recompensa e retribuição dependem do modo pelo
qual você usa sua mente. Se você tomar uma decisão
errada em sua mente, invocará justamente a resposta
matemática da lei do seu subconsciente e terá, como
resultado de seu julga-mento errôneo, ou de sua decisão
errada, um prejuízo. Em toda a natureza a lei da ação e
reação é universal. Se seus pensamentos forem sábios,
suas ações serão sábias também.
Deus não é vingativo, mas as leis impessoais da mente
humana reagem e respondem de acordo o que for
impresso nela. Sua vida pensante produz o que parece ser
vingança quando você não tem consciência do modo pelo
qual sua mente trabalha. Na verdade, você está
experimentando os efeitos da lei natural da ação e reação,
que é sempre igual, exata e precisa. De nada adianta
culpar o lago, se seu amigo se afoga nele por não saber
nadar. Você não acusaria o lago de ser vingativo; a água é
completamente impessoal.
A Bíblia diz: “E eu, quando for levantado da terra,
atrairei todas as coisas a mim” (João 12:32).
Esta citação, como muitas outras da Bíblia, é de fundo
puramente espiritual e psicológica e vazada em linguagem
idiomática e oriental; diz-nos como proceder para nos
livrarmos da pobreza, da doença, da carência e de toda
espécie de limitações, para ser, enfim, um otimista.
Para tal, faz-se necessário colocar os nossos desejos
em nível de aceitação para que sua manifestação se
processe. Nossos sentidos físicos transmitem suas
sensações, que são, em geral, depressivas. O otimista
volta-se interiormente para o Poder e a Presença Infinita,
neles fixando a sua mente. Essa Presença Infinita é de
natureza responsiva a seus desejos e se man ifesta
sempre que o Poder Divino é por eles solicitado. Pode -se
assim receber coragem, fé, força, poder e sabedoria,
elementos que transcendem a capacidade dos sentidos
físicos normais. A pessoa sente-se então revigorada,
sendo o estado depressivo anterior substituído por um
sentimento absolutamente novo e diferente.
A pessoa em estado depressivo não consegue
manifestar sua bondade. Concentre -se em seus
pensamentos e considere a sua realidade, o que lhe
proporcionará condições de pairar sobre todos os
obstáculos, obstruções e dificuldades. Ao contemplar
interiormente a Presença de Deus, todas as sombras do
medo automaticamente se dissiparão da sua mente.
Em regra, não é por simples acidente que uma pessoa
se eleva da pobreza e da obscuridade até a riqu eza, a
honra e a fama ao salvar alguém de se afogar ou ao
conhecer um milionário que se agrada da sua presença.
Lembre-se sempre desta regra simples: uma pessoa
sempre demonstra o seu caráter, que é, em essência, o
seu próprio destino.

Capítulo 21
VENCENDO O MEDO
O medo é o maior inimigo do homem. Está por trás do
fracasso, da doença, de relações humanas insatisfatórias.
Milhões de pessoas têm medo do passado, do futuro, da
velhice, da loucura e da morte. O medo, porém, é apenas
um pensamento na mente. Isso significa que temos medo
de nossos próprios pensamentos.
Uma criancinha pode ficar paralisada de medo quando
um coleguinha lhe diz que há um monstro embaixo da
cama, que virá pegá-la durante a noite. Quando os pais
acendem a luz e lhe mostram que não há monstro algum,
ela perde o medo. O medo na mente da criança era tão
real como se houvesse realmente um monstro ali. Ela foi
curada de um pensamento sem fundamento algum na
realidade. Não existia aquilo que ela temia. Da mesma
maneira, a maioria dos nossos medos tampouco tem
fundamento na realidade. Eles nada mais são do que um
conjunto de sombras sinistras, e sombras nenhuma
realidade têm.
FAÇA AS COISAS QUE TEME
Ralph Waldo Emerson, o grande filósofo e poeta do
século XIX, disse o seguinte: “Faça a coisa que teme e a
morte do medo é certa.”
