Vous êtes sur la page 1sur 4

Sarpol-e-Zahab, Irão

12 de novembro de 2017, 22:48 (hora local), M=7,3

O terramoto de 12 de novembro de 2017 que atingiu o noroeste do Irão, na proximidade da


sua fronteira com o Iraque, teve uma magnitude de 7,3. Na sequência deste sismo perderam a
vida cerca de 600 pessoas, 7460 ficaram feridas e 70000 desalojadas.

No Irão, os grandes terramotos causam normalmente um grande número de vítimas. Por


exemplo, os terramotos de Rudbar, com magnitude 7,4, em 1990, e o de Bam, com magnitude
6,6, em 2003, causaram um total de 55 mil vítimas mortais. Com uma magnitude de 7,3, o
terramoto de Sarpol-e-Zahab foi comparável em magnitude aos de 1990 e 2003 mas, contudo,
o número de vítimas foi substancialmente menor.

Este sismo foi precedido por um evento de magnitude 4,3 que alertou a população que, de
imediato, abandonou os edifícios. Foram também registadas mais de 200 réplicas, oito delas
com magnitude superior a 4.

Na sua origem está um sistema de falhas oblíquas, que afeta a litosfera até uma profundidade
de cerca de 25 km, associado ao limite tectónico entre a placa arábica e a placa euroasiática
(figura 1). Ao longo dos tempos geológicos, da relação dinâmica entre estas duas placas
litosféricas resultou a formação das montanhas Zagros, no Irão.

Adaptado de European-Mediterranean Seismological Centre (https://www.emsc-csem.org/).

Figura 1. Localização geotectónica do epicentro do sismo de 12 de novembro de 2017.


Nas questões de escolha múltipla selecione a única opção que permite obter uma afirmação
correta.

1. Os sismos não são um fenómeno exclusivo do planeta Terra. Durante a Missão Apollo foram
colocados quatro sismógrafos na superfície lunar e os dados por eles recolhidos revelam
(A) que os sismos lunares são de baixa intensidade, no máximo até grau III.
(B) que as rochas lunares ainda evidenciam um comportamento dúctil.
(C) pormenores da estrutura interna da Lua.
(D) que na Lua, tal como na Terra, os sismos são manifestações ativas da geodinâmica
interna dos planetas telúricos.

2. Na Terra, as placas arábica e euroasiática são porções de litosfera que


(A) é um subsistema da geosfera.
(B) é constituída apenas por silício, alumínio e magnésio.
(C) é mais recente do que a astenosfera, de acordo com o princípio da sobreposição.
(D) corresponde, no modelo químico, à crusta oceânica e à crusta continental.

3. O movimento das placas litosféricas, ou tectónicas, resulta de correntes de convecção que


se estabelecem no manto ___. Os continentes derivam ___ transportados por estas
correntes.
(A) inferior [...] ativamente
(B) inferior [...] passivamente
(C) superior [...] ativamente
(D) superior [...] passivamente

4. Aquando do sismo de Sarpol-e-Zahab, em novembro de 2017,


(A) o epicentro foi atingido por ondas internas P, S, Love e Rayleigh.
(B) no foco, por ressalto elástico, libertaram-se cerca de 1016 joules de energia sísmica.
(C) no hipocentro, por deformação frágil, libertaram-se cerca de 108 joules de energia
sísmica.
(D) o epicentro foi calculado com base em inquéritos realizados junto da população
atingida.

5. O mecanismo gerador da tensão tectónica responsável pelo sismo de Sarpol-e-Zahab


(A) foi o movimento relativo entre as placas arábica e euroasiática, a cerca de 25 km de
profundidade.
(B) teve a sua origem num limite tectónico construtivo.
(C) foi a subducção da placa arábica sob a placa euroasiática.
(D) teve na sua origem a atuação continuada de forças de cisalhamento.
6. Na sequência do sismo de Sarpol-e-Zahab, entre a capital do Iraque, Bagdad, e a do
Egipto, Cairo, registou-se, nas respetivas estações sismográficas,
(A) uma diminuição da magnitude sísmica.
(B) um aumento do intervalo (S-P).
(C) um aumento da amplitude das ondas sísmicas.
(D) um aumento da profundidade focal.

7. A orogenia das montanhas de Zagros ocorreu em regime de


(A) tensão compressiva com forças de orientação NW-SE.
(B) tensão distensiva com forças de orientação NE-SW.
(C) tensão compressiva com forças de orientação NE-SW.
(D) tensão distensiva com forças de orientação NW-SE.

8. Sismos tectónicos como os de Sarpol-e-Zahab, Bam e Rudbar produzem ondas sísmicas


capazes de radiografar a geosfera. Classifique como verdadeiras ou falsas as afirmações
(A) a (D) relativas à estrutura e dinâmica da geosfera.
(A) Os atuais limites tectónicos são sempre falhas ativas.
(B) A propagação de ondas P e S no núcleo interno indicam que este é sólido.
(C) A transição do manto para o núcleo externo é uma zona de velocidade sísmica
ultrabaixa (ultralow-velocity zone, ULVZ).
(D) A velocidade de propagação das ondas internas transversais é condicionada pela
rigidez, incompressibilidade e densidade dos materiais em que se propagam.

9. Tendo por base a dinâmica dos terramotos, explique por que razão o sismo de
Sarpol-e-Zahab teve um menor número de vítimas, por comparação com os terramotos
de Bam e de Rudbar.
Propostas de solução

1. Opção (C).
2. Opção (A).
3. Opção (D).
4. Opção (B).
E=10(2,4*M-1,2) Joules

E= 10(2,4*7,3-1,2) Joules

E = 1016 Joules

5. Opção (D).
6. Opção (B).
7. Opção (C).
8. As afirmações (A), (B) e (C) são verdadeiras; a (D) é falsa.
9. Tópicos de resposta:
 Os terramotos resultam da libertação de grandes quantidades de energia quando as
rochas sob tensão ultrapassam a sua capacidade de resistência elástica e a libertam de
forma súbita e repentina.
 Por vezes, o terramoto é antecedido de pequenas libertações de energia que geram
sismos de baixa magnitude, designados abalos premonitórios, como foi o caso do
sismo de Sarpol-e-Zahab.
 Estes abalos premonitórios, em zonas com um histórico elevado de ocorrência de
terramotos, permitiu que a população abandonasse os edifícios, reduzindo-se assim o
n.º de vítimas.