Vous êtes sur la page 1sur 2

12/03/2018 IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas

english Revista IPT Imprensa Trabalhe no IPT SIC/Transparência Fale Conosco Ouvidoria Cadastro Mapa do Site

Encontre no ipt

   >   Consultas Online   >  Informações sobre madeiras

Informações sobre madeiras


Itaúba

Nome científico: Mezilaurus itauba (Meisn.) Taub. ex Mez., Lauraceae.


Outros nomes populares: itaúba-abacate, itaúba-amarela, itaúba-grande, itaúba-preta, itaúba-verdadeira, itaúba-
Calibrações vermelha, louro-itaúba.
Ensaios Nomes internacionais: itauba (BSI,1991), itaùba (ATIBT,1982).
Materiais de Referência Ocorrência:
+ Mais Consultas • Brasil: Amazônia, Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia.
• Outros países: Guiana, Guiana Francesa, Suriname.
Notícias  
IPT na mídia
Eventos
Publicações
Pós-graduação IPT
Patentes
Fornecedores
Embrapii
Profissionais e competências Face Tangencial Face Radial Fotomacrografia (10x)  

CARACTERÍSTICAS GERAIS
os 5 links mais do ipt
Características sensoriais: cerne amarelo-esverdeado, quando recém serrado, tornando-se castanho-esverdeado-escuro;
Assista ao vídeo da parceria IPT e cheiro agradável, levemente adocicado, e gosto imperceptível; densidade alta; grã ondulada ou revessa; textura média;
Natura em inovação com fomento superfície irregularmente lustrosa.
público da Embrapii Descrição anatômica macroscópica:
 Conheça o novo Sistema de Ensaios • Parênquima axial: invisível mesmo sob lente, paratraqueal escasso.
de Elementos de Ancoragem para • Raios: visíveis apenas sob lente topo e na face tangencial; finos; muito poucos a poucos.
navios e plataformas • Vasos: visíveis apenas sob lente, pequenos a médios; poucos; porosidade difusa; solitários, múltiplos e em cadeias
radiais; obstruídos por tilos.
Tecnologia inédita no Brasil na
fabricação de estruturas • Camadas de crescimento: indistintas ou eventualmente delimitadas por zonas fibrosas tangenciais mais escuras.
aeronáuticas
Fonte: (IPT,1983) 
Vídeo institucional
SIC / Transparência DURABILIDADE / TRATAMENTO

Durabilidade natural: a Madeira de itaúba é considerada de alta resistência ao ataque de organismos xilófagos (fungos
apodrecedores, cupins e xilófagos marinhos). (Berni et al.,1979; INPA,1991; IPT,1989a) Em experimento realizado em
ambiente marinho foi moderadamente atacada por organismos xilófagos. (Lopez,1982) 
Tratabilidade: apresenta baixa permeabilidade às soluções preservantes. (IPT,1989a) Ensaios com soluções hidrossolúveis,
aplicados sob pressão, demostraram que o alburno é difícil de tratar e o cerne é refratário. (INPA,1991; Berni et
al.,1979) A Madeira é difícil de preservar, apresentando retenção de preservativos oleossolúveis abaixo de 100
kg/m3. (IBDF,1981) 

CARACTERÍSTICAS DE PROCESSAMENTO
Como chegar 
Trabalhabilidade: A Madeira de itaúba é moderadamente difícil de ser trabalhada, tanto com ferramenta manuais como
com máquina, devido à presença de sílica; porém permite bom acabamento. (Jankowsky,1990) 
Traçar Rota
Secagem: A secagem ao ar é lenta e difícil, porém sem causar alta incidência de defeitos. A secagem artificial é
reportada como lenta, com ocorrência acentuada de rachaduras e moderada de empenamentos. Não há indicação de
programas específicos para a Madeira de itaúba. (Jankowsky,1990) 

PROPRIEDADES FÍSICAS

Densidade de massa (r):


• Aparente a 15% de umidade (rap, 15): 960 kg/m³
• Básica (rbásica): 800 kg/m³
Contração:
• Radial: 2,3 %
• Tangencial: 6,7 %
• Volumétrica: 12,1 %

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85). 
Fonte: (IPT,1989a) 

PROPRIEDADES MECÂNICAS

Flexão:
• Resistência (fM):
      Madeira verde: 115,4 MPa
      Madeira a 15% de umidade: 126,5 MPa
• Limite de proporcionalidade - Madeira verde: 50,7 MPa
• Módulo de elasticidade - Madeira verde: 14504 MPa

http://www.ipt.br/informacoes_madeiras3.php?madeira=39 1/2
12/03/2018 IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas
Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85). 
Fonte: (IPT,1989a) 
Compressão paralela às fibras:
• Resistência (fc0):
      Madeira verde: 57,7 MPa
      Madeira a 15% de umidade: 68,4 MPa
• Coeficiente de influência de umidade: 3,7 %
• Limite de proporcionalidade - Madeira verde: 42,7 MPa
• Módulo de elasticidade - Madeira verde: 16387 MPa

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85). 
Fonte: (IPT,1989a) 
Outras propriedades:
• Resistência ao impacto na flexão - Madeira a 15% (choque): 17,1
• Cisalhamento - Madeira verde: 12,1 MPa
• Dureza janka - Madeira verde: 6433 N
• Tração normal às fibras - Madeira verde: 10,8 MPa
• Fendilhamento - Madeira verde: 1,3 MPa

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85). 
Fonte: (IPT,1989a) 

USOS

Construção civil:
• Pesada externa:
      pontes
      dormentes ferroviários
      postes
      cruzetas
      defensas
• Pesada interna:
      vigas
      caibros
      tesouras
• Leve em esquadrias:
      batentes
      janelas
Assoalhos:
      tábuas
      tacos
Mobiliário:
• Utilidade geral:
      móveis estândar
      partes internas de móveis inclusive daqueles decorativos
Outros usos:
      implementos agrícolas
      transporte
      peças torneadas
      embarcações (coberturas, pisos, forros)

IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de SP. 2018 Av. Prof. Almeida Prado 532 Cid. Universitária - Butantã. 05508-901 São Paulo/SP - F +55 11 3767-4000

http://www.ipt.br/informacoes_madeiras3.php?madeira=39 2/2