Vous êtes sur la page 1sur 22

Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso

Desenvolvimento de sistema gerador de simulados online


para web e plataforma Android

VINÍCIUS DIAS DE SOUZA

Januária – MG, Junho de 2015

1
Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas
Pré-Projeto do Trabalho de Conclusão de Curso

Desenvolvimento de sistema gerador de simulados online


para web e plataforma Android

VINÍCIUS DIAS DE SOUZA

Pré-Projeto apresentado à
Coordenação de TCC do Curso
Superior de Tecnologia em Análise
e Desenvolvimento de Sistemas,
como requisito para iniciação do
Trabalho de Conclusão de Curso.

Januária – MG, Junho de 2015

2
INTRODUÇÃO

Por várias vezes as pessoas precisarão passar por exames de aprendizagem na


sua vida profissional e acadêmica em processos seletivos e avaliações de cursos. Uma
técnica utilizada para se preparar para tais exames é realizar simulados, que se trata de
uma simulação do exame que será realizado com questões semelhantes que poderão
vir a ser exigidas.
Os simulados podem ser compreendidos como uma ferramenta de ensino-
aprendizagem. Em geral, os simulados são elaborados por grupos de professores e
escolas que oferecem esse recurso para que seus estudantes se preparem para os
exames a serem realizados.
A elaboração, aplicação e correção de um simulado possui um certo nível de
complexidade, pois é preciso criar uma base de questões com uma boa qualidade,
gerar um simulado que aborde todas as áreas demandadas, fornecer o simulado aos
interessados e por fim corrigir e avaliar os resultados. A proposta deste projeto é
justamente facilitar o trabalho de quem se propõe a criar um simulado.
É sabido que a tecnologia da informação potencializa várias tarefas que outrora
somente era possível de forma manual. Os simulados tempos atrás somente era
possível via impressão em papel e resposta marcadas à mão. Hoje, é possível que se
crie soluções via software para realizar as mesmas funções com um potencial muito
maior de agilidade, qualidade e alcance do público.
Embora seja incontestável as vantagens que a tecnologia da informação
proporciona à elaboração de simulados, tem-se que considerar que para
implementação de tal solução seria necessárias pessoas capacitadas em
desenvolvimento de software, um recurso que pode ter alto custo financeiro e
inviabilizar projetos de simulados que possuam um baixo orçamento. Desta forma, o
principal objetivo deste trabalho é proporcionar que pessoas leigas em desenvolvimento
de software criem simulados para a plataforma web e para a plataforma Android.
Para testar o sistema será realizado um estudo de caso em parceria com o
PETADM (Programa de Educação Tutorial do Curso de Administração do IFNMG
Campus Januária), no qual será disponibilizado um sistema de cadastro de questões,
3
com objetivo de alimentar o banco de questões que irão compor o simulado ENADE.
Em seguida, o sistema será testado e validado por alunos do curso de administração de
qualquer instituição de ensino superior. Com isso, será obtido os resultados concretos
que o sistema irá proporcionar para os alunos.
Nas seções a seguir, serão abordados o referencial teórico, objetivos, justificativa
e plano de trabalho.

1. REFERENCIAL TEÓRICO

1.1. Ferramentas de ensino aprendizagem

A criação de aplicativos educativos, se torna interessante e motiva os estudantes


de diferentes áreas, vindo a engrandecer seu processo de aprendizagem.
Ferramentas educacionais são softwares que visam favorecer os processos de
ensino-aprendizagem. Para que isso seja possível, é necessário que o software possua
características fundamentais, Frescki (2008) defende que: deve ser fácil de utilizar e de
compreender, favorecer a assimilação dos conteúdos, conter aspectos motivacionais
que despertem e mantenham a atenção, conquistando assim, o interesse dos usuários.
“Entretanto, para que um software seja utilizado com finalidade
educacional ou em atividades curriculares, é necessário que sua
qualidade, interface e pertinência pedagógica sejam previamente
avaliadas de modo a atender às áreas de aplicação a que se
destina e, principalmente, satisfazer às necessidades dos usuários
(LUCENA, 2002). “
De Morais (2003) liça o ciclo de vida de um software educacional com as
seguintes etapas:
 Concepção – projeto do software explicitando assuntos e objetivos que se
pretende atingir;
 Escolha do Paradigma Pedagógico – escolha de um dos paradigmas
pedagógicos (abordagem comportamentalista, abordagem humanista,
abordagem cognitivista e abordagem sociocultural) que indicará de que forma o
4
software contribuirá para o aluno na aprendizagem do assunto escolhido na fase
de concepção;
 Análise Interdisciplinar – análise do software buscando uma interligação entre
conhecimentos de diferentes áreas, e acrescentado aos conhecimentos das
áreas de aplicação, buscando objetivos comuns;
 Implementação – desenvolvimento do software seguindo os objetivos, o
paradigma pedagógico escolhido nas fases anteriores.
 Validação – testes reais do software para determinar a sua eficácia.
 Implantação – distribuição do software nas instituições de ensino para sua
utilização.

