Vous êtes sur la page 1sur 18

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Carreira, Liderança e Trabalho em Equipe

Professor: Ciomara Matos MSc. Engenharia de Produção

1
1

Conteúdo

• Unidade 4 - Treinamento e desenvolvimento de competências

AULA 04

2

Treinamento & Desenvolvimento

AULA 04

3
3

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Gestão de Pessoas Agregar Aplicar Recompensar Desenvolver Manter Monitorar Pessoas Pessoas Pessoas Pessoas
Gestão de Pessoas
Agregar
Aplicar
Recompensar
Desenvolver
Manter
Monitorar
Pessoas
Pessoas
Pessoas
Pessoas
Pessoas
Pessoas
4
Recrutamento e
Seleção
Desenhos de cargos
Aval. Desempenho
Benefícios
Serviços Sociais
Remuneração
Treinamento &
Desenvolvimento
Disciplina, Higiene
Segurança e Qualidade
de Vida; Relações com
sindicatos
Banco de Dados
Sistema de Informações
Gerenciais
 

Treinamento

 

Treinar vem do latim trahëre – significa trazer / levar a fazer algo.

 

Preparar pessoas para executar tarefas.

 

Aperfeiçoar / capacitar / desenvolver.

 

5

 

Desenvolvimento

 

Desenvolvimento vem do latim: des – para ênfase + em – para dentro/interno + volvere – mudar de posição / lugar.

 

Fazer

crescer,

progredir

em

direções

diferentes das que está habituado.

Preparar pessoas para posições mais complexas ou para carreiras diversas da que está desempenhando.

 

6

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento

está

relacionado a uma carência a ser suprida pelo cargo, naquele momento. Curto prazo.

é

pontual

e

Desenvolvimento

– possíveis alterações e mudanças futuras e tem como objetivo manter as pessoas atualizadas. Está voltado ao crescimento profissional em direção à carreira futura e não apenas ao cargo atual. Médio / longo prazo.

as

visualiza

7

Treinamento e Desenvolvimento

O Treinamento é peça fundamental nos objetivos da organização.

O Desenvolvimento pressupõe uma visão de futuro (da organização e do indivíduo).

8

Tipos de T&D:

Treinamento Técnico / operacional: está mais próximo dos processos e reflete-se mais diretamente nos resultados visíveis. está mais próximo dos processos e reflete-se mais diretamente nos resultados visíveis.

Treinamento e Desenvolvimento de equipes, treinamento comportamental, desenvolvimento de líder: manifesta-se de forma mais indireta nos resultados operacionais, mas são tão importantes quanto aos treinamentos manifesta-se de forma mais indireta nos resultados operacionais, mas são tão importantes quanto aos treinamentos técnicos/operacionais.

9

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Tipos de T&D:

Treinamento Operacional:

Capacitação teórica/prática dos níveis operacionais, voltada a adequar o conhecimento técnico às exigências provenientes dos equipamentos, dos novos processos, etc.

10

Tipos de T&D:

Comportamental:

Foco no desenvolvimento de competências.

Comunicação

Relacionamento Interpessoal

Liderança

Controle

Organização

11
11

Motivação

etc

T&D

A qualificação profissional não deve ficar restrita ao corpo gerencial, é fundamental que seja acessível a todos os níveis da organização.

É necessário que atenda integralmente à necessidade da empresa, que seja a de suprir necessidades verificadas entre a experiência prática do empregado, seus conhecimentos e suas habilidades e as exigências do cargo e da área de atuação.

