Vous êtes sur la page 1sur 110

Sumário do Capítulo

 2-1 Estrutura Atômica - Prótons, Elétrons e Nêutrons


 2-2 Número Atômico e Massa Atômica
 2-3 Isótopos
 2-4 Peso Atômica
 2-5 A Tabela Periódica
 2-6 Moléculas, Compostos e Fórmulas
 2-7 Compostos Iônicos: Fórmulas, Nomes e
Propriedades
 2-8 Compostos Moleculares: Fórmulas e Nomes
 2-9 Átomos, Moléculas e o Mol
 2-10 Análise Química: Determinando Fórmulas de
Compostos
Partículas Subatômicas
 Átomos compostos de partículas
subatômicas menores:
 carregados (+ ou –);
 não carregados (neutros).
 A natureza elétrica do átomo foi crucial para
a descoberta de sua estrutura subatômica.
 Lei da atração eletrostática:
 cargas iguais se repelem;
 cargas diferentes se atraem.
Composição do Átomo
 Prótons
 carga elétrica positiva
 massa = 1,672623 x 10-24 g
 massa = 1,007 unidades de massa
atômica (u)

 Elétrons
 carga elétrica negativa
 massa relativa = 0,0005 u

 Nêutrons
 sem carga elétrica
 massa = 1,009 u

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.


Estrutura Atômica
 Átomos são neutros
 números de prótons e elétrons devem ser
iguais.
 Massa atômica = p + n
 não é preciso se preocupar com a massa do
e-, uma vez que esta é muito pequena;
 números de nêutrons são determinados a
partir da massa atômica.
Composição do Átomo

O átomo é principalmente espaço


vazio:
• prótons e nêutrons estão no núcleo;
• o número de elétrons é igual ao
número de prótons;
• elétrons estão no espaço ao redor
do núcleo;
• os átomos são extremamente
pequenos. Uma colher de chá de
água contém 3 vezes o número de
átomos que o Oceano Atlântico
contém de colheres de chá de água.
© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.
Número Atômico, Z
 Todos os átomos de um mesmo elemento têm
o mesmo número de prótons no núcleo, Z.

Número atômico, Z
13.
Al Símbolo do elemento

Unidade de massa atômica


26,981.
Peso Atômico
 A massa atômica do átomo de um elemento é relativa à
de um átomo de outro elemento.
 Exemplo: um átomo de O tem cerca de 16 vezes mais
massa do que um átomo de H.
 O padrão é baseado no isótopo do carbono-12.
 A massa de um átomo de C12 é 1,99265  1023 g.
 A massa atômica de um átomo de C12 é definida como
exatamente 12 u.
 Sendo assim: 1 u = (a massa de um átomo de C12 
12)
= 1,66054  1024 g
= 1,66054  1027 kg
Número de Massa
A = número de massa = número de prótons +
número de nêutrons.

A seguinte notação é frequentemente utilizada:


A
Número de massa
Número atômico
Z X Símbolo do elemento

(O subscrito Z é opcional porque o símbolo do


elemento nos diz qual deve ser o número
atômico).
Número de Massa, A
 Átomo de C-12, com 6 prótons e 6 nêutrons.
 Número de massa (A)= núm. de prótons + núm. de
nêutrons.
 O carbono-12 tem núm. de massa de 12 u.
 O carbono-13 tem núm. de massa de 13 u (6 + 7), e
assim por diante.
 Elementos com números diferentes de nêutrons são
chamados “isótopos”.
Flúor: símbolo = F
 Número atômico = 9
 esse é o número de prótons no núcleo.
 Número de e- = 9
 o mesmo número de prótons em um átomo
neutro.
 Número de massa = 19
 peso atômico na Tabela Periódica = 18,998
 número de massa = p + n
 nêutrons = 19 – 9 = 10
Representação Simbólica

número de massa
núm. de prótons + núm. de nêutrons

19
número atômico
núm. de prótons

9 F
19
9 F tem 9 prótons e 10 nêutrons
Isótopos

 A existência de isótopos significa que todos


os átomos de um elemento não são
exatamente os mesmos:
 todos os átomos de um mesmo elemento têm o
mesmo número de prótons no núcleo;
 os átomos de um mesmo elemento podem ter
diferentes números de nêutrons no núcleo.
Isótopos
 Para um dado elemento“X”, um isótopo é escrito
por:
 Número atômico (Z): é o número de prótons no
núcleo
 Número de massa (A): representa o número total
de prótons e nêutrons no núcleo.