1.2. Tecnologias móveis

A ampliação do acesso aos dispositivos móveis em todo o mundo, além de


apresentar múltiplas possibilidades para a aprendizagem, carrega consigo os recursos
de mobilidade e portabilidade.
Entende-se por tecnologia móvel equipamentos como o celular, smartphone e
tablet, conectando usuários aumentando assim, o acesso à informação e permitindo a
interatividade com os outros. Deste modo, o usuário tem a comunicação em suas mãos,
podendo usufruir de conteúdos e informações de qualquer lugar de modo imediato.
Na figura a seguir, é indicado como o tempo gasto com os aplicativos vem
crescendo nos últimos anos.

5
Tempo gasto em dispositivos iOs e Android (em porcentagem) nos Estados
Unidos

Figura 1: Tempo gasto com aplicativos


Fonte: http://flurrymobile.tumblr.com/post/115191864580/apps-solidify-leadership-six-
years-into-the-mobile

1.3. Sistemas correlatos

Nos últimos anos, aplicativos que auxiliam na criação de simulados – do simples


ao sofisticado – sofreu diversas modificações, a fim de conseguir atender as exigências
de usuários e empresas.
Aplicativos eficientes, com opções de textos personalizados, alternância de tipos
de perguntas (múltipla escolha, verdadeiro ou falso, etc.), exibição de pontuação final,
controle de dados e os que podem ser enviados por meio de dispositivos móveis pela
web ou via mídias sociais, são os mais requisitados. E no mercado, são várias as
opções de escolha, com destaque por exemplo, para os plug-ins do WordPress: Simple
Survey1, Wp-Pro-Quis2, Quiz Master Next3, dentre outros.

1 Mais informações em: https://wordpress.org/plugins/wordpress-simple-survey/


2 Mais informações em: https://wordpress.org/plugins/wp-pro-quiz/
6
1.4. Processo de desenvolvimento de software

O processo de desenvolvimento de software, estudado dentro da área de


Engenharia de Software, que para o autor Pressman (2011) pode ser entendido como,
“o estabelecimento e o emprego de sólidos princípios de engenharia de modo a obter
software de maneira econômica, que seja confiável e funcione de forma eficiente em
máquinas reais”, um processo de desenvolvimento de software é um conjunto de
atividades, parcialmente ordenadas, com finalidade de construir um produto de
software.
Apesar de existir outros processos para o desenvolvimento de software, existem
atividades fundamentais comuns entre eles, que o Sommerville (2003) interpreta da
seguinte maneira:
 Especificação: definição das funcionalidades (requisitos) e das restrições do
software. É a fase que geralmente o desenvolvedor defini as características do
novo software juntamente com o cliente.
 Projeto e Implementação: o software é produzido de acordo com as
especificações. Nesta fase são propostos modelos através de diagramas e estes
modelos são implementados em alguma linguagem de programação.
 Validação: o software é validado para garantir que todas as funcionalidades
especificadas foram implementadas.
 Evolução: o software precisa evoluir para continuar sendo útil ao cliente.

2. OBJETIVOS

2.1. OBJETIVO GERAL

Desenvolver uma ferramenta que possibilite que qualquer pessoa leiga em


desenvolvimento de software possa criar os seus próprios simulados e gerar o
aplicativo do mesmo.

3 Mais informações em: https://wordpress.org/plugins/quiz-master-next/


7
2.2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Pesquisar e analisar soluções similares;


 Determinar os requisitos exigidos pelo sistema;
 Pesquisar os conceitos e tecnologias necessários à implementação do sistema;
 Realizar a modelagem conceitual do sistema;
 Implementar módulo de banco de questões colaborativas;
 Implementar módulo de simulado web;
 Implementar módulo de geração de aplicativo do simulado;
 Testar e validar a implementação do sistema através do estudo de caso com o
PET-ADM;
 Documentar o desenvolvimento e os resultados do sistema;
 Avaliar o nível de contribuição da ferramenta com o desempenho do estudante.