12

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Etapas - O treinamento é um processo cíclico e contínuo composto de quatro etapas: Necessidades
Etapas - O treinamento é um processo cíclico e contínuo
composto de quatro etapas:
Necessidades
de
Treinamento
a serem satisfeitas
Avaliação
dos
Desenho do
Resultados
Programa de
do
Treinamento
Treinamento
Aplicação do
Programa de
Treinamento
13
PROCESSOPROCESSO DEDE TREINAMENTOTREINAMENTO OO TREINAMENTOTREINAMENTO ÉÉ UMUM PROCESSOPROCESSO CÍCLICOCÍCLICO EE
PROCESSOPROCESSO DEDE TREINAMENTOTREINAMENTO
OO TREINAMENTOTREINAMENTO ÉÉ UMUM PROCESSOPROCESSO CÍCLICOCÍCLICO EE CONTÍNUOCONTÍNUO COMPOSTOCOMPOSTO PORPOR 44 ETAPASETAPAS
Necessidades a
Desenho do
Condução do
Avaliação dos
satisfazer
treinamento
treinamento
resultados
Diagnóstico da
Decisão quanto
Implementação
Avaliação e
situação
a estratégia
ou ação
controle
1.Objetivos da
Programação do
• Condução e
aplicação do
• Monitoramento de
organização
Treinamento
Processos reação dos
treinamentos ao
Programa de
programa
• Quem treinar
2.Competências
Treinamento
• Avaliação e Medição
necessárias
• Como treinar
através de:
de
Resultados: o
aprendizado
do
• Em que treinar
• Gerente de
3.Problemas de
treinando
e
as
linha
mudanças
produção
• Por quem
comportamentais
• Assessoria de
geradas
para
4.Problemas de
• Onde treinar
RH
implementação
das
pessoal
metas organizacionais
• Quando treinar
• Por ambos
• Comparação
da
5.Resultados da
• Para que treinar
situação
com
a
• Por terceiros
Avaliação de
situação anterior
desempenho
• Análise
do
custo
benefício
14

A aprendizagem dos adultos

• Para os adultos o treinamento deve estar ligado diretamente com a atividade profissional. Eles esperam adquirir conhecimentos que possam ser aplicados imediatamente na sua área profissional.

• O fator de motivação mais importante é a certeza de que o treinamento corresponde a uma necessidade específica no seu crescimento profissional. Suas buscas se centram em treinamentos úteis que lhes permitam evoluir nos planos profissionais e pessoais.

15

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

A aprendizagem dos adultos

Os adultos vem para o treinamento com suas próprias experiências, que podem estar relacionadas com o que vão aprender.

O adulto em treinamento sente necessidade de estabelecer um vínculo entre o que já sabe e o que vai aprender.

Em geral os adultos tem um objetivo imediato logo no início do treinamento. Espera encontrar no treinamento os problemas e as situações que estejam diretamente ligados à sua atividade profissional.

16

A aprendizagem dos adultos

Os adultos criam expectativas de situações reais e expectativas de verificar se o que acabou de aprender é aplicável em seu meio profissional.

Muitos

adultos

tem

resistências

com

relação

ao

treinamento

(medo de ser

criticado, medo da exposição, medo de não entender, etc)

17

CARVALHO,A.V. Treinamento de Recursos Humanos. São Paulo: Pioneira.p.77

Como os estudantes aprendem:

10% do que lêem 20% do que escutam 30% do que vêem 50% do que vêem e escutam 70% do que dizem e discutem 90% do que dizem e logo realizam

18

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

CARVALHO,A.V. Treinamento de Recursos Humanos. São Paulo: Pioneira.p.77

Métodos de Ensino

Após 3h

Após 03

dias

Somente oral

70%

10%

Somente visual

72%

20%

Oral e visual simultaneamente

85%

65%

19

Tipos de mudanças de comportamento através do treinamento

Transm issão de Informações Desenvolvim ento de Habilidades T reina- m ento Desenvolvim ento de
Transm issão
de Informações
Desenvolvim ento
de Habilidades
T reina-
m ento
Desenvolvim ento
de Atitudes
Desenvolvim ento
de Conceitos

Aum entar o conhecimento das pessoas

* Inform ações sobre a organização,

seus produtos/serviços, políticas e diretrizes, regras e regulam entos e seus clientes.