Quando dizemos positivamente que vamos vencer os
medos e chegamos a uma decisão final na mente
consciente, liberamos o poder do subconsciente, que
começa a fluir de acordo com a natureza de nossos
pensamentos.
MEDO DO FRACASSO
Estudantes de uma universidade se queixam da
seguinte maneira: “Antes do exame, sei a matéria de cor e
salteado, e lembro-me de todas as respostas depois. Mas
quando estou na sala olhando para a prova, dá um bran co
em mim!”
Muitos de nós tivemos experiências semelhantes. A
explicação desse fato está em uma das grandes leis da
mente subconsciente. A idéia que transforma em
realidade é aquela a qual damos a atenção mais
concentrada. Foi notado que os estudantes davam mais
atenção ao fracasso. Como resultado, era fracasso o que
o subconsciente transformava em realidade. O próprio
medo de fracasso cria a experiência de fracasso, através
de amnésia temporária. Uma estudante de medicina
chamada Sheila era uma das mais brilhantes da classe.
Mesmo assim, quando fazia uma prova oral ou escrita,
dava um branco nela ao ouvir ou ler as perguntas mais
simples. Foi explicada a ela a razão desse fato. Durante
vários dias antes do exame ela estivera pensando e
preocupando-se com as possibilidades de fracasso. Esses
pensamentos negativos tornaram-se carregados de medo.
Pensamentos saturados da poderosa emoção do medo
são transformados em realidade no subconsciente. Em
outras palavras, a jovem estudante esta pedindo ao
subconsciente que desse um jeito para ela ser reprovada,
e foi isso exata-mente o que ele fez. No dia do exame,
quando deu por si, foi atacada de amnésia por sugestão.
COMO ELA VENCEU O MEDO
Estudando o funcionamento da mente subconsciente,
Sheila aprendeu que nela havia o tesouro da memória. O
subconsciente continha o registro perfeito de tudo que
ela ouvira e lera durante as aulas. Além disso, aprendeu
que o subconsciente é impressioná vel e que responde em
espécie. A maneira de manter com ele uma forte
comunicabilidade é relaxar, e adotar um estado de
espírito tranqüilo e confiante.
Todas as noites e pela manhã, Sheila começou a
imaginar os pais dando-lhe parabéns por suas
maravilhosas notas. Segurava nas mãos a carta
imaginária que deles recebera. Ao começar a pensar no
resultado almejado, gerou uma resposta correspondente,
ou recíproca, em si mesma.
Submetido a esse estímulo constante, o poder Todo -
Sábio e Todo-Poderoso do subconsciente assumiu o
comando. De acordo com isso, deu ordens à mente
consciente e dirigiu-a. Sheila imaginou o resultado que
queria, criando, desta maneira, meios para concretizá -lo.
Seguindo esse procedimento, não teve mais problemas
para passar nos exames subseqüentes. A sabedoria
residente no subconsciente assu-miu o comando e
obrigou-a a dar o melhor de si mesma.
DOMINE A TÉCNICA DE SUPERAÇÃO DE TODOS OS
TIPOS DE MEDO
Vejamos uma técnica para superar o medo que foi
ensinada a milhares de pessoas. Ela funciona como um
passe de mágica. Experimente-a!
Suponhamos que você tem medo de água. Comece
agora: sente-se imóvel três ou quatro vezes por dia. Entre
em um estado de profundo relaxamento. Em seguida,
imagine-se nadando. Subjetivamente, você está nadando.
Mentalmente, você se lançou na água. Sente -lhe o frio
picante e o movi-mento dos braços e das pernas. Tudo
isso é atividade da mente, real, vívida, e profundamente
agradável.
Note que isso não é devaneio ocioso. Entenda que o
que está experimentando na imaginação será revelado na
câmara escura do subconsciente. Em seguida você será
compelido a manifestar no mundo real a imagem e
semelhança do quadro que gravou na mente mais
profunda. Na próxima tentativa para nadar, será a alegria
que subirá à superfície. Esta é uma das leis do
subconsciente.
Você pode aplicar a mesma técnica a outros medos.
