Vous êtes sur la page 1sur 4

Uma iniciativa da ECOCHOICE e do iiSBE Portugal, em parceria com o LNEG

Nova ferramenta de avaliação e certificação


da construção sustentável lançada em Portugal

Lisboa, 25 de Junho de 2009: A ECOCHOICE e o iiSBE Portugal em cooperação com o


Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), apresentaram hoje em Lisboa a
ferramenta de avaliação e certificação da construção sustentável SBToolPT. Avaliar e
classificar o desempenho de um edifício face às melhores práticas e à prática convencional é
a grande valência da SBToolPT que se destaca pelo aspecto inovador e abrangência
internacional.

«O SBToolPT é o resultado da adaptação do SBTool internacional à realidade portuguesa.


Processo este que foi conduzida pela Associação iiSBE Portugal em colaboração com o
LFTC-UM e a ECOCHOICE», afirma Isabel Santos, administradora da ECOCHOICE.

A metodologia implementada na ferramenta SBToolPT tem por base a estrutura do sistema


internacional de avaliação da sustentabilidade SBToolPT (Sustainable Building Tool). «O
SBTool é um sistema internacional, voluntário, de avaliação e reconhecimento da
sustentabilidade de edifícios», explica Isabel Santos. Este sistema, desenvolvido pela
associação sem fins lucrativos iiSBE (international initiative for the Sustainable Built
Environment), é o resultado da colaboração em consórcio de equipas de mais de 20 países da
Europa, Ásia e América.

O sistema SBToolPT está dividido em três dimensões que englobam nove categorias e 30
parâmetros. No caso da dimensão ambiental, estão englobadas as categorias: alterações
climáticas e qualidade do ar exterior; biodiversidade, energia, utilização de materiais e
produção de resíduos sólidos e consumo de água e efluentes; da dimensão social: o conforto e
saúde dos ocupantes, bem como a acessibilidade e a sensibilidade e educação para a
sustentabilidade; e da dimensão económica a avaliação dos custos de ciclo de vida dos
edifícios (custo inicial e custos de operação).

«Neste momento já estão avaliados os primeiros casos para certificação pelo SBToolPT»,
indica a responsável da ECOCHOICE. No encontro de hoje, os dois projectos nacionais foram
apresentados – os empreendimentos de Armação de Pêra e de Ponte da Pedra – marcando o
arranque da aplicação da ferramenta em Portugal.

Segundo Teresa Ponce de Leão, Presidente do LNEG, neste momento a certificação segundo
esta metodologia é voluntária pelo que se está a fazer um enorme esforço de disseminação
aos interessados do sector no sentido de explicar as suas mais valias, nomeadamente como é
possível construir melhor e com menores custos não pensando apenas no curto-prazo mas sim
nos ganhos ao longo do tempo de vida útil dos edifícios. A responsável pelo laboratório
tutelado pelo Ministério da Economia e da Inovação, acrescenta ainda que “Se envolvermos
todos os intervenientes do sector da construção, desde os produtores, aos consumidores até
ao legislador do edificado, transmitindo as vantagens deste sistemas e comprometendo todos
os actores, seguramente poderemos traduzir esta filosofia de construção em normas que
permitam comparar os produtos do mercado LNEG para além ter em curso a avaliação do seu
edifício Solar XXI segundo esta metodologia quer ser um parceiro activo na aceleração desta
metodologia como uma boa prática na construção”.

O SBToolPT pode ser utilizado na sua versão informática (ferramenta de cálculo web-based)
ou manualmente (através do preenchimento de folhas de cálculo). Este sistema pode ser
utilizado pelos projectistas na avaliação da sustentabilidade dos seus projectos e traduz-se
simultaneamente numa base para a concepção de edifícios mais sustentáveis.

