Vous êtes sur la page 1sur 19

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (ARTS.

1º A 5º)

FUNDAMENTOS –> SOCIDIVAPLU

OBJETIVOS: aqui penso na GRETCHEN

Isso mesmo! O objetivo da república é a GRETCHEN —> CONGAERRAPRO


(“CONGA”ERRAPRO)

INTERNACIONAIS –> INPREAUTO NIDESORECOCO (“INPREAUTO” com


pronúncia em inglês e “NIDESORECOCO” com pronúncia em francês)

Art. 59 da CF/88:Processo legislativo compreende:

EU CONHEÇO O DIRETOR DO MP DR….

Eu (Emenda constitucional)

Conheço (lei complementar)

O (lei ordinária)

Diretor do (lei delegada)

MP (medida provisória)

D (decretos legislativos)

R (resoluções)

PODER JUDICIÁRIO: art. 92 e seguintes

Número de Ministros dos Tribunais Superiores:

S.T.F. (Supremo Tribunal Federal) – Somos Time de Futebol – time de futebol tem
quantos jogadores? 11 ministros!

S.T.J (Superior Tribunal de Justiça) – Somos Todos de Jesus – com quantos anos jesus
morreu? 33 ministros!

T.S.T (Tribunal Superior do Trabalho) – Trinta Sem Tres – esse é matemática, trinta sem
3 é? 27 ministros

T.S.E. (Tribunal Superior Eleitoral) – pega o T e poe depois do E! faz o que? SET isso
mesmo, 7 ministros.
S.T.M (Superior Tribunal Militar) – Somos Todas Moças – com quantos anos as
meninas viram moçinhas? 15!

PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DA ADM PÚBLICA: ART. 37

Legalidade

Impessoalidade

Moralidade

Publicidade

Eficiência

Nessa ordem temos: L I M P E.

Obs.: Esses são apenas os princípios expressos na constituição. Outros princípios podem
ser encontrados na Lei 9.784/99, art. 2º, Lei 8.666/93…

COMPETÊNCIA DA UNIÃO: ART. 21

Em provas que cai a literalidade do texto da lei, lembrar que a competência da União
(art. 21 e seguintes da CF/88) COMEÇA SEMPRE POR VERBOS !!!

COMP. PRIVATIVA DA UNIÃO E OUTRAS: ART. 22 E SS

Com relação a competência da União, do art. 22 da CRFB, para legislar privativamente:

CAPACETE de PM

C= direito comercial

a= agrário

p= penal

a= aeronáutico

c= civil

e= eleitoral

t= trabalho
e= espacial

P= processual

m= marítimo

Lembrar que competência COMUM (ART. 23) começa com verbo, igual à competência
exclusiva (lembrar do verbo excluir).

Somente a competência privativa (art. 22)começa a frase com substantivo!!!

Para gravar a COMPETÊNCIA CONCORRENTE (art. 24) é só lembrar que todos


correm pra casa e pro dinheiro:

Ramos do direito que envolvem dinheiro: dir. econômico, tributário, financeiro;

Ramos do direito que envolvem moradia:

Dir. urbanístico e Penitenciário (para quem está preso).

LEGITIMAÇÃO PARA A ADIN E ADC: ART. 103

1)Três pessoas

a) Presidente

b) Governador*

c) PGR

2)Três mesas

a) Mesa das Assembléias*

b) Mesa da Câmara

c) Mesa do Senado

3)Três instituições

a) OAB

b) Partido com represent. no CN

c) Confed. Sind./Ent. Classe Nacional*


Observe que de cada grupo eu escolhi o mais “fraquinho” e coloquei asterisco. É que o
constituinte resolveu pegar esses mais “fraquinhos” e exigir pertinência temática (art.
97/CF).

Outra observação: pode causar alguma confusão com os legitimados a propor MS


coletivo, porque se parecem. Na verdade, pareciam, pois agora vou diferenciá-los;

PARECIAM = PARESIA

PARE = PArtido com Representação

E = Entidade de classe

SI = SIndicato

A = Associação constituída há pelo menos 1 ano

LEGITIMAÇÃO PARA ADIN, ADC E ADPF: ART. 103

Com a advento da EC 45 os legitimados para ADIN (Ação Direita de


inconstitucionalidade), ADECON (Ação Declaratória de Constitucionalidade)e ADPF
(Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental, passaram a ser os mesmos,
todos elencados no art. 103, da CF. Transmito a vocês uma dica para memorisar pelo
menos 07 dos 12 legitimados, de uma maneira mais fácil. Vejamos:

1º – basta lembrar quais são as maiores autoridades do Poder Executivo federal,


estadual e do DF, são elas, respectivamente:

a) Presidente da República;

b) Governador de Estado;

c) Governador do DF.

