Vous êtes sur la page 1sur 32

Governo do Estado do Rio de Janeiro

Secretaria de Estado de Educação

CURRÍCULO MÍNIMO 2013


EJA - Educação de Jovens e Adultos

ARTE
Apresentação

O Currículo Mínimo tem como objetivo estabelecer orientações institucionais aos profissionais do
ensino sobre as competências mínimas que os alunos devem desenvolver a cada ano de escolaridade e em
cada componente curricular, imprimindo-se, assim, uma consistente linha de trabalho, focada em qualidade,
relevância e efetividade, nas escolas do Sistema Público Estadual do Rio de Janeiro.

No início de 2012, a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro concluiu a elaboração dos
Currículos Mínimos para o Ensino Regular. Todavia, a SEEDUC respeita as especificidades de cada modalidade
de ensino. Por isso, elaborou-se um Currículo Mínimo específico para EJA – Educação de Jovens e Adultos, para
Ensino Fundamental e Médio. Este documento servirá como referência, apresentando as habilidades e
competências que devem constar como “pano de fundo” nos planos de aula e de curso da modalidade EJA.

A elaboração deste documento foi conduzida por equipes disciplinares de professores da rede estadual,
coordenadas por professores mestres e doutores de diversas Universidades do Rio de Janeiro, a partir de um
convênio com a Fundação CECIERJ. Para tanto, tomou-se como referência as Diretrizes Curriculares Nacionais
para EJA, os Parâmetros e Orientações Curriculares Nacionais e as matrizes das principais avaliações externas:
SAEB, ENEM e ENCCEJA. Nesse processo de elaboração, contamos também com a preciosa contribuição dos
professores da rede que participaram das consultas virtuais e dos debates presenciais, fornecendo críticas e
sugestões às propostas preliminares.

As equipes disciplinares se esforçaram para elaborar uma proposta que atendesse às demandas do
alunado específico que compõe a Educação de Jovens e Adultos, valorizando sua pluralidade de experiências,
ritmo de aprendizagem, vida profissional, origens, etnias, idades e crenças. Sendo assim, buscou-se, ainda mais,
fugir de um currículo conteudista, que pressupõe o aluno como uma tábula rasa, privilegiando-se uma
proposta que permitisse um processo de aprendizagem dialógico.

Portanto, este documento é um guia aos nossos professores nesse processo de reparação da grande
dívida social aos alunos privados do direito a uma educação de qualidade na idade certa. Dessa forma,
espera-se, até o fim do curso, fornecer aos alunos as ferramentas críticas e investigativas que o coloquem em pé
de igualdade frente às oportunidades profissionais e sociais.

Retomando a Resolução CNE/CEB n° 1/2000 e o Parecer CNE/CEB n° 11/2000, pretende-se, com o


Currículo Mínimo para a Educação de Jovens e Adultos, pautando-se nos princípios da equidade, da diferença e
da proporcionalidade, tornar todo aluno um ator social, com o compromisso de ajudar na construção de uma
sociedade mais justa e solidária, respeitando as diversidades de gênero, raça, etnia, religiosidade e sexualidade,
após identificar-se como sujeito de seu próprio viver.

Colocamo-nos à disposição, pelo endereço eletrônico curriculominimo@educacao.rj.gov.br, para


esclarecimentos e sugestões, comentários e críticas, que serão bem-vindos e necessários à revisão reflexiva das
nossas ações.

Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro

2
Introdução
ARTE

O Currículo Mínimo de Arte têm como objetivo central orientar o desenvolvimento de um processo
educacional que valorize a expressão do ser humano, estimulando a autonomia do estudante em sua
experiência como ser criador. A partir desses princípios, acreditamos ser possível buscar acolher e ampliar o
diálogo com questões essenciais que se apresentam neste início do século XXI.

Observamos que, neste momento, as áreas de conhecimento caminham para o estabelecimento de


diálogos plurais, permitindo maior interlocução entre saberes. Assim, propomos que a reflexão – teórica e
prática – sobre processos criativos multidisciplinares e multiculturais seja um dos pilares do ensino de Arte.

A Educação de Jovens e Adultos contempla um contingente populacional multifacetado que, embora


tenha sofrido uma ruptura no seu processo de escolarização, retomou a busca por novos saberes, que se
refletem diretamente nos valores culturais, na organização das rotinas individuais, nas relações sociais, na
participação política, assim como na reorganização do mundo do trabalho. Para inserir esse grupo no exercício
pleno da cidadania, melhorar sua qualidade de vida e ampliar suas oportunidades no mercado de trabalho, a
Educação precisa oferecer alternativas ao desafio da descoberta e da criação – lugar, por excelência, da arte.

Mas é preciso observar a singularidade da Arte enquanto componente curricular. A diversidade da


formação acadêmica dos professores de Arte exige que o Currículo Mínimo voltado para essa área do
conhecimento contemple as quatro linguagens artísticas previstas nos Parâmetros Curriculares Nacionais –
Artes Visuais, Dança, Música e Teatro – ainda que o processo educativo em Arte, proporcionado pela
comunidade escolar, dê-se, majoritariamente, por meio de uma dessas linguagens. Nesse sentido, procurou-se,
neste documento, fugir à superespecialização que a formação específica do docente poderia acarretar,
apontando, em contrapartida, competências e habilidades que permitam o exercício da interdisciplinaridade e
a polifonia entre aquelas distintas linguagens.

