Vous êtes sur la page 1sur 24

Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca

afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

GEOMETRIA ANALÍTICA – AULAS ONLINE VIA SKYPE

Aula 01: Estudo do Ponto

1. Introdução à Geometria Analítica

Geometria Analítica é a parte da Geometria que estuda os entes geométricos (retas, planos, superfícies
e curvas) a partir do estudo analítico dos pontos inseridos no plano cartesiano. Assim, a Geometria
Analítica, também chamada Geometria de Coordenadas e de Geometria Cartesiana, é o estudo
da Geometria e seus elementos por meio de um sistema de coordenadas e dos princípios da álgebra e
da análise.

2. Plano Cartesiano

O Plano Cartesiano é formado por dois eixos orientados perpendiculares entre si, dividindo o plano 2
em quatro quadrantes. O eixo 0x é denominado Eixo das Abscissas, possuindo pontos positivos nos
primeiro e quarto quadrantes; enquanto o eixo 0y é denominado Eixo das Coordenadas, possuindo
pontos positivos nos primeiro e segundo quadrantes. Observe a figura abaixo, onde estão representados
alguns pontos:

Fig. 01

Assim, todo ponto no plano é representado por duas coordenadas (x,y) e temos as seguintes situações
possíveis:

1ª )  x, y   1º quadrante  x  0 e y  0
2ª )  x, y   2º quadrante  x  0 e y  0
3ª )  x, y   3º quadrante  x  0 e y  0
4ª )  x, y   4º quadrante  x  0 e y  0

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 1


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

3. Distância entre dois pontos

Considere a figura abaixo:

Fig. 02

Aplicando o Teorema de Pitágoras ao triângulo da figura acima :

d2AB  2x  2y  d2AB   xB  x A    yB  y A   dAB   xB  xA 2   yB  yA 2


2 2

4. Ponto Médio de um Segmento

4.1. Razão de Secção de um Segmento Orientado

Fig. 03

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 2


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

Observando a figura acima, podemos concluir que:

BD CE yB  yA y  yB
tan      C r
DA EB xB  xA xC  xB

4.2. Ponto Médio de um Segmento

É o ponto que divide um segmento em duas partes iguais. Assim, na figura 03 se o ponto B é o ponto
médio do segmento AC , então na expressão abaixo r  1 .

yB  y A y  yB y  yA y  yB
 C r  B  C 1
xB  x A xC  xB xB  x A xC  xB
Assim :
xC  xB x  xC
 1  xB  x A  xC  xB  xB  xB  x A  xC  2xB  x A  xC  xB  A
xB  x A 2
Analog amente :
yC  yB y  yC
 1  yB  y A  yC  yB  yB  yB  y A  yC  2yB  y A  yC  yB  A
yB  y A 2

Vamos praticar...

1) Represente em um mesmo sistema de eixos cartesianos os seguintes pontos:

a) A(3,5) b) B(-2,-2) c) C(0,3) d) D(-4,0) e) E(1, -2) f) F(-3, 5)

2) Sejam os pontos A(-4,0) e B(28,0). Determine os pontos que dividem o segmento orientado AB em
quatro partes congruentes.

3) Sejam os pontos A(3,7) e B(5, 2), represente o segmento AB e encontre as coordenadas do seu
ponto médio.

4) Ache as distâncias entre os pontos:

a) A(3,5) e B(-3, 5)

b) A(-4,0) e B(5, 2)

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 3


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

5. Mediana e Baricentro de um Triângulo

Em geometria a mediana de um triângulo é o segmento de reta que liga um vértice deste triângulo ao
ponto médio do lado oposto a este vértice. As três medianas de um triângulo são concorrentes e se
encontram no centro de massa, ou baricentro do triângulo.