Um próton ou nêutron tem uma A Os Isótopos têm o


massa de 1 uma (uma =
unidade de massa atômica)
também conhecido como
Dalton ou u. Z
X mesmo Z, mas
diferentes números
de massa (A).
Verificação do Conceito
 Qual das seguintes opções é verdadeira?

 A. O boro-10 tem 10 e-
 B. O boro-11 tem 11 n

 A. O boro-10 tem 5 e-
 B. O boro-11 tem 11 n
Verificação do Conceito
 Como o cloro-37 e o cálcio-40 são similares?
 A. Número de prótons

 B. Número de elétrons

 C. Número de nêutrons

 D. Sem similaridade
Isótopos do Hidrogênio
O hidrogênio tem 3 isótopos

1 próton e 0 nêutron,
1
1 H prótio

1 próton e 1 nêutron,
2
1 H deutério

3
1H 1 próton e 2 nêutrons,
trítio
Abundância Percentual
 A percentagem de abundância de isótopos de
cada elemento é dada pela:

número de átomos de
um dado isótopo
Abundância =  100%
percentual
número total de átomos de
todos os isótopos desse
elemento
Peso Atômico (Massa)

C Cengage Learning. Todos os direitos reservados.

As massas atômicas na Tabela Periódica são “médias


ponderadas” das massas de todos os isótopos de um
elemento.
Verificação do Conceito
 O cloro natural é 75,53 por cento do 35Cl, que
tem uma massa atômica de 34,96885 u, e
24,47 por cento do 37Cl, que tem massa
atômica de 36,96590 u. Calcule a massa
atômica média, isto é, o peso atômico do
cloro.
Problema de Isótopo
A média ponderada da massa atômica é determinada pela
seguinte expressão matemática:
Massa
massa de fração que massa de fração que
média de um
um átomo é Cl-35 um átomo é Cl-37
átomo de Cl
de Cl-35 de Cl-37
abundância abundância
m Cl (u) = m Cl-35  + m Cl-37 
de Cl-35 de Cl-37

35,45 u = 34,96885 u  0,7553 + 36,96590 u  0,2447


(4 algarismos significativos)

Este é o valor expresso na Tabela Periódica.

Observe que: 0,7553 + 0,2447 = 1,0000 (100%)


Propriedades Periódicas
 Os elementos foram distribuídos primeiro
aumentando-se o número atômico.
 A Tabela Periódica foi organizada antes das
configurações eletrônicas dos elementos serem
conhecidas.
 As propriedades dos elementos são periódicas:
 Dmitri Mendeleev (Rússia);
 Lothar Meyer (Alemanha).
Tabela Periódica
 Dmitri Mendeleev
(1834-1907)
desenvolveu a
Tabela Periódica
moderna.
Germânio versus Eka-Silício
Veja Um olhar mais atento: Mendeleev e a Tabela Periódica (Kotz, p. 67).

Propriedade Prevendo Encontrada


1871 1886
Peso atômico 72 72,59
Densidade (g/cm3) 5,5 5,35
Calor específico (J/g-K) 0,305 0,309
Ponto de fusão (°C) Alto 947
Cor Cinza-escuro Branco-acinzentado
Fórmula do óxido XO2 GeO2
Densidade do óxido (g/cm3) 4,7 4,70
Fórmula de cloreto XCl4 GeCl4
Densidade do cloreto (g/cm3) 1,9 1,84
Ponto de ebulição do cloreto Abaixo de 84
(°C) 100
Elementos Essenciais da Tabela
Periódica
 Períodos
 Linhas
 Metais
 Não metais
 Metalóides
 Halogênios
 Gases nobres
 Metais alcalinos
 s, p, d e f
 Série dos lantanídeos e actinídeos
Características da Tabela Periódica

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.


Regiões na Tabela Periódica

Grupo principal dos metais


Metaloides
Metais de transição Não metais
© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.
© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.
Compostos e Moléculas
 COMPOSTOS são uma combinação de dois
ou mais elementos em proporções definidas
pela massa.
 O caráter de cada elemento é perdido
quando forma um composto.
 MOLÉCULAS são a menor unidade de um
composto que mantêm as características do
composto (não metálica ou semimetálica).
Fórmulas Moleculares

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.

