Vous êtes sur la page 1sur 3

Transmissão 1

10. Transmissão - Sistemas de seleção e engate de marcha


Trans-1_10_Transmissão Sist Engate_Questões_Rev-01.docx

Questões

1. Como são chamados os movimentos que o motorista faz na alavanca da transmissão?

2. Cite ao menos 4 características dos sistemas de seleção e engate a seguir:


a. Direto;
b. Varão;
c. Cabo.

3. No sistema de engate de marcha existe um mecanismo de segurança que evita que uma marcha seja engatada
independente da vontade do motorista. Faça um esquema desse mecanismo e explique seu funcionamento
através do esquema.

4. Cite os diferentes tipos de engate de marchas.

5. Explique como o motorista deve proceder para reduzir uma marcha em uma transmissão equipada com
sistema de engate por garras constante.

6. Especifique a nomenclatura dos componentes indicados na figura a seguir:

7. Explique o funcionamento de um sistema de engate sincronizado, citando as 5 fases e o que acontece em


cada uma delas.

1° Semestre de 2017 Página 1 de 3 Prof.: L. Perestrelo


Transmissão 1
10. Transmissão - Sistemas de seleção e engate de marcha
Trans-1_10_Transmissão Sist Engate_Questões_Rev-01.docx

8. Para a transmissão e dados a seguir, no sistema de engate (sincronizador), determine:


a. Inércia equivalente (inércia engrenagem + inércias conectadas – inclusive inércia do disco de
embreagem) a ser sincronizada quando as seguintes marchas são engatadas:
i. 1°;
ii. 2°;
iii. 3°;
b. A diferença de rotação;
c. A aceleração angular;
d. O torque de atrito;
e. A força na luva de engate;
f. O esforço na alavanca de engate;
g. O trabalho de atrito durante a sincronização.
h. A potência de atrito média durante a sincronização.

NOTA: Para os itens de “b” a “h”, a troca de marcha ocorre conforme itens de “i” a “vi” e são executadas
quando o motor atinge 3000 rpm:

i. 1° => 2°;
ii. 2° => 3°;
iii. 1° => 3°;
iv. 3° => 1°;
v. 3° => 2°;
vi. 2° => 1°;

33 Engrenagem Inércia
25 A 1,86E-04 kg.m²
17 B 2,05E-03 kg.m²
C 2,09E-04 kg.m²
D 1,90E-03 kg.m²
A F D E 7,99E-04 kg.m²
F 6,83E-04 kg.m²

faces de atrito 1 unid


Tempo de troca de marcha 1 s
Rotação de entrada 3000 rpm
B E C Inercia do disco 7,10E-03 kg.m²
Coeficiente de atrito básico 0,1 -
Raio médio do cone 31 mm
29
Ângulo de cone 6 °
26
31 Relação alavanca de marchas 0,5 -

1° Semestre de 2017 Página 2 de 3 Prof.: L. Perestrelo


Transmissão 1
10. Transmissão - Sistemas de seleção e engate de marcha
Trans-1_10_Transmissão Sist Engate_Questões_Rev-01.docx

9. Quais são os efeitos do torque de arraste da transmissão na troca de marchas?

10. No dimensionamento do sistema de engate sincronizado, quais hipóteses precisam ser admitidas para que o
valores calculados de “torque de atrito” e “aceleração / desaceleração angular” sejam constantes?

11. Quando o motorista engata uma marcha, existe um mecanismo que impede que a luva de engate chegue até
os dentes do corpo de acoplamento enquanto há diferença de rotação entre essas duas peças. Assim, pode-
se evitar o choque entre os dentes (arranhada de marcha). Como isso é feito? Qual condição necessária para
que não ocorra choque?

12. O anel sincronizador de uma transmissão chegou ao final de vida e o motorista passou a ter dificuldade de
engate de marcha. A manutenção corretiva aconteceu apenas alguns meses após a constatação inicial do
problema. Agora a transmissão será aberta, quais componentes podem estar danificados além do anel
sincronizador? Justifique.

1° Semestre de 2017 Página 3 de 3 Prof.: L. Perestrelo