Além disso, o encaminhamento pedagógico-artístico do Currículo Mínimo para a Educação de Jovens e


Adultos encontra, na Proposta Triangular para o Ensino da Arte da arte-educadora Ana Mae Barbosa, o escopo
ideal para alcançar a integração entre a experiência artística, a apreciação da obra de arte e sua
contextualização histórica, sobretudo nesta modalidade escolar, em que os aprendizes de Arte são também
agentes sociais. Nessa perspectiva, encontramos os seguintes eixos da ação pedagógica em Arte como
norteadores desta proposta curricular:

- Experimentar/fazer: é a experiência concreta, a manipulação de materiais, o contato com as técnicas e


processos individuais ou coletivos de criação e construção artística;

- Apreciar: é identificar, analisar, comparar elementos fundamentais das linguagens artísticas; enfim,
reconhecer os seus códigos como uma experiência de conhecimento;

- Contextualizar: é reconhecer a arte como produto histórico-cultural, e estabelecer relações entre as


linguagens artísticas e a sociedade onde está inserida.

O presente Currículo Mínimo está organizado em temas específicos para cada etapa e fase da Educação
de Jovens e Adultos, a saber:

EJA - Ensino Fundamental

Na Fase VI, o tema “Arte e suas matrizes” contempla as linguagens artísticas em seus aspectos fundamentais. A
Fase VII – “Arte e História” – visa a apontar os principais expoentes, movimentos, gêneros artísticos e as relações
3
que estabeleceram com seu tempo/espaço. Na Fase VIII – “Arte e Contemporaneidade” –, enfoca-se a arte em
suas relações com a cultura de massa, a tecnologia, a mídia e as novas tendências artísticas. Por fim, a Fase IX –
“Arte e Sociedade” – tem como foco a reflexão sobre a arte em suas interfaces com o ambiente sociopolítico e
suas possibilidades de mobilização social e comunitária.

EJA – Ensino Médio

A Fase I – “Fundamentos da Arte” – propõe-se a revisar e aprofundar os aspectos básicos das linguagens
artísticas, compreendidas como produção eminentemente coletiva. Na Fase II – “Arte e Cotidiano” –, identifica-
se a presença da arte na comunidade escolar, família e meio social, relacionando-a com a realidade circundante.
Na Fase III – “Arte e Sociedade” –, o tema social é retomado, com ênfase no campo artístico como possibilidade
de trabalho e desenvolvimento da cidadania.

É importante salientar que a proposta procurou dar especial atenção ao artista brasileiro e suas
produções, a fim de valorizar a sua originalidade, beleza e riqueza, além de abordar as culturas afro-ameríndias,
conforme determina a Lei 11.645/2008.

Na perspectiva de cada uma das linguagens artísticas aqui desenvolvidas, encontramos os seguintes objetivos
específicos:

Artes Visuais: perceber o poder da imagem e da percepção estética como fontes de conhecimento,
possibilitando formas diferenciadas de vinculação aos processos críticos de leitura do mundo;

Dança: iniciar um processo de sensibilização corporal do aluno como parte de sua formação humana,
valorizando-o enquanto ser único e criativo, com movimentos expressivos próprios em sua experiência
singular de vida;

Teatro: favorecer as trocas e o respeito à diversidade, sobretudo quanto à diversidade etária;

Música: promover um intercâmbio cultural e interdisciplinar ligando docentes e discentes de diferentes


municípios do estado do Rio de Janeiro pelo destaque de suas raízes indígenas, africanas e europeias,
perpassando pelos ritmos, melodias, harmonias, instrumentos e vozes, que fazem da música um discurso
cultural impregnado da história do nosso país.

Finalmente, nossa expectativa é que este documento constitua um ponto de partida para as ações do
professor de Arte na modalidade EJA, propiciando um diálogo com o planejamento já em desenvolvimento em
sala de aula. Salientamos, portanto, a autonomia do professor para adequar os temas apresentados à sua
realidade de trabalho, acrescentando tópicos específicos em cada bimestre, sempre que julgar pertinente às
necessidades educativas de seus alunos.

Equipe de Arte

4
currículo
mínimo
2013

Linguagem artística:

artes
visuais
Ensino Fundamental
fase VI a IX
Artes visuais FASE VI - ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E SUAS MATRIZES

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Reconhecer as manifestações culturais, Perceber a ar te como meio de
Habilidades e de influências europeias, indígenas e Habilidades e comunicação e expressividade do
Competências africanas, presentes em sua Competências indivíduo, em relação ao meio social e a
comunidade e cidade. si mesmo.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Conhecer as diversas linguagens de
Habilidades e Habilidades e produção artística, como música, dança,
Conhecer a história e contextos em que
pintura e indumentária, para que se
Competências surgiram essas manifestações culturais. Competências consiga ver, perceber, significar e
produzir arte.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Colocar em prática vivências artísticas, Experimentar com a pintura, a colagem,


Habilidades e Habilidades e a fotografia e o vídeo elementos
estabelecendo relações com os
Competências conteúdos observados e discutidos. Competências apreciados nas artes visuais de
manifestações culturais diversas.

Artes visuais FASE VII – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E HISTÓRIA

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Conhecer a história da arte brasileira, Refletir sobre a importância das
Habilidades e identificando as influências europeias, Habilidades e manifestações populares brasileiras,
Competências africanas e indígenas em sua Competências enquanto patrimônio material e
elaboração. imaterial da cultura.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Perceber como a arte esteve presente Comparar, por meio da leitura de
Habilidades e em todo o processo de Habilidades e imagem, obras brasileiras e estrangeiras
desenvolvimento da sociedade, de períodos afins, identificando
Competências contribuindo para o entendimento e Competências
características nacionais.
registro histórico/cultural através das
obras de arte.
Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer
Produzir artisticamente tendo como
tema experiências da sua própria
Habilidades e origem familiar e do patrimônio cultural
Habilidades e Produzir artisticamente a partir do
estudo das técnicas e estilos da arte Competências da sua região, por exemplo, o samba, a
Competências brasileira. Festa do Divino, a Folia de Reis, o jongo e
o quilombo.