2º – lembrar das maiores autoridades do Poder Legislativo federal, estadual e do DF,


que são, respectivamente:

a) a Mesa do Senado federal;

b) a Mesa da Câmara dos Deputados;

c) a Mesa de Assembléia Legislativa estadual;

d) a Mesa da Câmara Legislativa do DF.

Memorizando assim fica mais fácil de buscar na hora da prova!!


Depois é só gravar os outros cinco: PGR, Conselho Federal da OAB, Entidade de
Classe de âmbito nacional, Confederação Sindical e Partido político com representação
no Congresso.

ESTADO DE DEFESA E ESTADO DE SÍTIO: ART. 136

Bom, no estado de DEFESA o presidente DECRETA o estado (D = D) e depois


comunica ao congresso.

No estado de SÍTIO o presidente SOLICITA autorização para decretar ao congresso. S =


S

O estado de sítio vem depois do estado de defesa, portanto é mais grave ( no alfabeto S
vem depois de D).

Bem, era essa que eu nunca aprendia, só na semana da prova. Mas assim não esqueci
mais.

ESTADO DE DEFESA E SÍTIO: ART. 136

Só vale ressaltar que essa AUTORIZAÇÃO (solicitação) ao congresso nacional no


Estado de Sitio é o chamado controle politico PRÉVIO.

Outra observação mais importante é que no caso do Estado de Sitio apesar dessa
autorizado (solicitação) anterior do congresso nacional, posterior a ela é necessário o
decreto presidencial para que seja instituído o Estado de Sitio(ou seja não substitui o
decreto).

COMPETÊNCIA DO STF E STJ: ARTS. 102 E 105

Competências do STF e do STJ

Quem é competente para julgar as autoridades?

Para solucionar a questão sigo o roteiro das imagens descritas:

Aeroporto localizado em uma cidade no interior do estado.

Desse aeroporto partem vôos regulares para Brasília-DF (BSB) e para a capital do
estado.

Esses vôos são numerados 102 e 105 respectivamente (artigos da constituição que
tratam da matéria).
O vôo 102 leva as autoridades nomeadas, eleitas, designadas ou chamadas a trabalhar
em BSB ou no exterior (chefe de missão diplomática de caráter permanente).

Já o vôo 105 leva as autoridades nomeadas, eleitas*, designadas ou chamadas a


trabalhar na capital do estado.

* Deputado estadual não consta da relação.

Com os passageiros a bordo o destino do vôo 102 será o STF, e o destino do vôo 105
será o STJ.

DEPORTAÇÃO, EXTRADIÇÃO E EXPULSÃO: ART. 22, XV

Mais um macete legal galera! Esses conceitos costumam cair bastante em prova teste!

EXPULSÃO = “UL” tem as mesmas letras de UniLateral ou “U” de 1, ou seja, é ato de


retirada unilateral(forçada) pelo cometimento de atividade nociva ao Estado. Não há
requisição!

EXTRADIÇÃO = “TR” lembra 3 que é mais que 1 e não pode ser trilateral (hehe!) mas
com certeza é bilateral. Bilateral pq alguém pede. É requisição de outro Estado.

DEPORTAÇÃO = “PORT” lembra passaPORTe, ou seja, situação irregular no país. É tb


retirada forçada e ato unilateral.

CARACTERÍSTICA DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS: ART. 5º

Direitos Fundamentais a gente logo lembra de Direitos Humanos.

Dessa forma, para gravar a característica é só lembrar:

H = 1,2,3 I RUA (H é igual a um, dois, três I RUA)

Para as mulheres fica fácil elaborar um macete feminista:

Direito fundamental do Homem (H) é 1,2,3 I RUA !!!

H – istoricidade.

I – nalienabilidade.

I – mprescritibilidade.

I – rrenunciabilidade.
R – elatividade.

U – niversalidade

A – plicabilidade imediata

(adaptação medíocre da dica do Jefferson)

PLEBISCITO E REFERENDO: ART. 14

Plebiscito – Prévio (P-P);

Referendo – Ratifica ou Rejeita, portanto, é posterior (R – R – R).