Se tem medo de altura, imagine-se dando um passeio nas
montanhas. Sinta a realidade de tudo. Desfrute o ar puro,
as flores alpina, a paisagem emocionante. Fique certo de
que, a medida que continuar a fazer isso mentalmente,
fará também fisicamente, com facilidade e conforto.
MEDO NORMAL E ANORMAL
O recém-nascido só tem dois medos básicos: o de cair
e o de sons altos e repentinos. Esses m edos são
perfeitamente normais. Servem como um tipo de sistema
de alarme que nos é dado pela natureza como meio de
autoconservação.
O medo normal é bom. Ouvimos um carro vindo pela
estrada em nossa direção, damos um passo para trás e
sobrevivemos. O medo momentâneo de ser atropelado é
superado pelo ato de recuar.
Todos os demais tipos de medo são anormais,
causados por certas experiências ou a nós transferidos
pelos pais, parentes, mestres e outros que nos
influenciaram ao tempo de crianças.
MEDO ANORMAL
O medo anormal instala-se quando deixamos que
nossa imaginação se descontrole. Se vive obcecado por
medo anormal, você tem que se esforçar para se mover
mentalmente na direção oposta. Se permanece na
extremidade do medo, vai sofrer paralis ação, além de
deterioração mental e física. Ao surgir o medo, uma das
leis básicas da mente subconsciente gera imediatamente
o desejo de algo oposto à coisa temida.
Ponha toda atenção na coisa imediatamente desejada.
Deixe-se absorver e impregnar pelo desejo. Acredite que o
subjetivo sempre vence o objetivo. Essa atitude lhe dará
confiança e melhorará seu estado de ânimo. O poder
infinito da mente subconsciente está agindo em seu
benefício. Ele não falha. Em conseqüência, você terá a
paz e a segurança que deseja.
LIVRE-SE DE TODOS OS SEUS MEDOS
Na Bíblia encontramos a fórmula perfeita para
livrarmo-nos do medo:
“Busquei o Senhor e ele me acolheu; livrou -me de todos
os meus temores.” (Salmos, 34:4)
Senhor é uma palavra antiga que signif ica lei ___ ou
seja, o poder de sua mente subconsciente.
Descubra as maravilhas do subconsciente. Procure
compreender como ele trabalha e funciona. Domine as
técnicas que foram ensinadas neste livro. Coloque -as em
prática agora, hoje! O subconsciente responderá e você
se livrará de todos os medos.
“Busquei o Senhor e ele me acolheu; livrou -me de todos
os meus temores.” (Salmos, 34:4)
A VIDA QUE VOCÊ LEVA FOI CRIADA POR VOCÊ
Numa vila da Grécia, vivia um sábio famoso por saber
sempre a resposta para todas as perguntas que fossem
feitas a ele. Um dia, um jovem adolescente, conversando
com um amigo, disse: eu acho que sei como enganar o
sábio. Vou pegar um passarinho e o levarei dentro da
minha mão, até o sábio. Então, perguntarei a ele se o
passarinho esta vivo ou morto. Se ele disser que está
vivo, espremo o passarinho, mato-o e deixo-o cair no
chão; mas se ele disser que está morto, abro a mão e o
deixo voar. Assim o jovem chegou perto do sábio e fez a
pergunta: Sábio, o passarinho em minha mão está vivo ou
morto? O sábio olhou para o rapaz e disse: meu jovem, a
resposta está em suas mãos!
O mesmo digo eu. Você recebeu neste livro uma série
de informações e orientações que poderão modificar sua
vida. È você quem decide. A maneira como vai usar esses
conhecimentos depende só de você. O sucesso esteve e
estará sempre em suas mãos.

Bibliografia
1- O poder do subconsciente , Joseph Murphy Editora
Record - 2- 1001 maneiras de enriquecer, Joseph Murphy
Editora Record - 3- O poder da oração, Joseph Murphy
Editora Record - 4- A prosperidade está na mente ,
Masaharu Taniguchi Seicho-No-Ie - 5- Psique e Medicina
Trad. Chinesa, Helena Campiglia Editora Roca - 6-
Prosperidade, Dr. Lair Ribeiro Editora Leitura - 7- O poder
cósmico da mente, Joseph Murphy Editora Record - 8- O
poder curativo do amor, Joseph Murphy Editora Record -
9- Cure sua vida perdoando, Thomaz Roberto R.