6
Artes visuais FASE VIII – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E CONTEMPORANEIDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Abordar a influência da arte popular
Identificar a presença da arte em
Habilidades e Habilidades e presente na arte contemporânea,
diversos instrumentos de comunicação
compreendendo que essas expressões
Competências (placas de sinalização, outdoors etc) e Competências pertencem à imensa diversidade da
sua utilização no cotidiano.
cultura visual na atualidade.
Eixo Apreciar Eixo Apreciar
Analisar objetos artísticos para perceber
que as manifestações ar tísticas Ampliar o olhar para a cultura visual,
Habilidades e Habilidades e associando o que se estuda com o
contemporâneas dialogam
Competências constantemente com a realidade social, Competências mundo real dos alunos.
individual e coletiva.
Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer
Produzir artisticamente, a partir do Criar artisticamente tendo como
contato com obras e objetos de arte de influência registros da presença artística
Habilidades e artistas contemporâneos que utilizam a Habilidades e nas ruas, como música, dança,
Competências fotografia e materiais não Competências performances e instalações,
convencionais como linguagem elaborando, a partir desta, observações
artística. críticas e estéticas.

Artes visuais FASE IX – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E SOCIEDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Identificar artistas contemporâneos
Habilidades e Identificar nas Artes Visuais diferentes Habilidades e nacionais e inter nacionais que
atividades, no Brasil e na América Latina,
Competências ligadas a questões de interesse social.
Competências desenvolvem a arte como veículo de
mobilização social.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Pesquisar sobre o processo criativo de
Habilidades e Apreciar obras e objetos artísticos da Habilidades e artistas de sua região que tenham como
atualidade como forma de resistência e
Competências Competências temática a reflexão sobre a sociedade
mobilização social.
em que vivemos.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Exercitar o fazer artístico com técnicas Desenvolver instalações e intervenções


Habilidades e contemporâneas como o hip hop e o Habilidades e no ambiente escolar como forma de
Competências grafite, por exemplo, compreendendo- Competências mobilização para questões do cotidiano
as como interferência social e política. discente e docente.

7
currículo
mínimo
2013

Linguagem artística:

artes
visuais
Ensino Médio
fase I a III
Artes visuais FASE I - ENSINO MÉDIO

TEMA FUNDAMENTOS DA ARTE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Compreender a linguagem visual a Refletir sobre a arte brasileira como
Habilidades e partir do estudo dos elementos visuais, Habilidades e resultado da influência dos povos que
Competências como: cor, linha, volume, superfície e luz Competências formaram nossa cultura: indígena,
e sombra. europeu e africano.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Identificar os elementos da linguagem
Habilidades e Habilidades e Reconhecer a presença do desenho nas
visual através da leitura de imagens
expressões ar tísticas da cultura
Competências nacionais e internacionais, veiculadas Competências brasileira.
pela TV, cinema etc.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Experimentar a construção de formas Fazer uma composição artística, tendo a


Habilidades e geométricas a partir de estímulos
Habilidades e cor e a geometria das culturas de
Competências musicais diversos, articulando as Competências matrizes indígena, europeia e africana
sensações sonoras à criação visual. como parâmetros.

Artes visuais FASE II - ENSINO MÉDIO

TEMA ARTE E COTIDIANO

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Reconhecer o fenômeno artístico
Habilidades e Reconhecer a presença da arte no Habilidades e presente em diferentes manifestações
contexto cultural em que está inserido,
Competências Competências que compõem os acervos da cultura
valorizando-a como patrimônio.
popular e erudita.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Apreciar o universo da arte popular
Habilidades e Apreciar e refletir sobre a arte e a Habilidades e brasileira como também o da arte
Competências criatividade dos artistas do seu entorno. Competências erudita e suas contribuições, como na
música de Villa-Lobos.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Recriar imagens a partir da cultura Criar artisticamente a partir da leitura de


Habilidades e Habilidades e imagens da arte popular brasileira,
popular utilizando materiais naturais
Competências encontrados no seu cotidiano. Competências utilizando técnicas de desenho, pintura
e colagem.

9
Artes visuais FASE III - ENSINO MÉDIO

TEMA ARTE E SOCIEDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar

Habilidades e Compreender a formação da própria Habilidades e Refletir sobre a função da arte como
cultura e de outros grupos, pesquisando
Competências sobre a formação cultural de sua cidade. Competências instrumento de opinião e crítica social.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar

Habilidades e Valorizar a preservação dos acervos Habilidades e Identificar a presença das artes visuais
Competências culturais, conhecendo sua cidade. Competências em movimentos sociais e políticos.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Desenvolver conceitos críticos a partir


Habilidades e Resgatar elementos do patrimônio Habilidades e de fotografias em jornais, revistas etc,
imaterial, inclusive a música, referentes
Competências Competências obser vando a diversidade e as
à sua cultura.
desigualdades sociais como tema.