CLASSIFICAÇÃO DAS CONSTITUIÇÕES: §Ú DO ART.1º

CLASSIFICAÇÃO DAS CONSTITUIÇÕES QUANTO À ORIGEM :


PROMULGADAS OU OUTORGADAS (Existem tb as Cesaristas e as pactuadas)

PROMULGADAS = começa com “P” de POVO (fruto do trabalho de uma Assembléia


Constituinte, deliberação da representação legítima popular)

OUTORGADAS = começa com “out” de OUTROS que não o povo (são as


constituições impostas por agente revolucionário)

DIREITOS SOCIAIS: ART.6º

Acho que muita gente já deve conhecer esta… Decorei os direitos sociais assegurados
no art. 7º da CF/88 com as seguintes palavras: MESSTAL PPP…

Moradia

Educação

Saúde

Segurança

Trabalho

Assistência aos desamparados

Lazer
Previdência social

Proteção à infância

Proteção à maternidade

Tem outra frase que bolei, apesar de ser discriminatória e fraquinha (Leandro), mas vai:

“Todo Pobre, Puta e Porco fica SEM SAL”

OBJETIVOS FUNDAMENTAIS DA RFB: ART. 3º

Se você tiver “garra” vai errar pouco…

Daí eu pensei: CON GARRA ERRA POUCO…

CON – CONstruir uma sociedade…

GAR – GARantir…

ERRA – ERRAdicar a pobreza…

P – Promover o bem de todos…

COMP. PRIVATIVA E EXCLUSIVA: ARTS. 22 E OUTROS

Privativa: Combina com privada, (vaso sanitário), você tem o seu mas quem vem na sua
casa também usa; logo, é delegável. Percebam que na competência privativa (art. 22) há
substantivo começando (lembrar de privada que é substantivo): direito comercial, civil
etc.

Exclusiva: Combina com escova de dentes, você tem a sua e ninguém mais usa; logo, é
indelegável! Percebam que na competência exclusiva (art. 21) há verbo começando
(lembrar de excluir, que é verbo): manter, declarar etc.

Legitimados da ADIN

Oi pessoal, dica para decorar os legitimados para propor ADIN:

Papai e Mamãe Mandaram Matar o Governador Porque o Canalha Perdeu a


Compostura.

Papai – Presidente
Mamãe – Mesa do Senado

Mandaram – Mesa da Câmara

Matar – Mesa da Assembléia Legislativa

Governador – o próprio

Porque – Procurador Geral da República

Canalha – Conselho Federal da OAB

Perdeu – Partido Político com representação no Congresso

Compostura – Confederação sindical/Entidades de classe nacional

Espero que essa dica ajude, foi um professor meu que inventou e me ajuda bastante.

VOCABULÁRIO

Gente, esse aqui é um novo vocabulário que talvez ajude a esclarecer algumas dúvidas
de forma, digamos, mais “didática”.

1 – Princípio da iniciativa das partes – “faz a sua, que eu faço a minha”.

2 – Princípio da insignificância – “grande merda isto”.

3 – Princípio da fungibilidade

– “tá no inferno, abraça o capeta”

4 – Sucumbência – “Ih! fudeu!!”

5 – Legítima defesa – “tomou, levou”.

6 – Legítima defesa de terceiro – “deu no mano, leva na oreia”.

7 – Legítima defesa putativa – “foi mal”.

8 – Oposição – “sai batido que o barato é meu”.

9 – Nomeação à autoria – “tenta me fuder que você vai junto”.

10 – Chamamento ao processo – “o maluco ali, também deve”.

11 – Assistência – “então brother, é nóis.”

12 – Direito de apelar em liberdade – “fui!”


13 – Princípio do contraditório – “agora é eu”.

14 – Revelia, preclusão, perempção, prescrição e decadência – “camarão que dorme, a


onda leva”!.

15 – Honorários advocatícios – “EMA EMA EMA: cada um com os seu pobrema”.

16 – Co-autoria e litisconsórcio passivo – “passarinho que come pedra sabe o cu que


tem”

17 – Reconvenção – “tá louco, mermão. A culpa é sua”.

18 – Comoriência – “dois coelhos com uma paulada só”.

19 – Preparo – “então…., deixa uma merrequinha aí.”

20 – Deserção – “deixa quieto”.

22 – Recurso adesivo – “vou no vácuo”.

23 – Sigilo profissional – “na miúda, só entre a gente”.

24 – Estelionato – “malandro é malandro, e mané é mané”.

25 – Falso testemunho – “fala sério…”.

26 – Reincidência – “pô mermão, de novo?”.