M elhorar as habilidades e destrezas:

* Habilitar para execução e operação

de tarefas, m anejar equipam entos, máquinas, ferram entas.

D esenvolver/m odificar com portam ento

*

M udança de atitudes negativas para

atitudes fav oráv eis, conscientização

e sensibilidade com as pessoas,

com os clientes internos e externos.

Elevar o nível de abstração:

* Desenvolver idéias e conceitos para ajudar as pessoas a pensar em term os globais e am plos. 20

Indicadores de Treinamento

Além dos métodos de levantamento de necessidades, existem indicadores que apontam necessidades futuras (a priori) e passadas (a posteriori), a saber:

*

Indicadores

provocarão

previstas, como:

a

futuras

priori:

são

eventos

de

necessidades

que,

se

acontecerem,

facilmente

treinamento,

1. Expansão da empresa e admissão de novos empregados;

2. Redução do número de empregados;

3. Mudança de métodos e processos de trabalho;

4. Substituições ou movimentação de pessoal;

5. Absenteísmo, faltas, licenças e férias de pessoal;

6. Mudanças nos programas de trabalho ou de produção;

7. Modernização dos equipamentos e novas tecnologias;

8. Produção e comercialização de novos produtos ou serviços

21

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Indicadores de Treinamento

Indicadores a posteriori: são os problemas provocados por necessidades de treinamento ainda não atendidas, como:

Problemas de produção, como:

1. Baixa qualidade de produção;

2. Baixa produtividade;

3. Avarias freqüentes em equipamentos e instalações;

4. Comunicações deficientes;

5. Elevado número de acidentes no trabalho;

6. Excesso de erros e de desperdício;

7. Pouca versatilidade dos funcionários;

8. Mau aproveitamento do espaço disponível.

22
22

Problemas de pessoal, como:

1. Relações deficientes entre o pessoal;

2. Número excessivo de queixas;

3. Mau atendimento ao cliente;

4. Comunicações deficientes;

5. Pouco interesse pelo trabalho;

6. Falta de cooperação

7. Erros na execução de ordens

O que está envolvido na área de T&D

• Clima Organizacional

• Avaliação de Desempenho

• Programas de Motivação

• Programas de Qualidade de Vida

• Comunicação Interna

• Promoções

• Programas de Aprendiz / Estagiários / Trainee

• Programas de Integração

• Consultoria Interna

• ISO 9000

• Outras

23

Internamente:

O que um programa de treinamento pode proporcionar?

1. Melhoria dos serviços.

2. Aumento dos resultados.

3. Criatividade e inovação nos produtos e serviços oferecidos ao mercado.

4. Melhor qualidade de vida no trabalho (QVT).

5. Qualidade e produtividade.

6. Melhor atendimento ao cliente.

7. O que mais?

24
24

Externamente:

1. Maior competitividade organizacional

2. Assédio de outras organizações aos funcionários da empresa.

3. Melhoria da imagem da organização.

4. O que mais?

Você poderia acrescentar outros aspectos do treinamento bem sucedido?

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Marketing Pessoal • É uma estratégia individual para desenvolver contactos e relacionamentos importantes quer
Marketing Pessoal
É
uma
estratégia
individual
para
desenvolver contactos e relacionamentos
importantes quer
numa perspectiva
pessoal
quer
de
ponto
de vista
profissional.
http://www.youtube.com/watch?v=QT7JSqWuWTc
25
• “No futuro, todos seremos famosos durante quinze minutos.” Andy Warhol

• “No futuro, todos seremos famosos durante quinze minutos.” Andy Warhol

O que ele pode fazer por você?

O que ele pode fazer por você? • Ser • Ter • Parecer

• Ser

• Ter

• Parecer

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

O que é Marketing Pessoal?

É É divulgar sua imagem divulgar sua imagem diante das oportunidades diante das oportunidades para
É É
divulgar sua imagem
divulgar sua imagem
diante das oportunidades
diante das oportunidades
para que outros possam
para que outros possam
integrá-lo em seus planos.
integrá-lo em seus planos.