10
currículo
mínimo
2013

Linguagem artística:

dança
Ensino Fundamental
fase VI a IX
Dança FASE VI - ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E SUAS MATRIZES

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar

Habilidades e Identificar a presença da arte da dança Habilidades e Conhecer a estrutura anatômica do


na história pessoal e familiar, na corpo humano, a relação entre suas
Competências comunidade escolar e no entorno. Competências partes e o movimento.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Exercitar o sentido estético na
Analisar o movimento com suas
Habilidades e apreciação de diferentes obras de arte, Habilidades e propriedades de tempo, peso e fluência,
em expressões artísticas de diversas
Competências linguagens, com ênfase na relação entre Competências cuja interação determina forma e
volume.
dança e música.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer


Desenvolver a consciência e Criar e propor pequenas frases
Habilidades e sensibilização corporal, identificando Habilidades e coreográficas, identificando e
possibilidades corporais e de experimentando as distintas relações
Competências movimento, utilizando diferentes Competências entre corpo, espaço, tempo, fluxo e
estímulos para a improvisação. peso, presentes no movimento.

Dança FASE VII – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E HISTÓRIA

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Situar e compreender as relações entre
Habilidades e corpo, dança e as mudanças ocorridas Habilidades e Refletir sobre corpo, dança e gênero, a
Competências na história, em conexão com a História Competências partir dos gêneros de dança.
da Dança e da Arte.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Conhecer os principais movimentos do Conhecer os bailarinos/coreógrafos e
Habilidades e campo da dança, diferenciando os Habilidades e companhias brasileiras e estrangeiras
vár ios gêneros e identificando que contribuíram para a História da
Competências características fundantes das danças Competências Dança,reconhecendoe
populares e das danças cênico- contextualizando épocas e regiões.
profissionais.
Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer

Habilidades e Ampliar o vocabulário corporal e o


Identificar e experimentar distintas repertório de movimentos expressivos
Habilidades e relações entre corpo, espaço, tempo, Competências através da prática da dança.
Competências fluxo e peso, distinguindo as danças
populares das cênico-profissionais.

12
Dança FASE VIII – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E CONTEMPORANEIDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar

Habilidades e Situar e compreender as relações entre Habilidades e Relacionar corpo, dança, tecnologia e
dança e saúde, reconhecendo as cultura de massa a partir da interface da
Competências práticas inclusivas em dança. Competências dança com outras linguagens artísticas.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Identificar e analisar distintos gêneros
Habilidades e Observar e respeitar as diferenças Habilidades e de dança presentes na mídia,
constituintes dos corpos humanos. compreendendo parâmetros e
Competências Competências métodos de análise significativos para o
grupo, diferenciando-os da
interpretação pessoal de cada um.
Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer
Experimentar a dança a partir de
Habilidades e procedimentos de criação em
articulação com outra(s) linguagem(s) Habilidades e Registrar, documentar e analisar os
Competências próprios trabalhos de dança e o de
artística(s).
Competências outros alunos.

Dança FASE IX – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E SOCIEDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Definir as matrizes das danças
Habilidades e Reconhecer a presença da dança em Habilidades e populares brasileiras (africana, indígena
diferentes culturas, refletindo sobre
Competências corpo, dança, raça e etnia.
Competências e europeia), refletindo sobre o erudito e
o popular na arte brasileira.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar

Conhecer o repertório das danças Analisar a relação entre dança, música e


Habilidades e Habilidades e estrutura narrativa em distintas danças
populares brasileiras, observando as
Competências danças populares de diversas culturas. Competências e cantos populares brasileiros.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Reconhecer e respeitar os diversos


Habilidades e pontos de vista, as subjetividades Habilidades e Ampliar o vocabulário corporal e o
presentes em sala de aula e o ambiente repertório de movimentos expressivos
Competências Competências através da prática de danças brasileiras.
sociopolítico e cultural de cada um.

13
currículo
mínimo
2013

Linguagem artística:

dança
Ensino Médio
fase I a III
Dança FASE I - ENSINO MÉDIO

TEMA FUNDAMENTOS DA ARTE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Compreender a presença da dança em
Habilidades e distintos períodos históricos como Habilidades e Refletir sobre o erudito e o popular, bem
Competências produção cultural dos povos Competências como a questão do gênero, na arte.
relacionados.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Identificar e conhecer interfaces da
Habilidades e Exercitar a análise e a leitura crítica de Habilidades e dança com as demais linguagens
obras de dança, articulando coreografia, artísticas (videodança, artes visuais,
Competências música e estrutura narrativa.
Competências audiovisual, música, performance,
literatura, teatro etc).
Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Investigar e experimentar diferentes


Habilidades e Experimentar distintas relações entre Habilidades e estímulos para improvisação e
corpo, espaço, tempo, fluxo e peso no composição coreográfica,
Competências movimento expressivo. Competências relacionando-os a significados pessoais,
culturais, coletivos e políticos.

Dança FASE II - ENSINO MÉDIO

TEMA ARTE E COTIDIANO

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Identificar a presença da dança na Compreender as mudanças sociais,
comunidade escolar , família e entorno, Habilidades e econômicas e culturais que podem
Habilidades e relacionando a presença dessa arte no
Competências ocorrer pela arte, refletindo sobre a
Competências dia-a- dia e as relações que se função social da dança.
estabelecem entre corpo, dança e
movimentos do cotidiano.
Eixo Apreciar
Eixo Apreciar Conhecer alguns movimentos artísticos,
Habilidades e em especial aqueles relacionados à
Observar as relações entre o uso do dança e à música, destacando
Habilidades e corpo no cotidiano e promoção de Competências dançarinos, coreógrafos e grupos
Competências saúde e autonomia a partir da prática de brasileiros de renome.
dança.
Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer
Apresentar e compartilhar as danças do
Habilidades e seu repertório particular, discutir e
Habilidades e Experimentar a observação do uso do Competências experimentar distintas relações entre
próprio corpo em movimento. corpo, espaço, tempo, fluxo e peso,
Competências presentes nos movimentos.