Considere o triângulo ABC mostrado na figura abaixo:

Fig. 04

As coordenadas o baricentro desse triângulo são dadas pelas expressões:

Vértices do Triângulo ABC


A  x A , y A  , B  xB , yB  e C  xC , yC 
Assim :
x  xB  xC y A  yB  yC
xG  A e yG 
3 3

6. Condição de Alinhamento de Três Pontos

Três pontos estão alinhados se, e somente se, pertencerem à mesma reta. Para verificarmos se
os pontos estão alinhados, podemos utilizar a construção gráfica determinando os pontos de acordo
com suas coordenadas posicionais. Ou através do determinante abaixo:

xA yA
xB yB
 0  x A yB  xByC  xCy A  xBy A  xCyB  x A yC  0
xC yC
xA yA

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 4


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

Sejam os pontos A, B e C, cujas coordenadas são A  x A , y A  , B  xB , yB  e C  xC , yC  .


Assim, se A, B e C estão alinhados (pertencem a uma mesma reta), então:
xA yA 1
y 1 x 1 x yB
xB yB 1  0  x A  B  yA  B 1 B 0
yC 1 xC 1 xC yC
xC yC 1
Assim :
x A  yB  yC   y A  xB  xC   xByC  yBxC  0
Assim :
x A yB  x A yC  xBy A  xCy A  xByC  yBxC  0

Aula 02: Estudo da Reta

1. Equação Geral da Reta

Sejam os pontos A  xA , yA  e B  xB , yB  . Considere um ponto genérico C  x, y  colinear com os


pontos A e B. Aplicando a condição de alinhamento de três pontos, obtemos:

x y
xA yA
 0  xy A  x A yB  xBy  x A y  xBy A  xyB  0
xB yB
x y
Assim :
 yA  yB  x   xB  xA  y  xA yB  xBy A 0
Fazendo :
a  y A  yB , b  xB  x A e c  x A yB  xBy A
Temos :
 yA  yB  x   xB  xA  y  xA yB  xBy A  0  ax  by  c  0

Assim, a equação ax  by  c  0 é denominada Equação Geral da reta.

Vamos praticar...

1) Encontre a equação geral da reta que passa pelos pontos A(4, 6) e B(2, 2).

2) Encontre a equação geral da reta que passa pelos pontos A(-2, 5) e B(5, -2).

3) Encontre o ponto de interseção das retas dos exercícios (1) e (2).

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 5


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

2. Inclinação da Reta

Considere a figura a seguir:

Fig. 05

A inclinação da reta (r) é igual à tangente do ângulo  . Assim, temos:

yB  yA y  yA
tan     m  B  coeficiente angular 
xB  xA xB  xA

Desta forma y  yA  m  x  xA  é a equação da reta quando são conhecidos um ponto e o coeficiente


angular da reta.

Vamos praticar...

1) Encontre a equação da reta que passa pelo ponto A(3, 5) e forma um ângulo de 30° com o eixo
positivo 0x.

2) Qual o coeficiente angular da reta que passa pelos pontos A(5,3) e B(4,8)?

3) Qual é o coeficiente angular da reta que passa pelos pontos A (–1,3) e B (–2,4)?

4) (UFSC-2011) A reta que passa pela origem e pelo ponto médio do segmento AB com A(0,3) e B(5,0)
tem qual coeficiente angular?

(A) 3/5 (B) 2/5 (C) 3/2 (D) 1

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 6


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

4. Equação Reduzida da Reta

x y
xA yA
 0  xy A  x A yB  xBy  x A y  xBy A  xyB  0
xB yB
x y
Assim :
 yA  yB  x   xB  x A  y  x A yB  xBy A  0
Isolando o y :
 xB  xA  y    yA  yB  x  x A yB  xBy A
Assim :
  x A  xB  y    y A  yB  x  x A yB  xBy A     x A  xB  
Assim :
  x A  xB    y A  yB  x A yB  xBy A
y x
  x A  xB    x A  xB    x A  xB 
Assim :
 y  yB  x A yB  xBy A
y A x   y  mx  n
 x A  xB  x A  xB
Onde :
y  yB x y x y
m A  coeficiente angular  e n  A B B A coeficiente linear 
x A  xB x A  xB

Assim, a equação y  mx  n é denominada Equação Reduzida da reta.

