Vous êtes sur la page 1sur 10

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GUANAMBI - UNIFG

ENGENHARIA CIVIL

RICARDO BORGES
PATRÍCIA GOMES

LISTA DE EXERCÍCIOS 1ª UNIDADE

Guanambi - BA
2018
1ª PARTE

01. O que é concreto e quais os seus principais constituintes?


Concreto é um material de construção proveniente da mistura, em proporção adequada,
de aglomerantes, agregados e água. O aglomerante une os fragmentos dos outros
materiais. No concreto em geral se emprega o cimento portland, que reage com água e
endurece com o tempo. Os agregados são partículas minerais que aumentam o volume
da mistura, reduzindo seu custo, podendo ser classificados em miúdos (areia) e graúdos
(pedras).

02. Quais as vantagens e desvantagens do uso do concreto armado?


Suas grandes vantagens são:
 É moldável, permitindo grande variabilidade de formas e de concepções
arquitetônicas;
 Apresenta boa resistência à maioria dos tipos de solicitação, desde que seja feito
um correto dimensionamento e um adequado detalhamento das armaduras;
 A estrutura é monolítica, fazendo com que todo o conjunto trabalhe quando a
peça é solicitada;
 Baixo custo dos materiais e, principalmente, da mão de obra.
 Processos construtivos conhecidos e bem difundidos em quase todo o mundo;
 Facilidade e rapidez de execução, principalmente se forem utilizadas peças pré-
moldadas;
 Os gastos com manutenção são reduzidos, desde que a estruturas seja bem
projetada e adequadamente construída;
 O concreto é pouco permeável à água,quando executado em boas condições de
plasticidade, adensamento e cura;
 É um material seguro contra fogo, desde que a armadura seja convenientemente
protegida pelo cobrimento;
 É resistente a choques e vibrações, efeitos térmicos, atmosféricos e a desgastes
mecânicos.

Suas grandes desvantagens são:


 Peso próprio bastante elevado, da ordem de 25 kN/m³;
 Dificuldades de reformas, demolições e desmontes;
 Não é um bom isolante térmico ou acústico;
 Alto impacto ambiental, onde 1 kg de cimento libera de 0,8 kg a 1,0 kg de C
na natureza.

03. Quais são as principais aplicações?


As principais aplicações do concreto são:
 Edifícios;
 Galpões e pisos industriais para fins diversos;
 Obras hidráulicas e de saneamento: barragens, tubos, canais, reservatórios,
estações de tratamento, etc;
 Rodovias, pavimentação de concreto, pontes, viadutos, passarelas, túneis,
galerias, obras de contenção, etc;
 Estruturas diversas: elementos de cobertura, chaminés, torres, postes, mourões,
dormentes, muros de arrimo, piscinas, silos, fundações, etc.

04. Em um elemento de concreto armado, qual a função do concreto e do aço?


O concreto absorve os esforços de compressão e protege as armaduras contra a
corrosão. As barras de aço, por sua vez, absorvem os esforços de tração da peça e
aumentam a capacidade de carga das peças comprimidas.

05. Porque a aderência entre o concreto e o aço é uma das propriedades mais
importantes?
A aderência entre o concreto e as barras de aço no concreto armado proporciona uma
atuação conjunta entre os dois, porque permite, por exemplo, a transferência das tensões
de tração não absorvidas pelo concreto para as barras da armadura.

06. Qual a principal norma do concreto?


NBR 6118/2014 – Projeto de Estruturas de Concreto

07. Quais as principais propriedades do concreto?


As principais propriedades do concreto são a resistência à compressão, a
deformabilidade e a durabilidade.
08. O que é
é a resistência característica do concreto à compressão, obtida através da
interpretação de ensaios a compressão de um grande número de corpos de prova.

09. Como a resistência a compressão axial do concreto se comporta ao longo do


tempo?
A resistência do concreto à compressão varia com o tempo, de modo que, em ensaios
laboratoriais, conclui-se que o ganho de resistência do concreto à compressão nos
primeiros 28 dias é extraordinário, reduzindo drasticamente essa velocidade a partir
desta data. Embora a resistência ainda aumente com o tempo, os valores dos primeiros
28 dias são determinantes na resistência à compressão da peça.

10. Porque a resistência do concreto tende a se estabilizar com 28 dias?


A variação da resistência do concreto ocorre em função do grau de hidratação do
cimento ou às dinâmicas das reações de hidratação e condições adequadas de cura, que
ocorrem mais decisivamente nos primeiros 28 dias.

11. O que é módulo de elasticidade tangencial e secante? Como são calculados?


Módulo de elasticidade é a relação entre as tensões atuantes e a deformação longitudinal
resultante desta tensão. O Módulo de Elasticidade Tangencial ou Longitudinal
representa a inclinação da tangente à curva para qualquer ponto do diagrama tensão
deformação. Seu valor é dado por:

Sendo igual a 1,2, 1,0, 0,9 e 0,7, para basalto/diabásio, granito/gnaisse, calcário e
arenito respectivamente.
O módulo de elasticidade secante é utilizado nas análises plásticas de projeto,
especialmente para determinar esforços solicitantes e verificar estados limites de
serviço. É estimado por:
12. O que é ? Como ele é determinado?
é a resistência de cálculo ou de dimensionamento à compressão do concreto. Ele é
obtido através da minoração da resistência característica do concreto

13. Qual o significado do coeficiente 0,85 que multiplica o valor de na


determinação da tensão máxima do concreto?
É outro critério de segurança para minorar a resistência à compressão do concreto. Ele é
determinado a partir do diagrama de tensão para deformação à compressão do concreto,
que apresenta uma parte retangular e outra parte curva. Uma aproximação desse
diagrama é o diagrama retangular, aceito pela NBR 6118, no qual a tensão é 0,85
caso a largura da seção, medida paralelamente à linha neutra, não diminuir a partir desta
para a borda comprimida e 0,80 no caso contrário.