15
Dança FASE III - ENSINO MÉDIO

TEMA ARTE E SOCIEDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Refletir sobre as manifestações de Discutir as relações entre corpo, dança e
Habilidades e dança utilizadas por diversos grupos Habilidades e biopolítica, identificando as ideologias
Competências sociais e étnicos, compreendendo-as Competências presentes na proposição de obras
como patrimônio social e histórico. artísticas.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Reconhecer a dança como um campo
Habilidades e profissional de múltiplas vertentes, que Habilidades e Construir um pensamento crítico, para
se realiza como criação, produção e discutir as relações entre Arte, Filosofia,
Competências realização coletiva, ainda que se Competências Indústria Cultural e Mídia.
manifeste como solo em cena.
Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Pesquisar sobre as diversas profissões e Desenvolver projetos coletivos tendo a


Habilidades e funções que envolvem o campo da Habilidades e dança como tema, envolvendo as
dança, e possibilidades e perspectivas distintas profissões a ela relacionadas
Competências de formação profissional em dança no
Competências
(criação coreográfica, mostras de dança
Brasil. etc).

16
currículo
mínimo
2013

Linguagem artística:

música
Ensino Fundamental
fase VI a IX
Música FASE VI - ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E SUAS MATRIZES

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Partir do conhecimento do aluno, e de
Conhecer as contribuições das culturas
Habilidades e Habilidades e seu universo social, para analisar e
africana, indígena e europeia, para
discutir as contribuições da rica
Competências compreender as matrizes da cultura Competências diversidade cultural da sua
musical brasileira.
comunidade.
Eixo Apreciar Eixo Apreciar
Propiciar a escuta de manifestações
Ouvir e perceber a musicalidade das
Habilidades e populares das diferentes localidades e Habilidades e composições populares, como cirandas,
regiões do país, enriquecendo o
Competências conhecimento sobre essa diversidade Competências maracatus, congadas, frevos, sambas,
baiões e outras matrizes.
cultural.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer


Descobrir as potencialidades musicais
do próprio corpo, explorando as suas Fazer uso da prática musical para obter
Habilidades e Habilidades e uma experiência direta com diferentes
possibilidades de sons, percussão e voz,
Competências além de deslocamento/movimento no Competências gêneros da música popular.
espaço.

Música FASE VII – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E HISTÓRIA

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar

Habilidades e Estabelecer contato com a música e suas Habilidades e Analisar e discutir os períodos históricos
origens, compreendendo a função da no Brasil e suas respectivas produções
Competências música na cultura dos povos. Competências sonoras.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


O u v i r, v e r e a n a l i s a r f i l m e s ,
Habilidades e Desenvolver a escuta por meio de Habilidades e documentários, shows, propagandas de
material audiovisual, com diferentes rádio/tv e outros meios de comunicação
Competências gêneros e estilos musicais. Competências onde a música apareça como tema
principal.
Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer
Cantar, tocar e dançar para perceber
Vivenciar, por meio da prática musical,
diferenças melódicas, tímbricas e
Habilidades e os diferentes estilos obtidos a partir da Habilidades e rítmicas nos diferentes estilos de
colonização portuguesa: modinha,
Competências maxixe, polca e as bandas, fanfarras e
Competências época, passando pelo movimento
nacionalista e culminando no
outros.
Modernismo/eletrônicos.

18
Música FASE VIII – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E CONTEMPORANEIDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Conhecer os motivos, rupturas,
Analisar os parâmetros sonoros
Habilidades e desdobramentos e anseios Habilidades e utilizados na música eletroacústica a
socioculturais que desembocaram
Competências numa nova forma de expressão sonora, Competências partir do rádio, gravador, microfone e
instrumentos musicais elétricos.
a partir da tecnologia de gravação.
Eixo Apreciar Eixo Apreciar
Propiciar visitas a festivais, concertos,
Ouvir e analisar materiais sonoros
Habilidades e contemporâneos, enfocando a altura, Habilidades e shows, apresentações de DJs, música
tecno e mostras de música
Competências duração, timbre, intensidade, textura e Competências contemporânea, percebendo nestas
dinâmica.
manifestações as transformações das
raízes populares.
Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer
Experimentar os sons tendo como tema
Habilidades e a descoberta da paisagem sonora (da
sala, escola, bairro, praia, floresta, feira, Habilidades e Utilizar o ruído e sons não
Competências convencionais (aparelhos eletrônicos)
trânsito, aglomerações urbanas etc).
Competências para uma criação musical coletiva.

Música FASE IX – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E SOCIEDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Compreender a música como veículo de I d e nt i f i c a r n a s u a co m u n i d a d e
Habilidades e mobilização social, por meios de Habilidades e movimentos musicais que representem
Competências projetos/atividades onde o aluno Competências formas de resistência e mobilização
relacione a música à sua função social. para uma ação social.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar

Habilidades e Proporcionar ao aluno a oportunidade Habilidades e Ouvir e refletir sobre a os movimentos


Competências de visitas a museus, exposições e shows. Competências musicais de sua comunidade.

Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Desenvolver e executar projetos em que


Habilidades e os alunos façam uso do seu Habilidades e Experimentar músicas, danças e cantos
conhecimento musical, como por
Competências exemplo: organizar grupos musicais, Competências dos movimentos comunitários.
criar concursos, festivais de sons, etc.