Vamos praticar...

1. (UDESC-2008) A soma do coeficiente angular com o coeficiente linear da reta que passa pelos pontos
A(1, 5) e B(4, 14) é:

(A) 4 (B) –5 (C) 3 (D) 2 (E) 5

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 7


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

7. Posições Relativas de Duas retas

 a1x  b1y  c1

a2x  b2y  c2
Re solvendo, temos :
a b c
r1  r2   1  1  1 Re tas Paralelas e Dist int as 
a2 b2 c2
a1 b1 c
r1   r2     1 Re tas Paralelas e Coincidentes 
a2 b2 c2
a1 b1
r1  r2   
a2 b2
Re tas Interceptas, único ponto de int erseção 

7.1. Retas Paralelas

Sejam as retas r1  : a1x  b1y  c1  0 e r2  : a2x  b2y  c2  0 , assim essas retas serão
paralelas se forem satisfeitas as seguintes relações:

a1 b1 c
r1  r2     1 Re tas Paralelas e Dist int as 
a2 b2 c2

Caso as equações das retas estejam na forma reduzida, r1  : y  m1x  n1 e r2  : y  m2x  n2 elas
serão paralelas se seus coeficientes angulares forem iguais. Assim:

r1  r2   m1  m2
IMPORTANTE!

As retas r1  : ax  by  c1  0 e r2  : ax  by  c2  0 são paralelas. E variando o termo


independente “c”, construímos um feixe de retas paralelas.

Vamos praticar...

1) Determine a interseção das retas r1  : x  2y  3  0 e r2  : 2x  3y  5  0 .

2) Determinar m para que as retas de equações r1  : x  2y  2m  0 , r2  : mx  y  3  0 e

r3  : 2x  2y  m  0 sejam concorrentes no mesmo ponto.

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 8


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

7.3. Retas Perpendiculares

Retas perpendiculares são retas que se interceptam formando um ângulo reto. Retas
perpendiculares são, portanto, um caso especial de retas concorrentes.

Fig. 06

Caso as equações das retas estejam na forma reduzida, r1  : y  m1x  n1 e r2  : y  m2x  n2 elas
serão perpendiculares se seus coeficientes angulares forem simétricos e recíprocos, isto é, o produto
entre eles é igual a -1. Assim:

1
r1   r2   m1  m2  1  m1  
m2

Vamos praticar...

1) Obter uma reta que passa pelo ponto P(6,-5) e é perpendicular à reta de equação
r  : 5x  7y  1  0 .
2) Determine as equações das alturas de um triângulo ABC, onde A(0,-3), B(-4,0) e C(2,1).

8. Ângulo entre Duas Retas

Dadas duas retas (r) e (s), concorrentes, de equações . Elas formam entre si um ângulo  como mostra
a figura abaixo:

Fig. 07

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 9


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

Temos dois casos:

1º) Uma das retas é vertical, ou seja, não tem coeficiente angular, assim: Dadas as retas (r) e (s) e uma
delas não tem coeficiente angular, então a tangente do ângulo agudo por elas formado é o módulo do
inverso do declive da outra reta.

1
tan  1   (veja a figura abaixo)
mr

Fig. 08

2º) Se nenhuma delas é vertical, então o ângulo por elas formado pode ser determinado pela expressão:

ms  mr
tan  1  
1  ms  mr

Fig. 09

Vamos praticar...

1) Calcular o ângulo formado pelas retas r  : 3x  y  5  0 e  s : 2x  y  3  0

2) Calcular o ângulo formado pelas retas r  : 2x  y  1  0 e  s  : 6x  4y  5  0

3) Calcular o ângulo formado pelas retas r  : 4x  2y  1  0 e  s  : 3x  4  0

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 10


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

4) Calcular o ângulo formado pelas retas r  : 5x  2y  0 e  s :10x  4y  5  0

9. Distância entre Ponto e Reta

Seja um Ponto P  x0 , y0  e uma reta  s : ax  by  c  0 , como mostra a figura abaixo:

Fig. 10

A distância entre o ponto P e a reta (s) é dada pela expressão:

ax0  by0  c
ds,P 
a2  b2

IMPORTANTE!