Rodrigues - 10-O sucesso não ocorre por acaso, Dr. Lair
Ribeiro Editora Objetiva - 11- Milagres do dia a dia, David
Spangler Editora Rocco - 12-Análise do caráter, Reichi,
Wilhelm - 13-O livro do perdão, Robin Casarjian Editora
Rocco - 14-Segredos dos I Ching, Joseph Murphy Editora
Record - 15-Sete hábitos pessoas muito eficazes,
Stephen R. Covey Editora Best Seller - 16-As sete leis
espirituais do sucesso, Deepak Chopra Editora Best
Seller - 17-Programação Neurolinguistica, Shad
Helmstetter Editora Record - 18-Percepções-A arte de se
autoconhecer, Miguel Franco Ed. Marco Markovitch - 19-
Como utilizar o seu poder de cura, Joseph Murphy
Editora Record - 20-Telepsiquismo – Como alcançar a
vida perfeita, Joseph Murphy Editora Record - 21-A
magia do poder extra-sensorial, Joseph Murphy Editora
Record - 22-A Bíblia Sagrada, Editora Ave Maria - 23-As
grandes verdades da Bíblia, Joseph Murphy Editora Nova
Era - 24-A força do poder cósmico do subconsciente,
Joseph Murphy Editora Record - 25-O poder dentro de
você, Louise Hey Editora Best Seller, 26-Nunca desista
de seus sonhos, Augusto Cury Editora Sextante - 27-O
Tao da física, Fritjof Capra Editora Cultrix - 28-O universo
autoconsciente,Amit Goswami Ed. Rosa dos Tempos - 29-
Orar é a solução, Joseph Murphy Editora Record - 30-
Como usar as leis da mente, Joseph Murphy Editora Nova
Era - 31-A religião do cérebro, Raul Marino Jr. Editora
Gente - 32-A Paz interior, Joseph Murphy Editora Record
- 33-365 itens p/ alcançar o ideal, Masaharu Taniguchi
Seicho-No-Ie - 34-Sua força interior, Joseph Murphy
Editora Record - 35-Sutra sagrada Chuva de néctar
da verdade, Masaharu Taniguchi Seicho-No-Ie - 36-A paz
interior, Joseph Murphy Editora Record - 37-O poder
milagroso de alcançar riquezas infinitas, Joseph Murphy
Editora Nova Era - 38-Viver sem tensão, Joseph Murphy
Editora Record - 39-Se você quer, você pode, Eneida
Lermen Editora Cultrix - 40-O seu futuro depende de
você, César Romão Editora Nova Era - 41-Para uma vida
melhor, Joseph Murphy Editora Record, 42-Coleção Como
ter sucesso, Dr. Lair Ribeiro Editora Três LTDA - 43-
Aprendendo a vencer o medo, Louise Hey Editora
Sextante - 44- O momento é este!, Joel Osteen Editora
Best Seller - 45- A verdade vol. 9, Masaharu Taniguchi
Seicho-No-Ie - 46- Canções de Deus, Joseph Murphy
Editora Record - 47-A mente é força criadora, Seicho
Taniguchi Seicho-No-Ie, 48-A ciência de ficar rico,
Wallace D. Wattles Editora Record - 49-Palavras que
curam, Douglas Bloch Editora Cultrix - 50-Leis dinâmicas
da prosperidade, Catherine Ponder (Ibrasa) - 51-Convite à
prosperidade vol. 1, Masaharu Taniguchi Seicho-No-Ie -
52-Convite à prosperidade vol. 2, Masaharu Taniguchi
Seicho-No-Ie - 53-O mecanismo da vida consciente, Carlos
B. G. Pecotche Ed. Logosófica.