Vous êtes sur la page 1sur 16

Estudo do Pronome

Pronome é aquilo que acompanha ou substitui o substantivo.

1. CLASSIFICAÇÃO DOS PRONOMES

 Pronomes Pessoais**
 Pronomes Demonstrativos
 Pronomes Indefinidos
 Pronomes Possessivos
 Pronomes Relativos**
 Pronomes Interrogativos

1.1. PRONOMES PESSOAIS


Este conteúdo é MUITO IMPORTANTE!
1ª Pessoa do discurso: Eu e nós. A 1ª pessoa se refere à pessoas.
2ª Pessoa: Tu E Vós. A segunda pessoa são pessoas. A 2ª pessoa se refere
à pessoas.
3ª Pessoa: Ele e Ela, Eles e Elas. A terceira pessoa é uma pessoa genérica.
Pode ser usada para coisas e para pessoas*.

Esta tabela abaixo tem que ficar guardada na memória:


Pronome pessoal reto é o que essencialmente exerce a função de sujeito do
verbo.
Por isso é que eu tu ele nós vós ele é geralmente usado como sujeito da
frase. RETO: Reto do latim representava o sujeito da estrutura.

O Pronome obliquo é uma função de complementação.


Quando trabalha com o oblíquo geralmente está ligado a três funções
sintáticas: a) objeto direto; b) objeto indireto; c) complemento nominal. Mas cuidar!
Que isso não é sempre essas três funções Esses três são regra geral.

1.1.1. INFORMAÇÕES ESSENCIAIS:


a) Dentro dos pronomes pessoais, há pronomes átonos e pronomes tônicos.
b) O fato de o pronome ser átono ou tônico interfere no emprego deste
pronome.
a. Denota-se que o fato de ser atono ou tonico interfere no emprego,
pq
c) Todo átono tem um correspondente tônico.
a. ME = MIM
b. TE = TI
c. O,A, LHE = ELE, ELA.
d. NOS = NÓS
e. VOS = VÓS
f. OS, AS, LHES = ELES, ELAS.
d) Os pronomes tônicos só podem ser usados quando regidos (regido
significa dependência)1 por uma preposição.

Ex (1). Não vá sem2 mim.


Ex. Nunca houve problemas entre3 mim e ela.

ATENÇÃO: Se houver na estrutura verbo ou nome que requeira preposição


eu só vou poder usar pronome tônico. Ex: Ela precisa de ti.

ATENÇÃO!!! Dá para trocar pronome átono por pronome tonico. Ex: Ela não
me viu no Shooping.
Para trazer o tônico para frase, eu tenho que trazer uma preposição4 para
estrutura. Então pode ficar assim: Ela não viu a mim no Shooping.
Logo, orações que têm a preposição obrigatória jamais se usará o pronome
átono

Ex: Eu quero TE dizer um segredo.


Detalhe: Se eu quero te dizer um segredo, eu posso mudar por um tônico.
Veja: Eu quero dizer a5 ti6 um segredo.

IMPORTANTE!! REGRA: Todas as vezes que eu for dar um complemento a


um Verbo Transitivo Direto e esse verbo foi obliquo tônico o objeto direto passa a ser
preposicionado.

1
Regência é dependência.
2
Preposição. Após preposição, só pode usar pronome tônico. Por isso não se usa o ME, e
sim o MIM.
3
Preposição
4
Por que o tonico só pode ser usado com preposição antecedente.
5
Preposição A
6
Pronome tônico
e) Os pronomes átonos da 3ª pessoa “o, a, os, as, lhe, lhes” possuem como
correspondentes tônicos os pronomes “ele, ela, eles, elas” precedidos por
preposição.
Ex: Ela nunca obedeceu aos avós. /// Ela nunca lhes obedeceu.
Ex: Ela nunca obedeceu a eles.

Ex: Eu vi ele no shopping. Ex: CORRETO: Eu vi a ele no shopping.


Eu o vi ele no shopping.
ATENÇÃO!! Isso aqui do item “E” é sempre objeto de indagação em prova.
CUIDAR!!

ATENÇÃO!! Regra de preposição.


Ex.: mamães deixou dinheiro para mim.
Ex: mamãe deixou dinheiro para __EU__ comprar pão.
#Nesse caso, a preposição “PARA” está regendo o verbo “COMPRAR” no
infinitivo e não o sujeito. Logo, como a preposição não tem relação com o sujeito
“eu” não se transforma o EU em MIM. Por isso a forma correta é EU.