19
currículo
mínimo
2013

Linguagem artística:

música
Ensino Médio
fase I a III
Música FASE I - ENSINO MÉDIO

TEMA FUNDAMENTOS DA ARTE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Identificar os fundamentos da musica, Perceber as diferentes sonoridades a
Habilidades e destacando os parâmetros do som: Habilidades e partir das vivências no ambiente escolar
intensidade (forte, suave, piano,
Competências pianíssimo, fortíssimo) e timbre (que
Competências e residencial, destacando os parâmetros
de duração e altura.
confere característica ao som, como o
das vozes e instrumentos musicais). Apreciar
Eixo
Eixo Apreciar Comparar, por meio da audição, os
Apreciar com escuta atenta os Habilidades e elementos da música (altura e duração)
elementos ligados aos parâmetros de presentes em diferentes momentos
Habilidades e Competências históricos da produção sonora de
intensidade e timbre que podem ser
Competências destacado nas sonoridades do distintas culturas.
ambiente dos alunos. Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer

Habilidades e Exercitar a notação musical por meio de


Criar e expressar estruturas sonoras a registros não convencionais dos
Habilidades e partir dos elementos ligados aos Competências parâmetros sonoros.
Competências parâmetros intensidade e timbre, por
m e i o d o c a nto e d a exe c u ç ã o

Música FASE II - ENSINO MÉDIO

TEMA ARTE E COTIDIANO

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Compreender a influência do encontro
de diferentes culturas nas Habilidades e Compreender a influência das culturas
manifestações musicais brasileiras, europeia, africana e indígena na
Habilidades e Competências
destacando e comparando os construção de nossa música.
Competências elementos da música das origens rurais
e suas ligações às manifestações
urbanas.
Eixo Apreciar
Perceber os traços marcantes das
Eixo Apreciar culturas europeia, africana e indígena
Habilidades e
Ouvir e analisar a música de origens na música popular brasileira e nas obras
rurais identificando elementos da Competências dos grandes compositores da música
Habilidades e
tradição e o processo de massificação erudita brasileira.
Competências (como exemplo, na música sertaneja
veiculada pela Indústria Cultural).
Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer Improvisar e criar a partir do canto,
Habilidades e percussão corporal e instrumentos
produzidos pelos alunos, articulando
Competências
Habilidades e Acompanhar ritmicamente canções a elementos musicais de diferentes
uma e duas vozes a partir do material culturas.
Competências
sonoro apreciado.

21
Música FASE III - ENSINO MÉDIO

TEMA ARTE E SOCIEDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Contextualizar as manifestações
Habilidades e Habilidades e Abordar gêneros e movimentos
musicais e sua representação social,
musicais urbanos, destacando as
Competências destacando as trilhas sonoras de rádio e Competências canções de protesto.
televisão.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Pesquisar, ouvir e analisar, numa
Habilidades e perspectiva social, trilhas dos Habilidades e Ouvir e analisar canções de protesto
programas de rádio e televisão, atentando para a crônica social.
Competências percebendo a articulação imagem e Competências
som.
Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Desenvolver projetos coletivos de Criar letra e música de canções baseadas


Habilidades e composição de novas trilhas sonoras Habilidades e nas de protesto, onde o objeto da crítica
para programas de rádio e televisão, pode ser a escola, a infraestrutura do
Competências com um viés crítico/social dos
Competências bairro, a situação política do município e
conteúdos musicais. outras temáticas de interesse coletivo.

22
currículo
mínimo
2013

Linguagem artística:

teatro
Ensino Fundamental
fase VI a IX
Teatro FASE VI - ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E SUAS MATRIZES

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Conhecer as manifestações da cultura Reconhecer a contribuição das
Habilidades e popular de cada região do país, Habilidades e per formances africanas e afro -
entendendo-as como formas de ameríndias, estabelecendo relações
Competências expressão cênica e como patrimônio Competências entre a cultura popular e dramaturgias
cultural da humanidade. teatrais que se utilizam da cultura
popular como matéria-prima.
Eixo Apreciar
Apreciar obras da cultura popular, Eixo Apreciar
Habilidades e festejos, cortejos, “danças dramáticas”
etc, reconhecendo suas distintas formas Buscar, apreciar, identificar em seu
Competências de apresentação e uso do espaço e a
Habilidades e entorno e família, manifestações da
importância da cultura e do artista Competências cultura popular que fazem parte de seu
popular para a construção da universo cultural ou da história local.
identidade regional e nacional.
Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer
Construir dispositivos cênicos
Ler, contar, dramatizar, ser ouvinte de (máscaras, bonecos etc) com materiais
histórias da cultura popular (contos, Habilidades e diversos, inclusive sucata, para ser
Habilidades e l e n d a s, co rd é i s, “c a u s o s”, e tc. ) , Competências utilizado na releitura de cenas teatrais a
Competências apreciadas e coletadas em seu entorno par tir de obras dramatúrgicas
e família, considerando a relevância inspiradas na cultura popular.
musical nesse processo.

Teatro FASE VII – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E HISTÓRIA

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Abordar as formas e movimentos
teatrais consagrados no Ocidente e Introduzir e apresentar, por meio da
Habilidades e Habilidades e história da arte, os elementos básicos da
Oriente e respectivas influências nas
Competências manifestações brasileiras, incluindo o Competências linguagem teatral, comuns aos
circo. diferentes gêneros.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Apresentar os diferentes gêneros e Identificar nas obras observadas os
Habilidades e uso do espaço cênico por meio da Habilidades e diversos elementos que podem estar
apreciação de suas obras teatrais envolvidos na produção de uma cena
Competências através de textos, vídeos e ao vivo. Competências (texto, cenário, figurino, sonoplastia,
etc).
Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Experimentar os elementos básicos da Selecionar um gênero teatral para


Habilidades e linguagem teatral através de jogos Habilidades e recriar (adaptar, a seu modo) trechos de
Competências teatrais e da sensibilização a partir da Competências obras artísticas por meio de
música inserida num contexto cênico. improvisações, jogos, leituras etc.