 Fórmula molecular: números e tipos de cada átomo.


 Fórmula condensada: indica como certos átomos são agrupados.
 Fórmula estrutural: mostra as conexões (ligações).
 Modelo molecular: apresenta perspectiva em 3 D.
Modelos Moleculares
 Há várias maneiras de representar uma
molécula:
Metano CH4
Equações Químicas
 Descrição de uma reação química:
 o metano reage com oxigênio para formar
dióxido de carbono e água.
 Representação simbólica de uma reação
química:

resulta

CH4 + 2 O2  CO2 + 2 H2O


Reagentes Produtos
Equações Químicas
Mais detalhes – inclui os estados físicos
CH4(g) + O2(g)  CO2(g) + H2O(l)
s - sólido
l - líquido
g - gasoso
aq - aquoso
Compostos Iônicos
• Compostos iônicos (metais e
não metais) constituem outra
classe principal de compostos.
• Consistem em íons, átomos ou
grupos de átomos que têm uma
carga elétrica positiva ou
negativa.
• Muitos compostos com os quais
estamos familiarizados são
formados por íons. O sal de
cozinha, ou cloreto de sódio
(NaCl), é um exemplo.
• Esses são conhecidos NaCl
genericamente como sais.
Íons e Compostos iônicos

© Cengage Learning/Charles D. Winters


Íons e Compostos Iônicos
 Os ÍONS são átomos ou grupos de átomos
com carga positiva ou negativa.
 A remoção de elétrons de um átomo produz
um CÁTION com uma carga positiva.
 A adição de elétrons a um átomo produz um
ÂNION com uma carga negativa.
Formando Cátions e Ânions

Um CÁTION se forma Um ÂNION se forma


quando um átomo perde um quando um átomo ganha
ou mais elétrons. um ou mais elétrons.

Mg  Mg2+ + 2 e- F + e-  F-
10 e- 10 e-
Prevendo Cargas Iônicas

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.

Em geral:
 metais (Mg) perdem elétrons formando cátions.
 não metais (F) ganham elétrons formando ânions.
Cargas nos Íons Comuns
+1. -1.
-4. -3. -2.
+2.
+3.

Ao perder ou ganhar elétrons, um átomo tem o mesmo


número de elétrons do átomo de gás nobre mais próximo.
Nomes dos Íons Monoatômicos
 Cátion
 nome do elemento seguido por íon
 Na+ íon sódio
 Ânion
 nome do elemento terminando com “eto”

 Cl– íon cloreto


Nomes do Íons dos Metais
Elementos do grupo principal
Todos os cátions metálicos são nomeados pelo elemento
representativo seguido da palavra “íon”.

sódio Na Na+ íon sódio

bário Ba Ba2+ íon bário

alumínio Al Al3+ íon alumínio


Nomes do Íons dos Metais
Elementos de Transição
Uma vez que os elementos de transição têm vários estados
de carga, cada um deve ser identificado com exclusividade.

Cu Cu+ íon cobre(I)

Cu Cu2+ íon cobre(II)


Nomes do Íons dos Não Metais

 Ânions
 Nome derivado
adicionando-se o sufixo
“eto”.

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.


Íons Poliatômicos
 Uma classe especial de íons, em que um
grupo de átomos tende a permanecer juntos
(um íon que contém átomos ligados
covalentemente).
 Ânions poliatômicos são grupos de átomos
(moléculas) com uma carga líquida.
Nota: muitos ânions que
contêm O têm nomes
terminados em -ato (ou
-ito).
Fórmulas de Compostos Iônicos
 Os compostos iônicos são neutros:
 quantidade de carga + = quantidade de carga –.
 A carga do íon dos elementos do grupo
principal (1A – 7A) (elementos representativos)
é previsível:
 1A - 3A perde e– cátions
 5A - 7A ganha e– ânions
Escrevendo Fórmulas Iônicas
 A combinação do cátion de um metal com o
ânion de um não metal.
 A carga líquida é zero:
 total de carga “+”= total de carga “–”

 Prevê-se a carga do íon usando-se a


Tabela Periódica.
Cátions de Metais de Transição
 Estes elementos podem ter mais que um
estado de carga.
 O número de oxidação (carga) encontrado a
partir da fórmula.

