Vous êtes sur la page 1sur 2

PRAÇA DOM PEDRO II: UM ESPAÇO VIVO DE RESGATE

HISTÓRICO-VISUAL

ARTIGO APRESENTADO NA DISCIPLINA DE FUNDAMENTOS DA LINGUAGUEM


BIDIMENSIONAL E TRIDIMENSIONAL – LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS

CAROLINA, Ana 1
MATOS, Lucas 2
MARIA, Carolina 3
Blenner 4
Beatriz 5

RESUMO

O presente trabalho busca correlacionar os elementos artísticos, visuais, arquitetônicos e


históricos da Praça Pedro II, de forma conjunta a toda extensão de estruturas presentes na
Avenida Pedro II. De construções monumentais a elementos menos expressivos, como as
‘’luminárias-símbolos’’ da capital, a Praça Pedro II contempla uma vasta área para se
estudar o princípio dos elementos visuais, além de ser um espaço de resgate histórico: o
nome primitivo derivou da presença do Governador Joaquim de Melo e Póvoas, instalado
na barreira da antiga fortificação francesa, o edifício-sede do Governo da Capitania, hoje
Palácio dos Leões. Pela resolução nº 20 de dezembro de 1904, da Câmara Municipal,
mudou-se o primitivo nome para Avenida Maranhense, que posteriormente foi mudado
para Praça Dom Pedro II. Podemos encontrar a base da representação visual em toda
extensão da praça: formas, linhas, tons e texturas em maior ou menor grau. O Palácio dos
Leões, a alma da praça, tem como característica a arquitetura neoclássica: formas
geométricas regulares e espaçadas, remetendo à forma e ritmo, e, uso de linhas
perpendiculares na ornamentação. Já o Palácio de La Ravardière (sede da prefeitura de
São Luís) possui uma fachada simétrica com uma escalação de tons. Além de outros
elementos presentes na praça, como estátuas de bronze, bancos e luminárias. Ao longo da
avenida que corta a praça podemos ver outros elementos mais básicos, como linhas e
setas, representando limites ou direções.

Palavras-chave: Artes Visuais; História; Praça Dom Pedro II;

ABSTRACT

The present work seeks to correlate the artistic, visual, architectural and historical
elements of Praça Pedro II, together with all the extension of structures present in Pedro
II Avenue. From monumental constructions to less expressive elements, such as the ''
lamp-symbols '' of the capital, Praça Pedro II contemplates a vast area to study the
principle of the visual elements, besides being a space of historical rescue: the primitive
name derived of the presence of the Governor Joaquim de Melo and Póvoas, installed in
the barrier of the old French fortification, the headquarters building of the Government
of the Captaincy, now Palace of the Lions. By the resolution nº 20 of December of 1904,
of the City council, the primitive name was changed to Avenue Maranhense, that later
was changed to Place Dom Pedro II. We can find the basis of visual representation
throughout the square: shapes, lines, tones and textures to a greater or lesser degree. The
Palace of Lions, the soul of the square, is characterized by neoclassical architecture:
regular and spaced geometric shapes, referring to shape and rhythm, and the use of
perpendicular lines in ornamentation. Already the Palace of La Ravardière (seat of the
city hall of São Luís) has a symmetrical facade with a tone tonality. In addition to other
elements present in the square, such as bronze statues, benches and lamps. Along the
avenue that cuts the square we can see other more basic elements, like lines and arrows,
representing limits or directions.

Keywords: Visual arts; History; Dom Pedro II Square;

_____________
1
Graduanda do Curso de Artes Visuais do IFMA – 1° período; 2Graduando do Curso de Artes Visuais do
IFMA – 1° período; 3Graduanda do Curso de Artes Visuais do IFMA – 1° período; 4Graduando do Curso
de Artes Visuais do IFMA – 1° período; 5 Graduanda do Curso de Artes Visuais do IFMA – 1° período