Se as retas (r) e (s) forem paralelas, podemos calcular a distância d entre elas, basta que tomemos um
ponto P pertencente a uma das retas e calculemos a distância deste ponto a outra reta!

Fig. 11

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 11


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

Vamos praticar...

1) Encontre a distância entre as retas r  : 2x  3y  1  0 e  s  : 2x  3y  4  0

2) Encontre a distância entre as retas r  : 3x  4y  13  0 e  s  : 3x  4y  7  0

10. Área do triângulo

Considere o triângulo ABC, cujos vértices são A  xA , yA  , B  xB , yB  e C  xC , yC  . Sabemos que a


área desse triângulo é dada pela expressão:

1 1
A   Base  Altura  A    BC  AH
2 2

Fig. 12

1º) Calculemos a medida do lado BC , aplicando a fórmula da distância entre dois pontos:

BC   xC  xB 2   yC  yB 2
2º) A equação geral da reta BC é dada por:

x y
xB yB
 0  xyB  xByC  xCy  xBy  xCyB  xyC  0
xC yC
x y
Assim :
 yB  yC  x   xC  xB  y  xByC  xCyB 0

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 12


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

3º) Distância do ponto A à reta BC:

A  xA , yA  e BC  :  y
B  yC  x   xC  xB  y  xByC  xCyB  0
Assim :

dA,BC 
 yB  yC  xA   xC  xB  yA  xByC  xCyB
 yB  yC 2   xC  xB 2
Assim :

x A yB  xCy A  xByC  x A yC  xBy A  xCy A


dA,BC   AH
 yB  yC 2   xC  xB 2
Assim :
xA yA
xB yB
xC yC
x A yB  xCy A  xByC  x A yC  xBy A  xCy A xA yA
AH   AH 
 yB  yC  2
  xC  xB 
2
 yB  yC 2   xC  xB 2

Retornando à expressão da área de um triângulo e substituindo BC e AH , temos:


xA yA
xB yA
xC yC
xA yA
BC   xC  xB 2   yC  yB 2 e AH 
 yB  yC 2   xC  xB 2

Substituindo :
xA yA
xB yB
xC yC
1 1 xA yA
A   BC  AH  A    BC   xC  xB 2   yC  yB 2 
2 2
 yB  yC 2   xC  xB 2

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 13


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

Assim :
xA yA
xB yA
xC yC
1 xA yA
A    xC  xB 2   yC  yB 2 
2
 yB  yC 2   xC  xB 2
Logo :
xA yA
1 x yA
A   B
2 xC yC
xA yA

IMPORTANTE!

Podemos estender este conceito para um polígono de n lados, onde conhecemos as coordenadas de
seus vértices. Assim:

xA yA
xB yB
1
Apolígono   xC yB
2

xA yA

Vamos praticar...

1) Determine a área do triângulo ABC onde A, B e C são, respectivamente, os pontos médios dos
segmentos MN , NP e PM , sendo M  1, 5 , N 1,3 e P 7, 5 .

2. Calcular a área do quadrilátero ABCD, sendo A 0,0  , B  4, 2 , C 6,8  e D 0, 4  . Faça uma
representação gráfica do quadrilátero.

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 14


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

Aula 03: Estudo da Circunferência

1. Equação reduzida da circunferência

Considere uma circunferência de centro C  x0 , y0  , raio r e um ponto genérico P(x, y).

Fig. 13

Aplicando a fórmula da distância entre os pontos C e P, obtemos:

 x  x0 2   y  y02   r2 , que é a equação cartesiana de uma circunferência.