Fim da aula 3.4.


Começo da aula 4.1.
NÃO DESISTA EM HIPÓTESE ALGUMA

ATENÇÃO!! MUITO IMPORTANTE!! ALGUNS PRONOMES OBLIQUOS (me,


te, se, nos, vos, lhe, lhes) quando empregados em determinadas estruturas, eles
perdem a função obliqua e passam a exercer a função de pronome possessivo.
#Para saber, basta analisar o período.
Ex.: Quando o papa chegou, o Presidente beijou-lhe7 as mãos.
#Neste caso, o “LHE” representa as mãos “DELE = PAPA”.
Assim, o “LHE” está fazendo papel de pronome possessivo. Possessivo de mãos do
papa.

7
Lhe geralmente é pronome obliquo e geralmente exerce a função de objeto direto.
Ex.: A borboleta pousou-me na mão.
#refere-se a borboleta pousar na minha mão.
Isso é possessivo.

f) Os pronomes “SI, CONSIGO” são reflexivos e só podem ser usados em


referência a um sujeito verbal.
Significa dizer que precisa se referir ao sujeito.
Ex.: Ela sempre leva consigo os irmãos.

Ex.: Joana nunca fala de si.

g) Os pronomes “CONOSCO, CONVOSCO” só podem ser usados quando a


informação finalizar neles. Se houver elemento de reforço, devem ser
usadas as formas analíticas “COM NÒS” e “COM VÓS” respectivamente.
Ex.: Eles vão conosco.

Ex.: Eles irão com vós três.


Ex.: Eles irão com nós dois.

h) Os pronomes “ME, THE, LHE, NOS, VOS, LHES”, podem funcionar como
verdadeiros pronomes possessivos. Isso ocorre quanto atribuem uma
noção de posse a um determinado substantivo.
Ex.: Quando o papa.... mesmo exemplo da observação lá em cima.

Ex.: o vento despenteava-nos os cabelos.


#esse “NOS” se refere aos nossos cabelos. Sentido de posse, portanto.
ATENÇÃO! Observação: Pronomes de tratamento: Os pronomes de
tratamento são pronomes que se referem à segunda pessoa do discurso. Entretanto,
exigem a concordância verbal na terceira pessoa. Ademais, devem também ficar na
terceira todos os elementos que a tais pronomes se refiram.

Pronome de tratamento é uma derivação de pronome pessoal.


É importante saber que eles vão aparecer em concordância.
Ex.: Vossa Excelência deseja que eu cumpra o seu despacho?
Ex. errado: Vossa Excelência deseja que eu cumpra o vosso despacho?
CUIDADOOOOOOOOOO: Sempre que você tiver o emprego desses
pronomes de tratamento, troque por VOCÊ e daí faz a concordância. Por que isso?
Por que quando vai empregar o você no lugar de vossa a concordância sai certa.
MACETINHO...

ATENÇÃO: Regra da Uniformidade de Tratamento.


Se você começa a usar TU, tem que usar segunda pessoa até o final
Ex.: Tu foste.....
Ex.: Tu deixaste...
1.2. DEMONSTRATIVOS
Serve para demonstrar/situar alguma coisa no tempo, no espaço, no texto,
etc.

Cuidar com os da 3ª pessoa: aquele, aqueles, aquela, aquelas, aquilo.


O detalhe é cuidar que eles podem aparecer reduzidos:

99% das vezes


terá o “que” após
o artigo (o, a, os,
as).

Cuidar: não confundir os artigos “O, A, OS, AS” quando pronomes


demonstrativos reduzidos, com os artigos dos pronomes pessoais, pq neste os
pronomes pessoais são “ele, ela, eles, elas”.
Pois, quando se diz “#vou encontra-lo amanhã#, você pode trocar por #vou
encontrar a ele amanhã#”

PRONOME RELATIVO (que tá introduzindo a oração adjetiva)


Ex.: Os que chegaram agora sabem que...