Exemplo: FeCl2
O cloro forma uma carga -1 assim Fe = + 2
+2 + 2  (-1) = 0
Exemplo: FeCl3
O cloro forma uma carga -1 assim Fe = +3
+3 + 3  (-1) = 0
Escrevendo Fórmulas Químicas
através dos Íons Individuais
 Use a regra cruzada para certificar-se de que
a carga total é ZERO.
 Isto aplica-se aos íons monoatômicos, bem
como aos íons poliatômicos... com os
poliatômicos faz-se uso de parênteses,
conforme necessário.
Qual é a Fórmula do Sulfeto de
Sódio?
 Na+ combina com S2–

 2-
Na S O primeiro

Na 2S1
subscrito 1 é
compreendido e
omitido.
A Fórmula do Sulfeto de Sódio é:

Na2S
Aula Prática
Escreva uma fórmula para o composto iônico formado a partir de
cada par de elementos.

 Sódio e bromo
 NaBr

 Sódio e oxigênio
 Na2O

 Alumínio e cloro
 AlCl3
 Bário e cloro
 BaCl2(s)

 Alumínio e oxigênio
 Al2O3

 Magnésio e oxigênio
 MgO
Aula Prática
Escreva uma fórmula para o composto iônico formado a partir de
cada par de elementos e íons poliatômicos.

 Alumínio e sulfato
 Al2(SO4)3

 Magnésio e hidróxido
 Mg(OH)2

 Potássio e acetato
 KCH3CO2

 Cálcio e nitrato
 Ca(NO3)2
Nomeando Compostos Iônicos
 O ânion é sempre nomeado primeiro e o
cátion em seguida.
 Um cátion monoatômico tem seu nome
derivado do nome do elemento.
 Um ânion monoatômico tem seu nome
derivado da primeira parte do nome do
elemento (a raiz), acrescentando-se -eto.
Nomeando Íons de Metais do Grupo B
"íons de transição"
 Estes metais podem formar mais do que uma
carga.
 Use numeral romano para indicar a carga:
 Ex.: Cr3+ é o Cromo(III) e Cr6+ é o Cromo
(VI).
Nomeando Compostos Iônicos de Metais
de Transição - Compostos binários
 Metais do grupo B (de transição) podem ter
mais do que uma carga possível.
 Use numerais romanos no nome para indicar a
carga sobre o metal.

Fe3+ + O-2 = Fe2O3


Ferro(III) Óxido Óxido de ferro(III)
Dada a Fórmula Química, Nomeie o
Composto
 Se o metal está no Grupo 1A-3A, prata,
cádmio ou zinco, basta citar o ânion seguido
do cátion do metal:
 BaI2

 MgCl2

 AgF

 AlBr3

 Ca3N2
Obtendo o Nome a Partir da Fórmula
Compostos Binários Iônicos
 MgCl2
 NaF
 AlBr3
 K2S
 SrO
 Mg3N2
Nomeando Compostos Moleculares
Quando não metais combinam-se, eles formam moléculas.
Eles podem fazê-lo de várias formas:
CO “monóxido de carbono” CO2 “dióxido de carbono”

Devido a isso, é necessário especificar o número de


cada átomo por meio de um prefixo.

1. mono 6. hexa-
2. di- 7. hepta-
3. tri- 8. octa-
4. tetra- 9. nona-
5. penta- 10. deca
Exemplos:
Fórmula Nome:
BCl3 tricloreto de boro

SO3 trióxido de enxofre

NO monóxido de nitrogênio

monoóxido de nitrogênio
não escrevemos:
ou monóxido de
mononitrogênio
N2O4 tetraóxido de dinitrogênio
Obtendo a Fórmula a Partir de um Nome
 Tricloreto de boro
 BCl3
 Dióxido de enxofre
 SO2
 Hexabrometo de silício
 SiBr6
 Pentóxido de difósforo
 P2O5
Mol
 A unidade de contagem de átomos,
moléculas, íons, etc.
 1 mol de coisas = 6,02 x 1023 coisas.
O Mol
 O mol é a unidade que usamos para contar
"coisas"
 É um número muito GRANDE, portanto, o
utilizamos somente para contar realmente
PEQUENAS "coisas"... átomos, moléculas...
Número de Avogadro
Um número GRANDE