28

em seus planos. integrá-lo em seus planos. 28 Como ser lembrado? • Fazendo um trabalho perfeito

Como ser lembrado?

Fazendo um trabalho perfeito ou um trabalho muito ruim.

• Fazendo um trabalho perfeito ou um trabalho muito ruim. 29 Indicadores • As pessoas costumam

29

Fazendo um trabalho perfeito ou um trabalho muito ruim. 29 Indicadores • As pessoas costumam chamá-lo(a)

Indicadores

• As pessoas costumam chamá-lo(a) pelo nome?

• Você tem sido convidado para casamentos, formaturas e aniversários?

• Você tem recebido convites de outras empresas para trabalhar?

30

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

O “Top of Mind”

O “Top of Mind” • Quem são as pessoas que estão no topo da sua mente?

• Quem são as pessoas que estão no topo da sua mente?

Importante

Você está no topo Você está no topo da mente das da mente das pessoas?
Você está no topo
Você está no topo
da mente das
da mente das
pessoas?
pessoas?

32

As marcas mais valiosas do mundo (2005) 1. Coca-Cola 2. Microsoft 3. IBM 4. General
As marcas mais valiosas do
mundo (2005)
1. Coca-Cola
2. Microsoft
3. IBM
4. General Eletric
5. Intel
6. Nokia
7. Disney
8. Mc Donald’s
9. Toyota
10. Marlboro
33
Fonte: Business Week

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

As marcas mais valiosas do Brasil (2005)

1. Itaú (US$ 1,3 bi)

2. Bradesco

3. Banco do Brasil

4. Natura

5. Skol

1,3 bi) 2. Bradesco 3. Banco do Brasil 4. Natura 5. Skol 6. Petrobras 7. Brahma

6. Petrobras

6. Petrobras
6. Petrobras

7. Brahma

7. Brahma

8. Gol

9. Unibanco

10. Tam

 

Fonte: Revista Dinheiro / Interbrand

34

Quanto vale a marca destas pessoas?

Quanto vale a marca destas pessoas? 35
Quanto vale a marca destas pessoas? 35
Quanto vale a marca destas pessoas? 35
Quanto vale a marca destas pessoas? 35

35

O valor de sua marca pessoal

O valor de sua marca pessoal • Quanto vale o seu passe se alguém quiser contratá-

• Quanto vale o seu passe se alguém quiser contratá- lo(a)?

• Você contrataria alguém como você?

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

O que não é Marketing Pessoal

Erros a serem evitados:

• Bajulação e puxa-saquismo;

• Querer aparecer e "mostrar serviço“ valorizando realizações pouco relevantes;

• Falar exageradamente de si mesmo;

• Ter apenas uma embalagem bonita (propaganda enganosa).

37

Por que fazer networking?

“Fazer networking é simplesmente conversar com pessoas e contar como você faz bem o que você está fazendo, no trabalho, no lazer ou em seu grupo social. PorquePorque oo queque contaconta nãonão éé sósó oo queque vocêvocê sabe,sabe, masmas quemquem sabesabe oo queque vocêvocê sabesabe

Anônimo

38

Networking

Networking Suas atenções devem estar voltadas a: • Montar a rede • Manter a rede

Suas atenções devem estar voltadas a:

• Montar a rede

• Manter a rede

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

O que fazer

• Memorize o nome das pessoas;

• Crie “créditos” perante os outros;

• Vá às festas de confraternização da empresa e freqüente locais de interesse;

• Contacte periodicamente as pessoas que fazem parte da sua lista;

• Participe de eventos (seminários, congressos, cursos e feiras) da sua área;

• Tenha paciência!

40

Comunicação

Comunicação • Vocabulário • Tom de voz • Linguagem corporal

• Vocabulário

• Tom de voz

• Linguagem corporal

Vestuário

Vestuário • Os detalhes e acessórios são marcantes; • Lembre-se que você continua trabalhando quando termina

• Os detalhes e acessórios são marcantes;

• Lembre-se que você continua trabalhando quando termina o seu expediente na empresa.

