Vous êtes sur la page 1sur 30

Móveis, soalhos, paredes e janelas

1. CUIDADO E LIMPEZA DOS SOALHOS

 São as superfícies que mais sofrem as pisadelas


contínuas, os sapatos que vêm da rua, as coisas que nos
caem das mãos, as humidades, o peso dos móveis…

 Duas regras básicas:


 O melhor cuidado é um tapete na porta de entrada da casa;
 É adequado mudar de calçado ao entrar, trocando os sapatos
da rua por chinelos ou calçado mais limpo e confortável.
1.1. Varrer e aspirar

 Passar a vassoura ou o aspirador duas


vezes por semana por toda a casa e
todos os dias pela cozinha.
 Para evitar que migalhas se espalhem
por toda a casa.
 Deve varrer arrastando o pó sem o
levantar, isto é, deve varrer devagar.
 O aspirador deve ter o filtro limpo e o
saco pouco cheio, para que a
aspiração seja eficaz.
1.2. Lavar o chão

 Lave uma vez por semana;


 Utilize dois baldes com espremedor;
 Faça uma primeira passagem com a esfregona bem
molhada, sempre que o chão o permita. Deixe actuar
uns segundos enquanto espreme bem a esfregona e
depois apanhe a água com a esfregona seca.
 Tente não pisar o chão molhado para não deixar as
marcas dos pés nem escorregar.
1.3. Dar brilho aos soalhos
 Encere sempre com os produtos adequados e lembre-se
que a cera se acumula.
 Utilize produtos de limpeza de soalhos, amoníaco ou produtos
especiais.
 Para encerar pode utilizar um pano macio velho preso a
uma escova também macia.

 Existem 3 tipos de ceras:


 De emulsão aquosa – apropriadas para qualquer soalho,
excepto de vinil, madeira não impermeabilizada e cortiça.
Contêm silicone e são fáceis de aplicar.
 Ceras de pasta sólida – utiliza-se para dar brilho ao soalho de
vinil, madeira e cortiça. O brilho é muito duradouro mas têm
que se aplicar à mão.
 Ceras de dissolvente líquido – para soalhos de vinil, madeira e
cortiça, embora o brilho não seja muito duradouro.
1.4. Tipos de soalhos e seus cuidados

 Mosaicos de cerâmica
 Superfície muito resistente. Limpa-se com a esfregona,
água e detergente e produtos de limpeza especiais. Se
depois forem secos, evitam-se as manchas. Não se
devem encerar porque ficam escorregadios. As uniões
requerem tratamento com uma escova.

 Madeira
 O soalho por impermeabilizar limpa-se com uma escova
macia, água e detergente e as manchas tratam-se com
um pano ligeiramente humedecido. O soalho
impermeabilizado limpa-se com uma esfregona bem
espremida e a cera elimina-se com um pano e álcool.
 Cortiça
 Necessita de uma varredela regular e uma lavagem com
água quente e detergente doméstico. Aplique cera
ocasionalmente. Certifique-se que as uniões entre as
peças de cortiça estão impermeabilizadas.

 Vinil
 necessita de uma varredela regular. Lava-se com água
quente e detergente e enxagua-se com água limpa.
Encera-se com emulsão aquosa.

 Linóleo
 É resistente, mas não é preciso molhá-lo muito. As
manchas tratam-se com um pano humedecido em álcool.
2. CUIDADO E LIMPEZA DE PAREDES E TECTOS

 As humidades, o fumo do tabaco, os vapores da comida,


o pó e o roçar de sapatos, mãos ou objectos são os
factores que mais afectam as paredes.
2.1. Cuidado e limpeza de uma parede forrada
a papel

 Não deixe que o pó se acumule sobre o papel;


 Passe regularmente um pano seco e macio. Sobretudo, não
utilize água!
 Se vir uma mancha, utilize uma borracha branca para a
eliminar.
 Se houver uma mancha de gordura, coloque sobre a parede
uma folha de papel absorvente e, com cuidado, passe o ferro
de engomar por cima. Repita a operação várias vezes
mudando o papel, até que a mancha desapareça.
2.2. Cuidado e limpeza de paredes e tectos
pintados

 Limpam-se regularmente cobrindo uma vassoura com um


pano limpo e seco, que deve ser sacudido de vez em quando.
 Se as paredes forem laváveis, utilize uma esponja
humedecida com água e detergente. Procure limpar toda a
parede para que não fiquem manchas.
 Se as paredes estiverem muito sujas, use sabão em pó diluído
em água, antes de utilizar outros produtos de limpeza.
 Tenha em atenção a parede em volta de interruptores da luz,
porque se suja mais facilmente.
 Se há fumadores em casa, esta deve ser ventilada
frequentemente.
2.3. Cuidado e limpeza de paredes de azulejo

 Os azulejos limpam-se com um pano e detergentes.