3. JUSTIFICATIVA

Com base em pesquisas recentes, a grande demanda pela criação de simulados


online por parte de instituições de ensino, auto escolas, dentre outros e o uso de
tecnologias da informação aplicadas ao ensino-aprendizagem tem estado cada vez
mais em evidência. Baseando-se nisso os dispositivos móveis vêm desenvolvendo um
grande papel na vida das pessoas, através de mudanças no modo de produção e
compartilhamento do conhecimento.

4. PLANO DE TRABALHO

Serão necessárias cinco etapas a fim de executar este projeto e cumprir os


objetivos específicos apresentados anteriormente. São elas: (1) levantamento de
requisitos, (2) modelagem, (3) desenvolvimento, (4) validação e (5) documentação.
Primeiro, será realizado o levantamento de requisitos, coletando as informações
principais, buscando atender da melhor forma possível os estudantes. Estas
8
informações serão analisadas e, então, serão definidos como requisitos do aplicativo.
Com base nos requisitos identificados, será construído uma modelagem que
especificará a maneira como o aplicativo será desenvolvido para assim de fato, iniciar o
seu processo de desenvolvimento. Depois, o aplicativo será testado e validado de
forma coerente. Caso se conclua que a etapa validação foi concluída com êxito, o
aplicativo será implantado em uma plataforma móvel nas instituições de ensino superior
que participam do ENADE.

Etapa 1: Levantamento de requisitos. Essa etapa tem como objetivo encontrar os


desafios enfrentados pelos usuários e criadores de simulados online adquirindo assim,
o conhecimento suficiente para propor uma solução mais adequada e evoluída do que
as atuais.

Atividade 1.1
Descrição Pesquisar e analisar sistemas similares.
Recursos  Microcomputador PC com acesso à Internet.
necessários
Pré-requisitos Nenhum.
Metodologia A pesquisa se dará através da Internet, por sites de procura
como o Google. A pesquisa iniciará com a busca de
softwares que assemelham-se ao sistema proposto.
Posteriormente se estenderá a quaisquer sites, em português
e inglês, que tratem do assunto. A análise das informações
encontradas devem considerar a procedência das mesmas,
sua quantidade, relevância, características desejáveis e
limitações relacionadas à aplicação desejada.
Produtos  Documento textual com os softwares existentes, suas
características, limitações, vantagens e desvantagens.
Duração 01 semana.

9
Atividade 1.2
Descrição Determinar os requisitos exigidos pelo sistema.
Recursos  Microcomputador PC com acesso à Internet;
necessários  Professores;
 Alunos.
Pré-requisitos Atividade 1.1
Metodologia Inicialmente serão entrevistados professores e alunos
analisando os requisitos mínimos para um simulado online.
Além dos requisitos de funcionamento, outros requisitos não
funcionais devem ser determinados, como o tipo de
comunicação, segurança da informação, navegadores
aceitos, etc.
Produtos  Documento textual com a relação completa dos requisitos
funcionais e não funcionais do sistema. Esse documento,
a análise de requisitos, será a base para o
desenvolvimento do sistema.
Duração 02 semanas.

Atividade 1.3
Descrição Pesquisar os conceitos e tecnologias necessários à
implementação do sistema.
Recursos  Microcomputador PC com acesso à Internet;
necessários  Dispositivo móvel.
Pré-requisitos Atividade 1.2
Metodologia A pesquisa deve compreender: informática na educação,
plataforma Android, linguagem PHP e Banco de dados
MySQL. A pesquisa se dará principalmente através de livros
especializados e deve tratar principalmente do referencial
teórico associado e da programação e uso dessas
tecnologias.

10
Produtos  Documento textual sobre os temas da pesquisa.
Duração 03 semanas.

Atividade 1.4
Descrição Compreender uma metodologia de desenvolvimento de
sistemas Android e sistemas web.
Recursos  Microcomputador PC.
necessários
Pré-requisitos Nenhum.
Metodologia O estudo se dará através da leitura e da pesquisa sobre
desenvolvimento Android e desenvolvimento de sistemas
web.
Produtos  Documento textual descrevendo resumidamente a
metodologia estudada;
 Modelagem de uma aplicação simplificada para avaliação
do aprendizado.
Duração 03 semanas.