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Higiene

Higiene • Unhas aparadas • Perfume agradável • Hálito refrescante • Calçados limpos • Cuidado com

• Unhas aparadas

• Perfume agradável

• Hálito refrescante

• Calçados limpos

• Cuidado com os cabelos

Postura

Postura http://carreiras.empregos.com.br/carreira/administracao/noticias/12-dicas-
Postura http://carreiras.empregos.com.br/carreira/administracao/noticias/12-dicas-

http://carreiras.empregos.com.br/carreira/administracao/noticias/12-dicas-

para-ter-uma-postura-profissional-adequada.shtm

44

Postura

• O que as pessoas mais observam em um primeiro encontro? Segundo Albert Mehrabian, professor emérito de Psicologia da Universidade da Califórnia, nos Estados

Unidos, 55% dos indivíduos olham primeiramente a

aparência.

45

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Postura

• Mas não é só a roupa que conta. As atitudes e a linguagem corporal também dizem muito sobre você. Pensando nisso, a consultora de imagem pessoal e corporativa Marcele Goes, da Estilo Sob Medida, elaborou 12 dicas para você ter uma postura profissional apropriada.

46

Dicas de Postura

1. Aparência engloba tudo o que pode ser visto

à sua volta. Objetos, mesa, seu escritório etc.

Considere também a escolha dos lugares em que você marca um encontro ou reunião.

2. Inicie bem um encontro com um aperto de

mão seguro e confiante. Cuidado para não apertar muito forte ou de menos (“mão mole”).

3. Mostre-se aberto à conversa. Sorria, descruze

os braços e tenha uma postura alinhada.

47

Dicas de Postura

4.

Pronuncie bem as palavras. Fale em tom

adequado ao ambiente; não queira ser o centro das atenções.

5.

Cuidado para não ser afobado, ouça antes

de falar. No discurso do outro estão as dicas dos caminhos a ser seguidos para conduzir uma boa conversa.

6. Demonstre interesse ao guardar o cartão

de visitas alheio. Não o jogue de forma displicente dentro da bolsa ou do bolso.

48

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

Dicas de Postura

7. No dia a dia da empresa seja gentil e educado. A dica vale tanto para os colaboradores de posição mais simples como para os mais importantes da hierarquia empresarial. “Bom dia”, “por favor”, “com licença” e “obrigado” são palavras bem-vindas.

49

Dicas de Postura

8. Procure estabelecer relações cordiais e de confiança com seus colegas. É importante que eles saibam que podem contar com a equipe para solucionar problemas mais difíceis.

9. No escritório ou baia, seja comedido Limite-se a uma foto pequena de entes queridos e a itens de escritório com um toque pessoal. Deixe bichinhos, objetos espalhafatosos e ícones de hobbies em casa.

50

Dicas de Postura

10. Não force intimidade com seus colegas.

Lembre-se: a relação é de trabalho, não pessoal.

11. Evite atender a diversas ligações pessoais

no trabalho. Isso faz com que todos acompanhem os pormenores de sua vida naquela

semana, mês, ano.

12. Dê continuidade aos bons hábitos de

postura profissional. Essa conduta é importante para consolidar a impressão positiva ao longo do tempo.

51

Disciplina: Carreira, Liderança e trabalho em Equipe

AULA 04

A perfeita combinação

A perfeita combinação • Competência • Marketing pessoal Fonte: www.caputconsultoria.com.br Fonte:
A perfeita combinação • Competência • Marketing pessoal Fonte: www.caputconsultoria.com.br Fonte:

• Competência

• Marketing pessoal

Fonte: www.caputconsultoria.com.br

Fonte: www.caputconsultoria.com.br

wellington@caputconsultoria.com.br

wellington@caputconsultoria.com.br