 De preferência utilize os desinfectantes que contêm
amoníaco. Use também uma mistura de água e vinagre.
 Lembre-se de lavar e secar bem, para evitar manchas e
reflexos irregulares.
 Nas uniões use a escova de dentes velha para lavar.
2.4. Cuidado e limpeza de paredes de madeira

 Elimine o verniz que se levanta com


palha-de-aço e álcool. Esfregue
suavemente, no mesmo sentido do
veio da madeira.
 O óleo de linhaça é um excelente
protector de qualquer tipo de
madeira, bem como dos ladrilhados
e do grés. Adquire-se nas lojas de
soalhos ou nas drogarias.
2.5. Cuidado e limpeza de paredes de cimento

 O melhor é aplicar na parede uma camada de


impermeabilizador.
 Antes de aplicar deixe a parede bem limpa e seca.
 Não podendo, pode lavar com água, detergente e um
pouco de lixívia, passando água limpa em seguida.
 Tendo cuidado no manuseamento da lixívia.
2.6. Cuidado e limpeza das fachadas

 As paredes exteriores da casa também requerem


cuidado e limpeza.
 São muito úteis as máquinas de limpeza a alta pressão.
Não sendo possível, devem-se varrer os cantos por baixo
das esquinas, devem-se remover teias de aranha, entre
outros.
2.7. Cuidado e limpeza dos telhados

 No telhado, o maior risco é a formação de musgo. Pode


utilizar-se a máquina de limpeza a alta pressão.
 A formação de musgo também se pode prevenir
estendendo alguns fios de cobre ao longo do telhado.
3. CUIDADO E LIMPEZA DE VIDROS, JANELAS E
PERSIANAS
3.1. Limpeza dos vidros

 Regra geral, limpam-se com um limpa-vidros;


 Ou com água e vinagre.
 Use um pulverizador (uma embalagem de limpa-vidros vazia, por
exemplo) e limpe com papel de jornal ou um pano seco que não largue
pêlo.
 Ou com água, amoníaco e álcool (estes dois últimos em partes
iguais).

 As borrachas das escovas dos pára-brisas também são muito úteis.


Comece pela parte superior e vá descendo. Na outra mão tenha um
pano seco para secar de imediato.
 São muito úteis as esponjas com cabos extensíveis, sobretudo se os
vidros forem muito grandes.
3.1. Limpeza dos aros

 Deve-se limpar primeiro o aro e depois o vidro, para que


o pó do aro não suje o vidro.
 Se os aros forem de madeira, procure molhá-los o
menos possível.
 Os aros de alumínio limpam-se muito bem apenas com
água e detergente, usando uma escova.
3.2. Limpeza das persianas

 Passe um espanador ou pano do pó pelo menos uma vez por


semana;
 Para lavar, humedeça a persiana com um pano húmido;
 Utilize uma escova de pêlo macio para limpar as juntas;
 Limpe as superfícies grandes com um pano seco;
 Utilize água com um detergente convencional. Se muito suja
acrescente umas gotas de amoníaco.

 Para as persianas reguláveis (estores) calce luvas de tecido;


 Molhe os dedos das luvas com água fria e umas gotas de
amoníaco;
 Limpe as lâminas uma a uma passando os dedos.
4. CUIDADO E LIMPEZA DOS MÓVEIS

 Os materiais mais comuns são pinho, carvalho teca ou


aglomerados.
 As madeiras nobres são as mais resistentes, daí que se
devam tratar sobretudo os golpes e arranhões.
 As madeiras mais frágeis devem-se afastar da água, uma
vez que a absorvem com facilidade e se estragam.
 Móveis de plástico deterioram-se facilmente com fontes
de calor por perto.
4.1. Móveis de madeira

 Os polimentos ajudam na tarefa de retirar o pó e enchem e tapam as


possíveis manchas;
 Para os riscos na madeira utilize produtos reparadores.
 Para a sua limpeza utilize um pano limpo e macio e creme para móveis;
 Móveis encerados devem ser limpos com panos macios e polimento para
que a madeira não perca a cor clara;
 Para as madeiras pintadas, envernizadas ou impermeabilizadas, utilize
água quente e detergente, lavando e secando muito bem depois;
 Utilize um pano húmido para móveis lacados ou tratados com verniz. Para
eliminar as marcas dos dedos use uma camurça húmida e um pano macio;
 Se o verniz do móvel estiver ressequido e estalado, prepare uma mistura
de óleo de linhaça, álcool e sumo de limão em partes iguais e esfregue a
zona afectada com um pano húmido.
 Dê brilho regularmente, com um creme para móveis ou um aerossol.
4.2. A madeira antiga