AQUELES

IMPORTANTE!!!! Descobre-se que o “QUE” é pronome relativo, pq vc pode


trocar por “o qual, a qual, os quais, as quais”. Mas cuidado que existe uma
exceção: Quando o antecedente do pronome relativo for um pronome demonstrativo
reduzido o pronome relativo OBRIGATORIAMENTE será o “QUE”.
Ex.: Os que chegaram agora..... TEM QUE SER O “QUE”. É uma exceção à
regra de que: quando que saber se o que é pronome relativo, basta trocar pelo “O
QUAL, A QUAL, OS QUAIS, AS QUAIS”. Isso ocorre em 99,999% das situações,
mas é importante saber dessa exceção à regra.
1.3. INDEFINIDOS

1.4. POSSESSIVOS

1.5. RELATIVOS
Isso aqui é fundamental.
É importantíssimo.
Cai muito em prova.
Serve para redação.
É elementar.
DECORAR E ENTENDER TUDO QUE TÁ EM PRONOME RELATIVO!!!
É PRONOME, POR QUE? POR QUE VAI ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR
O SUBSTANTIVO
SÃO RELATIVOS, por uma única razão; O sentido do pronome só se perfaz
quando eu passo a entender a quem ele se refere.
Relativo = Referente a quem?
Para saber, tem que olhar a frase, entender e achar onde é que tá a quem ele
se refere para saber quando é um pronome relativo.
ATENÇÃO!! Os pronomes funcionam geralmente como elementos de coesão
referencial.
Elemento de coesão por que ele liga, articula!
Coesão referencial, por que ele vai fazer uma referência.
Ele vai se referir a uma coisa que tá atrás na oração.
ATENÇÃO NOVAMENTE!! Esses pronomes introduzem as orações
subordinadas adjetivas desenvolvidas.
1.5.1. Informações essenciais
a) O pronome relativo QUE é denominado de relativo universal, pois
pode ser tanto usado para pessoas quanto para coisas, tanto para o
singular quanto para o plural, tanto para o feminino quanto para o
masculino.
O que é pronome é relativo.
“O QUAL, A QUAL, OS QUAIS, AS QUAIS”, são os analíticos do QUE. São
seus variáveis. Logo, para eu saber que o pronome QUE é relativo, basta trocar na
frase por qualquer um de seus variáveis “O QUAL, A QUAL, OS QUAIS, AS QUAIS”.
Essa troca pode ocorrer.
ATENÇÃO! MAS, ao contrário, trocar O QUAL, A QUAL, OS QUAIS, AS
QUAIS, pelo pronome relativo QUE, nem sempre é possível. Aqui depende.
A gente vai usar isso em regência. Cuidar e lembrar.
Ex.: Eu vi o homem que ganhou na loteria8.
1ª Oração 2ª oração

Ex.: Gostei da bolsa que você comprou9.


1ª Oração 2ª oração
ATENÇÃO!! Obs. Muitas vezes e em muitas situações a oração adjetiva cai
no meio da frase:
Ex.: O gato pertence a Dona Ana. O gato subia no telhado.
Obs. Como o pronome relativo serve para substituir, aqui neste caso ele vai
substituir o “gato”. Veja como fica:
Ex.: O gato que subia no telhado pertence a Dona Ana .

2ª Oração Intercalada Adjetiva


1ª Oração
Obs. Importante!!! Foi cortado o “O” do “GATO” da primeira frase, por que os
pronomes relativos não coadunam com artigo. Os únicos pronomes relativos que já
têm artigo são "o qual, a qual, os quais, as quais”. Os demais não têm.

8
Circulado oração adjetiva
9
Circulado oração adjetiva
Outra observação importante: (decorar por que é importante).
Uma aspas à fala do professor.
Ex.: Eu10 comprei11 uma casa12. A casa13 possui14 200 quartos15.
Perceba que “casa” possui funções diferentes nas duas partes da oração. Na
primeira parte ela é OD e na segunda parte é SUj.
Veja agora com o uso do “QUE”:
Ex.: Eu comprei uma casa que possui 200 quartos.
IMPORTANTE: O que aconteceu? Nada. Só foi transformado 2 orações
simples em 1 composta, pelo uso do pronome relativo QUE.
MAIS IMPORTANTE:
Quando uso o QUE, o que acontece?.... o “QUE”, tá retomando “CASA” – ver
flecha.
MAIS IMPORTANTE AINDA: O Pronome relativo não retoma a função
sintática do termo, ele retoma só o termo em si. Por que a função sintática do
pronome relativo ela é definida pelo papel que o pronome relativo exerce dentro da
oração adjetiva. IMPORTANTÍSSÍSSÍSSIMO
Assim, a função sintática do pronome relativo não tem nada a ver com a
função do termo que ele retoma. Podem ser iguais inclusive.
Ex.: o preço16 das ações17 que ___negociaram____ na bolsa estava abaixo
do esperado.