Atividade 1.5
Descrição Estudar e aprender as ferramentas computacionais
necessárias à implementação do sistema.
Recursos  Microcomputador PC;
necessários  IDE NetBeans;
 IDE Android Studio;
 Servidor apache;
 Livro “Android Para Programadores: uma Abordagem
Baseada em Aplicativos”, de Paul J. Deitel.
Pré-requisitos Etapas 1.2 e 1.4

11
Metodologia O estudo das ferramentas dar-se-á na seguinte ordem:
 IDE NetBeans,
 Servidor Apache,
 IDE Android Studio.
Produtos  Documento textual descrevendo resumidamente o
funcionamento das ferramentas estudadas.
Duração 04 semanas.

Etapa 2: Modelagem. Esta etapa tem como objetivo especificar o funcionamento do


sistema proposto, as hipóteses levantadas, criando um modelo conceitual das mesmas,
e que compreende a Análise e o Projeto, tanto do sistema web quanto da aplicação no
dispositivo móvel.

Atividade 2.1
Descrição Realizar a análise do simulado online.
Recursos  Microcomputador PC;
necessários  Ferramenta de modelagem UML;
Pré-requisitos Atividades 1.3 e 1.4
Metodologia A análise a ser desenvolvida utiliza a notação UML para
modelar o software através dos conceitos de objetos. A
análise compreende os requisitos, especificação, arquitetura
e componentes de software. Os diagramas normalmente
usados nesse tipo de análise são o de casos de uso, classes,
herança, relacionamentos, sequência, estados e
componentes. Os casos de uso serão extraídos dos
requisitos levantados. Potencialmente a análise não será
totalmente adequada em sua primeira versão. Estima-se que
4 versões envolvendo Análise-Projeto-Implementação-Testes
serão necessários.

12
Produtos  Documento textual com a Análise do sistema (análise de
requisitos e especificação).
Duração 03 semanas (primeira versão).

Atividade 2.2
Descrição Realizar a análise da aplicação do aplicativo.
Recursos  Microcomputador PC
necessários  Ferramenta de modelagem UML
Pré-requisitos Atividade 2.1
Metodologia Será utilizada a Análise Orientada a Objetos para especificar
a funcionalidade dessa aplicação. A aplicação de
comunicação deve, basicamente, permitir ao usuário criar e
gerir simulados, inserir e gerir questões, adicionar e gerir
colaboradores (armazenando num banco de dados MySQL) e
gerar o arquivo. apk . A análise deve incluir os casos de uso,
diagramas de classe, herança, relacionamento, sequência
(para cada caso de uso) e estados.
Produtos  Documento textual com a análise do sistema.
Duração 02 semanas (primeira versão).

Etapa 3: Desenvolvimento. Esta etapa tem como objetivo transformar o modelo


conceitual da etapa de modelagem num sistema real, a melhoria proposta em si, que
será posteriormente testada e possivelmente validada. Esta etapa compreende
principalmente a codificação dos processos descritos no Projeto do sistema, e também
a implementação física de um protótipo.

Atividade 3.1
Descrição Implementar os componentes de software do simulado
online.

13
Recursos  Microcomputador PC;
necessários  IDE NetBeans;
 Servidor Apache;
 IDE Android Studio.
Pré-requisitos Atividade 2.2
Metodologia A implementação dos componentes de software será feita
usando a linguagem PHP para o sistema web e Java para o
aplicativo Android, e deve seguir rigorosamente a Análise e
Projeto realizados. Devido a limitações de memória e
capacidade de processamento dos dispositivos moveis, o
código deve ser eficiente e “enxuto”.
Produtos  Código-fonte em PHP;
 Código-fonte em Java.
Duração 16 semanas.

Atividade 3.2
Descrição Implementar módulo do aplicativo.
Recursos  Microcomputador PC;
necessários  Servidor Web;
 Banco de dados relacional.
Pré-requisitos Atividade 2.4
Metodologia A implementação dos processos será feita usando uma
linguagem PHP, e deve seguir rigorosamente a Análise e
Projeto realizados.
Produtos  Arquivos de código-fonte na linguagem utilizada;
 Arquivos apk da aplicação de comunicação.
Duração 01 semana/versão (max. 4 revisões)

14
Etapa 4: Validação. Esta etapa realiza experimentação e testes sobre o sistema
proposto, com o objetivo de eliminar os erros existentes em sua modelagem ou
desenvolvimento.

