Vous êtes sur la page 1sur 3

24ª Semana do Tempo Comum – Sábado

Segunda leitura
Do Sermão sobre os pastores, de Santo Agostinho, bispo
(Sermo 46,11-12: CCL 41,538-539)
Oferece a atadura do conforto
(Séc. V)
Diz a Escritura: Deus castiga todo aquele que reconhece
como filho (Hb 12,6). E tu dizes: “Quem sabe ficarás de fora?”
Se ficares fora do sofrimento dos castigos, ficarás de fora do
número dos filhos. “Quer dizer então, perguntas, que castiga
todo filho?”
Castiga sem exceção todo filho, como também o Único. O
Unigênito, nascido da substância do Pai, igual ao Pai na forma
de Deus, o Verbo por quem tudo foi feito, este não tinha por
onde ser castigado. Para isto revestiu-se de carne, de modo a
não ficar sem castigo. Aquele, pois, que castiga o Único sem
pecado, irá poupar o adotado pecador? Fomos chamados para a
adoção, assegura o Apóstolo. Recebemos a adoção de filhos,
24ª Semana do Tempo Comum – Sábado

para sermos coerdeiros do Único, sermos também sua herança:


Pede-me e eu te darei as nações por herança (Sl 2,8). Deu-nos o
exemplo em seus sofrimentos.
Todavia para que o fraco não desanime totalmente ante as
provações futuras, nem se iluda com falsa esperança nem se
deixe abater pelo medo, diz-lhe: Prepara tua alma para a
tentação (Eclo 2,1). Talvez comece a escorregar, a tremer, a não
querer aproximar-se. Lês em outro lugar: Fiel é Deus que não
permitirá serdes tentados além do que podeis suportar (1Cor
10,13). Afirmar e anunciar futuros sofrimentos é fortalecer o
enfermo. Se prometes a misericórdia de Deus a quem está por
demais acovardado, e por isso aterrorizado, não porque faltarão
provações, mas porque Deus não permite alguém ser tentado
acima de suas forças, estás com isto medicando a fratura.
Há alguns que, ouvindo falar de futuras tribulações, se
armam ainda mais e têm sede delas como de bebida. Julgam
fraco o remédio dos fiéis e buscam a glória dos mártires. Há
outros, porém, que com o anúncio das futuras e necessárias
provações, que precisamente devem vir ao cristão e não
atingem senão ao que quiser ser sinceramente cristão, na
iminência delas, ficam alquebrados e vacilam.
Oferece-lhe a atadura da consolação, pensa o que está
fraturado. Dize: “Não tenhas medo. Não te abandonará nas
provações aquele em quem acreditaste”. Fiel é Deus que não
permitirá seres tentado acima do que podes suportar. Não sou
eu que digo isto, mas o Apóstolo: Quereis conhecer por
experiência que Cristo fala em mim? (cf. 2Cor 13,3). Portanto,
ouvindo estas palavras, ouves a Cristo, ouves aquele pastor que
apascenta Israel. A ele disseram: Tu nos darás a beber lágrimas,
com medida (Sl 79,6). O apóstolo diz: Não permitirá serdes
tentados além do que podeis suportar. É a mesma coisa que
dissera o Profeta: Com medida. Somente não despeças aquele
que corrige e exorta, amedronta e consola, fere e cura.
24ª Semana do Tempo Comum – Sábado

Responsório Sl 43(44),23.12; Rm 8,37


R. Por vossa causa nos massacram cada dia
e nos levam como ovelhas ao matadouro.
* Mas em tudo somos mais que vencedores,
por meio de Jesus que nos amou.
V. Como ovelhas nos levastes para o corte
e no meio das nações nos dispersastes.
* Mas em tudo somos mais que vencedores,
por meio de Jesus que nos amou.
Oração
Ó Deus, criador de todas as coisas, volvei para nós o vosso
olhar e, para sentirmos em nós a ação do vosso amor, fazei que
vos sirvamos de todo o coração. Por nosso Senhor Jesus Cristo,
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora
V. Bendigamos ao Senhor.
R. Demos graças a Deus.