27 – Investigação de paternidade – “toma que o filho é teu”.

28 – Execução de alimentos – “quem não chora não mama”.

29 – Res nullius – “achado não é roubado”.

30 – De cujus – “presunto”.

31 – Despejo coercitivo – “sai batido”.

32 – Usucapião – “tá dominado, tá tudo dominado”.

Para decorar as cláusulas pétreas!!!

As cláusulas pétreas constituem o núcleo intangível da Constituição Federal, não podem


ser excluídas do ordenamento constitucional;

Foi Você que SEPAROU os DIREITOS???

FO – forma federativa de Estado


VO – voto direto, secreto, universal e periódico

SEPAROU – Separação de poderes

DIREITOS – Direitos e garantias individuais


DIREITO ADMINISTRATIVO

ESPÉCIES DE ATOS ADMINISTRATIVOS:


NORMATIVOS, ORDINATÓRIOS, NEGOCIAIS, ENUNCIATIVOS E
PUNITIVOS.
MNEMÔNICO: N.O.N.E.P.

ELEMENTOS DO ATO ADMINISTRATIVO:


COMPETÊNCIA, FINALIDADE, FORMA, MOTIVO E OBJETO:
MNEMÔNICO: CO.FI.FO.M.OB.
COFIFO - VINCULADO
MOB - DISCRICIONÁRIO - MÉRITO
COFO - convalidável

ATOS ADMINISTRATIVOS QUE NÃO PODEM SER DELEGADOS:

Lei 9784/99 - Art. 13. Não podem ser objeto de delegação:


I - a edição de Atos de caráter NOrmativo;
II - a decisão de Recursos Administrativos;
III - as matérias de competência EXclusiva do órgão ou autoridade.
MNEMÔNICO: DENOREX ou ANO RAD EX

SANÇÕES AO SERVIDOR QUE COMETER ATO DE IMPROBIDADE:

Art. 37, § 4º - Os atos de improbidade administrativa importarão a suspensão


dos direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens e
o ressarcimento ao erário, na forma e gradação previstas em lei, sem prejuízo
da ação penal cabível.

O servidor público que incorre em ato de improbidade administrativa é SUPER


IRRESponsável ou Su-per res-ina.
SUspenção dos direitos políticos
PERda da função pública
Indisponibilidade de bens
RES sarcimento ao erário

Lei 8112/90
Art. 137, Parágrafo único. Não poderá retornar ao serviço público federal o
servidor que for demitido ou destituído do cargo em comissão por infringência
do art. 132, incisos I, IV, VIII, X e XI.
CRime contra a administração pública
IMprobidade administrativa
Aplicação irregular de dinheiros públicos
LEsão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional
COrrupção

MNEMÔNICO: CRIMALECO.

Art. 137. A demissão ou a destituição de cargo em comissão, por infringência


do art. 117, incisos IX e XI, incompatibiliza o ex-servidor para nova investidura
em cargo público federal, pelo prazo de 5 (cinco) anos.

PROveito: Valer-se do cargo para lograr PROveito pessoal ou de outrem, em


detrimento da dignidade da função pública.
PROcurador: Atuar, como PROcurador ou intermediário, junto a repartições
públicas, salvo quando se tratar de benefícios previdenciários ou assistenciais
de parentes até o segundo grau, e de cônjuge ou companheiro.

MNEMÔNICO: PROcurador aPROveita por 5 ANOS.

Formas de PROVIMENTO de cargo público:


Art. 8o São formas de provimento de cargo público:
I - nomeação;
II - promoção;
V - readaptação;
VI - reversão;
VII - aproveitamento;
VIII - reintegração;
IX - recondução.
MNEMÔNICO: PAN RE-RE-RE-RE!

HIPÓTESES DE VACÂNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO: ART.33 LEI 8112/90


I - exoneração;
II - demissão;
III - promoção;
VI - readaptação;
VII - aposentadoria;
VIII - posse em outro cargo inacumulável;
IX - falecimento.
MNEMÔNICO: PEDRA FDP
MNEMÔNICO: A EX do PROMOtor REApareceu APÓS a POSSE e
FALECEU.

DIREITO CONSTITUCIONAL

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza,
garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a
inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à
propriedade,
MNEMÔNICO: VILPS
Vida
Igualdade
Liberdade
Propriedade
Segurança

SALÁRIO MÍNIMO (art. 7º, IV, CF)


IV - salário mínimo , fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a
suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia,
alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e
previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder
aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim;
MNEMÔNICO: VELHAS na TPM ou Edu Mora Ali, Trabalha Lá e Segura
SaPro de Assis.