602.000  milhões  milhões  milhões

602.000.000.000.000.000.000.000.
A Dúzia Química
 Meias  Par 2
 Ovos  1 dúzia 12
 Lápis  1 caixa 144
 Papel  Resma 500
 Cerveja  1 caixa 24
 Átomos,  Mol 6,02 x 1023
moléculas/íons
Partículas e Mol
“Número de Avogrado”
Em referência a Amedeo Avogadro
1776-1856

6,0221415  1023

Há o número de Avogadro das partículas em um


mol de qualquer substância.
Contando Átomos: O Mol
A Química é uma ciência
quantitativa – precisamos
de uma “unidade de
contagem” o:

MOL
1 mol é a quantidade de
substância que contém
tantas partículas (átomos,
moléculas) quanto existem 518 g de Pb, 2,50 mol
em 12,0 g de 12C.
Valores de um Mol

© Cengage Learning/Charles d. Winters


Massa Molecular versus Massa
Molar
 Massa molecular
 a massa de 1 molécula em u.
 Massa molar
 massa de 1 mol de moléculas em gramas.
Massas Molares
Note que a massa de água está incluída
na massa molar de um composto.
© Cengage Learning/Charles D. Winters
Massa - Fator de Conversão Mol
 1 mol = peso da fórmula em gramas:
 átomos
 moléculas
 íons
Conversão Massa/Mols
Exemplo de Aula Quantos átomos de magnésio
existem em 150,0 g de magnésio?

Solução: Utilizar a massa molar de Mg a partir da


Tabela Periódica e o número de Avogadro.

1 mol Mg 6,022 x 10 23 Mg átomos


150,0g Mg ´ ´
24,305g Mg 1 mol Mg

= 3,717´10 Mg átomos
24

(4 algarismos significativos) número grande conforme o esperado!


Exemplo para Aula: Quantos gramas de
cromo há em 25,1 g de acetato de cromo(III)?

Cr(C2H3O2)3 = 229,13 g/mol

1 mol Cr(C2 H 3O2 )3


25,1g Cr(C2 H 3O2 )3 ´
229,13g Cr(C2 H 3O2 )3
1 mol Cr 52,00g Cr
´ ´ =
1 mol Cr(C2 H3O2 )3 1mol Cr

5,70 g Cr

3 algarismos significativos
Problemas Práticos sobre Mols
• Quantas moléculas há em 1,3 mols de H2O?
• 7,83 X 1023 moléculas

• Quanto pesa 1,6 mols de NaCl?


• 92,8 g

• Qual é o peso molecular de Al2(SO4)3?


• 342 g/mol

• Quanto pesa 1 mol de cálcio?


• 40 g

• Dados 23 gramas de NaOH, quantos mols há?


• 0,58 mol

• Dados 23 gramas de NaOH, quantas moléculas há?


• 3,46 x 1023 moléculas

• Dadas 4,2 x 1025 moléculas de H2O, quantos mols há?


• 70 mols
A exigência dietética diária média do aminoácido leucina
essencial, C6H13O2N, é de 2,2 g para um adulto.
 Quantos mols de leucina são necessários
diariamente?

 Quantas moléculas de leucina são


necessárias?

 Quantos átomos de nitrogênio estão presentes


nesta amostra?

 Quantos átomos de carbono estão presentes


nesta amostra?
Composição Percentual
 Análise utilizada para caracterizar compostos
desconhecidos.
 Os dados da composição percentual podem
ser utilizados para calcular uma fórmula
empírica.
Composição Percentual
 Calcule a massa percentual (peso
percentual) de cada elemento no composto.
 Estratégia

átomos de um elemento peso atômico  x100%


peso da fórmula do composto
Qual é a Composição Percentual de
Ca(OH)2?
átomos de um elemento peso atômico  x100%
peso da fórmula do composto
Peso da fórmula do composto = 74,1 g

% Ca 
átomos de cálciopeso atômico do cálcio
x100%
peso da fórmula do hidróxido de cálcio
% Ca =
(1) ( 40,0)
x100% = ?
( 74,1)

% Ca =
(1) ( 40,0)
x100% = 54,0%
( 74,1)
Qual é a Composição Percentual de
Ca(OH)2?
átomos de um elemento peso atômico  x100%
peso da fórmula do composto
Peso da fórmula do composto = 74,1 g