24
Teatro FASE VIII – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E CONTEMPORANEIDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Compreender os valores estéticos dos Identificar as formas de teatralidade
grupos de artistas ou movimentos contemporânea com o universo
Habilidades e artísticos contemporâneos, tecnológico e as outras linguagens
distinguindo distintos modos de
Habilidades e
Competências artísticas, reconhecendo as
atuação cênica: ator, per former, Competências modalidades teatrais híbridas (teatro-
jogador, brincante, ativista, etc. dança, instalações, performances e
outras).
Eixo Apreciar
Apreciar peças teatrais Eixo Apreciar
Habilidades e contemporâneas por meio de textos, Conhecer as diversas modalidades
vídeos, etc., apontando a tendência teatrais da contemporaneidade (Teatro
Competências atual de execução da música ao vivo na
Habilidades e d e R u a , Te a t r o d o O p r i m i d o ,
cena teatral. performance, teatro pós-dramático,
Competências formas animadas, videoteatro), por
Eixo Experimentar/Fazer
meio de vídeos, textos e ao vivo se
Experimentar a criação, produção e possível.
apresentação individual ou coletiva de
uma forma de produção teatral baseada Eixo Experimentar/Fazer
Habilidades e em processos colaborativos (Teatro do
Competências O p r i m i d o , Te a t r o d e R u a e t c ) Criar, construir e registrar cenas
experimentando diferentes Habilidades e utilizando recursos tecnológicos,
possibilidades de atuação cênica. utilizando como base o material cênico
Competências produzido pelos próprios alunos em
seus processos criativos.

Teatro FASE IX – ENSINO FUNDAMENTAL

TEMA ARTE E SOCIEDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Apresentar propostas cênicas que Compreender a ação social proposta
articulem politicamente o teatro à Habilidades e pelos movimentos artísticos estudados,
Habilidades e sociedade, valorizando os criadores de apontando as possibilidades de
Competências interação entre as artes cênicas, o
Competências propostas como Teatro do Oprimido,
Teatro de Rua, Performance, Peças espaço público e a comunidade.
Didáticas, Agit Prop, entre outras. Eixo Apreciar
Eixo Apreciar Apreciar propostas de teatro como ação
Habilidades e social e comunitária, sendo capaz de
Apreciar obras do teatro político por
meio de textos, vídeos, etc, Competências descrever aquilo que vê e sente em
Habilidades e reconhecendo as formas de utilização relação às obras apreciadas.
Competências da música nestas modalidades teatrais
para analisar o conteúdo sociopolítico aí Eixo Experimentar/Fazer
contido.
Recriar trechos de obras apreciadas e
Eixo Experimentar/Fazer apresentar-se em espaços coletivizados
Habilidades e
Propor uma intervenção no espaço da escola (pátio, por exemplo),
Competências discutindo coletivamente os resultados
escolar a fim de desenvolver ações de
Habilidades e teatro comunitário no âmbito da da experiência.
Competências comunidade escolar ( Teatro do
Oprimido, Teatro de Rua ou outras
modalidades teatrais).
25
currículo
mínimo
2013

Linguagem artística:

teatro
Ensino Médio
fase I a III
Teatro FASE I - ENSINO MÉDIO

TEMA FUNDAMENTOS DA ARTE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Compreender os fundamentos da
Habilidades e Estabelecer relações entre as diferentes Habilidades e linguagem teatral e suas relações com
linguagens artísticas, conhecendo suas
Competências principais características e profissionais Competências outras linguagens artísticas (música,
dança, artes visuais).
atuantes.
Eixo Apreciar
Eixo Apreciar
Apreciar diferentes modos de expressão
Observar e reconhecer o cruzamento Habilidades e em teatro e as diversas formas de
Habilidades e das linguagens artísticas dentro da Competências utilização do espaço cênico (arena, caixa
cultura popular e decodificar como esta preta, rua, dentre outros).
Competências se apropria de outras linguagens no
fazer artístico. Eixo Experimentar/Fazer
Eixo Experimentar/Fazer
Apresentar trabalhos cênicos com
linguagens artísticas articuladas (artes
Improvisar cenas e esquetes a partir de Habilidades e visuais, música, dança, novas
Habilidades e textos teatrais ou não teatrais (contos Competências tecnologias, cinema, etc.), podendo
africanos, lendas e mitos indígenas, etc) utilizar as diferentes possibilidades de
Competências selecionados a partir de materiais espaços cênicos debatendo ao final, o
estudados. processo de criação.

Teatro FASE II - ENSINO MÉDIO

TEMA ARTE E COTIDIANO

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Conhecer e reconhecer manifestações Reconhecer o teatro como campo
da cultura popular das diversas regiões profissional de múltiplas vertentes
Habilidades e do país, entendendo-as como formas de Habilidades e (ação social, mídia, educação, arte,
Competências expressão cênica, patrimônio cultural Competências medicina), analisando criticamente o
da humanidade e parte de nossa diálogo do teatro com outras áreas
identidade regional e nacional. profissionais.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Apreciar obras da cultura popular,
festejos, folguedos, contos populares, Identificar os profissionais envolvidos
Habilidades e no processo de criação, produção e
cortejos, danças dramáticas, entre
Habilidades e outras (através de vídeos, músicas, fotos Competências realização da obra teatral.
Competências ou mesmo da apreciação direta da
manifestação, quando possível),
estabelecendo as possíveis relações
Eixo Experimentar/Fazer
com seu entorno e vivências.
Experimentar o desenvolvimento e
Eixo Experimentar/Fazer Habilidades e execução de projetos que visem à
produção e realização de obra teatral,
Pesquisar, recolher e registrar no seu
Competências vivenciando as diferentes funções
entorno e família a possível participação envolvidas nesse processo.
Habilidades e ou convivência com as manifestações
Competências da cultura popular brasileira,
identificando os elementos cênicos
contidos nas mesmas.
27
Teatro FASE III - ENSINO MÉDIO