O processo de certificação é composto por diversas etapas:

1) Registo. Registo do projecto a avaliar na página de internet da ferramenta SBToolPT;

2) Pré-avaliação. O projectista fornece os dados necessários à avaliação na ferramenta


Web-based, submetendo posteriormente os resultados, conjuntamente com os
elementos de projecto necessários, à iiSBE Portugal;

3) Verificação. A iiSBE Portugal verifica se o processo foi bem instruído e se o projecto


reúne as condições necessárias à certificação;

4) Validação. A iiSBE Portugal submete os resultados da pré-avaliação, conjuntamente


com os elementos de projecto, a um Auditor Qualificado em Avaliação da Construção
Sustentável (AQACS). É da responsabilidade do AQACS a validação e certificação dos
resultados obtidos na pré-avaliação e a introdução das correcções necessárias;
5) Certificação. A etapa final corresponde à emissão do Certificado de Sustentabilidade
e é da responsabilidade da iiSBE.

«Como os sistemas de avaliação de construção sustentável devem ser adaptados à


realidade de cada País, revelando quais as vertentes mais ou menos significativas em cada
espaço concreto, é necessário transpor os parâmetros do sistema SBTool para a realidade
nacional», acrescenta Isabel Santos. Foi neste sentido que a EcoChoice se associou à
Universidade do Minho para apoiar o processo de adaptação do sistema SBTool para Portugal.

Mais informação, consultar: http://www.sbtool-pt.com

Sobre a ECOCHOICE:

A ECOCHOICE tem como missão desenvolver instrumentos necessários para o apoio ao uso
racional de energia e eficácia ambiental na construção. Trata-se de uma empresa de
consultoria em construção sustentável, que pretende criar as melhores soluções e estratégias
para atingir a sustentabilidade nos edifícios e território.

A ECOCHOICE é criadora de um conceito inovador e uma forma diferente de trabalhar com os


seus clientes:
- Pretende gerir todas as especialidades na construção, para atingir e criar no mercado a
construção sustentável
- Desenvolve certificações ambientais/construção sustentável/energética entre outras, mais
adequadas a cada caso.

A ECOCHOICE dispõe de técnicos devidamente credenciados e certificados para desenvolver


todo o processo de avaliação e candidatura de empreendimentos de acordo com vários
sistemas de avaliação de Construção Sustentável, nomeadamente o sistema SBTool PT.

Sobre a iiSBE:

iiSBE é o acrónimo da expressão inglesa "International Initiative for a Sustainable Built


Environment". Trata-se de uma organização internacional sem fins lucrativos que desenvolve
actividades em vários países. O principal objectivo é a promoção de práticas sustentáveis na
indústria da construção internacional. O iiSB promove a investigação e a alteração de
políticas, com especial ênfase no desempenho global dos edifícios e sua avaliação. Nos corpos
directivos conta com a participação de 16 Países e encontra-se sedeada em Octava (Canadá).

Principais actividades da iiSBE:

• Coordenação do processo internacional Sustainable Building Challenge (antigamente


designado por GBC);
• Desenvolvimento de um sistema de avaliação e reconhecimento da construção
sustentável, agora designado por SBTool;
• Organização de sessões técnicas duas vezes por ano;
• Manutenção e desenvolvimento da base de dados on-line SBIS acerca da construção
sustentável;
• Suporte de um grupo de trabalho na área da Educação para a Sustentabilidade;
• Acessoria às delegações locais e organizações associadas.

Sobre a iiSBE Portugal:

A iiSBE Portugal é uma associação sem fins lucrativos que representa a nível nacional a missão
da International Initiative for Sustainable a Built Environment (iiSBE).

Os principais objectivos são:

• Formar Avaliadores Qualificados em Avaliação da Construção Sustentável (ACS)


• Adaptar o SBTool à realidade nacional;
• Certificar a sustentabilidade de edifícios;
• Apresentar e constituir um Fórum nacional de discussão acerca de iniciativas de
construção sustentável que se desenvolvem nas diversas entidades locais e regionais
que participam na construção sustentável;
• Promover, representar e fazer-se representar em iniciativas de carácter normativo e
legislativo.