%O 
átomos de Opeso atômico do O
x100%
peso da fórmula de Ca(OH)2 

%O=
( 2) (16,0)
x100% = ?
( 74,1)
%O=
( 2) (16,0)
x100% = 43,2%
( 74,1)
Qual é a Composição Percentual de
Ca(OH)2?
átomos de um elemento peso atômico  x100%
peso da fórmula do composto
Peso da fórmula do composto = 74,1 g

%H
átomos de H peso atômico do H 
x100%
peso da fórmula de Ca(OH)2 

% H=
( 2) (1,008)
´100% = ?
(74,1)
% H=
( 2) (1,008)
´100% = 2,72%
(74,1)
Resumo
 % Ca = 54,0
 %O = 43,2
 %H = 2,72
 Soma = 99,92
Fórmulas Empírica versus Molecular
 As fórmulas empíricas mostram apenas a
razão mais simples de átomos na fórmula:
 compostos iônicos são representados por sua
fórmula empírica.
 Fórmulas moleculares mostram a
composição real de uma molécula.
Considere cada Fórmula Abaixo
A. Se é uma fórmula empírica.

B. Se é uma fórmula molecular.

C. Se é tanto uma fórmula empírica como uma


fórmula molecular.

 H2O
 H2O2
 HO
 C6H12O6
Derivando uma Fórmula Empírica

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.


Fórmulas Empíricas
Aula Prática
 A magnetita é composta apenas por ferro e
oxigênio e tem 72,36% de ferro em massa.
Qual é sua fórmula empírica?
 Converta % da composição em massa (utilize
100 g).
 Converta massa para mols.
 Simplifique a razão molar.
 Resposta: (1 mol para 1,33) × 3 = Fe3O4.
Calculando as Fórmulas a partir
da Composição Percentual

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.


Outra Aula Prática
Hexametilenodiamina é um dos materiais
utilizados para produzir um tipo de náilon.

 A análise elementar dá 62,1% de C, 13,8%


de H, e 24,1% de N.
 Qual é sua fórmula empírica?
 Se o peso molecular é 116 g/mol.
 Qual é sua fórmula molecular?
Determinando uma Fórmula
através dos Dados da Massa

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.


Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

Solução: determine X, Y e Z em CXHYOZ


Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

Solução: determine X, Y e Z em CXHYOZ


1. Como as percentagens de cada elemento
somam 100%, pode ser considerado que a soma
das massas é igual a 100 g.
(Isto é, pode-se supor 100 g do composto).
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

Solução: determine X, Y e Z em CXHYOZ


1. Como as percentagens de cada elemento
somam 100%, pode ser considerado que a soma
das massas é igual a 100 g.
(isto é, pode-se supor 100 g do composto)

64,82 g de C 21,59 g de O 13,59 g de H


Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

2. Converter a massa de cada elemento em mols.


(elemento X em g  mol X etc. …)
Exemplo: Encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

2. Converter a massa de cada elemento em mols.


(elemento X em g  mol X etc. …)

1 mol C
64,82 g C ´ = 5,397 mol C
12,011 g C
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

2. Converter a massa de cada elemento em mols.


(elemento X em g  mol X etc. …)
1 mol C
O oxigênio em 64,82g C ´ = 5,397 mol C
um composto 12,011 g C
é sempre
monoatômico. 1 mol O
21,59g O ´ =1,349 mol O
16,00 g O
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

2. Converter a massa de cada elemento em mols.


(elemento X em g  mol X etc. …)
1 mol C
O oxigênio em 64,82g C ´ = 5,397 mol C
um composto 12,011 g C
é sempre
monoatômico.. 1 mol O
. 21,59g O ´ =1,349 mol O
16,00 g O
O mesmo se
aplica ao
1 mol H
hidrogênio!
13,59g H ´ = 13,48 mol H
1,0079 g H
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

3. Dividir cada um dos mols individuais pelo menor número de


mols para obter as proporções molares para cada elemento
no composto.

5,397 mol C 1,349 mol O 13,48 mol H

Estes são os subscritos da fórmula CXHYOZ


Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

3. Dividir cada um dos mols individuais pelo menor


número de mols para obter as proporções molares
para cada elemento no composto.