TEMA ARTE E SOCIEDADE

1° Bimestre 2° Bimestre
Eixo Contextualizar Eixo Contextualizar
Reconhecer o teatro como uma das mais Refletir sobre os aspectos políticos do
antigas manifestações ar tístico- Habilidades e teatro, enquanto agente comunicador e
Habilidades e contestador através dos tempos,
culturais da história da humanidade,
Competências contextualizando historicamente
Competências identificando gêneros, espaço cênico e
movimentos teatrais relevantes. concepções estéticas.

Eixo Apreciar Eixo Apreciar


Assistir, ao vivo ou em vídeo,
espetáculos teatrais que tratem, por Habilidades e Identificar signos e elementos teatrais
Habilidades e utilizados como recursos expressivos de
meio da forma ou da temática, de Competências
Competências questões contemporâneas, tornando- contestação social e política.
se plateia crítica e reflexiva.
Eixo Experimentar/Fazer Eixo Experimentar/Fazer

Ler, discutir e produzir textos teatrais de Criar cenas teatrais com temas
Habilidades e diferentes gêneros, épocas e Habilidades e per tinentes ao seu universo,
nacionalidades estabelecendo Competências percebendo a expressividade corporal e
Competências paralelos com questões sócio-político- vivenciando o trabalho em equipe.
econômicas da atualidade.

28
ARTE
Equipe de Elaboração

COORDENADORES:
Drª Jussara Trindade Moreira – Professora Pesquisadora da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-
Graduação em Artes Cênicas (ABRACE)
Dr Licko Turle – Professor Bolsista Pós-Doutorado da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
(UNIRIO)

ARTICULADORES:
Ms. Adriana Rodrigues Didier – Diretora Técnico-Cultural do Conservatório Brasileiro de Música – Centro
Universitário (CBM-CEU)
Ms. Angela Maria Gonçalves Ferreira – Coordenadora Pedagógica do Centro Universitário da
Cidade/UNIVERCIDADE
Drª Denise Telles Nascimento Hofstra – Professora Adjunta da Universidade Federal do Estado do Rio de
Janeiro (UNIRIO)

PROFESSORES COLABORADORES:

Artes Visuais

Ms. Alda de Moura Macedo Figueiredo – Professora Docente I – Colégio Estadual Maria Pereira das
Neves e Arte-educadora – Instituto de Educação Clélia Nanci (IECN)
Esp. Ginaldo de Oliveira Bezerra – Professor Docente I – CE Compositor Luís Carlos da Vila e
CE Amapá (SEEDUC-RJ)
Esp. Kátia Apostólico Nogueira – Professora Docente I – Instituto Municipal Helena Antipoff (CIAD)
Esp. Maria do Carmo Moraes Lópes – Professora Docente II de Educação Especial – Centro Integrado de
Educação Especial (SEEDUC-RJ) – Volta Redonda, RJ
Ms. Maria de Fátima do Nascimento Alfredo – Professora Docente I – Colégio Prefeito Mendes de Moraes
e Professora Assistente Substituta da Escola de Belas Artes (UFRJ)
Esp. Marina Tarnowski Fasanello – Professora pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em
Educação (PPGE-UFRJ) e Coordenadora da Escola Granada – Nova Friburgo, RJ
Esp. Patrícia Zuqui – Professora Docente I - Instituto de Educação Professor Ismael Coutinho (IEPI)

Dança

Esp. Bárbara Furtado – Professora Docente I – Colégio Estadual Hilka de Araújo Peçanha - Itaboraí
Esp. Claudia Fernandes Canarim – Professora Substituta – Depto de Arte Corporal da Escola de
Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EEFD/UFRJ)
Música

Ms. Celso Eduardo Santos Ramos – Professor Docente I – Centro Integrado de Educação
Pública Ministro Salgado Filho (CIEP 351) e EE Machado de Assis
Ms. Ednardo Monteiro Gonzaga do Monti – Professor Docente I – CE Presidente Kennedy
(SEEDUC-RJ)

Teatro

Ms. Ana Paula Brasil de Matos Guedes – Professora Docente I – Secretaria de Estado de
Educação do Rio de Janeiro (SEEDUC-RJ) e Professora I - Fundação de Apoio à Escola
Técnica (FAETEC)
Ms. Aressa Egly Rios da Silveira – Professora Docente I - Escola Municipal José Pedro
Varela e Professora Docente do Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB)
Esp. Bianca Roriz Nacif – Professora Docente I – Instituto de Educação Professor Ismael
Coutinho (IEPIC)

Agradecimentos
Agradecemos especialmente à Profª Cecília Conde, Diretora Geral do Conservatório
Brasileiro de Música/Centro Universitário (CBM - CEU) que, além de atuar como consultora
durante todo o trabalho, também disponibilizou as dependências dessa renomada
instituição da cidade do Rio de Janeiro à equipe de Arte, prestando desse modo um
inestimável apoio à CECIERJ/SEEDUC no processo de elaboração dos Currículos Mínimos de
Arte.