14. Como a relação água/cimento influencia na resistência?


O fator A/C é de importância imensurável para o nível de resistência do concreto e para
a vida útil das edificações. Geralmente, o fator água/cimento está em torno de 0,4 – 0,7.
Por exemplo, se uso 100kg de cimento e 50kg de água, tenho uma relação água/cimento
de 0.5. Se o concreto estiver 0,3 ficará muito difícil de trabalhar, se estiver 0,8 ficará
muito fraco. Porém não é só isso, o excesso de água aumenta a retração do concreto
depois de seco que causará mais fissuras.

15. O que é e como ele é determinado?


É a resistência característica do aço (tensão de escoamento), determinada a partir da
minoração da resistência do aço.

16. Qual a classificação das ações que atuam nas estruturas de concreto armado?
As ações que atuam nas estruturas de concreto podem ser permanentes, oriundas do
peso próprio e dos revestimentos, variáveis, advindas do tipo de ocupação prevista para
a edificação e totais, fruto da soma das cargas permanentes e variáveis. Ainda há as
ações excepcionais, que são aquelas de duração extremamente curta e muito baixa
probabilidade de ocorrência durante a vida da construção, mas que devem ser
consideradas no projeto de determinadas estruturas.

17. Como são determinados os valores característicos das ações permanentes?

18. O que são os estados limites últimos?


São aqueles que correspondem à máxima capacidade portante da estrutura, ou seja, sua
simples ocorrência determina a paralisação, no todo ou em parte, do uso da construção.

19. O que são os estados limites de serviço?


São aqueles que correspondem a condições precárias em serviço. Sua ocorrência,
repetição ou duração causam efeitos estruturais que não respeitam condições
especificadas para o uso normal da construção ou que são indícios de comprometimento
da durabilidade.

20. Quais são os domínios de deformação associados à flexão simples?


Na flexão, como a tração é resistida pela armadura, a posição da linha neutra deve estar
entre zero e d (domínios 2, 3 e 4), já que para x < 0 (domínio 1) a seção está toda
tracionada, e para x > d (domínio 4a e 5) a seção útil está toda comprimida. No domínio
2, a ruína se dá por deformação plástica excessiva do aço, com a deformação máxima de
10‰; portanto, σsd = fyd. A deforma ão no concreto varia de 0 até 3,5‰ (Figura 7.4).
Logo, o concreto não trabalha com sua capacidade máxima e, portanto, é mal
aproveitado. A profundidade da linha neutra varia de 0 até 0,259d. No domínio 3, a
ruína se dá por ruptura do concreto com deformação máxima εc = 3,5‰ e, na armadura
tracionada, a deformação varia de εyd até 10‰, ou seja, o a o está em escoamento, com
tensão σs = fyd (Figura 7.5). É a situação ideal de projeto, pois há o aproveitamento
pleno dos dois materiais. A ruína é dúctil, pois ela ocorre com aviso, havendo fissuração
aparente e flechas significativas. Diz-se que a seção é subarmada. A posição da linha
neutra varia de 0,259d até x34 (0,259 < βx < βx34). Assim como no domínio 3, o
concreto encontra-se na ruptura, com εc = 3,5‰. Porém, o a o apresenta deforma ão
abaixo de εyd e, portanto, ele está mal aproveitado.
21. Porque não é desejável dimensionar uma seção de concreto armado no domínio
4?
O dimensionamento nesse domínio é uma solução antieconômica, além de perigosa,
pois a ruína se dá por ruptura do concreto e sem escoamento do aço. É uma ruptura
brusca, ou seja, ocorre sem aviso. Quando as peças de concreto são dimensionadas
nesse domínio, diz-se que elas são superarmadas, devendo ser evitadas.

2ª PARTE

1. Calcular e detalhar as armaduras de flexão (longitudinal) para a viga de base


igual a 15 cm e altura igual a 30 cm, para diversos valores de solicitação de
momento. Dados , cobrimento igual a 2,5 cm, .

(a)

(b)
2. Calcular e detalhar as armaduras de flexão (longitudinal) para a viga de base

igual a 15 cm e altura igual a 50 cm, para diversos valores de solicitação de

momento. Dados , cobrimento igual a 2,5 cm, .

(a)

(b)
3. Calcular e detalhar as armaduras de flexão (longitudinal) para a viga de base

igual a 12 cm e altura igual a 35 cm, para diversos valores de solicitação de

momento. Dados , cobrimento igual a 2,5 cm, .

Obs.: Armar com armadura dupla.

(a)
4. Calcular e detalhar as armaduras de flexão (longitudinal) para a viga de base

igual a 12 cm e altura igual a 35 cm, para diversos valores de solicitação de

momento. Dados , cobrimento igual a 2,5 cm, .

Obs.: Considerar a seção T, com .

(a)