2. Equação geral da circunferência

Desenvolvendo a equação reduzida de uma circunferência, obtemos a sua equação desenvolvida ou


equação geral da circunferência. Assim:

 x  x0 2   y  y02   r2  x2  2x0x  x20  y2  2y0y  y20  r 2


Assim :
x2  y2  2x0x  2y0y  x20  y20  r2  0
Fazendo :
a  2x0 , b  2y0 e c  x20  y20  r 2
Temos :
x2  y2  2x0x  2y0y  x20  y20  r2  0  x2  y2  ax  by  c  0

Assim, a equação geral de uma circunferência é x2  y2  ax  by  c  0 .

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 15


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

3. Posições relativas entre ponto e circunferência

As figuras a seguir mostram as possíveis situações entre um ponto e uma circunferência:

Fig. 14

4. Posições relativas entre a reta e a circunferência

As figuras a seguir mostram as possíveis situações entre uma reta e uma circunferência:

Fig. 15

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 16


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

5. Posições relativas de duas circunferências

As figuras a seguir mostram as possíveis posições entre duas circunferências:

Fig. 16

Aula 04: Estudo das Cônicas

1. Seções Cônicas

Uma seção cônica (ou simplesmente cônica) é uma curva obtida cortando-se qualquer cone de duas
folhas por um plano que não passa pelo seu vértice, chamado de plano secante. Assim, temos:

1º) Se o plano secante é paralelo a uma geratriz do cone, a cônica é uma parábola como mostra a figura
a seguir:

Fig. 17

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 17


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

2º) Se o plano secante não é paralelo a uma geratriz e corta só uma das duas folhas do cone, a cônica é
uma elipse como mostra a figura abaixo:

Fig. 18

3º) Se o plano secante não é paralelo a uma geratriz e corta ambas as folhas do cone, a cônica é uma
hipérbole como mostra a figura a seguir:

Fig. 19

OBS.: No caso de um plano que passa pelo vértice do cone, obtemos um ponto, uma reta ou um par de
retas concorrentes.

2. Elipse

É o conjunto de todos os pontos P do plano tal que é constante a soma d1 + d2 das distâncias d1 e d2,
respectivamente, de P a dois pontos fixos F1 e F2 chamados focos da elipse.

Fig. 20 d1 + d2 = constante

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 18


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

A elipse determinada por seus focos F1(-c, 0) e F2(c, 0), onde c  0 , e pela constante 2a > 2c, tem a
x2 y2
equação reduzida   1 e a² = b² + c².
a2 b2

Dada a elipse abaixo:

Fig. 21

Identificamos os seus elementos:

 Centro: C(0,0).

 Vértices: A1(-a, 0), A2(a,0), B1(-b,0) e B2(b,0).

 Focos: F1(-c, 0) e F2(c, 0).

 Eixo maior: A1A2

 Eixo menor: B1B2 ¨

c
 Excentricidade: e  0  e  1
a

Vamos praticar...

Deduza a equação de uma elipse.

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 19


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

3. Hipérbole

A hipérbole determinada por seus focos F1(-c, 0) e F2(c, 0), onde c  0 , e pela constante 2a < 2c, tem a
x2 y2
equação reduzida   1 e b² = c² - a².
a2 b2

Dada a hipérbole abaixo:

Fig. 22

Identificamos os seus elementos:

 Centro: C(0, 0).

 Vértices: V1(-a, 0) e V2(a,0).

 Focos: F1(-c, 0) e F2(c, 0).

b
 Assíntotas: y   x
a

c
 Excentricidade: e   e  1
a

Vamos praticar...

Deduza a equação de uma hipérbole.

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 20


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

4. Parábola

A parábola determinada por seu foco F(p,0) e por sua diretriz D: x =-p, tem equação reduzida: y2  4px .

Dada a parábola abaixo:

Fig. 23

Identificamos os seguintes elementos:

 Vértice: V(0, 0).

 Diretriz D: x =- p.

 Foco: F(p, 0).

Vamos praticar...

Deduza a equação de uma parábola.

IMPORTANTE!