Atividade 4.1
Descrição Realizar testes de funcionamento dos componentes do
simulado na versão web.
Recursos  Microcomputador PC.
necessários
Pré-requisitos Atividade 3.1
Metodologia Os testes iniciarão com a verificação isolada do
funcionamento dos processos (procedimentos)
implementados, analisando se os mesmos produzem os
resultados esperados para entradas conhecidas. Certamente
apenas um pequeno subconjunto de entradas possível será
usado, e tentar-se-á utilizar os valores mais representativos.
Produtos  Documentação dos testes realizados com relatos da
comprovação do funcionamento do software, ou correção
dos erros em caso de falhas apresentadas durante a
simulação (o relatório servirá de referência para a revisão
da modelagem e da implementação).
Duração 01 dia/versão (max. 4 revisões).

Atividade 4.2
Descrição Realizar testes de funcionamento dos componentes do
simulado na versão Android.
Recursos  Microcomputador PC;
necessários  Dispositivo com Android.
Pré-requisitos Atividade 4.1

15
Metodologia Os testes iniciarão com a verificação isolada do
funcionamento dos processos (procedimentos)
implementados, analisando se os mesmos produzem os
resultados esperados para entradas conhecidas. Certamente
apenas um pequeno subconjunto de entradas possível será
usado, e tentar-se-á utilizar os valores mais representativos.
Produtos  Documentação dos testes realizados com relatos da
comprovação do funcionamento do software, ou correção
dos erros em caso de falhas apresentadas durante a
simulação (o relatório servirá de referência para a revisão
da modelagem e da implementação).
Duração 01 dia/versão (max. 4 revisões).

Atividade 4.3
Descrição Realizar testes com o simulado online com os alunos do
curso de Administração.
Recursos  Simulado Online;
necessários  Professores;
 Alunos.
Pré-requisitos Atividade 4.2
Metodologia  Os testes deverão iniciar ensinando os professores e
alunos interessados em como utilizar a aplicação para se
cadastrar, inserir e gerir as questões, como também gerar
o aplicativo e responder as questões através dos
aplicativos. Talvez seja necessário acompanhar o uso do
software ou estar à disposição dos usuários para
eventuais problemas de utilização. É necessário criar um
questionário de avaliação para ser preenchido pelos
usuários após seu uso.

16
Produtos  Documento textual com a avaliação dos usuários sobre o
uso do simulado online.
Duração 02 semanas.

Etapa 5: Documentação. Esta etapa tem como objetivo registrar todo o processo
pertinente à pesquisa científica, desde a descrição do problema, a proposta de uma
nova solução (modelagem), o desenvolvimento dessa solução, os testes e validação da
nova solução e os resultados final. A documentação deve permitir a outros
pesquisadores reproduzir a nova solução e realizar os mesmos experimentos e testes
feitos para sua validação. Além da documentação completa, será produzido um artigo
científico para divulgação da pesquisa realizada.

Atividade 5.1
Descrição Redigir o texto do TCC.
Recursos  Microcomputador PC.
necessários
Pré-requisitos Nenhum.
Metodologia A redação do TCC se dará ao longo de todo o primeiro
semestre, através das produções textuais que são os
indicadores físicos das atividades já planejadas. O texto final
deve estar conciso, claro, bem apresentado e com boa
cadência. O objetivo do TCC é definir bem o tema/problema
de pesquisa, justificar sua importância e abrangência,
fornecer o referencial teórico, apresentar as soluções já
existentes para o problema exposto e apresentar a solução
proposta, documentar o desenvolvimento da solução
proposta, apresentar a verificação e validação do projeto, e
finalmente os resultados alcançados e as conclusões tiradas.
Produtos  Documento textual do TCC a ser apresentado à banca
avaliadora.

17
Duração 04 meses.

Atividade 5.2
Descrição Redigir um artigo científico.
Recursos  Microcomputador PC com acesso à internet.
necessários
Pré-requisitos Atividade 4.1
Metodologia A redação do artigo iniciará com a descrição sucinta do
referencial teórico usado, do desenvolvimento, dos testes e
das conclusões deste projeto. Para isso serão analisados
artigo já publicados em eventos científicos de relevância na
área de enquadramento deste projeto.
Produtos  Documento textual a ser submetido para publicação em
evento técnico-científico.
Duração 04 semanas.