Vestuário
Educação
Lazer
Higiene
Alimentação
Saúde
na
Transporte
Previdência social
Moradia

DIREITOS DOS DOMÉSTICOS ANTES DA EC 72/13


F – Férias; I – Irredutibilidade; M – Mínimo; D - Décimo-Terceiro; P –
Paternidade; R – Repouso; A – Aviso; G – Gestante; A – Aposentadoria;
MNEMÔNICO: FIM D PRAGA

CARGOS QUE SÓ PODEM SER OCUPADOS POR BRASILEIROS NATOS:


§ 3º São privativos de brasileiro nato os cargos:
I - de Presidente e Vice-Presidente da República;
II - de Presidente da Câmara dos Deputados;
III - de Presidente do Senado Federal;
IV - de Ministro do Supremo Tribunal Federal;
V - da Carreira diplomática;
VI - de Oficial das Forças Armadas.
VII - de Ministro de Estado da Defesa
Mnemônico: MP(3).COM - Ministro STF P- Presidente da Repub e Vice-
Presidente P- Presidente da Câmara dos Deputados P- Presidente do Senado
C- Carreira diplomática O- Oficial das Forças Armadas M- Ministro de Estado
da Defesa.
OU MNEMÔNICO: 3PRE- 2MIN-1CA-OF.

CF, art. 170 – Princípios gerais da atividade econômica


Art. 170. A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na
livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os
ditames da justiça social, observados os seguintes princípios:
So – soberania nacional
Pro – propriedade privada e função social da propriedade
Li – livre-concorrência
De – defesa do consumidor e do meio ambiente
Re – redução das desigualdades regionais e sociais
Bu – busca do pleno emprego
Tra – tratamento favorecido para empresas de pequeno porte
Mnemônico: SoProLiDeReBuTra

Competência legislativa privativa da União conforme art. 22, I da CF


Mnemônico: CAPACETE de PM

C – Civil
A – Agrário
P – Penal
A – Aeronáutico
C – Comercial
E – Eleitoral
T – Trabalho
E – Espacial
de
P – Processual
M – Marítimo

Competência legislativa concorrente - apenas art. 24, I da CF


Pen – Penitenciário
E – Econômico
U – Urbanístico
Tri – Tributário
Fi – Financeiro
Mnemônico: PenEU TriFi ou TEFUP

Perda ou suspensão de direitos políticos


Art. 15. É vedada a cassação de direitos políticos, cuja perda ou suspensão só
se dará nos casos de:
R – recusa a cumprir obrigação a todos imposta ou prestação alternativa
I – improbidade administrativa
C – cancelamento da naturalização
C – condenação criminal
I – incapacidade civil absoluta
Mnemônico: RICCI

LEGITIMADOS DA ADI
Art. 103. Podem propor a ação direta de inconstitucionalidade e a ação
declaratória de constitucionalidade:
I - o Presidente da República;
II - a Mesa do Senado Federal;
III - a Mesa da Câmara dos Deputados;
IV a Mesa de Assembléia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito
Federal;
V o Governador de Estado ou do Distrito Federal
VI - o Procurador-Geral da República;
VII - o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil;
VIII - partido político com representação no Congresso Nacional;
IX - confederação sindical ou entidade de classe de âmbito nacional.

3 pessoas / 3 mesas / 3 entidades

3 Pessoas:
Presidente da República
Governador de Estado ou do Distrito Federal
Procurador-Geral da República

3 Mesas:
Mesa do Senado Federal,
Mesa da Câmara dos Deputados,
Mesa de Assembleia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal

3 Entidades:
Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil
Partido Político com representação no Congresso Nacional
Confederação Sindical e Entidade de Classe de âmbito nacional

PROCESSO CIVIL

CONDIÇÕES DA AÇÃO:
POSSIBILIDADE JURÍDICA DO PEDIDO; LEGITIMIDADE DAS PARTES E
INTERESSE DE AGIR
MNEMÔNICO: PO-LE-IN.

ELEMENTOS DA AÇÃO:
AS PARTES (RÉU E AUTOR), O PEDIDO E A CAUSA DE PEDIR.
MNEMÔNICO: PAR-PE-CAU.
INTERRUPÇÃO E SUSPENSÃO DOS PRAZOS.