5,397 mol C 1,349 mol O 13,48 mol H

Estes são os subscritos da fórmula CXHYOZ


Subscrito de C

5,397
X = = 4,001
1,349
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

3. Dividir cada um dos mols individuais pelo menor número de


mols para obter as proporções molares para cada elemento
no composto.

5,397 mol C 1,349 mol O 13,48 mol H

Estes são os subscritos da fórmula CXHYOZ


Subscrito de C Subscrito de H

5,397 13,48
X = = 4,001 Y = = 9,992
1,349 1,349
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

3. Dividir cada um dos mols individuais pelo menor número de


mols para obter as proporções molares para cada elemento
no composto.

5,397 mol C 1,349 mol O 13,48 mol H

Estes são os subscritos da fórmula


Subscrito de C Subscrito de H Subscrito de O

5,397 13,48 1,349


X = = 4,001Y = = 9,992 Z = = 1,000
1,349 1,349 1,349
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

Caso as proporções sejam fracionadas, como exemplos,


0,5, 1,5 e 0,333, multiplique o valor por um número
inteiro para obter um número inteiro no subscrito da
fórmula.
Exemplos
0,5  2 = 1 0,25  4 = 1 0,333  3 = 1
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula empírica deste composto?

Arredondamento para o número inteiro mais próximo:

CXHYOZ
X = 4,001 = 4 Y = 9,992 =10 Z = 1,000 = 1

A fórmula empírica é: C4H10O

O resultado deste cálculo diz-nos somente sobre a


fórmula empírica do composto.
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula molecular deste composto?

4. Determinando a fórmula molecular

Para alguns compostos, a fórmula molecular é um


múltiplo da fórmula empírica:

Fórmula empírica Fórmula molecular

n x CXHYOZ = CnXHnYOnZ

n = 2,3,4…
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula molecular deste composto?

4. Determinando a fórmula molecular

Uma vez que a fórmula molecular é um múltiplo, ela


é ajustada por um fator “n”, as massas das fórmulas
molecular e empírica também devem se ajustar pela
mesma proporção.
æg ö
fórmula molar / massa ç ÷
è molø
=n
æg ö
fórmula empírica / massa ç ÷
è molø
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula molecular deste composto?

4. Determinando a fórmula molecular

• O peso da fórmula empírica de C4H10O é 74,12 g/mol.


• Em um experimento separado, determinou-se que a
massa molar do composto é 222,1 g/mol.
• Qual é a sua fórmula molecular?
Exemplo: Foi encontrado em um composto 64,82% de
carbono, 21,59% de oxigênio e 13,59% de hidrogênio.
Qual é a fórmula molecular deste composto?

4. Determinando a fórmula molecular


222,1 g/mol
 2,996 ou 3
74,12 g/mol
C4H10O  3  C12H30O3

A fórmula molecular do composto é:

C12H30O3
Hidratos
Um hidrato é uma substância composta de um sal
inorgânico e água ligados fisicamente.

MX  nH2O

Sal Água

n é a proporção de mols de água por 1 mol do sal


mols H2O
n
mols MX
Nomeando Hidratos

Nome do sal + prefixo idratado

Prefixo: mono, di, tri, etc.

BaCl2  2H2O
Cloreto de bário Diidratado

Sulfato de sódio pentaidratado Na2SO4  5H2O


Aquecendo Hidratos
Quando um hidrato é aquecido, a água é liberada.

BaCl2 × 2H2O(s) → BaCl2 (s) +2H2O(g)

• Para cada mol de hidrato, n mols (neste caso dois) de água são
liberados.
• Após o aquecimento, qualquer massa que permanece é devida ao
resíduo de sal.
• Deste modo, qualquer perda de massa no aquecimento é devida à
perda de água.

Massa da amostra – massa do resíduo = massa de água perdida


um Composto Hidratado
Determinando a Fórmula de

© Cengage Learning. Todos os direitos reservados.


Fórmulas de Hidratos
A partir da massa de água perdida, pode-se encontrar os
mols de água associados com o hidrato.

BaCl2 × 2H2O(s)   BaCl2 (s) +2H2O(g)

Conhecendo a massa e a identidade química do sal anidro


pode-se determinar os mols do sal anidro.

A razão de mols de água para mols do sal (n) é dada por:


mols de H2O do hidrato
n
mols do sal anidro