5. RECURSOS NECESSÁRIOS

Os recursos necessários à correta execução deste projeto de pesquisa são


listados a seguir:

5.1. RECURSOS BIBLIOGRÁFICOS

Descrição Qtd
Livro “Android para programadores: uma abordagem baseada em
aplicativos”, de Harvey Deitel, Paul Deitel, Abbey Deitel, Michael Morgano, 01
Joao Eduardo Nobrega Tortello, 2012.
Livro “UML Essencial”, de Martin Fowler, Ed Bookman, 2000. 01

18
5.2. RECURSOS DE HARDWARE

Descrição Qtd
Microcomputador PC para desenvolvimento, testes e simulações.
01
Configuração mínima: 2.1GHz, 2GB RAM, 250GB HD, 10/100Eth
Memória não volátil tipo EEPROM. Modelo a ser determinado na etapa 2.2. 08
Dispositivo móvel com sistema operacional Android 08
Cabos e conectores para a comunicação com o PC X

5.3. RECURSOS DE SOFTWARE

Descrição Qtd
Sistema operacional Windows. 01
Sistema operacional Android. 01
Linguagem de programação visual. A ser determinada na etapa 2.1 01
Ferramenta para modelagem de sistemas através de UML. 01
IDE NetBeans 01
IDE Android Studio 01
Ferramentas diversas para desenvolvimento/pesquisa: MS Office, browser. X

5.4. RECURSOS HUMANOS

Descrição Qtd
Alunos do Ensino Superior dispostos a utilizar e testar o sistema a ser
10
desenvolvido.

19
6. CRONOGRAMA

O cronograma de desenvolvimento deste projeto de pesquisa segue o plano de


pesquisa apresentado, e considera os requisitos, recursos e complexidade das
atividades, bem como o prazo de cumprimento do TCC estabelecido pelo Curso.

O cronograma de desenvolvimento é apresentado a seguir:

Atividade Semanas/Mês
Abr/15 Mai/15 Jun/15 Jul/15 Ago/15 Set/15 Out/15
1.1
1.2
1.3
1.4
1.5
2.1
2.2
3.1
3.2
4.1
4.2
4.3
5.1
5.2

Lista de Atividades:

1.1. Pesquisar e analisar as soluções existentes relacionados aos meios de estudos.


1.2. Determinar os requisitos exigidos pelo sistema.
1.3. Pesquisar os conceitos e tecnologias necessários à implementação do sistema.
20
1.4. Estudar uma metodologia de desenvolvimento de sistemas Android e sistemas
web.
1.5. Estudar e aprender as ferramentas computacionais necessárias à implementação
do sistema.
2.1. Realizar a análise do simulado online.
2.2. Realizar a análise da aplicação do aplicativo.
3.1. Implementar os componentes de software do simulado online.
3.2. Implementar módulo do aplicativo.
4.1. Realizar testes simulados de funcionamento dos componentes do simulado na
versão web.
4.2. Realizar testes simulados de funcionamento dos componentes do simulado na
versão Android.
4.3. Realizar testes com o simulado online com os alunos do curso de Administração.
5.1. Redigir o texto do TCC.
5.2.Redigir um artigo científico.

21
7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

DE MORAIS, Rommel Xenofonte Teles. “Software Educacional: A importância de sua


avaliação e do seu uso nas salas de aula”. Fortaleza. 2003. Disponível em: <
http://www.flf.edu.br/revista-flf/monografias-computacao/monografia-
rommelxenofonte.pdf>. Acesso em: 08/03/2015.

FRESCKI, Franciele Buss. “Avaliação da Qualidade de Softwares Educacionais para o


Ensino de Álgebra”. Cascavel. 2008. Disponível em: <
http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/MATEMATIC
A/Monografia_Fran.pdf>. Acesso em: 22/03/2015.

LUCENA, Marisa. “Diretrizes para a capacitação do professor na área de tecnologia


educacional: critérios para a avaliação de software educacional”. Rio de Janeiro: PUC-
Rio, 2002.

PRESSMAN, Roger S. “Engenharia de Software - Uma Abordagem Profissional”. 7. ed.


Porto Alegre: AMGH, 2011.

SOMMERVILLE, I. “Engenharia de software”. 6. ed. São Paulo: Addison Wesley, 2003.

22