Ex.: o preço18 das ações19 que ___negociou____ na bolsa estava abaixo do


esperado.
ATENÇÃO, IMPORTANTÍSSIMO FCC, FGV: Havendo mais de um
substantivo anteposto ao pronome relativo este poderá retomar qualquer um deles,
desde que a lógica do verbo da oração adjetiva o permita.

10
Sujeito
11
Verbo transitivo direto
12
Objeto direto
13
Sujeito
14
Verbo transitivo direto
15
Objeto direto
16
Substantivo
17
Substantivo
18
Substantivo
19
Substantivo
Viu o exemplo? Então depende da lógica do verbo.
Veja mais exemplo:
Ex.: As ideias do gerente que se ___debateram_____ na reunião ajudarão
bastante .....

Ex.: As ideias do gerente que se ___debateu_____ na reunião ajudarão


bastante .....

Curiosidade: a primeira linha da tabela, chama-se de relativos genéricos pq


serve para um monte de coisa.
Por que as duas de baixo, são os pronomes relativos específicos. O nome já
diz. Ou seja, são usados em situações especiais/específicas.

b) O PRONOME RELATIVO QUEM É DENOMINADO DE RELATIVO


PERSONATIVO, POIS SÓ PODE SER USADO EM SUBSTITUIÇÃO A
UM SER PERSONATIVO.
Pessoa, 4 concepções:
1) PESSOA é todo ser humano que tenha forma de humano. É pessoa para
gramática. Mas não é só isso;
2) Pessoa também tem outro sentido: pessoa por afetividade. Isto é, tudo
aquilo que possui vida e tem afetividade, pode entrar na categoria de pessoa, cito
como exemplo, o cachorrinho de casa que tem afetividade;
3) pessoa por animismo: animação de bixinhos;
4) pessoa por metonímia20: ex. pega o bombril. Na verdade vc vai pegar a
palha de aço. Bombril é a marca. Ex. eu fiz a barba com gilete. Na verdade vc fez
com navalha, gilete é a marca. Ex. É ao congresso nacional a quem compete legislar
privativamente .... usar esse “a quem” pode, porque ele se refere aos deputados e
senadores (pessoas) que lá estão e não à estrutura física em si.

20
Substituição de termos..... (acho que é isso)
c) O PRONOME RELATIVO “ONDE”21 SÓ PODE SER USADO EM
RELAÇÃO A UM LUGAR22. EQUIVALE A “EM QUE” E VARIAÇÕES.
CUIDADO: Sempre que ter ONDE vai se referir a lugar. Isso é muito
importante para concurso e para escrita.
Equivale a “em que” e variações:
O que = no qual/na qual/nos quais/nas quais.
Ex.: ONDE  trocar  em que ? (OK – pode).
Ex.: Em que  trocar  onde? (DEPENDE – Nem sempre) – neste caso, só
poderá trocar se o “em que” estiver fazendo menção a um “lugar”.
IMPORTANTÍSSIMO!!! Existem 2 pronomes relativos que apresentam
preposição “em” embutidas, isto é, dentro da preposição ONDE há a preposição EM
dentro dele.
São 2:
ONDE = que embute a preposição EM
CUJO = que embute a preposição DE

ATENÇÃO!!!!! “AONDE”
Aonde é “ONDE” que foi embutido a preposição A.
Este A é oriundo de um processo regencial: geralmente: ir, chegar, digirir-se,
subir..... etc.
Assim, o AONDE equivale a “PARA ONDE”.

Exemplos:
Ex.: até agora não sei ____onde_____ vou passar as minhas férias23.

Ex.: até agora não sei __Aonde24______ devo ir em minhas férias.