 Os móveis antigos geralmente são de


muito boa qualidade. Basta passar-lhes
um pano seco e limpo.
 Utilize sempre um espanador muito
macio, para não arranhar a superfície;
 Dê brilho uma ou duas vezes ao ano
com um creme pastoso ou cera especial
para móveis antigos. Use pouco creme
e distribua-o de forma suave e
uniforme.
 Não utilize polimento nas peças
partidas ou em partes que estejam
descoladas, porque vai dificultar a
colagem.
4.3. Móveis de couro
 Pode passar o aspirador ou limpá-los com um pano do pó;
 Passe um detergente especial para couro utilizando sempre muito
pouca água;
 Pode passar uma esponja humedecida com 5ml de amoníaco, 20ml
de vinagre e 600ml de água. Depois aplique óleo de rícino com um
pano e puxe o brilho ao couro seco com um pano macio;
 Uma ou duas vezes ao ano esfregue o couro escuro com óleo de
rícino;
 Utilize vaselina (ou sebo) para o couro de cor clara;
 Se vir gretas ou o couro tiver um aspecto seco, aplique um produto
especial com um algodão e em pequenas quantidades. Deixe
repousar durante 24h e depois puxe o lustro com um pano macio;
 As manchas de tinta no couro devem ser tratadas com algodão
humedecido em terebintina;
 No caso das cadeiras de couro, tente não manchar a madeira com
os produtos para o couro.
4.4. Os restantes móveis

 Nos móveis de metal tubular limpe o pó regularmente e de


vez em quando use um pano humedecido com água quente e
detergente.
 Se tiver que limpar alguma parte do móvel com produtos
especiais e quiser proteger as partes de metal, tape-as com
papel.
 Nos móveis de mármore utilize pouca água, usando um pano
humedecido com água e detergente. Depois passe um pano
seco e macio.
 Para limpar móveis de vime use o aspirador e escovas. Se
tiver que retirar manchas use uma escova molhada em água
quente e sabão natural, nunca com detergentes.
 Nos móveis que estiverem por pintar use amoníaco e depois
de seco, passe um creme para móveis.
4.5. Restauração de móveis

 Riscos, manchas de humidade deixadas por um copo,


lascas na madeira, bolhas de ar ou queimaduras de
cigarro são algumas das muitas marcas que vão surgindo
nos móveis com os anos.
4.5.1. Conjunto básico de ferramentas

 Metanol ou álcool das madeiras e diluente para lavar as


superfícies e retirar vernizes;
 Goma laca;
 Cera de abelha para dar brilho;
 Anilina para tinturas;
 Colas;
 Alicate;
 Lixívia e amoníaco para retirar manchas;
 Óleo de rícino para tratar riscos e golpes;
 Folhas de lixa e palha-de-aço.
4.5.2. Reparação de manchas e riscos
 Para eliminar uma mancha ou risco primeiro limpe o pó;
 Para retirar o verniz utilize lixívia diluída para amolecer o
verniz, ou amoníaco caso as manchas sejam muito profundas;
 Por fim, esfregue com palha-de-aço e volte a envernizar;
 Com um pincel aplique várias camadas de verniz diluído com
metanol para retirar os riscos dos móveis;
 Quando secarem, lixe para que fiquem ao mesmo nível que o
móvel;
 Para disfarçar os riscos pode usar óleo de rícino, deixando
que penetre na madeira;
 Encha os riscos mais fundos com cera natural de abelha;
 Se pretende retirar alguma bolha, elimine primeiro a camada
de tinta ou verniz com diluente e um pano macio. Corte a
bolha com uma faca, introduza cola no interior e cubra com
papel de alumínio e um lençol. Por fim, passe a ferro durante
um minuto e coloque peso sobre a bolha, até a cola secar.
4.5.3. Reparação das partes metálicas

 Parafusos, pregos, tachas ou puxadores de metal podem


revelar um aspecto oxidado e escurecido.
 Afrouxe parafusos ou porcas com óleo lubrificante ou vinagre.
Espere uns minutos e desaparafuse com cuidado.
 Retire as cabeças que estejam muito embutidas batendo-as
na parte contrária. As que estão salientes, puxe com o alicate
mas ponha um cartão entre o alicate e a madeira, para não
marcar.
 Se os puxadores das gavetas ou portas estiverem frouxos,
encha os buracos com papel e cola e volte a colocá-los,
deixando secar.
 Sempre que puder retire as peças metálicas e trate-as em
separado, para não estragar a madeira.
 Utilize produtos especiais para metais, são mais adequados.
4.5.4. Reparação dos pés dos móveis

 Se o móvel tem um pé instável e está preso com


um parafuso, tente apertá-lo. Se não substitua-o
por um mais grosso.
 Quando há um desnível num dos pés do seu móvel,
tente prolongar os mais curtos em vez de encurtar
os mais compridos. Para o prolongamento utilize
placas de madeira muito finas cravadas na base
dos pés.
 Para reforçar pés de mesas, primeiro cole-os e
espere que sequem. Depois reforce-os colando um
taco de madeira à mesa, ao lado de cada pé.
 Fixe tacos de borracha na base dos pés das
cadeiras, para evitar que risquem o soalho e que
façam barulho.
 Bom trabalho!