As cônicas descritas anteriormente têm todos os focos no eixo x e centro ou vértice no ponto (0, 0). As
equações com centro ou vértice genérico (x0, y0) e focos em y = y0 são:

 x  x0   y  y0 
2 2

 1 com a2  b2  c2
Elipse: a2 b2 .

 x  x0   y  y0 
2 2

2
 2
1 com b2  c2  a2
Hipérbole: a b .

 y  y0   4p  x  x0 
2 2

Parábola: .

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 21


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

As respectivas equações com centro ou vértice genérico (x0, y0) e focos em x = x0 são obtidas trocando-
se (x – x0) por (y – y0) nas equações acima.

Vamos praticar...

1. Identifique a cônica a partir de sua equação, seus elementos e faça um esboço do seu gráfico:

a) 4x2  9y2  16x  18y  11  0 .

b) 25x2  36y2  100x  72y  836  0

c) 9x2  4y2  72x  24y  144  0

d) 16x2  9y2  160x  54y  885  0

e) x2  6x  4y  11  0

5. Reconhecimento de uma cônica pela equação (*)

Dada uma equação do tipo ax2  by2  cxy  dx  ey  f  0 . Vamos estudar dois casos:

1º) Caso: Quando c = 0.

ax2  by2  dx  ey  f  0 , completando os quadrados:

ax2  by2  dx  ey  f  0
2
 d d2   2 e e2  d2 e2
a  x2  x    b  y  y    f   0
 a 4a2   b 4b2  4a2 4b2
2 2
 d  e d2 e2
ax    b y    2
 f
 a  b 4a 4b2
ab 1
d2 e2
 x  d  y  e 
2 2
 f
4 4

d2 e2
Representa uma circunferência de centro em C(-d,-e) se   f >0. Mas também pode ser reduzida
4 4
à forma de uma elipse, de uma hipérbole ou de uma parábola. Ou ainda representar: um conjunto de
retas, um ponto ou o conjunto vazio.

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 22


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

2º) Caso: Quando c  0 .

ax2  by2  cxy  dx  ey  f  0


Sejam :
2a c d
  c 2b e   4ab  c2   ab
d e 2f

Usaremos, sem demonstração, o seguinte resultado:

  0,   0  representa uma elipse



  0  representa uma parábola
0
  0  representa uma hipérbole
  0,   0  conjunto vazio

2 2
Ainda dada a equação geral de 2º grau ax  2bxy  cy  2dx  2ey  f  0 , temos que:

Critério Caso Geral Casos Excepcionais

b2  ac  0 Hipérbole Duas retas concorrentes

b2  ac  0 Parábola Duas retas paralelas

b2  ac  0 Elipse Elipse pontual

Vamos praticar...

1. Identificar o lugar geométrico representado pela equação dada:

a) x2  4xy  4y2  12x  6y  0 .

b) x2  2xy  4y2  4x  0

c) 5x2  4xy  y2  24x  6y  5  0

d) 2x2  xy  x  y2  y  0

e) x2  4y2  4xy  3x  y  1  0

f) x2  3y2  xy  2x  4y  5  0

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 23


Canal YouTube: Afonso Carioca Oficial Facebook: Afonso Carioca
afonsocarioca@gmail.com / afonsocarioca@afonsocarioca.com.br
WAPP/TELEGRAM: (62) 98618-3847 / 99469-8239 / 98109-4036

2. Caracterizar cada uma das cônicas, identificando seus elementos principais:

a) 3x2  2y2  12x  4y  8  0

b) 2y  x2  2x  7  0

c) 4x2  3y2  6y  15  0

d) 4x2  9y2  8x  36y  4  0

e) x2  4y2  4x  24y  36  0

f) x2  y2  8x  4y  11  0

g) y2  8x  6y  17  0

h) 3x2  2y2  12x  8y  19  0

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1) GIOVANNI, José Ruy e BONJORNO, José Roberto

Matemática Completa – 2ª Edição Renovada – FTD – São Paulo - 2005

2) IEZZI, Gelson et alii

Fundamentos de Matemática Elementar – Vol 07 – Geometria Analítica

Atual Editora Ltda – 1977

AFONSO CARIOCA – AULAS ONLINE VIA SKYPE Página 24