21
O pronome relativo onde é chamado de pronome relativo LOCATIVO.
22
Lugar para gramática é todo espaço que se possa por algo. É todo lugar que “se
possa estar EM”. Ex.: CIDADE, PAÍS, PRÉDIO, BAIRRO, LOUSA, MESA... NÚVEM
DE ARMAZENAMENTO DE DADOS (Não precisa ser físico).
23Vou passar as minhas férias EM ALGUM LUGAR. Demanda a preposição EM, que é
embutida no ONDE. Logo, vai ser usado o Onde.
24 VERBO IR: Quem vai, vai A algum lugar. Logo, precisa da preposição A, que vai antes do

AONDE. Substitui o PARA ONDE, como dito antes.


Ex.: Chegamos a uma região _____ONDE________ havia muitos imigrantes.

CUIDADOS A SEREM OBSERVADOS:

Ex.: são ideias de uma época onde as pessoas .....

Expressa noção de TEMPO.


E, como ONDE só pode para LUGAR, deve-
se usar EM QUE.

Ex.: O Brasil, onde a presidente é Dilma...


A Dilma é presidente DO Brasil e não
NO Brasil. A NOÇÃO é de POSSE.
Por isso o próximo assunto vai
esclarecer.

c) OS PRONOMES RELATIVOS CUJO, CUJA, CUJOS, CUJAS SÃO


DENOMINADOS DE RELATIVOS POSSESSIVOS, POIS SÃO USADOS
PARA SUBSTITUIR TERMOS QUE TRANSMITEM A NOÇÃO DE
POSSE. EQUIVALEM A “DO QUAL, DA QUAL, DOS QUAIS, DAS
QUAIS, SEU, SUA, SEUS, SUAS, DELA, DELES, DELAS”. O CUJO E
FLEXÕES REJEITAM A PREPOSIÇÃO DE ARTIGOS.

IMPORTANTÍSSIMO PARA CONCURSO.


Ex.: O Brasil, onde a presidente é Dilma...
A Dilma é presidente DO Brasil e não
NO Brasil. A NOÇÃO é de POSSE.
Ex.: O Brasil, CUJO a presidente é Dilma...

ATENÇÃO!! Cuidar: os pronomes “cujo, cuja, cujos, cujas” são pronomes


relativos, mas dentro da frase, exercem uma função que transmite noção de posse.
IMPORTANTÍSSIMO: O CUJO, CUJA, CUJOS, CUJAS, já trazem dentro dele
a PREPOSIÇÃO “DE”.

Ex.: Comprei um livro. As páginas do livro25 são verdes.


Ex.: Comprei um livro cujas páginas são verdes.
Substantivo Substantivo
Obs. O pronome CUJAS sempre fica entre substantivos
(OU PALAVRAS SUBSTANTIVADAS) por isso houve o deslocamento da frase.
SUBSTANTIVO + CUJO + SUBSTANTIVO (OK).
SUBSTANTIVO + CUJO + VERBO (ERRADO!!!!).  Nesse caso, quem tá
errado é o CUJO e não o VERBO.

Ex.: Comprei um livro cujas páginas são verdes.


Isso aqui significa: as páginas do livro.
As suas páginas.
As páginas dele.
As páginas do qual.

Outro exemplo:

Ex.: A casa cujas janelas.


Cujas janelas significa:
As janelas da casa;
As suas janelas;
As janelas dela
As janelas da qual.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTÍSSIMA: O pronome relativo QUE por si só


(sozinho) não promove uma relação de posse. Isto é,

25 O cujo vai substituir “do livro” pq ele entra no lugar do que há uma relação de posse. E

quem promove a relação de posse é a Preposição DE.


Exemplos:
Ex. errado!!: Maria que26 o pai era comerciante.
Ex. certo: Maria cujo pai era comerciante.

Ex. errado!!: Carro que27 as portas são amarelas.


Ex. certo: carro cujas portas são amarelas

Ex. errado!!: Você que28 a alma está abatida.


Ex. certo: você cuja alma está abatida.

Fim da aula 4.4.


O que fazer? Estudar!
É pegar a tabela decorar para aprender a usar.
Não desista! Tá ruim hoje? Amanhã você colhe felicidade.
Não existe ganho sem sacrifício sem esforço.

1.6. INTERROGATIVOS

26 O pronome relativo QUE sozinho não traz relação de POSSE. Ele não dá posse, por que
temos um pronome relativo que é típico para relação possessória que é o CUJO!!!! E esse pronome
não pode ser substituído por NINGUÉM.
27 IDEM
28 Idem