Hoje iremos aprender, para nunca mais esquecer, a diferença entre suspensão
e interrupção dos prazos.

Quando se fala em INTERRUPÇÃO devemos lembrar da palavra INTEIRO.


Quando se fala em SUSPENSÃO devemos lembrar da palavra SOBRA

Interrupção = Inteiro
Suspensão = Sobra

Na INTERRUPÇÃO o prazo volta a contar por inteiro, ou seja, do zero,


devolve ao interessado o prazo integral para a prática do ato processual. É
como se o prazo nunca tivesse fluído.
Na SUSPENSÃO o prazo volta a fluir de onde parou. Conta o prazo que
sobrou. O prazo para a prática do ato será devolvido ao interessado pelo
quanto faltava para seu término.

HORÁRIO NOTURNO PARA TRABALHADORES


RURAIS.
Esse é simples e eficaz: lembre-se da foto acima: UMA VACA COM 4 PATAS.
Trabalhadores Rurais da Pecuária (vaca) = 20:00 às 4:00.
E por exclusão = Trabalhadores Rurais da Lavoura -= 21:00 ás 5:00.

Pecuária = vaca.
4 patas = 4 horas.

SIMBOLOS NACIONAIS DA REPÚBLICA


FEDERATIVA DO BRASIL.
Os Símbolos da República Federativa do Brasil são 4. Para lembrar quais são
é só recordar da Bahia/Salvador. Sim, isso mesmo... Vejamos:

BA = BAndeira
HI = HIno
A = Armas
S = Selos Nacionais
PERDA DA PROPRIEDADE IMÓVEL
Simples, porém eficaz! É só Lembrar da bolsa PRADA, vejam:

P = Perecimento da coisa
R = Renúncia
A = Abandono
D = Desapropriação
A = Alienação

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
O agente público que incorre em improbidade administrativa é SUPER
IRRESponsável.
Sobre ele recairá algumas conseqüências constitucionais:

SU = SUspensão dos direitos políticos


PER = PERda da função pública
I = Indisponibilidade dos bens
RES = RESsarcimento ao erário

NÃO PODE SER PARTE NO jUIZADO ESPECIAL


M = Massa falida
E = Empresas públicas da
U = União

P = Preso
I = Incapaz
P = Pessoas jurídicas de direito público
I = Insolvente civil

FUNDAMENTOS DA CF/88
Este remédio é muito bom para prevenir o esquecimento. Tome SOCIDIVA-PLUS!!!
SO = SOberania
CI = CIdadania
DI = DIgnidade da Pessoa Humana
VA = VAlores Sociais do Trabalho e da Livre Iniciativa
PLUS = PLUralismo Político

PRINCÍPIOS DO JUIZADO ESPECIAL - Lei 9099/95


C = Celeridade
E = Economia processual
S = Simplicidade
I = Informalidade
O = Oralidade
CARACTERÍSTICA DOS DIREITOS
FUNDAMENTAIS
Direito fundamental do Homem (H) é 1,2,3 I RUA!!!

H = Historicidade = são históricos, sempre tem uma crescente interpretação, o rol de diretos
fundamentais sempre é crescente.

I = Inalienabilidade = os direitos fundamentais não são passíveis de serem comercializados


I = Imprescritibilidade = imprescritíveis, não estão sujeitos a prescrição
I = Irrenunciabilidade = não se pode renunciar os direitos fundamentais todos ao mesmo tempo e por
todo o tempo. Ex: direito a intimidade e imagem- BBB, são renunciáveis por um dado momento.

R = Relatividade = sempre são aplicados em conflito um com o outro. Todos são aplicados de forma
concorrencial, verificados no caso concreto qual prevalecerá. Ex: até mesmo direito a vida não é absoluto
em face de outro direito a vida, quando se permite o aborto para que a mãe sobreviva.
U = Universalidade = se aplicam também aos estrangeiros não residentes no Brasil, são universais, se
aplicam a todos.
A = Aplicabilidade imediata.

COMPOSIÇÃO DOS TRIBUNAIS


STF é composto por 11 ministros

Somos Time de Futebol - Um time de futebol possui 11 titulares.

STJ é composto por 33 ministros.


33 é a idade que Jesus Cristo morreu.

TST é composto por 27 ministros.


Trinta Sem Três (30-3) = 27

TSE – é composto por 7 ministros.


Leia as sílabas ao contrário: SET = 7

STM é composto por 15 ministros


Somos Todos Mocinhas - as mulheres viram mocinhas aos 15 anos de idade.